A sociedade torturadora de bebês

0831738

Sabino (autor do blog A Lógica do Sabino) é a prova viva de que inteligência e religiosidade não são, necessariamente, atributos incompatíveis. Suponho eu que seja ele, também, uma pessoa muito decente e boa. Tão decente e tão boa a ponto de nunca pensar em cumprir todas as ordens do Deus esquizofrênico que ele diz seguir. Quero crer que Sabino nunca reuniria uma turba de cristãos para apedrejar até à morte um homem que estivesse trabalhando no dia de sábado, por exemplo. E quero crer, também, que ele deve ter uma boa desculpa para não fazer isso, visto que foi o próprio Deus que deu tal orientação [Números 15:32-36].

Um bom motivo para o Sabino não seguir essa ordem maluca do Deus cristão é o fato de que, se o fizesse, ele seria preso por formação de quadrilha e homicídio triplamente qualificado. Isso me parece um bom motivo, mas, recentemente, ouvi outro de um teólogo:

“Os autores dos livros sagrados não psicografaram a Bíblia. Foram inspirados por Deus a escrever os textos, daí terem colocado neles suas limitações intelectuais, seus costumes e sua moral.”

Como já escrevi em outros posts, o crente segue certos versículos bíblicos à risca, como se fossem uma verdade incontestável e imutável, a letra fria da lei, a palavra viva do seu Deus; já outros versículos (quando não livros inteiros, como o de Jó) são considerados alegóricos ou poéticos; e outros tantos eles dizem ser relacionados apenas à época em que foram escritos, sem efeito nos dias de hoje. E acho que muitos dão graças a Deus por isso, porque aquele papo de Jesus Cristo de ter que se desfazer de tudo e sair por aí pregando o Evangelho para ser salvo seria algo que eles não iriam dar muito crédito mesmo.

— A cobra falante?

— É uma alegoria, Barros… Afffff…

— É pra apedrejar a mulher que trai o marido?

— Não, Barros, isso era o costume da época.

— O dízimo…

— Tem que dar o dízimo sim. É sagrado. Está na Bíblia. E a Bíblia é a palavra de Deus.

Não sei como nunca sugeriram ao Vaticano reimprimir o livro sagrado católico com o texto indicando, em itálico, o que é alegoria, em vermelho, o que não deve mais ser aplicado atualmente, e, em negrito, a palavra imutável de Deus… Acho que ficaria mais fácil assim.

No meu texto A moral de Deus?, Sabino fez um comentário na mesma linha do jogo de palavras de Tomás de Aquino, segundo o qual só se pode atribuir uma gradação a uma qualidade se você fizer referência a um máximo dessa qualidade, que seria, no caso, Deus. Dizemos que alguém é bom, ou muito bom, porque comparamos com a bondade suprema de Deus. (?)

Sabino me questiona sobre o critério que usei para dizer que machismo, sexismo e racismo são atributos deploráveis. Isso me lembra um outro comentário de um conterrâneo do Sabino, o Mats. Ele me disse, certa vez, que, se não fosse Deus, poderíamos fazer qualquer coisa, até torturar bebês, pois não haveria um padrão pelo qual se pudesse dizer que torturar bebês fosse uma coisa errada.

Eu gosto de conversar com crentes. Só me enche de orgulho e alívio por ser ateu. Parece que os religiosos acham que seríamos monstros sobre a Terra se não fosse o Deus deles. Seríamos canibais, estupraríamos as nossas mães, torturaríamos bebês…

Vou me esforçar ao máximo para deixar o meu orgulho ateu de lado e explicar, da forma mais direta possível, por que não precisamos de nenhum deus para sermos bons, por que não é Deus que nos impede de torturar bebês.


[Clique aqui para a continuação ]

Anúncios

17 Respostas

  1. Mats é uma figura. Se eu não conhecesse bem os teístas acharia que ele só está zuando ao postar as coisas que posta no http://genesiscontradarwin.blogspot.com

    Ética e Religião é um dos melhores temas tratarmos em nossos blogs.

    O teísta simplesmente não consegue aceitar que não precisamos do deus deles para sermos boas pessoas.

    Já citei em um blog de um teísta o exemplo dos saques a cargas em acidentes em rodovias. Não é preconceito supor que a maioria dos saqueadores sejam cristãos, já que a maioria de nossa população é cristã. No entando isso não os impele de roubar a carga enquanto o motorista nada pode fazer para contê-los.

    Sem contar o caso das penitensiárias lotadas de cristãos e rarefeitas em ateus. Fato que os teístas insistem em tratar como se não significasse nada.

  2. Ética e Religião é um dos melhores temas para tratarmos em nossos blogs.*

  3. Agradeço o post dedicado a mim.

    Pelo pouco que li aqui, não me admira o por quê das caricaturas do cristianismo que pintas aqui. Escusavas era de deixar tão patente a tua ignorância em relação à bíblia e à sua mensagem.

    Vejamos:

    “Quero crer que Sabino nunca reuniria uma turba de cristãos para apedrejar até à morte um homem que estivesse trabalhando no dia de sábado, por exemplo. E quero crer, também, que ele deve ter uma boa desculpa para não fazer isso, visto que foi o próprio Deus que deu tal orientação [Números 15:32-36].”

    Jesus Cristo disse que veio cumprir a lei:

    “Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir.” (MATEUS 5:17)

    A bíblia diz que somos salvos pela graça e não pela lei:

    “Pois o pecado não terá domínio sobre vós, porquanto não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.” (Romanos 6:14)

    Daí eu não apedrejar ninguém se vir um homem trabalhar ao sábado. Não o tenho de fazer pois já não vivo segundo a lei.

    O pior disto tudo, é que eu sei vais fazer ouvidos moucos e vais continuar a demonstrar a tua ignorância bíblica noutro post futuro e vais voltar a usar o mesmo argumento, desprovido de qualquer sentido bíblico. Mas pronto, não se pode esperar muito de um ateu inconsistente com a sua visão do mundo.

    Agora o que te falta mostrar é por que motivo, segundo uma cosmovisão ateísta evolucionista, é que uma sociedade que apedreje uma pessoa por trabalhar ao sábado é uma sociedade moralmente errada. Estou certo que te vais esforçar por explicar no 2º post (ou não).

    Boa sorte

  4. […]uma sociedade que apedreje uma pessoa por trabalhar ao sábado é uma sociedade moralmente errada.

    Eu ja comentei no ultimo texto o porque de eu achar isso errado, então não vou repetir, mas por que você acha que isso não é moralmente errado?

  5. Jesus Cristo diz que veio para cumprir a lei, que mandava apedrejar quem não guardasse o sábado. Depois ele diz que o sábado foi feito para o homem, não o contrário, como fez em muitos outros pontos, desafiando a própria lei que ele disse ter vindo cumprir… Vai entender né? O Manual que Deus mandou escrever para salvar nossas almas precisava ser assim tão contraditório?

    E a sua resposta:

    Uma sociedade que manda apedrejar alguém por trabalhar no sábado está moralmente errada segundo o padrão moral da sociedade na qual vivemos hoje.

    Nada a ver com Deus, pois, se tivesse, você deveria, sim, seguir as ordens do seu chefe e apedrejar o povo que não guarda o sábado, que é adúltero, homossexual, etc., visto que ele tem essa moral como válida e não suporta desobediência.

    Se você não faz isso, e me diz que não o faz complicando a resposta ao mencionar Jesus com sua posição explicitamente contraditória — “Vim cumprir a lei”, “O sábado foi feito para o homem, não o homem para o sábado” — está sendo apenas desonesto. Você apenas usa versículos separados da Bíblia de acordo com a conveniência, o que só serve para reforçar o meu ponto de vista aqui: o crente escolhe o que deve e o que não deve seguir da palavra do seu Deus.

  6. E a questão de você viver ou não viver “segundo a lei” é irrelevante aqui. A questão é que Deus achava justo matar a pedradas quem não guardasse o sábado. Se não é mais preciso fazer isso, então devemos supor que Deus, o fiel, mudou sua moral?

  7. Rapaz, eu sempre achei muito louco essa questão ”sabatina” …hehehe…

    Na verdade ainda se destaca acima de qualquer discussão:

    ‘Vivemos ou viveremos de acordo com o que? ”
    Quais regras da casa ”seguir” ,afinal?

    A de cada pastor, como interpretará o sabado para sua legião de fracos seguirem?
    Aos ”escritores” biblicos que competiam entre si(pelo jeito) , e a interpretação pessoal de quem baseia sua vida inteira nessa leitura?

    Só a vida é CURTA, e a inteligencia não precisa ser, acredito que não simplificar algo tão básico como a história dentro da nossa atualidade, a tendência é o sofrimento mesmo da espécie futura …

    Claro, a insistencia se dá nesses assuntos ”pobres” (pois tão contraditórios assim !) com um único OBJETIVO : ganhar,arrecadar,etc na base do menor esforço. Por que me recuso acreditar que alguém com inteligência, juízo,cultura, visão e outras qualidades mais, ACREDITE MESMO em ”MEMÓRIAS IN” com todos os problemas que temos hoje dentro dessa sociedade … Sendo assim capitalista, e este só pode seguir o vetor do ”arrecadamento” $$$$$$$$ …. Esse é o ser humano!

  8. Barros,

    “Uma sociedade que manda apedrejar alguém por trabalhar no sábado está moralmente errada segundo o padrão moral da sociedade na qual vivemos hoje.”

    Mas por ser errado hoje na sociedade em que vives, não quer dizer que fosse errado na sociedade que citas. E como a moral para ti é construída pela sociedade, não tens de dizer que a tua é mais correcta ou melhor que a dos outros. Ao fazê-lo, apenas estás a mostrar a inconsistência do teu sistema de visão ateísta do mundo. Não tens padrão absoluto, o teu argumento morre logo.

    “Nada a ver com Deus, pois, se tivesse, você deveria, sim, seguir as ordens do seu chefe e apedrejar o povo que não guarda o sábado, que é adúltero, homossexual, etc., visto que ele tem essa moral como válida e não suporta desobediência.”

    Enfim… já te foi explicado que o que a bíblia diz sobre a lei e a graça. Se queres continuar a agarrar-te a este argumento, be my guest. Se te sentes bem a atacar um cristianismo de palha, força nisso. Tu ignoras toda a História e mensagem bíblica do novo testamento, que é a base do Cristianismo, e achas que estás a causar algum dano no Cristianismo eheh… Se calhar devias discutir era com judeus, que se atêm ao Antigo testamento.

    “Você apenas usa versículos separados da Bíblia de acordo com a conveniência, o que só serve para reforçar o meu ponto de vista aqui: o crente escolhe o que deve e o que não deve seguir da palavra do seu Deus.”

    Barros, não tenho culpa que tu desconheças por completo aquilo que pensas estar a atacar. A ignorância cura-se. A arrogância é que já é mais complicado.

  9. O desespero em procurar explicações no que crê deixa algumas pessoas cegas… Não vê que a palavra de um deus eh por obrigação válido para qualquer época, não deve haver essa de que nesse tempo era moralmente aceito e agora não é.
    Bem que quando tem alguma coisa na bilbia q serve para os dias de hoje todo crente bate no peito dizendo que sua biblia eh atemporal….
    No final das contas, colocando os pingos nos i’s….
    Os homens bomba que estão religiosamente certos….
    por mais que possamos achar errada suas atitudes eles ao menos vivem suas religiões verdadeiramente…
    Mas ainda penso que religião tinha que ser banida…
    por isso que ela eh o que eh e leva gente a fazer o que faz….
    Certos com sua religião mas errados por acreditarem em algo ilusório, imaginativo e ainda sacrificarem-se por isso!

    E mesmo que me venha dizer que foi o homem que escreveu não eh admissivel para um cerebro dotado de inteligencia que eu mando e ainda mando com leis confusas e que quem tem a obedecer que se vire para decifrar….

    Mesmo que compreenda de forma diferente de todas as pessoas e que possua a forma correta de interpretação (o que jah seria errado) e as outras pessoas?

    fabenrik

  10. Fabenrik, você já disse tudo, mas eu só queria cotar o nosso amigo Sabino, para chamar à atenção para um ponto que, ao que parece, ele não notou.

    Sabino escreveu:

    Mas por ser errado hoje na sociedade em que vives, não quer dizer que fosse errado na sociedade que citas. E como a moral para ti é construída pela sociedade, não tens de dizer que a tua é mais correcta ou melhor que a dos outros. Ao fazê-lo, apenas estás a mostrar a inconsistência do teu sistema de visão ateísta do mundo. Não tens padrão absoluto, o teu argumento morre logo.

    Veja isso: Deus ordena o apedrejamento do homem que foi pego apanhando lenha no dia de sábado. Eu acho que o Sabino disse que a moral vem de Deus, logo, o povo daquele tempo considerou correto apedrejar o infeliz lá, porque assim considerava Deus ser o correto.

    Hoje o Sabino diz que não precisa apedrejar mais ninguém que trabalhe no dia de sábado, porque ele, Sabino, não vive sob a Lei, mas sob a Graça. Até aí nada de mais.

    Só que parece que o Sabino não nota que a moral do Deus cristão, como observou o Fabenrik, é, ou supõe-se que seja, imutável. Deus, hoje, 16/11/2006, considera correto apedrejar quem descumpre suas ordens: homossexuais, adúlteros, transgressores do sábado, filhos rebeldes, descrentes, etc.

    Se o Sabino não faz isso, é porque acintosamente está indo de encontro à moral do Deus dele. Ou isso, ou terei que supor que ele só não apedreja ninguém porque não quer ir pra cadeia.

  11. Barros, diz-me o versículo da bíblia que diz que as ordens e leis morais que Deus dá ao ser humano são imutáveis, por favor.

  12. BARROS, GOSTEI DO NOVO LOOK QUE DEU AO BLOG, E GOSTEI DESSE POST*
    BEIJINHOS…………….

  13. ”Os autores dos livros sagrados não psicografaram a Bíblia. Foram inspirados por Deus a escrever os textos, daí terem colocado neles suas limitações intelectuais, seus costumes e sua moral.”

    HIHIHI………….

    BRAVISSIMO!!!TEXTO**

  14. Ah então me diga @alogicadosabino onde fica a segunda edição da biblia com as regras atualizadas para a época….

    aff

  15. […] A sociedade torturadora de bebês […]

  16. […] A sociedade torturadora de bebês […]

  17. […] O Sabino é português, autor do blog A Lógica do Sabino. Um conterrâneo dele, o Mats, autor do blog Darwinismo, discutindo comigo sobre moral, argumentou certa vez que, se não fosse pelo Deus cristão, os seres humanos poderiam até torturar bebês, que ninguém veria problema algum, pois não haveria um padrão absoluto de moral que nos dissesse que torturar bebês seria certo ou errado. Aproveitei o tema e escrevi alguns textos sobre o assunto: A Moral de Deus?, A Moral Flutuante de Deus, e A Sociedade Torturadora de Bebês. […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: