Deus: aprecie com moderação [4]

 

O crente católico finge que a hóstia que ele põe na boca não é  apenas uma massinha de pão; o papa finge que o vinho aguado que ele bebe no altar não continua sendo vinho depois de consagrado como o sangue de Cristo; o padre finge que aquela frase que ele diz nos casamentos — “o que Deus une, o homem não separa” — não é apenas um enfeite para a cerimônia, porque os advogados têm quase tanto trabalho para separar casais quanto Deus tem para unir; os cristãos fingem que suas orações não são inúteis, e eles só propagandeiam que oraram pedindo alguma coisa quando são “atendidos”; quando não são, eles nem tocam no assunto…

Enfim, é um mundo feito de enganação, e o crente precisa se drogar semanalmente, quando não diariamente, para se manter nele, do mesmo modo que o alcoólatra precisa continuar bebendo para não voltar à  triste realidade da qual ele parece querer escapar.

Eu não gosto de ficar ao lado de bêbados e imagino que eles também não se sintam à vontade ao lado de gente sóbria. Daí a necessidade da chamada “evangelização”: se todo mundo estiver dopado, tanto melhor, porque, assim, os crentes não precisarão mais se preocupar com os não viciados lhes enchendo o saco, além do fato inegável de que a própria fé é reforçada pela crença dos outros. É um sistema autoalimentado e autoprotegido em que se algum neurônio se rebelar pensando algo do tipo: “Isso me parece absurdo”, todos os outros, dentro da mesma cabeça, poderão gritar enraivecidos: “Tá bom, gênio! Só você tá certo!”.

A crença em Deus é apenas a condição de ser “honestamente desonesto” consigo mesmo e com os outros. É fingir tanto e por tanto tempo até conseguir enganar-se a si próprio.

No livro “Autoengano” (agora sem hífen), de Eduardo Giannetti, lê-se o seguinte:

O enganador autoenganado, convencido sinceramente do seu próprio engano, é uma máquina de enganar mais habilidosa e competente em sua arte do que o enganador frio e calculista. (…) Para que sua mente não seja lida e decifrada pelos demais — para que ela não escorregue em lapsos ou se entregue nas entrelinhas, com todas as consequências danosas que isso acarretaria — o enganador embarca em suas próprias mentiras, deixa-se levar de modo gradual e crescente por elas e, enfim, passa a acreditar nelas com toda a inocência e boa-fé deste mundo.”

E ainda no prefácio, o autor já chama a atenção para o perigo de uma ilusão visceralmente tomada como realidade:

Pior que o simples desconhecimento, contudo, é a ignorância potenciada de uma falsa certeza — o acreditar convicto de quem está seguro de que sabe o que desconhece.”

Quando atinge esse estágio, o vício é praticamente irreversível e o viciado em Deus não percebe sua condição de dependente psicossomático. Não percebe que está dopado. E, pior, não quer “estar” dopado.

Assim sendo, a maior ameaça para ele é justamente o ateu, o descrente, o sóbrio. Aquele que quer “cortar o seu barato”, que quer trazê-lo para essa realidade da qual ele, desesperadamente, parece querer escapar.


Anúncios

39 Respostas

  1. É aquela questão: Tomar a pílula vermelha e acordar para a realidade, ou tomar a pílula azul e continuar sonhando?

  2. Assim sendo, a maior ameaça para ele é justamente o ateu, o descrente, o sóbrio. Aquele que quer “cortar o seu barato”, que quer trazê-lo para essa realidade da qual ele, desesperadamente, parece querer escapar.

    Fantástico Barros!
    Essa frase expressou exatamente o que eu sinto quando tento falar contra a religião para algum drogado religioso.
    Sinto que as pessoas pensam que lá vem o estraga prazeres querendo cortar o barato dos outros!

    Lá no trabalho muitos sabem que sou ateu e que tenho um blog, e quando falam algo de religião que parece oportuno para manter uma conversa sadia, eu falo minha opinião sem tentar ser agressivo, e mostrando disordâncias da religião e as incoerências da existência divina…. e que somente com subjetividades é possível manter tal disparate… e mesmo assim é preciso uma força imensa de si mesmo para crer….

    Então sinto esses olhares pensando exatamente isso que citei.

    Fabenrik
    ateu e atoa

  3. “Honestamente desonesto”
    Resumiu em duas palavras a essência da crença religiosa.
    Ter fé é fingir que acredita que é verdadeira uma proposição falsa.

  4. “Assim sendo, a maior ameaça para ele é justamente o ateu, o descrente, o sóbrio. Aquele que quer “cortar o seu barato”, que quer trazê-lo para essa realidade da qual ele, desesperadamente, parece querer escapar.”

    Engraçado que essa frase me lembra diretinho a reação de muitos ateus. Os crente são uma ameaça a (falsa) sensação de liberdade.

    E é por ser honesto comigo mesmo é porque escolhi ser cristão.

    Vocês ateus acham que “tomaram a pílula vermelha”?
    A verdade é absoluta.

    Se vocês se acham tão vacinados assim, passem a freqüentar uma igreja evangélica. Comecem o convívio com cristãos. Não tenham medo! Se vocês se acham verdadeiramente sinceros, críticos e honestos, passem a ir em cultos e participar dos discipulados. Não se preocupem pois ninguém vai bater, xingar, expulsar, dizer que vocês vão pro inferno, nem nada disso.

    Conversem com os pastores, os seminaristas, tem muitos irmãos que fazem ou já fizeram teologia, eles com certeza possuem um “nível bom” para conversar com vocês.

    Se as igrejas são tamanha fraude como dizem ser, então mostrem que são, mas de forma honesta e não com alegações meramente ilustrativas.

    E aproveito e lanço as seguintes questões:
    Quem dos ateus aqui já freqüentou alguma igreja evangélica e qual? Por quanto tempo? Fez discipulado? Participou da escola bíblica? Leu pelo menos um livro inteiro da bíblia? Conhece alguma bíblia de estudos, qual?

    Tudo que vocês falam aqui soa como boatos de internet, tudo parte de blogs de ateus hipócritas e desonestos consigo mesmo.

  5. ” Leu pelo menos um livro inteiro da bíblia?”
    Um dos livros que compõe a Bíblia.
    Entenderam?

  6. “Se vocês se acham tão vacinados assim, passem a freqüentar uma igreja evangélica. Comecem o convívio com cristãos. Não tenham medo! Se vocês se acham verdadeiramente sinceros, críticos e honestos, passem a ir em cultos e participar dos discipulados. Não se preocupem pois ninguém vai bater, xingar, expulsar, dizer que vocês vão pro inferno, nem nada disso.”

    Israel, eu axo q a maior parte das pessoas atéias daki já foi cristão em alguma época da vida.. Eu por exemplo já fui católico e já fui em muitoss cultos evangélicos. Axo q nenhum ateu tem medo de acreditar em deus. Eu, particularmente, fikaria feliz em saber q existe um deus, e principalmente q existe vida após a morte.. Mas isso, infelizmente, não é a verdade. E temos q aceitar a vida como ela é..

  7. E quanto a ter lido algum livro da bíblia, eu já li o GÊNESIS.. Mas parei por ai… Não acredito mais em conto de fadas!

    Por falar nisso, você acredita em tudo o que está escrito na bíblia? Que o mundo tem só 10 mil anos? Que Adão viveu 930 anos? Acredita em cobra falante? Etc, etc, etc…………

    Seja sincero consigo mesmo!

  8. Valendo do seu raciocínio amigo Israel, teríamos que frequentar todas as variações de igrejas cristãs, protestantes ou não, teríamos que frequentar reuniões budistas, saber do hinduísmo e frequentar tbm, ler os livros deles e conhecer todas as religiões, que tem tanto direito de existir quanto a sua, e que tem tanta chance de estar certa quanto a sua. Esse seu argumento se volta contra você mesmo, muito facilmente, pois é certo, e quando eu falo certo vou lhe explicar, que não leu todos os livros sagrados existentes e conheceu todas as religiões que existem e já existiram antes de se tornar evangélico. E mesmo que diga que leu, está equívocado, pois existem as religiões e seitas secretas, que ainda tem o mesmo direito que a sua de estarem certas.
    Esse é um típico raciocínio cristão colocar sua religião acima de tudo e todos, não dizendo que esteja fazendo conscientemente dessa forma, mas é um verdade sobre sua linha de raciocínio, e qualquer contestação dessa minha argumentação somente será baseada em subjetividades afim de legitimar sua religião, poder que o amigo Israel, felizmente ou infelizmente, não tem.

    Fabenrik
    ateu e atoa

  9. “Leu pelo menos um livro inteiro da bíblia?”
    Um dos livros que compõe a Bíblia.
    Entenderam?”

    Ora, Israel, quanta prepotência de sua parte; Creio que todos aqui já leram não só um livro apenas, mas o livro em seu todo. E confesso que foi lendo, que me afastei em definitivo da religião.
    Não me interessei em apedrejar pessoas com uma linha de raciocínio diferente do meu, por ex.

  10. @Fabenrik
    Matou a pau amigo…Pelo visto a verdade absoluta está apenas igreja evangélica, de acordo com nosso amigo Israel.

  11. Barros diz::

    Quando atinge esse estágio, o vício é praticamente irreversível e o viciado em Deus não percebe sua condição de dependente psicossomático. Não percebe que está dopado. E, pior, não quer “estar” dopado.
    …………………………………………………………………………………..
    A chave do vício é o controle, ou seja, o que o controla.
    Como disse no ” NEUROSE CRISTÃ INDUZIDA: Parte 2 ” O controle de Deus é o único controle que resulta em coisas completamente positivas.

    Barros, estamos sempre numa encruzilhada, escolhendo entre caminho…
    Vcs ateus escolhem o caminho que não exista um ser supremo nos Crentes acreditamos em um Deus criados de todas as coisas. Como disse temos que escolher os caminhos, mais os caminhos não são nossos, mas a escolha é.

    Acreditamso que exista um Deus…
    Vcs discordam dizendo que somos viciado….
    Digo a vc querido….

    O MAIOR VíCIO É O PECADO..
    e o homem continua a enjeta lo na veia…
    Peca contra Deus…
    falando, escrevendo blasfemias sobre meu DEUS …

    A sua propria imagem e semelhança nega sua existencia.
    Despois perguntam por que esta acontecendo isso?
    por que?????????
    Será qeu não sabem por que?

    A única cura completa do pecado é a fé em Jesus Cristo.

  12. Affonso,

    Uma pena que parou por aí, mas sem ler no mínimo um evangelho e algumas das cartas as igrejas, criticar os cristãos é hipocrisia!

    Sim, acredito, e isso tem um nome: criacionismo bíblico. Pesquise a respeito e encontrará diversos cientistas (de verdade) mostrando estudos a respeito.

    Fabenrik,

    Não estou querendo colocar uma religião acima das outras. Por criticarem os cristãos é que falei tais coisas, dei as dicas.
    Qualquer um pode fundar uma religião, escrever um livro e chamá-lo de sagrado e divulgá-la para todos. Então o argumento “deus certo, religião errada” não é um argumento válido para refutar a veracidade de alguma linha teológica.
    E nem o argumento “deus certo, religião popular”.
    Muito menos o argumento “deus certo, religião complicada”.

    O Deus de verdade não é religião, é acima disso. Deus não gosta de religiosos.

    A questão é de causa e efeito. Se tu não crê que existe uma dimensão espiritual acima da nossa que interfere diretamente, para ti todas as religiões são de “mentirinha”. E não só as religiões, mas toda e qualquer teoria que envolva conceitos metafísicos e espirituais relacionados a Deus.

    O teu argumento não é refutável pois é epregado de forma inadequada. Por si só demonstra que que o usa coloca obrigatoriamente alguns conceitos que não é comum, não é geral, e por vezes infantil.

    Caro S. L.,

    “mas o livro em seu todo”
    Tu leu a bíblia toda mesmo? Eu já lí todo o NT King James, conhece? E estou em 1 Reis no AT. e isso que demorei quase um ano até agora. Claro, assim como tu, provavelmente, eu trabalho, estudo, namoro, tenho família, saio pra passear etc.

    Se tu leu tudo, não pesquisou a respeito, não procurou resolver as dúvidas com pastores, com os irmãos, com os teólogos, não pesquisou na internet?

    Caros ateus,

    Pelo que vejo em muitos comentários aqui, a crítica é maior com os crentes na Bíblia. Obviamente há os que são honestos e desonestos, mas estou aqui para compartilhar uma visão que acho que vocês nunca tiveram contato, ou se tiveram, se fizeram de cegos. Quero compartilhar uma visão de um cristão sincero, que não se deixa levar por dogmas, que não é “maria-vai-com-as-outras”, que fica quieto com suas questões pessoas e teológicas bem escondidas.

    A gente tem que buscar, tem que pesquisar, tem que questionar, tem que perguntar, encher o saco mesmo, discutir com quem for, seja com ateu, crente, pastor, padre, quem for e sobre qq assunto.

    Não é essa a tal liberdade que vocês tanto louvam? O livre questionar e o livre pensar?

    Dizer que leu Gêneses e foi a alguns cultos está longe de viver uma vida cristã genuína.
    Vocês criticam como se já tivessem vivido uma vida cristã intensa altamente problemática, mas vocês estão criticando, na verdade, um estereótipo preconceituoso.

    Por favor, vocês precisam conversar não só com crentes, mas com ateus mais críticos e sinceros e menos fanáticos. Para, pelo menos, fazer críticas mais sérias.

  13. Para os cristões fiquem com Deus e ate amanhã….
    Para os outros que Deus tenha misericordia de Vc…

    Bjim a todosss
    fuiiiiiiiiii

    kkkkkkk

  14. Israel
    Voce vem aqui outra vez dizendo que existem cientistas que contestam darwin e “provam” o criacionismo bíblico, e de novo eu vou pedir que voce aponte estes cientistas e as publicações em que estes trabalhos estão. Eu já li este livro abominável que voce usa como guia, e acho que qualquer pessoa com mais de 2 neuronios funcionais que ler esta coletanea de histórias mórbidas e absurdas vai deixar de ser crente. Teólogos( o que é que eles estudam?) não tem nada de útil para me ensinar. assim como pastores, bispos, padres, pais de santo,…
    todo crente acha que ateus são burros e que só precisam ler a bíblia para serem convertidos, mas comigo isto não funcionou. Pare de reclamar como uma criança birrenta e prove suas afirmações!

  15. Israel, faço minha a resposta do Affonso. Leia também meu perfil no meu blog e verá a experiência que, vergonhosamente, tive como cristão.

    Lhe peço também que comente o texto que publicarei aqui amanhã (disponível também neste link a partir de então).

    Já que basta ler a Bíblia para se convencer que Deus existe e que ele é O Cara, gostaria que você me dissesse do que o post a seguir lhe convence.

  16. Don Juan,

    Cheirinho de falácia.
    ““provam” o criacionismo bíblico” Não foi isso que eu disse.

    “eu vou pedir que voce aponte” E eu vou pedir: pesquisa! Busque você mesmo. Inclusive recomendo que tu procure falar ao vivo com algum professor de universidade que seja criacionista. Com certeza não faltará professor com tempo para te atender.

    Um que tu deve conhecer é o Adauto Lourenço.
    Artigos mais pode encontrar em http://www.revistacriacionista.com.br/

    Mas não deixe de conversar pessoalmente com um professor de universidade ou cientista criacionista.

    Qual a universidade mais próxima da tua casa?
    Verei um professor para ti.

    Mas recomendo: pesquise tu mesmo! Isso é importante.

    “e acho que qualquer pessoa com mais de 2 neuronios funcionais que ler esta coletanea de histórias mórbidas e absurdas vai deixar de ser crente.”

    Conhece o NT King James? Eu já lí todo o NT em Bíblia de estudos e estou em 1 Reis (AT) e não deixei de ser crente, muito pelo contrário, passei a ter mais fé, melhor entendimento sobre várias questões pertinentes a nossa sociedade, me tornei uma pessoa bem melhor inclusive. Continuo fazendo Física na UFRGS, continuo sendo professor de física e matemática.
    E aí? Esse teu argumento demonstra obviamente um enorme preconceito e ignorância da tua parte.

    Não disse que basta ler para crer. Eu me converti apenas 8 anos depois de começar a ter contato com o evangelho.

    O que os teólogos estudando? Coloca no google: “curso de teologia cronograma”. Sem as aspas.

    Ateus burros? Não! É uma escolha, assim como ser cristão, católico, espírita, cada um tem os seus motivos, que obviamente são subjetivos.

    “e prove suas afirmações”
    Provar minha fé? Hmm.. isso é impossível, para ti é subjetivo. O que eu posso fazer é compartilhar um pouco da minha experiência e conhecimento.

    Estou aqui para aprender e, se possível, ensinar algo. Se tu não quer, fazer oq?

  17. D. M.,

    “Já que basta ler a Bíblia para se convencer ”
    Novamente, não foi isso que disse.

    Eu disse que para criticar tem que conhecer.

    Lerei sim a tua experiência, gostaria muito de saber não só a tua, mas as dos demais. Acho muito importante saber também dos casos de fracasso, pois, em geral, poucos comentam.

  18. Valeu Fabenrik expos mesmo muito bem o teu ponto de vista

    Agora Sr. Israel me pareceu se o Sr. correu da raia?!

    Me explica melhor isto aqui porque não sei se tenho a mesma capacidade d e raciocinio dos meus amigos.

    Isto aqui:

    Não estou querendo colocar uma religião acima das outras. Por criticarem os cristãos é que falei tais coisas, dei as dicas.
    Qualquer um pode fundar uma religião, escrever um livro e chamá-lo de sagrado e divulgá-la para todos. Então o argumento “deus certo, religião errada” não é um argumento válido para refutar a veracidade de alguma linha teológica.
    E nem o argumento “deus certo, religião popular”.
    Muito menos o argumento “deus certo, religião complicada”.

    O Deus de verdade não é religião, é acima disso. Deus não gosta de religiosos.

    A questão é de causa e efeito. Se tu não crê que existe uma dimensão espiritual acima da nossa que interfere diretamente, para ti todas as religiões são de “mentirinha”. E não só as religiões, mas toda e qualquer teoria que envolva conceitos metafísicos e espirituais relacionados a Deus.

    O teu argumento não é refutável pois é epregado de forma inadequada. Por si só demonstra que que o usa coloca obrigatoriamente alguns conceitos que não é comum, não é geral, e por vezes infantil.

    Ué o cristianismo não é acerta?

    Pelo menos a Hagnus cre nisto e é sincero e defende isto.

    Posso não concordar com ele mas que ele defende isto sem medo defende.

  19. Não estou querendo colocar uma religião acima das outras. Por criticarem os cristãos é que falei tais coisas, dei as dicas.

    Me desculpe amigo Israel, lhe respeito duplamente por ser um homem de exatas, tbm sou, e outrora já te elogiei, porém acredito que é possível manter um diálogo sadio sobre crenças. Mas corroboro, lembrando que mesmo incoscientemente está colocando sua crença acima das outras.

    Qualquer um pode fundar uma religião, escrever um livro e chamá-lo de sagrado e divulgá-la para todos. Então o argumento “deus certo, religião errada” não é um argumento válido para refutar a veracidade de alguma linha teológica.
    E nem o argumento “deus certo, religião popular”.
    Muito menos o argumento “deus certo, religião complicada”.

    O Deus de verdade não é religião, é acima disso. Deus não gosta de religiosos.

    Só disse que não é o suficiente para refutar uma linha teológica, eu não tentei refutar uma linha teológica, e sim seu argumento que não era válido, devido ao fato de achar que ninguém aqui conhece a bíblia, e que apenas ao lê-la seria o suficiente, ao conhecer pessoas evangélicas. Acha que a gente mora onde Israel, meu caro? Eu conheço pessoas evangélicas, que assim como vc mesmo diz comportam-se de uma forma diferente, ou tentam não ser mais uma ovelha de seu pastor, e se disse que te respeito duplamente pode ter certeza que as respeito igualmente ou ainda melhor, por conhecê-las, serem minhas amigas e de meu convívio. Discuto religião com as mesmas, e tbm usando sua linha de raciocínio bastaria dizer para conhecer os ateus, que veria o quanto somos muitas vezes moralmente mais dignos que muitos até no comando de uma religião, de uma igreja. O que não considero argumento e nem é mesmo para convencê-lo. Meus amigos me conhecem, são religiosos, dizem que, de fato, muitos que estão à frente de uma igreja e não são nem um décimo mais dignos, e é difícil de aceitar que iremos para um lugar de sofrimento apenas por não crer. Mas continua não sendo válido. Mesmo que eu as respeite e sejam minhas amigas, acho que se iludem com algo que não existe.

    Mas qual deus? Os outros deuses não são iguais… O que autentica o seu é somente subjetividade. Não significa que não tenha respeito pelas suas subjetividades, porém para os fins que estamos discutindo elas não são relevantes.

    A questão é de causa e efeito. Se tu não crê que existe uma dimensão espiritual acima da nossa que interfere diretamente, para ti todas as religiões são de “mentirinha”. E não só as religiões, mas toda e qualquer teoria que envolva conceitos metafísicos e espirituais relacionados a Deus.

    O teu argumento não é refutável pois é epregado de forma inadequada. Por si só demonstra que que o usa coloca obrigatoriamente alguns conceitos que não é comum, não é geral, e por vezes infantil.

    Pq cataloga como “por vezes infantil”?
    O que colocou, por mais que fosse incosciente, desmereceu os demais religiosos e as demais religiões.

    Fabenrik
    ateu e atoa

  20. Israel
    Voce pede que eu pesquise, mas é voce que afirma que existem cientistas que refutam darwin e “provam” o criacionismo. Voce é físico, parabens. Eu sou médico, meu trabalho, assim como o seu, é baseado em ciência, e não em contos de fadas. Um teólogo é alguém que estuda nada, fala de coisas que não existem: almas, deus, anjos, demonios, vida após a morte, etc
    Conheço vários pastores, a maioria Corre para um hospital quando adoece. Porque será que eles não ficam na igreja orando para serem curados? A resposta é óbvia: nem eles acreditam no deus que eles pregam, fingem que a fé pode curar, mas na hora do aperto vem parar na minha mão.
    Todos os estudos que tentam provar as baboseiras religiosas que eu li foram baseados em fraudes, a velha desonestidade religiosa em ação.
    Por fim, gostaria que voce, no alto do seu conhecimento teológico, me respondesse uma simples questão: porque este seu deus ridículo NUNCA cura um amputado????

  21. Charles Darwin!

    A Estrela do mar é a nossa prima!

    Mas que bestagem

    ehehe….

    Ho mo paie! Hô mô deuzum.

  22. ADAMANTDOG,

    Jesus não veio pregar uma nova religião, ele veio pregar o evangelho, as boas novas do Reino. Ser cristão não é ser religioso, é viver o que Jesus viveu. Não são os rituais, as tradições, a ida aos cultos, a ceia, nem qualquer obra feita por mãos de homens que nos torna cristãos, mas sim o que está no nosso coração. O cristão procura ter cada vez mais a Palavra interiorizada.

    No contexto popular, para aqueles que não entendem isso, vejam isso como religião.

    E como tudo “precisa” ser rotulado, acabam chamando isso de cristianismo.

    Fabenrik,

    Bom, como declara que estou falando de forma inconsciente, o que mais posso dizer?
    Não estou dizendo que basta conhecer ou ler, estou dizendo que o mínimo é conhecer e ler.

    A questão a respeito do argumento referente as outras religiões: expliquei com base no que eu acredito, e sim é subjetivo. Tente ver que o argumento “deus certo, religião errada” não é um argumento que tenha algum peso, ou que seja válido nessa discussão.
    E é claro que estou defendendo o meu ponto de vista, não tentei falar de forma neutra. Exatamente como falei, Deus não gosta de religiosos.
    O que quero salientar é que antes de criticar da forma como muitos aqui fazem sobre a vivência de grupos sociais, experimentem, busquem conhecer mais. Pois muitos ateus aqui escrevem tanta bobagem, e muita coisa por falta de informação mesmo.

    Don Juan,

    Recomendo que tu fale com eles assim como está me perguntando.
    Claro que vamos ao médico! E é muito bom cuidar da saúde. Quando estamos enfermos, tomamos remédio, vamos aos médico, claro! Assim prolongamos nossos dias de vida. O pastor da igreja onde vou sempre diz para os mais idosos fazerem suas verificações periódicas, e cumprirem a risca!
    E tb tem muitos cristão que simplesmente não vão mesmo, ficam em casa orando!
    Meu amigo, os pastores que passam na tua mão com certeza oram, antes e depois da consulta. Não precisamos ficar hora e mais horas orando para ser curado. Alguns têm fé para serem curados apenas com oração, outros tem fé que Deus vai ajudá-los a serem curados, usando um médico ou alguma medicação.
    Infelizmente a morte faz parte de nossas vidas, e tudo tende a degradação. O que podemos pedir é que os nossos dias se prolonguem.

    Então o nosso Deus não tem poder para nos curar de tudo? Claro! Ele tem poder para tornar quem ele quiser imortal… as a imortalidade que Ele tem pra nós, é muito melhor do que uma imortalidade aqui, nessa vida.

    E quanto aos coitados amputados: mesmo que lhe fosse mostrado videos, diriam que é falso, mesmo que lhe fosse contado, diria que é mentira, mesmo que visse na tua frente, diria que foi uma obra ilusionista. Quem sabe quando algum ateu ficar amputado e passar por esse milagre pessoalmente, aí sim passará a crer.

    Deus tem poder para abrir os céus e falar diretamente com cada ateu. E por que será que Ele não faz isso?
    Acho que ainda sim não acreditariam.

    Amigo médico, assim como eu vi que a natureza é algo espetacular, que a vida é um verdadeiro milagre, seja pelas mãos de Deus ou obra do acaso, tu deve ter percebido a mesma coisa. Se isso não é o suficiente para tu crer n’Ele, um milagre aos teus olhos não seria suficiente. Ele pode tudo, mas não violará o livre arbítrio, Ele te respeita, amigo.

    Aos demais ateus,

    Ele disse para fazer prova d’Ele, então experimentem orar, experimentem ter fé. Quem sabe não acontece algum milagre.

  23. E quanto aos coitados amputados: mesmo que lhe fosse mostrado videos, diriam que é falso, mesmo que lhe fosse contado, diria que é mentira, mesmo que visse na tua frente, diria que foi uma obra ilusionista.

    Tá bom. Entendi. Deus não faz um milagre de restaurar um membro amputado porque nós, ateus, não iríamos acreditar. Legal. É como se Deus pensasse:

    “Poxa, pra que eu vou perder tempo restaurando um membro amputado de alguém se os ateus não vão acreditar que foi mesmo milagre…?”

    E o Israel fala como se já tivesse havido algum caso do tipo: “…mesmo se lhes fossem mostrados vídeos…” Será que os cristão têm pilhas de material documentando esse milagre incontestável e não divulgam nada por medo que os ateus não acreditem? Nossa! Quanta consideração!

    Alguns têm fé para serem curados apenas com oração, outros tem fé que Deus vai ajudá-los a serem curados, usando um médico ou alguma medicação.

    O Israel diz que Deus “usa” os médicos para curar as pessoas, o papa diz que Deus “usou” a evolução das espécies para fabricar o ser humano… Uma coisa vocês têm que admitir: esse Deus cristão é preguiçoso à beça.

  24. Barros,

    Deus faz sim tais milagres, se os ateus crêem ou não, problema é deles.

    Novamente, não tenta ajustar Deus na tua lógica, não tente julgar o que Deus deveria fazer ou não.

    Se tu não crê n’Ele, por que que Ele vai interferir na tua vida?

    É crer para ver e não ver para crer.

  25. O deus do Israel certamente não fede nem cheira na minha vida, se eu não estudar ou se eu não usar o conhecimento científico os meus pacientes vão se dar mal, orando ou não. Aliás, nunca vi ninguém ser tratado de forma eficaz com orações. Quanto aos amputados, se houvesse UM ÙNICO CASO descrito em qualquer lugar deste planeta, duvido que os crentes fossem ficar calados sem querer esfregar o fato na cara das pessoas. E voce, Israel, continua sem apontar UM CIENTISTA que tenha publicado qualquer trabalho refutando Darwin ou provando a fábula do criacionismo.
    Hagnus
    Voce certamente não evoluiu, talvez voce seja usado para provar a teoria da INVOLUÇÃO.

  26. É crer para ver e não ver para crer.

    Amigo Israel, isso é muito, mas muito, extremamente perigoso. Super danoso. Vc assina cheque em branco?
    É exatamente o que acabou de dizer. Se lhe dissessem que eu sou Deus ou que sou o Batman? Creria para ver? Pq?
    Foi por causas de creres para veres que ocorreu coisas iguais a Inquisição amigo, não repete essa besteira não. É um cara inteligente, isso é maior besteira e a mais perigosa que uma pessoa pode adotar em sua vida. Calcula se os tribunais usassem a lógica cristã do crer para ver…

    Sobre o que falou de pedido/oração tenho um post lá no ateu e atoa, não é tão bem escrito quanto os do deusilusão, mas passa a idéia que pretende. Se vc ora está tentando mudar o “plano de deus” para vc, então logo pensa que sabe mais que ele, lógica pura.

    Sobre deus aparecer para nós ateus ou para um cristão tbm tenho uma postagem que lhe dá bem a idéia disso, levemos em consideração que quando o mesmo aparece, segundo a biblia, é de formas “misteriosas”, se um oriental chegar para vc e disser para vc que é deus, vai crer para ver né? Vai pedir um milagre? Quase que 100 por cento do que pedir, pode ser forjado com prestidigitação. E se ele não falar para vc se calar que não tem que provar nada para vc, que é um simples humano.
    Vai crer para ver? Se disser que sim, procure o Inri Cristo, ele faz exatamente isso, diz que é Jesus e não precisa provar nada para ninguém, e inclusive muda coisas e acrescenta coisas as passagens bíblicas, afinal ele é o redator e não tem que dar explicação a ninguém. Enfim, ele pode estar por aí e nem sabe, Ou acha que na história bíblica quando jesus veio ao mundo e morreu e ressucitou até os índios no brasil e os aborígenes na Austrália tomaram conheecimento?

    Fabenrik
    ateu e atoa

  27. Don Juan,

    O pior cego é aquele que não quer ver. A oração funciona meu amigo.

    Dê uma olhada nos meus comentários, os últimos, que é de onde tu me questionou sobre os tais cientistas.
    https://deusilusao.wordpress.com/2010/01/21/um-sociologo-diario-de-pernambuco/

    Tem uma lista de cientistas que desistiram da linha teórica de darwin, sabia? São os dissidentes de darwin.

    Fabenrik,

    Não mudo os planos de Deus, eu posso aceitá-los na minha vida. Deus respeita o livre arbítrio, só nos abençoa quando pedimos. Pura lógica!

    É crer para ver, sim! Por isso tem tanto testemunho. Tem tanta gente declarando que mudou de vida depois que aceitou Jesus. E não digo financeiro, isso também, mas em várias áreas de sua vida.
    Isso tudo é um convite, se tu quer experimentar ou não, tu que sabe. Assim como pode experimentar qualquer outro “deus”. A diferença são os resultados e o teu próprio testemunho. Simples, meu amigo.

    Quantos aos não alcançados pelos evangélio, ou pela Lei Mosaica, leia os primeiros três capítulos de Romanos.

  28. Neste comentário acabou igualando-se ao Hagnus, não que seja desmerecedor, mas impossível de manter um debate como pregação gratuíta e pura.

    Mas obrigado, ao menos pela atenção.

    Fabenrik
    ateu e atoa

  29. é concordo com esse último comentário>FABERINK

  30. Israel escreveu, referindo-se a restauração de membros amputados:

    Deus faz sim tais milagres, se os ateus crêem ou não, problema é deles.

    Agora eu tô esperando o Israel dizer onde e quando isso ocorreu.

  31. Barros,

    Procura no YouTube.

  32. Claro que encontraremos os referidos milagres no youtube o grande problema é que nós somos ateus preguiçosos e não gostamos de pesquisar……

    Imagina Barros se já houvesse acontecido uma única vez um amputado se regenerar… eles (teístas) ficariam calados e publicariam no youtube???

    acho que não.

  33. […] 2 – Parte 3 – Parte 4 – Parte 5 – Parte […]

  34. […] Sobre autoengano: “Deus, aprecie com moderação (parte 4)“ […]

  35. Opa, o Youtube é a fonte de maior credibilidade do mundo!!

    Lá eu vi até videos do Saci Pererê! Então, de acordo com o Israel está provado! Saci-pererê existe!!

    O youtube tambem “prova” que a Terra é oca, que os reptilianos estão infiltrados no poder, e o que mais voce quiser.

    Afinal, um site onde voce pode fazer uploads de vídeos com montagens, encenações e edições que voce quiser são um exemplo de credibilidade…

  36. Carácules!! Li de novo agora esse meu texto… e ficou bombagaralho!!!

    KKKKKKKkkkkkkkkkkkf

  37. SE JESUS PODIA CURAR UM CEGO QUE TINHA CONHECIDO,
    POR QUE NÃO PODE CURAR A CEQUEIRA???

    O meigo Jesus, sonhador da Galiléia, é um homem bem diferente daquele descrito nos evangelhos, onde tem sido retratado como um louco, insensato, um mágico, um charlatão ou um Deus. Não era nada disso.
    Era simplesmente um profeta da longa fila de profetas orientais que procurava substituir o ódio pelo amor, a vingança pelo perdão, a ignorância pela humildade e o derramamento de sangue pela paz.
    Seu verdadeiro retrato nunca foi desenhado e provavelmente nunca será, pois cada um dos seus “biógrafos” o pintou somente um quadro lisonjeiro de si mesmo, rotulando-o de Cristo.

    O Jesus dos Evangelhos, fundador do Cristianismo, com seus milagres e sua auréola é uma figura tão sombria como o é o Cristo, de Bruce Barton e de Papini. E seu retrato, tal qual o possuímos hoje, é cheio de contradições, embora sua influência sobre a humanidade foi provavelmente maior que a de qualquer outra pessoa que jamais tenha existido.

    Seus relatos estão registrados na Bíblia em quatro narrativas históricas chamadas Evangelhos, os últimos três anos e meio de sua existência na Terra. Os mais de dois mil anos que se passaram e a história de Jesus, o homem mais conhecido do planeta, ainda é um desafio e vai muito além da fé, pois influenciou mais de 2 bilhões de cristãos.

    A imagem que se tem de Jesus é um produto artístico de pintores europeus que viveram um milênio e meio depois de Cristo. Nessas pinturas ele tem cabelos castanhos e olhos claros, uma combinação altamente improvável. Cientistas lançaram mão da medicina forense,e com base no crânio de um judeu palestino do século 1 crucificado o resultado foi um Cristo com aparência levantina. Ou seja, teria o rosto arredondado, com o nariz grosso, barba mais espessa e, como não podia deixar de ser, uma vez que vivia sob o sol mediterrâneo, sua pele seria mais morena que a que se vê nas pinturas renascentistas que o retratam. Na verdade, nenhuma pessoa viva pode provar que Jesus é filho de Deus, nasceu de uma virgem, se tinha barba, se ressuscitou.

    Quando criança era de temperamento irrequieto e impetuoso. Quando seus pais o levaram a Jerusalém, afastou-se deles e foi discutir com os rabis, sábios, no templo ou na sinagoga. Seus pais o repreenderam quando o acharam ali, porém ele respondeu asperamente. Já então revelava-se inclinado a desrespeitar a autoridade de pessoas mais idosas e a seguir os impulsos de sua própria inclinação. Aqui os evangelhos perdem a pista, só voltando a falar dele depois de 18 anos.

    O que fez durante os dezoito anos seguintes não sabemos exatamente, (com certeza logo surgirão novos biógrafos para relatar mais milagres).
    Ninguém sabe ao certo até de que ponto Jesus começou a sua pregação, motivado por esse sentimento de injustiça social. A figura de João Batista naquela época era mais importante do que a de Jesus, que só se tornou uma ameaça a Roma, pelos tumultos e depois da crucificação (que morreu decapitado por ordem de Herodes Antipas – rei da Galiléia). O próprio primo Cristo teria dito ser João o “maior dos homens nascidos de mulher”.

    “Quem não acreditar em minhas palavras, seja condenado!”.
    Estava pronto a derrubar a injustiça com o chicote, e a se precipitar no reino do céu com a espada. (muito semelhante à pregação de Maomé).

    Ao longo dos séculos, consolidou-se a idéia de que a palavra de Jesus foi como uma febre a varrer a Palestina. Segundo relatos históricos, não foi bem assim. A pregação do Nazareno provavelmente não durou um ano inteiro. Já tinha seus seguidores e discípulos que aprenderam a amá-lo, mas profetas não eram um artigo tão raro naqueles tempos. Muitos contestavam a elite e o estilo de vida requintado dos sacerdotes e do rei Herodes Antipas. O discípulo, revoltoso ardente e leal de outro revolucionário, João Batista, já tinha conseguido “realizar” ,17 curas, 31 milagres, 6 exorcismos e profecias que atraíam muita gente, mas é provável que não se tratasse de multidões.

    Se houvesse um jornal na época, sua morte provavelmente seria de pouca repercussão e seria noticiada pelos cronistas no caderno de policia e não na primeira página.

    O resultado nós todos sabemos – uma bela história, seja a da versão bíblica oficial, a apócrifa ou a que a ciência hoje propõe como a que tem mais chances de ser verdadeira.

    “Todos pecaram e estão condenados à morte” (Romanos 3:23).
    “Jesus assumiu nossos pecados”
    (Coríntios 5:21).

    Como Buda, Jesus, não deixou nada escrito.

    Como achar o verdadeiro Jesus por trás desta floresta de versões sobre sua pessoa, feitos e ditos ?
    Parece óbvio que os evangelhos representam a compilação de tradições e transmitidas, oralmente no interior das igrejas primitivas, “feitos e ditos do Senhor”, passados de boca-em-boca, de orelha-a-orelha, evidentemente ampliados e deformados pela imaginação, tão afeita a prodígios. O próprio caráter fragmentário e descosturado dos evangelhos, enquanto textos, confirmam essa hipótese. Os episódios evangélicos são ligados, praticamente, pela conjunção “e”, o que faz deles uma obra aberta, onde outros episódios poderiam, ser inseridos, sem dano ao conjunto. “E Jesus disse”, “E Jesus foi”, “Jesus veio”!

    É possível a ressurreição de um morto, quando não se conhece um entre bilhões? Por que devemos acreditar nisso?

    Não havendo testemunhas confiáveis ou consistentes no período de tempo necessário para atestar alegação tão extraordinária, finalmente podemos dizer que temos o direito, quando não a obrigação, de nos respeitarmos o suficiente para desacreditar da coisa toda.
    Ou seja , a não ser que, ou até que, sejam apresentadas provas superiores, o que não aconteceu. E alegações excepcionais demandam provas excepcionais. … Nada, na verdade, a não ser o crescimento de uma grande nova superstição, baseada em uma crença, em textos ocultos e fragmentos disponíveis apenas a poucos escolhidos.

    “A única decisão responsável é suspender ou anular o julgamento até que os devotos apresentem algo que não seja meramente infantil.”, conforme o jornalista e escritor Cristopher Hitchens, em seu livro “deus não é Grande”, Ediouro, best seller.

    Cristo tornou-se o “marqueteiro” das religiões como a solução de todos os problemas. Milhões são gastos diariamente em uma avalanche de programas de televisão em rádios e jornais.

    Diante de tantos convites para uma determinada fé, em detrimento de outra, é difícil não ficar em dúvida de qual é a verdadeira religião a ser seguida.

  38. Os mais de dois mil anos que se passaram e a história de Jesus, o homem mais conhecido do planeta, ainda é um desafio e vai muito além da fé, pois influenciou mais de 2 bilhões de cristãos

    R: Jesus previu que isto iria acontecer após a sua morte: “Se a semente não cair e morrer, não gerará os bons frutos da fé!”

    Seus pais o repreenderam quando o acharam ali, porém ele respondeu asperamente. Já então revelava-se inclinado a desrespeitar a autoridade de pessoas mais idosas e a seguir os impulsos de sua própria inclinação

    R: Voce desconhece a idade do espiirto é bem diferente da idade do corpo é por isso que o menino jesus ja falava e ensinava como adulto, mas até hoje temos adultos falando como se fossem meninos e não pensam muito antes de sai disvirtuando a história e ainda ficam mais preocupados com magicas e distrações banais e acabam por não aprenderem a moral da historia.

    O próprio primo Cristo teria dito ser João o “maior dos homens nascidos de mulher”.

    R: aposto que voce não sabe a verdadeira origem de joão batista nem porque jesus disse isso?

    Quem não acreditar em minhas palavras, seja condenado!”.
    R: Quem não seguir a lei de Deus que eu ensino estara se auto prejudicando.

    Estava pronto a derrubar a injustiça com o chicote, e a se precipitar no reino do céu com a espada.

    R: Ebaia tua espada Oiced, pois quem dela usar para desvirtuar e denegrir inocentes, sofrera com suas prórias calunias.

    Como achar o verdadeiro Jesus por trás desta floresta de versões sobre sua pessoa, feitos e ditos ?

    R: O bom homem sabera tirar coisas boas do bom tesouro e tambem a separar o joio do trigo.

    É possível a ressurreição de um morto, quando não se conhece um entre bilhões? Por que devemos acreditar nisso?

    R: jesus não ressucitou ninguem ele mesmo disse isto varis vezes , mas parece que voce não entendeu:
    Talita: “a menina não esta morta, mas dorme e todos os sabios como voce deram risadas dele”
    Lazaro: “nosso irmão lazaro adormeceu, e os dicipulos como voce tamerbem não entenderam e disseram: Sr. se ele dorme então esta bem porque deveriamos ir la para sermos apedrejados pelos judeus ?
    Mas voce não sabe a diferença da verdadeira morte para o estado de dormencia espiritual a qual Jesus disse que iria despertar essas pessoas, depois vira um ateu e pensa que esta abafando ?

    Cristo tornou-se o “marqueteiro” das religiões como a solução de todos os problemas.

    R: Não sei se voce ja auto se analisou , mas sua linha de raciciocinio é bastante parecida com as dos antigos fariseus:
    “Mostra nos um milagre para que possamos crer, Desça da cruz se for mesmo o filho de Deus, bartimeu não era um cego de verdade
    Antes dele ja tivemos muitos que se fizeram profetas mas. acabaram dando em nada, deixai-o se for doutrina de deus prevalecerá, se for de homens morrerá com ele. ( è mas como voce mesmo testemunhou não morreu não, amadureceu cresceu e ficou forte até os dias atuais)
    E pagaram para os guardas do tumulo de Jesus mentirem dizendo que os seus dicipulos haviam roubado seu corpo.

    Diante de tantos convites para uma determinada fé, em detrimento de outra, é difícil não ficar em dúvida de qual é a verdadeira religião a ser seguida.

    R: na dulvida seja um deista, que é muito melhor que um ateista pregando o seu próprio fim mergulhando no glorioso nada.

    Felis natal, tudo de bom!

  39. E Vanderlei não se inclua em 2 bilhões de cristãos não se esqueça que você está nos 15 milhões de espíritas, pois não acredita nos dogmas que definem um cristão hahaha

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: