Deus: aprecie com moderação [5]

 

Como já escrevi antes em De Olhos bem Fechados [18], eu prezo muito os crentes-de-manada, aqueles que vão à missa, compram Bíblias, batizam seus filhos, mas não creem, de fato, em Deus. Eles estão do lado de dentro da religião por não terem conseguido resistir à força do seu próprio grupo social religioso, ou por pura comodidade. E eu gosto muito deles porque, digamos, sendo a religião uma cachaça, eles nunca tomam porre, não dão vexame, não ficam chatos e não são uma ameaça ao resto de nós, como é o bebum criminoso que volta para casa completamente embriagado dirigindo seu carro.

Os crentes-de-manada aproveitam todas as benesses da religião, mas não se vergam completamente a ela. Muitos nem mesmo se dão ao incômodo de dar o dízimo, por exemplo.

Richard Dawkins chama algumas dessas benesses de “lubrificantes sociais”. Uma missa não deixa de ser um encontro social, uma atividade de lazer; um casamento católico idem, sem contar o fato de que todo aquele cerimonial secular dá uma pompa especial ao evento e torna a coisa toda mais séria. E você irá ainda a vários funerais, missas de sétimo dia, batizados; será convidado para a primeira comunhão de sobrinhos, de filhos de amigos; para festejos religiosos, para participar de novenas, de estudos bíblicos, etc.

Todas essas coisas que giram em torno da fé em Deus são eventos que permitem o entrosamento de familiares e da comunidade como um todo.  Eu, como ateu, vejo-me completamente excluído de tais festividades, porque meu cérebro simplesmente não aceita o ambiente. Eu não me suportaria indo a tais reuniões apenas para aproveitar os encontros sociais propiciados pela crença num mito, assim como não iria a encontros dos fãs do seriado Guerra nas Estrelas. Em virtude disso, tenho que aceitar que estou perdendo muitas oportunidades de encontros amorosos (meus pais, por exemplo, conheceram-se num velório), de fazer novos amigos, de conhecer novas pessoas, aumentando o que hoje se chama de rede de marketing pessoal.

Esse crente-de-manada não quis abdicar de tudo isso. O seu intelecto não consegue digerir os mitos e dogmas religiosos, mas também considera uma perda muito grande afastar-se de todo esse burburinho de gente, de todas essas festas restritas a um grupo definido, que irá certamente lhe inserir firmemente no seio da sua comunidade e lhe brindar com um sem-número de oportunidades.

Ele, então, usufrui da religião, mas não deixa que seu cérebro nem sua vida sejam danificados por ela. Ele é um consumidor bastante moderado de produtos religiosos e, pelo menos a maior parte do tempo, age e vive como se Deus não existisse.

Foi graças a ele, ao crente de fim de semana, que a religião católica perdeu grande parte de sua força, o que possibilitou que, finalmente, conseguíssemos sair da Idade Média. Não fosse isso, um bispo qualquer poderia ter atribuído à máquina a vapor uma natureza satânica e condenado seus inventores e usuários às masmorras e calabouços.

Quanto progresso obtido com a simples redução do consumo da droga Deus! Um dia, quem sabe, a humanidade possa gozar a vida livre desse vício ou, pelo menos, possa viver num mundo onde essa cachaça seja sempre apreciada com moderação. Uma forma de lazer despretensiosa, como uma rodinha de bar numa sexta-feira.

Se bem que o happy-hour deles é sempre aos domingos.


Anúncios

22 Respostas

  1. Até entre os católicos há preconceito como no caso desse padre http://www.cpopular.com.br/cenarioxxi/conteudo/mostra_noticia.asp?noticia=1338623&area=2259&authent=032326CC85FEDB04E821078235DCCF que era inventor os próprios “Fiéis” da igreja dele destruiram o seu laborátorio e ainda foi taxado de bruxo. A ignorância não tem limites mesmo, se viram uns contra os outros por pura superstição.

  2. BARROS,
    E incrível como vc adora nos criticar….kkkkkkk

    eu prezo muito os crentes-de-manada, aqueles que vão à missa, compram Bíblias, batizam seus filhos, mas não creem, de fato, em Deus. Eles estão do lado de dentro da religião por não terem conseguido resistir à força do seu próprio grupo social religioso, ou por pura comodidade.
    ……………………………………………………………………………………………………………………..
    Todas essas coisas que giram em torno da fé em Deus são eventos que permitem o entrosamento de familiares e da comunidade como um todo. Eu, como ateu, vejo-me completamente excluído de tais festividades, porque meu cérebro simplesmente não aceita o ambiente. Eu não me suportaria indo a tais reuniões apenas para aproveitar os encontros sociais propiciados pela crença num mito, assim como não iria a encontros dos fãs do seriado Guerra nas Estrelas
    ……………………………………………………………………………………………………………………………

    Bom, de fato existem sim pessoas assim… não tiro sua razão…
    Mais também existem pessoas que vai a igreja para buscar a Jesus Cristo e nõa pessoas ou grupos social pq o homem e falho….
    Eu sou crente em Cristo Jesus que ressuscitou ao terceiro dia… O Deus vivo que venceu a morte eu vivo em comunhão com Deus, oro, estudo a bíblia e levo testemunho a pessoas que precisam de Deus…. levo a palavra as pessoas que pensam que não a mais saída… e mostro através da palavra do meu testemunho o poder maravilhoso de Deus. Vou a igreja pra buscar a Deus não o homem ou algum grupo social, eu vou por que Amo meu Criador… amo Servi lo …. Amo ser sua Filha…
    Tenho certa que o verei na eternidade…

  3. Bestrafe Mich (tradução)
    Rammstein

    Castigue-me
    castigue-me
    palha vira ouro
    e ouro vira pedra
    sua grandeza me faz pequeno
    você pode ser meu castigador
    O Senhor toma
    o Senhor concede

    Castigue-me
    castigue-me
    você quer dizer sim
    e eu acho que não
    me inclua em suas orações
    antes que o vento sobre ainda mais frio

    Sua grandeza me faz pequeno
    você pode ser meu castigador
    você pode ser meu castigador

    Sua grandeza me faz pequeno
    você pode ser meu castigador
    sua grandeza o faz pequeno
    você será meu castigo

    O Senhor toma
    o Senhor concede
    mas Ele só concede àqueles
    que Ele também ama

    Castigue-me…

  4. Quase todo crente é masoquista acha que tudo é uma prova do ‘Senhor” invés de encarar a realidade. Os autoflageladores são os que mais sofrem com esse tipo de fé.

  5. queridoo leonardo,
    achoq ue vc esta confundindo minha religião com outro………..
    A palavra de Deus fala…….

    “Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós: Eu sou o Senhor.” (Levítico 19:28)

  6. O seu deus não é ‘só seu” muitas religiões o usam. Reclame com elas os Direitos Autorais.

  7. Uma crente me disse que nem tudo na biblia se deve levar à sério pois nem todas são leis de deus e esse Levítico é um desses livros.Agora se nem vocês concordam com isso tem algo de errado nisso certo ?

  8. Pois é…religião é mesmo como um vicio, como se fosse uma droga. Depois q me declarei ateu, meus familiares meio q se afastaram de mim, me sinto meio q desprezado em casamentos, batizados…minha mãe q agora ja esta conformada é q reclama q tem q escutar, eles falando de mim pra ela…eles se dividem entre católicos e evangélicos. Até perdi 2 namoradas por ter me declarado ateu…rsrsrs

  9. Rogério ,
    não fique assim se você quiser eu posso namorar com você, sou livre nos dois aspectos, de comprometimento atualmente e de religião!rsrs…

    Barros,
    viu como você perde de arrumar namoradas em ocasiões especificamente ”divinais” , mas pode ganhar dentro desse seu projeto blogueiro ?
    Aqui se faz também ,mesmo que , o início seja virtual…

    Bem falando sério agora, esse seu texto esta muito,muito bom, aborda mesmo o que é ”qualquer coisa que se locomova em manada” rsrs…
    Bem, se eu fosse cristã , e uma brava leitora , acredite que bastaria esse texto para me acordar de mim mesma dentro do coletivo manada!
    Muito bom mesmo, falou bem.

    Abraço!!

  10. Pelo amor de Deus, “benécies” não dá. Retifique esse estupro da língua portuguesa: vá ao dicionário imediatamente…

  11. Barros, corrija o vocábulo.O certo é “benesses”.Depois pode apagar isto aqui..

  12. To com ciumes heim Najung que estória é esta de namorar o Rogério?!

  13. Luiz Silva

    Já corrigi para “benesses”. Acredite ou não, foi a primeira vez que usei essa palavra na vida e deveria, sim, ter consultado o dicionário, o que sempre faço, aliás, mas dessa vez deixei passar e ficou “benécies”, com uma linha pontilhada vermelha embaixo, brinde do corretor ortográfico da página. Nem a isso eu dei atenção. Ou seja, tinha que pagar esse mico.

    Entretanto, eu aproveito esse tipo de coisa para exercitar algo totalmente ignorado pelos filhos do Deus vivo, Criador dos Céus e da Terra, que há de vir julgar os vivos e os mortos: a humildade.

    Eu escrevi uma palavra de forma incorreta. Ponto. O Luiz Silva e o Saracura identificaram o erro e me alertaram. Ótimo. Já fiz a correção, já assumi a falha, agradeci e, melhor, descobri o que me levou a cometê-la. Perfeito.

    Se alguém não sabia, o erro tem uma grande serventia: ele nos mostra exatamente onde podemos melhorar…

  14. Realmente deus é tão perfeito que se arrependeu de ter criado os humanos. Se tudo que ele faz é perfeito admitir um erro dessa magnitude é estranhamente humano, como as pessoas que escreveram a biblia e tentar passa-lá como verdade.

  15. Lembrando que ele também pedia sacrifícios e depois se arrependeu. Como um ser onisciente pode errar e se arrepender ?

  16. Esse Barros é muito fofo …

  17. Ô …Ada …
    esta faltando você na última postagem do despindo mitos dessa semana,
    você que nunca se revela!

    Joana,discordo, me desculpe!Vai deixar esse bicho convencido mais doque já é.

  18. Joana, querida, não faz isso que eu fico vermelho…

    :

    Joana,discordo, me desculpe! Vai deixar esse bicho convencido mais doque já é.

    Você “discorda” que eu sou fofo e ainda me chama de convencido? Quais suas evidências, Ná?

    Elabore.

    Com ateu é assim… Se for só falar por falar, não vale…

    rsrs

  19. é ná, ELABORE!!!
    Ele é mais fofo ainda!!

  20. joanaperi, Guria, Barros,

    esta discussão está engraçada! Ser fofo, ou não ser, eis a questão! Mas o que é ser fofo? rsrsrs

  21. Ser fofo é SER BARROS

  22. […] 2 – Parte 3 – Parte 4 – Parte 5 – Parte […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: