Bebê que não dizia AMÉM

Uma americana que interrompeu a alimentação do filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar “amém” antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.

Ria Ramkissoon, 22 anos, faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse “amém” antes das refeições. A criança morreu de inanição.

Segundo os promotores do caso, os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.

Ria foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita.

O acordo para a redução da pena inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, Ria ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir “ressuscitar o bebê”.

“Isto foi algo que ela insistiu e é um claro indicativo de que ainda é vitima deste culto. E até que se desligue de sua influência, não pensará diferente”, disse o advogado de Ramkissoon, Steven Silverman, em entrevista à uma rede de TV local.

Segundo o jornal local Baltimore Sun, a promotora Julie Drake relatou que depois da morte do bebê, a líder da seita ordenou que ele fosse colocado em um sofá enquanto membros do culto rezavam ajoelhados e a mãe dançava em volta do corpo.

Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo dentro de uma mala para a Filadélfia.

Segundo os relatos, a mãe teria rezado por mais de um ano ao lado do corpo da criança para que ela ressuscitasse. O corpo foi encontrado em abril de 2008.

O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.

“Deus é meu defensor”, teria dito a líder da seita.

Fonte: Terra notícias

.

Anúncios

11 Respostas

  1. É realmente triste saber que existem pessoas assim no mundo…
    E é mais fácil ouvir um crente dizendo “Deus me cure” do que “estou indo para o Senhor meu Deus” nem crente que acredita tanto na vida eterna, quer ir para o Céu.

  2. Criança não possui entendimento, alem do mais a Bíblia não ensina isso.

    São os chamados mandamentos de homens.

    Mateus 15:9
    Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens.
    Tito 1:14
    Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.

    A mãe foi BURRA e agora colhe as conseqüências.

  3. Estranho tem muitas religiões que começaram assim…

  4. Sim, certamente que , esse é o começo…

  5. Olha o Hagnus ai genteeeeeee !!!!!!! o que será que aconteceu ?!
    Depois qeu eu pedi para o Hagnus assistir a série do Carl Seagan ele sumiu !! teria Carl Seagan convertido o Hagnus?!

  6. Meu Deus !!! Hagnus !!!!!!! voce ainda vai falar que é a criança que não tem entendimento?!
    São estes retardados que não tem!! a criança tem muito mais do que eles.

  7. Acho que nem assistiu!Sei lá.Pouco importa…

    Resolvo me perguntar qual o sentido da vida ?!!
    hehehe a resposta é simples, diga que a vida não tem em si mesma o sentido por ser algo com fim em si mesmo.

    Quem gera e atribui sentido é o humano, e que a teleologia só existiu a partir de Aristóteles e nem por isso as coisas eram diferentes antes dele, a única mudança foi a valoração suscitada por esse novo sentido criado…

    E por quê meus queridos as pessoas INVENTAM desde uma poeira mística à BIZARRICES ?Tolices humanas.

  8. Sabe, para quem gosta e assisti o cine europeu, tem Ingmar Bergman* Ou talvez , já assistiu-se sua Trilogia da Fé (o quê perpassa a impossibilidade de comunicação e o silêncio de Deus), ” Através de um Espelho ”, ”Luz de Inverno” e ”O Silêncio”.
    Estes filmes apresentam algumas das temáticas obsessivas de Ingmar Bergman: a impossibilidade da comunicação, a religião e a morte.

    Qual será o destino de uma civilização que, ao mesmo tempo em que questiona suas limitações através da filosofia existencialista, inventa (e utiliza) a bomba atômica, desafiando o próprio Criador?

    Bergman resume a problemática da trilogia:

    “Cada filme , entende momento de ”contato” , de comunicação humana: na frase ‘papai falou comigo’, no final de Através de um Espelho; o pastor conduzindo a missa na igreja para Martha, no final de Luz de Inverno; o garotinho lendo a carta de Ester no trem, no final de O Silêncio. Um diminuto, mas crucial momento em cada filme.

    ****O que mais importa na vida é conseguir fazer esse contato com outro ser humano. Do contrário você está morto, como muitas pessoas hoje estão mortas. Mas se você puder dar esse primeiro passo em direção à comunicação, em direção à compreensão, em direção ao amor, então não importa o quanto o futuro possa ser difícil – e não tenha ilusões, mesmo com todo amor do mundo, viver pode ser diabólicamente difícil – então você está salvo. Isso é tudo que importa, não é?”************

    (Através de um Espelho se passa numa ilha isolada onde uma família se reúne na casa de férias.
    A filha Karin, uma esquizofrênica recém saída do internamento, acredita que Deus está atrás da porta do sotão, onde na verdade está uma pequena aranha. Suas dúvidas giram em torno da chegada ou não do Criador, que abrirá a porta e nos encontrará face a face.

    ( O título deste filme é uma referência à 1ª Epístola do apóstolo Paulo aos Coríntios (“Agora vemos em espelho e de maneira confusa, mas depois veremos face a face…”, Coríntios 13:11).

    Caridade, como caminho para a verdade, é a inspiração de Bergman para mostrar a mudança de atitude de um pai – da indiferença ao envolvimento em relação aos filhos. Seu marido até que tenta, mas é ou sente-se impotente para resolver o problema. Digno de nota é o momento em que Karin encontra o diário onde seu pai descreve a evolução da doença dela e se coloca como mero espectador da deterioração mental de sua filha.

    A partir de Através de Um Espelho a relação pessoal de Bergman com a fé termina. A santidade está dentro de cada um de nós, santidade que está neste mundo e não fora dele. O deus-aranha de Karin não é um acaso. Este filme afirma a tese de que todo conceito divino é obra humana, e sempre é um conceito monstro. Um monstro com dois rostos, deus-aranha.

  9. Nesse mundo não se explica … nada!
    De fetiches a bizarrices.

    Lembro desse caso, … parece mais comum que se pareça…
    esses dias não agulharam um menino de dois anos, na bahia, …tinha que ser baianidade!! Por magia negra?

  10. Sim,sempre irão de haver casos assim … é a tal humanidade!
    Não sei ,na verdade, enquanto existir planeta, mundo se as pessoas continuaram com novas ou mais seitas, e ideias estrambólicas assim, mas digo que ao menos a JUSTIÇA poderia AGIR com mais VEEMENCIA com ”bichos” assim.

    Não são gente, são animais …

  11. ADAMANTDOG,

    kkkk

    Os vídeos foram de grande proveito, obrigado..

    Concordo, a mãe foi irracional, acreditou em um líder louco.
    Ela própria deveria conhecer a verdade antes de seguir preceitos de homens.

    Veja vídeo abaixo.

    É uma chacota do inicio ao fim, dedicada aos crentes poias, burros de bíblia.

    Veja a simulação.

    ARRAIÁ GOSPEL, srsrs…

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: