Entrevista: Projeto Discriminação

O Dr. Telmo Kiguel é o Coordenador do Departamento de Psicoterapia e do “Projeto Discriminação – ABP Comunidade” da Associação Brasileira de Psiquiatria.

Como acredito que todo ateu sofre algum tipo de discriminação, em maior ou menor grau, e por ser ateu, fiz uma pequena entrevista com esse psiquiatra gaúcho que deu suas respostas em nome do “Projeto Discriminação” (PD).

DeusILUSÃO  – O que é o “Projeto Discriminação”?

PD – Sugiro que entrem no site:

http://www.abpcomunidade.org.br/projeto_discriminacao/primeiro_encontro/

DeusILUSÃO – Qual a situação atual do combate às discriminações no Brasil?

PD – Desde a década de 1960, quando as mulheres começaram sua luta contra os machistas, todos os grupos discriminados incrementaram sua mobilização reforçando seus enfrentamentos. Desde então, muitas conquistas no espaço político e social foram obtidas. Atualmente estamos assistindo mais um avanço que é a tentativa de aprovação, pelo Governo Federal do Brasil, do Terceiro Plano Nacional de Direitos Humanos.

DeusILUSÃO – Quais as diferenças dos modos de enfrentamento entre os diferentes grupos discriminados?

PD – As diferenças são decorrentes de cada grupo e dos objetivos que pretendam conquistar e também dos grupos discriminadores a serem enfrentados. No caso dos ateus, os discriminadores fazem parte de grandes organizações religiosas que têm muita penetração e força em todos os poderes republicanos: Executivo, Legislativo, Judiciário e Imprensa. Portanto, esse enfrentamento, tanto pela diferença numérica como pela força política deve ser organizado e planejado como fazem os outros grupos discriminados.

DeusILUSÃO  – Na observação do seu Projeto, como é vista a ação dos ateus no enfrentamento da discriminação?

PD – Comparando com outros grupos discriminados (mulheres, negros, homossexuais, etc.) e com o mesmo grupo em países da União Europeia ou com a Argentina podemos dizer que esse enfrentamento, no Brasil, tem muito a progredir. Basta olharmos, por exemplo, a organização e a programação científica dos nossos vizinhos argentinos no seu Segundo Congresso Nacional de Ateísmo a ser realizado na cidade de Mar Del Plata no próximo mês de abril.

DeusILUSÃO  – Na área médica, há alguma questão especial que poderia ser relatada com relação ao par crença/descrença?

PD – Lembro de uma discussão, em que participei, decorrente de uma publicação na imprensa sobre questões relacionadas à diferença (para melhor) da evolução, de algumas doenças, pelo fato de os pacientes terem uma crença ou prática religiosa. O que sabemos até agora é que não há nenhuma pesquisa completa do ponto de vista médico que comprove esse fato. De qualquer maneira essa é uma questão importante e muito mais ampla do que esse resumo. Talvez necessitasse de mais espaço para explicar e poderia ficar para outra ocasião.

DeusILUSÃO  – O seu Projeto Discriminação, além de pioneiro no Brasil, ainda não tem três anos de existência. Em função disso, gostaria de saber algumas das dificuldades enfrentadas nesse seu trabalho.

PD – As dificuldades são muitas e já eram esperadas desde a sua criação.

Eis algumas das dificuldades decorrentes, por exemplo, do nosso pioneirismo:

1 – A entrada, por iniciativa própria e não por convite, da psiquiatria, por meio da ABP – Associação Brasileira de Psiquiatria, criou uma certa resistência natural à nossa entrada nos debates sobre as discriminações.

2 – O fato de termos como um dos nossos objetivos a participação nos debates sobre as discriminações em geral e não o enfrentamento ao lado de um só grupo discriminado.

3 – O fato de partirmos do entendimento de que a discriminação é um processo emocional e que, potencialmente, todo ser humano tem ele dentro de si, e que eventualmente pode ser exteriorizado sob as mais diversas formas.

4 – A dificuldade de aceitação (deliberada ou não, com interesse ou não de criar constrangimento) por parte de alguns interlocutores, de que não necessitamos pertencer diretamente a nenhum dos grupos discriminados, para que possamos ter uma participação efetiva nos debates.

DeusILUSÃO  – O senhor aceitaria responder perguntas dos leitores sobre o Projeto Discriminação, discriminações em geral e sobre discriminação religiosa, em especial?

PD – A participação nos debates é um dos objetivos do nosso projeto.

Tenho interesse, portanto, em debater o tema. Quanto à tua crença de que teremos mais perguntas depois dessa entrevista, espero que os leitores não te decepcionem…


Anúncios

17 Respostas

  1. Rá, rá, rá e rá. Mate-me de ri!

    Até parece que não são os ateus os grandes discriminadores. S]ão ateus que discriminam os crentes em Deus e não o contrário! Era só o que faltava…

  2. Escrevi o E-mail errado mas vale o primeiro.

  3. Mas como o Barros não tem valor moral nenhum q oriente sua vida, já não sabe mais o q embaixo e emcima e tá querendo divulgar uma propaganda facista de q são os crentes q discriminam os não-crentes. Rá, rá, rá… minha risada de desprezo.

  4. Olga deixa de ser estúpida e querer inverter os papeis! se você é ateu e não é concursado por exemplo você não pode sequer dizer abertamente sobre sua escolha dentro do ambiente de trabalho… será perseguido se o fizer, como já fui…

    a crentalhada como você só sabe pregar o amor e o respeito dentro das paredes dos cultos e missas, pois fora dos portões do templo vocês não abrem mão de prejudicar quem não acredita no mesmo deus que existe dentro da sua cabeça (e apenas dentro dela), não abrem mal de discriminar quem quer que não participe do seu grupinho social…

    crer ou deixar de crer não necessariamente diz o caráter da pessoa, as ações dessa pessoa já fazem isso.

    como assim o ateu não tem valor moral nenhum???
    qual a moral que você fala? a desse livrinho que você usa como arma? esse livro imundo e cheio de atrocidades? (nojento, homicida) não sei de que moral é essa…

  5. Os crentes sempre querendo se fazer de vítimas.

  6. [II Jo 9-11] “Todo aquele que prevarica e não persevera na doutrina de Cristo não tem a Deus; quem persevera na doutrina de Cristo, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras.”

    ——————

    Hehehe coitados.

  7. A sua fé te proibe de falar com outras pessoas que não são cristãos, e nós somos intolerantes ? Hahaha.
    Boa sorte então só vai abrir a boca nas suas igrejas hahaha.

  8. Olga, de qual planeta você é mesmo…?

  9. Tadinhos, né?
    Não fazem mal a ninguém…
    Cheios de moral…
    Que peninha…
    Nem se discriminam até entre si próprios…

    Tbm acho uma injustiça isso!

    Fabenrik
    ateu e atoa

  10. Credo, quanta ignorância… é fato comprovado cientificamente que a fé acelera todo e qualquer processo de cura de qualquer doença. Sejam pela menos uma vez honestos quanto a isso até pq qualquer pessoa pode pesquizar na internet. Cientistas já captaram no cérebro que o cerebro se comporta diferente em quem acredita em Deus. É uma comprovação científica. Exames de ressonância magnética do cérebro mostram como Deus atua na mente das pessoas e como acelera o processo de cura. Se voces não tem isso, só lamento, mas não sejam desonestos e esconder a verdade dos seus leitores.

  11. Quer dizer, vcs tem mesmo q esconder a verdade de si próprios e dos outros pra poder continuar sem acreditar em Deus.

  12. Eu leio sempre o blog, mas raramente comento, mas queria dizer que snto muito mas tenho q concordar com a Olga, pq quem realmente pratica discriminação são os ateus. Não só discriminação mais chacota e humilhação em prol dos que acreditam em Deus. Não vamos deturpar as coisas pois isso é o q todo mundo vê nas ruas.

  13. Barros, já parou pra pensar que se Deus não existisse você não estaria perdendo seu tempo escrevendo um blog que diz que Ele não existe? Bote seus neurônios pra trabalhar e você vai ter uma surpresa….

  14. Olha o efeito placebo hehehe , se tem explicação científica não é divino e tem o efeito contrário o nocebo http://saude.hsw.uol.com.br/histeria-coletiva1.htm .Então o nocebo é o diabo ? Hahaha.

  15. Luciene

    Tem gente até hoje que nega o Holocausto e as bombas em Hiroshima e Nagasaki.
    Agora acreditar em um conto de fadas desse tamanho me soa tão absurdo quanto.

  16. Cientistas já captaram no cérebro que o cerebro se comporta diferente em quem acredita em Deus.

    …. mas é claro que a falta de neurônios seria apresentada na ressonância magnética… afinal é pra isso que ela serve…

  17. rsrs…

    Há sacana.

    Tá quereno nos juntar com as loiras e os portugueses né.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: