Projeto Discriminação – Terceira Entrevista

Essa é a nossa terceira entrevista com o psiquiatra gaúcho, Dr. Telmo Kiguel que é Coordenador do Departamento de Psicoterapia e do Projeto Discriminação (PD) da Associação Brasileira de Psiquiatria.


DeusILUSÃO – Como os ateus, por meio dos inúmeros blogs existentes no país, podem participar do esforço para diminuir a discriminação em relação a eles?

PD – Certamente há muitas maneiras de participar para diminuir essa que é uma das formas de Discriminação Religiosa. A criação do espaço-blog para a discussão de temas relacionados às diferenças entre ateus e religiosos já é uma forma de participação. Independente do conteúdo dos debates, verificamos um grande número de ateus procurando alguma forma de encontro com seus pares, uma aproximação de idéias, enfim procurando entender, definir melhor suas identidades como ateus.

DeusILUSÃO – E somente esse tipo de debates seria suficiente para avançarmos na questão discriminatória?

PD – Na situação atual podemos encontrar dezenas de blogs e provavelmente milhares de ateus participando deles. Podemos concluir que há muito tempo foi ultrapassada a fase de pessoas assumirem sua identidade na internet e outros também socialmente. Certamente debater nos blogs a discriminação e formas de se organizar em grupos para realizar encontros presenciais seria um avanço. Sabemos que já ocorrem esses encontros em alguns estados. Seria muito importante a multiplicação dessa atividade.

DeusILUSÃO – Como essas modificações beneficiariam os ateus e sua discriminação?

PD – A consolidação de uma identidade passa sempre pelo encontro com o outro ou outros (grupo). Todos sabem que o encontro pessoal é muito mais interessante, afetivo e efetivo. Entre outros benefícios, cria a sensação de pertencimento. Com suas conseqüências positivas para todos participantes. Nos paises em que os ateus são mais organizados, também são mais respeitados e numerosos. E menos discriminados.

DeusILUSÃO – Quais poderiam ser os desdobramentos desses encontros e organização?

PD – Certamente cada grupo definiria sua agenda própria. E certamente  uma comum, que é de interesse dos ateus em todos os paises em que estão mais organizados: reforçar a luta pelo Estado laico, promoção de eventos sociais e científicos, etc. Enfim a conquista de um maior espaço público para os ateus e o ateísmo.

Lembrando que maior visibilidade e conquista mais espaço público é igual a menos discriminação.

DeusILUSÃO – De que maneira ficaria o papel dos blogs nessa nova situação?

PD – Continuariam com sua já  importante função de debates de idéias acrescida da divulgação de todos eventos decorrentes dessa desejada futura organização. Creio que alguns poucos blogs já conseguem fazer isso entre os ateus. Para fins de atenuar os efeitos nocivos da discriminação é hora de incrementar essa mobilização para atingir esse objetivos tão almejados. Que outros paises já conseguiram. E outros grupos discriminados também.

DeusILUSÃO – Qual a diferença, para diminuir o sofrimento decorrente da discriminação contra os ateus, entre o debate-enfrentamento de idéias de crenças de ateus versus religiosos e o debate somente entre ateus sobre sua organização visando a conquista de maior espaço público?

PD – Certamente essas e outras modalidades são importantes.

É necessário pensar que o caminho percorrido por alguém para deixar de ser religioso e se tornar ateu como uma trajetória com diversas fases ou etapas. Sempre encontraremos pessoas em diferentes pontos. De acordo com o local onde se encontram na trajetória e/ou características pessoais e/ou gosto por um ou outro tipo de assunto ou atividade, essas pessoas se aproximarão de uma das formas de debates para, entre outros motivos, se sentirem mais acompanhadas e, portanto, menos discriminadas.

Também por esse raciocínio podemos entender a necessidade da (maior possível) organização para enfrentar qualquer dos tipos conhecidos de discriminação. Especificamente no caso do ateu, para que não se sinta isolado, sozinho, sem ter com quem interagir sobre o se sentir discriminado.


Anúncios

16 Respostas

  1. “Olha quem estar falando III”

    Dia 15 DE MAIO nos cinemas!

  2. “Olha quem está falando III”

    http://www.adorocinema.com/filmes/olha-quem-esta-falando-tambem/

  3. Hahaha Hagnus o certo é esse http://www.adorocinema.com/filmes/olha-quem-esta-falando-agora .Ou não sabia que esse sim é o 3° filme da franquia.
    Nem piada sabe fazer direito.
    É o medo dos ateus estarem se organizando no mínimo hahaha.

  4. Richard Dawkins costuma dizer que organizar ateus em grupos é como tentar arrebanhar gatos…

    Mas acho que a tentativa é válida, visto que, assim, mais fortes, numerosos e organizados, poderíamos trazer mais e mais escravos para fora da Matrix.

    Acho, contudo, que essa organização deveria se restringir ao mundo virtual. Nada de encontros, reuniões em auditórios enormes…

    Primeiro, porque o crente vai dizer e propagandear que ateísmo é uma religião (Agora com igreja e tudo).

    Segundo porque, como já disse, considero os crentes tão inofensivos quanto uma criança dirigindo um trator, ou um bêbado segurando uma pistola.

    Logo, logo, não tardaria por aqui a chegada dos carros-bomba e atentados contra esse novo “credo”.

    Não esqueça: o crente é, antes de tudo, um covarde.

  5. Saracura, tudo certo?

    Cara, andei dando uma olhada no seu site, e não encontrei o nosso banner/link. Gostaria que você me indicasse em qual parte do site ele foi posto. Só lembrando que ficou acordado a troca de links e o site de vocês está sendo divulgado desde o ano passado.

    Grande abraço.

  6. ok, ignorem o recado anterior, acabo de localizar =X

    Continuem com o bom trabalho =)

  7. Essa coisa de organização é bem complicada. Concordo com Richard Dawkins quanto a considerar os ateus como os gatos ,se ele quis dizer com isso”na sua”, o que é um tanto egoísta , e, só vem em casa pra comer e depois sai fora. Com isso ele critica a falta de união, mas creio ser por despreparo e medo também. Despreparo porque querer visibilidade é do interesse de quem quer ocupar uma posição de destaque na sociedade seja como político, palestrante, professor e com a intenção de enfatizar seu ateísmo. Coisa desnecessária para um ateu que não quer ocupar um lugar de destaque na sociedade. Porque só sofre discriminação ateu em situação de destaque e quando enfatiza seu ateísmo, do contrário não há ataques nem discriminação, pelo menos ainda não. E como a maioria dos ateus brasileiros não tem grande destaque na sociedade tipo um Dráuzio Varella então organização para conseguir ser respeitado não é um gênero de primeira nescessidade. Como o Dráuzio já era famoso e médico respeitado o seu ateísmo não lhe prejudicou na mídia, pelo contrário. Então resumindo é isso que eu entendo: organização é interessante só para os ateus militantes ou que querem enfatizar sua posição ateísta na sociedade, coisa que eu acho desnecessária aos ateus passivos e só vai atrair ataques. Mas então devemos cruzar os braços?
    Não, claro que não, mas , visibilidade exige escudo, e esse escudo deve ser bem construído com muito conhecimento intelectual e preparo psicológico, e só tem sentido para os “militantes”, para os passivos não. Fora que as poucas tentativas que ví de uma associação foi bem mais com a itenção de arrecadar dinheiro do que atitude eficaz mesmo. Acho que ainda é cedo para este tipo de união no Brasil. Outra coisa que devemos tomar cuidado é pra não sermos usados por interesses políticos. Por exemplo, por trás das igrejas evangélicas principalmente as da Universal, está o sionismo judaico. É bom vermos bem essa questão de organizações ateístas, é preciso estarmos muito atentos e de olho nos bastidores, não no palco.

    Márcia Zaros

    http://antiteismoportal.blogspot.com

  8. é preciso estarmos muito atentos e de olho nos bastidores, não no palco.

    Ficou muito bem construída, essa analogia. Nota 10 no estilo… rsrs

    Dawkins também faz alusão à possibilidade de haver uma “massa crítica” de ateus, a partir da qual, fosse desencadeada um surto de ateísmo; ou seja, como no caso dos gays, que, “saindo do armário”, inspiraram outros a fazerem o mesmo, um certo número de ateus, atuantes, organizados e propagadores (e propagandeadores) das razões que nos levam a ver Deus e deuses como invenções humanas, esse número, essa massa crítica iria inspirar pessoas, até então, assumidas como religiosas, entenderem que são ateias e que se sujeitaram a “pertencer” a alguma denominação religiosa apenas por comodidade e pressão social…

    Essa massa crítica, para ser atingida, precisa de focos menores e disseminados na sociedade, assim como a água que congela em cristais independentes, aumentam sozinhos de tamanho e se fundem com outros blocos solidificados por perto, formando um todo de gelo.

    O DeusILUSÃO é o meu cristal de gelo, a minha contribuição para um mundo melhor; um mundo onde todos os deuses serão enterrados e esquecidos.

    Amém!

  9. Amigos, desculpem o Off-topic, mas acho que hoje é aniversário do Saracura.
    Então, um abraço, parabéns!
    E que Papai Noel, Vishnu, Duendes, Jesus Cristo, Maomé, Bule Voador ou Uri o Unicórnio Rosa e invisível, ao mesmo tempo, possam lhe dar tudo de bom!
    ahauhauhauahuah

    Um abraço galera!

    PS – Não tenho comentado, mas estou assistindo dos bastidores, aqui é minha primeira casa!

    FAbenrik
    ateu e atoa

  10. Olha só isso. Desculpa pelo que vou dizer, mas vocês estão invertendo os valores, estão invertendo o mundo pra se fazerem de vitimas. Quem discrimina não tem religião, não acredita em Deus, não tem fé. Em termo mais simples, quem discrimina são os ateus, que não tem como justificar sua falta de crença e tem ódio de quem tem. Lamento mas esse site é simplesmente um atentado a liberdade de expressão e da fé. Vocês não tem fé e estão desesperados por conta disso e atiram pra todos os lados pra ver no que acertam. Leiam mais a Bíblia, procurem Deus em vocês mesmos, nas plantas, no ar a sua volta e encontrarão a paz que perderam.

    A Paz.

  11. Só não procure na África!

  12. Hahaha alguém esqueceu das Cruzadas…

  13. Richard Dawkins?

    Essa do Barros é boa.

    A Palavra diz que é sempre indispensável à presença dos adversários.

    Segundo a Bíblia Eles são muito úteis para o nosso progresso e aperfeiçoamento do relacionamento com Deus.

    Um exemplo: A Globo ajudou de forma indireta a criar a Igreja Mundial.

  14. A palavra também ensina como ter escravos hehehe. Lembre-se Hagnus se era certo para Jeová antes, ainda é hahaha.
    Ah e também manda ignorar os não “crentes” agora imagina metade do pais em 2020 de boca fechada né ? Hahaha.

  15. Não adianta, Leonardo. O crente vai sempre “escolher” na Bíblia o que deve seguir. Todos os absurdos, que são quase tudo, eles simplesmente ignoram. Ou isso, ou Deus não se mantém vivo.

  16. É verdade caso contrário essa fé Cristã/Judaica/Islâmica seria uma só quando alguém discorda de alguma doutrina monta a sua própria igreja e com o tempo ela se torna uma religião à parte.É a fé a gosto do freguês.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: