Ser bom, sem religião. Parte 2

Escrito em 1999, por Wellington L Moura

É perfeitamente possível ser bom sem religião

Muitos pensam que sem religião não há moral, entretanto, havia moral muito antes de haver religião. Os filósofos primeiros eram materialistas assim como os homens primitivos. Seus deuses eram materiais. O sol e a lua. O trovão e o raio. Depois, como disse Voltaire, “o primeiro espertalhão encontrou o primeiro tolo” e a religião começou. Sócrates foi condenado à morte por impiedade, ou seja, duvidava dos deuses do seu tempo. Hoje ninguém acredita nos deuses daquele tempo. A maioria das idéias aqui descritas são de Epicuro, o qual viveu 400 anos antes de Cristo e fundou uma escola que durou mil anos. Ensinava a ter hábitos moderados, a selecionar os desejos preferindo atender aos desejos naturais e necessários, a manter e cultivar a amizade, e a evitar o temor dos deuses e a aceitar a realidade da morte. Os homens podem ser bons sem a mediação de religiões. Não é preciso ter medo do castigo para agir bem. Filósofos há que escreveram explicando porque é bom ser bom. Aliás é muito sensato agir bem. “A vida reta é garantia da liberdade”. Esse pensamento não cita deuses. E é um dos provérbios de Salomão.

Agir bem é conveniente

O inglês Thomas Hobbes elaborou o conceito de soberania segundo o qual o poder do rei é absoluto e perpétuo. Absoluto quer dizer um poder que não reconhece outro acima dele. Hoje se fala em soberania das nações. Isso significa que o governo não reconhece deuses acima dele. Significa a separação entre a igreja e o estado. Uma separação muito boa para o povo porque enquanto durou a união, durou a opressão. Ainda hoje, nos estados teocráticos existentes como no Irã, na Arábia Saudita, no Afeganistão, os governos são tiranos cheios de ódio. As guerras religiosas dilaceraram a Europa e ainda hoje dividem a Irlanda e a Indonésia. É perfeitamente possível ser bom sem religião. Os governo mais livres são justamente aqueles que não tem religião oficial. E há religiões sem deuses, como é o caso do budismo, embora alguns tenham transformado Buda num deus. Recentemente, o Papa descreveu o budismo como uma forma de materialismo. E está certíssimo. O budismo é uma série de normas de conduta para o bem viver e conviver. Os japoneses são xintoístas, reverenciam os seus ancestrais, assim como a igreja católica faz com os santos. Conforme o pensador acima citado, T. Hobbes, o homem precisa se conduzir bem, não por medo do inferno, mas por medo da repressão social, no interesse de sua reputação e da paz da sua consciência. Diz ele que o homem é um lobo mas é também uma defesa contra os lobos. Necessita viver em sociedade e a sociedade, para subsistir, precisa de paz e respeito entre os homens. O governo garantiria este pacto. A boa conduta garante este pacto. A violação do pacto leva à perda da liberdade, como observou Salomão. Além disso, quem se conduz bem é respeitado e amado. “Aquele que honra e respeita o seu semelhante será ele mesmo respeitado e honrado” diz o livro sagrado dos muçulmanos.

Anúncios

11 Respostas

  1. ADAM,

    Perfeito! Religião é que traz guerra, afasta os seres humanos e ordena uma vida de subserviência, assassinando o verdadeiro espírito livre. Colocar a religião como detentora da ética só faz tornar o homem egoísta, que só seguiria regras para ser salvo.

  2. É o Adamantdog achou uma boa leitura para nós hahaha, eu como sou curioso já tinha procurado o resto na net desde a 1° postagem, bons pensamentos.
    Se só o deus Jeová faz “boas pessoas” então pelo menos no mínimo 5 bilhões de pessoas seriam maníacos assassinos e não é o que acontece.

  3. Saracura será que pessoas como o Matts e muitos outros leem posts como este ?! que esclarece muito sobre a ética e a moral humana?!

  4. Léo eu penso que muitos crentes se ficasse claro que Deus não existe sairiam por ai fazendo coisas erradas.
    Prova disto é o qeu eles sempre dizem pro pessoal aqui do deusilusão = (Se Deus não existe porque vc não sai roubando e matando? )
    Vc não acah qeu alguns precisam mesmo de um deus com regras etc? ainda qeu não exista nenhum?

  5. http://www.ateueatoa.com/2010/06/moral-esta-localizada-no-cerebro.html olha Adamantdog não existe uma moral absoluta, mas pelo menos uma boa criação, com educação e exemplos de respeito ao próximo já ajudaria muito.

  6. Leo,

    É isso! Fazer aos outros o que gostariam que nos fizessem…este é o passo para ética, sem deus…

    Adam,

    É bem possível que pessoas como o Matts não leiam aquilo que não os interessam ou que são diferentes das suas expectativas..

  7. Gostei muito do link ai do ateu e atoa ; muito legal a abordagem do tema com cunho cientifíco valeu Léo

  8. Tranquilo hahaha.

  9. ““Aquele que honra e respeita o seu semelhante será ele mesmo respeitado e honrado” diz o livro sagrado dos muçulmanos.”

    Desde que o semelhante seja muçulmano, fique claro. O “livro sagrado” é bem explícito sobre isso.

  10. Legal o texto, apesar de o debate da ética e da moral já ter evoluído bastante desde Hobbes.

    A moral é móvel, um dos aspectos que comprovam a impossibilidade de uma moral absoluta e atemporal. Quando se considera a noção de bom/ruim, positivo/negativo deve-se perguntar primordialmente: ”bom pra quem?”

    O contexto e a motivação definem o senso moral daquele momento, por isso é possível termos nazistas orgulhosos enquanto um cara sente vergonha de gastar 2000 em uma jóia enquanto uma pai de família sustenta 6 bocas com 415 por mês.

    O problema da religião é que desestimula o senso crítico e a disposição para o debate. Quando sua versão é a correta e ABSOLUTA, IMUTÁVEL, aí temos o palco ideal para a opressão e segregação.

  11. Matheus Sisdeli só posso aplaudir seu comentário mas e ai vc andou sumido?!

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: