Ser bom, sem religião. Parte 3

Escrito em 1999, por Wellington L Moura 

Misticismo e atraso político andam de mãos dadas

Cito livros religiosos para mostrar que neles há muito boas orientações, entretanto, não é necessário crer em deuses para segui-las. São filosofias humanas. Escritas, às vezes, por bons escritores do seu tempo. Homens cultos para a época tornavam-se religiosos para poder estudar. Quem poderá negar o que há de bom nos evangelhos cristãos? Que pensamento revolucionário este que diz: “amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos maltratam” ou aquele que diz “procurai o reino de deus e sua justiça em primeiro lugar e o resto vos será dado por acréscimo”. Ou aquele pensamento santo que nos proíbe de julgar nossos semelhantes. São normas de conduta, orientações para a vida que nada tem a ver como o sobrenatural e que são desobedecidas por muitos cristãos e obedecidas por muitos materialistas. Quando essas boas orientações são atribuídas a deuses, quando o temor de deus toma conta dos corações e as castas religiosas tornam-se poderosas aí, pode ter certeza, vem violência e ódio sobre os que discordam, sobre os infiéis.
Um dos últimos governos dominados pelo misticismo no mundo rico foi o alemão. Um fanático religioso cheio de misticismo e ódio aos ateus chegou o poder e seduziu a muitos. Provocou a maior guerra que o mundo já viu onde morreram 40 milhões de pessoas e foram usadas, pela primeira vez, mísseis e armas atômicas. Esse fanático perseguiu uma minoria religiosa acusada de matar o profeta da religião dominante e matou seis milhões de judeus com esse argumento. Foi o preço da morte de Jesus. O papa Pio XII silenciou. O fanático era um austríaco e chamava-se Adolf Hitler. Adotou como símbolo a suástica, que é um símbolo milenar de paz e progresso para os místicos hindus. Nas suas decisões ouvia os conselhos da astróloga Elisabeth Bernstein e quando os soviéticos tomaram Berlim encontraram os cadáveres dos monges tibetanos que o assessoravam. Por que será que nunca se fala do misticismo dos nazistas? Parece que o fanatismo religioso anda de mãos dadas com o fanatismo político. Talvez seja essa uma das causas do silêncio sobre o assunto.

Muleta psicológica

Alguns argumentam que a religião é uma muleta psicológica. Auxilia aos mais fracos, aqueles que não conseguem caminhar de forma autônoma. Entretanto, a psicologia faz isso de forma muito mais científica. Freud e outros médicos têm excelentes idéias sobre o funcionamento da psique e sobre as formas dos homens conhecerem a si mesmos e aos outros. Aliás, Freud escreveu um livro chamado O Futuro de uma ilusão, onde define religião como uma “neurose obsessiva universal da humanidade”. Pouco se fala nesse excelente livro. Diz ele que os homens, no dia a dia de suas vidas, nos seus negócios particulares, duvidam de tudo e de tudo pedem garantias e comprovações, entretanto, sobre questões fundamentais para sua conduta moral aceitam textos sem verificar sua origem, atribuem a divindades estórias escritas por autores anônimos, aceitam como verdade feitos miraculosos sem qualquer comprovação, praticados, muitas vezes, por personagens que provavelmente nunca existiram. E tudo isso aceitam como verdade sagrada. Enquanto na saúde procuram os médicos e as técnica mais atuais, cercam-se da tecnologia mais recente, nos preceitos religiosos se guiam pelos profetas mais antigos, ou seja, pelos mais ignorantes.

Anúncios

4 Respostas

  1. Mais uma parte deste texto que nos bota para pensar, espero que todos o leiam.

  2. Somos simplesmente ignorados, desrespeitados por pensar com independência e livre da “neurose obsessiva universal”. O grande problema é que a crítica ao nosso pensar não possui justificativas, apenas porque contradiz tal religião..

    Quando a “droga” da religião entra, fica difícil extirpá-la! O povo defende algo sem saber, sem questionar!

  3. Léo e Saracura estes dias eu vi em um programa de televisão os crentes começando a aceitar a evolução (Ja é um grande progresso!! graças a pessoas como os ateus que não tem medo de questionar. mas isto eles não vão admitir nunca)
    Já estavam citando um versiculo que diziam que ali fala de evolução .
    Como sempre qdo não tem mais pra onde correr ai dão um jeito de encaixar na biblia.

  4. Mas é assim mesmo o povo só nega por orgulho ou por falta de conhecimento, olha um grande exemplo http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u445551.shtml .

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: