Nada a ver com Deus (parte 4)

 Mulher/Homem. Óvulo/Espermatozoide. Qualidade/Quantidade. Não entendeu ainda por que um homem que coloca uma aliança no dedo tá dando um tiro no pé? Deixa eu organizar de outro modo:

Mulher – Óvulo – Qualidade.

Homem – Espermatozoide – Quantidade.

Visualizou? Não? Deixa eu separar em tópicos, então, já que eu não sei desenhar.

Um óvulo é uma célula muito cara ao organismo feminino. Ele é tão dispendioso para a fêmea que ela só consegue amadurecer apenas um a cada ciclo de 3 semanas, mais ou menos. O espermatozoide, ao contrário, é uma célula de baixíssimo custo ao organismo do macho: é apenas um rolinho de DNA envolto numa capinha vagabunda de proteína. Por ser barato e fácil de fabricar, um macho produz milhões de células reprodutoras por dia.

Depois que engravida, a fêmea vai arcar sozinha com todo o desconforto e peso — literalmente — da produção do novo ser. É ela que vai ter seu corpo deformado, seus órgãos internos espremidos, e ter que parir, com dor e com risco, a sua cria; e, depois, ainda amamentá-la e cuidar dela durante um certo tempo. Se uma fêmea engravida hoje, ela só vai estar totalmente livre para acasalar de novo — e assim repassar seus genes (que é, biologicamente, o motivo da sua existência) — daqui a, digamos, um ano. Como ela sabe que todo esse processo é demorado e sofrido, ela precisa fazer valer a pena e não vai engravidar de “qualquer um”.

Se um macho engravida uma fêmea hoje, ele sabe que ela vai passar os próximos meses ocupada com a gestação do seu descendente e vai achar isso muito legal, né não? Mas… o que diabos ele vai fazer, então, com os milhões de espermatozoides que vai continuar produzindo, todo dia, durante esse tempo?

Geneticamente, macho e fêmea estão programados para deixar tantos descendentes quantos forem possíveis. Mas o ritmo em que eles podem fazer isso é absurdamente desproporcional.

A fêmea, depois que escolhe seu macho pelo porte físico e beleza — visando repassar essas características aos próprios descendentes —, e depois de ter perdido tanto tempo nesse processo de seleção, não vai mais querer ter todo esse trabalho de novo. Mesmo porque seria desnecessário se a escolha foi bem feita: ela vai querer o macho escolhido para gerar todos os seus descendentes. Isso é levado tão a sério que ela até se sujeitará a dividi-lo com outras fêmeas, donde vem o conceito de macho-alfa.

Quando selecionado por uma fêmea, o macho vai acasalar com ela. Isso porque ele não arrastaria a asa pra uma com a qual não quisesse brincar de papai-e-mamãe. Não é uma “seleção”, mas o macho sabe que precisa ser escolhido por uma fêmea que se enquadre dentro de certos critérios: ela será jovem; ele vai avaliá-la como sendo de um padrão de beleza acima do dele, ou, pelo menos, igual; ela terá seios fartos e ancas largas, maçãs do rosto salientes, dentes bonitos, cabelos volumosos e brilhantes. Tudo isso lhe acena com altíssimas possibilidades de ter filhos sadios e bonitos, já que é de seu interesse que eles também não tenham dificuldade em encontrar seus próprios parceiros sexuais, para continuarem a propagação de seus genes. Mas o macho não aceita dividir sua fêmea com outros machos, porque não teria como ter garantida a sua paternidade. Ele poderia perder tempo e energia criando o filho de outro, ajudando a eternizar os genes de outro, em vez dos seus.

E fica assim: a fêmea escolhe, escolhe, escolhe, escolhe e escolhe, e depois de dizer “É esse!”, vai ser “esse”. Tendeu? O macho não escolhe, mas, dentre umas tantas fêmeas do seu grupo pelas quais ele se sentir atraído fisicamente — o que se traduz por perceber que elas lhe dariam descendentes bonitos e saudáveis —, ele vai procurar fazer por onde ser escolhido por uma delas. E quando conseguir ser aceito, ele vai acasalar, deixar sua “sementinha” germinando dentro dela… e vai partir para a próxima.

Não é um troço lá muito romântico, eu sei. Mas diz aí: quem foi que te disse que era pra ser?


<< Parte 1


Anúncios

24 Respostas

  1. Sempre carreguei em mim o conceito de que SE TODA MULHER CONSEGUIR COMPREENDER O SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO DEIXARÁ DE EXISTIR SENTIMENTO DE CIUME POR PARTE DAS MULHERES. Somos animais como todos os outros a diferença é a criação de conceitos sociais dentro de um imperativo universal que muda apenas a forma de conduzir certa normas, por que quem dita as regras de agir é a evolução. Abraços!!

  2. Menino, e não é que faz muito sentido tudo isso aí!!!

    Principalmente essa parte aqui:

    “ele vai procurar fazer por onde ser escolhido por uma delas. E quando conseguir ser aceito, ele vai acasalar, deixar sua “sementinha” germinando dentro dela… e vai partir para a próxima.”

    Já vi demais isso acontecer…rs

  3. … “biologicamente” é isso, mas como sabe evoluímos o bastante, e tão sofisticadamente para nos darmos o prazer do romance … por isso um Pensador adicionou à nomenclatura o psi em Homo Sapiens sapiens faber Psi (e que foi até instigado a mudar para conscius — por uma sugestão bem abalizada sua e não de um cientista. olha só!).
    Podemos também ingressar no íntimo da maravilha da Natureza, em breve apresentaremos esse projeto educcativo: http://athanbooks.com.br/news/1/Gen%E9tica-C%F3smica-%252d%252d-Pr%F3ximo-Lan%E7amento-na-AthanBooks.html … mas vc ficou devendo uma pitadinha de atenção para o livro Número-Primo — Arte & Natureza (ou então seu e-mail estava errado).

  4. É em alguns ponto até desejamos seguir os exemplos da bíblia: Salomão com suas 1000 esposas e 900 concubinas….

    Tudo isso é fato. A sociedade então tenta se defender disto tudo, procurando criar os mesmos direitos às mulheres….porque no final, quando não pudermos mais “depositar” nossa sementinha, lá estará a companheira, como disseram, num processo de mutualismo a amenizar os efeitos da velhice….fugindo da fatalidade das escolhas por não sermos mais jovens…

    São subterfúgios da realidade natural, mas é o que melhor nos fará viver e esperar a morte sem sofrimentos, ou minimizando-os….a sociedade tenta justamente fugir do nosso legado de apenas mandar nossa carga genética adiante…

  5. é muito reducionista pensar assim.

    se fossemos nos reduzir ao q a bioquímica nos desenha, também estaríamos promovendo o egoísmo, pensaríamos em ter 200 filhos ao invés de selecionar nossas vidas, comeríamos não quando queremos mas a qualquer instante para garantir reservas de energia.

    deixamos de ser animais irracionais há muito tempo, nos tornamos muito mais do que instinto puro.

    se o ovulo é tao precioso e caro, por que escolhemos usar de métodos anticoncepcionais? seria isso irracional?? NÃO. pelo contrário. o racional é escolher e refletir. irracional mesmo é instinto indomado da forma como ele nos foi herdado e aceitar esta condiçao “animalesca”.

    a razao sim nos diferencia mais dos outros animais.

  6. esse Pê de Ai melrda só arranja jeitinho pra falar M. Tenta deturpar a clareza de tudo que nós já vimos.

  7. A busca da mulher por segurança é FISIOLÓGICA, o que significa que seriam infelizes se fossem obrigadas a aceitar o ponto de vista efêmero que os homens têm em relação ao relacionamento H x M… Uma verdadeira cina… rs

  8. que troll simpático.

  9. olha, eu to mais pra concordar com o pedro almeida.

    quero dizer, nossos ovulos e espermatozoides tem que competir com nossos neuronios pra conseguir “amor, carinho e atenção” da nossa consciencia.

    falar que temos instinto basicamente não explica nada, pois temos um cerebro capaz de barrar, mudar e anular (as vezes, bem porcamente, claro) esses instintos.

  10. não vamos generalizar, não existe ser humano padrão, não somos uma maquina robotizada tambem existe o dicernimento, os sentimentos.
    voce é aquilo que faz se desejar ser um animal é isto que voce vai ser, nem todos os homens pensam com a cabeça de baixo só os que esquecem de usar a cabeça de cima.
    Lamentavel em Beth ? espero que isto não tenha acontecido com voce!
    saracura, no tempo de salomão não existia pensão!
    pedro concordo com voce! Em muitos casos o homem consegue se rebaixar ao nivel dos animais ou até bem inferior…lamentavel.
    mas que canalhada, não?

  11. Não, Vanderlei, não aconteceu comigo… Talvez até porque, como você mesmo disse, “nem todos os homens pensam com a cabeça de baixo”….

    Mas, com certeza, já aconteceu com inúmeras mulheres por esse mundo afora – desde os primórdios da humanidade, até os dias atuais. E isso ninguém pode negar.

  12. Ah Testosterona hahaha.

  13. Barros:

    O “grau de infidelidade” do homem é astronomicamente maior do que da mulher, mas a mulher também tem motivos biológicos para ser infiel, tanto é que as mulheres infieis não entraram em extinção:

    1 – Variabilidade genética. Em momentos em que não existiam medicamentos, se a mulher tivesse cinco filhos com um único homem que era geneticamente propenso a uma determinada doença, teria uma tendencia enorme em que seus filhos serem também propensos a tal doença, logo caso a doença surgissem sofreriam os cincos filhos, o que poderia ser diferente se ela tivesse um filho com cada homem (traindo seu parceiro).

    2 – Na TV ESCOLA, sempre passa um documentário sobre os pássaros e a infidelidade da fêmea, fizeram analises e verificaram que os filhotes eram de variados pais, apesar da femea ter um parceiro sexual permanente. Concluiram que aquelas que não conseguiram os melhores machos, se tornaram parceiras dos machos inferiores (eles deram as caracterísiticas do que é melhor ou pior), mas se entregavam a outros machos melhores infieis.

    Conclusão:

    1 – Seria biológicamente melhor para fêmea, um parceiro fixo para ajudar a cuidar da prole e uma variedade de pais de seus filhos (traição) para o objetivo de maior variabilidade genética de seus filhos que é uma barreira maior para que as doenças fluissem livremente,

    2 – Se ela perdeu a concorrência para as outras mulheres pelos melhores machos, seria a melhor saída, um macho inferior (foi o que ela conseguiu) para ajudar a cuidar da prole de um macho superior que ela se engravidou dele pela traição (de ambos), para obtenção dos melhores gens.

    Infidelidade existe nos dois sexos, o que muda é o grau, pois se um homem trai sua esposa ao longo do casamento com 100 mulheres em décadas, uma mulher média vai trair o seu marido ao longo de décadas com um amante ou até três, em média.

  14. Beth:

    Minha mulher acha que sou fiel também, apesar de que eu já a traí com mais de duzentas (cem só em boates), é o comum de toda mulher achar que o ela é diferente.

    Antes que eu me esqueça, não é geralmente, requisito para o homem trair, que a mulher de fora, seja mais bonita ou tenha mais caráter que a esposa, basta que esteja num grau aceitável de beleza (avalia-se, em regra, o bumbum, e não precisa ser melhor do que o da esposa).

    E os homens, mesmo felizes no casamento, traem, logo não é requisito também ser infeliz no casamento para o homem trair.

  15. […] 2 – Parte 3 – Parte 4 – Parte 5 – Parte […]

  16. Em outras palavras, Clayton, você quis dizer que “todos os homens traem, independente da situação.”

    Interessante… rsrs…

  17. É isso q é ridículo, a idéia de ‘trair’ porque um acha que é dono do outro; casamento em religião ritualiza essa besteira. Trair é pior que isso: Trair, o que ninguém aguenta, porque é pior que tudo, é quando uma pessoa sabe o que e como vc é, mas diz na sua cara que vc fez uma coisa que ela tem certeza que vc não fez, quando ela seria a única pessoa que vc teria certeza que não faria isso, e para completar, destruindo-se e ficando do lado de quem rindo, inventou o que a destruiría, e vc é destruído por dentro, mais ainda por quem vc amava do que pelo que fizeram com vc através de quem era praticamente muito responsável pela beleza com que seus olhos encantavam-se com a vida.
    Se fizessem isso com seu pai vc ficaria em fúria mas até deixaria passar, se fizessem isso com vc quando era criança tb com muito custo vc suportaria, mas quando fizessem isso com vc em idade adulta talvez tivéssemos que olhar de novo quem e quais forjam para que isso aconteça na vida de muitas pessoas.
    Os que têm essa dívida para acertar podem ter certeza que vão cobrar caro, porque essa covardia já vem arrebentando a vida dos seres humanos há muito tempo.

  18. Carácules!! Eu fiz uma conta rapidinho aqui e eu só devo ter saído com umas 20!!! Dá o endereço dessa boate aí…

  19. Concordo em parte, Clayton — com essa estimativa de proporção aí, por exemplo. Mas os motivos que levam uma mulher a trair não são biológicos.

    E ELA não vai querer variabilidade genética de sua prole. Daí o motivo da busca pelo macho mais forte e mais saudável do bando. Se ela acasala com esse, ela já garante um bom grau de qualidade aos genes dos seus descendentes. Se ela não é lá essa belezura toda, a ponto de não atrair sexualmente o macho que deseja, vai escolher o segundo mais bonito/forte/capaz, ou o terceiro, ou o quarto, etc. É isso que possibilita a variabilidade genética da nossa espécie, o chamado pool genético. Mas a tendência biológica da mulher é ser fiel.

    A menos que, como insinuou o Saracura, ela fique com o cara apenas porque ele tem grana!!

    Graças a Deus que eu sou pobre!!!!

    KKKKKKKKKKKKKkkkkkkkkkkkkkkkkkk Hoje eu tô demais!! rsrsrsr

  20. Beth:

    “Em outras palavras, Clayton, você quis dizer que “todos os homens traem, independente da situação.”

    Em todas as regras há exceções, quem sabe é o seu caso, mas que todas acham que com elas é diferente, isto é fato.

  21. Barros:

    “Carácules!! Eu fiz uma conta rapidinho aqui e eu só devo ter saído com umas 20!!! Dá o endereço dessa boate aí…”

    Quantos anos de casado voce tem?

  22. Barros:

    “Concordo em parte, Clayton — com essa estimativa de proporção aí, por exemplo. Mas os motivos que levam uma mulher a trair não são biológicos.”

    Não concordo com este entendimento.

    “E ELA não vai querer variabilidade genética de sua prole. Daí o motivo da busca pelo macho mais forte e mais saudável do bando.”

    1 – O problema é a definição do que é melhor macho do bando, que pode variar de época em época, na opinião da mesma pessoa e o resultado disto é o sistema da variabilidade genética que é uma barreira para que uma doença flua.

    2 – E se o bando é pequeno e não sobra o que ela tinha pelo melhor macho? Se ela pode trair para obter genes do que ela tem de melhor macho, porque não?

    (é mais um motivo para a traição da fêmea)

    “Se ela acasala com esse, ela já garante um bom grau de qualidade aos genes dos seus descendentes. Se ela não é lá essa belezura toda, a ponto de não atrair sexualmente o macho que deseja, vai escolher o segundo mais bonito/forte/capaz, ou o terceiro, ou o quarto, etc.”

    E trair o segundo, com o primeiro. Afinal, é incontroverso que os homens traem suas esposas com fêmeas inferiores. Logo o primeiro macho do bando pega as femêas do segundo macho do bando. (e anida tem a definição do que é o melhor macho, que varia de gosto e época)

    “É isso que possibilita a variabilidade genética da nossa espécie, o chamado pool genético. Mas a tendência biológica da mulher é ser fiel.”

    A tendência da mulher é trair menos.

    Uma mulher quando vê um homem, ela não pensa em genes. Esta de genes faz parte do instinto.

    E este instinto é algo que chegou aleatóriamente na espécie e se fixou pela seleção natural. Ser selecionado pela seleção natural, quer dizer deixar mais descendentes eficientemente.

    As mulheres com um certo grau de infidelidade deixaram mais descendentes que as fieis, devido à variabilidade genética da traição que impede que as doenças fluem com facibilidade (prova de que a variabilidade genética é vantajosa é a própria reprodução sexuada que tem função de caminhar neste sentido)

  23. Barros:

    Uma coisa que eu não tinha reparado:

    “menos que, como insinuou o Saracura, ela fique com o cara apenas porque ele tem grana!!

    Graças a Deus que eu sou pobre!!!!”

    Tudo na espécie existe pelo consentimento da seleção natural.

    Grana = poder = comida + segurança + … = garantia de sobrevivência da prole. Tem respaldo científico

  24. só q dar respaldo puramente instintivo para justificar (podem até explicar a origem, mas estou falando de justificar) estas atitudes é assumir, a priori, q somos irracionais.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: