Não preciso temer deuses ou amá-los. Bactérias são bem mais importantes

 

Até a presente data nenhum crente conseguiu explicar porque suas histórias sagradas são tão mentirosas. Coisas como o mundo ser criado há 6000 anos, morcegos serem chamados de aves, em algum momento os bichos ganham fala, não terem previstos nos livros sagrados os dinos, que a mulher veio da costela de Adão, que o Sol parou sua trajetória para favorecer um temente a deus e uma infinidade de relatos hoje facilmente tidos como impossíveis.

Além de todas essas infantilidades que já serviram para manter o rebanho, hoje nem tanto, há o fato interessante e fundamental para a total inserção na absurda crença: temer a deus e também amá-lo. Umas das aberrações mais propagadas pelos teístas apenas para oferecer ao seus deus judaico-cristão a blindagem necessária contra as críticas. Seria um processo interessante para dar certa invulnerabilidade ao deus impossível. Ou seja, já previam que com o tempo e acesso ao mínimo conhecimento iriam surgir elementos contraditórios o suficiente para refutar as historinhas religiosas e a  própria existÊncia divina.

Ensinam os crentes que deus é amor, mas que criou um inferno só pra torturar seus filhos. Lindo né? Ele criou um secretário, e permite sua existência, só pros assuntos de natureza expiatória. De vez em quando, os dois combinam uma torturinha qualquer, até mesmo aos tementes a deus, apenas para um teste. Além disso, o livro sagrado quer que as pessoas amem este deus, assim mesmo doente mental. Seria como se uma vítima de um estuprador, amasse o réu, ao mesmo tempo que sentisse medo dele! Absurdo? Assim é o deus.

Ainda bem que o blog deusilusão vem a esclarecer aos coitados crentes que essa história não é verdadeira. Não haverá nenhum mal a nenhuma pessoa, que porventura não consiga  amar e temer ao mesmo tempo seu deus perverso. Até agora nenhum ateu sofreu com esta praga divina. Por mais que os crentes nos mandem pragas, até hoje nenhuma chegou à nossa tenda. O que tem havido são coisas perfeitamente possíveis a todos, portanto dentro da normalidade. Não surgiram doenças exclusivas de ateus, nem pragas sobrenaturais. As doenças e mazelas que sofremos são perfeitamente explicáveis e tratáveis pela ciência. Mesmo as catástrofes naturais como furacões, tempestades tem afetado a todos indistintamente. Doenças como gripe, resfriado, zoonoses, doenças contagiosas também são absolutamente normais em todos os seres.

Grande parte das doenças das quais  somos acometidos são causadas por bactérias, fungos, vírus. E nem temos como nos esquivar destes seres microscópicos. Além do número incrivelmente exagerado deles, convivemos em contato físico com os mesmos além de ofertarmos uma boa alimentação em óleos, minerais. Somos o supremo centro de sua alimentação. Falando apenas das bactérias presentes na nossa pele. Além de existirem muitos nas nossas tripas, orifícios nasais, cabelos, cílios, nadando nos nossos olhos, perfurando o esmalte do dente.

Nosso sistema digestivo abriga mais de 100 trilhões de micróbios de mais de 400 tipos.Alguns lidam com açúcares, outros com amidos, outros atacam bactérias. Alguns como as espiroquetas parecem só gostar da nossa companhia e para nada servem. Na verdade as bactérias são, em suma, uma grande parte de nós. Do ponto de vista da bactéria, somos uma parte bem pequena delas.

Nós, seres inteligentes, achamo-nos o tal por produzirmos antibióticos e desinfectantes,  pensando com isto que vamos banir estes seres. Não creiam nisto amigos! Bactérias não fazem cidades nem tem vida social interessante, mas elas estarão presentes quando o Sol explodir. Este é o planeta delas e só vivemos porque elas permitem! Elas são nossos deuses!

Elas progrediram por bilhões de anos sem nós. Não conseguiríamos sobreviver um dia sem elas. Elas processam nossos resíduos e os tornam novamente utilizáveis: sem sua mastigação diligente nada apodreceria. As bactérias purificam nossas águas e mantém produtivos nossos solos. Sintetizam vitaminas em nossos intestinos, convertem os alimetnos ingeridos em açúcares e polissacarídeos úteis e declaram guerra aos micróbios estranhos que descem por nossa garganta.

Dependemos totalmente das bactérias para extrair o nitrogênio do ar e convertê-lo em nucleotídeos e aminoácidos úteis para nós. Trata-se de um feito prodigioso e gratificante. Fornecem o ar  que respiramos e a atmosfera estável. Elas surpreendentemente prolíficas. Algumas produzem uma nova geração em menos de dez minutos. Com esta velocidade, uma única bactéria produziria mais descendentes em dois dias do que o número de prótons do universo. Imaginem que se tiver nutrientes, uma única célula bacteriana produziria 280 bilhões de indivíduos em um só dia. Cerca de uma vez em 1 milhão de divisões, elas produzem um mutante.  Pode ser uma mudança arriscada mas devido a isto adquirem uma capacidade de se esquivar de um ataque de antibiótico. Sua longevidade depende disso e ainda da capacidade de compartilhar informações com outras bactérias. Qualquer bactéria apanha pedaços de código genético de outra bactéria!!! Qualquer mudança que houver no mundo adaptativo bacteriano pode se espalhar para outra.

Mas nem tudo são benesses. Faríamos a mesma pergunta se fosse a bactéria um deus: Por quê em algum momento da nossa vida, os micróbios gostam tanto de nos prejudicar? Que satisfação extrai de nos provocar febre, desfigurar-nos em ulcerações ou de nos matar? Se morrendo não seremos mais hospedeiros, qual o benefício?

A maioria é neutra e benéfica aos seres humanos. No todo, apenas cerca de um em mil é patogênica. Na verdade, alguns benignos podem ser perigosos em determinadas situações. Tornar o hospedeiro doente traz benefícios ao micróbio. Os sintomas ajudam a espalhar a doença. Vômitos, espirrros e diarréia são métodos excelentes para um hospedeiro sair e se posicionar a fim de invadir outro. A estratégia mais eficaz é obter a ajuda de um colaborador móvel. Os mosquitos são adorados pelos agentes infecciosos por injetarem diretamente no sangue, onde podem trabalhar imediatamente antes que a vítima se defenda. Malária, febre amarela, dengue, febre do Nilo, doença do sono, encefalite e uma centena de outras menos conhecidas. É uma sorte que o agente da AIDS não esteja entre elas. O HIV é dissolvido pelo metabolismo do mosquito. No dia em que uma mutação permitir ao vírus contornar essa limitação, estaremos em apuros.

Além da diferença básica entre os deuses e os microorganismos, os primeiros frutos do  imaginário os útlimos reais,  ainda notamos que os seres microscópicos não são entidades calculistas. Eles não se importam com você, tanto quanto você não liga quando milhões são exterminados por sua higienização, no banho. O único momento em que seu bem-estar prolongado tem importância para um patógeno é quando ele o mata bem e rápido demais. Se eles o matarem antes de conseguir pular fora, poderão morrer também. Muitas doenças sumiram tão misteriosamente quanto surgiram. Eficiência demais não é um bom negócio para um organismo infeccioso.

Vivemos uma luta diária contra esse poderosos deuses pequenos. Eles que estão aqui há bilhões de anos, sempre inovando nos aspectos genéticos e nós tentando criar mecanismos para deter o seu avanço. Não podemos nos livrar deles. Na nossa garganta vivem alguns do tipo streptococcus que não nos causa mal a não ser uma inflamação, mas se cair noutra região, tranformam-se nos comedores insaciáveis de carne. Podemos destestá-los e respeitá-los, mas não podemos nos livrar deles. Amamos os que nos causam os benefícios de produzir nosso alimento no intestino, mas tememos que alguns destes possam nos causar algum desequilíbrio e assim uma infecção qualquer. Ao mesmo tempo, amamos e os detestamos e não podemos prever suas atitudes aleatórias ou evolucionistas.

Somos mais inteligentes, maiores, mas somos impotentes diante da capacidade benéfica ou mortal dos nossos colaboradores. Não adianta rezar pra eles. Não adianta pedir em oração, assim como não adianta a corrente do bem-estar. Também não se pode pedir perdão. Nenhum cântico os emocionam. Eles não condenam ninguém ao inferno nem dão passe pro céu. Não são subornados por 10%. Não são sensíveis a pedidos, questionamentos, emoções ou chantagens! Estes são os verdadeiros deuses do mundo, mas que não se preocupam com nossa vida sexual, nem nos dá livramento. Podemos esperar o bem ou o mal, conforme a sorte! Quando eles querem, nem sempre podemos demovê-los da intenção de transmitir seus genes, nem podemos ter ingerência sobre suas mutações. Eles simplesmente surgiram antes da humanidade e permanecerão mesmo depois dela! Eles simplesmente são e serão e nenhum deus muda isso!

Saracura do brejo

Anúncios

12 Respostas

  1. Para quem acha que existem um deus todo poderoso, existem seres bem menores e mais poderosos sem os quais a vida nem existiria.

  2. Só um grande idiota teme o que ama e ama o que teme. Os que tem um pouco de inteligência e cultura sabem que não são absolutos, como os tolos crédulos que nos acusam de sermos absolutos. Os deslumbrados que acreditam se dizem humildes mas vêem a si mesmos como superiores e patinam na falsa humildade e na ilusão de serem escolhidos de um deus de mentirinha que satisfaz as vontades deles, que pensa como eles e que é como eles. A verdadeira projeção de suas almas.

    Não vejo e então minha conclusão é crer? Lógica torta, insana e imbecil. Típica de quem não deve ter muitos neurônios ativos. Paroxismo da estupidez. Acho que, quando o ramo da espécie hominídea se separou das símios, se bifurcou: surgiu o homo sapiens e o primo mais estúpido, o homo crentis. Custo a crer, mas parece que a evolução favoreceu o mais idiota.

    Que testemunho daríamos a alguém que chegasse e nos perguntasse sobre como tratamos nossos semelhantes? A maioria perguntaria: ei, a que semelhante você se refere? cristão, muçulmano ou ateu?

    Se nosso futuro estiver nas mão dos que acreditam na ilusão de uma figura paterna celestial, estamos nos dirigindo ao precpício. Nada de bom veio da religião. Nossos códigos de ética são melhores que o “bom livro”. Esse, diga-se de passagem, é um excremento em termos de código moral.

    Bactérias são mais morais do que os código morais religiosos. Nunca fazem guerra, não são contra os direitos das minorias, até por que, são minoria (no tamanho de fato).

    Como disse bem o Saracura e toda a biologia concorda, bactérias foram, são e serão, independentemente de um deus papai. Elas nos precederam e nos sucederão. E nenhum deusinho (inho mesmo) as supera. Lembram dos deuses gregos? só viveram enquanto seus súditos os louvavam. Os deuses modernos são mais frágeis que bactérias. Bactérias não dependem de nossa fé para existirem, são independentes. Os deuses modernos, sem nós, estariam mortos. Nós, sem algumas bactérias, é que estaríamos mortos.

  3. Alguém tem dúvidas de que sem a religião estaríamos mais avançados?

    Olhem para trás e revejam os últimos 2000 anos de história. Sem o cristianismo, talvez já estivéssemos explorando além do sistema solar. Talvez já soubéssemos muito mais hoje.

  4. Esqueci de falar no avanço no quesito moral, mas… ora, bolas! o que é que a religião tem a falar sobre moralidade que já não se tenha faldo antes e melhor??

  5. Obs.: queria me desculpar com as bactérias: elas muito mais numerosas do que nós, e não minoria , como eu tinha dito.

  6. Realmente Fabio vc assistindo os videos do Carl Seagan ali voce ve como a religião se opos ao progresso da ciencia.

  7. O que queria que ficasse claro é que as bactérias se prestam a um papel importante na vida, já os deuses se prestam a não existirem a nada fazerem, e só existem na mente ilusória

  8. Salvem os vírus !!! Por isso carrego com muito orgulho essa tattoo http://images.orkut.com/orkut/photos/OgAAADBKG3-ZsQXmdxco8-LaP6EvEm-qRixNFTa2DV3jxjX_YSNJvihSdXEul9m_B5WcBR8sfHP9GrA3mjWTcEpOW3sAm1T1UDfJXP9fotHqGC2u83YTOw71-o0n.jpg ela está bonitinha nessa foto mas eu detonei ela depois hahaha ela ficou mais ou menos assim http://i488.photobucket.com/albums/rr250/onlineftpsales/28weeksLaterPreview.jpg o que eu achei legal pois sou fã do filme hahaha.

  9. mais uma do brilhante Filosofo Saracura

    “eram os deuses bacterias”

    As bacterias estão ai para provarem que o homem é totalmente dependente de seres inferiores e tambem de seres superiores, pois no universo existe a lei da dependencia mutua.
    Eu acho que o ser humano é uma especie evoluida de uma bacteria ou de um ser microscópio na sua origem.
    A dimira-se as obras e ignora-se o autor.

  10. Não Vanderlei elas estão aê pois se adaptam as mais extremas condições de vida hahaha.

  11. Seu comentário é perfeito. Assino embaixo, pois já pensei assim. Realmente, esse deus maluco, perverso, injusto, criador de um demônio, e que nos lançou aqui desprotegidos, não pode existir. Mas a divindade existe, sim, e está na nossa cara, 24 horas por dia conosco, vivendo a nossa vida. Ela é a nossa alma, Eu divino, Eu sou, Eu real, Eu permanente, Eu transcendental, Buda, Krishna, Cristo, Jesus, Atmâ ou Tao. O nome não importa. Ele é o nosso Sétimo corpo. Isso mesmo. Na verdade,. o ser divino é um só, embora seu nome varie. A divindade é a única alma e única existência real. Ela é, e ao mesmo tempo, uma infinidade de seres, visíveis e invisíveis, terrestres ou extraterrestres. Estudem universos paralelos. Há um número infinito de cópias de tudo o que existe, inclusive de nós. Somos nós mesmos vivendo vidas diferentes desta nossa atual. Tudo acontece simultaneamente, no presente, passado e futuro. O tempo é uma ilusão, pois só existe o AGORA. DEUS É O TUDO E O TODO. As religiões é que fazem as separações, pois nós e a divindade SOMOS UM. AS RELIGIÕES NOS DIVIDEM PARA NOS GOVERNAR. Vivemos a ilusão da separação da divindade. A própria Bíblia, que é um plágio do antigo Livro Egípcio dos Mortos e de outros livros religiosos mais antigos, diz que “NO INÍCIO ERA O VERBO, E O VERBO SE FEZ CARNE (matéria), E PASSOU A HABITAR ENTRE NÓS”: “O REINO DE DEUS ESTÁ DENTRO DE VÓS”; “O CORPO DO HOMEM É O TEMPLO DE DEUS”. Somos todos o próprio Deus em evolução, pois “Deus” não se conhece, não tem experiência na matéria. Não fomos criados por nenhum deus, pois existimos desde sempre, e para toda a eternidade, sem perdermos a nossa individualidade. A divindade criou o infinito exatamente para isto, vale dizer, conhecer-se em suas infinitas possibilidades. Assim, os animais, os minerais, os vegetais, a matéria, tudo o que existe é Deus. Não existe um não-Deus. Não se pense que inventei isso. São muitos anos de extenuantes estudos e pesquisas. O que revelei é o maior segredo oculto de todas as religiões. Estudem a filosofia oriental, budismo, hinduísmo, taoísmo, xintoísmo etc, mais teosofia, ocultismo, Rosacruz, espiritismo etc. Joguem no lixo as religiões monoteístas ocidentais e derivadas (judaísmo, cristianismo e islamismo). São todas falsas, pois inventaram um deus celestial, para servirem de intermediárias entre esse ser inventado e nós, que somos a Divindade manifesta. A física quântica já descobriu o que a religião sempre nos ocultou: A NOSSA DIVINDADE, que só era revelada pela filosofia oriental. O cristianismo é uma farsa. Sugiro que vejam o vídeo denominado ZEITGEIST, dublado, completo, no Youtube. Do mesmo modo, vejam vídeos sobre MULTIVERSO, MECÂNICA E FÍSICA QUÂNTICA, UNIVERSOS PARALELOS, ALIENÍGENAS DO PASSADO, PROGRAMA VIDA INTELIGENTE, LAERCIO FONSECA (Física quântica – ver Quem é Deus, O Poder da Mente, o Poder do Eu sou etc), bem como BASHAR, COMO CONHECER DEUS (Deepak Chopra), CONVERSANDO COM DEUS (Neale Donald Walsh, tb ler seus livros) e outros. “Buscai, e achareis”; “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (Bíblia). Citei esse livro, porque uma grande maioria só acredita nas coisas se estiverem escrito nela. Ocorre que a reencarnação fazia parte da Bíblia até ao ano 553 da nossa Era, quando dela veio a ser maliciosamente retirada pelo imperador Justiniano, no Concílio de Constantinopla. Quem quiser aprender a interpretar a Bíblia, no que ela tem de melhor e verdadeiro, deve ler as obras do Dr. JOSEPH MURPHY, a começar por AS GRANDES VERDADES DA BÍBLIA, O PODER DO SUBCONSCIENTE , e outros, inclusive sobre cura.
    Namastê! (o deus que habita em mim saúda o deus que habita em você!)
    EUCLIDES DE PAULA, RJ
    (Será um prazer receber pessoas inteligentes, estudiosas e curiosas em meu Orkut. Procurar pelo meu nome).

  12. Ah…Esqueci de dizer que a Bíblia, nas palavras do simbólico Jesus (ele representa cada um de nós), diz: “VÓS SOIS DEUSES. AQUILO QUE FAÇO, VÓS TAMBÉM PODEIS FAZER, E ATÉ COISAS MAIORES”. Para quem é cristão, isso diz tudo, e prova que não inventei nada. Agora, quero ver é algum pastor, bispo, padre etc e tal, comentar esse texto. Claro que vai distorcer o que está bem claro. Não aceitem interpretações manipuladoras. Se a isso acrescentarem o que informei acima sobre esse livro religioso, as pessoas vão entender perfeitamente o que lhes transmiti. Liguem-se à sua Alma divina, e ouçam a sua voz interior, pois Ela é a divindade em você.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: