A Cobiçada Vagina de Nossa Senhora (parte 3)

 

O Antigo Testamento profetizava que o Messias seria gerado por uma virgem. Entretanto, estudiosos dos textos originais já revelaram que a palavra que foi traduzida como virgem, era usada para descrever tão somente a garota que tinha acabado de atingir a puberdade, de forma a indicar que ela já estava apta a ser desposada.

Logo, embora a adolescente fosse necessariamente virgem, o termo hebraico se referia apenas à condição inicial da mãe do Messias: uma garota de 12, 13 anos, pronta para o casamento; nada a ver, portanto, com a integridade do seu hímen após a noite de núpcias…

A indevida interpretação dos significados das palavras pode, realmente, causar muita confusão. Se, por exemplo, um gajo português dissesse para minha mãe algo como:

O vosso filho Barros está a namorar uma rapariga que eu conheço.”

Minha mãe iria ficar muito decepcionada comigo, porque, rapariga, na nossa região, quer dizer prostituta, e, ainda por cima, ela poderia entender o “conheço” no sentido bíblico do termo. Daí que, para a minha mãe, o português teria dito isso:

O seu filho Barros está namorando uma prostituta que eu já peguei.”

Para piorar as coisas, e ilustrar mais ainda o meu exemplo, alguém poderia também estar ouvindo a conversa e completar:

É verdade: eu ainda não conheço a nova namorada do Barros, mas sei que ela é moça.”

Aí complicou geral, porque, na nossa cidade, como em várias outras do Nordeste, moça, além do seu significado mais comum — mulher na fase da adolescência — é, também, sinônimo de donzela, de mulher que nunca praticou sexo; o que faria, no fim das contas, minha mãe achar que eu estava namorando uma prostituta virgem.

Entendeu o engano que houve na tradução desse pequeno trecho da Bíblia? Quando se resgata o sentido original da palavra em questão, todos aqueles problemas levantados até aqui, simplesmente deixam de existir. Onde o texto profético mencionava que o Messias seria concebido por uma virgem, na verdade estava apenas querendo dizer que ele seria o primeiro filho de uma mulher que acabara de atingir a puberdade.

Mas esse “resgate” não interessava, de forma alguma, à Igreja. E como, certamente, abalariam a fé católica essas conversas indecentes sobre a vagina da mãe de Deus, sobre se José meteu ou se não meteu, o papa Pio IX resolveu meter a caneta e encerrou a conversa: em 1854, ele assinou um tipo de decreto papal em que “declarava” que Maria era virgem, e manteve-se virgem. Ponto.

As fogueiras da Inquisição ainda tinham suas brasas ardendo em muitas praças pelo Velho Mundo, e ninguém estava interessado em vê-las serem sopradas sob um monte de palha, embaixo de seus próprios pés.

 

<< Parte 1


Anúncios

9 Respostas

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Fco. Costa. Fco. Costa said: RT @wesleyjuca: RT @DeusILUSAO: "A Cobiçada Vagina de Nossa Senhora ( parte 3 )":http://migre.me/3hpC1 […]

  2. Olá, sou católico e senti falta logo que entrei no formspring de um católico responde: Podemos ver o Cristão responde(que é Evangélico) e o AteuResponde(que fechou, mas apareceu o OutroAteuResp).

    Pensando nisso, criei o catolicoresp, para responder às dúvidas acerca do catolicismo, religião, ciência, etc. [sim, podem perguntar qualquer coisa por lá, como: “Poque ser católico?” “Porque acreditar em Deus?” ou perguntas mais complexas para refutar argumentos, etc.]

    O link está aqui:
    http://formspring.me/catolicoresp

    Espero perguntas, e sou grato pela atenção de vocês.

    Mas agora tenho uma observação sobre esse texto sobre a Virgem Maria.

    Primeiramente, entendo o que você disse em relação ao suposto erro de tradução, e quero explicar porque provavelmente houve um erro.

    Comecemos então pelas profecias. Antes de Maria conceber, já havia pessoas que afirmavam sobre a vinda de uma Virgem que iria dar à Luz ao Menino-Deus.

    Que sentido haveria haver uma profecia que anunciaria o nascimento de um menino de uma menina na idade fértil? Nenhuma, o que nos leva a crer que o sentido da palavra era, realmente, de VIRGEM e não de jovem na idade reprodutiva.

    Além disso, há o anúncio do Anjo à Maria: Ele vem pedí-la que dela nascesse o menino Deus(para se cumprir a Profecia). Não faria sentido o anjo ir avisá-la se ela não fosse virgem: Ela simplesmente teria ficado grávida conforme a normalidade.

    Para finalizar, seu futuro esposo, José, desconfiou-se de Maria e decidiu deixá-la em segredo e, em um sonho, foi alertado que o menino era fruto do Espírito Santo de Deus.

    A não ser que você sugira que o “Espírito Santo de Deus” seja o nome de algum outro homem, não faria sentido José desconfiar de sua esposa se eles tivessem tido a relação(afinal, não haveria nada de incrível em ela engravidar).

    E, se fosse o caso de Maria ter traído José com algum outro homem ainda restam alguns pontos sem sentido: 1. O anjo ter anunciado a ela sua gravidez(pelo mesmo motivo se ela tivesse tido a relação com José) e 2. O anjo não avisaria a José que ela não o tinha traído(pois era por isso que José iria abandoná-la).

    Ou seja, afirmar que Maria não era Virgem trás diversas perguntas cujas respostas não existem, pois se tornariam coisas sem sentido.

    Por favor, mandem-me as perguntas que desejarem fazer(se for para refutar algum argumento, tal como esse, por favor mandem o link na pergunta). Segue o Link:
    http://formspring.me/catolicoresp

  3. […] Católico Responde on A Cobiçada Vagina de Nossa Sen…Samurai on Empresas barram campanha …ejedelmal on tipos de ateus – […]

  4. ora gente! Tudo leva acrer que, quem era prostituta era Maria mãe de Jesus e não Madalena. Contra Madalena não há uma só palavra que diga que ela era prostituta. Quanto a Maria mãe de Jesus, o proprio seu esposo José desconfiou dela e chegou mesmo a cogitar de largar dela.

  5. walter
    voce esta preocupado com a vida de outros, futilidades e fofocas em denegrir , deveria prestar mas atenção na sua própria.
    Voce é o que?
    Um colunista do BBB

  6. Ateus de manada!

    um rola um coco e os outros saem correndo atras como se voce a coisa mais importante de suas vidas.

  7. Vanderlei você vem se meter em um blog ateu para dizer nada com nada, e nós nos metemos na vida dos outros ?
    Hahaha é engraçado, vai em outros blogs por exemplo só de “cristãos” existem mais de 3 mil denominações diferentes já entrou em algum blog muçulmano para dizer que Allah não existe ?

  8. Na real?Todo genuíno cristão(nascido do espírito) é ateu!Pelo menos é isso que procuramos passar para todos.Ser cristão ateu implica em não acreditar na crença idólatra da igreja católica,ou em Alá(relacionado ao DEUS cristão não sendo o mesmo,visto as multifacetas do sistema infernal),Buda,deuses indianos,africanos,nórdicos,gregos,etc.,
    MUITO MENOS acreditamos nessa crença que O DEUS ETERNO não existe!
    Então,ateu até cristão é,acreditamos no DEUS DA BÍBLIA,não cremos naqueles ou naquilo,que um dia para nós pareciam ser alguma coisa!

  9. Argumentos nenhuns, né sentinela da torre? Apenas finge que o seus deus é mais divino que os deuses dos outros. Como dizia o poeta: vaidade, tudo é vaidade…

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: