De olhos bem fechados (4ª parte)

No princípio criou Deus os céus e a terra.

(Gênesis 1:1)

Eis a explicação perfeita e irrefutável. Por quê? Ora, porque está na Bíblia! Se está escrito na Bíblia, foi o que aconteceu. Deus criou o Céu e a Terra. Ponto. Não há o que se discutir… Mas aquele trecho da serpente conversando com a Eva… bom… aquilo era… tipo… uma alegoria? Claro que sim, né? Uma fábula, um mito, uma história bonitinha. Só me responde como você consegue diferenciar o que de fato aconteceu do que era pra ser apenas uma história bonitinha.

A única “evidência” física que o crente tem de Deus é o seu “livro sagrado”. Infelizmente, é a “evidência” mais chocha que poderia haver. Se quisesse, o crente de inteligência mediana poderia facilmente enxergar a Bíblia como ela realmente é: uma coleção de mitos e fábulas, alguns descaradamente copiados de mitologias muito mais antigas. O esforço que o crente mais instruído faz para não perceber isso e, mais ainda, o seu empenho em revestir os contos bíblicos com uma película de “realidade” chega a ser comovente. Porque é preciso muito esforço intelectual para não enxergar o óbvio.

O crente vê o mundo de uma forma enviesada, para não dizer desonesta: se uma coisa não está encaixando no que está escrito no livro dele, então mude-se essa coisa de forma que encaixe. A palavra de Deus não pode estar errada. Partindo dessa premissa, tudo o mais fica fácil. Invariavelmente, ele alega que é esse o subterfúgio usado pela ciência. Mas o que os cientistas fazem é reformular as teorias a partir de novos fatos, ao passo que o crente se obriga a distorcer todos os fatos para manter sua única teoria.

O que eu acho mais interessante — se não mais ridículo — é que certos versículos da Bíblia, como o da Criação do universo, são usados na íntegra, como verdades universais incontestáveis, imutáveis, irrefutáveis e eternas. Isso, diga-se, quando o texto calha de ser “aprovado”. Quando não é o caso, tem sempre um “Não, mas…” e, a partir daí, o crente vai reinterpretar, repensar, reavaliar, revalidar, reconstruir, redefinir e reescrever a palavra universal, perfeita, incontestável, imutável, irrefutável e permanente de Deus.

 


<< Início

Anúncios

16 Respostas

  1. Estou acompanhando sua página de forma constante, via google reader. Sensacional!

  2. tente postar esses textos no facebook.
    estão todos marcados como spam! :(
    triste isso…

    btw, excelentes textos!

  3. tente postar esses textos no facebook.
    estão todos marcados como spam! :(
    triste isso…

    btw, excelentes publicações!

  4. […] This post was mentioned on Twitter by Will Marangoni. Will Marangoni said: De olhos bem fechados (4ª parte): http://t.co/2ENAhDj […]

  5. Obrigado pelos elogios e pela informação de bloqueio do site como spam no Facebook.

    Estou tentando desbloquear o conteúdo do site.

    Mas como é que isso foi bloqueado? Alguém sabe?

    Como que, por exemplo, eu sendo religioso, vejo um site que fala que meu deus não existe e vou lá no Facebook e falo que estão falando mal do meu deus e quero que eles bloqueiem o site? É assim que funciona?

  6. É muita falta de senso sua o fato de querer que a Bíblia seja lida literalmente linha por linha. Não é assim que é pra ser. Abra seu coração para o Espírito Santo que Ele irá iluminá-Lo e você enfim compreenderá a mensagem do Deus Vivo. Você insiste na mesma tecla e isso é enervante! owww garoto burro!!!

  7. Agnes,

    Se a bíblia não é pra ser lida literalmente, então posso considerar o livro todo uma fábula. Nada lá aconteceu de verdade, tudo aquilo é apenas uma coleção de historinhas para assustar crianças.

  8. A Agnes continua insistindo em atacar o autor, nao o argumento. E tambem, em ofende-lo.

    Quem ofende, perde o debate.

    E o ser chamado “Espirito Santo” nao existe, foi inventado por Atanasio, teologizado por Dioniso e decretado por Constantino, no ano de 325.

  9. Ah Agnes então quando o “Senhor” mata 42 crianças usando ursos eu tenho que “viajar com chá de Espírito Santo” para entender ?

  10. […] parte – 3ª – 4ª – 5ª – 6ª – 7ª – 8ª – 9ª – 10ª – 11ª – 12ª […]

  11. É muito interessante vermos como os crentes tem aversão a Ciência pelo fato de ela não dar respostas inabaláveis às suas dúvidas. A mesma capacidade humana de duvidar e questionar que, dizem eles, Deus nos deu, é tida como algo demoníaco, que abala a fé. E essa fé baseada em coisas sem evidências é apenas um mundinho que a pessoa cria para si, para se isolar da realidade, que se lhe parece muito cruel. A Bíblia não é mais do que uma redundância: “é a palavra de Deus, pois nela está escrito isso”. Um livro que ensina a cometer homicídios, roubos e latrocínios. Que ensina a sermos preconceituosos. Sempre li e estudei a Bíblia, e sempre o farei, pois para refutar os argumentos dos loucos é preciso conhecer seus desvarios. Meu blog: http://historiaereligionis.wordpress.com/

  12. não precisa ser muito esperto para perceber as contradições biblicas, mas para reconhecermos seus ensinamentos elevados é necessario ter algum dircenimento, se não voce vira um ateu.

  13. “não precisa ser muito esperto para perceber as contradições biblicas, mas para reconhecermos seus ensinamentos elevados é necessario ter algum dircenimento, se não voce vira um ateu.”

    Resumindo, para reconhecer algum ensinamento elevado dentro da biblia, tem que ter a razão anestesiada, com preparações desde a infância

  14. Você só diz isto ,porque virou um ateu…he..he…he

  15. A evidência da existência de Deus estão nos axiomas científicos:

    Todo efeito tem uma causa;
    Todo efeito inteligente tem uma causa inteligente.

    Agora, é engraçado você, que acredita que “tudo é ilusão” e que “a realidade está dentro de nossas cabeças”, exigir evidências e acusar o crente que, ao encontrar algo que “não está encaixando no que está escrito no livro dele”, mudar a “coisa de forma que encaixe”.

    Decida-se: o mundo é uma ilusão ou não? A realidade existe ou não?
    Se não existe, para que apresentar evidências para se acreditar em qualquer coisa, se a realidade está em nossa cabeça?

    Você escreve: “Mas o que os cientistas fazem é reformular as teorias a partir de novos fatos, ao passo que o crente se obriga a distorcer todos os fatos para manter sua única teoria.”

    Num momento você diz que o mundo é ilusão e que a realidade não existe, em outro você defende os cientistas que “reformulam teorias a partir de novos fatos”.

    Ora, qual é a definição de “fato”, senão um acontecimento que se dá na realidade?

    Se a realidade não existe, os fatos em que se apoiam as teorias científicas são apenas criações dos cérebros dos cientistas, as quais, portanto, estão no mesmo patamar das criações dos cérebros dos que acreditam em Deus.

    Não dá para chamar a autoridade da ciência e negar a realidade ao mesmo tempo.

    Convenhamos: Deixe daquela bobagem que você apresentou na introdução.

    A realidade existe.

    E foi com base nessa realidade que os autores que citei chegaram à ideia de Deus. Acontece que nem tudo da realidade se consegue comprovar com os métodos da ciência que estuda o mundo material.

  16. A evidência da existência de Deus estão nos axiomas científicos:
    Todo efeito tem uma causa;
    Todo efeito inteligente tem uma causa inteligente.

    A existência de qualquer deus pode ser provada através desses axiomas científicos.Você, por acaso, está escolhendo o seu.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: