Três deuses, um funeral (parte 10)

E ele lhes disse: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações; porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação.”

(Lucas 16:15)

 

Deve ser mesmo abominação para Deus o fato de nós, homens, hoje tratarmos as mulheres como iguais; deve ser abominação para Deus não nos importarmos com o uso que as pessoas fazem de suas cavidades corporais; deve ser abominação para Deus não sairmos por aí apedrejando qualquer um que não cumpra os seus mandamentos ridículos.

A Bíblia diz (não é assim que eles sempre começam?) que Deus conhece os nossos corações. E diz também que Deus precisou testar Abraão e para saber justamente o que ia nos corações deles. Eu, se fosse cristão, iria me sentir mais confortável na minha crença se meu livro sagrado não estivesse repleto de contradições como essa. É por isso que o crente nunca tem argumentos convincentes que sustentem sua discussão com alguém de fora do seu clubezinho de orações. Tudo o que ele tem para fundamentar sua crença é sua Bíblia e um monte de fé, que bem medido e bem pesado é o mesmo que nada.

Mas ele não pensa assim… Porque ele é um hipócrita.

Certamente não um hipócrita consciente, porque todo o mecanismo que sustenta suas ilusões foi desenvolvido para incrustar-se no seu cérebro e operar de forma autônoma e silenciosa; um autoexecutável, como os vírus que infestam nossos computadores. Mas um hipócrita não é menos hipócrita por conta disso.

O crente é hipócrita porque respalda sua fé no livro sagrado que ele sequer conhece; e, se conhece, é hipócrita porque não aceita enxergar o que esse livro realmente é: uma coleção de textos de vários autores, sobre vários assuntos, compilados dentre muitos por um homem igual a mim, que teve seus motivos, ou suas ordens, para escolher uns e rejeitar outros.

O crente é hipócrita porque, apesar de apregoar aos quatro ventos o contrário — na esperança de iludir e de iludir-se — , não confia exclusivamente no seu Deus para sua proteção pessoal ou para lhe restituir a saúde, por exemplo, e porque justifica tal comportamento com desculpas esfarrapadas, completamente inúteis num universo em que Deus existisse.

O crente é hipócrita porque atribui à sua divindade os favores que supostamente recebe em resposta às suas preces, e porque a desculpa por outros pedidos que, embora mais necessários à sua própria felicidade e bem-estar, nunca são atendidos.

O crente é hipócrita porque descaradamente atribui o alastramento de denominações religiosas a uma suposta recrudescência da fé, e não ao tino comercial de um sem-número de xamãs-multimídia e à proliferação incontrolável de profetas de fundo de quintal, feiticeiros de paletó e gravata que aprenderam a multiplicar dinheiro em altares erigidos sobre mesas de plástico.

O crente é hipócrita porque cultua, pratica, defende e professa uma religião que não conhece; e é hipócrita porque fecha os olhos para os erros, descabimentos e contradições que essa religião encerra, e a toda sorte de perniciosidade que ela absolve, produz ou incentiva.

O crente é hipócrita porque diz amar sua divindade, sendo que o que ele sente por ela não tem absolutamente nada a ver com amor — e, em Deus existindo, a recíproca seria verdadeira.

O crente é hipócrita porque alega ter conhecimentos que não tem, por venerar valores e princípios que não segue, e por contrair votos que não cumpre.

O crente aceita convicções alheias, que foram disseminadas através de gerações de forma impositiva, sem se dar ao trabalho de questionar nem entender, e chama a isso de fé, quando, na verdade, é apenas hipocrisia.





<< parte 1


Anúncios

9 Respostas

  1. Muito bom, como sempre, o texto! A hipocrisia é escondida com ardor, apenas para os imbecis.Para quem consegue pensar um pouquinho, torna-se clara!

  2. Obrigado, Saracura do brejo, meu velho. Vou fazer o possível para encerrar essa série em mais um único post, mas é que esse assunto rende muito, quando você analisa toda a hipocrisia envolvida nesse negócio ultralucrativo chamado religião.

  3. Mas é meus caros colegas ” fabianos ” !!! Hahaha…
    Acontece que vocês mesmo sabem que esse negócio tão lucrativo quanto é a religião que ”domina” as massas como diz até mesmo Saracura do banhado,rsrs… é algo como muitos outros vicíos sustentáveis nesse mundo …
    Não há como mudar o mundo e nem acredito que arrancar dos mais necessitados a febre que é do vício…

    O maior vendedor-autor de todos os tempos ainda é da bíblia.
    Levando isto em consideração .

  4. Na verdade, na verdade…o crente nada mais é do que humano. Ser humano. Apenas umser humano …

    Julgar é… NADA! Não resolve . Discriminar? Pode ser até que um dia crie-se uma lei que os protejam …. rsrs…
    Mas ”o crente é hipócrita” … é porque tem que ser assim mesmo .
    Alguns tem de ser assim…
    Uns sim, outros não…
    Assim caminha a humanidade …

    O dia que

  5. […]  Parte 5, –  Parte 6, –  Parte 7, –  Parte 8, –  Parte 9, –  Parte 10, –  Parte […]

  6. […]  Parte 5 –  Parte 6 –  Parte 7 –  Parte 8 –  Parte 9 –  Parte 10 –  Parte […]

  7. Hipocrisia é apenas uma das desgraças promovidas pela Religião. Esse mascaramento da corrupção e da burrice sempre existirá, pois há pessoas que simplesmente não se contentam com a razão e precisam de uma crença infundada numa lorota ridícula para viverem.

    O problema maior não é a hipocrisia, mas o fato de a Religião se achar no direito de se meter na vida de quem não compartilha dessa hipocrisia.

    Meu blog: http://historiaereligionis.wordpress.com/

  8. hipocresia

  9. Parabéns Barros os textos estão ótimos.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: