Oração “em línguas estranhas” — A Fraude (parte 7)

.

Pelo que já foi apresentado nos textos anteriores, de acordo com a Bíblia, o dom das “línguas estranhas” resume-se a isso:

[1] Atos, capítulo 2, versículos de 4 a 8.

Um cristão pode falar “várias” línguas diferentes da sua própria (de improviso; ou seja, prescindindo de qualquer conhecimento prévio do novo idioma, já que o dom provém do Espírito Santo), de forma a ser compreendido por pessoas que são nativas do país que fala aquela língua.

Exemplo ilustrativo: uma mocinha bem humilde da minha cidade, recém-chegada ao ensino médio, mas com o dom da variedade de línguas, poderia anunciar a Boa-Nova cristã a um grupo de turistas finlandeses, expressando-se milagrosa e fluentemente em finlandês; noutra ocasião, fazer a mesma coisa com um grupo de chineses, falando em mandarim; noutra, falando árabe para um grupo de árabes, etc. 

[2] I Coríntios, capítulo 14, versículo 2.

Um cristão poderia se dirigir diretamente a Deus (não aos homens) orando em línguas estranhas (=não terrenas: a “língua dos anjos”, segundo o próprio Paulo), de forma a não ser entendido por mais ninguém na Terra.

Exemplo ilustrativo: os interessantes vídeos já postados na Parte 1.

[3] I Coríntios, capítulo 14, versículos 27 e 28.

Um cristão poderia, também, orar em línguas estranhas (na prática, sempre línguas não terrenas) e ter suas palavras interpretadas por outro cristão com o mesmo dom, de modo que aqueles que o ouvissem fossem capazes de entendê-lo.

Exemplo ilustrativo: o vídeo Uma Fraude com Legenda.

Pronto. É isso, sem tirar nem pôr, e a coisa assim posta, sugere, de imediato, uma conclusão bem simples: que [2] e [3] são “dons” completamente inúteis:

[2] porque, se o devoto pretende fazer uma oração privada, da qual ninguém deva saber o conteúdo, bastaria orar em silêncio. Resolvido, né não? 

[3] porque o religioso poderia orar na sua própria língua para os seus confrades, sem necessidade alguma de intérprete, que seria uma solução (o intérprete) para um problema que ele mesmo estaria criando (falar em línguas não terrenas, em vez de usar seu próprio idioma). 

A única parte do pacote que é, de fato, útil é a [1]. Mas, adivinha: ela só foi registrada uma única vez, em Jerusalém, há coisa de dois mil anos… 

Hoje, o dom de falar em línguas de forma a ser entendido é completamente ignorado até pelos donos de bocas de culto. O que é algo bem lógico, uma vez que, em 2 milênios, a coisa não se repetiu mais. Talvez eles tenham mesmo esquecido dessa parte. 

Nesse vídeo, abaixo, o padre Fábio de Melo simplesmente parece desconhecer o dom da variedade de línguas [1], enquanto explica a uma devota a parte [2], uma daquelas inúteis, que é testemunhada com uma frequência tão grande, passando a ser uma coisa tão corriqueira, que quase invalida a definição de “milagre”. 

.

<< Parte 1

Anúncios

6 Respostas

  1. […] e Ciência on Oração “em línguas estra…vikernes on O Ânus de DeusOração “em lín… on Uma fraude com legendaOração “em lín… on Oração […]

  2. Excelente o termo “donos de boca de culto”; outros sinônimos:
    – Gerentes do tráfico da fé.
    – Mercadores da fé.
    – O que mais ?

  3. Ao padre-apresentador-sedutor irei acrescentar os adjetivos de enrolador e lugar-comum…
    Quando não se tem o que falar, o melhor é ficar calado!

  4. Eu considero Deus uma droga; a religião é apenas um cerimonial em que eles consomem Deus.

  5. […] “em lín… on Oração “em línguas estra…Valmidênio Barros on Oração “em línguas estra…Valmidênio Barros on Oração “em línguas estra…Criaturo on O Ânus […]

  6. Creio que o padreco aí deva orar muito em línguas para nossa (dele) senhora do Botox!
    Farei minha parte, vou orar para são Lacto-Purga…só pra ver se ele para com essa caganeira de uma vez por todas.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: