“Por que um ateu fala tanto em Deus?”


Eu tenho motivos para crer que muita gente “de fé” acha que um ateu é um crente enrustido. Eu mesmo já recebi muito cumprimento irônico me parabenizando pela minha “crença em Deus”. Afinal, por que, então, eu iria gastar tanto tempo, energia e criatividade mantendo um site dedicado a “Ele”?

Esse tipo de raciocínio é bem condizente com a visão deturpada que o religioso tem do mundo, afinal, ele “crê” em coisas tão ridiculamente absurdas que precisa mesmo que todo mundo creia nelas também, já que, de outro modo, ele não vai conseguir se esquecer de que está se enganando, brincando de faz de conta para sustentar umas tantas ilusões infantis.

Esse tipo de argumento, o de dizer que o ateu, na verdade, crê em Deus, é bem recorrente e já me vi diante dele vezes sem conta, ao lado de outros ainda mais estúpidos ou, pior, que demonstram apenas o quanto uma pessoa pode ser tapada.

Elas dizem coisas como “Você iria perder seu tempo escrevendo que não acredita em duendes, por exemplo? Não, né?”, “O ateu não tem razão de existir. Ele vive pra quê?”

Ora, vive-se para muitas coisas, por muitas razões, para muitos fins e de muitos meios. Se você me diz que eu, sendo ateu, não tenho razão para viver, estará apenas sinalizando para mim que você é uma pessoa com a qual não vale a pena discutir, por já ter apresentado o seu diploma de imbecil.

Eu não me incomodaria se milhões e milhões de pessoas resolvessem inventar, como inventaram, Deus e deuses, e esfolassem seus joelhos e desperdiçassem suas vidas para adorá-los. Isso seria problema delas. Mas não se pode ficar de mãos abanando quando um grupo crescente de indivíduos, com uma determinada crença, está tão seguro de que o conjunto de idiotices em que acredita é a Verdade — com V, única e absoluta — a ponto de divulgar que quer passá-la a todo o resto da humanidade, à força, se preciso.

Eu sou contra, sim, o processo imbecilizante por que passa, obrigatoriamente, cada nova geração de seres humanos. Sou contra, sim, a atitude de pais que literalmente obrigam seus filhos a acreditarem num sem-número de sandices só porque eles próprios também foram obrigados a acreditar. E ainda acham que estão fazendo a coisa certa.

E não pretendo desperdiçar meu tempo e energia contra duendes, pelo simples fato de não me sentir incomodado pelos seus adoradores. Esses, pelo menos até hoje, não queimaram vivo ninguém que não acreditasse em duendes; não fizeram guerras em nome deles; não forçaram cada nova geração a acreditar neles; não extorquiram dinheiro para a sua rede de divulgação da crença nos duendes; não ameaçaram nem coagiram os que não acreditavam; não pediram para que ninguém mais acreditasse no mesmo que eles, nem tentaram doutrinar a quantos pudessem, para que a crença nos duendes fosse global. No dia em que começarem a fazer isso, pode apostar que eu vou montar um site “dedicado” a eles também.

.

Anúncios

44 Respostas

  1. Então, rapaz. Pessoas religiosas não entendem argumentação racional, senão não seriam religiosas.
    Compartilho da tua angústia por viver em um mundo onde a religião é a “lei” mas infelizmente nós, ateus, devemos ter sido “eliminados” pelos religiosos em algum momento da “evolução”.
    Talvez a relação de poder que a religião possibilita foi o que convenceu hominídeos a se sacrificarem pelo bando em tempos difíceis…
    Mas, de qualquer forma, boa sorte em sua militância. Fico feliz em saber que existem pessoas sensatas.
    Vida longa e próspera.

  2. A religião é contra toda forma de amor, mais tem as porta abertas para todo tipo de ódio e preconceitos, ainda bem que não sou religioso e todos podem comer à minha mesa se é que entende o que quero dizer, mais nem isso eles se permitem, perpetuando o ódio e todo mal que se possa cogitar.
    E pior que depois chegam em nossas porta com um sorriso amarelo fingido e dizem ”sabia que deus te ama”
    Religiosos hipocritas.
    Se o mundo todo fosse ateu nada destes escandalos religiosos aconteceria, nenhuma mulher teria sido apedrejada, nenhuma familia teria sido desfeita, nenhuma criatura teria sido sacrificada.
    Porque a mente do ateu esta a anos luz de qualquer geração, e os ateu entende a mente religiosa e sabe que é uma mente vã dada aos cães que os manipulam.

  3. Anônimo, concordo plenamente. Obrigado por comentar.

  4. Anderson L., meu nobre, em breve, pretendo publicar um “Guia” de como se livrar desses doentes mentais que batem às nossas portas querendo vender Jesus Cristo, o deus novo que eles arranjaram. É um artifício que eu desenvolvi e que aplico sempre que alguém vem com essa conversa mole de que Jesus me ama. Antes de começar com o blog, a vontade que me dava era mandar a pessoa “enfiar” Jesus e o amor dele bem naquele lugar, mas, hoje, depois que me tornei um filósofo, eu costumo ser bem mais contundente do que isso: eu mostro pra eles como eles estão iludidos. E eles detestam ser lembrados disso. E somem!

  5. ótimo texto, virei fã do site! :D

  6. Li um pouco das suas publicações, e me compadeci. Percebo que voce busca desesperadamente respostas sobre Deus e lhe falta conhecimento. É possivel conhecer Deus com o coração mas podemos conhece-lo tambem por meio do conhecimento racional e no momento, seu entendimento está fechado. Sugiro que se dispa do pre-conceito e LEIA POR FAVOR O LIVRO “MENTE, LINGUAGEM E SOCIEDADE” do filósofo contemporãneo John R. Searle. (é um filósofo cientista bastante conceituado, não é um teólogo ou religioso). Se vc conseguir entender este livro será um grande passo na sua vida… entender O que são atos de fala… proferimentos performativos….etc. .Estou lhe dando uma chave racional para entender o que é a biblia… o que é Palavra de Deus. Sabe o que é um ato institucional? Nossa sociedade foi formada por eles.
    Estarei pedindo a Jesus que em sua infinita misericordia e bondade abra sua mente para o entendimento. Veja o que está acontecendo com voce….
    Isaías – 6:10
    Torne insensível o coração desse povo; torne surdos os ouvidos dele e feche os seus olhos. Que eles não vejam com os olhos, não ouçam com os ouvidos, e não entendam com o coração, para que não se convertam e sejam curados”.
    Precisa pedir a Jesus que lhe abra os olhos e os ouvidos…
    Deus é amor perfeito e sua palavra é perfeita. Gostaria muito de poder lhe ajudar a entender.

  7. “Deus é amor perfeito e sua palavra é perfeita.”

    Ou a nossa irmã não conhece o seu livro sagrado ou tem um conceito bem peculiar de perfeição.

  8. “Deus é amor perfeito e sua palavra é perfeita.”

    O valor das mulheres segundo a Bíblia

    Uma bela coletânea extraída diretamente da Palavra do Senhor!

    Colossenses 3,18: Mulheres, sede submissas aos vossos maridos, como convém no Senhor.

    Coríntios 11,3: A cabeça do homem é Cristo, a cabeça da mulher é o homem e a cabeça de Cristo é Deus.

    Coríntios 11,9: O homem não foi criado para a mulher, mas a mulher para o homem.

    Coríntios 14, 34-35: Que as mulheres fiquem caladas nas assembléias, como se faz em todas as igrejas dos cristãos, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, perguntem aos maridos em casa;

    Coríntios 14,33-35: Como em todas as igrejas dos santos, as mulheres estejam caladas nas igrejas; porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa a seus próprios maridos; porque é indecoroso para a mulher o falar na igreja .

    Deuteronômio 22, 13-15: Se um homem se casa com uma mulher e começa a detestá-la depois de ter tido relações com ela, acusando-a de atos vergonhosos e difamando-a publicamente, dizendo: ‘Casei-me com esta mulher mas, quando me aproximei dela, descobri que não era virgem, o pai e a mãe da jovem pegarão a prova da virgindade dela e levarão a prova aos anciãos da cidade para que julguem o caso.

    Deuteronômio 22,20-21: Se uma jovem é dada por esposa a um homem e este descobre que ela não é virgem, então será levada para a entrada da casa de seu pai e a apedrejarão até a morte.

    Deuteronômio 24, 1: Quando um homem se casa com uma mulher e consuma o matrimônio, se depois ele não gostar mais dela, por ter visto nela alguma coisa inconveniente, escreva para ela um documento de divórcio e o entregue a ela, deixando-a sair de casa em liberdade.

    Eclesiástico 25, 24: Foi pela mulher que começou o pecado, e é por culpa dela que todos morremos.

    Eclesiástico 42, 14: É melhor a maldade do homem do que a bondade da mulher: a mulher cobre de vergonha e chega a expor ao insulto.

    Eclesiástico 9, 2: Não se entregue a uma mulher, para que ela não o domine.

    Efésios 5,22-24: Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor; porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo. Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.

    Gênesis 3,16: Deus disse à mulher: ‘Multiplicarei grandemente os teus sofrimentos e a tua gravidez; darás à luz teus filhos entre dores; contudo, sentir-te-ás atraída para o teu marido, e ele te dominará’.

    Levítico 12,2-8: Se uma mulher der à luz um menino ela ficará impura por sete dias. Mas se nascer uma menina, então ficará impura por duas semanas.

    Levítico 15,18-33: Quando um homem e uma mulher se unirem com emissão de sêmen, se banharão e ficarão impuros até a tarde. Se uma mulher menstruar, ficará impura até sete dias após o término do fluxo, sendo que tudo o que ela tocar ficará impuro até a tarde. Se alguém tentar tocá-la ou tocar em um móvel deixado impuro por ela, ficará impuro até a tarde. Quem se juntar a ela durante este período ficará impuro por sete dias.

    Pedro 3,1: As mulheres tem de ser submissas aos vossos maridos.

    Pedro 3,7: Os maridos devem permitir que as suas mulheres, que são de um sexo mais frágil, possam orar.

    Timóteo 2,11-13: A mulher aprenda em silêncio com toda a submissão. Pois não permito que a mulher ensine, nem tenha domínio sobre o homem, mas que esteja em silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.

    Como um livro que tem tantas sandices pode ser considerado perfeito? Se isso é perfeição, tô fora!

  9. Sonia Luisa, pode se compadecer de mim à vontade. E se você “percebe que eu busco desesperadamente respostas sobre Deus”, informo que está percebendo errado. Muito errado. Quanto à sua sugestão de leitura… eu passo. Nem é por preconceito, não: é que tenho muita coisa mais importante (e mais interessante) pra ler.

    E quanto a você dizer que Deus é amor perfeito e que sua palavra é perfeita, só me leva a concluir que muito provavelmente você nunca tenha se dado ao trabalho de ler a Bíblia.

    E pra cada versículo escolhido a dedo, como esse seu, eu poderia escolher 20 para os quais você se veria obrigada a encontrar uma desculpa para a ausência de perfeição e de amor de Deus. É a eterna hipocrisia que sustenta a fé em Deus. Você acha que Deus é perfeito e que é amor apenas considerando os inúmeros trechos da Bíblia em que um Deus odioso e repleto de defeitos humanos se revela.

  10. Querido, quando digo que a palavra de Deus é perfeita é porque conheço muito bem a bíbla, que é perfeita quando vc a entende em sua totalidade. Muitas pessoas simples que possuem pouco conhecimento a aceitam pela fé, mas podemos e devemos conhecê-la racionalmente tambem.Sugerí o livro porque penso que se viesse a conhecer pelo menos um pouco de filosofia da comunicação e linguagem e estudasse a bíblia, sinceramente, procurando respostas, e fizesse uma associação entre a história dos povos, e o desenvolvimento da linguagem, quem sabe poderia entender. É bobagem ficar lendo-a só em busa de críticas.
    Ela é verdade e está influenciando sua vida quer voce saiba disto ou não. Jesus não é um mito. Ele é a palavra que veio em forma de carne entende isto? (leia o livro de Isaias, ele profetizou a vinda de Jesus mil anos antes).
    Não vou comentar sobre os trechos da bíblia que o Carlos Eduardo escolheu porque e perda de tempo discutí-la em partes. (se conhecesse história entenderia porque foi escrito estes trechos) Sua teoria serve muito bem para confrontar religiosos que não a conhecem, ou se a conhecem a usam para defender seus próprios interesses, não a mim. Não sou uma religiosa, sou uma adoradora do meu Senhor Jesus.
    Não fique se baseando nos outros (em tanta religião que há por aí).
    Deus tem um particular com cada um de nós.
    Deixa de ser medroso, entra no seu quarto, feche a porta e fale com Jesus, ele te ouvirá, te aceitará e voce então poderá conhecê-lo, conhecer seu amor perfeito que excede nosso entendimento.
    Eu so quiz lhe ajudar. Porque uma pessoa que diz que tem coisas mais interessantes para fazer perderia seu tempo criticando a bíblia, Deus, etc? Porque não criou um blog para discutir futebol por exemplo?
    Talvez seja um traumatizado que convive com religiosos na família…
    Mas saiba que Jesus pode curar todos seus traumas, seja sincero com ele. Ouça a voz de Jesus lhe chamando… Ele quer te libertar deste sofrimento em que vive… Procure o conhecimento em nome de Jesus.
    Ele veio para salvar os perdidos…e me desculpe a franqueza, voce está perdido em meio a ignorancia, em meio a falta de luz.

  11. Carlos Eduardo X Sonia
    pegou pesado com as mulheres, ou voce não é muito chegado ou então os apostolos DAVAM PREFERENCIA AOS HOMENS, vai querer inferiorizar mulheres assim Longe….he…he…h

    Sonia continue tendo dó de ateus que depois voce sentira dó de voce mesma.
    sds

  12. “Não vou comentar sobre os trechos da bíblia que o Carlos Eduardo escolheu porque e perda de tempo discutí-la em partes.” Sei, sei…

    Claro que é perda de tempo. A religião é a obra prima da arte de adestrar animais, pois ela treina a maneira como as pessoas devem pensar.

    “A Bíblia é, na realidade, um dos livros mais engraçados que já li. Ele foi escrito há centenas de anos, quando as pessoas eram ainda mais estúpidas do que são hoje. É um absurdo acreditar nessa merda.” — David Cross

  13. Quando escrevi a primeira vez é porque me compadeci muito de voces…Continuo me compadecendo muito… mas como percebo que não há nenhum interesse em conhecimento e sim que ja possuem um conceito estabelecido no qual conhecer a verdade é o que menos interessa. Voces são o tipo de pessoa que se um dia tiverem um pouco mais de conhecimento da bíblia irão usá-la, como fazem os religiosos… tudo farinha do mesmo saco…. Querem apenas satisfazer suas maldades. Pedirei a Jesus por voces, porque ele veio justamente para salvar os perdidos….mas eu não vou entrar mais aqui para responder nada… Estou com vontade de fazer aquilo que o mau samaritano fez: passou ao largo… suas feridas fedem muito… cheiram mal…mas não por mim que não sou nada, mas pelo amor de Jesus para obedecer-lhe, não vou passar ao largo, mas para sarar as chagas de voces é preciso que voces queiram que elas sejam saradas. Farei a única coisa que uma pessoa de Jesus pode fazer numa hora desta. Orarei por voces. em nome de Jesus, eu entrego hoje, neste momento, Senhor Jesus nas tuas mãos, o criador deste blog, o anderson , o Igor , o Carlos Eduardo, o Valmidênio, Estão nas tuas mãos amorosas e poderosas Jesus, para que o Senhor venha operar na vida deles. No teu nome poderoso eu declaro, que eles virão a te conhecer, e verão o seu poder operar em suas vidas. Perdoem-lhe a ignorancia, como tua palavra diz; não se lembra dos tempos de ignorancia, mas de hoje em diante eu declaro em nome de Jesus que eles irão te conhecer, conhecer sua soberania para honra e gloria do nome de Jesus. E para honra e gloria do nome de Jesus voces irão mudar seus discursos, Amanhã, em nome de Jesus, irão de fronteira em fronteira pregando a palvara de Deus, Está selado. Amem.

  14. Tenho pena de ti, anônimo tão cheio de ilusões e superstições… e pior, tão cheio de maldade e podridão no “coração”, que acusa os outros de serem maus e fétidos. Por aí dá pra perceber as “qualidades” de suas crendices.

  15. nao tenho crendica neuma

  16. Na verdade, esta “compadecida” se comporta como todo o está programado para reagir a quem pensa diferente dele. Seu ar de superioridade, suas frases prontas e sua hipocrisia de “orar” por nós, mas na verdade desejar de todo coração que ela esteja certa e nós passemos toda a eternidade no inferno são o esperado de quem acredita no “livro perfeito”.
    Infelizmente pra nossa irmã isso não vai acontecer. O mais divertido é ler suas palavras que, apesar de citar o que está na bíblia, contraria o que o “deus bonzinho do novo testamento” ensinou naquela parte que diz “não julgueis…”
    Oódio dos cristãos é uma coisa patética, e apesar de lamentável, é divertido imaginá-la olhando pro teto e mandando seu deus imaginário nos punir…

  17. Carlos,

    Interessante a “compadecida” fala pra ler um livro qualquer de um autor crente, que entende. Por quê diabos ela não diz logo o que está errado sem ter que recorrer a um autor mais idiota e enganador?

    E é algo que nunca entendemos as contradições malucas das religiões e seus deuses mais doentes mentais..

  18. Saracura:

    Nossos queridos irmãos estão programados a repetir qualquer baboseira que justifique sua fantasia, não importa qual seja.

    “Estou com vontade de fazer aquilo que o mau samaritano fez: passou ao largo… suas feridas fedem muito… cheiram mal…”

    O que chama a atenção é o festival de ódio, seguido de uma oração(!) ao cara(?) que ensinou(?) tudo ao contrário do que nossa irmã demonstrou.

    “Querem apenas satisfazer suas maldades…”

    “voce está perdido em meio a ignorancia, em meio a falta de luz…”

    “E para honra e gloria do nome de Jesus voces irão mudar seus discursos, Amanhã, em nome de Jesus, irão de fronteira em fronteira pregando a palvara de Deus, Está selado. Amem.”

    O deus dela deve estar muito orgulhoso…

  19. Júlia Benedita Jerônimo (Anônimo),

    um conceito estabelecido no qual conhecer a verdade é o que menos interessa.

    Você sabe “qual” é a verdade? Conta aí…

    Voces são o tipo de pessoa que se um dia tiverem um pouco mais de conhecimento da bíblia irão usá-la, como fazem os religiosos…

    Na base do “chute”, eu posso dizer que 99% dos religiosos que eu conheço nunca leram a Bíblia; o 1% que leu, felizmente, não cumpre porra nenhuma do que ela manda fazer.

    Querem apenas satisfazer suas maldades.

    Mas você nem me conhece! Como pode achar que eu sou mau e que pratico maldades? De repente, eu poderia ser até um monge budista, careca, gorducho e bonachão, que só faz o bem e ajudar as pessoas… Como você iria saber? Pra quem tava condenando o preconceito… você se ferrou nessa.

    E para honra e gloria do nome de Jesus voces irão mudar seus discursos, Amanhã, em nome de Jesus, irão de fronteira em fronteira pregando a palvara de Deus, Está selado. Amem.

    #JesusFAILagain

  20. Me dsculpa, mas porq ofender tanto as pessoas que acreditam em Deus. Vcs n acreditam td bem, mas respeitar as divercidades é um ato de superioridade. Nós cristãos nao nos tornamos menos inteligentes só porq temos fé. Nao creem, fazer o q? A vda é d vcs, mas por favor nao se sintam no direito de agredir as pessoas verbalmente. O homem que tem conhecimento sabe ficar calado… Até o tolo passa por sabio se ficar calado.

  21. Que medo da verdade é este Any?!
    Calar porque? pra que a lavagem cerebral religiosa possa crescer muito mais rapido?
    Ou sera que é tão fragil o ponto de apoio dos religiosos que uma exposição a verdade vai fazer ruir tudo?

  22. Nós cristãos nao nos tornamos menos inteligentes só porq temos fé.

    Desculpe, querida, mas eu sou obrigado a admitir que uma pessoa que acredita em cobras e burras falantes, em gente voando igual ao Super-Homem para o espaço sideral, na proa do Paraíso, são menos inteligentes do que eu, sim.

    Felizmente, pessoas como você creem num Deus pessoal, que não está em lugar nenhum, nem na própria Bíblia, que sou capaz de apostar que você nunca leu. Felizmente mesmo que vocês não adoram mais o Deus bíblico, senão, hora dessas, eu já estava mortinho da silva.

  23. ADAMANTDOG, que parada é essa do outro lá dizer que nós somos a mesma pessoa? KKkkkkkkkkkk Eu tenho é medo desse povo.

  24. RRRRSSS ; Barros; Ele traduziu meu nome como o cachorro do diabo ; kkkkkk me lembrou o filme “GHOST RIDER” (O motoqueiro fantasma)
    Voce é o capeta eu sou o motoqueiro.

  25. “Meu filho,
    dê-me o seu coração;
    mantenha os seus olhos
    em meus
    caminhos” (Provérbios
    23.26).
    Deus te abençoe e te
    guarde.

  26. Tenho uma pergunta a todos ateus.“Teve sempre essa opinião?”
    “O que o fez chegar a essa conclusão?
    Obrigada!
    Safira

  27. So queria dizer que li a biblia pesquisei busquei a verdade e não suportei mais tanta incoerência, Sou A T E U digno amem

  28. kkkkkkkkk vc é protestante.no sentido literal!

  29. Dilmar: Francis Bacon: “O ateísmo encontra-se mais na boca do que no coração do homem.”

  30. Dilmar: Sugere-se um conselho, não tentar provar ao ateu a inexistência de Deus a partir da calamidade humana, tendo em vista que essa é a prova da inexistência de consciência do homem. Também não seria sábio prová-lo através da Bíblia, visto que a mesma não tem essa finalidade, mas isto não tira do livro Sagrado o poder de fazer a diferença inigualável. Segundo A.Monod: A Bíblia é um livro perigoso: para a incredulidade, porque a confunde; para o pecado, porque o condena; para o mundo, porque o acusa; para Satanás, porque o destrona; para as falsas religiões, porque as desmascara. De fato provar a inexistência de Deus não é uma tarefa simples, pois como falar de algo que não existe, se o que não existe não chegou ao conhecimento pelo fato de não existir? Logo, se Deus não existe, porque falar de Deus como se ele existisse para provar a sua inexistência? Se não existe Deus, a inexistência de quem o ateu quer provar? Aqui é o ponto áureo para levar o ateu a uma profunda reflexão sobre argumentar a inexistência da pessoa de Deus.

  31. Mais um crente se achando sabidinho…
    O que ateus costumam debater não é o personagem Deus, mas a crença de que ele exista.
    A bíblia é de fato perigosa, mas só para quem a leva a sério. A ignorância dos que a escreveram pode ser contagiosa. O efeito colateral mais sério, dentre muitos, é fazer com que a pessoa acredite que é possível usar argumentos válidos na defesa da existência de um mito.

  32. Sr. Dilmar disse:

    Logo, se Deus não existe, porque falar de Deus como se ele existisse para provar a sua inexistência? Se não existe Deus, a inexistência de quem o ateu quer provar? Aqui é o ponto áureo para levar o ateu a uma profunda reflexão sobre argumentar a inexistência da pessoa de Deus.

    Sr. Dilmar se fosse a turma da Monica que estivessem tentando empurrar goela abaixo dos outros, seria debatida e combatida do mesmo jeito.
    Haja visto que em continentes diferentes os ateus “combatem” deuses diferentes.

  33. Outra coisa Sr. Dilmar o ultimo paragrafo ai do texto diz tudo, aliás, O Sr. leu o texto todo?!

  34. Para min esses ateus são todos uns bandos de retardados^^

  35. Não dizemos que Deus existe por fantasias mais sim por ter uma experiência com ELE de verdade vi de perto coisas que o fariam arrepiar vc vive por um sentido e por um motivo pra Deus mostrar a muitas pessoas como se muda o coração de uma pessoa como vc e se ELE não existe porque fala assim de algo que não existe como se pode ter raiva de alguém que não existe?

  36. Historiadores e estudiosos neutros nesse campo, afirmam que desde os tempos pré-históricos o homem criou seus próprios deuses movidos pelo instinto e necessidade de um ser superior que supervisionasse tudo na Terra como um ser a quem pudesse depositar toda sua confiança, esperança, vida e morte.
    Lendas e mais lendas de vários períodos dão conta de muitos mitos, cada um dentro do seu tempo de acordo com sua importância, devido a natureza mística do homem.
    Na era Paleolítica havia uma estatueta da figura de uma mulher – a Vénus de Willendorf – tida como símbolo universal do poder feminino de fertilidade e abundancia proveniente da “Deusa Mãe” a quem direcionam a criação e sustentação do universo. Depois dela vieram outros deuses e deusas, cada qual com a necessidade de sua época.
    De lá para cá, milhares de deuses foram criados e foram morrendo para dar lugar a outros até chegar ao Deus de Israel que é o mesmo Deus dos judeus, cristãos e muçulmanos.

    Spinoza dizia que Deus é imanente na natureza humana, que faz parte das suas buscas, pois ele já nasce com esse conceito que se encontra unido de forma inseparável, à sua essência.

  37. Elma Carneiro ou Ana Judice? Pelo menos o ícone é o mesmo! A interpretação se Deus existe ou se é criação do Homem depende de cada cabeça (da vivência de cada um). Faço uma análise particular disto, pois, Jesus colocou dúvidas na palavra “Deus” ou “deus” (visto que palavras faladas não tem esta de letras iniciadas com letra maiúscula ou minúscula): quem ouve o Pai é “Deus” ou “deus”. Mas, prefiro ligar ao Pai “ser ele o criador da raça humana”. Também, criar na lígua portuguesa tem significados diversos. Na bíblia diz que a criação foi a geração de nossos antepassados. Você prefere dar razão a aqueles que não conhecem quem nos gerou (e que acreditam no acaso). O problema é seu, se não tem dúvidas, fique em paz!

  38. Ron

    Ana Júdice era um codinome ou “nickname”.
    Elma Carneiro é meu verdadeiro nome.

    No meu site falo algo sobre mim no link abaixo.

    http://ponderavel.blogspot.com.br/p/quem-sou-eu.html

  39. Ok, Elma. Li o seu site. Te respondo aqui, pois, meu celular já está obsoleto para postar algo no blogger (não consigo postar nada lá). Ainda bem que no wordpress isto não acontece. Você já conhece meu pensamento e sabe que não sigo nenhuma “igreja de pedra”. Você tem toda razão em sair de tamanhas contradições existentes nelas. Jesus disse que os justos tem lugar no céu. E, o Pai respeita plenamente a sua integridade física e moral. Se quereseres ir, ele nunca te prenderás. (segundo minha interpretação) obs.: não tenho site próprio, aqui publico devido à boa vontade de outros.

  40. Por que fala tanto de Deus e Jesus se afirma que não existem?

    – Esses Ateus sim que são idiotas… Não creem em Deus e passam falando dele!

    Se não acredita na Bíblia, por que a lê tanto? Mas… Isso é verdade? Não temos nós sensatez ao falar de algo em que não acreditamos? Ou será que não se deve falar sobre o que não se acredita? Vamos dar uma olhada em razões que justificam não só falar de Deus, Jesus, Maomé, Alah, Buda, Bíblia, religiões e seitas mas que apoiam os constantes debates e ataques (não com armas, mas com palavras) que fazemos contra essas crenças absurdas e ao mesmo tempo muito engraçadas.
    O próprio crente que fala essas asneiras, certamente em numerosas ocasiões já conversou ou discutiu sobre coisas em que não acredita que existam. Todos nós fazemos isso constantemente no dia-a-dia e não somos julgados por isso.

    Por que seria diferente com os ateus ao falar do Deu bíblico?
    Por exemplo, quem não conversou ou discutiu sobre filmes, livros, séries de TV, novelas, contos e histórias, desenhos animados, games. E em termos gerais quase nenhum dos personagens e histórias desses é real. Muitos gostam de falar de fantasmas, zumbis, extraterrestres, etc., mas NÃO EXISTEM! Isso faz com que seja proibido falar sobre eles? NÃO!

    Por que seria proibido falar dos seres fictícios e inexistentes chamados deuses?
    Se você é contra os que falam e discutem sobre coisas que não existem (deuses), pode começar a reclamar de todos os escritores, diretores e autores dessas histórias fictícias, já que na prática não existem. Inclusive pode começar a censurar a si mesmo, pois certamente vive falando de coisas que não existem. Com que moral você reclama dos que perdem tempo com seres inexistentes quando vai ao cinema ver “Batman” ou “A Paixão de Cristo”? Todos fictícios!
    Ao que parece, o crente cristão só reclama contra quem fala de seu Deus inexistente. Deveria reclamar também dos milhões de pessoas que adoram algum Deus diferente do seu, que para ele é falso e também não existe. Existem centenas de milhões de pessoas no mundo e através da história da humanidade que dedicaram horas de estudo e discussão a outros deuses como Zeus, Alá, Odin, Osíris, Ganesha, Thor, Mitra, etc.
    Se o seu problema é “falar de seres inexistentes, pois que comece sua cruzada para que o resto da humanidade, que não crê no seu Deus (israelita), deixe de escrever livros, abrir Blogs, fazer conferências e reuniões sobre seus deuses particulares. Porque (segundo seu ponto de vista) estão tão errados quanto os Ateus quando argumentam contra o Deus em que você crê.
    O crente cristão precisa saber que existem até disciplinas acadêmicas e cursos universitários que se dedicam exclusivamente a estudar, analisar e discutir seres que nem eles mesmo creem que existam. É o típico exemplo da Mitologia, que se dedica ao estudo de relatos culturais sobre seres e histórias inexistentes. Tanto é assim que a palavra “mitologia” vem do termo grego Mithos, que significa Fábula.
    Recordemos que um Mitômano é o termo que se utiliza para descrever aos mentirosos compulsivos. Podemos concluir que o estudo da “Mitologia” se baseia em seres inexistentes. Por isso não deveriam publicar livros? Ou fazerem parte de curso em universidades? Ou ter documentários na TV? Se você nunca negaria isso aos que se dedicam à Mitologia, porque o faz com os ateus? Também existem outras áreas investigativas que se baseiam em coisas falsas e inexistentes e não vejo os cristãos reclamando e pedindo-lhes que deixem de seguir com seus estudos e toda uma ampla gama de “ Pseudociências” que pululam por aí. Inclusive em Psicologia e Psiquiatria se fala em muitas ocasiões de seres inexistentes e situações inverossímeis. Portanto, o crente cristão deve dirigir a todas elas o mesmo tipo de reclamação.

    Falar, discutir e debater sobre seres ou coisas inexistentes não é tempo perdido. Sempre há uma aprendizagem implícita e crescimento pessoal.
    Eu não creio em extraterrestres; mas gosto de falar, discutir e imaginar como seria seu metabolismo, seus meios de transporte, as consequências de sua possível existência, etc. e me ocorre o mesmo com o resto dos deuses e figuras fictícias da história da humanidade. Eu não acredito em Zeus e seus irmãos mitológicos, mas gosto da Mitologia grega! Isso me torna absurdo ou incoerente?
    Conheço muitos “crentes em Deus” que estudam Mitologia. Por acaso devem deixar de estudar?
    Tudo, absolutamente tudo do que falamos ou discutimos deixa um rastro de conhecimento e informação aproveitável. Muitas vezes não é de forma prática, mas sempre nos faz crescer como pessoas. E isso não tem preço.

    Essa é a razão mais importante e a que justifica o fato de passarmos muitas horas na frente do computador publicando e debatendo com crentes. Lamentavelmente a crença em Deuses e as religiões são um grave problema para a humanidade. É precisamente por isso que nos esforçamos em informar e desmentir tudo relacionado com esse Deus imaginário, pois já se demonstrou que é perigoso e nos afeta negativamente de forma direta.
    Se os crentes adorassem seus deuses de forma privada e pessoal, não haveria problema e os deixaríamos em seus delírios. Há pessoas que creem em chupa-cabras e não nos preocupamos em refutá-los. Mas quando essas crenças absurdas deixam de ser pessoais e tratam de impô-las a todos (muitas vezes à força e até com assassinatos como na inquisição), então é problema nosso. O crente cristão não crê em Alá ou no Islã, mas certamente NÃO permanece indiferente e em silêncio diante dos ataques extremistas de alguns membros fanáticos dessa crença (também abraâmica) contra quem não tem a mesma crença deles. Seguramente os crentes cristãos discutem, falam e polemizam sobre esse problema, mesmo que não creiam em Alá (que significa Deus). Procure ver do ponto de vista dos ateus, céticos e compreenderá melhor. FALAMOS TANTO DE DEUS(ES), PORQUE COISAS NEGATIVAS E PREJUDICIAIS A TODOS DEVEM SER DISCUTIDAS, ATACADAS E REJEITADAS, EXISTAM OU NÃO.

    Os ateus e todas as pessoas em geral deveriam ter conhecimentos básicos da Bíblia e de Deus bíblico; já que grande parte das leis ditadas pelos governos possui (lamentavelmente) uma base bíblica ou religiosa. Educação escolar, proibição de matrimônios do mesmo sexo, castigos e penas judiciais, feriados religiosos, movimentos políticos e incluso ataques e guerras contra outras nações têm em muitas ocasiões um fundo e base religiosa. Onde o dogma religioso prevaleceu sobre o raciocínio moral e a compaixão genuína. (Quem não recorda com tristeza quando George W. Bush justificou o ataque ao Iraque porque cumpria os mandamentos de Deus?). Inclusive podemos observar como muitos departamentos governamentais de várias nações “cristãs” possuem em sua entrada algum monumento ou placa com os “10 Mandamentos” (onde o criador do universo sentiu necessidade de escrever e gravar fisicamente) recordando-nos que as “Leis e Deus” estão necessariamente unidos. Devemos falar de deuses e religiões já que os governos nos obrigam a isso ao incluir, de maneira indiscriminada em nossas leis, seres invisíveis e recomendações de livros caducos e obsoletos.
    Não são apenas as leis que possuem uma influência direta de Deus/Bíblia/Religião. Nosso comportamento social está em grande medida influenciado e baseado na religião.

    Imagine 90% da população sendo doutrinada desde criança com a existência de um “deus” que dita leis, normas e comportamentos. Evidentemente que muito dessa obscura aprendizagem se reflete Na maneira de agir das pessoas no dia-a-dia. Desde o ódio contra a homossexualidade até a maneira de vestir, comer e falar possui influência religiosa.
    É tão difícil defender o amor e cooperação sem ter por base um mito cósmico, ou sinal de desígnio ou criação proposital?

    Podemos queixar-nos de espiritualidade a mais: as pessoas doutrinadas pensam tão pouco no mundo material que não fazem o suficiente para tornar este mundo melhor.
    Por que não podem as pessoas contar histórias, dançar, cantar, criar obras de arte e estudar química, biologia e física para aprender sobre o mundo natural, sem todo o processo ser ou um meio de garantir segurança material ou harmonizar a sua alma com uma espiritualidade cósmica?
    As crianças não devem ser sobrecarregadas e manipuladas nem com sobrenaturalismo nem com materialismo. Devem ser amadas e ensinadas a amar. Devem crescer numa atmosfera de cooperação. Devem ser apresentadas ao melhor que temos a oferecer na natureza, arte, ciência e ceticismo de tal modo que não tenham de ligar tudo às almas ou ao emprego futuro. Infelizmente a maioria dos pais não defendem tal educação.
    Eu sou contra, sim, o processo imbecilizante por que passa, obrigatoriamente, cada nova geração de seres humanos. Sou contra, sim, a atitude de pais que literalmente obrigam seus filhos a acreditarem num sem-número de sandices só porque eles próprios também foram obrigados a acreditar. E ainda acham que estão fazendo a coisa certa.
    Críticos como Christopher Hitchens e Richard Dawkins usam o termo “abuso infantil” ao descrever o mal que algumas educações religiosas infligem às crianças. Eles alegam que as crianças são especialmente vulneráveis a danos mentais relacionados com a religião, incluindo:
    Aterrorizada por ameaças de punição, como a condenação eterna num inferno de fogo.
    Extrema culpa sobre o normal e saudável, em relação as funções sexuais.
    Treinados para desrespeitar a ciência e a razão
    Doutrinados em uma fé religiosa em particular, privando a criança a oportunidade de fazer sua própria investigação livre mais tarde, quando estiver madura.
    Dawkins indignase com o termo “criança muçulmana” ou uma “criança evangélica”. Pergunta como uma criança pode, eventualmente, ser considerada intelectualmente madura o suficiente para ter tais opiniões independentes sobre o cosmos e o lugar da humanidade dentro dela.

    Filósofo Arthur Schopenhauer falou sobre o assunto no século 19:
    “E como a capacidade de acreditar é mais forte na infância, cuidados especiais são tomados para se certificar da tenra idade. Isso tem muito mais a ver com as doutrinas de crença enraizada que as ameaças e os relatos de milagres. Se, na infância, certas opiniões e doutrinas fundamentais desfilam com uma solenidade incomum, e um ar de maior seriedade nunca antes visível em qualquer outra coisa, se, ao mesmo tempo, a possibilidade de uma dúvida sobre eles ser completamente ignorados, ou evocadas apenas para indicar que a dúvida é o primeiro passo para a perdição eterna, a impressão resultante será tão profunda que, como regra, isto é, em quase todos os casos, a dúvida sobre eles vai ser quase tão impossível como a dúvida sobre a própria existência. “

    Islamismo , permitiu o casamento de crianças de homens mais velhos com meninas de 10 anos de idade A Organização Seyaj para a Proteção das Crianças descreve casos de uma menina de 10 anos, ser casada e estuprada no Iêmen ( Nujood Ali ), uma menina iemenita de 13 anos de idade morrer de hemorragia interna três dias depois do casamento, e uma menina de 12 anos morrer durante o parto após o casamento.
    A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias eliminaram menores de idade no casamento do século 19, mas vários ramos fundamentalistas do mormonismo continuaram a prática.

    Logo, criticar e exigir que os Ateus não falem de Deuses e religião é francamente absurdo. As pessoas se comportam pensando que têm um amigo invisível ao seu lado. Tantas pessoas pensando dessa forma insana deve ser motivo de preocupação e franca discussão.

    O crente cristão que critica os ateus por falarem de seus deuses imaginários deveria perceber que isso lhes é muito conveniente. Por quê? Porque, segundo eles próprios, sua fé é fortalecida. Muitos crentes cristãos se apressam em alardear que são gratos aos ateus por tornarem pública a sua descrença e a rejeição ao seu Deus e à sua religião, pois vêm isso como uma “prova de fé” (claro que sabemos que é pura falta de argumentos) e seus conhecimentos saem ganhando.
    Sejamos francos, lamentavelmente a maioria dos cristãos possui ideias bastante desordenadas e confusas sobre sua própria religião e seu deus, seu livro dito sagrado e as origens do cristianismo. O que é alarmante para os próprios cristãos. Mas graças aos milhares de sites, vídeos e livros produzidos por ateus e outros, seus conhecimentos têm aumentado bastante na área religiosa e bíblica. Estão aprendendo com os ateus, céticos, racionalistas e humanistas seculares. Por isso em vez de reclamar porque passamos falando de deus, deveriam ser gratos por contribuirmos para aumentar sua fé (seja o que isso for) e os conhecimentos da sua própria religião neolítica.

    Caro crente cristão. Não nos diga que falar de deuses mitológicos invisíveis que os manipulam e ordenam coisas absurdamente incoerentes não é divertido! Não nos tire a diversão!

    Se isso de deuses, livros velhos e religiões muitos ricas e poderosas mitológicas não causassem tanto dano, morte, destruição, guerras em nome delas, não extorquissem dinheiro para a sua próspera rede de divulgação da crença, não ameaçassem nem coagissem os que não acreditam seria um motivo de risos e diversão absoluta.
    Peça tudo, menos que não falemos da Bíblia, com essas histórias de burras falantes, peixes que levam pessoas na barriga, gente que se transforma em sal cobras falantes, porcos voadores, planetas paralisados, trombetas assassinas, prepúcios cortados por todos os lados, zumbis caminhando pelas ruas…! Se tudo isto não é motivo para conversas divertidíssimas, não sei o que seria. É impossível deixar de falar (e de rir muito) com tudo isso!

    Como é fácil ver, há muitas razões que justificam os ateus estarem sempre falando de deuses. Mas a principal razão é que todos são livres para expressar suas opiniões já que os amáveis cristãos não podem mais queimar os hereges em fogueiras. Assim como você é livre para dizer que acredita em deuses imaginários, atendedores de preces e orações, fantasmas/anjos, design não-inteligente ou projetista, paraíso como recompensa após a morte, temos o mesmo direito de negar a crença nessas asneiras e ideias vazias e confusões mentais acerca de Deus.
    A minoria da população do mundo é incrédula. O resto crê em algum tipo de divindade mágica (assim como acreditam em horóscopo, tarô….). Estamos literalmente rodeados de pessoas que creem em fantasmas e que esses se relacionariam diariamente conosco (apesar desses bilhões de crentes jamais terem conseguido provar suas afirmações). Pedir-nos que não falemos nada diante de toda essa sandice coletiva é algo francamente alienante, discriminatório e ridículo. Os crentes usam cruzes, espadas, anjos, arcanjos, milagres, penitências, igrejas, catedrais, romarias, procissões, sermões, missas, batismos, sacrifícios, pecados, guerras, ameaças, infernos, moradas celestiais, reino dos céus, paraísos imaginários etc… para promover e proteger sua crença. Estamos em uma clara desvantagem numérica e de recursos. Nós só temos a nossa opinião e desejo de comunicar para conscientizar.

    Estou aberto a novas evidências e, se elas forem convincentes, mudo de ideia. Liberdade é a religião dos ateus. Liberdade de mãos, de pensamento é a bandeira dos irreligiosos e humanistas seculares modernos. O simples conceito de deuses me parece improvável (princípio antrópico) e extremamente antropocêntrico. Talvez eu seja um pouco dogmático por não apostar minhas fichas que evidências de uma mitologia tribal vão aparecer.

    Se um grupo de pessoas (não importa o quão grande é esse grupo) afirma que um ser fantasticamente complexo e poderoso criou um universo, cabe a essas pessoas mostrarem evidência de que isso é verdade, (e não o… Hawking/Dawkins/ Carl Sagan…) mostrar evidência de que isso é mentira! O que merece virar notícia é se um dia aparecer alguma evidência de que existe algo semelhante a um deus hipótese imaginário, ou a qualquer outra mitologia. Mas eu estou falando de evidência de verdade, descoberta com rigor científico, e não fabricada por um charlatão.

    Por isso o crente deve dar graças aos ateus e irreligiosos que criam páginas polêmicas e de ataque ao cristianismo e críticas a outras religiões, pois elas são para deixar claro que não cremos e não temos a mínima intenção de crer nas mesmas asneiras em que crê e por quais razões acreditamos que sua crença é perigosa.

    Com um pouquinho de esperança. Mas não precisa agradecer, se abalar, fazemos isso com muito prazer.

    Oiced Mocam

    Livre Pensador Ateu combatendo o preconceito e em defesa de uma mentalidade, uma sociedade laica e um Estado Laico.

    Inimigo (digo, amigo) público número 1 do cristianismo no Brasil!!!

  41. Ana Judice reencarnou como Elma Carneiro muito apropriado para pascoa……kkkkkkkkkkkkkk

  42. Criaturo

    É vero. Melhor que bode rs

  43. Ao Oiced Mocam, seu texto foi longo! Moro em uma cidade pequena onde aves e animais andam soltos e posso ver o campo bem próximo dela. A cidade grande é como um zoológico, presos em uma lata de sardinha. A pressão mental (interferência telepática) nestas megalópolis atrapalham o contato com os sêres invisíveis. Alguém se comunicou com nós (Jesus) de forma material e você julga que os cientistas da matéria (materialistas) são mais dígnos de serem ouvidos. Conhece a Jesus e a seu Pai? Falar mal de quem não se conhece não é boa prática. O invisível pode ser conhecível (cultura, gravidade, neutrons, etc). Você é dono de si! O Pai não força ninguém a seguí-lo.

  44. Gostei do seu argumento! Eu acredito em Deus, mas no Deus de Spinoza. Como disse Einstein, no Universo existe leis tão perfeitas q o acaso não poderia ter feito! Mas concordo c vc em alguns fatos. A maioria dos “crentes” tem uma crença um pouco exagerada, na minha opinião. Valeu.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: