Espiritismo: sua alma é reciclável (parte 1)

.

Eu fiz o Ensino Médio num colégio que adotava, em todas as avaliações, um eficiente sistema “antichute”, pelo qual três questões erradas, marcadas numa prova de múltipla escolha, anulavam uma resposta certa. Se você não tinha certeza, ganhava mais deixando a questão em branco! Isso me fez não só valorizar o pouco conhecimento que eu tinha, como aprender a nunca ter vergonha da minha ignorância. Uma postura certamente utilíssima, uma vez que somos, sem exceção, convidados a nos conformar com uma parcela insignificante de compreensão acerca de um limitadíssimo número de coisas, tendo que nos contentar com diferentes níveis de ignorância sobre todo o resto. 

Por isso eu, um ignorante assumido, não me envergonho de dizer que ignoro completamente a doutrina espírita. O que não me impede de iniciar essa nova série de reflexões, na esperança de que algum leitor comente os textos e vá me corrigindo.

Uma coisa que sei sobre o Espiritismo é que foi fundado/criado/desenvolvido (não sei que palavra usar) por Allan Kardec. E uma coisa que sei sobre Allan Kardec é que ele ficou tremendamente impressionado quando viu, pela primeira vez, um espírito se revelar durante uma sessão mediúnica, através de batidas sobrenaturais da mesa contra o chão. A partir daí começaram seus “estudos” e “pesquisas”, o que acabou resultando no seu Livro dos Espíritos, e, posteriormente, na “doutrina” (=seita?, religião?, clube?) da qual foi o fundador.

Eu imagino a cena — uma mesa redonda numa casa grande, velha e mal iluminada no centro de Paris… médiuns reunindo-se para contactar o além… — e lembro que já passei por uma situação bem semelhante na minha adolescência.

Numa certa noite de tempestade, quando meus pais não estavam em casa e o bairro se encontrava todo às escuras, minha irmã mais velha e umas amigas fizeram questão de que eu visse um espírito se manifestar através da “brincadeira do copo”, uma versão matuta de uma tábua Ouija. O processo era bastante simples: elas faziam uma pergunta ao espírito, e este ia movimentando um copo emborcado sobre uma cartolina — onde haviam sido cuidadosamente pintados os números de 0 a 9, as letras do alfabeto e as palavras “sim” e “não” — até completar a resposta. Como na tábua Ouija, as pessoas que o espírito estava usando para se comunicar permaneciam o tempo todo tocando o fundo do copo com a ponta dos seus dedos indicadores.

Perguntei se o espírito podia dar as respostas sem que elas tocassem no copo, e elas disseram que não. Não lembro o motivo que alegaram, mas tinha a ver com energia extracorpórea, aura magnética, esse tipo de coisa… Então eu quis saber se podia eu mesmo fazer uma pergunta ao espírito, e elas disseram que precisavam perguntar ao próprio:

— Espírito, o maninho pode te fazer uma pergunta?

Quase que instantaneamente, o copo começou a deslizar sobre a cartolina, e parou sobre a palavra “sim”. Mantendo os dedos sempre sobre o copo, elas olharam para mim sorrindo — meu medo juvenil as vinculando a criaturas demoníacas, mal iluminadas que estavam pela luz bruxuleante da única vela no aposento. Eu pronunciei, então, a pergunta:

— Em que ano você morreu?

O copo fez um percurso lento, mas decidido, ao longo do arco dos números, parando aqui e ali por uns poucos instantes: 1… 9… 0… e 5. Era isso! O ano em que ele morreu foi 1905!!

Elas olharam para mim satisfeitas, e ainda estavam sorrindo quando eu emendei outra pergunta, dirigida ao espírito:

— Quem era o presidente do Brasil na época?

Pra falar a verdade, eu não sabia a resposta, mas ficou claro que o espírito também não sabia, porque o copo permaneceu imóvel pelos minutos seguintes. Depois, quando tornaram a olhar para mim de novo (os sorrisos transformados em carrancas…), minha irmã me explicou o que achava que podia ter acontecido:

— Talvez ele não fosse brasileiro… e não sabia quem era o presidente daqui… 

Mas foi outra médium que me deu uma resposta mais convincente:

— Ele tinha dito que você podia fazer “uma” pergunta: você fez duas.

— Então pergunte se eu posso fazer outra — eu sugeri.

— Espírito, ele pode te fazer outra pergunta? — a menina disse em voz solene, contemplando as trevas em volta.

Ao som dos trovões que ribombavam acima, e à luz de um toco de vela que projetava sombras macabras nas paredes do quarto, eu vi o copo deslizar trêmulo em uma espiral ascendente, no sentido anti-horário, e parar bem em cima da minha resposta: não.

.

CONTINUAÇÃO: 

Parte 2  –  

Parte 3  –

 Parte 4  –

 Parte 5  –

 Parte final

.

Anúncios

29 Respostas

  1. He, he he. A energia que movia o copo era a termedeira que as gurias faziam quando encostavam os dedos no copo. Por isto tinha que haver contato. E assim elas levavam o copo para algum lugar.
    Quando era criança também assisti essas “manifestações”espirituais.
    Muito bom.

  2. Legal Barros muito engraçada a estória kkkkkkkkkkkkkk

  3. RRRRSSS o Barros ja era ateu desde menino, seu estraga prazer kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  4. O que sabemos hoje é suficiente para vasculharmos os cantos por trás e por baixo desses antros, desses covis com fachada dita “igrejas”, e revirarmos tudo isso e vermos que tipo de troço é isso, e colocar esses vermes na nossa frente,pois uma hora eles vão ter de nos encarar. Nem todos entre nós têm cagaço de fantasias, nem de nada que se arrasta e se encobre com roupões esquisitos. Temos de saber pra onde vai o dinheiro que nos roubam, nos enganando com suas mentiras; temos de saber a quem os pastutos-chefetas batistas, assembleianos, católicos, espíritas, etc servem, quem são seus mandantes, a quem eles se rastejam. O que é que nos esfola vivos? O que estropia as crianças? O que nos arrebenta e nunca vemos resultado em nossa Sociedade? Só vemos desgraceiro aumentando, e uns aqui e outros ali tirando o corpinho fora, falidos rindo porque estão por cima de alguma coisa, enquanto um monte se despedaça de sofrimentos. Estamos feios, enfeiados, nenhuma espécie fica tão feia tão rápido e tão cedo como a nossa. Não somos e nunca seremos um, e nem nossos traços nunca serão iguaiszinhos, pois a situação geográfica faz-nos com características várias; não há base natural para comunismo, nem socialismo, pois é de trocas que fazemos nossos esforços valerem justamente no que compete em um capitalismo meritocrático; e só vamos usufruir de salutar proveito de nossos esforços e atividades quando não tivermos mais de sustentar um bando imenso de parasitas que não tendo utilidade civil alguma comem de nós tudo o que produzimos. Não há economia que aguente isso, não há sociedade que suporte isso. Todos os que são conscientes em nossa Civilização têm de tomar uma posição de embate para que possamos tirar os enganados dos covis assoberbados de mentiras dessas crenças nocivas e falidas. Temos de colocar esses chefetas-parasitas-divinos pra pagar por tudo que nos fizeram até hoje.

  5. Espíritos não existem. Vou provar isso no meu próximo vídeo.
    Allan Kardeck era um impostor esperto. Disse que espíritos habitam o Sol, porque sabe que ninguém pode provar o contrário.
    Espiritismo é hipnose. O próprio impostor admitiu isso:

    http://movimentoespiritapiaui.com/mediunidade_8_28.html

    Sendo a hipnose um processo indutivo, Kardec reforça, apresentando a íntima ligação entre hipnose e mediunidade, pois o obsessor consciente exerce sua ação de modo hipnótico sobre o obsedado.

    Kardec, ao estudar a hipnose, verificou que este é um processo também indutivo, tendo chamado a atenção para a última relação entre hipnose e mediunidade. Afirma Kardec que, o obsessor consciente age sobre o obsediado de modo hipnótico,

    Fiquem de olho. No máximo em 30 dias o vídeo sai.
    Alfredo Bernacchi

  6. Espiritismo é tão bobagem quanto qualquer religião, é a bengala para quem perde entes queridos na versão 2.0 atualizada

    Abraço
    Cristiano

  7. Isso me lembra eu com a brincadeira do compasso com um primo de um vizinho meu. Ele perguntou para o espírito se ele tinha ou não lição de casa. O compasso ficou girando e girando sem parar em nenhuma resposta :P

  8. Os médiuns usam uma técnica chamada “leitura fria”. Eles mencionam nomes, sugestões vagas de características da personalidade, e esperam a reação das pessoas. A partir dessas reações começa o jogo de adivinhação. As informações que eles dão não se aplicam somente a um consultante. Normalmente elas fornecem tantas informações que as vítimas só dão atenção ao que está correto e esquecem os erros.

    Por exemplo: “Fulano está no céu agora, mas ele o ama, pensa em você constantemente e o acompanha do espiritual”. É apenas uma afirmação agradável de acreditar, mas não existe prova de que seja verdadeira. O fato de uma resposta ser simples ou agradável não a torna verdadeira. Eu gostaria de acreditar que uma musa famosa está me esperando agora na minha casa. Mas isso não seria verdade.
    O Brasil é um dos poucos países em que se “acredita” ser possível conversar com os mortos, ouvir o que tem a dizer, saber como estão passando essa nova de férias eternas, nessa nova etapa da existência. Em seu país de origem, o espiritismo é confundido com bruxaria.” Diga-se a bem da verdade, que o espiritismo ficou protegido dos críticos, por serem assistencialistas, seguindo um dos seus lemas: ” Fora da caridade, não há salvação”.

    NOS PRIMEIROS ANOS DA DITADURA MILITAR no Brasil, o espiritismo quase causou um escândalo palaciano.

    O presidente Costa e Silva foi informado de que seu antecessor no cargo, o marechal Castello Branco, então já morto, estava mandando mensagem do além dizendo-se insastifeito com os rumos da Revolução de 64. O regime estaria endurecendo demais. Costa e Silva despachou uma equipe do Estado-Maior das Forças Armadas para Recife, com o objetivo de encontrar uma médium que psicografasse a mensagem de Castello. Trabalho feito, diante da folha de papel psicografada, um integrante da equipe disparou: “É FALSO. O CASTELLO NÃO FALAVA PALAVRÕES.”

    Oiced Mocam , meu Blog com 100 artigos:
    http://livrodeusexiste.blogspot.com/

  9. Seu danadinho!

  10. KKKKK

    Barros, essa foi ótima! Na próxima, já pede de cara pra fazer umas três perguntas.

  11. O que sobrou da crença em fuligem foi só múmias em farelos estragados. Aliás os que se definham nessa enganação adoram também meter na cabeça dos outros que Ets são “espirros”. Vai uma dica aí:
    Look at Shannon Ballanne pages … post Question of World … Olhem site Shannon Ballanne pages … postagem Questão de Mundo. Stunning, and the sharper image published … Estonteante e mais nítida imagem publicada.

  12. […] on “Na Mira da Verdade…ghoul on “Na Mira da Verdade…hunig on Espiritismo: sua alma é recicl…André on “Na Mira da Verdade…ELIZEU on “Na Mira […]

  13. Não estou muito certo se realmente os kardecistas acreditam nessa história de Adão e Eva e cobras falantes

  14. […] sua alma é recicl…oalfaeomega on Espiritismo: sua alma é recicl…Abadi on Espiritismo: sua alma é recicl…Hunig on Espiritismo: sua alma é recicl…alfredobernacchi70an… on Espiritismo: sua […]

  15. […] Barros on O sexo de Deus (parte 1)cidasoares on O sexo de Deus (parte 1)Espiritismo: sua alm… on Espiritismo: sua alma é […]

  16. […] on Espiritismo: sua alma é recicl…Valmidênio Barros on Quem escreveu os Evangelhos?…Espiritismo: sua alm… on Espiritismo: sua alma é recicl…Valmidênio Barros on Espiritismo: sua alma é […]

  17. […] Espiritismo: sua alm… em Espiritismo: sua alma é recicl… […]

  18. […] Espiritismo: sua alm… em Espiritismo: sua alma é recicl… […]

  19. “Espíritos não existem. Vou provar isso no meu próximo vídeo.
    Allan Kardeck era um impostor esperto. Disse que espíritos habitam o Sol, porque sabe que ninguém pode provar o contrário.
    Espiritismo é hipnose. O próprio impostor admitiu isso:”

    O senhor poderia trazer algumas evidências – já que provas não há – de que não existem corpos sutis, tipo alma, consciência, espíritos…?

    Porque acho leviano afirmar algo inafirmável ao homem.

    Abraço.

  20. Barros, fostes muito ousado. Parece que a regra é chicotear Jesus; saindo desse ‘prazer’, tudo perde a graça. Até para negar tem que ser a Ele. A propósito, o que Jesus tem a ver com espiritismo, budismo…?

    Hoje comecei a escrever um novo livro chamado, provisoriamente, “O Ateu e a Fada”.

  21. […] Day em Espiritismo: sua alma é recicl… […]

  22. FELICIANO: Dey quero lhe dizer que espíritos existem sim, vc. é um próprio espirito, quem move teu corpo é uma inteligência o teu psíquico, ou seja o teu espírito, é o ser pensante, a inteligência que anima teu corpo, que a faz falar, locomover, sem Ele somos um monte de carne sem inteligência. Terminado os dias de nossas vidas neste Orbe que nos acolhe e que Deus nos mandou para mais uma experiência de vida, o espirito é chamado para a Pátria Espiritual, e após um tempo que lhe é terminado no plano espiritual reencarna para nova esperiência na Terra. São assim os ciclos de nossas vidas, Nacer, morrer, Nascer novamente e assim susessivamente até eliminarmos nossas imperfeições para podermos chegar a Deus. Quero tirar uma dúvia és mulher ou homem?
    Não sei se te fiz compreender, tenho 76 anos de vida bem vividos, 15 anos de Espiritismo e trabalhos, tenho todas as Obras de Allan Karkec, e muitos Livros de grandes escritóres Espiritas; Sou um estudiosos e pesquisador principalmente da Bíblia Católica também, se te interessar posso te passar alguma coisa se for do seu interesse. Fuque com Deus irmão.

    .

  23. Day

    que Jesus tem a ver com espiritismo, budismo…?

    Jesus conversou com dois mortos milenares, Elias e Moisés, afirmou que João Batista era reencarnação de Elias.
    além do mais falou por parábolas a respeito da reencarnação e a lei do carma.

  24. FELICIANO: Econtrei o texto abaixo na Internet e achei por bem passá-lo em frente, até para que possamos fazer uma reflexão como estamos com relação ao que o texto diz;
    fanatismo religioso!O fanatismo é antes de mais nada uma cegueira quase irremediável. Impede o conhecimento, o convívio em família e na sociedade, porque o fanático é alguém taxado como “chato”, “tapado” e sua presença em todos os cantos vem seguida da melodia repugnante do discurso: “Você queimará no fogo do Inferno.” Impressionante como o fanático idolatra o diabo e não se dá conta disso. O fanatismo Religioso é um estado psíquico deplorável! PSICOSE e FANATISMO (Jorge de Lima) O fanático religioso é um paciente psiquiátrico extremo. Delira e tem alta persecutoriedade, principalmente por ver satanás ou o mal em tudo. Esta percepção distorcida da realidade tem uma característica psicótica que beira à esquizofrenia. Muitos fanáticos acabam por cindir com a vida natural, quebrando todos os seus vínculos profissionais, sociais e afetivos usando a expressão “só posso conviver com quem é do Reino de Deus”. Criam um universo paralelo, denotando uma fragilidade extrema em sua personalidade: “O mal pode me atentar em qualquer coisa.” Esta persecutoriedade extremada vira uma paranoia que advém de um erro de percepção intenso frente à vida. E que fragilidade é essa? Todo fanático, sobretudo o religioso, é um indivíduo muito carente. Vários têm um passado complicado de neurose e desajustes de personalidade acentuados. Por terem uma vida instintiva aguçada, adotam um temperamento belicoso, usando a religiosidade como argumento, distorcem o preceito cristão de paz, benevolência e mansidão, e pregam a discórdia, a guerra, o ódio, fundamentando sua doutrina no Antigo Testamento, anulando completamente as palavras de Jesus. São tão belicosos que, em boa parte, acabam sendo expulsos da igreja que frequentam por falta de tolerância e convívio. Por isto se alastram novas seitas. A carência afetiva, associada à persecutoriedade e aliada aos delírios, transforma um fanático religioso em uma espécie de Dom Quixote, que luta contra tudo, vê o mal em tudo, na música, nas artes, na vida. Os olhos são a janela do coração – diz o provérbio hebreu. Quem vê maldade em tudo, tem o coração carregado de ódio, e quem vê capeta em tudo, só pode habitar o inferno. Nessa loucura antiquíssima – vide a inquisição na Idade Média –, poderíamos questionar: quem é o louco? Dom Quixote ou Sancho Pança? O que dissemina a loucura ou quem segue a loucura do ódio, vendo satanás em tudo, até em vitrô de banheiro? Homens-bomba, os terroristas suicidas, são um exemplo do que um fanático pode fazer.

    Postado por M

  25. FELICIANO: Seguem um pequeno texto que fiz para suas apreciações e
    A QUEM POSSA INTERESSAR.
    A Reencarnação na verdade é Lei de Deus, acreditem ou não todos nós teremos que passar por ela para que cheguemos a Deus queiramos ou não. A Bíblia é um receituario religioso, ela é um guia como devemos nos conduzir na vida para chegar a Deus. Mas ela não nos salvará se não a seguirmos ao pé da letra. Se eu cometo erros até podemos pedir perdão a Deus, não podemos dizer que ele nos salvará pelo nossos pedidos. Qtas. vezes erramos durante toda nossa vida , e aí, Deus vai continuar perdoando sempre? Essa forma de pensar não é muito comodista de nos salvar ? Concluindo, Deus não perdoa, Ele nos dá oportunidades através das sucessivas reencarnações. Segue abaixo, textos da Bíblia onde contém exemplos de reencarnação. É questão de interpretação? Pois bem, para nós espíritas, o que nos interessam´é o que pensam muitos Padres, Bispos e muitos estudiosos como Médicos, Psicologos, Juizes de direito, existe uma casa Espírita só de Médicos no jabaquara, grupos de Médicos no hospital das clinicas usando de suas mediunidades na medicina. Percebem, não são pessoas leigas mas sim com muito conhecimento, cabeças pensantes, todos como podemos, ver usando a luz da razão.
    É preciso tornar a Bíblica mais clara, por isso que existem tantas interpretações, tantas religiões, retardando e prejudicanto o crescimento espiritual das sociedades e fazendo cada dia mais INCRÉDULOS.
    Fiquem com Deus

  26. FELICIANO: Segue textos extraidos da BÍBLIA “EDIÇÕES PAULINAS, DA IGREJA CATÓLICA, contendo casos de REENCANAÇÃO.

    Ainda em Jó, na versão da Igreja grega, afirma: “Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias da minha existência terrestre, esperarei, porquanto a ela voltarei de novo”; 8 – no Livro de Sabedoria, aceito pelos católicos, o autor diz que “ Sendo bom, entrou num corpo sem mancha” (8:20); etc, Concluimos que neste caso está muito claro outro caso de reencarnação) Observação “corpo sem mancha um novo ser, um novo nascimento”

    Ainda em Jó, na versão da Igreja grega, afirma: “Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias da minha existência terrestre, esperarei, porquanto a ela voltarei de novo” CORINTIOS 15:

    SÔBRE A RESSURREIÇÃO: 15:18 – Se é só para esta vida que temos colocado nossa esperança em Cristo, somos de todos os homens, os mais dignos de lástima.

    SABEDORIA: 8:19 – Eu era um menino vigoroso, 20 – ou antes, como era bom, eu vim a um corpo intacto. Obs. Intacto “um novo ser, sem pecado” (Mais um caso de reencarnação).esperarei, porquanto a ela voltarei de novo”; 8 – no Livro de Sabedoria, aceito pelos católicos, o autor diz que “ Sendo bom, entrou num corpo sem mancha” (8:20); etc, Concluimos que neste caso está muito claro outro caso de reencarnação) Observação “corpo sem mancha, sem pecado um novo ser, um novo nascimento”

  27. […] Espiritismo: sua alma é reciclável […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: