O que precisa ser dito sobre deuses (parte 4 de 5)

<<PARTE 1

.

Autor: Caio L. Aidar — paulistano, 24 anos, e desde os 17 se interessa por Ciências e Filosofia.

Vejamos agora o último argumento:

O Argumento Teleológico

Vemos toda a ordem e harmonia que existe no Universo, a miríade de espécies, a imensa complexidade que existe em cada pequena célula dos seres vivos, a intrincada interconexão e interdependência que há entre todos eles. É impossível imaginar que toda essa maravilha existe por acaso. Isso porque, se as condições planetárias fossem sutilmente diferentes das atuais, a vida na Terra seria impossível. Dizer que o mundo que conhecemos veio de uma “explosão” (Big-Bang) é tão absurdo quanto dizer que um dicionário é fruto da explosão de uma tipografia. Tem de haver uma mente por detrás de nosso Universo, que planejou, criou e mantém a ordem que nele observamos.

Qualquer ateu sensato concordará que a complexidade da vida e do próprio Universo é algo impressionante. Mas há uma diferença essencial entre ateus e teístas nesse ponto: os ateus aceitam o desafio de tentar explicar racionalmente toda a complexidade da natureza, mesmo que as respostas encontradas não sejam muito confortadoras a princípio. Ainda existem lacunas em diversos ramos da ciência, o que é bastante compreensível, afinal estamos falando sobre uma atividade intelectual que necessita de tempo para explicar os fatos da forma mais precisa e segura possível. Ocorre que não existem motivos para concluir que há uma supermente por detrás do Universo. O fato de um determinado evento ser complexo, e ainda não explicado pela ciência, significa apenas que tal evento é complexo e ainda não o compreendemos, somente isso. Qualquer apelo a deuses para explicá-lo será baseado tão somente em crendices, desejos pessoais e extrapolações improváveis, e não em evidências.

A complexidade dos seres vivos é um tema que pode ser explicado pela Teoria da Evolução, idealizada por Charles Darwin e Alfred Russel Wallace, que é uma das teorias mais robustas existentes, respaldada por diferentes áreas de estudo da ciência, como a boa e velha paleontologia, a citologia e a genética.

Muitos criacionistas atacam o evolucionismo com interesses bem sombrios, como já era de se esperar. Nos seus devaneios, imaginam que, derrubado o evolucionismo, o criacionismo seria a explicação mais plausível para entender como se formou a vida. Ledo engano. Mesmo que o evolucionismo se mostrasse errado, o que é bem improvável, ainda assim não aceitaríamos o criacionismo, porque outras teorias verdadeiramente científicas poderiam ser construídas para explicar a origem dos primeiros seres.

Com relação à origem do Cosmos, muitos pontos de interrogação foram decifrados pela ciência e, atualmente, existem físicos trabalhando nas “Grandes Questões”, como a origem da matéria e a suposta existência de vários outros universos. Se houvesse indícios de criação, se existissem evidências da ação de uma mente responsável por arquitetar o Cosmos, deveríamos aceitar essa explicação. Mas o fato é que não há.

Vamos ser francos. Se fôssemos extremamente poderosos — a ponto de criar um Universo — , sábios e cheios de bondade, não faríamos algo melhor do que esse mundo que conhecemos?

O modo de pensar do teísta, em linhas gerais, funciona adequando a realidade às suas crenças pessoais. Se fulano morreu em um acidente, é porque Deus concluiu que era a hora dele partir. Mas, se em vez de morrer, ele tivesse ficado paraplégico, seria porque Deus concluiu que ele deveria passar por essa prova, e assim por diante, sempre adequando os fatos ao seu sistema de crenças, mesmo que isso às vezes termine de modo absurdo.

Existe uma incrível complexidade ao nosso redor e a ciência tenta explicá-la descrevendo a realidade da forma mais precisa possível. Até hoje, não conseguimos entender como poderia existir uma mente divina por detrás do Universo, por detrás de nós mesmos. Agora, se a intenção desse Deus era se esconder o máximo possível, de modo que parecesse que não há deus algum, então ele é muito competente.

.

Anúncios

4 Respostas

  1. A opção dada na última frase do texto:

    “Agora, se a intenção desse Deus era se esconder ao máximo possível, de modo que parecesse que não há Deus algum, então ele é muito competente” Tem grande chance de ser verdadeira.

    Acredito que a natureza e os propósitos do projeto HUMANIDADE exige que seja exatamente assim. caso contrário nossa inteligência e perspicácia perceberia o projeto antes da hora que, certamente, deveria e irá perceber.

  2. Boa noite galera! Gostaria se possível adiciona-los em meu Facebook…. Faz um bom tempo que nao volto mais naquela cidade ORKUT.
    O desemprego de conteudos inteligentes estão fazendo com que os conterrâneos de lá venha para a capital Facebook e o Twitter que fica bem na região metropolitana….

    HAGNUS: Facebook Tanque de Bethesda
    E-MAIL: ocorretor7650@hotmail.com

  3. Caro Antonio Ferreira Rosa. Todo o texto é bastante verossímil e não apenas essa pequena ironia do final.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: