Link para um texto escrito com ódio

     O vento não pode ser visto, mas pode ser sentido, e suas manifestações são claramente percebidas. Isso é prova suficiente de que o vento existe.

Dá-se o mesmo com Deus.”

Eu concordo em parte com essa proposição.

E é a parte sobre o vento.

LINK:

https://deusilusao.com/2011/01/14/onde-esta-deus-edicao-completa/

.

Anúncios

10 Respostas

  1. Cópia do comentário no Blog

    Ora… Muito simples isso… Cada um vê aquilo que acredita existir. Muitas vezes é sintoma de Esquizofrenia. No mínimo uma alucinação, que deve ser o seu caso: Capaz de ver deus num poste ou até num cocô de cachorro.
    Raciocine com a inteligência que a Natureza te deu. O que ali está na foto é uma linda fotografia da natureza criada TOTALMENTE POR ACASO. NÃO ESTAVA ALI ONTEM E NÃO ESTARÁ AMANHÃ.
    Agora… A visão de fanático religioso é diferente! Vê deus num poste e sai correndo para dar o dízimo que sustenta o seu pastor vigarista, sem trabalhar, e que enfiou essas mentiras na cabeça dele.

  2. Diz o tolo no seu coração: “Não há Deus”.
    (Salmos 14:1)
    E é isso que vocês deste blog são: UNS TOLOS!

  3. Tolo é aquele que acredita em um deus que, supostamente, teria dado o livre arbítrio e depois condenaria alguém por não ter usado o livre arbítrio do jeito que esse deus gostaria que tivesse sido usado.

  4. Somente um ‘filho de deus’ poderia escrever uma asneira dessas, pois não sabe que o “irmão” mais famoso dele teria dito “não julgueis…”

  5. No dia do julgamento final estarei ao lado de Deus assistindo de camarote a destruição de vocês todos sendo mandados para o fogo do inferno eterno… E nós, a quem vocês tanto perseguimos diremos:
    Quantas vezes chamamos a atenção de você para não brincarem com as coisas de Deus? Aguardem que o doce de vocês está guardado!

  6. Filho de deus, parece que todo esse negócio de destruição por fogo eterno lhe agrada imensamente. Sugiro que procure um psiquiatra urgentemente pois és um sádico doentio.

  7. E nós, a quem vocês tanto perseguimos ?????

  8. Perseguem a nós aos crentes evangélicos. Está bem claro e explícito isso aqui nessa página.

  9. FILHO DE DEUS, você não entendeu. Ele se referiu ao seu ato falho, ou seja, você quis falar uma coisa, mas o seu subconsciente fez você escrever aquilo que você realmente estava pensando, afinal, a História nos mostra quem perseguiu quem ao longo dos últimos milênios…

  10. FELICIANO; BARROS gosto de trocar idéia com vc. apesar de vc. não acreditar em nada, tenho muito mais respeito por vc. do que para um fanático, que pensa que sua Religião é a verdadeira, ele pensa ter a posse da verdade, e não aproveita para aprender um pouco mais com outras pessoas; Estou inserindo um texto que ofereço aos que acham que só a sua religião e a perfeita, somente ele está em poder da verdade, são os verdadeiros fanáticos, e para esses segue o texto abaixo
    DE QUE FORMA PODEMOS ENTENDER O FANATISMO?
    fanatismo religioso!O fanatismo é antes de mais nada uma cegueira quase irremediável. Impede o conhecimento, o convívio em família e na sociedade, porque o fanático é alguém taxado como “chato”, “tapado” e sua presença em todos os cantos vem seguida da melodia repugnante do discurso: “Você queimará no fogo do Inferno.” Impressionante como o fanático idolatra o diabo e não se dá conta disso. O fanatismo Religioso é um estado psíquico deplorável! PSICOSE e FANATISMO (Jorge de Lima) O fanático religioso é um paciente psiquiátrico extremo. Delira e tem alta persecutoriedade, principalmente por ver satanás ou o mal em tudo. Esta percepção distorcida da realidade tem uma característica psicótica que beira à esquizofrenia. Muitos fanáticos acabam por cindir com a vida natural, quebrando todos os seus vínculos profissionais, sociais e afetivos usando a expressão “só posso conviver com quem é do Reino de Deus”. Criam um universo paralelo, denotando uma fragilidade extrema em sua personalidade: “O mal pode me atentar em qualquer coisa.” Esta persecutoriedade extremada vira uma paranoia que advém de um erro de percepção intenso frente à vida. E que fragilidade é essa? Todo fanático, sobretudo o religioso, é um indivíduo muito carente. Vários têm um passado complicado de neurose e desajustes de personalidade acentuados. Por terem uma vida instintiva aguçada, adotam um temperamento belicoso, usando a religiosidade como argumento, distorcem o preceito cristão de paz, benevolência e mansidão, e pregam a discórdia, a guerra, o ódio, fundamentando sua doutrina no Antigo Testamento, anulando completamente as palavras de Jesus. São tão belicosos que, em boa parte, acabam sendo expulsos da igreja que frequentam por falta de tolerância e convívio. Por isto se alastram novas seitas. A carência afetiva, associada à persecutoriedade e aliada aos delírios, transforma um fanático religioso em uma espécie de Dom Quixote, que luta contra tudo, vê o mal em tudo, na música, nas artes, na vida. Os olhos são a janela do coração – diz o provérbio hebreu. Quem vê maldade em tudo, tem o coração carregado de ódio, e quem vê capeta em tudo, só pode habitar o inferno. Nessa loucura antiquíssima – vide a inquisição na Idade Média –, poderíamos questionar: quem é o louco? Dom Quixote ou Sancho Pança? O que dissemina a loucura ou quem segue a loucura do ódio, vendo satanás em tudo, até em vitrô de banheiro? Homens-bomba, os terroristas suicidas, são um exemplo do que um fanático pode fazer. Fiquem com Deus irmãos.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: