A Sociedade Torturadora de Bebês

.

Felizmente, vivemos numa sociedade em que “ser religioso” não implica em cumprir à risca as vontades que Deus deixou manifestas no livro sagrado que mandou escrever para o seu povo escolhido. Eu duvido que, num sábado qualquer, você fosse capaz de liderar uma multidão para sair por aí apedrejando pessoas que estivessem trabalhando. E acredito que você deve ter um bom motivo para não fazer isso, visto que foi o próprio Deus que deu tal orientação [Números, 15:32-36].

Recentemente ouvi essa desculpa de um teólogo:

Os autores sagrados não psicografaram a Bíblia. Foram inspirados por Deus a escrever os textos, daí terem colocado neles suas limitações intelectuais, seus costumes e sua moral.

Num concurso de “desculpas”, essa ganharia o primeiro lugar, porque, sem dúvida, é uma obra de arte.  Ela permite que o crente siga os versículos bíblicos que bem quiser, como se fossem a verdade incontestável, a letra fria da lei, a palavra viva do seu Deus. Ou, quando calhar, permite que se declare certas passagens — quando não livros inteiros, como o de Jó — como sendo alegóricas, simbólicas, carecendo de uma interpretação. E, quando é o caso também, permite que se entenda que tal e tal versículo está apenas relacionado à época em que foi escrito, sem efeito, portanto, nos dias de hoje.

— A cobra falante?

— Ah!, aquilo é só uma alegoria…

— É pra apedrejar a mulher que trai o marido?

— Claro que não! Isso era um costume daquela época.

— O dízimo…

— Tem que dar o dízimo sim. É sagrado. Está na Bíblia. E a Bíblia é a palavra de Deus.

 

Alguém deveria sugerir ao Vaticano reimprimir o livro sagrado católico com o texto indicando, em itálico, o que é apenas uma alegoria; em vermelho, o que não deve mais ser aplicado atualmente; e, em negrito, a palavra imutável de Deus. Mas talvez o Vaticano ache que, se o próprio Deus não viu problema em deixar tudo misturado assim, sem a menor dica de qual é qual, por que eles deveriam ver?

Isso traz de volta uma questão que vi ser formulada pela primeira vez por Richard Dawkins: se um religioso é capaz de discernir na Bíblia o que é e o que não é moralmente aceitável, então a moral dele deve vir, obrigatoriamente, de outra fonte que não a palavra do Deus dele, e deve estar acessível a todo mundo; ateus inclusos.

Sabe aquela frase famosa do livro russo?* “Se Deus não existe e a alma é mortal, então tudo é permitido”.  Ela me foi endereçada, numa versão mais específica, por alguém que me escreveu dizendo que, se não fosse por Deus existir, nós poderíamos fazer qualquer coisa, até torturar bebês, pois não haveria um padrão de moral a nos guiar que pudesse nos dizer que torturar bebês é uma coisa errada.

Pessoas com esse pensamento têm que achar que nós seríamos monstros sobre a Terra se não fosse o Deus particular deles. Seríamos canibais, estupraríamos nossas mães, torturaríamos bebês. Mas isso graças ao equívoco de atribuírem a nossa moral à sua divindade sagrada. Elas entendem que as coisas se nos apresentam certas ou erradas porque Deus nos inspira a vê-las como ele as vê. O problema, parece, é que Deus é um tanto quanto… digamos… volúvel demais para ser considerado um padrão.

Houve um tempo em que Deus achava certo punir com a morte por apedrejamento quem trabalhasse no sábado. Depois ele veio com essa de que “O sábado foi feito para o homem, não o homem para o sábado”, que, sejamos sinceros, parece mais uma das frases enigmáticas do Mestre dos Magos. Se ele teve o trabalho de armar todo aquele circo para descer à Terra na forma humana e deixar sua “Boa-Nova”, bem que poderia ter sido mais claro.

Deus também era escravocrata, o que era uma coisa muito conveniente para o seu povo escolhido, que adorava ter escravos, e não só porque eles poderiam trabalhar durante o sábado**, fazendo o que não lhes era lícito fazer. E, então, Deus deve ter mudado de opinião de novo, porque ninguém no mundo civilizado considera a escravidão algo moralmente aceitável.

Deus ordenava, também, a morte dos que tentassem desviar um judeu para adorar outros deuses. Hoje ele é bem mais tolerante quanto a isso, e nem ateus como eu correm perigo. E por aí vai… Se é a isso que os cristãos chamam de padrão de moral, eu gostaria de saber o que, então, eles considerariam como “falta de padrão” moral.

Nossa moral não vem de Deus, nem de nenhuma outra divindade. Ela vem de nós mesmos. Cada sociedade determina o que deve ser considerado como “certo” e como “errado”. Mas existe uma “moral comum”, intrínseca à humanidade, através da qual nós consideramos não só corretas, mas esperadas, atitudes que denotem respeito à vida, à família, à propriedade, por exemplo. E foi essa moral comum que nos impediu de nos autoaniquilarmos como espécie.

Se, alguma vez, existiu uma sociedade em que era moralmente aceito o assassinato, ou a tortura de bebês, ela foi extinta, levando consigo seu senso de moral inviável. Tão inviável que não restou nenhum deles para contar a história.

 

*O leitor Dimitri esclareceu que essa frase não aparece no livro Os Irmãos Karamazov, de Dostoiévski, sendo uma paráfrase resumida de um trecho do livro. Mais informações Aqui.

**O leitor Dimitri também me chamou a atenção para o fato de que era proibido aos escravos de judeus trabalharem no sábado (Deuteronômio 5:14). Ainda assim, um Deus escravocrata.

Anúncios

17 Respostas

  1. Vou postar algo aqui que ninguém nunca disse antes e que com certeza fará com que vocês ateus reflitam :
    Sabemos que o vento existe mas não podemos vê-lo …
    Entenderam ?

  2. Resposta para filho de deus sem pai!

    Esta justificativa simplória é mais um sofisma fornecido aos religiosos para encobrir a inexistência dos deuses. A inexistência de deuses é provada a cada dia, pela descoberta das causas dos fenômenos a eles atribuídos.
    Thor, o deus do trovão, Hefaistos e Vulcano, deuses dos raios, assim como milhares de outros deuses perderam seus empregos pela descoberta das causas naturais dos fenômenos meteorológicos.
    O vento não pode ser visto, mas pode ser medido, produzido pelo homem, assim como os deuses.
    Podemos sentí-lo, sim, quando deus se transforma num bispo, bispa, quando ele bate a nossas carteiras de dinheiro nos cultos religiosos, com a desculpa salafraria de que é bom colaborar com 10% para o Pai, 10% para o Filho e 10% para o Espiríto Santo!
    Cada deus foi criado em uma época, por um povo, para suprir a necessidade de explicar o desconhecido, e cada deus foi explorado, como ainda são, para fins de dominação e lucro, que abarrota os cofres das igrejas.
    Rsrsrsrs!!!

  3. FILHO DE DEUS

    Entendi.Já penso até em fundar a igreja Adventanista do Sétimo Leque.

    A parte do “algo que ninguém nunca disse antes”foi realmente hilária
    Este é o argumento mais idiota e também o mais manjado,padrão William Craig.
    Você é um ateu ou um crente troll?De toda forma é muito engraçado.

    Inté.

  4. Sabemos que o vento existe mas não podemos vê-lo …
    Entenderam ?

    A diferença é que todos nós podemos sentir o vento… Você nunca vai encontrar alguém que “não acredita no vento”.

  5. Filho de Deus

    Eu só tenho uam coisa a dizer: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Filho de Deus esqueci de dizer uma coisa
    Depois disto ai que vc escreveu até o Barros se converteu e o blog vai acabar.

  7. Nossa moral não vem de Deus, nem de nenhuma outra divindade. Ela vem de nós mesmos. Cada sociedade determina o que deve ser considerado como “certo” e como “errado”. Mas existe uma “moral comum”, intrínseca à humanidade, através da qual nós consideramos não só corretas, mas esperadas, atitudes que denotem respeito à vida, à família, à propriedade, por exemplo. E foi essa moral comum que nos impediu de nos autoaniquilarmos como espécie.

    Isto é tão claro e evidente que eu não consigo compreender porque certas pessoas não entendem algo tão simples.
    Atribuir nossa moral e ética à um ser fantástico é se subestimar enquanto humanidade.

  8. E ai Barros tudo bem? Tenho lido muito textos seus e tenho aprendido muito com os seus pensamentos sobre bíblia, religião, dízimo, etc.Desde sempre eu fui cético, porém ateu eu passei a ser de pouco tempo para cá, ainda não me assumi ateu perante a minha família que é toda de religiosos(católicos e evangélicos), quem sabe, logo…Ah, quanto ao comentário do amigo “filho de deus”, esse “ninguém nunca disse antes”, é só se for pra ele mesmo, e mais, o vento é real e muito bom, porém pára por aí, não prova em nada a existência de um deus. Obrigado Barros e desculpe alguma coisa.

  9. Campo de férias para ateus!

    …Os jovens são informados de que no acampamento vivem dois unicórnios, que não deixam rastros nem podem ser vistos, ouvidos, tocados ou cheirados. Vence o desafio quem conseguir provar que os tais bichos não existem – é um exercício inspirado na dificuldade que a ciência têm de provar que uma coisa não existe (segundo os ateus, Deus). O prêmio é uma raríssima nota de 10 libras, que traz a efígie de Charles Darwin e foi autografada por Dawkins. Mas os jovens ateus precisarão quebrar a cabeça – até hoje, mesmo após 23 edições do Camp Quest nos EUA, ninguém conseguiu levar o prêmio para casa.
    Leia em:
    http://super.abril.com.br/religiao/colonia-ferias-ateus-621714.shtml

    Assuntos de interesse para crentes e irreligiosos abordados na Revista Super Interessante (recomendo assinatura):

    Richard Dawkins é o líder de uma nova cruzada, desta vez contra Deus:
    http://super.abril.com.br/ciencia/aitola-ateus-447166.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/biblia-como-voce-nunca-leu-690375.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/deus-biografia-610975.shtml#

    http://super.abril.com.br/religiao/quem-escreveu-biblia-447888.shtml

    Pesquisadores revelam que Javé, o grande personagem da Bíblia, não foi visto sempre como Deus único. Antes do Livro Sagrado, ele era só mais um entre muitas divindades. Saiba como Deus conquistou seu espaço no céu. E na Terra http://super.abril.com.br/religiao/deus-biografia-610975.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/comportamento-aurora-pensamento-magico-619225.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/biblia-livrai-nos-mal-nao-pouco-686997.shtml

    Teorias sobre a existência ou a ausência de Deus existem aos montes e suscitam uma pergunta que precisa ser respondida primeiro: dá para levar alguma delas a sério?

    http://super.abril.com.br/religiao/ele-esta-acima-619223.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/ateus-tem-vida-sexual-melhor-634618.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/pancadaria-crista-573091.shtml

    http://super.abril.com.br/religiao/advogado-diabo-619194.shtml

  10. Oiced Mocam,

    Show de bola reunir estes artigos num só post.A “Super” não é exatamente uma revista científica(na verdade é de entretenimento) confiável por ter que resumir(mastigar)os seus artigos e se sujeitar às vontades e caprichos do leitor e do mercado editorial,bem como não possuir cientistas em seus quadros,no entanto,quando cita as fontes e estas são confiáveis há que se admitir que muito se pode aproveitar do que ali se expõe.Se não for incômodo,você poderia fazer uma coletânea de sítios que discutam esta onda retrógrada e obscurantista anti-darwin que invadiu as igrejas pentecosais e tomou a mente de seus “pensadores” com consequências nefastas para os que dela compartilham e pansam estar com isso fazendo ciência?

    Obrigado.

  11. Leituras recomendadas. Seja curioso e forme a sua própria opinião!

    DARWIN já ensinou: QUEM NÃO SE ADAPTA, SE EXTINGUE.

    VATICANO-ICAR: Os podres do poder e da dominação do cristianismo!

    Nenhuma história diz tanto sobre os últimos 2 000 anos deste planeta quanto a da Igreja. Pelos corredores do Vaticano passaram reis, guerras, o melhor da arte e até alguns santos

    http://super.abril.com.br/historia/vaticano-biografia-nao-autorizada-446936.shtml

    http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2010/10/capitulo-52-opus-dei-e-os-escandalos-do.html

    Satã vive – Conheça a história do anjo decaído e suas várias faces.

    http://super.abril.com.br/religiao/sata-vive-442787.shtml

    Quem matou mais: Deus ou o Diabo?
    O blogueiro americano Steve pesquisou na Bíblia para chegar ao resultado

    http://super.abril.com.br/religiao/quem-matou-mais-deus-ou-diabo-447532.shtml

    ODIABO FUNCIONÁRIO E SECRETÁRIO DE DEUS!
    INFERNO “parece” ser coisa séria (para os crentes), pois todas as religiões têm o seu. Para os antigos gregos, ele era tártaro.

    http://livrodeusexiste.blogspot.com.br/2011/11/o-diabo-funcionario-e-secretario-de.html

    Fundamentalismo:

    Erro – Interpretar textos sagrados ao pé da letra.
    Quem – Fanáticos de todas as religiões.
    Quando – Últimos 3 mil anos.
    Consequências – Discriminação, intolerância e violência que, muitas vezes, assumem a forma de atentado terrorista.

    http://super.abril.com.br/cotidiano/fundamentalismo-686417.shtml

    Óvnis – Matrix – Deus – Reencarnação. A maioria dos cientistas não acredita em nenhuma dessas coisas. Mas então por que a ciência tem tanta dificuldade em provar que elas não existem.

    http://super.abril.com.br/ciencia/ovnis-matrix-deus-reencanacao-573501.shtml
    NEUROCIÊNCIA -Programado para a fé
    Imagens do cérebro, obtidas durante sessões de preces e meditação, ajudam a neurologia a desvendar os mistérios que cercam os fenômenos espirituais e indicam que há uma base biológica para a crença humana

    http://super.abril.com.br/ciencia/programado-fe-443264.shtml

    DARWINÍSSIMO!! – Macroevolução:

    http://evolucionismo.org/profiles/blogs/darwinissimo-1

    99% confuso!
    http://evolucionismo.org/profiles/blogs/99-confuso

    EVOLUÇÃO da multicelularidade em laboratório:

    http://evolucionismo.org/profiles/blogs/evolucao-da-multicelularidade

    BIOLOGIA MOLECULAR:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Biologia_Molecular

    Abbs Washington e saudações irreligiosas a todos!

  12. Dizer que existe um deus amaterial é a maior mentira que os crentes podem dizer validos de seus próprios sentidos. Tipo eu não vejo deus, logo ele é amaterial..putz cade a ciência disso..então diga eu sei que existe um deus (como que você sabe) mais não sei se ele é material , amaterial etc (então você sabe , mais não sabe???)

  13. FILHO DE DEUS,

    os componentes que formam o vento/ar são verificáveis em qualquer laboratório que se preze. Tente outro argumento, por favor.

  14. Valeu oiced,alguns eu já havia lido mas vou reler.
    Brigadão.

  15. “Deus também era escravocrata, o que era uma coisa muito conveniente para o seu povo escolhido, que adorava ter escravos, e não só porque eles poderiam trabalhar durante o sábado, fazendo o que não lhes era lícito fazer.”

    Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhum trabalho nele, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu boi, nem o teu jumento, nem animal algum teu, nem o estrangeiro que está dentro de tuas portas; para que o teu servo e a tua serva descansem como tu;
    Deuteronômio 5:14

    ————————-

    “Sabe aquela frase famosa do livro russo? “Se Deus não existe e a alma é mortal, então tudo é permitido”.”

    Acho que está se referindo ao livro de Fiódor Dostoiévski – “Os Irmãos Karamazov”. Na verdade, em nenhum trecho do livro há essa frase, do modo que está escrito, mas se quer uma boa resposta, o próprio livro dá:

    “[…] A meu ver, nem é preciso destruir nada, mas só e unicamente destruir na humanidade a ideia de Deus, eis de onde é preciso começar! É daí, é daí que se precisa começar – oh, cegos, que nada compreendem!Quando a humanidade, sem exceção, tiver renegado Deus (e creio que essa era virá – um paralelo aos períodos geológicos – virá), então cairá por si só, sem antropofagia, toda a velha concepção de mundo e, principalmente, toda a velha moral, e começara o inteiramente novo. Os homens se juntarão para tomar da vida tudo o que ela pode dar, mas visando unicamente à felicidade e à alegria neste mundo. O homem alcançará sua grandeza imbuindo-se do espírito de uma divina e titânica altivez, e surgirá o homem-deus. Vencendo, a cada hora, com sua vontade e ciência, uma natureza já sem limites, o homem sentirá assim e a cada hora um gozo tão elevado que este lhe substituirá todas as antigas esperanças no gozo celestial. Cada um saberá que é plenamente mortal, não tem ressurreição, e aceitará a morte com altivez e tranquilidade, como um deus. Por altivez compreenderá que não há razão para reclamar de que a vida é um instante, e amará seu irmão já sem esperar qualquer recompensa. O amor satisfará apenas um instante da vida, mas a simples consciência de sua fugacidade reforçará a chama desse amor tanto quanto ela antes se dissipava na esperança de um amor além-túmulo e infinito. […]”

    Capítulo: O diabo. O pesadelo de Ivan Fiódorovitch – página 840 da editora 34.

    Sempre leio seus textos, mas nunca comentei. Então você fez uma referência a um dos meus livros favoritos (se não leu o livro, leia!), o livro tem bons argumentos a favor do ateísmo. E parabéns pelo blog!

  16. Anônimo, obrigado pelo comentário. E pode deixar seu nome, se quiser.

    Dimitri, muito obrigado pelas correções. Já atualizei o texto com as respectivas ressalvas. Foi mesmo desconhecimento de minha parte, o que não justifica fundamentar meus argumentos com minha ignorância. É fundamental manter a precisão das informações, mesmo que elas não corroborem com nossos argumentos. Muito obrigado mais uma vez.

    Abraço.
    Barros

  17. Barros, obrigado por ler meu comentário, meu nome é Anselmo.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: