As sacolas de Sofia (parte 5)

Leia a  (Parte 1)

“Eu quero crer que você também ouviu a tolice que acabou de dizer…”

“E por que você acha que foi uma tolice?”

“Ora, porque eu sinto a presença de Deus e sei de inúmeros milagres que ele operou na vida de muita gente… Isso já não é prova suficiente de que Deus existe?”

“Na verdade eu acho que não, porque, se fosse, você mesma teria colocado Deus na sacola das ‘Coisas que Sofia sabe que são reais’, junto com a maçã. E você escolheu colocá-lo dentro da outra, a das ‘Coisas que Sofia não sabe se são reais’.”

“Quer saber? Eu já tô ficando de saco cheio desse negócio de sacolas…”

“E quanto a você sentir a presença do seu Deus específico… Bom… Não vejo como você possa imaginar que os crentes em outros deuses não sintam a mesma coisa em relação a eles. E os tais dos milagres…”

“O que tem eles?”

“Quando alguém alega que ‘recebeu’ um milagre, geralmente o que essa pessoa está dizendo é que aconteceu uma coisa muito boa pra ela, quando era de se esperar que tal coisa não tivesse acontecido. Isso, na verdade, seria uma definição de sorte. Ninguém ganha na loteria porque tem sorte. A gente só diz que a pessoa teve sorte se ela ganhou na loteria. Percebe a diferença?”

“Prossiga… Ainda acho que aquela declaração foi uma tolice.”

“Eu vou voltar a ela, nem se preocupe. Pois bem… Com milagres é a mesma coisa. É comum ouvir um crente falando de milagre, querendo dizer com isso que foi abençoado com uma intervenção divina, quando, de fato, ele foi abençoado com uma intervenção cirúrgica. E outra: pessoas passam dias e dias em UTIs de hospitais sofisticadíssimos, recebendo cuidados de profissionais especializados nas vinte e quatro horas do dia, e, enfim, quando se veem fora de perigo, costumam atribuir sua recuperação a algo sobrenatural, vindo de um ser sobrenatural, que mora numa dimensão sobrenatural. Isso é uma maneira bastante desonesta e prejudicial de perceber o mundo, fingindo ignorar o que pessoas reais fazem no mundo real à nossa volta.”

“Minha vó já viu um paralítico voltar a andar na igreja dela. Isso não é um milagre?”

“Ora veja! Então você e sua mamãe são católicas, e sua avozinha é evangélica?”

“É, sim. Como você sabia?”

“Deus não cura paralíticos em igrejas católicas.”

“É… Pra falar a verdade… Nunca vi mesmo esse tipo de coisa por lá…”

“As igrejas evangélicas curam paralíticos num ritmo industrial há tanto tempo, que não seria nenhuma surpresa se alguém fizesse as contas e descobrisse que o número de paralíticos que já foram curados supera, e muito, o número total de pessoas paralíticas.”

“Minha avó também já me falou que só deixou a Igreja Católica pela Igreja Evangélica porque pôde sentir o poder de Deus se manifestar através dos pastores. Eles são capazes até de expulsar demônios.”

“Fraude. Encenação. Engodo.”

“Não acredito que você tivesse coragem de se aproximar de uma pessoa possuída por um demônio.”

“Eu jamais faria uma coisa dessas.”

“Não deveria ter medo, então, se você diz que aquilo tudo é uma fraude, uma encenação.”

“Mas é exatamente por isso. Não dá pra saber até que ponto uma pessoa está convencida ou — o que é mais comum nos palcos evangélicos — até que ponto quer convencer os outros de que foi possuída por um demônio…”

 

Anúncios

21 Respostas

  1. […] As sacolas de Sofia … em As sacolas de Sofia (parte… […]

  2. Aff! Volto depois, meu teclado tá uma “m”.

  3. Day,

    Não quero polemizar muito, mas devo dizer que nunca ouvi falar de nenhum dispositivo na cabeça, humano ou não, que realize um milagre, desde o mais simples, “inflamação qualquer”, a crescer um membro amputado, cura de um cego, por exemplo. Milgres se valem da aleatoriedade ou são falsamente entendidos como se violassem uma lei natural, que nunca vimos!

    Não existe nenhum cientista sério, propondo a tese, um mestrado ou doutorado, sobre DNA semelhante a ET, nem mesmo procurando “foça superior” que não o que é a estritamente natural, desse mundo! Se existir em qualquer universidade do mundo, séria, esse tipo de “tese”, nos envie!

    Ciência se atém ao método científico, onde as teorias são propostas para melhor explicar um fato, além de passarem toda sua credibilidade sendo bombardeada por subsídios, que evidenciam ou refutam sua validação. Caso não seja evidenciada sua previsão, é abandonada! Isso ocorre porque o conhecimento é contínuo!

    Como disse antes, na incoerência da existência do deus, da moda, da sua cultura, diante da “morte” do pai, protetor, superpoderoso, alguns criam um deus conforme seu desejo, sua demanda, a tal “força superior” para preencher o vazio, que pode ser tudo, um ET, um campo magnético, um DNA atômico, ou qualquer coisa que supra a falta do “grande pai”. Este deus não existe em nenhum lugar, permeia apenas na mente dos que querem compatibilizar as incoerências com o desejo de não aceitar a ausência da muleta psicológica.

    Já falei que é difícil admitir que somos “poeira” remanescente da expansão do universo e que nada somos, além de um ser adaptado ao ambiente que foi criado há bilhões de anos, quando nenhuma forma de vida existia. Estamos presos no tempo e no espaço e nunca saieremos da ponta da galáxia, sistema solar, nem mesmo com a ajuda da tal “força supeior” invisível, escondida, imaginada e impossível e lá teremos o nosso fim.

    É certeza que em bilhões de anos, tendo ou não força superior nosso querido Sol vai “engolir” o sistema e a Terra deixará de existir, na velha e contínua dinÂmica destruição/criação do universo. Para isso não adianta mágica de super-heroi de HQ, nem DNA, nem ET que modifique isso!

    No entanto a vida é bela, porque é uma só e muito curta! Então temos que ser nossos próprios “universos” de nós mesmos, rodeados por outros desejando sermos todos felizes, sem afetações, nem dogmas idiotizantes, nem pastores imbecis, nem deuses “carentes” e “doentes”, que nos condena o prazer desta vida em nome de uma outra sem sentido, nem prova, e diante da certeza de nossa morte, resta-nos viver com afeição à humanidade, à ciência, ao progresso, ao conhecimento que nos faça melhor!

  4. Ao Senhor Diretor deste blogue. Muito obrigada por ter apagado meus comentários

  5. Não escrevi meu nome pq o Senhor sabe o motivo.Mais acho q o Senhor sabe de quem se trata. Muito obrigada
    Ass: R….s2

  6. Day

    Realmente, ressuscitar hoje em dia já é de domínio dos pastores…

    Agora podemos ficar todos mais tranquilos…

    Eu só ainda não entendi porque não termos um pastor desses em cada pronto socorro, para quando alguém chegar e não resistir aos ferimentos o ungido ali mesmo já trazer a pessoa de novo a vida…

    Como é tênue a linha entre a inocência e a ignorância… o grande problema é que onde eu vejo um problema para a sociedade como um todo, alguns espertos enxerga, cifras… esses sim são os verdadeiros ateus…

    Abraço
    Cristiano

  7. O engraçado é que as profecias da bíblia só aparecem depois dos fatos já realizados. É como jogar o dardo e pintar o alvo em volta.

  8. Obrigado, Day. Será um prazer ter acesso às “muitas das profecias que se realizaram(…)”. Estamos no aguardo. Um abraço.

  9. A Bíblia profetizando… (Ou: “eu pintando um alvo em volta do lugar onde uma flecha foi se fincar”)

    2 – O automóvel: “Os carros andam furiosamente nas ruas; cruzam as praças em todas as direções; parecem como tochas, e correm como os relâmpagos.” (Naum, 2:4)

    Ruas, praças e tochas não são invenções do nosso século. Os carros a que o texto se refere são carros de guerra. Eles correrem “como os relâmpagos” é uma figura de linguagem. Ou isso ou ninguém poderia admitir que uma pessoa de alguns milênios atrás não pudesse achar seus carros de guerra puxados por cavalos fossem rápidos…

    3 – O avião: “Quem são estes que vêm voando como nuvens e como pombas para as suas janelas?” (Isaías, 60:8)

    Bom… Para um livro que fala tanto de anjos e gente subindo pro céu, dava pra ter escolhido um versículo bem melhor pra colocar como profecia sobre a invenção do avião… Esse forçou demais…

    4 – Rádio e TV: “Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio, e não permitirão que sejam sepultados.” (Apocalipse, 11:9)

    Sem comentários…

    5 – A bomba atômica: “E operava grandes sinais, de maneira que fazia até descer fogo do céu à terra, à vista dos homens” (Apocalipse, 13:13)

    Sem comentários. [2]

    6 – A bomba H: “Virá, pois, como ladrão o dia do Senhor, no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se dissolverão, e a terra, e as obras que nela há, serão descobertas.” (2Pedro, 3:10)

    Sem comentários. [3]

    7 – Terremotos.

    8 – Bramido do mar e das ondas: “E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.” (Lucas, 21:25)

    Realmente, profetizar terremotos… Sem comentários. [4]

    Perplexidade das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas?

    Sem comentários… [5]

  10. Uma garota, uma vez, me mandou um versículo com a profecia da Bíblia sobre a invenção da internet…

  11. Day

    O problema de fato, não é o Cristiano (vulgo um zé ninguém) achar que profecias são bobagens e que servem apenas para dar vazão a um vazio que só pode ser preenchido quando alguém acaba comprando a ideia de que por algum motivo somos especiais para um ser sobrenatural nos dar clarividência… o ponto chave aqui é o porque…. porque um ser sobrenatural daria a chance de alguém advinhar o futuro, e um futuro sombrio… qual a praticidade disso? Qual a lição disso??? se está escrito de que adiantaria tentar mudar? qual a vantagem de se prever algo que já está escrito? Isso implica que o futuro estaria traçado? E onde entra o livre arbítrio? Ele seria capaz de promover uma redenção a humanidade? isso não invalidaria as profecias????

    São muitas falhas lógicas… você me parece digna para uma boa amizade, como alguns dos casais amigos que tenho que vem a minha casa beber vinho e escutar música dos anos 80, mas de todos aqui você é a que mais apresenta uma bipolaridade com relação a fé… hora pende para a ciência, hora pende para bíblia… você ao menos tem consciência disso?

    Abraço
    Cristiano

  12. E outra coisa Day, é irrelevante para com a realidade o que 1 ou todas as pessoas acreditam, se fosse assim, a terra continuaria plana, concorda?

    Abraço
    Cristiano

  13. Day

    Acho que o seu mau humor fez você não entender algumas coisas

    Quem falou especificamente sobre as profecias foi o Barros, não eu. Acho que isso é desnecessário, já que considero esse negócio de profecias uma bobagem.

    Profecias são apenas um jogo de tentativa e erro, onde alguém carente tenta através de vários palpites acertar alguma coisa parecendo assim especial e suprindo sua carência

    Mas pior mesmo, e isso é arroz de festa no meio evangélico, são as famosas revelações de fatos consumados… sempre que alguém morre ou acontece alguma coisa, sempre aparece os divinos iluminados que pressentiram, mas foram incompetentes ao extremo e não conseguiram evitar o desastre…

    Todo e qualquer ser que diz que prevê ou sabe do futuro é um farsante, seja com boa ou com má intenção… infelizmente não posso provar, se isso fosse possível, garanto que teríamos muita gente ungida atrás das grades

    Mas achei engraçado você dizer que apenas 6 das 24 foram desmascaradas… não seria necessário desmascarar apenas uma???? Ou para profecias também usamos o famoso contexto? Ou seja, se tiver respaldo na realidade foi inspiração divina, se não aconteceu foi interpretação equivocada de quem recebeu a mensagem?

    Outro ponto, já vi você fazer referência algumas vezes ao fato de usarmos apenas 10% do nosso cérebro para pensarmos… Você não sabia que isso ocorre porque nosso corpo é complexo o bastante e demanda muito controle?? Os 10% infelizmente foi o que sobrou para imaginarmos o que quisermos, até deuses…

    Agora essa sua frase realmente ficou muito bacana e não tenho nem como argumentar:

    “a condição mais confortável do homem, hoje, é ser ateu, pois dessa forma não precisa pensar”

    Essa frase realmente me deixa sem palavras…

    E para finalizar, espero que você tenha entendido que a bipolaridade é com relação a crença, de uma hora pender para a ciência e outra para a crença no deus bíblico, só isso… Já que ciência e religião NÃO SÃO COMPATÍVEIS…

    Quanto a bílbia, ela é apenas um livro cheio de histórias e estórias… tem seu valor cultural mas ão há nenhuma evidência de que ela seja mais que isso

    Abraço
    Cristiano

  14. Day

    Um Mozart preguiçoso seria apenas mais um, a obra de tais pessoas não está no dna, está na força de vontade…

    Essas frases de efeito teístas ao estilo Adauto Lourenço são até impactantes mas se analisadas como um todo, são bem fraquinhas… compare a quantidade de pessoas como o mesmo dna e você vai perceber que essas pessoas são a exceção, não a regra desse dna… ou seja, o dna não é relevante para termos um Mozart…

    Day, não deixe o desejo de que algo exista atrapalhar sua visão de realidade… todos queremos muita coisa… mas querer e achar não bastam…

    Abraço
    Cristiano

  15. Cara Day:
    Uma profecia sobre carros que merecesse respeito, deveria prever ser mais específica, assim como todas as outras. Se estivesse escrito que “no futuro, os carburadores dos Opalas serão substituídos pelas injeções eletrônicas(…)” aí não caberia refutação. Mas cabem. Desse modo fica fácil fazer que a bíblia diga exatamente o que a gente quer que ela diga.
    Isso me faz lembrar que apareceram algumas “profecias” sobre os atentados de 11 de setembro de 2001. Penas que elas “apareceram” após os ataques. Eu acho que uma profecia útil deveria ser do tipo : “no dia 11/09/2001, todos os que trabalham no WTC devem chegar aos seus escritórios às 9 da manhã”. Imagine quantas pessoas poderiam ter sido salvas…Eu não acredito que Henry Ford, Santos Dumont ou os irmãos Wright inspiraram-se nessas “profecias”.
    Profecias do tipo ” em 2013 um famoso irá morrer” ou “haverá terremotos” não podem ser levadas a sério. E é exatamente o que esses textos apresentam, e não podem ser levadas a sério, e, com todo respeito, a não ser que você queira muito acreditar, essas não são as “muitas das profecias que se realizaram”.
    Abraço

  16. Mas já que você me elencou algumas “profecias” já cumpridas, o que dizer dessas outras?

    Falsas profecias (pleonasmo), promessas quebradas e citações errôneas na Bíblia (extraído da Bíblia do Cético)

    Deus diz que se Adão comer da árvore da ciência do bem e do mal, ele morrerá. Mas tarde Adão come da fruta proibida [Gn 3:6] e vive durante 930 anos [Gn 5:5]. [Gn 2:17]

    Como castigo pela morte de Abel, Deus diz que Caim será “fugitivo e errante.” Um pouco mais a frente, nos versos [Gn 4:16 ] Caim se estabelece, se casa, tem um filho e constrói uma cidade. Isto não é atitude que se esperaria de um fugitivo e errante. [Gn 4:12]

    Deus promete para Abrão e todos os seus descendentes a terra de Canaã. Mas a história e a Bíblia [At 7:5] e [Hb 11:13] mostra que a promessa de Deus para Abrão não foi cumprida. [Gn 13:15], [Gn 15:18], [Gn 17:8], [Gn 28:13-14]

    Quanto tempo durou o cativeiro no Egito? Este verso diz 400 anos, mas em [Ex 12:40] e [Gl 3:17] dizem 430 anos. [Gn 15:13]

    “E a quarta geração (dos descendentes de Abraão) tornará para cá.” Mas, se nós contamos desde Abraão, então o retorno deles aconteceu depois de sete gerações: Abraão, Isaque [Gn 21:1-3], Jacó [Gn 25:19-26], Levi [Gn 35:22-23], Coate [Ex 6:16], Anrão [Ex 6:18] e Moisés [Ex 6:20]. [Gn 15:16]

    Deus promete para os descendentes de Abrão as terras desde o Nilo até o Eufrates. Mas de acordo com [At 7:5] e [Hb 11:13] a promessa de Deus para Abrão não foi cumprida. [Gn 15:18]

    Deus promete fazer os descendentes de Isaque tão numerosos quanto “as estrelas dos céus” que, claro, nunca aconteceu. Os judeus sempre foram uma pequena minoria. [Gn 26:4]

    Deus renomeia Jacó duas vezes [Gn 32:28] e [Gn 35:10]. Deus diz que Jacó será chamado de Israel daqui em diante, mas a Bíblia continua chamando-o de Jacó [Gn 47:28-29]. E o próprio Deus o chama de Jacó em [Gn 46:2]. [Gn 32:28], [Gn 35:10]

    Deus chama Jacó de Jacó, embora ele tenha dito [Gn 32:28] e [Gn 35:10] que seu nome não seria mais Jacó, e sim Israel. [Gn 46:2]

    Deus promete devolver Jacó ao Egito, mas Jacó já estava no Egito. [Gn 47:28-29], [Gn 46:3]

    A tribo de Judá reinará “até que venha Siló”, mas o primeiro rei de Israel (Saul) era da tribo de Benjamim [At 13:21], e a maior parte do tempo depois desta profecia não houve nenhum rei. [Gn 49:10]

    Ao contrário do que diz a profecia em [Gn 48:21], José morreu no Egito, não em Israel. [Gn 50:24]

    Deus promete expulsar muitas nações, inclusive os cananeus e os jebuseus. Mas ele não pôde cumprir a promessa. [Ex 33:2]

    Neste verso diz que Deus escreverá nas tábuas de pedra, mas em [Ex 34:27] ele diz para Moisés escrever. [Ex 34:1]

    Deus promete expulsar sete nações, inclusive os amorreus, cananeus e os jebuseus. Mas ele não pôde cumprir a promessa. [Dt 7:1]

    Aqueles que agem como Deus quer nunca serão estéreis (nem as vacas deles!) e nunca adoecerão. [Dt 7:14-15]

    Deus diz que os israelitas destruirão todas as pessoas que encontrarem. Mas de acordo com [Js 15:63], [Js 16:10], [Js 1:12-13], [Jz 1:21], [Jz 1:27-36], [Jz 3:1-5] havia algumas pessoas que eles não puderam matar. [Dt 7:24]

    Os profetas e sonhadores serão executados se eles disserem ou sonharem coisas erradas. [Dt 13:1-5]

    Falsos profetas serão (adivinhe) executados. Como você sabe quem é um falso profeta? Se suas predições se tornam realidade ou não. (Mostre isto para um Evangélico!) [Dt 18:20]

    Deus promete que “destruirá estas nações diante de ti.” Mas ele não manteve a promessa. Veja em [Js 15:63], [Js 16:10], [Js 17:12-13], [Jz 1:21], [Jz 1:27-36], [Jz 3:1-5]. [Dt 31:3-6]

    Deus promete dar para Josué “todo lugar que pisar a planta do vosso pé.” Ele diz que nenhuma pessoa poderá resistir a ele. Mas eu acho que Deus não manteve a sua promessa, já que muitas tribos resistiram a tentativa de Josué de roubar-lhes a terra. [Js 1:3-5]

    Josué fala aos israelitas que Deus “lançará de diante de vós” os cananeus e os jebuseus. Mas tarde, a Bíblia nos diz que ele não pôde ” lançá-los” para lugar nenhum. [Js 3:10]

    Este verso diz que Ai nunca foi ocupada novamente depois de destruída por Josué. Mas Neemias [Ne 7:32] cita Ai entre as cidades de Israel no cativeiro babilônico. [Js 8:28]

    Deus prometeu aos israelitas que expulsaria todos os habitantes das terras por onde eles passaram. Mas este verso mostra que ele não manteve a promessa já que ele não pôde expulsar os jebuseus. [Js 15:63]

    “E não expeliram os cananeus.” Uma vez mais Deus falha em sua promessa de destruir todas as pessoas que os israelitas encontraram. [Js 16:10]

    Os israelitas, ao contrário da promessa de Deus, não conseguiram expulsar os cananeus. [Js 17:12-13]

    Josué conta para Manassés que ele poderá expulsar os cananeus, mas ele (veja em [Jz 1:27-28]) não pôde fazer isto. [Js 17:17-18]

    De acordo com estes versos, Deus cumpriu a sua promessa de dar aos israelitas todas as terras que eles encontraram. Mas em vários lugares da Bíblia nos fala que estas promessas não foram mantidas. [Js 21:43-45]

    Deus prometeu muitas vezes que ele expulsaria todos os habitantes das terras que eles encontraram. Mas o que mostra estes versos é que Deus não manteve a sua promessa já que ele não pôde expulsar os cananeus. [Jz 1:21], [Jz 1:27-30], [Jz 3:1-5]

    Deus diz que o reino de Salomão durará para sempre. E é claro que não aconteceu. O reino foi completamente destruído aproximadamente 400 anos após a morte de Salomão, e nunca foi reconstruído. [II Sm 7:13], [II Sm 7:16]

    Deus põe “um espírito da mentira” na boca dos seus profetas. [I Rs 22:22]

    Deus promete que Josias terá uma morte calma. Mas a morte de Josias foi qualquer coisa menos calma [II Rs 23:29-30], [II Cr 35:23-24]. [II Rs 22:20]

    Em Jeremias [Jr 34:4] Deus conta para Zedequias que ele morrerá em paz e será enterrado com seus pais. Mas em [Jr 52:10-11] diz que ele teve uma morte violenta em uma terra estrangeira. [II Rs 25:7]

    Dizer que Salomão foi o rei mais sábio e mais rico que já viveu e viverá, é no mínimo um exagero. Então esta também é uma falsa profecia. [II Cr 1:12]

    Deus põe mentiras na boca dos profetas e fala mal das pessoas. [II Cr 18:21-22]

    Josias morreu de uma ferida de flecha em batalha, não “em paz” como é prometido em [II Rs 22:20]. [II Cr 35:23]

    Citado erroneamente em [Mt 13:35]. [Sl 78:2-3]

    “Fiz um concerto com o meu escolhido; jurei ao meu servo Davi: a tua descendência estabelecerei para sempre e edificarei o teu trono de geração em geração. ” Mas os reinados após Davi terminaram com Zedequias; não havia nenhum durante o cativeiro babilônico, e não há nenhum hoje. [Sl 89:3-4], [Sl 89:34-37]

    Deus disse para Isaías contar a Acaz (o rei de Judá), que não estava interessado em Rezim (o rei de Síria) ou Peca (o rei de Israel). Mas de acordo com [II Cr 28:5-6], “o SENHOR, seu Deus, o entregou (Acaz) nas mãos do rei dos siros, os quais o feriram e levaram dele em cativeiro uma grande multidão de presos, que trouxeram a Damasco; também foi entregue nas mãos do rei de Israel, o qual o feriu com grande ferida.” [Is 7:3-7]

    Aqui há um erro de tradução, onde a palavra hebréia almah significa mulher jovem não necessariamente virgem. (A palavra bethulah, significa virgem) Além disso, a mulher jovem referida neste verso estava vivendo na hora da profecia. E Jesus, é claro, foi chamado de Jesus – e não é chamado de Emanuel em nenhum verso do Novo Testamento. [Is 7:14]

    Estes versos falsamente predizem que a Babilônia nunca será habitada novamente. [Is 13:19-20]

    Feras viverão nos palácios babilônicos e sátiros dançarão lá. [Is 13:21-22]

    Este verso profetiza que Damasco será completamente destruída e não mais habitada. Acontece que Damasco nunca foi completamente destruída e é uma das mais velhas cidades continuamente habitadas. [Is 17:1]

    O rio do Egito (provavelmente o Nilo) secará. Isto nunca aconteceu. [Is 19:5]

    “E a terra de Judá será um espanto para o Egito.” Judá nunca invadiu o Egito e nunca foi uma ameaça militar para o Egito. [Is 19:17]

    Este verso prediz que haverá cinco cidades no Egito que falarão “a língua de Canaã.” Mas esta língua nunca foi falada no Egito, e está extinta a muito tempo. [Is 19:18]

    Estes versos predizem que os egípcios adorarão o Deus (dos israelitas) com sacrifícios e ofertas. Mas o judaísmo nunca foi uma religião importante no Egito. [Is 19:18-21]

    Estes versos predizem que haverá uma aliança entre o Egito, Israel e Assíria. Mas nunca houve tal aliança, e é improvável que haja, já que a Assíria não existe mais. [Is 19:23-24]

    “O sacerdote e o profeta erram por causa da bebida forte.” Não se pode mais confiar num profeta bêbedo. [Is 28:7]

    Citado erroneamente em [Rm 9:33]. [Is 28:16]

    “E será a luz da lua como a luz do sol, e a luz do sol, sete vezes maior.” Bem, esta é uma profecia que nunca se tornará realidade, já que a lua não tem luz própria, ela só reflete a luz recebida do sol, e nunca poderia brilhar como o sol. E o sol não vai, pelo menos enquanto houver humanos para ver isto, brilhar 7 vezes mais. [Is 30:26]

    “Nunca mais entrará em ti [Jerusalém] nem incircunciso nem imundo.” Mas muitas pessoas incircuncisas visitaram e ocuparam Jerusalém depois que esta profecia foi feita. [Is 52:1]

    As nações que não servirem Israel perecerão. [Is 60:12]

    Jeremias profetiza que todas as nações da terra abraçarão o judaísmo. Isto não aconteceu. [Jr 3:17]

    Aparentemente, os profetas que trazem boas notícias enfurecem a Deus. Assim ele os matará. [Jr 5:12-13]

    “Os profetas profetizam falsamente.” Infelizmente, nós não podemos diferenciar entre os verdadeiros e falsos profetas. [Jr 5:31]

    Deus fará de Jerusalém “morada de dragões.” [Jr 9:11]

    Judá se tornará uma morada de dragões. [Jr 10:22]

    Deus reclama que “os profetas profetizam falsamente em meu nome.” Isto significa que Isaías, Daniel e Jeremias estavam profetizando mentiras? [Jr 14:14]

    Deus destruirá com a fome e pela espada aqueles que são enganados pelos profetas, como também os próprios profetas. [Jr 14:15-16]

    Mateus [Mt 1:12] lista Jeconias como um antepassado de Jesus – o qual, de acordo com esta profecia, desqualifica Jesus como o Messias. [Jr 22:28-30]

    Deus acha que alguns profetas e sacerdotes estão contaminados. Como Jeremias, talvez? [Jr 23:11]

    Deus diz que vai castigar Nabucodonosor e os babilônicos pelo que fizeram ao seu povo – embora o próprio Deus foi quem fez os babilônicos atacarem e escravizarem Judá! Como parte do castigo, Deus visitará a terra dos babilônicos e “farei deles um deserto perpétuo.” Uma falsa profecia, já que o atual Iraque é totalmente ocupado. [Jr 25:12]

    Deus mata Hananias por profetizar falsamente. [Jr 28:16-17]

    Mateus [Mt 2:17-18] cita este verso, reivindicando que esta era a profecia da matança das crianças alegada à Herodes perto de Belém depois do nascimento de Jesus. Mas esta passagem recorre ao cativeiro babilônico, e fica claro lendo os próximos dois versos [Jr 31:16-17], que não tem nada a ver com o massacre de Herodes. [Jr 31:15]

    Citado erroneamente em [Hb 8:9]. [Jr 31:32]

    “Nunca faltará a Davi varão que se assente sobre o trono da casa de Israel.” Mas os reinados após Davi terminaram com Zedequias; não havia nenhum durante o cativeiro babilônico, e não há nenhum hoje. [Jr 33:17]

    Deus mente novamente para Zedequias lhe falando que ele morrerá em paz e será enterrado com seus pais. Mas ele [II Rs 25:7] e [Jr 52:10-11] teve uma morte violenta em uma terra estrangeira. [Jr 34:5]

    O começo do fim para Zedequias. Apesar das garantias de Deus [Jr 34:5] que ele morreria em paz e em casa, aqui Zedequias assiste seus filhos serem mortos e então seus olhos são arrancados e ele é algemado e levado para a Babilônia. Também, sua cidade é queimada aqueles que restaram são escravizados. [Jr 39:6-9]

    Todos aqueles que se mudarem para o Egito morrerão pela espada, fome ou pestes, “e deles não haverá quem reste e escape do mal que eu (Deus) farei vir sobre eles.” Mas muita gente, inclusive judeus, se mudaram para o Egito e a maioria parece ter escapado do mal prometido por Deus. [Jr 42:15-18], [Jr 42:22]

    Jeremias prediz que nenhum humano viverá novamente em Hazor, e que será moradia de dragões. Mas as pessoas ainda vivem lá e nunca foram vistos dragões. [Jr 49:33]

    Deus profetiza que a Babilônia nunca será habitada novamente. Mas ela foi sempre habitada desde que esta profecia foi feita, e ainda está habitada hoje. [Jr 50:39]

    Deus diz que a Babilônia será sempre desolada e despovoada. Ele diz que só dragões viverão lá. Mas a Babilônia está livre de dragões e continuamente habitada desde então. [Jr 51:26], [Jr 51:29], [Jr 51:37], [Jr 51:43], [Jr 51:62], [Jr 51:64]

    Deus prometeu a Zedequias [Jr 34:5] que ele morreria em paz e seria enterrado com os seus pais. Mas aqui nós vemos que ele teve uma morte miserável numa terra estrangeira. [Jr 52:10-11]

    Os profetas não estão tendo notícias de Deus? Isso é uma coisa permanente? [Lm 2:9]

    Profetas têm visões vãs e tolas. [Lm 2:14]

    Deus diz, “Chegaram os dias e a palavra de toda visão.” Assim, estão próximos os dias que todas as visões irão passar? Isso ainda não aconteceu. E no próximo verso, outra mentira: “Porque não haverá mais nenhuma visão vã, nem adivinhação lisonjeira, no meio da casa de Israel.” Como não haverá mais “visão vã”, se a Bíblia está cheia delas, antes e depois de Ezequiel. [Ez 12:23-24]

    Ezequiel profetiza (no século 6 a.C.) que ninguém mais lembrará dos amonitas. Eles continuaram existindo até o século 2 d.C. (e são ainda lembrados na Bíblia). [Ez 21:28-32]

    Ezequiel profetiza que Tiro será completamente destruída por Nabucodonosor e nunca será reconstruída novamente. Mas não foi destruída, como comprovado pelas visitas de Jesus e Paulo [Mt 15:21], [Mc 7:24], [Mc 7:31], [At 21:3]. [Ez 26:14], [Ex 26:21]

    Ezequiel repete a falsa profecia da destruição de Tiro. (Veja [Mt 15:21], [Mc 7:24], [Mc 7:31], [At 21:3]). [Ez 27:36]

    Mais uma vez Ezequiel repete a falsa profecia da completa destruição de Tiro. [Ez 28:19]

    Ezequiel traz a promessa de Deus que Israel viverá segura em sua pátria, e nunca será atormentada novamente por nações vizinhas. É só olhar o jornal para ver que isto não foi cumprido. Os israelitas se espalharam pelo mundo e foram atormentados por várias nações, inclusive os romanos e turcos. Recentemente os problemas são com os palestinos e as nações árabes vizinhas. Israel não teve paz e ao que parece, não vai ter tão cedo. [Ez 28:24-26]

    Ezequiel faz outra falsa profecia: que o Egito não seria habitado por humanos ou animais durante quarenta anos depois de destruído por Nabucodonosor. Mas nunca houve algum momento em que o Egito fosse despovoado. Os humanos e animais viveram lá continuamente desde a profecia de Ezequiel. [Ez 29:10-13]

    “Mais baixo se fará do que os outros reinos (o Egito) e nunca mais se exalçará sobre as nações; porque os diminuirei, para que não dominem sobre as nações. ” Mas o Egito permaneceu uma importante e poderosa nação. [Ez 29:14-15]

    “Está perto o dia do SENHOR, dia nublado; o tempo dos gentios ele será.” Deus planeja acabar com os pagãos. Quando? Logo. [Ez 30:3]

    Os rios do Egito (provavelmente o Nilo também) secarão. Isto nunca aconteceu. [Ez 30:12]

    Mais uma vez, Ezequiel profetiza que Deus protegerá os israelitas de invasões e saques como um pastor protege o seu rebanho. Novamente, nós sabemos que isto não aconteceu. [Ez 34:28-29]

    Apesar de se saber que o escritor de Daniel provavelmente viveu bem depois dos eventos que ele descreve, ele fala do fim dos tempos, usando a visão das quatro bestas para sustentar que o fim está próximo. Alguns acreditam que as quatro bestas representam a Europa, a Rússia, Israel e os EUA. E, a batalha entre o carneiro e o bode representa a batalha entre cristianismo e islã. [Dn 7:3], [Dn 8:3-6]

    Muitos crentes acreditam que estes versos descrevem o anticristo. Porém, é mais provável que eles estejam se referindo a um rei tirano da Síria, Antiochus IV. Ele reinou por volta de 170 a.C. e perseguiu os judeus, e empreendeu uma guerra bem-sucedida contra o Egito. Esta informação está muito mais próxima da história contemporânea do escritor de Daniel que viveu no 2º século a.C. do que de uma profecia. [Dn 8:23-25], [Dn 11:21-45]

    Cuidado para não se confundir com as 70 semanas de Daniel (que ocorreram no século 2 a.C.). Normalmente tenta-se unir este prazo com passagens do Apocalipse. [Dn 9:25-27]

    “Depois de dois dias, nos dará a vida; ao terceiro dia, nos ressuscitará, e viveremos diante dele.” Este pode ser o verso referido em Lucas [Lc 18:31-33] e I Coríntios [I Co 15:3-4]. Porém, Oséias fala de pessoas (comuns) que viviam na ocasião, que seriam curadas por Deus, e então, nada tem a ver com a morte e ressurreição de Jesus. [Os 6:2]

    “O profeta é um insensato, o homem de espírito é um louco.” Finalmente concordamos em alguma coisa! [Os 9:7]

    “Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei a meu filho.” Mateus [Mt 2:15] reivindica que a ida da família de Jesus para o Egito é um cumprimento deste verso. Mas Oséias não profetizou nada. Isto é uma referência ao êxodo hebreu do Egito e não tem nada a ver com Jesus. Mateus tenta esconder este fato citando só a última parte do verso (“Do Egito chamei o meu Filho.”). [Os 11:1]

    “O dia do SENHOR vem, ele está perto.” Todo dia ruim é o “dia do Senhor”? E sempre está “perto”? [Jl 2:1]

    Apesar desta promessa, os judeus foram continuamente desarraigados. Até mesmo hoje, a sua terra é motivo de discussões. [Am 9:15]

    “Porque o dia do SENHOR está perto, sobre todas as nações.” Nesse caso, então deve ter vindo e passado desapercebido, antes do nascimento de Cristo. [Ob 1:15]

    Jonas profetiza que em quarenta dias Nínive será subvertida. Mas isso não aconteceu porque Deus se arrependeu [Jn 3:10]. [Jn 3:4]

    Alguns dos profetas de Deus contam mentiras e mordem (?!) (com seus dentes). [Jn 3:5]

    “Os seus sacerdotes ensinam por interesse, e os seus profetas adivinham por dinheiro.” Algumas coisas nunca mudam. [Mq 3:11]

    “E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” O evangelho de Mateus [Mt 2:5-6] reivindica que o nascimento de Jesus em Belém confirma esta profecia. Mas isto é improvável. “Belém Efrata” descrito em Miquéias [Mq 5:2] não se refere a uma cidade, mas um clã: o clã de Belém que era o filho da segunda esposa de Calebe Efrata [I Cr 2:18], [I Cr 2:50-52]. [I Cr 4:4]

    A profecia (se é que se pode dizer isso) não se refere ao Messias, mas a um líder militar, como pode ser visto de verso [Mq 5:6]. É suposto que este líder derrote os assírios, e é claro que Jesus nunca fez isso. Também deve ser notado que Mateus alterou o texto de Miquéias dizendo: “Em Belém da Judéia” em lugar de “Belém Efrata” como é dito em Miquéias [Mq 5:2]. Ele fez isto intencionalmente, sem nenhuma dúvida, para fazer o verso se referir à cidade de Belém em vez de um clã familiar.

    Sofonias profetiza que “o grande dia do SENHOR está perto.” Mas nós ainda estamos esperando, 2.600 anos depois. [Sf 1:14-18]

    “Ainda uma vez, daqui a pouco, e farei tremer os céus, e a terra, e o mar, e a terra seca.” [Ag 2:6]

    Os evangelhos (especialmente [Mt 21:4-5] e [Jo 12:14-15]) reivindicam que Jesus cumpriu a profecia de Zacarias [Zc 9:9]. Mas os próximos versos [Zc 9:10-13] mostram que a pessoa que ele se referiu era um rei militar que regeria “de um mar a outro mar.” Já que Jesus não teve um exército nem um reino, ele não poderia ter cumprido esta profecia. [Zc 9:9]

    O rio de Egito (provavelmente o Nilo) secará. Isto nunca aconteceu. [Zc 10:11]

    Mateus (Mt 27:9) cita este verso, mas incorretamente atribui isto a Jeremias. [Zc 11:12]

    O evangelho de Marcos reivindica que João Batista cumpriu a profecia de Malaquias [Ml 3:1], [Ml 4:1], [Ml 4:5]. Mas a profecia de Malaquias diz que Deus enviará Elias antes do “dia grande e terrível do SENHOR” no qual o mundo será consumido pelo fogo. Além de João Batista não ser Elias (veja em [Jo 1:21] que ele nega ser Elias) a terra não foi destruída depois do aparecimento dele. [Ml 3:1], [Ml 4:1], [Ml 4:5]

    A profecia descrita em [Is 7:14] não se refere a uma virgem, apenas uma mulher jovem, vivendo na hora da profecia. E Jesus, é claro, foi chamado de Jesus – e não é chamado de Emanuel em nenhum verso do Novo Testamento. [Mt 1:23]

    Mateus reivindica que o nascimento de Jesus em Belém confirma a profecia descrita em Miquéias [Mq 5:2]. Mas isto é improvável por duas razões:

    1) “Belém Efrata” não se refere a uma cidade, mas um clã: o clã de Belém que era o filho da segunda esposa de Calebe Efrata [I Cr 2:18], [I Cr 2:50-52]. [I Cr 4:4]. Também deve ser notado que Mateus alterou o texto de Miquéias dizendo: “Em Belém da Judéia” em lugar de “Belém Efrata” como é dito em Miquéias [Mq 5:2]. Ele fez isto intencionalmente, sem nenhuma dúvida, para fazer o verso se referir à cidade de Belém em vez de um clã familiar. [Mt 2:5-6]

    2) A profecia (se é que se pode dizer isso) não se refere ao Messias, mas a um líder militar, como pode ser visto em Miquéias [5:6]. É suposto que este líder derrote os assírios, e é claro que Jesus nunca fez isso.

    “Quando Israel era menino, eu o amei; e do Egito chamei a meu filho.” Mateus reivindica que a ida da família de Jesus para o Egito é um cumprimento deste verso de Oséias [Os 11:1]. Mas Oséias não profetizou nada. Isto é uma referência ao êxodo hebreu do Egito e não tem nada a ver com Jesus. Mateus tenta esconder este fato citando só a última parte do verso (“Do Egito chamei o meu Filho.”). [Mt 2:15]

    Mateus cita Jeremias [Jr 31:15], reivindicando que esta era a profecia da matança das crianças alegada à Herodes perto de Belém depois do nascimento de Jesus. Mas esta passagem recorre ao cativeiro babilônico, e fica claro lendo os próximos dois versos [Jr 31:16-17], que não tem nada a ver com o massacre de Herodes. [Mt 2:17-18]

    “Ele será chamado Nazareno.” Mateus reivindica o cumprimento da profecia, contudo tal profecia não é achada em nenhum lugar do Velho Testamento. [Mt 2:23]

    O diabo cita corretamente as escrituras [Sl 91:11-12], enquanto Jesus erra ao citar o Deuteronômio [Dt 6:13]. [Mt 4:6], [Mt 4:10]

    Jesus fala para seus discípulos que ele voltará antes que eles pudessem “percorrer as cidades de Israel.” Mais adiante [Mt 24:14] ele diz que não virá até que o evangelho seja pregado por todo o mundo. Bem, os discípulos dele percorreram as cidades de Israel e morreram esperando pelo “retorno de Jesus.” Hoje, quase 2.000 anos depois, e depois do evangelho ter sido pregado por todo o mundo, os seus seguidores ainda esperam. [Mt 10:23]

    Quando Jesus e seus discípulos são acusados de profanarem o Sabbath, ele se desculpa recorrendo a escritura na qual diz que “os sacerdotes no templo violam o sábado e ficam sem culpa.” Mas não existe tal passagem no Velho Testamento. [Mt 12:5]

    Citação errônea de [Sl 78:2]. [Mt 13:35]

    Jesus visita Tiro que de acordo com Ezequiel ([Ez 26:14], [Ez 26:21], [Ez 27:36], [Ez 28:19]) não mais existia. [Mt 15:21]

    Jesus fala erroneamente aos seus seguidores que ele voltará e estabelecerá o seu reino enquanto eles estiverem vivos. [Mt 16:28]

    Este verso reivindica que Jesus cumpriu a profecia em Zacarias [Zc 9:9]. Mas isto não pode verdade já que a pessoa que Zacarias se referiu (veja os versos [Zc 10-13]) era um líder militar e rei de um reino terrestre. [Mt 21:4]

    Jesus prediz o fim do mundo durante a vida dos seus ouvintes. [Mt 23:36]

    Jesus diz que o evangelho será pregado a todas as nações “e então virá o fim.” De acordo com Paulo, o evangelho foi pregado a todo o mundo [Rm 10:18] contudo o fim não veio. [Mt 24:14]

    Jesus é um falso profeta, já que ele prediz que o fim do mundo virá durante a geração de seus discípulos. O mundo não terminou (é claro), e de acordo com [Ec 1:4] nunca terminará. [Mt 24:34]

    “Mas tudo isso aconteceu para que se cumpram as Escrituras dos profetas.” Que escrituras? Que profetas? Não existe tal profecia no Velho Testamento. [Mt 26:54-56]

    Jesus profetiza falsamente que o sacerdote veria a sua segunda vinda. [Mt 26:64]

    Esta não é uma citação de Jeremias, mas sim de Zacarias [Zc 11:12-13]. [Mt 27:9]

    Marcos reivindica que João Batista cumpriu a profecia de Malaquias [Ml 3:1], [Ml 4:1], [Ml 4:5]. Mas a profecia de Malaquias diz que Deus enviará Elias antes do “dia grande e terrível do SENHOR” no qual o mundo será consumido pelo fogo. Além de João Batista não ser Elias (veja em [Jo 1:21] que ele nega ser Elias) a terra não foi destruída depois do aparecimento dele. [Mc 1:2]

    Ezequiel [Ez 26:14], [Ez 26:21], [Ez 27:36] profetizou que Tiro seria completamente destruída por Nabucodonosor e nunca seria reconstruída novamente. Mas não foi destruída, como comprovado pelas visitas de Jesus. [Mc 7:24], [Mc 7:31]

    Jesus profetiza falsamente que o fim do mundo virá durante a vida de seus ouvintes. [Mc 9:1]

    Jesus mostra que ele é um falso profeta predizendo o seu retorno e o fim do mundo durante a geração de seus ouvintes. [Mc 13:30]

    Jesus profetiza falsamente que o sacerdote veria a sua segunda vinda. [Mc 14:62]

    Jesus fala erroneamente aos seus seguidores que ele voltará e estabelecerá o seu reino enquanto eles estiverem vivos. [Lc 9:27]

    Jesus reivindica que o seu sofrimento e morte seja um cumprimento da profecia de Oséias [Os 6:2]. Mas este verso se refere às pessoas (comuns) que viviam na ocasião e então, nada tem a ver com a morte e ressurreição de Jesus. [Lc 18:31]

    Jesus diz que tudo o que ele descreve (o seu retorno, sinais do sol, da lua, e estrelas, etc.) acontecerá durante a geração dos seus ouvintes. [Lc 21:32]

    Jesus reivindica que o seu sofrimento e morte seja um cumprimento da profecia. Mas não existe tal profecia no Velho Testamento. [Lc 24:44], [Lc 24:46]

    Jesus diz que “vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão.” Mas isto nunca aconteceu. [Jo 5:25]

    Jesus diz que Moisés escreveu sobre ele. Onde? É uma vergonha ele não ter-nos dado o capítulo e verso. [Jo 5:46]

    Jesus diz que aqueles que acreditarem nele vão, como diz a escritura, ter águas vivas fluindo de seu ventre. Isso parece diversão, mas qual escritura ele estava se referindo? [Jo 7:38]

    Jesus profetiza falsamente que só “haverá um rebanho e um Pastor.” Isto nunca acontecerá com tantas seitas cristãs que estão baseadas na Bíblia. [Jo 10:16]

    Este verso reivindica que Jesus cumpriu a profecia de Zacarias [Zc 9:9]. Mas isto não pode ser verdade, já que a pessoa que Zacarias se referiu (veja os versos [Zc 10-13]) era um líder militar e um rei de um reino terrestre. [Jo 12:15]

    O verso 33 diz que durante a crucificação de Jesus, os soldados não quebraram as suas pernas porque ele já estava morto. O verso 36 reivindica o cumprimento de uma profecia: “Nenhum dos seus ossos será quebrado.” Mas não existe tal profecia. Alguns podem dizer que a profecia aparece em Êxodo [Ex 12:46], Números [Nm 9:12] e Salmos [Sl 34:20]. Mas isto não é correto. Êxodo [Ex 12:46] e Números [Nm 9:12] não são profecias, são ordens aos israelitas para não quebrar os ossos do cordeiro de Páscoa, e é somente isto. Quanto ao Salmos [Sl 34:20] parece se referir à pessoas íntegras em geral, não uma profecia sobre uma pessoa específica. [Jo 19:33], [Jo 19:36]

    Jesus insinua que ele voltará a terra durante a vida de João. [Jo 21:22]

    Este verso reivindica que o [Dt 18:18-19] se refere a Jesus, o que não é verdade, mesmo assim é usado para dizer que aqueles que se recusam a segui-lo (todos os não cristãos) devem ser mortos. [At 3:23]

    Este verso admite que a promessa de Deus a Abraão não foi cumprida. (veja [Gn 12:7], [Gn 13:15], [Gn 15:18] e [Gn 17:8]). [At 7:5]

    Em [Gn 49:10] diz que todos os reis de Israel serão da tribo de Judá, porém nós vemos neste verso que o primeiro rei de Israel era da tribo de Benjamim. [At 13:21]

    Em um dos poucos momentos que Paulo cita Jesus, ele atribui a Jesus palavras que não são encontradas nos evangelhos. [At 20:35]

    Ezequiel [Ez 26:14], [Ez 26:21], [Ez 27:36] profetiza que Tiro será completamente destruída por Nabucodonosor e nunca será reconstruída novamente. Mas não foi destruída, como é evidente nestes versos. [At 21:3-4]

    Estes versos reivindicam que Moisés e os profetas profetizaram que Jesus sofreria e ressuscitaria dos mortos. Mas em que escritura é feita tal profecia? [At 26:22-23]

    Citação errônea de [Is 28:16]. [Rm 9:33]

    Paulo cita erroneamente [Dt 30:14]. [Rm 10:8]

    Paulo diz que a todo o mundo (na visão dele) foi pregado o evangelho. Até mesmo aos nativos americanos, asiáticos, e nas ilhas do Pacífico? Em todo caso, se Paulo tiver razão, então Jesus é um falso profeta, já que ele disse que voltaria antes do evangelho ser pregado a todo o mundo [Mt 10:23]. [Rm 10:18]

    Paulo acreditou que o fim do mundo estava próximo. “O dia é chegado.” [Rm 13:11-12]

    Paulo diz para os coríntios que sejam bons até “o Dia de nosso Senhor Jesus Cristo.” Assim ele esperou que Jesus voltasse durante as suas vidas. [I Co 1:7-8]

    Jesus, assim como Paulo e os outros escritores do Novo Testamento, esperam o fim para breve. “O tempo se abrevia.” Assim, não há tempo para sexo, de qualquer maneira, o mundo logo terminará. [I Co 7:29]

    Paulo diz que o fim do mundo virá durante a vida dele. [I Co 10:11]

    Este versos reivindicam que as escrituras profetizaram que Jesus sofreria, morreria e ressuscitaria dos mortos. Mas qual profecia diz isso? Talvez Oséias [Os 6:2]. Mas este verso se refere às pessoas (comuns) que viviam na ocasião e então, nada tem a ver com a morte e ressurreição de Jesus. [I Co 15:3-4]

    Paulo diz para os filipenses que sejam bons até “o Dia de Cristo.” Assim ele esperou que Jesus voltasse durante as suas vidas. [Fp 1:10]

    “Perto está o Senhor.” Paulo pensou que o fim estava próximo e que Jesus voltaria logo após dele escrever estas palavras. [Fp 4:5]

    Paulo espera que Jesus volte durante a vida dos seus seguidores. [I Ts 3:13]

    Paulo pensou que viveria para ver a volta de Jesus. [I Ts 4:15], [I Ts 4:17]

    Paulo reza para que os tessalonicenses sejam bons até a volta de Jesus. É claro que ele esperava que isto acontecesse durante a vida deles. [I Ts 5:23]

    Paulo acreditava que ele veria o retorno de Jesus. [II Ts 2:2]

    Paulo esperava que Jesus voltasse durante a geração dele. [I Tm 6:14]

    O autor de Hebreus acreditava estar vivendo os “últimos dias.” [Hb 1:1]

    Citação errônea de [Jr 31:32]. [Hb 8:9]

    Jesus se sacrificou “na consumação dos séculos.” [Hb 9:26]

    Citação errônea de [Sl 40:6]. [Hb 10:5-6]

    O autor de Hebreus acreditava que Jesus voltaria em “um poucochinho de tempo, e o que há de vir virá e não tardará.” [Hb 10:37]

    Em [Gn 13:15], [Gn 15:18], [Gn 17:8] e [Ex 32:13] Deus promete para Abraão e seus descendentes a terra de Canaã, “para que a possuam por herança eternamente.” Mas aqui Paulo admite que a promessa de Deus não foi cumprida. [Hb 11:9-13]

    Tiago cita as escrituras quando diz, “O Espírito que em nós habita tem ciúmes?” Mas não existe tal verso no Velho Testamento. [Tg 4:5]

    Tiago pensou que Jesus voltaria logo. [Tg 5:8]

    Cansaram de esperar acreditando que estariam vivendo os “últimos tempos.” [I Pe 1:5], [I Pe 1:7], [I Pe 1:20], [I Pe 5:4]

    Cansaram de esperar acreditando que “está próximo o fim de todas as coisas.” [I Pe 4:7]

    O autor de II Pedro está atento as expectativas frustradas dos crentes. Ele sabe que Jesus que era para vir logo, não veio. Muitos começaram a perguntar, ” Onde está a promessa da sua vinda?” Ele tenta se explicar dizendo “que um dia para o Senhor é como mil anos.” [II Pe 3:4], [II Pe 3:8]

    João pensa que está vivendo “as últimas horas.” Ele sabe disto porque vê tantos anticristos ao seu redor. [I Jo 2:18], [I Jo 4:3]

    João adverte seus seguidores para se prepararem porque Jesus está vindo logo. [I Jo 2:28]

    João espera viver para ver o retorno de Jesus. [I Jo 3:2]

    Judas diz “Enoque, o sétimo depois de Adão”, profetizou que viria “o Senhor com milhares de seus santos, para fazer juízo contra todos. ” Mas esta profecia é do Livro de Enoque, não da Bíblia. [Jd 1:14-15]

    João acredita que “o tempo está próximo”, e as coisas que ele escreve no Apocalipse “brevemente devem acontecer.” [Ap 1:1], [Ap 1:3]

    João cita Jesus (1.900 anos atrás) dizendo, “Eis que venho sem demora.” [Ap 3:11], [Ap 22:7], [Ap 22:12], [Ap 22:20]

  17. hehehe, a bílbia toda é uma profecia não cumprida…. só uma pessoa que não é honesta consigo mesma para dar alguma credibilidade sobrenatural a esse livro

    Abraço
    Cristiano

  18. Pois é, Cristiano… Parece que tem gente que só lê o que convém…

  19. “Qualquer um que tenha o mínimo de bom senso sabe que as histórias bíblicas são, no máximo, uma coletânea de histórias com pouquíssimo fundamento de verdade. Pegar trechos esparsos, como a menção de Nabucodonozor, não garante veracidade alguma quando arqueólogos provam que jamais houve escravidão o Egito, apesar que as tribos semíticas da região realmente foram apanhadas para viver nas fortalezas da Babilônia e Israel e Judá não passaram de um simples traço na história da região. Entretanto, alguns juram de pés juntos que toda a Bíblia é a expressão definitiva da verdade e que a devemos encarar como tal. Sendo assim, devemos ver a Bíblia como um todo, e isso nos dá curiosas passagens dignas dos melhores filmes B.

    Não sei se era esta a intenção dos redatores dela, mas os caras conseguiram as maiores proezas em termos de histórias hilárias, insanas e completamente sem sentido, com loucuras escondidas (ou nem tanto assim) nos textos bíblicos. O pior é que isso é levado a sério. BEM a sério.”

  20. Reblogged this on jal000.

  21. […] Parte 5 […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: