O problema do tempo

mastering-time

Um leitor argumentou nos comentários do meu texto “O universo veio do nada?” que só há duas possibilidades a se considerar: ou “o universo criou-se a si próprio”; ou “ele foi feito por ‘Alguém’ que existe além do universo”.

Esse tipo de afirmação precisaria começar com algo do tipo “Na minha opinião”, ou “Eu só consigo enxergar”, para que não parecesse arrogante, mas o meu leitor não se preocupou com isso. E, além do mais, nota-se que esse argumento é bastante fraco, visto que será invalidado se alguém conseguir imaginar só mais uma hipótese para a existência do universo, como, por exemplo, “O universo sempre existiu”. Já seriam três hipóteses, não apenas duas; e o argumento do meu leitor teria ido pro espaço.

Sim, você poderá achar muito inconveniente pensar que o universo sempre existiu, mas estamos falando de um monte de átomos que não pensam, não operam milagres, não atendem preces, nem têm superpoderes. Tem gente que acredita que coisa muito mais complexa do que um monte de matéria sempre existiu, então, não há por que não atribuir a mesma prerrogativa a algo infinitamente mais simples.

Mas aí nos deparamos com um probleminha quase que filosófico, acho eu. Se o universo sempre existiu, haveria uma quantidade de tempo infinita para trás, de forma que nunca haveria chegado o momento em que a vida surgiu. Veja: se você pudesse se deslocar no tempo, a partir de hoje, para o passado infinito, você jamais chegaria ao início dos tempos, porque sempre haveria para onde ir no passado, e isso ficaria cada vez mais distante do momento no tempo de “quando” você partiu. Ora, se você não consegue alcançar o início dos tempos, o inverso também seria verdadeiro: nunca o tempo alcançaria o hoje, justamente porque nunca teria havido um início. Logo, nós não teríamos tido um momento de nascimento da vida, porque seria um momento fixo no tempo infinito, com uma eternidade de tempo para trás.

O mesmo raciocínio se aplica a um suposto criador do universo que fosse eterno. Se ele criou o universo num determinado instante t, esse momento jamais teria chegado, pois haveria uma quantidade de tempo infinita antes de t, para qualquer que fosse o t escolhido.

A teoria do Big-Bang resolve isso de uma forma conceitual, admitindo-se que não havia tempo até aquele evento. Logo, não havia uma “eternidade para trás”, pois o tempo teria nascido junto com o universo.

Em todo caso, “na minha opinião”, “até onde eu consigo enxergar”, não há evidência alguma de que tenha havido um criador. O que o religioso considera como evidência de Deus, é tão somente fruto da sua fé. E fé é apenas a vontade de que as coisas sejam do jeito que se gostaria que elas fossem. As supostas evidências de que existe um Deus provam apenas que nós existimos, e que existe em nós a vontade de sermos mais do que realmente somos. 

E isso tudo me lembrou uma moça que quis me esclarecer que meu ateísmo era fruto da minha incapacidade de “prestar atenção aos sintomas”:

“Ora, sabemos que estamos gripados pelos sintomas, certo?”.

“Certo.”

“Se meu nariz não para de escorrer, e eu começo a tossir e espirrar o tempo todo; se estou com quase quarenta graus de febre e morrendo de dor de cabeça… O que isso significa?”

“Que você tem que ir com urgência pro hospital.”

“Não!! Significa que isso que estou vivenciando são sintomas de algo que existe! De verdade. Se eu estou experimentando naturalmente os sintomas de uma gripe é porque eu estou gripada. E se a gripe é real, se ela existe, é porque existe um vírus da gripe!”

“Parece bem lógico mesmo…”

“E é!! Com Deus é a mesma coisa. Eu ‘sinto’ os sintomas da existência de Deus o tempo todo na minha vida. E sabe o que isso significa?”

“Que Deus é uma doença contagiosa?”

 


Anúncios

12 Respostas

  1. Bom, meus queridos amigos.
    Como todos aqui ja devem ter lido muitos de meus comentarios, sabem que eu conheco Deus e que eu mostro um pouco dele em minhas palavras. Porem, eu continuo a estudar, pois cabeca foi feita para pensar e nao para ser habitat de piolhos. A M. Theory é bastante interessante. Nesta conta como 11 dimensoes poderam, em algum momento M, dar origem ao universo. Mostra que houve um espaco anterior ao universo. Claro, eh so mais uma teoria interessante e bem controversa. Mas ja é teoria. Existe um documentario produzido pela BBC que explica e completa um outro, de mesma producao, sobre o LHC, o Large Hadron Collider. Bem interessante.

  2. Bom, eu Defendo que tudo se dar ´pelo tempo. e que o tempo não é um problemas mas sim, uma dadiva.
    ja pensou se de pois de 10 anos, em um determinado dia a pessa tem o conhecimento sobre tudo e ate mesmo sobre Deus. então tempo lhe dar tempo para vc entender e amadurcer e ampliar a mente.

  3. Cada crente tem o deus criador que mais lhe agrada, isso é uma questão de tempo, dependendo da época e lugar o deus muda hahaha.

  4. Renam não se ofenda não (não é minha intenção)
    voce conhece Deus ou foi o chá de cocaina que te fez ver coisas?

  5. Quem são vocês para questionar Deus ?

  6. O tempo pra mim é um paradoxo desde aquela estorinha da precedência entre o ovo e a galinha.

    Nem a teoria criacionista bíblica, nem a científico-cosmológica do big-bang resolve o problema da regressão infinita causal, pois ambas apelam para um ser ou fenômeno transcendente, ou fora do tempo.

    Tanto Deus, na criação, como o boom inicial, tem exatamente a mesma estrutura lógica, ou racional, que é criar tudo do nada.

    Fora as diferenças ideológicas de um ser pessoal e outro impessoal,
    dá tudo no mesmo.

  7. Fora as diferenças ideológicas de um ser pessoal e outro impessoal,
    dá tudo no mesmo.

    Nem tanto, meu nobre. O Big Bang não atende orações, não protege ninguém e nem cobra dízimo.

  8. Certo, você tem razão, mas veja que eu considerei isto como exceção, quando faleis das diferenças ideológicas pois entendo que o debate ateísmo x deísmo é puramente ideológico, como o mostra seu incisivo discurso apologético. Quando parte para o aspecto mais filosófico e dialético ele perde totalmente o sentido ou propósito.

    P.S – Eu não me surpreenderia se cedo ou tarde surgisse uma religião atéia que cobrasse alguma espécie de dízimo.

  9. […] O Problema do tempo […]

  10. Nós humanos não temos como saber se o tempo e infinito ou não, mas uma coisa podemos perceber, OS DIAS ESTÃO PASSANDO RÁPIDOS DEMAIS, conforme profetizado na bíblia que os últimos dias seriam abreviados para os eleitos não se perderem. Convido-os a orarem pedindo perdão e decidindo-se por JESUS, O JEITO É GOSTAR DELE… a chance de uma ETERNIDADE ABENÇOADA vcs estão tendo. Aproveitem a chance enquanto ela existe…

  11. uma coisa podemos perceber, OS DIAS ESTÃO PASSANDO RÁPIDOS DEMAIS, conforme profetizado na bíblia

    A última informação que tive é que os dias continuam tendo 24 horas.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: