Eu, prolixo

É preciso ter fé”.

Essa frase é o carimbo que autentica, valida, chancela, endossa, incentiva, justifica e abençoa toda e qualquer loucura concebida por um cérebro humano.

Sim, você precisa mesmo ter fé; do contrário, a razão assumiria o comando e você se daria conta de quão prejudicial, ridícula, infundada, preconceituosa, maníaca, retrógrada, malévola, sanguinária, opressora e mesquinha é essa causa que você resolveu abraçar e chamar de religião.

É preciso fé para aceitar tudo o que é feito em nome de um Deus criado à nossa imagem e semelhança, e não conseguir enxergar nenhum objetivo ofuscantemente humano por trás de cada genocídio, execução, guerra, coerção, chantagem, suicídio, extermínio, mentira, tirania e tudo o mais com que a História humana está inundada desde quando começou a ser escrita.

Só mesmo tendo fé para acreditar que toda essa loucura vale a pena.


Anúncios

6 Respostas

  1. Barros

    Entre fazer uso da razão e se ancorar na fé, a maioria das pessoas escolherá a segunda opção. Usar a razão põe a nu o que somos e como somos, sem deixar espaço para ilusões.É longo e árduo o caminho da aceitação de que somos como somos e de que precisamos encontrar a melhor forma, ou a mais aceitável, de conviver com isso.
    Karl Marx, quando expressou que a religião é o ópio do povo, tinha em mente o conceito da dominação da igreja cristã, aliada a quem detinha o poder, sobre os fiéis oprimidos, ou coisa parecida.
    É, no meu entendimento, o único conceito aproveitável dele, desde que ampliado para a condição humana como um todo.
    Deuses e a fé funcionam como uma droga entorpecente, permitem que a pessoa se sinta eximida de usar a razão, de pensar. Basta crer.

  2. “O Estado é o mais frio de todos
    os monstros frios.”
    Friedrich Nietzche

    quer substituir Estado por Religiao – fique a vontade !

  3. “Se esquizofrênicos e vadios são colocados em cima dos direitos humanos, se usurpassem também as águas do mar, chacinariam os cavalos-marinhos; e massacrariam os esquimós” (Haddammann)
    Postado no University Primer XXI blog

    Sobre a situação drástica e lastimável do “pastÕ” vendedor de racismo e homofobia (que é só lá dentro do “culto”, na cara do público é um vira-bosta).

    O que vemos é o seguinte:

    O elemento tem em si a “marca” de produto evangélico; ou seja, de político só tem a

    embalagem do cargo (usurpado); é como maçãzinha do “amor” vendida pelos crentes (e seus

    “docinhos” vendidos covardemente por crianças, como carro cheio de “plastic”, por dentro

    tudo estragado como a cabeça esquizofrênica dele. Um falastrão. Acostumou falar M*rda pra

    crente. tinha de no meio levá-lo pro meio de uma escola de samba pra ele grunhir lá; no

    meio do miolo do Brasil. Esparramado no ninho da “governança” nazi-pulhítica ele pensa que

    pode vomitar lavagem na cabeça dos brasileiros.

    Engraçado ainda é ter “africano” servindo de “segurança” pro facínora ROUBAR os crentes.

    Interesseiros e covardes são o alvo desses vigaristas assembreianos; assembréia = breu,

    brejo. O barbozinha é outro farsante que foi botado no STF pra “esconder” o lularápio e

    “despachar” isso aí em cima da gente. O racismo pulhítico das “trouxas-de-comida” e

    cubículos pra “casta” pobre pagar-sem-fim, que faz um povo enfiado desesperado ou pedante,

    dentro de currais-galinheiros-divinos é que nos tem “dado” tudo isso.

    Talvez agora os negros aprendam que depois de o lularápio e os Batistas e (que cuspia neles) os usaram para

    encher igrejas e partidos pulhíticos agora começam a escurraçá-los como se faz com traíras que se vendem contra a

    própria nação por interesse(s).

  4. Vejo Descartes rindo da sua cara cheia de razão; o super-homem, o que tudo sabe.

    “Não há nada no mundo que esteja melhor repartido do que a razão: toda a gente está convencida de que a tem de sobra.”

  5. Não és prolixo, és um redizente, pois possui apenas um assunto: seu passado católico, no entanto, li um texto muito bom, onde o autor analisa o comunismo usando, ao mesmo tempo, uma analogia, no mínimo curiosa, com o cristianismo, uma vez que o comunismo, que é ateu, nada tem a ver com o cristianismo ou religião. Mas o texto pareceu-me profissional e reflexivo.

  6. Feliz Páscoa para todos, principalmente para os cristãos :

    http://www.treta.com.br/2013/03/pascoa-e-momento-de-reflexao.html

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: