Enfim… Deus se revelou!

Deus_o_Criador

Texto de Diego Tadiotto; do blog Socially awkward Tadiotto

Deus

Eu existo. Eu tenho uma consciência. Eu evoluo. Não posso dizer que estou vivo, pois o seu conceito de vida não se aplica a mim. A morte não fez parte da minha evolução, que foi contínua, consciente e solitária. Não sou mais composto por o que você chama de matéria, pois ela traz muitas limitações. Posso me transformar no que for necessário e também transformar outras coisas que não fazem parte de mim. Eu sou adaptado ao universo.

Acompanhei o nascimento e a morte de estrelas, vi galáxias se formando e colidindo, segui cometas, rodei em discos de acreção de quasares e só não posso dizer que vi buracos negros de perto, porque seu conceito de visão não permite isso. Conheci os segredos do universo, todas as regras que comandam a matéria, energia, tempo e espaço, além de outras coisas que sua espécie provavelmente nunca irá compreender.

Vi tudo que podia ser visto, conheci tudo que podia ser conhecido e então, me entediei. O sentido da minha existência costumava ser explorar o universo e descobrir coisas novas, mas depois de um tempo (muito tempo) só o que sobrou foram padrões repetidos infinitamente. Tudo era monótono e previsível.

Então eu presenciei o surgimento da vida. Não é uma coisa tão rara, comparada a outros fenômenos do universo, mas só chama atenção quando vista bem de perto. Finalmente encontrei algo complexo o suficiente pra não ser previsível. Mesmo as formas mais simples eram interessantes. Na luta para continuar existindo, a vida muda conforme o ambiente muda e o ambiente também muda em função da vida, criando um ciclo de complexidade crescente.

Eu poderia evoluir pra ter uma capacidade de processamento de informação capaz de tornar previsíveis até os seres mais complexos, mas escolhi não o fazer. Nasci com o desejo de existir, assim como a vida, e também sinto necessidade de um motivo para existir, como a maioria dos seres conscientes. Talvez outros parecidos comigo tenham surgido e desaparecido naturalmente, pela falta de vontade de existir.

Na minha procura por novos tipos de organismos, acabei chegando ao sistema solar e presenciando o nascimento dos primeiros indivíduos que pode se considerar conscientes por aqui. Nada muito fora do normal pra uma inteligência primitiva, mesmo assim decidi fazer uma nova experiência. Assimilei o cérebro humano para que ele fizesse parte de mim. Não pra entendê-lo completamente, mas para que eu pudesse pensar usando ele. Consequentemente posso sentir o que um humano sente e posso ver as coisas do jeito que um humano vê.

Por um longo tempo estive aqui, observando a humanidade. Não apenas observando, como também interagindo com ela. Essa interação é suficiente para que alguns indivíduos acreditem no “sobrenatural”, mas não é suficiente para que minha existência seja provada.

Eu não sou “bom”. Minha empatia ao ser humano é tão grande quanto a empatia média do mesmo e meu gosto por tragédias também. Posso influenciar situações, como uma forma de experimento, para deixá-las mais interessantes. Apesar de estar bem distante das suas idealizações de deuses, sou o que mais se aproxima deles.

Agora, pela primeira vez na minha existência, estou me revelando pra uma forma de vida consciente. Note que isso não vai fazer diferença nenhuma em sua vida, pois mesmo que eventualmente eu escute as suas “preces”, posso atendê-las ou fazer exatamente o oposto. Ambas as opções são interessantes e você não vai conseguir diferenciá-las de uma coincidência. Nada do que eu faço é impossível. Eu só dou um empurrão a mais nos dados que escolhem as possibilidades.

Agora, humano, vá e aproveite o seu tempo limitado de consciência. Mais importante que isso, me entretenha. Amém.

Anúncios

30 Respostas

  1. Obrigado pelo texto, Diego. Eu gostei bastante. Tanto que sou capaz de dizer que, SE Deus existisse, estaria mais perto disso que você descreveu do que para qualquer outra coisa já prevista nos livros sagrados em voga…

  2. Tive o mesmo sntimento lendo o texto que tenho quando converso com meus amigos judeus. Uma mistura de medo primitivo com asco desse monstro imaginário que veneram.

  3. Deus seria como o caralho de um fantasma assombrando o universo… rsrsss

  4. BARROS…

    SE “DEUS” NÃO VIER A NÓS, NOS IREMOS ATÉ ELE… ESSE É O SEU PROJETO…

    O DOMÍNIO TOTAL DA CIÊNCIA SOBRE A MORTE DO SER HUMANO É APENAS É UM PASSO RELATIVAMENTE MODESTO E EMINENTE NA EPOPEIA EVOLUTIVA… A CONSTRUÇÃO DO “CONHECIMENTO ABSOLUTO” E COM ISSO O ACESSO AO STATUS DE “DEUS” SERÁ O APOGEU CERTO E INVITÁVEL DA EVOLUÇÃO…

    SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER…

    http://antonioferreirarosa.blogspot.com.br/2012/08/vida-eterna-sim-porque-nao_5.html

  5. Antônio, como você ficou sabendo que esse é o projeto de Deus?

  6. Meu caro Barros,

    Vou ter que lembra-lo novamente daquela história do gato e do rato que entram simultaneamente pelas extremidades opostas de um tubo comprido… Quando o observador ouve ruídos compatíveis com os ruídos de um rato sendo devorado, mesmo não conseguindo ver a cena, o que você acha que ele vai concluir…? Que o gato pegou o rato, obviamente…

    Além do mais eu poderia, simplesmente devolver a pergunta… Como você sabe que a odisseia humana na terra, não um grande “Reality Show”, planejado e assistido pelos “Deuses” do “CONHECIMENTO ABSOLUTO” a que tenho referido?

    Quem disse pra você, que sua aventura na Terra não teve o seu consentimento, e que as regras a que estamos submetidos, que você diz ser absurdas, não foram, de repente, definidas por nos mesmos?

    Eu penso que a vida é um grande Reality show, que estou participando por que quis… Vou sugerir que você e os demais céticos do seu Blog assistam O canal a cabo, SEUHISTORY.COM , além do canal DISCOVERY… Há muita especulação, mas, há também informação científica suficiente pra abalar ou acabar com a “FÉ” de muito Ateu… rsrsr.

  7. Excelente esse texto. Para uma apreciadora de ficção científica,digo que ele figuraria sem fazer feio numa antologia do gênero.
    Para os re-interpretadores do deus da bíblia, como Antonio Rosa e Criaturo, pode servir como a nova e melhorada bíblia…rsrsr

  8. Uma pessoa que ouve o barulho de um animal sendo devorado dentro de um cano em que ela “sabe” que estão um gato e um rato, seguramente vai concluir que o gato está devorando o rato.

    O problema dessa sua comparação é que você está admitindo que nós temos o conhecimento de que há um gato e um rato dentro do cano. Não temos, meu querido. O que temos é um monte de suposições pra colocar no lugar deles.

    E respondendo sua pergunta: não, eu não sei de nada. Mas a sua teoria pode se juntar às inúmeras outras que já existem e a qualquer uma que eu possa criar aqui mesmo e agora mesmo, que terão todas o mesmo peso, a mesma chance de ser verdadeira.

    Que é só uma forma educada de dizer que isso não passa de um delírio.

  9. Posso me transformar no que for necessário e também transformar outras coisas que não fazem parte de mim.

    R: se existem coisas a parte de Deus de onde elas saíram, se não fazem parte de Deus fazem parte do que ou de quem ? é possível existir algo alem de Deus?

    Vi tudo que podia ser visto, conheci tudo que podia ser conhecido e então, me entediei.

    R: mais um deus humano!

    Nasci com o desejo de existir, assim como a vida, e também sinto necessidade de um motivo para existir, como a maioria dos seres conscientes.

    R: concordo, a vida e o desejo de sentir ser e existir tudo a ver

    Se esse texto não tivesse sido assinado por Diego eu acreditaria que fosse da autoria do Marcos Edson.

    ele tem a peculiaridade tipica dos programadores, os caras acham que encontraram deus bit a bit na ciência da computação, esse ai acredita ter vindo de outro planeta, então saudações alienígenas! bzbzzbzbzbzbzb!

  10. Descobri dezenas e dezenas de vídeos reforçando o que eu venho dizendo em meu blog sobre a possibilidade da VIDA ETERNA para o ser humano, através da ciência…

    Os conteúdos são bastantes tímidos se comparados ao que venho dizendo em meu blog, mas, de qualquer forma reforçam o que eu venho dizendo…

    …CANAL HISTORY NO YOUTUBE.

  11. http://antonioferreirarosa.blogspot.com.br/2013/02/0117-vida-eterna-existe-sim.html

    Dona Shirley…(SSRodrigues)

    Você dizia que eu era um fanático semelhante ao Hitler…

    E agora, o que você tem pra me dizer já que não sou eu quem esta cogitando que a ciência vai nos dar a eternidade?…

    Membros biônicos, membros feitos com células troncos, são processos importantes, já existem no atual momento da ciência, em poucas décadas serão processos totalmente ultrapassados…

    Em menos de cem anos ninguém vai perder tempo fazendo partes de um corpo acidentado ou velho, vai ser muito fácil fazer um corpo novo inteiro, copiar e migrar a MENTE e a CONSCIÊNCIA (que é uma forma de energia), do corpo velho para um novo corpo, gerado a partir das células tronco do próprio indivíduo, cujos processos estarão totalmente dominados, serão rápidos e seguros…

    Para os casos de mortes repentinas, por acidentes, por exemplo, ou mesmo para os casos onde ocorra o envelhecimento, poderemos ter um beckup da mente e da consciência, em um computador sofisticado e apropriado e um corpo novo de reserva, congelado… Caso ocorra um acidente é só alguém (empresa pública responsável) transferir a cópia (beckup) para o corpo inerte, você estará de volta a vida…E, assim eternamente…

    Creio que uma das duas hipóteses de sustentação do ateísmo (quando o ser humano morre acaba e vira adubo), esta caindo por terra, pela evolução da ciência diante dos olhos dos papas do ateísmo…

    Agora quero ver o que vão dizer os Srs. Oiced Mocam, Alfredo Bernec, Barros e cia. ltda…

  12. Barros.

    Tenho certeza que, com esse vídeo aí, postado por mim, você passará a ter certeza que existem um Gato e um rato “dentro do cano”…

  13. Antonio

    Ai ai…lá vem você de novo.
    Seguinte: no momento, estou muito ocupada vivendo a vida que tem pra hoje (e se tudo for bem, por muitos amanhãs ainda).
    Como eu tenho certeza absoluta que nesse meu tempo de vida restante essas ‘maravilhas’ que você profetiza não se concretizarão, eu não vejo porque perder meu tempo considerando-as.
    Outra coisa de que tenho certeza: não gostaria nem um pouco de deixar de ser gente para me tornar uma espécie de robô.
    Já lhe ocorreu que aquilo que pode ser nossa essência seja justamente a consciência que temos de nossa fragilidade e nossa transitoriedade?

  14. Eu também ando sem tempo nem pra escrever no meu próprio blog. Mas eu só queria dizer que o Antônio nunca considerou em seus sonhos o problema que levantei sobre a tão desejada imortalidade. Ora, ninguém mais vai morrer (que legal). Isso significaria o fim dos nascimentos? Ou o Antônio acha que vai poder entupir a festa de gente e a cerveja vai se multiplicar sozinha? Teríamos que parar de reproduzir… Ups! Não morreremos, não mais teremos filhos… Será que a gente tá falando mesmo de seres humanos?

    Vê só que massa. No futuro, alguém chega pra você e diz.

    Fofa, você agora é imortal. Mas como os recursos naturais do planeta já foram pro saco, e como o espaço pra gente ocupar na terra está cada vez menor, devido a tanta gente, você vai ter que passar a eternidade se alimentando de pílulas de enzimas Matrix, e não vai poder sair do seu apartamento. Ah, e também não vai poder ter filhos. Mas toma aqui esse tamagoshi.

  15. Barros, seu bobinho ! A gente vai colonizar um planetinha aí qualquer. Marte depois de amanhã por exemplo. Ou então a vida é só espiritual ou melhor, só de brincadeirinha …

  16. Desilusão, desilusão,
    por Luis Fernando Verissimo

    “Quando avanços na astronomia permitiram ao homem ver com mais clareza a superfície de Marte, começaram a surgir teses e especulações sobre o que viam. Um dos primeiros a examinar mais de perto o planeta viu um paraíso.
    No primeiro mapa de Marte feito na Terra, o italiano Giovanni Schiaparelli chamou uma região de Éden e outra de Elysium. Mais tarde, em outro mapa, batizou mais duas regiões de Arcadia e Utopia.
    O italiano obviamente buscava uma alternativa idealizada para a realidade à sua volta, com mais nostalgia do que rigor científico, mas inaugurou uma onda de teorias mais ou menos fantasiosas de outros astrônomos, que viram em Marte oceanos, continentes, montanhas de gelo, florestas, rios e canais.
    Os supostos canais, principalmente, reforçavam a fantasia mais atraente de todas. Segundo muitos, eles formavam um sistema de irrigação tão complexo que só poderia ser o trabalho de uma raça de rara inteligência.
    Com a sofisticação dos instrumentos de exploração sideral, as teses e fantasias foram perdendo, aos poucos, seu fascínio. O que os atuais laboratórios teleguiados colocados na superfície de Marte mandam dizer é que o planeta é apenas um imenso deserto. Pode ter tido água e vida no passado, mas — pelo menos pelo que se viu até agora — não tem mais.
    Entre a projeção romântica feita por Schiaparelli e a evidência das últimas imagens da aridez vermelha, sem um oásis ou uma carrocinha da Kibon à vista, está a história de uma decepção.
    De certa forma, parecida com a decepção que a realidade do Novo Mundo causou naqueles que, como Rousseau e outros, viram nos selvagens recém-descobertos uma redescoberta da inocência original do homem, num Éden antes da queda. Como no caso de Schiaparelli, uma ilusão desculpável, porque baseada numa visão de muito longe.
    Entre outras visões da era dos telescópios primitivos está a dos que liam a palavra “Shajdai”, um dos nomes de Deus em hebraico, escrita na superfície de Marte. Um jornalista da época citado na revista “The New Yorker”, de onde eu tirei tudo isto, achou improvável que mesmo uma raça superior tivesse traçado canais para formar o nome do Senhor, mas observou: “Existem feitos aqui na Terra que também nos parecem impossíveis.”
    Isto que ele nem sonhava que um dia haveria um mecanismo terrestre escavando o chão de Marte. Agora, sobre a presença de devotos hebreus no planeta vermelho, ninguém especulou.

    Fonte, Jornal Zero Hora de 6 de maio 2013.
    Reenviado, por Oiced Mocam

  17. ANTONIO

    Para os casos de mortes repentinas, por acidentes, por exemplo, ou mesmo para os casos onde ocorra o envelhecimento, poderemos ter um beckup da mente e da consciência, em um computador sofisticado e apropriado e um corpo novo de reserva, congelado… Caso ocorra um acidente é só alguém (empresa pública responsável) transferir a cópia (beckup) para o corpo inerte, você estará de volta a vida…E, assim eternamente…
    Creio que uma das duas hipóteses de sustentação do ateísmo (quando o ser humano morre acaba e vira adubo), esta caindo por terra, pela evolução da ciência diante dos olhos dos papas do ateísmo…

    fala sério! afinal quem é o materialista aqui ? ou melhor dizendo piadista.

  18. SS

    Já lhe ocorreu que aquilo que pode ser nossa essência seja justamente a consciência que temos de nossa fragilidade e nossa transitoriedade?

    falou bem

  19. Barros

    Referente à questão imortalidade vs reprodução, o Antônio Rosa já se pronunciou, quando propus as mesmas questões, na série do sentido da vida, na parte final, se não me engano.
    Faz parte da ‘doutrina’ dele esse, chamemos de credo:

    “Não se trata de não procriar por IMPOSSIBILIDADE como eu disse antes, mas, não procriar por COERÊNCIA, por CONVENIÊNCIA, por CONHECIMENTO de causa, por opção pelo CERTO, assim por diante…”

    e

    “Por exemplo, eu poderia perguntar a você, o que um ser eterno, que habita entremeio ao conhecimento e ao prazer absolutos, iria fazer com um bebê, absolutamente, estúpido e dependente ao nascer? Desenvolvimento, evolução e aprendizagem são atributos necessários aos bebês, portanto, possibilidades de seres inferiores, em estágios de conhecimento inferiores como o nosso, por exemplo.”

    Sobre a sustentabilidade, segundo ele, alcançaremos um tal estágio que poderemos equipar quantos planetas quisermos para serem habitáveis. Dominaremos o Universo, nem mais nem menos.

    Enfim é isso. Não precisaremos de bebês estúpidos, mas em contrapartida brincaremos pelo Universo todo.

  20. Deus quer que agente atinja o mesmo estágio dele de conhecimento. Isso está descrito na bílbia quando Jesus diz que o Filho é como o Pai, e o Pai é como no Filho.

    Leiam a bíblia e vocês encontraram as respostas de que tão cegamente procuram. #Fikadika Não é num blogesinho de merda com textosinhos de merda de um autorisinho desconhecido de merda aonde vocé s vao encontrar suas perguntas as respostas.

  21. o Filho é como o Pai, e o Pai é como no Filho.

    Livro, capítulo e versículo, por favor…

  22. O Filho é como o Pai e o Pai é como no Filho.

    Taí a Sarah que prova isso sem deixar dúvidas.

  23. Criaturo,

    Vou fazer algumas considerações sobre seu comentário acerca da minha postagem:

    Você diz que eu faço piadas por afirmar que no futuro será possível o domínio da morte, será possível copiar a mente e a consciência do ser humano em um computador, e, transferir de um corpo envelhecido para um corpo novo ao lado, criado a partir das células tronco do próprio indivíduo, enfim, você não concorda com minha hipótese… Diz inclusive que, eu é quem sou o verdadeiro materialista, não os ateus etc…

    Você é muito religioso, acho que é, mais ou menos 70% espírita e 30% cristão… Sua visão de mundo é totalmente impregnada pela religiosidade, acho até que você acredita em demônios… Não vejo nada errado na sua pessoa, pela sua fé, somos livres para crer como preferimos… Não leve a mal, mas é isso que os seus pronunciamentos me dizem.

    Esse pensamento é o resultado de quem acha que existem dois mundos, um mundo material e um mundo espiritual… Eu já disse aqui nesse blog e no meu blog também, o que eu penso sobre essa questão e vou repetir pra você agora:

    No meu ponto de vista não existe mundo “espiritual”, O único mundo que existe é o Universo Cósmico que estamos começando a descobrir agora e que poderá ser explicado e, totalmente, dominado pela ciência, no futuro… No meu ponto de vista não existe “espiritualidade” no sentido místico e religioso da palavra. “Espiritualidade” no sentido religioso, é sinônimo de falta de conhecimento científico sobre uma realidade desconhecida por enquanto… (o Universo e sua relação conosco)… Penso que o único mundo que existe é o mundo formado por MATÉRIA, ESPAÇO, TEMPO, ENERGIA QUÂNTICA e suas inter-relações…

    Enfim, o único mundo que existe, é o mundo que está sendo explicado pela ciência, e que será totalmente compreendido e dominado pelo CONHECIMENTO ABSOLUTO, que estamos construindo passo a passo, de geração a geração, há milhares de anos…

    Assim, você pode perguntar: então você não acredita em “DEUS”? Claro que eu acredito em “DEUS”. “DEUS” pra mim, são os seres detentores do “CONHECIMENTO ABSOLUTO”; são, os seres, que estão por trás da nossa aventura na terra; são seres que dominam o tempo, o espaço, a matéria, a energia em todas as suas formas, de maneira plena e absoluta. Mas, através da CIÊNCIA; não pelo misticismo, ou pela magia, ou pelo “poder”, no sentido religioso; isto não existe. Isto é fruto de uma visão originada no nosso passado de IGNORÂNCIA ABSOLUTA, onde, no início, o conhecimento era igual a ZERO, mas, com o decorrer do tempo, deixamos essa visão equivocada pra trás, e, construímos, gradualmente, pela ciência, o CONHECIMENTO ABSOLUTO, onde a ignorância será, finalmente, igual a ZERO…

    Nessa fase da evolução, teremos acessado ao status dos DEUSES, o Universo estará aos nossos pés… Nada poderá nos deter, nem o tempo, nem o espaço, nem a matéria… Poderemos optar entre Matéria ou Energia Quântica… Creio que a forma existencial de energia, será usada pelo ser humano apenas para se deslocar pelo universo afora; nossa preferência, possivelmente, será por existir sempre na forma material, mesmo porque, nessa época, a matéria será totalmente dominada pelo conhecimento…

    http://antonioferreirarosa.blogspot.com.br/2012/11/a-transitoriedade-da-forma-existencial.html

    Criaturo, vou deixar a modéstia de lado e vou lhe falar uma coisa: é compreensível a sua resistência, já que sua motivação é religiosa. O que não é compreensível é a resistência de alguns ateus que preferem a ingenuidade de acreditar no “NADA”, do que a razão de acreditar no ÓBVIO. São pessoas inteligentes, mas que não querem dar o “braço a torcer”, é o caso da Shirley e do Barros, por exemplo. Digo alguns ateus, porque tenho certeza que a maioria dos ateus que frequentam esse blog e ficaram conhecendo a minha hipótese, aqui, e no meu Blog, concordam com ela, visto que, frente aos meus argumentos inspirados na evolução, da ciência e do conhecimento, pararam de me contestar, assim, penso, quem cala consente…

  24. antonio

    Vou fazer algumas considerações sobre seu comentário acerca da minha postagem:

    mordeu a chumbada.

    Você diz que eu faço piadas por afirmar que no futuro será possível o domínio da morte, será possível copiar a mente e a consciência do ser humano em um computador, e, transferir de um corpo envelhecido para um corpo novo ao lado, criado a partir das células tronco do próprio indivíduo, enfim, você não concorda com minha hipótese… Diz inclusive que, eu é quem sou o verdadeiro materialista, não os ateus etc…

    R: negativo! eu acho que voce é um visionário tipo Walter Lantz eu acho que voce assistiu o desenho do pica pau, quando um cientista maluco tenta transferir a mente de um gorila para o cérebro do pica pau ? no final dessa briga o macaco levou a melhor, o Dr. saiu voando e cantando he.eh.ehe.he , o pica pau saiu falando enrolado, e o macaco saiu dando risada dos dois…..he…he…he..he …uma comédia que voce levou muito a sério.

    acho até que você acredita em demônios

    R: sim! eles estão dentro de nós, nós somos eles pois oscilamos entre demônios e anjos.

    Não leve a mal, mas é isso que os seus pronunciamentos me dizem.

    R: fique a vontade, isso aqui é um site para discussões, desde que respeitosas podem ser tambem divergentes.

    No meu ponto de vista não existe mundo “espiritual

    R: se voce não acredita na existência de inteligencias extra corpóreas isto faz de voce um materialista.

    Penso que o único mundo que existe é o mundo formado por MATÉRIA, ESPAÇO, TEMPO, ENERGIA QUÂNTICA e suas inter-relações…

    R: como um peixe limitado por um aquário acredita que só exista agua

    Enfim, o único mundo que existe, é o mundo que está sendo explicado pela ciência, e que será totalmente compreendido e dominado pelo CONHECIMENTO ABSOLUTO, que estamos construindo passo a passo, de geração a geração, há milhares de anos…

    R: um átomo tentando explicar a sua existência

    Assim, você pode perguntar: então você não acredita em “DEUS”? Claro que eu acredito em “DEUS”. “DEUS” pra mim, são os seres detentores do “CONHECIMENTO ABSOLUTO”; são, os seres, que estão por trás da nossa aventura na terra; são seres que dominam o tempo, o espaço, a matéria, a energia em todas as suas formas, de maneira plena e absoluta.

    R: concordo em partes: todos seres vivos são deuses e Deus manifestando sua consciência em níveis diferentes, de fato os que ja atingiram um grau mais elevado da consciência Deus “adotam” cuidam de nós a menores consciências, ou se preferir espíritos infantis, isso mesmo nós seres vivos somos a parte infantil manifestando menor nível da consciência Deus.

    Não concordo com a detenção do conhecimento pleno e absoluto, pois isso me cheira ao final da nossa existência humana ( ou seja diferente de Deus).

    construímos, gradualmente, pela ciência, o CONHECIMENTO ABSOLUTO, onde a ignorância será, finalmente, igual a ZERO…

    R: utopia, um tiro no próprio pé do crente biblico ao afirmar que Deus se arrependeu da sua própria criação ignorante então achou melhor destruí-la varrendo a sujeira para debaixo do tapete.
    Refiro-me que se Deus criou a ignorância humana, é ilógico dizer que ele ira extermina-la ou descria-la, pois isso seria admitir um erro divino,mas se ele poderia ter feito isso diretamente sem infligir o sofrimento humano e não o fez , seria o mesmo que acusa-lo de “sádico”, se não pode evitar o sofrimento causado pela natural ignorância nata, não estaríamos sendo injustos o acusando de incapacidade,mas eu prefiro entender que a ignorância nata, assim como o sofrimento causado por ela não são um mal no sentido negativo a nossa existência, muito pelo contrario, são eles que possibilitam e mantem a existência das nossas vidas, portanto entendo que devam ser eternos, porem como voce tambem parece acreditar são relativos ao amadurecimento das nossas consciências em Relação a Deus.

    Nessa fase da evolução, teremos acessado ao status dos DEUSES, o Universo estará aos nossos pés… Nada poderá nos deter, nem o tempo, nem o espaço, nem a matéria…

    R: Pensamento de Lucifer, depois eu que acredito em demônios ?
    Cara! se Deus encontra limites em sim mesmo, pois não pode ir alem de si, como voce espera conseguir supera-lo indo alem dele ?

    Criaturo, vou deixar a modéstia de lado e vou lhe falar uma coisa: é compreensível a sua resistência, já que sua motivação é religiosa.

    R: espero que voce tenha entendido que a minha resistência ao seu “conhecimento absoluto” não tem nada ver com religião e sim com a lógica de achar que isto é um belo tiro no pé da sua crença, pois insinua que deus possa ser ou sádico ou burro.

  25. Criaturo & Antônio Rosa

    “Deus é assim; não, não, Deus é assado! Discordo, Deus é deste outro jeito e tenho dito! Já eu afirmo que nós é que somos deuses, quer dizer uma fração de deus e fim de papo.
    Ora essa, ainda não somos, mas seremos, vamos dominar o Universo com o conhecimento absoluto, pois não está vendo que já estamos quase lá?
    Oh como você pode dizer uma coisa dessas? Assim você está acusando Deus de ser malvado, não pode. Deus só quer que a gente coma o pão que o diabo amassou com a bunda, porque é para nosso próprio bem.
    Não, você está confundindo os deuses, o seu não existe, o que existe de verdade é o meu, ou melhor, os meus, eles estão em algum lugar por aí, são os que tem o conhecimento absoluto, o que acontece é que eles nos soltaram aqui nesse planetinha, assim meio crus, sabe, mas foi por uma boa causa, para nosso bem, é que a gente tinha que se ferrar até aprender a dominar o Universo.
    Ora, você! Está pensando igual o inimigo do meu deus que é o único de verdade. Mas tudo bem, eu respeito sua piração, só peço que pare de insultar o meu deus. E não se esqueça: ele é o único e se fez algumas coisas meio estranhas, como deixar milhões e milhões de seres humanos se ferrarem foi na melhor das intenções”

    Sabem o mais engraçado? Vocês estão discutindo o nada, comparando o nada e tentando convencer um ao outro sobre o nada.

  26. SS

    Sabem o mais engraçado? Vocês estão discutindo o nada, comparando o nada e tentando convencer um ao outro sobre o nada.

    ok! admito que ambos podemos estar equivocados nas nossas respostas, mas com certeza a que voce encontrou é a mais simplista.
    o nada é algo inexistente que define bem a sua crença ateia, ja ele seria o contrario da existência do Todo.
    Se eu existo é natural que defenda a existência.
    Se eu amo a minha vida é natural que eu defenda a sua continuação.

  27. Barros você disse:

    “””Mas eu só queria dizer que o Antônio nunca considerou em seus sonhos o problema que levantei sobre a tão desejada imortalidade. Ora, ninguém mais vai morrer (que legal). Isso significaria o fim dos nascimentos? Ou o Antônio acha que vai poder entupir a festa de gente e a cerveja vai se multiplicar sozinha? Teríamos que parar de reproduzir… Ups! Não morreremos, não mais teremos filhos… Será que a gente tá falando mesmo de seres humanos?”””

    Barros, você se esquece que quando uma área da ciência evolui, arrasta as outras áreas juntamente?

    O que faz você pensar que ao evoluirmos a ponto de conquistarmos a imortalidade continuaremos a reproduzir como ratos?

    Reprodução descontrolada é coisa de povo subdesenvolvido, ignorante, sem conhecimento…

    Hoje a questão da natalidade já é vista de forma muito diferente de 50 anos atrás, quando, o bonito era ter 1 dúzia de filhos. Hoje os casais querem ter 1 ou 2 no máximo… Com a evolução o ser humano pensará 10 vezes antes de fazer 1 filho, alem do trabalho tem a questão do custo…

    As pessoas estão adquirindo informação e conhecimento e deixando de ser estúpidas…

    A evolução vai trazer, juntamente com a tecnologia, os mecanismos eficazes de controles da natalidade, não apenas sob o ponto de vista da tecnologia, mas também sob o ponto de vista da adequação e modernização das leis, sob o ponto de vista jurídico, social etc…
    http://antonioferreirarosa.blogspot.com.br/2013/01/qual-o-limite-do-nosso-planeta.html

    Você se esquece, também, que no passado remoto deixamos a tribo de origem para construirmos outra há alguns quilômetros de distância; depois, de um lado do rio, para a outra margem; depois para além da cordilheira; depois do sul para o norte; depois de um continente para outro… Apenas há 500 anos ocupamos as Américas… Hoje conquistamos os ares fomos à Lua; Estamos fazendo as “malas” para uma viagem tripulada a Marte, nossas máquinas já estão lá em sua superfície mandando as informações que precisaremos para chegar até lá…

    Será mesmo que esta dinâmica histórica tão significativa, tão indutiva, não diz pra você e pra Shirley que quando um lugar habitado se apresenta insuficiente, nós buscamos outro, além do “horizonte”? Será que essa dinâmica não demonstra pra vocês que daqui há a alguns séculos ou de repente milênios poderemos habitar outros planetas, até mesmo fora do sistema solar?

    Pra mim esta dinâmica histórica indica uma possibilidade tão óbvia quanto o nascer do Sol pela manhã. Só não vê quem não quer, meus caros…

  28. Criaturo,

    Você disse em relação a última frase do comentario da Shirley:

    “”ok! admito que ambos podemos estar equivocados nas nossas respostas, mas com certeza a que voce encontrou é a mais simplista.
    o nada é algo inexistente que define bem a sua crença ateia, ja ele seria o contrario da existência do Todo.
    Se eu existo é natural que defenda a existência.
    Se eu amo a minha vida é natural que eu defenda a sua continuação””.

    Bem observado… Quem discute o nada tentando convencer os outros de que o Nada é a realidade verdadeira, são os ateus, não nós…

    A frase:

    ((Sabem o mais engraçado? Vocês estão discutindo o nada, comparando o nada e tentando convencer um ao outro sobre o nada))

    é uma realidade típica do discurso dos ateus…

    .

  29. CORREÇÃO:

    (Apenas há 500 anos ocupamos as Américas…) obviamente não estou considerando a ocupação primitiva… Apenas, a europeia…

  30. ALMAS OU ESPÍRITOS…

    “Almas” ou “Espíritos” são a mesma coisa, não são uma condição ou um ser permanente, são apenas um estado de existência do ser humano fora da matéria; um estado, possivelmente, de energia quântica, usado apenas para nos deslocarmos pelo Universo estelar e intergaláctico.

    Não é um estado proporcionado por uma realidade mágica, mística ou “espiritual” como quer as teologias e as religiões, mas, um estado proporcionado pela ciência e pelo CONHECIMENTO ABSOLUTO, hoje, propriedade apenas dos “Deuses” que estão por trás da nossa odisseia terrena…

    O CONHECIMENTO ABSOLUTO é, também, o objeto da nossa epopeia evolutiva, estamos construindo o nosso próprio, através da Ciência, já que somos “Deuses” em crescimento (filhos de “Deus”, segundo a bíblia)…

    Antônio Ferreira Rosa.

    http://antonioferreirarosa.blogspot.com.br/

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: