Por que Deus é uma ilusão?

tumblr_lc9hh0AzC51qev7m0o1_500

Por que o Deus cristão é impossível

Autor: Chad Docterman

Tradução: André Díspore Cancian

[Ortografia original. Fonte: ateus.net]

Introdução

Os cristãos consideram que a existência de seu Deus é uma verdade óbvia. Esta assunção é falsa, não apenas porque falta qualquer evidência para a existência deste Deus – que, apesar de onipresente, é invisível –, mas porque a própria natureza que os cristãos atribuem a este Deus é autocontraditória.

Provando uma negativa universal

Muitos cristãos, assim como muitos ateus, alegam que é impossível provar uma negativa universal. Por exemplo, apesar de não haver evidências de que unicórnios ou dragões existem, não podemos provar sua inexistência. A não ser que tenhamos um conhecimento completo do Universo, precisamos a admitir a possibilidade de que, em algum lugar do Universo, talvez existam tais seres.

Mas a alegação de que a onisciência é necessária para provar uma negativa universal presume que o conceito que estamos discutindo é logicamente coerente. Se os atributos que conferimos a um objeto ou ser hipotéticos são autocontraditórios, então podemos concluir que este não pode existir e, portanto, não existe.

Não é necessário todo o conhecimento do universo para provar que esferas cúbicas não existem. Tais objetos têm atributos mutuamente exclusivos que tornam sua existência impossível. Um cubo, por definição, tem oito vértices, enquanto a esfera não tem nenhum. Tais propriedades são completamente incompatíveis – não podem estar contidas simultaneamente no mesmo objeto.  Pretendo demonstrar que as supostas propriedades do Deus cristão Iavé, assim como as de uma esfera cúbica, são incompatíveis, e, ao fazê-lo, demonstrar que a existência de Iavé é impossível.

Definindo Iavé

Os cristãos dotaram seu Deus de todos os seguintes atributos: ele é eterno, todo-poderoso e criou todas as coisas; criou todas as leis da natureza e pode mudar qualquer coisa por meio de um ato de sua vontade; é todo-bondade, todo-amor e perfeitamente justo; é um Deus pessoal que experimenta todas as emoções de um ser humano; é todo-sabedoria; vê todo o passado e todo o futuro.

A criação de Deus era originalmente perfeita, mas, os humanos, ao desobedecê-lo, trouxeram a imperfeição ao mundo. Humanos são maus e pecadores, e precisam sofrer neste mundo devido à sua pecaminosidade. Deus dá aos humanos a oportunidade de aceitar o perdão de seu pecado, e todos que o fizerem serão recompensados com a bem-aventurança no céu, mas, enquanto estiverem na Terra, devem sofrer por sua causa. Todos os humanos que decidirem não aceitar este perdão serão enviados ao inferno para sofrer o tormento eterno.

Tais atributos de Deus são relatados pela Bíblia, que os cristãos acreditam ser a palavra perfeita e verdadeira de Deus. Um verso que muitos cristãos gostam de citar diz que ateus são tolos (Cf. Salmos 14:1). Pretendo demonstrar que os conceitos divinos mencionados acima são completamente incompatíveis, e revelar a impossibilidade de todos eles co-existirem simultaneamente no mesmo ser. Não há qualquer tolice em negar o impossível; tolice é adorar um Deus impossível.

A perfeição busca ainda mais perfeição

O que Deus fez durante aquela eternidade anterior à criação de todas as coisas? Se Deus era tudo que existia naquele tempo, o que perturbou o equilíbrio eterno e o induziu à criação? Estava entediado? Etava solitário? Deus supostamente é perfeito. Se algo é perfeito, este algo é completo – não precisa de qualquer outra coisa. Nós, humanos, nos engajamos em atividades porque estamos buscando uma perfeição elusiva, pois há um desequilíbrio causado pela diferença entre o que somos e o que queremos ser. Se Deus é perfeito, então não pode haver desequilíbrio. Não há qualquer coisa de que ele necessite, qualquer coisa que deseje ou qualquer coisa que deva ou irá fazer. Um Deus que é perfeito não faz qualquer coisa senão existir. Um criador perfeito é impossível.

A perfeição gera imperfeição

Entretanto, por mero exercício intelectual, continuemos. Suponhamos que este Deus perfeito tenha realmente criado o Universo. Os humanos foram a coroa de sua criação, visto que foram criados à sua imagem e têm a habilidade da tomar decisões. Entretanto, esses humanos destruíram a perfeição original escolhendo desobedecer a Deus.  Como!? Se algo é perfeito, nada imperfeito pode vir dele. Uma vez alguém disse que um mau fruto não pode vir de uma boa árvore; entretanto, este Deus “perfeito” criou um Universo “perfeito” que foi tornado imperfeito pelos humanos “perfeitos”.  A fonte última da imperfeição é Deus. O que é perfeito não pode fazer-se imperfeito, assim, os humanos devem ter sido criados imperfeitos. Tudo que é perfeito não pode criar coisas imperfeitas, então Deus deve ser imperfeito para ter criado seres humanos imperfeitos. Um Deus perfeito que cria seres humanos imperfeitos é impossível.

O argumento do livre-arbítrio

A objeção dos cristãos a este argumento envolve o livre-arbítrio. Eles dizem que um ser precisa possuir livre-arbítrio para ser feliz. O Deus todo-bondade não queria criar robôs, então deu aos humanos o livre-arbítrio para possibilitar a eles experimentar o amor e a felicidade. Mas os humanos usaram este livre-arbítrio para escolher o mal, e introduziram a imperfeição ao Universo originalmente perfeito de Deus. Deus não tinha controle sobre esta decisão, assim a culpa por nosso Universo imperfeito é dos humanos, não de Deus.

Há vários motivos pelos quais este argumento é fraco. Em primeiro lugar, se Deus é onipotente, então a assunção de que o livre-arbítrio é necessário para a felicidade é falsa. Se Deus pôde fazer a regra de que apenas seres com livre-arbítrio poderiam experimentar a felicidade, então poderia, tão facilmente quanto, ter feito a regra de que apenas robôs poderiam experimentar a felicidade. A última opção é claramente superior, visto que robôs perfeitos nunca poderiam tomar decisões que tornassem eles ou seu criador infelizes, enquanto seres com livre-arbítrio poderiam. Um Deus perfeito e onipotente que cria seres capazes de arruinar sua própria felicidade é impossível.

Em segundo lugar, mesmo se admitirmos a necessidade do livre-arbítrio para a felicidade, Deus poderia ter criado humanos com livre-arbítrio que não tivessem a habilidade de escolher o mal, mas apenas entre várias opções boas.

Em terceiro lugar, Deus supostamente possui livre-arbítrio, e mesmo assim ele não toma decisões imperfeitas. Se humanos são imagens miniaturizadas de Deus, nossas decisões deveriam ser similarmente perfeitas. Ademais, os ocupantes do céu, que presumivelmente precisam possuir livre-arbítrio para serem felizes, nunca usarão este livre-arbítrio para tomar decisões imperfeitas. Por que os humanos originalmente perfeitos fariam diferente?

O problema continua: a presença de imperfeição no Universo refuta a suposta perfeição de seu criador.

O Deus todo-bondade cria sofrimento futuro premeditado

Deus é onisciente. Quando criou o Universo, viu os sofrimentos que humanos suportariam como resultado do pecado daqueles humanos originais. Ele ouviu os gritos dos condenados. Certamente ele sabia que seria melhor para esses seres humanos que nunca tivessem nascido – e a Bíblia, de fato, diz exatamente isso –, e certamente esta divindade toda-compaixão teria antevisto a criação de um Universo destinado à perfeição no qual muitos dos humanos estavam condenados ao sofrimento eterno. Um Deus perfeitamente compassivo que deliberadamente cria seres condenados ao sofrimento é impossível.

Punição infinita por pecados finitos

Deus é perfeitamente justo, e ainda assim sentencia os imperfeitos humanos que criou ao sofrimento infinito no inferno por pecados finitos. Claramente, uma ofensa limitada não justifica uma punição ilimitada. A sentenciação divina dos seres humanos imperfeitos a uma eternidade no inferno por um pecado com a duração de uma mera vida mortal é infinitamente injusta. O caráter absurdo desta punição infinita mostra-se ainda maior quando consideramos que a fonte última da imperfeição humana é o Deus que os criou. Um Deus perfeitamente justo que sentencia sua criação imperfeita à punição infinita por pecados finitos é impossível.

Crença mais importante que ação

Consideremos todas as pessoas que vivem em regiões remotas do mundo e que jamais ouviram o “evangelho” de Jesus Cristo. Consideremos as pessoas que aderiram naturalmente à religião de seus pais e nação – como foram ensinados a fazer desde seu nascimento. Se acreditarmos no que os cristãos dizem, todas essas pessoas irão perecer no fogo eterno por não acreditarem em Jesus. Não importa quão justos, bondosos e generosos eles foram com seus semelhantes durante sua vida: se não aceitarem o evangelho de Jesus, estão condenados. Nenhum Deus justo jamais julgaria um homem por suas crenças em vez de suas ações.

Revelação imperfeita da perfeição

A Bíblia supostamente é a palavra perfeita de Deus. Ela contém instruções para que a humanidade evite as eternas chamas do inferno. Quão maravilhoso e bondoso da parte deste Deus é proporcionar a nós meios de superar os problemas pelos quais ele, em última instância, é responsável! O Deus todo-poderoso poderia, por um simples ato de sua vontade, eliminar todos os problemas que nós, humanos, precisamos enfrentar; mas, em vez disso, com sua sabedoria infinita, ele optou por oferecer este indecifrável amálgama de livros denominado Bíblia como meio para evitaremos o inferno que ele preparou para nós. O Deus perfeito decidiu revelar sua vontade através desta obra imperfeita, escrita na linguagem imperfeita dos humanos imperfeitos, traduzida, copiada, interpretada e narrada por homens imperfeitos. Dois homens nunca irão concordar sobre o que a palavra de Deus realmente significa, visto que grande parte dela é autocontraditória ou obscurecida por enigmas. E ainda assim o Deus perfeito espera que nós, imperfeitos humanos, entendamos este enigma paradoxal utilizando as mentes imperfeitas com as quais ele nos equipou. Certamente o Deus todo-sabedoria e todo-poderoso sabia que teria sido melhor revelar sua vontade perfeita diretamente a cada um de nós em vez de permitir ela fosse distorcida e pervertida pela imperfeita linguagem e pelas ruinosas interpretações do homem.

Justiça contraditória

Não se precisa olhar em qualquer lugar senão própria na Bíblia para descobrir suas imperfeições, pois ela se contradiz, e assim expõe sua própria imperfeição. Ela se contradiz em questões de justiça, pois o mesmo Deus que assegura seu povo de que os filhos não serão punidos pelos pecados de seus pais acaba por destruir uma família inteira pelo pecado de um homem (ele havia roubado um pouco do saqueio de guerra de Iavé). Foi o mesmo Iavé que afligiu milhares de inocentes com praga e morte para punir o maldoso rei Davi por tomar um censo. Foi o mesmo Iavé que permitiu que humanos matassem seu filho porque o perfeito Iavé tinha fracassado em sua própria criação. Consideremos quantos foram apedrejados, queimados, assassinados, estuprados e escravizados devido ao distorcido senso de justiça de Iavé. O sangue de bebês inocentes está nas mãos perfeitas, justas e compassivas de Iavé.

História contraditória

A Bíblia contradiz-se em questões históricas. Uma pessoa que lê e compara os conteúdos da Bíblia ficará confuso sobre quem eram exatamente as esposas de Esaú, se Timná era uma concubina ou um filho e se a linhagem terrena de Jesus vem de Salomão ou de seu irmão Natã. Há centenas de contradições históricas documentadas. Se a Bíblia não pode confirmar a si própria em questões mundanas, como poderemos confiá-la em questões morais e espirituais?

Profecias falhadas

A Bíblia interpreta mal suas próprias profecias. Compare-se Isaías 7 com Mateus 1 para se encontrar apenas uma das muitas profecias mal interpretadas das quais os cristãos são passivamente ou deliberadamente ignorantes. O sinal dado por Isaías ao rei Ahaz visava assegurá-lo de que seus inimigos, Rei Rezim e Rei Remalia, seriam derrotados. Essa profecia foi cumprida exatamente no capítulo seguinte. Ainda assim, Mateus 1 não apenas interpreta erradamente a palavra “donzela” como “virgem”, mas também alega que esta profecia já cumprida na realidade cumpriu-se com o nascimento virginal de Jesus!

O cumprimento de profecias na Bíblia é citado como prova de sua inspiração divina, entretanto, aqui está um bom exemplo de uma profecia cujo significado original foi e continua sendo distorcido para sustentar doutrinas absurdas e falsas. Não há limites para o que um indivíduo crédulo fará para sustentar suas crenças febris quando confrontado com evidências contundentes.

A Bíblia é imperfeita. Apenas uma imperfeição é necessária para destruir a suposta perfeição da palavra de Deus. Muitas foram encontradas. Um Deus perfeito que revela sua vontade perfeita através de um livro imperfeito é impossível.

O onisciente altera o futuro

Um Deus que conhece o futuro é impotente para mudá-lo. Um Deus onisciente que é todo-poderoso e dotado de livre-arbítrio é impossível.

O onisciente é surpreendido

Um Deus que sabe tudo não pode ter emoções. A Bíblia diz que Deus experimenta todas as emoções humanas, incluindo ódio, tristeza e felicidade. Nós, humanos, experimentamos emoções como resultado de um novo conhecimento. Um homem que desconhece a infidelidade de sua esposa irá experimentar as emoções de ódio e tristeza apenas após descobrir o que anteriormente, para ele, estava oculto. Em contraste, o Deus onisciente não é ignorante em relação a qualquer coisa. Nada é oculto para ele, nada novo pode lhe ser revelado – assim não há como adquirir um conhecimento ao qual possa reagir emocionalmente.

Nós, humanos, experimentamos ódio e frustração quando algo está errado e somos impotentes para consertá-lo. O Deus perfeito e onipotente pode, entretanto, consertar qualquer coisa. Humanos sentem desejo daquilo que lhes falta. Para o Deus perfeito nada falta. Um Deus onisciente, onipotente e perfeito que experimenta emoções é impossível.

Conclusão

Ofereci argumentos para a impossibilidade – e, portanto, para a inexistência – do Deus cristão Iavé. Nenhum indivíduo racional e livre-pensador pode aceitar a existência de um ser cuja natureza é tão contraditória quanto a de Iavé, o “perfeito” criador de nosso imperfeito Universo. A existência de Iavé é tão impossível quanto a existência de esferas cúbicas ou unicórnios róseos invisíveis. Apesar de que crentes podem encontrar conforto em serem fiéis a impossibilidades, não há maior satisfação que a de possuir uma mente lúcida. Eles podem escolher servir um Deus impossível. Eu escolho a realidade.

Anúncios

129 Respostas

  1. Iremos refutar, só para não passar em branco :)

  2. “Os cristãos consideram que a existência de seu Deus é uma verdade óbvia. Esta assunção é falsa, não apenas porque falta qualquer evidência para a existência deste Deus – que, apesar de onipresente, é invisível –, mas porque a própria natureza que os cristãos atribuem a este Deus é autocontraditória.”

    R – Já na primeira frase derrubamos o autor, uma vez que não achamos nada óbvio. Trata-se de fé e sensibilidade espiritual, pois não convivemos com o Cristo pessoalmente. Deus torna-se contraditório pelas “edições” que fazem de sua palavra. Há escritos muito sérios. Na época vivia-se na oralidade, mas seria humana e estatisticamente impossível escreverem tantos evangelhos (a respeito de um homem), e ninguém daria sua vida em tortura, em morte cruel, por nada, ainda mais para os romanos.

    “Provando uma negativa universal

    Muitos cristãos, assim como muitos ateus, alegam que é impossível provar uma negativa universal. Por exemplo, apesar de não haver evidências de que unicórnios ou dragões existem, não podemos provar sua inexistência. A não ser que tenhamos um conhecimento completo do Universo, precisamos a admitir a possibilidade de que, em algum lugar do Universo, talvez existam tais seres.

    Mas a alegação de que a onisciência é necessária para provar uma negativa universal presume que o conceito que estamos discutindo é logicamente coerente. Se os atributos que conferimos a um objeto ou ser hipotéticos são autocontraditórios, então podemos concluir que este não pode existir e, portanto, não existe.”

    R – O fato da onisciência é perfeitamente aceitável se Deus criou tudo que vemos e que não vemos, que sabemos e que não sabemos. A cristandade não sobreviveria senão justamente pela onisciência de Deus, o invisível é justamente o contraponto dos materialistas e é aí que a ideia de Deus faz sentido. Ele é onisciente porque trabalha com anjos (ou seja lá quem forem esses seres invisíveis) e com o Espírito Santo. Nenhum cristão sério quer prová-lo. Entende-se que a pré-disposição em crer ou não, é que traduz o livre arbítrio. E, por fim fim, comparar a existência humana e sua origem com unicórnios e dragões, não só é falacioso como um velho truque para desviar o crente incauto. Em nenhum lugar do mundo inteligente Deus é tratado como algo hipotético, tanto quanto a filosofia que, mesmo carregando a maiêutica de Sócrates, ainda assim são assuntos sérios da humanidade, e jamais causas hipotéticas.

    Continua…

  3. “Não é necessário todo o conhecimento do universo para provar que esferas cúbicas não existem. Tais objetos têm atributos mutuamente exclusivos que tornam sua existência impossível. Um cubo, por definição, tem oito vértices, enquanto a esfera não tem nenhum. Tais propriedades são completamente incompatíveis – não podem estar contidas simultaneamente no mesmo objeto. Pretendo demonstrar que as supostas propriedades do Deus cristão Iavé, assim como as de uma esfera cúbica, são incompatíveis, e, ao fazê-lo, demonstrar que a existência de Iavé é impossível.”

    R – Ainda que fraco tal argumento dá suporte para algo bastante interessante:

    “O Sr. A J. Pace, desenhista do periódico evangélico “Sunday School Times”, fala de sua entrevista com o finado Wilson J. Bentley, perito em microfotografia (fotografar o que se vê através do microscópio). Por mais de um terço de século esse senhor fotografou cristais de neve. Depois de haver fotografado milhares desses cristais ele observou três fatos principais: primeiro, que não havia dois flocos iguais; segundo: todos eram de um padrão formoso; terceiro: todos eram invariavelmente de forma sextavada. Quando lhe perguntaram como se explicava essa simetria sextavada, ele respondeu: “Decerto, ninguém sabe senão Deus, mas a minha teoria é a seguinte: Como todos sabem, os cristais de neve são formados de vapor de água a temperatura a temperaturas abaixo de zero, e a água se compõe de três moléculas, duas de hidrogênio que se combinam com uma de oxigênio. Cada molécula tem uma carga de eletricidade positiva e negativa, a qual tem a tendência de polarizar-se nos lados opostos. O algarismo três, portanto, figura no assunto desde o começo”.

    “Como podemos explicar estes pontinhos tão interessantes, as voltas e as curvas graciosas, estas quinas chanfradas tão delicadamente cinzeladas, todas elas dispostas com perfeita simetria ao redor do ponto central?” perguntou o Sr. Pace.

    Encolheu os ombros e disse: “Somente o Artista que os desenhou e os modelou conhece o processo.”

  4. “Os cristãos dotaram seu Deus de todos os seguintes atributos: ele é eterno, todo-poderoso e criou todas as coisas; criou todas as leis da natureza e pode mudar qualquer coisa por meio de um ato de sua vontade; é todo-bondade, todo-amor e perfeitamente justo; é um Deus pessoal que experimenta todas as emoções de um ser humano; é todo-sabedoria; vê todo o passado e todo o futuro.

    A criação de Deus era originalmente perfeita, mas, os humanos, ao desobedecê-lo, trouxeram a imperfeição ao mundo. Humanos são maus e pecadores, e precisam sofrer neste mundo devido à sua pecaminosidade. Deus dá aos humanos a oportunidade de aceitar o perdão de seu pecado, e todos que o fizerem serão recompensados com a bem-aventurança no céu, mas, enquanto estiverem na Terra, devem sofrer por sua causa. Todos os humanos que decidirem não aceitar este perdão serão enviados ao inferno para sofrer o tormento eterno.

    Tais atributos de Deus são relatados pela Bíblia, que os cristãos acreditam ser a palavra perfeita e verdadeira de Deus. Um verso que muitos cristãos gostam de citar diz que ateus são tolos (Cf. Salmos 14:1). Pretendo demonstrar que os conceitos divinos mencionados acima são completamente incompatíveis, e revelar a impossibilidade de todos eles co-existirem simultaneamente no mesmo ser. Não há qualquer tolice em negar o impossível; tolice é adorar um Deus impossível.”

    R – Essas características supracitadas de Deus eram meditadas pelos judeus antigos que esperavam um Messias que, como todos sabem, não acreditaram ser Jesus., tanto que esperam o “verdadeiro messias” até hoje,

    Com a vinda de Jesus Cristo, Deus passou a ter um perfil um tanto diferente, afinal, Ele se comunicava através de profetas. Jesus estava com Deus desde a criação de tudo, o tempo todo, assim como o Espírito Santo.

    Grande equívoco comparar a visão de um Deus contraditório com a visão verdadeira que o cristão tem de Deus. Inferno, por exemplo, o ateu não precisa se preocupar, uma vez que acha que com a morte tudo acabou. O argumento não está, digamos, ofensivo. O autor é um pesquisador cético. Apenas não entende muito de cristandade. Muito menos de inferno.

  5. Day

    Fiquei curioso, se a criação de deus era perfeita por que ela deu zica?

    Abraço
    Cristiano

  6. “A perfeição gera imperfeição

    Entretanto, por mero exercício intelectual, continuemos. Suponhamos que este Deus perfeito tenha realmente criado o Universo. Os humanos foram a coroa de sua criação, visto que foram criados à sua imagem e têm a habilidade da tomar decisões. Entretanto, esses humanos destruíram a perfeição original escolhendo desobedecer a Deus. Como!? Se algo é perfeito, nada imperfeito pode vir dele. Uma vez alguém disse que um mau fruto não pode vir de uma boa árvore; entretanto, este Deus “perfeito” criou um Universo “perfeito” que foi tornado imperfeito pelos humanos “perfeitos”. A fonte última da imperfeição é Deus. O que é perfeito não pode fazer-se imperfeito, assim, os humanos devem ter sido criados imperfeitos. Tudo que é perfeito não pode criar coisas imperfeitas, então Deus deve ser imperfeito para ter criado seres humanos imperfeitos. Um Deus perfeito que cria seres humanos imperfeitos é impossível.”

    R – Será que o autor tem razão? E por falar em razão, lembrei de uma teoria que fala sobre a razão. Algo como: a razão humana, com sua extraordinária complexidade e com ‘muitíssimas sutilezas’ e seus poderes abstratos, comprovar a necessidade de admitirmos, em nossa ontologia, o Criador e Planejador desses poderes, sendo, ele mesmo, o Intelecto supremo. A razão humana é apenas uma pequena demonstração da razão divina. Até mesmo as tentativas racionais do homem, para provar que Deus não existe, não passam de demonstrações que Deus verdadeiramente existe, porquanto essas tentativas são um uso e uma exibição da razão, o que, quando devidamente examinado, inevitavelmente nos conduz de volta a Deus

    E esse argumento do autor com relação à perfeição me levou à Descartes. Deus é perfeito, mas nós não. Por que?! Porque ser o homem feito à imagem e semelhança de Deus tem a ver com sentimentos (amor) e eternidade que, como a renegamos, estamos aqui nadando em imperfeição, o que não significa que exista, logicamente, uma segunda oportunidade. A teoria do autor de que tudo que sai de Deus é perfeito está certa, eu creio, mas, por outro lado, essa “briga” é boa, não? Lúcifer também veio de Deus. Uma das caracterísricas da perfeição d’Ele é não suportar monotonia.

    Terminando com Descartes. O autor deve saber que, depois de anos de estudo, o gênio chegou à conclusão de que para sabermos o que é imperfeição, significa que trazemos no inconsciente a certeza do perfeito..

  7. Oi, Cris, meu amor!
    Escrevi acima, mas mais tarde falamos mais… Vou sair.

    Beijo

  8. Deus é onisciente, onipotente e onipresente. A própria qualificação de Deus com esses atributos já definem um Deus impossível.

    Isso sem falar que o próprio livro que, supostamente, seria a palavra dele para a humanidade mostra justamente um Deus que não é nem onisciente, nem onipotente, nem onipresente.

  9. E mais. Como ela ficou sabendo de Lúcifer? Ora, é só mais uma lenda. Vou procurar no blog onde escrevi sobre isso: uma lenda dentro de outra lenda… E os crentoides só acreditando, que é o que eles sabem fazer melhor: acreditar.

  10. é Day : Facil refutar; dificil é provar
    é engraçado as mentiras que o crente inventa e finge acreditar, Lucifer é uma grande bobagem, veja : Deus um ser perfeito cria algo imperfeito que ira fazer um monte de merda com a humanidade sendo que ele DEUS ja sabia de tudo, afinal é onisciente.
    segundo o evangelho da Day Jesus estava lá desde o inicio, entao eram 2 deuses no começo de tudo, a biblia nao fala isso. Na verdade a biblia nao fala da vida “espiritual” de Jesus, ele no ceu com os anjos, so na vida na terra; ai vem uns querendo se fazer de espertos e doutores em refutaçao e inventam coisas.
    O espirito Santo tambem estava lá,
    1- nao sei fazendo o q!
    2- nao é dito isso no livreco divino, o crente inventa e vem outro bobo e confirma, como o Barros diz – o crente nao acredita em Deus tambem, porque nem se da ao trablaho de ler o livro dele. sempre é falado em anjos e tal, esse negocio de espirito santo é invençao da igreja catolica.
    NA genese esta lá – DEus sozinho cria o mundo, depois o homem e um pedaço de carne, conhecido sengundo a bilblia como “mulher”, depois as coisas se seguem e o Senhor vai assistir ao filme sentado comendo pipoca, thriler, suspense, comedia, açao, tudo junto = estrelando HUMANIDADE no papel principal.
    Nao havia nada de filho de deus ou coisa parecida no começo do mundo, derepente…. aparece o HOmi no filme e rouba a cena e vira o papel principal.

  11. Agora vem a cagada mais interessante que achei nos escritos da Day: Ele é onisciente porque trabalha com anjos (ou seja lá quem forem esses seres invisíveis) e com o Espírito Santo. Nenhum cristão sério quer prová-lo.
    1 – Day puta que o pariu, voces leem entendem o que querem mesmo, na biblia fala em anjos porra! sê tem duvida, quer que soletre, VOCE NAO acredita na palavra de DEus – em varias partes diz que há anjos, quem visitou Maria, o unicornio cor de rosa?? como voce nao sabe quem sao esses seres? me polpe, nem voce acredita!!!
    2 – Realmente fé nao precisa de comprovar nada, é apenas fé, a sua vontade de que as coisas sejam assim, Cristao nao quer e nao pode provar nada, simples assim.
    Nemhum cristao tem coragem de provar nada e nem querem botar a fe em duvida

  12. Eis aí um texto límpido e direto demonstrando como e porquê Deus é uma invenção da mente humana.
    Um dos pontos fortes nesse sentido é a parte que trata de punição infinita para pecados finitos. Deixa claro que o uso da coação pelo medo é um dos pilares principais da crença no deus judaico-cristão.
    Só que como tudo mais no sistema dessa crença, não funciona, afinal os crentes dela são exatamente como todos os seres humanos, cometem erros, crimes e todo aquele rol de coisas listados como ‘pecados’.
    Diante disso, o argumento do livre-arbítrio veio muito a calhar.
    A bíblia como palavra desse deus é péssima literatura e olhe lá.
    Um amontoado de superstições, ameaças, contradições, autoritarismo.
    Se a bíblia representa algo de real é a mentalidade humana nos seus piores aspectos.

  13. Nem os humoristas profissionais são tão qualificados quanto os nossos cristãos.

    Quase tão engraçado quanto a Day.

  14. “Deus é onisciente, onipotente e onipresente. A própria qualificação de Deus com esses atributos já definem um Deus impossível.”

    R – Eu concordaria contigo, irmão, se não tivéssemos mais algumas qualificações, como Deus é Amor, Deus é Justiça, Deus sabe tudo que pensamos, e Deus está à disposição para todos. Deus ressuscita, Deus brinca, Deus perdoa, Deus entende, Deus ministra até a política, pois jamais Brasil será uma Cuba Libre Cuba de PT. Por isso Ele sabe tudo. ;) Para nós, certamente é algo impossível, por isso Ele é Deus..

  15. “Um dos pontos fortes nesse sentido é a parte que trata de punição infinita para pecados finitos.”

    Oi, Shirley!!! Nada disso. Se o grande argumento for acusar cristão de punitivo, não estamos falando a mesma língua, amiga.

    Não existe um homem sequer que possa se considerar fora da terra. Nem Papa…….etc……… Eu, por exemplo, a admiro, pois amo seus argumentos. São como perguntas de anjos. ^^

  16. Da Cruz: Acha mesmo que vou assistir a esse vídeo? hehehehe

  17. Oi Day

    Não estou acusando indivíduos. Me referia ao sistema da crença, que usa o argumento da punição como forma de tentar subjugar o crente ao deus a que se refere.

  18. GREG,

    Li, com respeito, suas convicções a respeito de…mim.
    Prometo elevá-lo, refutando-o como teórico fosses. Só que, antes de nadar na piscina dos ateus, você poderia contribuir, dando testemunho de sua experiência com caboclos, pomba-giras, oxalás….Afinal, amado, você mesmo disse que andou com o Chicão Xavier! :)

  19. “Oi Day

    Não estou acusando indivíduos. Me referia ao sistema da crença, que usa o argumento da punição como forma de tentar subjugar o crente ao deus a que se refere.”

    Sim, compreendo. :)

  20. Da Cruz, odeio mentira. Talvez eu assistisse se tivesse caixas de som e tempo ;)

  21. Não,não acho.hehehehe

  22. A frase perfeita da DAY
    enfim ela conseguiu]
    Deus ressuscita, Deus brinca, Deus perdoa
    Deus brinca- Deus brinca- Deus brinca
    Essa foi antologica

  23. Eu concordaria contigo, irmão, se não tivéssemos mais algumas qualificações, como Deus é Amor, Deus é Justiça, …

    Ou muito me engano, ou você — como quase todo crente que eu conheço — está usando o famoso argumento-do-crioulo-doido !

    O fato de qualificações como “onisciente, onipotente, onipresente” tornarem Deus impossível não é anulado (ou revertido) porque se atribui a ele outras qualificações.

    O crente se dá tão mal definindo seu Deus quanto defendendo as qualidades que atribui a ele, porque nenhuma delas é coerente com o que se sabe sobre Deus, através da Bíblia, que supostamente foi o meio que ele usou para se revelar.

    Por exemplo: Deus é amor! Eu sempre digo: “Quem diz que Deus é amor ou não sabe porra nenhuma sobre Deus, ou não sabe porra nenhuma sobre amor…

  24. é da Cruz o crente nao tem coragem mesmo!
    aqui: vc tem q ver esses videos aqui, nao sei se vc ja viu

    Os 1- mandamentos – Jesus no RH
    tem um outro sobre NOE tambem, procura la que é bom tambem

  25. Para nós, certamente é algo impossível, por isso Ele é Deus..

    Oi?

  26. Acessa o you tube – colei o linkk errado

  27. Day,o vídeo não é só para ti mas eu o aconselho.

  28. Barros
    A day tem que fazer exame anti´doping
    vai constar muita coisa estranha, ela ta muito doida
    viajando geralllllllllllllll………….alalalalalaalaalalalalalala

  29. Greg, eu vi todos os vídeos do Porta dos Fundos mais por causa da Clarisse Falcão. Muito linda ela…

    Vou dormir que hoje eu tive um dia de Jesus Cristo: andei pra caralho; falei um monte de merda; e passei o dia rodeado de marmajo! Preciso ressuscitar!!

    Abraço

  30. Para a sem noçao DAY
    vc disse> “você poderia contribuir, dando testemunho”
    entao lá vai: nao vi nem ouvi nada de sobrenatural, assim como voce!!!

  31. GREG,

    Exames desse tipo quem sofreu foi o Fluminense hehehehe Eu sou campeã!!! BOTAFOGO. Você tem certeza que não deu para o Zé Pelintra? kkkkkk Brincadeira ^^

  32. Da Cruz, beijo.

  33. Eu aposto que o GREG tinha entidade kkkkkk! Assuma, mizifio!……..

  34. A clarice é aquela do video em que ela morreu e foi pro ceu???
    eu nao conhecia o POrta dos fundos, isso foi graças a voce!
    Temos algo em comum hoje entao – 7 horas da manha comecei a virar uma pequena laje , so que um dos caras que eu contratei furou e eu tive que subir com mais de 100 latas de concreto 2 levas de escadas, puta que o pariu, nem pagando os caras vem!

    4 pessoas só para virar 12 metros de laje, foi foda, o servente ate começou a me pedir pao em nome de Jesus- é serio, ele é um garoto gente boa, gostei dele, mas o cara fica agradecendo o Senhor o tempo todo e tal, o concreto de cada dia, é logico que com um trabalho como este ele vai receber recurso suficiente para viver e comer com um pouco de dignidade, a menos que eu seja filho da puta e nao pague o cara, mas pelo que ele fez ,trabalhou merece – agora aposto que se ele nao trabalhar o maná nao vai cair do ceu!!
    to quebrado , esfolado e ainda estava me recuperando de uma gripe, carregava um pouco e depois ia colocar o mal pra fora, se é que vc me entende?
    Teve uma hora que o cara chegou para miim e disse , po arruma um pao com a graça de deus pra gente ai!
    nao tinha pao na hora – entao dei biscoito com guarana mesmo!!
    Depois ainda tive que trabalhar de tarde ainda, agora que to a toa mesmo! FAlou! ate mais

  35. Eu aposto que o GREG tinha entidade kkkkkk! Assuma, mizifio!

    Nao tive esse prazer Day! Deve ser uma onda muito boa né! como os negocios que vc deve usar ai!
    E centro kardecista nao tem aquele circo , nao! ninguem recebe nada, faz oferenda a nada, NAO tam graça nemhuma!
    Vc nao iria achar nada interessante! nao tem tambor, nao tem pinga! – roupas brancas e quase nao tem musica! —- So o PASSe mesmo! Só ISSO!

  36. NEnse – Nense – Nense
    final em volta redonda – foi triste, mas umas trapalhadas do futebol brasileiro, ate o esporte preferido do povo esta entrando em decadencia – nao tenho “FÈ! na copa nao! acho que vai ser bem dificil a taça ficar aqui no brasil!
    Minha aposta é Alemanha! questao de eficiencia deles

  37. GREG,

    Explique-me, por favor, a diferença entre Kardec, Macumba, e tudo que diz ser do outro mundo!

    “E centro kardecista nao tem aquele circo , nao! ninguem recebe nada, faz oferenda a nada, NAO tam graça nemhuma!”

    R – Assim como você defende o kardecismo, eu defendo o cristianismo. A diferença é que você podia falar com os mortos, e nós nos vemos vivos para sempre.

    Em tempo: Mais tarde te contarei a história do tal Kardec.

    Saúde para seu filho! :)

    Eu usar “algo” é opinião sua. Assim como Deus, em sua opinião, existe, eu também posso ser apenas uma pessoa simples, careta. E boba. Não me leve a sério. :)

    Beijo.

  38. Correção: “Para você Deus não existe”

  39. “Ou muito me engano, ou você — como quase todo crente que eu conheço — está usando o famoso argumento-do-crioulo-doido !”

    RACISTA.

  40. “Por exemplo: Deus é amor! Eu sempre digo: “Quem diz que Deus é amor ou não sabe porra nenhuma sobre Deus, ou não sabe porra nenhuma sobre amor…”

    Você está há tanto tempo nessa de ateu que se deixa no automático. Alucinadamente NÃO lê o que a gente escreve hehehe. Acho normal até.

  41. Continuando…

    “Punição infinita por pecados finitos

    Deus é perfeitamente justo, e ainda assim sentencia os imperfeitos humanos que criou ao sofrimento infinito no inferno por pecados finitos. Claramente, uma ofensa limitada não justifica uma punição ilimitada. A sentenciação divina dos seres humanos imperfeitos a uma eternidade no inferno por um pecado com a duração de uma mera vida mortal é infinitamente injusta. O caráter absurdo desta punição infinita mostra-se ainda maior quando consideramos que a fonte última da imperfeição humana é o Deus que os criou. Um Deus perfeitamente justo que sentencia sua criação imperfeita à punição infinita por pecados finitos é impossível.”

    R – Essa forma de ver do autor nada tem a ver com a fé cristã, pois o cristão entende que sua imperfeição foi redimida com a vinda do Cristo (no caso o segundo Adão). Pode parecer bobagem, porém há que se entender um pouco de História e Teologia. E, no final das contas, racionalizar a fé é quase impossível. Somente ateus o conseguem. Não há, por exemplo ‘sentença’ alguma ao ser humano. Ele já foi perdoado por seus erros. O julgamento final procederá por questão de justiça, pois disse a profecia que TODOS saberiam, ouviriam falar de um homem que veio do céu como advogado. Crer ou não é problema de cada um. Deus não sentencia o homem, nós mesmos o fazemos por conta própria. Um pouco de lógica não faz mal em meio à fé.

  42. se tem problema de cabeça Day? nao entende , nao consegue interpretar o que as pessoas dizem e escrevem? ah,, mas é claro, afinal voce é crente né?! Vou soletrar , ta bom?
    1 – NAOoooooo estouuuuuuu defendendoooooo nadaaaaaaaa
    naoooooo tenhoooooo motivosoooooosssss paraaaaaaa isssoooooo
    o que eu disseeeeeee éeeeeee a realidadeeeeeeee das coisasssssss
    Num centro espirita kardecistaaaaa há muita influencia das igrejas e ideiassssssss cristassssssss , em especial da ICARrrrrrrrrrrrr
    ninguem recebe entidade nemhumaaaaaaaaaa, se voce quizer ver com seus olhos é so ir a alguma denominaçao deste tipo ai no RIO ,em todo estado tem varias!!! Vc vai achar bem sem graça se comparado ao arranca capeta do couro das vitimas das igrejas crentessssssssssss.
    2- Kardecismo segue as maximas do cristianismo, ex: uma das principais obras de Kardec se chama o EVANgelho segundo o Espiritismooooooooo, é o evangelho visto pela otica espirita, so isso.
    e outra coisa, nunca falei e nem vi ninguem falando com os mortos, bem que eu queria, iria falar com os meus falecidos avôs, seria otimo.
    mas acredito hoje que isso seja impossivel.

    Espero que voce tenha entendido agora! , mas 1 coisa, pra vc que é do Rio e sabe muito bem, ninguem de centro kardecista vai na praia no fim de ano jogar oferenda pra entidade nemhuma, nunca fui e vi e fiquei sabendo de alguem que fosse, mas….. dos centros de terrero sim, eles vao aos montes, tem uma tia minha que vai todo ano,,, e o melhor a vida dela sempre piora ou no maximo nao sai do lugar. Incrivellllll

    Sobre essa minha tia tenho um caso curioso que gostaria de destacar; o filho dela mais velho e espirita e casou com uma menina da ::::::::::
    ASSenbleia de DEUS, muito radical a garota e eles tem ate um filho…
    aquelas coisas , nao pode transfusao de sangue e tudo mais, nao dá para acreditar, nimguem levava fé no começo, mais eles estao juntos e aparentemente bem. Na relaçao deles para dar certo eles estao usando a regra de ouro: è so viver como se deus nao existisse, nemhum deles se mete ou questiona o Deus e a fé do outro, simples assim. COMO SE DEUS NAO EXISTISSE!!! ESSE É O SEGREDO DELES PARA UMA VIDA FELIZ COM DEUS!!! ACHEI ISSO INCRIVEL!

  43. “O Deus todo-bondade cria sofrimento futuro premeditado

    Deus é onisciente. Quando criou o Universo, viu os sofrimentos que humanos suportariam como resultado do pecado daqueles humanos originais. Ele ouviu os gritos dos condenados. Certamente ele sabia que seria melhor para esses seres humanos que nunca tivessem nascido – e a Bíblia, de fato, diz exatamente isso –, e certamente esta divindade toda-compaixão teria antevisto a criação de um Universo destinado à perfeição no qual muitos dos humanos estavam condenados ao sofrimento eterno. Um Deus perfeitamente compassivo que deliberadamente cria seres condenados ao sofrimento é impossível.”

    R – Nossa mente é curta para entender um Ser que é dono de um reino sempiterno (sem começo, meio e fim). No máximo podemos especular, pela ciência, religião, indagações ateístas, etc. Mas a verdade que agora que começamos a conhecer os buracos negros, por exemplo. O que há do outro lado??? Eu poderia me aprofundar na história da criação, entretanto, já vi que alguns aqui não estão interessados em conversar seriamente. Já conheço esse autor e esse texto e só agora deu vontade de comentar, mas com meninos participando fica difícil. Barros, você bom gosto trazendo esse texto, mas seus seguidores nem sempre são sérios hehehe, me desconcentrando, até porque minha vinda ao seu blog é porque admiro suas posições e vocês me fazem pensar.

  44. racionalizar a fé é quase impossível
    REALMENTE DAY
    Fé e razao nao podem andar juntas!!!!!!!!!! FIM!!!!!!! nao preciso comentar mais!!!!

  45. GREG,

    Você foi rebaixado de novo!

    Não vou à igreja alguma. Leio e creio, é meu direito. Estudei TODAS as religiões. Kardec e as irmãs Fox, por exemplo, muita gente não sabe, mas a doutrina codificada por allan Kardec tem como base o desenvolvimento de remotas práticas espíritas. Dentre os nomes mais evidentes do espiritismo antigo, encontramos Franz Anton Mesmer, que assombrou a Europa, por volta de 1774, com seus prodígios de espiritismo e hipnotismo., e Swedemborg, contemporâneo de Mesmer, que dizia ter recebido de Deus poder para explicar as Escrituras e comunicar-se com o outro mundo.

    Além da influência daqueles homens, o que realmente chamou a atençlão de Kardec foi a experiência das irmãs Magie e Katie Fox. Resumindo: Depois de tantas exibições ‘espíritas’, as irmãs se retrataram diante da sociedade acerca da farsa que engendraram. Mas a seita kardecista continuou, mesmo sendo dnunciados pelas irmãs todos os truques do espiritismo.(Fonte: Escola de Teologia e Religiões Comparadas AGRADE)

    Sua tia também pertence a uma seita, pois o cristão é livre. Botou dogmas e proibições, virou religião.

    Por fim, eu brinquei contigo porque você mesmo não se leva a sério. Confunde minhas palavras, as distorce. Veja o exemplo acima: como levá-lo a sério? Ao sibilar como uma cobra causou-me arrepios.

    Deus abençoe, pelo menos seu filho, que ainda tem jeito.

    PS – Quando fico mais alegrinha (como ontem à noite), é porque bebo vinho às vezes. Ontem saí com meu velho namorado e tomamos vinho e comemos pizza. Somos um casal legal também. Ele é cético e eu sou estudiosa e cristã.

    Abraço..

  46. Em tempo: Às pessoas que se comunicavam comigo no MSN e no facebook, saibam que estou sem ambos, mas vou resolver o problemas, amigos ;)

    Beijos!

  47. GREG,

    O que é RAZÃO, para você? (a última chance)

  48. DAY
    R – Assim como você defende o kardecismo, eu defendo o cristianismo. A diferença é que você podia falar com os mortos, e nós nos vemos vivos para sempre.

    em reis 1-18 Saul procura uma médium de Endor, que incorpora o profeta Samuel e conversa como rei Saul.

    a pratica espirita é antiga e ficou registrada tanto no AT como tambem no novo, ou voce acha que a passagem do monte da transfiguração Jesus conversou com moisés e Elias ainda “vivos”, tambem teve dois discípulos como testemunhas.

  49. bem lembrado pelo Criaturo as passagens biblicas espiritas
    é por isso que o espiritismo vem ganhando força como crença alternativa, afinal eles tiraram varias ideias e teorias vindas da propria biblia! segundo o espiritismo joao batista era a reencarnaçao de elias.

    veja: dentro do enredo isso é totalmente plausivel, os crentes acham que o cara vinha dos ceus em carne e osso e se comunica com os outros, ja os espiritas acham que a pessoa reencarna, nao desce do ceu ja pronto. A biblia abre muitas portas as ideias espiritas, se nao fosse assim, nao emplacaria muito neste pais cristao. Ha inumeras passagens de duplo sentido, cada um interpreta de acordo com a sua fé.
    E DAY disse: Confunde minhas palavras, as distorce.
    infelizmente nos aqui nao temos o dom da interpretaçao que voces crentes tem, onde 2+2 = 7 ou 8 ou 9 ou o que quiserem no momento

  50. Gentem! Assim não consigo trabalhar!!!

    Vamu nessa:

    “em reis 1-18 Saul procura uma médium de Endor, que incorpora o profeta Samuel e conversa como rei Saul.”

    Por acaso deu certo? Você, querido, leu lá sobre espiritismo? Posso escancarar???

    Não era Samuel. Aí que está a Fé. Por que existem Bem e Mal? Era mentira!!! O Rei Saul já estava condenado, porque DAVI era o foco de Deus. Nenhum historiador, teólogo, bispo, ministro, cristão sério, enfim, engolem essa falácia. Todavia… Por que será que essa passagem está no Livro? Para pegar bobos como vocês! Detalhe: Essa foi uma de minhas primeiras dúvidas. Tudo é mentira no espiritismo. Posso provar e me aprofundar.

  51. GREG,

    Você me causa tristeza, e isso não é bom.

  52. Quando li aqui, deixei de ser, ao menos, boba.

    Verso 14 – Perguntou-lhe ele: Como é a sua figura? E disse ela: Vem subindo um ancião, e está envolto numa capa. Entendendo Saul que era Samuel, inclinou-se com o rosto em terra, e lhe fez reverência.

    No verso a seguir, temos então o mesmo processo de diálogo que acontece nas sessões espíritas de nossos dias. Aliás, o espiritismo existe desde o Gênesis, e desde então Deus tem alertado para essa abominação. Saul, está simplesmente falando com um espírito que acha que é de Samuel, mas que na verdade não passa de um engano e uma tapeação do inimigo de Deus. E assume, que ele chamou (invocou o morto).

    Verso 15 – Samuel disse a Saul: Por que me inquietaste, fazendo-me subir? Então disse Saul: Estou muito angustiado, porque os filisteus guerreiam contra mim, e Deus se tem desviado de mim, e já não me responde, nem por intermédio dos profetas nem por sonhos; por isso te chamei, para que me faças saber o que hei de fazer.

    A resposta do espírito a Samuel é baseado no conhecimento que ele (espírito maligno) tinha da relação entre Deus, Samuel e Saul. Simplesmente se fez passar por Samuel. Igualmente ao conhecimento que os espíritos têm, quando se fazem passar nas sessões espíritas em nossos dias, imitando pessoas mortas, para parecer que se trata de verdade de alguém que morreu, mas está presente (o morto) e fala, sua voz, sua forma de se expressar, sua linguagem etc, citando coisas, experiências etc que só os parentes ou as pessoas íntimas que estão vivas tinham com o que jaz morto, tudo para enganar vidas que não buscam de Deus todo o conhecimento e obediência, por isso ficam por aí iguais a Saul, pecando diante de Deus. Veja o diálogo:

    Verso 16 – Então disse Samuel: Por que, pois, me perguntas a mim, visto que o Senhor se tem desviado de ti, e se tem feito teu inimigo?

    Verso 17 – O Senhor te fez como por meu intermédio te disse; pois o Senhor rasgou o reino da tua mão, e o deu ao teu próximo, a Davi.

    No próximo versículo, fica evidente que Deus permitiu que isso acontecesse. Quero dizer que Saul foi se complicando cada vez mais. Então, Deus deixou que o inimigo o enganasse. Disse-lhe o espírito: – “…por isso o Senhor te fez hoje isto”. Pergunta, isto o que? Ser enganado desta forma, chegando ao extremo de recorrer a feitiçaria. E, este espírito de engano, deixa Saul como se diz na gíria, mais doidão ainda, porque menciona o seu segundo pecado, cometido quando guerreou contra os amalequitas, o que o faria pensar que realmente era Samuel (o morto) que estava ali.

    Verso 18 – Porquanto não deste ouvidos à voz do Senhor, e não executaste e furor da sua ira contra Amaleque, por isso o Senhor te fez hoje isto.

    No verso a seguir, Satanás, que se fazia passar por Samuel diz uma mentira, quando afirma que no dia seguinte Saul e seus filhos estariam com ele (Samuel morto) na eternidade. Ele diz tu e teus filhos estarão comigo. Impossível, Saul e seus filhos não foram para o mesmo lugar que Samuel, Profeta e Sacerdote. Samuel foi entregue a Deus por Ana, sua mãe, por promessa antes de seu nascimento. Samuel, morou na casa de Deus. Samuel falava com Deus e o ouvia. Totalmente impossível estarem juntos depois da morte. Infelizmente, Saul, foi desobediente a Deus. Ele e seus filhos se perderam para sempre. E realmente morreu no dia seguinte. Desejou a morte e se matou e foi sim, para o lugar que Deus reserva para todos aqueles que aborrecem a verdade (Apocalipse 22:15, que diz: “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira”.

    Verso 19 – E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus. Amanhã tu e teus filhos estareis comigo, e o Senhor entregará o arraial de Israel na mão dos filisteus.

  53. Criaturo,

    Conheço sua ironia nesse nick, porém… Algo me diz que você passou pela mesma estrada que eu: A da mentira. Por isso, hoje sou uma espécie de aberração. Milhões de crentes me chamam: “Volte para o Pai”, então eu respondo, com vergonha: ” Mas eu não me afastei do meu Criador, mas das criaturas. hehehehe

    Beijo!

  54. “Revelação imperfeita da perfeição

    A Bíblia supostamente é a palavra perfeita de Deus. Ela contém instruções para que a humanidade evite as eternas chamas do inferno. Quão maravilhoso e bondoso da parte deste Deus é proporcionar a nós meios de superar os problemas pelos quais ele, em última instância, é responsável! O Deus todo-poderoso poderia, por um simples ato de sua vontade, eliminar todos os problemas que nós, humanos, precisamos enfrentar; mas, em vez disso, com sua sabedoria infinita, ele optou por oferecer este indecifrável amálgama de livros denominado Bíblia como meio para evitaremos o inferno que ele preparou para nós. O Deus perfeito decidiu revelar sua vontade através desta obra imperfeita, escrita na linguagem imperfeita dos humanos imperfeitos, traduzida, copiada, interpretada e narrada por homens imperfeitos. Dois homens nunca irão concordar sobre o que a palavra de Deus realmente significa, visto que grande parte dela é autocontraditória ou obscurecida por enigmas. E ainda assim o Deus perfeito espera que nós, imperfeitos humanos, entendamos este enigma paradoxal utilizando as mentes imperfeitas com as quais ele nos equipou. Certamente o Deus todo-sabedoria e todo-poderoso sabia que teria sido melhor revelar sua vontade perfeita diretamente a cada um de nós em vez de permitir ela fosse distorcida e pervertida pela imperfeita linguagem e pelas ruinosas interpretações do homem.”

    R – “A Bíblia supostamente é a palavra perfeita de Deus. Ela contém instruções para que a humanidade evite as eternas chamas do inferno. Quão maravilhoso e bondoso da parte deste Deus é proporcionar a nós meios de superar os problemas pelos quais ele, em última instância, é responsável!”

    R – ‘A palavra perfeita de Deus.’ Aí o autor, com todo respeito, conduziu lábios sofridos ao inferno. Não existe palavra perfeita! Ou será que o autor se esquece que somos falíveis? Por que será que os livros mais vendidos são os de ficção?

    “O Deus todo-poderoso poderia, por um simples ato de sua vontade, eliminar todos os problemas que nós, humanos, precisamos enfrentar; mas, em vez disso, com sua sabedoria infinita, ele optou por oferecer este indecifrável amálgama de livros denominado Bíblia como meio para evitaremos o inferno que ele preparou para nós.”

    R – “Anátema (do grego antigo ἀνάϑημα, “oferta votiva” e, depois, ἀνάϑεμα, “maldição”; derivadas de ἀνατίϑημι, “dedicar”) era, na Grécia Antiga, uma oferenda posta no templo de uma deidade, constituída inicialmente por frutas ou animais e, posteriormente, por armas, estátuas, etc. Seu objetivo era agradecer por uma vitória ou outro evento favorável

    No cristianismo, é a maior e a pior sentença de excomunhão da Igreja, onde o anátemo, além de ser expulso da igreja com todos seus ritos eucarísticos e todas as atividades voltadas ao fiéis, ainda é considerado como amaldiçoado pelo sacerdote. Os anátemas acontecem em celebrações públicas e são feitas por pontífices maiores, como bispos e cardeais. Em algumas tradições cristãs existem ritos específicos para o anátema.[1]. O anátema é o mais severo caso de excomunhão, ocorrendo somente nos piores casos possíveis de heresia contra a fé.
    O célebre caso biblíco é o de Saul que invade os amalequitas, mas acaba (com o apoio do povo ou sob a pressão deste) poupando a vida de Agag e da melhor parte do gado dos amalequistas, ato que Samuel interpreta como transgressor (uma vez que Saul mente dizendo que iria sacrificá-los para Deus), tirando-o da qualidade de rei e abrindo portas para David assumir o cargo.

    O apóstolo Paulo relata o termo em uma de suas cartas sobre a inconstância dos Gálatas nas doutrinas pregadas nas igrejas:
    Cquote1.svg “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; o qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.” (Escola AGRADE e WIKI).

    “O célebre caso biblíco é o de Saul que invade os amalequitas, mas acaba (com o apoio do povo ou sob a pressão deste) poupando a vida de Agag e da melhor parte do gado dos amalequistas, ato que Samuel interpreta como transgressor (uma vez que Saul mente dizendo que iria sacrificá-los para Deus), tirando-o da qualidade de rei e abrindo portas para David assumir o cargo.”

    R – Certo! Todavia, para um ateu, o autor se esqueceu de narrar que a ordem viera de Deus porque NADA poderia impedir Seus planos. O Rei Saul já estava mijando fora do pinico há muito tempo. Desculpe meus termos. Querido autor, minha tese é justamente sobre os livros de Samuel.

    “E ainda assim o Deus perfeito espera que nós, imperfeitos humanos, entendamos este enigma paradoxal utilizando as mentes imperfeitas com as quais ele nos equipou. Certamente o Deus todo-sabedoria e todo-poderoso sabia que teria sido melhor revelar sua vontade perfeita diretamente a cada um de nós em vez de permitir ela fosse distorcida e pervertida pela imperfeita linguagem e pelas ruinosas interpretações do homem.”

    R – Não há enigmas mais! Não há paradoxos. O que vivemos é a falta de fé. e, neste popnto, concordo com o autor, uma vez que até Tomé não creu. Não existem interpretações de homens. Apenas boa vontade em levar AMOR ao mundo. Todos estamos errados. Não custa tentar falar com Jesus. Pode parecer algo louco, mas Ele responde, até para mim que era burra, cética, sarcástica, nojenta, e ateia. Dúvidas? Claro. Certeza, jamais!!!!

    E quanto ao inferno – pergunta subjetiva de todo ateu, por enquanto posso colaborar com o autor, aliviando-o, pois, Deus diz que olha para todos nós, o tempo todo. Nada pode comprovar que um crente fique Ele, assim como é impossível dizer que um ateu vai para o inferno. Há várias pistas sobre isso, autor.

    Conclusão – O autor não se aprofundou, pois, quando DEUS começou a se relacionar com o homem NINGUÉM escrevia. Tomara que o autor dê um desconto.

    Abraços de uma pecadora hehehe. Beijos!

  55. Gregs

    e outra coisa, nunca falei e nem vi ninguem falando com os mortos, bem que eu queria, iria falar com os meus falecidos avôs, seria otimo.
    mas acredito hoje que isso seja impossivel.

    R: impossível? não! Talvez se isso for necessário para alguma das partes pode acontecer em sonhos, que seria o mais provável.
    Mas o amor não costumam separar os afins eternamente, aguarde e verá pessoalmente, acredito que este tipo de alegria é só é comparável ao dar a luz a um amigo muito desejado.

    e o melhor a vida dela sempre piora ou no maximo nao sai do lugar. Incrivellllll

    R: por que voce acha que isto é o melhor para sua tia ?
    voce começou a ter esse tipo de pensamento depois que abandonou o kardecismo ?

    COMO SE DEUS NAO EXISTISSE!!! ESSE É O SEGREDO DELES PARA UMA VIDA FELIZ COM DEUS!!! ACHEI ISSO INCRIVEL!

    R: vivem como se as religiões não existissem!

  56. Day

    “em reis 1-18 Saul procura uma médium de Endor, que incorpora o profeta Samuel e conversa como rei Saul.”
    Por acaso deu certo? Você, querido, leu lá sobre espiritismo? Posso escancarar???
    Não era Samuel. Aí que está a Fé. Por que existem Bem e Mal? Era mentira!!! O Rei Saul já estava condenado, porque DAVI era o foco de Deus. Nenhum historiador, teólogo, bispo, ministro, cristão sério, enfim, engolem essa falácia. Todavia… Por que será que essa passagem está no Livro? Para pegar bobos como vocês! Detalhe: Essa foi uma de minhas primeiras dúvidas. Tudo é mentira no espiritismo. Posso provar e me aprofundar.

    R: então não seja tímida!
    Quanto a essas passagens não me venha com a clássica justificativa crente evangélica de que o espirito incorporado pela a médium não seria do do profeta samuel e sim do diabo tentando enganar os crentes do espiritismo…..he…he…he…he…he….pois quando a bíblia não agrada aos crentes eles a modificam sem nenhum peso na consciência.
    mas admito que isto tambem e´valido para as minhas interpretações ateias da biblia.

  57. day

    No verso a seguir, temos então o mesmo processo de diálogo que acontece nas sessões espíritas de nossos dias. Aliás, o espiritismo existe desde o Gênesis, e desde então Deus tem alertado para essa abominação. Saul, está simplesmente falando com um espírito que acha que é de Samuel, mas que na verdade não passa de um engano e uma tapeação do inimigo de Deus. E assume, que ele chamou (invocou o morto).

    R: oh ! não! não adiantou pedir, voce veio mesmo com a distorção clássica evangélica, de que na minha casa só baixa o espirito santo na dos outros é o diabo tentando enganar os outros.

    “Na casa do sr. não existe satanás….chô ..satanas….chô satanás.”…he…he…he…he….. que comédia me agradou é Deus não agradou é o Satanás

    Verso 15 – Samuel disse a Saul:

    R: Day isto aqui põe fim na discussão, se voce estivesse certa estaria escrito assim:

    “Verso 15 –O Diabo disse a Saul:”

    Mas como foi que voce conseguiu ler dessa forma ? xiiii! eu acho que o diabo esta tentando te enganar…he…he..he..he…he

    A resposta do espírito a Samuel é baseado no conhecimento que ele (espírito maligno) tinha da relação entre Deus, Samuel e Saul. Simplesmente se fez passar por Samuel.

    R: isso explica tudo na visão evangélica o culpado será sempre o Diabo.
    Não existe razão para acreditamos na autoria das comunicações póstumas,mas sim nossos sentimentos.

    No verso a seguir, Satanás, que se fazia passar por Samuel diz uma mentira, quando afirma que no dia seguinte Saul e seus filhos estariam com ele (Samuel morto) na eternidade

    E realmente morreu no dia seguinte.

    R: santa contradição Day! o espirito de samuel adverte saul que ele estava fazendo coisas erradas perante Deus e que isso causaria a morte dele e dos seus filhos, como voce mesmo reconheceu isso prova que o espirito falou a verdade,então agora para voce espíritos que falam a verdade é o Diabo ?
    o espirito de Samuel disse essa verdade: “por causa dos teus erros, amanhã estará tu e os seus filhos juntos comigo.” voce que esta interpretando que enganado pelo diabo saul e os filhos dele foram para o inferno, pois se fosse mesmo Samuel eles teriam ido com ele para o paraiso.
    Samuel andou matando gentes, quem te garante que ele virou um anjo e que estava no paraiso, alem do mais se este fosse o caso, jesus tambem deixou seu paraíso para visitar o seu inferno na terra, por que motivo Caso Samuel virasse um anjo não poderia deixar o seu paraiso e ir visitar saul no inferno , ja que quem pois ele nessa roubada de rei de israel foi ele ,então quem pariu que balance o berço é justo.

    Infelizmente, Saul, foi desobediente a Deus. Ele e seus filhos se perderam para sempre.

    R: voce acredita que o inferno seja eterno ?

  58. Day

    Criaturo,
    Conheço sua ironia nesse nick,

    R: de fato meu nick é uma afronta aos evangélicos orgulhos que se autoproclamaram cristãos filhos de Deus discriminando outras religiões como sendo apenas as criaturas de Deus , sendo assim me assumi ser um criaturo de Deus…he..he..he..he

  59. Criaturo,

    Prometo responder mais tarde… Muito ocupada. Mas se prepare visse?

    bj

  60. É que como não recebo comments em meu email, só vi seu trabalho agora ;)

  61. Bom Criaturo , bom criaturo
    a farsa crente caia por terra novamente
    mas como eu dizia: eles sempre interpretam as palavras dos jeito que eles querem ; nao do jeito que esta escrito! A biblia nao fala Diabo, mas eles leem diabo com toda convicçao , mas Criatuto nós nao temos o dom da interpretaçao, coitados de nós que sabemos ler apenas o que as letras do alfabeto formam.
    Ate mais! Aproveitando !!!
    qual a sua ideia sobre os sonhos? e vc acredita em algo tipo DEjavu?

  62. Day, em 09/05/2013 às 16:43 disse:
    GREG,
    Você me causa tristeza, e isso não é bom.

    R: as palavras do Greg demonstram que ele é um cara inteligente, bem informado,humilde e trabalhador.

  63. Aí, GREG! Tá aprendendo. Filósofo da ironia kkkkkkk

    Bem, Criaturo:

    A respeito de tudo, vou tentar resumir.

    O que GREG quer dizer é que é questão de Hermenêutica mesmo. Já houve e há muita polêmica sobre esse assunto. Veja, não se trata acima de ‘minha’ opinião, mas é a interpretação em que acredito e acho que posso usar minha lógica e minha razão, mesmo ‘desobedecendo’ a Palavra que diz claramente que era Samuel. Contudo, naqueles tempos havia muita idolatria, misticismos, entende? Quem escreveu essa passagem?

    Existe uma escola, uma linha de pensamento a qual pertenço, que não pode crer que uma necromante pudesse se elevar ao patamar do profeta Samuel. Para mim não faz sentido.

    Há algumas opções: Ou era um espírito enganador (que eu conheço), ou era um demônio, ou a necromante estava a enganar Saul, pois o profeta já havia dito, em vida, que não lhe daria mais conselhos, e que Deus o entregara à sua própria sorte, ou seja, aos filisteus. Todo mundo sabia disso, possivelmente até a vidente.

    Era claro demais que Saul perderia a guerra, uima vez que o exército dos filisteus, além de ser muito maior, já cercara sua tenda, aliás, a cidade toda. Tipo você dar sua mão à uma cartomante e ela dizer: “Coisas de amor, não?” Ora, quem procura centros espíritas, ciganas e igrejas de falsos profetas, evidentemente está com problermas.

    Não vou refutá-lo, pois até na Bíblia versão Israel está bem claro que a tradução é de que Saul falou com Samuel.

    Como vês, é muito simples. Para explicar o espiritismo, muita gente lança mão dessa passagem, todavia, eu não posso crer em tamanha contradição.

    “Samuel andou matando gentes”

    Samuel, grande profeta, era obediente a Deus. Num ímpeto de fidelidade ele matou o Rei Agag que Saul poupara, desobedecendo as ordens de Deus. Israel estava expandindo seus territórios, para as profecias se cumprirem sobre a Terra Prometida.

    Enfim, há várias interpretações, eu uso a razão e a lógica.

    Quanto à passagem da transfiguração, nada tem a ver com espiritismo. Era Jesus usando seu poder.

    (Inferno eterno? esse é um massunto para discutirmos em outro momento, prometo.)

    Nada tenho contra a fé alheia, porém não posso agradar a todos. Jamais Samuel atenderia uma necromante para repetir o que Saul já sabia.

    E sim, a Bíblia está cheia de espiritismo, mas sempre apontado como não recomendado. Inclusive teve um Rei (não lembro o nome agora), que bem mais tarde se virou para magia negra hehehe. Nada é escondido na Bíblia, apenas há conselhos. Ouve quem quiser.

    Desculpe a pressa.

    Beijos para ti e GREG too

    Fui…

  64. “Day, em 09/05/2013 às 16:43 disse:
    GREG,
    Você me causa tristeza, e isso não é bom.

    R: as palavras do Greg demonstram que ele é um cara inteligente, bem informado,humilde e trabalhador.”

    Sei disso, também gosto dele, só acho ele meio confuso, e é meu direito, certo? :)

  65. Gregs
    qual a sua ideia sobre os sonhos? e vc acredita em algo tipo DEjavu?
    R: perguntinha complexa e muito filosófica, primeiro a nossa consciência esta condicionada a perceber apenas uma existência, não podendo conceber duas vidas em locais diferentes ao mesmo tempo. isso define que enquanto vivos a nossa consciência nunca estará plena vivenciando outra realidade fora do mundo fisico, neste estado de dormência é isso que explica as oscilações entre a realidade e os fatos nonsenses vistos em sonhos.

    existem varios tipos de sonhos,

    o subconsciente pega cenas cotidianas guardadas na memória e cria situações tentando justificar e solucionar preocupações que impressionaram o nosso cérebro.
    normalmente estes sonhos são nonsenses e incontroláveis meio que se voce estivesse participando de um filme.

    Sonhos Lúcidos, sua consciência desperta dentro do sonho , ampliando todos os seus sentidos, visão HD , audição e olfato e principalmente voce torna-se racional, ou seja seu pensamentos ficam inteligente, voce começa prestar mais atenção nos detalhes de onde sua consciência esta, começa racionar e questionar oque esta fazendo ali, então percebe pode controlar e sentir os efeitos da suas ações.
    normalmente quando a pessoa passa por essa experiência acorda com o coração batendo mais forte.

    Vencido o controle cerebral sobre a consciência da alma, esta se ve livre para adentrar ao mundo espiritual, mais ou menos consciente do que esta acontecendo, conforme seu nível de consciência neste estado, oscila entre o mundo material e o espiritual e isto causa lhe uma tremenda pertubação tanto la quanto aqui, promovendo uma confusão que lhe mistura a realidades dos dois mundo mais ainda as “inventadas” pelo cérebro que ainda não esta morto.
    Neste estado é comum os vivos conseguirem conversar com os mortos, muitas vezes amigos esquecidos e parentes.
    Mas como ja disse a memória fisica do cérebro fica interferindo criando ilusões que perturbam e “distorcem” a consciência da alma dentro do mundo espiritual.
    pior ainda quando acordamos a alma volta e o cerebro passa a distorcer mais ainda a experiência vivenciada pela consciência da alma no mundo espiritual tentando manter a consciência presa ao mundo fisico, somos almas cativas pelo cérebro.
    Neste tipo de sonho tambem é comum vivenciarmos cenas de vidas passadas gravadas apenas na memória consciente da alma, quando muito real nos emocionamos ao vermos pessoas de aparencia fisicas desconhecidas pela memória do cérebro, mas que de alguma forma são reconhecidas e amadas pela nossa alma.
    Quando despertamos é comum um sentimento da perda de uma pessoa muito amada.

  66. A conclusão do autor do texto Chad Docterman:

    “Conclusão

    Ofereci argumentos para a impossibilidade – e, portanto, para a inexistência – do Deus cristão Iavé. Nenhum indivíduo racional e livre-pensador pode aceitar a existência de um ser cuja natureza é tão contraditória quanto a de Iavé, o “perfeito” criador de nosso imperfeito Universo. A existência de Iavé é tão impossível quanto a existência de esferas cúbicas ou unicórnios róseos invisíveis. Apesar de que crentes podem encontrar conforto em serem fiéis a impossibilidades, não há maior satisfação que a de possuir uma mente lúcida. Eles podem escolher servir um Deus impossível. Eu escolho a realidade.”

    R – Perfeito ardil de ateu, fechar um texto dando sua palavra final hehehehe!

    O que é realidade, autor? Cientistas teóricos estudam até a possibilidade de um universo paralelo.

    Ontólogos, astrônomos, físicos, matemáticos, etc, estão (ainda) buscando respostas, inclusive crédulos. Um texto desse com esse desfecho torna-se débil.

    Perdi meu tempo. Deveria ter começado pelo fim. Vivendo e aprtendendo…

  67. Gregs
    qual a sua ideia sobre os sonhos? e vc acredita em algo tipo DEjavu?

    ——————- corrigindo—————————————————-

    R: perguntinha complexa e muito filosófica, primeiro a nossa consciência esta condicionada a perceber apenas uma existência, não podendo conceber duas vidas em locais diferentes ao mesmo tempo. isso define que enquanto vivos a nossa consciência nunca estará plena vivenciando outra realidade fora do mundo fisico, neste estado de dormência é isso que explica as oscilações entre a realidade e os fatos nonsenses vistos em sonhos.
    existem varios tipos de sonhos,

    ——————O MAIS COMUM————————————————–
    o subconsciente pega cenas cotidianas guardadas na memória e cria situações tentando justificar e solucionar preocupações que impressionaram o nosso cérebro.
    normalmente estes sonhos são nonsenses e incontroláveis meio que se voce estivesse participando de um filme.

    ————————-O Mais raro————————————————-
    Sonhos Lúcidos, sua consciência desperta dentro do sonho , ampliando todos os seus sentidos, visão HD , audição e olfato e principalmente voce torna-se racional, ou seja seu pensamentos ficam inteligente, voce começa prestar mais atenção nos detalhes de onde sua consciência esta, começa racionar e questionar oque esta fazendo ali, então percebe pode controlar e sentir os efeitos da suas ações.
    normalmente quando a pessoa passa por essa experiência acorda com o coração batendo mais forte.

    ———————————–Alma semi liberta——————————–
    Vencido o controle cerebral sobre a consciência da alma, esta se ve livre para adentrar ao mundo espiritual, mais ou menos consciente do que esta acontecendo, conforme seu nível de consciência que neste estado, oscila entre o mundo material e o espiritual e isto causa lhe uma tremenda pertubação tanto la quanto aqui, promovendo uma confusão que lhe mistura a realidades dos dois mundo mais ainda as fantasias “inventadas” pelo cérebro que ainda não esta morto.
    Neste estado é comum os vivos conseguirem conversar com os mortos, muitas vezes amigos esquecidos e parentes.
    Mas como ja disse a memória fisica do cérebro fica interferindo criando ilusões que perturbam e “distorcem” a consciência da alma dentro do mundo espiritual.
    por exemplo religiosos podem “enxergar” bons espíritos de pesoas comuns como se fossem anjos e os maus como demônios, católicos podem se iludir confundindo os com seu santos preferidos.
    pior ainda quando acordamos a alma volta e o cérebro passa a distorcer mais ainda a experiência vivenciada pela consciência da alma no mundo espiritual tentando manter a consciência presa ao mundo fisico, pois somos almas cativas pelo cérebro.
    Neste tipo de sonho tambem é comum vivenciarmos cenas de vidas passadas gravadas apenas na memória consciente da alma, quando muito real nos emocionamos ao vermos pessoas de aparência fisicas desconhecidas pela memória do cérebro, mas que de alguma forma são reconhecidas e amadas pela nossa alma.
    Quando despertamos é comum um sentimento da perda de uma pessoa muito amada.
    ainda neste tipo de sonho é possível encontrarmos alguma resposta para nossas preocupações do mundo fisico, conselhos e inspirações para conseguirmos superar dificuldades, quanto ao Djavus ? Neste estado de consciência podemos ver tambem cenas do futuro, quando acontece ficamos com a impressão de ja termos vistos aquela cena em algum lugar.
    e comprovadamente duas pessoas dormindo os seus espíritos podem se encontrar se sentirem trocarem idéias ou algo mais …he…he…he…he..he ….este tipo de sonho é uma beleza !
    o mais interessante que numa dessa viagens eu sonhei que transava a noite toda com uma loira em um grande navio, mas eu acho que o espirito da minha esposa tava me vigiando, pois quando acordei a primeira coisa que ela me falou, foi :
    ” sonhei que voce estava me traindo “, então eu comecei a rir porque minha esposa dificilmente sonha.

    sds

  68. Day

    Existe uma escola, uma linha de pensamento a qual pertenço, que não pode crer que uma necromante pudesse se elevar ao patamar do profeta Samuel. Para mim não faz sentido.

    R: esta sua escola é muito preconceituosa, o evangelho não afirmou que o fariseu Caifaz profetizou uma verdade ?

    a Palavra que diz claramente que era Samuel. Contudo, naqueles tempos havia muita idolatria, misticismos, entende? Quem escreveu essa passagem?

    R: bom tambem sou meio ateu biblico,mas existe uma diferença em não acreditar e querer distorcer o que esta escrito.

    Há algumas opções: Ou era um espírito enganador (que eu conheço), ou era um demônio, ou a necromante estava a enganar Saul, pois o profeta já havia dito, em vida, que não lhe daria mais conselhos, e que Deus o entregara à sua própria sorte, ou seja, aos filisteus.

    R: foi exatamente isso que o espirito de samuel disse ao rei saul, porque voce veio me incomodar.
    Alem do mais tudo que o espirito profetizou de fato aconteceu, na sua concepção o diabo agora é o pai da verdade ? Quando aparecer algum espirito profetizando mentiras voce dira que ele é o espirito santo ?
    Santa contradição day!

    Todo mundo sabia disso, possivelmente até a vidente.

    ok! mais como ela conseguiu profetizar que ele saul e os filhos morreriam no outro dia ? Decida-se quem voce quer desacreditar:

    a) o espirito de samuel b) o diabo c) a médium

    pois só assim voce tera razão no seu argumento, que comunicações póstumas com espíritos de pessoas são impossíveis, na sua visão somente comunicar-se com o diabo é possível ?, eu acho que a sua escola chama-se “Igreja Universal Pimenta do Reino” do professor Edir Macedo doutorado nas ciência ocultas dos diabos e demônios, voce ja reparou que a igreja dele o que mais tem são diabos, sera que eles tão ganhando caches, tipo 10% do dízimos.
    Voce acredita que estes falsos pastores sejam ateus ?

    ” Ora, quem procura centros espíritas, ciganas e igrejas de falsos profetas, evidentemente está com problermas.

    R: sim e todas pagam para ouvirem boas noticias e não verdades que desqualificam o seu ego, muito menos profecia da sua morte trágica acompanhado dos filhos, note que no inicio da hist´ria a medium recusou-se a fazer a incorporação , por medo de medo de ser apedrejada por isso, como derrepente incorporada criou coragem para dizer que saul iria se ferrar literalmente?
    Assim ja pode eliminar sua opção c) pois a médium não era falsa.
    ainda lhe resta alternativa b) pois o diabo é sempre eleito para ser o nosso culpado.
    Voce ja pensou que o dia que o diabo morrer, ai sim que irão mais hipócritas para o inferno, pois não terão mais este álibi com cara de bode.

    Não vou refutá-lo, pois até na Bíblia versão Israel está bem claro que a tradução é de que Saul falou com Samuel.

    R: parabéns pela honestidade

    Como vês, é muito simples. Para explicar o espiritismo, muita gente lança mão dessa passagem, todavia, eu não posso crer em tamanha contradição.

    R: pode crer no que quiser.

    “Samuel andou matando gentes”
    Samuel, grande profeta, era obediente a Deus. Num ímpeto de fidelidade ele matou o Rei Agag que Saul poupara,

    R: falando em contradição voce não afirmou que a medium não chegava ao patamar de samuel, no seu conceito um assassino é melhor do que um espirita?
    Voce ta insinuando que Deus mandou samuel matar outra pessoa ?
    Saul ao ter misericórdia , não matando o Rei Agag foi mais cristão do que Samuel e voce tambem se diz cristã apoiando assassinatos “divinos”? , ainda bem que voce não mora no oriente nem é muçulmana, se não coitados dos seus “infiéis’!

    desobedecendo as ordens de Deus. Israel estava expandindo seus territórios, para as profecias se cumprirem sobre a Terra Prometida.

    R: terra roubadas , saqueadas pelos sem terras hebreus, homens hipócritas usando o nome de Deus em vão nos seus derramamentos de sangue , guerra santa = latrocínios religiosos

    Enfim, há várias interpretações, eu uso a razão e a lógica.

    R: sua ou da escola que voce diz seguir? Espero sinceramente que seja apenas sua.

    Quanto à passagem da transfiguração, nada tem a ver com espiritismo. Era Jesus usando seu poder.

    R: jesus levou duas testemunhas para verem ouvirem que conversar com mortos é possível, e disse que quem se instruir na verdade e tiver fé conseguirá fazer obras maiores ainda, talvez a medium não era tão má pessoa a ponto de voce querer compara-la ao Diabo.

    Nada tenho contra a fé alheia, porém não posso agradar a todos. Jamais Samuel atenderia uma necromante para repetir o que Saul já sabia

    R: se Saul soubesse .que ele e a sua familia morreriam no outro dia, antes teria vindo passar sua férias no Brasil, mesmo que precisasse vir nadando.

    E sim, a Bíblia está cheia de espiritismo, mas sempre apontado como não recomendado. Inclusive teve um Rei (não lembro o nome agora), que bem mais tarde se virou para magia negra hehehe.

    R: a biblia tambem, recomenda prudencia contra os falso pastores e falsos profetas,mas as igreja continuam lotadas deles.
    seja no espiritsmo seja em qualquer religião usar em vão o nome de Deus para extorquir dinheiro facil explorando a fé alheia, dos ingênuos, tolos gananciosos, dos preguiçosos , do “mendigos da Fé” , dos negociantes das graças divinas, tudo isso é despresivel.

    Fica na paz irmã Day

  69. Bom dia, irmão Criaturo!

    “R: esta sua escola é muito preconceituosa, o evangelho não afirmou que o fariseu Caifaz profetizou uma verdade ?”

    Quando digo ‘escola’, são pessoas de vários segmentos, até filosóficos que acreditam em determinada hermenêutica. Essa passagem aí é muito polêmica, Como disse. Eu não acredito que era Samuel, como milhões de pessoas, dentre téoricos, teólogos, e gente simples como eu. Não reconheço e nem conheço nenhuma profecia de fariseu. Pode me dar a passagem na Bíblia?

    “R: bom tambem sou meio ateu biblico,mas existe uma diferença em não acreditar e querer distorcer o que esta escrito.”

    Eu não disse que não acreditava e nem que era atéia, apenas, repito, existem três possibilidades e eu encontrei, na minha razão, a minha opção. É complicado.

    “R: falando em contradição voce não afirmou que a medium não chegava ao patamar de samuel, no seu conceito um assassino é melhor do que um espirita?
    Voce ta insinuando que Deus mandou samuel matar outra pessoa ?
    Saul ao ter misericórdia , não matando o Rei Agag foi mais cristão do que Samuel e voce tambem se diz cristã apoiando assassinatos “divinos”? , ainda bem que voce não mora no oriente nem é muçulmana, se não coitados dos seus “infiéis’!”

    Não considero o profeta Samuel assassino, vixe! Nem o rei Davi… Sabemos que o mundo, nesses tempos, estava em guerra por terras e despojos. Todos matavam todos. A diferença, para nós cristãos, é que Israel era guiado por um Deus verdadeiro, ao contrário de tantos deuses que os países tinham. Então, usando de lógica, todos no mundo eram assassinos.

    Deus não mandava matar, o mundo era assim. Babilônia, Síria, etc… Todos guerreavam. É equívoco isolar o povo de Israel a fim de acusar a Deus. Por isso O chamamos, dentre outros epítetos, de SENHOR DOS EXÉRCITOS. Olhe em volta: estamos, nós humanos, sempre em guerra. ;)

    “R: terra roubadas , saqueadas pelos sem terras hebreus, homens hipócritas usando o nome de Deus em vão nos seus derramamentos de sangue , guerra santa = latrocínios religiosos”

    Como já disse, o mundo vivia assim, só que, desde Abraão, os hebreus já tinham ganho suas terras. Questão religiosa? Sim. E também política. Claro.

    “R: jesus levou duas testemunhas para verem ouvirem que conversar com mortos é possível, e disse que quem se instruir na verdade e tiver fé conseguirá fazer obras maiores ainda, talvez a medium não era tão má pessoa a ponto de voce querer compara-la ao Diabo.”

    Elias e Moisés não estavam mortos, mas no Paraíso (já leu a história do rico e Lázaro, deveria). Quanto às testemunhas, chegava a hora de sua morte (Jesus), os ‘mortais’ precisavam crer no sobrenatural. E fazer mais maravilhas, significa que Jesus eternizaria seu evangelho, como de fato aconteceu. Há cristãos pelo mundo todo, inclusive em países comunistas e ex-comunistas, fazendo maravilhas, como curas e renovações espirituais. Tratamos de vida eterna.

    Até para quem acredita que era Samuel, todos concordamos que a necromante era totalmente sem luz, vivia em caverna, e tinha a aparência horrível. Não disse que ela era o Diabo, como também no caso, Samuel NÃO entrou em seu corpo hehehe, ela, supostamente o viu e descreveu a Saul a aparência de um homem, que Saul acreditou ser Samuel.

    “R: se Saul soubesse .que ele e a sua familia morreriam no outro dia, antes teria vindo passar sua férias no Brasil, mesmo que precisasse vir nadando.”

    Em vida Samuel já dissera a Saul que ele estava perdido. Como disse, qualquer um podia ver que a guerra estava perdida para Saul. O que ele queria era um milagre. Saul sabia que morreria com seus filhos na guerra. E detalhe, não poderiam fugir para o Brasil, estavam cercados. (Samuel já dissera que Deus os entregaria aos filisteus).

    “R: a biblia tambem, recomenda prudencia contra os falso pastores e falsos profetas,mas as igreja continuam lotadas deles.
    seja no espiritsmo seja em qualquer religião usar em vão o nome de Deus para extorquir dinheiro facil explorando a fé alheia, dos ingênuos, tolos gananciosos, dos preguiçosos , do “mendigos da Fé” , dos negociantes das graças divinas, tudo isso é despresivel.”

    A Bíblia não trata de religiões como espiritismo, não trata de ateísmo. Todas as profecias são para o povo de Deus descendente de Abraão, inclusive cristãos que são a nação também de Abraão. Esses escândalos nas igrejas não nos surpreendem porque o Mestre nos avisou há dois mil anos atrás de tudo que aconteceria. Mas concordo com você: charlatanismo é nojento e infernal.

    Abração! :)

    ps – gostaria que houvesse um outro lugar para conversarmos, não acho um blog ateu adequado, pois, apesar de minhas brincadeiras, levo a fé a sério.

  70. Boa noite Day

    Não reconheço e nem conheço nenhuma profecia de fariseu. Pode me dar a passagem na Bíblia?

    R: joão 11:49 E Caifás, um deles que era sumo sacerdote naquele ano, lhes disse: Vós nada sabeis,
    50 Nem considerais que nos convém que um homem morra pelo povo, e que não pereça toda a nação.
    51 Ora ele não disse isto de si mesmo, mas, sendo o sumo sacerdote naquele ano, profetizou que Jesus devia morrer pela nação.

  71. é Criaturo o assunto é complexo, ainda nao tenho uma posiçao definida para isso, mas te digo que: considero os dejavus mais pertinentes e intrigantes do que os sonhos normais , que acontecem quando estamos dormindo. o fato de os dejavus acontecerem quando estamos acordados e plenamente conscientes é bem intrigante e interessante, ja li alguns estudos e pessoas defender que isso seria apenas o nosso cerebro registrando aquele acontecimento de forma atrasada dando a impressao de que seria algo futuro , uma recordaçao do futuro, mas na verdade é vamos dizer: “defeito do cerebro, problema de organizaçao de pensamentos, talvez problemas eletro-quimicos momentaneos.

    mas ao acontecer, de vez em quando, nao sei se com voce tambem, da uma sensaçao bem esquisita e cabulosa, as vezes ate soamos frio e sentimos aquele gelo na espinha, tem hora que é muito real aquela sensaçao de ja ter vivenciado aquilo, e quando ainda por cima , sabemos o que vai acontecer segundos depois; em estando conversando com alguem e sabemos exatamente o que a pessoa vai dizer é SINISTRO,
    ate no filme MAtrix eles utilizaram essa deixa para explicar no contexto do filme que as coisas ja estavam programadas assim, como isso é um fato que intriga muita gente no mundo, eles aproveitaram o tema e desenvolveram no filme para dar suporte ao enredo, tipo> era uma falha dentro da Matrix.
    o que me pergunto hoje em dia é pra que serve esses tipos de experiencias e sensaçoes?, no caso delas serem realmente sobrenaturais ou extra-corpóreas se assim melhor as definir-mos!
    coisas tem que ser uteis, nao?
    se nao conseguimos interpretar sonhos e lembrar bem das situaçoes experimentadas, nao seriam estas sem sentido apenas? no caso de vidas passadas, ou ate mesmo de acontecimentos futuros, pra que servem afinal? se o enredo aparece em micro fragmentos e nao podemos racionalizar sobre eles , qual a utilidade?
    sera que nao sao apenas a hipotese 1 apresentada por voce mesmo? de criaçoes do cerebro?
    conversar com parentes morttos e nao lembrar de praticamente nada, é algo util e interessante? é um enigma criado pelo nosso proprio cerebro a fim de nos enrolar? ou é um enigma que vem de fora e nunca somos capazes de desvendar, e fica parecendo uma piada de mal gosto?

  72. Day

    Não considero o profeta Samuel assassino, vixe! Nem o rei Davi… Sabemos que o mundo, nesses tempos, estava em guerra por terras e despojos. Todos matavam todos. A diferença, para nós cristãos, é que Israel era guiado por um Deus verdadeiro, ao contrário de tantos deuses que os países tinham. Então, usando de lógica, todos no mundo eram assassinos.

    R: não adianta tentar justificar o injustificável, pois matar sempre sera errado e usar o nome de Deus para isso é desprezível.

    Por isso O chamamos, dentre outros epítetos, de SENHOR DOS EXÉRCITOS.

    R: isso deveria ser considerado um verdadeiro pecado da ignorância humana.

    Como já disse, o mundo vivia assim, só que, desde Abraão, os hebreus já tinham ganho suas terras.

    R: sei a terra prometida por deus, que ótimo negócio não ?
    basta expulsar os invasores infiéis de suas terras matar suas crianças e velhos e herdar a terra prometida, esse deus dos exércitos é totalmente humano, um tremendo mal exemplo.

    Elias e Moisés não estavam mortos, mas no Paraíso (já leu a história do rico e Lázaro, deveria).

    R: digamos que seus corpos ja tinham virado adubos a muitos anos e voce esteja se referindo as suas almas ou consciências no paraiso, mas de fato eles apareceram e conversaram com Jesus no monte da transfiguração.
    na parábola do rico e do lazaro podemos concluir que quer morre não passa por julgamento nenhum e a sua consciência desperta no local da sua afinidade moral, Jesus não disse que era impossível um morto voltar e sim que se voltasse ninguém daria credito as suas palavras de fato muitas EQM são consideradas alucinações do cérebro dopado.

    Há cristãos pelo mundo todo, inclusive em países comunistas e ex-comunistas, fazendo maravilhas, como curas e renovações espirituais. Tratamos de vida eterna.

    R: ok mas conversar com mortos esta fora do que Jesus ensinou levando 2 testemunha para testificarem que isto também é possivel ?

    Até para quem acredita que era Samuel, todos concordamos que a necromante era totalmente sem luz, vivia em caverna, e tinha a aparência horrível. Não disse que ela era o Diabo,

    R: todos não! só os candidatos a s “fofoqueiros do inferno” levantadores de falsos testemunhos

    O que ele queria era um milagre. Saul sabia que morreria com seus filhos na guerra.

    R: se saul era tambem um “vidente” por que raios vivia consultando samuel e tambem foi consultar a médium de Endor ?
    Se alguem soubesse com precisão o dia , o local e a forma antecipadamente da sua morte faria de tudo para evitar, até mesmo o desespero de querer atravessar o oceano para fugir dela..

    A Bíblia não trata de religiões como espiritismo, não trata de ateísmo. Todas as profecias são para o povo de Deus descendente de Abraão,

    R: é por isso que eu mantenho -me na humilde condição de apenas um criaturo de Deus.
    Existe uma grande diferença entre ser e auto intitular-se.
    isto serve para o que se diz “cristão” tambem.

    ps – gostaria que houvesse um outro lugar para conversarmos, não acho um blog ateu adequado, pois, apesar de minhas brincadeiras, levo a fé a sério.

    http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2011/06/03/david-hume-x-questiona-perfeicao-divina/
    assim que eu tiver um tempinho vou dar um “up” no blog, mas por enquanto fique a vontade é de gratis.

  73. GREGS

    mas ao acontecer, de vez em quando, nao sei se com voce tambem, da uma sensaçao bem esquisita e cabulosa, as vezes ate soamos frio e sentimos aquele gelo na espinha, tem hora que é muito real aquela sensaçao de ja ter vivenciado .

    R: normalmente sonho e depois de algum tempo na vida real quando me encontro no cenário do sonho me lembro que ja havia sonhado com aquilo, tipo previsão do futuro.

    em estando conversando com alguem e sabemos exatamente o que a pessoa vai dizer é SINISTRO,

    R: ainda não me encontro neste nivel, estou limitado apenas recordar que aquela cena ja ocorreu.

    ate no filme MAtrix eles utilizaram essa deixa para explicar no contexto do filme que as coisas ja estavam programadas assim, como isso é um fato que intriga muita gente no mundo, eles aproveitaram o tema e desenvolveram no filme para dar suporte ao enredo, tipo> era uma falha dentro da Matrix.

    R: talvez estamos vivendo um filme que ja tenha sido rodado, por algum motivo desconhecido em certa ocasiões conseguimos sair do filme e como um expectador lembramos que ja assistimos este filme , assim é possivel sabermos o que ira acontecer na próxima cena.

    o que me pergunto hoje em dia é pra que serve esses tipos de experiencias e sensaçoes?, no caso delas serem realmente sobrenaturais ou extra-corpóreas se assim melhor as definir-mos!
    coisas tem que ser uteis, nao?

    R: bom isso pode vir ajudar em caso de uma intuição de que maneira devemos agir no futuro, tambem servem como um tipo de evidência que existem fenômenos inteligentes desconhecidos a serem estudados e compreendidos.
    penso que alguns fenômenos inteligentes causados por espiritos, não possam ser manipulados ao nosso bel prazer, ja que precisamos contar com a ajuda de outros seres inteligentes, que nem sempre estão dispostos a satisfazerem nossas exigências, principalmente se frívolas ou infantis.
    Aqui como la existem leis que não podem ser contrariadas ou distorcidas.

    se nao conseguimos interpretar sonhos e lembrar bem das situaçoes experimentadas, nao seriam estas sem sentido apenas?

    R: pelo menos comigo respostas através de sonhos veem sempre de forma enigmáticas do tipo eu conto uma parábola e voce “gafanhoto” quando estiver preparado encontrará a sua moral na história.

    no caso de vidas passadas, ou ate mesmo de acontecimentos futuros, pra que servem afinal? se o enredo aparece em micro fragmentos e não podemos racionalizar sobre eles , qual a utilidade?

    R: cara! ja sonhei que andava abraçado com uma mulher pelas ruas de outro pais , falando um idioma estranho mas sentia um afeto muito grande por ela, acordei com um tremenda sensação de perda de uma pessoa muito amada, este tipo de sonho entendendo como uma lembrança de uma vida passada ou então de fato nos encontramos em algum lugar, poder visitar pessoas queridas em algum lugar do universo não tem preço.
    Quanto ao racionalizar como ja disse depende da capacidade de cada um, pois a consciência estando presa ao cérebro fica oscilando entre duas realidades misturando-as, sem falar das ilusões inventadas e as realidades dos dois mundo distorcidas pelo cérebro.
    Este estado é bem comun quando voce esta na transição da consciência prestes a dormir ou quando acabou de acordar é comum voce vê coisas estranhas,
    Uma coisa é certa quanto mais a sua consciência “adormece” neste mundo mais ela desperta ficando lucida no outro.
    obs. quando vivenciamos através dos sonho experiência marcantes ao voltar para o corpo nosso espirito gravas as principais emoções na memória fisica do cérebro, no meu tenho algumas antigas registradas até hoje, porem coisas banais são deletadas ou jampeadas para não ocuparem espaço inútil dentro da memória.

    sera que nao sao apenas a hipotese 1 apresentada por voce mesmo? de criaçoes do cerebro?

    R: Não nego que a maioria dos sonhos estejam relacionados ao nosso apego material que representam com mais força a nossa realidade consciênte,mas neles tambem existem também experiência inteligentes que trazida para nossa realidade física produz seus efeitos nela.

    conversar com parentes morttos e nao lembrar de praticamente nada, é algo util e interessante?

    R: cara ja tive algumas experiências neste sentido umas bem marcantes , vou resumir algumas:
    R: sonhei com meu pai falecido abracei e perguntei se a pena dele tinha sarado ele disse que estava nova, detalhe que ele morreu quando eu tinhas apenas 5 anos, no sonho eu o abraçava como adulto.
    Sonhei que estava deitado na minha cama luz apagada abri os olhos e estava em pé ao lado da minha cama um médium ja falecido o qual eu o conheci ja velho com cabelos brancos e cadeirante, mas neste “sonho” ele estava em pé aparentando uns 27 anos cabelo preto penteado para traz com gel tipo anos 70, ele olhava direto para mim e eu para ele ambos não falamos nada, dava para ver o branco do olho dele.
    Depois me informando sobre ele me disseram que aparência dele quando novo batia com o meu sonho.

    Certa vez antes de dormir nas minha orações pedi a Deus que se fosse verdade que é possivel o espirito sair do corpo e visitar o mundo espiritual eu queria voltar para o corpo com essa memória :
    Sonhei que estava sendo recebido por um homem em uma espécie de teatro de um hospital, ele chanou duas moças que ao me verem vieram me cumprimentar como se eu fosse um velho conhecido, mas ao tentarem me beijar percebi que tinham uma cicatris no rosto muito feia então ao fazer menção de desviar o rosto, percebi um olhar de tristeza no rosta delas então disfarcei e retribui o carinho, nisto comecei me conscientizar do ambiente que me encontrava um tipo de teatro onde todos vestiam um roupão azul tipo hospital e todos ali possuíam algum tipo de sequelas, foi quando pensei : “sera que todos aqui estão mortos ? ” e fui perguntar para uma velhinha que estava sentada numa das poltronas, parei de frente a ela, era magrinha e com todos cabelos branquinhos, olhei para ela e apenas pensei em lhe perguntar se todos ali estavam mortos ?
    antes de fazer a pergunta Ela me disse assim: ” ah! voce esta vivo né ? Bem que fomos avisados que hoje teríamos a presença de um vivo nos visitando! ”
    Acordei com o coração batendo forte.

    é um enigma criado pelo nosso proprio cerebro a fim de nos enrolar? ou é um enigma que vem de fora e nunca somos capazes de desvendar, e fica parecendo uma piada de mal gosto?

    R: Diria que nosso cérebro tem mania de querer inventar justificativas para tudo, na verdade ele é uma maquina que tem medo de morrer e de perder o controle, mas quando anestesiado permite que a nossa alma se torne mais lucida neste estado ela consegue mais ou menos se comunicar com outras almas tambem mais ou menos lucidas, também ligadas ao cérebro ou não.

  74. thanks , Criaturo

  75. Lendo o texto, além de outros que já li sobre argumentos contra a existência de Deus, percebo que os ativistas céticos geralmente usam de muita especulação, presunção e achismo para tentar, inutilmente, provar que Deus não existe. Coisas do tipo:

    – “Se Deus criou o universo, então, quem criou Deus?” (Ora, se Deus tivesse sido criado, Ele não seria Deus!)

    – Se Deus existe e é bom, então, por quê existe o sofrimento no mundo? (Ora, o sofrimento é algo que pode abalar a nossa fé; mas não é prova para a inexistência de Deus; pois, Deus, pode ter algum importante motivo para permitir o sofrimento no mundo).

    – Se Deus existe, então, por quê ele nunca apareceu para mim ou não atendeu o meu pedido? (Ora, isso também não é prova para a inexistência de Deus; Ele pode ter inúmeros motivos para tal).

    – Eu não consigo compreender o Deus bíblico, Ele parece ser louco, tirano e contraditório. (Ora, se pudéssemos compreender Deus e seus desígnios, Ele não seria Deus; pois, o finito não pode compreender completamente o infinito!)

    – Pode Deus criar uma pedra que não consiga erguer? Se não consegue erguer a pedra não é omnipotente; se não consegue criar tal pedra não era omnipotente desde o início. (Ora, esse tipo de paradoxo, resulta de uma confusão sobre o conceito de onipotência divina)

    – Se Deus é perfeito, por quê então criou o homem imperfeito e sujeito ao pecado? Se Deus sabia que o homem ia pecar, por quê lhe deu o livre-arbítrio?

    – Etc.

    Tais argumentos, da qual o texto está cheio, não são evidências válidas para a inexistência de Deus; mas sim, para um Deus que gostaríamos que existisse segundo a nossa vontade e nosso intelecto humano limitado. Achar, eu também acho um monte de coisas; quero ver provar com evidências filosóficas, históricas e científicas que Deus realmente não existe!

    Se houvesse uma prova matemática ou científica, contra ou a favor a existência de Deus, todos os cientistas sérios seriam ateus ou crentes. A verdade é que a CIÊNCIA até hoje não tem uma resposta sobre a origem do universo, da vida e da consciência, quando mais sobre Deus. O resto, é mera especulação!

    Portanto, acreditar que Deus existe ou não, ainda continua sendo uma mera QUESTÃO DE FÉ e não de racionalismo! Há grandes gênios da humanidade que não acreditam em Deus; assim como há grandes gênios, tão ou mais inteligentes, que acreditam em Deus. Dizer que a crença em Deus é uma tolice, é uma artimanha usada pelos céticos que não corresponde à verdade; isso é desonestidade intelectual!

    Embora, de minha parte, penso que toda vez que a Ciência confirma um milagre da Igreja, mesmo que indiretamente, ela prova a existência de Deus. E os cientistas sabem se render à VERDADE quando se deparam com ela; basta ver que, segundo o Pe. Quevedo, da equipe de cientistas do STURP que estudaram o Santo Sudário (onde apenas 7 eram católicos) todos (exceto o Dr. McCrone) se converteram ao catolicismo. E o físico jesuíta Dr. Robert Spitzer afirmou que 50% dos astrofísicos estão ‘saindo do armário’ para aceitar a necessidade de um Criador, fora do espaço e do tempo.

  76. PORQUE O DEUS CRISTÃO É POSSÍVEL

    “Introdução”
    —————

    Já argumente aqui que, por incrível que pareça, há mais EVIDÊNCIAS FILOSÓFICAS, HISTÓRICAS e CIENTÍFICAS para a existência de um Deus verdadeiro e de uma religião autêntica do que de nenhum deus e de nenhuma religião! Não vou detalhar aqui porque é muito extenso, mas comentei sobre isso no post: “To be, or not to be… (page one)”.

    https://deusilusao.com/2013/04/14/to-be-or-not-to-be-page-one/

    “Definindo Iavé”
    ——————–

    Primeiramente, precisamos entender o conceito de Deus para a filosofia e a teologia a fim de entendermos seus atributos divinos de eternidade, onipotência, onipresença, onisciência, etc.; como também, entender o conceito e os limites desses atributos divinos.

    Todos sabemos que do NADA ABSOLUTO, nada pode vir a existir e que tudo no mundo tem uma causa anterior que lhe causou a existência. Portanto, quase todos os seres do universo são contingentes; pois dependem de outro para vir à existência. Porém, NECESSARIAMENTE, tem que existir pelo menos um ser incontingente (que tão teve causa) que é a causa de todos os demais e que é ETERNO, ou seja, que sempre existiu!

    Para a filosofia e a teologia, esse ser INCONTINGENTE e ETERNO é DEUS; pois, se Deus tivesse sido criado, Ele não seria Deus.

    Para a teologia e a filosofia, necessariamente, Deus tem que ser ONISCIENTE; porque, se pudesse haver um ser mais sábio do que Deus, Ele não seria Deus.

    Para a teologia e a filosofia, necessariamente, Deus tem que ser ONIPOTENTE; porque, se pudesse haver um ser mais poderoso do que Deus, Ele não seria Deus.

    Para a teologia e a filosofia, necessariamente, Deus tem que ser INFINITO; porque, se pudesse haver um ser maior do que Deus, Ele não seria Deus.

    Ou seja, para a filosofia e a teologia, NECESSARIAMENTE, Deus tem que ter todos esses atributos divinos para ser Deus verdadeiro; senão, se Deus não fosse INCONTINGENTE, ETERNO, ONISCIENTE, ONIPOTENTE, INFINITO, etc., Ele não seria Deus; pois Deus é o “top dos top”!

    Entenderam? Isso é uma questão de LÓGICA e não de FÉ!

    Vale a pena ler sobre a famosa prova filosófica, as “CINCO VIAS DE SÃO TOMÁS DE AQUINO”, sobre a existência de Deus:

    http://andrehenriquerodrigues.blogspot.com.br/2010/07/as-vias-de-sao-tomas-de-aquino.html

    Resumidamente, isso é o que os filósofos e teólogos, através da razão, conseguiram descobrir sobre Deus (Diz-se que Sócrates morreu dizendo: “Causa das causas, tenha pena de mim!”.). O restante, veio da revelação bíblica e da revelação pública de Deus aos homens na pessoa de Jesus Cristo.

    Incrivelmente, o Deus revelado pela Bíblia contém os atributos divinos do Deus (LOGOS) filosófico e teológico!!!

    Agora, o que é a ONIPOTÊNCIA DIVINA? Será que Deus pode, por exemplo, somar 2 + 2 e dar um resultado diferente de 4? Ou será que Deus pode, com apenas um peão, vencer um jogo de xadrez honestamente? Ou criar uma pedra tão pesada que Ele mesmo não possa levantar? Ou criar um ser mais poderoso do que Ele mesmo? Ou, então, resolver outro paradoxo da onipotência, como é conhecido?

    Esse assunto já foi debatido por grandes filósofos e teólogos; sendo que São Tomás de Aquino (conhecido por Doutro Angélico, tamanha inteligência e sabedoria), brilhantemente, vai concluir que “a onipotência de Deus não está em fazer atos impossíveis, e sim poder fazer todos os atos possíveis”.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Paradoxo_da_omnipot%C3%AAncia

    Ou seja, a ONIPOTÊNCIA DIVINA não tem exatamente o mesmo significado da palavra onipotência!

    Portanto, antes de criticar o Deus cristão e seus atributos, devemos entender o conceito de Deus e dos atributos divinos.

    Quanto à questão do livre-arbítrio, a própria Bíblia afirma que não cabe ao homem escolher o seu destino, mas sim escolher entre o bem e o mal. Portanto, o livre-arbítrio não é poder fazer qualquer coisa; por exemplo, escolher o mal e depois que morrer escolher o Céu. Sim, podemos escolher seguir o caminho do bem ou o caminho do mal; só que essa decisão tem consequências distintas, pois cada caminho leva a um lugar diferente!

    Deus é Misericórdia, mas também é Justiça; e sua justiça é perfeita!

    Por acaso, é justo um homem santo receber, no fim da vida, a mesma recompensa do que um terrível pecador?

    Por acaso, é justo uma criatura ser adorada em vez do Criador?

    Por acaso, é justo Deus não ser obedecido?

    Por acaso, é justo Deus, o Altíssimo, renegar a si mesmo, seus princípios, suas leis celestes, seus projetos e desígnios a favor da vontade e dos caprichos humanos?

    Por acaso, é justo uma criatura querer ser como Deus ou querer tomar o seu lugar?

    Como Deus pode governar, se suas criaturas não fizerem a sua vontade?

    Só existe um lugar para aqueles que não querem servir a Deus, onde não chega a luz de Deus; esse lugar é as trevas do Inferno! E os demônios e as almas condenadas preferem o Inferno do que servir a Deus!

    O livro “O DIÁLOGO”, de Santa Catarina de Sena (que ela afirma ter sido ditado pelo próprio Deus), esclarece bem detalhadamente esse fato. Coloquei alguns trechos do livro, que fala sobre o juízo particular e sobre o Inferno, no post “To be or not to be” (page two)”.

    (…)

  77. D.R., faz aqui o meu teste no texto Teste seus amigos crentes.

    Você parece ser o único capaz de passar.

  78. PORQUE O DEUS CRISTÃO É POSSÍVEL

    (…)

    A perfeição busca ainda mais perfeição
    ————————————————–

    A perfeição gera imperfeição
    ————————————

    Vejam, conforme eu disse antes, quantas afirmações e argumentos absurdos, em apenas dois parágrafos, que os ativistas céticos geralmente usam para tentar destruir Deus:

    – “Um Deus que é perfeito não faz qualquer coisa senão existir ”
    – “Um criador perfeito é impossível”
    – “Se algo é perfeito, este algo é completo – não precisa de qualquer outra coisa.”
    – “Se algo é perfeito, nada imperfeito pode vir dele.”
    – “Tudo que é perfeito não pode criar coisas imperfeitas.”
    – “Um Deus perfeito que cria seres humanos imperfeitos impossível.”
    – Etc.

    Ora, Deus é perfeito enquanto Deus, porque nada lhe pode ser acrescentado que o torne mais perfeito; se pudesse, Ele não seria Deus.

    Deus basta a si mesmo; mas nos criou por amor para que pudéssemos compartilhar sua existência.

    E quem disse que um ser perfeito não pode criar algo menos perfeito do que Ele?

    Por acaso, um exímio artista não pode fazer uma obra imperfeita, se assim o desejar?

    Um artista imperfeito (sem talento) não pode criar uma obra perfeita, mas um artista perfeito (talentoso) pode sim criar uma obra imperfeita!

    Um ser superior pode se rebaixar ao nível de um ser inferior (como fez Cristo), mas um ser inferior não pode se elevar a um ser superior.

    Mesmo assim, o homem (bom, belo, inteligente, saudável. etc.) também é perfeito, enquanto criatura humana; mas é imperfeito se comparado a Deus.

    Portanto, o raciocínio apresentado no texto está imperfeito.

    O argumento do livre-arbítrio
    ————————————-

    Como seu disse antes, quanto à questão do livre-arbítrio, a própria Bíblia afirma que não cabe ao homem escolher o seu destino, mas sim escolher entre o bem e o mal. Portanto, o livre-arbítrio não é poder fazer qualquer coisa; por exemplo, escolher o mal e depois que morrer escolher o Céu. Sim, podemos escolher seguir o caminho do bem ou o caminho do mal; só que essa decisão tem consequências distintas, pois cada caminho leva a um lugar diferente!

    Esse negócio de que, se não houvesse livre-arbítrio, seríamos infelizes ou robôs também é baboseira. Haja vista, que no Céu a felicidade é eterna e não há mais livre-arbítrio; pois, lá, todos fazem a vontade de Deus.

    Portanto, não devemos confundir o livre-arbítrio (que seria a liberdade de escolher entre o bem e o mal) com liberdade ou libertinagem.

    “O Deus todo-bondade cria sofrimento futuro premeditado”
    ————————————————————————–

    Sim, na sua onisciência, Deus viu que muitos seriam condenados; mas, também, viu que muitos seriam salvos.

    Se Deus tivesse visto que nenhum ser seria salvo, talvez, resolvesse ficar só. Porém, por causa dos justos, ele resolveu nos criar.

    Lembremos que Deus é infinita Misericórdia, mas que sua Justiça não é menor! Todos querem um Deus infinitamente misericordioso, mas poucos aceitam um Deus extremamente justo!

    Lembrando também que, segundo Santa Catarina de Sena, os demônios e as almas condenadas vão para o Inferno de livre e espontânea vontade; pois, preferem viver lá, longe da luz de Deus, do que aceitar seu perdão e servi-lo!

    Punição infinita por pecados finitos
    ——————————————–

    Não é bem assim; pois, devido a seta do tempo sempre seguir em frente e nunca voltar atrás, muitos de nossos atos podem ter consequências infinitas ao longo da história. É o chamado “EFEITO BORBOLETA”.

    Por exemplo, uma mulher que aborta um filho ou um assaltante que mata um futuro pai de família, não mata apenas uma pessoa; mata toda a futura geração que essa pessoa poderia ter; alterando os planos de Deus e toda a história do mundo.

    Por isso, as consequências do pecado são MUITO MAIS GRAVES do que podemos imaginar!

    Não é a toa que Deus vai dizer à Santa Catarina de Sena que a Misericórdia de Deus chega até o Inferno; pois, os condenados não sofrem tanto quanto mereciam!

    Outra coisa, enquanto neste mundo sujeito ao tempo e ao espaço, temos o livre-arbítrio de escolher ser templo de Deus (escolhendo o bem) ou tempo do Demônio (escolhendo o mal). Na eternidade, quem vai para o Céu perde o pouco de mal que ainda tinha (no Purgatório), pois lá não chega mais as trevas do Demônio (que é a fonte de todo o mal); e quem vai para o Inferno perde o pouco de bom que ainda tinha, pois lá não chega mais a luz de Deus (que é a fonte de todo o bem).

    Portanto, em vez de perder tempo julgando se é injusto ou não existir uma pena eterna pelos nossos pecados, é melhor sermos prudentes e seguir a Aposta de Pascal!

    (…)

  79. D. R., em 19/05/2013 às 14:46 disse:
    “é melhor sermos prudentes e seguir a Aposta de Pascal!”

    Se você acha que pode enganar a uma divindade usando a aposta de Pascal, deve achar que ela é uma divindade estúpida. E se ela aceita, deve mesmo ser.

  80. Na falta de um Deus, haja retórica…

  81. DR.,

    porque 93% dos membros da Academia Americana de Ciências são ateus/agnósticos ?

  82. Esse DR deve estar de gozação. Não dá para acreditar que alguém seja tão obcecado e tão obtuso assim.

  83. D.R disse :

    Deus basta a si mesmo; mas nos criou por amor para que pudéssemos compartilhar sua existência.

    R: E também criou o inferno , pra quem não lamber as bolas dele queime eternamente. (ele tem problema de carencia afetiva, auto afirmação etc)

    Seu deus Sr. D.R é um doente mental (Ou será as pessoas que criaram um deus doente mental?!)imagem e semelhança deles mesmos rrsss

  84. ADAM,

    Certamente suas bolas são pouco atraentes. Uma coisa que me intriga: Qual será seu trauma, mané! Vejo que, além de sabermos de sua dúvida, você deve ser uma ameba, um vírus, tentando arrebanhar um quintal, ou qualquer lembrança, onde você, certamente, se deu mal. Assuma, fio! Conselho: Jamais faça amizade com ateus! Como são também igrejas uma enganação… Pense antes! hehehe!

    ÉS ATEU AGORA?

    Assino: DAY!

  85. ADAM!!

    Se o magoei, peço desculpas, amore!!! Beijos sinceros. :)

  86. Day: Não ha pessoas mais sensatas e legais para se fazer amizades do que os ateus?!; parece até um paradoxo uma pessoa deista igual a mim se sentir tão bem no meio ateu!!
    Mas fazer o qeu eu gosto de pensar!! e onde vou encontrar isso fora do meio ateu?! no meio evangéilico?! (kkkkk conta outra piada melhor do qeu essa…)
    Com relação a me ofender eu não me ofendo não com o qeu voce diz!! e sabe porque?! (agora espero qeu voce nãose ofenda pois gosto muito de voce) eu penso qeu voce não “gira” bem rrssss
    Voce me lembra a peixinha azul do “procurando Nemo”( Voce me diverte rrss)

  87. Corrigindo ali em cima tirem o não depois da palavra Day

  88. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    não poderia ter uma definição melhor para a nossa amiga adam…

  89. ADAM,

    “ha pessoas mais sensatas e legais para se fazer amizades do que os ateus?!;” hehehe!

    Sim, há! Já experimentou ter amigos filósofos, escritores, artistas, intelectuais, pensadores, tipo, gente que não encana com essa estória sem fim de “Deus não existe para mim, e você deve acredita”?

    Pareço ‘não girar bem’ né? hehehehe! kkkk!

    É porque passo horas e horas lendo e escrevendo! Sou dramaturga e formada em roteiro p/ cinema e tv, e mais uma faculdade (não terminada ainda) de Letras. Estudo grego, um pouco de sânscrito, inglês e língua portuguesa. Tenho uma peça para teatro roubada que foi montada na Europa (Itália), onde – se Deus quiser – lançarei o livro de minha vida (ficção), um livro que resume, creio eu, a alma humana. Sou mãe, esposa, dona-de-casa, adoto animais de rua, e mais algumas coisas que faço, mas não vem ao caso.

    Deve ser por isso que pareço doida, talvez até seja meio doida mesmo, mas o bom em mim é que não tenho e nem quero ter maldade dentro de mim.

    Posso ser mais séria, porém é assim que relaxo e me divirto – no bom sentido.

    Não acredito muito em amizade virtual (não mais), contudo, tenho respeito por todos aqui, acredite, principalmente pelo Barros e pela Shirley. Mas são todos inteligentes e educados e isso me encanta. Mas fique tranks, de repente desapareço de vez. ;)

    Sem mágoas. Beijo..

  90. Mais ou menos isso:

    “Quero para mim o espírito desta frase,
    transformada a forma para a casar com o que eu sou:
    Viver não é necessário; o que é necessário é criar.”

    Fernando Pessoa

  91. Esqueci:

    Um grande abraço para o inigualável Saracura2, que foi o primeiro cara que me recebeu aqui com muito carinho e respeito. O Barros fez até um poema para mim hehehe, até saber que eu era… crente!

    GREG, andas com saudades de mim? Vi que fui citada por ti hehehe!

    Boa noite, galera!

  92. Gostei de conchecer teu curriculo Day!! mas estas pessoas citadas por voce ai em cima na sua grande maioria são ateus tb.
    Quero te dizer que: Não vejo sensatez nos religiosos tb não!! cada um empoleirado nos seus costumes e dogmas e não abrem mão do seu poleiro pela busca da verdade nem que a coisa esteja clara como um dia de sol.
    São estas pessoas qeu voce quer que eu tenha amizade?! não as suporto!!
    Prefiro os deistas!! ainda qeu isto posso nos levar ao ateismo ou não; é muito gostosa esta caminhada livre de cadeias e correntes dogmaticas da religião.

    Entendeu amiga?! Os religiosos preferm ficar nos seu poleiros cagados do qeu sair na busca da verdade.

    Voce é tão inteligente!! porque este negocio de Jack and Raid?! as vezes voce me lembra ele.
    É um mata e beija sem fim kkkkkkkkkkkk

  93. PORQUE O DEUS CRISTÃO É POSSÍVEL

    (…)

    Crença mais importante que ação
    ——————————————

    Não é isso que a Igreja Católica ensina; a própria Bíblia diz que “A FÉ SEM OBRAS É MORTA”. Quem é mais fácil se salvar? Um ateu realmente honesto e justo ou um padre pedófilo ou um pastor ladrão?

    Fora da Igreja não há salvação, mas isso não quer dizer que quem não é cristão não será salvo, ainda mais aqueles que são bons e estão em ignorância invencível; na verdade, eles se salvam por causa da Igreja que está no mundo mas não pertence ao mundo; pois ela é o corpo místico de Cristo que continua sua missão salvífica ao longo da história.

    Quando o padre levanta a hóstia eucaristia, ele diz: “EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO”; ou seja, Ele espia o pecado do mundo inteiro e não apenas dos católicos. Ao sacrifício de Cristo, se une o sacrifício de todos os cristãos que sofrem para a salvação das almas; por isso, não devemos reclamar da cruz que Deus nos deu nesta vida, pois o sofrimento do cristão não é em vão e seremos recompensados por isso quando entrarmos na glória eterna e não nesta vida.

    Não sabemos os meios por qual Deus salva os pagãos, pois só sabemos o que Deus nos revelou na Bíblia. Porém, para os cristãos, o caminho seguro da salvação que Deus nos deu foi a Igreja.

    Revelação imperfeita da perfeição
    ——————————————-

    Justiça contraditória
    ————————-

    Às vezes, os céticos se parecem mais com um crítico invejoso diante da obra prima de um grande artista; que, em vez de apreciar a beleza total da obra e o talento do autor, fica procurando defeitos em alguns pequenos detalhes.

    A Bíblia é uma obra maravilhosa, incomparável na literatura mundial com qualquer outro livro sagrado de qualquer outra religião. Não podemos comparar a sociedade da nossa época com o contexto daquela época. Mesmo assim, tanto a religião judaica como a religião cristã era muito mais coerente, culta, sábia, justa, misericordiosa e avançada do que as outras religiões pagãs da época. Enquanto o cristianismo aboliu o sacrifício de animais que havia no judaísmo, muitas religiões pagãs sacrificavam crianças e até mesmo seus próprios filhos!

    Devemos lembrar que a Bíblia não caiu do Céu com zíper e tudo (como brinca o Pe. Paulo Ricardo); ela não foi escrita e nem ditada por Deus, mas sim escrita por homens inspirados por Deus durante vários séculos e registra a história do povo hebreu e sua relação com Deus, a revelação pública de Deus na pessoa de Jesus Cristo, os escritos dos primeiros cristãos, etc. Saber quais partes foram inspiradas por Deus e quais não, se houve algumas mudanças na transmissão da tradição oral, ou se houve alguns pequenos erros de tradução e compilação ao longo do tempo, é difícil saber. Pode até ser que haja algumas pequenas contradições no texto bíblico, mas nada que altere as bases fundamentais da fé cristã; mesmo porque, muitas dessas supostas contradições (em especial, as do Novo Testamento) são, na verdade, erros de interpretação ou complementos umas das outras.

    Por exemplo, São Lucas (que era um médico muito culto e discípulo do apóstolo Paulo), ao escrever seu evangelho, teve que pesquisar muito (ele mesmo afirma em seu prólogo: “Depois de ter investigado diligentemente tudo, desde o princípio…”); não foi um anjo que lhe apareceu e lhe contou tudo, como de fato ocorreu com o livro profético do Apocalipse. Isso não significa que o Evangelho de Lucas não é digno de fé ou que não foi inspirado por Deus.

    Há partes da Bíblia que são de fácil interpretação, mas há outras que são extremamente difíceis; pois, tem que se saber o contexto histórico da época em que foi escrito, a linguagem e o estilo do autor, o gênero literário (se é profético, histórico ou poético), quais partes foram inspiradas por Deus e quais não, etc.

    Por isso, cabe ao Magistério da Igreja a legítima interpretação da Bíblia; que, diferentemente das religiões protestantes fundamentalistas, não faz uma interpretação literal da mesma e nem a considera um compêndio científico; mas, sim, interpreta a Bíblia como um todo segundo o contexto da época, procurando entender o pensamento de Deus em cada momento histórico; vendo que Deus foi se revelando aos poucos e que agiu como um pedagogo ao longo da história, culminando com sua revelação pública na pessoa de Jesus Cristo; e que Deus, senhor da história, escreveu usando o mundo como papel e o homem como caneta.

    História contraditória
    ————————–

    Por incrível que pareça, novas descobertas arqueológicas estão confirmando muitos relatos e personagens bíblicos (como Davi, Salomão, Pôncio Pilatos, etc.) que antes se pensavam ser mitos ou não se tinha certeza de sua existência.

    Muitos acadêmicos duvidavam da existência dos reis Davi e Salomão, até que foi encontrada uma inscrição referindo-se à Casa de Davi e até mesmo uma evidência arqueológica da luta entre Davi e Golias. Parece que as famosas minas de cobre do Rei Salomão também já foram encontradas. Evidências arqueológicas de guerras entre israelitas e egípcios, entre outras.

    Esses tempo atrás, assisti um sério documentário sobre um arqueólogo que (ao contrário do que se pensava) encontrou a exata posição das cidades de Sodoma e Gomorra e, ao investigar os sítios arqueológicos, verificou que foram destruídas por alguma enorme catástrofe incendiária; sendo que o mesmo encontrou até peças de argila vitrificada. Ao levar as peças a um especialista, esse afirmou que um incêndio comum ou vulcão não poderia ter produzido esse tipo de vitrificação e que algo semelhante só foi encontrado em locais onde houve explosões nucleares.

    Até sobre o Dilúvio já se encontraram evidências científicas, embora de um dilúvio local e não global.

    Etc., etc., etc. …. É só procurar no Google por “ARQUEOLOGIA DE ISRAEL” ou “ARQUEOLOGIA BÍBLICA” (em especial, no site ‘Tudo Sobre Arqueologia’ em inglês e português) ou “CIÊNCIA CONFIRMA A IGREJA”, etc.

    Isso não são relatos de textos antigos ou especulações de historiadores ou de fanáticos religiosos, são fatos arqueológicos concretos. As descobertas da arqueologia bíblica já são tantas que o Dr. Nelson Glueck (provavelmente, a maior autoridade em arqueologia israelita), afirmou:

    “Nenhuma descoberta arqueológica jamais contradisse uma única referência bíblica. Dezenas de achados arqueológicos têm sido feitos que confirmam, em linhas gerais ou detalhes exatos, afirmações históricas na Bíblia. E, pela mesma avaliação, um estudo próprio de descrições bíblicas tem geralmente levado à surpreendentes descobrimentos”.

    Profecias falhadas
    ———————–

    Mesmo que, supostamente, houvessem profecias falhadas ou mesmo falsas na Bíblia, as inúmeras profecias do Antigo Testamento (comprovadamente escritas séculos antes de Cristo, através dos Manuscritos do Mar Morto) que se cumpriram na pessoa de Jesus Cristo já são mais do que suficientes para comprovarmos que Deus realmente existe e inspirou os profetas bíblicos! Pois, homens não inspirados por Deus podem escrever histórias e estórias, fábulas, poesias, mentiras e até falsas profecias; menos fazer PROFECIAS AUTÊNTICAS! .

    Mesmo o primeiro livro da Bíblia, o Gênesis (que mais parece uma fábula aos olhos da ciência moderna), contém profecias; e, por isso, mesmo que seja anticientífico, podemos concluir que foi realmente inspirado por Deus!

    Acredito que não devemos interpretar Gênesis de forma literal (aliás, Santo Agostinho, já no século IV, não tinha uma interpretação literal de Gênesis). O fato dele não ser um ‘compêndio’ científico da criação, não significa que não foi inspirado por Deus; pois, acredito que Deus respeitou e usou a crença daquele povo na época para explicar a criação de um modo que eles pudessem entender; seria absurdo Deus falar, por exemplo, de Relatividade ou de Mecânica Quântica para uma tribo daquela época.

    Mesmo que alguns tentem associar a frase “Faça-se a luz” ao Big Bang ou que a ordem da criação em Gênesis corresponda, mais ou menos, aos fósseis encontrados nas camadas geológicas; acho que isso é muito pouco para afirmar que Gênesis ‘profetizou’ as descobertas científicas modernas.

    Porém, a PROVA de que Gênesis foi inspirado (e não escrito) por Deus é que ele (juntamente com outros livros da Bíblia) contém profecias cumpridas muitos séculos depois.

    Por exemplo, em Gênesis (o primeiro livro da Bíblia), a SERPENTE tenta a mulher; a qual Deus profetiza que um descendente da MULHER iria esmagar a cabeça da SERPENTE.
    Uma interpretação literal da Bíblia, nos leva a crer que era uma cobra falante mesmo. Porém, em Apocalipse (o último livro da Bíblia), a profecia esclarece que o grande dragão (Satanás) é a ANTIGA SERPENTE, que persegue a MULHER.

    Finalmente, séculos e séculos após a profecia de Gênesis, em 27 de novembro de 1830, NOSSA SENHORA (a nova EVA) aparece à Santa Catarina Labouré (cujo corpo está incorrupto) pisando na cabeça da SERPENTE e manda cunhar a famosa Medalha Milagrosa, alcançando inúmeras graças.

    Por isso, aos olhos da Igreja, a Bíblia é perfeitamente coerente do começo (Gênesis) ao fim (Apocalipse)!

  94. Pois é, ADAMS…

    Sei discernir quem é quem aqui,irmãozinho! Nem tão aparvalhada assim hehehe!

    Bem, quanto a ti, essa de deísta não rola. Não estou julgando sua posição e nem questionando sua fé. Só achei estranho um deísta usar discurso de neoateu (lamber bolas, etc.). Entretanto, essa é a questão, quer dizer, é cada louco com a sua ‘maninha’.

    As pessoas que citei não são religiosas, muito pelo contrário, apenas não perdem tempo querendo convencer as pessoas de seus pensamentos e crenças. A partir do momento em que bradamos nossas opiniões com o tom errado, torna-se, a meu ver, religiosidade no sentido de fanatismo mesmo.

    (Anônimo, se sou sua amiga, puxa, não custa se identificar, né?)

    “Voce é tão inteligente!! porque este negocio de Jack and Raid?! as vezes voce me lembra ele.
    É um mata e beija sem fim kkkkkkkkkkkk”

    Pois é… parece que tenho transtorno de múltiplass personalidades, mas, pode crer, amigão, é da profissão hehehe. Repara bem no Barros, ele é escritor. Há posts mais ingênuos, menos pedantes, e de repente ele desce a lenha na ‘crentaiada’. Ossos do ofício.

    E para terminar,

    Gostei de sua honestidade quanto a uma possível metamorfose de crenças hehe.

    Obrigada pelo carinho. ;)

  95. Olá, D.R.,

    “Finalmente, séculos e séculos após a profecia de Gênesis, em 27 de novembro de 1830, NOSSA SENHORA (a nova EVA) aparece à Santa Catarina Labouré (cujo corpo está incorrupto) pisando na cabeça da SERPENTE e manda cunhar a famosa Medalha Milagrosa, alcançando inúmeras graças.”

    Quanto mais venho aqui, mais doida fico. Que salada mista é essa? Essa seria a doutrina oficial da católica, apostólica, romana? Gente, homem é um mentiroso, escarnecedor, deturpador. E nesse ponto concordo com os ateus: Religião é câncer, ópio, crack hehe…

    Se na Bíblia está escrito que Jesus é o único mediador entre Deus e os homens, de onde saem tanbats senhoras, gentem?

    Abraço..

  96. DR dos Milagres

    E daí que tenham sido encontradas referências arqueológicas a personagens citados na bíblia?
    Era o mínimo que se poderia esperar, tendo em vista que os livros nela contidos tratam de um povo que existe de fato.

    Homero, na Odisseia, fala de Troia e por muito tempo pensava-se que tal lugar nunca existira, até Heinrich Schlieman a descobrir, na década de 70 dos anos 1800.
    Pela sua lógica devemos então acreditar que os deuses citados no poema de Homero existem também?

    Noto também que frequentemente você fala de cientistas convertidos à fé.
    Novamente, e daí? Isso prova apenas que tais pessoas, ainda que cientistas, sofrem da mesma limitação da maioria das pessoas, recuar diante do que não podem explicar e procurar o meio mais confortável de lidar com isso, atribuindo o desconhecido a um mítico criador de tudo.

    Suas infindáveis santas nada mais são que mulheres com alguma perturbação emocional que com frequência desenvolviam neuroses e pirações variadas.
    Curiosamente, o foco era sempre o que estava na moda, “visões divinas”, chagas, esse tipo de coisa.
    Se vivessem hoje provavelmente seriam dependentes de drogas, ou stalkers de algum famoso de cinema ou da música.
    Aliás é de se notar a completa ausência de santas por esses nossos tempos mais recentes.

    O que ninguém nunca explica é porque “Deus” achou por bem se revelar a um povo só, numa única época já relativamente tardia da história humana, descartando todos os povos que viveram antes dos judeus.
    Bem, nunca explicam porque não tem mesmo explicação; esse deus é, como todos os demais, uma invenção da mente humana, com o figurino certinho para a época em que foi criado.

  97. Shiiiiii!…. Nem Homero se tem total certeza de que existiu. A realidade é essa mesmo. Tem de ser pela fé, pois racionalmente fica intragável.

    Beijo..

  98. PORQUE O DEUS CRISTÃO É POSSÍVEL

    (…)

    O onisciente altera o futuro
    ———————————-

    O onisciente é surpreendido
    ———————————–

    Sim, a filosofia e a teologia chegam à conclusão que Deus tem que ser onisciente (senão, Ele não seria Deus) e as profecias bíblicas e as palavras de Cristo confirmam que Deus realmente sabe tudo, mesmo as coisas futuras impossíveis do homem saber.

    Mas, mesmo sendo onisciente, Deus não sentiria emoções somente se Ele não fosse um ser vivo, se fosse uma máquina, um robô ou, quem sabe, um vulcano tipo Spock. Mesmo assim, o antropoformismo bíblico de Deus não pode ser levado ao pé da letra; mas o de Jesus sim (ele realmente sentiu fome, frio, dor, alegria e tristeza e até medo), pois Ele é verdadeiramente Deus e verdadeiramente homem.

    Deus, quando vê o futuro, já deduz também tudo o que Ele vai fazer (já que Ele sempre faz a sua parte) e também qual será as escolhas de cada homem; é como se Deus pudesse viajar no tempo. Mesmo sabendo que os homens crucificariam seu Filho (conforme mostram as profecias do Antigo Testamento), Deus fez a sua parte e enviou Jesus ao mundo. Não foi Deus quem fez Judas trair Jesus e nem era a Sua vontade; mas Ele sabia que Judas, naquele exato momento e no seu livre-arbítrio de escolher entre o bem ou o mal, não resistiria à tentação do dinheiro e escolheria o mal. Portanto, Jesus não fez um teatro e nem pediu para morrer; Ele foi condenado por causa do pecado humano, por causa da incredulidade e hipocrisia dos fariseus, por causa da avareza e egoísmo de Judas, por causa da covardia de Pilatos, por causa da dureza dos romanos. E Deus misericordioso, onisciente e onipotente, tirou desse grande mal um bem maior ainda: a glória de Cristo e a salvação da humanidade.

    Conclusão
    ————-

    O autor do texto deveria ter estudado antes um pouco de teologia, as obras de Santo Agostinho e São Tomás Aquino ou, pelo menos, o Catecismo da Igreja Católica antes de falar tanta besteira. Mas, se já estudou, então, pelo jeito não entendeu nada!

    Que rei lavou os pés de seus súditos?

    Que rei já disse que veio para servir em vez de ser servido?

    Que pai já sacrificou seu filho para salvar alguém?

    Que homem já deu a própria vida por causa de um pecador?

    E Deus é muito mais do que um homem, do que um pai, do que um governante ou um rei. Ele é o Rei dos reis, o Senhor dos senhores, é próprio Criador; e deveria ser respeitado como tal!

    Mas, mesmo sendo Deus, se humilhou em homem, morreu e ressuscitou por amor a nós; e, fez ainda mais, se humilhou em alimento para que, se alimentando dele, também nós (míseros mortais) pudéssemos ser como que divinizados num corpo glorioso para podermos viver eternamente.

    Não é Deus que é mal e injusto ou a Igreja que é retrógrada, é a nossa sociedade moderna decadente que está apostatando da fé e voltando à barbárie e ao paganismo; é nossa sociedade perversa e relativista que está invertendo o sentido do bem e do mal, considerando virtude como pecado e pecado como virtude.

    Se não olharmos para além do horizonte desta vida, jamais poderemos entender o sentido do sofrimento e os misteriosos desígnios de Deus; jamais poderemos ver quão belo é o ‘bordado’ que Deus está fazendo lá no Céu e que, visto aqui debaixo da Terra, parece tão feio, confuso e embaraçado. A vontade de Deus não é que não soframos e que sejamos todos felizes, saudáveis, ricos, bem sucedidos e realizados nesta vida passageira; mas, sim, que todos se salvem e tenham a vida eterna!

    E ainda vocês ativistas céticos vêm dizer que Deus não é bom?

    Agem como aqueles filhos que “cospem no prato que comeu” e acabam renegando e tentando matar o próprio Pai que lhes deu a vida e os criou, para ficar com sua herança.

    Deviam era dar graças ao Deus que não acreditam existir ou, pior ainda, que fingem não acreditar, mas que, no fundo, odeiam, por um dia Ele poder lhes perdoar (caso vocês se arrependerem) tanta ingratidão, ofensa, calúnia e blasfêmia! Pois, qualquer outro deus no lugar Dele, já os teria condenado à danação eterna!

    Uma coisa é certa: ou Deus não existe mesmo ou é muito bom e paciente porque, senão, vocês já estariam todos fulminados!

    Pois, com tudo o que essa humanidade ingrata já fez e faz com Deus, qualquer um de nós no lugar dele já teria “chutado o pau da barraca” e acabado com este mundo perverso há muito tempo!

  99. DR dos Milagres

    De que raios de ativistas céticos você fica falando?
    Nós ateus (não ativistas céticos, ateus), não dizemos que o seu deus ou outro qualquer seja bom ou mal; dizemos que qualquer deus não existe, consegue perceber a diferença?

    E francamente, se houvesse existido ou existisse alguma criatura que pudesse ter nos criado, e ter feito isso de forma que fôssemos melhores do que somos; e ao invés, criaria pessoas capazes de fazer o que os dois muçulmanos fizeram ontem com o soldado britânico, por exemplo, eu desejaria que esse ser, esse deus incompetente, se danasse junto com todos os seres humanos capazes de causar tanto mal.
    Seu Deus e esse tipo de gente se mereceriam.

    Coitadinho do seu Deus, mi mi mi, …essa humanidade ingrata, buá buá buá!!
    Esse pobrezinho desse Deus que você finge que acredita que criou tudo, até o Universo, não aguenta encarar quem está dando uma banana para a ideia dele exisitir? Que frouxo!

    Se existisse esse Deus que você finge que acredita, eu estaria cagando e andando para o perdão dele.

  100. D.R.,

    te perguntei acima sobre o assustador percentual de ateus/agnósticos que constituem provavelmente a nata da inteligência da Terra. Esperava uma resposta pelo menos eloquente sua. Certamente não quero sugerir muito menos provar a inexistência de Deus. Não sou idiota … E você não é ingênuo de se “vangloriar” com os 7% restantes ou qualquer variação interessante desse número. O que te eleva certamente é saber o quanto não só o teísmo quanto o cristianismo romano são dominantes em grande parte do Ocidente. Então te faço uma outra pergunta desconfortável. Porque Deus não nos julga e nos condena enquanto ainda estamos vivos ?

  101. Ou melhor: porque o fogo do Inferno é reservado só para os mortos ?

  102. E nesse ponto concordo com os ateus: Religião é câncer, ópio, crack hehe…
    Esqueceu de incluir Deus nessa!! blz!!!

  103. Você já está bem crescidinho para diferenciar o conceito ‘religião’ do abstrato conceito ‘Deus’. Dãrrr
    GREG, na boa, aconselho você a ler mais. ;) Mas ler todas as filosofias, tanto teístas quanto ateístas. Eu consigo imaginar você brincando de carrinho com seu filho (é sarcasmo mesmo).

    Abraço e obrigada por não me esquecer. bj

  104. Fernando obscuro,

    Que papo é esse de mortos e julgamentos e inferno? Essa eu não conheço. Fico tão confusa quanto com os milhares de deuses hindus.

  105. D.R.,

    “E Deus é muito mais do que um homem, do que um pai, do que um governante ou um rei. Ele é o Rei dos reis, o Senhor dos senhores, é próprio Criador; e deveria ser respeitado como tal!”

    De qual lado você está? Dessa forma a gente se converte ao ateísmo. Tudo bem que seja difícil conciliar o espiritual com o racional, mas falar como o Valdemiro, Malafaia, R.R. Soares é dose, caro irmão. Gostaria de saber quais são suas bases religiosas: uma hora falas nas ‘senhoras milagreiras’ e em seguida discursa como um fidedigno protestante luterano. Sei lá, parece que atiras para todos os lados. (Nem precisa responder, a pergunta é retórica).

    Abraço..

  106. Dayse,

    sobre o que você disse que “Jesus é o único mediador entre Deus e os homens”; é verdade, somente Ele é o verdadeiro pontífice que liga o Céu à Terra, somente Ele tem méritos infinitos para aplacar a Justiça Divina; pois, somente Jesus é verdadeiramente Deus e verdadeiramente homem.

    Porém, isso não quer dizer que Maria e os demais santos não podem interceder diante de Deus por nós; neste caso, a mediação deles é uma mediação secundária, pois é sempre através de Cristo. Nem Santa Maria e nem os demais santos têm poder algum de fazer milagres por conta própria; quem faz milagres é Deus, eles só intercedem por nós! E, se na própria Bíblia, há muitos exemplos de intercessão dos santos quando ainda estavam aqui na Terra, imagina agora que estão no Céu diante de Deus?

    Não é à toa que, durante o processo de beatificação e canonização de um santo, a Igreja pede milagres ocorridos após a morte da pessoa e não antes; pois, desta forma, a Igreja sabe que o santo já está no Céu intercedendo,por nós diante de Deus.

    E a intercessão de Maria é especial; pois, Ela é mãe de Jesus; e Jesus, por ser um filho perfeito, é obedientíssimo; não só a seu Pai do Céu, mas também à sua Mãe da Terra. Veja que, nas Bodas de Caná, Maria não pergunta a Jesus se Ele pode transformar a água em vinho, ela quase que manda mesmo, usando sua autoridade de mãe (“Eles não têm vinho”); e, embora ainda não havia chegado a sua hora, Jesus obedece a sua mãe. Veja, também, que não é Maria quem faz o milagre, mas sim Jesus (que também é Deus); ela, por compaixão, apenas intercede a Jesus pelo povo; da mesma forma que fez na Terra, agora ela intercede por nós no Céu diante de Cristo na glória celeste.

    Percebo que, infelizmente, você está sendo influenciada pela doutrina protestante. Mas, se você estudar mais a fundo (como eu fiz) tanto a doutrina católica como a protestante, procurando analisar “os dois lados da moeda”, visitando tanto sites de apologética evangélicos/protestantes como católicos e comparando a explicação e os argumentos de ambos os lados sobre cada tema da doutrina cristã (seja sobre a intercessão e veneração dos santos, sobre o uso de imagens, sobre os ‘irmãos’ de Jesus, sobre o Purgatório, sobre se Maria é ou não nossa mãe, sobre a Santíssima Trindade, etc.) para ver quem está dizendo a verdade; verá que, no fim, a Igreja Católica sempre tem razão; pois, a própria Bíblia afirma que a Igreja é a COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE.

    Vou dar apenas um exemplo:

    Será que Maria é nossa mãe (como ensina a Igreja Católica) ou não (como ensina as igrejas evangélicas/protestantes)? Quem será que está com a VERDADE?

    Quem é a mulher do Apocalipse (Capítulo 12), vestida de sol, com a lua embaixo de seus pés, coroada de estrelas e que deu a luz a um varão que foi arrebatado para junto de Deus e de seu trono e que governará as nações com vara de ferro?

    Para você, é Maria glorificada como Rainha do Céu e da Terra ou é outra coisa; como a tal “Organização Angélica” dos Testemunhas de Jeová ou os ‘malabarismos de interpretação de texto’ dos protestantes para negar que esta passagem fala justamente de Maria?

    Ora, sabemos que quem está junto do trono de Deus e governará as nações com cetro de ferro é Cristo. Portanto, essa mulher só pode ser a Virgem Maria mãe de Jesus!

    E não diz no Apocalipse que o grande dragão deixou a mulher e foi fazer guerra aos seus outros filhos (em algumas traduções: ao resto da sua semente ou ao resto da sua descendência, etc.)?

    E quem são os outros filhos da mulher; ou seja, da Virgem Maria?

    São os irmãos de Jesus que os protestantes acreditam existir?

    Não, o próprio Apocalipse responde:

    “SÃO AQUELES QUE GUARDAM OS MANDAMENTOS DE DEUS E DÃO TESTEMUNHO DE JESUS”!

    Portanto, a própria Bíblia prova que a Virgem Maria é Nossa Rainha e também nossa Mãe; como sempre ensinou a Igreja Católica e como há muito tempo os protestantes vêm negando!

    Ora, se Jesus nos deu até seu Pai do Céu como nosso pai também; por quê não daria sua Mãe da Terra como nossa mãe também?

    Portanto, não são “tantas senhoras” como você disse; é uma só Senhora, a Virgem Maria, nossa rainha e nossa mãe, que recebe tantos títulos diferentes por todas as gerações que a chamam de bem-aventurada!

    Você também não quer fazer parte da geração que a proclama Bem-Aventurada?

    “Conhecereis a VERDADE e a VERDADE vos libertará” (J.C.)

    “Eu sou o caminho, a VERDADE e a vida…” (J.C.)

  107. D.R.,

    Obrigada por responder.

    É uma questão de lógica. Da forma como vocês veem a Trindade, faz d’Ela uma dinastia quadrilátera, ou seja: Pai, Filho, Espírito Santo… E uma rainha?

    Maria foi escolhida por Deus. Era virtuosa, virgem, e temente a Deus, como uma boa hebréia.

    Sua interpretação do primeiro milagre de Jesus, a transformação da água em vinho, está mal descrita. Maria apenas avisou que o vinho acabara. Maria disse para que ouvissem a Ele. Maria era humilde e humana. Jesus a deu para João como mãe.

    Não quero discutir a virgindade de Maria. Os irmãos de Jesus poderiam ser fruto de uma relação de Maria com José, contudo, historiadores acreditam que José, mais velho, já teria filhos.

    Sua pergunta sobre Jesus dar Sua mãe também, é retórica. Não há passagem na Bíblia atestando que Maria esteja no Céu, ao lado de Deus-Pai e de Jesus.

    Se você realmente quer sentir sinceridade no coração, comece por admitir que Deus não coloca uma ‘família’ no Céu, tipo Ele, o Filho, e Maria. Jesus mesmo disse que faríamos mais maravilhas. Entendo que há muitas mulheres tão virtuosas quanto à irmã Maria. Mas ela não pode interceder por nós, hajavista que a Palavra deixa claro que quem intercede é o Espírito Santo; e que o único mediador entre Deus e nós, é Jesus Cristo.

    Dessa forma, tal doutrina anunciada é, no mínimo, questionável.

    Maria foi uma mulher muito virtuosa e escolhida por Deus, mas, até aqui, ela não tem e jamais terá poderes para interceder pelo homem. Sábia, deixou bem claro que quem deveria ser amado e endeusado, era Jesus.

    Respeito sua crença, porém ela é contraditória à Palavra de Deus, a Bíblia.

    Se Maria fosse poderosa deusa, por que Deus mandaria Seu unigênito? Bastaria escolher uma Maria para salvar a humanidade.

    Veja, amigo. É apenas questão de lógica. E se fosse Maria a que rogaria por nós, Deus não permitiria que o homem inventasse tantas ‘Marias” salvadoras.

    Por outro lado, até hoje ninguém conseguiu ser Jesus. Não há um Jesus em cada esquina.

    Ave Maria, cheia de Graça. Esse encontro com Isabel, mãe de João Batista, provocou o imaginário na época. E até hoje.

    Mas todos sabemos que, tanto Isabel, quanto João Batista e Maria, deixaram bem claro quem era o Salvador.

    O que passar daí é lenda. Sinto muito por não compartilhar suas fantasias.

    Abraço.

  108. Uma crente e um católico discutindo num blog ateu para ver quem está mais alienado.

    Jesus é Deus, ô caralho ! Um berra …

    Não ! Deus é Jesus, porra ! A outra responde …

    E dessa união abençoada nasce Jumentino, o filho cheio de Graça do Senhô :

  109. Dayse,

    ao contrário do que os evangélicos/protestantes acusam a ICAR de idolatrar Maria e de a considerar uma deusa, a Igreja apenas lhe presta o culto de dulia e não de adoração (este sim só devido a Deus), como faz com os outros santos; só que de um modo especial por causa da sua intimidade com Deus; pois, ela foi o primeiro sacrário de Cristo (Deus feito homem), carregando ele em seu ventre por nove meses; ela é que foi responsável pela geração do corpo de Cristo; ela foi o portal pelo qual Deus visitou nosso mundo e se encarnou na pessoa de Jesus Cristo; ela é a nova Eva que, ao contrário da primeira, obedeceu a Deus, etc.

    Maria jamais poderá fazer parte da Santíssima Trindade ou ser uma Deusa, porque (por mais santa que seja) ela, ao contrário de Deus, é uma criatura feita por Deus a partir do nada como todos nós e não eterna. Se a Igreja a chama de “Mãe de Deus” é porque Jesus Cristo é Deus e não porque ela é uma deusa também ou eterna. Como já disse, somente Deus faz milagres; Maria e os santos apenas intercedem por nós diante de Deus.

    Veja que nas Bodas de Caná, quando Maria diz a Jesus “Eles não têm vinho”; Ele responde: “… Ainda não é chegada a minha hora”; mas, porque sua mãe lhe pediu, Jesus (como filho perfeito e obedientíssimo) lhe obedeceu e realizou o milagre antes de começar sua vida publica. Veja, também, que é Jesus (Deus) que fez o milagre; Maria só intercedeu como, aliás, intercede ainda hoje!

    Se, no Apocalipse, ela é apresentada como a mulher vestida de Sol, com a Lua embaixo de seus pés e com uma COROA de doze estrelas na cabeça (como também é vista de forma gloriosa no Milagre da Imagem de Guadalupe), é porque Deus a quis glorificar e não a Igreja. E quem usa COROA é rainha ou rei. Portanto, o Apocalipse afirma sim que Maria foi glorificada por Deus como rainha e que também é nossa mãe.

    Devemos lembrar que o Reino de Deus é uma monarquia e não uma democracia e que os santos irão governar com Cristo para todo sempre.

    Como já disse, essas “várias nossas senhoras” que você citou são apenas títulos que os católicos dão à mesma Virgem Maria, principalmente, dependendo do lugar onde ela apareceu; assim como Jesus também recebe diversos títulos, como: “Reis dos Reis”, “Senhor dos Senhores”, “Filho de Deus”, “Filho do Homem”, “Nazareno”, “Deus Forte”, “Leão da Tribo de Judá”, “Bom Pastor”, “Príncipe da Paz”, “Menino Jesus”, “Sagrado Coração de Jesus”, etc.

  110. Carlos Eduardo,

    sobre o que eu disse de seguir a Aposta de Pascal, não se trata de tentar enganar a Deus; mas de escolher, VERDADEIRAMENTE, seguir o caminho do bem, da honestidade, da moralidade, etc. Pois, no final, existindo Deus ou não, é bem mais prudente e útil fazer o bem do que o mal!

  111. ssrodrigues,

    Só que muitos acadêmicos duvidavam até mesmo da existência do Rei Davi e do Rei Salomão e de outros personagens bíblicos (como alguns ainda duvidam do próprio Jesus histórico), até que modernas descobertas arqueológicas comprovaram sua existência.

    Não devemos acreditar nos deuses de Homero porque já sabemos que tais deuses mitológicos, ao contrário do Deus bíblico, simplesmente não existem e que não existe nenhum deus lá em cima do Monte Olimpo.

    Todo bom cientista, mesmo sendo cético, ama e busca a Verdade e se rende a Ela quando a encontra. É claro que a Ciência, quando investiga um milagre da Igreja, não pode provar que quem fez tal milagre foi Deus; ela só pode afirmar que tal milagre é autêntico e viola as leis da natureza e não tem explicação natural. Mas, usando o bom senso, podemos concluir que, se milagres autênticos ocorrem somente na Igreja fundada por Cristo, o autor de tais milagres é realmente o Deus bíblico e não algum alienígena de outra dimensão ou o administrador do Matrix, por exemplo. Por isso, os milagres autênticos são uma evidência científica (mesmo que indireta) da existência de Deus e da autenticidade da Igreja.

    É até possível supor que as visões misticas de santos e santas da Igreja são apenas neuroses, auto-hipnose, histeria, mentira ou seja lá o que for. Menos supor que tais visões neuróticas possam produzir profecias e milagres autênticos ou que os corpos e órgãos incorruptos de muitos desses santos (que se mantém flexíveis ou exalam perfume, ou destilam água ou óleo por séculos) sejam resultado de alguma doença ou fraude ou processo natural.

    Se Deus existe, é de se esperar que um dia Ele se revelaria ao mundo. Embora, segundo a Bíblia, ele se revelou desde o início da humanidade; o fato de Ele ter achado por bem se revelar ao povo hebreu e publicamente, na pessoa de Jesus Cristo, somente há 2000 anos atrás é problema Dele e não prova de que Ele não existe.

    Quanto aos ativistas céticos, considero todos aqueles que, sendo céticos ou ateus, em vez de apenas não acreditarem em Deus, também procuram defender e divulgar o ateísmo através de livros e revistas, sites e blogs, etc.

    Bom, uma criatura não poderia ser Deus; pois, para ser Deus, ela não poderia ter sido criada, teria de existir desde a eternidade. Se não leram, deveriam ler mais sobre o Deus da filosofia e como Ele, espantosamente, se assemelha ao Deus da revelação.

    Caso alguém se interesse:

    http://www.cristianismo.org.br/

    Se o mal e o sofrimento no mundo fossem provas para a inexistência de Deus, o cristianismo nem sequer existiria; pois, ele nasceu no sacrifício da cruz e floresceu no sangue dos mártires.

    A própria Bíblia fala sobre o mistério da iniquidade e que o inimigo de Deus (Satanás) vem após Ele semeando o ‘joio’ no meio do ‘trigo’ que Deus plantou:

    “O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo. Mas enquanto os homens dormiam, veio um inimigo dele, semeou joio no meio do trigo e retirou-se. Porém quando a erva cresceu e deu fruto, então apareceu também o joio. Chegando os servos do dono do campo, disseram-lhe: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? pois donde vem o joio? Respondeu-lhes: Homem inimigo é quem fez isso. Os servos continuaram: Queres, então, que vamos arrancá-lo? Não, respondeu ele, para que não suceda que, tirando o joio, arranqueis juntamente com ele também o trigo.”.

    De fato, o joio é uma erva daninha muito parecida com o trigo; só que, ao contrário do trigo, ele não dá “frutos” comestíveis, mas sim venenosos; de modo que é difícil saber o que é trigo e o que é joio antes da colheita. Cabe a nós escolhermos ser “trigo” (que dá bons frutos) ou “joio” (que dá maus frutos).

    Portanto, Deus pode ter motivos maiores para permitir o mal e o sofrimento no mundo; e não que, por causa disso, nós devemos concluir que Ele, simplesmente, não pode existir!

    Devemos amar a Deus como Ele é não como gostaríamos que Ele fosse!

  112. DR

    Eu sei que não tem deus nenhum no Olimpo, assim como sei também que não tem qualquer outro, em lugar nenhum, a não ser o que existe na imaginação das pessoas, a sua inclusive.

  113. Sr. D.R, mas é so milagrinho?! que tal fazer nascer um braço ou uma perna em um adulto que os perdeu?!
    Que Deus fraco heim?! Ele ta precisando tomar um energético.

  114. Fernando,

    a percentagem de cientistas ateus/agnósticos dessa pesquisa é realmente espantosa mesmo; assim como é espantosa a apostasia na Europa, o avanço do islamismo fundamentalista no Oriente Médio, a escalada da violência no Brasil, ou o mais de um milhão de abortos feitos por ano no mundo todo. Sinceramente, se isso não for pelo menos o começo da grande apostasia prevista pela Bíblia, então, eu não sei o que pode ser pior do que isso!

    Veja que a Bíblia não tem uma visão otimista sobre o futuro do mundo e de um triunfo maravilhoso do cristianismo antes da volta de Cristo. Muito pelo contrário, a Bíblia afirma que haverá uma grande apostasia e que a Igreja passará por uma grande tribulação e perseguição antes da volta de Cristo. O próprio Jesus indaga: “Será que, quando eu voltar, encontrarei fé sobre a Terra?”.

    Quanto à pesquisa, embora não seja tão recente (é de 1998) e apenas cerca de 50 % dos entrevistados da NAS retornaram a resposta, penso que deveria ter sido melhor formulada. Por exemplo, poderiam perguntar ao cientista se ele “acredita em alguma divindade que criou o universo” ao invés de perguntar se ele “acredita em um Deus em comunicação intelectual e afetiva com a humanidade”.

    Também, gostaria que a pesquisa fosse mais completa; perguntando ao cientista, por exemplo, qual sua origem religiosa, quando e porque ele deixou de acreditar em Deus, se foi por motivos pessoais ou científicos, etc.?

    Gostaria, ainda, de ver outras pesquisas; como, por exemplo, sobre a Academia de Ciências do Brasil, da Itália, do México, de Israel, do Vaticano, de países islâmicos, hindus, etc.; para ver a diferença.

    Interessante, na pesquisa, é que o número (embora também pequeno) de matemáticos que acreditam em Deus é o dobro (14,3 %) do de físicos (7,5 %) que é maior do que o de biólogos (5,5 %). Interessante. também, é que o número de agnósticos (+- 20 %) se manteve estável desde a primeira pesquisa de 1914. O mais estranho, é a leve discrepância (exceto dos físicos) entre a crença em Deus e na imortalidade da alma.

    FONTE: http://www.stephenjaygould.org/ctrl/news/file002.html

    De qualquer forma, se Deus existe, mesmo que todos os cientistas não acreditassem nele, não é por causa disso que Ele deixaria de existir. O fato é que a Ciência jamais provou que Deus não existe; por isso, penso que é bem mais coerente um cientista ser agnóstico do que ateu.

    De certa forma, o resultado de tal pesquisa não é tão surpreendente; as influências do iluminismo, do racionalismo, do materialismo, do positivismo (que negam o sobrenatural) e mesmo do marxismo no meio acadêmico não é de hoje.

    Não sei quanto a outros países, mas aqui no Brasil é inacreditável como que um estudante crente ainda continue sendo crente após frequentar um cursinho ou universidade, onde é constantemente ‘bombardeado’ com idéias anti-cristãs por professores ateus e marxistas que costumam massacrar a Igreja com críticas sobre a Idade Média, sobre a Inquisição, sobre o Caso Galileo, sobre a riqueza do Vaticano, etc. E nada se ensina sobre filosofia, teologia, sobre a história e os milagres da Igreja, etc. E, quanto mais inteligente é o aluno, mais convictamente ele apreende tais informações, sejam elas verdadeiras ou não.

    Não podemos negar que após a descoberta de que a Terra não era o centro do universo, da antiguidade da Terra e das eras geológicas, de que o mundo não foi feito em seis dias, da Teoria da Evolução, dentre outras, muitos intelectuais tiveram sua fé abalada. Haja vista que, durante a Idade Média, a elite intelectual da época (ao contrário de hoje) era composta por pessoas crentes e muitos eram teólogos ou até clérigos; sendo que havia harmonia entre ciência e religião.

    Embora a Igreja Católica, desde o século IV com Santo Agostinho, não tem uma interpretação totalmente literal da Bíblia; muitas igrejas protestantes fundamentalistas, baseadas na doutrina da Sola Scriptura, ainda insistem numa interpretação literal do Gênesis e de outros livros da Bíblia; tendo ela como uma fonte de verdade religiosa, histórica e mesmo científica infalível, em detrimento das descobertas científicas.

    Provavelmente, muitos desses cientistas norte-americanos ateus/agnósticos vieram dessas igrejas cristãs fundamentalistas (comum nos EUA); e, ao conflitarem o que seus pastores lhe ensinaram na catequese com o que estavam estudando na escola, acabaram se decepcionando com a religião e perdendo a fé.

    Por outro lado, a Igreja Católica sempre deu valor à Ciência; acreditando que Deus se revelou aos homens através de dois livros: o Livro da Bíblia e o Livro da Natureza. Os teólogos estudam o primeiro (que vem do alto e é espiritual) e os cientistas estudam o segundo (que vem de baixo e é material); e, um dia, ambos irão se encontrar e se abraçar para fazer as pazes; pois, ambos tendem para a Verdade (que, no fundo, é Deus). Haja vista, que a primeira academia de ciências do mundo foi fundada pela Igreja Católica no longínquo ano de 1603 e, hoje, a Pontifícia Academia de Ciências do Vaticano consta com nada menos do que 24 Prêmios Nobel!!!

    http://www.bibliacatolica.com.br/blog/historia-da-igreja/vaticano-24-premios-nobel-de-ciencias/#.UawanUA3vQh

    Devemos notar também que, embora sejam hoje minoria, sempre houve grandes homens da ciência que acreditavam ou acreditam em Deus; como, por exemplo: Copérnico, Galileu, Leibniz, Gaus. Newton, Mendel, Pasteur, Pe. Lamaitre, Max Planck, Francis Collins, John Lennox, Frank Tipler, Sandage, entre tantos outros.

    Inclusive, há casos de alguns cientistas que se tornaram padres ou pastores, como o de John Polkinghorne. E outros que se converteram ao catolicismo após presenciar ou estudar um milagre; como, por exemplo, o famoso caso do Prêmio Nobel Alexis Carrel que, antes ateu, se converteu após presenciar um milagre em Lourdes ; ou, então, os vários membros da equipe do STURP que, ao estudarem o Santo Sudário, segundo o Pe. Quevedo, se converteram ao catolicismo; etc.

    Vejam que matéria superinteressante da SUPERINTERESSANTE sobre o tema:

    http://super.abril.com.br/ciencia/deus-existe-441875.shtml

    E também:

    http://www.domluizbergonzini.com.br/2011/10/nossa-senhora-de-guadalupe-e-ciencia.html

    É possível que, com as novas descobertas sobre a complexidade do genoma e da complexidade do cérebro e da consciência, ocorra com a biologia o que aconteceu com a física, através das descobertas da Relatividade Geral, do Big Bang e da Mecânica Quântica, no início do século passado. Fazendo com que muitos cientistas se voltem para o transcendental; como, por exemplo, ocorreu com o físico quântico Dr. Amit Goswami que está tentando unir ciência com espiritualidade.

    Vejam a entrevista dele no programa Roda Viva da TV CULTURA:

    Ou a participação dele num documentário do History Channel sobre a APARIÇÃO DE FÁTIMA:

    Penso que se tem uma coisa que pode converter um ateu/agnóstico, em especial um cientista, é o estudo dos milagres autênticos.

    Vejam, por exemplo, a palestra do Dr. RICARDO CASTAÑON que conta como ele, um ex-ateu, se converteu ao catolicismo por causa de suas investigações de supostos milagres; aconselho assistir as 9 partes do vídeo; mas destaco essa sobre um milagre eucarístico:

    O problema, é que ainda há muito preconceito no meio acadêmico contra o estudo dos milagres da Igreja; pela grande maioria de supostos milagres no mundo serem fraudes, enganos, superstições ou crendices, acabam jogando os milagres autênticos da Igreja no mesmo “cesto de lixo” da história. Não é que esses cientistas são ateus/agnósticos por terem investigado os milagres da Igreja e verificado que eram todos falsos; é que simplesmente ignoram, negam ou desprezam seu estudo. E os pouco que, por acaso, acabam se deparando com eles, geralmente, se surpreendem e muitos acabam se convertendo.

    Por exemplo, quando a equipe do STURP foi convidada pela primeira vez a investigar o SANTO SUDÁRIO, achavam que tinham ganhado uma viagem grátis para a Itália e que em uma semana desmascarariam o milagre e voltariam para casa. Após décadas de estudo, sequer sabem como que a imagem do Sudário foi formada; só sabem que não foi por mãos humanas. Tanto que o Santo Sudário se tornou o objeto mais estudado em toda as história da Ciência; tendo sido criado um novo ramo da ciência apenas para estudá-lo; a SINDONOLOGIA!

    Após os estudos sobre a Imagem de Guadalupe e o Santo Sudário, embora a polêmica sobre o teste de datação por C14 de 1988 tenha apaziguado os ânimos, parece que aumentou muito o interesse da comunidade científica para o estudo de outros milagres da Igreja.

    Como, por exemplo, os estudos sobre o “Véu da Verônica”:

    “…

    O ENEA (Agência Nacional Italiana para a Energia e as Novas Tecnologias) reuniu 40 (!!!) CIENTISTAS E PROFESSORES de diversas especialidades e países – EUA, França, Áustria, Canadá, Dinamarca, Alemanha, México, Israel, Polônia, Espanha e Itália – para estudar os aspectos químicos, físicos, mecânicos e médicos das mais famosas imagens “aqueropitas” (quer dizer, não feitas por mãos humanas), a saber, o Santo Sudário de Turim, o manto ou “tilma” de Guadalupe e o Véu de Manoppello.

    …”.

    http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com.br/2013/04/o-veu-da-veronica-2-o-que-dizem-os.html

    Por outro lado, INFELIZMENTE, muitos bispos da Igreja não gostam de ficar liberando relíquias sagradas já investigadas e confirmadas pela Ciência para novos estudos porque acham que isso é uma ofensa a Deus.

    O mais irônico em tudo isso é que parece que muitos milagres da Igreja foram providencialmente feitos para os nossos céticos dias de hoje; pois, somente agora temos tecnologia suficiente para estudá-los a fundo.

    Por isso, digo e repito:

    QUEREM SABER SE DEUS EXISTE?

    ESTUDEM OS GRANDES MILAGRES DA IGREJA!

    http://books.google.com.br/books/about/Milagres_A_ci%C3%AAncia_Os.html?id=SNh7DcRyMgMC&redir_esc=y

  115. D.R.,

    Muito boa sua explanação, mesmo. Vou até gravar no word aqui. Pena que nesse blog não existam pessoas gabaritadas para uma discussão desse nível. Podemos ‘esfregar’ em sua cara verdades cientificamente atestadas, que eles riem. Espiritualmente analisando, eu diria que isso pode se dar por possessão, não de demônios no corpo, mas uma possessão maligna na mente deles que os fazem ter a mais absoluta certeza de que Deus não existe. E nem adianta tentar derrubar, essa força é muito grande, muiito maior e mais forte que o próprio homem. Talvez por isso Jesus Cristo falou tanto sobre ‘cegueira’. Um dia a ciência adentrará essa ‘consciência morta’ dos ateus; só espero que não seja tarde demais.

    Abraço..

  116. Meu caro DR

    Então o suposto milagre da santa de guadalupe ocorreu em 1531????????

    Provavelmente depois que o suposto manto apareceu foi levado a nasa e nunca sofreu nenhum retoque, sendo considerado até hoje um milagre inexplicável certo?????

    Rapaz, eu ainda continuo inocente, quando vejo frases como “Mesmo esfregando evidências de milagres esses ateus não dão o braço a torcer” acho que dessa vez tem alguma informação científica de verdade…

    Mas infelizemnte é sempre a mesma bobagem…

    Mas fiz uma promessa ao meu cérebro… prometi para ele que não vou mais permitir que ele tente processar as bobagens que você escreve…

    Abraço
    Cristiano

  117. E já que você coloca sites de padres falando sobre o milagre também posso colocar aqui um link de um espaço cético certo? http://www.ceticismoaberto.com/fortianismo/3726/o-efeito-csi-e-o-milagre-catlico-de-guadalupe

    Quanto ao link da super interessante parei de ler quando o autor mencionou que um cientista famoso virou crente “por que ficou desesperado por não achar respostas”… realmente isso sim prova a existência de deus…

    Abraço
    Cristiano

  118. O jogo tá empatado? Se houvesse um consenso entre todos os cientistas eu daria o braço a torcer; mas como estão divididos, também não me sinto tão boba assim. Se não há prova científica de nada, isso pode me beneficiar e beneficiar a ambos os lados. O que passar disso é especulação e crise pessoal.

  119. D.R.,

    a questão dos ateus/agnósticos ou qualquer pessoa de qualquer fé acreditarem em algo é um tanto quanto subjetiva pois sujeita o observador a tirar suas próprias conclusões, mais ou menos profundas no qual cada um vai ter ser grau de convencimento. Eventualmente existe uma linha tênue que pode ser rompida e todo o crédito até então dado a algo ou alguém, pode se romper. Muitos afirmam que não só acreditam na existência de Deus, como clara e simplesmente sabem que ele existe. Mas para ‘saber’ mais ainda o crente precisa compartilhar sua fé para revigorá-la.

    Nossa colaboradora Shirley sabiamente escreveu :

    “A partir do momento em que alguém usa a palavra “milagre” para descrever um fenômeno desconhecido, ela está assumindo que desistiu de pensar para se acomodar. ”

    Se todo fênomeno que escapa da investigação do conhecimento humano de até então, ou seja da Ciência, fosse promovido a milagre, teríamos um grande problema(…). Nós deveríamos atribuir simplesmente desconhecimento a eles. Ou seja, o agnosticismo é o que deveria imperar. Na verdade é o que acontece, ou pelo menos o que deveria sempre acontecer.

    Veja o nome e a explicação que o homem tem dado a tantos acontecimentos naturais. Isso sem falar do domínio e da reprodução de eventos antes restritos a Natureza. Um religioso um pouco menos fanático mas não menos desonesto não vai desistir facilmente de suas convicções e insistir em reivindicar para Deus os milagres ou maravilhas da Ciência [ do homem ] .

    Tomado pela fortíssima influência da fé, um crente ‘naturalmente’ vai querer atribuir a interferência providencial de Deus nas coisas em que esse mesmo crente não admitir uma explicação melhor. Nessa mesma oportunidade a fé se consolida pois a única conclusão que se pode tirar é que se o milagre existe, então Deus, o único a operar milagres, é real e se faz provar. Isso não é racional e não é digno de alguém que se diz rigoroso numa investigação. Nesses casos a tendência a resultados que agradem a alguns se denomina fraude. É o que o resta aos que não conseguem se consolidar com os fatos.

    Ultimamente tenho mencionado bastante a questão do quanto os crentes em Deus são pouco exigentes. Para mim isso só confirma o quanto a fé com certeza não é virtude. Para não chamá-la de fraqueza vou dizer que ela é somente um indício das tantas limitações do homem.

  120. E são essas mesmas limitações que não permitem um não-crente-em Deus, ter, de forma científica e definitiva, condições para nos provar que Deus não existe. “Fenômenos naturais” nada têm a ver com fenômenos do ´milagre’. Quando se fala em milagres, não se está fazendo nada mais do que usar para fenômenos incompreensíveis pelo homem, um termo bastante adequado.

    Em primeiro lugar, a palavra milagre, que vem do latim miraculum, do verbo mirare, “maravilhar-se”, nada tem a ver com exclusividade religiosa, e foi onde Shirley errou.

    Esse termo servia e serve para definir acontecimentos que fugiam aos entendimentos dos sentidos e da luz científica.

    Relamente a ciência tem avançado muito, mas ainda confessa não ter conhecimento e nem explicação para muitos acontecimentos. Não é difícil escutar médicos dizerem que o paciente está curado, mas que foi um milagre. Para um médico passar por cima de seu ego cientista e afirmar que não sabe o que aconteceu, mostra que ainda estamos aquém de entendermos esses fenômenos.

    Pode ser poder da mente humana, pode ser Deus, pode ser qualquer coisa, só não pode ser negado a sua existência. Isso sim, parece desonesto: negar os fenômenos chamados milagres, quando a ciência mais e mais quer estudá-los, para então expor sua conclusão. Mas esta ainda não existe.

  121. Anônimo

    A palavra “milagre” tem tudo a ver com exclusividade religiosa.
    No sentido usual que damos às palavras, ‘fenômeno” serve para todo evento do qual desconhecemos as causas.
    “Milagre” tem suas especificidades. Esclerose múltipla é um evento do qual desconhecemos as causas, mas ninguém usa a palavra “milagre” para falar disso, porque “milagre” só se presta à descrição de eventos positivos ou que tenham o condão de maravilhar os sentidos.
    Quando alguém usa a palavra milagre, está atribuindo uma causa conhecida ao evento e mais do que isso, está atribuindo uma intenção à causa – Deus – que traz embutida a noção de privilégio.
    Quando alguém diz que houve um “milagre”, por certo que não está dizendo que Deus apontou seu dedo mágico ou coisa que o valha, aleatoriamente e acertou o primeiro que passava por ali.
    Está dizendo que Deus teve uma intenção e a intenção era o alvo do milagre.
    Considerando que há muitos outros na mesma condição daquele que foi alvo do “milagre”, mas que não foram beneficiados por ele, a pessoa dispensa a necessidade de pensar sobre porque isso teria acontecido, dispensa a humildade de simplesmente dizer – “não sei a causa disso” – e opta por se acomodar na noção de que foi alvo de um privilégio.
    E se há médicos ou cientistas que usam o “milagre” como explicação, isso não valida a existência ou a possibilidade da existência de milagres, mas, isso sim, valida a noção de que tais médicos e cientistas são pessoas como outras tantas que diante do desconhecido, escolhem a acomodação.

  122. Shirley, sou eu, a Day, entrou como Anônimo..

    Você replica dizendo que a palavra milagre tem tudo a ver com religião. Sim, claro que foi ‘adotada’ por ela, mas morfologicamente ela existia antes das religiões, até onde sei, na língua antiga, e não necessariamente para Deus, bíblico ou não.

    Você afirma:

    ” Esclerose múltipla é um evento do qual desconhecemos as causas, mas ninguém usa a palavra “milagre” para falar disso.”

    Então, pela definição, milagre, em latim, significa “maravilhar-se”, e neste caso ninguém se maravilha com a doença, mas com a sua cura, ou outros eventos que dão prazer aos sentidos, mesmo que não possamos explicar.

    Exemplo: Um trem descarrila e apenas uma pessoa sobrevive. A tendência é dizermos: “Puxa, foi um milagre!”, sem nem nem mesmo linkarmos com Jesus, Alá, Buda, etc. Foi só isso que quis dizer em defesa da palavra ´milagre’ que, por sinal, acho linda.

    Gosto de pensar contigo. Você termina “afirmando”, com absoluta cferteza:

    ” E se há médicos ou cientistas que usam o “milagre” como explicação, isso não valida a existência ou a possibilidade da existência de milagres, mas, isso sim, valida a noção de que tais médicos e cientistas são pessoas como outras tantas que diante do desconhecido, escolhem a acomodação.

    É exatamente como disse acima: a palavra vem espontaneamente. Muitos médicos e cientistas, em geral, usam tal termo, sem mesmo terem opinião formada para Deus existir ou não.

    Se erradicarmos a palavra ‘milagre’ dos contextos religiosos, ela poderá, inclusive continuar sendo usada, mesmo quando (ou se) o homem alcançar poderes mentais para administrar sua saúde.

    Mas, como disse no outro post, concordo que atualmente usa-se tal palavra para expressar a autoria de Deus, em todas as religiões. mas, agora minha vez, isso não invalida a existência do milagre e nem de seu significado em si.

    bj

  123. Espero não haver necessidade de estudarmos a palavra “maravilha” hehehe, que também amo. Por definição esta palavra significa aquilo que é capaz de despertar grande admiração; prodígio, assombro.

  124. “Isso não invalida a existência do milagre”. Certamente que não. Igualmente então, por essa ótica, não invalidade a existência de Deus. Sendo que o papel, as palavras e as idéias “aceitam” tudo, toda e qualquer afirmação pode se firmar como verdade desde que se acreditem nela. As estórias criam vida e as personagens surgem [sobre]naturalmente .

    O nome desse gênero literário é ficção. Uma boa descrição que li sobre ela é essa :

    ” A ficção não pretende fornecer um simples retrato da realidade, mas antes criar uma imagem da realidade, uma reinterpretação, uma revisão. É o espetáculo da vida por meio do olhar interpretativo do artista, a interpretação artística da realidade.”

    Sendo estas estórias, tanto a dos milagres quanto a “principal”, a Bíblia, bem contadas e administradas corretamente as chances de elas serem aceitas como reais e autênticas é muito grande. Elas tratam e vendem muito bem as questões que aflingem a humanidade. Pena que para comprar essas coisas as muitas pessoas paguem o que for pedido.

  125. Fernando,

    Concordo com seu pensamento sobre ficção, claro. Mas, em se tratando de religião, principalmente as ‘oficiais’ como a Bíblica, não é considerado ficção, porque os profetas existiram, os reis existiram, Macabeus, etc. Inclusive Macabeus é História mesmo. Depois, no N.T., sabemos que muitos pesquisadores querem provar que Jesus Cristo é mito e que não existiu, porém, sem provas, tudo é realidade, logo não pode ser ficção. Por outro lado o ateu pode e deve se beneficiar da longínqua vida desses personagens, afinal, estamos falando de milênios atrás. Meu irmão, no fundo é questão de fé mesmo.

  126. Talvez a existência real das pessoas não queira dizer nada também. Por exemplo Maomé – ele existiu de fato e foi bem depois de Cristo, mais de 500 anos depois. Ele foi real, mas as coisas que inventou não. Então, da mesma forma Abraão, Isac e Jacó existiram, como Moisés e tudo mais, mas quem garante que não começaram uma lenda também? Por isso digo que é questão subjetiva mesmo. Cientistas têm buscado entender a “fé” como um fenômeno, pois, na realidade ter fé significa acreditar no invisível e no que não existe no plano real de nossos sentidos. Aí está o mstério da humanidade. E dos ateus que negam algo que não possam sentir e ver. Faz sentido também. Sujetividade é algo complicado.

  127. Dayse, obrigado. Concordo com o que você disse; percebo que muitos ateus, no fundo, não querem buscar a verdade (seja ela qual for), mas sim fugir dela.

    Um pouco de ceticismo sadio é sempre bom; mas, o ceticismo patológico é tão ou mais grave quanto o fanatismo religioso.

    Temo que se um dia a Ciência acabar provando a existência de Deus, em vez de passarem a acreditar em Deus, deixarão de acreditar na própria Ciência.

  128. Cristiano,

    se você ainda não viu, assista documentário do History Channel “GUADALUPE: UMA IMAGEM VIVA” (http://www.youtube.com/watch?v=7yTwabUjgYQ) e os do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (http://www.youtube.com/watch?v=M9j38PmEGWA) e sua continuação “O SUDÁRIO DE TURIM” (http://www.youtube.com/watch?v=h_1_ag_H6Kk) que indiquei antes; anote o nomes dos cientistas entrevistados e procure seus currículos na internet para ver se são fanáticos religiosos, pseudo-cientistas, ufólogos, mágicos, ou se são cientistas de verdade.

    Veja que os milagres da Igreja Católica são levados a sério pela Ciência; basta ver a notícia de que o ENEA italiano reuniu 40 (!!!) CIENTISTAS E PROFESSORES de diversas especialidades e países – EUA, França, Áustria, Canadá, Dinamarca, Alemanha, México, Israel, Polônia, Espanha e Itália – para estudar os aspectos químicos, físicos, mecânicos e médicos das mais famosas imagens “aqueropitas” (quer dizer, não feitas por mãos humanas), a saber, o Santo Sudário de Turim, o manto ou “tilma” de Guadalupe e o Véu de Manoppello.

    Você acha que se a Imagem de Guadalupe e o Santo Sudário fossem uma mera obra de arte humana, tantos cientistas do mundo ainda estariam interessados em estudá-la? Com certeza, não teriam passado nem nos primeiros exames científicos!

    Se não acreditarmos nos laudos desses cientistas sérios, acreditaremos em quem? Por acaso, algum de nós aqui algum dia terá acesso à essas relíquias sagradas da Igreja para estudarmos com os nossos próprios olhos e tocá-las com as nossas próprias mãos? Muito provavelmente, não!

    Por isso, temos que ser mais humildes e usar o nosso bom senso para dar um voto de confiança à Ciência oficial e não ficar acreditando em teorias da conspiração e supondo o absurdo de que padres inescrupulosos da Igreja Católica ficam comprando laudos científicos para enganar as pessoas ou que meros artistas da Idade Média consigam enganar e confundir a própria Ciência moderna.

    Quanto à matéria do Ceticismo Aberto sobre a Imagem de Guadalupe, ela fala sobre os retoques na imagem; mas não fala que esses retoques feitos por mãos humanas, ao contrário da imagem original, não resistem à ação do tempo e vão caindo; deixando a imagem original intacta; aliás, se não me engano, o documentário do History Channel (que indiquei) comenta sobre isso. E, outra coisa, o artigo foi baseado na imagem digitalizada do olho da Imagem de Guadalupe e não na imagem original, cuja resolução é ABSURDAMENTE ALTA:

    “…

    MAIS SURPRESAS: – O espanhol com a mão na barba e o índio sentado, por estarem no extremo mais externo do semicírculo, ficavam mais perto do observador. O computador só podia ampliar os olhos do índio, porque o espanhol estava meio virado. E… em ambos os olhos!, em tripla imagem!, em relevo!, em cores!, os computadores comprovaram toda a cena de outro ângulo! Corresponde a figuras microscópicas na pequeníssima pupila da Imagem Guadalupana…

    Ampliaram 3.500 vezes as pupilas dos olhos do Bispo, que na Imagem é de um milímetro. Num espaço correspondente a uma quarta parte de um milionésimo de milímetro na Imagem, vê-se a figura do índio Juan Diego mostrando a tilma com a figura da Virgem de Guadalupe!

    E o olhinho de Juan Diego também refletia uma figura: a cabeça de um homem de nariz aquilino, o bispo!

    …”.

    FONTE: http://institutodeparapsicologia.com.br/?portfolio=analise-dos-olhos-por-computadores

  129. ADAMANTDOG disse:

    “Sr. D.R, mas é so milagrinho?! que tal fazer nascer um braço ou uma perna em um adulto que os perdeu?! Que Deus fraco heim?! Ele ta precisando tomar um energético.”

    É por isso que o Pe. Quevedo vem desafiando há muito tempo a qualquer curandeiro, médium ou pastor a lhe curar uma simples cárie de dente.

    Por incrível que pareça, na Igreja Católica (e, segundo o Pe. Quevedo e outros estudiosos do assunto, somente nela) ocorrem sim milagres desse tipo. No seu livro, “OS MILAGRES E A CIÊNCIA”, o Pe. Quevedo lista alguns desses milagres de restituição instantânea de membros.

    http://books.google.com.br/books?id=SNh7DcRyMgMC&pg=PA237&hl=pt-BR&source=gbs_toc_r&cad=4#v=onepage&q&f=false

    Talvez, o mais famoso deles seja o do Coxo de Calanda, cuja perna reapareceu instantaneamente após cerca três anos amputada e enterrada. Apesar de ser um milagre bem antigo, as provas documentais são tantas que se pode afirmar até que o milagre foi obra de Ets, viajantes do futuro, seres de outra dimensão, ou seja lá o que for; menos afirmar que o Coxo de Calanda não tenha existido, que não ficou cerca de três anos sem uma perna e que, após inúmeros pedidos de intercessão à Nossa Senhora, sua perna não tenha reaparecido da noite para o dia.

    Portanto, peno menos na Igreja Católica, não ocorrem apenas milagrinhos, ocorrem sim milagres autênticos e espantosos e até mesmo milagraços (como diz o Pe. Quevedo).

    Como, por exemplo, este incrível milagre de Gemma Di Giorgi que viola todas as leis conhecidas da biologia, da química e da física:

    “…
    Cega incurável; já garotinha foi visitar o famoso Pe. Pio de Pietralcina e, instantaneamente, a cega de nascença recuperou a visão. Até hoje em numerosas verificações, os oftalmologistas constatam que Gemma Di Giorgi (ainda viva!), hoje freira, enxerga normalmente. Mas constatam também, até estarrecidos, ‘a marca’ de Lourdes: Vê (PASMEM!!!) apesar de continuar sem pupilas.
    …”.

    FONTE: http://cceromoreira.blogspot.com.br/2011/12/parapsicologia-fenomenos-sobrenaturais.html

    Inclusive, seu testemunho pode ser encontrado no YouTube:

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: