Voo e Queda (Episódio 1, parte 1) – REPUBLICAÇÃO

.

Quando preenche seu plano de voo para ir de uma localidade A para uma localidade B, o piloto é obrigado a informar, também, pelo menos uma localidade C para onde o voo seguirá, no caso de não ser possível completar o pouso na localidade B pretendida, por conta de mau tempo, ou mesmo indisponibilidade temporária da pista. A localidade A é chamada de “origem” do voo; B, de “destino”; e C, de “alternativa”. Por conta disso, regras internacionais prescrevem que a aeronave seja abastecida o suficiente para, a partir de A, chegar até a alternativa C, passando pelo destino B, mais ainda uma quantidade x de combustível que lhe permita voar por mais 45 minutos além de C, como margem de segurança. 

Dependendo da época do ano, por exemplo, devido ao clima, ao engarrafamento aéreo, ou a uma combinação disso, uma aeronave precisará manter-se em espera por quase uma hora, sobrevoando algum ponto já nas imediações do seu destino, antes de ser autorizada a pousar em certos aeroportos dos Estados Unidos.

Atrasos e esperas precisam ser levados em conta na hora do abastecimento, o que não permite que ninguém pense em fazer economias nas despesas com o combustível. Isso além de outros muitos fatores, como se o voo será realizado com vento a favor ou contra, ao longo da rota; peso da aeronave, de todos os passageiros e bagagens somados; altitude em que o voo irá se realizar; temperatura do ar e demais condições climáticas nas localidades envolvidas. E o que pouca gente pensaria em pôr no cômputo: o peso do próprio combustível.

O querosene que uma aeronave carrega nos tanques também pesa, e uma boa parte dele terá a única função de transportar-se a si mesmo. Mas aqui há um detalhe: o combustível vai se consumindo ao longo do voo, à medida que o tempo passa. A quantidade de querosene que chega ao destino é bem menor do que aquela que decolou com a aeronave, e isso também precisa ser calculado. Portanto, para que um piloto responsável possa determinar com quantas libras de combustível irá abastecer sua aeronave, ele precisará se preocupar com variáveis tão diversas como as distâncias entre A e B, e B e C; altitude do voo, vento contrário, temperatura, e condições climáticas nessa altitude; atrasos previstos para a rota; número de passageiros que irá transportar e o peso de suas bagagens; peso inicial do combustível com que irá decolar, e quanto desse peso será diminuído ao longo da viagem, nos trechos A-B e B-C. 

É um procedimento muito, muito complexo, e muito, muito sério, o de calcular a quantidade certa para abastecer uma máquina de várias toneladas que vai se elevar a quilômetros do solo transportando pessoas. Não há espaço para erros. E também não há espaço para fé. 

Nesse episódio, vou contar a história de um voo em que se resolveu incluir uma variável não prevista no cálculo do combustível: Deus.

.

CONTINUAÇÃO:

EPISÓDIO 1:    Parte 2  –  Parte 3  –  Parte 4  –  Parte final  

EPISÓDIO 2:   Parte única

A PANE

O VERDADEIRO PROBLEMA DE ÍCARO

ÚLTIMA PARTE

.

Anúncios

64 Respostas

  1. Existe uma linha de direito entre Deus e Lúcifer. Assim como tudo neste universo necessita de seu lado positivo, assim também não exitará em solicitar o negativo, para que haja devido funcionamento. Pois bem, para explicar meu destilado comentário, posso afirmar de que os homens muito em em maior parte de suas percepções, apenas apontam olhos ao óbvio que se possa enxergar, mas não ao interior de tudo. Então se algum erra, generalizamos a que tal grupo pertence o tal, mas a palavra de Deus explica em miúdos cada expressão humana. Quando olhamos para um americano, por exemplo… todos temos um certo pré-conceito comum a respeito dos mesmo. Quando te falo a respeito de anjos, por exemplo, todos imaginamos sempre em primeiro, anjinhos dóceis e afáveis, mas podemos lembrar que de acordo com a bíblia, Lúcifer foi um anjo, e no entanto seu intimo se enegreceu pelo poder que recebeu de Deus…Quando pensamos em Médicos, sempre temos uma imagem de que são bem-sucedidos, saudáveis, inteligentes, capazes de detectar qualquer doença ou problema de funcionamento do corpo humano. Mas porém, conheço médicos que se entregam ao tabaco, á maconha e são demasiados inteligentes. São doutores estudados, com formação em Cambridge ou Oxford e até mesmo em Harvard. Por isso não podemos generalizar e isso se trata do raciocínio básico de casa ser humano. Não podemos dizer que porque nascemos humanos, temos dentes, bocas e pele e todo conteúdo de um ser humano em igualdade, possamos ser todos de fato iguais…Temos nossas diferenças diante de nossas igualdades, dizem por si próprias nossas personalidades. assim também amigo, daqueles que creem em Deus e na sua existência, somos muito que cremos, mas diferentes em seu pensar e agir…Tome um exemplo. Uma criança sendo filha de tal, tem o sangue e genes do mesmo, porém em sua imaturidade a mesma já possui própria personalidade e não haje exatamente como o pai…porém assim que crescer sua personalidade agrupará ensinamento e formas de agir daquilo que cresceu vendo…logo de seus pais…Assim também os filhos de Deus, são muitos, novos, velhos, crianças…isso digo, não porque sejam crianças em suas idades, mas sim em suas mentalidades espirituais. Por isso muitas vezes agem de forma errada…mas sim, se um ateu buscasse a Deus eu seus últimos suspiros, seria de decisão de Deus salvá-lo, mas não porque o apenas buscou, mas porque sabia da sinceridade de tal coração em ser salvo.Porém digo que a salvação de qual falo agora, não se recolhe ao significado de salvação da morte, mas sim, da alma e espírito.Pois tudo que vivemos aqui, irá passar, mas nossos pensamentos são incansáveis, tanto prova viva disto é que até dormindo pensamos. Nosso pensamento é eterno e não dorme, não morre, não para…Prova disso são nossas atividades cerebrais enquanto repousamos, se acredita no racionalismo, certamente concordará que não paramos de fato, apenas diminuímos nossas pulsações cerebrais e cardíacas para que nossos corpos possam descansar. Por isso digo, há vida após a morte e ela será eterna…Por este motivo, possa ser explicado o medo de crer em Deus, porém o medo vem pelo não conhecê-lo de fato…Para obter o direito de ser bondoso e misericordioso ao mesmo tempo e não ser injusto que Deus enviou seu único filho, que não tinha nada haver com nós, apenas reinava em glória e adoração por seus anjos fiéis que o glorificam até hoje.Porém o Deus Altíssimo, o Criador precisava enviar alguém para tomar o lugar de todos que seriam condenados, que já estavam condenados pelo primeiro homem que pecou…Não era Deus que os condenava, mas sim seu inimigo Lúcifer que não desejava seguir em seu reino a só, mas desejava ter companhias em seus maus astutos…Pois bem, Cristo veio e através de uma mulher não apresentada ao pecado,pura ainda por sua virgindade, Deus fez com que dela nascesse seu filho, para viver como homem…sem poder, tendo os mesmo sentimentos de um homem e assim, resistindo a todo e qualquer pecado, pois é óbvio, q se houvesse apenas uma pequena falha, o mesmo teria ficado na terra para ser condenado como todos… Mas Cristo veio, deixando sua glória e após 3 anos de evangelizar seus discípulos, partiu, para se cumprir tudo quanto veio fazer. Sendo ele sem pecados, o mesmo foi condenado como o maior degradador da lei humana que predominava na época….e pela mesna Lei de Deus, foi condenado, tomando sobre si toda culpa, para livrar os que viessem a crer em Deus e neste sacrifício que é um ritual para entrada ao céu…Na bíblia deixou todas coordenadas para que nós pudéssemos retornar ao Jardim do Éden, onde está escrito que o homem foi expulso, e em volta foi colocados anjos com espadas para não permitir a entrada de homens, para que não comessem do fruto da vida e pudessem viver eternamente. Pois após o perdão conquistado por Cristo que tomou as notas de cobrança de Lúcifer e as pagou e pagou ainda pelos danos feitos pelos homens que viriam a ser cometidos ainda…O mesmo proclamou que todo aquele que nEle cresse, seria salvo, para que não fosse levado a eternidade passar sob reino de Lúcifer…Agora, diga-me uma coisa…Onde poderíamos encontrar que Deus está a espera de condenar o homem? Sempre pensamos que Deus é tal ser que deseja destruir todo aquele que se coloca contra seus agrados, mas porém temos fartos ensinos na bíblia que nos revelam de fato que Deus ama o pecador e deseja livrá-lo daquele que o faz pecar, para que depois o possa confundir e condenar…pois bem, todo aquele que crer nesta graça de Deus será salvo, tando nas coisas a respeito deste mundo quanto ás futuras das quais não podemos estar certos, pois a palavra de Deus diz: O que os olhos não viram, e os ouvidos não ouviram, e o que não subiu ao coração do homem, são as coisas que Deus tem preparado para aqueles que o amam. Não significa perder sua vida, mas ganhá-la, pois em Deus temos todas as respostas sobre o bem e o mal, sobre as coisas de cima e debaixo….estejam elas a mostra ou ás escuras, Deus é onisciente para delas todas saber. Para explicar o porque certas pessoas vivem após arrependimento e outras não…Digo apenas que a palavra de Deus deixa claro que: O que é, já foi..e o que há de ser, também já foi, e Deus pede conta do que passou. Eclesiastes 3:15. Pois bem, pessoas que foram salvas, seus corações foram visto e esquadrinhados por Deus, assim também como as que partiram…Deus já sabia de seus futuros, pensamentos, crenças…E em certos casos, Deus encontrou direito de agir, em outros não foi lhe dado o direito, por isso não agiu a favor. Pois te afirmo uma coisa, Deus de Equidade, e esta palavra significa…Tudo que vc não deseja para si, não faças a outros, pois fazendo será iniquidade.Deus não comete a outros o que não quer para si, por isso, não invade e nem obriga a vida dos outros o aceitarem, e sim, deixa que façam a escolha por si só…Luta e sofre esperando nós acertar o caminho, vendo pela sua palavra…ao aceitarmos esta palavra damos o direito a ele de agir conforme o que está escrito e nos livrar…fazendo-nos também, ver assim como Ele vê, coisas futuras. Posso te afirmar que daqui um tempo, será estabelecido um reino único no planeta, com apenas um Governador Mundial, o qual será muito “bondoso”, inteligente, e em abundância de solução dos problemas de fome, peste e guerra que afronta a humanidade. Este mesmo lhe proporá apenas uma condição…Aceitá-lo como ser supremo, como um deus, e recebas sua marca, seja na testa ou na mão direita, como temos visto ultimamente nos jornais a respeito de microchips, que trará dominação total, esclarecimentos de crimes, com testemunhas confirmadas. Este será o domínio de Lúcifer e a palavra de Deus nos diz que o povo de Deus será permitido deixar-se vencer por um tempo, mas então Ele virá e tomará o trono Universal, pois a Ele pertence, por haver conquistado após seus sacrifício, e todos os quais o creram e foram separados para isto, reinarão com ele por mil anos…Não haverá morte e a presença inquietante e abominável do tão frio e calculista Lúcifer não haverá, pois o mesmo será preso por este período. É por estes pensamentos que poderias avaliar cada acontecimento no mundo…Abraços a todos e que aqueles que sentirem em seu coração, peçam uma prova ao próprio Deus…Não te custará nada…e eu tenho certeza que Ele se revelará para disser-lhes a verdade de sua palavra…Tudo que lhe for revelado que confirme a palavra que está nas escrituras sagradas são confiáveis, e as que não batem com as escrituras, são falsos Cristos…disfarces de Lúcifer para ilusionar…

  2. Quando olhamos para um americano, por exemplo… todos temos um certo pré-conceito comum a respeito dos mesmo. Quando te falo a respeito de anjos, por exemplo, todos imaginamos sempre em primeiro, anjinhos dóceis e afáveis, mas podemos lembrar que de acordo com a bíblia, Lúcifer foi um anjo, e no entanto seu intimo se enegreceu pelo poder que recebeu de Deus…

    Todos temos “um certo pré-conceito” em relação aos americanos? Eu não faço a menor ideia do que você está falando. Antes de ler o resto do seu comentário, gostaria que você me dissesse em que livro, capítulo e versículo da Bíblia fala sobre Lúcifer ser um anjo que se enegreceu (racismo) pelo poder de Deus.

    Obrigado.

  3. Caro autor retardado mental. Tente pelo menos forçar sua mente tosca a buscar a seguinte pergunta: Qeum deu ao homem inteligência para realizar maravilhas como o mais pesado que o ar levantar vôo? Quem deu inteligência ao homem para desenvolver algo tão maravilhoso que vc usa tão mau e porcamente como a Internete? Quem permitiu que você mesmo sendo tão estúpido e desnecessário ao mundo permitisse viver e respirar o mesmo ar que eu? Vc saberia respostas?

  4. Caro autor retardado mental,

    você pode usar a Ciência em eterno ‘aperfeiçoamento’, ou simplesmente o bom senso para tentar responder essas perguntas tão difíceis e desconfortáveis para um ateu torco (mistura de tosco e porco), estúpido e desnecessário ( sic ) ao mundo …

    Toda sua inteligência e seu esforço serão em vão porque eu quero ver é você conseguir responder com precisão e honestidade todas essas perguntas ao olhos da fé e da Bíblia Sagrada.

    Barros, lamento te informar que você está lascado dessa vez. Se eu fosse você eu baixava as portas e sairia de fininho para não passar vergonha. Admita que você foi derrotado e peça desculpas.

    Aceite como prêmio de consolação sua promoção em pleno fim de carreira a retardado mental e viva com isso.

    A paz.

  5. Barros, Barros.

    Que temeridade sua atrever-se a respirar o mesmo ar do “Anônimo”, disponibilizado pelo Deus dele, esse ser tão poderoso!
    A gente pode notar o alcance do poder do Deus dele já nos detalhes.
    Pois antes de ser capaz de fazer “maravilhas como o mais pesado que o ar levantar vôo”, e algo tão “maravilhoso” como a internet, o ser humano teve que descobrir, muito lá atrás, como usar o fogo, plantar, colher, etc. Isso sim é “maravilhoso”
    Qualquer retardado mental sabe que a sequência da evolução das tecnologias usadas pelo ser humano aconteceu pela vontade do Deus aí, não pela evolução do cérebro e consequentes capacidades.
    Então veja se não abusa da bondade do Deus do “Anônimo”, Barros.
    Duma hora para outra ele pode resolver estalar os dedos e te pulverizar da face da Terra.

  6. Sem ânimo para comentar o “nem sei do que chamar” ai de cima…

    Ignorante e coitado… merece apenas nossa pena…

    Abraço
    Cristiano

  7. Mais um convidado crente que escreveu uma nova Biblia, —– nao passei do 1o versiculo. —- é muito forte para minha capacidade mental.
    Aqui neste blog já devem ter surgido umas 10 biblias ou mais , mas se juntar tudo nao dá uma linha de algo que preste!!!
    Mais um NEOcREnte

  8. Shirley,

    muito bem lembrada essa parte da longa História humana como plantar e colher e o uso do fogo. Essas coisas bobas e recentes como o avião ou a Internet são fichinha quando comparadas com a evolução do homem, sua adaptação e a seleção natural a qual ele e as demais criaturas foram submetidas. A Naureza é mesmo uma mãe maravilhosa e digna de louvor e adoração. Eventualmente eu aprecio e exalto Sua beleza. Na medida do possível e das circunstâncias Ela me retribui e assim vou vivendo.

    Agora aquele pai maluco e “desnaturado” que estupra virgem não está nem fudendo para mim e nem pra ninguém. Dele eu quero distância. Outros não se importam por serem molestados ou solenemente ignorados.

  9. Esse neocrente Anônimo aí é a Ana Lívia. Ou ela esqueceu de escrever o nome no comentário, ou esqueceu de apagar o e-mail.

    Mas como eu escrevi em outro post mais antigo, só vou me dar ao trabalho de responder os comentários dela depois que ela me enviar umas certas fotos que eu pedi. Senão, não vale a pena.

  10. Barros,

    Vou arrumar um tempo para ler essa saga. Depois comento. Gostei da analogia “avião-vida”.

  11. Jesus!!! Você está enquadrado no crime de “Estupro de vulnerável.” Um dia, os neoateus irão absolvê-lo, porque você não existe. Em contrapartida, acéfalos tarados morrerão em seu lugar.

  12. “Esse neocrente Anônimo aí é a Ana Lívia. Ou ela esqueceu de escrever o nome no comentário, ou esqueceu de apagar o e-mail.”

    Delator hehehe! Como você é safado, cara! Se continuar zoando a menina vou acusá-lo de pedófilo!….

    Barros, ainda vou encontrar um meio de desmascará-lo! Nojento! Não faz isso com a menina, dê atenção. Depois os devotos fazem a mesma coisa e acabam se danando porque quem nasce para encantar com palavras, simplesmente nascem assim. mas aí aparece um bando de doido querendo ser como você. O Saracura2 escrevia aqui. Por que não republica textos dele? Hum…. Brigaram? Conta, conta!… hehehe!

  13. Hudson

    Li toda a sua exposição. É bastante provável que o vá ofender com minha franqueza, mas se já vi alguém “pregando no deserto”, esse alguém é você.

    Seu texto apresenta uma tal quantidade de furos, de argumentos precários e simplistas, que demonstram claramente ser ele fruto de um apanhado das pregações de algum padre/pastor. E esse estava seguro de que, ao falar, dirigia-se a pessoas não habituadas a pensar, não habituadas a questionar.
    Pessoas que assim como você aceitam passivamente o que venha de alguma pessoa vista como portadora de autoridade.
    Pessoas que assim como você só se sentem seguras na vida se puderem pensar que há um ser pairando em algum lugar, o qual vai cuidar, providenciar, punir e recompensar.

    É por essa razão que dirigindo-se a ateus você prega no deserto.
    Estamos habituados a pensar por conta própria, na verdade prezamos muito isso.
    Não queremos e nem precisamos da ideia de algum ser que faça por nós o que nós podemos fazer muito bem sozinhos, que é conduzir nossas vidas, tendo de prestar contas apenas a nossa consciência.
    Seu Deus é só uma muleta emocional, seu Lúcifer é nada mais que uma justificativa, um subterfúgio à responsabilidade.

  14. Barros vc é simplesmente ridículo. Mas todos os seus leitores viram que vc não foi capaz de responder minhas proposições. Vc não sabe quem te deu inteligência nem sabe quem lhe deu o dom da vida. Eu sei Barros. E essa sapiência é o motivo primeiro que diferencia pessoas como eu de gentinha como vc e os fanáticos que lhe dão apoio. Mas chegará o dia que vc vai se arrempender disso tudo.

  15. Ana Lívia, em 04/06/2013 às 08:28 disse:
    “Mas chegará o dia que vc vai se arrempender disso tudo.”

    Tá aí o verdadeiro amor cristão. Imagine agora ela babando e de olhos vermelhos.

  16. Fanatismo = Religião. Contra fatos não há argumentações.

  17. … O mais engraçado é que o ateu berra que não acredita em deuses. Como sua inteligência é limitada pelo radicalismo idealista, ele ignora o real significado de “deuses”. Por definição tudo aquilo que pode ser adorado pelo homem, é deus: pedra, mato, estátua, gente, dinheiro, sexo, natureza,. mitos, árvore, vaca, bezerro, demônio, e por aí vai. Como o ateu não se difere em nada dos outros mortais, ele tem seus deuses também, geralmente sexo e dinheiro (o deus “Mamom”). Se um dia, esses maravilhosos humanos ditos ateus, conseguirem se desvencilhar desses “deuses”, eu me converterei ao ateísmo. Que falta faz um bom estudo de filosofia teológica…

  18. … E ainda há alguns deles que decretam, de peito estufado, que desprezam a Teologia. Mais uma vez, sendo vítima de sua ignorância, desconhecem um “pequeno” detalhe; a Teologia é e sempre será o fundamentalismo da Filosofia. É o que chamamos de Filosofia Primeira (ou socrática), hoje mais conhecida por “Metafísica”. Querer ser ateu é direito de todos; mas é impossível não se reconhecer que a Filosofia é a ciência que move o ser humano; de fato ela é fundamental na nossa espécie. Então, torna-se fácil chegar a um questionamento – Onde está a superioridade intelectual num ser humano que renega a Teologia e a Filosofia? O que lhe resta senão a adoração de si mesmo e do mundo material? Creio que a questão não seja ser um ateu, mas ser uma espécie de “bagunceiro do pensamento humano”, quando debatem-se em argumentos hipócritas, escondidos atrás de falácias e bizarros conceitos de vida e morte (característica do ser humano em geral).

    Evidentemente não estou generalizando. O ateísmo desdobrou-se e redundou em ramificações semelhantes, prova disso é o que teóricos têm chamado de “neoateísmo”, um movimento radical, baseado em alicerce frágil, pela falta de argumentações sólidas, tanto na dialética em si, como nas discussões passíveis. Da mesma forma, e isso é curioso, que as religiões proliferam em seitas e mais seitas com bases questionáveis no que tange à moral e à ética, assim parece que o neoateísmo abre precedentes. Isso deve significar, numa análise mais imparcial, que tal movimento tem os mesmos princípios das tantas seitas e religiões criadas ao redor do mundo. Por isso, não raro, vemos esses senhores (neoateus) serem alcunhados de “religiosos”.

    Talvez, quando colocam assim, as pessoas não saibam, de fato, explicar o porquê dessa semelhança, contudo, com um pouco de prática intelectual e boa vontade, fica fácil pensar o neoateísmo; no entanto, isso demanda honestidade, a mesma que o neoateu cobra dos outros, e que, impressionantemente, não pratica.

    Prova disso é que, possivelmente, chegará alguém e se esforçará em argumentar esse pensamento, todavia, como todos sabemos, em geral as argumentações vêm acompanhadas de paus e pedras em forma de palavras ofensivas e “gritarias”, o que reforça a tese de que “atacando, defendem-se”.

    Minha intenção não é desqualificar o pensamento do outro, até porque acredito na Democracia e na liberdade de expressão e pensamento. Essa é tão-somente uma simples reflexão que me ocorreu. O importante é que se tire proveito das opiniões antagônicas às nossas. De qualquer forma, há sempre algo de interessante em qualquer segmento filosófico. Neste caso, o neoateísmo como desdobramento do ateísmo frundamentalista, pode significar alguma coisa para uma nova era ou para novas etapas da vida humana. Tudo é possível quando o que está em questão é a mente e o pensamento de nossa raça.

    Todavia, preciso terminar com uma resalva, um alerta: não podemos ignorar que, se o neoateísmo pode significar um avanço na mentalidade humana, por outro lado provoca desconfianças, pois a paradoxal postura agressiva e pouco passiva nos diálogos, pode nos remeter à Idade da Pedra. A metáfora é pobre, mas oportuna.

  19. Esse tipo, essa “Ana Lívia”, não está fazendo alguma espécie de defesa do deus dela, que aliás se existisse seria tão horroroso quanto ela.
    Está mesmo é destilando amargura e veneno.

  20. Shirley, vi lá seu comentário no texto final da série. Obrigado pelo elogio. Eu, na verdade, gostei muito desse texto, por isso o republiquei. Tenho outros que gosto muito, também, daí me veio aquela ideia de compilar todos eles num livro, mas tive que adiar esse projeto porque estou reformando completamente a minha casa e, ao que parece, publicar um livro sai bem caro. Me cobraram 8 mil reais pra fazer a revisão, capa e diagramação. Mas tudo bem: eu espero.

    Day, não briguei com o Saracura. Da última vez que soube dele, ele tava gastando uns dólares lá nos States.

  21. Você não precisa de revisor, que é o corretor de erros, mas sim bastaria um editor, que é o que faz o “ghostscript”, que é o cara que enxuga e faz cortes, deixando o texto perfeito. ;)

  22. A propósito, pessoas como a Ana Lívia não ajudam muito. Ela sequer conhece as pessoas e chegou bem bélica. Ser humano, quanta aventura…

  23. Só digo uma coisa, pode meu tons serem baixos demais para todo sua inteligência minha cara Dayse, porém as palavras que vos digo, recebi do Senhor, sei que não levará isso em questão… Não fujo ás minha responsabilidades, mas sei que sou falho, e cometo erros… Não me julgo perfeito e além do mais, não houve citação alguma a respeito de punições do meu Deus, pois ele não me pune…Ele me corrige assim como todo pai que ama seu filho o corrige…E não pense que a correção da qual me refiro se trata de chibatas ou acontecimentos desastrosos em minha vida, pois isso não faz parte da personalidade do meu Pai Celestial. Apenas vim alertar, a todo que possa compreender essa profunda sabedoria, você pode notar os acontecimentos no mundo e se ler as escrituras, das quais não compreendeis de forma alguma, sem querer aprofundar-me em ofensas, mas apenas alertando-lhe que tudo já está escrito, apenas basta compreender o que está escrito, e verás que tudo quanto foi escrito, fala a respeito do que virá acontecer…Pois assim, não temos, nem a morte, nem a perseguições se as tais vier ocorrer comigo…Apenas espero que entre alguns, possa ser alcançado poucos que com verdadeiro convertimento se entreguem a verdade da qual o mundo tenta ofuscar, porém com tantos anos de estudo, podes com certeza saber que os tais que definiram que o homem veio de uma grande evolução, hoje começam a acreditar que este Deus, desconhecido pelos homens, vive, e existe…Posso te garantir que os mesmo e outros que passaram, usaram deste livro para aprofundar seus estudos, e com base nestas histórias definiram parte do que sabes e achas que não lê a bíblia, de certa forma, pensas não poruqe queres pensar em tal, mas porque tudo que sai de tua mente é fruto de palavras que lhe foram ditas, livros que lestes..e assim surgiram teus pensamentos, não vieram de si mesma, como tenta afirmar…Porém, se nada houvesse ouvido e nada houvesse visto ou lido algum dia, não saberias definir uma vogal sequer e afirmá-la.Aceite que teus pensamentos não são teus e sim do que viveste, do que pegaste, do que absorveste em todo tempo de sua vida.Mais nada a dizer a menos que me seja solicitado, o que presumo não ocorrer….Talvez me odeiem, ou não…O que me importa é que possa alcançar alguns, os demais ainda verão e confessarão esse Deus, ao qual vos apresento…Porém talvez seja tarde, não porque ele deseje isto, mas porém unicamente por estardes, talvez com aquele para quem preparastes tua alma a vida toda…Só há dois caminhos, O Caminho e o caminho, ambos parecem iguais e que levam ao mesmo lugar, porém somente um leva ao gozo eterno, de onde saímos e não deveríamos nos ter arriscar sair. Abraços… e paz.

  24. Olá, Hudson,

    Creio que estejas fazendo uma pequena confusão aqui. Eu não repliquei seu primeiro comentário, eu não tinha nada para falar. A forma como você ‘Impõe’ sua fé não me atrai muito não. Sinceramente não entendi por que se dirigiu a mim. Esse meu comentário/reflexão aí em cima é apenas um exercício de raciocínio em relação às mudanças que estão acontecendo no mundo da fé e do ateísmo.

    Mas já que se remeteu a mim, devo dizer que essa postura sua não me seduz. A falta de credibilidade, tanto na Bíblia quanto em Deus, deve-se a pessoas fanáticas, e a falsos profetas, esses homens aí do chamado movimento neopentencostal, com suas teologias da prosperidade, da fertilidade, da cura, fazendo com que muitos desistam de pensar em Deus tão mal representado pelas religiões.

    Não sei se percebeu que NÃO sou ateia, mas o fato de acreditar em Deus não pode tirar de mim a liberdade. A partir do momento em que seguimos tantas regras e dogmas, nos tornamos um bando de pessoas iguais, o que talvez não agrade a Deus tanto assim.

    Quando você diz que nada do que eu penso é meu, você comete um grande erro porque, tanto quanto os neoateus, os crentes como você só repetem, como papagaios, o que ouvem lá nos átrios de seus cultos.

    Eu gosto de Filosofia e então nada vejo demais em fazer reflexões. Meu amado, se eu não pensasse por mim mesma, estaria enterrada na igreja até hoje, acredidanto em milagres ordenados pelo pastor, em demônios que entram em meu corpo, na obrigatoriedade do dízimo e ofertas escandalozas, etc.

    E, por favor, não me pressione com suas ameaças do tipo escolhi o inferno e que você traz as palavras de Deus a mim. Isso é mentira, tanto que você nem sabia que eu não sou ateia hehe.

    Se não me engano o último profeta foi João Batista, portanto se Deus quiser falar comigo, Ele dará um jeito, nem que seja por e-mail.

    Quanto às profecias e revelações, eu as conheço, fui preparada o suficiente para isso, lendo a Bíblia algumas vezes, e me perdendo sempre com o fanatismo do homem ao interpretá-la. Um dos pontos radicais do neopentecostalismo, é ignorar o ser humano e desprezar as pessopas que querem saber mais. Profecia por profecia, Nostradamus mata a pau, e mesmo assim é ignorado pelos ditos protestantes.

    Esse Deus aí que mandou você falar comigo não é Deus para mim. E não vou me aprofundar porque o lugar não é propício, mas gostaria de provocar um pensamento em você: Que Deus seria esse que, ao mesmo tempo que nos dá inteligência a TODOS, nos proíbe de pensar e filosofar? Para mim não faz o menor sentido. Conheço alguns homens filósofos que são cristãos e sua forma de pensar é muito, mas muito diferente do que seu pastor ou padre pregam lá.

    “Maldito o homem que confia no homem”.

    Um abraço e paz para você também.

  25. Erro: “escandalosas” com Z nem em espanhol. Foi mal.

  26. okay Dayse, fico feliz de ao menos ter aberto tempo para ler o que escrevi. Bom dia! Um ótimo dia pra você…

  27. Também penso assim, não desejo que sejas atraída por minhas palavras, não quero lhe colocar um Deus pela garganta abaixo, muito pelo contrário, me jugaste muito mais mal do que minhas palavras…realmente o local não é propício para nos aprofundarmos…mas dando apenas uma pincelada, te digo que o que antes disse, não para assustá-la, ameaçá-la, mas ainda alerto de que compreendestes mal o profundo de minhas preocupações…pois bem, o meu Deus, não obriga ninguém a nada e em nada, dá liberdade a todo homem pertencente ou não a Ele,…também o mesmo não prende ninguém debaixo de seus conceitos…não é hipócrita, pois ele mesmo diz que sabe do que viemos e sabe que nossa estrutura é fraca…não peço que confies em mim, mas peço que analise melhor seus estudos tirados da palavra bíblica, pois a palavra de Deus disse que a lei e os profetas vieram até João…Porém não há mais a necessidade de profecias pois o próprio Deus fala a cada coração se assim este permitir, pois ele não é invasivo…também lhe afirmo de que ele usa pessoas…não digo que eu esteja sendo usado…e quando me referi de teus pensamentos, não os quis dizer que não eram teus, mas afirmo que estes pensamentos não são novos, diferentes, pois algum dia alguém já pensou igual a você, diferenciando em algumas coisas marcantes, pois isso trata-se de personalidade, você tem um espírito e este se diferencia de qualquer outro ser…e claro, eu não sabias que não eras ateu, mas decidi escrever não para ateus, mas a quem quisesse ler…te citei pelo fato de me chamar mais atenção o que disseste e também porque se referistes a mim quando citastes os tais que não aceitam a teologia, e sim…não concordo, pois na minha bíblia está escrito que não necessidade de que ninguém nos ensine porque temos a unção do Espírito. O Espírito Santo que foi enviado pelo Senhor Jesus nos ensina todas as coisas, e foi com ele que tenho aprendido a respeito do amor e perdão…Olha eu escrevo poesias e são de palavras profundas, que falam de amor, sexo…prazeres humanos que todos nós sentimos e desejamos ter com alguém… Eu tenho planos de estudar, me aprofundar em livros literários e poéticos, dramáticos…mas tudo isso não há problema…o problema é quando pensamos que as coisas de Deus pode-se aprender pela sabedoria humana…sendo que Deus é espírito e tudo que se aprende dele, é através do espírito…Tudo isso está escrito lá….Ouvi muitas pregações,mas em nenhuma delas o pastor se referiu a Deus como estão dizendo em vários comentários aqui… e outra coisa mais importante ainda… A gente vê as coisas como desejamos, se abrimos nossos olhos é porque alguém nos disse alguma coisa…

  28. Agora meu caro Barros…o que disse a respeito de enegrecer vem do significado profundo de alguém que entrou para escuridão. Não nos façamos aqui de crianças. Sabemos sim do que temos falado, sejamos adultos o bastante para compreender o que se foi dito em detalhes…Me empenhei para que piudesse tentar chegar a vossa altura em relação a sabedoria que destilou em seu post…Porém vem até mim, e tenta me fazer vestir roupas coloridas e um nariz avermelhado bem grande…para que se riem…Pois bem, acho que daqui pra frente necessito escrever ao pé da letra visto que entendes somente assim. Não quero lhe ofender, mas falta em ti sabedoria de acordo com suas demonstrações a respeito de interpretação…Não queres que eu seja um dicionário de significados figurativos aqui, queres? Pois seria capaz de reler o que escrevi e te explicaria, ponto por pontos e cada migalha…Aqui me refiro a pequenas partes e não uma verdadeira migalha que alguém possa ter deixado cair em algum lugar, ou uma suposta palavra relacionada ao “milho”. Compreendeste?

  29. Quem disse que religião e ciência não se misturam?

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2013/06/religiosidade-poderia-ser-tratada-como-doenca-mental-diz-neurocientista.html

    Abraço
    Cristiano

  30. Eu até concordo que se misturem, porque a pontos que a ciência declina para história para completar algum raciocínio lógico, porém são distintas…pois há situações onde a ciência não consegue alcançar o que é espiritual…tanto que meu caro, se tu visitares alguns ambulatórios e pesquisar a respeito, já aconteceram milagrosamente, situações em que era condenado o tal paciente e crendo em Deus, foi curado por inteiro, minha avó por parte de mãe, a 50 anos atrás a ,medicina não conseguia tratar pacientes com tuberculose…e vendo o estado de minha vó, já terminal o médico a liberou para passar seus últimos momentos com a família.Então voltando pra casa, numa noite de sono viu dois seres de branco dentro do quarto que começaram a operar-la e tirar todo aquele pulmão pode…Pra ter ideia, meu avô, todos os dias precisa ajuda-la a se levantar, pois a dor era tanta q ela não conseguia fazer esforço…e nesta madrugada ela viu que estes seres haviam colocado seu antigo pulmão em um pote de vidro…e mostrou a ela…então qndo ela retornou ao sanatório, de acordo com a indicação médica, para total isolamento até sua morte…o médico efetuou alguns exames, e questionou o porque ela estaria lá, sendo que seu pulmão era mais saudável do que o de uma criança…Meu irmão mais velho tinha bronquite asmática…era crônica e não podia correr, ou subir escadas que atacava a respiração, quase morria..ficou meses internado naquela época, pois estava com estado grave, não de morte, mas precisa de cuidados especiais…tomava injeções todos os dias, e vivia com a famosa bombinha…Então um dia minha mãe foi a um culto, na atual igreja onde congregamos, pois ali sim vemos ser pregado um Deus qu está nas escrituras… e uma das irmãs, sem saber achegou-se a minha mãe e disse q naquele momento alguém de minha família estava sendo curado….quando ela chegou em casa, meu pai contou q meu havia tido mais um ataque e que ele o havia levado ao hospita…mas qndo lá chegou, não demorou muito e meu irmão já se sentia melhor…Sendo que as crises do meu irmão sempre foram controladas por idas em hospitais, era necessário tomar medicamentos e ficar internado, porém aquele dias nada foi feito e ele ficou bem, e nunca mais ele se sentiu assim…foi curado…

  31. Hudson

    Então sua avó ficou com pulmões saudáveis como o de uma criança?

    Amigo, me desculpe, mas você ou está se enganando ou foi é a uma pessoa muito inocente.

    Mas que fique claro, de maneira nenhuma quero iniciar nenhum tipo de discussão ou debate com você, suas idéias (incluindo seu testemunho acima) deixa claro que sua forma de pensar é fantasiosa e não condiz com o mundo real.

    Dessa maneira qualquer “informação” vinda de você só seria válida nesse mundo que só existe na cabeça dos crentes, mas não tem valia nenhuma no mundo real, que é onde eu vivo…. assim minha única esperança é a de que um dia você saia do transe que vive e consiga enxergar a beleza que é viver em um mundo sem seres imaginários

    Abraço
    Cristiano

  32. Eu acho engraçado, a maioria dos velhinhos que são curados de algo morrem logo depois de algo ainda mais “dolorido”, como cancer ou algo equivalente… será que só eu vejo o furo no milagre?

    Abraço
    Cristiano

  33. Um dia todos teremos que morrer, porém minha vó está viva e saudável até hoje. Meu irmão está vivo goza de total e plena saúde…Também passei por algum. Estive em depressão profunda, e um certo tipo de psicose.O psiquiatra que me atendeu a quase um ano atrás, me disse que o tempo inicial para o tratamento seria de 1 ano…e depois veria o que seria feito…ele sempre aumentava as doses dos remédios,porém sem os remédios eu me sentia deprimido, angustiado…achava que iria morrer….mas DEUS estava sempre comigo e eu nunca o via, então com 5mese de tratamento, um dia eu estava em uma igreja e ao final do culto o pastor sentiu de orar pelas pessoas que estivessem enfermas, eu eu tomei aquelas palavras pra mim, e decidi não tomar mais os remédios, e até hoje, não tive mais problemas com isso…nem fiz o tratamento completo…

  34. Então você prefere acreditar na sabedoria humano…pois bem, me diga qual homem afirmou algo e o sustentou até o fim, sem que nada mudasse, em nada falhasse…em suas palavras…Depois de me provardes, qual ser humano foi impecável na face desta terra, posso pensar em mudar minhas idéias, porém ,o que ocorreu não foi fantasioso, um médico não daria exames de saúde plena para alguém que necessitasse de cuidados e que estivesse sob sua responsabilidade…Sabe qual a difuculdade de vocês? É que têem medo de se frustar em Deus…pois tudo que viveu até hoje, viu muitas frustações por pessoas que se diziam crer em Deus…então tomaram para si a imagem que lhe passaram…mas ok…O direito de pensar como quiser é todo seu…eu já sei o que vivi com ele, e tenho certeza que não foi médicos me curaram, pois de acordo com o médico ao qual muitas pessoas confiam em sua inteligência, afirmava que o tratamento inicial seria de 1 ano…isso de inicio, sem contar que todo mês aumentava minhas doses, para me dopar…O que é melhor para vc…viver a base de dopantes emocionais e calmantes, ou sentir-se em paz de verdade? Para mim prefiro até mesmo a primeira opção que parece mais seguro, pois de aocrdo com a medicina os tratamentos foram testados várias e várias vezes…porém não funcionaou comigo, eu pensava em tirar minha vida…pois pra mim tudo estava cacabado, talvez não dê muito crédito oporque não foi com vc… quando realmente sai da realidade e passei a pensar que todos estavam contra mim, até mesmo minha família…eu apenas pensava em sumir, virar andarilho por ai sem rumo algum…Eu estava em estado pleno de trevas, escuridão..sentia um peso enorme dentro de mim, isso tirava minhas forças, passava dias em uma cama, pois mesmo que minhas mãe tentasse impedir, ela não podia ficar direto em casa, então asim que ela saia eu me deitava novamente e meus pensamentos viam como uma cachoeira sobre mim, me atormentando me derpimindo cada vez mais…Sei lá.acho que eu inventei tudo isso, e sou tão bom nisso, que a empresa onde eu trabalhei me pagou todos os meses que estive afastado…o governo do qual nós sabemos que luta contra a população, liberou em seu sistema tudo que me pertencia, pelo meu estado…foram feitas inúmeras perícias, e emtodas todos eles, em sua maioria, se espantavam em pensar como eu fiquei tanto tempo com isso, como eu aguentei tanto…Até a médica da empresa, que deveria puxar sardinha como sempre fazem, defendendo todo prarimônio da empresa, chegou a comentar com minha mãe:”Olha mãe, nós precisamos analizar se será possível algum dia ele retornar á realidade, porque pelo estado que o tenho visto, vai ser muito difícil. Eu parecia um criança sem saber em quem confiar…Inventei tudo, exatamente tudo, até as dores que sentia no peito de madrugada que quase me causavam infarto no auge dos meu 23 anos, eu inventei… perdi sonhos da minha vida, porque queria brincar com os outros, adorava ver minha mãe chorar ao meu lado, sem nada poder fazer, apenas todos os dias entregando minha vida nas mãos de Deus, e eu nem queria saber,porque pra mim ele havia se esquecido de mim….me abandonado…Mas é isso, foi tudo invenção…

  35. Esse negócio de enxergar Deus nesses casos em que alguém se curou de alguma doença grave é de uma desonestidade espantosa. Primeiro porque sempre se põe a medicina em primeiro lugar, antes mesmo de Deus. Quando um crente é atropelado ele vai querer ser levado para o pronto-socorro, isso eu lhe garanto.

    Segundo porque os supostos milagres são fruto do acaso: quando alguém se cura, atribui-se a cura a Deus; se a pessoa morre, atribui-se a morte à doença. Ou seja, sem levar em conta Deus, eu poderia dizer apenas que, em alguns poucos casos aleatórios, pessoas superam doenças que se esperaria tê-las matado, enquanto que, na esmagadora maioria dos casos, quando os prognósticos (e diagnósticos) são ruins, o cidadão morre mesmo, acreditando ou não em Deus.

    São aqueles poucos e aleatórios casos que o crente usa para dizer ao mundo que seu Deus existe, muito embora se ele mesmo contrair uma doença grave ele vai querer um atendimento médico da melhor qualidade, porque percebe que, digamos, Deus atua no mundo de uma forma randômica demais para o seu gosto.

    Se o papa Chico for diagnosticado com uma doença grave, ele pode até querer recorrer apenas às suas orações, mas fique certo de que as chances de Deus fazer um grande milagre para curar seu representante na Terra são microscópicas.

  36. Acho que foi Elias que fez uma aposta com os adoradores de Baal para ver que deus lhes acenderia uma fogueira. Os adoradores de Baal imploraram o dia todo, mas Baal não deu ouvidos. Elias pediu a Deus uma prova de sua existência acendendo uma fogueira, e Deus, mais que depressa, fez um raio cair do céu sem nuvens e consumiu toda a fogueira em segundos. Isso sim é que é prova de existência!

    Agora a pergunta que não quer calar: por que Deus se esconde?

    Mas eu entendo os crentes. Eles foram acometidos dessa doença mental chamada religião.

    Esse Deus de vocês é um personagem de um livro de fabulas grotescas. E só. Eu queria dizer que sinto muito por isso, mas eu não sinto. Felizmente, para todos nós, Deus é só mais uma invenção da mente humana.

  37. Por definição tudo aquilo que pode ser adorado pelo homem, é deus

    É por isso que o crente pode se dar ao luxo de dizer que jamais perdeu uma discussão para um ateu: o Deus dele se ajusta a todo tipo de argumento, situação, definição, etc. Daí ele está livre para usar a melhor definição que se ajusta ao argumento que ele está querendo defender.

    De que adiantaria adorar um Deus que não houve preces, que não dá presentinhos nem dá vantagem ao seu devoto, que não promete uma vida para depois do túmulo? De nada.

  38. Barros,

    Não faça retoques nesse meu texto. Depois que comecei a escrevê-lo, na hora a coisa cresceu. Por favor, não seja néscio ao comentar, ou melhor, catar algo no meu texto para jorrar sua tão adorada filosofia. Eu falei de deuses, por definição. Você, maluco, reverberou uma resposta que nada tem a ver com minha explanação a respeito das adorações humanas.

    “De que adiantaria adorar um Deus que não houve preces, que não dá presentinhos nem dá vantagem ao seu devoto, que não promete uma vida para depois do túmulo?”

    Desculpe-me, amore, mas esse deus aí eu não conheço não. Você gostaria de ter um deus presenteador? Que desse vantagem? Que tipo de vantagem, se nem no Voleibol existe mais vantagem? Qual deus é esse que mente, dizendo que não há mais vida após a morte?

    Bebeu vodca? (hehehhehhhe)

  39. Mais de Barros:

    “Segundo porque os supostos milagres são fruto do acaso.”

    Oh, no! Também gostaria de entender assim, entretanto, não há, até hoje, explicação lógica ou científica para fenômenos desse tipo. Sabe, Barros, ainda não podemos dizer que construir um ser humano nos é possível. Ainda não temos respostas para muitas coisas. Antes de resumir tudo em “acaso”, melhor seria questionar, ao menos, a mente humana. Em sua visão neoateísta não cabem algumas informações de cunho sobrenatural. Mas, olha isso: Se o Hudson falou isso aí, eu aceito como algo fenomenal. Se você não acredita que foi Deus, é seu direito, contudo, os fatos ocorrem, e muitos médicos renomados mundo a fora, assumem não compreender esses milagres. Por isso digo que estou neutra. Negar que acontecem curas impossíveis, é o mesmo que beber chocolate e dizer que era apenas água. É loucura, pois contra fatos não há argumentos.

    Se eu fosse ateia, eu buscaria, ao menos, uma explicação científica – quem sabe nossa mente pode produzir tais fenômenos de cura?

    Sinceramente, o neoateu é como o evangélico de carteirinha: Nenhum quer saber de pensar.

  40. A partir do momento em que alguém usa a palavra “milagre” para descrever um fenômeno desconhecido, ela está assumindo que desistiu de pensar para se acomodar.

    E é impressionante o despudor de alguém que se sente à vontade para dizer que o Deus dele o escolheu para curar uma doença qualquer.
    Sugiro a essa pessoa que olhe um pouco ao redor e se faça uma pergunta:
    O que o faz ser tão especial aos olhos de seu Deus? Porque esse Deus o privilegiou, curando-o, mas não a outros, muitas vezes com uma doença pior?

  41. Barros, de novo:

    “Acho que foi Elias que fez uma aposta com os adoradores de Baal para ver que deus lhes acenderia uma fogueira. Os adoradores de Baal imploraram o dia todo, mas Baal não deu ouvidos. Elias pediu a Deus uma prova de sua existência acendendo uma fogueira, e Deus, mais que depressa, fez um raio cair do céu sem nuvens e consumiu toda a fogueira em segundos. Isso sim é que é prova de existência!”

    Não foi, segundo a história, uma aposta. Era o reinado do israelita Acabe, um rei que estava totalmente apaixonado e encantado por sua esposa herege, a Jezabel, uma princesa fenícia. Tal casamento foi arranjado entre Israel e Fenícia. Era uma era de guerras, o homem só pensava em reinar. Acho muito legal o Livro de Reis. Nessa época, o Deus de Israel cuidava de seu povo através dos profetas. Mas estava na moda, ou melhor, o mundo se impunha através de reinados. Todo povo necessitava de um rei.

    O rei Acabe, casado com a estranha adoradora de deuses e fortunas, a mulher que seduziu o rei de Israel. Mas, nessa época, os profetas não estavam extintos, afinal, quem, dono de um povo, deixaria, precocemente, o homem tosco entregue nas mãos da política dos reinados que, em nome do poder, só almejavam guerrear e dominar outros povos, praticando carnificinas e hediondos crimes contra o próprio homem? Eram verdadeiros crimes contra a humanidade.

    Acabe desafiou a Deus, o Deus dele e toda nação hebraica.

    Elias, profeta descrito em vários documentos e não apenas na Bíblia, foi afrontado por Jezabel. Ela convenceu seu esposo, o rei Acabe, de que Elias deveria morrer. Acabe, num ímpeto de ‘honestidade’ e amor à sua cultura e fé, hesitou.Também Elias teve seu momento, humano demais.

    De fato, segundo a História, depois que Elias provocou um “incêndio” num círculo molhado, em um monte, ficou claro que seu poder, advindo de Deus de Israel, entrara em ação.

    Nessa passagem, eu entendo que há vários ensinamentos, ainda que seja apenas ficção ou mitologia. Não me prostro à religiosidade jamais.

    No meu entender, Elias representa a fragiilidade humana que faz com que o homem se acovarde, mesmo tendo forças para encarar qualquer situação.

    Jezabel é a consciência contrária ao amor e à paz. É quando nós nos afastamos das boas ideias, aquelas que unem o homem à natureza e aos irmãos de qualquer reino (pátria); é quando nasce um sentimento de ódio e desprezo por tudo aquilo que não é você. Essa é a Jezabel de todos nós.

    Nessa passagem, que leio sempre e gosto sempre mais, a Bíblia manda recado para que possamos rever nossos conceitos, nossas amabilidades, nossos erros xenofóbicos, a propensão às doenças da alma, tais como a depressão e fraqueza da mente.

    E, acima de tudo, a história de Elias, ainda que o leitor encare como fantasia filosófica, ela é, absolutamente, uma lição de vida, e vida humana. Alegorias à parte, história à parte, falar de Elias é, acima de tudo, reconhecer a capacidade do homem em dar a volta por cima diante de qualquer situação, seja a morte, seja a solidão.

  42. Shirley:

    “A partir do momento em que alguém usa a palavra “milagre” para descrever um fenômeno desconhecido, ela está assumindo que desistiu de pensar para se acomodar.”

    Concordo, mas são apenas palavras. O mais interessante é pensar que, seja o fenômeno chamado do que for, ainda assim escapa à nossa compreensão.

  43. Hudson,

    Peço desculpas por não continuar, mas… é só por hoje. Prometo respondê-lo, e sou eu quem agradeço sua atenção. :)

  44. Shirley:

    “Sugiro a essa pessoa que olhe um pouco ao redor e se faça uma pergunta:
    O que o faz ser tão especial aos olhos de seu Deus? Porque esse Deus o privilegiou, curando-o, mas não a outros, muitas vezes com uma doença pior?”

    – (pigarro)… Se tudo for verdade, aquele que não crê, não deveria reivindicar.

  45. De novo, o Barros:

    “Se o papa Chico for diagnosticado com uma doença grave, ele pode até querer recorrer apenas às suas orações, mas fique certo de que as chances de Deus fazer um grande milagre para curar seu representante na Terra são microscópicas.”

    – Se o Papa Francisco ficar doente, pelo que sei da capacidade de um homem assim, mesmo jamais tendo sido católica, advirtu-o de que esses homens são muito especiais; eles, mesmo não aparentando, têm muito conhecimento e sabedoria. Gosto deles por serem homens sábios, filosóficos, eruditos, e do Ocidente. E você sabe disso.

  46. Chega, Barrooooos!

    “É por isso que o crente pode se dar ao luxo de dizer que jamais perdeu uma discussão para um ateu: o Deus dele se ajusta a todo tipo de argumento, situação, definição, etc.”

    – Cara, muito obrigada pelo reconhecimento hehehe!…

  47. Não estou reivindicando nada.
    Estou dizendo que sinto vergonha alheia ao ver alguém capaz de achar natural existir um ser descrito como personificando a justiça e a bondade que ao mesmo tempo privilegia uns e ignora outros.
    Estou dizendo que faço um esforço para dar o benefício da dúvida a essa pessoa.
    Tento pensar que essa pessoa não desenvolveu a capacidade da autocrítica, portanto não é capaz de entender como parece, a olhos alheios, arrogante e egoísta.

  48. Cristiano, entrou no MMA? hehehe!

    “Dessa maneira qualquer “informação” vinda de você só seria válida nesse mundo que só existe na cabeça dos crentes, mas não tem valia nenhuma no mundo real, que é onde eu vivo…. assim minha única esperança é a de que um dia você saia do transe que vive e consiga enxergar a beleza que é viver em um mundo sem seres imaginários,”

    – Gostaria de passar um fim de semana nesse seu mundo “real”. Se você tem esperança, você é humano, e esperança tem a ver com horizontes além da nossa visão física, ara! Você e nós, vivemos de imaginação,baby. Quando você escreveu isso aí, sua mente estava imaginando e focando sua visão de mundo. Como eu já disse, acho que, assim como nossas únicas digitais, assim são nossas imaginações, fantasias… Mas eu aceitaria um convite seu, querido, ao menos por um fim de semana, nesse seu (e só seu) mundo real. ;)

  49. Querida Dayse

    Realmente vivemos de esperança…

    A minha esperança é de que tenha inteligência, maturidade e experiência suficiente para tomar decisões corretas, essas decisões, serão tratadas como minhas, apenas minha, não colocarei meus erros na conta de nenhum demônio muito menos terei a pretensão de ser um escolhido…

    Já a esperança do crente é que exista alguém cuidando dele, e que ser der certo ele foi atendido, se deu errado, bom ai você pode colocar a culpa no capeta ou dizer que deus tem outro plano para você.. .tipo se foder a vida toda….

    Realmente, falando de uma forma simplista, todos vivemos de esperança e usamos a imaginação para chegar lá… mas como percebe a semelhança é irrelevante…

    PS: Eu sei que o mundo real pode ser chato… vai da capacidade da pessoa de deixá-lo “legal”…

    Abraço
    Cristiano

  50. Leiam o link que o tímido Crsitiano sugeriu acima;

    “Neurocientista afirma que a religiosidade poderia ser tratada como doença mental
    fanatismo religioso religiosidade

    Neurocientista afirma que a religiosidade poderia ser tratada como doença mental (Foto: Ilustração)

    Uma pesquisadora da Universidade de Oxford, e autora especializada em neurociência sugeriu recentemente que um dia o fundamentalismo religioso pode ser tratado como uma doença mental curável. Kathleen Taylor, que se descreve como uma “escritora de ciência filiada ao Departamento de Fisiologia, Anatomia e Genética”, fez a sugestão durante uma apresentação sobre a pesquisa do cérebro no Festival literário no País de Gales na última semana.

    Em resposta a uma pergunta sobre o futuro da neurociência, a pesquisadora afirmou que “uma das surpresas pode ser a de ver pessoas com certas crenças como pessoas que podem ser tratadas [clinicamente]“.

    – Alguém que tem, por exemplo, torna-se radical a uma ideologia de culto – nós podemos parar de ver isso como uma escolha pessoal resultado de puro livre-arbítrio e começar a tratá-lo como algum tipo de distúrbio mental – afirmou a cientista, segundo o Huffington Post.”

    Day:

    Estou com sono, mas, se não comentar largamente esse absurdo e agressividade contra a mente humana, posso, ao menos, destacar as ‘pérolas’ dessa ideia louca de uma ateia tão singular quanto a bolsa que comprei ontem. Coisas que podemos trocar ou jogar no lixo!

    Segundo a besta enlouquecida, todo crente, no mundo inteiro, seria internado, por ser louco.

    Lembrei de Machado de Assis e seu livro “O Alienista”, obra que mostra que o louco é aquele que pretende julgar a todos, e condená-los a um hospício. Entretanto, como Machado de Assis, que não é apenas um dos maiores escritores do mundo de todos os tempos, mas também um dos maiores entendedores das questões humanas, veio-me à lembrança, de forma prodigiosa, algo que coloca a tal da “doutora”, uma reacionária chamada Kathleen Taylor, em xeque.

    Acho que mandarei essa ‘matéria’ para alguns estudantes de Filosofia ou Literatura. Na verdade, a teórica sem base, provoca um tesão de extenuar essa falsa cientista que, no mínimo, poderá ser considerada uma nova nazista.

    Parece que o mundo começa a se dividir entre o Bem e o Mal. Que novidade.

    Em dado momento, vozes começaram a sugerir que gays e lésbicas estavam sendo destruídos em seus direitos humanos. De verdade, jamais achei que o homossexual precisasse de tanta mídia e atenção, afinal de contas, sexo é uma atividade por demais prazerosa, portanto não deveria constituir fórum fora da cama. Enfim.

    No entanto, essas pessoas que têm orientação sexual ‘diferente’ da maioria das pessoas, fizeram sua parte, ao reivindicar respeito.

    Porém, e sempre há um porém, o mesmo lado que fomenta revolução e levanta estandartes contra preconceitos, elege, cinicamente, um decreto tão infame quanto o do desgraçado Hitler.

    Essa cadela comunista, a ‘doutora’ Kathleen Taylor (desculpe-me Sara, minha cachorrinha adotada) se acha um achado; provavelmente é tão louca que não percebe que ainda há vagas nas cadeias e que qualquer ideia radical que sugira extermínio de certo gueto, massas, ou de certa população, é crime.

    No momento em que essa ‘cientista’ passa a vergonha ao ser considerada apenas uma inconfidente teórica, uma hipócrita fascista, uma cadela sem raça definida, os alertas são ligados.

    Certamente ela é leviana, maldita em sua mente, inescrupulosa e demente.

    A ideia dela é tão-somente – extermínio!!!

    Amigos, crentes ou não. Amigos ateus, e amigos todos:

    Nenhuma ideologia pode justificar extermínio ou segregação. Morte, e assassinato em massa.

    Este farrapo humano que se disfarça de doutora teórica, nada mais é que uma mais nova candidata ao terror. Para mim não passa de uma nazista, uma bactéria ousando acabar com o mundo, ou melhor, com o ser humano.

    Obrigada, Cristiano. Eu adoro pensar.

  51. Cristiano:

    “não colocarei meus erros na conta de nenhum demônio muito menos terei a pretensão de ser um escolhido…”

    – Amei isso;

  52. Por definição tudo aquilo que pode ser adorado pelo homem, é deus

    Depois dessa frase fecharia o post! acabou a discussão!! só sei que o meu time de futebol é Deus só isso!!

  53. GREG na área… matou no peito, driblou, e quase marcou o gol!!! Uhuuu!…

    Obrigada, Greg, por ler o que escrevi. Mas não entendi essa colocação aê. Só falta você dizer que a culpa da MORFOLOGIA é minha.

    A palavra escrita é a minha paixão. De 3 irmãos eu era a única que tinha dificuldades com a língua potuguesa (e ainda tenho); porém há certas coisinhas da língua universal que devemos saber, como a diferença entre “deus” e “Deus”. Quando escrevemos com ‘d’ maiúsculo, não significa que acreditamos em Deus. “Deus” é substantivo próprio, portanto é escrito com “d” maiúsculo. E “deuses” são objetos e assim são considerados substantivos comuns, logo deve-se escrever com ‘d’ minúsculo.

    Mas nem tudo é condenável em nossa ignorância: graças a você andei estudando (de novo) a atualização do hífen, e acho que se escreve “neocrente” como você escreveu, e não “neo-crente”, como eu escrevi.

    Você é um irmão inteligente, mas deveria fazer como eu: tentar melhorar sempre na comunicação, principalmente na comunicação escrita. ;)

    ps – Para de enrolar e tente refutar minha reflexão sobre neoateísmo, já que você está implantando o “neocrentismo”.

  54. Shirley,

    “Estou dizendo que faço um esforço para dar o benefício da dúvida a essa pessoa…”

    – Mas é o que sempre faço: tentar trazer à tona o benefício da dúvida, mas para todos, e isso é filosofar, é pensar, questionar, entendendo o contexto da angustiante discussão, preparados para aceitar – por uns minutos ao menos – o que o outro disse, para só então replicar com um novo pensamento, e a coisa não tem fim. Não podemos ‘fechar’ uma ideia que esteja no campo das suposições; no campo das ideias. Neste caso Deus, seja qual for a visão particular de cada um de nós.

    Amiga, tenho notado que o ateu tem a propensão de distorcer as coisas escritas, as escrituras litúrgicas, qualquer coisa que seja a favor da existência de Deus.

    Você, por exemplo, disse que Deus olha para uns e não para outros. Sinceramente, ainda que analisemos a Bíblia como um livro mitológico, lá, tanto no A.T. (Isaías), quanto no N.T. com Jesus, existe uma constante afirmação de que Deus ama a todos. O que passa disso é interpretação do homem, creio eu.

    Quando eu disse que quem não crê não deve reivindicar é correto, pois como eu pediria um presente de namoradfo no dia dos namorados se eu não tivesse um namorado? Vê? Mais ou menos isso. Mas entendi sua colocação sobre plantar o benefício da dúvida. Isso é bom sempre. ;)

  55. Hudson,

    “Então você prefere acreditar na sabedoria humano…pois bem, me diga qual homem afirmou algo e o sustentou até o fim, sem que nada mudasse, em nada falhasse…em suas palavras…Depois de me provardes, qual ser humano foi impecável na face desta terra, posso pensar em mudar minhas idéias, porém ,o que ocorreu não foi fantasioso, um médico não daria exames de saúde plena para alguém que necessitasse de cuidados e que estivesse sob sua responsabilidade…”

    Pois é, é disso que estamos falando: o homem não pode afirmar nada em definitivo. Por ignorarmos a maioria das coisas do Universo, acabamos por eleger a Filosofia, a única forma de suportarmos tantos mistérios, como a morte, a dor e o sofrimento.

    Eu acredito que você foi curado, acredito mesmo. Mas,se uma pessoa não crê em Deus, ela não pode ficar curada, igualmente? Pois saiba que muita gente que não é cristã e nem religiosa fica curada, de forma inexplicável.

    Não sei se Deus quer mesmo que fiquemos para sempre dependendo de seus milagres. Acho que todas as respostas já estão dentro de nós, e que um dia saberemos de tudo. E você sabe que isso está apontado na Bíblia; em Apocalipse, por exemplo, João viu aquele que fará grandes prodígios na Terra. E esse mesmo líder ensinará muitos ‘truques’ aos homens. Homens levantarão da cadeira de rodas com apenas sua força mental, e por aí vai. O que acha disso?

    É o que sempre falo; somos muito novos nesse Universo sempre em movimento. Somos bebês da Via Láctea, o que significa que um dia cresceremos e, adultos, passaremos a entender melhor todas as coisas. Só não sei se estarei viva hehe.

    Abraços..

  56. Day

    ” Sinceramente, ainda que analisemos a Bíblia como um livro mitológico, lá, tanto no A.T. (Isaías), quanto no N.T. com Jesus, existe uma constante afirmação de que Deus ama a todos. O que passa disso é interpretação do homem, creio eu.”

    Se você aceita que a afirmativa “Deus ama a todos” é verdadeira, para você a Bíblia não pode ser um livro mitológico.
    Seria o mesmo que eu dizer que sim, Shiva é um ser mitológico, mas eu sigo os preceitos concernentes.

    Se Deus existisse e tivesse dito que “ama” a todos, permanecendo as coisas como são, seria um mentiroso em escala cósmica.
    Mas como ele não existe, não estou discutindo nada a respeito dele, estou falando é de gente mesmo.

  57. Shirley,

    Não se trata de aceitar a afirmativa ou não, mas de discutirmos evidências para sim e para não. Note que sempre escrevo “caso seja… “se for”… Porque não posso afirmar que não há uma inteligência que controla o Universo, ou mesmo a nossa Via Láctea. Sou teimosa demais, para mim fica difícil simplesmente decidir que somos obra do acaso e ponto final.

    Quando olho pra nós e para os demais animais, eu posso perceber, não a minha superioridade, mas a concreta diferença entre nós, no sentido de ser o homem um ser pensante, que racioicina, que cria, que chora, que sente, que escreve, que lê, que faz arte. Nosso DNA é único, é uma maravilhosa e complexa obra biológica, que me parece pensada e consdtruída com pré-requisitos, como um projeto mesmo.

    Estou me afastando cada vez mais da religiosidade; quero esperar novas descobertas. O que haverá depois dos buracos negros? Serão portais para uma outra dimensão de vida, por exemplo?

    Sinceramente, acho que o ateu convicto vive melhor que gente como eu, assim, que penso o tempo todo em várias possibilidades e explicações.

    Acho que a religião ajuda o homem, mas também destrói a dignidade em muitos casos onde o fanatismo toma conta de tudo.

    Só me resta a ciência, incluindo a Filosofia, mas eu gostaria de pensar menos, ou ter uma opinião super formada, ou poder provar o improvável, que é a espiritualidade. Mas não posso, assim como a orientação ateísta também não pode comprovar que viemos do acaso, no máximo se tem teorias, mas nada de concreto ou conclusivo.

    Você me intriga porque nunca foi de religião e nunca creu, desde criança, mas isso é tão raro que não serve como prova de nada. Aff, é tanta coisa pra pensar que a melhor forma de sobreviver a tanta loucura é largar a religião, só para começar.

  58. Ah, Shirley, esqueci:

    O fato de ser ou não mitológico não impede de ser algo de positivo para o homem, para a vida. Por exemplo, quando leio mitologia, a grega principalmente, posso vislumbrar conceitos fantásticos de vida e eternidade, códigos de moral, uma infinidade de pensamentos. Não vejo necessidade para separarmos o mito do real, se trouxer benefícios para nossa vida.

    Uma amiga (ateia também), doutora em psicologia e afins, fez um ensaio onde mergulhou na história do homem e de como ele, em sua natureza primitiva começou a temer o invisível. Segundo ela, a gravidade nos faz olhar para cima, de onde caem raios e ouve-se trovões e esses fenômenos naturais.

    Então, a partir daí o homem começou a fantasiar deuses, para acalmar sua ignorância e aplacar seus medos. Na época eu perguntei a ela qual seria a explicação de o homem até hoje continuar com os mesmos medos e crenças. Porque, pelo tempo, já era para termos deixado de acreditar.

    Ela entrou numa reflexão mais política, mas não me convenceu muito, pois deu de ombros e disse que o homem que hoje ainda acredita em deuses é primitivo. Você concorda com essa tese do medo primitivo do homem ter criado deuses ou Deus? E de sermos primitivos ainda por crermos?

  59. <>

    Sou professor de História e nunca ouvi falar de tal acontecimento.

  60. De fato, segundo a História, depois que Elias provocou um “incêndio” num círculo molhado, em um monte, ficou claro que seu poder, advindo de Deus de Israel, entrara em ação.

    Era a esse comentário a que me referi.

  61. Elizeu,

    Você é muito bem vindo. Um professor de História pode ajudar muito nesse tipo de debate.

    É o que sempre digo: é preciso ter cuidado com os argumentos neoateístas, eles são cheios de armadilhas.

    Abraço..

  62. Professor,

    Ao que parece, tal evento não está contido somente na Bíblia, já que muitos não gostam dela como fonte histórica, mas na Hisatória de Israel há muitas descrições a respeito de muitos homens, reis e afins que estão Bíblia. Ambas se fundem, com a diferença que na Bíblia entra a religião hebraica. Concorda?

  63. Day

    Aceitar a especulação em torno de se há ou não alguma espécie de inteligência além da que conhecemos – nós mesmos – é uma coisa.
    Afirmar que haja essa inteligência e que ela esteja ocupada na labuta de cuidar de nós é outra muito diferente.
    E se houve pré-requisitos para nossa formação o projetista não dominava o “métier”.

    Não acho mesmo que sou caso raro, dentre bilhões de pessoas deve com certeza existir muitas outras iguais.
    Pessoas que como eu nasceram com o tal espírito de porco (é como sempre me chamaram), que nunca aceitam nada como se lhes apresenta, pois observam os outros e as circunstâncias e percebem que nunca se trata só da superfície.

    E não acho que se trata de primitivismo. É da natureza humana; penso que daqui a milênios, se a espécie continuar existindo, continuarão existindo as crenças.

  64. Ok. Valeu, Shirley. Não posso duvidar de sua honestidade, ela é real hehe.

    Fui, não tenho empregada, e é dia de faxina.. :(

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: