Jesus Abominável

Jesus abominável

‘.

Quando eu era criança e fazia alguma coisa digna de repreensão, minhas duas avós católicas ralhavam feio comigo e me diziam, muito bravas, para não fazer mais aquilo, porque, senão, “Deus iria me castigar”. Acontece que, geralmente, quem me castigava era minha mãe, o que me fez meio que perder, desde muito cedo, o respeito que eu supostamente deveria ter cultivado por Deus. Ou isso, ou eu teria que ter alguma vez suspeitado que minha mãe era o Todo-Poderoso de saia. Mas, como sempre soube que, apesar das surras, eu amava minha mãe; e como sempre soube, também, que jamais seria capaz de amar Deus, descumprindo assim, logo de cara, o primeiro mandamento, o garotinho que eu fui achava, pois, muito conveniente não ter desenvolvido nenhum respeito por aquele ser cujos castigos minhas avós usavam para me ameaçar.

Menciono isso porque, ainda outro dia, ouvi minha irmã dizer algo semelhante à minha sobrinha de nove anos:

Se você bater de novo na sua coleguinha de classe, Jesus vai ficar muito triste!

Eu não comentei nada porque já tive muitas discussões com meus irmãos por querer dar meus pitacos acerca do tipo de (má) educação que meus sobrinhos estão recebendo, quando lhes é ensinada a tal da “moral cristã”. Mas se não fosse por isso, eu poderia ter perguntado à minha irmã, na frente da minha sobrinha, algo do tipo:

Jesus vai ficar triste se ela bater “de novo”? Quer dizer que ele não se importou na primeira vez?

Isso, sem dúvida, seria o estopim para mais uma discussão acalorada, no meio das quais eu costumo notar meus sobrinhos rindo escondido das minhas inúmeras blasfêmias. Então, eu deixei passar, para evitar também que minha irmã acabasse me magoando ao me jogar na cara que eu deveria tratar de ter meus próprios filhos, em vez de ficar metendo o bedelho na educação dos filhos dos outros!

Mas se eu tivesse filhos, quando eles brigassem no colégio, eu certamente iria querer ensinar a eles que não se deve bater nos coleguinhas de classe, nem em ninguém. Mas eu também iria querer lhes ensinar o “porquê” disso, e de jeito nenhum essa explicação envolveria as emoções de uma criatura sobrenatural que se esconde num mundo encantado.

Bem medido e bem pesado, o que minha irmã está ensinando à minha sobrinha de nove anos é que, quando você bate em alguém, isso magoa Jesus Cristo.

Ou seja: foda-se a coleguinha!

 

 CONTINUAÇÃO:

Parte 2  –  Parte 3  –  Parte 4  –   Parte final 

 

. 

Anúncios

22 Respostas

  1. nesta estorinha jesus nao tem culpa alguma , mas o culpado é que colocou o personagem “jesus” no meio dessa estória .

  2. POR ISSO O DITADO COM JESUS NÃO SE BRINCA MAS ACHO MENTIROSO POIS TEM MUITAS PESSOAS QUE TEM AMIGOS IMAGINÁRIOS.

  3. é muito interessante esse seu texto Barros, porque eu tenho um filho de 3 anos e é isso mesmo que acontece, Deus vai ficar triste, assim e assado, mas a pessoa injuriada que se foda pra lá!!!
    meu filho ja esta com a mania de brigar na escola, coisa de criança, nada demais! chuta a canela de um e outro e com certeza o outro revida. Moral da historia: tenho que passar pro meu filho que, é bom evitar esse tipo de coisa porque quando voce ficar grande pode tomar um tiro!!!!! Ai nem Jesus na causa!!!!!!!!!!

    esse seu texto é novo , né????

  4. As crianças tem de aprender a temer a Deus não como se isso fosse uma coisa ruim ou uma ameaça mas como condição sinequanon ela vai entrá no paraíso. O Amor de Deus é infinito mas ele também é Justiça e as crinaças tem de entender isso desde cedo porque essa é nossa obrigação como cristão difundir o Evangelho.

  5. As crianças tem de aprender a temer a Deus não como se isso fosse uma coisa ruim ou uma ameaça mas como condição sinequanon ela vai entrá no paraíso. O Amor de Deus é infinito mas ele também é Justiça e as crinaças tem de entender isso desde cedo porque essa é nossa obrigação como cristão difundir o Evangelho.

    A justiça dele consiste em mandar matar todas as pessoas de uma tribo por adorarem outro deus inclusive os meninos e deixar as meninas virgens para os soldados?sendo assim as crianças devem teme-lo mesmo e odiá-lo tâmbem se ele existisse é claro,como ele não existe devem odeiar quem disse que o ser imaginário ordenou isso e quem prega que isso é justiça de deus tambem!

  6. É certo que devemos ser educados e exercer a tolerância com a estupidez alheia; mas há momentos em que a estupidez é tamanha que corremos o risco de, sendo educados e tolerantes, levar o estúpido a achar que concordamos com sua estupidez.

    Pois condição sine qua non é ser muito estúpido para dizer que para se entrar no tal paraíso é obrigatório amar e temer o tal deus que é amor e bondade. Um raciocínio dos mais básicos já leva ao entendimento de que se alguém é bondade, dispensa o medo para ser amado.
    Daí se faz um malabarismo mental para combinar amor/bondade com medo: é que Deus é justiça também. Só que esse tipo de gente não chega a se dar conta que a tal justiça desse Deus é aquela do “olho por olho, dente por dente”, há muito tempo abandonada por qualquer sociedade civilizada.
    Mas até combina. Não é de hoje que reparo: quanto mais limitada intelectualmente é a pessoa, mas faz sentido para ela essa mixórdia.

  7. A porra do jesus vai ficar triste? E a criança espancada, como vai ficar?

  8. D. Ana Lívia “sinequanon” seria o mesmo que “senão como”?Desculpe, mas tá cada vez mais difícil entender o que a senhora escreve.

  9. O odio ateista dispensa apresentaçoes. E’ incrivel como a revolta de voces salta aos olhos.

  10. Greg, o texto é novo, sim. Ainda vou começar a parte 2.

    Anônimo, eu tenho certeza de que você vai passar a Eternidade tostando no Inferno, porque teve vergonha de escrever seu nome, enquanto supostamente estava “defendendo” o seu Deus.

    Você teve vergonha dEle, querido; Ele também vai ter vergonha de você, no dia do Juízo.

  11. O ódio ateísta a um livro detestável que manda matar uma pessoa por acreditar em outro deus é aceitável e até louvável o pior é o ódio religioso que ceifa a vida de milhões por causa de um livro imoral e imbecil e quem o defende é porque não o leu e se leu não teve o menor bom senso. e deixo a pergunta se esse deus não pudesse ti dar a vida eterna vc o serviria?porque se a resposta for negativa vc é egoista que serviria até o Hitler se este fosse um deus.

  12. Anselmo sinequanon é uma frase francesa que significa condição inerente a cerca de certos assuntos do qual se fala. Voce não entende o que eu escrevi por que eu não sou atéia. Pois acho que vc entendeu tudo que esse texto revoltante escreveu só porque satisfaz o seu Ego. Todo ateu é desesperado por um líder que justifique sua vida de fracasso e suas derrotas como sendo coisa tipicamente do mundo. Pois vocês não quer nem mesmo adimitir que Deus esteja castigando vocês já por alguma atitude depravada que a sua vida sem fé e a sua moral imunda obriga vocês a fazer.

  13. “Ana Lívia”

    Sua visão do que seja um ateu ou das causas que levam alguém a se tornar ateu revelam apenas que a sua própria mente é depravada.
    Há certa classe de crentes e você ilustra isso lindamente, que não passa de gente frustrada, egoísta e rancorosa; sem capacidade para fazer algo de útil com a própria vida, ficam doentes de inveja com quem consegue.
    Tem horas que sinto pena, tem horas que só consigo sentir desprezo.

  14. Antes de começar a atacar os ateus corrija o seu português primeiro pois gosta de falar palavras difíceis para dar uma de esperta mas não passa de uma religiosa revoltada que não faz o que disse que nós ateus fazemos por ter medo do inferno ou as vezes até faz mas escondida e depois vai pra igreja dar uma de santa.

  15. O abominável Jesus sem neve pois lá no oriente médio de onde sua lenda não deveria ter saído é um deserto.

  16. Ana Lívia, fui até o google tradutor e adivinha,”sinequanon” não tem tradução para o português mas tudo bem, eu me contento com o único idioma que eu falo mesmo, eu só acho que não precisava desse destempero todo só porque eu fiz uma pergunta, e se a senhora acha que eu sigo esse blog para procurar um deus para justificar o meu ateísmo errou por completo pois justamente aqui é que eu não vou achar deus algum, mas a diferença do blogueiro para o seu deus (como ele mesmo fala), é que pelo menos ele existe. A minha vida não é de fracassos e eu não sou nenhum derrotado por ser ateu muito pelo contrário eu sou mais feliz agora do que quando era católico porque não dependo de livro nem de líder religioso algum pra me falar o que eu devo ou não fazer, a minha moral não é imunda, ela vem dos valores passados pelos meus pais.E o que me dá a entender é que se não fosse deus a senhora seria justamente tudo que disse acima, depravada, imoral e por aí vai, esse é o amor de deus que a senhora conhece? Se for eu prefiro continuar ateu pra sempre pois bondade, honestidade, moral, caráter, nada disso tem a ver com deus, isso vem de nós mesmos, e isso é uma lição que a senhora pelo jeito ainda não aprendeu.

  17. Conversando com os crentes que incluem também os católicos vejo a vista grossa que fazem para o seu evangelho e velho testamento abominável.

  18. os crentes aceitam tudo de absurdo na bíblia só pelo fato de seu deus mandar fazer tudo isso porque sendo deus ele pode tudo,lastimável porque uma coisa sendo errada não se torna aceitável só porque é um deus que faz.

  19. CRISTÃO:

    # Aceita o Diabo que veio para matar´roubar e destruir como seu
    senhor?acho que não.

    # Aceita um deus que manda estuprar meninas e matar a família dela por serem pagãs?eu acho que sim.

  20. E como complemento dizem afastesse de mim Satanas.

  21. Só para esclarecer:

    “Sine qua non” ou “conditio sine qua non” é uma expressão que originou-se do termo legal em latim que pode ser traduzido como “sem a/o qual não pode ser”. Refere-se a uma ação cuja condição ou ingrediente é indispensável e essencial. (Wikipedia).

    Dona Ana Lívia, que feio utilizar termos como “todo ateu é desesperado”, “atitude depravada”, “mora imunda”… Um pouquinho de tolerância e gentileza não faz mal pra ninguém…

  22. […] Jesus Abominável | D… em Jesus Abominável (parte 4… […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: