Espiritismo: sua alma é reciclável (parte 1)

.

Eu fiz o Ensino Médio num colégio que adotava, em todas as avaliações, um eficiente sistema “antichute”, pelo qual três questões erradas, marcadas numa prova de múltipla escolha, anulavam uma resposta certa. Se você não tinha certeza, ganhava mais deixando a questão em branco! Isso me fez não só valorizar o pouco conhecimento que eu tinha, como aprender a nunca ter vergonha da minha ignorância. Uma postura certamente utilíssima, uma vez que somos, sem exceção, convidados a nos conformar com uma parcela insignificante de compreensão acerca de um limitadíssimo número de coisas, tendo que nos contentar com diferentes níveis de ignorância sobre todo o resto. 

Por isso eu, um ignorante assumido, não me envergonho de dizer que ignoro completamente a doutrina espírita. O que não me impede de iniciar essa nova série de reflexões, na esperança de que algum leitor comente os textos e vá me corrigindo.

Uma coisa que sei sobre o Espiritismo é que foi fundado/criado/desenvolvido (não sei que palavra usar) por Allan Kardec. E uma coisa que sei sobre Allan Kardec é que ele ficou tremendamente impressionado quando viu, pela primeira vez, um espírito se revelar durante uma sessão mediúnica, através de batidas sobrenaturais da mesa contra o chão. A partir daí começaram seus “estudos” e “pesquisas”, o que acabou resultando no seu Livro dos Espíritos, e, posteriormente, na “doutrina” (=seita?, religião?, clube?) da qual foi o fundador.

Eu imagino a cena — uma mesa redonda numa casa grande, velha e mal iluminada no centro de Paris… médiuns reunindo-se para contactar o além… — e lembro que já passei por uma situação bem semelhante na minha adolescência.

Numa certa noite de tempestade, quando meus pais não estavam em casa e o bairro se encontrava todo às escuras, minha irmã mais velha e umas amigas fizeram questão de que eu visse um espírito se manifestar através da “brincadeira do copo”, uma versão matuta de uma tábua Ouija. O processo era bastante simples: elas faziam uma pergunta ao espírito, e este ia movimentando um copo emborcado sobre uma cartolina — onde haviam sido cuidadosamente pintados os números de 0 a 9, as letras do alfabeto e as palavras “sim” e “não” — até completar a resposta. Como na tábua Ouija, as pessoas que o espírito estava usando para se comunicar permaneciam o tempo todo tocando o fundo do copo com a ponta dos seus dedos indicadores.

Perguntei se o espírito podia dar as respostas sem que elas tocassem no copo, e elas disseram que não. Não lembro o motivo que alegaram, mas tinha a ver com energia extracorpórea, aura magnética, esse tipo de coisa… Então eu quis saber se podia eu mesmo fazer uma pergunta ao espírito, e elas disseram que precisavam perguntar ao próprio:

— Espírito, o maninho pode te fazer uma pergunta?

Quase que instantaneamente, o copo começou a deslizar sobre a cartolina, e parou sobre a palavra “sim”. Mantendo os dedos sempre sobre o copo, elas olharam para mim sorrindo — meu medo juvenil as vinculando a criaturas demoníacas, mal iluminadas que estavam pela luz bruxuleante da única vela no aposento. Eu pronunciei, então, a pergunta:

— Em que ano você morreu?

O copo fez um percurso lento, mas decidido, ao longo do arco dos números, parando aqui e ali por uns poucos instantes: 1… 9… 0… e 5. Era isso! O ano em que ele morreu foi 1905!!

Elas olharam para mim satisfeitas, e ainda estavam sorrindo quando eu emendei outra pergunta, dirigida ao espírito:

— Quem era o presidente do Brasil na época?

Pra falar a verdade, eu não sabia a resposta, mas ficou claro que o espírito também não sabia, porque o copo permaneceu imóvel pelos minutos seguintes. Depois, quando tornaram a olhar para mim de novo (os sorrisos transformados em carrancas…), minha irmã me explicou o que achava que podia ter acontecido:

— Talvez ele não fosse brasileiro… e não sabia quem era o presidente daqui… 

Mas foi outra médium que me deu uma resposta mais convincente:

— Ele tinha dito que você podia fazer “uma” pergunta: você fez duas.

— Então pergunte se eu posso fazer outra — eu sugeri.

— Espírito, ele pode te fazer outra pergunta? — a menina disse em voz solene, contemplando as trevas em volta.

Ao som dos trovões que ribombavam acima, e à luz de um toco de vela que projetava sombras macabras nas paredes do quarto, eu vi o copo deslizar trêmulo em uma espiral ascendente, no sentido anti-horário, e parar bem em cima da minha resposta: não.

.

CONTINUAÇÃO: 

Parte 2  –  

Parte 3  –

 Parte 4  –

 Parte 5  –

 Parte final

.

Anúncios

20 Respostas

  1. Muito bom!

  2. vou esclarecer, meu amor,

  3. Saudades do meu escritor…

  4. Olha só o Barros! hein! enfim escrevendo sobre o espiritismo!
    Aumentando a sua bagagem filisofica! O barros agora vai refutar Deus em todas as religioes! Aonde existir um Deus o Barros vai caça-lo!
    the gOD´S hUNTER!! on a theater neAR You! rsrsrsrsrsrsrsrrsr!
    Barros , se eu conhecesse o seu Blog a 1 ano atras, eu tentaria refutá-lo e debater com voce! Provar que o espiritismo poderia estar certo!
    mas hoje eu só tenho que parabenizá-lo pelo seu texto.
    Para te ajudar Barros segundo meus conhecimentos de cerca de 10 anos estudando e frequentando “lugares” espiritas, eu acho que o correto seria :
    Kardec desenvolveu o espiritismo! — acredito que a maioria dos espiritas kardecistas iriam nesta opaçao! — nao incluo aqueles de centro de “macumba” porque estes muitas vezes nem sabem que é Kardec e tem uma vaga lembrança de um tal Chico Xavier!
    Segundo a EDE (estudo da doutrina espirita) posso te afirmar que o certo é que o espiritismo é DOUTRINA & REliGIAO! – somente essas duas hipóteses!
    O “centro de macumba” num terreiro perto da sua casa pode ser considerado seita, pelo fato de nao seguir a doutrina espirita e a “ordem” dos espiritos superiores!

  5. Deus condena vementemente a religião espírita pq eles contradizem uma ordem de Deus para não se conversar com os mortos mas eu so não lembro em que parte fala disso. Ser espírita é se auto-condenar ao Inferno. Gente burra

  6. Kardec não fundou a doutrina espírita. Ele se baseou em remotas práticas espíritas. Além de se influenciar em Franz Mesmer, que assombrou a Europa com seus truques e hipnotismos, e Swedemborg, contemporâneo de Mesmer que dizia ter recebido de Deus poderes para explicar as Escrituras e comunicar-se com o outro mundo.

    Mas o que realmente chamou a atenção de Allan Kardec foi a experiência das irmãs Magie e Katie Fox, que levantaram uma série de pesquisas e experiências, resultando no espiritismo moderno. Da mesma forma Kardec fez experimentos semelhantes com diversos médiuns e acreditou comunicar-se com várias entidades místicas, inclusive foi o que lhe inspirou a escrever o “Livro dos espíritos”

    Mas o que quase ninguém sabe…

    O jornal New York Herald, em 24 de setembro de 1888 publicou, na íntegra, a confissão de fraude de Magie, e depois da irmã.

    O estudo é longo, mas os fatos são históricos. O codificador do espiritismo moderno, que baseou seus conceitos a partir das experiências das irmãs Fox, infelizmente, não assistiu à retratação daquelas mulheres, pois morreu cerca de 19 anos antes.

  7. Barros diz: Por isso eu, um ignorante assumido, não me envergonho de dizer que ignoro completamente a doutrina espírita.

    A unica coisa coerente que você conseguiu escrever neste seu texto cômico, teve a honestidade de assumir que é um ignorante sem vergonha .

    Na época fenômenos até então inexplicáveis aconteciam na frança, allan kardec se interessou em estudar as causas.

    após formular mais de 1000 perguntas diversas, porem todas muito bem formuladas com inteligencia, pediu que diferentes médiuns perguntassem a diferentes espíritos os quais respondiam conforme o conhecimento próprio de cada nível.
    Dessa coletânea espiritual,nasceu o pentateuco espirita:
    livro dos espíritos
    livro dos médiuns
    evangelho segundo o espiritismo
    gênese espirita

    Contudo quando kardec fazia uma pergunta, após obter resposta não são raras as vezes que ele mesmo discorda da resposta e afirma que ha muitas controvérsias tambem entre os espíritos que respondem conforme o conhecimento próprio atingindo que necessriamente pode não corresponder com a verdade absoluta dando margens aos equívocos.

    Quanto ao Xico Xavier não passar de um iludido bem intencionado não passa de um comentário leviano da sua parte baseado em fofocas,mas posso afirmar que conheço pessoas que receberam pessoalmente psicografias da mão dele provando que Xico é de fato um grande médium.

    quanto a brincadeira do copo uma pessoa próxima disse ao pararem, o copo saiu escorregando pela mesa até ser lançado para longe.

    abraço e pare de brincar com copos que eles podem acabar quebrando.

  8. gregs
    Olha só o Barros! hein! enfim escrevendo sobre o espiritismo!
    Aumentando a sua bagagem filisofica! O barros agora vai refutar Deus em todas as religiões! Aonde existir um Deus o Barros vai caça-lo!

    o cara cria um deus ridículo apenas para poder aumentar sua razão ao refuta-lo, oh dó!
    Quando falta argumentos uma comédia serve para animar seguidores.

  9. Criaturo

    No seu pentateuco voce esqueceu do livro:
    Ceu & Inferno ,que poderia se chamar : Ceu ¨& UMbral, que é o nome que os espiritas dao ao seu inferno!
    –quanto a brincadeira do copo uma pessoa próxima disse ao pararem, o copo saiu escorregando pela mesa até ser lançado para longe.
    R – voce acredita em qualquer coisa , hein Criaturo!
    é melhor verificar suas fontes, brincadeira do copo ou do compasso é coisa de adolescente! para fazer medo nos amigos!
    voce tem que saber diferenciar o que é serio e o que nao é!
    será que quando Kardec fazia perguntas, era o medium ou o espirito que respondia??? muitas das respostas dos espiritos nao coincidiam. Porque será???

  10. Barros:

    _ Por isso eu, um ignorante assumido, não me envergonho de dizer que ignoro completamente a doutrina espírita.

    Leia-se:

    _ Por isso eu, um ignorante assumido, não me envergonho de dizer que ignoro completamente DEUS. (Efeito Francisco).

  11. A pior coisa nos debates, é quando caímos em contradições. Não chega a ser o fim do mundo, entretanto, ajudam nos conflitos políticos mundiais. Basta ter um líder carismático e louco (vide Hitler) para o homem destruir a natureza e a vida na terra. Sim, refiro-me ao neoateísmo também que, se chegar a grandes proporções, a ‘situação’ agirá. A pergunta é: queremos guerra religiosa? Porque é certo que o Vaticano não permitirá escárnios. Talvez aceitem debater, em terceiro grau, numa explanação a nível mundial.

    Chegou a era dos debates e conversações e convenções no planeta.

    Eu já vejo os melhores homens litúrgicos, eruditos, clérigos, luteranos, budistas, hindus, espíritas, candomblecistas, cristãos ortodoxos, filhos de Jah, ateus clássicos, neoateus, bruxos, rebeldes, franciscanos, umbandistas, tribos da Austrália que jogam bebês do da árvore para saber, caso ele sobreviva, que bênçãos chegarão à tribo. Ou, negras muçulmanas da África que, ainda crianças, são dilaceradas em seus clitóris. Sem falar na matança e reclusão das muçulmanas em geral.

    Por fim, com tantos conflitos e sofrimentos no planeta, eu sou obrigada a achar heteróclito, e quase vulgar escrever artigos precipitados; porém, para um blog ateu o tema pode ser bem desenvolvido, por exemplo, aquela teoria das multiplicações das almas a partir de Jane e Herondy, foi genial. Porque faz o leitor rir, antes de refletir. Depois vou comentar os equívocos do post.

    Enfim, parabéns.

  12. Ana Lívia, em 29/07/2013 às 10:30 disse:
    Deus condena vementemente a religião espírita pq eles contradizem uma ordem de Deus para não se conversar com os mortos mas eu so não lembro em que parte fala disso. Ser espírita é se auto-condenar ao Inferno. Gente burra

    se isso for verdade Jesus tambem estará penando no inferno por ter conversado com o espirito de dois mortos, Moisés e Elias e de acordo com os adventistas ele também sera punido por ter trabalhado no sábado…oh dó! não de Jesus mas, das suas ovelhas equivocadas.

  13. greg

    Criaturo
    No seu pentateuco voce esqueceu do livro:
    Ceu & Inferno ,que poderia se chamar : Ceu ¨& UMbral, que é o nome que os espiritas dao ao seu inferno!

    Da um desconto

    R – voce acredita em qualquer coisa , hein Criaturo!

    sim, por isso sou um crente:

    acredito em :
    Fada madrinha, papai noel, duendes, gnomos, bicho papão e ainda to fazendo um grande esforço para poder começar acreditar também em políticos mas, ta muito difícil heim ?

    é melhor verificar suas fontes, brincadeira do copo ou do compasso é coisa de adolescente! para fazer medo nos amigos!

    Cara tudo é possível, até aumento de salário basta voce ter fé.

    voce tem que saber diferenciar o que é serio e o que nao é!
    será que quando Kardec fazia perguntas, era o medium ou o espirito que respondia??? muitas das respostas dos espiritos nao coincidiam. Porque será???

    pessoas diferentes níveis de conhecimento,mas no caso ele montou resposta baseado numa coletânea de respostas semelhantes

    quanto a autenticidade o xico possui psicografias que apresentam notáveis conhecimentos em diversas areas da ciência humana e espiritual, como medicina, psiquiatria, neuro medicina, eletricidade e revelações do mundo espiritual, se ele possuir esta vasta gama de conhecimento o cara pode não ser um médium ,mas pode ser considerado um gênio.
    Se tratando de coisas espirituais Não podemos afirmar que tudo que ele ensinou seja verdadeiro, mas com certeza algumas comprovadamente são.
    E a luz que foi filmada entrando no quarto que ele estava internado ?

  14. Greg, ex-kardecista, Criaturo crente em Kardec.

    Barros assumiu que precisava de informações.

    Entretanto, ninguém quer saber a visão bíblica da doutrina. Tolinhos.

  15. Responder
    41. feliciano diz:
    5 de dezembro de 2013 at 18:56
    Seu comentário está aguardando moderação.

    FELICIANO: Eu particularmente não respondo argumentos que não se sustentam diante das Verdades e a Luz da Razão, principalmente pessoas presas ao fanatismo religioso. Pesquizem o que dizem essas PERSONALIDADES, pela Internet para se informarem sobre seus pontos de vistas,principalmente sobre o ESPIRITISMO; e existem outros milhares que pensam como estes, não poderiam citar todos para não tornar muito longo este texto; Estes eu os respeito muito, porque são verdadeiros consigos mesmos,autênticos, honesto com sua própria conciência e a sociedade, sem orgulho, sem vaidades e desprovidos do FANATISMO que não faz crecer e que não melhoram os homens.Fiquem com Deus mais uma vez. VAMOS DIGNIFICAR ESTAS GRANDES PERSONADES ABAIXO.
    Padre Miguel Miguel Fernandes – Que recebe o espirito de Fabiano de Cristo
    Padre Vitor – Que enaltece o espiritismo
    Padre Gino Concetti – Famosa entrevista, e enaltece os Espiritismo
    Dão Paulo Sergio Machado – Bispo de São Carlos – Simpático ao Espiritismo
    Dão Aldo Pagotto – Bispo do Ceará – Estudioso das Obras Espiritas
    Pastor Nehemias Mariens – Presbiteriano – Estudioso do espiritismo. Já falecido. Fiquem com Deus mais uma vez.

    Responder

  16. FELICIANO: Mais um texto para ser lido e pensado
    CAPÍTULO IV – EVANGÉLIO SEGUNDO O ESPIRITISMO
    Assim diz hoje o Espiritismo aos seus adptos. Não violenteis nenhuma conciência; não forceis ninguém a deixar a sua crença para adotar a vossa; não lanceis o anátema sobre os que não pensam como vós. Acolhei os que vos procuram e deixeis em paz os que vos repelem. Lembrai-vos das palavras de Cristo: Antigamente o céu era tomado por violência, mas hoje será pela caridade e a docura. Quero seguir sempre este ensinamento que o Espiritismo nos ensina, para que eu não venha ferir sensibilidades. Fiquem com Deus e com e o Mestre Jesus.
    FATOS DE REENCARNAÇÃO CITADOS NA BÍBLIA, PARA QUEM NÃO ACREDITA OU NÃO QUEREM ACREDITAR.
    SABEDORIA: 8:19 – Eu era um menino vigoroso, 20 – ou antes, como era bom, eu vim a um corpo intacto. Obs. Intacto “um novo corpo” (Um caso de reencarnação).

    CORINTIOS 15: SÔBRE A RESSURREIÇÃO: 15:18 – Se é só para esta vida que temos colocado nossa esperança em Cristo, somos de todos os homens, os mais dignos de lástima.

    “Quando o homem está morto, vive sempre; findando-se os dias da minha existencia terrestre, esperarei, porque a ela voltarei novamente” (id. Versão da Igreja Grega. Mais um caso de Reencarnação na Bíblia. .
    Fiquem com Deus mais uma vez

  17. FELICIANO: De vez em quando estarei trazendo para estas tribunas a fora, muitos textos interessantes de estudiosos da REENCARNAÇÃO, possuo o referido Livro dessa Escritora Americana é muito interessante, segue o texto abaixo ..
    RESUMO DO LIVRO DE “ELIZABETH CLARE PROPHET’
    REENCARNAÇÃO . O ELO PERDIDO DO CRISTIANISMO

    PREFÁCIO
    Ela diz, a reencarnação é uma parte muito importante do meu sistema de crenças, porquê dá a todos uma segunda oportunidade.
    Mas a maioria precisa de outras oportunidade para resolver situações dolorosas e completar o seu aprendizado.
    Gosto de ver a terra como uma sala de aulas. Cada um tem as suas próprias lições a aprender: progredir, amar e perdoar. O diploma é a união com Deus – o mesmo Deus que habita em cada coração.
    Neste livro, veremos como passar de ano até obter a graduação. E analisaremos por que precisamos da reencarnação, caso não nos graduamos nesta vida.
    A Reencarnação é a oportunidade de aprender com os nossos erros na terra e buscar a Deus. É a chave para compreendermos a jornada da nossa alma.
    Convido-os a fazermos juntos esta viagem para descobrir como a reencarnação se coaduna com os antigos conceitos cristãos, como o budismo, a resssueição e o reino de Deus. Veremos como os Patriarcas da Igreja suprimiram a reencarnação da teologia cristã e porquê a reencarnação pode resolver muitos dos conflitos que atualmente afligem a cristandade

    INTRODUÇÃO

    Para mim a reencarn
    ação e o cristianismo sempre caminharam juntos. Quando criança costumava escutar meu pai Mark Prophet, explicar por que acreditava que Jesus ensinava sobre a reencarnação.
    A organização espiritual que ele fundou, a Summit Lighthouse, teve como primeira sede uma grande mansão de tijolos em Colorado Springs. Minha ex-professora da escola dominical da Igreja Batista, tinha a preocupação de que eu estudasse a Blíblia. Ela filiou-se à Summit Lighthouse logo após o meu nascimento e não via nenhuma contradição entre reencarnação e Cristianismo.

    Meu pai recebeu uma educação cristã. Nunca deixou de citar as Escritura, embora mais tarde tenha estudado os ensinamentos orientais e desenvolvido uma interpretação mística do Cristianismo, inclusive a ideia de que Jesus ensinou sobre a reecarnação.
    Numa manhã de junho de 1986, quando eu estava no último ano da universidade, outra peça do quebra-cabeça se encaixou. Sentei-me no fundo da grande tenda de listra amarelas e brancas existente na nossa sede da Califórnia, e assisti à primeira palestra de minha mãe sobre Gnosticismo. Desde então, ela tem falado com frequência sobre este assunto, citando manuscritos antigos, escritos por pessoas que se diziam cristã mas que eram chamadas de gnósticos porque buscavam a gnose, ou conhecimento de Deus. Os gnósticos acreditavam na reencarnação. Minha mâe falava muito sobre misticismo e os mistérios antigos.
    Mais tarde vim a saber que o misticismo é a experiência direta do contato ou união com Deus. Fiz novos amigos e fui a várias igrejas; descobri que existe um abismo entre a necessidade espiritual das pessoas e o que as igrejas oferecem. Eu e muitos dos meus amigos achamos que a abordagem da vida no Cristianismo é incrivilmente árida. Se realmente temos apenas uma oportunidade para determinar se a nossa eternidade será passada no céu ou no inferno, o que acontece àquelas cujas vidas são encurtadas pela guerra ou pelo câncer? Se Jesus pode simplesmente apagar todos os nossos erros passados, qual é então o sentido das nossas ações na Terra? Questões como estas levaram-me a numa nova avaliação do misticismo, que diz que a salvação é uma experiência interior de Deus e não um evento de fim de mundo. Percebí que a encarnação oferece uma alternativa satisfatória para o cristianismo ortodoxo. Por isso, decidi trabalhar com minha mãe num livro que apresentasse as suas ideias sobre Jesus, sobre a reencarnação e o significado intrinseco do Cristianismo no contexto das novas pesquisas sobre o Jesus histórico.

    Neste projeto, que durou dois anos, aprendi que imagem que os estudiosos têm do Cristianismo e do Judaismo do tempo de Cristo está se transformando em ritmo acelerado, devido, em grande parte a descoberta dos textos de Nag Hammadi (1945) e dos Manuscritos do Mar Morto (1947). Os estudiosos concluiram que muitos dos Evangelhos não pode ser considerado como absolutamente certo. Ao contrário, acreditam que, nos primeiros séculos do Cristianismo, havia interpretações conflitantes sobre o que Jesus ensinou e o que os manuscritos do Novo Testamento refletem um amplo expectro de ideias. Para mim, o que mais me entusiasmou neste projeto foi descobrir que os conceitos de reencarnação e misticismo já existem sob variadas formas no tempo de Cristo. Isto significa que a visão que meus pais têm de Jesus, a de que era um místico que ensinou sobre a reencarnação.

  18. .FELICIANO; Leiam amigos, este texto abaixo e meditemos e consultemos nossas conciências todos os dias antes de colocarmos nossas cabeças sobre o travesseiro.
    DO LIVRO “CIRURGIA MORAL”
    Lembra-te mais de ti mesmo, no que tange à tua perfeição espiritual. Dentro dos teus inúmeras afazeres podes observar os próprios feitos e analisar o que não deve ser feito. A caridade contigo mesmo é aquela que não te deixa na inutilidade. Haverá de te lembrar isoladamente de ti apenas nos momentos das corrigendas, que podem ser muitas. Quando os pensamentos divagarem no ambiente inferior, cuida deles, aplicando as devidas disciplinas. Quando a palavra se esquecer da educação, usa a energia contigo mesmo, corta todas as arestas dos falsos conceitos, que o teu coração te dará a luz necessária para a tua vida. Autor João Nunes Maia; Lancellin. recomendo esse pequeno livro, é maravilhoso.

  19. FELICIANO; Ofereço este texto ao irmão BARROS; entenda bem, não é provocação e apenas informação, e aos demais irmãos de outras crenças desta tribuna.
    JUSTIÇA NA ESPIRITUALIDADE
    Como atua o mecanismo da Justiça no Plano Espiritual?
    No mundo espiritual, decerto, a autoridade da Justiça funciona com maior segurança, embora saibamos que o mecanismo da regeneração vige, antes de tudo, na consciência do próprio indivíduo.
    Ainda assim, existe aqui, como é natural, santuários e tribunais, em que magistrados dignos e imparciais examinam as responsabilidades humanas, sopesando-lhes o mérito e deméritos.
    A organização do júri, em numerosos casos, é aqui observada, necessariamente, porém, constituida de Espíritos integrados no conhecimento do Direito, com dilatadas noções de culpa e resgate, erro e corrigenda, psicologia humana e ciência sociais, a fim de que as sentenças ou informações proferidas se atenham à precisa harmonia, perante a Divina Providência, consubstanciada no amor que ilumina e na saberoria que sustenta. Há delinquentes tanto no plano terreste quanto no plano espiritual, e, em razão disso, não apenas os homens recentemente desencarnados são entregues a julgamento específico, sempre que necessário, mas também as entidades desencarnadas que, no cumprimento de determinadas tarefas, se deixam, muitas vezes, arrastar a paixões e caprichos inconfessáveis.
    É importante anotar, contudo, que quanto mais baixo é o grau evolutivo dos culpados, mais sumário é o julgamento pelas autoridades cabíveis, e, quando mais avançadas os valores culturais e morais do indivíduo, mais completo é o exame dos processos de criminalidade em que se emaranham, não só pela influência com que atuam no destino alheios, como também porque o Espírito, quando ajustado à consciência dos próprios erros, ansioso de rebilitar-se perante a vida e diante daqueles que mais amam, suplica por si mesmo a sentença punitiva que reconhece indispensável à própria restauração.
    Do Livro Evolução em Dois Mundos, pelo Espírito André Luiz, Psicografado por Francismo Cândido Xavier e Waldo Vieira.

  20. Alguém pode me dizer onde anda o BARROS? Não responde meus textos, são muitos longos e nãos lhe atribui importância? Onde vc. estiver receba um grande abraço.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: