Espiritismo: sua alma é reciclável (parte 4)

<< Parte 1

clique para o texto original: revista “O Cruzeiro” (18/01/64)

.

Quando minha irmã e suas amigas me apresentaram aquela manifestação de uma “alma do outro mundo”, eu poderia ter ficado tão impressionado quanto ficou Allan Kardec, ao ver uma mesa bater-se contra o chão naquela sua primeira sessão mediúnica. O que ocorreu a mim, e talvez não tenha ocorrido ao fundador do Espiritismo, foi que os desencarnados pareciam ser extremamente dependentes dos seres vivos para se manifestar. E, detalhe crucial: nem todas as pessoas serviam. Era preciso que fosse alguém especial. Um médium.

Operar milagres, bater papo com a divindade e contactar os mortos não é pra qualquer um. Acho incrível como ninguém desconfia do fato inegável de que as religiões só dão acesso aos seus mundos mágicos através de uns poucos escolhidos, poderosos, pomposos e bem remunerados representantes de Deus, sejam papas, bisbos, pastores, xamãs, pais de santo. 

Eu não sei nada sobre espíritos nem sobre defuntos, mas aprendi que seres humanos podem ser manipuladores, desonestos, e adoram poder e atenção. Sendo assim, se para acreditar em “espíritos” eu precisaria confiar nas “pessoas” pelas quais eles se manifestavam… hummmm… então eu não acreditava em espíritos.

A quem viesse alegar, em refutação ao meu argumento acima, que Chico Xavier, por exemplo, nunca ficou rico, e viveu uma simplicidade monástica em meio à classe média, eu só poderia dizer duas coisas. A primeira, que independente disso ele ainda assim era uma fraude, com suas cartas psicografadas e sessões de materialização de espíritos. A segunda, que ele era uma pessoa boa, que devia sentir prazer dando conforto aos outros nos momentos de dor que todo mundo passa ao perder alguém que ama, e inspirando as pessoas a fazerem o bem, em vista de uma recompensa mais à frente.

Isso não significa que espíritos realmente existam, mas que Chico Xavier era um ser humano bom, que, não vendo como confortar e inspirar as pessoas sendo um simples funcionário público, valeu-se do que lhe caiu às mãos: a importante função de servir de intermediário entre o nosso mundo e o “além”. O que certamente não lhe isenta de ser uma fraude, mas me permite dizer, pelo menos, que ele era um farsante bem intencionado.

.

Anúncios

11 Respostas

  1. Se você me permite, gostaria de esclarecer algumas coisas que parecem mal resolvidas, sim? Primeiro: A Doutrina Espírita não é exatamente uma religião, sob o significado corrente. Não há hierarquia, não há sacerdotes, endumentárias especiais, rituais… A Doutrina Espírita surgiu com Kardec, mas as questões de qu trata são desde que o mundo é mundo. Kardec organizou as orientaçoes recebidas e com sua inteligência notável, compilou o Espiritismo. Portanto, Espiritismo é antes de mais nada uma Ciência que observa e estuda fenômenos que não podem ser explicados pelas leis conhecidas, mas que por isso não se encontram fora das leis naturais. Há entre nós espíritas uma parcela enorme que quer fazer do Espiritismo uma religião, mas isto não é a proposta do Espiritismo, compreende? Não há aspecto religioso na Doutrina, mas aspecto moral, pois a moral independe de religião, não é mesmo? Segundo: Há fraude sempre que alguém quer levar vantagem em alguma coisa; o próprio Kardec e outros que o sucederam puderam verificá-las. Há estudiosos atuais da Doutrina que afirmam que houve farsas em “materializações” feitas por Chico, porém não se pode concluir que todas foram fraudes. Se puder observar, verá que o grande William Crookes fez experimentos e concluiu que as manifestações tangíveis de Espíritos eram reais. Foi hostilizado pela comunidade científica, claro. Terceiro: O Chico Xavier foi um grande ser humano. Para uns ele e seu “mentor” Emmanuel, são tudo, a base. Outros tem tantas opiniões quantos são em número…

  2. Espiritismo é antes de mais nada uma Ciência que observa e estuda fenômenos que não podem ser explicados pelas leis conhecidas

    Maria Ribeiro, se tem uma coisa da qual o espiritismo não pode ser chamado é de “ciência”. Não há nada nele que chegue sequer próximo de algo minimamente assemelhado com o conhecimento científico. O que há é apenas fé, vontade compartilhada de que as coisas sejam mesmo do jeito que a doutrina descreve.

    Uma mesa batendo contra o chão, uma pessoa que afirma escrever mensagens vindas do além, uma mulher que passa a falar com a voz de uma criança morta, nada disso pode ser considerado como “fenômenos que não podem ser explicados pelas leis conhecidas”. São fraudes, encenações, truques de mágica.

    O espiritismo, de certa forma, tem um desprezo mórbido pelos vivos. Não entendo como não levar em conta a capacidade intelectual, a nobreza e a humanidade de Chico Xavier, para se atribuir os seus escritos, pensamentos e ações a manifestações de uma alma penada, e não a ele próprio.

  3. Você mesmo afirmou que não conhece nada de Espiritismo, portanto, apenas quis esclarecer alguns pontos a fim de facilitar o entendimento. Sabe-se que para haver ciência é necessário um objeto de estudo. Pois bem: o objeto de estudo do Espiritismo é o Espírito e consequentemente suas relações com o mundo corporal. Allan Kardec analisava as manifestações com olhos científicos e a elas empregou métodos científicos.
    Talvez fosse interessante que você e as pessoas que comentam realizassem antes um estudo dos livros da Doutrina Espírita, mas falo das obras de Kardec, também de Arthur Conan Doile, Albert de Rochas, Epes Sargent, Alexander Aksakof, entre outros que em suas pesquisas e observações, puderam ver a realidade do Espiritismo. Nâo leve a mal, é só uma sugestão, pois assim encontrarão argumentos realmente sólidos para contra-argumentarem. Digo isto porque, apesar de não partilhar contigo as mesmas ideias, respeito sua opinião.
    Agora, amigo, veja: não crer em Deus, sinceramente acho aceitável, por razões que não discutirei no momento; mas não acreditar em Espíritos é o mesmo que não acreditar em sim próprio! De onde vem sua inteligência? Pra onde vão todo o seu saber, os seus sentimentos? Não seria intrigante imaginar que a nossa capacidade de pensar filosoficamente como temos feito, os sentimentos que desenvolvemos, de repente se tornam NADA, se perdem para sempre?

  4. o objeto de estudo do Espiritismo é o Espírito

    Você precisa estudar mais um pouco as bases em que se apoiam a ciência moderna para perceber o seu equívoco.

    Não seria intrigante imaginar que a nossa capacidade de pensar filosoficamente como temos feito, os sentimentos que desenvolvemos, de repente se tornam NADA, se perdem para sempre?

    Intrigante por quê? Todas as evidências apontam para isso. São os seus sonhos de imortalidade e transcendência corpórea que não encontram nem nunca encontraram o mínimo respaldo na realidade. Apenas nos seus sonhos.

  5. Alguns comentários baseiam-se na hipótese de a ciência espírita, religião, doutrina, movimento, ou como queiram chamar, tenha a obrigação de provar algo à ciencia, ou a quem quer que seja.
    Para a própria ciencia, as descobertas que servem de amparo nos mais diversos setores da sociedade (saúde, desenvolvimento etc) hoje, serão as refutações de amanhã e vice-versa. Tomate hoje faz bem à saúde, amanhã mal, sol, ídem. E assim ela segue, no seu dinamismo, incerto. “metamorfórico ambulante”. O Espiritismo não deixará de sê-lo, independentemente do querer de quem quer que seja. Ele o convida a conhecê-lo sob o crivo da razão, antes de aceitá-lo como doutrina ou religião.

  6. Raimundo,

    “Alguns comentários baseiam-se na hipótese de a ciência espírita, religião, doutrina, movimento, ou como queiram chamar, tenha a obrigação de provar algo à ciencia, ou a quem quer que seja.”

    Se o espiritismo deseja abandonar a alcunha de religião e se denominar como ciência, é preciso sim apresentar evidências disso.

    “Para a própria ciencia, as descobertas que servem de amparo nos mais diversos setores da sociedade (saúde, desenvolvimento etc) hoje, serão as refutações de amanhã e vice-versa.”

    Por isso mesmo é classificada como ciência. Porque está sujeita a análise e falseabilidade. A barreira do conhecimento não para de se deslocar. Quanto mais respostas obtemos, novas perguntas surgem.

    “Ele (o espiritismo) o convida a conhecê-lo sob o crivo da razão, antes de aceitá-lo como doutrina ou religião.”

    Não surgiram ainda evidências que permitam que o espiritismo possa ser trabalhado de forma racional.

  7. intuição é um pensamento irracional que as vezes da muito certo.

  8. MARIA RIBEIRO DIZ: Agora, amigo, veja: não crer em Deus, sinceramente acho aceitável, por razões que não discutirei no momento; mas não acreditar em Espíritos é o mesmo que não acreditar em si próprio! De onde vem sua inteligência? Pra onde vão todo o seu saber, os seus sentimentos? Não seria intrigante imaginar que a nossa capacidade de pensar filosoficamente como temos feito, os sentimentos que desenvolvemos, de repente se tornam NADA, se perdem para sempre?FELICIANO; TENTANDO EXPLICAR A EXISTÊNCIA DE DEUS E A DOS
    ESPIRITOS, COMO TAMBÉM A”MARIA RIBEIRO”TENTOU DE BOA FORMA EXPLICAR.
    Me lembro de um amigo do tempo de minha mocidade que dizia não acreditar em nada; o encontrei muitos anos depois já de muletas por um problema que não me lembro mais e lhe perguntei; e aí amigo, acreditas em Deus? me respondeu NÃO. Em nenhuma força superior? Também NÃO. E após este diálago lhe disse: Se tú existes, porque Deus não ha de existir amigo? E toda essas lutas que travamos somente para uma única existência irmão? Concluo dizendo que Deus cria Utilidades não Inutilidades; vamos citar apenas o caso do CIENTÍSTA, quantos anos de estudo, esperiência de vida e lutas para nada?.
    Fiquem com Deus e o Mestre Jesus.

  9. 1. FELICIANO: Segue textos extraidos da “BÍBLIA “EDIÇÕES PAULINAS” DA IGREJA CATÓLICA, contendo casos de REENCANAÇÃO.
    Ainda em Jó, na versão da Igreja grega, afirma: “Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias da minha existência terrestre, esperarei, porquanto a ela voltarei de novo”; 8 – no Livro de Sabedoria, aceito pelos católicos, o autor diz que “ Sendo bom, entrou num corpo sem mancha” (8:20); etc, Concluimos que neste caso está muito claro outro caso de reencarnação) Observação “corpo sem mancha um novo ser, um novo nascimento”
    Ainda em Jó, na versão da Igreja grega, afirma: “Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias da minha existência terrestre, esperarei, porquanto a ela voltarei de novo” CORINTIOS 15:
    SÔBRE A RESSURREIÇÃO: 15:18 – Se é só para esta vida que temos colocado nossa esperança em Cristo, somos de todos os homens, os mais dignos de lástima.
    SABEDORIA: 8:19 – Eu era um menino vigoroso, 20 – ou antes, como era bom, eu vim a um corpo intacto. Obs. Intacto “um novo ser, sem pecado” (Mais um caso de reencarnação).esperarei, porquanto a ela voltarei de novo”; 8 – no Livro de Sabedoria, aceito pelos católicos, o autor diz que “ Sendo bom, entrou num corpo sem mancha” (8:20); etc, Concluimos que neste caso está muito claro outro caso de reencarnação) Observação “corpo sem mancha, sem pecado um novo ser, um novo nascimento”

  10. Ninguém comenta mais nada?

  11. Queiram ou não, todos teremos que passar pelo processo da Reencarnação, é Lei de Deus, mais lógica que a Ressurreição, Por ser Deus suprema inteligência e infinita sabedoria não iria aproveitar corpos Putrificados, sendo que todos os momentos nascem novos corpos, esses nossos irmãozinhos, esses nascimentos são as próprias Reencarnações. Leiam abaixo essas inteligências que estudaram o Espiritismo e que acreditam na Reencarnação, existem muitas outras que não quis citar para não tornar cansativa a leitura deste texto,.

    Padre Miguel Fernandes – Que recebe o Espírito de Fabiano de Cristo
    Padre Vitor – Que enaltece o espiritismo
    Padre Gino Concetti – Famosa entrevista, e enaltece os Espiritismo
    Dão Paulo Sergio Machado – Bispo de São Carlos – Estudioso e Simpático ao Espiritismo
    Dão Aldo Pagotto – Bispo do Ceará – Estudioso das Obras Espiritas
    Pastor Nehemias Mariens – Presbiteriano – Estudioso do espiritismo. Já falecido
    Dr. Izaías Claro, espírita, Procurador de justiça, foi Pastor Protestante, escritor, conferencista, fundador e atual presidente da Comunidade Espírita Joanna de Ângelis.
    Finalizando, quero dizer que 2/3 da população mundial é Reencarnacionísta, preciso falar mais alguma coisa?
    Só quis oferecer minha contribuição como estudioso Espírita.
    -Em 09/04/2014, portei um trabalho sobre citações de Reencarnação da Bíblia. Fiquem com Deus Irmãos.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: