O que é Religião?

Muito frequentemente nós somos enganados pelos nossos sentidos. E muito frequentemente, também, nós nos deliciamos com isso, a ponto de pagarmos para sermos vítimas de uma ilusão. Dos truques de mágica à indústria cinematográfica, esse aspecto da nossa condição humana nos tem feito enriquecer, ao longo dos séculos, aqueles que descobriram como nos fazer bem ao nos iludir. A religião, porém, é um exemplo claro de como uma ilusão pode se tornar danosa. 

Danosa, obviamente, para o lado que não está ficando milionário com a fé alheia. 

Pessoas religiosas costumam argumentar, baseadas em pesquisas científicas, que a crença em uma divindade é algo bastante benéfico para o indivíduo; seja para sua vida social ou para sua saúde física e emocional, por exemplo. Essa declaração, apesar de correta, não torna a fé religiosa menos prejudicial à nossa sociedade, à nossa civilização, e mesmo até à nossa espécie. Se for para analisar os prós e os contras, pode-se acabar chegando à conclusão de que é possível se adquirir, por outros meios, os mesmos benefícios atribuídos à crença em deuses, sem precisar trazer a reboque tudo de ruim que está, sempre esteve, e sempre estará vinculado à Religião. Tentar negar essa proposição é uma reação natural, fruto de um afundamento excessivamente longo dentro de uma sociedade doutrinada a pensar exatamente isso: que acreditar em deuses faz bem, sob todos os pontos de vista. Mas isso depende. E depende muito. E essa dependência é demasiadamente perigosa. 

Se, acometidos de uma mesma e gravíssima enfermidade, um crente e um ateu são submetidos a idênticos cuidados médicos, os resultados dessa atenção devem ser semelhantes. Entretanto, se por motivos diversos (e, na esmagadora maioria dos casos, perfeitamente explicáveis), o tratamento surtir efeito apenas em um deles, e o outro vier a morrer, a mente religiosa irá se apegar a uma das duas seguintes conjecturas, para sua própria conveniência. A primeira, se morrer o ateu, que a fé salvou o crente. A segunda, se morrer o crente, que foi a vontade de Deus, e devemos todos nos conformar com ela. 

Nos dois casos, o religioso está aplicando em si mesmo a ilusão que lhe rende aqueles supostos benefícios, e que engorda as contas bancárias daqueles que lhe incentivam a continuar acreditando que ele está se beneficiando de alguma coisa.

Acreditar que o ser supremo que criou todo o universo está tão preocupado com você a ponto de “auxiliar” na sua recuperação durante um tratamento médico intenso pode, sim, de alguma forma, contribuir para sua melhora, uma vez que, provavelmente, vai deixar você mais otimista, mais calmo, etc. Mas acreditar que o Todo-Poderoso vai curar você sem ajuda extra pode te levar à morte. Tão longe que estamos dos tempos bíblicos, Deus hoje só cura através de um bom plano de saúde.

O mais que passa nos shows de horrores dos programas religiosos que você assiste na tevê, e a que tantos olhos chorosos e desesperados veem como milagre divino, é tão somente um engodo; um embuste amalamanhado, quase sempre tão mal feito que só mesmo a vontade de ser iludido pra justificar a crença numa coisa tão explicitamente forjada.

Mas, no fim das contas, religião é apenas isso mesmo: a consumação de uma fraude aliada ao desejo de ser enganado por ela.

.   

Anúncios

10 Respostas

  1. RELIGIAO é para a RE-liga o animal racional (humano) a DEUS , mas a religiao tambem tem outras funçoes como a de: ADESTRA , DOMAR ,e SENSIBILIZAR o animal chamado de ser humano.,se com todas essas tecnicas que as religioes e crenças usam o mundo ja se encontra a milenios nesta : violencia,cruelade,pervercidades ,maldades, traiçoes e tudo de mal , se ela nao existisse este mundo seria um verdadeiro inferno , por estes motivos as religioes sao um mal necessário . edintellectus@hotmail.com – leia o livro: universo em desencanto

  2. Veja que beco sem saída.

    Quando você correlaciona religião com Deus (o seu deus específico), eu poderia inferir que todos os outros povos que não o cultuam, ou que veneram outro deus, deveriam estar já vivendo um inferno na Terra, o que não é verdade. Logo, seu argumento não se sustenta nessa linha.

    Se, por outro lado, qualquer deus serve, o seus Deus se apresenta como uma fraude evidente, uma vez que ele mesmo diz que só ele serve, os outros deuses devem ser rejeitados. Ora, não parece haver motivo para isso, uma vez que os outros se mostram tão eficientes quanto na arte de “domar” nossos instintos animalescos…

    Ou seja, esse seu argumento não encontra nenhum respaldo nem na realidade em que vive o ateu, nem na própria ilusão do crente.

  3. marcos

    leia o livro: universo em desencanto

    este livro é da umbanda, né ?

  4. Concordo, em parte, com o artigo; um pouco de ceticismo sadio é sempre bom. Não podemos ser ingênuos e sair acreditando em qualquer um que se diz inspirado ou enviado por Deus; pois, “lobos em pele de cordeiro” é que não faltam por aí para ganhar fama e dinheiro encima da fé e da ingenuidade alheia.

    Não podemos basear a nossa fé apenas no sentimento do nosso coração (tipo: “lá eu encontrei Jesus” ou “lá senti Jesus no meu coração”, “lá eu senti uma paz tão grande”, etc.); pois, a própria Bíblia diz que o coração tudo engana. Temos que procurar encontrar qual a razão da nossa fé.

    Por exemplo, até mesmo aquele “maluco” do INRI CRISTO encontra seguidores; mesmo sem sequer fazer uma profecia ou milagre autêntico. Mas, esses pastores que alegam fazer grandes milagres (como o tal Valdomiro) são bem mais difíceis de serem desmascarados.

    Porém, segundo o Pe. Quevedo, seu instituto pesquisou cerca de 4.0000 pastores e todos têm convênio médico. Alguns chegam a dizer a seus fiéis para rasgar a receita médica e dar o dízimo para a igreja que Deus os curará; mas, quando os mesmos ficam doentes, em vez de procurarem outros pastores para serem curados, vão ao médico.

    Quer dizer que o fiel precisa ter fé para ganhar dinheiro e ser curado, o pastor não?

    Como bem argumenta o Pe. Quevedo, muitos crentes evangélicos e espíritas (e até mesmo católicos), após receber uma falsa “cura milagrosa”, por mera sugestão, deixam de sentir os sintomas da doença sem que a doença seja realmente curada; e, tempos depois, acabam morrendo muito agradecidos ao pastor, médium ou curandeiro que os “curou”.

    Gostemos ou não, milagres autênticos (comprovados pela própria Ciência) são muito raros; mesmo na Igreja Católica; e servem muito mais para atestar a existência de Deus e a autenticidade da Igreja do que para a mera cura de doenças. Nem mesmo Jesus curou todos os doentes de sua época e nem prometeu que quem o seguisse ficaria rico e livre de doenças e de tribulações nesta vida (como prega a Teologia da Prosperidade); muito pelo contrário, disse para pegarmos nossa cruz e segui-lo e não fugir dela. As bem-aventuranças não são para esta vida, mas para a vida eterna!

    Isso não quer dizer que devemos desistir de orar e de pedir pela ajuda divina; pois, só de saber que Deus sabe o que estamos passando, já nos dá mais força para enfrentarmos alguma doença grave ou uma grande tribulação. Lembremos das palavras de Cristo: “Pai, se possível for, afasta de mim este cálice; porém, que seja feita a tua vontade e não a minha!”.

    Sei que “cruz nas costas dos outros é graveto”; mas, a cruz que temos que carregar nesta vida ninguém pode carregar por nós! Se nem o próprio Filho de Deus escapou da cruz, quem somos nós para rejeitá-la?

  5. Agora, se religião significa religar ou ligar o homem a Deus; então, somente Deus poderia fundar uma religião verdadeira.

    A grande maioria das religiões, embora a maioria prega o bem e tem alguns elementos de verdade, são o resultado da busca do homem por Deus. Porém, a religião cristã é o resultado da busca de Deus pelo homem e de sua revelação pública na pessoa de Jesus Cristo.

    Portanto, se tem alguma religião com chance de ser verdadeira, essa religião só pode ser a religião cristã e, em especial, a Igreja Católica; pois, todas as demais foram fundadas por homens comuns.

    E, por incrível que pareça, somente nela acontece milagres autênticos (muitos dos quais, comprovados pela própria Ciência); que são como que a assinatura de Deus para confirmar sua existência, sua Igreja e sua verdadeira doutrina.

    Eu sei que, para quem nasceu em outra religião, é difícil ouvir isso ou ouvir dos ateus que toda religião é falsa. Mas, devemos buscar a VERDADE, doa o que doer e custe o que custar, seja ela qual for!

    E, acreditemos ou não e gostemos ou não, as evidências filosóficas, históricas e científicas apontam para a existência do Deus judaico/cristão e não para a inexistência de Deus ou para a existência dos deuses das demais religiões.

    Principalmente, pelo fato das profecias bíblicas sobre o Messias contidas no Antigo Testamento (cuja descoberta dos Manuscritos do Mar Morto comprovou que foram realmente escritas antes do nascimento de Cristo) terem se cumprido integralmente na pessoa de Jesus Cristo e pelo fato dos inúmeros milagres permanentes existentes apenas na Igreja fundada por esse tal Jesus que afirmava ser filho de Deus vivo e verdadeiro.

    Não é à toa que o grande Rui Barbosa, antes de morrer, afirmou:

    “Estudei todas as religiões do mundo e cheguei a seguinte conclusão: religião, ou a católica ou nenhuma!”.

    Eis a RAZÃO da minha FÉ!

    Por isso, insisto:

    QUEREM SABER SE DEUS EXISTE E QUAL A RELIGIÃO VERDADEIRA?:

    – Estudem os grandes milagres da Igreja Católica e comparem com os supostos milagres das demais religiões do mundo!

  6. Já quanto ao ATEÍSMO, ele não vinga porque não tem um bom “peixe” para vender; pois, se trata da extremamente pessimista: DESRELIGIÃO DA DESESPERANÇA.

    Afinal, quem quer ouvir que Deus não existe; que não há esperança de vida após a morte, mas somente o nada eterno; que nunca mais veremos nossos entes queridos quando morrermos; que somos frutos do acaso; que tudo o que passamos e aprendemos nesta vida foi em vão; que um dia a humanidade vai se extinguir e ninguém virá nos salvar, etc.?

    Talvez, isso explique o fato das religiões (mesmo as falsas) conseguirem tantos adeptos. Enquanto, que os ativistas ateus têm a ingrata missão de ser, no máximo, o “tio chato” que mostrou pro sobrinho que Papai Noel não existe; ou, então, caso Deus realmente exista, o imprudente que apostou errado na Aposta de Pascal e arriscou a própria alma arrastando um monte de gente consigo para a perdição eterna.

    Ser ateu é uma questão de cunho pessoal; mas, penso que pregar e divulgar o ateísmo como se fosse uma verdade científica incontestável não deixa de ser uma grande imprudência e até mesmo um desserviço à sociedade e à toda humanidade.

    Mesmo porque, o ateísmo também é uma mera questão de fé e não de racionalidade.

    E, se os homens cometeram terríveis barbaridades em nome de Deus, a própria história do comunismo demonstrou que, quando o homem retira Deus da sociedade, é capaz de cometer barbaridades piores ainda!

    Dá sim para ficar brincando de ser ateu ou agnóstico e de “Deus existe ou não existe?” ou “Qual a religião verdadeira?”, desde que ignoremos ou desprezemos um FATO CONCRETO existente no mundo: OS GRANDES MILAGRES AUTÊNTICOS DA IGREJA DE CRISTO!

    E a ideia de Deus é tão forte e tão poderosa que, mesmo que Deus não existisse, a verdade é que Ele sempre foi e sempre será a nossa ÚNICA E ÚLTIMA ESPERANÇA!

  7. D.R.,

    cara ! Você é uma figura . Você não existe …

  8. DR

    Agora, se religião significa religar ou ligar o homem a Deus; então, somente Deus poderia fundar uma religião verdadeira.

    R: voce ta confundindo o homem com Deus

    Portanto, se tem alguma religião com chance de ser verdadeira, essa religião só pode ser a religião cristã e, em especial, a Igreja Católica; pois, todas as demais foram fundadas por homens comuns.

    R: voce é um padre né ?
    intessante! alguns mórmons me disseram a mesma coisa : “que a única religião autorizado por Deus era a deles, porque só eles possuem os 12 apóstolos, na verdade fica difícil saber mesmo qual delas é a mais orgulhosa, o que voce a acha disto ?
    provavelmente se voce discutir com um deles quem é a religião autorizada por Deus, eles te perguntaram: “onde estão os dozae apostolos da igreja católica : ” brincadeira de crianças,,,ha,,,ha,,Ha……vamos falar sério?

  9. Criaturo,

    não, não sou padre, nem teólogo, nem profeta e nem dono da verdade; sou apenas um leigo católico!

    E quem fundou a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?

    Por acaso, há profecias e milagres autênticos nela (comprovados pela própria Ciência) para comprovar que sua origem é mesmo divina e não meramente humana?

    Acredito, ou melhor, tenho certeza que não!

    Aliás, você poderia indicar a esses mórmons que lhe afirmaram isso para ver “o outro lado da moeda” (se é que lá permitem isso) antes de sair acreditando em qualquer falso profeta:

    “O PAPIRO DO LIVRO DE ABRAÃO E JOSEPH SMITH”

    http://caiafarsa.wordpress.com/3878-2/

    http://www.veritatis.com.br/apologetica/protestantismo/8231-mudancas-no-livro-de-mormon

    http://www.veritatis.com.br/apologetica/protestantismo/8235-evidencias-para-o-livro-de-mormon-elas-sao-muitas

    Etc.

    “Porque virá tempo em que os homens já NÃO SUPORTARÃO A SÃ DOUTRINA DA SALVAÇÃO. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da VERDADE e se atirarão às FÁBULAS.” (2 Tm 4, 3-4)

  10. DR

    não, não sou padre, nem teólogo, nem profeta e nem dono da verdade; sou apenas um leigo católico!

    R: E pelo visto é o mais humilde dos católicos

    E quem fundou a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?

    R: joseph smith, mais um ser iluminado que tambem afirma ter recebido a visita divina

    Por acaso, há profecias e milagres autênticos nela (comprovados pela própria Ciência) para comprovar que sua origem é mesmo divina e não meramente humana?

    R: não importa somente eles possuem os doze apostolo e católicos morram de inveja como o “aposto” Valdomiro santiago mais um dos iluminados levando suas ovelhas para ,pastarem na sua fazenda,mas depois que engordam viram o jantar

    Por acaso, há profecias e milagres autênticos nela (comprovados pela própria Ciência) para comprovar que sua origem é mesmo divina e não meramente humana?
    Acredito, ou melhor, tenho certeza que não!

    R: exato! se a sua religião é a unica que esta certa, todas as outras deverão estar erradas, parabéns pela inteligencia.

    Aliás, você poderia indicar a esses mórmons que lhe afirmaram isso para ver “o outro lado da moeda” (se é que lá permitem isso) antes de sair acreditando em qualquer falso profeta:
    “O PAPIRO DO LIVRO DE ABRAÃO E JOSEPH SMITH”

    R: ta maluco? eu vou me meter em briga de cachorro grande ?
    os caras possuem fé o suficiente para abandonar pai e mãe atravessar o oceano para vir catequizarem os tupiniquins brasileiros, e eu vou ser doido de dizer que eles estão iludidos,deixo esta função para ateus e religiosos arrogantes.

    “Porque virá tempo em que os homens já NÃO SUPORTARÃO A SÃ DOUTRINA DA SALVAÇÃO. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da VERDADE e se atirarão às FÁBULAS.” (2 Tm 4, 3-4)

    R: se ante vier o tempo da humildade ai sim todos estarão salvos da arrogância

    sds

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: