Considerações sobre o Inferno [3]

Aenaes-and-the-Sybil-in-Hades

.

A palavra Sheol aparece apenas no Antigo Testamento e foi usada para descrever o lugar para o qual se acreditava que seguiriam as almas dos bons, dos maus, dos ateus, dos devotos, dos patrícios e dos estrangeiros. Entretanto, à medida que o tempo passava, alguns textos judaicos começaram a sugerir uma área especial nesse mundo além-túmulo: o Seio de Abraão, que seria o equivalente ao “nosso” Paraíso, só que — mantendo a comparação com o Hades grego — dentro do próprio Inferno.

Pra você que não entendeu:

O Hades era, assim como o Sheol hebraico, um mundo subterrâneo povoado por almas. Mas dentro do Hades havia duas divisões — o Elísio, que era destinado aos heróis, poetas, sacerdotes e santos, e era frequentado por deuses, ninfas e musas; e o Tártaro, para onde iam as almas das pessoas más. Acontece que, se você morresse sem ter levado uma vida de crimes e sem ter feito o mal a ninguém, mas chegasse ao Hades sem um crachá de herói ou de sacerdote, por exemplo, você nem ia pro Elísio nem para o Tártaro, que era muito semelhante ao Inferno cristão. Você iria ficar banzando eternamente na morada dos mortos, sem muito divertimento, é verdade, mas também sem ninguém pra te encher o saco. Ao que parece, os judeus passaram a achar que lá embaixo, no Sheol, deveria haver alguma coisa que separasse os justos e os mártires dos ímpios e maus, mesmo supondo-se que eles não copiaram tudo isso diretamente dos gregos. Daí surgiu a ideia do Seio de Abraão (localizado dentro do Sheol), que corresponderia ao Elísio (dentro do Hades).

O Sheol, porém, não tinha nada parecido com o Tártaro, o que prova que o Deus do Antigo Testamento, apesar de volta e meia sacanear os vivos, nunca demonstrou o menor interesse em torturar os mortos

 

 

 

Anúncios

4 Respostas

  1. Já que muitos padres adoram falar jargões bíblicos em latim, aqui vai mais um: O “ADVENTUM AD BACULUM”, ou se preferir, o apelo a força, que nada mais é que ameaçar alguém quando não se tem mais argumentos. É algo do tipo: “Cala a boca e obedece, se não eu quebro a sua cara”
    O Inferno (a. k. a. Casa Da Mãe Joana) é no mínimo o Adventum ad Baculum mais famoso da história, uma prova irrefutável do quão amoroso é esse psicopata, digo, deus, que as igrejas tentam nos enfiar goela abaixo.

  2. Inferno é hiper mega desumano e desproporcional mas existe sim . A bíblia fala dele várias vezes. Várias pessoas foram levadas em espírito até lá. Devemos ACEITAR LOGO O SACRIFÍCIO DE JESUS para q ele nos livre de um futuro assustador e hiper doído. FIQUEM LIGEIROS.

  3. ” Várias pessoas foram levadas em espírito até lá.”

    – Delírio mental.
    ______________________________________

    “. Devemos ACEITAR LOGO O SACRIFÍCIO DE JESUS para q ele nos livre de um futuro assustador e hiper doído.”

    – Então você é apenas interesseiro porque quer apenas se livrar de sofrimento.

  4. 1 – Nao ha como saber de forma 100% segura q todas visoes do inferno foram delirio, mtas podem ser verdade. 2 – ser obediente a Deus nao eh questao de ser interesseiro. A gente tem que dancar conforme a musica (desculpem a configuracao do computador, sem acento). Eu, particularmente gostaria q o inferno nao existisse e todos pudessem viver livres a seu modo, desde q nao prejudicasse os outros, mas nao eh assim o sistema q Deus decidiu fazer. Ou por interesse ou por concordar, nao importa, temos q dancar como Deus manda e nao tem conversa, infelizmente. Mas ja q tem ser assim, vamos concordar logo com Deus, vamos fazer com gosto, crer (considerar algo como real) e evitar encrencas horrendas.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: