O deus que há em mim [Republicação]

>

Nemastê é a pronúncia de uma palavra em sânscrito que designa um cumprimento cotidiano feito por religiosos de países do sul da Ásia. Utilizado também na escrita, é posto no início ou no fim da mensagem, e, nesses casos, pode ser equiparado, talvez, ao nosso Salve!. Entretanto, quando se está frente a frente com o interlocutor, a palavra é substituída pelo cumprimento em si: em silêncio, juntam-se as palmas das mãos em frente ao rosto, ou na altura do peito, ao mesmo tempo em que se inclina o corpo para frente, e se direciona o olhar para os pés da pessoa cumprimentada. 

Confundido por nós, ocidentais, com uma atitude de deferência, o gesto de saudação de hindus, sikhs e budistas é, em vez disso, um sinal de humildade. Em sânscrito, nemastê significa exatamente isso: “curvo-me perante ti”.

Desde que ganhou o mundo, porém, o termo se dissociou de sua raiz etmológica e acabou sendo indevidamente correlacionado a significados outros, em nada semelhantes ao original. O mais comum talvez seja o do título: “o deus que há em mim saúda o deus que há em você”. 

Ocorreu-me, então, que esse gesto — com essa acepção — bem que poderia ser adotado como a saudação oficial entre cristãos ao redor do mundo. E a explicação para isso é a que segue.

Graças à Santíssima Trindade, os católicos perceberam que Deus tinha essa conveniente habilidade de se dividir — ou de se multiplicar; como queiram. Quando converso com crentes de diferentes denominações religiosas, a impressão que tenho é a de que eles cultuam deuses bem diferentes entre si. Ali, o padre só menciona um Deus fofinho, selecionando trechos bíblicos dignos de apreciação bem do meio de outros que provocariam pesadelos. Acolá, o pároco fala de um Jesus que não pode ser encontrado em parte nenhuma da Bíblia, um que ama todo mundo de igual maneira, sem querer nada em troca — nem dinheiro! Já o pastor “prega um Jesus” que só quer que nós prosperemos financeiramente, pelo que exige uma quantia mensal para permitir que isso aconteça. E assim por diante. Os nomes são parecidos, as origens são praticamente as mesmas, mas esses deuses não se bicam.

Só aparentemente os católicos cultuam o mesmo Deus. Pra começar a confusão, eles cultuam mesmo, de fato e de direito, é a Jesus Cristo, que foi o deus novo que a Igreja inventou para substituir o intragável Deus psicótico do Antigo Testamento. Só que o Jesus que eles veneram, bem como o Deus por quem eles alegam morrer de amores, não estão na Bíblia, mas foram criados em suas próprias cabeças, a partir da ideia que eles fazem de como um deus deveria ser. Daí a necessidade de uma Igreja Católica Apostólica Romana, uma Igreja Ortodoxa Russa, uma Igreja Católica Bizantina, uma Igreja Anglicana, as igrejas protestantes e por aí vai. Se toda essa gente estivesse de acordo em adorar o mesmo Deus, ou se esse Deus fosse o mesmo que se revelou através da Bíblia a todos eles, essas divisões não fariam o menor sentido.

No catolicismo a coisa não é tão evidente, entretanto, como no meio evangélico. Entre em dois daqueles galpões de culto de denominações diferentes e você vai perceber que estão adorando deuses diferentes. Em um, por exemplo, as pessoas estarão falando com Deus através de línguas estranhas; em outro, estarão tendo demônios expulsos de seus corpos. Na que expulsa demônios, o falatório angelical não é ouvido; na que as pessoas recebem o dom de Deus de falar coisas incompreensíveis (um dom completamente inútil, aliás), os demônios não têm poder pra invadir o corpo de ninguém.   

Acredito eu que, no futuro, as pessoas continuarão frequentando as mesmas congregações, mas cada crente cristão terá a sua própria versão de Deus, a sua cópia autenticada e exclusiva de Jesus Cristo. Cada deus será único, pessoal e intransferível, como um cartão de crédito. E se eles aceitarem a minha humilde sugestão, quando se encontrarem nas portas de suas bocas de culto, para venerarem juntos deuses separados, poderão fazer uma solene reverência uns para os outros, cada um saudando o deus do seu semelhante. 

Quem sabe, por essa época, finalmente as pessoas tenham desistido de tentar converter os outros à sua própria fé, e se contentem em adorar seu deus interior, seu deus de estimação. Talvez, então, e finalmente, a humanidade comece a aprender a viver em paz. Sem precisar fazer guerras em nome de amigos imaginários; sem ter que viver em busca de ser aceito em mundos mágicos; sem infernos a temer; sem nenhum Deus que nos inspirasse os mais diversos motivos pelos quais matar ou morrer. 

Nemastê!!

.

Anúncios

24 Respostas

  1. Gosto demais desse texto!

    E quanto mais eu leio os comentários dos crentes, mais eu me convenço de que estou mesmo certo: Deus é diferente para cada cristão.

  2. Eu também senti isso, antes de conhecer o seu blog. Eu construo um deus pessoal, baseado na imagem que Jesus nos transmitiu e relego o Deus do A. T. para o esquecimento com a desculpa que os homens dessa época tinham uma visão distorcida do que era o verdadeiro Deus. Se não for assim, morre a esperança. Os judeus esperam ainda um messias porquê? Quem estiver num barco a afundar o que faz?

  3. Namastê!!!!

  4. Barros, quantas pessoas do seu meio social tentam convencê-lo a aceitar Deus? Pelo que leio dos seus textos, parece que você é perseguido por nós, cristãos? Isto é fato?
    Não entendo sua obsessão em achincalhar a fé alheia. Eu, de minha parte, não dedico um blog para criticar ateus – tenho uma doce amiga, inclusive, que é ateia.
    Creio que o respeito é fundamental em qualquer situação. Seu blog, sinceramente, me intriga: você parece incomodado, perseguido, como se só houvesse, no seu meio, perseguidores censurando sua postura…
    Outra pergunta: para você, Buda é, também, uma criação humana, um ser “tirano”, que como o SEU Deus-ilusão, castiga quem “não segue sua cartilha”?

  5. Concordo com o texto. Infelizmente, esses foram os frutos de Martinho Lutero e outros que dividiram a Igreja de Cristo desde o seu primórdio.

    O próprio Lutero vai lamentar tarde demais: “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final, quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as SEITAS e tantas as RELIGIÕES quantas são as CABEÇAS”.

    E agora, essa tal Teologia da Libertação está transformando evangélico em sinônimo de trouxa.

    Por isso, eu acho até bom e útil existir sites como o Deus Ilusão e outros de ativismo cético; pois, só assim, muitos crentes deixarão de ser ingênuos, estudarão mais sobre religião e ciência e amadurecerão sua fé. Vejo o quanto faz falta um pouco de ceticismo sadio e um pouco de estudo sobre ciência e história da Igreja Cristã e de outras religiões.

    O QUE REALMENTE IMPORTA É A SINCERA BUSCA PELA VERDADE, SEJA ELA QUAL FOR:

    Ao contrário dos ateus radicais que pensam que a religião é um grande mal e deve ser combatida a todo custo, o pensamento de muitos ateus e agnósticos menos radicais é de que a religião é de certa forma até útil ao ser humano; mas que não passa de um tipo de ajuda psicológica, de um calmante, de um bloqueio mental para tentar fugir da realidade, do sofrimento e da morte que a todos nos espera.

    Isso é até compreensível, já que um dos maiores argumentos dos ateus é o fato de existirem inúmeras religiões no mundo e cada uma acredita em algo distinto e possui doutrinas contraditórias entre si.

    O que nos leva a uma ÚNICA conclusão lógica possível:

    Ou TODAS as religiões são FALSAS ou apenas UMA pode ser VERDADEIRA!

    Porém, não acredito que alguém (com algumas exceções) siga uma religião apenas por causa disso; haja vista, os extremistas islâmicos que se suicidam acreditando ir direto para o paraíso com um monte de virgens a sua espera.

    Seria estranho e incongruente eu me ajoelhar diante da eucaristia (diante de um pedaço de pão e de um pouco de vinho consagrado) e conversar em pensamento com ela se eu não acreditasse firmemente que nela se encontra, de forma mística, a presença real do corpo, alma e divindade de Cristo sob o véu eucarístico.

    Não sigo a Igreja Católica para me iludir ou para fugir da dura realidade da vida ou mesmo por medo da hipótese do Inferno ou apenas porque meus pais me ensinaram ou para buscar algum conforto espiritual e psicológico; a sigo porque acredito que nela está a Verdade a quem todos temos o direito e o dever de buscar, a sigo porque acredito que ela foi fundada não por homens, mas pelo próprio Deus Verdadeiro; assim como, acredito que a grande maioria dos crentes seguem alguma religião (seja ela verdadeira ou falsa) porque acreditam (estejam eles enganados ou não) que sua religião seja verdadeira.

    Porém, entendo o quanto seria difícil e incoerente para um ateu frequentar uma religião ou se ajoelhar diante de uma hóstia apenas pela hipótese da existência de Deus.

    Por outro lado, acredito também na Ciência como um dos melhores instrumentos inventados pelo homem para a busca da VERDADE; mas penso que a Verdadeira Ciência não pode ser preconceituosa a ponto de ignorar ou desprezar a priori relatos e testemunhos históricos (como os da Bíblia) e supostos fenômenos sobrenaturais (como profecias e milagres). Tudo deve ser investigado a fim de buscarmos a VERDADE; que, no fim, sempre deve prevalecer.

    Penso até que essa crítica e debate sobre a religião e espiritualidade e sobre ciência e religião é, no fundo, algo útil e bom a longo prazo; pois, independente da crença, acredito que todos devemos buscar e aceitar a VERDADE, seja ela qual for; devemos ser humildes o suficiente para mudar de pensamento e crença (ou descrença) diante da realidade dos fatos; sejam eles históricos e/ou científicos, naturais e/ou sobrenaturais.

    Assim foi e deve ser sobre a falsidade das religiões mitológicas, sobre o heliocentrismo, sobre a idade da Terra e do Universo, sobre a evolução, etc. Cedo ou tarde, todos temos que aceitar e nos render a verdade dos fatos ou, pelo menos, tentar se aproximar ao máximo daquilo que acreditamos ser a VERDADE (que é aquilo que de fato existe), por mais dura que ela seja; mesmo que, para isso, tenhamos que renunciar nossas crenças e descrenças, superstições e culturas antepassadas ou ultrapassadas.

    Parece estranho um crente dizer isso, mas o próprio Cristo (aquele que afirmou ser filho de Deus, o caminho, a verdade e a vida) veio nos revelar uma verdade distinta daquela que os povos da época por ignorância acreditavam; e o judaísmo/cristianismo fez isso com o politeísmo, com o paganismo e com as religiões mitológicas e de mistério; tanto que os primeiros cristãos eram considerados ateus pelos romanos por não acreditarem em seus deuses.

    E, pelo menos a Igreja Católica, ela sempre buscou e se humilhou diante da Verdade; diferentemente de outras religiões fundamentalistas, ela se rendeu, por exemplo, ao heliocentrismo, à antiguidade da Terra e até mesmo à evolução, etc., mesmo que tais fatos científicos parecem contradizer alguns escritos bíblicos. Pois, a Igreja sempre acreditou que Deus se revelou e ‘escreveu’ aos homens através de dois livros: o Livro da Bíblia e o Livro da Natureza; e que, tanto a teologia como a ciência e a filosofia, tendem ao longo da história para a Verdade.

    No fim, a Verdade prevalecerá; mas, enquanto não chegamos ao pleno conhecimento da Verdade, temos todos que nos respeitar e procurar entender aqueles que pensam diferente de nós.

    Se a verdade é que o Deus judaico/cristão existe, um dia a história o demonstrará e todos os homens terão de aceitar tal fato (mesmo porque, se cumprirão as profecias escatológicas da Bíblia); senão, a própria história, cedo ou tarde, demonstrará que Ele não existe (bastando que não se cumpram as profecias bíblicas) e a Ciência provará que todos os milagres da Igreja de Cristo são falsos; assim como ocorreu com as antigas religiões mitológicas.

    Ou seja, o que realmente importa é a sincera busca pela VERDADE, seja ela qual for.

    Lembrando que o próprio Cristo disse:

    “Conhecereis a VERDADE e a VERDADE vos libertará”

    e

    “Eu sou o caminho, a VERDADE e a vida…”.

  6. E por falar em verdade,
    O Papa Francisco fez a seguinte afirmação: “Por meio da humildade, a procura da alma, a contemplação da oração, nós ganhamos uma nova compreensão de certos dogmas. A Igreja já não acredita num verdadeiro inferno onde as pessoas sofrem. Esta doutrina é incompatível com o amor infinito de Deus. Deus não é um juiz, mas um amigo e um amante da humanidade. Deus não procura para condenar, mas apenas para abraçar. Como a fábula de Adão e Eva, nós vemos o inferno como um artifício literário. O inferno é apenas uma metáfora para a alma isolada, que, como todas as almas serão finalmente unidas no amor com Deus”.
    Segue o link para conferir:
    http://diversitychronicle.word
    Muito sem graça esse papa… Imagina que eu já estava toda saliente com esperança de encontrar José Saramago no inferno. Agora ele vem com essa conversa de artifício literário, uma fábula Adão e Eva? Em sendo assim, ele admite que o pecado original não existiu e Jesus morreu na cruz por que mesmo? É de rolar de rir!!
    Aproveitem e leiam na íntegra o texto do Carlos Esperança- Afinal, quem mente, a santa ou a santidade?- (Diário de uns ateus) de 05/01/2014. Imperdível!

  7. O que eu admiro em você Barros, é que você tem um espaço para expor suas ideias a respeito de credos, deuses, religiões e nunca vi e nem li nada seu em sites religiosos discordando da fé de quem quer que seja, porque é claro, você tem a noção de que ali não é o seu lugar e sua palavra seria uma semente estéril.
    Bem diferente dos crentes que adentram no DeusILUSÃO, discordando e criticando dos seus pontos de vista com a Bíblia aberta citando intermináveis versículos repetidos, em total desrespeito, pregando suas ideias no sentido de lhe “converter” e ou aos seus leitores.

    Estes crentes possuem um distúrbio mental chamado por estudiosos de “Síndrome da BIBLIOLATRIA”, um tipo de fanatismo que assola e identifica essas pessoas.

    São extremamente intolerantes e discriminatórios e aonde vão recitam versículos tanto do Velho Testamento como do Novo. Estão se espalhando como uma praga ou epidemia o que reflete o atraso intelectual de quem leva uma vida voltada a personagens dogmáticas, efeito notado em todo e qualquer pais subdesenvolvido incluindo (infelizmente) o nosso Brasil.
    Podemos dar uma volta ao mundo que vamos observar que quase toda nação muito voltada ao misticismo tem um nível de instrução precária, com pouca escolaridade, levam uma vida sem recursos em todos os sentidos, desumana e miserável. Mas a sua fé em alguma divindade é notadamente forte o que os fazem estar sempre a espera de uma resposta positiva destes deuses, uma resposta que nunca chega.
    Não é sem razão que as igrejas evangélicas tem tido um crescimento espantoso na África onde elas estão sendo assentadas, infiltrando cada vez mais com o propósito de “vender milagres” aquele povo sofrido e em agonia espiritual.
    Enquanto os evangélicos constroem igrejas e mais igrejas na África com o dinheiro de pessoas ingênuas e sem instrução, a fome ronda além de suas paredes e o Governo os isentam de impostos que poderiam arrecadar milhões para combater a miséria e a fome.

    Aqui no Brasil também eles agem assim e a maioria são donos de verdadeiros impérios dignos do Rei Salomão.

    Um abraço.

  8. Sônia, vai chegar o dia em que as pessoas vão ser obrigadas a confrontar o óbvio: a Bíblia — como os demais livros sagrados ao redor do mundo — não passa de uma coleção de fábulas. Mas isso não significará o fim da religião.

    Ana Júdice, obrigado pelo comentário. Eu sempre evito discutir com crente fanático porque eles simplesmente não ouvem o que a gente diz, quando discordamos de suas crenças. É como querer conversar com uma parede.

  9. Barros, quantas pessoas do seu meio social tentam convencê-lo a aceitar Deus? Pelo que leio dos seus textos, parece que você é perseguido por nós, cristãos? Isto é fato?
    Não entendo sua obsessão em achincalhar a fé alheia. Eu, de minha parte, não dedico um blog para criticar ateus – tenho uma doce amiga, inclusive, que é ateia.
    Creio que o respeito é fundamental em qualquer situação. Seu blog, sinceramente, me intriga: você parece incomodado, perseguido, como se só houvesse, no seu meio, perseguidores censurando sua postura…
    Outra pergunta: para você, Buda é, também, uma criação humana, um ser “tirano”, que como o SEU Deus-ilusão, castiga quem “não segue sua cartilha”?

  10. Sônia, o que você disse: “e para falar em verdade…”, na verdade, é mentira; o Papa Francisco NUNCA disse isso. O texto que você indicou é só uma crônica sobre um possível futuro Concílio Vaticano III, onde o autor coloca essas e outras palavras na boca do Papa Francisco.

    Confira:

    http://diversitychronicle.wordpress.com/2013/12/05/pope-francis-condemns-racism-and-declares-that-all-religions-are-true-at-historic-third-vatican-council/

    Creio que você não fez isso por má intenção; mas, cuidado para não ficar espalhando mentiras na internet. Já bastam as distorções das palavras do Papa feitas pela grande mídia!

    Podem perder a esperança de que um dia a Igreja Católica vai renunciar um dogma de fé ou liberar geral, aceitando o divórcio, o homossexualismo, o aborto, etc. Pois, se um dia ela fizesse isso, imediatamente, ela deixaria de ser a Igreja de Cristo!

    Barros,

    será que a Bíblia é apenas uma coleção de fábulas mesmo?

    Vejam o que pensa o culto, o erudito, o ex-ateu, o ex-comunista e o polêmico filósofo Olavo de Carvalho sobre isso:

  11. D.R,

    “Vejam o que pensa o culto, o erudito, o ex-ateu, o ex-comunista e o polêmico filósofo Olavo de Carvalho sobre isso:”

    Olavo de Carvalho é um “pseudo-filósofo” astrólogo para anencéfalos, racistas e idiotas.

    Olavo de Carvalho vem exercendo uma influência crescente nos últimos anos pela divulgação que tem feito de suas ideias na internet. Olavo é hoje o principal representante da extrema direita no Brasil e há décadas ele vem condenando tudo o que entende como esquerdismo com abordagens tacanhas e reducionistas. Ele se considera filósofo, é doutor em nada, se considera melhor e superior a todos os professores de Filosofia no Brasil e frequentemente destila sua verborragia iracunda contra Marilena Chauí, Paulo Ghiraldelli Júnior, Emir Sader, Leandro Konder e outros intelectuais de esquerda por quem parece nutrir um profundo ódio. Também se considera o maior representante da alta cultura no Brasil, num inequívoco gesto de loucura megalomaníaca. Também é bajulador de ditadores de direita, incluindo o fascista Francisco Franco, a quem considera de “conduta exemplar”. Olavo é católico conservador que, incapaz de conviver com ideias diferentes na academia brasileira, resolveu estudar filosofia sozinho. Essa sua incapacidade, no entanto, é algo que marca toda a sua trajetória de vida, se traduzindo em uma profunda intolerância a qualquer pensamento divergente do seu. No site Mídia sem Máscara, do qual Olavo é dono, vários colunistas expõem todo tipo de pensamento preconceituoso, tacanho e reducionista travestidos de “jornalismo”.

    Propagador apaixonado de teorias conspiratórias, o alucinado Olavo de Carvalho caiu na lenda urbana segundo a qual a Pepsi-Cola estaria utilizando células de fetos abortados na composição do refrigerante. A limitação intelectual do pobre coitado é tão grande que não lhe permitiu sequer verificar a procedência da falsa informação.

    Olavo de Carvalho não é filósofo, é um tagarela anticomunista, teórico da conspiração, ex-astrólogo revoltado por não ter encontrado espaço na universidade brasileira para suas logomaquias megalomaníacas e obsedado por sua intelectualidade imaginária. Um ogro da extrema direita brasileira.

  12. Raimundo Luís escreveu:

    Não entendo sua obsessão em achincalhar a fé alheia.

    Não se trata de uma obsessão. Eu diria que é apenas um hobby.

    Outra pergunta: para você, Buda é, também, uma criação humana, um ser “tirano”, que como o SEU Deus-ilusão, castiga quem “não segue sua cartilha”?

    Até hoje, ninguém veio bater no meu portão para ler a palavra de Buda. Portanto, não me interesso (nem me importo) com o budismo nem com seus seguidores.

  13. Curioso é perturbarem tanto você ( alguém tão dono da verdade! ) , a ponto de deixa-lo incomodado com a fé alheia…
    Como isso mexe com você, Barros!

    Por que será que você fica TÃO incomodado com o fato de boa parte da população mundial acreditar em Deus?

  14. Fulano de Tal,

    Meus parabéns!
    Acho que esta foi a descrição mais precisa já feita de Olavo de Carvalho.
    Ainda me impressiono com a cegueira mental das olavetes.

  15. Raimundo Luis,

    Por que será que você fica TÃO incomodado com o fato de boa parte da população mundial acreditar em Deus?

    Não sei se o Barros compartilha minha opinião, mas o que me incomoda é que as pessoas agem de acordo com suas crenças e algumas crenças podem ser muito danosas para quem não concorda com elas.

    Recomendo que leia alguns comentário anteriores, pois esta sua pergunta é respondida aproximadamente uma vez por semana neste blog.

  16. Para o Raimundo Luís,ateu bom é ateu sempre calado…..
    Quer saber por que os ateus falam tanto em Deus, se eles não acreditam nas mitologias religiosas? Quer saber por que o Barros dedica um blog para criticar sua crença.Quer saber o que deixa ateus bastante incomodados com a fé alheia,meu caro Raimundo Luís?.

    Porque cada vez que abro um jornal,há sempre um exemplo de invasão teocrática sobre a sociedade livre!Sempre ha uma nova agressão fundamentalista ao Estado Laico,realização de cultos em dependências de órgãos públicos como a Presidência da República e Senado Federal, Parque Gospel no Acre, obrigatoriedade de bíblias em bibliotecas públicas e em escolas, ameaças ao Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação para que esta voltasse a transmitir programas religiosos na TV pública, e a concessão de passaportes diplomáticos a pastores evangélicos (Edir Macedo e R. R. Soares), a Bancada Teocrata lança uma nova ameaça ao nosso (frágil) Estado Laico.O deputado federal João Campos (PSDB – GO) apresentou à Câmara dos Deputados uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que visa acrescentar associações religiosas com capacidade pra propor ações de constitucionalidade e inconstitucionalidade no STF. É uma ação aparentemente simples, porém esconde uma verdadeira agressão ao Estado Laico e aos direitos civis de minorias….e tantas outras agressões sobre a sociedade livre!!!

    O mundo já perdeu muito com o domínio religioso.Vamos evitar que isso volte a acontecer.A luta tem que começar:Os teocratas costumam jogar que “feministas, ateus e gays querem impor suas filosofias aos cristãos”.Mas o que eles promovem é que nos acusam: querem impor um único modelo de religião cristã, que é diversa também, aos que não compartilham de suas filosofias e ideologias. Vemos que o Governo pouco tem feito para proteger as minorias. Nada o impede que não o faça no futuro, mas o que mostra é que, quando precisam atuar neste campo, precisam da bênção dos caciques políticos evangélicos para se protegerem da “maldição do eleitorado religioso”.
    Não podemos mais ficar calados e caladas diante esta nova e mais nefasta ameaça à democracia, com a imposição de uma vontade de uma “maioria” que se julga legítima e se julga até mesmo ser maioria. As pressões nas redes sociais levaram o questionamento do tão falado Parque Gospel, podemos conseguir mostrar esta agressão ao Estado Laico que se desenha.

    Se cristãos conseguirem dominar dessa forma, no futuro a guerra será entre as várias divisões do cristianismo, e aquela que se sobrepor às outras irá massacrá-las, assim como os grupos muçulmanos dominantes fazem os muçulmanos de outros grupos. Não podemos deixar que as religiões acabem com a paz mundial mais uma vez. Eles não querem liberdade religiosa, mas direito de impor suas religiões aos outros. E se conseguirem, continuarão a luta entre si, e o grupo que conseguir dominar os outros se julgará os abençoado de deus, com direito a torturar e matar a todos que não crerem no que eles creem, assim como na Bília a ordem de Yavé é matar os povos adoradores de outros deuses, e a ordem cristã na Idade Média era torturar e matar quem discordasse do Catolicismo.

  17. Marcos Kiyoji,

    A cegueira mental das olavetes e tanta que:

    A maioria de seus admiradores não são leitores de filosofia, são antes jovens carentes de um pai, de um líder, de um guia. São pessoas incapazes de pensar por si mesmas.

    Ele ainda aconselha seus alunos a usarem textos anti-marxistas de seu site para enfrentarem professores nas universidades e já citou até exemplos de que isso deu certo. Ora, somente professores muito ingênuos e dogmáticos (e ainda há muitos desses por aí) podem cair nessa. Como se não bastasse, seus seguidores têm lançado diversos produtos com a marca “Olavettes”, contendo frases de seu mestre e com o dizer “Olavettes é nóis mermo”. Não são intelectuais, são tolos. São como crianças imitando adultos, com a diferença de que as crianças carregam a pureza da inocência, e eles a terrível marca da estupidez. Esse comportamento das “olavettes” é de causar vergonha alheia, a começar pelo nome que escolheram para designar a si próprios. Enquanto Olavo continua sua empreitada para tentar chegar ao céu, seus discursos têm atraído uma legião de seguidores, fascinados por seu estilo histriônico de falar, por seus xingamentos e por sua intolerância. Essas pessoas não se destacam por erudição ou produção intelectual, mas pela abjeção de suas ações.

    Olavo realmente não pode ser levado a sério, vejam a “refutação” que ele faz à ciência moderna e à teoria da relatividade neste vídeo.rs Chega mesmo a ser patológica a obsessão deste homem para ridicularizar qualquer coisa que não se enquadre em sua estreitíssima visão de mundo formada pelo ideário fascista e por dogmas da escolástica medieval. Sem absolutamente nenhuma referência teórica, sem menção a nenhuma pesquisa, ele tem a desfaçatez de sugerir que a terra é imóvel! Tudo porque o modelo copernicano mostrou a falsidade da cosmologia ptolomaica adotada pela Igreja. Esqueceram de avisar a Olavo que a própria Igreja hoje não pensa mais dessa forma, mudou seus conceitos e já até se desculpou com Galileu através de João Paulo II. O Vaticano inclusive conta com um centro avançado de pesquisa científica, onde atuam pesquisadores de várias partes do mundo.

  18. À parte quaisquer outras considerações sobre Olavo de Carvalho, já que nunca li, ouvi ou assisti nenhuma manifestação dele sobre nada, e estou me fiando na afirmação de DR sobre ele ser ex-ateu, digo que não existem ex-ateus. O fulano que em alguma época da vida passa a dizer que não acredita nesse ou naquele deus, e com frequência acontece de ser o deus judaico-cristão, no mínimo tem um problema sério de autoconhecimento. É o típico sujeito que dá razão ao nhenhenhém dos crentes, quando dizem que ateu não passa de cristão frustrado fazendo birra. Nesse caso, o crente está acertando pela metade. O tal ex ateu nunca foi ateu.
    É um crente que esteve revoltadinho com o deus em que nunca deixou de acreditar. Frequentemente esse tipo resolve fazer as pazes com seu mito de estimação quando vê que está envelhecendo e a dona Morte se aproxima cada vez mais. Ou quando passa por alguma doença, pessoal ou na família, bate o cagaço e o sujeito volta correndo para o deus que ele deseja que exista de verdade.

    Não sei o que pensa o Barros sobre a pergunta do Raimundo, mas eu sempre me divirto por ver que “boa parte da população mundial” fecha deliberadamente o intelecto para todas as evidências de que não somos o tal do “projeto guiado por um ser inteligente”, preferindo se achar “especial” e não perceber o ridículo que é se apresentar como alguém que precisa dum misto de babá e feitor para ter condições de viver a vida.

    O fato de que “boa parte” da população mundial acredita num deus não é argumento a favor, é argumento contra. Nada que resulte da mentalidade de bando é saudável ou produtivo. O bando, o ajuntamento de gente que pensa uma só ideia faz tudo que estiver ao seu alcance para matar no nascedouro a divergência. Permanecer com o bando é ficar na zona de conforto, é desistir antes de tentar. A humanidade só avança por existir a divergência, o inconformismo.
    Não é por outra razão que os predadores do tipo de Stalin, Hitler, Lula,Mussolini, Khomeini,Chaves, e outros tantos encontram e continuarão encontrando tanta facilidade em conduzir nações feito rebanhos. Sintomaticamente, são os divergentes, os inconformistas quem livram do tacão e do chicote o rebanho.

    De modos que, Raimundo, o mais provável é que a leitura inversa é que deva ser aplicável.
    O incômodo é seu. Você é quem, na qualidade de membro do rebanho, do bando, sente-se incomodado quando vê algo ou no caso, alguém, que vê o bando do lado de fora. Estar do lado de fora possibilita um ponto de observação estratégico, privilegiado. Muita coisa que não é percebida pelo bando é posta a nu. Não é uma visão agradável. Muitos se calam, uns poucos falam e falando esses poucos incomodam muito.

    Mas não se preocupe. Como animal que é o ser humano em sua maioria faz questão de andar em bandos. Seu desejo de que exista essa mixórdia de deus babá/feitor não está ameaçado. Você não está sozinho, pelo contrário, está em companhia de “boa parte da população”.

  19. Shirley
    mandou bem!! ex ateu – ex gay, esse tipo de coisa NAo existe Ex!!!
    sabia que Guns n roses anunciou show aqui no Brasil??
    so se for com o Axel de 20 anos atras , hein??

  20. Greg

    É, li que serão 7 shows. Da minha parte prefiro assistir os dvds da turnê no Japão do Use Your illusions. Aquele Axl e aquela formação valiam cada centavo do ingresso, esse GNR de agora nem que me pagassem..rsrsr

  21. Fulano de Tal, é por isso que eu disse também “o polêmico” Olavo de Carvalho. Para mim, o que importa são os argumentos e não a pessoa que os fala; em algumas coisas, eu concordo com o Olavo e em outras não. Particularmente, não gosto de seus palavrões.

    Porém, não podemos negar a cultura e a capacidade intelectual de Olavo de Carvalho; mesmo que, às vezes, ele acabe falando besteira em assuntos que não são de sua especialidade, como essa sobre o geocentrismo e o heliocentrismo (que eu já conhecia). Se bem que, não sei se ele realmente acredita no geocentrismo ou está apenas interpretando filosoficamente os “postulados” dessas teorias; já que filósofos ficaram procurando lógica em qualquer frase. Como, por exemplo, sobre a Teoria da Relatividade, ele ter questionado sobre a curvatura do espaço indagando: “Será que o espaço ocupa um lugar dentro do espaço?”; o que faz certo sentido em termos filosóficos.

    Seja lá o que for, sua afirmação não parece pior do que a dos físicos Stephen Hawking e Lawrence Krauss de que o Universo surgiu do nada; ao se meterem em assuntos fora de sua especialidade, como a filosofia.

    Sei que Olavo não é contra toda a ciência moderna; já que, ao contrário da Teoria da Relatividade, ele defende a Mecânica Quântica!

    Na Wikipédia sobre o Olavo de Carvalho, há alguma explicação sobre seus polêmicos pontos de vista científicos.

    Segundo ao Wikipedia também, Olavo de Carvalho recebeu os seguintes prêmios e medalhas honoríficas: Medalha do Pacificador (1999), Medalha Tiradentes (2012), Medalha do Mérito Santos-Dumont, distinção honorífica da Ordem Nacional do Mérito da Romênia, Primeiro Prêmio no concurso sobre José Ortega y Gasset (instituído pela embaixada do Reino da Espanha), Primeiro Prêmio no concurso de ensaios sobre história islâmica (instituído pela Embaixada do Reino da Arábia Saudita). E, segundo ele, recebeu do governo dos Estados Unidos o visto especial de residência EB-1,17 o qual é concedido a estrangeiros com “habilidade extraordinárias” na área educacional, artística, científica ou de negócios ou a “professores ou pesquisadores notáveis”. Esse visto dá ao estrangeiro o direito de residência permanente nos Estados Unidos. Portanto, não se trata de um “joão ninguém”!

    FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho

    E ele não é um pseudo-filósofo não, é sim um filósofo autêntico de linha socrástica (inclusive, com formação de discípulos). Não é porque não fez faculdade de Filosofia que não pode ser considerado um verdadeiro filósofo.

    http://www.artigos.com/artigos/humanas/filosofia/o-projeto-socratico-em-olavo-de-carvalho-17775/artigo/#.Us_UrvRDtGg

    Quanto às suas teorias da conspiração; algumas, realmente, parecem absurdas; porém, outras não. Se ele está se tornando tão famoso hoje em dia (basta ver o sucesso do recente best-seller “O Mínimo que Você Precisa Saber para Não Ser um Idiota”, que contém uma coletânea de seus artigos) é porque suas previsões de anos anteriores (consideradas na época loucura e mera teoria da conspiração) sobre o projeto de implantação do comunismo no Brasil e na América Latina (aos moldes do que foi feito na Venezuela) e sobre o Foro de São Paulo, estão, se concretizando (basta ver o caso do Mensalão).

    Creio que o fato de Olavo de Carvalho já ter sido ateu, astrólogo, militante comunista, ter se aventurado no islamismo, etc. e agora ter se tornado católico e um conservador de direita, mostra que ele tem buscado a Verdade e mudado de rumo e de opinião ao longo de sua vida conforme foi se deparando com novos conhecimentos. Que bate com aquilo que eu disse antes: que todos devemos buscar a Verdade, seja ela qual for; mas temos que ser humildes o suficiente para nos rendermos a ela quando a encontrarmos! E parece que é justamente isso que Olavo (como bom filósofo que é) está fazendo ao de sua trajetória pela busca da Verdade; e é isso que todos devemos fazer: buscar a Verdade, seja ela qual for, doa o que doer, custe o que custar!

    Se não me engano, ele se converteu ao catolicismo também pelos estudo dos grandes milagres da Igreja Católica!

    Aliás, parece que seus colegas de ateísmo do site “RELIGIÃO É VENENO” estão bem afiados sobre o Olavo de Carvalho; em especial, os comentários altamente intelectuais do Acauan, entre outros, que parecem admirá-lo. Vale a pena conferir:

    http://religiaoeveneno.org/discussion/1580/olavo-de-carvalho-o-que-voces-acham

  22. Em tempo, parece que seus colegas de ateísmo do “RELIGIÃO É VENENO”, apesar de continuarem ateus, estão fazendo o mesmo que o Olavo: estão buscando a verdade e estudando muito! Quem sabe, se um dia resolverem estudar a fundo os grandes milagres da Igreja Católica, também acabem se convertendo como ele?

    De qualquer forma, não sou “olavete”; apenas citei esse vídeo em específico do Olavo de Carvalho por concordar em gênero, número e grau com o seu argumento sobre a autenticidade de Cristo; onde ele argumenta que é mais fácil acreditar nos milagres e na ressurreição de Jesus do que na extrema e absurda coincidência das inúmeras profecias escritas séculos antes sobre ele pelos profetas do Antigo Testamento terem se realizado integralmente em sua pessoa.

    De fato, o artigo da Wikipedia sobre ‘CRISTO’ mostra dezenas de passagens do Antigo Testamento (escritas séculos antes do nascimento de Cristo) que se cumpriram na pessoa de Cristo, inclusive: que ele nasceria de uma virgem, falaria em parábolas, faria milagres, seria rejeitado e traído por trinta moedas de prata, seria acusado injustamente, seria rejeitado e ferido por nossas iniquidades, seria cuspido e esbofeteado, teria os pés e mãos transpassados, oraria pelos inimigos,lançariam sorte para repartir suas vestes, o fariam beber vinagre, não teria os ossos quebrados, um rico o sepultaria, ressuscitaria no terceiro dia, etc., etc., etc.

    Alguns céticos argumentam que Jesus poderia ser um charlatão que aproveitou-se de algumas dessas profecias do Antigo Testamento.

    Porém, poderia ele ter forjado a profecia de sua própria crucificação, um instrumento de pena de morte usado pelos Romanos?

    “E Iahweh respondeu-lhe: Faze uma serpente abrasadora e coloca-a em uma haste. Todo aquele que for mordido e a contemplar viverá.” (Números 21,8)

    “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que seja levantado o Filho do Homem.” (João 3,14)

    “Porquanto cães me cercaram; a assembléia de malfeitores me rodeou; traspassaram-me as mãos e os pés. Posso contar todos os meus ossos; eles estão-me encarando e mirando. Repartem entre si os meus vestidos, e deitam sortes sobre a minha vestidura.” (Salmos 22,16-18)

    “Então o crucificaram. E repartiram as suas vestes, lançando sorte sobre elas, para saber com o que cada um ficaria.” (Marcos 15,24)

    “Ele, então, lhes disse: ‘Insensatos e lentos de coração para crer tudo o que os profetas anunciaram! Não era preciso que o Cristo sofresse tudo isso e entrasse em sua glória?’ E, começando por Moisés e por todos os Profetas, interpretou-lhes em todas as Escrituras o que a ele dizia respeito.” (Lucas 24,25-27)

    E a descoberta dos Manuscritos do Mar Morto demonstrou que tais profecias, realmente, foram escritas séculos antes do nascimento de Jesus Cristo!

    “Conhecereis a VERDADE e a VERDADE vos libertará” (J.C.)

    “Eu sou o caminho, a VERDADE e a vida…” (J.C.)

  23. nemastê,realmente,melhor assim que a ditadura imposta por uma crença,religião ou ideologia,seja ela qual for.

  24. Oi, Liz.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: