Jesus: uma maldição (fim)

Para se alcançar a vida eterna, só através de Jesus Cristo. A outra opção é o Inferno, o Lago de Fogo. Pelo menos foi isso que os entendidos nesses assuntos etéreos me disseram. Então eu lhes perguntei: “E quem nasceu antes do Messias? E os que nasceram depois dele, mas, por uma grande falha logística do próprio Salvador, ainda não tomaram conhecimento de quem ele é nem das suas novas exigências?”.

A resposta é simples: se uma pessoa nasceu, viveu e morreu sem ter sido informada da visita que o filho de Deus fez à Terra, será julgada pelos seus próprios atos, pelo bem e pelo mal que fez ao seu próximo.

Vê que coisa: se eu tivesse nascido numa comunidade aborígene no meio da Austrália, se tivesse passado a minha vida toda adorando a uma divindade local inventada pelos meus antepassados, ainda assim eu iria pro Céu! Mas, para minha infelicidade, nasci numa sociedade saturada de Cristo e, se quiser ser salvo, precisaria acreditar que Jesus é mesmo o filho de Deus, a quem teria que amar mais do que tudo no mundo, e, adicionalmente, amar meu semelhante como a mim mesmo. Essas são as regras. 

Como não se pode acreditar em algo apenas por conveniência (como certamente fazem muitos cristãos), e como eu acho que não seria muito inteligente tentar ludibriar o Espírito Santo de Deus fingindo ter um amor que não está lá (como todos os cristão estão tentando), eu irei mesmo para o Inferno, assim como todo o resto da humanidade que, de um jeito ou de outro, teve a má sorte de ter ouvido falar no nome de Jesus Cristo, e foi por isso automaticamente abençoada com a sua maldição.

Anúncios

56 Respostas

  1. Bonito, Barros, isso chateia em quem acredita em Jesus como divindade. A mim, o que me interessa é a pessoa por detrás do mito. Jesus foi o Mandela do seu tempo.

  2. Maria

    Vem muito a propósito sua comparação de Jesus com Mandela. Este último é uma excelente demonstração de como se constroem mitos e de como a verdade acaba submersa no desconhecimento das pessoas.
    Mandela não foi, nunca, esse “santo” que quase todos pensam que ele foi.

    Como já disse o Barros num outro post, se nos dias de hoje, com tanta informação disponível, ainda é tão fácil mistificar e mitificar a verdade (ok, ele não disse exatamente com essas palavras, mas a essência é a mesma), imagine nos tempos de antanho.

  3. Ssrodrigues,

    Infelizmente, a humanidade parece sentir a necessidade de ter um herói, um salvador.
    Seja na política, no esporte ou qualquer outra área, as pessoas sempre tendem a endeusar essa ou aquela personalidade.
    Acho que deve ser carência e/ou infantilidade.

  4. Shirley, foi no texto sobre o Che Guevara, outro que muitos acham que foi um herói.

    Maria, não há esse “Jesus por trás do mito”. Todos os textos que você puder ler sobre ele são apenas de dois tipos: ou são os evangelhos, que não passam do registro escrito da mitologia já em voga; ou são textos que têm como fonte os evangelhos. Aí já viu…

    Sabe-se que há um livro de um historiador hebreu chamado Flávio Josefo, que quase faz os crentes gozarem de satisfação quando se discute esse tema. Mesmo sem dizer que muitos estudiosos consideram que a menção a Jesus no livro foi inserida posteriormente, por ordem da Igreja Católica, você tem que considerar isso: um historiador hebreu que viveu meio século depois da vinda do filho de Deus à Terra, escreveu um livro de mais de mil e quinhentas páginas sobre a vida de seu povo e dedicou um parágrafo a Jesus Cristo. #BemEstranho

  5. Barros, não é estranho haver pouca informação no tal livro de Flávio Josefo se este foi um judeu cético. Os evangelhos foram escritos por quem se sentiu maravilhado e conquistado por Jesus. Em todo o lado há duas opiniões contraditórias ou então desconhecimento dos factos. Paulo não era um perseguidor dos cristãos? Põe-se em dúvida a autoria de algumas das suas epístolas mas não de todas. Não foi radical a sua conversão? Bem estranho.
    Ssrodrigues, concordo consigo. Jesus está rodeado por uma aura que, se calhar, era bem mais pequena na realidade. Mas existiu assim como Mandela. E a semente dos seus atos e palavras frutificou e fez-se árvore. Com Mandela aconteceu o mesmo. O que era bom em Mandela vai servir de exemplo para as gerações futuras.

  6. Há inúmeros historiadores, teístas e ateus, que não dúvidam da existência do Jesus histórico. Se ele existiu, ele foi crucificado exatamente por que disse ser filho de Deus, se tivesse tido simplesmente que era um profeta, sua vida teria sido poupada. Mas ele preferiu a morte a negar sua natureza divina. Claro que tudo isso se passou há muito tempo e não há como comprovar. A grande questão é se ele ressuscitou mesmo ou não. Se ele ressuscitou, fez o que nenhum outro homem conseguiu fazer, o que lhe dá credibilidade para ser quem diz ser. Sobre a ressurreição também não há video comprovando, há porém a história de 12 discípulos que antes negaram a ele e após a sua ressurreição e suposta aparição durante 40 días, morreram por não se retratar sobre Jesus. O que temos são pessoas que morreram por se recusar a negar que Jesus não ressuscitou. Ok, não tenho documentos ou video mostrando a ressurreição de Cristo para convencê-los disso. O convencimento terá que ser baseado em probabilidade e análise de fatos indiretos. Independente de sua opinião, estamos aqui falando de Jesus Cristo, mesmo que supostamente ele não tenha sido quem disse que era, de maneira alguma isso quer dizer que DEUS não existe. O debate sobre teísmo e ateísmo é outro.

  7. Andre Lopes,

    concordo com quase tudo o que você disse; exceto por ter dito que não há uma prova em vídeo da ressurreição de Jesus. Bem, vídeo não há mesmo; mas, há uma verdadeira foto (na verdade, uma radiografia 3D) do exato momento de sua ressurreição: O SANTO SUDÁRIO!

    Considerado como o Quinto Evangelho tamanha coincidência com os Evangelhos Canônicos, ele confirma e atesta por inúmeras evidências científicas (como número de chibatadas, locais das chagas, coroação de espinhos, polens de plantas que só existem na região de Jerusalém, poeira incrustada na região dos joelhos, etc.) o relato dos Evangelhos.

    O PORQUE QUE O SANTO SUDÁRIO É UM MILAGRE AUTÊNTICO!!!

    Para quem não sabe, o Santo Sudário já é o objeto mais extensivamente estudado pela Ciência em toda a história.
    Dentre os inúmeros testes científicos já realizados (feitos por cientistas de verdade, das mais diversas especialidades, e por não fanáticos religiosos ou pseudo-cientistas) sobre o Santo Sudário, até hoje, o único que deu negativo foi o teste de datação por Carbono 14; que, aliás, já está sendo refutado pela pesquisa do Dr. Ray Rogers publicada em 2005 e por outras pesquisas modernas.
    Eis um resumo:

    1 – Os cientistas não sabem ainda como realmente se formou a imagem do SUDÁRIO; mas eles já sabem com toda certeza o que não formou a imagem: não é pintura, não é decalque sobre uma estátua ou cadáver coberto com pigmentos e não é uma fotografia comum.

    2 – Sabe-se que a imagem deve ter sido formada por algum tipo de radiação luminosa (segundo as últimas pesquisas dos físicos do ENEA, provavelmente, de luz ultravioleta) que emanou de todo o corpo a ponto de atingir o pano e acelerar a oxidação natural das fibras de linho e gravar não só a forma exterior do corpo, mas também a parte interior dos ossos do homem do SUDÁRIO. Ou seja, a imagem do SUDÁRIO é uma radiografia.

    3 – Além disso, essa radiação, de alguma forma gravou a distância do tecido a cada parte correspondente do corpo. Ou seja, a imagem do SUDÁRIO é um verdadeiro mapa de relevo 3D; sendo que esse tipo de informação 3D é praticamente impossível de se obter através de uma pintura ou fotografia comum.

    4 – Outra característica interessante é que a imagem original do SUDÁRIO parece ser uma holografia; ela muda conforme o ângulo de visão e só pode ser vista com nitidez a mais de seis metros de distância.

    5 – Sabe-se também que, na hora que a imagem foi formada, o corpo deveria estar flutuando; pois não há sinais da ação da gravidade; as nádegas e costas não estão amassadas e nem os cabelos caídos.

    6 – Outro fato interessante é que não há formação de imagem por detrás das manchas de sangue ou soro. O que reforça a prova de que não foi feita por pintura ou decalque, já que a imagem foi formada por algum tipo de projeção após as manchas de sangue e não antes.

    7 – Além dos polens, partículas de calcário e estampas de flores encontradas no SUDÁRIO, que existem somente na região de Jerusalém; o homem do SUDÁRIO foi flagelado, coroado e não teve as pernas quebradas (o que é uma exceção nas crucificações romanas); o que está de perfeito acordo com os relatos dos evangelhos e o que elimina outros possíveis personagens, a não ser o Cristo histórico.

    8 – Por fim, além de outras evidências científicas incríveis, para quem ainda duvida que o homem do SUDÁRIO não é Jesus Cristo, uma das mais recentes pesquisas no SUDÁRIO identificou a frase ‘JESUS NAZARENO’ escrita em LATIM, GREGO E ARAMAICO!

    9 – Etc., etc., etc.

    Eu sei que essas coisas parecem absurdas demais para ser verdade, mas são evidências baseadas em pesquisas científicas extremamente sérias e feitas por competentes cientistas das mais diversas áreas!

    O Santo Sudário é algo tão extraordinário que, segundo o Pe. Quevedo, dos cerca de quarenta cientistas da equipe do STURP que analisaram o Sudário, dos quais apenas sete eram católicos, hoje todos se converteram ao catolicismo, exceto o Dr. McCrone!

    Lembrando que esse e muitos outros milagres da Igreja (como o da Imagem de Guadalupe) parece que foram providencialmente feitos para os incrédulos dias de hoje; já que só agora a Ciência tem capacidade e tecnologia para investigá-los a fundo!

    Vale a pena assistir o excelente e sério documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” e sua continuação “O SUDÁRIO DE TURIM” que já indiquei antes.

    É VER PARA CRER!

  8. Caro D.R.,

    Vou assistir ao documentario, obrigado por compartir. Pergunta: há alguns anos o Santo Sudário foi submetido ao teste do carbono e se lembro bem, deu como sendo da idade média. Depois li que ainda estavam estudando o tema, como ficou isso?

    André

  9. D.R. e André Lopes,

    Nem todas as pesquisas citadas foram mesmo sérias e imparciais.
    Entretanto, recomendo a leitura do livro “O Sinal – O Santo Sudário e o Segredo da Ressurreição”. Neste livro, o historiador da arte Thomas de Wesselow demonstra como o sudário pode ser autêntico e ao mesmo tempo ter originado a confusão do “simbolismo” da ressurreição com uma ressurreição literal, sem que esta tenha de fato ocorrido.
    O fato é que qualquer vítima de crucificação romana da época poderia ter gerado a imagem de forma natural.
    Recomendo a leitura para quem tem real interesse em conhecer argumentos que contrastem com os seus e não apenas ler o que lhe mantém na sua zona de conforto.

  10. Andre Lopes,

    só lembrando que ambos os documentários têm várias partes no YouTube, sendo que só coloquei a primeira parte de cada para não ocupar muito espaço.

    Realmente, dentre os inúmeros testes científicos oficiais já realizados sobre o Santo Sudário, até hoje, o único que deu negativo foi o teste de datação por C14 (além do Dr. McCrone afirmando que não havia sangue, mas que também já foi vastamente refutado). mas, tal datação, já foi refutada pelo Dr. Ray Rogers (num artigo publicado com peer review) e por outros cientistas, comprovando que as amostras estavam contaminadas com algodão da Idade Média. Além disso, o Dr. Rogers (que também era um cético do Sudário ) também demonstrou que, ao contrário das amostras, não há mais presença de vanilina (um produto da decomposição da lignina) na maioria do Sudário. O que prova que o tecido tem de 1.300 a 3.000 anos de idade; já que, se fosse mais novo como indicado pela datação por Carbono 14, deveria apresentar restos de vanilina. E, por causa disso, muitos cientistas estão pedindo autorização ao Vaticano para fazer um NOVO TESTE DE DATAÇÃO com técnicas mais modernas.

    Essa incrível história é contada em detalhes no documentário do Discovery Channel: O SUDÁRIO DE TURIM (PARTE 3 e 4):

    Veja que o artigo do próprio Skepdic reconhece esse estudo, mas cai justamente naquilo que falei antes sobre o ceticismo irracional e doentio que não quer acreditar jamais, mesmo sob todas as evidências; quando diz: “Naturalmente, o tecido poderia ter 3.000 ou 2.000 anos de idade, como especula Rogers, mas a imagem nele poderia datar de um período muito posterior. Qualquer que seja a data correta, tanto para o pano quando para a figura, não prova em nenhum grau de probabilidade razoável que o tecido seja o sudário em que Jesus foi envolvido e que a imagem seja de alguma forma milagrosa. Acreditar nisso sempre será uma questão de fé, não de provas científicas!”.

    Mas é aí que ele se engana, pois o único candidato histórico ao homem do Sudário é Jesus de Nazaré e nenhum outro; pois, sua crucificação foi anômala; por exemplo, foi coroado com uma coroa de espinhos e suas pernas não foram quebradas, etc. Mesmo porque, análises ópticas sobre o tecido do Santo Sudário revelaram a frase “JESUS NAZARENO” escrita em LATIM, GREGO e ARAMAICO!

    Por isso, muitos pesquisadores já ESTÃO RECONHECENDO que o Santo Sudário realmente se trata do pano que cobriu o corpo crucificado de JESUS CRISTO. Porém, os mais céticos ainda especulam que a imagem foi formada por processos naturais através de vapores cadavéricos. Porém, para quem acompanha os estudos do Santo Sudário, percebe que essa hipótese também não se sustenta; já que o Santo Sudário é, na verdade, uma RADIOGRAFIA 3D onde dá para ver até as raízes dos dentes e os ossos da vítima. Como bem mostrado no excelente documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (PARTE 5), entres os minutos 2:12 e 4:02:

    ISSO É REALMENTE INCRÍVEL, É VER PARA CRER!!!

    Na verdade, o Santo Sudário, a Imagem de Guadalupe e outros supostos milagres da Igreja Católica são levados tão a sério pela Ciência Moderna que, recentemente, o ENEA (Agência Nacional Italiana para a Energia e as Novas Tecnologias) reuniu nada menos do que 40 (!!!) CIENTISTAS E PROFESSORES de diversas especialidades e países – EUA, França, Áustria, Canadá, Dinamarca, Alemanha, México, Israel, Polônia, Espanha e Itália – para estudar os aspectos químicos, físicos, mecânicos e médicos das mais famosas imagens “aqueropitas” (quer dizer, não feitas por mãos humanas), a saber, o Santo Sudário de Turim, o manto ou “tilma” de Guadalupe e o Véu de Manoppello:

    http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com.br/2013/04/o-veu-da-veronica-2-o-que-dizem-os.html

  11. Maria disse: Jesus foi o Mandela do seu tempo.
    “veja como uma mae defende o filho” –
    gostaria de saber em que momento Mandela multiplicou paes, curou alguem, ANDOU sobre as aguas e tudo mais! e melhor, para quando esta marcado a “ressureiçao” dele.
    Se nada disso ou parecido com isso ocorrer, sei nao! —– mas nao da pra comparar!!!
    A maldiçao de Jesus continua, salve-se qquem puder!!
    tem como fingir ou esquecer de Jesus e viver fora desta maldiçao, como os indios???
    talvez regressao , hipnose, quem sabe??
    como fugir deste encosto chamado Jesus???

  12. gostaria que o DR dos milagres respondesse:
    pra q serve Na verdade, o Santo Sudário, a Imagem de Guadalupe e outros supostos milagres da Igreja Católica???

  13. Marcos Kiyoji,

    embora não tenha lido o livro, me parece que Wesselow fez um bom trabalho de pesquisa e de argumentação; condizente com as conclusões da grande maioria dos cientistas que estudam o Sudário e não de especuladores e oportunistas de plantão. Só não concordo com a hipótese da vaporografia, que jamais seria capaz de reproduzir a imagem tridimensional e radiográfica do Sudário.

    Agora, essa estranha especulação de que, para os primeiros cristãos, a imagem do Sudário seria Jesus ressuscitado é realmente absurda e incoerente! É difícil acreditar que o autor realmente acredita no que diz; mas, depois que homens tão brilhantes como Hawing e Krauss chegaram à conclusão de que algo pode surgir do nada só para não aceitarem a existência de Deus, eu não duvido de mais nada até que ponto pode chegar a mente de um cético (mesmo os mais cultos e inteligentes) para fugir da verdade e das evidências científicas, quando elas apontam para a existência de Deus!

    Ora, se o próprio Wesselow e outros pesquisadores já estão reconhecendo que o Sudário se trata mesmo do manto que cobriu o corpo de Jesus, então, por tabela, estão rejeitando o teste de datação por C14 que indicou ser o tecido da Idade Média e aceitando o trabalho do Dr. Raymond Rogers. Além de, embora ainda não reconheçam o milagre, estarem reconhecendo que não pode ter sido obra de mãos humanas.

    Como já disse antes ao Andre Lopes, o único candidato histórico ao homem do Sudário é Jesus de Nazaré e nenhum outro; pois, sua crucificação foi ANÔMALA; por exemplo, foi coroado com uma coroa de espinhos e suas pernas não foram quebradas, etc. Mesmo porque, análises ópticas sobre o tecido do Santo Sudário revelaram a frase “JESUS NAZARENO” escrita em LATIM, GREGO e ARAMAICO!

    Por isso, muitos pesquisadores já ESTÃO RECONHECENDO que o Santo Sudário realmente se trata do pano que cobriu o corpo crucificado de JESUS CRISTO. Porém, os mais céticos ainda especulam que a imagem foi formada por processos naturais através de vapores cadavéricos. Porém, para quem acompanha os estudos do Santo Sudário, percebe que essa hipótese também não se sustenta; já que o Santo Sudário é, na verdade, uma RADIOGRAFIA 3D onde dá para ver até as raízes dos dentes e os ossos da vítima. Como bem mostrado no excelente documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (PARTE 5), entres os minutos 2:12 e 4:02:

    E, segundo a pesquisa (de 5 anos e publicada com peer review) dos físicos italianos do ENEA, que tentaram várias formas de formar uma tonalidade semelhante do linho, seria preciso um laser ultravioleta de 34 TRILHÕES DE WATTS (!!!) para formar a imagem de uma só vez. Algo não só impossível na Idade Média, como até nos dias de hoje.

    http://opac.bologna.enea.it:8991/RT/2011/2011_14_ENEA.pdf

    Fora que o Sudário é também, na verdade, uma mapa de relevo 3D como aquelas fotos de satélite. Por exemplo, se você colocar a imagem digitalizada do Santo Sudário num programa de geração de paisagens como o TERRAGEN, você consegue obter como que uma escultura 3D do homem do Sudário. Algo impossível de se obter através de uma pintura ou fotografia comum, como mostra o ótimo artigo do próprio inventor do Analisador de Imagens VP-8:

    http://www.shroud.com/pdfs/schumchr.pdf

    Ou seja, é cientificamente IMPOSSÍVEL o Sudário ser uma falsificação medieval ou um processo natural de vaporografia! A única opção possível que resta é que ele, na verdade, é o registro radiográfico e tridimensional de um homem crucificado no exato momento da ressurreição; cujo único candidato histórico só pode ser Jesus de Nazaré e nenhum outro!

  14. Greg,

    para que serve o Santo Sudário, a Imagem de Guadalupe e outros supostos milagres da Igreja Católica?

    Ora, nada menos do que a prova da existência de Deus, da autenticidade da Bíblia, da divindade de Cristo e da veracidade de sua Igreja!

    A mera comprovação, por exemplo, da veracidade do Sudário pela Ciência trará enormes consequências religiosas, filosóficas, científicas, culturais, políticas e sociais para toda a humanidade; como:

    – a prova da realidade espiritual para a Ciência.

    – a prova da existência histórica de Jesus e da existência de Deus para os ateus e agnósticos,

    – a prova de que existe ressurreição da carne e não reencarnação para os espíritas,

    – a prova de que Deus permitiu fazer sua imagem para os protestantes,

    – a prova de que Jesus é o Messias para os judeus,

    – a prova de que Jesus realmente foi crucificado e ressuscitou e que não foi apenas um profeta para os muçulmanos (como afirma o Alcorão),

    – a prova da autenticidade da Igreja Católica e da religião cristã para todas as outras religiões do mundo,

    – etc., etc., etc.

    E se o Homem do Sudário foi capaz de fazer o mais difícil, que é ressuscitar dos mortos, por quê não seria também capaz de curar os doentes, andar sobre as águas, multiplicar os pães e visitar o nosso mundo através do ventre de uma virgem?

    E se esse homem (que disse ser filho de Deus) morreu por nós pregado numa cruz; por quê duvidar do que ele disse nos Evangelhos e da Igreja que ele mesmo fundou?

    Aquele mesmo que disse:

    – “EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA!”

    – “CONHECEREIS A VERDADE E A VERDADE VOS LIBERTARÁ!”

    – “TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA!”

  15. O que eu não entendo neste D. R é o seguinte: Ainda qeu seja confirmada a idade do sudário de 3000 ou seja la o tempo que for, como ele sabe que é de Jesus mesmo? ta assinado?

  16. Creio que todos aqui (ateus e teístas) estão buscando a verdade. Para os céticos, busquem na internet os “santos incorruptos”, e verão casos de corpos que inexplicavelmente não se decompuseram. Que isso pelo menos sirva de alerta aos que pensam que para tudo há uma explicação material e científica.

  17. DR & André Lopes

    Ok, vamos supor que:
    – o pedaço de pano realmente cobriu um cadáver há dois mil anos atrás;
    – os cadáveres insepultos que vocês cultuam não apodreceram devido à intervenção de um ser que não está submetido às condições e limitações dos seres humanos;
    – os eventos e/ou fenômenos que vocês chamam de milagres tenham sido igualmente obra do acima citado ser.

    Não só vocês dois, mas uma quantidade significativa de gente se esforça no sentido de argumentar que esses objetos e fenômenos deveriam ser, para os céticos e ateus, a prova inconteste da existência desse suposto Deus.
    Essa é a forma que vocês encontraram de adequar sua crença ao fato de que não há quaisquer provas tangíveis de que exista algo como o ser que vocês descrevem, num mundo que cada vez mais desenvolve condições de encontrar evidências das coisas supostas e imaginadas e que encontra explicações das causas de fenômenos que foram, na maior parte da existência humana, mistérios, “milagres”.

    Impressões de corpos em tecidos, cadáveres que não apodrecem, etc.,etc., até poderiam ser obra de algum ser alienígena, com capacidade de influir fisicamente nos eventos terrenos (alienígena no sentido de não ter origem no planeta Terra).

    E essa é toda a questão. Existe a possibilidade de que haja algum ser por aí que de alguma forma se envolveu nas coisas aqui na Terra? Existe; tudo é possível, até que se reúnam condições de ser provável, quando então ou será fato ou será impossível.

    O ser em que vocês acreditam, tal como o descrevem, situa-se na esfera do impossível.
    Há uma questão óbvia: por que esse suposto Deus, sendo onipotente, onisciente e onipresente e estando diretamente interessado na condição humana, recorreria a eventos menores para se fazer presente na vida das pessoas? Por que esse ser, apresentado como sendo, e não apenas tendo, amor e bondade, que nos tem na conta de filhos, mostraria essa indiferença concreta, optando por se manifestar em cadáveres ao invés de agir pelos vivos?
    É um raciocínio básico, mas nem por isso menos válido. Se esse Deus é descrito como tendo tais atributos e sendo tais atributos a razão de devermos lhe render submissão, amor, gratidão etc., ele deve ser avaliado em função desses atributos. Que obviamente não se manifestam, jamais.

    E mesmo para aqueles que pretendem que esse suposto Deus tenha agido em suas vidas dessa ou daquela forma, a ser isso verdade, essa ação invalidaria mais uma vez a possibilidade da existência desse Deus, pois um dos seus atributos é ser, e não apenas ter, justiça.
    Ainda recorrendo a raciocínio elementar: num caso em que um bebê, para ficarmos num campo bem neutro, sofra de uma doença gravíssima e se recupere; seus pais dirão que foi um milagre feito por Deus. Um outro bebê, em algum outro lugar e ao mesmo tempo, morre de uma doença gravíssima.
    A questão: pelo senso de justiça humano, os dois bebês deveriam ter sido curados, de modos que estaríamos numa situação em que a própria justiça – Deus – é inferior a noção de justiça dos seres que são inferiores a Deus.

    A explicação para uma situação assim, dada por quem acredita nesse Deus, diz que “não nos cabe compreender os desígnios de Deus”. Pertence à mesma classe de raciocínio que faz com que pessoas vejam manifestações desse Deus em pedaços de pano e cadáveres, a saber:
    – na ausência de toda e qualquer evidência de que esse ser exista, as pessoas interpretam todas as coisas cujas causas desconheçam à luz de sua própria necessidade, de que exista mesmo por aí em algum lugar um ser acima da condição humana, velando pela humanidade.

  18. Agora, essa estranha especulação de que, para os primeiros cristãos, a imagem do Sudário seria Jesus ressuscitado é realmente absurda e incoerente!

    Como o próprio autor esclarece, pode ser absurda para a atual cultura ocidental mas era coerente e até mesmo esperada esta interpretação pelos povos da época.

    Ora, se o próprio Wesselow e outros pesquisadores já estão reconhecendo que o Sudário se trata mesmo do manto que cobriu o corpo de Jesus, então, por tabela, estão rejeitando o teste de datação por C14 que indicou ser o tecido da Idade Média e aceitando o trabalho do Dr. Raymond Rogers.

    Errado. Trata-se da velha tendencia erroneamente empregada da dicotomia.
    Reconhecer que um teste de C14 pode dar errado (como qualquer teste) não implica que a ciencia aceita que se trata da mortalha de Cristo.
    Considerar falha na assertiva A não implica em validação automática da assertiva B.

    Como já disse antes ao Andre Lopes, o único candidato histórico ao homem do Sudário é Jesus de Nazaré e nenhum outro; pois, sua crucificação foi ANÔMALA

    Duas falhas aqui.
    1 – Você pode pegar um copo de água num oceano e não encontrado nenhum peixe afirmar que não existem peixes neste oceano? Não! Então como afirmar que esta crucificação foi única?
    2 – Mesmo se tratando de um evento anômalo, qual é a evidência de que a vítima ressuscitou literalmente?

  19. SSRodrigues,
    Agradeço seus comentários equilibrados e objetivos. Não existe prova cabal da existência ou não de Deus, por isso que até entendo uma pessoa ser agnóstica, mas os ateus (afirmação da não existencia de Deus) tem o ônus da prova, assim como os teístas. Até hoje nunca vi uma prova irrefutável. A minha conclusão é baseada em probabilidades, se vejo mais argumentos a favor de um ser omnipotente e criador do universo ou se tudo não passa de uma coincidência cósmica. A questão se é Jesus, Buda, etc, é uma longa discussão, mas a existência ou não de Deus é a primeira pergunta a ser respondida. Para mim, foi assim. Até agora, vi que o universo tem um equilíbrio em que a probabilidade é infinitamente CONTRA a existência do mesmo, mesmo assim estamos aqui. A idéia do Big Bang está cada vez mais consolidado entre os físicos o que coloca a pergunta de que algo não pode vir do nada absoluto, por isso a necesidade de uma causa externa, extremamente poderosa e inteligente e fora de nosso espaço e tempo. Eu o chamo de Deus.

    PS: e o Barros está tão quieto!

  20. André Lopes,

    Para mim, foi assim. Até agora, vi que o universo tem um equilíbrio em que a probabilidade é infinitamente CONTRA a existência do mesmo, mesmo assim estamos aqui.

    Percebe que trata-se do argumento da ignorância? Ou seja, não sei a causa disto então deve ser deus.
    Percebe também que, considerando o tamanho do universo e a sua idade, a probabilidade contra a nossa existência deixa de ser infinitamente grande. Nossa existência passa a ser quase obrigatória considerando o aspecto “idade do universo”.

    A idéia do Big Bang está cada vez mais consolidado entre os físicos o que coloca a pergunta de que algo não pode vir do nada absoluto, por isso a necesidade de uma causa externa, extremamente poderosa e inteligente e fora de nosso espaço e tempo. Eu o chamo de Deus.

    A mesma velha discussão de conceitos e suposições que venho tendo a tanto tempo com o Criaturo.
    Acho que suposições não são evidência suficiente para promover a mudança de comportamento que acompanha a crença. Se é suficiente para você, felicidades!

  21. Marcos

    qual a maior probabilidade, inteligência gerar inteligências, ou um acaso não intencional ?

  22. Criaturo,

    qual a maior probabilidade, inteligência gerar inteligências, ou um acaso não intencional ?

    Aparentemente, um acaso não intencional.
    É claro que depende muito dos conceitos de cada um. A gente vive discutindo isso.

  23. Prezado Marco,
    Como eu havia dito, as minhas conclusões são baseadas em probabilidades, provas cabais não tenho. Mas não diria que é baseado na ignorância, do tipo se não sei de algo, atribuo a Deus. Eu realmente acho o ajuste perfeito do universo indica um criador, é algo matematico: há uma probabilidade infinitamente maior de dar errado e acaba dando certo, o impressionante são as pessoas ainda assim acharem que é coincidência. A lei da probabilidade está contra os ateus neste caso.
    A propósito, faça uma pesquisa sobre “fine tuning universe” e vai encontrar mais. São inumeras variáveis fisicas que estão na proporção exata para permitir a matéria que temos hoje no universo. Se as constantes fisicas fossem diferentes por milionésimos, o universo sería uma nuvem de gas somente ou já teria colidido pela força da gravidade.

    Qto ao ser argumento de que a idade do universo deixa a nossa existência praticamente obrigatória, com todo respeito, acho que estamos falando de coisas diferentes. Como eu disse acima, se as constantes fisicas fossem diferentes, o universo sería uma massa de gas ou teria implodido, não importa a sua idade, nós não existiríamos. Talvez o seu argumento seja darwinista, da evolução lenta e gradual, mas iste se refere a evolução das espécies (uma outra grande discussão). Não podemos misturar Darwin com origem do universo.

  24. Marcos
    um quebra cabeças infantil de poucas peças é algo muito simples de ser montado, desde que pelo ato de uma ação intencional, com um minimo de inteligência, me diga qual seria a possibilidade de um vento por um acaso qualquer conseguir monta-lo ?

  25. Andre Lopes,

    Eu realmente acho o ajuste perfeito do universo indica um criador

    O famoso ajuste perfeito do universo é uma ilusão da nossa percepção e está confinada à nossa perspectiva como humanos.
    O universo já foi um dia uma massa de gases.
    Quer dizer que ele não era perfeito nesta época?
    O que há de imperfeito em uma massa de gases?
    À partir de que momento o universo passou a ser “perfeito”?
    Esta visão está equivocada pois limita-se a considerar o universo perfeito para a existência humana, ou seja, a existência humana é que confere a dita “perfeição” ao universo.

    é algo matematico: há uma probabilidade infinitamente maior de dar errado e acaba dando certo, o impressionante são as pessoas ainda assim acharem que é coincidência.

    Reafirmo que a diferença entre “dar certo” e “dar errado” se limita à percepção humana. As expressões “dar certo” e “dar errado” implicam em avaliar a conclusão, o resultado de alguma coisa.
    O universo ainda não deu certo nem errado. Ele é dinâmico, seu movimento ainda não se concluiu e as evidências até hoje estudadas nos levam a prever que o universo terminará em uma grande implosão ou em uma expansão fria e sem energia. Isto é perfeito? Isto é dar certo?
    Além disso, ao citar “coincidência”, você está acreditando em um espantalho apresentado a você por alguém sem real entendimento das teorias e hipóteses científicas. Os átomos, moléculas e partículas fundamentais da matéria estiveram em movimento intenso e caótico, chocando-se umas com as outras por tanto tempo que a probabilidade de que “algo” se formasse é infinitamente altas.

    São inumeras variáveis fisicas que estão na proporção exata para permitir a matéria que temos hoje no universo. Se as constantes fisicas fossem diferentes por milionésimos, o universo sería uma nuvem de gas somente ou já teria colidido pela força da gravidade.

    Como já disse, a história do universo ainda não chegou ao seu final, mas as evidências apontam justamente para um fim por implosão universal ou expansão fria e sem energia, tal como você afirmou que aconteceria se as constantes cosmológicas fossem diferentes.
    Meu ponto de vista é que, as constantes cosmológicas permitiram ao universo se desenvolver tal como ele é. Se as constantes cosmológicas fossem diferentes, o universo seria outro não menos perfeito do que este.

    Talvez o seu argumento seja darwinista, da evolução lenta e gradual, mas iste se refere a evolução das espécies (uma outra grande discussão). Não podemos misturar Darwin com origem do universo.

    Não misturei os assuntos. Meu discurso básico se resume à mostrar que a história do universo em relação à história da humanidade é inimaginavelmente longa e ao fato de que a percepção de perfeição é uma perspectiva unicamente humana.
    O universo sem a humanidade não seria menos perfeito.
    Estes assuntos se confundem um pouco quando citamos a perfeição do universo (sintonia fina, design inteligente).

  26. Criaturo,

    um quebra cabeças infantil de poucas peças é algo muito simples de ser montado, desde que pelo ato de uma ação intencional, com um minimo de inteligência, me diga qual seria a possibilidade de um vento por um acaso qualquer conseguir monta-lo ?

    As falhas na sua pergunta são:
    1 – Usa metaforicamente o exemplo de um quebra-cabeças em comparação ao universo. O erro está em assumir que o universo é um objetivo final de alguma intenção (como um quebra-cabeças que já tem sua imagem correta determinada por antecipação). Está partindo da conclusão para tentar validar a assertiva inicial. Trata-se de uma falha lógica.
    2 – Citou primeiramente inteligência gerando inteligência e então partiu para o exemplo do quebra-cabeças. Um quebra-cabeças é inteligência? Existe alguma confusão nas definições e conceitos utilizados. Se a resposta depende de interpretação de conceitos, pode não haver uma resposta certa.
    3 – A última falha está na resposta esperada. Certamente a resposta que você espera é “Um vento não pode motar um quebra-cabeças”. Contudo, um quebra-cabeças com as peças se chocando freneticamente, por bilhões de anos é SIM de se esperar que algumas peças estabeleçam conexões e acabem por formar alguma imagem, mesmo que não seja a que você queria, até mesmo porque, como já expliquei anteriormente, não há uma imagem definitiva e intencional a ser montada no universo.

    P.S.: Apresento-lhes uma velha falácia conhecida como “Falácia de Hoyle”, muito citada para tentar refutar a teoria da evolução, debalde.

  27. Marcos,
    Claro que quando estamos falando de sintonia para a permissão da vida no universo, um universo gasoso que não permite a formação de matérias é, não diria menos perfeito, mas sem dúvida menos propício à vida.
    Marcos, uma pergunta: é possível algo vir do nada? Em outras palavras, pode o nada absoluto gerar algo? Estou falando de nada absoluto, não de vácuo quantico que tem sim nível baixos de energia e portanto não é considerado ‘nada’.
    Um abraço,
    André

  28. Caro do Blog:

    Se alguém tiver alguma recomendação de bons blogs ou sites sobre ateísmo e/ou teísmo, agradeço se puder compartilhar.

  29. Andre Lopes,

    é possível algo vir do nada? Em outras palavras, pode o nada absoluto gerar algo? Estou falando de nada absoluto, não de vácuo quantico que tem sim nível baixos de energia e portanto não é considerado ‘nada’.

    Não sei.
    Você sabe a resposta de sua própria pergunta?

  30. Marcos/Lopes

    Eu realmente acho o ajuste perfeito do universo indica um criador
    O famoso ajuste perfeito do universo é uma ilusão da nossa percepção e está confinada à nossa perspectiva como humanos.
    O universo já foi um dia uma massa de gases.
    Quer dizer que ele não era perfeito nesta época?
    O que há de imperfeito em uma massa de gases?
    À partir de que momento o universo passou a ser “perfeito”?

    de fato perfeição é relativa as referências humanas, assim digamos que a criação do universo não é perfeita e sim apenas o necessário para manter a vida.

    é algo matematico: há uma probabilidade infinitamente maior de dar errado e acaba dando certo, o impressionante são as pessoas ainda assim acharem que é coincidência.
    Reafirmo que a diferença entre “dar certo” e “dar errado” se limita à percepção humana. As expressões “dar certo” e “dar errado” implicam em avaliar a conclusão, o resultado de alguma coisa.
    O universo ainda não deu certo nem errado. Ele é dinâmico, seu movimento ainda não se concluiu e as evidências até hoje estudadas nos levam a prever que o universo terminará em uma grande implosão ou em uma expansão fria e sem energia. Isto é perfeito? Isto é dar certo?

    embora voce insista em duvidar disso.a sua vida prova que a criação deu certo.
    chame Deus de existência, toda a sua consciência é deus, tudo que existe é Deus, fora de Deus seria inexistência, a inconsciência plena o ateísmo, triste muito triste pelo menos para mim.

  31. Marcos

    3 – A última falha está na resposta esperada. Certamente a resposta que você espera é “Um vento não pode motar um quebra-cabeças”. Contudo, um quebra-cabeças com as peças se chocando freneticamente, por bilhões de anos é SIM de se esperar que algumas peças estabeleçam conexões e acabem por formar alguma imagem, mesmo que não seja a que você queria, até mesmo porque, como já expliquei anteriormente, não há uma imagem definitiva e intencional a ser montada no universo.

    a questão em pauta é se o acaso consegue formar seres inteligentes e complexos como afirma Richard dawkins ?
    voce afirma que o acaso não pode formar uma forma intencional inteligente como somos capazes exatamente que o movimento aleatório de um caleidoscópio pode também formar infinitas formas , porem nenhuma dela representará algo inteligente com uma função especifica.
    assim o acaso só poderá criar algo inteligente senso ele mesmo de uma origem inteligente e intencional.
    mais ou menos como um jogo de encaixes de três formas geométrica diferentes, certamente após milhares de movimentações ao acaso é possível que haje um encaixe, mas neste acaso, foi previsto o resultado final desejado após milhares de ações infrutíferas.
    por exemplo eu acho que a seleção natural e a evolução das espécies foi algo pré planejado intencionalmente.

  32. André

    experimente esse é muito bom: http://www.religiaoeveneno.org/

  33. Andre/ Marcos

    é possível algo vir do nada? Em outras palavras, pode o nada absoluto gerar algo? Estou falando de nada absoluto, não de vácuo quantico que tem sim nível baixos de energia e portanto não é considerado ‘nada’.

    penso que Deus seja tudo:

    http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2013/10/25/nao-existe-um-criador/

    o nada absoluto seria o contrario de Deus, um vacuo divino,a não existência o ateísmo consumado.

  34. Criaturo, obrigado pelas sugestões!

  35. Marcos,
    Filosoficamente eu sei a resposta: o nada absoluto não pode criar algo, creio que os ateus sabem disso também, mas preferem deixar a dúvida no ar, pois dificulta a sua tese. Tudo nesse mundo, sem exceção, é fruto da transformação de algo a outro mediante uma energia, assim como a farinha vira bolo ao ser posta no forno, nós somos restos de estrelas, etc. O grande problema é que o Big Bang é o início de tudo, e portanto, é necessário uma força externa fora do nosso universo para dar início ao processo. Mesmo na teoria de multi-universos, a mesma questão se põe, pois houve um inicio absoluto.
    Um abraço, foi bom trocar idéias, percebo que és uma pessoa inteligente. Que ambos possamos um dia ter certeza da verdade.

  36. Criaturo,

    digamos que a criação do universo não é perfeita e sim apenas o necessário para manter a vida.

    Pela maior parte do tempo desde o início do universo ele não foi propício à vida. A vida no universo (pelo menos a terrestre) é bem recente e, em comparação com a perspectiva de existência do universo, será também muito breve.
    Ou seja, as condições propícias à vida existem durante menos de 0,001% da existência do universo e mesmo assim você ainda acha que a vida é um objetivo intencional da existência do universo?

    embora voce insista em duvidar disso.a sua vida prova que a criação deu certo.

    Minha vida, por si só, não prova a criação. Sequer é uma evidência sólida.

    chame Deus de existência, toda a sua consciência é deus, tudo que existe é Deus, fora de Deus seria inexistência, a inconsciência plena o ateísmo, triste muito triste pelo menos para mim.

    Novamente, o velho jogo de conceitos. O que você chama de deus eu chamo de universo.
    O fato de você achar triste, não faz ser verdade.

  37. Criaturo,

    a questão em pauta é se o acaso consegue formar seres inteligentes e complexos como afirma Richard dawkins ?

    Depende do que cada um chama de acaso.
    No caso da evolução, trata-se de um acaso meio peculiar, que favorece a sobrevivência e orienta a montagem do quebra-cabeças mesmo sem ter um objetivo definido.

    voce afirma que o acaso não pode formar uma forma intencional inteligente como somos capazes exatamente que o movimento aleatório de um caleidoscópio pode também formar infinitas formas , porem nenhuma dela representará algo inteligente com uma função especifica.
    assim o acaso só poderá criar algo inteligente senso ele mesmo de uma origem inteligente e intencional.

    As formas geradas pelas condições do universo não têm função definida. Não sei bem o que quer dizer com inteligência e não sei se está falando de evolução ou origem do universo.

    mais ou menos como um jogo de encaixes de três formas geométrica diferentes, certamente após milhares de movimentações ao acaso é possível que haje um encaixe, mas neste acaso, foi previsto o resultado final desejado após milhares de ações infrutíferas.
    por exemplo eu acho que a seleção natural e a evolução das espécies foi algo pré planejado intencionalmente.

    Não há nada que suporte esta idéia. Pelo contrário, evidências como o nervo laríngeo da girafa apontam exatamente o oposto.

  38. Andre Lopes,

    o nada absoluto não pode criar algo, creio que os ateus sabem disso também, mas preferem deixar a dúvida no ar, pois dificulta a sua tese.

    Curiosamente, não sei se é possível a existência à partir do nada absoluto. Apesar de ter a tendência de concordar com você, prefiro a humildade de assumir a minha ignorância. Talvez meu ateísmo venha daí. É difícil acreditar que o universo veio do nada pelo simples vontade de um entidade desconhecida. Perceba que não dificulta a minha tese e sim facilita.

    O grande problema é que o Big Bang é o início de tudo, e portanto, é necessário uma força externa fora do nosso universo para dar início ao processo. Mesmo na teoria de multi-universos, a mesma questão se põe, pois houve um inicio absoluto.

    Não acha muito cômodo supor filosoficamente a existência de uma entidade superior ao invés de assumir que ainda não temos a tecnologia para conhecer a resposta mas que podemos continuar na busca?

  39. Criaturo

    por exemplo eu acho que a seleção natural e a evolução das espécies foi algo pré planejado intencionalmente.

    Eu te pergunto:
    Esse ser, ou entidade, ou coisa, que intencionalmente criou-nos e às demais espécies, estava de brincadeira ou era incompetente?

    Eu não sei mesmo como alguém pode afirmar tão categoricamente que houve pré-planejamento, uma intenção inteligente ou qualquer coisa que o valha, quando os exemplos de que a evolução tem sido um processo baseado em falhas, tentativas, erros e acertos estão aí pra qualquer um ver.

    Que raios de ser super-ultra-hiper-mega-master-blaster em poder e em inteligência (afinal o tipo teria criado nada mais nada menos que o Universo), criaria seres portadores de neurofibromatose, gêmeos xifópagos, gêmeo parasita, mosaicismo e outras tantas características debilitantes?

    Das duas uma: ou esse ser não tinha a menor ideia do que estava fazendo ou resolveu se divertir ás nossas custas.

  40. Shirley,
    sabias palavras ao Criaturo, que teve a ousadia de insinuar que o todo poderoso criou a seleçao natural e a evoluçao para fins de criaçao e desenvolvimento da vida na terra!
    respondo: ASSIM ATE EU SOU DEUS!!
    SE EU POSSO ERRAR INUMERAS VEZES PARA APERFEIÇOAR ALGO , ENTAO DEUS é humano e limitado como eu e esta em fase de aprendizado tambem!
    como nao da para NEGAr a evoluçao!! ate o papa ja veio com essa historinha tambem! o sujeito tenta vincular uma coisa a outra na maior cara de pau! como se fosse simples e racional
    segundo a lenda: thomas edison tentou 1000 vezes fazer a lampada! quando perguntado a ele sobre os inumeros erros, ele responde: eu descobri inumeras maneiras de como NAo fazer a lampada!!
    entao Deus é isso! um projetista tentando fazer uma MEGA e complicada lampada! — continua tentando e tentando……… um dia chega la , quem sabe!!
    é ridiculo o ser onicoisente que construiu e arquitetou o universo , quando estava de ferias , abriu o mar , curou gente, voou pro ceu, engradidou virgens, transformou agua em PINGA!! —– mas nao consegue elaborar seres e a vida fora do esquema macabro da seleçao natural!!!
    cada vez mais eu me surpreendo com o Craituro e com os devotos de Deus !! —– o cara é todo justiça, amor e bondade , mas cria um sistema em que o mais fraco é a carne do mais forte!!
    LINDO!!!
    SE EU PUDESSE VIVER MIL ANOS , ACHO QUE JA FARIA COISA MELHOR!!
    é obvio que se tiver um designer , projetista, ele é limitado e ta pouco se lixando para os nossos problemas!!
    e fica a pergunta: onde ha beleza e bondade na SELEÇAO NATURAL?

  41. Greg,
    A natureza tem uma sabedoria linda, imensa, admirável. Toda a complexidade dos seres vivos, principalmente do corpo humano. Tudo isso vindo do pó cosmico…. por isso, por favor, não menospreze o criador disso tudo, ainda que seja o produto de tentativa e erro, o resultado é simplesmente fantástico.
    A propósito, você pode pesquisar e verificará que o Darwinismo não é essa verdade inquestionável, há sim consenso sobre a adaptabilidade dos seres vivos, mas há muita controversia sobre a criação de uma nova espécie. Simplesmente não há provas sobre isso ainda, é uma simples teoria.
    Se você tem algo contra o cristianismo e principalmente ao Velho Testamento, posso entender, mas as críticas ao cristianismo não invalidam as probabilidades científicas e filosóficas de que esse universo teve início, e que tem constantes físicas extremamente ajustadas de forma a permitir a vida. Talvez nao vivamos para ter a PROVA, mas temos as probabilidades que para mim estão longe indicarem pura coincidência cósmica.

  42. André Lopes,

    A propósito, você pode pesquisar e verificará que o Darwinismo não é essa verdade inquestionável, há sim consenso sobre a adaptabilidade dos seres vivos, mas há muita controversia sobre a criação de uma nova espécie. Simplesmente não há provas sobre isso ainda, é uma simples teoria.

    Já esclareci este assunto várias vezes aqui mas ele sempre retorna.
    Alegar que a evolução é uma simples teoria demonstra falta de conhecimento básico sobre ciência.
    O termo “teoria” é aplicado na ciência para designar o mais alto grau de comprovação de uma hipótese científica. Não se trata do mesmo entendimento de “teoria” em sentido comum e leigo.
    Portanto, não é uma simples “teoria”. É uma baita duma “teoria”

    as críticas ao cristianismo não invalidam as probabilidades científicas e filosóficas de que esse universo teve início, e que tem constantes físicas extremamente ajustadas de forma a permitir a vida.

    As constantes físicas existentes permitem a “nossa” vida. Vida humana e as outras que existem.
    Se as constantes fossem outras, as condições de existência muito provavelmente permitiriam “outros” tipos de vida não menos perfeitos.
    Talvez estas “outras” formas de vida alternativa estivessem também tolamente assumindo que o universo estava finamente ajustado para a vida deles.

    Talvez nao vivamos para ter a PROVA, mas temos as probabilidades que para mim estão longe indicarem pura coincidência cósmica.

    Já te expliquei a falha do argumento da probabilidade. Espero que um dia tente pensar sinceramente sobre os contra-argumentos ao invés de convenientemente ignorá-los.

  43. Greg

    Está aí a resposta: Deus está aprendendo como não fazer seres humanos…hahahaha! pobres de nós…

  44. Andre Lopes
    tem constantes físicas extremamente ajustadas de forma a permitir a vida.
    esse é um dos maiores enganos do crente
    nao é as constantes fisicas que foram ajustadas pára permitir a vida
    foi a vida que se adaptou as constantes fisicas !!
    isso é tao verdade que a evoluçao e a seleçao natural sao baseadas e fundamentadas na adaptabilidade!! dos seres vivos

  45. SS

    Esse ser, ou entidade, ou coisa, que intencionalmente criou-nos e às demais espécies, estava de brincadeira ou era incompetente?

    r. voce não me parece estar brincando e acredito que Deus tenha te criado.
    Voce não é incompetente,apenas exigente demais coisas dos astros.

    Eu não sei mesmo como alguém pode afirmar tão categoricamente que houve pré-planejamento, uma intenção inteligente ou qualquer coisa que o valha, quando os exemplos de que a evolução tem sido um processo baseado em falhas, tentativas, erros e acertos estão aí pra qualquer um ver.

    r. como ja disse tudo isso faz parte de Deus e é o desejo dele e mesmo nas coisas que não te agradam eu vejo muita inteligência na causa.
    a vida não esta ai para ser agradável e sim vivida e sentida com todas lágrimas e sorrisos, aproveite é de graça.

    Que raios de ser super-ultra-hiper-mega-master-blaster em poder e em inteligência (afinal o tipo teria criado nada mais nada menos que o Universo), criaria seres portadores de neurofibromatose, gêmeos xifópagos, gêmeo parasita, mosaicismo e outras tantas características debilitantes?

    r. eu diria que que é o mesmo ser capaz de criar seres saudáveis e os inteligentes como você.
    mas no seu mundo ateu, do qual voce se fez uma deusa ” muito melhor do que deus”: https://deusilusao.com/2013/10/10/eu-sou-muito-melhor-que-deus-2/
    por qual forma idealizaria seu mundo do faz de contas 100% feliz o no mínimo melhor do que o mundo real criado por Deus ?

    Das duas uma: ou esse ser não tinha a menor ideia do que estava fazendo ou resolveu se divertir ás nossas custas.

    r. Deus não é incompetente nem sádico ele é a razão e manutenção da vida, caso você goste dela ou não, aprenda gostar , aceitar ou então continue resmungando eternamente.

  46. ADAMANTDOG,

    Como que eu sei que o Sudário é de Jesus mesmo e se está assinado?

    Como já disse antes, o único candidato histórico ao homem do Sudário é Jesus de Nazaré e nenhum outro; pois, sua crucificação foi ANÔMALA; por exemplo, foi coroado com uma coroa de espinhos e suas pernas não foram quebradas, etc.

    Bem, assinado pelo próprio Jesus não está (se bem que o milagre é a assinatura de Deus); mas, análises ópticas sobre o tecido do Santo Sudário revelaram inscrições no manto em LATIM, GREGO e ARAMAICO; inclusive, o nome “JESUS NAZARENO”; escritas por soldados romanos para identificar o corpo.

    http://duglan.blogspot.com.br/2013/11/nova-luz-sobre-o-sudario.html

    Por isso, muitos pesquisadores já ESTÃO RECONHECENDO que o Santo Sudário realmente se trata do pano que cobriu o corpo crucificado de JESUS CRISTO. Porém, os mais céticos ainda especulam que a imagem foi formada por processos naturais através de vapores cadavéricos. Porém, para quem acompanha os estudos do Santo Sudário, percebe que essa hipótese também não se sustenta; já que o Santo Sudário é, na verdade, uma RADIOGRAFIA 3D onde dá para ver até as raízes dos dentes e os ossos da vítima. Como bem mostrado no excelente documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (PARTE 5), entres os minutos 2:12 e 4:02:

  47. SSRODRIGUES,

    concordo! Realmente, a Ciência só pode comprovar que esse ou aquele milagre (como o do Santo Sudário) é de origem sobrenatural, mas não pode comprovar se o autor do milagre é mesmo Deus. Poderia ser um alienígena, uma ser de outra dimensão, o administrador da Matrix, ou sei lá o quê.

    Jesus poderia ser um impostor de outra dimensão que visitou o nosso mundo através do ventre de uma mulher (já que de outro planeta seria difícil)? Poderia!

    Mas, é aí que entra o bom senso, a fé e a esperança em Deus. Se esse tal Jesus que disse ter vindo do Céu, fez inúmeros milagres, trouxe a boa nova da vida eterna, morreu por nós e ressuscitou (deixando a prova da sua ressurreição no Santo Sudário), qual a nossa alternativa a não ser confiar no que ele mesmo disse?

    Quanto a uma pessoa ser curada e outra não, os milagres comprovados pela Ciência são extremamente raros (mesmo na Igreja Católica) e são uma ação extraordinária de Deus no mundo e não ordinária; que são feitos por Deus mais para provar sua existência e veracidade de sua Igreja e de sua doutrina do que para mera cura física. O próprio Jesus não curou todos os doentes por onde passou, mas fez milagres para comprovar que era realmente o Filho de Deus e não um charlatão.

  48. Marcos Kiyoji,

    Como não é estranha, absurda e incoerente essa especulação de que, para os primeiros cristãos, a imagem do Sudário seria Jesus ressuscitado?

    Já que o Santo Sudário nada mais é do que o registro fotográfico, radiológico e tridimensional de Jesus Cristo no exato momento da ressurreição! Mesmo porque, segundo esses primeiros cristãos, esse Jesus ressuscitado conviveu com eles por mais 40 dias antes de voltar ao Céu; cuja ascensão foi testemunhada por mais de 500 pessoas.

    Quanto à datação por C14, eu não afirmei isso; apenas argumentei que se os pesquisadores já estão considerando que o Sudário é mesmo a mortalha de Cristo, consequentemente, estão admitindo que o mesmo é da época de Cristo e não da Idade Média como indicado pela datação por C14; portanto, estão rejeitando por tabela o teste de datação por C14.

    Aliás, o teste de datação por C14 foi um teste correto e bem feito; o problema, segundo estudo do químico Dr. Raymond Rogers, é que a amostra retirada do Santo Sudário (por um azar dos diabos) fazia parte de um remendo que estava contaminada com algodão da Idade Média.

    Ora, a crucificação de Jesus foi ANÔMALA e ÚNICA porque, simplesmente, além de não ter as pernas quebradas (como era comum), ele foi coroado com uma coroa de espinhos por ser considerado o Rei dos Judeus.

    E se isso não basta para considerar Jesus de Nazaré como o único candidato histórico ao homem do Sudário, basta ver que análises ópticas sobre o tecido do Santo Sudário revelaram inscrições no manto em LATIM, GREGO e ARAMAICO; inclusive, o nome “JESUS NAZARENO”; escritas por soldados romanos para identificar o corpo:

    http://duglan.blogspot.com.br/2013/11/nova-luz-sobre-o-sudario.html

    E mesmo isso ainda não basta para considerar Jesus de Nazaré como o único candidato histórico ao homem do Sudário, basta ver que ele foi o único homem do mundo com fama de ter ressuscitado dos mortos; e o Santo Sudário nada mais é do que o registro fotográfico, radiológico e tridimensional de um homem semita crucificado no exato momento da ressurreição.

    Aliás, fora o testemunho histórico dos Evangelhos, essa é a maior evidência de que a vítima do Sudário ressuscitou literalmente! Pois, segundo a pesquisa (de 5 anos e publicada com peer review) dos físicos italianos do ENEA, que tentaram várias formas de formar uma tonalidade semelhante do linho, seria preciso um laser ultravioleta de 34 TRILHÕES DE WATTS (!!!) para formar a imagem de uma só vez. Algo não só impossível na época de Cristo e na Idade Média, como até nos dias de hoje.

    E se dá para ver até os ossos e raízes dos dentes da vítima, é porque alguma radiação muito forte saiu de todas as células do corpo do homem do Sudário no momento da ressurreição, marcando o tecido com informação 3D. Como bem mostrado no excelente documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (PARTE 5), entres os minutos 2:12 e 4:02:

    Que processo natural de decomposição cadavérica ou fraude poderia fazer isso?

    Lembrando que o Santo Sudário, talvez, não é um milagre em si; mas, a foto (radiológica e tridimensional) do milagre da ressurreição de Cristo!

    “NO PRINCÍPIO ERA O VERBO, E O VERBO ESTAVA COM DEUS, E O VERBO ERA DEUS…” (Jo 1,1)

  49. Criaturo

    Não tem nada a ver com o que me agrada ou desagrada. Tem a ver com coerência. Se o tal Deus seria o tal propósito inteligente, perfeito e onicoisente que nos criou, como é que se explicam as disfunções do projeto?

    A Teoria da Evolução explica a existência do que você chama de saudável e inteligente e também a existência dos casos que mencionei.
    O tal do Deus onicoisente não.

  50. Concordo com o Andre Lopes e o Criaturo!

    A ideia do Princípio Antrópico e do ajuste fino das constantes cosmológicas é tão forte, que uma das poucas alternativas para dispensar um criador seria a existência do multiverso com infinitos universos, cada um com leis e constantes físicas distintas, para termos a probabilidade de um universo ajustado para a vida como o nosso. Ou, então, que o nosso universo fosse quase infinito e as leis e constantes físicas variassem de ponto a ponto do universo e nós estaríamos numa região favorável.

    A ORIGEM DO PRINCÍPIO ANTRÓPICO:

    “…
    No outono de 1973, os astrônomos e físicos mais eminentes do mundo se reuniram na Polônia para a comemoração do 500º aniversário do pai da astronomia moderna, Nicolau Copérnico.

    Agrupados para a série de simpósios que durariam duas semanas encontravam-se algumas das mais ilustres mentes científicas de nosso tempo: Stephen W. Hawking, Roger Penrose, Robert Wagoner, Joseph Silk, John Wheeler, só para citar alguns. O clima era festivo, mas apesar das inúmeras palestras apresentadas durante as festividades, somente uma seria lembrada décadas depois, ecoando muito além do salão de convenções em Cracóvia, onde foi pronunciada, por ter ido muito além do campo da astronomia ou mesmo da própria ciência. Seu autor, Brandon Carter, um astrofísico e cosmólogo bem estabelecido na Universidade de Cambridge, amigo íntimo e antigo estudante de doutoramento e companheiro do posteriormente famoso Stephen Hawking.

    Carter denominou sua noção de “Princípio Antrópico”, do grego anthropos, “homem”. O nome era um pouco desconcertante, e a definição de Carter sobre a ideia apresentou-se altamente técnica.

    Basicamente, o Princípio Antrópico traz à observação que um sem número de leis físicas foram orquestradas ordenadamente desde o início propriamente dito do universo até a criação do homem – o universo que habitamos aparenta ser explicitamente planejado para o surgimento da vida e dos seres humanos.

    Mas, o inesperado aconteceu e, ironicamente, quando se comemorava o 500º aniversário de Copérnico, o inspirador de Galileu Galileu, o pai da moderna ciência. O Princípio Antrópico oferecia um tipo de explicação para um dos mistérios mais básicos da física – os valores das constantes fundamentais. Os físicos jamais puderam explicar por que os valores das assim denominadas constantes fundamentais – como, por exemplo, os valores da força gravitacional ou da força eletromagnética eram da maneira como eram. Eram apenas “constantes”; tinham de ser aceitas. Além do mais, existiam determinadas relações matemáticas misteriosas entre algumas dessas constantes. Por exemplo, as forças que uniam determinadas partículas aparentavam estar relacionadas matematicamente ao número da idade do universo. Por que essas forças deveriam estar relacionadas à idade do universo? No passado, físicos como Sir Arthur Eddington e Paul Dirac apresentaram teorias um tanto exóticas para explicar tais coincidências. Tomemos exemplos:

    – A gravidade é cerca de 10 elevado à potência de 39 vezes mais fraca que a força eletromagnética. Se a gravidade fosse 10 elevado a 33 vezes mais fraca, as estrelas teriam um bilhão de vezes menos massa e queimariam um milhão de vezes mais rápido, quer dizer, o universo teria se esgotado no seu início.

    – A energia nuclear fraca tem 10 elevado à potência de 28 a força da gravidade. Se a energia nuclear fraca fosse ligeiramente mais fraca, todo o hidrogênio do universo teria se transformado em hélio, impossibilitando a existência da molécula da água.

    – Uma energia nuclear apenas 2% mais forte teria impedido a formação de prótons, produzindo um universo sem átomos. Decrescendo seu valor em 5%, teríamos um universo sem estrelas.

    – Se a diferença em massa entre um próton e um nêutron não fosse exatamente o que é – cerca de duas vezes a massa de um elétron – todos os nêutrons se transformariam em prótons ou vice-versa. E diríamos adeus à química como a conhecemos, e á vida.

    – A água é a única molécula que é mais leve no estado sólido (gelo) do que no líquido: o gelo flutua. Se isso não acontecesse, os oceanos, lagos e rios congelariam de baixo para cima no inverno e a Terra agora estaria coberta de gelo sólido. Por sua vez, esta propriedade pode ser atribuída às propriedades exclusivíssimas do átomo de hidrogênio.

    – A síntese do carbono – a base química da vida, o núcleo vital de todas moléculas orgânicas – envolve aquilo que os cientistas denominam de uma estarrecedora coincidência na proporção da energia forte (strong force) para o eletromagnetismo. Esta proporção permite ao carbono 12 atingir um estado estimulado de exatidão da ordem de 7,65 Me V (milhões de eletron-volts) na temperatura típica do centro das estrelas, o que cria uma ressonância que envolve o Hélio 4, o Berilo 8 e o Carbono 12, possibilitando a ligação necessária que ocorre durante uma janela diminuta de oportunidade que dura 10 elevado à potência de menos 17 segundos – é mesmo estarrecedor.

    Mas, não é só isso, a lista prossegue e uma compilação abrangente dessas coincidências pode ser encontrada no livro ‘UNIVERSES’ de John Leslie.

    O físico Fred Hoyle, que cunhou ironicamente o famoso termo ‘big bang’ para o início do universo captou bem o dilema; ele afirmou: ‘é muito mais fácil um furacão passar por cima de um ferro velho e montar um Boeing 707 do que o universo ter sido montado por mero acaso’.
    “.

    Vale a pena ler:

    http://cleofas.com.br/o-principio-antropico/

    http://www.sbfisica.org.br/rbef/pdf/331504.pdf

    OU SEJA, É COINCIDÊNCIA DEMAIS PARA SER MERA COINCIDÊNCIA!!!

  51. Em tempo, para os gênios de plantão e que realmente se interessam e entendem de astrofísica, há um excelente artigo científico sobre o AJUSTE FINO “The Fine-Tuning of the Universe for Intelligent Life” (Luke A. Barnes, Institute for Astronomy ETH Zurich, Switzerland; Sydney Institute for Astronomy, School of Physics, University of Sydney, Australia, December 21, 2011):

    http://arxiv.org/PS_cache/arxiv/pdf/1112/1112.4647v1.pdf

    Infelizmente, o artigo é muito complicado e com muitas fórmulas matemáticas; confesso que, se entendi uns 20%, foi muito! Mas, mesmo assim, vale a pena dar uma lida para ver que esse negócio de AJUSTE FINO e PRINCÍPIO ANTRÓPICO é algo muito mais COMPLEXO do que nós leigos pensamos e do que nos é passado pela mídia!

    Não é à toa o que afirma o físico Robert Zpitzer nesta entrevista:

    “…
    Conforme informa o jornal La Razón, para o jesuíta, filósofo e físico Robert Spitzer, ex-reitor da Universidade Gonzaga, a astrofísica contemporânea é ‘a chave científica para provar a existência de Deus, mas infelizmente muito poucos conhecem estes fatos científicos’.

    Durante uma conferência oferecida em Denver, Estados Unidos, Spitzer explicou que ‘a existência de um Criador se pode explicar através da ciência contemporânea e a filosofia moderna, hoje melhor que nunca, mas é particularmente interessante o que está acontecendo no campo da astrofísica, até o ponto de que não posso compreender por que o agnosticismo e o ateísmo ainda seguem sendo populares’.

    Spitzer assinalou que as provas científicas mais recentes evidenciam que ‘o Universo não é infinito, a mas finito, que começou em um certo ponto (estimado aproximadamente em treze bilhões de anos), e está em constante expansão’.

    ‘A complexidade do Universo se apóia em um EQUILÍBRIO INCRIVELMENTE DELICADO DE 17 CONSTANTES COSMOLÓGICAS.

    Se qualquer uma delas se modificasse uma décima a tetragésima potência, estaríamos mortos e o Universo não seria o que é’, adicionou.

    Do mesmo modo, assinalou que ‘cada modelo do Big Bang mostra o que os cientistas chamam uma singularidade, e a existência de cada singularidade exige que exista um elemento externo ao Universo’.

    Neste sentido, recordou que ROGER PENROSE, o famoso matemático e físico inglês, CORRIGIU alguma das teorias de seu amigo e colega STEPHEN HAWKING, concluindo que todas as teorias do Big Bang, inclusive a chamada ‘teoria quântica’, confirmam a existência destas singularidades.

    Todas as explicações nos levam ‘a uma força que é PRÉVIA E INDEPENDENTE ao Universo. Pode soar a argumento teológico, mas é realmente uma CONCLUSÃO CIENTÍFICA’, assegurou conforme informa La Razón.

    O perito indicou que ‘não se pode NÃO ACEITAR a existência
    desta singularidade. Esta teoria é tão sólida que 50 % DOS ASTROFÍSICOS estão ‘SAINDO DO ARMÁRIO’ para aceitar uma conclusão metafísica: a necessidade de um CRIADOR, FORA DO ESPAÇO E DO TEMPO’.

    …”.

    FONTE: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=17187

    OU SEJA, É COINCIDÊNCIA DEMAIS PARA SER MERA COINCIDÊNCIA!!!

  52. É muito fácil e até certo ponto desonesto afirmar que “É COINCIDÊNCIA DEMAIS PARA SER MERA COINCIDÊNCIA!!!” depois que a “coincidência” já ocorreu. Seria como um apostador dizer a mesma coisa após já ter ganho sozinho o prêmio da loteria!!!

  53. Anônimo,

    só que, no caso do Universo, seria como se o ganhador da loteria fosse o único jogador e tivesse apostado uma única vez com um só bilhete!

  54. Pois é meu caro, toda loteria (mesmo no seu absurdo caso hipotético) só termina quando há pelo menos um ganhador. Ou seja, alguém tem que ganhar o prêmio!

  55. D.R.

    Também gosto do Robert Spitzer, se quiser, há 2 artigos traduzidos em português aqui;
    Parte 1:
    http://grandeprojeto.blogspot.com/2014/01/como-fisica-contemporanea-aponta-para.html

    Parte 2:
    http://grandeprojeto.blogspot.com/2014/02/como-fisica-contemporanea-aponta-para.html

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: