O paradoxo do ânus de Cristo (parte 1)

Todo cristão é hipócrita. Você é cristão? Então é isso: você é um hipócrita! Não o tempo todo, nem com relação a tudo, mas quando tenta conciliar sua religião com o mundo real à sua volta. Sua religião é inconciliável com o mundo real à sua volta. Por conta disso, você precisa recorrer à hipocrisia e fingir o contrário.

Uma boa evidência de que sua religião não tem nada a ver com nada está no modo como a sua denominação encara o homossexual. Afinal, transar com alguém do mesmo sexo é mesmo uma abominação aos olhos de Deus? Isso seria motivo para alguém sofrer torturas indizíveis eternidade adentro? Aqui você não tem para onde correr: é sim, sim; ou não, não. E o que passar disso é obra do Maligno!

Mas sabe como os cristãos respondem a essa pergunta? “Sim”, “Não” e “Veja bem…”. 

Há denominações malafaicamente beligerantes contra o ato sexual entre pessoas do mesmo sexo, como se isso fosse a causa de todo o mal da Terra, desde o aquecimento global às guerras religiosas. Eles ainda têm a coragem de apontar a “razão” dessa proibição divina, visto que, sem a relação sexual homem-mulher, a raça humana seria extinta em menos de dois séculos. O problema com esse raciocínio é que ele mostra como Deus é meio tapado. Primeiro que a proporção entre homossexuais e heterossexuais ao longo da história da humanidade remonta a milênios de boa convivência, visto que a gente ainda está por aqui… Segundo que, mesmo na infinitamente remota hipótese de todo mundo se tornar homossexual, a perpetuação da nossa espécie estaria garantida graças às tecnologias que desenvolvemos sozinhos para o nosso próprio bem-estar e felicidade, coisas com as quais o Deus cristão nunca pareceu se importar muito.

 

Anúncios

108 Respostas

  1. Barros: sei que você pode ter se deparado com fanáticos religiosos por aí, mas te garanto, a posição da igreja católica é a seguinte: odeie o pecado, ame o pecador. Imagine o reboliço que ia dar se a igreja fizesse um texto com um título parecido com o seu, sobre a ‘hipocrisia do anus homosexual’. Porém, os homesexuais se acham no direito de ofender os religosos e ainda serem as vítimas de perseguição.

    Ter atração por pessoas do mesmo sexo é algo muitas vezes incontrolável e a igreja reconhece isso. Ter atração não é pecado, o pecado é ter a relação sexual. Esse é um pecado como tantos outros, não é uma perseguição aos homosexuais. A igreja, como religião, tem o direito de ter suas crenças, nenhum homesexual é obrigado a frequentar a igreja. Eu, como religioso, sinceramente não tenho qualquer restrição a que os homosexuais fazem entre 4 paredes. Porém, não quero isso em público, assim como não quero pessoas peladas ou transando em público. Quero ter o direito de ensinar para meus filhos que a relação sexual entre pessoas do mesmo sexo é algo biologicamente errado, é evidente que nosso corpo não foi desenhado para isso. Mas aceito que um homesexual ensine diferente aos seus. Basicamente, os homesexuais deveriam deixar de se vitimizar, deveríam seguir suas vidas.

  2. André,

    seu infeliz. Me acho no direito e na obrigação de denunciar e combater todo tipo de cinismo , hipocrisia e desumanidade que pessoas como você carregam por trás do ” … mas amamos os pecadores “. Tomara que seu filho não seja homossexual para não sofrer nas suas mãos. Mas a sociedade infelizmente vai ter que conviver ainda por muito tempo com discursos inundados de preconceitos e crueldade como esse seu e de sua religião. Ambos tentando adorar um deus com sacrifícios humanos, se for preciso. Mas por agora, só tentando esconder o quanto esse ser divino merecedor de louvor e adoração não passa de um tremendo de um desgraçado.

  3. André Lopes,

    Ter atração por pessoas do mesmo sexo é algo muitas vezes incontrolável e a igreja reconhece isso. Ter atração não é pecado, o pecado é ter a relação sexual.

    Se ter a atração é incontrolável, a pessoa tem o dever de suprimir sua natureza? Pra quê? O que acontece se a pessoa tiver a relação de forma consensual?

    Esse é um pecado como tantos outros, não é uma perseguição aos homosexuais.

    É óbvio que se trata de perseguição. Condenar homossexuais por praticarem homossexualidade é o mesmo que condenar negros por terem a pele escura.

    Sempre me surpreendo ao testemunhar o duplipensamento tal qual descrito por George Orwell.

    A igreja, como religião, tem o direito de ter suas crenças, nenhum homesexual é obrigado a frequentar a igreja.

    Neste ponto concordamos em gênero, número e grau. Simplesmente não consigo entender como um homossexual, uma mulher ou qualquer outra minoria discriminada pelas escrituras pode se conciliar com a idéia de seguir a mesma religião que a discrimina. Não faz sentido.

    Eu, como religioso, sinceramente não tenho qualquer restrição a que os homosexuais fazem entre 4 paredes. Porém, não quero isso em público, assim como não quero pessoas peladas ou transando em público.

    Concordo, com restrições.
    Também se refere a beijos e demonstrações de carinho entre homossexuais?
    Na minha opinião, tudo o que for tolerado para heterossexuais deve ser igualmente tolerado para homossexuais.

    Quero ter o direito de ensinar para meus filhos que a relação sexual entre pessoas do mesmo sexo é algo biologicamente errado, é evidente que nosso corpo não foi desenhado para isso.

    Sou plenamente a favor deste seu direito. Também sou à favor do direito de qualquer pessoa te ridicularizar quando expuser idéias tão retrógradas e conservadoras.
    À propósito, nosso corpo não foi “desenhado” para nada. Com criatividade, a pessoa pode tentar fazer o que quiser, desde que de forma consensual e sem causar mal a outros indivíduos.

    Mas aceito que um homesexual ensine diferente aos seus.

    Que bom que é a favor das liberdades individuais, apesar de tudo o que você já disse em contrário.

    Basicamente, os homesexuais deveriam deixar de se vitimizar, deveríam seguir suas vidas.

    Os homossexuais não se vitimizam. Eles levam lâmpadas na cara em plena Av. Paulista. Eles são expulsos de espaços públicos por se beijarem ou mesmo andarem de mãos dadas. São ridicularizados desde a infância na escolinha só por apresentarem trejeitos diferentes. São discriminados e censurados até pelos próprios pais por serem como são (ring a bell?). São demitidos de empregos por sua natureza.
    Estes são só alguns exemplos.
    Se levantar e lutar contra isso é o mesmo que se vitimizar?
    Talvez seja hora de rever seus conceitos.

  4. André Lopes

    Esse seu comentário serve para ilustrar á perfeição o que me parece será a linha da argumentação desse texto do Barros.
    Em si mesmo é de uma infelicidade total.

    Homossexuais nascem homossexuais, assim como outros nascem heterossexuais. Eu não escolhi nascer heterossexual, nem você, assim como um amigo muito querido que tenho, que é excelente ser humano, não escolheu nascer homossexual.
    Aliás, ele é muito melhor pessoa que muito cristão praticante que conheço, que diz coisas como “devemos amar o pecador e odiar o pecado”.

    Essa é mais uma das muitas conveniências de dizer que se acredita nesse Deus: usá-lo para destilar preconceito e expressar coisas que desagradam á própria pessoa e usar a suposta autoridade proveniente desse Deus para achacar aqueles que estão fora do padrão que a pessoa considera certo.

    Quando você diz que “não tenho qualquer restrição ao que os homossexuais façam entre 4 paredes”, você está dizendo que eles não têm o direito de expressar afeto em público, direito que é reconhecido como legítimo aos heterossexuais. Você está dizendo que homossexuais são anormais.
    E está dizendo isso por que te incomoda presenciar dois homens, ou duas mulheres, de mãos dadas, ou abraçados, ou se beijando.

    Quando você coloca seu preconceito e sua intolerância na boca do seu Deus, você só está procurando legitimar esse preconceito e intolerância, apelando a um suposto argumento de autoridade.

    Agora veja que interessante. São as pessoas que fazem opção pelo respeito e tolerância que criaram o arcabouço que te permite ter o direito de transmitir seu preconceito e intolerância ao seu filho.

  5. Prezados,

    É sempre assim, ou eu aprovo o homosexualismo ou levo o nome disso ou daquilo. A liberdade de opiniões é somente se for a favor dos homosexuais. Eu já disse que não me importo com o que os homosexuais fazem em 4 paredes, que respeito a pessoa, ainda que discorde com a atitude… não me parece uma atitude preconceituosa.

    Foi falado sobre agressões na Paulista….Mas a Parada Gay é na mesma Paulista, ou seja, todos podemos ser vítimas de violência. Quando uma pessoa é agredida é mais um na estatística, mas se for homosexual, tem que dar manchete de jornal. Falar do orgulho gay é cool, falar do orgulho heterosexual é preconceito.

  6. Marcos,

    Então você acha que não devemos suprimir as nossas atrações incontroláveis, independente do que seja e basta que seja consensual… acho que num futuro breve estaremos lutanto pelo direito de transar e casar com nossos animais de estimação, afinal, da minha vida cuido eu, é consensual e é uma forma de amor. Logo em seguida teremos filhos adotivos… que poderão ser gatos ou pessoas.

    Sobre misturar racismo com homosexualidade, digo que raça é inerente, homosexualismo é atitude. Você pode ser homosexual mas não praticar o homesexualismo.

  7. Fernando:
    Talvez você tenha se deparado com pessoas fanáticas que geraram esse ódio em seu interior. Eu, sinceramente, não sou um desses, tenho amigos homosexuais também, aliás bons amigos. Acho os homosexuais inteligentes, divertidos, é uma opinião sincera. Mas eu tenho a opinião de que a pratica homesexual é errada, somente isso. Espero que o ódio saia do seu coração.

  8. Andre Lopes,

    A liberdade de opiniões é somente se for a favor dos homosexuais.

    Leia de novo o que escrevi.
    Disse que apóio seu direito de manifestação assim como apóio as manifestações contrárias. Exatamente como está ocorrendo.

    Eu já disse que não me importo com o que os homosexuais fazem em 4 paredes, que respeito a pessoa, ainda que discorde com a atitude… não me parece uma atitude preconceituosa.

    Homossexuais somente deveriam se beijar, abraçar e demonstrar afeto isolados dentro de um quarto? Esta é sua idéia de tolerância?

    Foi falado sobre agressões na Paulista….Mas a Parada Gay é na mesma Paulista, ou seja, todos podemos ser vítimas de violência.

    Na parada gay os homossexuais se divertem espancando heterossexuais? Nunca vi isso no noticiário.

    Quando uma pessoa é agredida é mais um na estatística, mas se for homosexual, tem que dar manchete de jornal.

    Se o motivo da agressão for homofobia sim.
    Se for outro motivo qualquer, analisa-se caso a caso.
    O problema é que as agressões mais comuns estão relacionadas sim, exclusivamente, com preferências sexuais.

    Falar do orgulho gay é cool, falar do orgulho heterosexual é preconceito.

    Não acho correto celebrar orgulho disso ou daquilo sem mérito. Mas é evidente que homossexuais não se fazem de vítimas. A sociedade as tem vitimado.

  9. Andre Lopes,

    Então você acha que não devemos suprimir as nossas atrações incontroláveis, independente do que seja e basta que seja consensual…

    Se o ato for consensual e sem danos a ninguém, por que deveríamos suprimir nossas vontades?

    acho que num futuro breve estaremos lutanto pelo direito de transar e casar com nossos animais de estimação, afinal, da minha vida cuido eu, é consensual e é uma forma de amor.

    Se for consensual e não causar danos, se você quiser currar o seu gato isso não deveria ser da conta de ninguém. Embora eu ache difícil determinar o consentimento de um animal, afinal os sinais que ele dá podem ser condicionados por você. Isso seria estupro.

    Logo em seguida teremos filhos adotivos… que poderão ser gatos ou pessoas.

    Porque a adoção de um gato ou um filho deveria ser da conta de alguém que não você?

    Sobre misturar racismo com homosexualidade, digo que raça é inerente, homosexualismo é atitude. Você pode ser homosexual mas não praticar o homesexualismo.

    Os estudos científicos mais recentes apontam para um forte influência genética para a homossexualidade. Homossexualidade não é escolha.
    Além disso, sua opinião é que heterossexuais podem praticar sua heterossexualidade mas homossexuais não devem exercer sua homossexualidade.
    Não sei se percebeu mas esta é a definição clássica de homofobia. Alguns indivíduos privados de algum direito baseado em preferência sexual.
    Acaba de assumir publicamente sua homofobia.

  10. Marcos:
    Você apoia o direito de todos nós praticarmos atos de amor em público, incluindo a coito sexual no meio da rua e à luz do dia ou qualquer outra forma de carinho, desde que seja consensual entre duas ou mais pessoas adultas?

  11. Andre Lopes,

    Você apoia o direito de todos nós praticarmos atos de amor em público, incluindo a coito sexual no meio da rua e à luz do dia ou qualquer outra forma de carinho, desde que seja consensual entre duas ou mais pessoas adultas?

    Leia novamente meu comentário. O que eu disse claramente é que o que for tolerado para heterossexuais deve ser igualmente tolerado para homossexuais.
    Coito no meio da rua entre heterossexuais é tolerado em nossa sociedade?

  12. Marcos,
    O meu ponto é exatamente que vivemos em sociedade com regras sociais aceitas pela maioria (sempre vai ter uma minoria discordante para tudo). Não podemos partir para o individualismo achando que posso fazer qualquer coisa desde que haja consentimento e não prejudique alguém. Assim como é não é socialmente aceito transar no meio da rua, também não o é o beijo de língua homosexual. A sociedade tem o direito de não querer ver, assim como não quer ver sexo no meio da rua. O cerne da questão está em exatamente achar que conduta homosexual é exatamente igual a heterosexual, o que se permite a um, tem que permitir a outro. E pior, hoje eu tenho que, não somente assistir como tenho que achar bonito, não posso dizer que discordo sem levar nomes de homofóbico, etc. Parabéns aos homosexuais, eles estão por cima, a revolução cultural está surtindo efeito, a minoria oprimida somos nós, os heteros.

  13. André Lopes, você não sabe nem de que esta falando. Se tem homossexuais por ai, dentro qual me incluo, foi porque o deus perfeito todo poderoso vitaminado judaico cristão deve ter permitido ne? A não, na sua imensa bondade ele deixa as pessoas escolherem ne? Escolher onde cara, será, eu sinceramente não me lembro de ter marcado quadrinho algum dizendo que optava por ser homossexual e sou. Agora a igreja toda poderosa e que determina, que so pode existir amor entre h e m, mais esta mesma igreja fala que se o casamento não puder ser consumado não se pode casar( paraplégicos, inválidos, não pode casar pois não podem consumar ato) intressantissimo isto, o amor fica de lado, o negocio no preto e no branco e se não puder ….. não tem casamento. De fato como humanidade temos muitos problemas maiores para resolver do que ficar preocupados com quem casa com quem, quem mora com quem etc.

  14. Leo: realmente eu nunca tive uma tendência homesexual e por isso não posso saber qual a sensação. Imagino seja muito complicado você ter uma forma de atração que é reprovada por pessoas. Meu respeito pelos seus sentimentos.

    Sobre o casamento, não há espaço aqui para explicar em detalhes, mas a igreja vê o casamento como amor + procriação. É possível só amar? Claro, eu amo meu pai, meu filho, e nem por isso sou homesexual. Porém, a igreja considera que o amor entre duas pessoas, de mesmo ou sexo oposto, que não tenha fins de constituir família (familia gera filhos) não deve ser chamado de casamento, chamemos de qualquer outra coisa, é uma questão de nomenclatura.

    É só isso, a igreja não acha que paraplégicos não tenham direito de amar outra pessoa, fazer e receber amor, carinho, afeto, etc, porém, tecnicamente não é casamento.

    Esse conceito é dificil de entender hoje em día pois atualmente vivemos numa época que casamento = amor, mas nem sempre foi assim. Hoje em dia, com os métodos anticoncepcionais, há casais de muitos anos sem filhos. Esse estilo de vida acabou gerando esquecimento sobre o que o casamento sempre foi, em varias culturas por milhares de anos: amor que gera filhos e constrói uma família.

  15. André Lopes

    Ao longo dos meus 45 anos em apenas duas vezes presenciei um beijo entre homossexuais e ainda assim em eventos fechados.
    Se eu dissesse que não houve desconforto de minha parte estaria mentindo. No entanto jamais me passou pela cabeça que eles deveriam se restringir às quatro paredes de um quarto. Eu simplesmente desviei os olhos.
    Em contrapartida, perdi a conta das vezes em que vi casais hétero em tal situação que quase se poderia sentir o odor dos feromônios.
    Não lembro de já ter visto nenhuma organização, religiosa ou não, ou indivíduos representativos de parcela significativa da sociedade clamando contra esses casais; ou pessoas matando-os a pancadas.
    Você está se aproveitando das ações de uma minoria movida à ideologia esquerdista, que é em si mesma uma espécie de
    religião, para justificar seus preconceito e intolerância, que você, por sua vez, acoberta sob os ditames da sua própria religião.
    Ninguém aqui está advogando pelo extremismo.

    Você não é obrigado a assistir nem a achar bonito manifestações de afeto entre homossexuais, assim como eu não sou obrigada a assistir nem achar bonito casais hétero “desentupindo a garganta um do outro”; olhemos para o outro lado, apenas.

    Homossexuais existem desde sempre. Como o Leo aí bem coloca, não se trata de escolha e como eu já afirmei no outro comentário, nem você nem eu escolhemos nascer heterossexuais.
    Assim como você ser heterossexual não constitui mérito seu, ser homossexual não constitui demérito para quem o é.

  16. Andre Lopes,

    O meu ponto é exatamente que vivemos em sociedade com regras sociais aceitas pela maioria (sempre vai ter uma minoria discordante para tudo).

    E por ser minoria merece ser subjulgada a viver sob o autoritarismo da vontade alheia?

    Não podemos partir para o individualismo achando que posso fazer qualquer coisa desde que haja consentimento e não prejudique alguém.

    Você está apenas repetindo o pensamento que alguém te doutrinou a aceitar ou vai me apresentar um bom argumento racional do porquê não podemos?
    Me responda sinceramente e refletidamente. Se é consensual e não causa mal a ninguém, porque não podemos fazer? Me dê pelo menos um motivo racional.

    Assim como é não é socialmente aceito transar no meio da rua, também não o é o beijo de língua homosexual.

    Estou tentando fazê-lo pensar racionalmente. Homossexuais não podem se beijar em público só porque você fica com nojinho? Porque acha feio? Porque a bíblia diz que é pecado? Porque a sociedade não aceita? Adivinha só, esta sociedade que não aceita está, felizmente, cada dia menos numerosa.
    A poucas décadas atrás a escravidão era aceita socialmente, bem como a discriminação contra negros e às mulheres.
    Nesta época a sociedade estava correta só porque era a maioria?
    Não acha válidos os esforços das minorias para evoluir a moral humana?

    A sociedade tem o direito de não querer ver, assim como não quer ver sexo no meio da rua.

    Se não quer ver feche os olhos. Se eu achar que a sua esposa é feia demais para sair na rua ela deve ficar em casa?
    Se eu achar que alguém é gordo demais para usar biquíni na praia ela deve se privar deste direito?

    O cerne da questão está em exatamente achar que conduta homosexual é exatamente igual a heterosexual, o que se permite a um, tem que permitir a outro.

    Me dê um único motivo racional para não dar aos dois grupos as mesmas prerrogativas.

    E pior, hoje eu tenho que, não somente assistir como tenho que achar bonito, não posso dizer que discordo sem levar nomes de homofóbico, etc.

    Como eu já expliquei antes e você insiste em ignorar, você tem todo o direito de não concordar, mas não espere que as pessoas orientem suas vidas pela sua simples vontade.
    Além disso, você simplesmente é homofóbico e seu discurso deixa isso mais claro a cada palavra.

    Parabéns aos homosexuais, eles estão por cima, a revolução cultural está surtindo efeito, a minoria oprimida somos nós, os heteros.

    Este último trecho, afirmando que os heterossexuais são a minoria oprimida, demonstra toda a sua cegueira, alienação, preconceito e total falta de noção da realidade.

  17. Andre Lopes,

    a igreja considera que o amor entre duas pessoas, de mesmo ou sexo oposto, que não tenha fins de constituir família (familia gera filhos) não deve ser chamado de casamento, chamemos de qualquer outra coisa, é uma questão de nomenclatura.

    A luta do grupo LGBT é pelo reconhecimento do casamento civil e direitos de herança. Afinal, o casamento é entes de mais nada uma instituição civil.
    Quanto ao casamento religioso, defendo totalmente o direito da igreja se negar a realizar.

    É só isso, a igreja não acha que paraplégicos não tenham direito de amar outra pessoa, fazer e receber amor, carinho, afeto, etc, porém, tecnicamente não é casamento.

    Acho que toda religião tem total liberdade de definir as condições de matrimônio que se restrinjam às suas crenças. Só não pode impor isso aos demais.

    Esse conceito é dificil de entender hoje em día pois atualmente vivemos numa época que casamento = amor, mas nem sempre foi assim. Hoje em dia, com os métodos anticoncepcionais, há casais de muitos anos sem filhos. Esse estilo de vida acabou gerando esquecimento sobre o que o casamento sempre foi, em varias culturas por milhares de anos: amor que gera filhos e constrói uma família.

    OK! Quem quiser continuar a seguir estes conceitos deve ficar à vontade para isso. Só repito que isso não deve ser imposto à todo o restante da sociedade.

  18. SSRodrigues:

    Também reprovo quem excede nas carícias em público, quem não consegue esperar para chegar no motel e se realizar. Acho que é antes de tudo uma questão de classe, educação. Só mesmo sendo muito animalzinho cheio de tesão para ter que quase fazer alí em público. Porém, a velha premissa: um mal não justifica o outro. Não é por que fulano hetero faz, que o siclano homo está autorizado a fazer, é um argumento muito elementar.

    A minha reprovação a ver dois homens ou mulheres se beijando é a mesma que ver um casal hetero se amassando demais em público. Eu poderia sim simplesmente virar a cara, vou achar que em ambos os casos a pessoa poderia ter um pouco mais de educação. Mas o que me preocupa mais são crianças vendo isso, nos dois casos, isso mostra que ao viver em sociedade temos que ter um certo senso de decência.

  19. Marcos:
    Sobre os aspectos patrimoniais como herança, direito a pensão, etc, estou de acordo, cada um faz o que quiser com o seu patrimonio. Chamaria de “União Civil” e reservaria o terma “Casamento” para o que sempre foi, a união entre um homem e uma mulher para a constituição de uma família (filhos).

    A razão pela qual não gosto de ver homosexuais se beijando na rua não é meu ‘nojinho’ segundo suas palavras, eu sou adulto e tenho opinião formada, posso simplesmente virar a cara. Mas acho que devemos ter normas sociais a serem seguidas, ex. mulheres nao usam top less e nós não andamos pelados.

    Nunca vi um padre falar no sermão sobre o “ânus hyperativo do homosexual”, nunca vi uma referencia do Vaticano desrespeitosa aos homosexuais. Vejo sim, a defesa objetiva de uma doutrina. Os homosexuais poderiam ter a mesma altivez, e evitar se vitimizar e a qualquer sinal de discordância já apelar para o “homofóbico!” A discordância e a reprovação não são sinais de homofobia.

  20. Andre

    e aos demais participantes

    veja na indicação do site que eu te passei existe este tópico ja com mais de 1600 comentarios:

    http://religiaoeveneno.org/discussion/1382/homofobia-o-doente-sou-eu

    vale a pena ver diferentes linhas de pensamentos e discussões a esse respeito

  21. Andre Lopes,

    Chamaria de “União Civil” e reservaria o terma “Casamento” para o que sempre foi, a união entre um homem e uma mulher para a constituição de uma família (filhos).

    Então o problema se limita à nomenclatura?
    A religião deve ter a patente sobre o termo casamento?
    Pessoas que são casadas apenas no civil não devem ser considerados casados?

    A razão pela qual não gosto de ver homosexuais se beijando na rua não é meu ‘nojinho’ segundo suas palavras, eu sou adulto e tenho opinião formada, posso simplesmente virar a cara. Mas acho que devemos ter normas sociais a serem seguidas, ex. mulheres nao usam top less e nós não andamos pelados.

    Tente ler com mais atenção meu comentário. A nudez é inadmissível para todos e eu nunca defendi que homossexuais tivessem esta liberdade.
    Contudo, você deixou claro que heterossexuais podem se beijar em público e homossexuais não deveriam ter o mesmo direito. Você ainda não me respondeu qual a justificativa racional para isto.

    Nunca vi um padre falar no sermão sobre o “ânus hyperativo do homosexual”, nunca vi uma referencia do Vaticano desrespeitosa aos homosexuais.

    As escrituras não servem como referência?

    homosexuais poderiam ter a mesma altivez, e evitar se vitimizar e a qualquer sinal de discordância já apelar para o “homofóbico!” A discordância e a reprovação não são sinais de homofobia.

    No seu caso não se trata de discordância e reprovação. Você categoricamente afirma que homossexuais não devem ter os mesmos direitos dos heterossexuais. Seu preconceito não poderia ser mais claro.
    Você é homofóbico sim e isto é um fato, queira você admitir ou não.

  22. Criaturo, obrigado, com 1600 comentarios vai ser dificil ler todos, mas vou tentar.

  23. Marcos,
    Fui ver a definição de homofobia, me perdoe usar em ingles: “an extreme and irrational aversion to homosexuality and homosexual people”.
    Se eu tivesse aversão, não teria amigos homosexuais. Parem com isso, encarem as discussões de frente, não fiquem colocando adjetivos nas pessoas.

    Qto ao argumento que você pede para eu concordar com heterosexuais se bejiando mas não homosexuais, é o mesmo motivo pelo qual não andamos pelados, é convenção social. Mas se vocês querem muito se beijar, ok, eu não vou achar bonito, mas esse é o menor dos males. A coisa pega quando vocês querem adotar filhos e privar o adotado do seu direito a ter um PAI e uma MÃE.

  24. André Lopes

    Você fala como se vivêssemos tropeçando em homossexuais se agarrando em vias públicas, quando obviamente não é o que acontece.
    Eu não escrevi nada parecido com ter que observar rotineiramente excessos de homossexuais, o que eu escrevi é exato o contrário. Não vemos isso, mas vemos casais hétero se excedendo e não vemos nenhuma “patrulha” preconceituosa contra eles, não vemos casos de agressão contra eles, não vemos nenhum político indo a plenário propor medidas cerceadoras dos direitos deles, não vemos religiosos com programas em tvs, que por sinal são concessões públicas, incitando o ódio contra eles.
    É isso que estou tentando te dizer. Há sim uma perseguição contra homossexuais baseada no fato de que inspiram incômodo e desagrado nos outros. Toda a argumentação com que se armam os incomodados, sobre funções biológicas, sobre desígnios desse Deus, sobre o que pregam as religiões e o que mais seja apenas servem para justificar o próprio incômodo.

    É direito das religiões não aceitar serem forçadas a realizar cerimônias religiosas de casamentos homossexuais, mas não é direito delas querer impedir que tais casamentos ocorram sob os auspícios legais de um Estado laico, chame você de união civil ou que nome queira dar.

    É um direito seu não gostar de homossexuais, mas não é um direito seu nem de ninguém pretender que eles tenham menos direitos que as outras pessoas.
    No que toca à educação das crianças, criei meus filhos sob a máxima de que se queremos respeito devemos respeitar e de que eles devem respeitar quem inspira respeito. Com a educação que receberam têm o discernimento adequado para fazer as distinções necessárias.
    Nenhuma criança vai se tornar homossexual por presenciar uma troca de afeto entre dois homens ou duas mulheres, assim como uma criança homossexual não irá se tornar heterossexual vendo seus pai e mãe se beijando e abraçando.

    Por fim, quando há excessos, a sociedade está perfeitamente capacitada a repudiá-los, independente de orientação sexual, de se ser ateu ou crente, como vimos em dois casos, aquele do casal estúpido durante a passagem do papa pelo Brasil e dos arruaceiros em Caldas Novas durante a festa country em 2012.

  25. André Lopes

    Nesse último comentário ao Marcos você realmente passou dos limites para alguém que quer ser respeitado intelectualmente.

    Os orfanatos brasileiros estão lotados de crianças. Vocês religiosos preferem que estas crianças jamais venham a ter um lar, uma família, apenas para não se sentirem incomodados no seu senso distorcido do que seja aceitável.
    Privar crianças abandonadasdo direito a ter pais e mães? Os pais e mães em potencial, que procuram crianças para adotar têm um modelo pré-definido de crianças, sabe? A maioria das crianças abandonadas não se encaixa nesse modelo. Casais homossexuais têm adotado justamente as crianças que são rejeitadas pelos seus casais abençoados por esse Deus.

  26. ssrodrigues: você realmente acha que ainda há patrulha contra homosexuais? Eu acho que não. Acho que pelo contrário, qualquer desaprovação a prática homosexual já o chamam de ‘homofóbico!’ como já fui chamado diversas vezes neste forum.

  27. A propósito da minha última colocação sobre a adoção de crianças, gostaria de explicar o seguinte: entre um orfanato e um lar, melhor sim o lar, seja de hetero, homo ou pessoa solteira. Portanto, acho que uma criança estará melhor com um casal homosexual a estar largado no orfanato, claro, supondo que o lar seja de pessoas equilibradas, capazes de dar educação, etc. Sobre a notícia que casais homosexuais procuram adotar as crianças rejeitadas enquantos os heteros querem só os bonitinhos, acho que não há estatística séria sobre isso, e vou desconsiderar.

    O grande problema é com as barrigas de aluguel, os casos tipo Elton John, em que o casal paga para uma mãe de aluguel e depois pega a criança. Isso é reprovável, a criança tem o direito a ter um pai e uma mãe, mas não terá, para satisfazer a vontade do Sir Elton John.

    Penso que uma criança necessita de uma figura materna e paterna, quando falta um, fica uma lacuna . E isso vale também para casais divorciados, para que não digam que só implico com os homosexuais.

  28. Andre Lopes,

    Fui ver a definição de homofobia, me perdoe usar em ingles: “an extreme and irrational aversion to homosexuality and homosexual people”.
    Se eu tivesse aversão, não teria amigos homosexuais. Parem com isso, encarem as discussões de frente, não fiquem colocando adjetivos nas pessoas.

    Talvez tenha ido buscar uma definição em inglês porque as que você achou em português te colocariam muito em evidência. Sinto dizer que a definição em inglês não ajuda o seu caso.
    Eu te pedi várias vezes que me desse um argumento racional para que homossexuais não tivessem os mesmos direitos que heterossexuais. Como não apresentou nada, resta somente a mais pura, extrema e simples aversão irracional (irrational aversion) a homossexuais.
    Quanto a você ter amigos homossexuais, isto não muda nada. É um argumento muito usado por homofóbicos, por racistas, por machistas, por elitistas, etc. Mesmo homossexuais podem ser homofóbicos.
    Por exemplo, uma pessoa pode ter amigos negros e ainda ser racista, pois nunca permitiria que sua filha namorasse um negro. Um machista não deixa de ser machista porque tem mãe e irmãs.
    Alguém diz que se dá muito bem e é muito amiga de sua empregada doméstica mas a empregada continua comendo na cozinha ao invés de se sentar a mesa com o restante da família.
    Perceba que homofóbico não se resume a espancar homossexuais na Paulista. O fato de você tolerar homossexuais perto de você não o isenta de sua homofobia se você não dá liberdade de expressão e manifestação a estes supostos “amigos”.
    Você não tem nenhum motivo racional para discriminar homossexuais, mas apenas sua extrema e irracional aversão, mesmo que no alto de sua grandiosidade e benevolência você permita que alguns convivam com você (desde que não demonstrem afeto perto de você, é claro).

    Qto ao argumento que você pede para eu concordar com heterosexuais se bejiando mas não homosexuais, é o mesmo motivo pelo qual não andamos pelados, é convenção social.

    Sinto informá-lo mas convenção social não é argumento racional.
    A escravidão, o racismo e o machismo já foram convenção social, sabia?

    Mas se vocês querem muito se beijar, ok, eu não vou achar bonito, mas esse é o menor dos males.

    Agora tenta insinuar que eu seja homossexual, em uma tentativa sutil e infantil de me ofender.
    Em vão, pois não vejo motivo para me ofender. É o mesmo que tentar me ofender me chamando de canhoto.

    A coisa pega quando vocês querem adotar filhos e privar o adotado do seu direito a ter um PAI e uma MÃE.

    Neste momento você deixa mais evidente a tacanhice de seu pensamento (ou da falta de pensamento).
    Que lei dá a qualquer pessoa o direito a um pai e uma mãe?
    Se meu pai morrer eu posso acionar esta lei para exigir do estado que me dê outro? Ou uma mãe talvez?
    Quantas pessoas são criadas sem pai ou mãe ou sem os dois?
    O importante não é um pai e uma mãe mas pessoas para dar carinho e exemplo.
    Com certeza seus filhos estariam muito melhor sob a tutela de homossexuais do que sob a tutela de quem perpetua e dissemina a discriminação.

    você realmente acha que ainda há patrulha contra homosexuais? Eu acho que não. Acho que pelo contrário, qualquer desaprovação a prática homosexual já o chamam de ‘homofóbico!’ como já fui chamado diversas vezes neste forum.

    Você foi chamado de homofóbico porque é exatamente o que você é por definição. A propósito, a definição que você mesmo apresentou.

    A propósito da minha última colocação sobre a adoção de crianças, gostaria de explicar o seguinte: entre um orfanato e um lar, melhor sim o lar, seja de hetero, homo ou pessoa solteira. Portanto, acho que uma criança estará melhor com um casal homosexual a estar largado no orfanato, claro, supondo que o lar seja de pessoas equilibradas, capazes de dar educação, etc.

    Pois é exatamente esta a idéia. Nenhum casal homossexual tem preferência na adoção só por ser homossexual. Sempre são avaliadas a estabilidade financeira e emocional do casal entre outras exigências.

    O grande problema é com as barrigas de aluguel, os casos tipo Elton John, em que o casal paga para uma mãe de aluguel e depois pega a criança. Isso é reprovável, a criança tem o direito a ter um pai e uma mãe, mas não terá, para satisfazer a vontade do Sir Elton John.

    Isso já foi respondido anteriormente mas me deixe entender melhor. Você quer discutir o direito a um pai e uma mãe de uma criança que nem nasceu ainda?
    A evolução te deu um cérebro. Tente bater a poeira e usá-lo racionalmente.

    Penso que uma criança necessita de uma figura materna e paterna, quando falta um, fica uma lacuna . E isso vale também para casais divorciados, para que não digam que só implico com os homosexuais.

    Não. Você não pensa. Apenas usa seus conceitos pré-formulados (preconceito) ou condicionados em você pelos pais ou sociedade.
    Lamento muito saber que você pretende transmitir este vírus mental a seus filhos tornando mais difícil o trabalho das pessoas de bem que tentam combater esta patologia social.

    Em tempo, se você tem algum argumento racional, lógico e razoável para esta discriminação já está passando da hora de apresenta-lo.

  29. André Lopes,

    Deixo ainda um exercício mental.

    1 – Se dois homossexuais se casam e a lei reconhece a união como “casamento”, que influencia isso tem no SEU casamento ou na SUA vida especificamente?

    2 – Se um casal homossexual adota uma criança de algum orfanato, que reflexo isso tem na SUA vida?

    3 – Se alguém heterossexual utiliza barriga de aluguel para ter um bebê sendo solteiro, em que isto influencia a SUA vida?

    4 – No mesmo exemplo acima, se a pessoa fosse homossexual o seu incômodo seria diferente? Menor? Maior?

    5 – Ainda no mesmo caso, se fosse um casal homossexual sua opinião mudaria? Acharia melhor? Acharia pior?

    6 – Se um casal de heterossexuais anda abraçado no shopping logo ao lado de um casal de homossexuais da mesma forma, algum deles te incomoda? Qual deles causa mais incomodo? Porque sua reação aos dois casais é diferente? Que influencia o afeto qualquer um deles tem na SUA vida? Tente responder racionalmente.

    7 – Um conhecido seu tem namorada e uma vida social comum, mas ele é bastante afeminado. Isso te incomodaria? Teria algum reflexo na SUA vida?

    8 – E se este conhecido fosse gay assumido e até tivesse um namorado. Sua reação frente à ele mudaria? Seria de indiferença? Crítica? Elogio? De que modo isto iria interferir na SUA vida?

    São apenas algumas perguntas retóricas que você pode tentar responder para você mesmo da forma mais sincera e racional que você conseguir.
    Se eu conseguir ao menos provocar a reflexão em você terei atingido meu objetivo.
    Caso prefira ignorar ou dar apenas a resposta que foi programado para dar, acho que ao menos valeu a tentativa.

  30. Marcos,
    você respeita convenções sociais desde a hora que acorda até a hora que dorme. Então você acha que basta um grupo se reunir e dizer “agora todo mundo vai andar pelado”, e os que não gostarem da idéia vão ter que vir com uma explicação racional senão serão acusados de terem ‘fobia ao corpo humano’?. É isso, você podem fazer o que quiser em 4 paredes, mas respeitem as normas sociais.

    E para finalizar, acredito que as pessoas aqui do forum estão pouco interessadas em saber se sou homofóbico (como você me acusa) ou não. Elas querem ver uma discussão franca sobre o assunto. Pare de desviar o assunto querendo por adjetivos nas pessoas. Você já se esqueceu do tempo em que as pessoas ficavam chamando homosexual de ‘viadinho’? Ainda bem que não é mais assim.

  31. André Lopes,

    você respeita convenções sociais desde a hora que acorda até a hora que dorme. Então você acha que basta um grupo se reunir e dizer “agora todo mundo vai andar pelado”, e os que não gostarem da idéia vão ter que vir com uma explicação racional senão serão acusados de terem ‘fobia ao corpo humano’?.

    Quem está falando em andar pelado é você. Eu só disse que os heterossexuais e homossexuais devem ter os mesmos limites sociais.
    Você distorce os argumentos e esperneia para distrair mas até agora não apresentou um argumento sequer.

    É isso, você podem fazer o que quiser em 4 paredes, mas respeitem as normas sociais.

    Asneira. Homossexuais não devem se confinar. Devem ter a liberdade de fazer as mesmas coisas que os heterossexuais e exatamente nos mesmos locais.
    Historicamente, não foi respeitando as normas sociais que os escravos foram libertados. Não é respeitando as normas sociais que os negros vêm aos poucos se igualando em direitos com os brancos. Não foi respeitando as normas sociais que as mulheres conquistaram o direito ao voto.
    Vai querer dizer que os negros devem voltar a se sentar no fundo do ônibus como mandavam as convenções sociais a poucas décadas atrás? Foi um erro permitir que os negros se opusessem a estas conveções?

    Vai responder a pelo menos alguma das perguntas que venho fazendo desde a primeira postagem ou vai só continuar esperneando e se fazendo de incompreendido?

    E para finalizar, acredito que as pessoas aqui do forum estão pouco interessadas em saber se sou homofóbico (como você me acusa) ou não.

    Não sei se os visitantes do blog têm interesse em sua filosofia de vida. Não estou aqui para agradar o interesse de espectadores.
    Agora quanto à sua homofobia não há a menor sobra de dúvida e você reforça isso a cada palavra.

    Elas querem ver uma discussão franca sobre o assunto. Pare de desviar o assunto querendo por adjetivos nas pessoas.

    Curioso. Estou desde o início pedindo um argumento racional para a sua filosofia discrimonatória, coisa que você foi incapaz de fornecer e quem está desviando o assunto sou eu?

    Você já se esqueceu do tempo em que as pessoas ficavam chamando homosexual de ‘viadinho’? Ainda bem que não é mais assim.

    Sabe por quê não é mais assim? Porque as minorias desafiaram várias normas sociais. Só por isso.
    Aliás, o termo viadinho ainda é muito utilizado no dia a dia pelas pessoas. Não é um passado distante.

  32. Marcos,
    Acho que nossa discussão está ficando personalizada e não atende o interesse das pessoas que estão lendo o blog, não para ver ofensas, mas para refletir sobre as idéias. Por esse motivo, reservo-me o direito de só responder colocações objetivas e não ofensas pessoais. Eu já te respondi sobre o porquê homosexuais devem obedecer às normas sociais. Se você discorda é outra história. Você quer igualar racismo a homosexualismo mas são coisas diferentes.

  33. André Lopes,

    Acho que nossa discussão está ficando personalizada e não atende o interesse das pessoas que estão lendo o blog, não para ver ofensas, mas para refletir sobre as idéias. Por esse motivo, reservo-me o direito de só responder colocações objetivas e não ofensas pessoais.

    Então porque até agora não apresentou um argumento racional e objetivo para defender que as convenções sociais devam ser diferentes para homossexuais e heterossexuais?

    Além disso, quem partiu para ofensas pessoais foi você.
    Você insinua que sou veado e o ofendido é você? Ponto de vista interessante.
    Se acha que o ofendi ao chama-lo de homofóbico, ledo engano.
    Fiz apenas uma constatação que qualquer pessoa pode fazer avaliando o seu discurso.

    Eu já te respondi sobre o porquê homosexuais devem obedecer às normas sociais. Se você discorda é outra história.

    Não respondeu não.
    Eu te pedi (à séculos) um argumento racional sequer para que homossexuais e heterossexuais não tenham direitos iguais.
    Você só disse que as convenções sociais devem ser obedecidas. Isto não é racional mas apenas a sua vontade.

    Já que quer um debate objetivo, por favor responda.
    Porque, racionalmente falando, as convenções sociais devem ser diferentes para homossexuais e heterossexuais?
    É capaz de responder racionalmente e objetivamente?

    Você quer igualar racismo a homosexualismo mas são coisas diferentes.

    É fato que tanto racismo quanto homofobia precisam ter suas convenções sociais questionadas para serem combatidos. Isto é histórico e inegável. Sob este aspecto são semelhantes.
    Se você afirma que são diferentes, prove. Apresente seu argumento já que prima tanto por colocações objetivas.
    Será que enfim vai apresentar algum argumento racional e lógico?

  34. Marcos:
    Você é capaz de responder racionalmente por que não transamos no meio da rua?

  35. Andre Lopes,

    Você é capaz de responder racionalmente por que não transamos no meio da rua?

    Porque o ato sexual em publico é considerado inadequado ou mesmo ofensivo, mas isso vale para homossexuais tanto quanto por heterossexuais.

    Contudo, volto a ressaltar que sua pergunta é irrelevante. Se vai citar exemplos de atos que são proibidos para todos, não chegaremos a lugar algum.

    Nossa discordancia está em saber porquê algumas coisas deveriam ser permitidas para heterossexuais e proibidas para homossexuais.
    É o argumento para esta questão que espero de você.

  36. Marcos:
    Ok, para estar de acordo com as suas condições: me responda racionalmente por que num dia quente homens andam sem camisa e mulheres não podem fazer o mesmo. Que falta de direitos iguais é esse? Que fobia de mulher é essa?

  37. Andre Lopes,

    Ok, para estar de acordo com as suas condições: me responda racionalmente por que num dia quente homens andam sem camisa e mulheres não podem fazer o mesmo. Que falta de direitos iguais é esse? Que fobia de mulher é essa?

    Nem é preciso raciocinar muito.
    As mulheres trazem em seu tórax os seios, órgãos utilizados para amamentação mas que também são considerados como zona herógena do corpo feminino.
    Portanto, tanto mulheres heterossexuais quanto mulheres homossexuais usam camisa para cobri-los por pudor.
    Perceba que mesmo neste caso os direitos são iguais para homossexuais e heterossexuais. A diferença específica citada por você é uma diferença física natural e não imposta pela sociedade como convenção.
    Por mais tosco e constrangedor tenha sido seu argumento, ao menos é um argumento. Isso já é um progresso.
    Tente se concentrar mais na diferença entre homossexuais e heterossexuais, pois este é o tema discutido.
    Valeu a tentativa. Continue se esforçando.

  38. Marcos:
    Sua resposta foi cheia de ironias e com um ar professoral: “nem precisa raciocinar muito”, “Valeu a tentativa. Continue se esforçando” “argumento tosco e constrangedor” e por ai vai, depois de ter ma chamado de homofóbico. Quando eu te chamo de veado, você sai gritando que nem uma louca “homofóbico! homofóbico!”.

    O meu argumento é que normas sociais são respeitadas. Não há nenhum motivo para a mulher cobrir os seus seios a não ser uma convenção social. As indias cobrem os seus? Não há mulheres que fazem top less na praia? A zona “herógena” está na sua cabeça e na cabeça das pessoas, entende? Aplicando o seu conceito, as mulheres tem que se revoltar contra essa fobia e opressão ao seu corpo.

  39. André Lopes,

    Sua resposta foi cheia de ironias e com um ar professoral: “nem precisa raciocinar muito”, “Valeu a tentativa. Continue se esforçando” “argumento tosco e constrangedor” e por ai vai, depois de ter ma chamado de homofóbico. Quando eu te chamo de veado, você sai gritando que nem uma louca “homofóbico! homofóbico!”.

    Vou repetir abaixo uma postagem mais recente que talvez você não tenha visto por estar postada no outro texto.

    “Tive uma idéia brilhante.
    Que tal deixarmos pra trás qualquer ofensa porventura desferida e nos atermos a argumentos?

    Minha posição é que tudo o que for tolerado para heterossexuais deve ser igualmente tolerado para homossexuais, pois trata-se em ambos os casos de pessoas, cidadãos.

    Sua posição é que homossexuais e heterossexuais não devem ter os mesmos direitos e liberdades, tais como: beijos, abraços, andar de mãos dadas e outras demonstrações de afeto em locais públicos. Pode confirmar esta assertiva ou eu entendi errado?

    Se confirmar esta assertiva, pode por favor apresentar algum argumento racional e lógico para sustentar sua posição?”

    É isso. Posso contar com sua colaboração para tocarmos o assunto pra frente de forma civilizada?

    O meu argumento é que normas sociais são respeitadas. Não há nenhum motivo para a mulher cobrir os seus seios a não ser uma convenção social. As indias cobrem os seus? Não há mulheres que fazem top less na praia? A zona “herógena” está na sua cabeça e na cabeça das pessoas, entende? Aplicando o seu conceito, as mulheres tem que se revoltar contra essa fobia e opressão ao seu corpo.

    Convenções sociais existem e são, até certo ponto, necessárias. Nunca neguei isso e estamos de acordo nisso.
    Existem diferenças de convenções entre homens e mulheres que são apropriadas devido à diferença física entre eles.

    O meu questionamento, volto a repetir, é a distinção das convenções sociais para homossexuais e heterossexuais.
    Considerando que uma mulher heterossexual não se difere biologicamente de uma mulher homossexual, qual o seu argumento racional e lógico para alegar que elas não devem seguir as mesmas convenções?

    P.S.: Reitero que tenho a intenção de restabelecer a cordialidade na discussão, mas não posso fazer isto sozinho.

  40. Leandro

    r. em primeiro lugar, apesar de não desejar e até mesmo acreditar ser impróprio relações homos, não condeno quem ainda possui essa necessidade, haja vista que cedo ou tarde somos responsabilizados por aquilo que praticamos.
    não ha impedimento algum a não ser o da consciência própria.
    De fato sexo esta relacionado ao fator reprodução e o prazer poderá ser alcançado por “N” formas, até mesmo solamente do tipo “sexo egoista”..he..he….he..he..he

  41. SS

    Você fala como se vivêssemos tropeçando em homossexuais se agarrando em vias públicas, quando obviamente não é o que acontece.

    r. pelo menos por enquanto, mas se vierem mais novelas tipo “prova de amor” fazendo apologia a crimes, adultérios, cornos,troca de parceiros e na questão discutida “apologia ao homossexualismo” , fatalmente muito em breve chegaremos facilmente a situação mencionada.

    Nenhuma criança vai se tornar homossexual por presenciar uma troca de afeto entre dois homens ou duas mulheres, assim como uma criança homossexual não irá se tornar heterossexual vendo seus pai e mãe se beijando e abraçando.

    r. ok, da mesma forma que um tatu amamentado por uma cadela não se tornará um cachorro (caso real).
    é muito difícil a procura por adoção de adolescente, todos preferem bebês ,mesmo assim seria muito difícil um juiz conceder a guarda de adolescente de 16 anos a um casal de homens gays, preconceito ou prudência ?
    Deve ser muito constrangedor a uma criança ter que explicar aos coleguinhas que é criado por duas mães ou dois pais.

    Homossexuais nascem homossexuais, assim como outros nascem heterossexuais. Eu não escolhi nascer heterossexual, nem você, assim como um amigo muito querido que tenho, que é excelente ser humano, não escolheu nascer homossexual.

    r. de fato alguns nascem com tendências homos seja por características ocultas da alma, doenças psicológicas ( travestis), deficiência de hormônios.
    Mas outros se fazem gays pela obsessão do prazer a qualquer custo até o da dignidade humana se rebaixando ao nível dos animais.

    Quando você diz que “não tenho qualquer restrição ao que os homossexuais façam entre 4 paredes”, você está dizendo que eles não têm o direito de expressar afeto em público, direito que é reconhecido como legítimo aos heterossexuais. Você está dizendo que homossexuais são anormais.
    E está dizendo isso por que te incomoda presenciar dois homens, ou duas mulheres, de mãos dadas, ou abraçados, ou se beijando.

    r. tal ato , é tão normal como presenciarmos em publico, um homem idoso beijando na boca e trocando caricias com uma adolescente de 13 anos .

  42. André Lopes

    em tempo: você não usou os termos “bicharada” e “gay” como reação ao título do texto, mas sim como tentativa de ofender o Marcos Kiyoji.

    O que você tentou fazer de forma sinuosa é traduzido assim: cala a boca sua bicha, você está advogando em causa própria, então nada do que você disser tem valor. É esse tipo de atitude que dá munição aos militantes socialistas que como já disse, estão apenas usando os homossexuais como “causa”.

    Quanto á questão anal. O Barros costuma mesmo usar títulos que podem ser considerados debochados e até ofensivos para muita gente crente.
    A diferença fundamental é que ele não está tentando proibir ninguém de expressar publicamente sua devoção religiosa.

    E você precisa decidir se o Jesus era humano ou não. Se era, tinha ânus Quanto ao meu próprio, parei de dar tratos á bola para entender como falar dele poderia ser insultuoso. Meu ânus não é sagrado nem para mim, que dirá para outros, mas fique á vontade para exercer sua criatividade com o tema.

  43. Marcos x Andre

    Eu já disse que não me importo com o que os homosexuais fazem em 4 paredes, que respeito a pessoa, ainda que discorde com a atitude… não me parece uma atitude preconceituosa.

    Homossexuais somente deveriam se beijar, abraçar e demonstrar afeto isolados dentro de um quarto? Esta é sua idéia de tolerância?

    r. com todo respeito a sua pessoa, nesta concordo com o Andre, existe uma apologia ao homossexualismo que esta na moda, em destaque em horário nobre e qualquer um que se mostre contrario a tal pratica, ou mais privacidade, será rotulado de homofóbico.
    Quando na verdade o excesso de liberdade é um convite para instalação da anarquia e da tirania, alimentando liberdades movimento novos como os nudista, ou consumidores de drogas ,mas será que também teremos que respeitar o direito deles em praticar tais atos em locais públicos ?
    Bom ja vemos tudo isso nos bailes funks de ruas.

    Logo em seguida teremos filhos adotivos… que poderão ser gatos ou pessoas.

    Porque a adoção de um gato ou um filho deveria ser da conta de alguém que não você?

    r. a priori a constituição de uma família formará uma sociedade maior, quanto mais equilibrada a formação de uma família, maior será a harmonia e o equilíbrio social de um Estado.

  44. Criaturo

    Homossexualidade em função de “características ocultas da alma, doenças psicológicas”?!?

    É pra levar isso a sério?

    E sobre seu “arrazoado” de pessoas se tornando homossexuais apenas por busca obsessiva de obtenção de prazer ao custo até da dignidade humana, é pra levar a sério também?

    E olha só tenho uma novidade fresquinha pra você,vinda do futuro, precisamente, do ano 2013 do século 21: não é “muito constrangedor” para crianças adotadas por homossexuais dizer na escola que tem dois pais ou duas mães.

  45. Leo

    Escolher onde cara, será, eu sinceramente não me lembro de ter marcado quadrinho algum dizendo que optava por ser homossexual e sou. Agora a igreja toda poderosa e que determina, que so pode existir amor entre h e m, mais esta mesma igreja fala que se o casamento não puder ser consumado não se pode casar( paraplégicos, inválidos, não pode casar pois não podem consumar ato) intressantissimo isto, o amor fica de lado, o negocio no preto e no branco e se não puder ….. não tem casamento.

    r. Voce ainda confunde sexo ,prazer e amor

    -Sexo é um ato destinado a reprodução das espécies

    -Prazer pode ser conseguido por “n” maneiras inclusive solo, ou manualmente, ou ainda para os mais preguiçosos ou amantes da tecnologia através de dispositivos elétricos ou químicos.

    -Amor = Sacrifico que nunca poderá ser considerado uma moeda de troca nem de troca troca…he…he…he…he..he

  46. Marcos

    O meu ponto é exatamente que vivemos em sociedade com regras sociais aceitas pela maioria (sempre vai ter uma minoria discordante para tudo).

    E por ser minoria merece ser subjulgada a viver sob o autoritarismo da vontade alheia?

    r. na verdade na democracia todos devem decidir regras morais e isto deverá ser respeitado doa quem doer.

    Se é consensual e não causa mal a ninguém, porque não podemos fazer? Me dê pelo menos um motivo racional.

    r. a intuição familiar é a base da sociedade, se a maioria torna-se homossexuais a instituição familiar será desvirtuada e a sociedade entrará em colapso.

    Se não quer ver feche os olhos. Se eu achar que a sua esposa é feia demais para sair na rua ela deve ficar em casa?
    Se eu achar que alguém é gordo demais para usar biquíni na praia ela deve se privar deste direito?

    r. pessoas drogadas circulando pela pelas ruas, ser obrigado a inalar maconha ou nicotina por tabela em locais públicos, me incomoda muito , neste caso devo respeitar o direito alheios a minha vontade ?

  47. Andre

    Criaturo, obrigado, com 1600 comentários vai ser dificil ler todos, mas vou tentar.

    R. não ha pressa

  48. SS

    Criaturo

    Homossexualidade em função de “características ocultas da alma, doenças psicológicas”?!?

    É pra levar isso a sério?

    r. se voce considera equilibrado um homem desejar parecer-se uma mulher, isto sim parece uma grande brincadeira, ou mais um caso para psicólogos tentarem justificar com algum grau de razão.

    E sobre seu “arrazoado” de pessoas se tornando homossexuais apenas por busca obsessiva de obtenção de prazer ao custo até da dignidade humana, é pra levar a sério também?

    r. se voce acha normal mulheres transando com cachorros e homens transando com cabras, homens com homens passa a ser fichinhas, ou seria bichinhas …he..he…he.he

    E olha só tenho uma novidade fresquinha pra você,vinda do futuro, precisamente, do ano 2013 do século 21: não é “muito constrangedor” para crianças adotadas por homossexuais dizer na escola que tem dois pais ou duas mães.

    r. caramba se pelo menos fosse de 2014!
    Deixe que as crianças falarem por si mesmas!
    Na verdade penso eu que a necessidade é a mãe da adaptabilidade,mas não da aceitabilidade intima.

  49. Criaturo,

    se vierem mais novelas tipo “prova de amor” fazendo apologia a crimes, adultérios, cornos,troca de parceiros e na questão discutida “apologia ao homossexualismo” , fatalmente muito em breve chegaremos facilmente a situação mencionada.

    Ninguém resolver virar homossexual porque viu na TV. Da mesma forma que nenhum homossexual não vira hétero por ver isso na TV.

    seria muito difícil um juiz conceder a guarda de adolescente de 16 anos a um casal de homens gays, preconceito ou prudência ?

    Por favor, me diga que eu entendi errado.
    Me diga que você não está insinuando risco de pedofilia pelo fato dos pais serem homossexuais.

    Deve ser muito constrangedor a uma criança ter que explicar aos coleguinhas que é criado por duas mães ou dois pais.

    E desde quando uma criança deve explicações para os coleguinhas sobre a relação de seus pais?
    Além disso, o constrangimento só é possível se os coleguinhas tiverem pais que ensinem este preconceito para eles.

    de fato alguns nascem com tendências homos seja por características ocultas da alma

    Primeiro vai ter que me provar que existe alma.

    doenças psicológicas ( travestis)

    Pesquisou algum estudo científico sobre isso? Quem foi o autor do trabalho, a Marisa Lobo ou o Silas Malafaia?

    deficiência de hormônios.

    Tem evidências disso?

    Mas outros se fazem gays pela obsessão do prazer a qualquer custo até o da dignidade humana se rebaixando ao nível dos animais.

    Mesmo que fosse verdade, qual o problema em buscar o máximo de prazer possível? Por quê o prazer de terceiros seria motivo de incômodo para você?

    tal ato , é tão normal como presenciarmos em publico, um homem idoso beijando na boca e trocando caricias com uma adolescente de 13 anos .

    A equiparação deste dois atos é um julgamento particular seu e que não deveria ser imposto para toda a sociedade baseado apenas na sua vontade.
    Além disso, o exemplo comparativo citado por você constitui um crime. Acredito se tratar de uma diferença razoável entre os dois atos.

    existe uma apologia ao homossexualismo que esta na moda, em destaque em horário nobre e qualquer um que se mostre contrario a tal pratica, ou mais privacidade, será rotulado de homofóbico.

    Não existe apologia. O que existe é algo perto de um levante de uma classe que é oprimida com violência a milênios, em busca de equiparação de direitos. Nem mais, nem menos.
    A defesa da manutenção dessa discriminação é homofobia por definição, pois não tem base racional e é sustentada puramente por aversão.
    Sem tem algum motivo racional e lógico, peço simplesmente que me apresente para podermos encerrar o assunto.

    Quando na verdade o excesso de liberdade é um convite para instalação da anarquia e da tirania

    Vai ter que ser mais claro ao explicar como excesso de liberdade pode fomentar a tirania.
    Além disso, homossexuais não buscam excesso de liberdade. Eles buscam liberdade equivalente aos heterossexuais.

    alimentando liberdades movimento novos como os nudista, ou consumidores de drogas ,mas será que também teremos que respeitar o direito deles em praticar tais atos em locais públicos ?

    Quanto a nudistas e usuários de drogas, se eles apresentarem argumentos sólidos e racionais para embasar suas reivindicações, não haveria problema. Toda permissão ou proibição baseada em argumentos racionais e coerentes é válida.
    Palavra chave: argumento, argumento, argumento.

    a priori a constituição de uma família formará uma sociedade maior

    Não necessariamente. Uma família é uma reunião de elementos que já existem. Só a reprodução implica em um aumento da sociedade.

    quanto mais equilibrada a formação de uma família, maior será a harmonia e o equilíbrio social de um Estado.

    Me apresente um argumento racional e lógico de que uma família com homossexuais é mais equilibrada e harmoniosa que uma familia só com heterossexuais.
    Palavra chave: argumento.

  50. Criaturo,

    na verdade na democracia todos devem decidir regras morais e isto deverá ser respeitado doa quem doer.

    Daí a mobilização das minorias oprimidas em busca de evoluir a moral humana.
    Além disso, ninguém deve se submeter ao padrão moral de outros se isto não estiver determinado por lei.
    Uma coisa é convenção da sociedade, outra bem diferente é uma lei aprovada mediante argumentos.

    a intuição familiar é a base da sociedade, se a maioria torna-se homossexuais a instituição familiar será desvirtuada e a sociedade entrará em colapso.

    Se o seu vizinho se revelar homossexual e constituir casamento, tenho certeza de que você não vai virar gay por causa disso. Os heterossexuais não vão desaparecer.
    Seu argumento é inválido porque o surgimento de homossexuais não implica na extinção dos heterossexuais. A não ser que me prove o contrário com uma argumentação mais sólida.

    pessoas drogadas circulando pela pelas ruas, ser obrigado a inalar maconha ou nicotina por tabela em locais públicos, me incomoda muito , neste caso devo respeitar o direito alheios a minha vontade ?

    É claro que se deve respeitar o direitos alheios à sua vontade. A sua simples vontade não deve restringir a liberdade de ninguém.
    O que deve limitar a liberdade dos outros é o seu “direito” e não a sua “vontade”.
    Fumaça de maconha e nicotina são resíduos que interferem na sua respiração e até na sua saúde. É por isso que estes atos devem ser restringidos a locais apropriados, não pela sua vontade.

  51. Criaturo

    O que eu acho mesmo é que você não tem argumento racional algum então fica elencando vulgaridades, preconceitos e lugares-comuns.

    De onde você tirou que a maioria da população pode vir a se tornar homossexual? Como se daria isso? Hereditariedade? Contaminação?
    Ou você entende que as pessoas são meras marionetes influenciáveis?
    Se for assim, cuidado. Não se permita ver nada que possa apresentar conteúdo homossexual, ou você começará a desenvolver uma vontade incontrolável de usar saias e beijar homens, a menos que passe a andar pra todo lado carregando um padre ou pastor pra te livrar da tentação.

    É por coisas como essas que político mau caráter se dá tão bem no Brasil. A maioria das pessoas só consegue dar conta da própria vida se tiver alguém tutelando, ditando regras, vigiando, interferindo.

  52. Marcos Kiyoji

    Sensacional! Você simplesmente reduziu os péssimos argumentos do criaturo a pó! Pó sujo, virulento e imprestável, cheio de preconceito infantil! Cada “tese” do criaturo foi destruída com propriedade e tacitamente. Parabéns pela explanação!

    ssrodrigues

    Sábias palavras! Vocês são sempre muito centrados nas suas opiniões que fica difícil rebater! perfeito!
    abração

  53. Marcos

    Ninguém resolver virar homossexual porque viu na TV. Da mesma forma que nenhum homossexual não vira hétero por ver isso na TV.

    r. a tv é a professora de mentes fracas, seguir a moda alimenta egos de pessoas manipuláveis.

    Por favor, me diga que eu entendi errado.
    Me diga que você não está insinuando risco de pedofilia pelo fato dos pais serem homossexuais.

    r. sim , pedofilia , incesto são comuns qual juízo sadio , concederia a guarda de um menino de 16 anos a um gay “solteiro”, ou a um casal gay ?, ou então a guarda de uma menina de 16 anos a um homem solteiro.
    Muitos se tornam gays por andarem e convirem com amigos gays, ainda mais com tanta propaganda incentivando tal comportamento.

    E desde quando uma criança deve explicações para os coleguinhas sobre a relação de seus pais?
    Além disso, o constrangimento só é possível se os coleguinhas tiverem pais que ensinem este preconceito para eles.

    r. ok devemos respeitar e ensinar a respeitar as diferenças, mas me diga nas comemorações do dia das mães a criança deve apresentar um homem e no dias do pais outro homem ?
    E no caso do travesti a criança deverá dizer a verdade dizendo que a sua mãe se chama Raimundo Armando Pinto da Silva ? ou deverá embarcar na fantasia do nome feminino, para dar um ar de normalidade.
    lembro que a minha filha aos dois anos de idade ganhou um boneco que fazia xixi, ao questionar se era menino ou menina ela afirmou que era menino por que ele tinha um “pipi”, você acha ja estamos na era de fabricarmos bonecas com “pipis” ?

    Primeiro vai ter que me provar que existe alma.
    r. voce se considera um “desalmado” ?

    doenças psicológicas ( travestis)

    Pesquisou algum estudo científico sobre isso? Quem foi o autor do trabalho, a Marisa Lobo ou o Silas Malafaia?

    r. se voce considera normal , um homem se fazer parecido como se fosse uma mulher, falar como uma mulher, se vestir como uma mulher, através de recursos anti naturais, não se constrangeria também em se travestir, ou será que só considera isso normal para os outros e constrangedor para você ?

    deficiência de hormônios.

    Tem evidências disso?

    R. olha vou falar do que ja observei:
    crianças de 05 anos ja apresentam naturalmente o trejeitos femininos, preferem brincar de bonecas com meninas, se maquinar,
    Conheci um desses casos que a criança tornou de fato um homossexual, novidade!
    Outro que o jovem era homem começou a trabalhar com gays e aderiu ao movimento, infelizmente morreu muito jovem , HIV.
    Mas acredite que na maioria dos casos o que leva um homem a ser gay é a paixão a qualquer custo pelo prazer, ao ponto de confundir confundir isso com amor, um sentimento mais relacionado ao sacrifício do que prazer próprio.

    Mesmo que fosse verdade, qual o problema em buscar o máximo de prazer possível? Por quê o prazer de terceiros seria motivo de incômodo para você?

    r. neste caso , nenhum!
    Mas essa é a grande uma ironia da vida, a busca do prazer a qualquer custo, esta eterna procura desde o principio é que forma a personalidade do ser “eu”, mas o que seria do mel se não existisse o sal , o que seria do ser humano se não existisse o sofrimento ? Qualquer coisa menos um ser humano.
    O sofrimento as dores estão ai para que podemos sentir a vida integralmente, pois “A vida não esta ai para ser agradável e sim sentida”
    Assim prazer a qualquer custo não significa necessariamente felicidade, pois talvez o custo disso para alguns seja muito alto.

    Não existe apologia. O que existe é algo perto de um levante de uma classe que é oprimida com violência a milênios, em busca de equiparação de direitos. Nem mais, nem menos.
    A defesa da manutenção dessa discriminação é homofobia por definição, pois não tem base racional e é sustentada puramente por aversão.
    Sem tem algum motivo racional e lógico, peço simplesmente que me apresente para podermos encerrar o assunto.
    vai ter que ser mais claro ao explicar como excesso de liberdade pode fomentar a tirania.
    Além disso, homossexuais não buscam excesso de liberdade. Eles buscam liberdade equivalente aos heterossexuais.

    r. Concordo quanto aos direitos civis, quanto a convivência social, é necessário haver o mínimo de afinidades ou seja cada macaco no seu galho, nudista, viciados e homos e héteros e se esses ainda são a maioria isto não é discriminação e sim porque ainda a razão prevalece com a maioria.
    E como pode haver justiça em direitos iguais ,se somos todos diferentes ?
    Em prol da defesa de classes oprimidas, devemos trabalhar para sustentar vagabundos, como algum ladrões de terras, quero dizer “sem tetos” ?
    Pela cor devemos conceder vagas publicas em escolas ?
    Devemos aprovar o uso de drogas em locais públicos ? nudismo ?

    Quanto a nudista e usuários de drogas, se eles apresentarem argumentos sólidos e racionais para embasar suas reivindicações, não haveria problema.

    r. certamente se fossem dado essa liberdade aos nudista, o argumento sólido deles iria incomodar muita gente em ônibus e elevadores lotados, ” oh vida cruel”!
    Nem todas nossas leis são racionais ,nem morais.

    quanto mais equilibrada a formação de uma família, maior será a harmonia e o equilíbrio social de um Estado.

    Me apresente um argumento racional e lógico de que uma família com homossexuais é mais equilibrada e harmoniosa que uma familia só com heterossexuais.
    Palavra chave: argumento.

    R. eu não conheço nenhuma familia homossexual,

  54. Marcos
    na verdade na democracia todos devem decidir regras morais e isto deverá ser respeitado doa quem doer.

    Daí a mobilização das minorias oprimidas em busca de evoluir a moral humana.
    Além disso, ninguém deve se submeter ao padrão moral de outros se isto não estiver determinado por lei.
    Uma coisa é convenção da sociedade, outra bem diferente é uma lei aprovada mediante argumentos.

    R. concordo porem digamos que um plebiscito aprovado pela maioria hétero, proíba qualquer tipo de manifestação gay publicamente do tipo vai se drogar no BH da sua casa que é o lugar mais indicado, para que continue sendo respeitada a maioria ainda não viciada.
    Como que uma pessoa que nasce homem, casa tem filhos e depois de velho resolve queimar a rosca, para ver sentir se é bom, gosta troca sua família para viver com outro homem , isto não é caso de psicólogo ? não é uma desvirtuação da família.
    Como uma mulher se sente ao ver seu marido pai dos seus filhos, substituí-la por outro homem, ou seria trocada por um pênis ? impotente , né ? uma mulher não pode satisfazer a necessidades de um marido que decidiu tardiamente decidiu assumir-se gay, a não ser que de comum acordo decidam em nome do “puro” amor, a desvirtuar a família , a instituição do casamento formando um trio “amoroso liberal” é claro que desprovido de preconceitos homofóbicos, tipo o prazer a qualquer custo.
    Pois cirurgia para remover pênis é fácil mas, para implantar um que funcione corretamente, ainda não !

    Se o seu vizinho se revelar homossexual e constituir casamento, tenho certeza de que você não vai virar gay por causa disso. Os heterossexuais não vão desaparecer.
    Seu argumento é inválido porque o surgimento de homossexuais não implica na extinção dos heterossexuais. A não ser que me prove o contrário com uma argumentação mais sólida.

    r. da mesma forma que se aprovada o comercio de drogas, apesar de toda propaganda e apologia ao uso delas , certamente alguns continuaram dispensando essa “necessidade”,mas com certeza isso estimulará novos dependentes.
    Constituir uma união gay desvirtua menos uma família do que um parceiro hétero decidir aderir ao movimento gay.

    pessoas drogadas circulando pela pelas ruas, ser obrigado a inalar maconha ou nicotina por tabela em locais públicos, me incomoda muito , neste caso devo respeitar o direito alheios a minha vontade ?

    É claro que se deve respeitar o direitos alheios à sua vontade. A sua simples vontade não deve restringir a liberdade de ninguém.
    O que deve limitar a liberdade dos outros é o seu “direito” e não a sua “vontade”.
    Fumaça de maconha e nicotina são resíduos que interferem na sua respiração e até na sua saúde. É por isso que estes atos devem ser restringidos a locais apropriados, não pela sua vontade.

    r. Exato ! democraticamente todos deveriam decidir pelo voto da maioria leis que ponham ordem no barraco e mandem cada um para o seu quadrado.
    Existem a pratica de outros atos não gays que agridem a maioria, apenas psicologicamente, como limpar o nariz em publico, neste caso voce acha que também deveria ser respeitado o direito , ou se preferir a “necessidade” dessa minoria em detrimento da maioria que acha isso nojento ?

    no caso de um bebê crescer vendo seus pais gays se beijando e trocando caricias, futuramente não pode despertar nele tal desejo por outros homens ou faze-lo enxergar amiguinhos como sendo namorados mais “naturalmente” ?

  55. Criaturo,

    a tv é a professora de mentes fracas, seguir a moda alimenta egos de pessoas manipuláveis.

    Vejamos a seguinte linha de raciocínio:

    a) A TV influencia a orientação sexual das pessoas porque é professora de mentes fracas e manipuláveis. (afirmação sua)
    b) Na história da TV, a programação sempre foi orientada para um público hétero, pois a maior parte da população se denominava assim. A inclusão do tema homossexual na TV é bem recente.(fato)
    c) Em tempos passados, nunca se ouviu dizer que gays se tornavam hétero por assistir uma programação hétero. (fato)
    d) Recentemente, a programação homossexual está levando pessoas hétero a se tornarem gays.

    Conclusão: e) Homossexuais têm mentes mais fortes e menos manipuláveis do que heterossexuais.

    Por favor, me demonstre se há algum erro lógico fora da assertiva “a”.

    sim , pedofilia , incesto são comuns qual juízo sadio , concederia a guarda de um menino de 16 anos a um gay “solteiro”, ou a um casal gay ?, ou então a guarda de uma menina de 16 anos a um homem solteiro.

    Acho uma linha de pensamento nojenta e preconceituosa. Por favor, me apresente algum argumento racional ou evidência científica que suporte sua afirmação, pois não vi nenhuma.

    Muitos se tornam gays por andarem e convirem com amigos gays, ainda mais com tanta propaganda incentivando tal comportamento.

    Aguardo algum argumento sustentando isto.

    mas me diga nas comemorações do dia das mães a criança deve apresentar um homem e no dias do pais outro homem ?

    Talvez. Se ele se sentir confortável assim. Ela pode esclarecer que como não tem uma mãe ela trouxe outra pessoa que também é muito importante, ou seja, seu outro pai.
    Acha que isso deveria ser proibido pelos estatutos escolares?

    E no caso do travesti a criança deverá dizer a verdade dizendo que a sua mãe se chama Raimundo Armando Pinto da Silva ? ou deverá embarcar na fantasia do nome feminino, para dar um ar de normalidade.
    Não sei se todo travesti tem um nome feminino, mas se tiver, qual o problema? A pessoa vai dar o nome que ela quiser dar.
    Me explique racionalmente, de que forma o nome que esta pessoa vai apresentar interfere na sua vida ou na vida de qualquer outro?

    lembro que a minha filha aos dois anos de idade ganhou um boneco que fazia xixi, ao questionar se era menino ou menina ela afirmou que era menino por que ele tinha um “pipi”, você acha ja estamos na era de fabricarmos bonecas com “pipis” ?

    Você está insistindo no erro. “Menino” e “menina” se referem a gênero. Um menino homossexual continua sendo menino, da mesma forma que uma menina homossexual continua sendo menina. Tenha isso em mente, pois isto invalida seu argumento.

    voce se considera um “desalmado” ?

    Literalmente sim.
    Vai ou não vai me provar que existe alma?
    Lembre-se que se me provar a existência da alma, ainda vai restar me provar que ela determina a orientação sexual de uma pessoa.

    se voce considera normal , um homem se fazer parecido como se fosse uma mulher, falar como uma mulher, se vestir como uma mulher, através de recursos anti naturais, não se constrangeria também em se travestir, ou será que só considera isso normal para os outros e constrangedor para você ?

    Não me tome por você. Não acho constrangedor para os outros, pois, se é a vontade deles, que sejam felizes.

    E não me visto de mulher porque não tenho vontade.
    Eu ou qualquer outra pessoa deveríamos nos vestir de modo a satisfazer a sua vontade?
    Qual o argumento para isso?

    crianças de 05 anos ja apresentam naturalmente o trejeitos femininos, preferem brincar de bonecas com meninas, se maquinar

    Isso não é evidência nem argumento válido.
    As pessoas têm as mais diversas taxas hormonais sendo hétero ou homo.
    Algumas pessoas são homossexuais e bastante confortáveis com o seu “gênero”, enquanto outros precisam até mesmo de medicamentos para controle hormonal para se transformarem fisicamente no “gênero” que querem ser.

    Conheci um desses casos que a criança tornou de fato um homossexual, novidade!

    Não. A pessoa nasceu com a tendência homossexual.
    A não ser que você me prove que a pessoa “contraiu” a homossexualidade devido a distúrbio hormonal.

    Outro que o jovem era homem começou a trabalhar com gays e aderiu ao movimento, infelizmente morreu muito jovem , HIV.

    Quem acha justa a reivindicação da categoria e adere ao movimento se torna gay? Não vi você apresentar argumento algum.

    Além do mais, foi apenas coincidência você mencionar a morte dele por HIV ou você está de fato insinuando que AIDS é doença de gays?

    como pode haver justiça em direitos iguais ,se somos todos diferentes ?

    Não vi argumento algum que embase a diferenciação de direitos entre homo e hétero.
    Qual é a diferença entre eles que justifica a disparidade de direitos? Que critério você está defendendo?
    Lembre-se: Argumentos. Onde estão?

    Em prol da defesa de classes oprimidas, devemos trabalhar para sustentar vagabundos, como algum ladrões de terras, quero dizer “sem tetos” ?

    Não devemos. Concordo inteiramente com você.
    Você só não demonstrou qual a relação disso com o homossexualismo.

    Pela cor devemos conceder vagas publicas em escolas ?

    Também sou contra cotas racias.
    Mas qual a relação disso com o homossexualismo?

    Devemos aprovar o uso de drogas em locais públicos ? nudismo ?

    O que isso tem a ver com homossexualismo?
    Ninguém está defendendo o uso de drogas em locais publicos ou o nudismo, apesar de ser uma questão controversa e com argumentos de ambos os lados.
    Vamos ser mais objetivos e nos reter ao assunto para podermos atingir objetivos mais práticos.
    O que isso tem a ver com homossexualismo?

    certamente se fossem dado essa liberdade aos nudista, o argumento sólido deles iria incomodar muita gente em ônibus e elevadores lotados, ” oh vida cruel”!

    Apresentou um bom argumento. Ele seria muito útil se estivéssemos discutindo nudismo.
    Mas voltando ao assunto, qual o seu argumento racional para a discriminação de homossexuais?

    Nem todas nossas leis são racionais ,nem morais.

    Exatamente. Muitas leis são antigas e aprovadas em tempos onde outros valores morais imperavam.
    É por isso que o movimento LGBT se mobiliza. Para evoluir a moral humana e abolir pensamentos retrógrados e discriminatórios.

    eu não conheço nenhuma familia homossexual,

    Talvez a origem do problema esteja aí. Falta de empatia.

  56. Sara&cura
    Sensacional! Você simplesmente reduziu os péssimos argumentos do criaturo a pó!

    r. um nome mais sugestivo a fé do que a descrença

    uma minoria ateia solidária a outra minoria, faz sentindo sua manifestação pró gays.

  57. Marcos

    Mesmo que fosse verdade, qual o problema em buscar o máximo de prazer possível? Por quê o prazer de terceiros seria motivo de incômodo para você?

    r. as pessoas ainda confundem prazer com amor
    amor não é o ato sexual e sim quando uma mulher da a luz e passa dedicar sua existência em prol do ser recém nascido.
    A vários tipo de prazer com certeza o egoísta não deveria ser o mais desejado.

  58. Criaturo,

    concordo porem digamos que um plebiscito aprovado pela maioria hétero, proíba qualquer tipo de manifestação gay publicamente do tipo vai se drogar no BH da sua casa que é o lugar mais indicado, para que continue sendo respeitada a maioria ainda não viciada.

    Em primeiro lugar seria uma lei inconstitucional e portanto ilegal.
    E mesmo se aprovada, seria apenas uma lei imoral e discriminatória que seria combatida pelas minorias tal qual ocorre hoje.
    Não entendo como isto pode ser um argumento à favor de sua posição, pois uma prática homossexual (como um beijo por exemplo) não “vicia” os demais indivíduos da sociedade. A não ser que me prove o contrário.

    Como que uma pessoa que nasce homem, casa tem filhos e depois de velho resolve queimar a rosca, para ver sentir se é bom, gosta troca sua família para viver com outro homem , isto não é caso de psicólogo ? não é uma desvirtuação da família.

    Não é caso de psicólogo. Cada um é feliz na companhia de quem quiser.
    Me explique, com argumentos racionais, de que modo o casamento de outra pessoa desvirtua a SUA família ou a de qualquer outro indivíduo.

    Como uma mulher se sente ao ver seu marido pai dos seus filhos, substituí-la por outro homem, ou seria trocada por um pênis ? impotente , né ?

    Se uma mulher é trocada por um homem, por outra mulher ou por um cachorro, o problema é dela e quem tem de conviver com seus sentimentos particulares é somente ela, da mesma forma que ocorre com qualquer pessoa.
    Não vejo argumento algum aqui.

    uma mulher não pode satisfazer a necessidades de um marido que decidiu tardiamente decidiu assumir-se gay

    E daí? Problema dela.
    Qual é o seu argumento?

    a não ser que de comum acordo decidam em nome do “puro” amor, a desvirtuar a família , a instituição do casamento formando um trio “amoroso liberal” é claro que desprovido de preconceitos homofóbicos, tipo o prazer a qualquer custo.

    Se for de comum acordo, qual o problema? Que “custo” é esse de que você tanto fala? E quem sofre com esse “custo”?
    Ainda não vejo argumento.

    Pois cirurgia para remover pênis é fácil mas, para implantar um que funcione corretamente, ainda não !

    Do que você está falando? Um homem homossexual gosta de ter relações com outro homem, não com uma mulher com pênis.

    da mesma forma que se aprovada o comercio de drogas, apesar de toda propaganda e apologia ao uso delas , certamente alguns continuaram dispensando essa “necessidade”,mas com certeza isso estimulará novos dependentes.
    Constituir uma união gay desvirtua menos uma família do que um parceiro hétero decidir aderir ao movimento gay.

    Eu pedi que me demonstrasse de que modo o aumento dos homossexuais culminaria na extinção dos homossexuais.
    Não vi nem a mais remota evidência disto em sua resposta.

    O que eu consegui filtrar de seu discurso é que o aumento de homossexuais estimularia novos indivíduos a serem também. É isso mesmo?

    O que a lógica nos diz na verdade é que o aumento de homossexuais assumidos estimula novos indivíduos (que já são homossexuais) a saírem do armário, pois vendo que não estão sozinhos nesta condição tendem a perder os medos e receios.

    Ainda estou esperando argumentos racionais que comprovem que a “moda” homossexual, como você diz, realmente é capaz de fazer uma pessoa comprovadamente hétero se tornar homossexual.

    Existem a pratica de outros atos não gays que agridem a maioria, apenas psicologicamente, como limpar o nariz em publico, neste caso voce acha que também deveria ser respeitado o direito , ou se preferir a “necessidade” dessa minoria em detrimento da maioria que acha isso nojento ?

    Pela milésima vez explico.
    Um heterossexual tirando catota é tão feio quanto um homossexual tirando catota.
    Por favor, me apresente um argumento lógico e racional que sustente que um heterossexual fazendo qualquer coisa merece mais tolerância do que um homossexual fazendo exatamente a mesma coisa.
    Estas comparações com nudismo, uso de drogas, topless são esdrúxulas e flagrantemente inválidas.

    no caso de um bebê crescer vendo seus pais gays se beijando e trocando caricias, futuramente não pode despertar nele tal desejo por outros homens ou faze-lo enxergar amiguinhos como sendo namorados mais “naturalmente” ?

    Certamente, uma criança criada por homossexuais enxergará a homossexualidade com mais naturalidade.
    Tanto melhor, pois ele verá exemplos de casais convencionais na sociedade e ao mesmo tempo entenderá que homossexualidade não é motivo de vergonha ou culpa.

    Agora, se ele próprio se revelar homossexual e sentir atração pelos amiguinhos terá sido de forma totalmente natural seguindo uma tendência biológica pré-existente e não por pura influência dos pais.

    Se não fosse assim, casais heterossexuais não criariam filhos que posteriormente se revelam homossexuais.

  59. SS

    De onde você tirou que a maioria da população pode vir a se tornar homossexual? Como se daria isso? Hereditariedade? Contaminação?
    Ou você entende que as pessoas são meras marionetes influenciáveis?

    r. existem uma minoria nata, mas a grande massa crescente da parada gay é de ex héteros que decidiram experimentar receber seus amigos pela porta dos fundos, em nome do mais prazer passaram a agir como se fossem mulheres, se voce vê isso como uma coisa normal eu acho isso antinatural e até irracional, ou voce acha inteligente confundir porta de saída como se fosse a de entrada ?

    Se for assim, cuidado. Não se permita ver nada que possa apresentar conteúdo homossexual, ou você começará a desenvolver uma vontade incontrolável de usar saias e beijar homens, a menos que passe a andar pra todo lado carregando um padre ou pastor pra te livrar da tentação.

    r. O dia que desejar me travesti de mulher serei sapatão,mas por enquanto no carnaval eu continuo me vestindo masculinamente, mas o numero de ” homens” apreciadores dos trajes femininos, aumentam a cada ano.

    É por coisas como essas que político mau caráter se dá tão bem no Brasil. A maioria das pessoas só consegue dar conta da própria vida se tiver alguém tutelando, ditando regras, vigiando, interferindo.

    r. possuo uma natural insubordinação, personalidade própria, mas a convivência social exige regras a serem seguidas, assim como lideres.

  60. Criaturo

    existem uma minoria nata, mas a grande massa crescente da parada gay é de ex héteros que decidiram experimentar receber seus amigos pela porta dos fundos, em nome do mais prazer passaram a agir como se fossem mulheresblockquote>.

    Afirmações assim requerem pesquisas, fontes, dados estatísticos, etc.
    Você pode apresentá-los ou é só “achismo” seu?

    Um homem que se veste de mulher é “sapatão”?

  61. Marcos

    Por favor, me demonstre se há algum erro lógico fora da assertiva “a”.

    a TV , novelas, BBBs e games fazem apologias ao homossexualismo e funcionam como estímulos a novas praticas de adultérios, cobiças, crimes e infelizmente até os jornais prestam um de serviço social, funcionando como uma escola para novos crimes, as leis então ,,,,,,,

    Minha posição é que tudo o que for tolerado para heterossexuais deve ser igualmente tolerado para homossexuais, pois trata-se em ambos os casos de pessoas, cidadãos.

    Sua posição é que homossexuais e heterossexuais não devem ter os mesmos direitos e liberdades, tais como: beijos, abraços, andar de mãos dadas e outras demonstrações de afeto em locais públicos. Pode confirmar esta assertiva ou eu entendi errado?

    Se confirmar esta assertiva, pode por favor apresentar algum argumento racional e lógico para sustentar sua posição?”

    r. esta pergunta não foi me direcionada,mas peço licença para responder:
    Não pode haver direitos iguais para pessoas diferentes, então deverá prevalecer a vontade da maioria, por exemplo voces ateus também sentem-se oprimidos pela maioria crente não podendo se manifestar em publico, quando forem mais organizados e em maior numero aos poucos também conseguirão sair do armário.
    Mas na verdade não existe bondade e a tolerância é a mesma para ambos o lado, a minoria sempre se fará de vitimas, até chegarem a maioria para agora tambem poderem oprimir e reprimir a minoria divergente.
    o fato é o seguinte homossexualismo em locais públicos, incomoda a maioria hétero, pois serve como um mal exemplo a formação de jovens, porem existe outras questões bem mais importantes a serem discutidas e estabelecidas regras sociais e morais.

    sim , pedofilia , incesto são comuns qual juízo sadio , concederia a guarda de um menino de 16 anos a um gay “solteiro”, ou a um casal gay ?, ou então a guarda de uma menina de 16 anos a um homem solteiro.

    Acho uma linha de pensamento nojenta e preconceituosa. Por favor, me apresente algum argumento racional ou evidência científica que suporte sua afirmação, pois não vi nenhuma.

    r. a teoria pode parecer simpática aos outros ,mas a pratica dela nem sempre poderá ser bem recebida por nós e isso tem nome.
    Voce sendo pai autorizaria um gay e o seu filho hétero de 16 anos a conviverem juntos ?
    ” um menor totalmente no cio, e o outro louco para transar, beijar na boca e fazer caricias em locais públicos”
    A hipocrisia deseja desvirtuar prudência em preconceitos.
    onde é que esta a racionalidade em querer inovar recebendo os novos amigos pela “porta dos fundos”, quando o mais sábio seria continua-la usando naturalmente como uma porta original apenas de saida, se pelo menos fosse um supositório gigante teria la a sua racionalidade exigida.

    Acha que isso deveria ser proibido pelos estatutos escolares?

    r. de forma alguma se a criança sentir o desejo de apresentar um “casal” de homens como se fossem pai e mãe, deverá ser respeitada.
    Deixem que as crianças expressem seus sentimentos por si mesma.

    Me explique racionalmente, de que forma o nome que esta pessoa vai apresentar interfere na sua vida ou na vida de qualquer outro?

    r. muitos homens héteros registrados com nomes femininos , entram com processo para poder muda-los.

    E não me visto de mulher porque não tenho vontade.
    Eu ou qualquer outra pessoa deveríamos nos vestir de modo a satisfazer a sua vontade?
    Qual o argumento para isso?

    r. de forma alguma, todos homens podem se comportar como mulheres e se passar a ter essa vontade, não se reprima.
    o problema dessa fantasias sensuais é uma confusão social do tipo ” de dia é Maria e de noite é João” sr. ou sra, voce contrataria um travesti para tomar conta do seu filho adolescente ?

    Não. A pessoa nasceu com a tendência homossexual.
    A não ser que você me prove que a pessoa “contraiu” a homossexualidade devido a distúrbio hormonal.

    r. exato

    Outro que o jovem era homem começou a trabalhar com gays e aderiu ao movimento, infelizmente morreu muito jovem , HIV.

    Quem acha justa a reivindicação da categoria e adere ao movimento se torna gay? Não vi você apresentar argumento algum.

    r. o movimento é outro do tipo entre e sai

    Qual é a diferença entre eles que justifica a disparidade de direitos? Que critério você está defendendo?

    r. que homossexualismo desvirtua a instituição da família na primeira sociedade humana , base sólida para nos habilitar convivermos em outras maiores.

    Além do mais, foi apenas coincidência você mencionar a morte dele por HIV ou você está de fato insinuando que AIDS é doença de gays?

    r. é para todos , ser homo apenas aumenta o risco

    O que isso tem a ver com homossexualismo?

    r. muito naturalistas nudista podem sentir-se mais uma classe oprimida e aderirem ao movimento dos “sem roupas” e que possuem o mesmo direito de ir e vir dos preconceituosos vestidos.
    Então que tal um Papai Noel peladão segurando criancinhas no colo, voce teria algum tipo de preconceito contra essa novo movimento de nudista, olhe que eles também apresentarão bons motivos para poderem andarem pelados, mostrando abertamente a qual tipo de gênero pertencem.

    Mas voltando ao assunto, qual o seu argumento racional para a discriminação de homossexuais?

    r. ahaááá! Quem aqui esta defendendo a discriminação de homossexuais ?
    Você quem esta querendo desvirtuar , prudência como se estivéssemos falando de preconceitos.
    como se não permitíssemos um filho andar com gays, seria tão preconceituoso quanto não permitir que andem com ,profissionais do sexo.
    Se você sente-se seguro que seu filho mesmo convivendo com drogas esta isento de ser contaminado por ela , ou então considera este tipo de vicio seja algo aceitável. assim não ha nada que justifique tal preconceito ou melhor dizendo , estar fazendo uma previsão, ou ainda uma cautela preventiva.

    Nem todas nossas leis são racionais ,nem morais.

    Exatamente. Muitas leis são antigas e aprovadas em tempos onde outros valores morais imperavam.
    É por isso que o movimento LGBT se mobiliza. Para evoluir a moral humana e abolir pensamentos retrógrados e discriminatórios.

    r. posso aceitar, respeitar mas, sinceramente querer igualar um casal naturalmente hétero com uma forçação da natureza do ser gay, para mim não da, pois só trabalho com produtos originais de fabrica, pois estes improvisos humanos mal feitos pode acabar dando merda literalmente, ai eu te pergunto onde é que esta a racionalidade disto, talvez para quem pensa com suas cabeças pequena, ou melhor dizendo com suas próstatas.
    nesta historia toda entre os direitos gays só existe uma coisa que não aceito bem é um casal gay poder adotar e educar uma criança, confesso que ainda não me libertei deste tipo de prudência , quero dizer “preconceito”.
    Quanto ao resto, libertem suas frangas, queimem suas roscas e sejam felizes! Quem sou eu para querer condenar alguém.

  62. SS
    é puro achismo meu, mas o dia que decidir me vestir e agir como mulher tomarei o cuidado de ser sapatão, francamente aih eu que te pergunto onde esta a racionalidade de um homem trocar uma mulher por outro homem, só se estiver pensando com outra cabeça, ou então usando sua próstata como cérebro.

  63. Criaturo

    Puro achismo seu? Entendo…

  64. Pessoal, sabiam dessa?

    Nas escolas da California desde as séries primária até segundo grau se você se declarar transgender, você pode escolher o banheiro que quer utilizar, inclusive se quer jogar no time masculino ou feminimo.
    Ou seja, se eu morasse lá, minha filha teria que entrar no banheiro, se deparar com um ser (com penis) e tudo bem. Assumindo que na melhor das hipóteses 10% da população é homosexual, quer dizer que 90% dos alunos da California agora tem que usar banheiro com pessoas do sexo oposto para acomodar uma vontade dos outros 10% da população. Vocês já ouviram falar em ditadura das minorias?

    Podem mandar suas pedras, mas por favor, foco na ‘bola’ (não é a que vocês estão pensando), se vier na canela para me ofender, este pacífico cristão vai se defender.

    http://www.cnn.com/2013/08/13/us/california-transgender-school-law/

  65. Marcos
    concordo porem digamos que um plebiscito aprovado pela maioria hétero, proíba qualquer tipo de manifestação gay publicamente do tipo vai se drogar no BH da sua casa que é o lugar mais indicado, para que continue sendo respeitada a maioria ainda não viciada.

    Em primeiro lugar seria uma lei inconstitucional e portanto ilegal.
    E mesmo se aprovada, seria apenas uma lei imoral e discriminatória que seria combatida pelas minorias tal qual ocorre hoje.

    r. é ilógico dizer que a vontade da maioria poderá ser considerada por ela , como sendo imoral, pois é a maioria quem decide suas leis como legais sejam elas imorais de um ponto de vista externo, dentro daquela sociedade deverá prevalecer a vontade moral que constitui a sua maioria. Leis morais são apenas conceitos humanos relativos e mutáveis com o tempo.

    Não entendo como isto pode ser um argumento à favor de sua posição, pois uma prática homossexual (como um beijo por exemplo) não “vicia” os demais indivíduos da sociedade. A não ser que me prove o contrário.

    r. não vicia mas, estimula a pratica
    Como que uma pessoa que nasce homem, casa tem filhos e depois de velho resolve queimar a rosca, para sentir se é bom, gosta troca sua família para viver com outro homem , isto não é caso de psicólogo ? não é uma desvirtuação da família.

    Não é caso de psicólogo. Cada um é feliz na companhia de quem quiser.
    Me explique, com argumentos racionais, de que modo o casamento de outra pessoa desvirtua a SUA família ou a de qualquer outro indivíduo.

    r. o homossexualismo pode ser prejudicial a um casal de héteros , quando um deles passa a ser gay passa a desprezar o outro

    Como uma mulher se sente ao ver seu marido pai dos seus filhos, substituí-la por outro homem, ou seria trocada por um pênis ? impotente , né ?

    Se uma mulher é trocada por um homem, por outra mulher ou por um cachorro, o problema é dela e quem tem de conviver com seus sentimentos particulares é somente ela, da mesma forma que ocorre com qualquer pessoa.
    Não vejo argumento algum aqui.

    R. o argumento esta bem claro, homossexuais e agora até os bichos só aumentam ainda mais as possibilidades de corromperem a instituição da família.

    uma mulher não pode satisfazer a necessidades de um marido que decidiu tardiamente assumir-se gay

    E daí? Problema dela.
    Qual é o seu argumento?

    r. desvirtuação do casamento hetero
    a não ser que de comum acordo decidam em nome do “puro” amor a desvirtuar a família , na destituição do casamento formando um trio “amoroso liberal” é claro que desprovido de preconceitos homofóbicos, promovendo o prazer a qualquer custo.

    Se for de comum acordo, qual o problema? Que “custo” é esse de que você tanto fala? E quem sofre com esse “custo”?
    Ainda não vejo argumento.

    r. bom se você acha normal um relacionamento entre um hetero e dois gays como sendo normal, nada argumentar. O custo continua sendo a desvirtuação da instituição social do casamento, como também confusões psicológicas do “ser ou não ser eis a questão.”

    Pois cirurgia para remover pênis é fácil mas, para implantar um que funcione corretamente, ainda não !
    Do que você está falando? Um homem homossexual gosta de ter relações com outro homem, não com uma mulher com pênis.

    r. exato, tai a impotência da mulher que vê seu marido seduzido por outro pênis sem ter como satisfazer sua nova vontade, isto acontece quando confundimos amor com prazer. Alem do mais vai dizer isso aos homens que gostam de sair com travecos, ok !sem preconceitos digo , gostam de saírem com “mulheres mangueirudas”, ou seja não passam de gays enrustidos.

    da mesma forma que se aprovada o comercio de drogas, apesar de toda propaganda e apologia ao uso delas , certamente alguns continuaram dispensando essa “necessidade”,mas com certeza isso estimulará novos dependentes.

    Constituir uma união gay desvirtua menos uma família do que um parceiro hétero decidir aderir ao movimento gay.

    Eu pedi que me demonstrasse de que modo o aumento dos homossexuais culminaria na extinção dos homossexuais.
    Não vi nem a mais remota evidência disto em sua resposta.

    r. não posso compartilhar dessa sua doideira, como posso tentar justificar esta sua falta de lógica, sem ser antipático ou desrespeitoso.

    O que eu consegui filtrar de seu discurso é que o aumento de homossexuais estimularia novos indivíduos a serem também. É isso mesmo?

    R. aumento da apologia , sim! pois como propaganda de drogas criaria novos dependentes

    O que a lógica nos diz na verdade é que o aumento de homossexuais assumidos estimula novos indivíduos (que já são homossexuais) a saírem do armário, pois vendo que não estão sozinhos nesta condição tendem a perder os medos e receios.

    r. sabe qual é o termo usado para destacar experiências no meio gay? Perguntam se o indivíduo é “um entendido no assunto”, ou seja tentam seduzir héteros, fazendo propaganda das experiência próprias. Você me pede por argumentos racionais, o prazer sexual é um instrumento utilizado pela natureza visando o propósito da reprodução dos seres, a preparação para a convivência social firmada pelo a instituição do casamento ,relações homos desvirtuam tudo isso, este é o preço que toda sociedade pagará se continuar aceitando o homossexualismo como algo natural aceitável. E que busca pelo prazer sexual vale tudo até mesmo se rebaixar literalmente ao nivel dos animais como voce ja citou, sou contra zoofilia, deveria ser enquadrado no abuso de incapaz o dificl sera conseguir provar quem é o parceiro mais irracional, oh vida cruel…ha…ha..ha…ha

    Ainda estou esperando argumentos racionais que comprovem que a “moda” homossexual, como você diz, realmente é capaz de fazer uma pessoa comprovadamente hétero se tornar homossexual.
    r. já respondi, ainda dei exemplo de um rapaz que entrou passou a trabalhar com gays , tornou-se um, e infelizmente morreu muito jovem vitima do HIV
    Existem a pratica de outros atos não gays que agridem a maioria, apenas psicologicamente, como limpar o nariz em publico, neste caso voce acha que também deveria ser respeitado o direito , ou se preferir a “necessidade” dessa minoria em detrimento da maioria que acha isso nojento ?
    Pela milésima vez explico.
    Um heterossexual tirando catota é tão feio quanto um homossexual tirando catota.
    Por favor, me apresente um argumento lógico e racional que sustente que um heterossexual fazendo qualquer coisa merece mais tolerância do que um homossexual fazendo exatamente a mesma coisa.

    r. ok você venceu! Concordo que eles possuam quase todos os direitos , pois ainda mantenho a prudência, reserva ou preconceito como você tenta desvirtuar, de que Gays não devam possuir o mesmo direito de adoção hetero
    no caso de um bebê crescer vendo seus pais gays se beijando e trocando caricias, futuramente não pode despertar nele tal desejo por outros homens ou faze-lo enxergar amiguinhos como sendo namorados mais “naturalmente” ?
    Certamente, uma criança criada por homossexuais enxergará a homossexualidade com mais naturalidade.
    Tanto melhor, pois ele verá exemplos de casais convencionais na sociedade e ao mesmo tempo entenderá que homossexualidade não é motivo de vergonha ou culpa.
    R. esta fazendo apologia ao homossexualismo ? Vê nisto uma outra opção psicologicamente saudável ou aceitável? Quando recém nascido, sua referencia básica, mais importante na formação inicial da sua personalidade será homossexual.
    Agora, se ele próprio se revelar homossexual e sentir atração pelos amiguinhos terá sido de forma totalmente natural seguindo uma tendência biológica pré-existente e não por pura influência dos pais.
    r. talvez transtorno mental, psicológico.

  66. Criaturo,

    a TV , novelas, BBBs e games fazem apologias ao homossexualismo e funcionam como estímulos a novas praticas de adultérios, cobiças, crimes e infelizmente até os jornais prestam um de serviço social, funcionando como uma escola para novos crimes, as leis então ,,,,,,,

    Você não apenas não demonstrou a falha no raciocínio como também confirmou a assertiva anterior.
    Não sei se reparou mas você acaba de validar a afirmação que homossexuais têm uma mente mais forte e menos influenciável que a sua.

    Não pode haver direitos iguais para pessoas diferentes, então deverá prevalecer a vontade da maioria

    Pedi um argumento racional mas você apenas repetiu a afirmação.
    A propósito, pode por favor me provar que a maioria da população é a favor da restrição de direitos para os homossexuais?

    por exemplo voces ateus também sentem-se oprimidos pela maioria crente não podendo se manifestar em publico, quando forem mais organizados e em maior numero aos poucos também conseguirão sair do armário.

    Eventualmente você pretende apresentar algum argumento para qualquer dos itens abordados ou apenas repetir insanidades?

    Mas na verdade não existe bondade e a tolerância é a mesma para ambos o lado, a minoria sempre se fará de vitimas, até chegarem a maioria para agora tambem poderem oprimir e reprimir a minoria divergente.

    Pelo visto sua opinião é sustentada por puro medo de se tornar minoria e acabar sendo vítima da mesma discriminação que você pratica hoje.

    Constatação lógica:
    – Aversão irreprimível: a ponto de defender restrições de direitos especificamente a homossexuais (discriminação);
    – Repugnância: a ponto de sentir repulsa ao presenciar demonstrações de homoafetividade (beijos);
    – Ódio: a ponto de não permitir que homossexuais pratiquem atos mesmo que estes atos não tenham reflexo na sua vida;
    – Preconceito: a ponto de afirmar que pedofilia é inerente ao homossexual e associar certas doenças a este tipo de pessoa.

    Alguém adivinha qual a definição da somatória das características acima relacionadas?
    Dica: Um participante do blog postou esta definição.

    o fato é o seguinte homossexualismo em locais públicos, incomoda a maioria hétero, pois serve como um mal exemplo a formação de jovens, porem existe outras questões bem mais importantes a serem discutidas e estabelecidas regras sociais e morais.

    Errado. O homossexualismo somente incomoda os héteros que têm uma aversão irracional a isso.
    Os heterossexuais mais esclarecidos e mais tolerantes às diferenças não se incomodam.
    Peço provas de que o primeiro tipo é a maioria.

    a teoria pode parecer simpática aos outros ,mas a pratica dela nem sempre poderá ser bem recebida por nós e isso tem nome.

    Que nome? Que teoria?

    Voce sendo pai autorizaria um gay e o seu filho hétero de 16 anos a conviverem juntos ?

    Sim.

    ” um menor totalmente no cio, e o outro louco para transar, beijar na boca e fazer caricias em locais públicos”

    Cio? Você não é muito acostumado a lidar com pessoas, não é mesmo?
    Me prove que no quesito pudor os homossexuais são diferente dos heteros.
    Discursos quilométricos e argumentação zero.

    A hipocrisia deseja desvirtuar prudência em preconceitos.

    Se não há preconceito por quê sua prudência se restringe a homossexuais? Heterossexuais não estupram? Não praticam pedofilia? Não têm AIDS?

    onde é que esta a racionalidade em querer inovar recebendo os novos amigos pela “porta dos fundos”, quando o mais sábio seria continua-la usando naturalmente como uma porta original apenas de saida

    Não é preciso racionalidade para experimentar e satisfazer estes tipos de desejo.

    Me explique racionalmente, de que forma o nome que esta pessoa vai apresentar interfere na sua vida ou na vida de qualquer outro?
    r. muitos homens héteros registrados com nomes femininos , entram com processo para poder muda-los.

    Percebi que não respondeu a pergunta. Apenas fez um comentário que não tem nada a ver com nada.
    Repito. O que o nome feminino do cara tem a ver com VOCÊ?

    voce contrataria um travesti para tomar conta do seu filho adolescente ?

    Não tenho nenhuma restrição quanto a isto.
    Pretendia chegar em algum lugar com esta pergunta?

    A não ser que você me prove que a pessoa “contraiu” a homossexualidade devido a distúrbio hormonal.
    r. exato

    Prova. Vai aparecer alguma?
    – – – – – – – – –
    Foi o que eu pensei.

    homossexualismo desvirtua a instituição da família na primeira sociedade humana , base sólida para nos habilitar convivermos em outras maiores.

    A tática padrão. Eu peço argumento e você apenas repete a mesma afirmação sem embasamento.

    (AIDS) é para todos , ser homo apenas aumenta o risco

    Alguma evidência?
    – – – – – – – – –
    Foi o que eu pensei.

    Então que tal um Papai Noel peladão segurando criancinhas no colo, voce teria algum tipo de preconceito contra essa novo movimento de nudista, olhe que eles também apresentarão bons motivos para poderem andarem pelados, mostrando abertamente a qual tipo de gênero pertencem.

    Pretende falar sobre o assunto em discussão ou continuar fugindo para outros temas?

    ahaááá! Quem aqui esta defendendo a discriminação de homossexuais ?
    Você quem esta querendo desvirtuar , prudência como se estivéssemos falando de preconceitos.

    Significado de discriminar:
    – Estabelecer diferenças. = destrinçar, diferençar, discernir, distinguir.
    – Colocar algo ou alguém de parte. = separar.
    – Tratar de modo desigual ou injusto, com base em preconceitos de alguma ordem, .notadamente sexual, religioso, étnico, etc.
    – Afastar-se ou colocar-se à parte.
    “discriminar”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/discriminar [consultado em 16-01-2014].

    Ainda quer negar que defender restrição de direitos especificamente a homossexuais seja discriminação.

    como se não permitíssemos um filho andar com gays, seria tão preconceituoso quanto não permitir que andem com ,profissionais do sexo.

    Ambos são preconceito.

    Se você sente-se seguro que seu filho mesmo convivendo com drogas esta isento de ser contaminado por ela , ou então considera este tipo de vicio seja algo aceitável. assim não ha nada que justifique tal preconceito ou melhor dizendo , estar fazendo uma previsão, ou ainda uma cautela preventiva.

    Quando a “cautela” só pende para um dos lados (homo) e ignora o outro (hétero), trata-se de preconceito. Admita ou me prove o contrário com argumentos.
    Se a sua causa é justa, não deveria ser tão dificil encontrar pelo menos um argumento.

    nesta historia toda entre os direitos gays só existe uma coisa que não aceito bem é um casal gay poder adotar e educar uma criança, confesso que ainda não me libertei deste tipo de prudência , quero dizer “preconceito”.

    Aaaaaleluia!
    Aaaaaleluia!
    Aleluia! Aleluia!
    Ale ê lu iá!

    Isso! Liberte-se de sua hipocrisia e admita.
    Todos (inclusive eu) temos alguns preconceitos. Este é o seu (ou um dos seus).
    O mais importante é reconhecer e procurar melhorar moralmente. O primeiro passo você já deu.

    O princípio da isonomia, um dos principais pilares do estudo do direito

  67. Criaturo,

    Como eu ia dizendo, o princípio da isonomia determina: “Tratar os iguais de forma igual e os desiguais de forma desigual na medida de suas desigualdades”.

    Se você afirma que heterossexuais devem ter mais direitos que os homossexuais, você deve demonstrar qual é a diferença que justifica esta desigualdade.

    Aguardo, de qualquer participante do blog um argumento racional e lógico.

  68. Marcos;

    O princípio da isonomia, um dos principais pilares do estudo do direito

    Esse princípio não é absoluto, há outros principios do direito como o princípio dos bons costumes, da decência… há inumeros casos em que o direito trata pessoas de forma diferente.

  69. Andre Lopes,

    Esse princípio não é absoluto, há outros principios do direito como o princípio dos bons costumes, da decência… há inumeros casos em que o direito trata pessoas de forma diferente.

    Não lembro de nenhum doutrinador do direito que tenha escrito sobre princípio dos bons costumes nem princípio da decência. Qual a bibliografia que você pesquisou?

    Além disso, você leu o trecho incompleto da minha mensagem.
    O princípio da isonomia determina “Tratar os iguais de forma igual e os desiguais de forma desigual na medida de suas desigualdades”.

    E ainda, é possível alguma decisão judicial violar algum princípio. Vemos este tipo de injustiça todos os dias nos telejornais. Mas isto não muda o princípio objetivo.

  70. Criaturo>/b>,
    Não adianta, aqui se você não aprovar o homosexualismo, vão te chamar de homofóbico. Ou você é homo-fan ou é homofóbido, não tem meio termo.

  71. Marcos,
    Concedo, chamemos então a definição de decência e bons costumes como conceitos do direito ao invés de princípios. Estes conceitos permeam as leis, o código civil, etc. Além disso, o direito reflete os valores sociais de seu tempo. Portanto, tornar ilegal uma conduta que vai contra os valores sociais é perfeitamente aceitável.

    Você disse ao Criaturo:

    Se você afirma que heterossexuais devem ter mais direitos que os homossexuais, você deve demonstrar qual é a diferença que justifica esta desigualdade.

    Como eu ia dizendo, o princípio da isonomia determina: “Tratar os iguais de forma igual e os desiguais de forma desigual na medida de suas desigualdades”.

    Aqui estamos falando de condutas em público, tomemos como exemplo o beijo homosexual vs. heterosexual. Qual a diferença entre eles que justique a diferença de tratamento?

    Primeiramente é necessário entender que um beijo é um ato praticado por 2 sujeitos, portanto, ambos os sujeitos tornam-se parte do ato e são indissociáveis do mesmo. Quais os sujeitos do beijo homosexual? Dois homens ou duas mulheres enquanto que no beijo heterosexual essa combinação é impossível. Portanto, beijo homosexual não é a mesma coisa que beijo heterosexual.Não há que se falar em princípio da isonomia se as partes envolvidas no ato não são as mesmas, tornando o ato em sí diferente. Alías, como você disse, o princípio da isonomia diz que se deve tratar de forma desigual os sujeitos na medida de sua desigualdade . O princípio da isonomia recomenda que a lei trate o beijo homosexual e o heterosexual de maneira diferente.

  72. Andre Lopes,

    chamemos então a definição de decência e bons costumes como conceitos do direito ao invés de princípios. Estes conceitos permeam as leis, o código civil, etc.

    Decência e bons costumes não são conceitos do direito. Estão mais para convenções da sociedade.
    Convenções como decência e bons costumes compõem exatamente os preconceitos que se impregnam dentro do direito e precisam ser combatidos através da aplicação dos princípios da justiça e direitos humanos.

    Além disso, o direito reflete os valores sociais de seu tempo.

    Exatamente. Por isso os princípios devem ser aplicados para avançar a moral da sociedade juntamente com a atualização das leis.

    Portanto, tornar ilegal uma conduta que vai contra os valores sociais é perfeitamente aceitável.

    Desde que não contrarie nenhum princípio do direito, como o da isonomia por exemplo.

    Não há que se falar em princípio da isonomia se as partes envolvidas no ato não são as mesmas, tornando o ato em sí diferente.

    Errado. É justamente nas diferenças que o princípio da isonomia tem sua importância ressaltada. Tratar com justiça os desiguais.

    Alías, como você disse, o princípio da isonomia diz que se deve tratar de forma desigual os sujeitos na medida de sua desigualdade .

    Você está interpretando o princípio da isonomia de forma equivocada. Tal princípio existe especificamente para tornar as relações humanas mais justas, igualando as condições daqueles que são diferentes.
    Pode confirmar o que eu digo estudando os doutrinadores do direito ou procurar algum jurista ou professor de direito (constitucional, direitos humanos, trabalhista, civil ou qualquer área, pois o princípio se aplica a todas).
    Não aceite simplesmente o que eu digo. Consulte os especialistas em direito.

    Alguns exemplos para mostrar seu equívoco:

    – Em concursos públicos, os testes físicos têm exigência menor para mulheres do que para homens. Qual a diferença entre eles que justifica esta medida?
    R: Comprovado cientificamente, mulheres têm uma estrutura corporal e muscular menos resistente que o homem, portanto seria injusto exigir o mesmo esforço de pessoas que cientificamente têm força física diferentes. Esta diferença está diretamente relacionada à diferença de tratamento.

    – Em processos trabalhistas a justiça tem um caráter mais protecionista em favor do empregado em relação ao empregador. Qual a diferença entre eles que justifica esta medida?
    R: O empregador (geralmente pessoa jurídica) costuma ter mais condições financeiras e estrutura jurídica para conduzir um processo trabalhista do que o trabalhador. Daí a maior exigência sobre o empregador quanto a apresentação de documentações e na maior parte das vezes até o ônus da prova é invertido. Perceba que a diferença está diretamente relacionada à diferença de tratamento.

    – As filas em bancos dão atendimento preferencial para idosos em relação a pessoas jovens. Que diferença entre eles que justifica esta distinção de tratamento?
    R: Justamente a idade. É fato científico que com a idade surgem diversos problemas de ordem óssea, muscular, psíquica, etc. que dão vantagens físicas às pessoas jovens em relação a idosos. Portanto, a distinção de tratamento se dá somente na medida da diferença entre os indivíduos.

    – Anteriormente, você exemplificou que é cobrado o uso de roupa sobre o peito das mulheres enquanto que aos homens é tolerado ficar com o peito exposto. Qual a diferença entre eles que justifica esta medida?
    R: Comprovado cientificamente, mulheres têm, por natureza, as mamas mais desenvolvidas (seios) que os homens, sendo considerada uma zona erotizada para as mulheres e não para os homens. *Esta diferença física justifica a diferença de tratamento.
    (*Ainda assim, o argumento é controverso e questionável)

    – (E agora um mau exemplo) Em exames de seleção de universidades públicas as pessoas da etnia negra têm uma vantagem sobre o restante da população podendo ingressar pelo regime de cotas raciais. Que diferença entre eles justifica esta medida?
    R: O movimento de igualdade racial argumenta que esta vantagem é devida pela diferença de acesso a um ensino preparatório de qualidade, o que deixaria negros em desvantagem no processo.
    Perceba que neste caso, a diferença entre eles (cor) não está relacionada com a real dificuldade dos negros. O fato é que a população negra tem menos acesso à educação por questões financeiras e não pela sua condição biológica. Portanto, sou terminantemente contra cotas raciais, pois estabelece a distinção entre pessoas justamente no ponto onde eles são iguais e não é porque foi autorizada pelo STF que passa a ser algo moral.

    Note que você está invocando o princípio da isonomia de forma distorcida justamente no sentido inverso ao que ele realmente se destina, como se ele servisse especificamente para institucionalizar a discriminação.

    Não peço que aceite o que eu digo. Procure os profissionais, juristas, professores e doutrinadores.
    Você perceberá que sua interpretação do princípio da isonomia está errado.

  73. Marcos,

    Convenções como decência e bons costumes compõem exatamente os preconceitos que se impregnam dentro do direito e precisam ser combatidos através da aplicação dos princípios da justiça e direitos humanos

    Discordo. Você traz à tona um direito ideológico que visa extirpar os bons costumes dos outros e colocar os seus próprios. O direito usa os bons costumes e a decencia como fontes de suas normas. A sociedade é fonte do direito. Há inúmeras figuras penais baseadas nesses conceitos, sem falar no direito de família e outros.

    Você está interpretando o princípio da isonomia de forma equivocada. Tal princípio existe especificamente para tornar as relações humanas mais justas, igualando as condições daqueles que são diferentes.

    Agora você misturou os assuntos. Princípio da isonomia tem uma definição muito clara e não depende de outros conceitos nem existe para proteger esse ou aquele. O que é uma relação humana mais justa é uma outra discussão ideológica para a qual o princío da isonomia é somente um dos conceitos que se pode levar em conta.

    Note que você está invocando o princípio da isonomia de forma distorcida justamente no sentido inverso ao que ele realmente se destina

    Errado. Você está dando destino ao princípio, inventando um novo princípio da isonomia que deveria chamar-se “Princípio da Isonomia mas desde que seja para proteger minoria”. É o princípio que só se aplica se for em uma direção, normalmente aquela que se ajusta à ideologia de quem o invoca.

    …como se ele servisse especificamente para institucionalizar a discriminação.

    Aqui você tomou uma opinião como fato. É você que está dizendo que é para institucionalizar a discriminação. Há opiniões divergentes.

    Não peço que aceite o que eu digo. Procure os profissionais, juristas, professores e doutrinadores.

    Agradeço, mas o direito não foi inventado ontem, muito menos o princípio da isonomia, e muito menos ainda no Brasil, portanto, se num passado ou em algúm outro lugar os homosexuais não têm exatamente os mesmos direitos dos heterosexuais, não é por que desconhecem o princípio citado.

    Em tempo, não perca muito o seu tempo com os “doutrinadores” brasileiros, o direito brasileiro é uma piada.

  74. Oiaaaaaaaaaaaa o Andre Lopes deve trabalhar em banca organizadora de concursos!! veja isso ai que ele propôs :

    Primeiramente é necessário entender que um beijo é um ato praticado por 2 sujeitos, portanto, ambos os sujeitos tornam-se parte do ato e são indissociáveis do mesmo. Quais os sujeitos do beijo homosexual? Dois homens ou duas mulheres enquanto que no beijo heterosexual essa combinação é impossível. Portanto, beijo homosexual não é a mesma coisa que beijo heterosexual.Não há que se falar em princípio da isonomia se as partes envolvidas no ato não são as mesmas, tornando o ato em sí diferente. Alías, como você disse, o princípio da isonomia diz que se deve tratar de forma desigual os sujeitos na medida de sua desigualdade . O princípio da isonomia recomenda que a lei trate o beijo homosexual e o heterosexual de maneira diferente.

    Antes de resolverem o problema preste atenção se é de analise combinatória ou de arranjo.

    Qtos casais é possivel formar na combinação acima? e quem beija quem?

    REsposta

    A) B) C) D)

  75. Marcos Kiyoji,

    Você não apenas não demonstrou a falha no raciocínio como também confirmou a assertiva anterior.
    Não sei se reparou mas você acaba de validar a afirmação que homossexuais têm uma mente mais forte e menos influenciável que a sua.

    r. apologia homo ainda esta começando fazer sucesso nas mideas,mas seus efeitos prosélitos já são observados em passiatas gays, ta na novela das 9:00 ta moda.

    A propósito, pode por favor me provar que a maioria da população é a favor da restrição de direitos para os homossexuais?

    r. só um plebiscito,mas da minha parte a restrição limita-se a adoções.

    por exemplo voces ateus também sentem-se oprimidos pela maioria crente não podendo se manifestar em publico, quando forem mais organizados e em maior numero aos poucos também conseguirão sair do armário.
    Eventualmente você pretende apresentar algum argumento para qualquer dos itens abordados ou apenas repetir insanidades?

    R.. há.ha..ha..ha….a coincidência existe ,mas a observação não foi bem vinda.
    Mas na verdade não existe bondade e a tolerância é a mesma para ambos o lado, a minoria sempre se fará de vitimas, até chegarem a maioria para agora tambem poderem oprimir e reprimir a minoria divergente.
    Pelo visto sua opinião é sustentada por puro medo de se tornar minoria e acabar sendo vítima da mesma discriminação que você pratica hoje.

    Ser a minoria não pode assustar um ser único, para mim isto é motivo de orgulho, para os outros uma sensação de alivio, ninguém merece mais de um Criaturo, né ?não trata-se de medo e sim de conhecer a natureza humana.

    Constatação lógica:
    – Aversão irreprimível: a ponto de defender restrições de direitos especificamente a homossexuais (discriminação);

    r. não discrimino

    – Repugnância: a ponto de sentir repulsa ao presenciar demonstrações de homoafetividade (beijos);

    r. Naõ acho isso algo normal, mas não chega a ser uma repulsa, por exemplo acho bastante normal países onde o ósculos masculnos é uma forma de demonstrar carinho ao se cumprimentar ,mas beijo na boca já é algo mais profundo , assim não iria assistir um filme romântico gay tipo “mountain cold “

    – Ódio: a ponto de não permitir que homossexuais pratiquem atos mesmo que estes atos não tenham reflexo na sua vida;

    r. chamo isso de imbecilidade, não é o meu caso, isso é coisa héteros frustrados, ou de malucos skin reds

    – Preconceito: a ponto de afirmar que pedofilia é inerente ao homossexual e associar certas doenças a este tipo de pessoa.
    Alguém adivinha qual a definição da somatória das características acima relacionadas?

    r. homos aumentam a chance de contaminação, fazem parte do grupo de riscos isso é fato e não preconceito

    Dica: Um participante do blog postou esta definição.
    o fato é o seguinte homossexualismo em locais públicos, incomoda a maioria hétero, pois serve como um mal exemplo a formação de jovens, porem existe outras questões bem mais importantes a serem discutidas e estabelecidas regras sociais e morais.
    Errado. O homossexualismo somente incomoda os héteros que têm uma aversão irracional a isso.
    Os heterossexuais mais esclarecidos e mais tolerantes às diferenças não se incomodam.
    Peço provas de que o primeiro tipo é a maioria.

    r. talvez você esteja exagerando um pouquinho.não sou a favor ,mas também não condeno.

    Voce sendo pai autorizaria um gay e o seu filho hétero de 16 anos a conviverem juntos ?
    Sim.
    r. é a favor da pedofilia ?

    ” um menor totalmente no cio, e o outro louco para transar, beijar na boca e fazer caricias em locais públicos”
    Cio? Você não é muito acostumado a lidar com pessoas, não é mesmo?

    r. não ,mas costumo perceber fraquezas

    Me prove que no quesito pudor os homossexuais são diferente dos heteros.

    R. não afirmo o contrario,mas a questão é outra e bastante simples, prazer a qualquer custo, ao preço da irracionalidade

    Discursos quilométricos e argumentação zero.
    A hipocrisia deseja desvirtuar prudência em preconceitos.

    Se não há preconceito por quê sua prudência se restringe a homossexuais? Heterossexuais não estupram? Não praticam pedofilia? Não têm AIDS?

    r. Se um juiz entregasse a guarda de um adolescente masculino e totalmente no cio,a um homossexual, estaria colocando um gavião velho para tomar conta de um pinto novo.
    Da mesma forma não entrega a guarda de uma adolescente de 16 anos a um homem solteiro, sem nenhum vinculo familiar muito forte e assim mesmo ainda há muita prudência quanto a este tipo de adoção.

    onde é que esta a racionalidade em querer inovar recebendo os novos amigos pela “porta dos fundos”, quando o mais sábio seria continua-la usando naturalmente como uma porta original apenas de saida
    Não é preciso racionalidade para experimentar e satisfazer estes tipos de desejo.

    r. exato como já comentei : Prazer ao custo da irracionalidade,então porque deveria concordar com isso ?

    Me explique racionalmente, de que forma o nome que esta pessoa vai apresentar interfere na sua vida ou na vida de qualquer outro?
    r. muitos homens héteros registrados com nomes femininos , entram com processo para poder muda-los.
    Percebi que não respondeu a pergunta. Apenas fez um comentário que não tem nada a ver com nada.

    Repito. O que o nome feminino do cara tem a ver com VOCÊ?
    r. questionou o fato de uma “mãe travesti adotiva” ser apresentada pelo seu filho com um nome masculino do tipo “sra. Armando Pinto,e que isto não constrangeria a criança adotada, argumentei que muitos homens héteros registrados com nomes feminino, entram na justiça pra evitar este constrangimento .A questão ainda permanece se esta adoção é viável do ponto de vista da criança
    voce contrataria um travesti para tomar conta do seu filho adolescente ?
    Não tenho nenhuma restrição quanto a isto.
    Pretendia chegar em algum lugar com esta pergunta?

    r. neste caso você deve confiar muito no travesti e no seu filho, ou então respeitar a vontade do seu filho se ele resolver também queimar a rosca dentro da sua casa, quem sabe se o travesti não acabe virando sua nora e genro ao mesmo temp, porque no mundo gay é assim mesmo “é dando que se recebe”..

    A não ser que você me prove que a pessoa “contraiu” a homossexualidade devido a distúrbio hormonal.
    r. exato
    Prova. Vai aparecer alguma?
    – – – – – – – – –
    Foi o que eu pensei.

    r. exato, concordei com você que não da mesmo para afirmar tal coisa, é você que esta dizendo isso e não eu.

    homossexualismo desvirtua a instituição da família na primeira sociedade humana , base sólida para nos habilitar convivermos em outras maiores.
    A tática padrão. Eu peço argumento e você apenas repete a mesma afirmação sem embasamento.

    r. ai fica difícil se você não consegue entender que o ser humano é um ser social devido ao sexo natural homem mulher e que homos desvirtuam esta sociedade natural e racional.

    (AIDS) é para todos , ser homo apenas aumenta o risco
    Alguma evidência?

    R. tente doar sangue e te perguntaram se você pertence ao grupo de risco gay e não adianta chorar, que isso não é preconceito e sim um fato que requer prudência.

    – – – – – – – – –
    Foi o que eu pensei.

    R. não foi!

    Então que tal um Papai Noel peladão segurando criancinhas no colo, voce teria algum tipo de preconceito contra essa novo movimento de nudista, olhe que eles também apresentarão bons motivos para poderem andarem pelados, mostrando abertamente a qual tipo de gênero pertencem.
    Pretende falar sobre o assunto em discussão ou continuar fugindo para outros temas?

    r. você decidiu advogar a causa gay, já destacando a opressão da classe, eu apenas digo que precedentes abrirão as portas para libertinagens para outras classes de oprimidos.

    ahaááá! Quem aqui esta defendendo a discriminação de homossexuais ?
    Você quem esta querendo desvirtuar , prudência como se estivéssemos falando de preconceitos.
    Significado de discriminar:
    – Estabelecer diferenças. = destrinçar, diferençar, discernir, distinguir.
    – Colocar algo ou alguém de parte. = separar.
    – Tratar de modo desigual ou injusto, com base em preconceitos de alguma ordem, .notadamente sexual, religioso, étnico, etc.
    – Afastar-se ou colocar-se à parte.
    r. o meu conceito de justiça, não pode ser direitos iguais para pessoas que agem diferentes.
    Por exemplo duas pessoas usam o mesmo tipo de droga, uma mantem o auto controle e não oferece danos a sociedade, já o outro sim.
    Neste caso estaria a lei sendo injusta proibindo o uso de drogas para ambos ? Estaria baseada em preconceitos ou prudência?
    é próprio de advogados distorcer conceitos morais, inverter valores para distorcem a razão transformando culpados em vitimas.

    Ainda quer negar que defender restrição de direitos especificamente a homossexuais seja discriminação.

    r. como se não permitíssemos um filho andar com gays, seria tão preconceituoso quanto não permitir que andem com ,profissionais do sexo?
    Ambos são preconceito.

    r. ok ! não permitir que nossos filhos andem com viciados em craque, também é preconceito ? ou seria prudência ?

    Se você sente-se seguro que seu filho mesmo convivendo com drogas esta isento de ser contaminado por ela , ou então considera este tipo de vicio seja algo aceitável. assim não ha nada que justifique tal preconceito ou melhor dizendo , estar fazendo uma previsão, ou ainda uma cautela preventiva.
    Quando a “cautela” só pende para um dos lados (homo) e ignora o outro (hétero), trata-se de preconceito. Admita ou me prove o contrário com argumentos.

    r. Sabemos que é muito comum a pedofilia também gay e que muitos compram crianças com esse intuito escuso, agora vamos supor que um homem entre com um pedido de adoção de um menino adolescente sem nenhum vinculo entre ambos, o juiz não concederá tal guarda nem se constatado a heterossexualidade desse homem , isto seria um pré conceito homofóbico ?

    nesta historia toda entre os direitos gays só existe uma coisa que não aceito bem é um casal gay poder adotar e educar uma criança, confesso que ainda não me libertei deste tipo de prudência , quero dizer “preconceito”.
    Aaaaaleluia!
    Aaaaaleluia!
    Aleluia! Aleluia!
    Ale ê lu iá!
    Isso! Liberte-se de sua hipocrisia e admita.

    r. Calma ai, irmão Marcos, isso não foi nenhum milagre!

    Todos (inclusive eu) temos alguns preconceitos. Este é o seu (ou um dos seus).
    O mais importante é reconhecer e procurar melhorar moralmente. O primeiro passo você já deu.
    O princípio da isonomia, um dos principais pilares do estudo do direito
    r. ufa! Você estava quase me convencendo que eu era um anormal!
    Mas veja o aspecto natural psicológico, é fato que famílias desestruturadas, criam adultos emocionalmente com algum nível de desequilíbrio, para mim equilíbrio significa pai e mãe, nem dois pais, nem duas mães, nem uma mãe mangueiruda, nem um pai que parece mais uma mulher.

  76. Marcos
    Como eu ia dizendo, o princípio da isonomia determina: “Tratar os iguais de forma igual e os desiguais de forma desigual na medida de suas desigualdades”.
    Se você afirma que heterossexuais devem ter mais direitos que os homossexuais, você deve demonstrar qual é a diferença que justifica esta desigualdade.
    Aguardo, de qualquer participante do blog um argumento racional e lógico.

    o que eu afirmo é: que somos indivíduos únicos, que por essa razão pessoas devem ser julgada apenas pelas suas ações ,se são prejudiciais ou bem feitoras do bem comum a maioria.
    continua exagerando, meu preconceito ao qual prefiro ver como “prudência” limita-se a vedação da adoção , principalmente de adolescente a gays ou a pessoas solteiras.

  77. me ocorreu uma coisa, ja imaginaram se Adão fosse homossexual ?
    Eva: Vai Adão come logo a fruta que eu tô te oferecendo!
    Adão : Menina não insista, ja falei que dessa sua fruta eu não como! deus deve ta de sacanagem comigo me empurrando essa mucréia, eu tava de olho mesmo era na “cobra”,mas ai apareceu essa intrometida, entre mim e aquela cobra enorme, aff, vou fugir do paraíso e procurar por outras cobras, que é o que eu gosto mais .
    deus : onde foi que eu errei? La se foi o crescei e multiplicai-vos racionalmente .

  78. Criaturo

    Vamos todos fazer de conta que por “famílias desestruturadas” deveremos entender que são só as formadas por, como é mesmo? “mães mangueirudas e pais que mais parecem mulher”.

    Façamos de conta que nas famílias tradicionais, formadas por homens-homens e mulheres-mulheres jamais acontecem estupros, espancamento, privação de comida, cárcere privado, abusos de todo tipo contra as crianças. Nunca, jamais em tempo algum uma criança apareceu morta num pronto-socorro, cheia de hematomas, fraturas e queimaduras de cigarro pelo corpo, com seus pais tão lindamente normais e heterossexuais dizendo que essa criança caiu da escada/tropeçou/trombou com a porta…

    É tão lindo e perfeito esse mundo de famílias “tradicionais”, não é?

    Oremos todos para que Deus, pode ser até o seu Deus-Tartaruga, não permita que homossexuais formem famílias.
    Não queremos ver tanta perfeição maculada, não é mesmo?

  79. André Lopes diz:

    Em tempo, não perca muito o seu tempo com os “doutrinadores” brasileiros, o direito brasileiro é uma piada.

    Sim, Marcos Kiyoji, explique-se.
    Como é que você se dá o trabalho de pesquisar e postar uma tão detalhada explanação sobre o princípio da isonomia, se o Direito brasileiro é uma piada?
    Acaso você não sabe que nós brasileiros vivemos na Suíça? Que temos nós com o Direito brasileiro?

  80. Criaturo, você escreveu alguma coisa para mim nesta data e horário abaixo:

    Criaturo, em 15/01/2014 às 19:44 disse:

    De certo eu vi somente o escrito LEO é imagino que era para mim. Bom não falei para você, e muito menos vou me ter de rogado, passei direto pelo seu comentário, isto porque qualquer coisa que você ”vomitar” neste quadrinho, não vai interferir em minha vida para melhor ou pior, pode por Deus na causa ou tirar ele da causa conforme você quiser ou desejar, vai dar a mínima, ele nunca entrou na minha janela com a varinha de condão e disse. Seja hetero chazam!! E olha que algumas vezes eu pedi isto.
    Mais pedir algo a Deus vai na mão do que já li muito aqui no blog, se acontecer foi Deus, se não acontecer foram os desígnios de Deus, ou seja remédio com 100 % de eficácia.

  81. Leo
    De certo eu vi somente o escrito LEO é imagino que era para mim. Bom não falei para você, e muito menos vou me ter de rogado, passei direto pelo seu comentário, isto porque qualquer coisa que você ”vomitar” neste quadrinho, não vai interferir em minha vida para melhor ou pior, pode por Deus na causa ou tirar ele da causa conforme você quiser ou desejar, vai dar a mínima, ele nunca entrou na minha janela com a varinha de condão e disse. Seja hetero chazam!! E olha que algumas vezes eu pedi isto.

    Leo peço desculpas se o ofendi, reconheço ter me equivocado quanto a nobreza deste seu argumento ao qual te dou total razão:

    Agora a igreja toda poderosa e que determina, que so pode existir amor entre h e m, mais esta mesma igreja fala que se o casamento não puder ser consumado não se pode casar( paraplégicos, inválidos, não pode casar pois não podem consumar ato) intressantissimo isto, o amor fica de lado, o negocio no preto e no branco e se não puder ….. não tem casamento.

    De fato seu exemplo no amor da união de impossibilitados do prazer sexual é o mais puro exemplo do verdadeiro amor a ser seguido por todos,mas voce deveria aceitar que esse tipo de “amor verdadeiro que dispensa o prazer sexual” é o oposto do casamento gay que nasce apenas exclusivamente por este tipo de prazer.
    ou voce poderia apresentar um casal gay de impossibilitados natos do prazer sexual ?

    Mais pedir algo a Deus vai na mão do que já li muito aqui no blog, se acontecer foi Deus, se não acontecer foram os desígnios de Deus, ou seja remédio com 100 % de eficácia.
    Escolher onde cara, será, eu sinceramente não me lembro de ter marcado quadrinho algum dizendo que optava por ser homossexual e sou.

    não condeno nem tenho o direito de condenar a necessidade dos outros,mas também não sou obrigado a ser simpático ou compactuar com elas .
    alguns por razões desconhecidas, nascem com pre disposições, outros tronam se viciados quando decidem ao experimentarem persistindo se fazem viciados.
    Deus sempre o estará ajudando, nem sempre da forma mais fácil que voce gostaria e ele sempre respeitará a sua decisão .
    Desejo a voce que seja feliz da forma que desejar ser feliz.

  82. Adamantdog:

    Qtos casais é possivel formar na combinação acima? e quem beija quem?

    Faltou alternativa E: todos deixam de lado essa masturbação mental e vão para uma suruba!

  83. ssrodrigues:
    Não me leve a mal, eu gosto do meu país, mas o direito brasileiro é muito ruim mesmo. O judiciário não decide nada, custa caríssimo e vive arquivando processo ‘sem decisão de mérito’. O ensino do Direito então… só se melhorou, mas qdo eu estudei perdi 5 anos esquentando cadeira e lendo ‘doutrinadores’ que falavam bonito e ensinavam como a ciência jurídica (que não é ciência coisa nenhuma) tem respostas que o senso comum não tem. Ao sair desse meio verifiquei que o senso comum responde 99% das perguntas. Veja a piada que são as liminares… um prende o outro solta, prende de novo…. enfim, essa é uma longa discussão.

  84. Concordo , as leis brasileiras principalmente o código penal, não são serias, o sistema esta falido, e tudo isso não passa de um grande faz de contas poupando custos governamentais, em detrimento da justiça e pior da ordem e da paz da nação brasileira.

  85. André Lopes

    O Direito brasileiro até pode ser muito ruim mesmo, mas como somos brasileiros vivendo no Brasil, é dele que temos de nos valer. Não tem o menor cabimento você dizer ao Marcos Kiyoji para “não perder tempo com os doutrinadores brasileiros, o direito brasileiro é uma piada”, quando o assunto em pauta é uma questão que só pode ser tratada sob os códices legais que vigem no Brasil e que por sua vez só podem ser interpretados e aplicados por brasileiros.

    Deveríamos analisar e decidir as questões relativas aos homossexuais à luz do Direito de qual país? Você conhece algum Estado no mundo que faz esse tipo de coisa?

    E no entanto, por ruim que você ache o Direito brasileiro, não me surpreenderia se o seu nível de insatisfação sofresse uma drástica redução caso ficasse estabelecido legalmente que os homossexuais, de então em diante, estariam proibidos de qualquer manifestação pública de sua condição.

  86. ssrodrigues:
    Qdo falei ao Marcos para não perder tempo com doutrinadores brasileiros foi no sentido de realmente entender o que significa princípio da isonomia como princípio filosófico e não legalista. Estávamos filosofando se o beijo homosexual equivaleria ao beijo heterosexual. Se a intenção for ver o que manda a lei brasileira, é só ler a lei que regula o assunto.

  87. SS

    Vamos todos fazer de conta que por “famílias desestruturadas” deveremos entender que são só as formadas por, como é mesmo? “mães mangueirudas e pais que mais parecem mulher”.

    r. desestruturada no sentido psicológico,mas se voce acha normal uma criança ser criada em uma “gaiola das loucas”.

    É tão lindo e perfeito esse mundo de famílias “tradicionais”, não é?

    r. a vida de fato é linda embora não possua função de nos agradar, da mesma forma que o nosso comprometimento em agradar aos outros também é fraco

    Oremos todos para que Deus, pode ser até o seu Deus-Tartaruga, não permita que homossexuais formem famílias.
    Não queremos ver tanta perfeição maculada, não é mesmo?

    r. dos males o menor , o juizo esta ai para determina-lo

  88. Andre Lopes,

    Você traz à tona um direito ideológico que visa extirpar os bons costumes dos outros e colocar os seus próprios.

    Trata-se simplesmente do princípio que dá embasamento a tudo que se conhece como senso de justiça e humanidade. Sem este princípio para garantir as liberdades individuais, só restaria a opção da luta armada entre os diferentes grupos, pois cada um defenderia direitos especiais para si ao invés da igualdade.

    O direito usa os bons costumes e a decencia como fontes de suas normas. A sociedade é fonte do direito. Há inúmeras figuras penais baseadas nesses conceitos, sem falar no direito de família e outros.

    Não digo que não sejam importantes, mas se limitar a distribuir direitos e liberdades individuais baseado nos “bons costumes”, que quase sempre estão contaminados pelo preconceito, é estagnar a moral humana.
    Se este tipo de pensamento tivesse vigorado desde à antiguidade, nossa moral e nossas leis não teriam evoluído e ainda estaríamos chicoteando negros pelos bons costumes e restringindo direitos das mulheres para respeitar os bons costumes.

    Princípio da isonomia tem uma definição muito clara e não depende de outros conceitos nem existe para proteger esse ou aquele.

    O princípio da isonomia é literalmente o que eu escrevi e realmente não serve para proteger esse ou aquele. Ele serve para proteger todos, como o faz.

    O que é uma relação humana mais justa é uma outra discussão ideológica para a qual o princío da isonomia é somente um dos conceitos que se pode levar em conta.

    Para se ter justiça, o princípio da isonomia não é o único mas é indispensável.

    Você está dando destino ao princípio, inventando um novo princípio da isonomia que deveria chamar-se “Princípio da Isonomia mas desde que seja para proteger minoria”. É o princípio que só se aplica se for em uma direção, normalmente aquela que se ajusta à ideologia de quem o invoca.

    Se você tivesse estudado como sugeri já teria percebido que o princípio da isonomia protege a todos e age em todas as direções, pois se aplica “na medida de suas diferenças”.

    o direito não foi inventado ontem, muito menos o princípio da isonomia, e muito menos ainda no Brasil, portanto, se num passado ou em algúm outro lugar os homosexuais não têm exatamente os mesmos direitos dos heterosexuais, não é por que desconhecem o princípio citado.

    Tem razão. Homossexuais não têm os mesmos direitos dos heterossexuais não porque desconhecem o princípio da isonomia, mas porque pessoas como você o desconhecem ou o ignoram em benefício próprio.

    Em tempo, não perca muito o seu tempo com os “doutrinadores” brasileiros, o direito brasileiro é uma piada.

    Demonstra desprezo por um ramo do conhecimento que afeta ampla e diretamente a sua vida. Péssimo sinal. Parece valorizar a ignorância.

    o direito brasileiro é muito ruim mesmo. O judiciário não decide nada, custa caríssimo e vive arquivando processo ‘sem decisão de mérito’.

    Está confundindo “direito” com “poder judiciário”.
    Os absurdos da nossa justiça ocorrem justamente quando da não observância dos princípios, entre eles o da isonomia.

    O ensino do Direito então… só se melhorou, mas qdo eu estudei perdi 5 anos esquentando cadeira e lendo ‘doutrinadores’ que falavam bonito e ensinavam como a ciência jurídica (que não é ciência coisa nenhuma) tem respostas que o senso comum não tem.

    Vê-se que foram cinco anos perdidos, mas está culpando as pessoas erradas pelo desperdício do seu tempo.

    Ao sair desse meio verifiquei que o senso comum responde 99% das perguntas.

    Triste. Alguns até acreditam que a biblia responde 100%.

  89. Criaturo,

    não discrimino

    Discriminar é fazer distinção, ou seja, dar privilégios ou penalidades diferentes para indivíduos que são iguais.
    Você defende que dois seres igualmente humanos e igualmente cidadãos tenham distinção de privilégios não baseados em suas diferenças.
    Trata-se de discriminação e isto é literal. Aliás, é o exemplo mais clássico que existe de discriminação.

    homos aumentam a chance de contaminação, fazem parte do grupo de riscos isso é fato e não preconceito

    Seus fatos estão desatualizados uns 25 anos. Homossexualidade não é sinônimo nem pré-requisito para promiscuidade.

    é a favor da pedofilia ?

    Não.

    prazer a qualquer custo, ao preço da irracionalidade

    Fazer algo que te causa prazer não é irracional.

    Da mesma forma não entrega a guarda de uma adolescente de 16 anos a um homem solteiro, sem nenhum vinculo familiar muito forte e assim mesmo ainda há muita prudência quanto a este tipo de adoção.

    Estupros acontecem também com heterossexuais e até envolvendo pais, mães e tios. Isto está relacionado ao caráter da pessoa e não com sua orientação sexual.

    onde é que esta a racionalidade em querer inovar recebendo os novos amigos pela “porta dos fundos”, quando o mais sábio seria continua-la usando naturalmente como uma porta original apenas de saida

    Se alguém gosta de dançar não é irracional escolher dança ao invés de canto.
    A boca serve para comer e o nariz para respirar, mas se alguém se sente sem fôlego não é irracional utilizar a boca para respirar, mesmo estando fora de sua função original.
    Se a pessoa sente prazer em outras regiões do corpo e reage a estímulos diferentes, nada mais racional do que aproveitar.

    questionou o fato de uma “mãe travesti adotiva” ser apresentada pelo seu filho com um nome masculino do tipo “sra. Armando Pinto,e que isto não constrangeria a criança adotada, argumentei que muitos homens héteros registrados com nomes feminino, entram na justiça pra evitar este constrangimento

    Em primeiro lugar, não minta. Eu não afirmei que não há constrangimento. Apenas ressaltei que não é da sua conta.
    Se a criança será ou não ridicularizada pelos colegas, só depende de o restante das crianças terem recebido ou não uma educação não-discriminatória em casa.
    Minha pergunta se mantém. Porque o constrangimento de OUTROS interfere na SUA vida?

    neste caso você deve confiar muito no travesti e no seu filho, ou então respeitar a vontade do seu filho se ele resolver também queimar a rosca dentro da sua casa,

    Meu senso de confiança avalia o caráter da pessoa e não sua orientação sexual.

    ai fica difícil se você não consegue entender que o ser humano é um ser social devido ao sexo natural homem mulher e que homos desvirtuam esta sociedade natural e racional.

    Quem não entende é você. O homem é um animal social independente do sexo natural homem-mulher. Homossexuais também vivem em sociedade.
    Você afirma que gays “desvirtuam” a sociedade mas não explica como. Como os gays vão forçar aqueles que são hétero a se tornarem gays?

    tente doar sangue e te perguntaram se você pertence ao grupo de risco gay e não adianta chorar, que isso não é preconceito e sim um fato que requer prudência.

    O conhecimento humano avançou um pouco nos últimos 25 anos.
    Talvez precise conviver um pouco mais em sociedade.

    o meu conceito de justiça, não pode ser direitos iguais para pessoas que agem diferentes.

    Concordo com você. Mas a diferença de direitos que formos definir deve estar especificamente relacionada à diferença entre os indivíduos. No caso dos homossexuais, não está.

    Por exemplo duas pessoas usam o mesmo tipo de droga, uma mantem o auto controle e não oferece danos a sociedade, já o outro sim. Neste caso estaria a lei sendo injusta proibindo o uso de drogas para ambos ? Estaria baseada em preconceitos ou prudência?

    Se é uma referência a héteros e homos, vale lembrar que o auto-controle de ambos é o mesmo. Se houvesse diferença de tratamento pela lei seria preconceito.

    é próprio de advogados distorcer conceitos morais, inverter valores para distorcem a razão transformando culpados em vitimas.

    Se está sugerindo que eu seja advogado vou tomar como um elogio. Devo ter dado a impressão de ter um conhecimento jurídico razoável.
    Não sou advogado, mas nesta situação fica flagrantemente evidente quem é a vítima e quem é o opressor. Não é necessário distorcer nada.

    não permitir que nossos filhos andem com viciados em craque, também é preconceito ? ou seria prudência ?

    No caso do drogado o perigo é real, pois devido ao entorpecimento o usuário pode se tornar violento.
    Mas se meu medo é que meu filho se vicie também, impedir este contato seria preconceito.
    Perceba que sua comparação não procede, pois homossexualidade não está relacionada a violência e nem tampouco é contagiosa.

    Se você sente-se seguro que seu filho mesmo convivendo com drogas esta isento de ser contaminado por ela , ou então considera este tipo de vicio seja algo aceitável.

    Não existe contaminação por homossexualidade.

    Sabemos que é muito comum a pedofilia também gay e que muitos compram crianças com esse intuito escuso

    “Sabemos” quem? Pedofilia é tão comum em homo quanto em hétero. Acho que você anda acreditando demais em “hoaxes” de internet.

    vamos supor que um homem entre com um pedido de adoção de um menino adolescente sem nenhum vinculo entre ambos, o juiz não concederá tal guarda nem se constatado a heterossexualidade desse homem , isto seria um pré conceito homofóbico ?

    É você quem diz que o juiz não concede.
    Se a decisão for baseada na orientação sexual trata-se claramente de preconceito.

    meu preconceito ao qual prefiro ver como “prudência” limita-se a vedação da adoção , principalmente de adolescente a gays ou a pessoas solteiras

    Se você prefere mudar o nome da “coisa” só pra se sentir melhor consigo mesmo, vá em frente. Só não pense que está enganando alguém.

  90. Criaturo,

    Grata por iluminar minha tremenda ignorância com sua vasta sabedoria…
    Não fosse por você eu continuaria pensando que crianças abusadas por pais abençoados-por-deus, heterossexuais e pertencentes às famílias tradicionais, têm sérios, muitas vezes irreversíveis danos psicológicos.
    Agora graças a você eu sei que não importa quão cuidadosos, responsáveis e equilibrados sejam os possíveis pais homossexuais, somente crianças eventualmente criadas por eles é que sofrerão distúrbios psicológicos.

    Então não seja tímido, Criaturo, não limite sua sabedoria estelar a este blog, compartilhe com o mundo.
    Harvard, Cambridge, Yale, Oxford, te esperam. O céu é o limite!

    André Lopes

    Meus agradecimentos a você também, por fazer ver que minha compreensão da palavra escrita é lastimável. Imagine que em nenhum momento entendi que se tratava de uma discussão filosófica.
    Mas como você diz que é esse o caso, não preciso mais pensar que de fato foram cinco anos perdidos por você no estudo do Direito.

  91. O discurso do homossexualismo é antigo e será eterno. Eu particularmente não tenho preconceito em ter amigo gay ou estar em um ambiente com gays. Não sou a favor de movimentos ou passeatas, mas respeito bastante a opção de cada um. Meu pensamento pode até ser um pouco retrógrado, mas achar que gay é como bicho, ou que deve ir ao inferno sem escalas é um pensamento que só a maravilhosa mente alienada dos religiosos pode ter, essa gente me faz sentir vergonha alheia.

  92. Andre:
    Eu diria não generalizar, há religiosos sérios que lseguem o mandamento de separar o comportamento da pessoa, ou seja, todos são dignos de respeito e amor, ainda que se desaprove a conduta, esse é o ensinamento do Cristianismo.(católico pelo menos, mas acredito ser igual na maioria das igrejas cristãs)

  93. ssrodrigues:
    Sim, 5 anos perdidos…. E o que você estudou na vida? Acha que valeu a pena?

  94. Marcos:

    Homossexuais não têm os mesmos direitos dos heterossexuais não porque desconhecem o princípio da isonomia, mas porque pessoas como você o desconhecem ou o ignoram em benefício próprio.

    Of course…

    Quando eu disse que o Direito brasileiro é uma piada, você disse:

    Demonstra desprezo por um ramo do conhecimento que afeta ampla e diretamente a sua vida. Péssimo sinal. Parece valorizar a ignorância.

    1 – Ramo do conhecimento é o Direito. Eu disse Direito BRASILEIRO é uma piada. Nem preciso concluir, né?
    2 – Chamar algo de ruim e recomendar que você estude algo melhor é valorizar a ignorância? Tem alguma coisa a ver? Não consigo entender essa associação,

    Os absurdos da nossa justiça ocorrem justamente quando da não observância dos princípios, entre eles o da isonomia.

    Quase que finalmente concordamos em algo. Digo que os absurdos da justiça ocorrem pela mentalidade exageradamente formalista dos nossos juristas (a adivinha onde eles aprenderamm isso?). Uma mentalidade mais prática, visando a justiça no caso concreto, e com a aplicação os princípios gerais do Direito se chegaria a uma justiça mais efetiva.

    Vê-se que foram cinco anos perdidos

    Opa…olha o rancor…

    mas está culpando as pessoas erradas pelo desperdício do seu tempo.

    Agradeço se puder me mostrar a quem eu culpei. Não sabia que eu havia culpado ‘pessoas’.

    Triste. Alguns até acreditam que a biblia responde 100%

    Não sei de que tipo de cristão você está falando, certamente não os católicos. De qualquer forma, infelizmente há religiosos, homosexuais, heterosexuais, políticos, etc para todo tipo de exageros.

  95. Marcos

    não discrimino

    Discriminar é fazer distinção, ou seja, dar privilégios ou penalidades diferentes para indivíduos que são iguais.
    Você defende que dois seres igualmente humanos e igualmente cidadãos tenham distinção de privilégios não baseados em suas diferenças.
    Trata-se de discriminação e isto é literal. Aliás, é o exemplo mais clássico que existe de discriminação.

    r. não sou eu que discrimino indivíduos, é a natureza que se encarrega de impor diferenças entre um casal homo e um casal hétero.
    E no caso da adoção a prudência deverá existir para todos.
    Existe o sexos homem & mulher, mas agora estão reivindicando os mesmo direitos para criação de um novo sexo: “o sexo gay”.
    Pode existir os mesmo direitos para sexos opostos, licença maternidade amamentação ? seres humanos são indivíduos diferentes…he..he..he.he.
    Alguns direitos são concedidos exclusivamente ao sexo, moralmente : “mulheres e crianças primeiro”, o fato de um homem, desejar,pensar , agir , falar, se travestir, mutilar-se, moralmente não lhe será concedido os mesmos direitos do sexo feminino.

    homos aumentam a chance de contaminação, fazem parte do grupo de riscos isso é fato e não preconceito

    Seus fatos estão desatualizados uns 25 anos. Homossexualidade não é sinônimo nem pré-requisito para promiscuidade.

    r. alguns grupos, se aproveitam do fato de serem a minoria para se fazerem de vitimas oprimidas, assim procuram levar de vantagem para reivindicar algum tipo de benefícios, alegam para isso que tudo é descriminação e preconceitos.
    para não ser rotulado de homofóbicos preconceituosos a hipocrisia manda amenizar os termos: “grupos de riscos” para “comportamento de risco”, isto é para valido apenas para o quesito “promiscuidade”, mas é um fato inegável em que relações anais aumentam o os riscos de DSTs.
    http://noticias.terra.com.br/educacao/voce-sabia/sintomas-riscos-tratamento-veja-10-verdades-sobre-a-aids,fd48c087e60ea310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html

    prazer a qualquer custo, ao preço da irracionalidade

    Fazer algo que te causa prazer não é irracional.

    r. vai dizer isso ao maníaco do parque, aos canibais, aos Nardonis, Gil Hugai, Silvana Hischintoff
    Ações irracionais visando o prazer a qualquer custo só pode acabar dando em “merda” mesmo.

    Da mesma forma não entrega a guarda de uma adolescente de 16 anos a um homem solteiro, sem nenhum vinculo familiar muito forte e assim mesmo ainda há muita prudência quanto a este tipo de adoção.

    Estupros acontecem também com heterossexuais e até envolvendo pais, mães e tios. Isto está relacionado ao caráter da pessoa e não com sua orientação sexual.

    R. sim,mas no caso em questão tal adoção não será concedida, por ser considerada muito suspeita, ou seja aqui o preconceito é valido e terá que ser aceito como “prudência”, que seria aumentada caso o indivíduo apresentasse o “agravante ” de ser homossexual .

    Por exemplo duas pessoas usam o mesmo tipo de droga, uma mantem o auto controle e não oferece danos a sociedade, já o outro sim. Neste caso estaria a lei sendo injusta proibindo o uso de drogas para ambos ? Estaria baseada em preconceitos ou prudência?

    Se é uma referência a héteros e homos, vale lembrar que o auto-controle de ambos é o mesmo. Se houvesse diferença de tratamento pela lei seria preconceito.

    Adoção de adolescentes feita por solteiros sem fortes argumentos, são prudentemente rejeitadas por todos os juízes, independente das opções sexuais envolvidas.
    Mas principalmente quando existe a possibilidade um encaixe sexual propicio seja ele natural o não.

    Perceba que sua comparação não procede, pois homossexualidade não está relacionada a violência e nem tampouco é contagiosa.

    r. depende do equilíbrio mental de cada um, quando vejo repetitivas propagandas afirmando que tal coisa é maravilhosa eu não saio correndo para compra-la, nem vou aderir a moda.
    Posso ser obrigado conviver com pessoas desbocadas também sem deixar me contaminar,mas muitos se deixam influenciar pelo meio.

    onde é que esta a racionalidade em querer inovar recebendo os novos amigos pela “porta dos fundos”, quando o mais sábio seria continua-la usando naturalmente como uma porta original apenas de saida

    Se alguém gosta de dançar não é irracional escolher dança ao invés de canto.
    A boca serve para comer e o nariz para respirar, mas se alguém se sente sem fôlego não é irracional utilizar a boca para respirar, mesmo estando fora de sua função original.
    Se a pessoa sente prazer em outras regiões do corpo e reage a estímulos diferentes, nada mais racional do que aproveitar.

    Se pensa assim, bom proveito!

    r. fomos criados racionalmente com duas opções de respiração, neste caso voce esta querendo desvirtuar a razão da natureza em prol do prazer irracional a qualquer custo.

    Prazer irracional a qualquer custo, seria obter um prazer mais intenso e mais rápido excitando a próstata direta e indevidamente fazendo uso de meios antinatural como um pênis, como preço dessa pratica temos:

    veja esta opinião medica:

    Não se esqueça da camisinha porque as DST representam um risco real para os parceiros e o ânus é o local de maior risco de contágio.

    Incontinência anal:
    A incontinência é definida como a perda involuntária do conteúdo retal pelo ânus. Incontinência anal:
    A incontinência é definida como a perda involuntária do conteúdo retal pelo ânus. Acho que o uso repetido de objetos de forma repetitiva e algumas vezes de calibre ou tamanho progressivo determinou um esgarçamento de forma progressiva dos músculos anais responsáveis pela continência com o aparecimento da incontinência.

    http://www.medicinaintegrada.med.br/interatividade.asp?Op=guia

    É Racional observarmos que a próstata providencialmente esta localizada em um local livre de contatos externos e que o mal uso dessa glândula sexual assim como do reto, implicará em , riscos de contaminações, disfunções físicas e psicológicas.
    Uma bactéria intestinal possui função naturalmente benéficas no intestino grosso, ao passo que migrando indevidamente para as vias urinarias pode levar o indivíduo a morte por infecção urinaria.
    Marcos quando um ser desconhecido invade indevidamente o nosso organismo, nosso sistema imunológico entra em ação combatendo tal invasor.
    Mas e quando tal invasor for uma célula destinada a perpetuação da espécie, ou seja um esperma ? Nosso sistema imunológico perderá sua função pois não poderá ir contra a perpetuação da espécie e dirá “seja bem HIV”.

    Porque o constrangimento de OUTROS interfere na SUA vida?

    r. não interfere, apenas discutimos quais os custos de tais praticas, equilíbrio mental , físico e social.

    Você afirma que gays “desvirtuam” a sociedade mas não explica como. Como os gays vão forçar aqueles que são hétero a se tornarem gays?

    r. qualquer um que em condições normais deseje mudar sua natureza sexual desvirtua a sociedade homem mulher

    Não existe contaminação por homossexualidade.

    r. psicológicas , sim!

    Sabemos que é muito comum a pedofilia também gay e que muitos compram crianças com esse intuito escuso

    “Sabemos” quem? Pedofilia é tão comum em homo quanto em hétero. Acho que você anda acreditando demais em “hoaxes” de internet.

    r. bom antigamente era muito comum “veados” pagarem crianças para manter relações sexuais com elas, mas agora com o homossexualismo incentivado se alastrado cada vez mais, o sexo homo esteja mais facilitado entre os adultos , foi diminuindo esse tipo de pedofilia gay.

    vamos supor que um homem entre com um pedido de adoção de um menino adolescente sem nenhum vinculo entre ambos, o juiz não concederá tal guarda nem se constatado a heterossexualidade desse homem , isto seria um pré conceito homofóbico ?

    É você quem diz que o juiz não concede.
    Se a decisão for baseada na orientação sexual trata-se claramente de preconceito.

    E não concede ,mesmo! pois trata-se de prudência.
    Mas baseados no que voce tenta insinuar ao contrario ?

    meu preconceito ao qual prefiro ver como “prudência” limita-se a vedação da adoção , principalmente de adolescente a gays ou a pessoas solteiras

    Se você prefere mudar o nome da “coisa” só pra se sentir melhor consigo mesmo, vá em frente. Só não pense que está enganando alguém.

    r. sim ,mas isto é valido para você também.

  96. SS

    Grata por iluminar minha tremenda ignorância com sua vasta sabedoria…
    Então não seja tímido, Criaturo, não limite sua sabedoria estelar a este blog, compartilhe com o mundo.
    Harvard, Cambridge, Yale, Oxford, te esperam. O céu é o limite!

    Não precisa ser tão modesta minha deusa, tambem aprendi muito com suas postagens neste blog: https://deusilusao.com/2013/10/10/eu-sou-muito-melhor-que-deus-2/#comment-44308
    Continue por aqui nos brindando com sua modesta humildade é de encher os olhos,ou seria o sacos ?

  97. Marcos o anônimo acima fui eu

  98. Criaturo

    Esse meu texto realmente te incomodou, hein? Bom saber.

    Por falar em incômodo, há um tempo atrás você ficou irado com o Warlei Alves por te definir como troll.
    Diz o ditado que se conselho fosse bom a gente não dava, vendia, mas aceite este pelo que valha (ou não):

    Antes de postar absurdos com esse tom professoral, como essa resposta ao Marcos,vá se informar, estudar um pouco, para não passar por troll ou pior ainda, por ignorante.orgulhoso da própria ignorância.

  99. SS

    Nadinha,mas no momento certo é bom te lembrar da sua arrogância me lembro que voce se fez solidária aos mimimi dele
    em maior ou menor grau todos somos, orgulhosos , preconceituosos e teimosos e não adianta chorar “o peixe morre pela boca” a vida é assim mesmo cruel…cruel.
    Criticas vazias não me incomodam,mas se puder apontar falhas nos argumentos serão mais uteis.

  100. Criaturo

    É justamente o fato de você me chamar de arrogante que demonstra o tamanho do seu incômodo. Como de lá pra cá nenhum fato novo me provou o contrário, continuo afirmando que sou muito melhor que o Deus.
    E sim, me solidarizei ao Warlei, de certa forma, pois esse seu hábito de escrever barbaridades com ares doutos provoca diversas reações nas pessoas, todas negativas.
    Um exemplo de ignorância: dizer que juízes não concedem a adoção de crianças baseados na orientação sexual da pessoa. Os fatos te desmentem, só isso. Outro: “contaminação psicológica”. A menos que você mesmo tenha sofrido essa contaminação e esteja falando com conhecimento de causa…
    Uma verdadeira pérola: sua peroração sobre a ação do esperma provocando perda de imunidade e levando ao HIV.
    Tenha dó de você mesmo e vá estudar os assuntos sobre os quais se dispuser a escrever.

  101. SS

    Convencida! você ta querendo me criar um complexo .
    Adoção é muito complicada e para solteiros mais ainda, para casal homossexual também

    Outro: “contaminação psicológica”. A menos que você mesmo tenha sofrido essa contaminação e esteja falando com conhecimento de causa…
    agora você pegou pesado, ja começou apelar.
    Tenho conhecimento de causas alheias como ja citei.
    Uma verdadeira pérola: sua peroração sobre a ação do esperma provocando perda de imunidade e levando ao HIV.
    esta eu aprendi com um cientista maluco,mas como ninguém conhece a causa e´uma possibilidade.
    Tenha dó de você mesmo e vá estudar os assuntos sobre os quais se dispuser a escrever.
    isto vindo de qualquer outro forista seria considerado por mim como uma afronta,mas vindo de uma deusa só posso estar errado.

    .

  102. André Lopes,

    Ramo do conhecimento é o Direito. Eu disse Direito BRASILEIRO é uma piada.

    Como eu disse, você está confundindo “direito brasileiro” com “poder judiciário brasileiro” ou talvez “sistema judiciário brasileiro”.
    O direito brasileiro não é uma piada, pois ele estuda os mesmos princípios universais considerados em diversos países. A piada a qual você se refere somente acontece quando estes princípios são ignorados.

    Chamar algo de ruim e recomendar que você estude algo melhor é valorizar a ignorância? Tem alguma coisa a ver? Não consigo entender essa associação

    Vide resposta acima. Os doutrinadores brasileiros não são uma piada cada um deles te explicaria o princípio da isonomia repetindo o que eu disse quase palavra por palavra. O seu desprezo pela opinião deles demonstra que não valoriza o conhecimento jurídico, que é tão importante, portanto valoriza a ignorância.

    Opa…olha o rancor…

    Agradeço se puder me mostrar a quem eu culpei. Não sabia que eu havia culpado ‘pessoas’.

    Não me entenda mal, não há rancor. Foi você mesmo quem afirmou que os 5 anos na faculdade foram perdidos. Eu apenas concordei com você ao constatar que você não apenas não entende o significado do princípio da isonomia como não valoriza a opinião dos doutrinadores e estudiosos do direito.
    Acho que você erra ao culpar os doutrinadores brasileiros e o ensino do direito (professores e universidades) pelo desperdício do seu tempo.

  103. Criaturo,

    não sou eu que discrimino indivíduos, é a natureza que se encarrega de impor diferenças entre um casal homo e um casal hétero.

    Quem decide desrespeitar os direitos dos indivíduos baseado nestas diferenças é você, não a natureza.

    E no caso da adoção a prudência deverá existir para todos.

    Exatamente. Para homossexuais e heterossexuais.

    Pode existir os mesmo direitos para sexos opostos, licença maternidade amamentação ? seres humanos são indivíduos diferentes…he..he..he.he.

    Estude meus comentários anteriores. Já expliquei com detalhes o princípio da isonomia. Se há diferença entre os indivíduos eles devem ser tratados desigualmente “na medida em que se desigualam”.
    Amamentação é uma diferença biológica que é inerente apenas a mulheres.
    Tente comparar homem gay com homem hétero e mulher gay com mulher hétero. Assim não fará confusão.

    para não ser rotulado de homofóbicos preconceituosos a hipocrisia manda amenizar os termos: “grupos de riscos” para “comportamento de risco”, isto é para valido apenas para o quesito “promiscuidade”, mas é um fato inegável em que relações anais aumentam o os riscos de DSTs.

    Como diz o artigo postado por você, “Esse panorama é resultado de relações sexual (homo ou heterossexual) com pessoas infectadas sem uso de preservativos”.
    Você sequer percebeu que o artigo publicado por você apóia a minha argumentação e não a sua.

    vai dizer isso ao maníaco do parque, aos canibais, aos Nardonis, Gil Hugai, Silvana Hischintoff
    Ações irracionais visando o prazer a qualquer custo só pode acabar dando em “merda” mesmo.

    Fui claro desde o início afirmando que o direito individual deve ser respeitado “desde que não cause danos aos outros”.
    Pode voltar aos comentários antigos e conferir.

    sim,mas no caso em questão tal adoção não será concedida, por ser considerada muito suspeita, ou seja aqui o preconceito é valido e terá que ser aceito como “prudência”, que seria aumentada caso o indivíduo apresentasse o “agravante ” de ser homossexual .

    Homossexualismo é considerado agravante só na comarca onde você for o juiz. Ou talvez em alguma outra onde o juiz seja homofóbico.

    fomos criados racionalmente com duas opções de respiração, neste caso voce esta querendo desvirtuar a razão da natureza em prol do prazer irracional a qualquer custo.

    Se existem duas opções de respiração podem existir duas ou mais opções de prazer.

    Quanto a este “custo”, quem paga é você? Quem vai ter incontinência é você? Não? Então porque se incomodar?
    Se há custo, o que é questionável, ele não é da sociedade, mas apenas do indivíduo envolvido.

    Além do mais, interessante saber que existe até um site sobre cuidados médicos para homossexuais. Cada link que você posta ajuda na minha argumentação.
    Os cuidados médicos são diferentes porque as práticas são diferentes. Distinção na medida das diferenças, tá lembrado?
    Os cuidados médicos e físicos de um alpinista são diferentes dos cuidados médicos de um jogador de tênis.
    Desde quando isso é da conta da sociedade?

    qualquer um que em condições normais deseje mudar sua natureza sexual desvirtua a sociedade homem mulher

    Você só afirmou novamente. Continua sem explicar como.

    era muito comum “veados” pagarem crianças para manter relações sexuais com elas

    Heterossexuais também praticam prostituição infantil. É mais um ponto em que são iguais.

    E não concede ,mesmo! pois trata-se de prudência.
    Mas baseados no que voce tenta insinuar ao contrario ?

    O ambiente mais saudável para uma criança é composta por estabilidade financeira, estabilidade emocional e afetiva, histórico de caráter e idoneidade dos pais, disponibilidade de tempo com a criança, etc.
    A orientação sexual só é levada em conta por juízes homofóbicos.

  104. Marcos:

    Os doutrinadores brasileiros não são uma piada cada um deles te explicaria o princípio da isonomia repetindo o que eu disse quase palavra por palavra.

    Exato, é essa pobreza de raciocínio que faz essa cultura jurídica brasileira de repetir as palavrinhas do “ilustre jurisconsulto” igualzinho e entre parenteses. Basta o aluninho decorar e por na prova que tira 10.

    O seu desprezo pela opinião deles demonstra que não valoriza o conhecimento jurídico, que é tão importante, portanto valoriza a ignorância.

    É a velha técnica de desviar do foco. Você tem que atacar a minha tese que é de que a produção de conhecimento jurídico no Brasil é muito pobre. Você tem que provar para mim que é forte, por ex. mostrando como o mundo olha para o Brasil para ‘beber’ do conhecimento de nossos jurisconsultos. Dizer que eu valorizo a ignorância quando eu estou exatamente criticando a mesma, revela que você estava acuado e não sabia por onde sair.

    Acho que você erra ao culpar os doutrinadores brasileiros e o ensino do direito (professores e universidades) pelo desperdício do seu tempo.

    Vá ver o percentual de aprovação no exame da OAB e escreva uma tese sobre a alta qualidade do ensino jurídico. Aliás, por que a OAB instituiu esse exame? Para glorificar e comprovar a excelente qualidade dos formandos das nossas faculdades de Direito?

  105. Lopes, vc sabe que o cristianismo não engole o homossexualismo, o discurso do amor e respeito não se aplica a todos. O que eu vejo é uma enorme hipocrisia dos cristãos. Eu gosto de mulher, mas se meu irmão gosta de homem qual o problema? Não há lógica em achar que está errado, desde que se respeite a vida em sociedade. Pra ser sincero, a sensação ao ver um casal gay na rua ainda não é muito agradável pra mim, pelo menos eu tenho consciência que é uma informação errada que foi plantada na minha cabeça. O melhor a fazer é respeitar sempre.

  106. André Lopes,

    Exato, é essa pobreza de raciocínio que faz essa cultura jurídica brasileira de repetir as palavrinhas do “ilustre jurisconsulto” igualzinho e entre parenteses.

    Consegue usar seu raciocínio para fazer uma contestação moral e racional do princípio da isonomia?

    Você tem que atacar a minha tese que é de que a produção de conhecimento jurídico no Brasil é muito pobre.

    Sua tese não era essa. Você a está mudando no meio do caminho para não ficar tão feio.
    Você afirmou que “o direito brasileiro é uma piada”, sendo que o direito brasileiro não se limita a inventar leis princípios locais. O direito adota uma visão universal das práticas jurídicas em diversos países e épocas envolvendo, com olhar inclusive para a filosofia procurando sempre determinar o que é mais justo e humano.
    Só agora é que você vem com essa de “produção jurídica brasileira”. Se houvesse mesmo isso “produção nacional” não se adotariam tantos termos em latim no “juridiquês”.

    Vá ver o percentual de aprovação no exame da OAB e escreva uma tese sobre a alta qualidade do ensino jurídico. Aliás, por que a OAB instituiu esse exame? Para glorificar e comprovar a excelente qualidade dos formandos das nossas faculdades de Direito?

    Quanto ao ensino no Brasil, não frequentei faculdade de direito mas se você recebeu seu diploma de bacharel então o ensino não está muito criterioso mesmo.
    E se chegou a passar no exame da ordem, então podemos perceber porque a justiça no Brasil é uma piada.

  107. […] O paradoxo do ânus de Cristo […]

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: