O paradoxo do ânus de Cristo (parte 3)

Deus proibiu a relação sexual entre homens, assim como proibiu o consumo de carne de porco. Qual a desculpa que os crentes dão para o fato de que eles não se importam em contrariar o Criador no que diz respeito a questões alimentícias? Ora, querido irmão, querida irmã, qualquer desculpa que derem será um atestado de sua hipocrisia. 

O cristão acha que pode se valer da prerrogativa de me apontar quais das leis que Deus mandou pôr na Bíblia não estão mais em vigor, sem me dar o direito de perguntar como diabos ele sabe disso.

  Olha, esse negócio de matar gente a pedrada só porque tá trabalhando no fim de semana, ou porque pulou a cerca e tal, isso foi abolido, ok? Mas a obrigatoriedade de doar um décimo dos seus rendimentos pra Deus ainda continua de pé. E Deus também não aceita que um homem faça sexo com outro homem. Nem uma mulher com outra mulher, embora ele não tenha tocado no assunto diretamente. Fica subentendido, percebe?”

O que o desespero de causa normalmente os leva a fazer é assumir um patético ar de superioridade intelectual, no momento em que recorrem ao seu Salvador, Jesus Cristo.

Ora, mas que ateuzinho idiota que eu sou! Jesus, em sua missão suicida, tinha exatamente o objetivo de nos desvincular daquelas leis terríveis, formuladas para um povo específico, numa época específica. Não vivemos mais sob a Lei, mas sob a Graça de Cristo, que deu sua vida para nos salvar, e através de seu sangue nos redi-

Peraí, porra! Então a proibição divina do ato sexual entre iguais também caiu por terra?

E é aí, meus queridos, que os ânimos se exaltam, e eu passo a contar quantos crentes em volta estão prestando atenção à conversa, e por onde eu devo correr, quando eles todos se derem conta de que, assim como a proibição para o sexo anal, a recomendação divina de matar os descrentes talvez também ainda esteja valendo.

 

 

 

Anúncios

13 Respostas

  1. Andre Lopes, em 14/01/2014 às 19:38 disse:
    Barros: nunca ouvi dizer sobre tal reunião da alta curia para decidir se Jesus defecava. Dogmas da igreja são decididos em concílios e são publicados. Pode me informar em qual concílio isso foi decidido? Qual a fonte da sua informação?

    Meu querido, não foi um concílio, mas São Valentim — sem muito esforço e sem nenhuma evidência — conseguiu convencer à cúpula da igreja católica que Jesus tinha uma natureza bipartida, sendo homem e sendo Deus. A parte que era homem comia e bebia, mas não defecava. Talvez por isso Jesus Cristo falava tanta merda: falta de um adequado percurso de saída.

  2. Barros:
    Fiz uma pesquisa na internet e só achei que o tal Valentim saiu com essa teoria la nos primordios, porém nada acho na doutrina da igreja católica sobre isso. Está me parecendo ser uma teoria de um teólogo mas sem chancela da igreja. Você tem certeza que isso faz parte dos ensinamentos da igreja católica? Viu em algúm site ou documento católico?

  3. “O tal Valentim” não. SÃO VALENTIM. Tenha mais respeito. Ou será também que — como acontece com a palavra sagrada de sua religião — o católico escolhe que santos respeitar?

    Na sua opinião, meu querido, Jesus tinha diarreia, fazia xixi, sentia tesão, assoava o nariz como todo mundo?

  4. Barros, eu, quanto mais leio a bíblia menos creio, tal como você. Mas respeito a memória de Jesus, a de Paulo, a de Pedro, a de João, a deTiago independentemente deles terem razão ou não. As regras entre os cristãos passaram a definir-se e eram para se cumprir. De certeza que você não concorda com todas as leis do seu país mas é-lhes submisso ou não?

  5. Fala de Jesus como se ele não tivesse transportado uma carga cultural atrás dele e tivesse sido apenas um imbecil que se deixou matar com gosto. Com todos os seus erros, falhas e negligências, mesmo assim soube captar o interesse de muitos. Há mensagens muito humanitárias nas palavras dos evangelistas.
    A homossexualidade é condenada, a violação nem tanto ( na bíblia). Novas regras estão sendo construídas hoje pela moral do nosso tempo. É assim que deve ser. Não queria que pessoas de há dois mil anos tivessem a percepção de tudo, num mundo não científico, sem teorias, sem psicanálise. Foi o melhor que se conseguiu. Agora. é detetar os erros e caminhar em frente.

  6. O problema é que o cristão “escolhe” que lei de Deus ele vai cumprir. Para as inúmeras leis que ele não cumpre, ele simplesmente argumenta que elas não são mais válidas, ou foram substituídas, muito embora não possa nunca dizer como se poderia diferenciar uma de outra.

  7. As leis que estão na Bíblia foram leis escritas por pessoas de dois mil anos atrás, isso é fato. Acontece que a doutrina religiosa ensina que a Bíblia é a palavra de Deus, que inspirou essas pessoas de dois mil anos atrás a colocá-la no papel. Daí ficamos com duas opções: ou toda a Bíblia é a expressão da palavra de Deus por autores sagrados que ele escolheu para tal fim, ou a Bíblia é uma coleção de fábulas escrita por pessoas comuns, de acordo com seus próprios interesses e superstições.

    Não há espaço moral para um cristão vir me dizer que “algumas” coisas não são a expressão da palavra de Deus e, pior, que ele sabe como identificá-las do meio das outras que são.

  8. Jesus errou? Sim. Como você e eu. Mas conta-se algum ato de violência da parte dele? Ah, claro, o tal azorrague. Não teria ele razão? O comércio no templo era ilícito aos seus olhos. E aos seus, Barros? Você expõe a sua opinião através da violência das suas palavras e ele não podia? O uso de obscenidades não é violência? É um ataque personalizado? É um choque garantido contra analfabetos religiosos? É uma chamada de consciência aos adormecidos religiosos? Suplante as ideias do passado que jã não servem para o seu presente, Barros, mas não desrespeite a memória dos homens que pereceram por um ideal.

  9. Maria

    Historicamente, você conhece as razões da presença de vendedores e cambistas no templo de Jerusalém?

  10. Barros:
    Muito bem São Valentino, obrigado pela correção. Os declarados santos pela igreja são pessoas normais como eu e você. A igreja acredita que devido a qualidade de suas vidas, estão no céu. Mas quando alguém reza para um santo, é simplesmente para pedir uma intercessão junto a Deus, um santo por si só não teria poderes para mudar nada sem a vontade de Deus. Essa é a doutrina, você não precisa concordar.

    Quanto a Jesus, na minha humilde opinião, ele teve as mesmas necessidades biológicas de um homem normal. Quanto ao tesão, eu não sei, se teve, não foi o tesão egocêntrico, animal. Há um tesão sexual ligado a criação, que vem do sexo natural, dentro de um contexto de amor e que pode gerar filhos. Se ele sentiu esse tesão, não há conflito nenhum com a sua imagem. Não há porém relatos na bíblia de que ele fora casado.

    Agradeço se puder confirmar se tem algum documento alguma fonte comprovando que a tese de Santo Valentin foi aceita pela igreja.

  11. mas não desrespeite a memória dos homens que pereceram por um ideal.

    Então Jesus foi um homem que morreu… Vê-se que você não é cristã. Eu arrisco dizer que você é judia.

    E eu não vejo por que respeitar um sacrifício humano levado a cabo em nome de um ideal completamente maluco.

  12. André Lopes, você vai ter que fazer a pesquisa em sites de língua inglesa. Quando soube dessa “contribuição” de São Valentim, lembro que a informação estava em inglês. Já faz muito tempo e não faço ideia de onde foi.

  13. Barros, eu concordo consigo em que os cristãos não podem dizer que umas leis já não são válidas e outras sim porque eles não têm como fazer a distinção. Há cristãos que adotam partes do V. T. e misturam com o Novo. Aí, já age a opinião dos fundadores das mais diversas correntes religiosas. E se a pessoa aderiu a essa igreja é só seguir sem questionar muito.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: