Uma Ateia Lendo a Bíblia (parte 1)

Por Shirley S. Rodrigues

Imaginemos a seguinte situação.

De um lado está Deus, o criador de tudo que existe, ou que virá a existir unicamente por sua vontade de que exista.

Do outro, o ser humano. Bem, o ser humano ainda não existe, pois Deus ainda não o criou. Esse ser humano, que ainda não foi criado e, portanto, não existe, está pedindo a Deus que o crie, para que ele, ser humano, passe a existir.

Perfeito senhor meu único Deus. Com o devido respeito e toda deferência por tua perfeita, justa, amorosa e bondosa essência, eu peço que use tua divina vontade e me crie. Olhe, prometo, juro por ti: se me criares, eu me comprometo solenemente a fazer tudo que tu ainda vai determinar que eu faça, depois de me criar, bem como te pôr em primeiro lugar acima de todas as outras coisas e de todas as minhas necessidades e prometo que nunca, jamais, em tempo algum vou te desobedecer, te faltar com o respeito. Também nunca farei mal ao meu semelhante; nunca cobiçarei a mulher do próximo; nunca me apropriarei do que não tenha ganhado com o suor do meu rosto; nunca invejarei quem tem algo que eu queira, mas não tenha; jamais comerei um grão além da justa medida de minha fome; não farei sexo pelo sexo, avidamente; nem jamais pensarei em ter sexo com o meu gênero.

Nunca ajuntarei mais que o dinheiro suficiente para o provimento imediato dos meus e de mim mesmo. Não se dará jamais que eu me ire contra o próximo ou que seja tomado de soberba. Serei um igual na multidão, já que não me envaidecerei de mim, ornando-me para ser destacado, e serei tão laborioso que esquecerei o significado da palavra preguiça. Por falar em significado, a palavra guerra sequer constará de meus dicionários. Jamais deixarei de honrar pai e mãe, mesmo considerando que lá adiante, quando enviares a ti mesmo na forma humana para me resgatar dos pecados que nunca cometerei, me ordenares que os abandone, pai e mãe (e filhos e esposa…), por amor de ti.

E Deus, comovendo-se com o pedido do ser que ele ainda não criara, criou-o.

Por sua perfeita e divina vontade, Deus criou o ser humano.

E o ser humano foi uma decepção. Mal saído das fraldas da Criação, deu largas a tudo aquilo que, ainda não criado, prometera não fazer, como forma de persuadir o inocente, até ingênuo Deus, que é onisciente, a criá-lo, o nosso ser humano.

Isso faz sentido para alguém? Não? Que bom: não deve mesmo fazer.

O que deveria fazer sentido é a narrativa que segue.

Era uma vez o Nada. E neste Nada estava o Todo.

O Todo quis criar algo do Nada. E assim surgiu tudo que existe. A Terra, por exemplo, era sem forma e era vazia. Era sem forma e vazia, mas continha abismos e águas. Mais que isso, era possível fazer a separação entre as águas da Terra vazia e sem forma, tanto que o Todo as separou, formando assim o embaixo e o em cima. Ao em cima o Todo chamou Céus. Que não se apegue ninguém ao detalhe de que aqui se está narrando a formação de um corpo, que é um elemento no espaço, como se esse corpo fosse todo o espaço. Ou como se o espaço fosse gerado a partir desse corpo.

Ah sim. O Todo ordenou que houvesse luz, e usou a luz para separar as trevas em dias e noites; depois de haver assim feito, criou luminares (Sol, Lua, estrelas) para… separar o dia da noite. Mas não nos percamos em minúcias.

O Todo semeou a Terra com toda sorte de ervas e árvores frutíferas e criou todas as espécies de que se tem conhecimento. Logo após criou Homem e Mulher.

Não se sabe o que fez com Homem e Mulher, pois em seguida tomou uma porção de barro, soprou nela e fez Adão. Apesar de anteriormente já ter criado as árvores que dão frutos, tornou a criá-las. E tomando de uma costela de Adão, o Todo fez Eva. Daí em diante, o Todo passou a ser conhecido como Deus.

Deus ordenara a Adão que não comesse dos frutos de uma determinada árvore. Foi um dia, uma serpente convenceu Eva que seria proveitoso para ela e Adão se comessem aqueles frutos. Eles comeram e depois disso sua maior preocupação não foi o fato de ter desobedecido a Deus, mas o fato de estarem nus.

Aconteceu  então que Deus, em sua Onisciência, passeando pelo jardim onde alojara Adão e Eva, não vendo Adão, chamou-o perguntando onde Adão estava. Adão respondeu que por vergonha de sua recém-descoberta nudez, escondera-se do Onisciente. O Onisciente, só então descobrindo que fora desobedecido pelo casal e desafiado por uma serpente, irou-se e puniu todos. Desconsidere-se o detalhe de que em sua Perfeição, Justiça e Onipotência deveria nunca ter posto a tal árvore no jardim, ou poderia ter impedido a serpente de tentar Eva, ou, para simplificar tudo, poderia ter criado seres que não o desobedecessem e não ter criado serpentes que o desafiassem.

Daí em diante Eva teria seus filhos sentindo dores, o que faz supor que até então o parto humano ocorria de forma diversa da atual; Adão teria que trabalhar para ganhar o sustento. Sua pregressa vida em ociosidade não entra em confronto com o pecado capital da preguiça; isto é mero detalhe. E a serpente foi condenada a perder suas pernas, além de tornar-se inimiga da mulher; sendo a serpente o que é, tornou-se inimiga também do homem, por conta própria, já que não faz distinção entre ambos na hora de dar o bote.

Anúncios

111 Respostas

  1. luz Deus criou aluz fez se a luz e viu que a lus era boa, entao isto significa que ele estava no escuro e so depois de faser a lus que viu que a lus era boa, Luiz Dias 62 3241-3322 62 9632-0476

    Date: Tue, 4 Feb 2014 08:37:10 +0000 To: luzcristals33@hotmail.com

  2. Se deus é onisciente, saberia de antemão que a luz seria boa.
    Aliás, como um deus de bondade perfeita desejaria criar algo ruim?

  3. ssrodrigues:

    O livro de Genesis foi escrito de forma alegórica, não textual, e deve ser interpretado de tal forma. Por isso eu não acredito literalmente o jardim do Éden, etc. A igreja católica não tem uma posição sobre isso, ou seja, cada católico interpreta o livro de Genesis alegoricamente ou textualmente. Já os evangélicos tendem a interpretar este livro textualmente.

  4. O livro de Genesis foi escrito de forma alegórica, não textual,

    Kkkkkkkkkkkk

    Mais um comediante…

  5. Andre Lopes, construa uma maquina do tempo, volte para a idade media e diga as pessoas de la que o livro de genesis e so uma alegoria, depois volte (se puder) e me diga qual foi a reaçao deles.

  6. Alyson, se até hoje eu tenho gente na minha família que acha mesmo que uma cobra falou com um ser humano, imagina naqueles tempos!

    Eu fico pensando por que Deus não mandou escrever os textos alegóricos com tinta vermelha… Teria ajudado muito.

  7. Barros, melhor mesmo seria se pra começo de conversa ele nem tivesse escrito alegorias, se tudo estivesse simples e direto como uma receita medica, isso teria evitado um monte de interpretaçoes erradas e guerras sem sentido.

  8. Ah! antes que eu me esqueça, eu devo dar tambem meus parabens a autora pelo texto, apesar de ser uma coisa simples que qualquer um deveria se perguntar, esta muito bem escrito.

  9. Barros:

    Creio que você leu Genesis e percebe o tipo de linguagem. Por isso que para interpretar a bíblia não basta ser alfabetizado. Toda a linguagem de livro de Genesis é claramente alegórica, no passado, não era anormal contar uma história em forma de alegoria, pois a intenção é passar uma idéia, não um fato histórico. Eu sou cristão e não acredito em Adão e Eva e Jardim do Eden. E há muitos cristãos que pensam como eu.

  10. ssrodrigues:

    Apesar de discordar do seu texto, desejo-lhe boa sorte na empreitada como blogueira.

  11. Alyson:

    Não sei qual seria a reação na idade média, mas te garanto que a interpretação de Genesis, segundo a igreja católica, nunca foi nem literal nem alegória, é uma das situaçõs que a igreja não tem posição firmada. Já quanto aos evangélicos, não há uniformidade, não posso dizer, cada igreja pode ter um entendimento diferente.

  12. Ótimo post, a série promete. Mal vejo a hora de ler sobre Abrão.

  13. Muito bom texto Shirley, aguardando 2ª parte.

  14. Ué Senhor André Lopes?! E qual foi o motivo então de se queimar tanta gente na fogueira?!(ja que o Sr.alega que a igreja nunca se opôs a outras interpretações)

  15. Adamantdog:

    Ha muitas razoes, mas pode fazer uma pesquisa, a questao do genesis ser ou nao ser literal nunca foi um dogma na igreja catolica. Os evangelicos na maioria interpretam literalmente.

  16. Obrigada Alysson, Sônia, K.
    K, não menciono Abrão, tentei “enxugar’ ao máximo para que não ficasse muito longo, mas espero que você aprecie o resultado.

  17. André Lopes

    Você não acredita literalmente no Gênesis, a igreja católica também não, todo mundo diz que é preciso ‘interpretar”, que tem muita coisa simbólica/alegórica na bíblia…

    Resumindo: a bíblia é o self-service das religiões.
    Vou te falar, nem o ateu mais debochado escracha tanto com a palavra sagrada.

  18. ssrodrigues:

    Você tocou num ponto importante, o da interpretação da bíblia. Não é coisa fácil, são vários livros escritos por pessoas diferentes e em épocas diferentes e que têm uma unidade de mensagem, não deve contradizer-se.

    Um padre estuda 5 anos antes de rezar a primeira missa. Aí vem um neo-ateu, compra uma bíblia, pega um frase, põe entre aspas e sai escrachando.

    Mas temos um ponto que concordamos: antes da revolução protestante havia uma unidade de interpretação, agora cada igreja vem com sua interpretação, e é por isso que eu sou católico, creio que Jesus fundou uma só igreja.

  19. André, meu filho, aqui é Jesus, gostaria tanto de te salvar neste debate desses pérfidos ateus… mas ainda não chegou a minha hora; meu pai não terminou a segunda parte da minha missão… Acho que dessa vez não vou precisar me fingir de morto… conto com você!

  20. Anômino:

    Fique tranquilo, não precisa se esconder para me dizer algo.

  21. Shirley
    minha deusa!
    Voce deve ter lido muito o textos do deus Barross, isto ta comprometendo o seu senso auto critico, primeiro afirmou ser melhor do que um deus que afirma não existir, agora comprovando a sua pretensão em achar-se divina, resolveu criar o seu próprio deus ateu da irracionalidade, apenas para aparentar ser uma deusa com uma maior razão.
    Chamar o outro de feio não fara de você uma pessoa mais bonita, por palavras tolas na boca de outras pessoas, não fará sair palavras sabias da sua boca.
    Sinceramente você tem potencial para apresentar argumentos menos tradicionais do que ficar tentando criar espantalhos divinos, deixe esta diversão para profissionais mais experientes como o fantástico mundo do deus Barros é la que o ateísmo não faz sentido algum.
    Pois o grau de dificuldade para a vida ser é o mesmo para ela deixar de ser.
    Uma homenagem a todos que perderam sua fé em Deus:

    Todo animal “irracional” não tem nenhum conhecimento de Deus ….. logo , em todo ser onde é retirado o conhecimento de Deus, tende a irracionalidade, ateísmo não é outra coisa se não ausência da razão Deus.

    A ciência de um peixe no aquário limita-se a sentir a presença da agua , ignorando a existência do universo externo ao mundo ao qual esta contido.
    Mas condição inferior, é um verme que ignora totalmente a ideia de um Criador , o homem esta para Deus assim como um cachorro esta para o ser humano, ele percebe a nossa presença mas, ignora o que somos.

  22. Claro que há uma pane grotesca no projeto de um Deus que deixa uma mensagem que é passível de interpretações. E é exatamente isso que resultou em tantos problemas para os seus amados filhos: cada um acha que ele quis dizer uma coisa diferente.

    Daí provém a base do que o mundo ocidental passou a chamar de “dilema barrosiano”, em homenagem a mim: ou Deus é muito burro, ou é um tremendo filho da puta.

    Muito burro porque, embora tenha sido capaz de criar tudo o que existe, de átomos a galáxias, mostrou-se incompetente para transmitir ao mundo a sua mensagem, não tendo atingido esse fim nem mesmo quando desceu aqui em carne e osso.

    Filho da puto porque, se sabia das terríveis consequências dessa mensagem obscura, mesmo assim não se importou em instaurar o caos na Terra por causa das coisas que podia esclarecer e não esclareceu.

  23. Ótimo texto Shirley, aliás, como todos os que você escreve.

    Interessante a forma de como você narrou todo o surrealismo do livro de Gêneses que de uns tempos para cá, com os crentes sem argumentos para defenderem tamanho disparate, agora andam dizendo que tudo ali foi escrito de forma alegórica [simbólica] como se dissessem: “Não é bem assim como você leu e entendeu ao pé da letra, aprenda a interpretar a bíblia com o sentido no espírito santo, há que buscar inspiração NELE”.
    Fico procurando a lógica, porque percebo que não pode haver nenhuma conexão nessa história onde pedaços de barro manuseados pelos dedos de um ser invisível que é só espírito ganham vida e forma a sua imagem (?), desobedecem a uma ordem e se deixam seduzir por uma cobra falante como nos desenhos animados. E me vejo a questionar o que tem a ver a nudez com o pecado.
    Fico por entender como é que as tantas milhares de pessoas podem acreditar nos absurdos e mentiras deste livro chamado de Sagrado que multidões creem sempre movidos pela esperança de receber vantagens desse deus tão misericordioso e capaz de tantas graças e milagres.

    Obrigada Shirley, estarei esperando pelo seguimento da série da Ateia Lendo a Bíblia.

    Procurei por seu blog e não encontrei. Mudou de endereço?

    Um abraço

  24. continua chovendo no molhado….blá…blá…bla….blá……

  25. Muito burro porque, embora tenha sido capaz de criar tudo o que existe, de átomos a galáxias, mostrou-se incompetente para transmitir ao mundo a sua mensagem,
    Deus desenhou sua mensagens nas estrelas,mas nem assim você consegue entender, heim?

  26. Criaturo,
    Eu acho que conseguem entender sim e por isso sabem que discutir com teista sobre a existencia de um criador, que é o que realmente importa, eles não querem, por que sabem que vao perder, preferem ficar só em cima do velho testamento.

  27. Deus desenhou sua mensagens nas estrelas,mas nem assim você consegue entender, heim?

    Que liiiiiiiiindôô!

    Na falta de um Deus, haja poesia!!

  28. “Deus te ama e te quer
    E por isso eu te persigo
    Se você não acreditar
    Então vai ser queimado vivo!”

    Eu já falei que odeio poesia?

    Eu odeio poesia.

  29. “Deus te ama e te quer
    E por isso eu te persigo
    Se você não acreditar
    Então vai ser queimado vivo!”

    Acreditar não era a questão,
    só se for pra ateu burrão,
    vá estudar um pouco de história,
    pra melhorar a sua memória.

  30. ninguem disse:
    André, meu filho, aqui é Jesus, gostaria tanto de te salvar neste debate desses pérfidos ateus… mas ainda não chegou a minha hora; meu pai não terminou a segunda parte da minha missão… Acho que dessa vez não vou precisar me fingir de morto… conto com você!

    temos aqui mais um ateu comediante, que ótimo!
    estávamos mesmo precisando de um pouco mais de bom humor por aqui, pois os argumentos ateus nos causa muita vontade de chorar.

  31. A poesia do Barros é melhor!

  32. só lamento

  33. Porque será que os cristãos ainda não desmembraram e Velho do Novo Testamento e começa tudo com Jesus apesar da lenda ter o mesmo objetivo em comparação ao Velho livro?

    Acho que vai ser impossível porque a princípio tem a Igreja Católica Desacreditada que montou todos esses livros aproveitando é claro os 5 primeiros livros (Pentateuco) dos judeus porque ela precisava de uma introdução para o grande livro que teve como primeiro nome o Gêneses. Daí pra frente foi uma obsessão de mais de 1000 anos.
    A bíblia conta que quem escreveu os cinco primeiros livros foi Moisés (depois de morto). Pode?

    Acontece que um sacerdote de nome Martinho Lutero cismou que estava tudo errado, se rebelou com tanta putaria e desonestidade dos seus Santos dirigentes, aliás, as mesmas de hoje, se revoltou, protestou e…. criou o protestantismo que com suas ramificações já está quase na casa de 200.000, com isso muita coisa está sendo modificada (para pior), o que provavelmente com o decorrer dos tempos e quando virarem lendas certamente serão acrescentadas a bíblia. É um vício, mais parece um jogo de baralho.
    Tive um professor de história que dizia que em princípio a Igreja era um departamento do governo de Roma que dava mais lucro ao Estado justamente porque tocava a fé das pessoas.

  34. Um jogo de baralho em que as regras mudam de acordo com a conveniência de cada crente. Se você argumentar contra o Deus-pai, eles botam Jesus no meio; se você argumenta contra Jesus, eles recorrem à “intangência” do Espírito Santo. E a ciranda continua mantendo esse circo de pé.

  35. E sobre os milagres inexplicáveis, sobre todas as civilizações, até a mais remota tribo sentir a necessidade interior de conexão com o criador, sobre todas a filosofias de amor e fraternidade, os trabalhos de caridade das igrejas, sobre todos os depoimentos de pessoas que dizem sentir pessoalmente a energia de Deus, sobre o universo complexo e ao mesmo tempo em equilíbrio raro, o Big Bang, etc, etc, isso tudo devemos jogar fora por que o Velho Testamento é um livro violento e os novos ateus não sabem falar de outra coisa.

  36. tem pessoas aqui usando argumentos horriveis para defender seus pontos de vista. Vamos em partes: dizer que a igreja catolica nunca tomou um posicionamento se realmente o genesis e literal ou metaforico e muita covardia! como disseram, cada padre estuda 5 anos pra virar padre de fato (isso segundo suas palavras) , so que cada padre tem sua opiniao pessoal de o que realmente a biblia quer dizer, e que por sua vez passa esses pontos de vista para os fieis nas missas que por sua vez tambem entendem de maneiras diferentes. Tem gente sim ate os dias de hoje que acredita em cobra com patas, e esse tipo de leitura literal era extremamente comum na idade media sim!

  37. Barros, embora poeta, odeio poesia melosa. Por isso posta aqui, uma de minha autoria sobre a pantomima das crenças:

    Já não preciso de um guia

    Eis o mundo em sua vesânia:
    enquanto imponho minha alforria
    cristãos esperam a parousia;
    islâmicos, 70 virgens no seu dia;
    judeus, ainda o seu messias…

    Forjam um mundo dessa insânia:
    condenam os que não esperam;
    amoucos, não se toleram
    falam-se, mas são moucos…

    sou imune aos devaneios
    dos que cobram epifanias
    dos que se dão às vadias
    dos que renegam seus guias

  38. Ana Júdice

    É exatamente isso que quero mostrar, o absurdo e o surreal desse livro que tanta gente aceita como convincente. Menos é claro os crentes new age, esses sentem uma vergonha danada de verem apontados todos os absurdos sobre os quais querem calar.
    Engraçado é que veem tanto quanto nós que a bíblia é um produto de mentes primitivas e incivilizadas, mas ao invés de largarem o osso, ficam choramingando sobre “ateus de bíblia”, inventando um criador ecumênico. E olha, não duvido que em tempo nem tão distante assim, o Jesus terá sua origem modificada à custa de supressão das partes inconvenientes da bíblia e de (mais) mentiras.

    Eu deletei aquele blog, o tempo é pouco e eu estava mais assoberbada que o costume, não podia cuidar dele. só que esse negócio de escrever se torna um pouco viciante, né?

  39. André Lopes

    E sobre os milagres inexplicáveis, sobre todas as civilizações, até a mais remota tribo sentir a necessidade interior de conexão com o criador

    Os tais “milagres inexplicáveis” são em sua maioria fraudes; o que sobra só continuará a ser inexplicável até que se encontrem as explicações.
    Sentir necessidade interior de comunicação com o criador? Que jeito rebuscado de dizer que essa “comunicação interior” é a forma que pessoas ignorantes dos fatos da vida encontram para “explicar” o que desconhecem. Essa “comunicação interior” é antes de tudo, utilitária.

    (…)sobre todas a filosofias de amor e fraternidade, os trabalhos de caridade das igrejas, sobre todos os depoimentos de pessoas que dizem sentir pessoalmente a energia de Deus,(…)

    Amor e fraternidade independem de religião, de crença; a caridade da igreja depende da bondade e do caráter individual, não é intrínseca à instituição. Tanto depende que já presenciei absurdos como a igreja católica de uma diocese aqui parar de ajudar com cesta básica uma família miserável por que começaram a receber ‘ensinamentos’ de Testemunhas de Jeová.
    Gente que diz sentir pessoalmente a “energia” de Deus ou está imaginando coisas ou está mentindo.

    (…)sobre o universo complexo e ao mesmo tempo em equilíbrio raro, o Big Bang, etc, etc,(…)

    O universo continuaria sendo exatamente o que é mesmo que nunca tivéssemos surgido. Então falar de “complexidade”, “equilíbrio raro”, não serve de argumento em prol de um criador.
    Complexidade, equilíbrio (raro ou suficiente) são conceitos humanos.
    O universo é indiferente a conceitos humanos. A própria natureza aqui mesmo na Terra é.
    Todos esses tópicos que você aborda não precisam ser jogados fora. Podem e devem ser discutidos. O que precisa ser jogado fora é o velho testamento.

  40. Criaturo

    Sobre as coisas que você me escreveu, nem mesmo posso fazer como o Gabriel Chalita e dizer que não entendi nada mas adorei.
    Eu não entendi nada,mesmo. Mas não adorei, pois só posso gostar ou desgostar de coisas que consigo entender.

    Pede uma forcinha aí pro Deus Tartaruga pra que ele te inspire em clareza e racionalidade, ok?

  41. Alyson,

    A igreja católica é uma instituição global com 2000 anos de existência. Diga-me se conhece alguma outra instituição com o mesmo alcance e idade.

    Digo isso por que aqueles que não conhecem a igreja católica, podem pensar que os seus ensinamentos vão mudando junto com as manchetes de jornais. Não é assim, a doutrina é sólida, definida e não há mudanças em seus dogmas.

    Você comentou dos padres com opiniões diferentes, eu concordo que é impossível garantir que todos os padres do mundo ensinem 100% corretamente a doutrina, mas por isso que há os documentos da igreja, exatamente para que não haja dúvida sobre os seus ensinamentos.

    Veja o que diz o catecísmo sobre a criação do mundo:

    283. A questão das origens do mundo e do homem tem sido objecto de numerosas investigações científicas, que enriqueceram magnificamente os nossos conhecimentos sobre a idade e a dimensão do cosmos, a evolução dos seres vivos, o aparecimento do homem. Tais descobertas convidam-nos, cada vez mais, a admirar a grandeza do Criador e a dar-Lhe graças por todas as suas obras, e pela inteligência e saber que dá aos sábios e investigadores. Estes podem dizer com Salomão: «Foi Ele quem me deu a verdadeira ciência de todas as coisas, a fim de conhecer a constituição do Universo e a força dos elementos […], porque a Sabedoria, que tudo criou, mo ensinou» (Sb 7, 17-21).

    http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p1s2c1_198-421_po.html

    O texto acima deixa claro que o católico não é obrigado a acreditar em Jardim do Éden literalmente.

    Aqui mais comentarios (em inglês) sobre o assunto, se interessar:

    http://www.catholic.com/tracts/creation-and-genesis

    Portanto, esse é o ensinamento oficial da igreja católica. Está na hora dos ateus perceberem que teísmo não é fé cega, mas sim fé que se chega pela razão e pelo coração.

  42. Andre, acredite em mim quando digo que se dependesse da igreja católica, nos ainda estaríamos queimando bruxas, judeus e (olha só a ironia) protestantes na fogueira. esse trecho em negrito que você marcou passa uma impressão muito falsa de que a igreja católica e amiguinha da ciência, o que esta bem longe de ser verdade. se o auto clero daquela época acreditava ou não de maneira literal no genesis isso nem e uma questão tão importante assim, o que realmente importava era que o povo continuasse burro o bastante para acreditar em cobras com patas e jumentas falantes, e eu volto a repetir: por eles a gente acreditava nisso ate hoje.

  43. Alyson,

    Esse é outro folclore que se criou contra a igreja católica, a de que a igreja quer todo mundo burro.

    O conceito de universidade veio da igreja. Quantas universidades católicas existem no mundo? E você sabe que tem professor ateu marxista trabalhando lá e tudo bem.

    Inúmeros cientistas eram padres (como o que propos a teoria do Big Bang). Agora te pergunto: como pode o padre belga propor a teoria do Big Bang se a igreja ensinasse a criação de acordo com Genesis literalmente?

    Os jesuítas participaram da colonização e eram educadores, fundaram escolas quando não havia nenhuma infraestrutura.

    Eu não sei o que se passou exatamente na idade média, mas sei que a universidade brasileira está dominada por marxistas, principalmente os departamentos de história. Portanto, não pense que o que se ensina sobre a igreja é totalmente isento. O que vemos é a chamada guerra cultural.

    Como é impossível saber o que se passou há mil anos, que tal avaliar a igreja pelo que ela é hoje? Pela mensagem que passa e as obras que sustenta?

  44. Uia! Para uma doutrina sólida, definida e sem mudanças em seus dogmas,o catecismo mudou bastante em 35 anos.
    Quando eu fiz catecismo a tia ensinava que cobras falavam, que Deus tinha feito o Adão com um sopro (será que foi daí que veio a gripe? O tanto de perdigotos que não devia ter nesse sopro…) que a Eva saiu da costela do Adão, que a mulher era a fonte do pecado no mundo porque deu trela pra cobra, que um camarada que esqueci o nome morou uns tempos dentro de um peixe, que Deus mandou Abrão matar e assar seu filho mas fez isso só pra testar o amor de Abrão pelo Deus, que esse Deus também bateu uma aposta com o diabo pra testar a fidelidade do Jó…E mais um monte de coisas, tudo saído de Gênesis, tal e qual.

  45. ssrodrigues:

    Quando eu fiz catecismo a tia ensinava que cobras falavam, que Deus tinha feito o Adão com um sopro.

    Querida, o catecismo não mudou nada nos ultimos 35 anos. A internet está aí para pesquisar.

    Pela sua experiência, há 2 hipóteses: ou sua professorinha era muito fraca ou era uma classe de crianças e não tinha como explicar teoria da evolução para eles, ela te contou uma historinha.

    Mas você levantou um ponto importante: eu também tive a experiência de um catecismo infantil, fraco e cresci pensando que a doutrina católica era um conto de fadas (eu era um candidato a virar ateu). Foi somente na universidade que tive contato com a doutrina católica explicada de forma adulta e conclui que essa doutrina é sólida, passou pelo crivo do tempo, foi muito sabatinada por teólogos da mais alta qualidade intelectual.

  46. Andre, quem esta falando um mito agora e você, as universidades sustentadas pela igreja tinham a função de restringir o conhecimento a poucos, e a igreja só apoiava a ciência quando algum cientista fazia um estudo que pudesse de alguma forma ser distorcido e usado para corroborar o criacionismo, quando não, bem. ai vinha a tortura, a prisão domiciliar, enforcamento, arrancamentos de lingua e a boa e velha fogueira (porque um clássico nunca sai de moda)

  47. André Lopes

    Ressuscitou a Odete Roitman? “Querida”…

    Nós tínhamos 10 anos, “amore”, a tia era formada em Letras, segue-se que estávamos todos, alunos e professora, em condições de tratar ao menos dos rudimentos da teoria da evolução.
    Você está pronto para sustentar que a igreja católica assimilou sem problema nenhum por exemplo, a proposição de Galileu, a Teoria da Evolução?

  48. Alyson,

    Veja só que teoria interessante sua: eu vou criar uma universidade, aliás eu invento o conceito de universidade para restringir o conhecimento das pessoas. No mínimo, eu tenho que dizer que o ônus da prova dessa teoria mirabolante é seu. O normal é concluir que quem inventa universidade é para expandir e compartilhar o conhecimento.

    Mas não estou dizendo que não pode ter havido excessos, nenhuma instituição é perfeita, mas eu não vou jogar o cristianismo no lixo e virar a ateu por causa dessas teorias.

    Aliás, estou tentando descobrir sem sucesso descobrir a que veio o ateísmo, além de criticar a igreja. Queria ver a ‘agenda positiva’ do ateísmo, pode até ser que exista, mas COM CERTEZA não é a coisa mais importante para o movimento, o mais importante é escrachar o cristianismo.

  49. ssrodrigues:

    Querida, eu acho que a igreja errou com Galileo, mas o que ninguém sabe é que a história foi um pouco diferente: a igreja reprimiu Galileo por ele divulgar como fato algo que NA ÉPOCA (Atenção!) era somente uma TEORIA. Se fosse realmente um FATO, é óbvio que não seria possível retratar um fato.

    Agora fico só imaginando o que os ateus raivosos fariam se o Richard Dawkings tivesse 1/10 do poder que um papa tinha na época…

  50. olha, eu não sei com que tipo de ateus você vem lidando, mas eu não dou essa importancia toda ao cristianismo não, pra mim e só mais uma entre todas as outras religiões e eu a encaro como tão provável de ser real quanto o hinduísmo, o judaísmo, o islamismo, o pastafarianismo, o gokuismo e o budismo. se estou falando nesse momento do cristianismo, e porque, ao que parece, você esta defendendo essa religião.

  51. Alyson,

    Que bom que você pensa assim, eu só vejo pedras no cristianismo aqui nesse blog, mas precisamente no velho testamento. Eu acho que ateus deverias estar mais preocupados com a existencia ou nao de um criador. Não adianta escrachar o cristianismo, há ainda outras centenas de religiões pelo mundo.

  52. para efeitos práticos, qual seria a diferença para a humanidade entre deus nenhum e um mero deus criador? um que apenas criou o universo e não funciona como um papai noel que atende pedidos e leva os bons de coração pro céu?

  53. Alyson,

    Para mim a questao fundamental é se ha existencia individual apos a morte.

  54. AndréLopes

    Querida, eu acho que a igreja errou com Galileo, mas o que ninguém sabe é que a história foi um pouco diferente: a igreja reprimiu Galileo por ele divulgar como fato algo que NA ÉPOCA (Atenção!) era somente uma TEORIA. Se fosse realmente um FATO, é óbvio que não seria possível retratar um fato.

    É nada?!? Amiguinho, fontes, please?

    Oh acho que você se esqueceu da Teoria da Evolução? Ou o que ninguém sabe é que a igreja desaprovou-a também por que não era FATO, mas (Atenção!) “só” uma TEORIA?

  55. E pra que raios ateus deveriam estar mais preocupados com a existência ou não de um criador? Pra sabermos se devemos ou não fazer negociatas com ele a fim de garantir benesses num pós-morte?

  56. bem, eu não acredito num deus criador por não existirem ate o momento, provas de sua existencia. quanto a um deus papai noel, esse eu não acredito mesmo. mas essa sua frase e interessante, mostra que, para a maioria das pessoas, um mero criador não tem graça, ele tem que ser um papai noel que nos protege, e que nos dara vida eterna. caso contrario, um mero criador pode ir se danar.

  57. Alyson,

    Nao quero papai noel aceito ate um criador que pune. Acho normal querermos saber se temos um pai independente dele ser bom ou nao

  58. Ssrodrigues

    Eu ja pus aqui a parte do catecismo que aceita a teoria da evolucao.

  59. não, me importo com a vida eterna, acho que entre ir para o ceu, o inferno ou o nada, eu preferiria voltar ao nada. tem ate um texto do Barros muito interessante onde ele se pergunta como deve ser o paraiso, você deveria dar uma olhada.

  60. Alyson,

    Você preferir o nada ao céu está além da minha compreensão. Me pergunto se você tem amigos, família nessa terra, pois bastaria isso para você querer continuar existindo após a morte.

  61. ssrodrigues:

    E pra que raios ateus deveriam estar mais preocupados com a existência ou não de um criador? Pra sabermos se devemos ou não fazer negociatas com ele a fim de garantir benesses num pós-morte?

    Se você não quer saber, é um direito que lhe assiste, mas deveria entender que é perfeitamente normal uma pessoa querer saber. A verdade é que se um criador realmente existe, ele é mais seu pai que o seu próprio pai. Você tem filhos e sabe disso, os seres humanos só geram uma receita pronta, o dom de criar um novo indivíduo não é mérito dos pais biológicos.

  62. André Lopes;

    Se você não quer saber, é um direito que lhe assiste, mas deveria entender que é perfeitamente normal uma pessoa querer saber. A verdade é que se um criador realmente existe, ele é mais seu pai que o seu próprio pai. Você tem filhos e sabe disso, os seres humanos só geram uma receita pronta, o dom de criar um novo indivíduo não é mérito dos pais biológicos.

    É bom querer saber mesmo. Vá-se saber quais as reais intenções desse ser.
    Não necessariamente um criador deve ser bom para suas criaturas.
    Talvez ele tenha algum propósito maléfico para sua criação no final.
    Aquela estória do dilúvio universal é bem reveladora.

  63. Maf,

    Qta asneira se ele fosse malefico ja te teria destruido em 1 milesimo de segundos pois se ele foi o criador ele pode muito bem ser o destruidor.

    Uma das formas de avaliar algo é pelos seus frutos e os frutos do ateismo nao me parecem nada bons.

  64. SS

    Pede uma forcinha aí pro Deus Tartaruga pra que ele te inspire em clareza e racionalidade, ok?

    minha deusa ta ficando preguiçosa ja ta terceirizando sua mão de obra divinas.

  65. ss
    Quando eu fiz catecismo a tia ensinava que cobras falavam, que Deus tinha feito o Adão com um sopro.

    o grau de dificuldade para uma ave falar deveria ser o mesmo, uma pessoa se fosse criada em uma ilha isolada ,onde não houvessem aves falantes tambem duvidaria que isto é possível.
    o problema que ateus veem limites na racionalidade criativa baseado-a na suas limitada racionalidade.
    acreditam que a existência fora dos limites da sua pequena razão tem que ser casual irracional
    A realidade do ateu é limitada pelo conhecimento adquirido,assim o que ainda ignora não existe..

  66. alyson, :
    não, me importo com a vida eterna, acho que entre ir para o ceu, o inferno ou o nada, eu preferiria voltar ao nada.

    teistas e ateus sofrem desta mesma ilusão, elegeram a morte como uma porta de fuga para a realidade desta vida.
    nesta ilusão os teístas pensam ser mais espertos, por querer manter apenas os sentimentos agradáveis no paraiso.
    Penso que ambos estejam errados, pois não podemos descriar a vida , ela é o que sempre vai ser, não importa como se manifeste , a dor e o prazer permanece equilibrando e dando sentido a ela.

  67. MAF

    criar um espantalhos e falar que ele é feio , é chover no molhado.

  68. André Lopes,

    Eu acho que ateus deverias estar mais preocupados com a existencia ou nao de um criador.

    A existência ou não de um criador é o que menos importa.
    O que mais importa é se este suposto criador interfere na vida das pessoas ou ainda se tem algum castigo ou premiação após a morte.

    Eu ja pus aqui a parte do catecismo que aceita a teoria da evolucao.

    Finalmente admitiu.
    Quando eu te mostrei a posição do Papa aceitando a evolução você não quis aceitar.

    Marcos 28/01/14: “Hoje, mais de meio século depois do aparecimento dessa encíclica, algumas novas descobertas nos levam em direção ao reconhecimento da evolução como mais do que uma hipótese.(Papa João Paulo II)”

    Marcos 29/01/14: “Em dado momento, o que vale pra você é a opinião oficial da ICAR. Quando mostrei que a posição oficial da igreja é aceitar a evolução, de repente a opinião dela não vale mais.”

    Andre 29/01/14: (…)a posição oficial da igreja não é aceitar a evolução, mas não se posicionar e deixar que cada católico decida por si.

  69. Maf,

    Qta asneira se ele fosse malefico ja te teria destruido em 1 milesimo de segundos pois se ele foi o criador ele pode muito bem ser o destruidor.

    Uma das formas de avaliar algo é pelos seus frutos e os frutos do ateismo nao me parecem nada bons.

    Por que asneira? A proposição não é errada.
    Uma criatura não sabe dos propósitos finais do seu criador.
    Sua visão que é limitada.
    Supondo verdadeiro o mito bíblico, a parte do Dilúvio Universal lhe sugere o que? Bondade extrema e racional?

  70. Criaturo:

    MAF

    criar um espantalhos e falar que ele é feio , é chover no molhado.

    É um contraponto ao espantalho da bondade infinita.

    Eles dizem que deus é o supra sumo da bondade eterna.

  71. Marcos:

    A existência ou não de um criador é o que menos importa.

    Se você tivesse um pouco de humildade e gratidão pelo ar que respira não pensaria assim.

    Finalmente admitiu.
    Quando eu te mostrei a posição do Papa aceitando a evolução você não quis aceitar.

    Não, não finalmente admiti. Não foi dessa vez, continue tentando. A minha posição sempre foi clara: a igreja não fechou a questão, digamos assim, o católico tem liberdade de crer na evolução ou Genesis. Não é um dogma de fé da igreja católica. A parte do catecismo que transcrevi é clara ao falar de forma genérica das descobertas científicas que enriquecem o nosso conhecimento. Dai concluir que Darwin estava 100% correto, que o evolucionismo é a única resposta, etc, é conclusão sua.

    Finalmente, o verbo “aceitar” no sentido aplicado quer dizer admitir como uma das possibilidades e não é única como você está querendo.

  72. MAF:

    Supondo verdadeiro o mito bíblico, a parte do Dilúvio Universal lhe sugere o que? Bondade extrema e racional?

    Supondo verdadeiro tudo que está na Bíblia, Deus nos promete a vida ETERNA. Ou seja, a proposta é 60-80 anos de sofrimento no máximo e a eternidade sem sofrimento. E Deus ainda é maldoso?

    Isso sem contar que você nem existiria se não fosse por Ele. Não entendo por que os ateus tem essa raiva de Deus.

  73. as pessoas estão tão preocupadas falando que não conseguem mais parar escutar o que Deus fala.

  74. André Lopes

    Teu negócio é o mesmo de uma pá de crente por aí: pelo sim pelo não, garantir um passaporte pra uma existência pós-morte.
    Amiguinho, sugiro que ao invés de ficar por aqui desperdiçando seu ocupadíssimo tempo desdizendo hoje o que disse ontem, vá se ocupar de fazer seus entes queridos andarem na linha.
    Já pensou, amiguinho, você lá desfrutando dos… das… sei lá, das paraisíces sabendo que alguém muito querido seu está se danando eternamente?

  75. Criaturo

    Fiquei 5 minutos inteirinhos em silêncio e…nada, nem um pio de Deus.

    Vi isso outro dia e lembrei de você:

    Não nos preocupemos com a morte. Enquanto estivermos vivos, ela é-nos alheia; e quando estivermos mortos, ela alheia nos é, porque não existiremos mais.

    É de um filósofo grego, Epicuro. Think about, Criaturo.

  76. André Lopes:

    Supondo verdadeiro tudo que está na Bíblia, Deus nos promete a vida ETERNA. Ou seja, a proposta é 60-80 anos de sofrimento no máximo e a eternidade sem sofrimento. E Deus ainda é maldoso?

    Um deus maldoso pode lhe prometer qualquer coisa. Quem garante que ele vai cumprir?

    Aliás, a promessa dele está condicionada.

    Isso sem contar que você nem existiria se não fosse por Ele. Não entendo por que os ateus tem essa raiva de Deus.

    Não é raiva não, é espanto (às vezes até admiração) pelas interpretações que os crentes de um mito formulam, tentando ajustar os fatos com o que está escrito.

  77. MAF:

    Minha ultima colocação neste assunto: se você não acredita na existência de Deus, ok, lamento e discordo, mas paciência.

    Porém, se você acredita, é de uma ingratidão sem tamanho as idéias que você tem dele, afinal ele te deu a vida e tudo que esta em volta. Não imagino que você se sinta assim com relação aos seus pais.

  78. ssrodrigues:

    Amiguinho, sugiro que ao invés de ficar por aqui desperdiçando seu ocupadíssimo tempo desdizendo hoje o que disse ontem

    Querida, não seja covarde e desonesta, se matou a cobra, mostra o pau, me diga onde que eu me desdisse e eu vou analisar. Chega de retórica, vamos aos fatos.

    …vá se ocupar de fazer seus entes queridos andarem na linha

    Você está incomodada com a minha presença? Achei que ateu não se incomodasse com uma troca de idéias. Será que eu estou estragando a festa dos ateus onde um enche a bola do outro?

  79. André Lopes:

    Minha ultima colocação neste assunto: se você não acredita na existência de Deus, ok, lamento e discordo, mas paciência.

    Porém, se você acredita, é de uma ingratidão sem tamanho as idéias que você tem dele, afinal ele te deu a vida e tudo que esta em volta. Não imagino que você se sinta assim com relação aos seus pais.

    Não dá pra me sentir assim com relação aos meus pais pois eles participaram da minha vida concretamente, até a morte deles.

    Entendeu o ponto?

  80. André Lopes:

    Perceba que estou discutindo a validade do deus bíblico (porque sou ocidental e essa é a crença majoritária do meu meio), logo:

    Provar que ele não existe não invalida automaticamente toda proposta hipotética sobre um criador genérico.

    Se estivéssemos na Índia provavelmente estaria discutindo sobre a veracidade dos mitos hindus.
    E você muito provavelmente não seria um cristão.

  81. André Lopes

    Fofo, você está se fazendo de desentendido de novo? Tsc, tsc…
    Hoje mesmo o Marcos, como você diz “matou a cobra e mostrou o pau”.
    Por falar em retórica, desonestidade e covardia, né?
    Ontem eu pedi provas de sua afirmação sobre o comportamento da igreja em relação a Galileu e você me saiu com um: “já te mostrei o link que fala do catecismo”. (!?!)
    Eu ainda estou tentando decidir se classifico isso como retórica (vazia), covardia ou desonestidade.

    E não amiguinho, não estou querendo espantar você daqui não, primeiro que o blog não é meu, segundo que você é muito…instrutivo e terceiro que é até divertido ficar observando suas contorções cerebrais.

  82. ssrodrigues:

    Hoje mesmo o Marcos, como você diz “matou a cobra e mostrou o pau”.

    Você e essa seu amor pela Marcos… não seu como o ateu explica o amor, deve ser uma monte de reações químicas como ao abrir uma latinha de coca-cola. Você não deve ter lido, mas eu já respondi ao Marcos, ele não me pegou ainda.

    Ontem eu pedi provas de sua afirmação sobre o comportamento da igreja em relação a Galileu

    Verdade, aqui vai, explicado em detalhes, só que está em inglês. Alguma outra contradição? Estou esperando…

    http://www.catholic.com/tracts/the-galileo-controversy

    Galileo could have safely proposed heliocentricity as a theory or a method to more simply account for the planets’ motions. His problem arose when he stopped proposing it as a scientific theory and began proclaiming it as truth, though there was no conclusive proof of it at the time. Even so, Galileo would not have been in so much trouble if he had chosen to stay within the realm of science and out of the realm of theology. But, despite his friends’ warnings, he insisted on moving the debate onto theological grounds.

  83. MAF:

    Ok, você está dizendo que o Criador pode existir mas não há garantias que ele é bom. Ok, garantias não há. Se ele for mau, você está dizendo que ele nos criou para nos ver sofrer, algo assim. É uma tese, mas acho menos plausível que achar que o Criador ama sua criatura, é o que vemos na natureza pelo menos. E também é o que as pessoas normalmente sentem no coração ao vislumbrar as estrelas no céu, uma certa identificação com o universo, um sentimento bom.

  84. André Lopes,

    Se você tivesse um pouco de humildade e gratidão pelo ar que respira não pensaria assim.

    Não vejo que relação existe entre humildade ou gratidão com o assunto. Se deus faz tanta questão disso ele pode muito bem aparecer pra mim.
    Ou será que não pode?
    Ou se pode, será que não quer?
    E se não quer aparecer para levar o crédito, por que ele esperaria gratidão ou humildade de minha parte?

    A minha posição sempre foi clara: a igreja não fechou a questão, digamos assim, o católico tem liberdade de crer na evolução ou Genesis.

    Agora você diz que a igreja não fechou a questão, mas no comentário anterior à ssrodrigues você diz “Eu ja pus aqui a parte do catecismo que aceita a teoria da evolução”.
    Uma hora aceita, outra hora não fechou a questão.
    São duas idéias completamente contraditórias. É exatamente o duplipensamento descrito por George Orwell.

    Não é um dogma de fé da igreja católica.

    Eu não disse que era dogma. Eu disse que a ICAR aceita a evolução como um fato.

    A parte do catecismo que transcrevi é clara ao falar de forma genérica das descobertas científicas que enriquecem o nosso conhecimento.

    Claro. Tão genérica quanto todo o restante da bíblia.
    Vai ser preciso de inspiração divina para interpretar o catecismo também.

    Dai concluir que Darwin estava 100% correto

    Até agora ninguém refutou a evolução.
    Contudo, a ciência, dentro de sua humildade, oferece esta possibilidade de ser falseada. Candidate-se.

    que o evolucionismo é a única resposta, etc, é conclusão sua.

    Evolucionismo é um termo criado por religiosos recalcados.
    A evolução é a única hipótese comprovada cientificamente. Porque não monta sua hipótese e a comprova cientificamente? Pode ganhar um Nobel.

  85. Marcos:

    Uma hora aceita, outra hora não fechou a questão.
    São duas idéias completamente contraditórias. É exatamente o duplipensamento descrito por George Orwell.

    Eu expliquei que aceitar quer dizer aceitar como uma das possíveis alternativas, nao quer dizer fechar questao a respeito. Eu já expliquei antes, tem que prestar atenção no que te escrevo.

  86. André Lopes

    Amiguinho…não falei que você era divertido? Não é amor ao Marcos, é amor aos fatos, mas não canse o pobrezinho do seu cérebro tentando entender a expressão “amor aos fatos”. Pela sua “resposta” ao Marcos e mais tantas outras por aqui dá pra perceber que esse não é o seu forte.
    Mas vamos a Galileu. Esperei que você fizesse sua interpretação ontem mesmo, mas pelo visto você precisou de algum tempo pra desencavar alguma coisa que conviesse. E em inglês, hein,chique no úrtimo! Eu me virei em português mesmo.

    Então Urbano VIII permitiu que Galileu escrevesse sobre suas conclusões desde que fosse como teoria, no sentido leigo da palavra?
    E pra você está tudo certo, fim de conversa, certo? ainda mais que você desencavou a resposta que lhe convinha num lugar conveniente, um site católico.

    Não para quem não tem a mente acorrentada a medos supersticiosos e interesseiros.
    Começando pela palavra permitir. Com essa palavrinha, sua argumentação sobre a suposta isenção da igreja e até a promoção de investigações científicas por amor da ciência apenas, cai por terra.
    Paulo V e depois Urbano VIII puniram Galileu não porque estivessem preocupados com o rigor científico, mas por que Galileu afrontou um dogma da igreja, que nem mesmo tinha origem na bíblia, mas em Aristóteles, e essa apropriação foi levada a cabo por servir à visão de mundo religiosa.
    Se houvesse, por parte da igreja o interesse da ciência pela ciência, não caberia a palavra permissão.
    Não se cogitou em “permitir” que Darwin publicasse suas observações e descobertas; não se cogitou em “permitir” que Einstein publicasse sua Teoria da Relatividade Geral. Não se cogitou em “permitir”que Newton publicasse Princípios Matemáticos da Filosofia Natural.
    Sabe a razão?

  87. Marcos:

    Não vejo que relação existe entre humildade ou gratidão com o assunto. Se deus faz tanta questão disso ele pode muito bem aparecer pra mim.
    Ou será que não pode?
    Ou se pode, será que não quer?
    E se não quer aparecer para levar o crédito, por que ele esperaria gratidão ou humildade de minha parte?

    É vendo os frutos do ateísmo que me convenço que não é por aí. Se você for em qualquer religião, oriental ou ocidental, vai encontrar a gratidão das pessoas pelo seu criador. A humildade surge naturalmente quando um ser insignificante como nós perto da grandeza do universo, tenta contato com aquele que crê ser o criador de tudo.

    Só posso pensar que como você não crê no criador, não consegue enxergar o que quis dizer com humildade e gratidão.

  88. ssrodrigues:

    Pela sua “resposta” ao Marcos e mais tantas outras por aqui dá pra perceber que esse não é o seu forte.

    Lá vem você com retórica de mais e fato de menos…

    você precisou de algum tempo pra desencavar alguma coisa que conviesse. E em inglês, hein,chique no úrtimo! Eu me virei em português mesmo.

    Desculpe, não quis me perfazer. É que há mais material em inglês, é mais fácil de localizar.

    Então Urbano VIII permitiu que Galileu escrevesse sobre suas conclusões desde que fosse como teoria, no sentido leigo da palavra?
    E pra você está tudo certo, fim de conversa, certo?

    Volta la na minha resposta de ontem e verá que eu disse que NÃO concordo com o que fizeram com Galileo, PORÉM que a história havia sido um pouco diferente da contada pelos historiadores marxistas ateus que inundam nossos livros escolares.

    Se o seu ponto é dizer que a igreja errou, eu concordo. Mas se você for justa, você vai entender que não existe organização liderada por homens que não errem, ainda mais em 2 mil anos. Se os novos ateus tivessem 1/2 do poder do Papa na época, eu acho que teriam feito coisa pior, mas é opinião, não há como comprovar.

    Hoje a igreja é aberta, convive com o contraditório, e tem uma mensagem muito boa para a humanidade. Fico imaginando se as PUCs fossem PUAs (Pontificia Universidade Ateia) e lá tivessem alguns professores que acreditassem na bíblia, como seriam tratados…

    Não se cogitou em “permitir” que Darwin publicasse suas observações e descobertas; não se cogitou em “permitir” que Einstein publicasse sua Teoria da Relatividade Geral. Não se cogitou em “permitir”que Newton publicasse Princípios Matemáticos da Filosofia Natural.

    Como o texto sugerido explica (talvez você não tenha lido por que estava em inglês), o problema não foi a parte cientifica da teoria, ou seja, dizer que a terra gira em torno do sol, mas sim extrapolar a conclusão para a teologia, Deus, etc. Isso numa época em que a igreja era a toda poderosa. Havia permissão para estudos científicos, tanto que Galileo pesquisava e muito provavelmente com RECURSOS DA IGREJA. Porém, não lhe foi permitido falar de teologia.

    ainda mais que você desencavou a resposta que lhe convinha num lugar conveniente, um site católico.

    E verdade, mas muitas vezes o historiador ou o cientista é ateu e nem por isso eu o desqualifico baseado nisso. Vamos tomar o escrito pelo que é fato. Infelizmente isenção perfeita não há, de nenhum dos lados.

    Mas então, você vão ficar até quando criticando os erros passados da igreja os quais já não mais ocorrem hoje? Qual é o ponto? Que tal explicar para os ‘crentes’ por que o ateísmo é verdadeiro? 99% do que vejo aqui é crítica às religiões, falem de vocês, queridos ateus.

  89. André Lopes,

    Eu expliquei que aceitar quer dizer aceitar como uma das possíveis alternativas, nao quer dizer fechar questao a respeito.

    Pela fala do próprio Papa, a ICAR aceita a evolução como sendo mais que uma hipótese.
    O que seria “mais que uma hipótese”?
    Uma comprovação.

    Existe alguma manifestação da ICAR aceitando alguma outra (qualquer outra) alternativa também como sendo “mais que uma hipótese”?

    Deixe de contorcionismo. Você fica tentando “supor” uma interpretação alternativa para o texto do catecismo e para a fala do Papa quando os discursos são bem claros.

    Se você for em qualquer religião, oriental ou ocidental, vai encontrar a gratidão das pessoas pelo seu criador.
    A humildade surge naturalmente quando um ser insignificante como nós perto da grandeza do universo, tenta contato com aquele que crê ser o criador de tudo.

    Se eu não acredito que tive um criador, se eu não sei a quem devo ser grato e este criador não se apresenta, então não é desfeita nenhuma eu não ser grato nem humilde com esse suposto criador.

    Só posso pensar que como você não crê no criador, não consegue enxergar o que quis dizer com humildade e gratidão.

    Jura? Tá tão na cara assim que eu não acredito?

  90. Marcos:

    Deixe de contorcionismo. Você fica tentando “supor” uma interpretação alternativa para o texto do catecismo e para a fala do Papa quando os discursos são bem claros.

    Engraçado, você é o ateu querendo ensinar catolicismo para mim. No catecismo não se fala em Genesis ou Darwin, e é de propósito, pois como eu já disse 80 vezes, a igreja não fechou questão sobre isso. Até uma ameba retardada já teria entendido.

    Jura? Tá tão na cara assim que eu não acredito?

    Pode fazer gracinha, eu deixo, a ssrodrigues fica feliz.

  91. Andre Lopes,

    Até uma ameba retardada já teria entendido.

    Ninguém te entende não.
    É caso de tratamento.

  92. O Andre Lopes tem razão sobre o caso Galileu!

    Se a Igreja condenou Galileu (que, aliás, morreu como bom católico) por causa das idéias do heliocentrismo, então, por quê ela não condenou antes o próprio Copérnico (que era monge católico) que foi o pioneiro do heliocentrismo no Ocidente?

    “…
    Naquele tempo a Igreja Católica aceitava essencialmente o geocentrismo aristotélico, (embora a esfericidade da Terra estivesse em aparente contradição com interpretações literais de algumas passagens bíblicas). Ao contrário do que se poderia imaginar, durante a vida de Copérnico não se encontram críticas sistemáticas ao modelo heliocêntrico por parte do clero católico. De fato, membros importantes da cúpula da Igreja ficaram positivamente impressionados pela nova proposta e insistiram para que essas ideias fossem mais desenvolvidas. Contudo a defesa, quase um século depois, por Galileu Galilei, da teoria heliocêntrica vai deparar-se com grandes resistências no seio da mesma Igreja Católica.
    …”.

    FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicolau_Cop%C3%A9rnico

    Devemos lembrar que a grande maioria dos acadêmicos da época também era contra o heliocentrismo, que o Papa Urbano VIII era amigo de Galileu, que Galileu não conseguiu provar de fato o heliocentrismo atribuindo erroneamente ao efeito das marés, etc.

    A própria Wikipedia em português tem um excelente artigo imparcial sobre Galileu.

    Não estou aqui querendo ser dono da verdade e nem sou especialista em história; estou apenas mostrando um pouco do ‘outro lado da moeda’ sobre o que nos ensinaram na escola, sobre a Inquisição, sobre Galileu, sobre a Igreja, etc.; muitas vezes, ensinos influenciados por idéias marxistas e iluministas desatualizadas. Para quem quiser saber mais sobre o ‘outro lado da moeda’ recomendo os livros: ‘Uma história que não é contada’ e ‘Para entender a Inquisição’ do ilustre Prof. Felipe Aquino.

  93. Aliás, a Inquisição da Igreja Católica NUNCA condenou nenhum cientista à morte por causa de suas idéias científicas.

    Alguns poderiam questionar: E Giornado Bruno?

    Sim, esse foi um dos poucos realmente condenado à fogueira pela Inquisição Católica; mas sim, por divulgar inúmeras idéias heréticas de cunho teológico. O que, para o contexto da época onde o Estado era teocrático, era considerado crime com pena de morte:

    “…

    Em Roma, o julgamento de Bruno durou sete anos durante os quais ele foi preso, por último, na Torre de Nona. Alguns documentos importantes sobre o julgamento estão perdidos, mas outros foram preservados e entre eles um resumo do processo, que foi redescoberto em 1940. As numerosas acusações contra Bruno, com base em alguns de seus livros, bem como em relatos de testemunhas, incluíam blasfêmia, conduta imoral e heresia em matéria de teologia dogmática e envolvia algumas das doutrinas básicas da sua filosofia e cosmologia. Luigi Firpo lista estas acusações feitas contra Bruno pela Inquisição Romana:

    – sustentar opiniões contrárias à fé católica e falar contra ela a seus ministros;

    – sustentar opiniões contrárias à fé católica sobre a Trindade, a divindade de Cristo e a encarnação;

    – sustentar opiniões contrárias à fé católica sobre Jesus como Cristo;

    – sustentar opiniões contrárias à fé católica sobre a virgindade de Maria, mãe de Jesus;

    – sustentar opiniões contrárias à fé católica tanto sobre a Transubstanciação quanto a Missa;

    – reivindicar a existência de uma pluralidade de mundos e suas eternidades;

    – acreditar em metempsicose e na transmigração da alma humana em brutos, e;

    – envolvimento com magia e adivinhação.

    …”.

    FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Giordano_Bruno

  94. julgamentos na idade media eram uma piada! o cara jogava lixo na rua e de repente apareciam milhares de testemunhas oculares de que voce mijou numa cruz ou quebrou uma estatua da virgem maria!

  95. Alyson,

    Fico me perguntando se realmente temos dados para afirmar sobre os julgamentos da idade média como você afirmou. Veja que os livros de história escritos por marxistas ateus dizem que tudo daquela época era ruim, porém silenciam quanto aos milhões executados por Stalin e Mao. Nós temos uma tendência a desmerecer coisas antigas, achar que as pessoas daquela época eram burras e que a inteligência verdadeira começou na nossa geração. Eu acho que não, antigamente havia muitas pessoas sabias também.

  96. fhyuioprewqsz

  97. Às vezes eu tenho vontade de me cutucar pra ver se estou lendo mesmo o que está escrito.
    DR dos Milagres e amiguinho André Lopes.
    É óbvio que Galileu foi censurado e punido por ter ido contra a teologia. Hello-ow! Foi o que escrevi ali acima, a igreja não agiu por zelo com a boa ciência e compromisso com a verdade. E este é todo o problema.

    Quando perguntei a você, amiguinho André se sabia a razão de Newton, Einstein, Darwin terem publicado seus trabalhos sem que se cogitasse permitir ou proibir, você passou ao largo da questão, então respondo para e por você: porque nem Inglaterra nem EUA sentiram que seu poder estava sendo ameaçado.
    Galileu ameaçava o poder da igreja e por isso foi punido. Nem ciência, nem Deus. O que estava em jogo era o poder.
    DR dos Milagres, Copérnico não ameaçou o poder da igreja, já que não pôs em confronto a teologia e suas observações sobre o sol.. De modos que há sim o outro lado da história, mas não esse que você pretende.

    Amiguinho André, eu posso errar, você pode, o Dalai Lama, a rainha da Inglaterra, o mundo inteiro pode errar, menos o papa. E isso não sou eu que digo, é o dogma da igreja católica sobre a infalibilidade papal quem diz. Portanto, dizer que “não existe organização liderada por homens que não errem, ainda mais em 2 mil anos “, não vale.

    Ou o papa é o representante de Deus na Terra, infalível e, portanto não poderia ter, na pessoa de Urbano VIII, errado tanto. Afinal, a Terra realmente se move em redor do Sol e não o contrário. Deus deveria saber disso, foi ele quem fez tudo. Não foi? E sendo o papa o cara com ele se comunica diretamente, Deus deveria ter dito que Galileu estava certo e Aristóteles errado.

    Ou a igreja católica é só uma organização de homens dizendo que existe um deus e dizendo que age em nome dele. Muitos desses homens tendo um apreço acima da média por honrarias e poder de mando, que acharam certo queimar vivo um outro homem apenas para defender seu próprio poder.
    Tendo em vista que afinal a Terra se move em redor do Sol, eu fico com a segunda resposta.

  98. ssrodrigues:

    Querida rainha do Heavy Metal e padroeira do Marcos, gosto quando ateu fala de religião, pois por mais besteira que seja, me dá a oportunidade de esclarecer sobre alguns mitos que se construiu.

    Amiguinho André, eu posso errar, você pode, o Dalai Lama, a rainha da Inglaterra, o mundo inteiro pode errar, menos o papa. E isso não sou eu que digo, é o dogma da igreja católica sobre a infalibilidade papal quem diz. Portanto, dizer que “não existe organização liderada por homens que não errem, ainda mais em 2 mil anos “, não vale.

    Você acredita que tem gente que pensa que a infalibilidade do Papa quer dizer que se ele falar que vai chover amanha, você tem que ir comprar um guarda-chuva? Agora a verdade: o papa é um ser humano que comete pecados como qualquer um. O dogma da infalibilidade só se aplica quando ele se pronuncia de forma ‘ex catedra’, via um pronunciamento muito raro que cria um dogma da igreja irrevogável. Ocorre 1 vez a cada muitos anos, não é coisa corriqueira, sempre relacionado a questões de fé da igreja. Portanto, dizer que a igreja erra é perfeitamente aceitável. Aliás, em toda a missa há uma parte que diz “não olhai os vossos pecados mas a fé que anima a vossa igreja”. Isso é uma admissão da fraqueza de todos nós perante o pecado.

    Quando perguntei a você, amiguinho André se sabia a razão de Newton, Einstein, Darwin terem publicado seus trabalhos sem que se cogitasse permitir ou proibir, você passou ao largo da questão

    A questão é que você está comparando idade média com Einstein que viveu no século passado. São mundos muito diferentes. Tenho certeza que se alguém daqui a mil anos olhar o que fazemos hoje vai se sentir escandalizado. Temos que analisar fatos históricos na sua perspectiva histórica da época.

    O fato é que na época, viviamos como uma teocracia e questionar dogmas teológicos era visto com muito mais seriedade que hoje. Eu prefiro hoje também, de ser forma os ateus, apesar de falarem muita besteira, acabam sendo uma patrulha para que os religiosos não cometam excessos e vice-versa. O poder absoluto corrompe, sempre foi assim na históra.

  99. André Lopes

    Você e o Criaturo precisam entrar num acordo, ou bem sou rainha do metal ou deusa, estou num conflito de identidade aqui, já.

    Um dos problemas de se levar a sério coisas absurdas é que corre-se o risco (altíssimo) de não perceber que elas são…absurdas.
    Eu conheço faz tempo essa coisa de ex cathedra. É o papa e Deus no modo on/off. Balela, claro.

    Sempre me pergunto se não provoca um certo incômodo essa coisa de a pessoa se ver obrigada a sacrificar fatos em prol da defesa da crença.
    Einstein viveu no século XX, mas Newton e Darwin viveram em plena vigência da inquisição. A questão não é de época, neste caso, mas de onde a igreja tinha poder de mando e de onde não tinha. Eles não tinham que prestar contas a um papa.
    O que me remete a sua fala sobre a forma como a igreja agiu quando “governava”, para reiterar o que escrevi anteriormente: nem ciência nem Deus, mas o poder. Hoje os católicos dizem que não podemos julgar os atos da igreja em tempos passados, que temos de entender que eram outras as condições e por aí afora. Mais ou menos como é alegado em relação às bestialidades inconvenientes do deus da bíblia.
    Falam como se a igreja tivesse voluntariamente aberto mão do poder.
    E como sabemos todos, ela foi forçada a isso. Se as atuais condições mudarem e ela vislumbrar uma mínima chance de voltar aos velhos tempos, não tenho a menor dúvida de que não deixaria passar a oportunidade

    E de fato o poder absoluto corrompe, de gregos e troianos a crentes e ateus.
    E quando isso acontece Deus está sempre em modo off.

  100. ssrodrigues:

    Fechamos então assim: Deusa do Heavy Metal e anjo da guarda do Marcos.

    Você disse que Darwin foi da idade média??? Viveu no século 19 fia… somente Newton poderia comparar-se a Galileo em termos de inquisição. VOcê diz que ele não foi perseguido por que vivia na Inglaterra, não sei para comentar, porém, me parece plausível também a hipótese que ele limitou-se a ciência e não teologia, o que confirmaria a versão da igreja que o problema de Galileo foi querer dar uma de teólogo.

    Ja falamos bastante de Inquisição, agora falemos de como ateus tratam padres e regiliosos… como você acha que era ser padre ou líder de uma igreja na Russia de Stalin ou China de Mao??? É a velha tese, dê um poder Papal a um ateu e verás o que acontece.

  101. SS@Andre

    Você e o Criaturo precisam entrar num acordo, ou bem sou rainha do metal ou deusa, estou num conflito de identidade aqui, já.

    Fechamos então assim: Deusa do Heavy Metal e anjo da guarda do Marcos.

    Negativo! ha um impasse! Voce a considera a deusa do metal ,eu a considero a deusa dos ateus, então deixemos que ela fale por si mesma , quem ela realmente é e a que venho neste blog:https://deusilusao.com/2013/10/10/eu-sou-muito-melhor-que-deus-2/

  102. @ ssrodrigues:

    Sério que você escreveu aquele artigo em que se diz melhor que Deus? O teu passado te condena….Terei que retirar o seu título de Deusa, por mau comportamento. Agora você é no máximo rainha da cocada.

    Estou tentando entender por que você escreveu aquilo:

    1) Você não acredita em Deus mesmo, então foi só uma brincadeirinha

    2) Você realmente se acha melhor que o Deus da bíblia. QUal o erro? Você só examinou o Deus da bíblia, que pode ou não ser verdadeiro. E se o Deus da bíblia não existe, porém um Deus realmente bom exista? Ferrou vai ter que se explicar para ele…

  103. Ah que vida essa! Fui rebaixada a rainha da cocada…e isso que numa escala de 0 a 10 meus talentos culinários ficam em – 0.

    Criaturo, aí está, já ficou decidido o que sou. Agora feche seus olhinhos, vou responder o questionário do André e já percebi que o assunto te deixa muito perturbado, sabe como é, com esse calorão e tudo, sua pressão arterial pode aumentar.

    André Lopes eu escrevi aquilo porque eu realmente me acho melhor que Deus. Não, espera, o que estou dizendo? Eu realmente me acho muitíssimo melhor que Deus.
    E se um Deus realmente bom existir está muito ocupado com algum outro planeta então eu fico sossegada quanto a ter que me explicar com ele.

    P.S.: você tem certeza que é um André Lopes, né?

  104. E se o Deus da bíblia não existe, porém um Deus realmente bom exista?

    Ora ele acredita na Bíblia, ora não acredita… Dá pra debater com um cara desses? É como jogar xadrez com o oponente querendo mudar as regras o tempo todo.

    Por falar em xadrez, me lembrei do “pombo”…

  105. Realmente o ensino básico no Brasil está mal, vamos lá: a conjunção “SE” indica uma suposição, uma possibilidade, e a palavra “acreditar” não indica uma certeza, portanto, é perfeitamente possível que uma pessoa acredite no Deus da bíblia mas possa fazer uma conjectura sobre a possibilidade de outro Deus existir.

    Realmente não dá para debater com um cara desses…

  106. Correção: ensino básico no Brasil está maU. Antes que ateu venha tirar uma casquinha.

  107. E eis que no meu retorno das férias, me deparo com um texto excelente da Shirley, porém as lamentações e questionamentos dos amigos crentes são sempre as mesmas, é uma coisa lamentável… Enfim, I’m back. Congrats Shirley!

  108. André: qual foi a lamentação de crente mais lamentável na sua opinião?

  109. Welcome back, André and thanks a lot.

  110. Lopes, são tantas emoções que eu não consigo eleger a mais lamentável.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: