Um convite a quem gosta de pensar.

Por Shirley S. Rodrigues

Bem caros frequentadores  do DeusIlusão. Sendo o Barros um cavalheiro muito gentil e de bom coração – embora eu não duvide que uns e outros ao lerem isso se perguntarão se ateus chegam a ter coração, quanto mais, bom – ele me fez um convite, para escrever um texto divulgando meu blog.

Que, como vocês podem ler, eu aceitei, muito agradecida.

As pessoas têm ideias e opiniões sobre várias coisas e nestes tempos de internet, uma porção delas fazem blogs para compartilhar essas ideias. Como eu sou uma pessoa, segue-se que tenho ideias e opiniões e estou entre aquela porção que faz blogs.

Todos que resolvem escrever num blog precisam eleger temas, escrevendo sobre assuntos que sejam do seu interesse, que tenham a ver com a forma como pensam o mundo.

Uma das formas como penso o mundo está evidentemente ligada ao meu ateísmo. Uma outra forma é a minha decidida inclinação pelo liberalismo e minha total rejeição da ideologia socialista, uma ideologia velha e mofada, cujos fungos estão envenenando o país há tanto tempo.

Estou entre os que pensam que quanto menos o Estado, o governo, se mete na vida da gente, tanto melhor; nós sustentamos o governo com nossos pesadíssimos impostos para que ele facilite nossas formas de cuidar de nossas vidas, não para ser esse misto de sanguessuga com Super Nanny. É outra “minoria” da qual faço parte, e essa minoria gostaria muito que aqui no Brasil as pessoas começassem a perceber que a responsabilidade por nossas vidas e nosso país é nossa, não dos “messias” que elegemos com promessas de salvação mais falsas que notas de três reais. Opa, já me entusiasmei…

Enfim, lá no blog escrevo misturando todos esses ingredientes, “pitacando”* sobre diversos assuntos: a forma como passamos a criar nossas crianças, a meu ver de forma totalmente equivocada, a tal ponto os pais e mães acabam parecendo servos dos filhos que crescem para se tornar pessoas sem civilidade nenhuma; a hipocrisia mentirosa do cristianismo reivindicando patente sobre a civilização ético-moral; a troca que muitos crentes fazem, da vida que têm para viver pela morte que esperam ter; as mazelas do Brasil, as quais sustento que são de nossa responsabilidade.

São temas que podem soar antipáticos a muita gente, bem sei, mas a todos que apreciam o debate, a troca de ideias, que gostam de pensar, deixo o convite para visitar meu blog:

http://srodriguesliberalateia.blogspot.com.br/

E a você Barros, muito obrigada!

* “pitacando” é um termo que aprendi com o Barros, que, aliás, é um excelente “pitacador” quando se trata de gramática e ortografia.
Anúncios

39 Respostas

  1. Estou saindo agora para o trabalho. Vou deixar para comentar à noite. Parabéns pelo novo blog. E você não tem que agradecer nada. A humanidade é que tem que agradecer mais uma voz que se levanta contra Deus, essa personificação da idiotice humana.

  2. Entenda-se o “levantar-se contra Deus” como uma cabeça pensante que mostra para os crentes onde, como e por que Deus é uma ilusão.

  3. nosso poblema e que pensamos que o que pensamos e a realidade. Bohm.

    Luiz Dias 62 3241-3322 62 9632-0476

    Date: Thu, 20 Feb 2014 06:30:42 +0000 To: luzcristals33@hotmail.com

  4. ssrodrigues:
    Descobri que compartilhamos o ideal do liberalismo e do governo mínimo, já imaginou eu fazendo um comentário ao seu artigo apoiando-a em todos os pontos? Eu achei que não veria isso em minha vida…. Se você quiser eu posso visitar o seu blog, mas a patotinha atéia vai estar lá, feliz da vida em coro unissono “crente burro”, e eu vou estragar a festinha.

  5. Shirley,

    Tive a oportunidade de conhecer seu blogue recentemente e gostei de tudo. É um prazer poder lê-la direto na fonte e recomento a todos com entusiasmo!

    Se me permite, vou pegar um gancho no seu convite para tecer algumas considerações sobre a diversidade de pensamento, o que naturalmente também ocorre entre nós, ateus e agnósticos.

    Percebi que existe uma ideia difundida de que todos aqueles que militam em prol do humanismo e secularismo, direitos das minorias, sejam necessariamente comunistas ou militem por ideologias de inclinação socialista, a dita esquerda. E penso que seja assim propagado por quem o faz com a intenção de ‘diminuir’ a relevância da nossa defesa.

    Falando por mim, digo que meu senso crítico se estende além da questão religiosa. Ele simplesmente me leva a não aceitar sem questionar esta ou aquela visão de mundo. No campo das ideias acho toda proposição válida, bem como toda discussão. Sou avesso apenas ao radicalismo intolerante, que costuma aflorar com muita facilidade quando o indivíduo passa a pensar que ele defende uma verdade ou moral absoluta.

    Já vi por aí muitos que questionam o fanatismo cego dos crentes, mas não percebem que são igualmente cegados por ideologias; como você bem colocou, bolorentas. Estes agem como radicais defensores de verdades absolutas e demonizam os que pensam diferente. Fazem aos seus pares (colegas de militância, políticos e ditadores patéticos) as mesmas concessões que os cristãos fazem ao o seu deus indigesto e também a seus pastores e clérigos larápios e predadores sexuais. E nem se dão conta do quão fanáticos e intolerantes revelam ser, por conta do mesmo mal que afeta os religiosos: a mente doutrinada.

    Abraço!

  6. O blog da Shirley “Eu, Liberal e Ateia” é um dos meus caminhos diários obrigatórios.
    Ela está de parabéns pela dedicação e qualidade do seu conteúdo.

    Muuuito bomm!!!!!!

  7. Shirley seu blog ja esta nos meu favoritos.

    Adorei isto aqui:
    a forma como passamos a criar nossas crianças, a meu ver de forma totalmente equivocada, a tal ponto os pais e mães acabam parecendo servos dos filhos que crescem para se tornar pessoas sem civilidade nenhuma.

    É outra “minoria” da qual faço parte, e essa minoria gostaria muito que aqui no Brasil as pessoas começassem a perceber que a responsabilidade por nossas vidas e nosso país é nossa, não dos “messias” que elegemos com promessas de salvação mais falsas que notas de três reais.

    Este texto seu eu adorei rrss

  8. Warlei

    Em primeiro lugar, obrigada pelas palavras e saiba que a admiração é recíproca, seu blog é, como diz a Ana Júdice, ponto de parada obrigatório para mim.
    Não é por acaso que certa classe de crentes joga no mesmo balaio, indiscriminadamente, ateus e esquerdistas. Eles reconhecem intuitivamente aquilo que faz sentido em seu próprio universo mental: esquerdistas são tão religiosos quanto qualquer cristão, muçulmano, hindu e por aí afora, apenas o objeto de culto é diferente. Como não conseguem conceber a não-crença, apelam ao que já lhes é familiar.
    Como houve e ainda há esquerdistas ateus de deuses mas crentes de Marx, que pregam o fim das religiões e perseguem os crentes de deuses, é automático: todo ateu é comunista. Azar o nosso…rsrsr

  9. Ana

    Muito obrigada mesmo! E eu digo o mesmo do http://www.ponderavel.com.br/, o qual faço questão de todo dia reservar um tempinho para ler um texto, como já te disse, gosto muito do seu espaço.

  10. André Lopes

    Para você ver que certos esterótipos são apenas…estereótipos.
    Quanto ao mais, a diversidade de pensamento deve ser exercida mesmo, e eu até digo que principalmente, quando há oposição completa entre as formas de pensar. É o contraditório que enriquece, não a concordância.
    Não penso que haverá “patota” de ninguém atacando ninguém, desde que um princípio básico seja observado: não ter conhecimento sobre algum assunto não é o problema. Todas as pessoas desconhecem montes de coisas sobre outros tantos montes de coisas. Problema é querer que o desconhecimento seja imposto como fato, seja por intolerância ou por recusa em se arriscar a ter que lidar com assuntos que desmontam teses confortáveis mas errôneas. Como exemplo cito esse último debate que você vem travando com o Kiyoji. Os ateus citados por ele são simplesmente os maiores doadores para causas nobres da História. No outro texto, nos seus comentários você diz que ateus são incapazes de serem solidários. E isso é simplesmente uma tese sem fundamento algum.

  11. Adamantdog

    Será um gosto ter você visitando meu blog. Lendo aqui pelo DeusIlusão já topei, em vários textos, com muitos comentários seus que além de inteligentes são bem humorados.

  12. Concordo com o Warlei e devemos lembrar, claro, que há ateus no outro extremo da contradição cética. Os que cultuam o Deus mercado, como se com Estado Zero as coisas fossem melhorar muito por conta própria. Exemplo óbvio é o Dâniel Fraga, que acredita em uma utopia tão ingênua como o comunismo, o anarco-capitalismo.

    Não acho razoável que se rotule um esquerdista automaticamente como marxista, defensor dos Castro, de mensaleiros, pró-cotas para minorias, entre outras coisas. Como já disseram o Pirulla e o Clarion, por que não defender ideias que sejam boas, justas e que funcionem, independentemente de rótulos? Até porque há uma miríade de opções entre o extremos.

  13. Shirley você escreve muito bem. Eu sempre falei isso. Os meus “pitacos” eram apenas resultado de um olho e de uma paciência treinados em décadas debruçado sobre um tabuleiro de xadrez, em oposição à uma eventual pressa de sua parte. Pressa sempre faz a gente escrever algo que não devia, ou esquecer de pôr algo que devia. E “pitaco” foi emprestado de uma amiga virtual que eu conheci em outra vida.

    Li seu texto sobre os livros e os gibis, e espero poder ler mais alguma coisa lá de vez em quando. Ultimamente eu tenho pouco tempo pra internet. E quase não consigo mais arrebanhar almas para Satanás, através do meu blog, escrevendo essas coisas que escrevo, inspirado pelo Coisa Ruim. Você sabe que nós, ateus, temos esse compromisso de fazer lograr os planos de Deus, e de entristecer Jesus, e de enfurecer o Espírito Santo, que está mais pra vaca de presépio do que pra qualquer outra coisa.

    Mais uma vez perdi o “amor da minha vida” pra Jesus. E ele nem de mulher gosta! Se ela fosse pelo menos católica… Mas não dá pra concorrer com o Jesus da Universal.

    É a “síndrome de Mariana”. Mariana… Tá casada. Eu tô solteiro. Graças a Deus. Literalmente.

  14. ssrodrigues:

    Você estava indo bem, falando da necessidade do contraditório, eu tinha lágrimas nos olhos, quando no fim…. você deu uma derrapada.

    Como exemplo cito esse último debate que você vem travando com o Kiyoji. Os ateus citados por ele são simplesmente os maiores doadores para causas nobres da História

    Entendo o seu amor filial pelo Marcos, mas o guri tem que aprender um pouco mais de lógica. Qdo eu tinha 8 anos de idade, eu ficava comparando com meus colegas que time de futebol era melhor, um tinha o artilheiro, o outro mais títulos, etc. É o que vocês, ateus, querem fazer mostrando 2 ou 3 ateus podres de ricos que fizeram fundações com seus prórios nomes. Primeiro que Bill Gates e Warren Buffet NÃO são nenhum exemplo para mim, ok? São sangue-sugas que pisaram em muita gente pela vida e agora dividem uma porcentagem da sua fortuna em causas que ELES escolhem. Grande coisa.

    Se vocês são filantropos mesmo, mostrem as obras, mostrem pessoas QUE LARGAM SEUS PRÓPRIOS INTERESSES e vão cuidar de doentes, crianças e idosos DE GRAÇA. Quando vocês tiverem obras e pessoas assim para mostrar, poderemos comparar com o cristianismo, até lá nem percam o seu tempo.

  15. CTRL+C CTRL+V do Teste seus amigos crentes #5:

    Quem é filantrópico? A instituição da igreja ou os cristãos individualmente?

    Vou repetir mais uma vez… Ateísmo é uma forma de pensamento que não reúne pessoas pra realizar nenhum tipo de ação, você está confundindo ateísmo com religião. Eu INDIVIDUALMENTE realizo doações esporádicas para algumas instituições, que posso citar caso você duvide de mim (natural cristão duvidar de ateu). Porém, volto a repetir, eu sou mais uma pessoa doando, o ateísmo é só o modo como eu penso.

    Eu não conheço muitos ateus e desconheço instituições ateias, logo não posso te responder se eles realizam ações filantrópicas ou não.

    Com base no que eu acabei de dizer acima, qual o sentido de bater na tecla de obras ateias? Mesmo que uma comparação como essa fizesse sentido, você teria que ser proporcional com o número de cristãos x números de ateus.

    Sendo assim, cite apenas religiosos que INDIVIDUALMENTE são filantrópicos, pois citar uma instituição para comparar com pessoas físicas é uma enorme desonestidade da sua parte, não foi isso que Jesus te ensinou…

  16. André Lopes

    Não posso ter amor filial pelo Kiyoji, não sou filha dele; você é meio lento, né não? Eu acho que mentalmente você ainda tem 8 anos de idade; depois de ver seus “argumentos” desmontados um a um o que restou para você foi ficar disputando quem faz mais obras beneméritas, se ateus ou crentes?

    Sabe, não necessariamente estava me referindo a você quando falei do contraditório. Digamos que o seu caso serve mais como exemplo didático para os leitores, sobre o que não se deve fazer. E não me venha com essa de “gente que abre mão da própria vida para se sacrificar pelos outros.” Isso é uma pilantragem oportunista ou burrice mesmo, pode escolher.
    Se alguém abre mão de um tipo de vida em favor de outro tipo de vida está optando entre dois tipos de vida, não está abrindo mão de nada. Por exemplo, eu não tenho a menor intenção de deixar a minha vida e ir lá pros confins da Amazônia trabalhar com ong de índios. Assim como você não vai deixar a sua vida e ir para os cafundós da África numa missão qualquer da igreja. Outras pessoas, no entanto vão fazer essa opção por viver suas vidas dessa forma. Então, garotinho, sem essa conversa fiada de abrir mão da própria vida.
    E me explica uma coisa: como é que um sedizente liberal me aparece com esse mimimi de “Bill Gates e Warren Buffet são sanguessugas que pisaram em muita gente, buábuábuá”?
    Essa ladainha é tão típica de esquerdistas, André! Te digo uma coisa: se oferecerem a dez cristãos a opção entre trabalhar pro Bill Gates e ir pro cafundó da África numa missão da igreja, onze vão aceitar o trabalho com o Sanguessuga Gates. (O décimo primeiro vai aparecer de oferecido pra não perder a oportunidade).
    E te digo mais uma coisa: entre trabalhar pro Sanguessuga Gates e ser assistido pela igreja católica, a primeira opção faz muito melhor ao ser humano. É o trabalho que dignifica o homem, não se ver em situação de precisar de esmola. Moral da história: Sanguessuga Gates fez mais bem para a humanidade do que a igreja católica.

  17. Barros

    Com a devida consideração pelo que você esteja sentindo, mas eu acho que se a “Mariana” trocou você pelo Jesus, você está muito melhor sem ela.

  18. Arnaldo

    Só para constar, há uma diferença crucial entre Estado mínimo e Estado zero. Liberais têm plena consciência da necessidade de Estado, até porque a ausência dele configura anarquia e nenhuma sociedade pode ser bem sucedida numa anarquia. Aliás, já nem caberia a palavra “sociedade”, seria no máximo um ajuntamento de pessoas.
    Quanto à associação entre esquerdistas e marxismo até hoje não conheci um que não bebesse na fonte de Karl Marx, mas é aquela coisa: meu pedaço de mundo é só uma parte do todo e pode haver por aí muito mais do que conheço.

  19. em oposição à uma eventual

    Olha a pressa aí: sem crase no “a”, por favor…

  20. A Mariana foi um caso antigo. Essa que me trocou por Jesus agora é a Sofia dos meus textos mais recentes. Lembra dela?

    Se eu morrer e existir mesmo esse negócio de julgamento final, quando eu estiver na fila e chegar a minha vez, vou ver se acerto um chute nos ovos de Jesus Cristo. Ele foi pro céu com o corpo físico, não foi? Pois se foi, ele vai se lembrar de mim pelo resto da eternidade.

  21. Sim, da As sacolas de Sofia uma das suas melhores séries. Mas seja Mariana, Sofia ou Genecleide, você ainda continua melhor sem elas.
    E eu acho que você vai ter que enfrentar duas filas, a do julgamento final e a dos que vão querer acertar as sagradas bolas…

  22. ssrodrigues

    “Só para constar, há uma diferença crucial entre Estado mínimo e Estado zero.” Exatamente, por isso acho que Estado zero é uma idéia estúpida e um retorno à barbárie. O Estado mínimo é um conceito verossímil, mas para ser viável e justo, depende de quão mínimo ele é.

  23. SOS Rodrigues:

    E me explica uma coisa: como é que um sedizente liberal me aparece com esse mimimi de “Bill Gates e Warren Buffet são sanguessugas que pisaram em muita gente, buábuábuá”?

    Eu sou liberal querida, mas não fico puxando o saco de rico só por que valorizo o trabalho e a livre iniciativa. Eu não idolatro essas pessoas, eu os respeito como qualquer um, pode ser rico ou um pobre morador de rua. Tem gente que baba para um rico por que venera o dinheiro do cara, eu não sou assim.

    No caso específico do Bill Gates, a Microsoft é reconhecidamente uma empresa cheia de processos anti-monopólio, ja condenada várias vezes, eles sacaneavam a concorrencia mesmo. Parte da fortuna do Dr. Gates veio dessa sacanagem. Agora, é muito fácil depois do forebs estar transboardando de dinheiro, eu pego uma parte e faço uma fundação para eternizar o meu nome. Agradeço o dinheiro dele que vá para boas causas, porém não o acho mais desprendido do que aquele que pouco tem e mesmo assim divide com os outros.

  24. Sei, André Odete Roitman Lopes… liberal que sente inveja rancorosa de um Bill Gates?
    Então tá. Papai Noel existe e veio aqui em casa tomar o chá das cinco comigo e a Alice, vinda do País das Maravilhas exclusivamente para a ocasião. Presentes também o Harry Potter e Bertram Scrudder, que aliás estava um porre. Vocês teriam se dado às mil maravilhas.

  25. SOS Rodrigues,

    Pirou? Vc esta fumando algum cachimbo da paz em alguma rodinha ateu-secular?

  26. Shirley

    Não tenho por hábito sustentar discussões com pessoas alienadas porque há momentos em que a apelação de quem está perdendo argumentos parte para a o desnível e desrespeito.
    E por falar em Bill Gates, é sabido que em 2013 ele doou cerca de US$ 750 milhões ao Fundo Global da Luta Contra a AIDS, com foco na melhoria da qualidade de vida para a população mundial, sendo que nos últimos 10 anos Gates já havia doado 650 milhões de dólares.

    http://www.tecmundo.com.br/bill-gates/35936-bill-gates-vai-doar-us-750-milhoes-ao-fundo-global-de-luta-contra-a-aids.htm

    Filantropia é uma palavra de origem grega com significado de “amor à humanidade”. Atos filantrópicos são cada vez mais comuns na sociedade, sendo confundidos com as obrigações de uma companhia em relação à sociedade.

    Isso é Responsabilidade Social e não tem nenhuma religião endossando esse feito de Bill Gates, além do grande legado tecnológico inserido por ele e do qual todos nós estamos usufruindo, inclusive quando comentamos em um site.
    Ao invés de estar bisbilhotando a vida destes grandes homens, melhor seria se pelo menos estivesse também colaborando de alguma forma com ações filantrópicas para ter o prazer de estar fazendo parte de uma sociedade mais participativa.

    Um abraço

  27. Ana

    Compreendo perfeitamente seu posicionamento e eu às vezes sinto vontade de apenas deixar certos espécimes falando sozinhos. Por outro lado, penso que se deixamos a ignorância e a desonestidade grassando sem oposição, os portadores destas passam a impô-las como padrão de conduta generalizado. No caso deste espécime em particular, invariavelmente as discussões começam pela tentativa de expor um ponto de vista contrário ao dele de forma educada e degeneram em bate-boca, pois quando os “argumentos” dele são refutados pelos fatos, ele passa a apelar para a deselegância e a desqualificação.
    Essa questão dos filantropos ateus é só mais um exemplo.

    Eu penso que o espécime tem todo o direito de defender seu direito à crença, mas ele espera que aceitemos seus “argumentos” descabidos como fatos. Parece-me que ele não ainda não conseguiu entender que respeitar o direito à crença não implica necessariamente respeitar o objeto e as proposições da crença. Eu pessoalmente considero absurdo ver pessoas adultas levando a sério os deuses e todos seus acessórios.

    Abraços!

  28. Ssrodrigues e Ana Júdice:

    Aqui é o ‘espécime’. Gostei da tabelinha de vocês, falando ‘de uma pessoa’ que é isso e aquilo. Tomara que seja eu, eu quero ser essa pessoa!

    Já não é de hoje que eu ouço essa de “há pessoas que não merecem uma resposta”, normalmente dizem isso quando não têm uma resposta a dar. Acho que somos adultos e defendemos o contraditório, não é mesmo? Então vamos parar com esse tipo de resposta evasiva.

    Quanto ao Bill Gates, já disse o que penso dele, não serão 650 ou 750 milhões que mudarão minha opinião, costumo não por minha opinião a venda.

    Ao invés de estar bisbilhotando a vida destes grandes homens, melhor seria se pelo menos estivesse também colaborando de alguma forma com ações filantrópicas para ter o prazer de estar fazendo parte de uma sociedade mais participativa.

    Você acabou de bisbilhotar a vida dele, melhor seria… basta ler a sua própria frase.

  29. Andre Lopes

    Você acabou de bisbilhotar a vida dele, melhor seria… basta ler a sua própria frase.

    Estar bem informado não é bisbilhotar. Os jornais falados, escritos e virtuais fazem seu papel que é dar a informação.
    Você é a prova de um bom crente como sinal de quem anda de braços dados com seu Deus tão claramente contraditório.
    Não vou falar de desonestidade intelectual porque a palavra intelectual não está associada a inteligência e não tenho a intenção de excluí-lo neste predicado.
    Pode baixar suas pedras porque não vou trocá-las com você, pois são armas de uma civilização muito antiga inclusive usadas nas histórias do seu livro e o meu tempo é aqui e agora. Sou contemporânea. Normalmente o apedrejamento como forma de castigo é ainda usado em sociedades muito arraigadas em crenças por líderes místicos, ditadores de nações ou a exemplo do Deus TRIUNO que não tem nada a ver mais com o monoteísmo pois ele se fez por três entidades:“Pai, Filho e Espírito Santo“. Certo?
    Nossa realidade futura está a caminho com o resultado dos vários segmentos da ciência e você quer queira quer não, tem usufruído dessa evolução no seu dia a dia, tanto é que se você tiver um câncer hoje receberá como qualquer ser humano sem que seja privilegiado por sua boa conduta e receber a cura pela ciência da medicina, a não ser que você queira morrer ao optar por preces porque os milagres hoje em dia estão escassos e não se ouve mais vozes vindas do alto a dialogar frente a frente com o homem, só mesmo se ele estiver tomado por um surto ou delírio.
    Como manter um diálogo construtivo com uma pessoa que não tem interesse em se atualizar com o mundo em que ele vive?

    Então, como sinal de respeito aos seus conceitos religiosos, interrompo neste momento dando-lhe um adeus desejando que você se sinta seguro em todas as decisões de sua vida e que seja feliz em suas convicções porque você sabe onde vamos encontrar nossa felicidade? Dentro de nós mesmos.

    Felicidades, um abraço.

  30. Ana Júdice,

    Sim, sem pedras. Qto a cura do cancêr, celebro tanto quanto você.

    Como manter um diálogo construtivo com uma pessoa que não tem interesse em se atualizar com o mundo em que ele vive?

    Não entendi o que quis ensinuar….mas precisa responder? Eu parei no tempo? Sou o tal crente burro que vocês tanto gostam de acusar? Eu sou um profissional muito bem sucedido, falo vários idiomas, conheço vários países, então, querida, essa de crente burro, em mim não cola. Não quero me gabar não, acho que somos todos insignificantes perto da grandeza do universo, mas não posso ouvir quieto uma insinuação como a sua, que ao que parece, é uma jovem garota. Felicidades, um abraço.

  31. Não acho que a expressão desonestidade intelectual deponha contra a inteligência de ninguém. O que o crente faz — e é preciso que faça mesmo — é usar a sua inteligência para, de algum modo, driblar, distorcer ou embotar o raciocínio que o obrigaria a abdicar de sua fé.

    Eu já ouvi de pessoa muito inteligente que uma cobra realmente tinha mantido um diálogo com um ser humano. A explicação da pessoa foi dizer que se Deus podia criar uma galáxia certamente poderia fazer uma cobra falar. É a desonestidade intelectual em ação.

    E não tem nada a ver com “burrice”.

  32. Barros:

    Mas mesmo nesse caso da cobra, falar em desonestidade intelectual também pode ser errado, pois a pessoa pode realmente acreditar naquilo, ela está sendo honesta consigo e com os outros.

  33. Barros diz:

    Eu já ouvi de pessoa muito inteligente que uma cobra realmente tinha mantido um diálogo com um ser humano.

    André Lopes responde:

    Mas mesmo nesse caso da cobra, falar em desonestidade intelectual também pode ser errado, pois a pessoa pode realmente acreditar naquilo, ela está sendo honesta consigo e com os outros

    Alguém pode me explicar como uma pessoa muito inteligente pode acreditar numa cobra falante e ainda continuar sendo muito inteligente e ao mesmo tempo não sendo um desonesto intelectual?

  34. Shirley, muito crente — os últimos dois papas inclusos — não suportaram mais arcar com o ônus de sua própria desonestidade intelectual e se viram obrigados a considerar o relato de Gênesis como uma fábula. Parece que eles acharam mais fácil usar da desonestidade intelectual para explicar por que diabos a Bíblia toda não é uma coleção de fábulas, ou, pelo menos, com que demônios eles confabulam pra descobrir quais estórias são fábulas e quais não são.

  35. Barros, eu fico imaginado a alta cúpula da igreja reunida dando tratos à bola:
    “É pessoal, isso de defender a literalidade do Gênesis tá pegando mal, muito mal. Lá uma coisa ou outra ainda poderia passar, mas cobra com pernas e ainda por cima falante? Vamos fazer o seguinte, a gente diz pro povo que não é bem assim, e coisa e tal…E o melhor é que nem precisamos nos preocupar, o povo vai engolir numa boa, não acreditam que a Maria pariu um filho do espírito santo? Só uma coisa, vão queimando os miolos aí que cedo ou tarde vamos ter arrumar explicação pra mais livros da bíblia.”

  36. Ta vendo ficam acusando papas e cúpula da igreja de desonestos, depois eu pego pesado com os ateus aí aparece gente insinuando que eu sou agressivo. Vocês têm que se decidir, vão ser tratados na mesma moeda.

  37. Shirley
    seus escritos deveriam estar na VEja , ISto è – fOLHA E POR AI vai…..
    ja visitei seu blog a muito tempo, vou comentar e dar meus pitacos! rsrssrsrsrsrs

    para Andre – Shirley – Barros e quem quiser ler
    Nao gosto muito do gates tambem, por outros motivos. Ele esta usando a filantropia dele para encobrir outros objetivos, que NAo estao na esfera tecnologica, a qual ele contribuiu bem de modo geral nessa questao. Aposto que voce deve estar usando o Windoows para se manifestar aqui, e mesmo sem monopolio ele faria sucesso. A ideia era boa, a vontade do sujeito tambem, a capacidade dele faz merecer o que se seguiu!!
    Pra mim o X da questao NAo é esse! — o MOnopolio so é gerado e mantido com a conivência e vontades do Estado! que tinha interesse que isso ocorresse!
    Esse negocio de processo contra a MIcrosoft é encenaçao , porq ficou muito descarado que uma empresa mesmo sendo vanguardista e eficiente, nao dominaria o mercado sozinha! Se existe o LInux e outros, porq esses nao vingaram e nao rendem tanto lucro????
    ——————- voce esta sendo inocente!! ———- o Gates e a Microsoft nAO sao os unicos FDP!! — tem muita gente por tras disso e muitos interesses!!! Um deles é controlar o gado@!
    O Gates é o cara que aparece , afinal é um inventor e fundador da empresa! – mas NAo é so ele. O ESTado cristao americano é que é bem monopolista em varios assuntos e nepotista aos montes!
    A verdade é que há um plano bem engendrado e inteligentissimo maquinado a tempos! para controlar e dominar as sociedades constituidas! o GAtes é um dos cabeças! MAs nao esta sozinho, com ele esta a religiao com a maior contribuiçao de todas:
    missao : alienar o gado , enganar, estabelecer controle
    Gates esta longe de ser ateu! so se for do seu Deus pessoal!
    Vc achar que uma empresa pode conseguir monopolio sem a ajuda do Estado é pensAR pequeno, é logico que GAtes teria concorrente. NAo so ele entende de informatica!
    La nos EUA tem orgao de proteçao a isso, assim como o CADE aqui no Brasil, hoje numa economia de mercado liberal se tem as ferramentas minimas para se combater isso e regular de modo mais justo! Porq algumas vezes NAo se faz isso é por motivos, como posso dizer: “misteriosos”!!!

  38. o comentario acima é meu!!

  39. Se o Gates conseguiu fazer essa empresa vitoriosa, sorte dele. E nossa, pois sem o Windows não seríamos ninguém. Pura inveja e intriga da oposição. Quem não for competente que não se estabeleça!

    Há dez anos, qualquer produtora de soluções em computação tinha um grande desafio pela frente para se consolidar no mercado. Nessa época, o Windows, da Microsoft, era a plataforma para computadores mais usada no mundo, praticamente monopolizando o mundo dos sistemas operacionais. Mas em vez de adotar o Windows, empresas como Apple lançaram concorrentes de peso como o OS X e foram seguidas por outras como o Google, fazendo com que o império antes pertencente ao Windows começasse a ruir. Isso sem contar o Linux, que começou a ter força no mercado na última década.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: