Re: Um Deus sem Bíblia

mágico3-610x862

Criaturo, meu querido… Li seu texto. Duas vezes. Ufa… Graças a Deus, você não me decepcionou. É um texto até interessante, do ponto de vista literário, mas é do tipo que se espera de um crente; e isso não é um elogio.

Reservo-me o direito de não comentar exatamente tudo, bem como sequer estabelecer uma ordem nos pontos abordados. Assim, eu começo pelo que achei mais revelador: os percentuais da “Trindade Divina”.

Quando se estabelecem porcentagens, presume-se que alguém fez um cálculo ou uma estimativa perfeitamente reproduzíveis, se necessário. Eu posso dizer, por exemplo, que 75% do nosso planeta é coberto por água. Não é um cálculo preciso: é uma estimativa. Também posso dizer que, mês passado, eu comprometi 46,72% dos meus rendimentos com a aquisição de peças e tabuleiros de xadrez. Não é uma estimativa, é um cálculo preciso. Nos dois casos, eu poderia demonstrar como cheguei a esses números, de modo que você fosse capaz de repetir o processo e obter praticamente os mesmos resultados: com alguma tolerância em relação à estimativa planetária, e sem tolerância em relação às minhas dívidas.

Você listar a porcentagem de Deus que é humana, a porcentagem que é mecânica, e a porcentagem que é consciência é a sua assinatura endossando o ditado popular “Papel aceita tudo”, porque a única coisa racional que te fez escolher os valores de 30%, 30% e 40% só pode ter sido o fato desses números serem bem fáceis de somar de cabeça pra dar os 100%. Outra razão não há, nem poderia haver, porque, em se tratando de deuses, você não poderia fazer estimativas ou cálculos precisos. Quer dizer… Fazer até pode, mas não iria nunca ter como explicar como chegou aos tais valores.

No começo do texto, eu estava achando que havia entendido o seu ponto de vista: “Ah, então, pra ele, Deus é ‘tudo o que existe’; matéria, energia, antimatéria, o universo enfim. Ora, então a gente só está dando nomes diferentes para a mesma coisa”. Eu, sinceramente, até daria mais crédito ao pensamento de que havia um ser “incriado” e eterno que, de tão solitário no meio do nada infinito, resolveu se matar de tédio, explodindo em zilhões de pedacinhos que deram origem a tudo o que passou a existir no lugar dele. O problema é que isso implicaria na inescapável conclusão de que somos feitos dos átomos do corpo de um Deus suicida. E só, meu caro! E SÓ!! Esqueça a vida eterna, esqueça recompensas por não comer a mulher do vizinho, esqueça presentinhos materiais em troca da falsidade de dizer que ama quem você nunca nem viu.

Não sei quantas pessoas que hoje têm algum tipo de devoção religiosa iriam dormir tranquilas com essa visão de mundo.

Mas, então, você me veio com essa:

    Nós somos o livre-arbítrio de Deus, ele sente em nós o prazer da liberdade proporcionado pela autoignorância da sua onisciência.

“Ora”, eu pensei, “então Deus não se matou”. Isso significa que não entendi qual era seu argumento, ou você não soube explicá-lo, ou não notou que está discorrendo sobre um Deus feito de massinha de modelar, que toma a forma que você quer, pelo tempo que você acha conveniente, ora sendo ‘tudo o que existe’, ora sendo algo ou alguém específico, com direito a sentir prazer com a proeza de ter conseguido se separar de si mesmo, como se Deus fosse um adolescente cósmico que fez surgir de seu corpo uma mão autônoma para masturbá-lo.

Considero o abstracionismo do seu raciocínio até certo ponto louvável, mas não posso deixar de notar que ele está infectado dessa tal doença tautológica, debilitante, detratora, contaminante e indisfarçável, que o faz desmoronar devido à incapacidade de sustentar uma definição que traz entranhada em si mesma o objeto a ser definido, sem o qual não se completa.

Deus é o que uma parte independente dele diz que ele deve ser para que tudo seja como realmente é. Minha mente matematicoenxadrística me livrou da fascinação por esses jogos de palavras. Um Deus onicoisente, caso existisse, deveria poder ser percebido de uma maneira menos tola.

Espero que, pelo menos, você tenha consciência de que não é um cristão, e de que a Bíblia não pode ser usada por você como os cristãos a usam, a menos que você se valha em igual medida de todos os outros livros sagrados que dão conta de todos e tantos deuses. Enquanto só você entendeu a essência desse Deus-além-Bíblia, talvez fundando essa nova religião da qual precisa ser o profeta, o papa e o único seguidor, também precisará aceitar cada palavra do que todos os crentes dizem, e cada ato que praticam em nome de seus numerosos deuses contraditórios e incompatíveis. Pois Deus é tudo, e pode ser tudo.

Inclusive nada.

Anúncios

40 Respostas

  1. Barros, nas parcelas das porcentagens você digitou errado, é 40, não 60%.
    Eu desafio o Criaturo a disponibilizar o experimento em que ele calcula as tais porcentagens, com o método e o objeto que serviu ao experimento. Será uma revolução, deixará ‘teóricos” como William Lane Craig roxos de inveja. Afinal, Criaturo terá finalmente apresentado evidências de que existe Deus.

  2. Já corrigi, Shirley. Foi uma ilusão matemática… rsrsrs Brigadão!

  3. Eu já acho que deveriam ser partes iguais, mas aí daria umas dízimas periódicas, Que chato!
    E isso remeteria aos dízimos mensais. Oba! Tô dentro para fundar uma “igrejeta” baseada no que o Criaturo criou.
    E o dízimo seria 33,3333333333…%!

  4. Cheguei a essa mesma conclusão pois se deus pode ser tudo como provar que ele não é nada?se todos deuses são reais para os seus crentes então todos devem existir ou todo mundo pode estar errado e não existir um deus sequer,mas a fé aceita tudo até um deus elefante,um que mora no céu e ouve suas preces ou até um cercado por vários semi-deuses que mora no Monte olimpo(a semelhança com o deus cristão cercado por anjos ou santos será mera coincidência este?pois este tem até um monte santo também!

  5. Barros

    Criaturo, meu querido… Li seu texto. Duas vezes. Ufa… Graças a Deus, você não me decepcionou.

    para com isso ,antes que voce tenha uma recaída e volte a ser crente de novo, aí perderá sua graça.

    É um texto até interessante, do ponto de vista literário, mas é do tipo que se espera de um crente; e isso não é um elogio.

    isso vindo de voce só posso considerar um elogio

    Reservo-me o direito de não comentar exatamente tudo, bem como sequer estabelecer uma ordem nos pontos abordados. Assim, eu começo pelo que achei mais revelador: os percentuais da “Trindade Divina”.

    Judiação, tava indo tão bem!
    falou …falou ….e acabou dando bom dia a cavalo:

    Você listar a porcentagem de Deus que é humana, a porcentagem que é mecânica, e a porcentagem que é consciência é a sua assinatura endossando o ditado popular “Papel aceita tudo”, porque a única coisa racional que te fez escolher os valores de 30%, 30% e 60% só pode ter sido o fato desses números serem bem fáceis de somar de cabeça pra dar os 100%.

    Só se for na sua razão de ateu que : 30% + 30% + 60% = 100%

    eu acho que voce gastou todos os seus neurônios calculando percentuais, que na hora de somar deve ter faltado alguns.

    Outra razão não há, nem poderia haver, porque, em se tratando de deuses, você não poderia fazer estimativas ou cálculos precisos. Quer dizer… Fazer até pode, mas não iria nunca ter como explicar como chegou aos tais valores.

    o exemplo é didático paenas para exemplificar que Deus manteve a sua maior parte consciente, outra mecânica e outra humana.

    No começo do texto, eu estava achando que havia entendido o seu ponto de vista: “Ah, então, pra ele, Deus é ‘tudo o que existe’; matéria, energia, antimatéria, o universo enfim.

    parabéns por ter conseguido entender alguma coisa.

    Ora, então a gente só está dando nomes diferentes para a mesma coisa”

    .

    existe uma diferença, Deus é causa da nossa origem inteligente,mas voce se acha filho de uma irracionalidade.

    Eu, sinceramente, até daria mais crédito ao pensamento de que havia um ser “incriado” e eterno que, de tão solitário no meio do nada infinito, resolveu se matar de tédio, explodindo em zilhões de pedacinhos que deram origem a tudo o que passou a existir no lugar dele. O problema é que isso implicaria na inescapável conclusão de que somos feitos dos átomos do corpo de um Deus suicida.

    he….he…he…he..he

    Voce como o Azetech, confundem : o Criador com o Aniquilador, eu deixei bem claro no texto que “apenas” uma percentagem de Deus se apresentou em infinitas formas humanas a partir da ignorância absoluta da sua maior consciência.
    Assim o suicídio divino e a criação de alguma coisa ficam por conta apenas da sua sua criatividade espantalica.
    E esta afirmação deveria te fazer sentir com uma ,maior razão ja que o primeiro ateu foi o próprio Deus….ha..ha..ha..ha….mas,por um outro lado tambem deveria se sentir triste ao saber que a ignorância absoluta pertence aos seres irracionais.
    Isto é o que eu sempre digo: Todo animal irracional é ateu.
    E dai que tudo é Deus, entenda isso como uma unica energia se manifestando em foma de inteligencia , átomos e leis físicas.
    porque se espanta se a parte do universo que conhecemos for de um ser vivo, dentro do nosso universo corporal existem muitos outros seres vivos , totalmente ignorantes da nossa existência, eles vivem , se reproduzem , comem e morrem sem se darem conta que estão dentro de outro ser vivo, este sistema que mantem a vida interativa faz parte do deus mecânico^, veja que os microrganismo interagem positivamente ou negativamente com nossos organismo sem nenhuma intenção consciente, ao passo que o deus humano existente em nós utiliza sua maior razão, para manipular a vida de tais seres para manter a nossas vidas mais agradável..

    E só, meu caro! E SÓ!! Esqueça a vida eterna, esqueça recompensas por não comer a mulher do vizinho,

    isso me fez lembrar da historinha que eu contei da sua vida passada onde voce era um crente fanático que fazia tudo que o pastor falava, enquanto voce dava seus “glórias aleluias” na igreja a sua mulher dava a glória dela para o pastor….he…he…he..he ..é reencarnação pode justificar seu ateimo biblico.

    esqueça presentinhos materiais em troca da falsidade de dizer que ama quem você nunca nem viu.

    não se meta nas minhas barganhas espirituais, se sacrificar pelos outros é sempre bom , é isso que de fato nos faz seres humanos.

    Mas, então, você me veio com essa:
    Nós somos o livre-arbítrio de Deus, ele sente em nós o prazer da liberdade proporcionado pela autoignorância da sua onisciência.
    “Ora”, eu pensei, “então Deus não se matou”. Isso significa que não entendi qual era seu argumento, ou você não soube explicá-lo, ou não notou que está discorrendo sobre um Deus feito de massinha de modelar, que toma a forma que você quer, pelo tempo que você acha conveniente, ora sendo ‘tudo o que existe’, ora sendo algo ou alguém específico, com direito a sentir prazer com a proeza de ter conseguido se separar de si mesmo, como se Deus fosse um adolescente cósmico que fez surgir de seu corpo uma mão autônoma para masturbá-lo.

    bom se leu e não entendeu, aqui vai uma segunda chance:
    pois embora possua capacidade de apresentar-se de formas variáveis, sua essência é imutável,mas como um lego divino é capaz de apresentar-se em infinitas formas com funções e capacidades diferentes, no entanto sua composição essencial é sempre a mesma.
    Deus é uma unica fonte inseparável apresentando-se em infinitas formas , imagine Deus como um oceano onde aguá contida nele toma diversa formas, não deixam de serem formas diferentes, distintas , porem todas interligadas e oriundas da mesma fonte.
    quanto ao direito ao prazer divino, voce parece um adolescente
    órfão de pai, com ciumes da mãe, deixe Deus compartilhar do seu prazer, pois egoismo humano não é divino não!

    Deus é o que uma parte independente dele diz que ele deve ser para que tudo seja como realmente é. Minha mente matematicoenxadrística me livrou da fascinação por esses jogos de palavras. Um Deus onicoisente, caso existisse, deveria poder ser percebido de uma maneira menos tola.

    Racionalmente Deus não pode trazer de fora de si , outro seres que não seja ele mesmo,nem a parte dele.
    pois isto implicaria outras existências fora da origem de causa Deus.
    e para possuírem consciências diferente dele , obrigatoriamente deverão ser menor que a dele.

    Espero que, pelo menos, você tenha consciência de que não é um cristão, e de que a Bíblia não pode ser usada por você como os cristãos a usam, a menos que você se valha em igual medida de todos os outros livros sagrados que dão conta de todos e tantos deuses.

    Sem ironias e menos egoismo, voce é ateu e utiliza-se da biblia tanto quanto qualquer outro crente fanático, porque sendo um teísta eu não poderia usar a biblia?Em alguns casos a razão dela esta muito acima do seu orgulho humano.
    De fato não sou mesmo digno de ser considerado um cristão.

    enquanto só você entendeu a essência desse Deus-além-Bíblia, talvez fundando essa nova religião da qual precisa ser o profeta, o papa e o único seguidor, também precisará aceitar cada palavra do que todos os crentes dizem, e cada ato que praticam em nome de seus numerosos deuses contraditórios e incompatíveis. Pois Deus é tudo, e pode ser tudo.
    Inclusive nada.

    isso me fez lembrar de um dos seus leitores dando idéia de fundarem uma “Igreja Atéia dos Ultimos Dias”…ha..ha..ha…ha..ha ….que comédia, imaginem o pastor ateu falando: “bem Srs. descrentes aqui reunidos, hoje falaremos da doutrina ateista:
    Sabemos que somos frutos da irracionalidade,mas que graças a Deus herdemos a inteligencia do nosso Pai.
    por isso podemos afirmar que em breve todos nós perderemos de vez o que nos resta da razão, assim sendo vão para casa sabendo que nada do que fizerem, pensarem, acreditarem ou sentirem , nem por qual tipo de caminho andarem, o destino final para todos será sempre a fatídica inexistência, assim revelo que o sentido da vida atéia é caminhar para a breve e total falta de sentidos.

    bom carnaval!

  6. SOS

    sua estraga prazeres:
    ssrodrigues, em 01/03/2014 às 16:37 disse:
    Barros, nas parcelas das porcentagens você digitou errado, é 40, não 60%.

    não deu nem tempo deu mandar bala,mas agora ja foi.

  7. Barros

    Já corrigi, Shirley. Foi uma ilusão matemática… rsrsrs Brigadão!

    infelizmente eu não vou poder retirar a obervação referente ao seu erro , pois a replica ficou muita extensa , alem do mais eu não possuo o poder de reeditar…he..he..he…he

  8. só por curiosidade criaturo, você por acaso já tem um nome para esse deus novo? se não eu posso dar uma sugestão. porque você não faz que nem no desenho futurama e chama ele de Yivo? ate que tem uma sonoridade bacana.

  9. SS

    Barros, nas parcelas das porcentagens você digitou errado, é 40, não 60%.
    Eu desafio o Criaturo a disponibilizar o experimento em que ele calcula as tais porcentagens, com o método e o objeto que serviu ao experimento. Será uma revolução, deixará ‘teóricos” como William Lane Craig roxos de inveja. Afinal, Criaturo terá finalmente apresentado evidências de que existe Deus.

    se gosta de cálculos precisos, fale com o Barros, ele conseguiu achar um deus de 120%, isso supera minha vidência em 20%, sei reconhecer quando fui derrotado.

  10. Alyson

    só por curiosidade criaturo, você por acaso já tem um nome para esse deus novo?

    acredito que voe tenha mais potencial que isto,mas saiba que consciência não tem nome, cheiro ou cor , você sabe que ela existe e isto nos basta.

  11. Todo abstrato nasce do intelecto do homem porque a abstração é um processo do pensamento onde as ideias fluem. O abstrato nas artes é a criação de uma forma, mas ela não existe senão pela nossa própria capacidade de abstrair para criar, da mesma maneira de como Deus foi criado pelos anseios do homem. Uma arte abstrata não deve ter forma figurativa.

    Sim, o homem criou Deus, por isso ele não pode ser coerente com nossa realidade porque de fato Deus não existe a não ser na imaginação do homem.

  12. Ana, já respondi seu e-mail. Aguardo seu texto. Deve ter ficado bem bacana!

    Criaturo, você não pode usar a Bíblia porque ela é a revelação de um Deus que não bate com o seu. Só por isso.

  13. E, Criaturo, eu errei na soma das três parcelas! Tendeu? Foi um ato falho: eu escrevi 30, depois 30 e — como ia falar da soma — somei os dois e escrevi 60 como terceira parcela. Errei. Um erro bobo, uma falha. Não iria matar todo mundo afogado num dilúvio por causa disso. Nem se pudesse.

  14. Eu tenho que dizer que estou meio perdido nessa confusao…. Criaturo… seu deus e o que? Algo como o conjunto do universo feito o panteismo? apenas um criador feito o deismo? ou um deus papai noel feito Jeova? Nao e sacanagam nao… eu estou verdadeiramente perdido sobre a natureza dele (ou dela sei la)

  15. Barros não esquenta não! deacordo com minha teoria: “Errar é humano e ao mesmo tempo também é divino”.

  16. Alyson

    no meu blog publiquei o mesmo texto com o titulo: “Não existe um criador”,
    se houver interesse pode ir la conferir outros textos também falando a respeito,mas de fato a hipótese é complexa e foge do tradicionalismo religioso:http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2013/10/25/nao-existe-um-criador/

  17. entra ano e sai ano e isso aqui continua a mesma reunião de tolices de sempre

  18. Pena que nem em matéria de imaginação a religiosidade vem inovando… e isso tem uns milênios.

  19. um dia após o outro

  20. Barros, parece que seu site transformou-se num cenário para berçário de deuses. Criam-se deuses da mesma forma como se abrem igrejas, mas, então será necessário que esse criador de deus faça existir também outro sistema solar porque o existente já foi tomado por Javé. Daí passa a ser invasão de domínio.
    Sugiro também ao criador de deus que se invente suas próprias formas de viventes e adoradores, ou ele vai também pegar carona nos seres já criados?
    Como é, se cria um deus apenas filosofando? Como fazer existir um ser que não possui a faculdade de existir senão em histórias escritas por suas próprias criaturas?

  21. Parabéns Barros! Essa sua resposta à Criatura, digo… Criaturo foi simplesmente espetacular. O cara escreve bem, é envolvente e periga até convencer um leitor desavisado… mas, logo em seguida quem lê esse seu texto, na medida, tem a impressão de um nocaute no primeiro assalto.
    Barros, você é um verdadeiro estraga prazeres dos crentes (graças a Deus) e eu sua seu fã!!!

  22. Há dias, perante um encantador casal de Testemunhas de Jeová (simpáticos), eu perguntei se não foi Deus quem mandou as baixas temperaturas para os Estados Unidos ao que a jovem esposa respondeu que o clima nada tinha a ver. Então, eu indaguei porque é que achavam que tinha sido Deus quem mandara o Dilúvio. «Porque está escrito!» foi a resposta um tanto ilógica da rapariga. Bom, eu já percebi que, a par das doutrinas que vêm da liderança, a opinião pessoal de cada membro também influencia a sua resposta. Embora esta frase diga tudo: se está escrito nem sequer devemos perder tempo para pensar.
    Ora, se Deus é o criador do mundo também é o criador das leis da natureza, do clima, da eletricidade, das radiações, é ele quem manda a chuva moderada para um sítio, as inundações para outro, a seca para outro lado. Não é ele o controlador de tudo? Gostava que um crente me respondesse. Não estou usando ironia.

  23. Edilberto, obrigado pelo comentário.

    Ana Júdice, recebi o texto com as correções, sim. Pode deixar o resto comigo.

    Maria, vou esperar algum crente te responder, e comento depois.

  24. Barros, você é um verdadeiro estraga prazeres dos crentes (graças a Deus) e eu sua seu fã!!!

    parabéns Barros ! Por mais uma admiradora(o)

  25. Maria

    Ora, se Deus é o criador do mundo também é o criador das leis da natureza, do clima, da eletricidade, das radiações, é ele quem manda a chuva moderada para um sítio, as inundações para outro, a seca para outro lado. Não é ele o controlador de tudo? Gostava que um crente me respondesse. Não estou usando ironia.

    quando Voce bate no seu filho(a), Deus não se intromete no seu modo de educar, nem isso faria sentido, ja que ele te incumbiu dessa função!
    Cada filho tem a mãe que merece e cada a mãe tem o filho que também merece, Deus não se engana e não adianta chorar.

  26. Criaturo, fale esse discurso preguiçoso para crianças que sofrem abuso sexual ou moral dos pais, ou dos pais que sofrem na mao de filhos crueis que nao tem o minimo de respeito por eles! Mesmo que existisse mesmo um criador e ele tivesse me feito e a todo o universo, isso nao me tirava o direito de critica-lo por criar (ou ser conivente na criaçao) de um mundo imperfeito cheio de problemas, em que eu nao pedi para nascer.
    Agora se voce prefere continuar nesse discurso facil e lambe-botas do seu deus newest age e problema seu. Eu nao vou glorificar um suposto criador que permite todo tipo de crueldade no mundo e ainda tem a cara de pau de exigir adoraçao (como e o caso de Jeova)

  27. Alyson

    levantou cedinho e azedinho….he..he..he..he

    Se Deus te deu liberdade, pode criticar a vontade é isso que te faz um ser diferente de Deus, pedras não sentem , não reclamam , não raciocinam, voce gostaria de trocar sua realidade pela da pedra ?
    Se for ateu ja possui muita fé nisto e até ja aguarda por isso.
    Mas como seres ainda inexistentes poderiam pedir para não nascerem ?
    A vida não pode ser construida só de prazeres , ou perderá o sentido

  28. Se Deus desse liberdade não teria sido escrito o Deuteronómio. Deus impôs as suas leis à força e penso que não havia israelita que se atrevesse a pôr em causa a sua existência porque o castigo era a morte.
    Quando o Criaturo diz que Deus não se intromete na educação de cada pai está a confundir as leis da natureza com os atos humanos. Somos responsáveis pelas nossas atitudes que terão consequências ou para o bem ou para o mal., não temos é possibilidade de controlar uma tempestade ou um sismo. O Criaturo fugiu à questão.

  29. Maria

    O Criaturo fugiu à questão.

    É o que ele faz de melhor, fugir às explicações das proposições românticas que ele arrumou para esse neodeus.
    Claro que é só o que resta a ele, fugir, visto que não há explicação alguma.

  30. Criaturo escreveu:

    quando Voce bate no seu filho(a), Deus não se intromete no seu modo de educar, nem isso faria sentido, ja que ele te incumbiu dessa função!

    Claro que Deus não se intromete!!!

    O He-Man também não se intromete. O Fantasma da Ópera não se intromete. O Darth Vader não se intromete. O Batman não se intromete.

    Ó, mas talvez Deus se intrometa, afinal…

    Se alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedeça à voz de seu pai à voz de sua mãe, e que, embora o castiguem, não lhes dê ouvidos, seu pai e sua mãe, pegando nele, o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar; e dirão aos anciãos da cidade: “Este nosso filho é contumaz e rebelde; não dá ouvidos à nossa voz; é comilão e beberrão”. Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; assim exterminarás o mal do meio de ti; e todo o Israel, ouvindo isso, temerá.

    Deuteronômio, 21:18-21

    ************

    Mas o Deus do Criaturo não está na Bíblia! O que nos leva à pergunta: como que diabos ele sabe de que funções Deus incumbiu uma mãe?.

    Será que ele responde?

    Oremos.

  31. Se Deus desse liberdade não teria sido escrito o Deuteronómio.

    Santa Maria ! se crê nisto é mais crente do que eu.

    Deus impôs as suas leis à força e penso que não havia israelita que se atrevesse a pôr em causa a sua existência porque o castigo era a morte.

    Vai dizer isso a Jesus crucificado

    Quando o Criaturo diz que Deus não se intromete na educação de cada pai está a confundir as leis da natureza com os atos humanos. Somos responsáveis pelas nossas atitudes que terão consequências ou para o bem ou para o mal., não temos é possibilidade de controlar uma tempestade ou um sismo. O Criaturo fugiu à questão.

    fugi não deixei esta questão bem clara em:

    https://deusilusao.com/2014/02/27/um-deus-sem-biblia/

    uma parte de Deus é mecanica, ela é responsavel pelos processos amorais, doa a quem doer o universo continuará pulsando.

    outra parte de Deus somos nós humanos, agimos e reagimos ao deus mecanico, impomos nossa vontade e sofremos a imposição das alheias .

  32. Mas o Deus do Criaturo não está na Bíblia! O que nos leva à pergunta: como que diabos ele sabe de que funções Deus incumbiu uma mãe?.

    a vida social é uma providência divina nata, oportunidade para aprendermos amar e considerando vidas passadas, oportunidade para apredendermos a perdoar inimigos.
    pega-se uma mente doentia ja comrrompida pelo mundo, regride-a ao nivel da ignorância infantil, cabe aos pais a função de inibir vicios incrustados na alma e estimular os sentimentos mais nobres aos seus filhos.

  33. Criaturo, você segue uma linha de pensamento bem Logosófica.

  34. a vida social é uma providência divina nata,

    Tautologia. Você está me dando uma explicação usando a coisa que está sendo explicada:

  35. «Santa Maria ! se crê nisto é mais crente do que eu.»
    Não entendi.
    «Vai dizer isso a Jesus crucificado»
    Eu falei em Deus, não falei em Jesus, homem dotado de grande espiritualidade.
    «uma parte de Deus é mecanica, ela é responsavel pelos processos amorais, doa a quem doer o universo continuará pulsando.»
    Em todo o Velho Testamento Deus age com temperamento humano e há sempre uma razão ao nosso nível para essa ação. Deus destrói Sodoma e Gomorra por motivos morais, Deus faz com que a terra se abra quando aparecem contestatários à liderança de Moisés fazendo com que sejam engolidos por ela, Deus manda as pragas para o Egito para demover o faraó de perseguir os israelitas, Deus castiga os hebreus fazendo com que sejam conquistados por Nabucodonosor, Deus manda o dilúvio para arrancar o mal da terra…e mais e mais. Como é que você diz que uma parte de Deus é mecânica? Onde está a prova disso na bíblia? Se não a considerar para o seu discurso está apenas a conjeturar ou a filosofar. Está no seu direito mas não me diga que crê numa divindade e que a ama muito.

  36. Maria
    Maria
    voce possui fé por argumentar que Deus havia escrito o AT e as suas leis não davam liberdade ao ser
    citei Jesus como a liberdade que Deus da aos homens de contrariar sua lei de não matar.
    Maria este tópico esta relacionado a : “Um Deus sem bilblia”, sou mais ateu do que crente biblico.
    o Deus mecânico esta mais evidenciado na sua própria natureza do que em livros, veja que pessoas aparentemente boas padecem de doenças terríveis, sofrem acidentes, nascem na miséria.
    A reencarnação e os carmas espiritas tentam justificar isso como sendo a justiça humana entre vivos e mortos.
    porem os sofrimentos causados pelas forças mecânica da natureza, inundações, terremotos acidentes só podem ser atribuídas a deus ou a falta dele, o que voce me diz ?

  37. Criaturo, você segue uma linha de pensamento bem Logosófica.
    muito gentio da sua parte,mas justifique!

  38. CRIATURO, esse seu apelido é mt da hora e mt engraçado, tou rindo até agora kkk criaturo seria o marido da criatura? kkkk

  39. “Deus é tudo, e pode ser tudo.
    Inclusive nada.” Barros, essa é a coisa mais fantástica que eu já li nos últimos tempos. Acho que vou imprimir, enquadrar e pregar na parede da sala. E talvez, fazer uma camiseta também. PARABÉNS (mais uma vez)!!!

  40. um ateu fala algo ilógico como o “nada”, o outro vem e bate palmas , sera que se identificou?

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: