Como ‘esqueçer’ um “Ç”

como esquecer um Ç

O leitor Fernando me alertou que, no meu texto final da série “A NORMAL”, eu havia escrito “esquecer” com Ç: ‘esqueçer’. Acabei de mandar um e-mail curtinho pra ele — agradecendo pela correção apontada — e estou escrevendo esse texto aqui como forma de retratação, porque um erro de dedografia que consegue escapar das minhas inúmeras revisões tem a minha admiração.

Felizmente, eu consegui identificar a origem desse pecado gramatical, o que sem dúvida é um passo decisivo para evitar cometê-lo de novo. Numa das revisões, eu usei a tecla Delete para mudar a flexão do verbo de “esqueça” para “esquecer”, esquecendo eu mesmo de conduzir a deletação até o Ç. 

Eu já havia tratado desse tema antes no post Eu acho que vi um gatinho, onde eu informo os leitores sobre a criação da aba Comunicar erros, que já tem 164 comentários, e o primeiro deles é de um Fernando que não é o mesmo do Ç. Apenas para constar, eu não cometi 164 erros de ortografia até agora. Quase todos os erros identificados pelos meus leitores crentes dizem respeito à minha postura quanto a um ser que se esconde numa dimensão mágica. Mas eu só levo em consideração os comentários referentes a erros gramaticais, porque pessoas religiosas não merecem muita confiança quando o assunto é a vida real, já que elas leem a Bíblia e não conseguem perceber que estão diante de uma coleção de fábulas.       

Receber um elogio é a segunda coisa mais importante para um escritor; a primeira, é ser lido. O problema é que ninguém em sã consciência volta a ler um autor que escreve errado. Eu não volto. Portanto, se você leitor, se você leitora não quiserem ou não tiverem motivos para me elogiar, saibam que, pelo menos, suas correções terão de volta os meus mais sinceros agradecimentos.

16 Respostas

  1. Olá Barros! Bom dia!
    você é um escritor excelente! pensa e escreve incrivelmente maravilhoso! seu raciocínio é admirável! eu admiro você demais! Parabéns! Sou muito feliz por ter o privilégio de poder ler seus textos e, principalmente, entende-los rs, Queria muito que existisse mais pessoas com suas características mais perto de mim, adoro pessoas realistas, que enxergam a vida, o mundo como você, aborrece ouvir crendices e irracionalismos, ainda mais quando já não se faz mais parte disso, e já enxergamos c/ a mente aberta as tolices das crenças, tomara que cada vez mais as pessoas possam ser como você, o mundo seria muuito melhor! Abraço forte!

  2. Oi, Dri. Muito obrigado, querida! Tô no meio do nada agora, em viagem, mas depois te mando um e-mail. Beijo

  3. Reforma Ortográfica kkk ficou legal, só acho q deviam manter o trema, os dois pinguinhos q iam em cima do u de linguiça kkkk

  4. A bíblia até pode ser uma coleção de fábulas mas aprendemos com elas o modo de ver o mundo de uma determinada perspetiva, um mundo povoado de deuses, sem direitos humanos, sem leis a não ser a do mais forte, a dos povos dominantes. Aprendemos também que, progressivamente, a dimensão ética chegou às religiões, conferindo ao cristianismo um carisma acima de todas as outras dentro de um certo espaço geográfico.
    Interesso-me muito pelas cartas de Paulo, sejam elas escritas pelo seu verdadeiro autor ou não, pois analiso os seus escritos logo desde a saudação aos destinatários. É muito importante ver que relação Paulo estabelece com o Deus Único que ele venerava antes da entrada em cena de Jesus e como ele consegue conciliar as duas divindades. O imenso respeito que ele sente por Jesus Cristo está patente na fórmula Nosso Senhor ao mesmo tempo que coloca o Pai em primeiro lugar. São frases simples, mas imersas numa profunda aceitação da segunda personagem do seu universo religioso. E sabemos como Paulo era radical no combate aos seguidores de Jesus.
    No mundo científico não há lugar para deuses mas muitas coisas ainda estão por desvendar como a cura de moribundos em Lurdes.
    Os relatos bíblicos são essenciais para a descoberta do interior do ser humano, são tratados filosóficos (livro de Job), são reflexões sobre os atos humanos, sobre o pecado e suas consequências (adultério de David, assassinato de um homem e morte do seu próprio filho), são visões de profetas que alertam para a mudança de comportamentos, enfim, a bíblia é necessária para complementar o nosso saber.
    É claro que o Barros sabe disso tudo, não lhe estou a ensinar nada. Ainda bem que voltou, pensava que tinha abandonado o blog e esse pensamento desmotivou-me a escrever.

  5. «pensava que tinha abandonado o blog e esse pensamento desmotivou-me a escrever.»

    Oi, Maria.
    Parei de publicar textos porque parei de produzi-los… Espero voltar a escrever, mas provavelmente não como antes.

  6. Mas eu continuo. De um jeito ou de outro.

  7. É como eu. Quando voltamos a escrever depois de algum tempo parados, seja prosa ou poesia, parece que mudámos o estilo e às vezes até achamos que retrocedemos e que antes escrevíamos melhor.
    O que acontece é que a nossa personalidade sofreu alguns ajustes ou por conta das desilusões ou então devido ao amadurecimento.

  8. O comentário do anónimo acima é da Maria Martins.

  9. De fato! Ao fim do dia, já não somos a mesma pessoa que éramos ao levantar da cama.

  10. Beleza Barros! Estamos de volta?

  11. Maria Martins és tu a portuguesa que discutia com a ….Shirlei?
    se for tambem fico feliz que ainda esteja por aqui se não for, prazer em
    te conhecer!

    sds

  12. Saracura, meu nobre!!! Aqui é o Barros. Estou fora da minha sede e não estou lembrando da senha de acesso ao meu próprio bolg!!! Está uma coisa absurda! Toda hora aparece uma senha nova pra gente guardar!! Esses dias mesmo perdi acesso à minha conta barros@deusilusao.com. Estou em contato com o G Suite tem quase uma semana pra reaver o e-mail. É irritante isso!! Meu querido, quando chegar em casa, amanhã à noite, eu te respondo os comentários. Muito bom saber de você de novo! A Lu disse que de vez em quando vem por aqui ler alguma coisa; e ela falou que te viu recentemente, não sei onde, e vocês conversaram e ela ficou muito feliz de te ver. Abração!!!!!

    Criaturo, meu texto sobre a Alice e a Matrix é um dos meus preferidos, mas a minha “obra-prima” é “De olhos bem fechados”, onde eu provo que Deus é uma ilusão!! : )

  13. desse não me recordo,mas podemos discutir nele sua razão ou falta dela, veremos?

  14. Deus existe!!!

    Recuperei meu e-mail barros@deusilusao.com

  15. Olá, Criaturo! Sou eu, de facto, a Maria de outrora, parece que passou uma década desde que deixei de vir aqui. Estou mais enferrujada nestes debates em que nos esforçamos por parecer muito espertos mas somos apenas uns humildes seres humanos a fazer uma viagem de descoberta.

  16. ola Maria apreciava muito o seu modo muito peculiar nas discussões com a Shirlei.
    A ferrugem deve ser natural, o tempo passa …he.he…he….he
    fico feliz em poder estarmos trocando idéias novamente.
    gostaria que se inscrevesse tambem no meu novo forum, onde estou tentando reunir pessoas interessantes:

    http://ateusxcrentes.forumeiros.com

    ele ja conta com alguns tópicos dos mais variados assuntos, filosofia, comportamento social e humano, politica, religião , natureza e piadas e brincadeiras.
    temos tambem discussões ocorridas nos melhores fóruns da internet

    abraços

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: