Breviário de decomposição

 

Senhor,

Dá-me a faculdade de jamais rezar;

poupa-me a insanidade de toda adoração;

afasta de mim essa tentação de amor que me entregaria para sempre a Ti.

Que o vazio se estenda entre meu coração e o céu!

Não desejo ver meus desertos povoados com Tua presença,

minhas noites tiranizadas por Tua luz,

minhas sibérias fundidas sob Teu sol.

Mais solitário do que Tu, quero minhas mãos puras,

ao contrário das Tuas que sujaram-se para sempre ao modelar a terra

e ao misturar-se nos assuntos do mundo.

Só peço à Tua estúpida onipotência respeito para minha solidão

e meus tormentos.

Não tenho nada a fazer com Tuas palavras.

Concede-me o milagre recolhido antes do primeiro instante,

a paz que Tu não pudeste tolerar

e que Te incitou a abrir uma brecha no Nada

para inaugurar esta feira dos tempos,

e para condenar-me assim ao universo,

à humilhação e à vergonha de existir.

(Breviário de decomposição – Emile M. Cioran)

Texto indicado pela leitora Sônia.

oração

Anúncios

26 Respostas

  1. Comparem com a oração de um cristão:

    Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
    Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
    Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
    Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
    Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
    Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
    Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
    Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
    Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!
    Ó Mestre,
    fazei que eu procure mais:
    consolar, que ser consolado;
    compreender, que ser compreendido;
    amar, que ser amado.
    Pois é dando que se recebe,
    perdoando que se é perdoado,
    e é morrendo que se vive para a vida eterna!
    Amém.

  2. Uma verdadeira oração de agradecimento a deus:

    Obrigado, Senhor, por não interferir:
    – quando milhares de pessoas morrem de fome, de frio, de doenças e de maus tratos todos os dias no mundo;
    – nas guerras que já mataram milhões em teu nome;
    – nas catástrofes naturais que exterminam os que não te veneram, juntamente com quem acredita em ti e te ama, e confia que tu irá livrá-los do mal;
    – na violência desmedida contra os indefesos e humildes, que só têm a ti para pedir proteção;
    – nas mortes, depois de meses em agonia, dos que sofrem de doenças incuráveis (mesmo se tiverem orado a ti para minorar sua dor, ou antecipar seu próprio fim);
    – no abuso físico, psicológico e sexual de inocentes por aqueles que usam teu nome para adquirir poder e respeito entre os homens;
    – e, finalmente, obrigado, Senhor, por ter arquitetado essa “gincana” em que bilhões e bilhões de seres humanos, durante milhões e milhões de anos, tiveram que superar todo tipo de desafio — contra animais selvagens, contra o clima, contra as catástrofes naturais, contra doenças, contra pragas, contra outros grupos rivais — para poder sobreviver neste planeta, e isso apenas para o Senhor poder escolher a quem premiar e a quem condenar no final.
    Espero que o Senhor esteja se divertindo bastante. Amém!

    Anônimo, estou editando seu comentário só pra lembrar que essa oração também é de minha autoria e foi postada sob o título Obrigado, Senhor.
    Barros

  3. Senhor,

    – Perdoai aqueles que atribuem-lhe a responsabilidade (e negam a sua existência) pelas tragédias causadas pelo próprio homem no exercício de seu livre arbítrio

    – Perdoa aqueles que não admitem a existência da felicidade na probreza, nas dificuldades e não enchergam aprendizado na tragédia

    – Perdoa também aqueles que ignorama vida espiritual eterna e criticam-lhe pela vida material temporária aqui da Terra.

    – Finalmente, perdoa aqueles que condicionam a sua existência à não existência de nenhum problema na Terra.

  4. Gostei muito do comentário oportuno de um leitor, postado no diário de uns ateus em agosto de 2011, que ora transcrevo:
    “Orar é pedir uma benesse ao seu deus, é pedir um favor, é pedir algo feliz, que contrarie uma infelicidade vigente.
    Mas, então, o tal deus não sabe o que se passa, não vê a desventura, não difunde a ventura?! Pelos vistos, tem que se pedir… É como um médico ou outra qualquer pessoa ver um acidentado, em premência de socorro, e esperar que a vítima peça ajuda…
    Enfim, quem vira as costas a uma vítima cai na alçada do código civil de qualquer país… Mas tem que se impetrar a deus por ajuda… As secas, as chuvas torrenciais, os acidentes de viação e aviação, os terremotos e maremotos são consequência da estrutura da matéria biológica, geológica e climatológica, matérias essas criadas por deus, segundo os crédulos.
    Logicamente, é deus o responsável por tudo, pois tudo antevê… há bilhões de séculos… Pelo que, pedir a deus qualquer coisa é sumamente ridículo e estúpido! Imaginemos a cena burlesca do pedido: – Meus Deus, estamos a passar uma seca enorme… já chega… manda-nos uma chuva! Ou…Meu Deus, manda-nos uma seca, porque já estamos há muito tempo com chuva! Ou…Deus meu, rei dos reis, salvador da Humanidade, faz-me regenerar a minha perna (ou o meu braço…), que foi amputada! Ora, será que deus não sabe o que a pessoa precisa?! Então, para que é preciso pedir?! Pedir a deus é a mesma coisa que lhe pedir que modifique as condições que ele criou. Mas, então, se ele é deus, faz algum sentido pedir-lhe que modifique coisas?! É a mesma coisa que esperar de deus uma resposta do género: – Ah, está bem, eu não tinha reparado. Já vos mando uma chuvada (ou uma seca…). Ou… – Ah, certo, não tinha reparado, já te vou regenerar a perna (ou o braço…) amputada… Donde se infere que a oração não serve para nada e é tratar deus como um ignorante, que não sabe o que faz e precisa de pedidos para conhecer o que se passa e que contrariem o que ele provocou… Bem digo eu, que a religião é a coisa mais estúpida do mundo e …arredores!…
    Por
    João Pedro Moura

  5. Ateus são hipócritas ingratos , pois criticam a vida que Deus lhes deu ,mas nem por um segundo desejam livrar-se dela e se não fazem é por que a amam!

  6. Criaturo meu chapa, eu gosto da minha vida, mas nao foi o seu deus quem a me deu. Quanto a voce Andre, nenhum ateu em sa conciencia atribui responsabilidade alguma a um ser que para ele nao existe, isso e apenas um argumento pra demonstrar que, no minimo, o deus judaico-cristao nao seria um deus tao bondoso assim, que considera os seres humanos como seus proprios filhos, CASO EXISTISSE de verdade.

  7. Alyson,
    Entendido, e a minha oração foi no sentido de demonstrar que pensar que se alguém decidir dar um tiro em mim, a culpa é de Deus e não do livre arbítrio da pessoa que atirou é um raciocínio errado. E também demonstrar que Deus pode sim ser bondoso ainda que a vida tenha suas dificuldades, pois no entendimento Cristão, a vida de 80 anos é infinitamente curta, perto da duração da vida espiritual. Seria como você julgar alguém por 1 segundo de vida (que é o que você consegue ver) e ignorar o resto da eternidade.

  8. Caro Barros, com imenso respeito que sua pessoa merce, poderia me dirimir uma dúvida?

    Você sente raiva de cristãos, ou apenas utiliza do seu direito constitucional de sua liberdade de expressão?

    Grato pela atenção, fique com Deus (sem nenhuma ironia, é um desejo meu mesmo que você fique com ele)

  9. * merEce no lugar do “merce”, que foi digitado assim por descuido.

  10. Lopes:

    Seria como você julgar alguém por 1 segundo de vida (que é o que você consegue ver) e ignorar o resto da eternidade.

    Por isso que é injusto a concepção de um inferno eterno para punir apenas ”um segundo” de erros cometidos, sem chances de outros ”segundos”.

    Além do que, eu não consigo conceber racionalmente uma eternidade de marasmos cíclicos repetitivos. Visto que a capacidade sentimental da criatura é limitada e não vai conseguir suportar essa eternidade.

  11. RLG, eu não sinto raiva de ninguém. Se, por exemplo, você faz uma coisa tremendamente idiota e eu digo isso a você da maneira mais contundente que posso, não significa que eu tenho raiva de você. Talvez signifique apenas que eu tenho raiva da sua idiotice.

    Não vi nenhuma ironia no seu “fique com Deus”. Isso não passa de uma força de expressão, mesmo pra você, que é crente.

    Você pode desejar um “fique com Deus” pra quem quiser, e isso não vai mudar em nada a realidade à nossa volta.

    Esperneie o quanto quiser, mas eu estou certo.

  12. MAF,

    Concordo com você, acho que não sabemos exatamente sobre o inferno. Confio na sabedoria e justiça divina.

    Quanto a eternidade de marasmos, nós não podemos julgar baseados na nossa vida carnal. A vida espiritual não tem nada a ver com a vida material. Não sabemos das nossas necessidades na vida espiritual. Talvez estar perto do criador seja tudo que necessitemos.

  13. Barros:

    você faz uma coisa tremendamente idiota e eu digo isso a você da maneira mais contundente que posso, não significa que eu tenho raiva de você. Talvez signifique apenas que eu tenho raiva da sua idiotice.

    Concordo, é como quando a igreja diz para o gay “amo você, mas detesto o seu pecado”. Queria que os gays pensassem como você.

  14. Lopes:

    Talvez estar perto do criador seja tudo que necessitemos.

    Só??!!
    Toda saga humana vai no final, se resumir à isso?
    Total inutilidade e nulidade da consciência individual.

  15. MAF,

    Eu disse que não sabemos se há individualidade (eu particularmente acho que sim), se a evolução continua após a morte, ou se será a imersão ao todo como uma agua no oceano, mas independente do que seja, só nos resta aceitar. Revoltar-se não mudará nada.

  16. Concordo, é como quando a igreja diz para o gay “amo você, mas detesto o seu pecado”. Queria que os gays pensassem como você.

    Ora, mas o André Lopes faz uso do Deus da Bíblia quando lhe é conveniente. Quando não é, ele diz que Deus está além da Bíblia.

    Deixe o Deus dos cristãos em paz, André Lopes.

  17. Lopes:

    …mas independente do que seja, só nos resta aceitar. Revoltar-se não mudará nada.

    Como você sabe se não seria justamente a “revolta” o fator determinante para o que venha a ocorrer depois?

  18. Alyson

    Criaturo meu chapa, eu gosto da minha vida, mas nao foi o seu deus quem a me deu.
    és um ateu vidente ?

  19. Andre

    Concordo, é como quando a igreja diz para o gay “amo você, mas detesto o seu pecado”. Queria que os gays pensassem como você.

    só a reencarnação pode explicar a revolta do ]Barros contras as religiões, na vida passada ele era um crente fanático que não sai da igreja enquanto o pastor mostrava o paraíso para a mulher dele.

  20. Criaturo,

    Tá explicado, agora nessa encarnação ele resolveu se vingar do pastor. A única coisa que ele não critica são as peças de xadrez dele.

  21. Para não variar, as ovelhinhas do senhor não entenderam lhufas.

  22. Andre, o conceito de um deus onisciente e o conceito de livre-arbítrio são totalmente impossíveis de existirem em um universo ao mesmo tempo. Ou o provável criador sabe de tudo, inclusive o fato de que voce vai morrer de tiro, e mesmo assim decide te criar e criar o cara que te mata, ou ele não sabe de tudo e vai assistindo a novela da vida sem spoilers. e claro que isso invalida também a questão da onipotência desse deus também. quanto a você criaturo, eu não sou vidente e não acredito em tais coisas, mas a principal razão pela qual esse deus não existe pra mim e a que eu acabei de dizer pra o Andre aqui em cima nesse mesmo comentário.

  23. ok Alyson pode não acreditar no nosso ,mas me aparece indeciso a quanto a inexistência de um possível Deus?
    Quanto ao livre arbítrio só ha uma maneira de existir vontades diferentes da divina, ela se transformar se manifestando de outras formas!

  24. Criaturo

    O peixe morre pela boca, mesmo:

    ok Alyson pode não acreditar no nosso ,mas me aparece indeciso a quanto a inexistência de um possível Deus?

    Ué? Você não é aquele do “Um Deus sem bíblia”? Aquele do deus alternativo? Que “nosso” é esse?

    Bem como eu digo: o seu deus é o mesmo de todos os outros, mas você também morre de vergonha dele, então fica tentando disfarçar, customizando o pobre.
    Nem ateu esculacha tanto com esse coitado desse Deus.

  25. Obrigado pela resposta, Barros, eu só queria mesmo saber. Ainda bem que você não se envenena com a raiva por nós, cristãos (ou crentes, como você prefere), Sentir raiva faz mal. Mas ser ateu NÃO FAZ mal nenhum.
    Não acho que você seja idiota, como não julgo idiota ninguém que pense diferente de mim. Para ser sincero, arrisco a afirmar que você é mais cristãos do muitos cristãos por aí…tipo… aquele que agride para se defender, Freud explica.

    Fique com Deus.

  26. ss

    só existe um único Deus se apresentando em infinitas formas, ser ateu de si mesma é uma ironia.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: