Quando Deus cagava no mato [Republicação]

>

Longe de ser uma prova de amor (“Deus amou tanto o mundo que deu seu filho unigênito…”, blah!), o suposto sacrifício de Jesus teria sido uma indiscutível prova de idiotice. Se Deus existisse, essa sua ideia de “salvar” a humanidade (dele mesmo, só lembrando…) através de um sacrifício humano já seria, por si só, ridícula. E seria tanto mais ridícula quanto mais poderoso fosse esse Deus. Ou isso, ou estaríamos todos nós vivendo num universo governado por uma divindade extremamente sádica.

Pense bem. Deus, uma criatura que é capaz de construir de átomos a galáxias, teria bolado um plano para nós escaparmos de sua ira. Isso porque, em algum momento, parece que nós o deixamos puto por não seguirmos as suas regras imbecis. O fato de um bando de macaquinhos arteiros feito nós termos tido a capacidade de enfurecer um deus não é tão revelador quanto o fato de um Deus criador de universos ter-se enfurecido conosco. Mas, mesmo deixando isso de lado, e o crente faz questão de deixar isso de lado, considere-se apenas a solução que esse ser superior arranjou para o problema.

Ele teve um filho com uma mortal.

Ora, mas se não era um expediente muito em voga nas várias mitologias da época! Parece que, depois do descanso do Sétimo Dia, Deus ficou sem inspiração nenhuma e resolveu tirar algumas ideias das estorinhas que esses macacões aqui costumavam contar para ninar seus macaquinhos…

Esse filho, na verdade, seria ele mesmo disfarçado de gente. Nessa condição, ele se deu uma missão suicida, pela qual deveria ser executado após promover umas tantas badernas, e criar inimizades com os sacerdotes do seu povo, por transgredir as leis sagradas que ele mesmo lhes havia imposto. Uma vez morto e ressuscitado, ele iria querer que as pessoas acreditassem que ele, como Jesus, era Deus, e que a sua tortura e morte na cruz serviria para apaziguá-lo, como Deus, de estar puto porque nós não seguíamos as suas regras (as mesmas que ele também não seguiu enquanto estava aqui embaixo cagando no mato como todo mundo), mas ele continuaria puto se nós não acreditássemos que ele fez isso, assim como eu estou dizendo.

Não se envergonhe de ler o parágrafo acima de novo. A coisa é assim tão ridícula a ponto de deixar a gente zonzo. Isso parece mesmo, pra você, um plano concebido por um ser que sabe construir átomos e galáxias? Você só pode tá de sacanagem! Até o pessoal do SEBRAE teria inventado uma solução melhor! Isso pra mim tá mais parecendo um plano bolado por um bando de velhotes ignorantes que limpavam a bunda com areia quente.

.

Anúncios

35 Respostas

  1. De acordo. Um Deus Oni-Tudo bolaria um plano melhor para sua criação.

  2. Hilário! Texto excelente!

  3. Quando em dúvida sobre acreditar ou não em alguma religião ou na falta dela, analise os frutos dos mesmos. Compare um texto católico e a ‘cagada’ do texto do blog, e tirem suas conclusões sobre quem realmente promove o amor e o respeito.

    Eu não deveria dizer o que vou dizer, pois o cristianismo ensina que devemos amar ao próximo e não revidar. Eu, porém, sou um pecador, não resisto.

    Acho interessante que a patota do blog acha que eu, como cristão, não tenho direito de me ofender com a forma chula que o texto trata uma figura de tanta importância para tantas pessoas, afinal perguntam-me “mas Jesus não cagava???”.

    Só que quando eu chamo um homesexual de ‘veado’, aí a patota fica com o cú tipo uma couve-flor e saem gritando “homofóbico! homofóbico!”. E eu costumo responder que no meu tempo, veado era homem que queria dar para outro homem, não vejo nada de ofensivo nisso, fora o fato de não aprovar a conduta.

    E fica aqui o meu maior respeito aos homosexuais, dignos como qualquer outra pessoa.

  4. Muito bom Barros.

    Não vejo nada de errado consentir que Deus cagava.aliás errado éacreditar num ser Será que cagar também é pecado?

  5. Meu comments foi antes de terminar. :)

    Muito bom Barros.

    Não vejo nada de errado consentir que Deus cagava, aliás errado é acreditar num ser inexistente e já que ele não existe, então temos a liberdade de refutar essa farsa de acordo com nosso raciocínio. Não sou obrigada a aceitar e respeitar o Deus do outro se foi ele mesmo que o inventou, certo?

    Será que cagar o que é uma necessidade fisiológica também é pecado?

  6. Ana Júdice,

    Não, cagar não é pecado, e é algo muito digno. Só que você sabe muito bem que o tom e contexto do texto foi para denegrir. Eu posso falar do seu cú de uma forma poética ou de uma forma pejorativa.

    Como eu disse, meu ponto é que é uma questão de educação, ainda que você não precise crer ou concordar. Ex. você não precisa fazer o sinal da cruz ao passar na frente de uma igreja, mas tampoco deve xingar a mesma ao passar na frente dela.

    Essa noção existe até entre pessoas de baixa escolaridade, indios, quem dirá entre pessoas de boa educação. Mas parece ser un conceito novo para a patota atéia.

  7. André,

    muito interessante a questão poética. O linguajar jurídico também poderia ser usado para amenizar os comentários agressivos dos ateus. Vejamos o exemplo de um ditado popular:

    Poderíamos usar a frase:

    “O indivíduo em estado alcoólico não goza plenamente do direito exclusivo de uso do orifício localizado em sua região glútea”

    Ao invés de:

    “Cu de bêbado não tem dono”.

    Seria mais ou menos assim que você gostaria dos comentários acerca das ilusões religiosas, mas não de forma jurídica, mas em prosas e versos?

  8. Alexandre,

    Acho que você e todos aqui entenderam o que eu quis dizer. Supunhetamos que a mãe do Barros fosse alguém famosa. Eu escrevo um artigo sobre a mãe dela, mas no título, cologo algo que não tem nada a ver com o que ela foi famosa, coloco uma foto da mãe do Barros cagando e com título “A maior cagada foi ter o Barros”.

    E se alguém achar ruim a resposta será: a mãe do Barros não significa nada para mim, falo o que quiser dela, ela não caga? Ela não teve o Barros?

    É essa a sociedade que a patota atéia quer? Fico com o Cristianismo. Vocês nunca vão encontrar um texto nesse linguajar chulo e desrespeitoso no cristianismo, seja falando de islamismo, ateísmo, ou satanismo.

  9. A diferença é que a minha mãe ou qualquer celebridade existem, e o seu Deus é apenas fruto da imaginação humana, assim como o Saci Pererê.

    Deus é uma ilusão, e toda religião é a manifestação de uma doença mental.

    A mesma doença mental que faz você se debater num mundo real incompatível com seu mundo encantado. A mesma doença que faz você fazer o papel ridículo de ora ter que argumentar que Deus está além da Bíblia, que a Bíblia é um produto humano, e ora faz você se dizer cristão, uma religião fundamentada exclusivamente na Bíblia.

    Dá pena ver tal embate intelectual dentro da sua cabacinha conturbada. Mas, talvez, como tantos crentes, a sua vida seja mesmo tão miserável e cheia de sofrimento e dificuldade, que só lhe resta torcer para que exista mesmo uma outra vida num mundo mágico. E aí você se depara com um cara que está dizendo que isso é fantasia. Deve ser desesperador mesmo, né?

  10. Barros
    Tenho pena da ofuscada intelectualidade de certos crentes que, sem mais argumentos se desconectam totalmente da razão quando defendem seus pontos de vista religiosos, deixando de lado sua capacidade mental em prol de suas crenças místicas em troca de benesses. Tenho pena dessas pessoas ancoradas no exemplo de um Deus carregado de ira, raiva e vingança, quando a única atitude deles é imaginar que estão revidando em igualdade conforme o modelo condicionado em suas mentes. E fico pensando: A religião é um veneno, a religião mata como sempre matou.
    Tenho pena dessas pessoas que andam aparelhadas com a doença contagiosa do fanatismo.
    Freud, como pensador evolucionista, pensava que só quando a civilização ascendesse à maturidade psíquica é que descartaria os mecanismos infantis ou alienantes cuja matriz é a religião. Segundo o fundador da psicanálise, a religião infantiliza as pessoas e as arrasta ao delírio de massa. O homem não poderia viver nesse estado de infantilismo para sempre, daí a urgente necessidade de um projeto de uma “educação para a realidade”, que fortaleceria a vida intelectual, facilitando o acesso de todos ao conhecimento científico, por ser este verdadeiro.

    Ademais, a religião não fez e nem faz as pessoas felizes, mas, dá-lhes uma ilusão de felicidade; sem dúvida, ela tem o poder de controlar os impulsos primitivos psicossexuais e proporciona alguma direção moral, que costuma ir além do necessário, ou seja, reprimindo o potencial criativo ou de prazer genuíno das pessoas.

    Concluindo, observo que algumas pessoas, por imaturidade psíquica, não conseguem desassociar sua sexualidade mal resolvida quando se deparam com um tema onde atos normais do dia a dia [como cagar], são por eles deturpados e tomados pelo lado pejorativo por culpa de suas mentes encurtadas, então, essas pessoas fazem ligações maliciosas de acordo com suas personalidades revelando-se e se expondo as interpretações lógicas e coesas de quem está dentro da realidade como no nosso caso, independentes de paixões irracionais.

    Abçs

  11. Barros:

    Deixa eu ver se entendi: você pode desrespeitar algo/alguém que é muito importante para mim e eu não posso fazer o mesmo para você. A explicação é por que o que creio, na sua opinião, não existe. Ou seja, é você que define, e depois você tem pena de mim? Deveria ter pena de você mesmo.

  12. Ana Júdice:

    Você deve cagar no meio da rua e achar que os que estão te olhando são pessoas que “…por imaturidade psíquica, não conseguem desassociar sua sexualidade mal resolvida quando se deparam com um tema onde atos normais do dia a dia [como cagar], são por eles deturpados e tomados pelo lado pejorativo por culpa de suas mentes encurtadas”.

  13. Ana Júdice, religião faz mesmo isso com as pessoas. Acabei de ver um documentário que mostra uma seita católica nas Filipinas em que as pessoas são instruídas por Deus a comerem lâmpadas fluorescentes para ganharem poderes mágicos.

  14. Barros

    O pior crente é o fanático, o fanatismo religioso torna a pessoa idiota e imoral.
    Comer lâmpada é coisa de mágico louco, isso é bizarro.
    Um pregador neopentecostal africano fez sua congregação comer grama alegando que desta maneira eles estariam “mais perto de Deus” e os crentes passaram a pastar como vacas.

    Veja no link.

    http://traducaodonovomundodefendida.wordpress.com/2014/01/10/pastor-evangelico eis-comerem-grama/

  15. Barros:

    Você deveria saber que não existe essa de “seita Católica”, ou é católica ou não é. Se essa seita manda comer lampada, evidente que é contra a doutrina católica e portanto, eles não são católicos, ainda que assim se denominem.

  16. Este é um dos meus favoritos. O cristianismo nesse texto se mostra em toda sua gloriosa absurdidade. Gente, que vergonha alheia que sinto quando penso que pessoas razoavelmente inteligentes levam essa mixórdia a sério!

  17. O título do artigo em questão, por acaso, não me ofendeu porque até percebo a intenção do Barros. No tempo de Jesus, e anterior a ele, todos tinham que fazer as necessidades fisiológicas no campo e enterrá-las com uma pá. Este título significa «Quando Jesus vivia como um homem e não era considerado um Deus». Como sempre, eu defendo o homem por detrás da história cristã e, quando leio o Novo Testamento, nas palavras atribuídas a Jesus, não vejo sacrifício mas sim missão. Paulo entendeu de outra forma e influenciou os doutores da igreja nesse sentido.
    Mas, parabéns, Barros por ainda conseguir ter imaginação para chatear.

  18. Alexandre

    “O indivíduo em estado alcoólico não goza plenamente do direito exclusivo de uso do orifício localizado em sua região glútea”

    ha..ha..ha..ha..ha… exato! voce pode expressar suas idéias sem apelar para baixarias, a menos que seja uma forma de você querer demonstrar o poder da liberdade da expressão chula!
    Normalmente palavrões são apenas órgãos relacionados a natureza sexual do ser humano assim como suas partes digestivas , que ao invés de serem respeitadas como uma dadiva da natureza que alivia e da prazer e mantem a vida, são usados de forma desrespeitosa para tentar denegrir a natureza do ser que ele ignora.

  19. Barros

    A diferença é que a minha mãe ou qualquer celebridade existem, e o seu Deus é apenas fruto da imaginação humana, assim como o Saci Pererê.

    Exato sua mãe existe apenas para voce e para as pessoas que ja a conheceram.
    Mas o fato da maioria mundial ignorar a existência da sua mãe não justifica uma minoria desrespeitar você, ofendendo a quem você ama.

    E aí você se depara com um cara que está dizendo que isso é fantasia. Deve ser desesperador mesmo, né?

    crer na continuação da vida , deve ser menos desesperador do que caminhar crente para o final da sua existência!

  20. Ana Júdice, religião faz mesmo isso com as pessoas. Acabei de ver um documentário que mostra uma seita católica nas Filipinas em que as pessoas são instruídas por Deus a comerem lâmpadas fluorescentes para ganharem poderes mágicos.

    De fato isso faz todo o sentindo em busca de uma “iluminação”,
    ja ouvi falar disso são chamados os “gênios das lampadas” magicas, também conhecidos como “os chamytos da fé” !
    São comentários como esse que só enriquecem mais nossos conhecimentos!
    Parabéns ! Sempre se superando!

  21. Um pregador neopentecostal africano fez sua congregação comer grama alegando que desta maneira eles estariam “mais perto de Deus” e os crentes passaram a pastar como vacas.

    Voces ateus gostam de denegrir tudo? o que tem de mais pastores levarem suas ovelhas para pastarem ? Deixe de ter tanta “pena” de crentes antes que voce acabe virando uma ………santa!
    Brincadeirinha Ana! este assunto é muito sério e preocupante, pois se a moda pega , provavelmente no futuro ira faltar capim para todos, crentes e descrente procriando descontroladamente se digladiarão por alimentos.

  22. E Deus disse:
    Chega dessa ZUEIRA!
    Aqui,pegue meu filho e mate ele,para eu perdoar vocês. huahuahuahuahua…..O bagulho eh loko…

  23. Crer na continuação da vida é mais, digamos, ”reconfortante”, ainda que o objeto de desejo não passe de uma ilusão. Não acredito em ‘vida após a morte’ sob nenhuma forma e não me sinto nem um pouco desesperado por isso. Encaro a Vida apenas como um ciclo. no qual toda forma de vida morre, deixando espaço para que outras floresçam.

  24. ironia! mais um ateu vidente! ta hora de abrirem uma igreja anunciando a profecia da morte eterna para todos!

  25. Aqui,pegue meu filho e mate ele,para eu perdoar vocês. huahuahuahuahua…..O bagulho eh loko…

    pior é a continuação dessa comédia biblica…depois ele ressuscita e diz : há.. há! enganei todos voces , pois sou deus e não morro nunca !

  26. pior é a continuação dessa comédia biblica…depois ele ressuscita e diz : há.. há! enganei todos voces , pois sou deus e não morro nunca !

    Pois é seu criaturo,o cristianismo já começa a ficar esquisito a partir do momento que um zumbi judeu prometeu voltar em breve há quase 2.000 anos!rsMas você alguma vez já se perguntou como seria o julgamento de Jesus,se ele finalmente retornar para nos julgar?!

    Católicos:vocês são uns retrógrados,facistas,medievais e alienados…

    Evangélicos:vocês são a cópia mal feita dos católicos,só que bem mais burros,muito mais chatos e enriquecedores de pilantras!

    Espíritas:vocês são tão bisbilhoteiros que querem ficar fofocando até com quem já morreu!

    Ateus:vocês são tão desconfiados que se eu aparecesse pessoalmente para vocês,vocês iam mandar eu transformar água em vinho,sambar na água e ressucitar suas tataravós pra provar que sou JESUS CRISTO!,seus blasfemadores.

    VAI TODO MUNDO PRO INFERNO!

  27. Criaturo

    A meu ver, no caso das pessoas comerem grama, é consequência de uma sociedade desprovida de uma boa política, com problemas sociais sérios como a fome, a autoestima baixa pela condição de vida miserável, formando por isso um campo adequado para a propagação desses pastores, pela facilidade visível com que eles pastoreiam suas pobres ovelhas carentes de educação num pais onde comer bem é um privilégio de poucos.
    Também acredito que a religião, seja qual for é um freio ao crescimento pessoal e mental das pessoas porque eles perdem a conexão com a realidade, até chegar ao ponto de rastejar no chão, comer capim para sentirem mais próximo do seu Deus. Isso é o retrato de miséria humana num ato extremo de humilhação diante de um Deus Todo Poderoso que vê tudo isso e não faz nada (porque não existe) e enquanto isso, os manipuladores e oportunistas enchem seus bolsos com seus parcos salários e para aumentar lucros, a política financeira deles é aumentar o numero de “almas convertidas”. A miséria é um campo fértil para eles propagarem, pois, trabalham com a esperança das pessoas por um mundo melhor.
    Imagino o quanto de insetos essas pessoas ingeriram a cada feixe de capim.
    Impressionante como tem aumentado o número de seitas religiosas principalmente as neo pentecostais nos países menos desenvolvidos. No caso do Brasil, isso é prova que nossa população está ficando cada vez para trás em questão cultural porque é fato que a religião e o fanatismo desenfreado se encontra na contramão da sabedoria.

    Criaturo, a humanidade não está precisando de mais deuses, eles já estão em demasia. A humanidade está necessitando urgentemente de gente capaz de amenizar seus problemas com ações radicais de mais justiça, irmandade e acima de tudo oportunidades porque a esmola também é degradante e não constrói.
    E eu dito isso porque sou ateia.

  28. pois é seu Fulano de Tal, a ironia é que foram religiosos fanáticos e não os ateus que mataram Jesus, agora reencarnados como Evangélicos fanáticos pedem pela sua volta , para afirmarem que ele é um falso profeta e manda-lo para cruz novamente.
    alem disso ele disse que não viria de forma visível .

    sds

  29. Ana
    concordo!
    eles pastoreiam suas pobres ovelhas carentes de educação num pais onde comer bem é um privilégio de poucos.

    voce quis dizer: “pastosqueiam ” sua ovelhas.

    Também acredito que a religião, seja qual for é um freio ao crescimento pessoal e mental das pessoas porque eles perdem a conexão com a realidade, até chegar ao ponto de rastejar no chão,
    concordo parcialmente pois não podemos generalizar, mas não nego que religião alimenta muitos hospícios, porem algumas pessoas evoluem moralmente pela fé em algumas religiões.

    comer capim para sentirem mais próximo do seu Deus. Isso é o retrato de miséria humana num ato extremo de humilhação diante de um Deus Todo Poderoso que vê tudo isso e não faz nada (porque não existe)

    Ana é difícil querer agradar a todos, se deus ouvisse a oração da caça não poderia dar ouvidos a do caçador.
    E ai devemos salvar a caça ou o caçador ?
    para vegetarianos comermos mato não é humilhação nenhuma,mas sós os burros comem capins, apesar dele nos parecer amargo.

    e enquanto isso, os manipuladores e oportunistas enchem seus bolsos com seus parcos salários e para aumentar lucros, a política financeira deles é aumentar o numero de “almas convertidas”. A miséria é um campo fértil para eles propagarem, pois, trabalham com a esperança das pessoas por um mundo melhor.
    somente doações desapegadas podem produzir retorno reais a partir desta ação o ser humano evolui.
    o castigo de quem barganha é não ter o retorno conforme o planejado, quem doa sem esta intenção o que vier lucro e o que não vier ja era o esperado!

    Imagino o quanto de insetos essas pessoas ingeriram a cada feixe de capim.
    e as proteínas ?

    Impressionante como tem aumentado o número de seitas religiosas principalmente as neo pentecostais nos países menos desenvolvidos. No caso do Brasil, isso é prova que nossa população está ficando cada vez para trás em questão cultural porque é fato que a religião e o fanatismo desenfreado se encontra na contramão da sabedoria.
    Quem manda na cabeça de gente com pouco cérebro é a tv, se ela diz que existe um lugar onde pessoas saem do fundo do poço direto para o paraíso facil, elas correram para la, aos montes.
    porem discordo da sua fé proporcional a ignorância, dizem que alguns gênios da humanidades eram teístas.

    Criaturo, a humanidade não está precisando de mais deuses, eles já estão em demasia. A humanidade está necessitando urgentemente de gente capaz de amenizar seus problemas com ações radicais de mais justiça, irmandade e acima de tudo oportunidades porque a esmola também é degradante e não constrói.
    E eu dito isso porque sou ateia.

    oras exatamente por isso que devemos ter um deus como referencia do bem a ser seguido, a esperança de que nossas ações não se anularão com a morte,nem com o final deste mundo.

    sds

  30. Tenho penas dos ateus^^ sabem nada inocentes kkkk bando de retardados, nem fede e nem cheira, Não entendo como podem acusar ou julgar algo que diz não existir,o que me dar a entender é que no fundo no fundo vocês acreditam na existência de Deus,so não concordam com alguns contextos biblicos, ou vocês cree ou não.
    Ficam que nem uns troxa criticando crença de alguém.Então posso dizer que todos os ateus são homicidas pois Hitler era ateu e mostrou ser um verdadeiro doente.

  31. Pois é ovo de alguém Deus cagava no mato e você caga pela boca…

  32. KKKKKKKKKKKKKKKKkkkk

  33. Deus pode não existir, mas PESSOAS existem. E em nome desse ou daquele deus, PESSOAS mataram ou mandaram matar ao longo da história da humanidade. Milênios se passaram e ainda hoje o terror continua.

    Ainda bem que no Brasil o caso não é assim tão grave.

    Por outro lado, a cada dia que passa ”pipocam” novas igrejas, que espalham o boato de que precisamos ser ”salvos” e que seremos condenados por toda a eternidade num lago de fogo e enxofre se rejeitarmos os mandamentos do tal ”salvador”.

    Se algo faz parte da nossa realidade, do nosso meio, se influencia ou afeta, a mim ou ao meu próximo, direta ou indiretamente, nada mais normal que discutirmos a respeito.

    Clareou agora?

  34. a justiça deve ser imparcial, existem pessoas que evoluíram moralmente graças alguma crença, temos tambem os missionários.
    mania de ateu querer piorar a cara do espantalho só para se sentir mais bonito que os outros.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: