DEUS – Manual do Usuário

Introdução

Parabéns!

Você acaba de estar adquirindo um produto de altíssima qualidade e de eficácia comprovada por um incalculável número de pessoas, das mais diversas culturas, ao longo de milhares de anos! Um produto quase tão onipresente no mundo quanto a Coca-Cola! Quase tão eficiente e perfeito quanto o Windows 8!

Entretanto nós fortemente recomendamos que você leia antes todas as instruções contidas neste manual! Somente a leitura cuidadosa deste guia vai estar assegurando a você um correto uso de Deus, evitando assim possíveis transtornos causados pelo seu manuseio inadequado, bem como a subutilização de suas funções. 

O completo conhecimento dos assuntos tratados aqui servirá para prevenir que você possa estar colocando Deus em contato com coisas altamente danosas ao equipamento, como raciocínio e bom-senso, que fatalmente poderão estar afetando o seu desempenho.

(Dê atenção especial ao Cap. 1 – Recomendações de Segurança.)

Lembramos que, se você nasceu num país de tradição cristã (ou, pelo menos, nasceu numa família cristã), Deus foi instalado no seu cérebro automaticamente e já se encontra pronto para uso, mas é necessário ler, o quanto antes, o Cap. 4 – Manutenção da Carga da Beteria, ou você poderá estar correndo o risco de se tornar um ateu e, assim, poderá estar dando um tremendo desgosto aos seus pais e aos seus entes mais queridos!

IMPORTANTE!

Caso você tenha nascido num país que instalou indevidamente o deus errado no seu cérebro, você pode estar consultando imediatamente o Cap. 2 – Instalação Manual, antes de estar prosseguindo com a leitura.  

Uma vez instalado com sucesso, o produto tem garantia vitalícia contra defeitos de fabricação, sendo que todo e qualquer problema que ele possa estar apresentando atribuído à operação incorreta por parte do usuário. Ainda assim, você pode estar se dirigindo a uma de nossas inúmeras Assistências Técnicas Autorizadas perto da sua casa. Com um pouco de sorte, talvez haja uma bem aí na esquina da sua rua!

Lembramos, finalmente, que cada Assistência Técnica tem sua própria versão de Deus, bem como total autonomia para estar cobrando o valor ideal nas taxas de instalação, reinstalação, atualização e reparos que julgar necessários ao produto, variando desde um pagamento simbólico e/ou opcional, até quantias absurdas que levam muitos incautos à falência e até à penúria. Entretanto, para efeito legal, informamos que o valor máximo cobrado não pode estar excedendo a 10% dos seus ganhos mensais.

.

Cap. 1 – Recomendações de Segurança

Cap. 2 – Instalação Manual

Cap. 3 – Conhecendo o Produto

Cap. 4 – Manutenção da Carga da Bateria

Cap. 5 – Recarga Autônoma da Bateria: Fé

Cap. 6 – Funções – Parte I

Cap. 7 – Funções – Parte II

Cap. 8 – Funções – Parte III

Cap. 9 – Solução de Problemas

.

Anúncios

28 Respostas

  1. Como será que foi com o autor do texto, nascido e criado em família católica, em um país majoritariamente cristão… o cérebro deveria ser muito bem programado, será que pegou um vírus que desprogramou o seu cérebro? Será que ele pensa que desprogramou mas seus valores morais ainda vem da sua formação familiar cristã? Será que dá para rodar um anti-virus?

  2. Eh Barros, essa série vai dar trabalho a certas mentes. Há aí uma quantidade de sutilezas praticamente fora do alcance de umas mentes rombudas.

    Se não me engano foi um dos primeiros textos seus que li e é um dos que mais gosto.

  3. Ui ui ui de quem será que a SOS Rodrigues esta falando… Mentes rombudas… Se fosse rombundas eu poderia arriscar.

  4. Que foi, André, que são esses “ui,ui,ui”? Sentou sobre um formigueiro?
    Essa sua vulgaridade me faz lembrar certa personagem que andou por aqui. Ao que vocês demonstram, há certos tipos de crentes que apelam a um repertório versando sobre certas partes da anatomia humana e usos possíveis delas como forma de argumento.
    Interessante notar que é sempre o tipo de crente declaradamente anti-homossexual.
    Freud explica…

  5. SOS Rodrigues:

    Não fique assim nervosa, foi só um trocadilho. Engraçado essa sua pureza repentina, ‘rombunda’ é vulgaridade, porém os ‘o cagar no mato de Jesus’ no texto do Barros, a patota aplaude… pelo jeito a vulgaridade depende da bunda de quem se fala.

  6. Barros

    Excelente seu manual de uso muito bem escrito, revelando riquíssimos detalhes que na maioria das vezes passam desapercebidos. Vou ler todas as normas numeradas.
    Bem que daria um bom livro, pense nessa possibilidade.
    Um abraço

  7. Shirley

    Ele [André Lopes] quer mostrar intelecto, mas, é uma pessoa que desconhece quase tudo na vida, seus argumentos são falaciosos e desonestos, pensa que aqui é lugar de contendas pessoais e imorais por não ter noções éticas.

    Se você quiser continuar dando cordas para ele terá que baixar seu nível para fazê-lo entender. Terá que fazer trocadilhos depravados, tornar-se ignorante para alimentar seu pobre ego corrompido, e no mais ele não acrescenta nada, não fico bem quando sinto pena de alguém.

    Para mim, com ele meu assunto terminou, pois não vou continuar mantendo diálogo com um trol que entra aqui com a intenção de sentir-se grande por imaginar que está em consonância com seus debatedores e está bem claro que essa alma solitária tem um comportamento psicossomático com reflexos de afetividade e problemas com sua sexualidade, dado a sua índole que me parece extremamente voltada á exteriorização do obsceno.
    Abç

  8. Ana Júdice, obrigado, querida. Espero que você goste dos capítulos sobre as funções de Deus.

    Shirley, o André Lopes precisa escrever a Bíblia do Deus dele, ou um manual do usuário. Por ora, ele tá usurpando alguns superpoderes do Deus cristão e mistura isso com as qualidades do deus que apareceu só pra ele. Assim não dá pra saber com o que diabos a gente tá lidando. De fato, nem ele sabe.

  9. Ana Júdice:

    Puxa, gostei, você falou tanto de mim e nunca sequer me viu na vida. Bem se vê que você fala com tremenda desenvoltura do que você não conhece. Óbvio que faz o mesmo ao falar de religião.

  10. Ao ver o bate bola entre as duas moças falando mal de mim, me fez lembrar aquelas moças que, na night, sempre vão ao banheiro juntas, e aproveitam o momento confidencial para colocar as fofocas em dia.

  11. Ana, Barros.

    Sobre essa figura que se faz chamar André Lopes, cheguei à conclusão de que não acredita em deus algum. Toda essa falação cheia de vulgaridade serve só para mascarar o quanto essa pessoa está perdida. Em algum lugar dessa cabeça perturbada está a noção de que deuses são invenções humanas, mas a figura não deu conta de lidar com isso, então fica aí desse jeito, ora defendendo o deus cristão, ora falando de um deus que só existe na mente dele.
    Mais do que contestar nossas opiniões ele está tentando calar aquela vozinha que fica lá murmurando sobre não haver deus nenhum e muito menos um que se importe com ele.

    PS.: Ana, tenho certeza que você vai se deliciar com essa série.

  12. Opa, chamaram o pai Barros para o banheiro para falar mal de mim.

  13. Com certeza a voz na cabeça dele tá incomodando muito. É o medo de estarem mesmo por sua conta e risco, sem nenhuma proteção de um ser todo-poderoso que criou o universo para eles, que faz os crentes combaterem as vozes dissonantes.

    Não fosse isso, você veria apenas os crentes se lamentando muito silenciosamente entre eles o nosso terrível destino.

  14. Caramba, nao é que ateu é craque em psicologia? Mais um me analisando, engraçado que nunca me viram ou me ouviram, é a mediunidade atéia. Ainda se usassem-na para trazer argumentos contra a existencia de um criador, mas não, ficam perdendo tempo analisando um reles mortal como eu.

  15. Em nome de Lucifer, para mim que creio infinitamente em teu poder,na força do teu nome, pelos meus erros de ontem,hoje e amanhã, imploro teu perdão, de estar sujeita a ti,a teu poder, a tua vontade, a tua justiça, por hoje e sempre, que seja feita a tua vontade.
    E que sobre todas as coisas que cruzem meus caminhos, naturais ou não, material, espiritual,ou ate mesmo astrais,ricos e pobres, poderosos ou não que curvem todos a minha vontade.
    Em nome de Lucifer, que eu possa ter a cura das minhas doenças fisicas, material, até espirituais.
    Em nome de Lucifer, maldito sejam todos aqueles e aquelas, que vivos ou mortos, deste ou de outros mundos, tenham o menor pensamento contra mim ou contra meus objetivos, que sejam vitimas de seus proprios planos.
    Em nome de Lucifer, que eu possa ter sucesso em meus caminhos, sastifação sempre da minha vontade, êxito nos meus trabalhos de ontem, hoje e amanhã, êxito nos meus negócios, a vitória sobre todos os meus inimigos, vivos ou mortos, conhecidos ou não.
    Em nome de Lucifer, que eu possa servir-te com verdade, lealdade, vontade, confiança e uma fé inabalável nos teus poderes, nos poderes de sua hirarquias de anjos rebeldes, que possa estar sempre envolta e protegida pela tua luz, luz astral, essa mesma luz que lava evidente quanto for propício e invisível quanto necessário.

    Em nome de Lucifer, tudo é possível,
    Em nome de Lucifer, tudo é possível,
    Em nome de Lucifer, tudo é possível,
    Em nome de Lucifer, tudo é possível,
    Em nome de Lucifer, tudo é possível,
    Em nome de Lucifer, tudo é possível,

  16. Barros

    Estou me divertindo com “Deus – Manual do Usuário” dividido em 9 capítulos para o uso correto de Deus.

    Aqui nas redondezas de onde moro, num raio de 100 a 300 metros existem pelo menos 4 Assistências Técnicas barulhentas: Igreja São Expedito que tem como sub-Deus o Santo Expedito, o santo das causas impossíveis; a escandalosa Assembleia de Deus; igreja Batista; Igreja Pentecostal que fala línguas estranhas quando os neurônios dos fieis fanáticos entram em curto circuito causando histeria coletiva devido ao descontrole emocional de alta carga contagiosa; a Igreja Universal que manipula e afasta demônios melhor que macumbeiros, e mais algumas que não me lembro no momento, sem falar das comadres desocupadas e atravessadoras voluntárias da Assistência Técnica que vem de todos os lados como baratas em migração usando argumentos de ”boas novas” como se as pessoas quem pensam melhor e equilibradas não estivessem saturadas com essa aproximação invasiva, ou melhor, de encher o saco chamando pelo interfone ou abarrotando minha caixa de correspondência com folhetos, santinhos, jornaizinhos evangélicos, folders etc
    Andam como zumbis sem rumo no seu próprio mundo, tentando convencer com suas estórias lendárias, falando em milagres, céu, inferno fazendo propaganda de Deus e do Diabo e contando maravilhas em milagres.

    Me diverti com altas risadas com as normas de uso da Instalação do Manual.

    Vou continuar com minha leitura, até mais.

  17. ss

    Que foi, André, que são esses “ui,ui,ui”? Sentou sobre um formigueiro?
    Essa sua vulgaridade me faz lembrar certa personagem que andou por aqui. Ao que vocês demonstram, há certos tipos de crentes que apelam a um repertório versando sobre certas partes da anatomia humana e usos possíveis delas como forma de argumento.
    Interessante notar que é sempre o tipo de crente declaradamente anti-homossexual.
    Freud explica…

    vejamos o se autor deste textos é um ateu:

    o anus de deus
    jesus se masturbava
    todos contra o sexo anal
    quando deus cagava no mato

    ai sigismundo explica essa !

  18. lendo o que a tal “mi” escreveu me veio uma ideia. Ô mi, bem que você podia fazer como os cristãos, visitas domiciliares, vendendo o seu senhor. Eu ia adorar ser uma mosquinha na parede para ver a reação deles.
    Mas primeiro acho que você vai ter que dar umas vitaminas pro teu senhor Lúcifer, o concorrente dele, pelo menos em matéria de destruição dá de dez a zero.

  19. he…he..he..he..he..he… a sempre bem humorada SS!

    Mi de miséria sua diaba pidona aqui vai uma sugestão em nome de lucifer: seja mais lucida crie vergonha na cara ao invés de ficar só pedindo vai ajudar alguém .

  20. Misericordia Barros! tá hora de mandar benzer este blog, até o diabo anda se manifestando por aqui, voce tem algum amigo pastor ?

  21. Mi,

    Fale ai mais o que vc sabe sobre o seu mestre, ela ja te disse que no final vai te comer por tras?

  22. Pelo jeito a tal de Mi está tirando uma onda com a cara dos crentes…. faz o seguinte, troca a palavra lucifer por gezuis… você vai ver que não muda nada…

    Boa sacada…

    Abraço
    Cristiano

  23. Cristiano,

    Não muda nada? Um quer a destruição do mundo e o outro a vida eterna dos homens, e nada muda? Um é o oposto do outro. Claro que estou supondo que você acredita em diabo, se não acredita, é outra história.

    O seu argumento não procede pois louvar é igual para todos, a diferença é quem você louva. Ambos crentes e o “mi mi” ‘louvam’ o seu mestre, até aí tudo bem, eu posso louvar a arvore da minha casa, o cachorro, Deus, pai, mae, etc. Louvar é uma ação voluntária de cada um.

  24. Barros,
    Parabéns pelo excelente texto. Ana Júdice tem razão, talvez você possa estar escrevendo um livro com esse muito bem bolado manual. Muito bom os capítulos com as funções de Deus.

  25. Enaltecer Lúcifer ou Deus dá no mesmo, pois, ambos foram criados pelo delírio do homem para sentir-se protegido como também para justificar o lado bom e mau em consequência da sua natureza a fim de sentir-se desobrigado de culpas, porque é mais fácil jogar a desgraça em cima de uma entidade inexistente do que assumir-se, e com isso vão alimentando cada vez mais a permanência das malezas do mundo. Esse é um reflexo involuntário de fraqueza e de covardia. Ser fraco não é defeito e pode ser revertido, mas, ser covarde e inadmissível, pois, em minha opinião revela um comportamento que reflete falta de coragem de quem não assume suas intenções , algo que remete a não tentar, a não buscar. “La couardise est mere de la cruauté.” Michel de Montaigne.

    Aliás, a figura de Lúcifer nem é necessária, pois deus faz o Mal tão bem e melhor que o Diabo, as pessoas podem continuar agindo de faz de conta com qualquer um dos dois que o princípio é o mesmo, o problema é da pessoa que tem medo de enxergar o mundo de olhos abertos.

  26. PÔXA, as pessoas ja falaram tudo e naõ deixaram nada pra mim comentar . kkkkkk

  27. Não há, me parece, menção alguma ao nome ”Lúcifer” na bíblia.
    Relacionaram-no ao termo ”estrela da manhã” que curiosamente parece se referir à Jesus.
    Lá se menciona Satanás, demônio, às vezes tem-se Beelzebul o príncipe dos demônios.

  28. Eu considero esse manual como algo idiota proveniente de demonios.
    Enfim…e vcs são simples marionetas tolinhas.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: