Jesus: o mito da divinização do homem

Anúncios

428 Respostas

  1. Muito interessante o vídeo. No fim tem uma bibliografia que todo crente deveria conhecer.

  2. Eu estou vendo os demais vídeos da série. Acho muito revelador o fato de que, mesmo com tantas evidências de que Jesus foi um fantoche nas mãos dos primeiros líderes religiosos, o crente não toma conhecimento disso, preferindo proteger sua fé das garras da realidade.

    A única desvantagem que vi no vídeo, e que comentei com o autor no seu canal do YouTube, é que fica um tanto chato “ver” uma pessoa lendo um texto. O ideal, na minha modesta opinião, seria usar esse mesmo texto como narração sobre imagens relacionadas a ele. Sem precisar aparecer o autor discursando. No mais, muuuuuito bom mesmo.

    E vou comprar toda a bibliografia fornecida ao final do vídeos.

    Mas, para os possíveis crentes que estão lendo essas linhas, eu digo: não vos preocupeis, pois basta fechar os olhos ao mundo real e tudo ficará como antes, pois ninguém pode vos tirar a vontade de viver para sempre.

  3. Os cristãos estão sempre exigindo que se leve em conta a contextualização histórica. Será que aceitam essa?

  4. Teor riquíssimo sobre as divindades, origens míticas dos deuses, estórias bem semelhantes como no caso de Deus engravidar Maria pelo espírito santo. Notando bem, percebe-se que é quase uma mesma história repetida de civilizações doutros tempos.
    É o que Wagner disse: Uma lenda puxa outra. E a história de Jesus vai parecendo uma colcha de retalhos costurada ponto a ponto pelas antigas culturas do homem divinizado e tido com o “Salvador” que foram aplicadas pela bíblia focando em Jesus um professor e profeta apocalíptico que os crentes não percebem pela ignorância da história, bloqueados pela cegueira da fé.
    Os parâmetros colocados pelo autor do vídeo não deixam dúvidas e foram assentados com muita lógica e informação. Pois então, os fatos estão aí, é só tomar conhecimento, não ter medo da verdade e por isso ficar órfão do seu divinizado Salvador Jesus Cristo ou Khristós (ungido).

    Quanto à sugestão de apresentação do vídeo concordo com o Barros, mas, o autor está de parabéns pelo importante conteúdo embasado nas boas fontes de suas pesquisas.

    Jesus Cristo

    Se é sempre o mesmo engodo;
    Se o homem chora e continua escravo;
    De que foi que Jesus salvar-nos veio?” ____ Tobias Barreto

  5. Eu já perdi algumas horas assistindo videos recomendados por esse blog. Sempre dei um voto de confiança e me ferrei, perdi meu tempo e nada aprendi.
    Dessa vez não vão me embrulhar, passo o vídeo. Se fosse algo relevante, iria estar em algúm lugar com mais credibilidade do que o Youtube.

  6. Barros, agradeço muito a oportunidade. Valeu mesmo!

    Quanto às suas críticas quanto ao fato de eu estar lendo um texto, elas procedem. Só que isso tem sido um grande aprendizado pra mim, dado que os âncoras de TV fazem o mesmo e conseguem parecer naturais. O grande diferencial é que meu vlog não é aqueles típicos vlogs de opinião. Tento condensar minhas leituras em textos e acho mais interessante fazer vídeos do que textos em si, dado que vídeos tem mais recursos. Mas prometo me empenhar pros próximos!

    sessrodrigues, a contextualização é pior pras religiões do que ele imaginam. Confie em mim.

    Ana Júdice, muito grato pelos seus comentários. Prometo me esforçar no próximo vídeo pra deixar a coisa mais fluída.

    E André, sei que meus vídeos não vão te “desconverter”. Meus vídeos são muito mais direcionados para ateus do que para crentes, pois tenho a impressão que nada muda uma mente que resiste a todo argumento racional. Meu vídeo não está em um lugar de maior “credibilidade” porque não tenho recursos pra gastar com publicidade, mas te garanto que as informações que gravei estão mais vivas no meio acadêmico do que nunca. E esse meio acadêmico não vem à tona porque, PASME, a maioria desses autores são cristãos. Só que eu os classifico como um tipo especial de cristão, daqueles que detém honestidade intelectual suficiente pra admitir a natureza de suas crenças.

    Aliás, duvido que você tenha conseguido chegar até o final do meu vídeo. Até porque se você tivesse visto o vídeo todo, veria que boto todas as referências bibliográficas no final.

    Os crentes nunca conseguem ver meus vídeos até o final. A dureza da veracidade das informações acaba sendo cruel demais com suas verdades absolutas.

    E se não gostou desse, não assista o que estou terminando de elaborar, pois vai descobrir que metade do Novo Testamento é obra de falsificação. Esse vai ser doloroso!

    Grande abraço a todos!

  7. Como disse Hitchens.

    “…a religião monoteísta é plágio de um plágio de um ouvir dizer de um ouvir dizer,de uma ilusão de uma ilusão, que retrocede até a falsificação de alguns não acontecimentos.”

    Belo projeto Wagner.

  8. Wagner Menke,

    Metado de Novo Testamente é falsificado, é? Realmente vai doer…Você vai revolucionar a história mundial. Logo logo você vai ruir com todo o cristianismo contruído em 2 mil anos de história. O Brasil finalmente terá um intelectual que fará história.

    Sobre o atual vídeo, depois da sua humildade em dizer que está no Youtube por falta de recursos, fiquei tocado, vou assistir depois ok? Te aviso depois o que eu achei. Tomara que seja algo transformador, estou ansioso. Mas se tiver teorias bombásticas sem provas, vou me arrepender amargamente como das outras vezes.

    Um abraço,

    André

  9. Wagner Menke:

    A minha reputação aqui no blog, além de ‘crente burro’ é de que sou um estraga prazeres. A patota adora coisas fáceis e ser testemunha de acontecimentos históricos como ‘a revelação da farsa do Novo Testamento’ que você está para publicar. Infelizemente, a realidade é menos glamorosa.

    Quanto ao seu vídeo, primeiramente a sua ‘bibliografia’ conta com somente livros na mesma linha de pensamento, ou seja, se você tinha esperanças de seu trabalho ter nível acadêmico, vai ter que refazê-lo. Você deve consultar os dois lados para ser a “testemunha independente” que você repetiu no texto várias vezes.

    É impossível julgar a veracidade das suas colocações, quando você diz “os estudiosos dizem….” estudiosos quem? Para ter credibilidade, você precisa informar:

    Quem é Wagner Menke? Qual a sua formação? Qual os seus títulos no assunto? O que dizem os seus pares sobre a qualidade de suas obras?

    Até termos estar respostas, você, eu, ou um lunático com uma webcam têm a mesma credibilidade.

  10. Paulo, obrigado camarada! Se tive afim, se inscreva no meu canal!

    André, você não é burro. Você é inepto e mimimizento (e chato).

    Não apresentou uma vírgula de argumento ao que eu disse no vídeo, mas se apressou em averiguar minhas credenciais. Lógico, pra quem está acostumado com a vida de crente, de sempre baixar a cabeça pra superiores hierárquicos, nada mais natural.

    Aí eu te pergunto: porque ao invés de aceitar as minhas credenciais você não aceita as dos autores que eu me baseei no meu vídeo? Eles são todos Ph.D em Novo Testamento e falantes de grego koine.

    Ainda, se eu só citei livros da “mesma linha”, porque você não cita livros “da outra linha”? Vai ver é porque não leu nenhum, não é mesmo? E te garanto que nem vai ler, pois eles não existem. Ou será que alguém pode provar os milagres e ressurreição de Jesus. Desconheço.

    E mais: a grande revelação que irei fazer no meu quarto vídeo vem com um atraso de pelo menos 1800 anos. Porque se você fosse um adepto estudioso do cristianismo teria visto que até os pais da igreja primitiva duvidaram da autenticidade das cartas do NT.

    Por exemplo, quanto às cartas de Tiago e Judas, vejamos o que disse Eusébio de Cesaréia e Jerônimo de Estridão:

    Esta é a história de Tiago, do qual se diz que é a primeira carta das chamadas católicas. Mas deve-se saber que não é considerada autêntica. Dos antigos não são muitos os que a mencionam, assim como a chamada de Judas, que é também uma das sete chamadas católicas. Ainda assim, sabemos que também estas, junto com as restantes, são utilizadas publicamente na maioria das igrejas. História Eclesiástica, II.XXIII.25, Eusébio de Cesaréia

    Judas, o irmão de Tiago, deixou uma curta epístola que é contada entre as sete epístolas católicas, e porque nela ele cita o livro apócrifo de Enoque é rejeitada por muitos. No entanto, por idade e usá-lo ganhou autoridade e é contado entre as Sagradas Escrituras. De Viris Illustribus, 4, Jerônimo de Estridão

    Lógico, se até os pais da igreja duvidaram de cartas do NT, imagina os acadêmicos de hoje? (PS: Esses não são os únicos argumentos contra a autenticidade dessas cartas. Meu vídeo trará muito mais.)

    Mas pelo contrário, não te acho um estraga prazeres. Na verdade, me dá muito prazer em te ver chateado de não ter conseguido achar um só argumento na defesa da sua crença. Isso é um bom sinal.

    Por fim, pelo seu grau de frustração, recomendo que fique longe dos meus dois primeiros vídeos. Pode ser que você descubra que Javé, o deus do Antigo Testamento, é só uma projeção mental dos judeus da Era do Bronze, e que assim como Amom-Rá, a dupla de deuses que se fundiu em um só por questões políticas, Javé se fundiu com o deus caananita El, virando assim um deus bonzinho-sanguinário do AT.

    Grande abraço!

  11. Wagner, a cada frase que você digitar direcionada ao André Lopes, por favor, anexe todos os documentos já produzidos que comprovam o que você disse.

    O André Lopes só vai aceitar algum argumento sem provas se for conveniente para a crença dele.

    E só pra você saber, o André Lopes diz que acredita num deus que está além da Bíblia, que independe da Bíblia e tal, ao mesmo tempo em que crê na Bíblia e em Jesus Cristo.

  12. Wagner Menke

    Faço bem ideia do quanto a contextualização histórica é prejudicial aos cristãos. Ou seria, se eles não tivessem como hábito torturar os fatos até que digam o que querem ouvir.

    Apreciei realmente este vídeo, gostei da sua sobriedade e objetividade, além de apresentar alguns fatos que eu desconhecia, além da bibliografia e assim que tiver tempo verei os outros.

  13. Wagner Menke,

    O candidato a ‘especialista’ aqui é você, não eu. Eu não sou obrigado a apresentar lista de bibliografia contrária ao seu vídeo. Eu não estou dizendo para todos os cantos que vou desmarcarar a história mundial. Portanto, acostume-se que se você diz que mata a cobra, vai ter que mostrar o pau.

    E como você não disse nenhuma palavra sobre a sua formação e nenhum aval de um outro reconhecido especialista sobre a qualidade de seu trabalho, desculpe-me mas vou ter que vê-lo como um simples curioso com tempo de botar vídeos no Youtube.

    Outra coisa interessante seria você debater com alguém entendido e de visão divergente da sua, esse vídeo sim eu gostaria de ver. É fácil ligar a camera e sair falando de tribos e reis de 2 mil anos atras, você sabe que a maioria vai engolir, a maioria das pessoas são inocentes, caem até em conversa de pastor dinheirista, vão cair na sua conversa também.

    Mas se um dia quiser ter nome no mundo acadêmico e científico, vai ter que ter currículo.

  14. Valeu pela dica Barros, mas não adianta. Gente que nem o André não pauta suas crenças por evidências, logo não vale a pena ficar postando centenas de argumentos aqui que ele não vai arredar o pé.

    E não vou perder tempo com ele, já que demonstrou não conhecer adequadamente nem o próprio cristianismo que segue.

    Entenda que não é arrogância da minha parte. Já que não vou poder nem ter um bom debate, prefiro economizar meu tempo pra produzir meus vídeos e outras atividades da minha vida.

    E.. caro André… creio que a grande diferença de mim para os pastores endinheirados é que eu tenho argumentos pra defender minhas posições. Já os pastores se aproveitam da humildade alheia. Em todos os sentidos. E por fim, não tenho pretensões acadêmicas. Apenas sou um curioso interessado no assunto e mero “compilador” dos livros e textos que leio e gosto.

    Grande abraço a todos!

  15. Ah, só um pequeno adendo:

    André disse:

    Outra coisa interessante seria você debater com alguém entendido e de visão divergente da sua, esse vídeo sim eu gostaria de ver.

    Existe duas possibilidade disso acontecer:

    1ª) No dia em que Malafaia, R.R. Soares e Papa Francisco começarem a fazer suas pregações televisivas junto de um “entendido” que tenha posições diferentes das deles; ou

    2ª) Se você arrumar algum “entendido” pra fazer o vídeo comigo.

    Fica o desafio.

  16. Wagner Menke:

    O André é o tipo de gente que olha as credenciais das pessoas que dizem saber coisas que o resto do mundo não sabe. Se você está procurando alguém que deixe de acreditar em 2 mil anos de história, inúmeros livros escritos, teólogos e filósofos que influenciaram gerações só por que você leu 5 livros e faz um ‘resumex’ no Youtube, eu realmente não sou o seu ‘rebanho’.

    Mas não me entenda mal, eu não acho que você seja burro, só acho que você inocentemente está lendo livros só de um lado da história e sai por aí irresponsavelmente vendendo como verdade, sem passar pelo contraditório.

    Os livros da sua bibliografia são em inglês, se você domina o inglês, tente também ler o lado contrário, sites como strangenotions.com, reasonablefaith.org ou catholic.com. Faça como eu, eu estou aqui, tentando entender as idéias do Barros, o porquê dele ter uma fixação anal com o Velho Testamento.

    Quanto ao Malafaia e o Papa Francisco, concordo, todos temos o direito de querer ver o contraditório e tirar nossas conclusões. Se um día você vier a ser alguém famoso, você vai ter pessoas para debater. Eu gostaria muito de ver o William Lane Craig debater com o Richard Dawkings, mas o Dawkings saiu pela tangente com aquela desculpa sórdida e covarde do “você não merece debater comigo”.

  17. Uau André, sou inocente por estar lendo livros só de um lado da história? E você, que aparentemente nem a Bíblia leu direito? E que certamente não leu “2 mil anos de história, inúmeros livros escritos, teólogos e filósofos que influenciaram gerações”?

    Segundo, sites como strangenotions.com, reasonablefaith.org ou catholic.com “consultam os dois lados”, como você quer que eu faça no meu canal?

    Já me enchi de ler esses sites e não vi nenhuma opinião contrária…

    Terceiro, como cansei de não ver nenhuma opinião contrária nesses sites, blogs e grupelhos, tomei atitude de homem e decidi criar um canal com o “outro lado”. E agora vem um mimimizento que nem você e fica puto porque não gostou de ter as crenças abaladas pelo que viu no meu vídeo.

    Uma pena. E como eu disse, fique longe do meu canal. Poupa nós dois de debates improdutivos que nem esse.

    Abs

  18. Salvo engano, essa coisa de “mostrar o outro lado” deve servir à necessidade de convencer (ou tentar) alguém que está indeciso.
    Estar indeciso não é o caso nem de ateus nem de crentes convictos, sobra aquela pessoa que poderá ter dúvidas sobre o objeto da discussão, no caso, Deus/Jesus.

    Então deixa ver se entendi direito como se faz isso.

    Wagner Menke, não é suficiente que você se baseie no conhecimento de pessoas comprometidas com a seriedade da pesquisa histórica, certo? Você deve mostrar o “outro lado”; como não há um “outro lado” com argumentos equivalentes, devido à ausência total dos mesmos, você deve apelar a um punhado de escritos de homens do passado, com nível de conhecimento muito inferior ao seu e dos que você usa como fonte nos vídeos.
    Deve relevar totalmente o fato de que a “grande contribuição” desse punhado de homens ao conhecimento limitou-se a afirmar, no fim de contas, que Deus/Jesus existe porque eles acreditavam nisso. Deve acrescentar no rol do “outro lado” grandes figuras da Teologia contemporânea, como W.L.Craig e seu infalível Argumentum Chicó. Deve jamais se esquecer que a história da humanidade se resume aos últimos dois mil anos.

    E, claro, compreender de uma vez por todas que fazer contextualização histórica é lícito apenas aos crentes, quando precisarem explicar amenidades como chacinas de povos para se apossar da terra deles,mortes por lapidação, oferecer a própria filha para estupradores para livrar a cara de dois marmanjos, por aí.

    É esse o método perfeitamente correto e honesto de fazer com que aquela pessoa em dúvida reflita sobre Deus/Jesus e quejandos.

  19. Hehehehe, pois é sessrodrigues, também fiquei pensando como seria esse outro lado na mitologização de Jesus. Será que tem algum autor que sustenta a veracidade da ressurreição? Os milagres como fatos históricos comprovados? A messianização de Jesus como algo óbvio e garantido?

    Mas a melhor foi a sua: a contextualização histórica só pode ser usada se ela comprovar a Bíblia! Hehehehe, essa galera quer mesmo saber “os dois lados”, né?!

    Grande abraço!

  20. Wagner Menke:

    Engraçado, no vídeo você fez cara de cientista e falou várias vezes sobre a “testemunha independente” e agora no blog vem querer justificar que não precisa ler os dois lados. Se você fosse realmente de nível acadêmico, você já estaria com a sua carreira encerrada só por essa postura. Mas na ‘blogsfera’, cabe tudo, pode continuar com seus videos ‘reveladores’, não vai dar em nada, sempre vai ter a patota do ‘engole tudo’, ainda mais se for para falar mal do Cristianismo.

    Segundo, sites como strangenotions.com, reasonablefaith.org ou catholic.com “consultam os dois lados”, como você quer que eu faça no meu canal?

    O Strangenotions.com há artigos de ateus também, mas a maioria é de teístas. O que eu quis dizer é que se você é realmente honesto e busca a verdade, você tem que ler os dois lados, isso até criança entende, por favor não me faça perder tempo te convencendo disso. Depois que você leu os dois lados, ai sim você pode escrever e tomar a posição que quiser.

    E agora vem um mimimizento que nem você e fica puto porque não gostou de ter as crenças abaladas pelo que viu no meu vídeo.

    Não é isso, eu não fiquei puto não, o ponto principal é que você não entrega nem 1% do que promete, sua ‘análise’ não é acadêmia, é ‘resumex’ de um par de livros que leu.

  21. SOS Burrides:

    Salvo engano, essa coisa de “mostrar o outro lado” deve servir à necessidade de convencer (ou tentar) alguém que está indeciso.
    Estar indeciso não é o caso nem de ateus nem de crentes convictos, sobra aquela pessoa que poderá ter dúvidas sobre o objeto da discussão, no caso, Deus/Jesus.

    Querendo dar nó em pingo d’agua para justificar que não é preciso mostrar o outro lado. Você pensa que vai chegar a verdade só lendo textos tendentes a um lado da história. É lastimável, são coisas básicas que em qualquer meio com um mínimo de educação e cultura já seria ponto pacífico, mas com você vira ponto de discussão.

    Wagner Menke, não é suficiente que você se baseie no conhecimento de pessoas comprometidas com a seriedade da pesquisa histórica, certo?

    Ah ah, ‘pessoas comprometidas com a seriedade da pesquisa histórica’ só tem o lado que você concorda? Você deve ter estudado na faculdade do Lula.

    Se você acha que não existe pesquisadores sérios Cristãos, só prova que você não lê a respeito.

  22. Esse André só pode ser estar de piada mesmo. O site strangenotions.com se diz abertamente católico e simplesmente não tem nada ateísta por lá. Na seção de livros recomendados não há um mísero livro do Bart Ehrman, do Larry Hurtado ou do Burton Mack. Não tem nem mesmo livros do católico William F. Albright, tamanho é o medo do dono do site de seus fiéis lerem a obra “Yahweh and the Gods of Canaan”, o qual eu me baseei pra fazer meu segundo vídeo. Nem os livros do Richard Friedman, com sua hipótese documental.

    Ou seja, uma merda de site completamente “chapa branca” pro catolicismo, e seu dono é um verdadeiro cagão de merda, porque não tem coragem de indicar nem livros de religiosos católicos que desconstroem a inspiração divina da Bíblia.

    Tão vendo agora porque eu resolvi fazer vídeos?

    E aí o zé ruela do André vem me dizer pra eu mostrar o “outro lado” nos meus vídeos…

    Vou mostrar André, assim que as porcarias de sites que você indicou passarem a mostrar o meu lado, ok? Até lá, senta, chora e fica brabinho aí, porque vou continuar provando que o cristianismo é uma crença sem fundamento como qualquer outra. E tudo isso diante da sua inépcia de refutar meus argumentos.

    E pela última vez:

    1) Não tenho a mínima pretensão de ter qualquer reconhecimento acadêmico pelos vídeos que eu faço.
    2) Testemunho independente é um dos critérios pra se estudar a historicidade de Jesus.

  23. Quando sentimos Deus, mescla ou não de literaturas religiosas não cristãs e cristãs, todas estas discussões são inúteis. Não é necessário entrar em fervor religioso, êxtase, ser convencido através de argumentos racionais mas entrar em comunhão com o Dito, imaterial, invisível mas existente na nossa mente. É melhor acrescentar que o blog pode continuar à vontade, os debates também, eu continuo a ler os artigos do nosso Barros mas, para além da troca salutar de ideias, há algo muito particular que nos faz aderir à ideia de Deus que os comentários não contemplam. Pode ser genético, uma propensão para acreditar, seja lá o que for. A vida tem altos e baixos, não é por lá termos passado momentos maus que Deus deixa de existir ou que é inoperacional. Podem-me perguntar «que Deus?». Se eu soubesse também não andaria por aqui.

  24. Maria

    Você demonstra, por duas vezes, o típico ranço autoritário do crente.
    Primeiro quando diz que as discussões sobre a natureza da ideia Deus são inúteis, já que você e quem pensa como você “sentem” Deus, quem quer que vocês imaginam que seja.
    O que vocês sintam ou pensem sobre o assunto é o que determina a inutilidade da discussão? Por quê? Porque ele “existe” na sua mente? Porque vocês “entram em comunhão com o Dito, imaterial, invisível”?
    Desde quando o que existe na sua mente é parâmetro para determinar o que outros possam pensar ou não?

    E depois, quando comete o ato falho, dizendo que o blog e o debate “pode continuar”. Essa sua “permissão” implica necessariamente o raciocínio contrário, de que o blog e os debates poderiam ser impedidos.

    Por falar em contrários, esse seu “argumento” de “a vida tem altos e baixos” e “não é por termos passado momentos maus que Deus deixa de existir ou que é inoperacional’, é uma clara inversão movida a desonestidade. Como o que mais falta a vocês crentes é fato, evidência, base, passa-se à desqualificação de quem costuma se municiar dessas coisas para tratar da ideia Deus. De modos que o ateu não está tirando conclusões baseado em fatos, está fazendo mimimi, por não ter sido “beneficiado” por um deus qualquer.

  25. Wagner Menke

    Se você se tornar crente daqui a cinco minutos e se, em nome da sua crença,você desandar a escrever todo tipo de imbecilidade sobre as vontades divinas, usando como fonte Paulo de Tarso,Gamaliel, os dois Clemente, o de Roma e o de Alexandria ,Tomás de Aquino, Agostinho, até os mais recentes, como as sumidades W.L.Craigh e Caio Fábio, entre outros, pode ter certeza que essa exigência de credenciais acadêmicas seria considerada suficientemente suprida.

  26. Wagner Menke,

    Sobre o Strangenotions.com eu disse que houve artigos escritos por ateus, eu me lembro de ter lido uma espécie de debate por escrito entre os dois lados. Outra vez foi um artigo de uma atéia que, como médica, participou do processo de canonização de um santo canadense. O site não faz segrego nenhum que seu dono é teísta, sua inclinação é teísta, mas é INEGÁVEL que os artigos lá são de natureza racional, filosófica, e científica. Coisa que você deveria se interessar, pelo menos de ler e tirar suas conclusões. Mas não precisa ficar tão bravo assim, se não gostou, não leia, continue só lendo o que você gosta de ouvir.

    Eu só acho uma pretensão sem tamanho o neguinho fazer ‘resumex’ se livros no Youtube e achar que está mudando o curso da história da humanidade. Há pesquisa científica (o que você reconhece não fazer) em inúmeras instituições de ensino superior católicas, protestantes e outras não religiosas. Será que estão todas erradas?

  27. Maria,

    Agora me diga, quando você educadamente fala que o blog “pode continuar a debater”… eu entendi o que você quis dizer, foi no sentido de “ainda que o façam, o importante para você é outro aspecto”. Mas tem gente que não consegue entender as nuances de certas frases, esse povo formado na faculdade do Lula é o que prevalece no nosso querido Brasil. E já vão me chamar de racista, ou seja, ou virá burro que nem eles, ou é um ‘racista elitista’

    E depois, quando comete o ato falho, dizendo que o blog e o debate “pode continuar”. Essa sua “permissão” implica necessariamente o raciocínio contrário, de que o blog e os debates poderiam ser impedidos.

    SOS Burrides, o ato falho foi seu.

  28. Se você se tornar crente daqui a cinco minutos e se, em nome da sua crença,você desandar a escrever todo tipo de imbecilidade sobre as vontades divinas, usando como fonte Paulo de Tarso,Gamaliel, os dois Clemente, o de Roma e o de Alexandria ,Tomás de Aquino, Agostinho, até os mais recentes, como as sumidades W.L.Craigh e Caio Fábio, entre outros, pode ter certeza que essa exigência de credenciais acadêmicas seria considerada suficientemente suprida.

    Não é assim não, um reles padre tem que estudar 8 anos até rezar a primeira missa. Qualquer um que queira inverter a história da humanidade, tem que no mínimo ter bases sólidas para fazê-lo.

  29. SSrodrigues, você quer luta mas eu não sou do género de andar aqui a apoquentar-me. A não ser com o Barros, já que o blog é dele e ele precisa de que o contrariem para não morrer de tédio.
    Mas podemos conversar, ss. Minha querida, está a chamar-me de crente, eu, uma perdida, cujo coração quer crer naquilo que a razão lhe nega. Se eu não sei que Deus é este, que nome lhe dar, se calhar é«vontade de acreditar». Mas há alturas em que vem assim uma paz, uma tranquilidade e a pessoa sente que foi ouvida, que lhe prestaram atenção. Não quero com isso dizer que me fizeram as «vontades todas». Não é isso…Mas a solução, de repente aparece. Mera coincidência, dirá a SS. Também lhe posso dizer que isto não se repete muitas vezes. Também opto por não pedir nada mas deixar-me levar pelo conforto do seu Amor. Não sou lunática, nunca tive visões, alucinações, não sou a Ellen White, Joseph Smith e outros nomes sonantes. Não frequento igrejas embora possa entrado uma ou outra vez dentro de uma. E agora prefiro assim do que aceitar doutrinas de grupos dogmáticos.
    Eu penso, nesta fase da minha vida, que Deus não dá o sofrimento. Simplesmente, ele acontece. O meu Deus Não-sei-quem-é ajuda-me a suportar as vicissitudes da vida.
    Eu gosto do blog do Barros. E rio-me bastante com alguns comentários, principalmente com os do Criaturo. Eu «sinto» que você se distrai também aqui no blog, não é só uma ateia empedernida. Eu sou uma ateia muito permissiva. Pela sua forma de escrever, você não se deixa «levar». Eu vou ao sabor da corrente, vamos ver até onde ela me leva…Amiga, posso-lhe chamar assim, você é o meu contrário mas isso não tem importância. Não dou luta mesmo.

  30. André, minha irritação consiste no fato de você desconhecer que eu já li os argumentos desses sites todos que você indicou. Já cansei de ver vídeos do Craig, tem dois blogs católicos que eu visito todo santo dia, embora um deles sempre bloqueie meus comentários (O Catequista). Já li a Summa Teologica de Aquino. Já li diversos documentos dos pais da igreja primitiva. E já até percebi que esse “outro lado” que você insiste em me indicar leitura você próprio desconhece. Porque se conhecesse á teria minimamente começado a citá-los.

    E te digo: nenhum deles chega aos pés das evidências históricas e da crítica textual bíblica que eu trago pros meus vídeos.

    E outra coisa que irrita é essa sua atribuição de pretensões à minha pessoa, como dizer que tenho pretensões acadêmicas e que quero mudar o curso da humanidade. Me força a gastar teclado pra ficar negando isso. Entende o quanto isso é chato?

    Enfim, se há “há pesquisa científica (o que você reconhece não fazer) em inúmeras instituições de ensino superior católicas, protestantes e outras não religiosas” será que você não tem competência pra citar nenhuma? Até porque já fui atrás dessas pesquisas e não encontrei nenhuma que evidencie que Jesus é um deus de verdade. Mas encontrei várias que mostram que ele foi mistificado, e as trouxe pro meu vídeo. Ou seja: ou você traz a pesquisa que descontrói meus pontos de vista ou é melhor ficar calado e não se passar por um completo pentelho aqui no blog.

    Ficar alegando de forma vazia que eu preciso ver o outro lado te faz ficar parecendo que sua razão está brigando com a sua fé, e que eu, o responsável pela briga, agora sou também obrigado a te dar um conforto pelas perdas e danos, buscando o outro lado pra você, já que você não consegue achá-lo por si próprio.

    Como eu já disse, meu vídeo é pra pessoas que gostam de evidências e pesquisa histórica. Se não é isso que motiva suas crenças, fique longe disso. Não quero te desconverter, pela milésima vez.

  31. Olá, André, eu acho que a SS compreendeu muito bem mas tentou que eu descesse com os pés à terra. Eu não queria minimizar o blog, mas quando acontece algo a um crente, daqueles que têm experiências únicas no campo da espiritualidade, esta troca de ideias, apesar de ser engraçada e até frutífera, não tem poder para apagar as sensações sentidas. Foi o que aconteceu ao ex-ateu André Frossard, já falecido. Obrigado, André, pela sua gentileza.

  32. Há 2.000 anos que todos conhecem o grande arranjo do criacionismo com toda uma história forjada e relatada no Novo Testamento para divulgar o cristianismo, a princípio pela Igreja Católica e que hoje, segundo a World Christian Encyclopedia existem 33. 830 denominações cristãs espalhadas no mundo.
    Há 2.000 anos que conhecemos essas estórias, já estamos saturados com suas fábulas absurdas que são enfiadas na mente dos outros como um ato de estupro. Mais do que isso como disse Richard Dawkins do livro “Deus, um Delírio” quando ele faz um apelo apaixonado contra a doutrinação de crianças em qualquer religião. Para ele, o simples fato de dizermos “criança católica” ou “criança judia” é uma forma de abuso infantil, comparável até ao abuso sexual, tão absurdo como falar de “criança neoliberal”.

    Não queremos viver na irracionalidade entre mitos e simbolismos sem fundamento objetivo e cientifico.
    Até hoje acreditam no maior conto fictício do mundo vindo de outros deuses mitológicos com uma mesma estória aplicada em Jesus, como Horos, Tamus, Mithra, Dionísio, Buda, Átis, Chrishna. Os escritores da Bíblia pecaram pelo excesso de informação por diferentes autores muitas vezes gerando contradições entre eles e ninguém é obrigado a engolir goela abaixo esse prato indigesto da alquimia manuseada pela Igreja Católica.
    O outro lado” é o da contra prova que já esta sendo provado por homens inteligentes, comprometidos com a verdade, historiadores sérios. Os “pesquisadores sérios cristãos” não são dignos de credito como a bíblia não é, muitas de suas passagens foram escritas com duplo sentido dando vazão a interpretações oportunistas e os caminhos dos pesquisadores cristãos são movidos pela fé irracional das suas crenças, portanto não podem estar comprometidos com a verdade. Qualquer pessoa mais bem informada já leu algo sobre a falsificação do Novo Testamento.
    A reação de um crentóite perdido em si mesmo é a de perplexidade ou a de um órfão de mãos vazias porque algumas pessoas usam a religião como arma de guerra e como sabemos a fé alimenta o fanatismo e a violência religiosa vem do fanatismo.

    Um exemplo? Aqui nesta postagem tem um homem pra lá de violento, subestimador e desonesto com as pessoas que lhe dá a chance de diálogo e quando ele começa a escrever cai por terra todo seu argumento de que os conceitos morais e éticas vem da aplicação da religião. E o Barros comentou: “ele acredita num deus que está além da Bíblia, que independe da Bíblia e tal, ao mesmo tempo em que crê na Bíblia e em Jesus Cristo” E mesmo assim ele se acha o dono da verdade.

    Para os que estão muito por fora e quiser começar a ter pelo menos uma noçãozinha é só pesquisar no Google com a seguinte frase: O Novo Testamento foi forjado ou metade do Novo Testamento foi falsificada.
    Seria bom também ler algo da americana DM Murdock/ Acharya S com várias credenciais acadêmicas, especializada em Arqueologia, História, Astrotheology, Mitologia e Religião autora do livro A Conspiração de Cristo onde ela afirma que o cristianismo se baseia em mitos anteriores e os personagens retratados são baseados em mitos romanos, gregos, egípcios e outros já está comprovado. Referências dela neste site:

    ____ http://freethoughtnation.com/bible-scholar-new-testament-books-and-letters-bogus/____ com tradução automática pelo Google Chrome.

    Aguardando o novo trabalho de pesquisas do Wagner Menke baseado em literaturas imparciais com mais acréscimo aos nossos conhecimentos.

  33. Ana, estou plenamente de acordo com tudo que você disse. Mas tenho uma pequena ressalva, da qual já fui vítima: D.M. Murdock. Essa autora e os demais da linha dela, que se consideram misticistas estão fora da realidade. Eles são na verdade só mais uma vertente da diversas “mistificações” de Jesus. Os cristãos acham que Jesus era um deus.

    Os misticistas creem que Jesus foi uma invenção romana pra controlar os povos da palestina no mundo antigo. Só que minha opinião, ambos estão equivocados. Jesus foi um homem que existiu, pregou ensinamentos e profecias e depois morreu.

    O grande problema dos misticistas está citado nos meus vídeos: eles não produzem trabalhos acadêmicos e não participam dos seminários das grandes Universidades. Eles geralmente não tem estudo do cristianismo e do mundo antigo para fazer as alegações que fazem em seus livros. Se me permitir uma analogia, eles são como Silas Malafaia falando de genética. Rsrs

    Agora, do link que você postou, tenho que referenciar um dos livros: O Forged, do Bart Ehrman. Esse é muito bom e é uma das minhas bibliografias pro meu próximo vídeo, das falsificações. Mas melhor que o Forged, que às vezes acaba sendo um pouco superficial, é o Forgery and Counterforgery do mesmo autor. Esse é FODAAAAAAAAAAA e é a minha principal bibliografia. Recomendo a leitura.

    Inclusive o próprio Bart Ehrman nos relata quem são os misticistas e porque eles são tão crentes quanto os cristãos em seu livro Did Jesus Exist? . Esse também é muito bom e vale a pena ler.

    Assim, é dado aos sábios a faculdade de mudar de opinião, preferi ficar as posições de Ehrman.

    Ah, e não se preocupe com o “outro lado”. Bart Ehrman constuma a trazê-lo em seus livros e argumentar os porquês das discordâncias. O cara é muito bom.

    Grande abraço!

    Em 16 de julho de 2014 15:45, Wagner Menke escreveu:
    O grande problema dos misticistas está citado nos meus vídeos: eles não produzem trabalhos acadêmicos e não participam dos seminários das grandes Universidades. Eles geralmente não tem estudo do cristianismo e do mundo antigo para fazer as alegações que fazem em seus livros. Se me permitir uma analogia, eles são como Silas Malafaia falando de genética. Rsrs

    Agora, do link que você postou, tenho que referenciar um dos livros: O Forged, do Bart Ehrman. Esse é muito bom e é uma das minhas bibliografias pro meu próximo vídeo, das falsificações. Mas melhor que o Forged, que às vezes acaba sendo um pouco superficial, é o Forgery and Counterforgery do mesmo autor. Esse é FODAAAAAAAAAAA e é a minha principal bibliografia. Recomendo a leitura.

    Inclusive o próprio Bart Ehrman nos relata quem são os misticistas e porque eles são tão crentes quanto os cristãos em seu livro Did Jesus Exist? . Esse também é muito bom e vale a pena ler.

    Assim, como é dado aos sábios a faculdade de mudar de opinião, preferi ficar as posições de Ehrman.

    Ah, e não se preocupe com o “outro lado”. Bart Ehrman constuma a trazê-lo em seus livros e argumentar os porquês das discordâncias. O cara é muito bom.

    Grande abraço!

  34. O mundo que gira à minha volta é tudo menos religioso. No trabalho, nos centros comerciais, nas ruas, nas clínicas de saúde, nos mercados, nas feiras, nos cafés, não vejo nada que me impeça de viver com racionalidade. Ter a bíblia em casa e dar-lhe uma olhadela como simples objeto de estudo e de reflexão não é viver entre mitos, numa tremenda confusão em que já não se distingue a realidade das fábulas. A Ana Júdice parece que escreveu a correr numa ânsia de que vai salvar o mundo alertando as pessoas para isto e para aquilo que põem em causa o cristianismo. O cristianismo não é bom nem é mau. O cristianismo é tão abstrato que nem sequer existe. Fala-se tanto em cristianismo mas o que encontramos deveras? Pessoas que pertencem a denominações chamadas cristãs porque se fundamentam nos ensinamentos de Jesus que foi considerado em tempos que já lá vão a solução para os problemas da época. Mas as denominações criaram tantas teses que as distinguem umas das outras que quase ninguém vive o cristianismo que está escrito na bíblia. Para mim, aquela ideologia que era como uma tábua de salvação para um mundo injustiçado e sofredor, já morreu. Uma ou outra colega que eu tenha que pertença a uma igreja não fala no assunto e, no dia a dia, consegue ser igualzinha a outra pessoa, criticando, mostrando indiferença, utilizando até palavras cruéis. Se a pessoa não é transformada através da adesão a um grupo cristão, o cristianismo não existe. Não esteja preocupada, Ana Júdice, em elucidar as pessoas para não cairem no logro do cristianismo, elas não caem mesmo.
    Quando se abre o jornal, são tantos os crimes que a nossa sociedade só subsiste porque ainda assim são mais os vivos do que os mortos.

  35. Wagner
    André, você não é burro. Você é inepto e mimimizento (e chato).

    seu vídeo esta bem massante, um monte de bla…bla…bla ..bla …tão interessante quanto teologia históricas;
    falar até papagaio fala, voce não tem dó do saco dos outros ?
    mas, nada é tão ruim que não possa ter alguma utilidade, irei escuta-lo na hora de dormir.
    um santo remédio para insonia…zzzzz….zzzzzzz….zzzz….zzzz………zzzzzzzz……zzzzzz…..

  36. Wagner Menke

    Obrigada, vou aprender muito com você que entende profundamente do que fala. Quanto a estas pesquisas mais extensas estou apenas começando. Sou ateia sem nenhuma influência e tudo foi acontecendo naturalmente dentro de mim há um bom tempo seguindo minhas próprias convicções e lógicas por ter um mundo mais amplo e livre.
    Posso até crer que Jesus tenha existido, mas como um homem normal que foi líder da tribo do qual fazia parte, quem sabe um conselheiro e curandeiro espiritual. Sua mistificação veio no decorrer do tempo. Jesus não é Deus. Jesus pode até ter existido mas como Deus não existe, então, ele não pode ser Deus.

    Li certa vez na Revista Super Interessante um artigo de um estudo sobre a fé concluindo que fé faz as pessoas mais felizes, mas, que “fé e religião são coisas diferentes“, as pessoas possuem naturalmente uma espiritualidade que pode ser cultivada exercitando o que ele chama de santificação ateísta. Significa dar a algo importante da vida um status sagrado, mesmo sem acreditar em Deus mesmo porque exercitar a fé é uma postura antibanalização da vida, qualquer aspecto pode assumir um caráter divino.
    Um geneticista americano Dean Hamer causou rebuliço no meio científico em 2004 ao anunciar a descoberta dos genes da fé e afirmando que somos programados geneticamente para ter experiências místicas movidas pela fé. Se for mesmo verdade está explicado porque as pessoas se tornam tão violentas quando são atacados em seu objeto de fé.

    Acho que não nasci com esse gene e certamente deve ser por esse gene que o homem está sempre criando seus deuses desde as eras primitivas.

    Mas, os cientistas garantem que basta ter uma forte crença em algo – e nem precisa ser uma divindade ou força superior.
    Pode ser qualquer coisa realmente importante para a pessoa. “Se para os crentes é Deus, para os ateus pode ser família ou amigos”, diz Michael Shermer, diretor da Sociedade Cética e autor do livro The Believing Brain (“o cérebro crente”). Acredito.

    Abç

  37. Maria

    Não quero lutar, nem com você nem com ninguém por causa da crença num ou noutro deus, mas não gosto de ambiguidades; elas mais servem à confusão e ao desentendimento que a qualquer outra coisa. Se a pessoa não quer ser mal compreendida, deve tomar o cuidado de expressar exatamente aquilo que quer dizer, para isso existe ampla variedade de palavras. Só que para poder usá-las com propriedade, deve antes tentar conhecer ao máximo a si mesma, para não correr o risco de ser mal interpretada. Não é de minha conta a sua peculiar crença. Não estou numa cruzada que visa combater e eliminar a crença; ao contrário de muitos ateus, penso que a crença sempre existiu, sempre existirá e não cabe a mim e a ninguém decretar o fim dela.
    O que não aceito é a tentativa de muitos crentes de tentar censurar os ateus. Se não foi essa sua intenção, tome mais cuidado com o que escreve, doravante e se lhe convir, aceite minhas desculpas.
    E penso que pessoas como o Wagner Menke tem um papel importante quando fornecem material para a reflexão de quem está no processo de questionar a crença. O que a pessoa vai fazer a partir daí é com ela.

    Quanto à razão de frequentar este blog deve-se a que gosto do estilo do Barros. Além de ser bom escritor, tem uma sem-cerimônia para tratar tudo que diz respeito à crença que considero muito interessante. Talvez por funcionar como um eco à forma como sempre me senti em relação ao assunto. Como comentei num outro post, quando penso mais profundamente sobre a crença, sinto uma espécie de constrangimento por ver pessoas adultas levando a sério coisas como Deus, Jesus e tudo o mais relacionado. Desculpe-me a franqueza, mas preciso sempre fazer um esforço para tentar entender isso. Para mim a crença em Deus ou Jesus ou Alá é o mesmo que a crença em botos cor de rosa, deus elefante, deus com cabeça de chacal.

  38. Pois é André. Os seminaristas têm uma boa formação, tanto que vários padres contribuíram muito com a ciência.
    Mas a maioria deles, apesar da formação, está destinada a ser a versão moderna do feiticeiro que revirava tripas de animais ou coisa parecida para interpretar os sinais dos deuses.

  39. Valeu, Ana e sessrodrigues.

    Minhas únicas pretensões com meu canal são, além de ter uma boa resposta pra quando me perguntarem o porquê de eu ser ateu, é mostrar que o cristianismo é uma crença e nada mais que isso.

    Tal como a Maria tem enfatizado: isso é algo pessoal e intransferível dela. Se isso faz bem pra ela, ótimo. Concluo que a crença dela é algo a ser respeitado e até incentivado.

    O grande problema de hoje é que a crença está querendo entrar na nossa vida de maneira forçada. E esse é mais um dos objetivos do meu canal. Desmistificar pra desmoralizar os fundamentalistas.

    Por fim, Criaturo, não faça essa bobagem! Não use meus vídeos para dormir, pois minha voz é insuportável. Compra aqueles CDs da Bíblia narrada pelo Cid Moreira que é bem mais apropriado…

    Abraços a todos!

  40. Maria

    Você já ouviu falar em Neopentecostais? É uma praga barulhenta que está espalhando cada dia mais por todo o Brasil. A cada esquina abre-se um novo templo, virou uma epidemia que tira a ordem por onde eles passam. Fazem passeatas, batem na sua porta para falar da “palavra de deus”, enche sua caixa postal de folhetos, jornalecos de mensagens, abordam a gente nas ruas com intenções de lhe converter e por ai vai.

    De acordo com a Wikipédia:

    O neopentecostalismo produz uma religiosidade entusiasmada por experiências religiosas místicas; uma religiosidade onde o emocional supera a iluminação racional; fanatismo; ascetismo não bíblico; isolamento de outros cristãos e antintelectualismo exaltam as pessoas medíocres e piedosas, que reduziam a fé a uma pura efusão de misticismo que abrange desde curas milagrosas, exorcismos, falar em línguas profecias e revelações particulares até a determinação positiva, o neopentecostalismo é um tipo de reação negativa à ortodoxia. O neopentecostal torna-se um orgulhoso espiritual por causa das experiências místicas e torna-se escravo do subjetivismo.

    Aqui vive-se entre eles, e é um caos para quem quer um pouco de sossego. Não estou preocupada com a religiosidade das pessoas, é que eles enchem o saco, não conhecem limites quanto a ordem e o respeito pelas pessoas não crentes, por seus vizinhos ou pela rua em que instalam estes templos estrondosos com alto falantes que abrangem até 500 metros de distancia ou até mais porque acham que estão por cima, são ungidos por um Deus maior e poderoso, que estão ali por direito de adorar seu Deus o Pai Celestial.

    Vou te falar uma grande verdade, a minha verdade sobre o cristianismo: Ele é invasivo, desrespeitoso, agressivo, violento e muito sem educação.

    Eu gosto do cristão, gosto sim daquele que curte sua fé e seu Deus respeitando o espaço dos outros. Falo espaço abrangendo também o espaço sonoro a que todos têm direito.
    Não me preocupa a religiosidade das pessoas, daquelas que respeitam a individualidade do outro sem ter que aborda-lo com intenções de querer passar para os outros sua experiência pessoal com Deus porque acha que é uma boa causa tentar lhe converter.

    É isso.

  41. Ana, agora você tocou num ponto sensível, que é a invasão absurda do espaço alheio pelos crentes. No outro bairro em que morei havia uma igreja protestante do outro lado da rua, bem em frente minha casa. Domingos pela manhã e a noite, terças e quintas a noite, a gente não podia assistir televisão na própria sala, tamanho era o barulho. Neste, há uma igreja católica que badala os sinos às seis da manhã nos domingos. Além disso, há a aporrinhação das testemunhas de Jeová e da Igreja Universal no portão. Alguns poucos me deixam em paz ao ouvirem que sou ateia, mas a maioria fica aporrinhando, achando que tem o argumento que irá me converter. Até pouco tempo atrás ainda tinha paciência, mas acabou. O que acho mais absurdo é que eles se dão o direito de me aporrinhar mas não aceitam ouvir o que penso da crença deles e acham mesmo que tenho obrigação de aceitar o “direito” deles de me incomodar. O cristianismo é sim muitas vezes invasivo, desrespeitoso e sem educação nenhuma..

  42. Wagne Menke,

    COmo eu já disse, eu não sou candidato a ‘especialista’ como você, tenho emprego periodo integral, família para cuidar e amar, quem me dera poder ficar ensaindo em frente a minha webcam para postar videos no Youtube.

    Portanto, eu não estou aqui para medir conhecimento com você, por que de fato, eu não tenho interesse em perder horas e horas de meu precioso tempo para saber se a tribo era essa ou aquele se o nome era esse ou aquele. Esse tipo de coisa, eu delego aos especialistas, pessoas que conheço e confio na inteligência e integridade. E eu sei de grandes pensadores inteligentes, integros e estudiosos que não concordam com você, só isso. Eu acredito mais neles do que em você.

    O que me irrita é vocês quererem pintar de ‘ciência’ como se fosse algo exato e irrefutável o que é simples conjectura. Se Jesus ressucitou de verdade não há como provar, nem eu posso te provar mas nem você pode provar o contrário. E não venha com aquela baboseira que vocês não tem que provar nada.

  43. Atenção:

    Um exemplo? Aqui nesta postagem tem um homem pra lá de violento, subestimador e desonesto com as pessoas que lhe dá a chance de diálogo e quando ele começa a escrever cai por terra todo seu argumento de que os conceitos morais e éticas vem da aplicação da religião

    Se alguém tiver alguma dúvida sobre quem a Ana Judas se refere como “homem” (obrigado pelo elogio), sou eu, ok? Ela fez promessa de não mais pronunciar meu nome para ver se eu vou embora.

    Tá vendo por que eu continuo voltando ao blog? Esse tipo de comportamento infantil de algumas ‘mulheres’ me atraem, eu vejo como o ser humano é bobinho.

    A Ana deve ser açougueira, nunca vi encher tanta linguiça e não falar um argumento sequer para eu poder treinar o meu cérebro.

  44. Andre

    No seu cérebro oco não entra mais nada e seus neurônios já queimaram todos por curto circuito motivado pelo seu grande empenho em entender uma conversa de nível mais elevado, isto é, além do que sua mente esta condicionada a entender pela subordinação a que você se submeteu e agora tem dificuldades para entender ou encontrar o fio da meada.

    Acho até que você não pensa mais e anda confundindo até o nome das pessoas com as quais você troca farpas por aqui.
    Te confessar uma coisa: nunca li nada seu que tivesse algum proveito para meu crescimento. Só sei que você gosta muito de instigar as pessoas a “filosofar”.

    Desculpe a franqueza, não foi com a intenção de ofender, só quis ser honesta porque esse é um predicado do qual eu preso muito. Se não for honesta como as pessoas como elas vão poder me entender?

    Então… quando gente conversa e você está vendo linguiças não posso por enquanto entender o porque dessa associação.
    Um abração.

  45. Olá, Ana Júdice. Nós as duas vivemos em sítios diferentes e não observamos a mesma realidade. É por isso que este cristianismo inexistente não me incomoda. Apenas algumas Testemunhas de Jeová cruzam o meu caminho e não é por aí que fico influenciada ou cheia de mal estar. Eu sei que as Testemunhas de Jeová pregam a palavra do Novo Testamento mas não a vivem, isso não é cristianismo. Obedecem à doutrinação dos seus líderes para não perderem os privilégios (cargos) dentro da igreja e as amizades feitas lá dentro. Tenho alguns parentes nessa igreja mas não parte do lado deles nenhuma tentativa para me contactarem no sentido de sermos uma família. Isso não é cristianismo.

  46. Olá, Criaturo, você tem sentido de humor. É lá possível alguém ficar zangado com as suas críticas…

  47. «O que não aceito é a tentativa de muitos crentes de tentar censurar os ateus. Se não foi essa sua intenção, tome mais cuidado com o que escreve, doravante e se lhe convir, aceite minhas desculpas.»
    SS, não entendi porque pensou que eu tinha tido a intenção de censurar os ateus. Não tive cuidado com o que escrevi, segundo as suas palavras. A SS também tem que reler cuidadosamente o que escreve antes de postar para não deixar mal-entendidos. Como é que uma ateia ia condenar outros ateus? Às vezes, eu não gosto dos palavrões que o Barros utiliza e já notei que nem você comentou num artigo designado por «O ânus de Deus»; só havia comentários masculinos. Eu só exponho o meu ponto de vista, sem julgamentos; bom, eu acho que é assim. Porventura, os que me leem é que podem interpretar de outra maneira. Olhe, eu desculpo-a porque eu quero viver bem com os outros. E, se eu em algum momento a ofendi, também lhe peço perdão porque não estou isenta de falhas e defeitos.

  48. Wagner
    Por fim, Criaturo, não faça essa bobagem! Não use meus vídeos para dormir, pois minha voz é insuportável. Compra aqueles CDs da Bíblia narrada pelo Cid Moreira que é bem mais apropriado…
    diz isso porque não conhece a minha, então, não se desmereça a sua voz é muito convidativa a auto reflexão.
    e tanto faz ouvir Cds evangélicos ou seu vídeo, os dois falam da mesma coisa.

  49. Maria

    Sabendo que em Portugal 88% da população é católica e que inclusive vocês tem uma Santa particular a Nossa Senhora de Fátima, tenho alguma dificuldade para entender sua expressão “cristianismo inexistente”.

    O que vem a ser essa nova atribuição ao cristianismo?

  50. Ana Júdice,

    Que me lembre, nunca lhe chamei de desonesta, você sim já me chamou de desonesto várias vezes. Mas enfim, você realmente não entende o que é um argumento e o que é uma frase solta, daquelas que o ‘papel sempre aceita’. Falar frases qualquer um fala, dizer que o Cristianismo é isso ou aquilo, não passa de palavras ao ar a menos que você acrescente provas ou argumentos filosóficos para darem apoio a sua tese.

    Até hoje nunca vi essa estrutura argumentativa nos seus comentários.

  51. Olá, Criaturo, você tem sentido de humor. É lá possível alguém ficar zangado com as suas críticas…

    olá Maria tudo bem?

    ……….sim é possível, porem eu mesmo não levo.

    sds

  52. A Ana Júdice acha que 88% da população que é católica é praticante do cristianismo? Vão à missa e chega. Até já ouvi uma catequista falar mal de outras catequistas chamando-as de hipócritas (sem elas ouvirem). É só aparência, pelo estatuto que adquirem ao se tornarem catequistas. Bem falantes, com muitos conselhos a dar às crianças. E viver o cristianismo, nem pensar! E essa catequista praticamente só seguia os livros escritos para dar a catequese, a bíblia ficava em segundo plano. Que reflexão fazia ela sobre a palavra de Jesus?
    O que significa montes de gente junto ao santuário de Fátima? Religiosidade? Isso só atinge alguns ( os missionários anónimos). A crença não vivenciada, não dirigida ao próximo não é nada e você sabe muito bem que é assim.
    Sim, até podem agitar o lencinho na despedida à Nossa Senhora de Fátima, é um bonito espetáculo. E acredito que em cada um haja uma ânsia para que se dê um milagre nas suas vidas. Mas isso é cristianismo? Nem eu me considero cristã porque não sigo nas Suas pegadas.

  53. Criaturo, eu estou com falta de perspicácia, não percebi «porém eu mesmo não levo».

  54. Nem eu me considero cristã porque não sigo nas Suas pegadas. De Jesus, evidentemente. Não de Nossa Senhora de Fátima. Tenho muito respeito à mãe de Jesus, deve ter sido uma mulher de muito valor para poder dar bons exemplos ao filho mas não partilho da adoração das muitas nossas senhoras que andam por aí.

  55. Maria,

    Seus comentarios são respeitosos e eu não posso discordar. Há muita hipocrisia no mundo e as igrejas não estão imunes. O que não podemos confundir são as pessoas com os ensinamentos. Não é por que a professora da catequese é ruim que a catequese em si seja ruim como a professora.

    Você se diz atéia, mas parece ter uma busca autêntica pela verdade, acho isso bom. Você busca a verdade sem denegrir os outros.

  56. Maria
    Criaturo, eu estou com falta de perspicácia, não percebi «porém eu mesmo não levo».

    desculpe-me, quis dizer que é possível alguém ficar zangado se levar minhas criticas muito a sério , quando eu mesmo não levo.
    para mim é bom conhecer e tentar entender a razão dos outros,mas dar umas cutucadinhas é imperdível.

  57. Tem razão, André. Os ensinamentos da catequista podem ser adequados. É conhecido o ditado «Faz o que eu digo, não faças o que eu faço». Mas assim fazemos nós, os do mundo, os que ainda não enxergaram. Isto é apenas um exemplo, de resto a senhora é boa mãe e esposa. Mas veja como o ambiente pretensamente religioso também não é «muito cristão». E, para mim, combater algo que não existe mais, como se fosse o criminoso do século, quando não é assim, quando já foi pior e muito pior há séculos atrás, é perda de tempo. O combate devia-se fazer noutro campo. Combater o grito com a palavra mansa, combater a indiferença com um braço de ajuda e ressuscitar o que dignifica o homem nas palavras atribuídas a Jesus e a outros grandes nomes da humanidade, os que lutaram pela libertação dos negros da escravidão, os que lutam ainda pela libertação das mulheres nos países árabes e pelos direitos das crianças. Conceder o devido valor ao cristianismo nascente após a morte de Jesus porque fazia parte das mudanças que o mundo estava a atravessar, e construir as nossas ideologias a partir do que é útil, generoso e serve ainda de padrão ao nosso comportamento tal como foi um foco de luz para os primeiros cristãos.

  58. Ana, eu estou a entender que o cristianismo que você não defende é a crença supersticiosa num Ser imaginário que se pensa ser Deus mas no fundo não é porque foi um homem igual a tantos outros. E esperar que Ele resolva os nossos problemas de saúde, financeiros, amorosos e outros mais. Me perdoe se me desviei demais do verdadeiro assunto. Eu estou convencida que a corrente espiritual chamada cristianismo do séc.I e que tentou mais tarde renascer noutros movimentos mais em consonância com a palavra de Jesus desapareceu, infelizmente.

  59. Maria,

    Concordo contigo.Veja o que Jesus disse aos discípulos: “não olhai vossos pecados mas a fé que anima a vossa igreja”. Se ele precisou falar isso para os seus discipulos imediatos, imagine o que nós não teríamos que ouvir…

    Sobre o cristianismo do século 1 e a atual, o que você vê que a atual igreja prega que não está de acordo com o cristianismo do inicio do século I?

    Um abraço

  60. Maria

    É possível que eu tenha feito uma leitura apressada dessa frase sua:

    Quando sentimos Deus, mescla ou não de literaturas religiosas não cristãs e cristãs, todas estas discussões são inúteis

    Se você reler o meu comentário a respeito verá que é a ela que me refiro.

    Quanto a você ser ateia, você sabe, penso o significado da palavra.

  61. Olá, André. Eu não sou católica praticante. Mas hoje assisti a um bocadinho de uma missa. O sermão era adequado a todas as mentes, falava do pecado com razoabilidade, sem assustar ninguém, foram lidos excertos da Epístola de S. Paulo ao Romanos, foi entoado um cântico baseado em Isaías 12 entre outros cânticos, a cerimónia era sóbria, a linguagem da bíblia transposta de uma forma moderna; mas fui-me embora quando começaram a recitar o credo. Não é lá que sinto Deus. Pode ser que, para os outros, funcione de outra maneira. Ou então, é mais uma forma de passar o tempo, porque é Verão, a manhã estava belíssima e os turistas até entram por curiosidade. O pequeno espaço da igreja estava repleto.
    O que a Igreja prega é bom; tenho a edição de 1993 do catecismo da igreja católica e no fim do prólogo diz assim:

    «Acima de tudo – a caridade

    A finalidade da doutrina e do ensino deve fixar-se toda no amor, que não acaba. Podemos expor muito bem o que se deve crer, esperar ou fazer; mas, sobretudo, devemos pôr sempre em evidência o amor de nosso Senhor, de modo que cada um compreenda como qualquer acto de virtude, perfeitamente cristão, não tem outra origem nem outro fim senão o amor (Catec.R.,Prefácio, 10).»

    Podemos contestar o conteúdo doutrinal do catecismo mas o princípio por que este se rege, o amor, penso que não pois seria o mesmo que renegar o oxigénio que nos fornece a vida. Porém, todos sabemos que a teoria é uma coisa e a prática é outra. Vive-se o verdadeiro cristianismo nos atos quotidianos? A culpa é de quem? De nós próprios, das igrejas, da falta de participação nelas? Quem se diz crente ama o próximo como a si mesmo, ama a Deus? Admiro os missionários católicos, os que, em missão, perdem a vida não em sacrifício de si mesmos mas por amor. Admiro as religiosas católicas que são abnegadas nos países não cristãos. São casos particulares que ,na sociedade laica, têm poucas repercussões.

  62. Olá, SS.
    «Quanto a você ser ateia, você sabe, penso o significado da palavra.» Não entendi. Não quereria dizer para eu pensar no verdadeiro significado da palavra?

  63. Maria,

    Você me deu uma bela aula de catolicismo :-)

    Esta semana a passagem que ouvi na missa foi aquela do trigo que foi plantado, o ‘inimigo’ a noite ceifou o joio e perguntaram a Deus se queria que arrancasse o joio do solo. A resposta foi para esperar a colheita para a separação, pois naquele momento, ao tentar tirar o joio, ia também prejudicar o trigo, pois ambos se entrelaçavam. A mensagem foi de paciência, de não buscar o perfeccionismo a qualquer preço de ser amável também nas situações de temporária imperfeição. Isso vale para o que você colocou acima, o mundo e as igrejas estao cheias de imperfeições, mas nosso dever é lutar para melhorar a igreja, e não simplesmente desacreditá-la, pois além da doutrina ser válida e verdadeira, o vácuo é muito pior.

    A questão é básica: não se pode concluir que uma doutrina não presta baseado nos erros das pessoas que seguem-na. Se você tiver alguma objeção a doutrina em si, nesse caso concordo que devemos debater.

  64. Maria

    Esqueci a vírgula. O que quis dizer é se você compreende o significado da palavra ateu. E a pergunta se baseia no fato de que você demonstra ser qualquer coisa, menos ateia. Não reivindico nenhuma pureza de crença ou ausência dela, apenas aprecio a coerência.

  65. SS, eu, às vezes, custo a entender as pessoas. Tenho que ler três vezes a mesma coisa. Não entendi, desculpe-me a parte «Não reivindico nenhuma pureza de crença ou ausência dela», o resto percebi. Estou com a mente um pouco embotada. Não me leve a mal, não é para chatear.
    Compreendo muito bem o significado da palavra ateu. Não acreditar em deuses nenhuns. Eu não acredito no Deus do AT. Não acredito em Alá nem nos deuses hindus. Não acredito no deus Buda. Não acredito que Jesus fosse Deus. Não acredito nas entidades do movimento da Nova Era (aquelas que falam para os médiuns) e terapeutas das vidas passadas que ouvem vozinhas. Não acredito nos espíritos de Alan Kardec. Respeito Jesus como um homem que chegou longe na sua interpretação de Deus, que talvez seja uma substância, qualquer coisa indefinida, sensação, não sei exprimir. Como não sei coisa nenhuma, sou ateia, OK?

  66. Maria,
    A crença de que Deus é “o todo”, é o universo, o ar, a agua, nós mesmos, etc, é chamado de ‘panteísmo’, os hindus são um exemplo de religião panteísta. Nesse caso, me parece que você é mais panteísta, ou se tem dúvida se Deus existe, sería agnóstica. Mas atéia, como a minha grande amiga SS Burrides, acho que você não é.

  67. Olá, André. Concordo plenamente consigo. Porventura, haverá erros doutrinários pois manuscritos desapareceram antes que a doutrina católica tivesse sido composta, por todo o lado se lê que se fizeram interpolações em diversos evangelhos, que eles não são inspirados mas fruto de pesquisas feitas pelos próprios autores e que «quem conta um conto acrescenta um ponto». Está tudo muito certo; o que me agrada na bíblia são as coisas boas, a ideologia por detrás das palavras e os acontecimentos históricos são o que são, nus, palpáveis na sua crueza, horrendos na sua verdade mas que nos ajudam a compreender a moral e as mentalidades antigas. Podemos contestar, podemos esbravejar, porque não? Estamos a opinar, continuemos que é para manter o cérebro ativo.

  68. André, eu ainda não tinha visto o seu último comentário quando escrevi o anterior. Não me considero panteísta, sabe. Mais para o agnosticismo, talvez, depende dos dias. O Deus de Jesus é, por um lado, um deus exterior a ele mesmo, não se confunde com o próprio Jesus se não ele não o chamaria de Pai. Mas revela-se ao próprio homem através de uma introspeção cuidada e que terá que ser feita até ao fim da vida. Não se apreende Deus num curso de teologia, limitado no tempo. Jesus não chegou ao fim do seu aprendizado porque lhe cortaram o fio da vida de forma violenta. Porque será que ele foi para o deserto durante 40 dias ( número simbólico)? Não é num meio repleto de barulho que se faz meditação. Ele venceu todas as tentações que um pressuposto satanás lhe apresentou. Tal não foi o exame duro a que Jesus se submeteu, lidando com o jejum, a solidão, o delírio. Sim, ele venceu essas provações e, preparado com essa ferramenta de auto-resistência e com um conhecimento fornecido pela sua auto-análise, iniciou uma vida pública de pregação. Deduzo que foi assim pelas minhas leituras da bíblia mas pode-me contrariar, não me importo.

  69. Maria

    Quis dizer que não me cabe exigir de ninguém que mantenha sua crença ou descrença dentro de padrões rigidamente definidos, algo como a ortodoxia. Por exemplo, conheço muitos católicos que misturam o catolicismo com pitadas de espiritismo ou das religiões africanas, das quais sei muito pouco. Se para estas pessoas isto é algo bom, que seja. Por outro lado, há ateus que não admitem sequer a possibilidade de existir nada além do que apreendemos por meio de nossos sentidos. E se está bem assim para eles, bom para eles.
    Em relação a você, apenas noto que usa a forma cristã para se referir ao deus cristão, como uso de maiúsculas para palavras como amor, sua etc. Por seus escritos parece que você crê em alguma forma de deus e assim fica meio incoerente declarar-se ateia. Enfim, não se incomode com minhas implicâncias, ponha-as na conta da minha costumeira dificuldade em entender a crença.

  70. Minha ternura, você deve rir-se de mim, já que não a conheço para a chamar assim. Como não consigo definir aquilo em que creio vou dizer que sou o quê? A minha admiração por Jesus não é crença. Mas como não sou um exemplo de vida como deveria ser também não posso usurpar o título de cristã seguidora de alguns e bons ensinamentos do N.T. Também estou rodeada de aborrecimentos e chateações da vida corrente e isso deixa-me vazia e carregada de frustrações. Enfim, mas podemos ser razoáveis e conversar sem chocar ninguém. Já agora, peço desculpas ao Barros por alguma dureza nas minhas palavras em comentários anteriores.

  71. Maria,

    Como não consigo definir aquilo em que creio vou dizer que sou o quê?

    Realmente é chato ter que utilizar rótulos para tudo e todos.

    Contudo, me causa estranheza uma pessoa dizer que acredita em algo que sequer entende o suficiente para definir. Não há lógica nisto.

    “- Acredito em algo!
    – Em quê?
    – Não sei!”

    Se você não entende uma determinada afirmação, então não há sentido em sequer cogitar a crença ou descrença nesta idéia.

    A minha admiração por Jesus não é crença.

    A admiração por qualquer coisa não é crença, é fato.
    Pelo que pude entender, você considera cristão apenas quem admira e segue os ensinamentos de jesus. Ou seja, não tem nada a ver com acreditar ou não na sua divindade ou santidade.
    É isso?

    Mas como não sou um exemplo de vida como deveria ser também não posso usurpar o título de cristã seguidora de alguns e bons ensinamentos do N.T.

    Bons ensinamentos podem ser encontrados em qualquer livro de qualquer religião ou até em livros de entretenimento.
    Estes bons ensinamentos não se originaram do N.T.

    Mas o mais importante é a capacidade que as pessoas têm de reconhecer estes bons ensinamentos e selecioná-los entre muitos maus ensinamentos que também são encontrados na bíblia e em outros livros de outras religiões.

  72. Não defino porque se eu definisse estaria a criar uma doutrina. Há muitas definições de Deus, quase todas idênticas e isso já está contemplado no catecismo da igreja católica e outros livros doutrinários de outras igrejas. E não sou filósofa.

  73. Maria,

    Você, como muitos outros, sentem a ‘chama’, algo no nosso coração que diz que temos um criador, que a vida não se esgota com a morte. Essa idéia de transcendência faz parte de nossa natureza, e ainda que os materialistas queiram ignorar pois ‘não se mede, não se replica em laboratório’, é uma realidade que está dentro de todos nós.

    Continue a sua busca, não se deixe intimidar por receber rótulos, eu também já recebi rótulos aqui por que para os ateus é inconcebível que eu creia em Jesus mas não siga a bíblia à risca.

    Santo Agostinho, ao indagar-se sobre o propósito da vida, saiu com uma frase que fica ainda mais bonita em inglês:

    “You have made us for yourself, and our hearts are restless, until they can find rest in you.”

    “O Senhor nos criou para ti, e nossos corações ficarão inquietos, enquanto não repousem em ti”.

  74. Jesus é um mito e os crentes aqui de bla bla bla. Quanto mais vocês falam nele mais o constrói, esta é a receita básica para a construção de um mito.
    Li em algum lugar: Não vejo melhor criação para ganhar dinheiro como essa marca : JESUS

    Que Shiva abrace e abençoe grandemente as trilhas de todos os místicos.

  75. Marcos
    Contudo, me causa estranheza uma pessoa dizer que acredita em algo que sequer entende o suficiente para definir. Não há lógica nisto.
    Marcos é bom rever o ar da sua graça se for possível comente sua opinião sobre essas : http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2014/07/19/evidencias-anedoticas/

  76. 1-Marcos, peço-lhe a sua definição de «dor» sem consultar o dicionário. Dor numa articulação, por exemplo. A seguir, dor de barriga. Depois, dor de cabeça. Mais, pisaram-lhe um pé. Defina todas elas.
    2-«Se você não entende uma determinada afirmação, então não há sentido em sequer cogitar a crença ou descrença nesta idéia.» Qual foi a afirmação que eu não entendi?
    3-Ser cristão não tem nada a ver com a divindade de Jesus, como afirmou. Para mim, um cristão é todo aquele que reflete nas palavras de Jesus como chegaram até nós pela pena dos evangelistas e tenta fazer o seu melhor para as pôr em prática.
    4-Concordo consigo em que bons ensinamentos não existem apenas no N.T. Mas os relatos contidos nele são referência na sociedade ocidental.

  77. André, você acredita em Jesus como sendo o quê? Sei que há tempos disse que não pertencia a igreja nenhuma mas inclinava-se para a católica. Se tem certezas na sua crença então não é agnóstico. Qual é a dúvida que o assalta? E obrigada pela sua compreensão.

  78. Ana, Jesus até pode ser um mito mas num mito há sempre um fundo de verdade. Teve que haver alguma coisa para que o mito nascesse. Quem são os crentes a quem se refere que estão no bla…bla…bla? Eu não me considero embora não seja ofensa. O André também acabou de dizer que era agnóstico. Tudo de bom para si.

  79. Maria

    São tantos crentes que adoram sites de ateus… e eles perdem seu tempo e palavras aqui sempre tentando converter os “incrédulos” sobre divindades. Alguns entram querendo falar bonito, impressionar, outros se metem a filósofos na esperança ou (vaidade) em fazer valer seus argumentos e com isso imaginam que podem ter uma chance de converter os ateus e livrá-los da vida eterna na companhia do Diabo dentro de uma fogueira de auto combustão chamada de inferno.

    Jesus “até pode ser um mito”, mas ele só é encontrado em escritos somente depois de 60 anos esticando aos 100 anos d.C com o livro de João. Começar a escrever uma história depois de tanto tempo deixa os céticos mais céticos ainda.

    Saindo do Novo Testamento para fora de suas páginas ninguém dá notícias dele apesar de que chegaram até falsificar o livro Antiguidades Judaicas do historiador judeu Flávio Josefo que viveu de 37 d.C. alegando que ele teria se referido a Jesus como o Cristo mas, a existência de Jesus Cristo é um fato jamais registrado pela história como os de Flávio Josefo, o que foi confirmado após exames grafotécnicos e de autenticidade pela Universidade alemã de Tübingen.
    Pois ficou provado que os documentos foram adulterados no todo ou em parte, por fanáticos como Eusébio, Bispo de Cesaréia, que abriram um parêntese no livro para e adicionar ali um texto citando um homem que dá a entender ser Jesus.

    Maria, o ateu rejeita a ideia de qualquer Deus, seja ele qual for mesmo que seja o Jesus/Deus e não vê muita verdade nas coisas boas que eles atribuem a ele porque inclusive eles não acreditam em divindades, ou melhor, nega a existência de Deus ou de qualquer entidade superior.

    Um agnóstico não pode ser teísta ou ateísta. O agnóstico para meu entendimento é aquele que fica por cima do muro tentando equilibrar suas posições de acordo com as circunstâncias e muitas vezes caindo em contradições.

    Jô Soares está certo quando ele disse: “o agnóstico é um ateu cagão.”

  80. Maria

    Ao que tudo indica, você parece desejar que exista por aí algum ser diretamente interessado em nós, mas não chega a decidir se ele seria possível.
    Ser exemplo de vida independe de se ser cristão. O cristianismo não é o autor original dos valores que vigoram atualmente; ele é na verdade um amálgama de valores que foram sendo desenvolvidos antes e durante sua vigência, em diversas culturas que acabaram por se encontrar.
    Eu não sou contra a que as pessoas professem essa ou aquela religião e como já disse antes, não tenho a menor intenção de ter a pretensão de eliminá-las; é direito de cada um crer no que queira.
    Mas isso não impede a reflexão de até onde pode ser moral ou ética uma ideologia que para se manter apela sistematicamente à mentira.
    E dizer que os valores ético-morais do Ocidente têm origem no cristianismo é sim uma mentira.

    A propósito da origem do mito Jesus estes vídeos do Wagner elencam várias possibilidades. E estas várias possibilidades culminam justamente no desejo perene da maioria dos seres humanos de que haja por aí algum ser interessado em cuidar de nós, nos consolar nos momentos difíceis, nos recompensar, dar um sentido às arbitrariedades da vida, além de outras necessidades.

  81. Maria,

    Eu não sou agnóstico não. Sou teísta. Quando eu comecei nesse blog, também era educado e paciencioso como você, logo logo você vai perder a paciência com esse tipo de gente.

    Sobre Jesus eu acho que com ele não há meio termo: ou ele era o que diz que era, o filho do Criador, ou ele era um mentiroso ou lunático, pois ele disse que era filho de Deus, para alguém dizer isso e não ser, ou é louco ou é mentiroso. Em virtude da igreja que criou, e a evidência da conversão de seus discípulos que antes o negavam e depois de vê-lo ressucitado foram mortos por não negá-lo, então eu tendo a crer que ele era o filho de Deus mesmo.

  82. Ana Judas,

    Não se esqueça que está cheio de ateu pit-bulls nos sites de crentes, lá eles querem converter os crentes ao ateísmo, é normal, a pessoa quer expor o contraditório.

    Sobre o cristianismo não ser o autor das normas morais, é um argumento muito fraco, pois se for assim, vamos regressar aos macacos, é óbvio que somos o resultado de uma evolução biológica e cultural. O que é inegável, até por historiadores é que essa cultura atual faz parte da cultura judia-cristã. Se for usar o teu argumento, não tem mais cultura grega, nem egipcia nem nada pois TODAS vieram de uma anterior.

  83. Maria,

    peço-lhe a sua definição de «dor» sem consultar o dicionário. Dor numa articulação, por exemplo. A seguir, dor de barriga. Depois, dor de cabeça. Mais, pisaram-lhe um pé. Defina todas elas.

    Não preciso definir todas elas.
    Dor é, antes de tudo, uma sensação. Só muda a região e a intensidade.

    Qual foi a afirmação que eu não entendi?

    Uma afirmação aleatória qualquer. Qualquer tipo de idéia.
    No caso mais comum no blog é a discussão sobre a existência de deus.
    Você parece acreditar em algum tipo de deus (ou entidade, ou sentimento, seja o que for) mas apesar de não saber que tipo de deus você mesma acredita, curiosamente você sabe quais são os ensinamentos corretos que ele quer nos passar.

    Ou talvez eu esteja enganado. Talvez você seja apenas uma
    admiradora do desapego pregado por jesus enquanto pessoa mas que não acredita na origem divina que ele alegava ter na biblia.

    Para mim, um cristão é todo aquele que reflete nas palavras de Jesus como chegaram até nós pela pena dos evangelistas e tenta fazer o seu melhor para as pôr em prática.

    Muito provavelmente, talvez nem sejam mesmo palavras de jesus. Muitos avanços morais atribuídos a ele já eram pregados por outros profetas e pensadores bem antes dele.

    Além disso, como você identifica os verdadeiros ensinamentos de jesus dentre outros trechos da bíblia inseridos indevidamente cujas existências são admitidas até por teístas?

    Concordo consigo em que bons ensinamentos não existem apenas no N.T. Mas os relatos contidos nele são referência na sociedade ocidental.

    Existem bons e maus ensinamentos.
    Repito a pergunta. Como separá-los?

  84. Criaturo,

    se for possível comente sua opinião sobre essas

    Nada de novo.
    Apenas mais do mesmo que já discutimos à exaustão.

    Relatos sem confiabilidade. Não estou questionando a honestidade de quem relatou mas apenas a parcialidade.
    A vontade de crer pode pregar peças em nossa mente.

  85. no caso de sair voando seria o que uma esquizofrenia coletiva ?

  86. Até acho a esquizofrenia coletiva uma hipótese mais plausível que as alegações e especulações espíritas.

    De qualquer modo, não tem como eu determinar a verdade baseado em uma evidência anedótica como esta, ocorrida sei lá quando, com sei lá quem, sei lá onde, em sei lá que situação emocional ou psicológica.

    Daí a aceitar o relato como verdade vai uma distância cósmica.

  87. no caso quem sonhou que estava voando foi eu , e uma pessoa próxima me viu passar voando por cima dela.
    existe esquizofrenia coletiva ?

  88. Sim

  89. Olá, Marcos.
    Respeito Jesus como um homem que chegou longe na sua interpretação de Deus, que talvez seja uma substância, qualquer coisa indefinida, sensação, não sei exprimir. Foi o que eu escrevi ao responder à SSrodrigues. Deus pode ser uma sensação, tal como a dor é uma sensação para todos, os crentes e os descrentes. Você não consegue esquecer a dor que já sentiu. Então, eu não posso rejeitar aquilo que já senti também. Para si, a dor foi real. No entanto, eu não senti a sua dor. Posso negá-la e até enfrentá-lo com palavras de menosprezo. O que não me ficaria nada bem porque eu já senti dor mas não a sua. Além disso, a dor de cabeça não é idêntica à dor de uma pisadela. Se eu tivesse só dores de cabeça nunca compreenderia a dor de alguém que tivesse sido fortemente pisado.
    Você definiu dor como uma sensação mas fez uma definição muito incompleta. Como distinguir a dor das demais sensações, do frio ou do calor? A minha definição de Deus é algo assim como a sua definição de dor, incompleta porque não a sei exprimir melhor.

  90. Se o seu deus é uma sensação, então acredito nele.
    Cada um tem seu próprio deus, sua própria sensação.

    Quando digo que seu deus não tem lógica racional é a isso que me refiro. Não se chega a ele pela razão mas sim subjetivamente pela sensação.

  91. Marcos @ Maria

    Quando digo que seu deus não tem lógica racional é a isso que me refiro. Não se chega a ele pela razão mas sim subjetivamente pela sensação.

    onde esta a razão em afirmar que um “burro pariu um sábio ” ?

  92. Marcos Kiyoji

    Gostei.
    Muito bem resumido inteligentemente. Deus é algo muito subjetivo, cada um com seu Deus particular já que ele é uma sensação.

    Cada um tem seu próprio deus, sua própria sensação.

    Quando digo que seu deus não tem lógica racional é a isso que me refiro. Não se chega a ele pela razão mas sim subjetivamente pela sensação.

  93. Ô Criaturo, você sonhou que estava voando e o seu sonho teve uma testemunha? A testemunha estava acordada ou dormia também?

    Mas diga-me uma coisa: se uma pessoa disser que viu um lobisomem e outra confirmar, isso quer dizer que lobisomens existem, certo?

  94. onde esta a razão em afirmar que um “burro pariu um sábio ” ?

    Você é o criaturo?
    Você tem um bom histórico de sonhos mirabolantes, hein?

    Também não vejo razão em dizer que um burro pariu um sábio e por isso não disse.
    A não ser que seja um burro sábio (metaforicamente, é claro)

    Já discutimos tanto isso e suas metáforas descabidas não levaram a parte alguma.

  95. Você é o criaturo?
    soy jho

    Você tem um bom histórico de sonhos mirabolantes, hein?

    sonhar é preciso, vivo o presente olhando para o passado tentando prever o futuro

    Também não vejo razão em dizer que um burro pariu um sábio e por isso não disse: “Não se chega a ele (Deus) pela razão mas sim subjetivamente pela sensação.”
    a ironia é que são os sentimentos que iniciam a razão do ser “eu”
    não use como parâmetro a sua razão para querer limitar a dos outros, é pela sua razão que as coisas funcionam? ou é por não haver razão alguma? ou ainda seria por haver uma razão que lhe é desconhecida?

    A não ser que seja um burro sábio (metaforicamente, é claro)
    Já discutimos tanto isso e suas metáforas descabidas não levaram a parte alguma.

    ta azedinho heim ?humildade ,perseverança, filosofias e conjecturas levam a novas possibilidades, enquanto que a arrogância estagna.

    o burro seria o seu deus ateu do acaso,nascido da falta de razão.

  96. SS

    Ô Criaturo, você sonhou que estava voando e o seu sonho teve uma testemunha? A testemunha estava acordada ou dormia também?

    http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2014/07/19/evidencias-anedoticas/

    Mas diga-me uma coisa: se uma pessoa disser que viu um lobisomem e outra confirmar, isso quer dizer que lobisomens existem, certo?

    lobo existe ?
    homem existe ?

    Embora o resultado final lobisomem seja irracional,
    perceba que o cérebro não pode criar algo totalmente inexistente, (Deus), pois suas partes sempre serão compostas por coisas racionais.

    digamos que duas pessoas estejam diante de um objeto , porem não possam toca-lo.
    a razão do cego dirá não existir nada ali , enquanto a razão do outro afirmará ao contrario.

    Assim como a ignorância dos vermes , também o autismo ateu não torna a razão Deus inexistente

  97. Criaturo,

    a ironia é que são os sentimentos que iniciam a razão do ser “eu”

    WTF?!?

    não use como parâmetro a sua razão para querer limitar a dos outros, é pela sua razão que as coisas funcionam?

    É duro ter que repetir a mesma coisa várias vezes para combater esquecimento.
    Não há uma razão “minha” nem “sua. Me refiro à razão humana, ao poder de raciocínio, aos critérios de lógica racional concatenados pela humanidade para validar premissas.
    Eu não registrei patente e não a tomo como sendo “minha” razão.

    ou ainda seria por haver uma razão que lhe é desconhecida?

    Não há “razão” desconhecida por mim que seja conhecida por você, pois ambos somos humanos (eu acho) e você não dispõe de poderes ou recursos especiais x-men que eu também não tenha.
    Temos a mesma “razão”. A não ser que, como sempre, você redefina a palavra razão com um sentido todo particular.

    o burro seria o seu deus ateu do acaso,nascido da falta de razão.

    Que burro?
    Que deus ateu?
    Desde quando eu tenho algum deus?

    Suas afirmações são totalmente desconexas.
    Que preguiça disso.

  98. perceba que o cérebro não pode criar algo totalmente inexistente, (Deus), pois suas partes sempre serão compostas por coisas racionais.

    Deve ser por isso que os deuses que insistem em aparecer têm sempre características tão pessoais e conhecidas pelo homem, tais como planos, intenções, bondade, ira, propósitos, raiva, inveja, arrependimentos, etc.

  99. Me refiro à razão humana, ao poder de raciocínio, aos critérios de lógica racional concatenados pela humanidade para validar premissas.
    Eu não registrei patente e não a tomo como sendo “minha” razão.

    e desde quando razão humana é quem limita a existência ?
    a falta de visão torna a luz inexistente?talvez seja a sua razão ou falta dela que te impeçam de chegar até Deus.

    Não há “razão” desconhecida por mim que seja conhecida por você, pois ambos somos humanos (eu acho) e você não dispõe de poderes ou recursos especiais x-men que eu também não tenha.
    Temos a mesma “razão”. A não ser que, como sempre, você redefina a palavra razão com um sentido todo particular.

    não existe nenhuma Razão para sua existência?

    o burro seria o seu deus ateu do acaso,nascido da falta de razão.
    Que burro?
    Que deus ateu?
    Desde quando eu tenho algum deus?
    Suas afirmações são totalmente desconexas.
    Que preguiça disso.

    voce afirma ser a existência criação do deus acaso, eis que sua razão nasceu de um burro acaso.
    mas como pode ser isto? filho de peixe peixinho é! Filho de burro um sábio é ?

  100. Criaturo,

    e desde quando razão humana é quem limita a existência ?

    Qualquer coisa que esteja além ou aquém da razão humana é totalmente irrelevante para humanos, pois humanos só podem utilizar a razão humana. (Como se eu já não tivesse dito isto antes exaustivamente)
    Você se diverte andando em círculos?

    a falta de visão torna a luz inexistente?

    Segundo você, sim!
    Foi você quem sempre defendeu isto.
    Você sempre disse que se um cego não pode perceber a luz, então ela não existe.
    É você quem diz que a realidade existente depende da percepção. Me lembro muito bem disso nas nossas conversas.
    O que houve? O deus criatólico se metamorfoseou de novo?

    talvez seja a sua razão ou falta dela que te impeçam de chegar até Deus.

    De novo.
    Só tenho uma razão, a humana. E é a mesma que você também tem (ou será que não tem?).

    não existe nenhuma Razão para sua existência?

    Como você usou “Razão” iniciado com maiúscula, imagino que se refira à sua definição particular de razão.
    Não posso responder sem que você me explique o que você quer dizer com “Razão”.

    voce afirma ser a existência criação do deus acaso

    Como eu posso ter afirmado isso? Se eu não acredito em divindades, como posso afirmar que o “acaso” é um deus?
    Por favor, não me atribua afirmações que eu não fiz.

    eis que sua razão nasceu de um burro acaso.
    mas como pode ser isto? filho de peixe peixinho é! Filho de burro um sábio é ?

    Você aplica o sentido metafórico para as palavras “burro”, “pariu” e “sábio” e no entanto quer implicar um entendimento literal da sentença.

    Um burro pode parir um sábio?
    Em sentido metafórico e dependendo da intenção dos termos, sim pode.

    Um burro pode parir um sábio?
    Em sentido literal, não.

  101. Qualquer coisa que esteja além ou aquém da razão humana é totalmente irrelevante para humanos, pois humanos só podem utilizar a razão humana. (Como se eu já não tivesse dito isto antes exaustivamente)
    antes da razão humana conhecer a eletricidade ela ja agia no ser humano

    Você se diverte andando em círculos?
    a vida é assim,mas e voce pensa estar indo para onde ?

    É você quem diz que a realidade existente depende da percepção. Me lembro muito bem disso nas nossas conversas.
    sim é relativa ao nível de consciência

    De novo.
    Só tenho uma razão, a humana. E é a mesma que você também tem (ou será que não tem?).

    se compartilhássemos a mesma razão , não estaríamos discutindo

    Não posso responder sem que você me explique o que você quer dizer com “Razão”.

    Razão é o que da logica sentido a existência

    Como eu posso ter afirmado isso? Se eu não acredito em divindades, como posso afirmar que o “acaso” é um deus?
    Por favor, não me atribua afirmações que eu não fiz.

    se foi por um acaso que surgiu a vida inteligente, então pode chamar o acaso de criador.

    Um burro pode parir um sábio?
    Em sentido metafórico e dependendo da intenção dos termos, sim pode.

    neste caso voce foi criado por um acaso

  102. Criaturo,

    antes da razão humana conhecer a eletricidade ela ja agia no ser humano

    A eletricidade não está nem nunca esteve aquém ou além da razão humana.
    Ela foi detectada, estudada, postulada, verificada, testada e enfim conhecida e amplamente utilizada.

    A razão humana é aplicável no estudo da eletricidade.
    É possível fazer tais verificações com o deus criatólico?

    a vida é assim,mas e voce pensa estar indo para onde ?

    Se dependesse de você, a parte alguma.

    sim é relativa ao nível de consciência

    Então você confirma que a falta da visão torna a luz inexistente?

    se compartilhássemos a mesma razão , não estaríamos discutindo

    Não só estaríamos como estamos discutindo. Cada um com sua forma de utilizar sua racionalidade (ou não).
    Ter a mesma razão não significa concordar, mas ter as mesmas ferramentas mentais para processar informações e chegar a conclusões.

    Razão é o que da logica sentido a existência

    Você diz razão no sentido de propósito? Objetivo?
    Qual o motivo da maiúscula? Tive a impressão que você quis dar um ar divino ao termo “razão”.
    Tal como faz com “Ser”, “Consciência”, “Eu”.

    Se for uma pegadinha me avise logo que eu me canso com suas metáforas e abstrações.

    se foi por um acaso que surgiu a vida inteligente, então pode chamar o acaso de criador.

    Seja objetivo e coerente ou então fica parecendo que estou falando com um doido.

    Você disse “deus acaso” e não “criador acaso”.
    Há uma sutil diferença entre os termos e percebi que você os trocou para servir à sua conveniência.
    Além disso, eu também não disse que o acaso “criou” nada. Até mesmo porque você também redefine o conceito do termo “criar”. Seu texto sobre o deus criatólico é todo sobre inversão de conceitos semânticos.

    O acaso não criou diretamente a vida inteligente, mas tão somente ofereceu condições para que ela se desenvolvesse.
    Não é como se houvesse algum tipo de objetivo ou intenção no processo.

    Mas acho que este assunto de acaso já deu o que tinha que dar. Não tenho pretensões de fazer você entender e nem paciência para lidar com abstrações em assuntos objetivos.

  103. Criaturo
    Não tem nenhum mistério com a invenção de deuses. Os seres humanos baseiam-se em si mesmos para os inventar.
    E a testemunha dos seus vôos oníricos está em pé de igualdade com a testemunha da minha suposição sobre lobisomens. Ou é facilmente sugestionável ou é mentirosa. Você se sai com esse blablabla de homem existe, lobo existe, mas lobisomem é irracional, mas não tem isso de irracional, lobisomem é invenção mesmo, assim como seu voo com testemunha.

  104. Muito interessante o vídeo; porém, não apresenta nada de novo do que já se tem debatido ao longo de séculos sobre a existência de Jesus. O vídeo só vem a confirmar aquilo que muitos estudiosos já estão reconhecendo: que o Jesus histórico realmente EXISTIU! Portanto, esqueçam as especulações do tipo pseudo-documentário Zeitgeist que, anos atrás, fez tanto sucesso entre os menos avisados.

    Até sobre a acusação de ativistas ateus de que o texto de Flávio Josefo é falso, o autor do vídeo reconhece que houve uma adulteração parcial e não total; embora, mesmo isso, ainda é objeto de discussão acadêmica.

    Outro fato interessante, também reconhecido pelo autor do vídeo, é que o próprio Talmude Judaico também testemunha a existência histórica de Cristo, inclusive, fala que Jesus FAZIA MILAGRES(!!!). Porém, como os judeus eram inimigos dos cristãos, fala de forma pejorativa, atribuindo seus milagres à magia.

    Não podemos esquecer que a tradição oral era algo comum na época de Jesus, já que a produção de manuscritos era muito trabalhosa e cara. Porém, é bom notar (como o próprio vídeo mostra) o prefácio do Evangelho de Lucas em que ele afirma: “Tendo, pois, muitos empreendido pôr em ordem a narração dos FATOS que entre nós se CUMPRIRAM, segundo NOS TRANSMITIRAM os mesmos que os PRESENCIARAM DESDE O PRINCÍPIO, e foram ministros da palavra, pareceu-me também a mim conveniente descrevê-los a ti, ó excelente Teófilo, por sua ordem, havendo-me já INFORMADO MINUCIOSAMENTE de TUDO desde o PRINCÍPIO…”. Ou seja, os Evangelhos foram escritos, no máximo, poucas décadas depois do acontecimento dos FATOS; enquanto as testemunhas oculares (ou seja, os discípulos de Jesus e, inclusive, sua mãe Maria) ainda estavam vivas e muitas delas deram, literalmente, a própria vida por essa verdade em que acreditavam (e para quem acha que isso é muito tempo, os textos sobre outros grandes personagens históricos foram escritos muito mais tempo depois de sua suposta existência; dizem que os primeiros escritos sobre a vida de Alexandre, o Grande, foram escritos cerca de 400 anos depois de sua morte). Porém, não podemos ter certeza absoluta de nada sobre fatos tão antigos; a maioria desses argumentos apresentados no vídeo não passa de especulação acadêmica; já que não se tem prova científica de quando e por quem foram realmente escritos os evangelhos originais, se foram mesmo os evangelistas ou escribas em seu nome (algo aparentemente comum naquela época também). No benefício da dúvida, é mais sensato acreditar no que diz os próprios Evangelhos, na Tradição da Igreja e no testemunho dos primeiros padres; do quê em especulações, mesmo que sejam de ilustres acadêmicos.

    Mesmo que há fatos distintos nos Evangelhos sobre a vida de Jesus, eles não se contradizem; mas, sim se complementam. Mesmo porque, o próprio Evangelho de João afirma que se fossem escrever todos os ensinamentos de Jesus, eles não caberiam nem em todos os livros da época. Porém, no que é essencial para a fé cristã, todos concordam igualmente: que Jesus fez MILAGRES, MORREU crucificado e RESSUSCITOU!!! Se isso é verdade, o resto é detalhe…

    Pelo menos a Igreja Católica, nunca ensinou que a Bíblia caiu do Céu “com zíper e tudo” (como parece acreditar muitos protestantes e evangélicos); mas, sim, que ela foi escrita por homens e inspirada por Deus. Caso contrário, se ela fosse apenas obra de mãos humanas, JAMAIS poderia haver nela profecias autênticas que, comprovadamente (como mostram os Manuscritos do Mar Morto), se cumpriram integralmente (séculos depois) na pessoa de Jesus Cristo.

    Embora tais questionamentos e argumentos sejam bem racionais, não podemos esquecer de que tudo isso não passa de mera especulação acadêmica; podem até ter seu valor por virem de pessoas realmente inteligentes e cultas; mas, no fundo, não passa de mera especulação; uma vez que, do ponto de vista científico, somente evidências arqueológicas podem comprovar o que disse ou não os evangelistas e historiadores antigos. Para se ter uma ideia, há até mesmo estudiosos que não acreditam que foi Nero quem mandou colocar fogo em Roma; e até apresentam argumentos racionais para isso, mas não provas concretas e arqueológicas! Há quem negue até mesmo o próprio Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial, mesmo tendo até filmes sobre o assunto. Se não podemos ter certeza absoluta nem do que aconteceu há menos de um século atrás, imagina sobre fatos ocorridos há mais de 2000 anos?

    Portanto, tudo fica no campo da fé. Quem quiser acreditar no testemunho dos apóstolos de Cristo e dos primeiros cristãos, que acredite; quem não quiser, não acredite! Porém, seria de bom senso que os incrédulos também deixem de acreditar em qualquer texto histórico antigo que não tenha comprovação arqueológica.

    Alguns aqui me chamam de “DR dos Milagres”, pois dou muita ênfase a eles. Só que, por mais palavras bonitas que Jesus falou, por mais bons e belos que foram seus ensinamentos, não podemos negar que isso não prova sua divindade; pois, Buda, Confúcio, Zoroastro e outros grandes líderes religiosos também falaram bonitas palavras e fizeram belos ensinamentos. A única coisa que pode comprovar a divindade ou não de Jesus é se ele fez profecias e milagres autênticos e se ressuscitou ou não; pois, isso é algo impossível aos seres humanos.

    Ora, se Jesus RESSUSCITOU, então, ele é realmente DEUS e não um MITO!!!

    E se tem uma PROVA CIENTÍFICA da autenticidade dos Evangelhos e da ressurreição de Cristo, essa prova é o SANTO SUDÁRIO. Pois, ele nada mais é do que a foto radiológica e tridimensional de um homem crucificado no exato momento da ressurreição; e já é considerado como o QUINTO EVANGELHO tamanha coincidência com os Evangelhos Canônicos; confirmando e atestando de forma ASSOMBROSA (por inúmeras evidências científicas, como: número de chibatadas, locais das chagas, coroação de espinhos, crucificação anômala, tipo de morte, forma de enterro, ressurreição, nome do crucificado, polens de plantas que só existem na região de Jerusalém, poeira incrustada na região dos joelhos, etc.) os relatos dos Evangelhos Canônicos.

    E se o Homem do Sudário foi capaz de fazer o MAIS DIFÍCIL, que é RESSUSCITAR DOS MORTOS, por quê não seria também capaz de curar os doentes, andar sobre as águas, multiplicar os pães e visitar o nosso mundo através do ventre de uma virgem? E se esse homem (que disse ser filho de Deus) morreu por nós pregado numa cruz; por quê duvidar do que ele disse nos Evangelhos e da Igreja que ele mesmo fundou?

    Como já cansei de dizer, meu raciocínio é muito simples: Se os Evangelhos são falsos, se Jesus não era Deus, não fez milagres e nem ressuscitou; então, todos (repito: TODOS) os milagres da Igreja fundada por Ele têm de ser todos FALSOS; caso contrário, é bom ouvir o que ela tem a dizer… E a Ciência vem demonstrando, justamente, o contrário!

    Portanto, como já argumentei aqui, dá sim para ficar “brincando” de ateu, de ativista cético, de deus ilusão e até de intelectual e especulador acadêmico, etc.; desde que desprezemos as PROFECIAS DA BÍBLIA e os MILAGRES DA IGREJA!

    “NO PRINCÍPIO ERA O VERBO (LOGOS), E O VERBO ESTAVA COM DEUS, E O VERBO ERA DEUS…
    E O VERBO SE FEZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS…” (João, 1)

  105. Ufa hein DR, pensei que seu comentário não ia acabar mais nunca…

    Enfim, pra eu te responder melhor esse seu comentário quilométrico, me diga uma coisa: você acredita também que os apóstolos fizeram milagres com base no que está escrito sobre os mesmos?

    Você acredita que, por exemplo, Simão Pedro ressuscitou um atum defumado ou que fez um cachorro falar, como está escrito em Atos de Pedro?

    Você acredita que Paulo curou um coxo, como está escrito em Atos dos Apóstolos?

    Aguardo sua resposta.

  106. Ufa hein DR, pensei que seu comentário não ia acabar mais nunca…

    parabéns! seu vídeo merece!

  107. D.R.

    os Evangelhos foram escritos, no máximo, poucas décadas depois do acontecimento dos FATOS; enquanto as testemunhas oculares (ou seja, os discípulos de Jesus e, inclusive, sua mãe Maria) ainda estavam vivas

    Os evangelhos foram escritos, no mínimo, 40 anos depois de ocorridos os supostos fatos.
    Considerando que as testemunhas oculares eram pessoas adultas e também que a expectativa de vida na época era muito baixa, principalmente entre a população mais carente com quem jesus andava, é muito pouco provável que ainda existisse alguma testemunha ocular viva quando os evangelhos foram escritos.

    dizem que os primeiros escritos sobre a vida de Alexandre, o Grande, foram escritos cerca de 400 anos depois de sua morte

    Não sei se a informação procede.
    Contudo, os escritos sobre Alexandre não afirmam que ele fazia milagres, que ele ressuscitava os mortos e nem que ele mesmo ressuscitou.

    No benefício da dúvida, é mais sensato acreditar no que diz os próprios Evangelhos, na Tradição da Igreja e no testemunho dos primeiros padres; do quê em especulações, mesmo que sejam de ilustres acadêmicos.

    Em benefício à dúvida, o mais sensato é não acreditar em relatos fantásticos que desafiam as leis da natureza.

  108. SS

    Não tem nenhum mistério com a invenção de deuses. Os seres humanos baseiam-se em si mesmos para os inventar.
    isso significa que parte do Deus humano é verdadeira

    E a testemunha dos seus vôos oníricos está em pé de igualdade com a testemunha da minha suposição sobre lobisomens. Ou é facilmente sugestionável ou é mentirosa.

    parabéns! pela sua vidência.

    Você se sai com esse blablabla de homem existe, lobo existe, mas lobisomem é irracional, mas não tem isso de irracional, lobisomem é invenção mesmo, assim como seu voo com testemunha.

    a sua ignorância não tem o poder de tornar fenômenos irracionais, apenas incompreendidos.
    corpos podem ser projetados, e você ignorar a força que os desloca , não torna isso impossível.

  109. os Evangelhos foram escritos, no máximo, poucas décadas depois do acontecimento dos FATOS; enquanto as testemunhas oculares (ou seja, os discípulos de Jesus e, inclusive, sua mãe Maria) ainda estavam vivas
    Os evangelhos foram escritos, no mínimo, 40 anos depois de ocorridos os supostos fatos.

    os discipulos eram analfabetos

  110. Wagner Menke,

    Você acredita que, por exemplo, Simão Pedro ressuscitou um atum defumado ou que fez um cachorro falar, como está escrito em Atos de Pedro?

    Em que capitulo e versículo da BíBLIA CATóLICA esta essa parte?

  111. Marcos

    A razão humana é aplicável no estudo da eletricidade.
    É possível fazer tais verificações com o deus criatólico?

    seres vivos vivem dentro dos outros, embora não possuam essa consciência.
    a eletricidade existe desde o principio, porem a consciência dela é bem mais recente.
    para alguns a consciência do deus criatólico apostólico romano poderá demorar bem mais.

    a vida é assim,mas e voce pensa estar indo para onde ?
    Se dependesse de você, a parte alguma.

    é voce que acredita ser um peixe no aquário a espera do fim

    Então você confirma que a falta da visão torna a luz inexistente?
    Claro! isso acontece com voce em relação a Deus, como humanos podem conceber a vida sem oxigênio ?
    A consciência da existência é relativa ao ser.

    se compartilhássemos a mesma razão , não estaríamos discutindo
    Não só estaríamos como estamos discutindo. Cada um com sua forma de utilizar sua racionalidade (ou não).
    Ter a mesma razão não significa concordar, mas ter as mesmas ferramentas mentais para processar informações e chegar a conclusões.

    razão, raciocínio ou lógica podem ser iguais ou não, quando ha discussão só pode esta sendo por razões diferentes.
    possuímos ferramentas apenas semelhantes, por isso somos todos diferentes.

    Razão é o que da logica sentido a existência
    Você diz razão no sentido de propósito? Objetivo?
    Qual o motivo da maiúscula? Tive a impressão que você quis dar um ar divino ao termo “razão”.

    sim , inteligencia visando um proposito,neste sentido a existência vindo de um acaso , não possui nenhuma razão de ser.
    a partir do desejo o acaso desaparece para iniciar a razão do ser

    O acaso não criou diretamente a vida inteligente, mas tão somente ofereceu condições para que ela se desenvolvesse.
    Não é como se houvesse algum tipo de objetivo ou intenção no processo.

    voce é vidente ?

    Mas acho que este assunto de acaso já deu o que tinha que dar. Não tenho pretensões de fazer você entender e nem paciência para lidar com abstrações em assuntos objetivos.

    mimimi, sua objetividade até agora te guia até a :”irracionalidade criando a racionalidade” como ja disse faz voce acreditar em “um burro parindo um sabios”

  112. André, em momento nenhum eu aleguei que o manuscrito conhecido como Atos de Pedro estava presente da Bíblia Católica. O citei porque ele é, sem sombra de dúvidas, um texto cristão. Aliás, produzido pelo mesmo tipo de cristão que produziu o evangelho de Mateus, por exemplo.

    A diferença reside no fato de que ele não entrou no cânone católico por ser considerado gnóstico. E os textos gnosticismos nunca foram considerados como historicamentes inverídicos pelos pais da igreja. Os textos gnósticos foram condenados porque representavam uma afronta às autoridades e hierarquias estabelecidas pelos proto-ortodoxos da época. Ou seja, a briga é política. Mas é certo que os cristãos do primeiro e segundo século adoravam contar estórias sobre milagres e poderes maravilhosos para enaltecer a figura de Jesus.

    Só que em Atos, os apóstolos começam também a fazer milagres (2:43). Pedro cura um paralítico no Templo (3:7-11). Deus responde a Pedro com um terremoto milagroso (4:31). Ananias e Safira foram mortos pelo Senhor a pedido de Pedro (5:5-10). Sinais e maravilhas continuaram a ser feitas pelos apóstolos (5:12). Pedro curou muitas pessoas de diversas cidades (5:12-16). As portas da prisão foram abertas por um anjo (5:19). Stevão operou grandes maravilhas e sinais (6:8). Em Samaria, Filipe fez grandes milagres e sinais (8:6,7,13).

    Sabe porque isso acontece? Porque Atos, que data aproximadamente do ano de 125 da Era Comum, marca a passagem do começo da estruturação da igreja primitiva. Assim, os apóstolos ganham um status privilegiado, operando milagres de modo a enaltecer suas figuras, e entregando a responsabilidade pela continuidade da evangelização para os presbíteros, diáconos e bispos.

    É por isso que existem milagres na Bíblia e nos textos dos cristãos primitivos. Pra enaltecer e evangelizar. Nada diferente de hoje. Vide as estorinhas inventadas do Jipe sem motor e similares.

    Aliás, um grande teólogo cristão liberal chamado Rudolf Bulkmann concorda plenamente com essa tese. Nos seus trabalhos, ele estudou os milagres na forma como eles são relatados nos textos cristãos, e chegou à conclusão que todo milagre relatado tem uma estrutura em comum: 1) Jesus se encontra em uma situação desafiadora; 2) Oponentes desafiam Jesus; 3) Jesus opera o milagre e supera os seus oponentes; 4) A multidão de maravilha e alguns passam a seguir Jesus. E assim, não que apenas as testemunhas oculares o seguissem, mas quem ouvia essas estórias, que circulavam como tradições orais nas comunidades, também acreditava nelas. Naquele tempo as pessoas acreditavam em qualquer merda.

    Aliás, me espanta que, dado que ambos detêm a mesma qualidade de evidências escritas, os cristãos acreditem nos milagres de Jesus mas rejeitem os milagres de Apolônio de Tianna.

    Grande abraço.

  113. Criaturo,

    voce é vidente ?

    Não. Apenas me interesso mais por ciência do que por arte abstrata.
    Já te sugeri que estudasse um pouco mais a teoria do processo evolutivo.

  114. Caramba Criaturo…

    Parabéns pela sua paciência !!!

    Eu por exemplo acho um insulto a razão, a lógica, a história da filosofia, da metafísica, dar ouvidos a “argumentos” ateológicos deste blog… Obviamente que agente sempre acha pessoas honestas, equilibradas em blogs como este, mas é a minoria …

    Mas este é um blog que bate em espantalhos…

    É pra quem tem em sua mente e coração a certeza que Deus não existe este aqui vem mantendo viva sua memória… Em forma de ódio, sarcasmo, sentimentos … estão um tanto incomodados com o Deus que para os tais certamente não existe

    Sobre ciência então, meu Deus!

    E eles devem achar que o universo e uma construção de pedacinhos minúsculos de matéria, e é tudo o que temos…

    Fica aqui minha introdução a mecânica quântica para vcs saborearem e pararem de se iludir com vosso mundinho materialista

    http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2014/07/24/a-mecanica-quantica-de-campos-o-que-e-real-parte-i/ [é só a primeira parte :D]

  115. Wagner Menke:

    Naquele tempo as pessoas acreditavam em qualquer merda.

    Hoje a merda prospera da mesma forma.

    Não foi intelectualmente honesto você estar comentando o comentário de um “crente” e jogar na conversa algo como se fosse parte das escrituras quando de fato é uma passagem apócrifa. Tería que no mínimo ter alertado sobre isso.

    Por isso que as pessoas tem que estar MUITO ALERTAS ao acreditar em tudo que os outros falam.

  116. Hoje a merda prospera da mesma forma.

    Intelectualmente desonesto é a sua falácia de apelo à tradição, que você vem usando já a algum tempo e agora a comento. O Hinduísmo tem origens que remontam pelo menos 4000 anos de “prosperidade”, o dobro do cristianismo. Por que você não acredita nele? Provavelmente porque nasceu o Brasil e não na Índia.

    Segundo, eu deixei bem claro que se tratava de Atos de Paulo, e linkei o texto pra mostrar que o documento é apócrifo. Não houve nenhuma desonestidade aí.

    Terceiro, você não explicou porque um “crente” deve dar crédito aos milagres dos textos canônicos e não dos apócrifos. Talvez porque tenha ficado com vergonha de dizer que é porque as autoridades católicas disseram que você só podia ler aquilo que ela considera sagrado e você, como bom pau mandado que é, aceitou sem resistência.

    Resistência essa que você apresenta contra a “prosperidade” do hinduísmo com todas as suas forças, diga-se.

    Percebe como vocês são seletos nas suas crenças? Percebe como tudo tem a ver com autoridade e política?

  117. Marcos

    voce é vidente ?
    Não. Apenas me interesso mais por ciência do que por arte abstrata.

    foi a sua ciência quem te disse que somos frutos do burro acaso ?

  118. jephsimple

    Caramba Criaturo…
    Parabéns pela sua paciência !!!

    Caramba digo eu! ha…ha..ha.ha.ha….por um momento pensei que seu cumprimento era uma ironia, pois normalmente os ateus se cumprimentam por conseguirem me aturar.
    Fazer o que se dão mais credito ao acaso do que a razão.

    sds

  119. Wagner Menke,

    Que tipo de argumento bobo é esse que agora tenho que crer no Hinduísmo só por que é mais antigo? Eu nunca defendi o Cristianismo com base na “tradição”, ou seja, por é o tradicional, tem que ser melhor que os outros. Há inúmeras outras razões.

    A Igreja Católica não foi no Youtube ver ‘especialistas’ como você para decidir quais livros devem fazer parte da Bíblia. Foi fruto de um processo lento e cuidadoso de análise teológica. Só que camaradas como você, adoram uma ‘novidade’, então apareceu um texto apócrifo escrito por sabe-se lá quem em algúm sítio arqueológico? Beleza, tasca no Youtube! Depois diz que “antigamente” que se acreditava em qualquer merda.

  120. André, digo e repito: “antigamente, se acreditava em qualquer merda”.

    Foi assim que surgiu o mito Apolônio de Tianna, foi assim que surgiu o mito Vespasiano, foi assim que surgiu o mito Menahem ben Judah, enfim, foi assim que surgiu o mito Jesus.

    Ainda, é você que vem sustentando que “o cristianismo se manteve intacto durante todo esse tempo”. “O cristianismo é antigo e não é você com um vídeo no Youtube que vai mudar isso, e blá blá blá blá blá blá”. Estou errado? Pois bem, o hinduísmo é mais antigo ainda e sobrevive, da mesma forma que o cristianismo.

    E aí? Faz diferença alguma alegar esse apelo à tradição?

    Mas você tocou num assunto bem bacana: o fato de a Igreja Católica ter decidido quais livros devem fazer parte da Bíblia.

    Conta pra gente quais foram esses critérios lentos e cuidadosos de análise teológica que você citou. Eu te digo que sei exatamente quais são, mas estou ansioso para ouví-los de você e debatê-los. Afinal, se você não for capaz de dizê-los e defende-los, vou ter que mudar minha frase para “antigamente e atualmente, acreditam em qualquer merda”.

    Fico no aguardo.

    E não demore, senão vou achar que você está procurando no Google…

  121. E eles devem achar que o universo e uma construção de pedacinhos minúsculos de matéria, e é tudo o que temos…

    Eu não acho nada!! O universo É um amontoado de matéria constituída de pedacinhos minúsculos, como você diz. E, até prova em contrário, é, sim, tudo o que temos.

    Mas estou aberto a ouvir seus delírios de mundos encantados para onde vamos após o nosso falecimento. Só não venha querer que eu aceite isso como prova. E, aliás, esses delírios nem são seus. Você apenas achou a ideia bonitinha e reconfortante e ficou com ela pra você…

  122. Criaturo,

    foi a sua ciência quem te disse que somos frutos do burro acaso ?

    Ninguém me disse isso e eu nem acredito nisso. Pensei ter deixado isso bem claro.

  123. Marcos

    desculpe, não se ofenda pensei que fosse ateu.

  124. Sou ateu, sim.

    O que uma coisa tem com a outra?

  125. Wagner Menke,

    Minha defesa do Cristianismo é no sentido de muitos filósofos e teólogos do mais alto gabarito não terem questionado o que você questiona no seus ‘selfies’ do Youtube, é só isso. Cada um acredita no que quiser, eu, me desculpe, acredito nos teólogos do cristianismo. Não somente pela sua capacidade intelectual, mas também pelo grau de moralidade, pelo que essas pessoas foram para a humanidade.

    Sobre quais foram os critérios da escolha da bíblia, muitas poupas pessoas nesse MUNDO saberíam responder essa pergunta. Só que o Dr. Wagner, estudado na faculdade Google de teologia, sai por aí se vendendo como especialista. Isso antigamente chamava charlatão, mas como você não cobra, tudo bem. Os critérios foram obviamente históricos e também teológicos.

    Não queira me desafiar por que eu não me vendo como ‘expert’, mas se você é, por que não me mostra pelo menos alguma credencial? Qdo eu pergunto, não tenho resposta, você quer que eu creia em você na base do “la garantía soy yo” e depois vem dizer que é “naquele” tempo que se acreditava em merda. A única diferença é que hoje a merda viaja online, ficou ainda pior.

    E sobre demorar para responder… já te disse, eu tenho uma vida completa, balanceada, com familia, trabalho, esportes, e também de orações. Se você fica em frente o seu computador o dia todo, não espere isso de mim.

    Você também tem alguma fixação anal com a bíblia? Por que não discutimos a existência ou não de Deus, ja que essa é uma discussão muito mais abrangente e até os amigos Hindus podem participar? O blog não chama “DEUS”ilusão?

  126. Eu topo!! Vamos discutir a existência ou não de Deus.

    Começa tu.

  127. André, vamos a um resumo dos fatos:

    1) Eu indaguei o comentarista D.R. do porquê dele não acreditar na divindade dos apóstolos dado que os mesmos também realizaram milagres. Pra isso, citei exemplos dentro e fora do cânon do NT;

    2) Você deu um piti me acusando de desonestidade intelectual por não deixar explícito que o livro de Atos de Paulo é apócrifo, embora eu tivesse postado o link;

    3) Perguntei pra você qual era a grande diferença dos milagres nos relatos canônicos e não canônicos. Dei minha explicação detalhada da função dos milagres nas narrativas;

    4) Você não soube responder a diferença entre apócrifos e não apócrifos, dado que não sabe como os livros do NT foram parar ali. Apenas confia na autoridade de quem decidiu isso.

    Com isso, morreu o assunto. Você é um pau mandado acrítico que confia nas credenciais dos pais da igreja primitiva, e não há o que debater com quem nem sabe ao menos justificar suas posições. Recomendo ler menos blogs ateus e mais blogs católicos.

    Pra quem se interessar, não perca meu próximo vídeo, pois vou mostrar os métodos nada ortodoxos que os supostos detentores da ortodoxia católica usaram para criar o NT. E isso não é nenhuma novidade, pelo menos do mundo acadêmico. Vou só confirmar que a diferença é uma questão pura e simples de política. E de gente corrupta que mente em nome de deus.

    E por fim,

    Você também tem alguma fixação anal com a bíblia? Por que não discutimos a existência ou não de Deus, ja que essa é uma discussão muito mais abrangente e até os amigos Hindus podem participar? O blog não chama “DEUS”ilusão?

    Tenho fixação com a Bíblia sim, mas não anal. Tenho fixação por que querem usar as bobagens escritas nela pra influenciar a vida de quem não tem nada a ver com o cristianismo.

    E não vou discutir a existência de deus com você porque:

    1) Esse tipo de discussão é filosófica. Não leva em conta evidências materiais ou factuais. E em minha humilde opinião, os crentes a adoram porque é mais fácil distorcer a lógica do que distorcer os fatos;

    2) O ponto máximo que essa discussão pode chegar é no deísmo, que afirma que existe um criador, mas ninguém sabe quem é.

    3) Inevitavelmente, em algum momento, o debate irá tocar no assunto “revelação”, pois já que existe um deus, ele tem que se manifestar para que possamos saber o que fazer para adorá-lo. E inevitavelmente, iremos falar de livros sagrados, que é considerada a “prova material” da revelação e da vontade desse criador. E aí a gente vai ter que discutir a Bíblia.

    Entendeu? Por isso eu pulo etapas e vou logo pra evidência. No caso, entendo ser a Bíblia um mero livro escrito por homens primitivos que relatam suas visões teológicas. Se quiser debater isso comigo, fique à vontade.

    Abs

  128. . “Eu não acho nada!! O universo É um amontoado de matéria constituída de pedacinhos minúsculos, como você diz. E, até prova em contrário, é, sim, tudo o que temos.”

    Pois é, fica a tua disposição minha publicação, e olha, é de uma revista que odeia o criacionismo e a TDI … A Science American Brasil.

    Publiquei uma parte, em breve publicarei outra…

    Tu nem sabes em que mundo vive…

    Quanto a prova em contrario é muito engraçado…

    Uma simples prova lógica mostra o quão absurdo é existir apenas o cosmos da forma que um materialista crê…

    Tem que resolver o simples… Mostra para nós que o universo não tem os alegados [pelos naturalistas] aproximados 14 bilhões de anos…

    Depois em um universo eterno nos dê um tempo estimado para o surgimento do planeta azul e a vida…

    Mas repito você pode se arriscar em ler alguma coisa sobre emaranhamento quântico, sobre o que é a matéria…

    Deixo te um pedacinho de dados…. Não pense que você está agora exatamente onde vc pensa que esta… :D

    Trecho: “As “partículas” da teoria quântica de campos não tem posição bem definida: uma partícula no interior de seu corpo não está rigorosamente dentro do seu corpo. Um observador que tentar medir sua posição terá uma probabilidade pequena, mas não nula, de detecta-la nos locais mais remotos do Universo.Essa contradição se tornou evidente com as primeiras formulações da mecânica quântica, mas se intensificou quando os teóricos juntaram a mecânica quântica a teoria da relatividade. Partículas quânticas relativísticas são extremamente ardilosas; elas não se localizam absolutamente em nenhuma região do Universo.”
    http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2014/07/24/a-mecanica-quantica-de-campos-o-que-e-real-parte-i/

  129. ^
    ^
    ^

    Ops a resposta acima é para o Barros …

  130. Criaturo,

    “Fazer o que se dão mais credito ao acaso do que a razão”

    Pois é …

    Eu não vejo problema em uma pessoa crer que ela é um acidente sortudo, muito sortudo desde a origem da matéria e energia até a origem da vida e a evolução da vida.

    Veja uma pessoa pode crer nisso, masa agora se ela quer impor isso como ciência para as outras pessoas afirmando que uma crença diferente da dela; por exemplo, de que a origem da matéria e energia, a origem da vida e multiplicação da vida é causado por uma inteligencia que transcende espaço e tempo é uma pseudociência é mentira…

    Então dentro do critério genuíno de ciência, aquilo que ela crê deve possuir evidências, pois ninguém observou a origem do cosmos e nem da vida.

    Então, além de evidências deve-se postular uma hipótese falseável.

    Isso é uma exigência científica tanto para quem crê em causa inteligente [criacionismo e ID] quanto para aqueles que crê que trata-se de um acidente…

    Mas o naturalismo tem anulado a sua falsificação, pois ele milita a ciência a acidentes naturais. Não é uma questão apenas de dizer que não existe nada além da natureza; é dizer também que tudo é acidente e nada mais, oras, se não for enquadrado dentro de um acidente natural, não trata-se de ciência.

    Mas a ciência não tem preferências, ela simplesmente deve seguir os dados com o mínimo de subjetividade possível [claramente não se pode existir uma ciência sem subjetivismo, ou totalmente imparcial] aonde quer que esses dados nos levem, mesmo que façam surgir em nós sentimentos de frustração, mesmo que nos contrarie… E é o que a física quântica tem feito por exemplo…

    Um abraço …

  131. Uma simples prova lógica mostra o quão absurdo é existir apenas o cosmos da forma que um materialista crê…

    É mesmo!

    Deve ser menos absurdo imaginar que todo o universo foi criado por um ser todo-poderoso, mas solitário e carente que resolveu criar tudo isso e a nós mesmos, de forma que pudéssemos masturbá-lo.

    Ponto pra você!

  132. Barros…

    “Mas estou aberto a ouvir seus delírios de mundos encantados para onde vamos após o nosso falecimento.”

    Oras, a vida é só um estado temporal, a “morte” é um estado eterno…

    Vê que num universo eterno a sua inexistência temporal é eterna.

    E sua existência temporal é extremamente breve, tanto antes, quanto depois de vc nascer; e após morrer… Vê isso?

    Podes ter certeza que todos ao morrerem não fazem mais parte do espaço tempo, ou seja, não estão mais dentro dessa dimensão que tu achas que é a única que existe … Para os mesmo não existe mais o ontem o agora ou amanhã…

    Mas eu não vim aqui para falar da minha crença sobre vida após a morte, inexistência absoluta após a morte [tanto quanto estamos em inexistência absoluta antes de nascer ]…

    Não vou pregar sobre a bíblia … Sobre filosofia, lógica …

    Sabe aquela historinha do ID?

    Então eu continuo firme…

    Sabe aquela histórinha que a teoria da evolução não tem evidências para lhe dar status de científica… Então ainda é assim … a verdade do momento…

    E olha, eu não paro de ler sobre biologia, sobre genética, e eu também gosto de ler papéis feitos por biólogos evolucionistas e nem lá o design inteligente é inexistente!

    Leia um pouquinho sobe o cérebro, sua função, seu consumo de energia … E vai perceber que está diante de um design para além da tecnologia atual e vc tem um dentro da sua caixa craniana; e melhor, ele é a prova d’água… :D

  133. “Deve ser menos absurdo imaginar que todo o universo foi criado por um ser todo-poderoso, mas solitário e carente que resolveu criar tudo isso e a nós mesmos, de forma que pudéssemos masturbá-lo.
    Ponto pra você!”

    Do ponto de vista subjetivo você deve estar coberto de razão.

    Deus está limitado a uma ordem cronológica do tempo, sendo assim estava lá ele sozinho, ele se sentia tão sozinho e deprimido que resolveu organizar matéria, energia, criar vida complexa…

    Bom, sendo assim isso claramente quer dizer que não existe nenhum Deus todo poderoso que quis criar o universo e a vida complexa…

    Deve ser um absurdo pra vc … Mas ainda que seja contra seu gosto isso ainda está do lado da invejada razão, da lógica que possui axiomas subjacentes objetivos e imutáveis?

    Qual o absurdo de um ser todo poderoso, eterno, inteligente, solitário e deprimido querer criar um universo organizado e a vida complexa e vida inteligente?

    Deve existir um argumento lógico, objetivo que torna a existência de um criador poderoso, eterno e inteligente do universo e a vida uma tolice sem tamanho…

    E deve existir um que torne sua inexistência de acordo com que observamos algo evidente.

    Veja, deve existir … Deus é falsificável …

    Mostre por lógica, pelos dados recolhidos na natureza e qualquer pessoa com Q.I razoável refuta toda a crença de bilhões de pessoas ao longo de toda a história da humanidade.

  134. Barros …

    O cosmos é tudo que existe?

    Desde quando?

  135. E sua existência temporal é extremamente breve, tanto antes, quanto depois de vc nascer; e após morrer… Vê isso?

    Eu vejo que você precisa de um cérebro novo… A minha existência temporal foi extremamente breve antes de eu nascer? Elabore…

  136. Pra finalizar minha estada neste blog …

    By David Robertson,

    Muitas pessoas, quando perguntadas por que não acreditam em Deus, irão dizer algo como: “Porque há tanto mal no mundo”. Não foi o meu caso. Uma das razões que me tornei cristão foi estudando os horrores do Holocausto. Visitei Auschwitz pela primeira vez no ano passado. Foi tão perturbador. Se Deus não existe, então para mim este mundo é um inferno. O que é muitas vezes usado como um motivo para não acreditar em Deus pode ser usado como uma razão para acreditar.

    Acho que todos nós temos um senso do mal e um senso do bem – não acho que a moralidade seja relativa. O mantra moderno de “É verdade para você, mas não para mim” é falso. Realmente existe algo como o bem e o mal. Para mim esta verdade efetivamente conduz a Deus, ao invés de afastar de Deus.

    Então aqui está o problema do mal em poucas palavras. Nós dizemos que Deus é onipotente – que Ele é todo-poderoso, de tal forma que Ele possui o poder para destruir o mal. Nós dizemos que Deus é bom, então Ele iria querer destruir ao mal. Então ateus argumentam que, porque o mal existe, um Deus bom e onipotente não pode existir. Caso contrário, Ele iria parar o mal. É um argumento simples, mas para muitas pessoas é devastador.

    Não deveríamos proteger cristãos de argumentos como este. Alguns dos nossos jovens crescem em igrejas onde eles não são convidados a pensar sobre essas coisas e são protegidos. Assim, a primeira vez que se deparam com um problema como esse, tudo vai abaixo e eles perdem sua fé. Esse não precisa ser o caso. Existem muitas contradições dentro desse argumento, especialmente quando comparado com a atitude de muitos ateus hoje.

    Ateus como Richard Dawkins afirmam que na realidade o mal não existe. Em seu livro “O Rio que saía do Éden” Dawkins escreve: “Em um universo de elétrons e genes egoístas, forças físicas cegas e replicação genética, algumas pessoas vão se machucar, outras pessoas vão ter sorte, e você não vai encontrar nenhuma rima ou razão para isso, nem qualquer justiça. O universo que observamos tem precisamente as propriedades que deveríamos esperar se, no fundo, não existe nenhum projeto, nenhum propósito, nenhum mal, nenhum bem, nada além da indiferença impiedosa “.

    Portanto, para este tipo de pensamento ateu, não há mal. Não há propósito. Nada além de indiferença cega e impiedosa. Às vezes oro a Deus questionando o porquê dessas coisas terríveis acontecerem no mundo. Fico chateado. Mas eu estaria em um poço de desespero se acreditasse que o universo não possui propósito, não possui bem nem mal, e que tudo aconteceu por nenhuma razão.

    Se você é um naturalista (ou seja, você acredita que o mundo material é tudo o que existe), então você tem um problema real com a existência do mal. Você tem que acreditar:

    1) Não há criação, e não existe Criador.

    2) Não há vida após a morte. Ninguém a quem responder. Você é uma bolha de carbono flutuante de uma existência sem sentido para outra.

    3) Não há fundamento último para a moralidade. É apenas algo que acontece, e tem evoluído.

    4) Não há sentido último da vida. Nós estamos indo de uma existência sem sentido para outra.

    5) Não há livre-arbítrio humano. Isso significa que eu estou programado para fazer certas coisas. Isso significa que eu não posso ser responsabilizado. Isso significa que quando você está na frente de um juiz por estuprar uma mulher, você diz: “Eu não posso ser culpado, eram meus genes”. Ela tira a responsabilidade humana. A responsabilidade faz parte do ser humano. Temos um elemento, pelo menos, do livre arbítrio.

    O problema com o ponto de vista ateu do mal, é que, logicamente, não faz sentido. Ou você concorda que ele existe, ou você não concorda. Se ele não existe, então em que base metafísica ele existe? Ele não pode simplesmente “existir” em um mundo formado apenas por átomos e moléculas.

    Eu amo a visão de CS Lewis. Enquanto ele fazia a sua jornada do ateísmo ao teísmo, Lewis percebeu que o problema do mal era um problema maior para o ateísmo do que para o teísmo. No livro “Cristianismo Puro e Simples”, ele escreve:

    “O meu argumento contra Deus era de que o universo parecia tão cruel e injusto. Mas de onde eu tinha tirado essa idéia de justo e injusto? Um homem não chama uma linha torta a menos que possua alguma idéia de uma linha reta. Com o que eu estava comparando este universo quando eu chamava ele de injusto…? É claro que eu poderia ter abandonado a minha idéia de justiça dizendo que ela não era nada além de uma idéia particular. Mas se eu fizesse isso, então o meu argumento contra Deus iria entrar em colapso também – porque o argumento depende do fato que o mundo seja realmente injusto, não simplesmente que ele não agrada as minhas fantasias privadas.

    Assim, no próprio ato de tentar provar que Deus não existe – em outras palavras, de que toda a realidade era sem sentido – eu fui forçado a assumir que uma parte da realidade – ou seja, a minha idéia de justiça – estava cheio de sentido. Consequentemente, o ateísmo acaba por ser muito simples. ”

    É verdade. O ateísmo é muito simples. Se você diz que não acredita em Deus, porque o mundo é injusto e que não há mal no mundo – mas, em seguida, afirma que não há tal coisa como o mal, você está se contradizendo.

    O lema do novo ateísmo “Deus não existe e eu odeio Ele” não faz qualquer sentido.

  137. Sabe aquela histórinha que a teoria da evolução não tem evidências para lhe dar status de científica… Então ainda é assim … a verdade do momento…

    Na sua boca de culto, sem dúvida.

  138. “”E sua existência temporal é extremamente breve, tanto antes, quanto depois de vc nascer; e após morrer… Vê isso?
    Eu vejo que você precisa de um cérebro novo… A minha existência temporal foi extremamente breve antes de eu nascer? Elabore…”

    Eu errei … heheheheh …

    Lê assim :

    Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer.

    Isso tanto num suposto universo eterno quanto na existência do Deus eterno, poderoso, criador, inteligente…

    Mas é irrelevante… Vamos ficar com os dados temporários … Não é essa a discussão?

    Até breve …

  139. Se você diz que não acredita em Deus, porque o mundo é injusto e que não há mal no mundo

    Eu nunca atribuí minha descrença a isso, mesmo porque, se crentes de programa, como você, fosse honestos o suficiente, iriam perceber que o Deus em que você acredita é injusto e mal.

    Meus motivos para não acreditar em deuses é só o fato de que não há nada que me sugira minimamente que deuses são possíveis. Nada além da minha ignorância e vontade de que meus sonhos de imortalidade sejam reais. É por isso que o crente acha tão fácil acreditar em Deus: porque ele é muito ignorante acerca do mundo, e se caga de medo de saber que vai morre e… Fim!

  140. Isso tanto num suposto universo eterno quanto na existência do Deus eterno, poderoso, criador, inteligente…

    Mas analfabeto. Precisou mandar escrever sua mensagem. E ficou uma merda e ele nem se incomodou.

  141. Marcos,

    esse negócio das pessoas de antigamente viverem em média até os 40 anos, acho que não faz muito sentido não. Penso que tal dado vem de uma média estatística onde se incluiu a morte prematura de crianças (essas sim morriam em grande número, provavelmente, por falta de vacinas) e de homens jovens que morriam em batalhas.

    Quantos de nós aqui não deve ter avós e bisavós que viveram mais de 80 anos, numa época em que havia poucas vacinas?

    A própria Bíblia afirma que a duração da vida de um homem é de 70 a 80 anos.

    Acredita-se que o apóstolo São João morreu com mais de 90 anos de idade e que o evangelista São Lucas tenha entrevistado São Pedro e até mesmo a própria Santa Maria para escrever seu evangelho, dado as passagens de seu evangelho sobre a anunciação do anjo e da infância de Jesus; coisas que somente a Mãe de Jesus poderia saber.

    http://www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=FC08E5D6-3048-560B-1C2ABF52FFF333F7&mes=Outubro2006

    Concordo totalmente com você a respeito dos relatos fantásticos da Bíblia que desafiam as leis da natureza; incluindo-se aí as profecias e os milagres bíblicos. Mas, se não fosse isso, como poderíamos saber que ela foi inspirada por Deus? Já que, somente Deus tem poder (ou seja, a “senha de administrador” da “Matrix”) para violar as próprias leis da natureza. .

    E se Jesus não tivesse feito profecias, milagres e ressuscitado dos mortos, como poderíamos acreditar que ele é o Filho de Deus e, portanto, Deus? Seria somente por seus santos gestos, por suas belas palavras e por seus sábios ensinamentos?

    Tirando as profecias e milagres, a Bíblia não passa de um conjunto de livros dramáticos, históricos, poéticos, de leis, de ensinamentos, de pensamentos, etc.; alguns muito belos, mas perfeitamente humanos.

    É claro que, excetuando-se o Santo Sudário, é quase impossível saber (e até mesmo de acreditar) se os milagres bíblicos ocorreram de fato ou se são apenas relatos fantásticos, como você bem disse. Porém, há milagres permanentes na Igreja fundada por Cristo até mais espantosos do que os milagres bíblicos; como, por exemplo, os milagres eucarísticos como o de Lanciano, o Sangue de São Genaro, a Imagem de Guadalupe, os corpos incorruptos de santos e tantos outros. Destacando-se, claro, o Santo Sudário; que, se realmente for autêntico (e, por tudo que já li a respeito, não tem como ser uma falsificação), contém a prova científica da RESSURREIÇÃO e da DIVINDADE de Jesus Cristo e, de bônus, a prova arqueológica da autenticidade dos Evangelhos Canônicos. E se Jesus ressuscitou dos mortos, o resto dos milagres bíblicos é “fichinha”.

    O mais espantoso é que parece que o Santo Sudário foi providencialmente feito para os incrédulos dias de hoje; já que somente agora a humanidade tem recursos científicos e tecnológicos para estudá-lo a fundo. Não é à toa que ele já é o objeto mais estudado em toda a história da Ciência; e que, segundo o Pe. Quevedo, muitos cientistas que estudaram o mesmo se converteram ao catolicismo.

    É por isso que, na busca por Deus, pela Verdade e pela verdadeira religião, não devemos ignorar ou desprezar as profecias e os milagres. Pois, somente Deus pode fazê-los; e eles são como que a assinatura de Deus para comprovar sua existência, sua Igreja e sua verdadeira doutrina.

  142. (…)Deus eterno, poderoso, criador, inteligente…

    Tudo isso? Mas precisa dos jephsimples da vida pra falar por ele e defendê-lo…Ô dó.

  143. Criaturo

    a sua ignorância não tem o poder de tornar fenômenos irracionais, apenas incompreendidos.
    corpos podem ser projetados, e você ignorar a força que os desloca , não torna isso impossível.

    Olha, depois dessa demonstração de complexidade, profundidade e sofisticação intelectuais só me resta responder à altura.

    A raiz quadrada de 23 é aproximadamente 18, mas apenas quando 40% dos pôneis azuis não falam senegalês. Outrossim, em termos quânticos, o peso vetorial das mitocôndrias de R2D2 será sempre em função da disposição horizontal dos pedúnculos equinociais de Beteugelse quando em displasia ocidental.

  144. [Comentário editado pelo autor em 26/07/2014]

    Que dó! Que dó! Que dó! Kkkkkkkkkkkk

    Eu tomei muito uísque hoje! Não sou de beber, mas às vezes… E hoje é dia de “às vezes”. Isso me lembra que eu tenho que atualizar o texto do blog. Falta a parte 2.

    Eu também tô ocupado respondendo um monte de crente de programa que tão me esculhambando no YouTube, só porque eu mandei o Espírito Santo se fuder!!

    Depois de postar o resto dessa história de caligrafia, depois de responder um comentário da Maria, eu vou escrever sobre isso, eu acho.

    Crente é tão estúpido quando o assunto é a sua coleção de fábulas! Gente, o Espírito Santo não deve ter nenhum buraco por onde um pênis possa penetrar; portanto, eu mandar o Espírito Santo se fuder não deveria gerar tanta ira!! Meu comentário gerou mais de 200 respostas… Vou até pedir pra esse povo vir debater aqui no blog, que eu tô precisando rir um bocado. O uísque tá ajudando, mas nada como um adulto que acredita em contos de fada!!!!!!

    Kkkkkkkkkkkk

    Não rio assim não. Eu rio assim: rararararararará

    Ô gente idiota. Não em tudo, entenda-se. Mas idiota.

  145. Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer.

    Puxa, jephsimples, para de elaborar. Você praticamente criou o avesso de Deus; enquanto ele existe eternamente, o Barros inexiste eternamente.

  146. Shirley, ele é um crente Ph.D.!! Muito cuidado!!!!

    Mais tarde eu volto pra ver se “A Porta” quer discutir sobre a existência de Deus comigo.

    Aproveita que eu tô bêbado, Porta!!!!

  147. Interessante Barros. Como você pode estar bebendo uísque se o jephsimples acabou de demonstrar que você inexiste eternamente?

  148. Marcos

    Sou ateu, sim.
    O que uma coisa tem com a outra?

    veja :

    ateu: crê ser ter sua origem na falta de razão com um acaso cego e burro

    teísta: crê ter sua origem em uma inteligencia proposital

  149. jephsimple

    Mas a ciência não tem preferências, ela simplesmente deve seguir os dados com o mínimo de subjetividade possível [claramente não se pode existir uma ciência sem subjetivismo, ou totalmente imparcial] aonde quer que esses dados nos levem, mesmo que façam surgir em nós sentimentos de frustração, mesmo que nos contrarie… E é o que a física quântica tem feito por exemplo…

    pois é, ateus adotaram o simplismo da navalha de occam,
    é mais facil darem razão ao simples acaso do que a uma inteligencia complexa.

  150. Barros

    É mesmo!
    Deve ser menos absurdo imaginar que todo o universo foi criado por um ser todo-poderoso, mas solitário e carente que resolveu criar tudo isso e a nós mesmos, de forma que pudéssemos masturbá-lo.
    Ponto pra você!

    começou mal criando um espantalho do deus ateu para dizer que ele é feio burro, ridículo e não existe.

  151. Criaturo,

    ateu: crê ser ter sua origem na falta de razão com um acaso cego e burro

    Se esta é a sua definição particular de ateu, então eu me enganei. Não devo ser ateu não.

    Eu sequer acho que a falta de razão possa ser “a origem” ou “dar causa” ao que quer que seja. É apenas uma característica do processo.
    Nem acho que o acaso possa ser adjetivado como burro, pois isso implicaria no mau uso ou no não uso da capacidade de raciocínio, coisa que o acaso não possui.

  152. SS

    pedúnculos equinociais de Beteugelse quando em displasia ocidental.

    errou de novo é isso que da quando se mete a vidente querendo provar que fenômenos desconhecidos são falsos.

    o correto seria:
    ……pedúnculos equinosociais de Besteugelse quando em displasia ocidental.

  153. Wagner Wenke,

    ….Apenas confia na autoridade de quem decidiu isso. Com isso, morreu o assunto. Você é um pau mandado acrítico que confia nas credenciais dos pais da igreja primitiva, e não há o que debater com quem nem sabe ao menos justificar suas posições.

    VOcê viveu naquela época para saber? Teve acesso aos originais? OU você está com dor de cotovelo por que você É PAU MANDADO DO OUTRA OUTRO LADO? Você quer que eu deixe de acreditar na Igreja Católica e os vários autores que escreveram sobre o assunto, para crer em alguém como você, que não tem 1 artigo sequer publicado em uma publicação com revisão de pares.

    E você não quer discutir a existência de Deus por que sabe que o território é perigoso para você, você não vai poder ficar se perfazendo com nomes de tribus antigas que dão falsa impressão de intelectualidade.

    Vocês falam de boca cheia sobre as “evidências” e eu adora evidências, porém, a existência de Deus, anterior os nosso mundo físico não pode ser examinado pela nossa ciência por que ela é LIMITADA, ela só lida com o físico e o repetível. Portanto, a filosofia segue, sim, sendo muito importante, e pode nos fornecer verdades que a ciência não pode.

    É questão básica, se sua preocupação fosse realmente com a verdade e com o destino da humanidade, você admitiria que o debate sobre a existência de Deus é mais importante que a crítica ao NT. Já falei isso aqui várias vezes. Mas aqui a intenção não é aprender, mas sim denegrir o cristianismo.

  154. Barros,

    Se você quer discutir a existência de Deus comigo, melhor sarar a bebedeira, você já é meio tapadinho são, imagine bêbado. Alias, será que você não anda bebendo sempre que escreve seus artigos? Pare com isso menino. Melhor ir jogar xadrez com suas peças da índia ou escrever para a amada com aquela caneta que você pagou em pounds.

  155. Depois de ler um livro, As Mulheres do Nazismo, fiquei curiosa em conhecer um pouco mais sobre as mulheres nazistas e uma coisa leva a outra, do nazismo fui para o comunismo e acabei sabendo mais sobre a barbárie nazista e comunista do que gostaria.

    Ao fim, chega a ser entediante ver Criaturos, Andrés, DRs, jephsimples da vida com essa lenga-lenga sobre Deus, milagres, composição do cosmos, razão, acaso, “vida” depois da morte…

    Mais entediante ainda é saber que infalivelmente esse povo vai se sair com a outra lenga-lenga de que Deus não pode ser culpado dos atos humanos, que ele deu o livre arbítrio, que bláblábla eu não posso culpar Deus, que blábláblá, Deus nos ama e blábláblá…

    Entediantes criaturas, nesse exato momento os muçulmanos no Iraque estão praticando mutilação genital nas mulheres, enquanto outros muçulmanos estão em guerra com judeus, enquanto outros muçulmanos estão crucificando cristãos e matando-se uns aos outros. Na Índia hindu há uma verdadeira epidemia de estupros. E tudo isso é só no atacado, nem estou contando o varejo.

    Esse Deus de vocês é o Jigsaw cósmico, né?

  156. André,

    Você viveu naquela época para saber? Teve acesso aos originais?

    Não vivi, mas sim, tenho acesso aos textos originais, em grego, do NT. Pode ser encontrado nesse site aqui. O site ainda traz as versões dos manuscritos.

    Se não gostar do site, existe um software, o e-Sword, aconselho. Baixe todos os add-ons.

    E é justamente no processo de cópia dos textos que ocorreram corrupções. Mas pra te explicar isso você teria que saber o que foi o gnosticismo e suas correntes sectárias. Aconselho não perder meu próximo vídeo.

    Se quer tanto assim credenciais, use as do Bart Ehrman, o principal autor no qual me baseio para fazer meus vídeos. Ele é historiador, especialista em Novo Testamento e Cristianismo primitivo, fala grego, hebraico, aramaico, copta e alemão, e tem diversos artigos e publicações relevantes. Acho que seria um bom começo pra você.

    E não vou discutir a existência de deuses. Não com você.

    Abs

  157. Wagner Menke,

    VOcê não me contou que você falava grego! Bem, se não fala, continua pau mandado de quem fala e traduz para você. Se você conversar com TEstemunhas de Jeová, eles te provam que o nome de Deus é Jeová, e vão lá nas traduções antigas, etc. O meu ponto é que para alguém falar com autoridade no assunto precisa de MUITA preparação, você começou pelo fim, deveria ir estudar 20, 30 anos, dominar os idiomas da época, para depois ficar postando vídeo. Só que no Brasil vale a lei do menor esforço, você le alguns livros, e sai vendendo o peixe que TE venderam. E ainda vem chamar a mim de pau mandado.

    Quanto a você não discutir sobre a existência de Deus, ‘não comigo’, não entendi, ateu tem essa mania mesmo de “você não merece debater comigo”, o Richard Dawkings está fazendo escola ao amarelar para o WIlliam Lane Craig.

  158. SS Rodrigues,

    É o velho argumento de que ‘se há maldade no mundo, Deus não existe’. Esse argumento é falho pois não responde a pergunta “Deus tería algum motivo para permitir o mal no mundo?”

    Imaginemos, por um minuto, que é verdade o fato que Deus nos criou, e que teremos a vida eterna com Ele. Deus nos colocou no mundo para que aprendessemos coisas. Não sería possível que ele permitisse o mal em nossa vida infinitamente curta e ainda fosse justo ao dar-nos a vida eterna?

    Quando os pais dão corretivos em seus filhos eles são maus e injustos?

    Porém, se você partir do princípio que não há vida depois da morte e que essa é nossa unica oportunidade de vida, nesse caso, qualquer maldade nesse mundo, até por resultado do livre arbítrio das pessoas, será considerado injustiça divina.

  159. André Frossard, jornalista francês, já falecido, ateu antes de se converter ao catolicismo, escreveu assim, no seu livro «Deus existe, eu encontrei-o»:«O milagre durou um mês. Todas as manhãs, reencontrava com êxtase aquela luz que fazia empalidecer o mundo, aquela serenidade que nunca esquecerei e que é todo o meu saber teológico.
    …Assim repleto de bênçãos, acreditei que a minha vida seria um Natal que não acabaria. As pessoas de experiência a quem me confiei bem podiam advertir-me que este estado privilegiado teria um termo, que as leis do crescimento espiritual eram as mesmas para toda a gente, que após as suavidades da excursão pelos verdes prados da graça sensível viria o rochedo, a escalada, o risco, e que nem sempre eu seria essa criança feliz, eu não as ouvia…Elas tinham razão, eu estava errado. Cantado o Natal, foi preciso passar pelas coisas, pela pedra e pelo pez de um mundo que retomava pouco a pouco , sorrateiramente, a sua consistência…
    …Por duas vezes, o maior sofrimento que pode ser infligido a seres humanos abateu-se sobre a minha casa.Os pais compreender-me-ão,as mães ainda melhor, sem mais palavras. Por duas vezes pus-me a caminho do cemitério da província onde o meu lugar está marcado, procurando no horror a recordação da misericórdia. Incapaz de revolta, excluído dos refúgios da dúvida (de quem duvidaria, senão de mim mesmo?), vivi com esse ferro no peito e sabendo que Deus é amor.»

    Estes trechos selecionados do seu livro chama-nos a atenção de que, ao dar-se a conhecer a este homem com um propósito que nós não sabemos, porquê a ele e não outro, Deus não o afastou do sofrimento que o esperaria ao longo da vida (morreu aos 80 anos). E, por incrível que pareça, André Frossard não nega nem põe em dúvida essa experiência única pela qual passou. Ele teve essa experiência aos vinte anos e morreu sem a renegar, tal como Paulo, tal como Jesus. Ele participou na resistência à ocupação alemã no território francês, foi preso pela Gestapo e esteve durante um ano preso na «Barraca dos Judeus» da prisão de Fort Montluc. Portanto, a sua vida não foi fácil, assistiu a muito sofrimento e ele próprio passou por tragédias em relação à sua vida familiar como podemos interpretar lendo os excertos acima.
    O seu livro não é especulatório, é bastante simples, por isso há que refletir sobre o que ele escreveu. Levou bastantes anos a decidir fazê-lo, portanto foi no auge da sua maturidade intelectual e religiosa que o fez. Nada de precipitações, nada de ter sido ofuscado pela «pretensa alucinação». Algo que ele também não pôs de parte como bom conhecedor de si próprio. Não há nada do outro mundo na sua narração e considero-a, por isso, verídica.

  160. André, pois agora de conto: estou em processo de aprendizagem de grego koine. Mas já não preciso de ninguém traduzir pra mim! :)

    E pra que vou discutir a existência de deus com você? Você tem curso de filosofia, tem artigos publicados, tem livros?

    Pois segundo sua lógica, a da falácia do argumentum ad verecundiam (apelo à autoridade), ninguém deve debater mais nada pela internet. Só os grandes especialistas podem fazê-lo.

    Aliás, não sei nem porque você tem fé. Você não é especialista e não analisou todas os argumentos e evidências pra isso…

    Olha, deve ser doído pra você saber que tem ateus que entendem infinitamente mais de cristianismo do que você, um autodeclarado cristão.

    Oh, dó!

    Abs

  161. Pois é Shirley

    Com esse papo de livre arbítrio a gente vê de tudo nesse mundo, menos a reação do seu Deus onipresente corrigindo “seus filhos”, isto é: ele já lavou suas mãos.

    O que mais existe são também os ditos “livros sagrados”, escritos por reles mortais que seus seguidores acham que são os donos da verdade em nome do seu deus sempre dispostos a discutir sua existência, porque ao que parece estão em dúvida.

    Bem que percebi que Deus estava nas creches e escolas ou hospitais de Gaza quando Israel, o povo escolhido pelo todo-poderoso está massacrando aquela minoria, a gente percebe também a presença desse ser onipotente criador dos céus e da terra nas aldeias africanas onde as pessoas morem de fome rodeadas por urubus aguardando a próxima vitima da fome, sim, o deus onipresente sempre está rondando por ali.

    A gente percebe sim, a presença desse deus misógino quando da mutilação genital nas meninas no mundo muçulmano negando-lhes o direito do prazer sexual assim como permite o estupro das mulheres na índia e certamente vai permitir que os israelenses pratiquem este mesmo ato nas mulheres vitimas da guerra em Gaza como defende o ex-membro da inteligência militar de Israel sugerindo o estupro das mulheres palestinas para deter suas ações alegando que “é a cultura” e que “estão no Oriente Médio”.

    Em cada uma dessas regiões, cada uma com seu deus percebe-se claramente sua presença pulsando forte no sangue das veias de seus fiéis. E a porta da casa da mão Joana continua aberta a revelia.

    Ohh Glória!!!!

  162. André:
    permita-me a intromissão.

    VOcê não me contou que você falava grego! Bem, se não fala, continua pau mandado de quem fala e traduz para você. Se você conversar com TEstemunhas de Jeová, eles te provam que o nome de Deus é Jeová, e vão lá nas traduções antigas, etc. O meu ponto é que para alguém falar com autoridade no assunto precisa de MUITA preparação, você começou pelo fim, deveria ir estudar 20, 30 anos, dominar os idiomas da época, para depois ficar postando vídeo. Só que no Brasil vale a lei do menor esforço, você le alguns livros, e sai vendendo o peixe que TE venderam. E ainda vem chamar a mim de pau mandado.

    Mas isso também não vale para quem adota uma religião com seus dogmas e livros sagrados?
    Geralmente, e digo isso sem medo de errar, a esmagadora maioria dos que creem numa religião o fazem por tabelinha, de modo indireto.
    Ou por influência familiar, social, étnica, etc.
    Nunca é uma decisão baseada primeiro em altos estudos com grandes abrangências históricas e filosóficas.
    Eles sequer leem o livro sagrado da religião adotada.

    Portanto, na sua concepção, também são “pau-mandado”, acreditando sem pestanejar nas traduções e escolhas feitas pelos primeiros organizadores e propagadores dos dogmas religiosos.

    Abraços!

  163. o deusmaior

  164. Não MAF, para o André, adotar um livro sagrado (e você sabe qual estamos falando) sem entender de tudo o que ele falou é plenamente aceitável.

    Quem tem que saber de tudo isso pra não aceitar esse livro somos “nozes”. Entendeu?

    Ele só chegou nesse ponto porque meu vídeo chacoalhou as crenças dele e ele ficou possesso porque não conseguiu até agora encontrar alguém para refutar os meus argumentos e criou toda essa celeuma. E agora que ele desceu a esse nível de argumentação, que inclusive atenta quanto à própria crença dele, fica patente que foi o argumento mais hipócrita desde que ele se apresentou pra debater nesse post.

    É hipócrita exatamente por isso que você disse: ele não precisou “estudar 20, 30 anos, dominar os idiomas da época e mimimimimimi…” pra se tornar um cristão.

    Ufa, ainda bem que não fui o único que percebi isso!

    Por último, uma sugestão: André, apresente meu vídeo para os blogueiros católicos de sua preferência e veja se eles conseguem te dar uma resposta satisfatória. Aí você traz pra gente aqui o outro lado.

    Grande abraço!

  165. Wagner Menke:

    Ele só chegou nesse ponto porque meu vídeo chacoalhou as crenças dele

    Coitado, está tendo alucinação, bem que você gostaria que o seu vídeo tivesse esse impacto e signifasse alguma coisa para as pessoas. Você está ficando vendedor de Barsa, mas consegue esconder o desejo de promover o ‘seu peixe’.

    Não MAF, para o André, adotar um livro sagrado (e você sabe qual estamos falando) sem entender de tudo o que ele falou é plenamente aceitável.

    Aqui você quer dar nó em pingo d’agua, mas eu não vou cair. A Bíblia é um livro dificílimo que poucas pessoas que viveram até hoje poderiam dizer que realmente entenderam na sua totalidade. E o seu ‘conselho’ é que se eu nao entendi tudo nao deveria acreditar. Ridiculo. Da hora que você levanta a hora que você dorme você acredita em coisas que você não conhece ou não sabe explicar, e tudo bem.

    Por último, uma sugestão: André, apresente meu vídeo para os blogueiros católicos de sua preferência e veja se eles conseguem te dar uma resposta satisfatória. Aí você traz pra gente aqui o outro lado.

    Eu não disse? É o auto-promoter. Você vende Avon tb?

    E pra que vou discutir a existência de deus com você? Você tem curso de filosofia, tem artigos publicados, tem livros?

    Não, sou um Zé Ninguém igualzinho a você, só não tenho esse complexo de achar que sei o que o resto da humanidade não sabe. Mas se você não quer, ok, se pra você é mais importante criticar o Cristianismo, já dá para ver o tipo de pessoa que você é.

    Pois segundo sua lógica, a da falácia do argumentum ad verecundiam (apelo à autoridade), ninguém deve debater mais nada pela internet. Só os grandes especialistas podem fazê-lo.

    QUe boiolisse é essa? Falando latim para se perfazer?

  166. André, você tergiversou e não respondeu o principal:

    Porque a gente precisa “estudar 20, 30 anos, dominar os idiomas da época e mimimimimimi…” pra fazer vídeos contrariando os pontos da Bíblia e você não precisa pra se tornar um cristão?

    Por favor, seja direto.

  167. MAF:

    Mas isso também não vale para quem adota uma religião com seus dogmas e livros sagrados?

    Sim, MAF, é que você perdeu o inicio da discussão que ELE me chamou de pau mandado por que, na opinião dele, se eu não ‘sei’ tudo o que ele ‘pensa’ saber, eu sou pau mandado. Só mostrei para ele que, se for essa a definição, ele é pau mandado tb, afinal, ele não teve acesso a material original, simplesmente lê seus livrinhos ‘mauvadinhos’ e coloca o ‘resumex’ no Youtube, não é conhecimento original, mas sim secundário. E acha que seus vídeos são a ultima bolachinha do pacote, que está ‘estremecendo o mundo’.

    Por isso que eu prefiro discutir a existência de Deus, pois será infindável e improdutivo ficar discutindo cada linha da bíblia se é original, se é histórico, etc, etc, se alguém quer seriamente saber isso, que largue tudo e vá escavar la em Israel. Ficam comprando livrinhos pela Amazon e ficar num blog desse é puro passa tempo, não vamos chegar a lugar nenhum, pura fofoca.

  168. E exatamente, você é um zé ninguém (ou seria um zé ruela???) que não entende nada da crença de professa e eu sou outro zé ninguém que entende infinitamente mais da sua própria crença do que você mesmo e por isso rejeito ela.

    Que bom que entendeu.

  169. Wagner Menke,

    Eu nunca critiquei aqui os outros do blog pelo fato de pensarem diferente de mim, discordo das idéias deles, mas nunca disse que eles não podem defendê-las “por que não estudaram 20, 30 anos”. Mas note-se que estamos todos num ‘bate papo’, é o boteco eletrônico, temos opiniões, mas somos leigos.

    Só que você chegou com ar de ôtoridade, com videos que vão ‘abalar o mundo’, bom, nesse caso, quem se acha o bãozão assim, o ‘expert’, tem que ter credencial, e infelizmente, ao que parece a sua unica credencial foi ter comprado uma webcam.

  170. André

    É o velho argumento de que ‘se há maldade no mundo, Deus não existe’

    Quem disse que meu argumento é esse? Isso aí é para os mimizentos da vida. Há maldade no mundo porque há seres humanos maus, ambiciosos, gananciosos, psicopatas. O que todo mundo adora esquecer é que somos animais predadores, dotados de consciência, o que é nossa maior virtude e nosso pior defeito.

    Esse argumento é falho pois não responde a pergunta “Deus tería algum motivo para permitir o mal no mundo?”

    Parece Testemunha de Jeová falando. “Argumento” totalmente infantil, que só faz ficar ainda mais patético com o negócio de pai punindo filho e da “vida” eterna depois da morte.

    Que tipo de pai, tendo o poder de intervir e evitar que coisas como os campos de concentração, Babi Yar, o massacre de Katyn,as ações de Johanna Altvater, Irma Grese, Mengele, entre tantas outras coisas acontecessem aos seus filhos deixa de agir? E tudo isso apenas num pequeníssimo trecho da história humana. Se você for esse tipo de pai, o Jigsaw em escala cósmica faz mesmo todo sentido para você.

    Uma coisa é um pai ou mãe que castiga o filho desobediente renitente. Ms o seu Jigsaw seria como um pai ou mãe que fica de braços cruzados observando o filho ser espancado, sendo privado de alimentos, sendo torturado, estuprado, assassinado com requintes de crueldade ou “só” levando um tiro na nuca. E tudo isso enquanto diz para o filho que depois de tudo ele será recompensado.

    Vocês não sentem nenhum mínimo constrangimento tendo de fazer essas racionalizações infantis para poder manter de pé sua crença?
    Por que, sabe, fica claríssimo que é a única saída que vocês encontram para “explicar” a inatividade indiferente do deus em que vocês dizem acreditar.

    O mal existe porque alguns de nós são mais predadores que o resto.

  171. Ana

    Livre arbítrio é só mais uma das racionalizações infantis que os crentes usam para defender a própria crença.

  172. SS Rodrigues:

    Se você crê que a maldade humana é prova da não existência de Deus, eu poderia então usar o mesmo argumento e dizer que a bondade inexplicável de certas pessoas que sacrifiquem a própria vida em prol de outros é prova da existência de Deus.

    Na verdade, eu acho que nem um, nem outro provam ou desprovam nada. Simplesmente são atos oriundos do nosso livre arbítrio.

    O seu argumento só teria fundamento se viesse acompanhado de prova de que Deus não teria nenhuma razão para permitir o mal.

  173. Andre

    Li e reli o que escrevi, mas não percebo onde foi que eu disse que a maldade humana prova que Deus não exista. Poderia apontar onde escrevi isso?

    Provavelmente você não entendeu, então tenho que me alongar (ainda) mais sobre o assunto.
    A partir do momento em que alguém inventou um deus a quem se deviam obrigações, por ter criado o mundo e nós nele, um deus que nos ama e que cuida de nós, um deus-pai, enfim,também foi necessário arrumar desculpas para a indiferença desse deus-pai no cuidado com seus filhos. Ficaria complicado manter a autoridade desse “pai” divino diante da evidente falta de interesse no bem estar dos “filhos”, uma vez que os pais e mães humanos sempre tiveram os cuidados com a prole como uma das coisas mais importantes. Mesmo em períodos em que esse cuidado não era tão enfatizado como atualmente, os pais e mães humanos deixavam o deus-pai no chinelo, nesse quesito.

    Daí que os atos humanos contra seus semelhantes passaram a fazer parte dos planos do deus-pai, o que aliás, serviu muito bem para nos distanciarmos do nosso lado animal, que não é mesmo nada bonito.
    Suponho que seja mais fácil, para as pessoas menos cultas, criar essa dissociação, até aí eu entendo. Como já escrevi antes, somos predadores que desenvolveram consciência e por isso somos capazes de nos horrorizar com certas coisas. O que tenho dificuldade em entender é como é possível que pessoas que ultrapassam a condição de analfabetos funcionais, que muitas vezes são cultas, com bom nível intelectual, quando se trata desse assunto de deus-pai continuam num estágio tão primitivo, infantil.

    Ah, sim. Para que eu pudesse “provar que Deus não teria nenhuma razão para permitir o mal”, você teria primeiro que provar que ele existe.

  174. Marcos
    Se esta é a sua definição particular de ateu, então eu me enganei. Não devo ser ateu não.

    a questão é simples se você acha que possui uma origem irracional, então é um ateu ?

  175. Ana

    Com esse papo de livre arbítrio a gente vê de tudo nesse mundo, menos a reação do seu Deus onipresente corrigindo “seus filhos”, isto é: ele já lavou suas mãos.

    com tanta gente se dispondo a tomar conta da vida alheia, Deus não precisa se dar a este trabalho.

  176. com tanta gente se dispondo a tomar conta da vida alheia, Deus não precisa se dar a este trabalho.

    O crente usa de tudo para tentar justificar a ausência do seu Deus do mundo real. Inclusive um tipo de humor hipócrita disfarçado de argumento. Ou, talvez, um tipo de hipocrisia argumentativa disfarçada de piada; ou, ainda, um tipo de anedota cretina que só serve para mostrar que teria sido melhor ficar calado.

  177. SS

    Que tipo de pai, tendo o poder de intervir e evitar que coisas como os campos de concentração, Babi Yar, o massacre de Katyn,as ações de Johanna Altvater, Irma Grese, Mengele, entre tantas outras coisas acontecessem aos seus filhos deixa de agir? E tudo isso apenas num pequeníssimo trecho da história humana. Se você for esse tipo de pai, o Jigsaw em escala cósmica faz mesmo todo sentido para você.

    se ele interferisse seria um ditador.
    neste jogo as regras principais são divinas e intocáveis, as humanas cabe a nós decidirmos, se não gosta delas trabalhe para muda-las.

  178. O crente usa de tudo para tentar justificar a ausência do seu Deus do mundo real. Inclusive um tipo de humor hipócrita disfarçado de argumento. Ou, talvez, um tipo de hipocrisia argumentativa disfarçada de piada; ou, ainda, um tipo de anedota cretina que só serve para mostrar que teria sido melhor ficar calado.

    a caipirinha esta te tornando um cara “azedo”

  179. SS Rodrigues:

    Ah, sim. Para que eu pudesse “provar que Deus não teria nenhuma razão para permitir o mal”, você teria primeiro que provar que ele existe.

    Saída pela tangente né… se for assim eu não discutir mais nada até me provarem que o nosso universo e suas 17 constantes fisicas milimetricamente ajustadas para permitir a vida são fruto do acaso. Até que me provem isso, eu nao discuto mais nada.

    Quanto a maldade do homem, concedo, realmente você não disse que a maldade é criada por Deus, mas questiona por que ele não intervém. E então a discussão se encerra pois você não prova que Deus não teria razões para não intervir e você não quer falar até que se prove que Deus existe, ou seja, daqui alguns milhares de anos quem sabe poderemos falar do assunto novamente.

  180. Criaturo,

    a questão é simples se você acha que possui uma origem irracional, então é um ateu ?

    Um ateu, geralmente, é o indivíduo que, tendo sido anteriromente apresentado a uma idéia de divindade, a rejeita como inverossímil.

    Mas se formos flexiveis quanto à semântica, ateu pode ser um punhado de coisas.

  181. André

    Eu não questionei a razão de Deus não intervir, pensei que tivesse deixado claro que acho Deus (qualquer um) uma invenção humana e que acho as “explicações” dos crentes para combinar a existência dele, da forma como o descrevem, com os fatos, são um recurso patético, pela infantilidade.
    Deus não intervém porque não existe, ficou claro agora? São vocês crentes quem criam essas “explicações” mirabolantes para tentar ajeitar as coisas.
    Por falar em crenças, você tem um bom tanto delas.
    Eu por exemplo não digo que acredito que o universo e suas sei lá quantas constantes “milimetricamente ajustadas para permitir a vida” são obra do acaso.
    Não sou do tipo que acredita em nada, quando não sei, digo não sei.

    Não sei qual a origem do universo e não sei se as constantes disso e daquilo foram milimetricamente ajustadas para permitir a vida. Pode ter acontecido o contrário, sabe? Pode ter sido a vida que se ajustou ao que já estava disposto, milimetricamente ou não. Eu só sei que não sei.

  182. Criaturo

    Imaginemos que alguém, debaixo das suas vistas, pegue um filho seu, bebê, segure-o pelos pés e bata com a cabeça dele num muro até matá-lo. Depois esse alguém pega uma filha sua e usando uma lâmina enferrujada e sem fio, corta fora os lábios vaginais dela, sem anestesia. Em seguida esse alguém pegue outro filho seu e o espanque impiedosamente, deixe-o sem agasalho num frio abaixo de zero, sem comida e o faça trabalhar até a exaustão nessas condições. Imagine esse alguém estuprando uma outra filha sua, enfiando barras de ferro no ânus e vagina dela, que a queime com cigarros e quebre todos os dentes dela na porrada.
    E você ali, só olhando, sendo que, se quisesse, teria os recursos para impedir tudo isso.
    Depois, quando algum desses seus filhos, se conseguisse sobreviver, viesse te perguntar por que você não interferiu, você simplesmente diria:

    ora meu filho, se eu interferisse seria um ditador.
    neste jogo as regras principais são minhas e intocáveis, as suas cabe a você decidir, se não gosta delas trabalhe para muda-las.

    Perfeito, não é? Parabéns, quando o Jigsaw divino sair de moda, você é um candidato ideal pra substituí-lo.

  183. Criaturo

    Sabia que essa sua falação sobre ateu acreditar que é fruto da irracionalidade é totalmente fora de propósito?
    Se você se desse o trabalho de verificar quais o significados cabíveis dessa palavra no âmbito do que você quer dizer, veria que a palavra adequada seria não intencional.
    Até pra falar besteira é preciso algum cuidado com as palavras e o que elas significam.

  184. SS Rodrigues:

    Deus não intervém porque não existe, ficou claro agora?

    Já estava claro antes, quem diz que Deus não existe é você, e você usou as tragédias e falta da intervenção divina como prova que Deus não existe. E daí você não quis responder a minha colocação que usar a falta de intervenção divina como prova de sua inexistência só sería cabível se você provasse que o suposto Deus não teria razão para deixar o mal acontecer. Foi quando você recusou continuar a discussão.

  185. SS Rodrigues:

    Eu por exemplo não digo que acredito que o universo e suas sei lá quantas constantes “milimetricamente ajustadas para permitir a vida” são obra do acaso.
    Não sou do tipo que acredita em nada, quando não sei, digo não sei.

    Ok, você não sabe. Eu tb não sei de muita coisa, mas uso a lógica, a ciência e a filosofia para tirar conclusões, prefiro ter uma opinião embasada a abdicar da busca e morrer sem nem ter uma opinião a respeito.

  186. André

    Não, eu não usei “as tragédias” como prova de que Deus não existe. E também não escrevi que a falta de intervenção dele nas “tragédias” é prova da inexistência do dito cujo. Mas sinta-se à vontade para apontar exatamente onde eu escrevi isto.

    Qual a razão que esse suposto ser teria para “deixar o mal acontecer”, estando no poder dele evitar que acontecesse? Uma suposta “vida” no pós-morte com prêmios por bom comportamento?

    Na suposição de que existisse um criador do universo e de nós, dadas as coisas como são, ele teria que necessariamente ser ou totalmente indiferente ou um sádico completo.

    Ou eu tenho uma compreensão totalmente errada do que sejam os conceitos de amor, bondade e justiça, ou esse seu Deus simplesmente não pode existir, já que ele não teria, mas seria, os próprios amor, bondade e justiça. Convenhamos que de um ser que supostamente criou tudo que existe, deve-se esperar um pouco mais do que se espera dos seres humanos. Não há nada que me fizesse ficar inerte diante da possibilidade de alguém fazer algum mal a um filho meu, se eu estivesse livre para agir. E com certeza, eu não criei o universo.
    Só para deixar claro, não é que deixei de acreditar que exista Deus porque existem a crueldade e o sofrimento humanos.
    Não penso que seja possível a existência desse Deus, desde que comecei a pensar a respeito, porque ele nunca teve um mínimo de lógica, de coerência. Dizendo em outras palavras, minha reação à possibilidade da existência desse Deus não é emocional, é cerebral.

    E eu não vejo problema nenhum em morrer sem ter uma opinião formada sobre a origem de tudo, se disso depender que eu tenha que acreditar em coisas que para mim não têm nenhuma lógica.

  187. Prezado senhor André Ruela – seu apelido é apenas uma cortês retribuição.

    O gênio do Deusilusão que imagina calar todo mundo com suas “verdades”.

    mas uso a lógica, a ciência e a filosofia para tirar conclusões, prefiro ter uma opinião embasada a abdicar da busca e morrer sem nem ter uma opinião a respeito.

    Hehehe quero que me diga em quais fatos científicos você está embasado para confirmar suas opiniões? Será pela cura da sua dor de cabeça tomando alguns comprimidos de aspirina? E seu bla bla bla é embasado em qual filósofo, ou será que você é o próprio? Qual é a sua linha filosófica em relação à vida?
    Aqui você se acha o tal: Você humilha, critica, coloca apelidos, desafia, chama-os de ignorantes, burros ou burras, Judas, exige notoriedade de quem comenta aqui, desafia-os, acusa-os de falar em “boiolices” , vendedor de produtos Avon, ou de enciclopédia Barsa, em fixação anal, classifica quem não tem interesse em debater suas “leréias” de tantas palavras desperdiçadas e as rotula de covardes e depois fica todo dodói quando é chamado de desonesto.
    Me diga, please, quem é que vai ter paciência para enfrentar um diálogo com alguém tão cri cri de site ateu, (desculpe) Sr André Ruela como você?

    Depois sai falando para todos que foram eles que perderam o interesse em continuar a debater com seus bla bla bla e mimimi, que fugiram do papo etc e tals… “Dizendo ter uma vida completa, balanceada, com família, trabalho, esportes, e também de orações. Se você fica em frente o seu computador o dia todo, não espere isso de mim.” Você tem uma vida equilibrada uma ova, não acredito porque é uma pessoa desrespeitosa, altamente agressiva, por isso já andei apelando com você.

    Du-vi-dê-o-dó. Pois eu acho seu André Ruela, que é você que tem todo o tempo do mundo para ficar frente ao computador, porque sua presença é marcada em todos os horários de um dia e até a noite, a semana toda, meses seguidos e me parece ser bem familiar com sua webcam sei lá por quais sites você também frequenta para usar uma cam.

    Sabe, você ganha de longe do “D.R” que escreve, escreve e escreve quilometricamente falando em Santo Sudário, Virgem de Guadalupe, milagres da igreja, milagres, milagres e mais milagres, mas fica na sua, dá sua mensagem e casca fora. Você não. Fica aqui incitando para diálogos, provocando e fico pensando com meus botões, apesar de que não tenho nada com sua vida, “que baita solidão você vive heim?

    Adeus

    Shirley, admiro sua paciência, tolerância e educação, Bjs.

  188. E depois de tudo o que vi e percebi,em todas suas atitudes de crente, ele ainda tem a coragem de falar em “ética e moral cristã“. .. Onde? como e quando? PelamordeDeus!!!!!

  189. Marcos

    a questão é simples se você acha que possui uma origem irracional, então é um ateu ?
    Um ateu, geralmente, é o indivíduo que, tendo sido anteriromente apresentado a uma idéia de divindade, a rejeita como inverossímil.
    Mas se formos flexiveis quanto à semântica, ateu pode ser um punhado de coisas.

    não respondeu!

  190. SS

    Deus não intervém porque não existe, ficou claro agora?

    tem certeza ?

  191. Criaturo,

    não respondeu!

    Leia novamente. Eu respondi sim.

    Você perguntou se o que você tinha afirmado era a definição de “ateu”. Eu disse que ser ateu era outra coisa e expliquei o que era.

    Qual parte não ficou clara?

  192. SS

    Que tipo de pai, tendo o poder de intervir e evitar que coisas como os campos de concentração, Babi Yar, o massacre de Katyn,as ações de Johanna Altvater, Irma Grese, Mengele, entre tantas outras coisas acontecessem aos seus filhos deixa de agir? E tudo isso apenas num pequeníssimo trecho da história humana. Se você for esse tipo de pai, o Jigsaw em escala cósmica faz mesmo todo sentido para você.

    ja existe muita gente cuidando da vida dos outros que Deus não precisa se dar a este trabalho, quando voce ainda não consegue se defender, alimentar-se e andar sozinha, Deus lhe providencia seres que funcionam como anjos da guarda.
    mas, longe de colaborar com o desenvolvimento dos filhos um pai que o carrega nas costas a vida toda, enquanto desenvolve as próprias “pernas”, atrofia as do filho.
    ha coisas que devemos aprender sem ajuda dos pais, a criança entra em um pula -pula sozinha, enquanto não aprender a pular direito poderá ficar batendo cabeça com outra criança.
    A vida esta ai para voce aprender e logo vera que chorar não te levará para lugar algum.

  193. Marcos

    Qual parte não ficou clara?

    bom dia, para você também !
    o debate agora esta sendo on-line…he…he…he…he

    acredita que a sua origem é irracional ?

  194. Criaturo,

    Para melhor entendimento, já que você fala quase que exclusivamente por metáforas e abstrações, defina os termos “origem” e “irracional”.

  195. SS

    Imaginemos que alguém, debaixo das suas vistas, pegue um filho seu, bebê, segure-o pelos pés e bata com a cabeça dele num muro até matá-lo. Depois esse alguém pega uma filha sua e usando uma lâmina enferrujada e sem fio, corta fora os lábios vaginais dela, sem anestesia. Em seguida esse alguém pegue outro filho seu e o espanque impiedosamente, deixe-o sem agasalho num frio abaixo de zero, sem comida e o faça trabalhar até a exaustão nessas condições. Imagine esse alguém estuprando uma outra filha sua, enfiando barras de ferro no ânus e vagina dela, que a queime com cigarros e quebre todos os dentes dela na porrada.

    Ja começou apelação
    Fia! faz isso não! ta querendo acabar com minha família toda?

    Depois, quando algum desses seus filhos, se conseguisse sobreviver, viesse te perguntar por que você não interferiu, você simplesmente diria:
    ora meu filho, se eu interferisse seria um ditador.
    neste jogo as regras principais são minhas e intocáveis, as suas cabe a você decidir, se não gosta delas trabalhe para muda-las.
    Perfeito, não é? Parabéns, quando o Jigsaw divino sair de moda, você é um candidato ideal pra substituí-lo.

    Regras divinas:

    liberdade de ação:
    dentro de uma natural ignorância a liberdade é que permite a formação do ser “eu” e não ser “Deus”

    existência da dor e prazer:
    estão atreladas

    a vida é eterna:
    não importa o que fizermos

    Regras humanas
    leis morais relativas ao grupo:

    “as suas cabe a você decidir, se não gosta delas trabalhe para muda-las.”

    se voce vive e participa de uma sociedade que ainda permite tais barbaridade, poderá trabalhar para modificar tal situações de desgraças.
    mimimmi chorar não resolverá nossos problemas

    Se Deus tiver que resolver todos os problemas humanos, perderemos nossa função no universo.

  196. Marcos

    origem: existência humana

    irracional: desprovida de uma razão inteligente ,causa não intencional

    acredita que a sua origem é irracional ?

  197. SS Rodrigues

    “”Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer”.
    Puxa, jephsimples, para de elaborar. Você praticamente criou o avesso de Deus; enquanto ele existe eternamente, o Barros inexiste eternamente.”

    Eu sei que isso é muito difícil de entender , isso considerando possivelmente o seu nível filosófico e de certo o seu nível de honestidade …

    Deve ser ilógico inexistir [mas existe um universo eterno (talvez)] e depois passar a existir via biogênese, depois morrer e voltar a inexistir… Como no estado primeiro.

    O que não deve entrar na tua cabecinha é o universo ser eterno antes de vc nascer e continuar eterno depois de tu morrer.

    E não dá pra fugir… Ou tens o universo eterno, ou tens uma causa necessária anterior ao universo eterna.

    Depois claramente na tua cabecinha assim como a do Barros não existe nada para alem do cosmos, enfim vcs acham que espaço e tempo é tudo o que existe, existiu e existira … Isso claramente é um atributo divino; -a eternidade do universo-…

    Mas a vossa cosmovisão é um belo entretenimento … E o blog também…

  198. Criaturo,

    Sim. Não vejo motivos para pensar de outra forma.
    Já respondi tantas vezes que nem sei porque pergunta novamente.

  199. Criaturo,

    “pois é, ateus adotaram o simplismo da navalha de occam,
    é mais facil darem razão ao simples acaso do que a uma inteligencia complexa.”

    Ateu … rsrsrsrsrs… aperta um pouquinho e terás um agnóstico…

    Explicar ordem, ajustes finos[tanto na física clássica quanto na mecânica quântica], origem da vida [abiogênese naturalista], evolução da vida tendo como causa acaso, acidentes requer explicações bem mais complexas e cheias de imaginação e muito ad hoc do que uma causa inteligente, uma causa inteligente frente a nossa ciência pode não ser a explicação perfeita, mas é a mais simples e razoável…

    Quando eu utilizo a navalha com evos que entendem bem de biologia, de genética, então ela parece não ser tão relevante e o argumento que eles usam é que estamos usando argumentum ad ignorantiam.

    [Supostamente] Não existe uma explicação simples, ou pior ainda, não existe uma explicação naturalista [acaso,acidentes e etc] para origem da vida, a saber a origem de um código, a saber origem da informação especificada ainda.

    O argumento é que não é pq não encontramos ainda uma explicação científica para esse caso que não vamos encontrar a mesma. e pior que eles justamente querem refutar a explicação científica mais simples apelando para que tenhamos a mesma esperança que eles tem de encontrar uma explicação mais complexa…

    Em biologia evolutiva há muito tempo a navalha de occam foi rejeitada…

    Quanto aos “debatedores” [não generalizo, deve existir algumas exceções] deste blog Criaturo, não sei se vc percebeu, eles não tem nenhum compromisso com a razão, com a lógica, com a ciência, eles não lidam com argumentos validos, eles simplesmente ignoram, eles simplesmente ficam com ad hominem patéticos…

  200. “se crentes de programa, como você, fosse honestos o suficiente, iriam perceber que o Deus em que você acredita é injusto e mal.”

    A coisa mais sem sentido é um ateu querer falar em honestidade, justiça, bondade… Isso tem um valor pra vc?

    Digo, assim, tem valor pra vc e deve valer para todos, ou a honestidade que desejas é subjetiva? E quem definitivamente achar a honestidade uma bela de uma idiotice? É tão valido [valor] quanto quem pensa o contrário?

    Enfim, seu subjetivismo é irrelevante, não significa nada … hum … de objetivo… Exceto que objetivamente tem tanto valor quanto o que discorda.

    Se vc for honesto o suficiente vc vai ver usar argumentos morais contra Deus é ridículo, até por que vossa moralidade e nada possuem valores idênticos…

    “Meus motivos para não acreditar em deuses é só o fato de que não há nada que me sugira minimamente que deuses são possíveis.”

    Então a sua bagagem em física, mecânica quântica, biologia, sua bagagem epistêmica, cognitiva é de um gênio… Não! É o maior gênio da humanidade! …

  201. E quem definitivamente achar a honestidade uma bela de uma idiotice?

    Vai acabar trancafiado numa cela por aqueles que acham que a honestidade não é uma idiotice. Simples assim.

    Eu acho nojento esse tipo de argumento que o crente usa para “tentar” nos convencer de que a moral humana vem do Deus específico dele. Interessante é o malabarismo que o crente faz para justificar certos comportamentos imorais de Deus.

    #DáPena

  202. Marcos

    acredita que a sua origem é irracional ?

    r: Sim. Não vejo motivos para pensar de outra forma.

    acha lógico afirmar que a razão vem da falta de razão ?

    a proporcional simetria do corpo e a harmonia espacial deve-se a falta de razão ?

    acredita que só exista vida inteligente dentro desta poeirinha cósmica ?

  203. Simple

    Deve ser ilógico inexistir [mas existe um universo eterno (talvez)] e depois passar a existir via biogênese, depois morrer e voltar a inexistir… Como no estado primeiro.
    O que não deve entrar na tua cabecinha é o universo ser eterno antes de vc nascer e continuar eterno depois de tu morrer.

    penso que a personalidade Deus seja a unica imutável e exista desde sempre.
    quanto a nossa teve um inicio, é mutável de tal forma impossível de ser reconhecida na origem.
    ja a matéria seria uma parte de Deus.]

    mas, para voce o que seria voltar a inexistir ?

  204. Barros,

    “Vai acabar trancafiado numa cela por aqueles que acham que a honestidade não é uma idiotice. Simples assim.”

    Salvo se tua desonestidade te deu deu um bom dinheiro e se beneficias de uma boa posição na sociedade … que mundo cê vive? :D

    Mas esse não é o argumento, isso é apenas uma imposição subjetiva…A não ser que se tratar de uma imposição objetiva… Capiche?

    Imposição subjetiva não é racionalmente valida para o argumento, tente algo lógico…

  205. Criaturo,

    acha lógico afirmar que a razão vem da falta de razão ?

    Agora defina o termo “razão”, porque eu não disse isso aí.
    Pelas definições que você forneceu eu apenas disse que não vejo motivo algum para concluir que a existência humana tenha alguma intenção predeterminada por algum tipo de inteligência anterior.

    a proporcional simetria do corpo e a harmonia espacial deve-se a falta de razão ?

    Agora detalhe o seu entendimento de “proporcional simetria do corpo”. Simetria por si só não é indicativo de perfeição.

    Da mesma forma, qual o sentido desta “harmonia espacial” à qual você se refere? Fala simplesmente das constantes cosmológicas?

    acredita que só exista vida inteligente dentro desta poeirinha cósmica ?

    Agora defina o que quer dizer com “poeirinha cósmica”. Se refere ao planeta Terra?

  206. Criaturo,

    Quanto à idéia central de sua arguição, esclareço que não acho que a “falta de razão” possam originar coisa alguma.

    Trata-se apenas de uma das característica do processo assim como tantas outras. O fato desta característica estar presente não significa que foi ela que “deu causa” ao produto final.

    Vou dar um exemplo para não deixar mais dúvidas.

    O processo de hidratação do cimento com o consequente endurecimento se dá por uma reação “exotérmica”, ou seja, ela libera calor.
    Isto é apenas uma característica do processo. Não significa que foi o calor que “originou” o endurecimento do cimento.

    Se mesmo assim você não entendeu, tomara pelo menos que esta explicação sirva para quem quer que esteja lendo isto também.

  207. Criaturo,

    “mas, para você o que seria voltar a inexistir ?”

    Eu argumentei apoiado no materialismo reducionista.

    Vou esclarecer, ou :

    1) O Universo [espaço-tempo] é eterno.

    Ou:

    2)Existe o multiverso e esse universo não é eterno.

    Nem 1) nem 2) anulam uma causa eterna, seja um universo eterno, ou vários, infinitos “universos”.

    Muitos físicos, cosmólogos afirmam que o universo tem aprox. 14 bilhões de anos. Isso descarta esse mesmo universo como sendo eterno.

    Dai entra o multiverso, teoria das cordas… Que continuam sustentando a eternidade…

    Mas a própria crença no multiverso, desafia a navalha de occam.

    Mas eu não entrei nesse ponto, fui generoso e usei uma abordagem materialista; e disse que deve ser ilógico inexistir eternamente, passar a existir temporariamente de forma extremamente rápida e voltar a inexistir. Mas apenas dentro do conceito materialista.

    Conceito o qual o cosmos é tudo o que existe, ou seja espaço e tempo é tudo o que existe, e não existe vida após a morte, enfim as pessoas deixam de existir, assim como não existia nenhum ser vivo há “6 bilhões de anos atrás”…

    Mas para mim essa “inexistência” que o homem encontra em sua morte é simplesmente deixar de existir nesse espaço-tempo.

    Passaram para o estado eterno.

    Eles inexistem apenas para nós que estamos em estado temporal… Mas enquanto um materialista, ateu e afins creem em inexistência absoluta, eu apenas encaro como a primeira morte, vindo depois estado eterno de existência [vida eterna] ou tormento eterno [morte eterna]

    Mas veja , como um ateu vai sustentar que ele não “reencarnou”?

    Oras, a vida poderia ser um ciclo eterno produzido por processos químicos físicos, onde vc deixa de existir e volta a existir eternamente…

  208. Criaturo,

    “ja a matéria seria uma parte de Deus”

    Se vc tiver um tempo, leia sobre emaranhamento quântico…

    A matéria que se não me engano não passam de 5% no universo é apenas um estado também, veja que as partículas que “constroem” a matéria ao contrário da matéria em si, não obedecem leis da física clássica, nem mesmo a gravidade faz sentido nesse mundo subatômico.

    Eu já acredito que tudo isso é produto da mente de Deus, por exemplo, ao criar a bicicleta o homem a projetou em sua mente, depois ele externa esse projeto.

    As características de que esse universo é um produto da mente de um Deus que não está limitado a espaço e tempo está no mundo quântico.

    É como se embora o que vemos esteja limitado ao espaço tempo aquilo que compõem o espaço desafia o espaço-tempo.

  209. Marcos
    acha lógico afirmar que a razão vem da falta de razão ?

    Agora defina o termo “razão”, porque eu não disse isso aí.
    Pelas definições que você forneceu eu apenas disse que não vejo motivo algum para concluir que a existência humana tenha alguma intenção predeterminada por algum tipo de inteligência anterior.

    sim isso mesmo voce afirma: que a sua razão nasceu da ausência de uma razão inteligente e intencional.
    então é por um acaso que voce possui alguma razão ?

    Simetria por si só não é indicativo de perfeição.

    perfeição é apenas mais um dos conceito humanos, por tanto relativa.
    penso que possuo uma perna pouca coisa mais comprida que a outra, fato que me faz pisar torto,mas deixar de reconhecer a engenharia genética que foi planejada para que elas se formassem diante de tal semelhança dando mais credito ao acaso, é querer ignorar a razão da vida, ou então simplifica-la de forma espiritual infantil.
    veja bem, a vida pode rodar no piloto automático mecanicamente, ou em modo manual podemos programa-la, para que saia do padrão segundo nossos desejos.
    algumas deficiências físicas possuem causas apenas mecânicas, outras são intencionais pelos operadores da matéria, quanto maior o conhecimento, mais somos deuses.

    Da mesma forma, qual o sentido desta “harmonia espacial” à qual você se refere? Fala simplesmente das constantes cosmológicas?

    cada partícula não foi parar no seu “quadrado” por acaso

    Agora defina o que quer dizer com “poeirinha cósmica”. Se refere ao planeta Terra?

    sim

  210. jephsimples

    Não é que prestando atenção eu percebi que você está encharcado de razão?
    Pois você escreveu que o Barros inexiste antes e depois de nascer e continua não existindo depois de morrer, ao mesmo tempo em que citou uma breve existência.
    Rendo-me. Minha cabecinha não dá conta de compreender uma impossibilidade desta.

    Deve ser por isso, por ter essa cabecinha tão falta de nível filosófico e honestidade que não me lembro de jamais ter escrito que acredito que afora o universo não há mais nada, nem que acredito que o espaço é tudo que existe, existiu ou existirá.
    Essa minha cabecinha prega-me peças, decerto. Sempre achei que escrevesse não sei em lugar de acredito.

    Perdoa-me a ousadia, jephsimples, mas vou abusar da sua superior sapiência, pedindo-lhe que me demonstre algumas coisas. Seja condescendente com o nível precário das minhas questões, mas sabe como é, esta minha cabecinha não comporta muita coisa.

    Demonstre-me como o principio inteligente agiu na formação da vida;
    Demonstre-me como o Eterno começou o início do universo;
    Demonstre-me como se verifica a incapacidade de ateus terem noções de moral.

    Vou usar um exemplo muito…dããã..mas sabe como é, esta minha cabecinha…
    Você, obviamente, está familiarizado com a forma como se demonstrou que a falta de assepsia era a responsável pelo alto índice de mortalidade entre parturientes e como foi demonstrado que essa falta de assepsia gerava a contaminação por meio de bactérias.

    É isso que eu preciso, para poder entender, jephsimples: que você, por assim dizer, me mostre a bactéria.

  211. Simple

    Dai entra o multiverso, teoria das cordas… Que continuam sustentando a eternidade…

    a teoria da corda diz que elas vibram desde sempre, no caso a extinção de uma onda gera outra.
    Seria essa analogia feita como o multiverso, ou seja a extinção de um universo causa o surgimento de um novo?
    mais ou menos um eterno big bang o universo em expansão?
    ou multiverso seria mais um monte de verso ?

    Mas eu não entrei nesse ponto, fui generoso e usei uma abordagem materialista; e disse que deve ser ilógico inexistir eternamente, passar a existir temporariamente de forma extremamente rápida e voltar a inexistir. Mas apenas dentro do conceito materialista.

    isto seria apenas a eterna mutação da matéria

    enfim as pessoas deixam de existir, assim como não existia nenhum ser vivo há “6 bilhões de anos atrás”…

    ai ja ha controvérsias, talvez aqui no planeta terra, fosse impossível a vida fisica hoje conhecida, isso não significa que antes não haviam tais “dinossauros” ou criaturas capazes de viver em tais condições.
    Alem do mais quem pode provar existência ou não de ETS, que se habilite.

    Eles inexistem apenas para nós que estamos em estado temporal… Mas enquanto um materialista, ateu e afins creem em inexistência absoluta, eu apenas encaro como a primeira morte, vindo depois estado eterno de existência [vida eterna] ou tormento eterno [morte eterna]

    pode confessar eu acho que voce é o Azetech! ha…ha..ha..ha..ha

    esse papo de evangélico é bem característico, sinto muito o “inferno eterno” dos crentes é bem mais sádico do que a simples inexistência dos ateus.

    Mas veja , como um ateu vai sustentar que ele não “reencarnou”?
    Oras, a vida poderia ser um ciclo eterno produzido por processos químicos físicos, onde vc deixa de existir e volta a existir eternamente…

    me desculpe se acredita em reencarnações não pode ser o Azetech
    bom eu acho que a reencarnação alem de possível, ainda explicaria um monte de coisas.

  212. Criaturo,

    sim isso mesmo voce afirma: que a sua razão nasceu da ausência de uma razão inteligente e intencional.

    Errado. Eu não disse isso. Leia o meu comentário sobre a característica exotérmica do endurecimento do cimento.
    Ao tentar forçar um entendimento que, definitivamente, não é o meu, você está apenas tentando criar um espantalho. Não funciona.

    então é por um acaso que voce possui alguma razão ?

    Você não definiu “razão”. Se refere à capacidade de raciocínio caracteristicamente (mas não exclusivamente) desenvolvida no ser humano?

    deixar de reconhecer a engenharia genética que foi planejada para que elas se formassem diante de tal semelhança dando mais credito ao acaso, é querer ignorar a razão da vida

    Não há indícios de planejamento na genética humana ou em qualquer outra forma de vida conhecida.
    Leia novamente a minha explicação sobre o cimento. Não acho que o acaso tenha crédito pela genética humana. Está tentando criar um espantalho.

    cada partícula não foi parar no seu “quadrado” por acaso

    Não respondeu.
    Que partícula? Se refere à matéria?
    Que quadrado? Se refere simplesmente à posição das coisas no espaço?

    Assumindo que a poeirinha cósmica é a Terra, então, não tenho evidências de que exista vida inteligente fora dela.
    Contudo, considerando o conhecimento humano sobre o processo evolutivo e considerando também as dimensões cósmicas do universo, me parece plausível que um processo semelhante possa ter ocorrido em alguma outra parte do universo à qual ainda não tivemos acesso e que tenha resultado em formas de vida com capacidade de raciocínio semelhante à nossa.

  213. Criaturo

    Huhum…regras divinas, bláblá,bláblá,natural ignorância a liberdade é que permite, bláblá, bláblá…existência da dor e prazer, bláblá,bláblá,leis morais relativas ao grupo, bláblá,bláblá, se Deus tiver que resolver, bláblá,bláblá.

    Eu te apresentei um dilema moral e você se saiu com esse lero-lero sem pé nem cabeça.
    Lembro-me de você ter escrito sobre uma situação com sua filha, sobre uma doença e uma medicação errada. Diga-me Criaturo, por que você interferiu como um ditador no que quer que tenha provocado a doença da sua filha? Por que você não deixou que o organismo dela se recuperasse por conta própria ou morresse?
    Para ser coerente com você mesmo, o certo era não ter feito nada.

    E que mimimi foi aquele sobre o erro do médico com o remédio? Ora, o médico estava usando a liberdade dele de errar.
    Ou essa sua falação é só da boca para fora?

  214. %::&/#{~}@+*/>^^\%;;@=|=+=^{#~&)~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    A Navalha de Ockham diz que entre duas teorias que explicam igualmente os mesmos fatos, a mais simples é a correta. Em outras palavras, se uma explicação simples basta, não há necessidade de buscar outra mais complicada. A Navalha também é conhecida por “Princípio da Economia”

    Ainda penso que para certos casos uma navalhada é importante para aparar as arestas e os supérfluos que não levam a lugar nenhum.

  215. Criaturo,

    “Seria essa analogia feita como o multiverso, ou seja a extinção de um universo causa o surgimento de um novo?
    mais ou menos um eterno big bang o universo em expansão?
    ou multiverso seria mais um monte de verso ?”

    O multiverso é um numero finito ou infinito de universos sobrenaturais, afinal nos tais universos podem existir leis que nunca observamos , o Multiverso não é testável nem falseável, por não ser testável posso dizer que são os verdadeiros mundos mágicos de Ateiland.

    “ai ja ha controvérsias, talvez aqui no planeta terra, fosse impossível a vida fisica hoje conhecida, isso não significa que antes não haviam tais “dinossauros” ou criaturas capazes de viver em tais condições.

    Não entendi muito essa parte, mas pelo seu talvez, que se faça os testes, enfim a ciência é bem vinda…

    “Alem do mais quem pode provar existência ou não de ETS, que se habilite”

    SETI…

    “”Eles inexistem apenas para nós que estamos em estado temporal… Mas enquanto um materialista, ateu e afins creem em inexistência absoluta, eu apenas encaro como a primeira morte, vindo depois estado eterno de existência [vida eterna] ou tormento eterno [morte eterna]”
    pode confessar eu acho que voce é o Azetech! ha…ha..ha..ha..ha”

    Eu não sou o Diogo…
    Isso foi uma resposta?

    “esse papo de evangélico é bem característico, sinto muito o “inferno eterno” dos crentes é bem mais sádico do que a simples inexistência dos ateus.”

    Isso eu entendo, a ideia de queimar eternamente é assustadora…

    Mas meu ponto, gostando ou não da segunda morte [mentira, imaginaria pra ateus e pra vc] ela é justa ou não?

    É justo ser punido eternamente pelos crimes que eu pratiquei em vida?

    Você deve ter algum ponto objetivo para discordar do “inferno”, um deles é por que nenhum ser humano poderia punir alguém com dor insuportável e eternamente… Mesmos os pedófilos, assassinos, estupradores, Hitler, Mao Tse & CIA não deveriam se punidos de forma tão severa…

    Obviamente estamos nos valendo de nossa perspectiva e não na perspectiva de Deus…

    É melhor que Deus não exista … A um Deus a salvar todos os homens … mesmo aqueles que rejeitaram a sua oferta de salva-los da condenação eterna, isso não tem a ver com dizer que acredita que Deus existe e nem se intitular evangélico, seria descer no mesmo nível trivial do ateísmo… o trivialismo que ateísmo é apenas ausência de crença…Nesse sentido exige -se muito mais o uso da razão para ser um teísta cristão do que ser um ateu que define seu ateísmo como uma ausência de crença… Enfim isso tem a ver com os atos de cada um…

    Se existe um Deus justo, e existe o mal , e existe livre arbítrio, então só pode existir uma punição justa…

    “me desculpe se acredita em reencarnações não pode ser o Azetech
    bom eu acho que a reencarnação alem de possível, ainda explicaria um monte de coisas.”

    Eu não acredito em reencarnação, foi apenas uma suposição onde Deus não existe…

    Então o homem poderia reencarnar infinitamente, isso porque ele é apenas [dentro da cosmovisão naturalista, materialista] moléculas a reagiram uma com as outras, enfim trata-se apenas de processos cegos físicos químicos , oras esses componentes poderiam “obedecer” um ciclo de nascer e morrer eternamente, sem uma ordem exata na escala do tempo… Entendeu Criaturo?

  216. SS Rodrigues,

    “Pois você escreveu que o Barros inexiste antes e depois de nascer e continua não existindo depois de morrer, ao mesmo tempo em que citou uma breve existência.”

    Pois minha previsão foi cumprida, a sua honestidade em debate é bem fraquinha, quer vencer o “debate”? E precisas de um ad hominem …

    Por que você não consegue debater de forma razoável? Qual seu medo? Deve ser adolescente …

    Eu já havia dito ao Barros que eu havia errado, então deixa de usar argumento patético, e cresça um pouquinho amiguinha…

    Você por acaso acha que o Barros é eterno? O Barros sempre existiu?Não né?

    O Barros ao morrer vai deixar de existir? Oras não é essa vossa crença?

    Mas eu vou dizer novamente…

    1) Num universo ETERNO
    2) Ele é eterno antes do Barros nascer, e quando o Barros morrer o universo permanece eterno … A não ser que não creias que o universo é eterno.
    3) Num universo [dentro de uma cosmovisão materialista reducionista] eterno o Barros inexiste eternamente, antes dele nascer, e o Barros inexiste eternamente depois de morrer.

    Frente a isso a SS Ropdrigues pode se juntar a mim e dizer que o universo não é eterno, então ele passou a existir… Pois só existem duas possibilidades lógicas [ que a Gênio SS Rodrigues use a navalha de occam , se é que ela sabe o que é isso] : Um universo eterno ou um que passou a existir.

    Sendo assim [fora do argumento do universo eterno] o universo tem uma causa necessária.

    Ou então a SS Pode apontar meu erro lógico… Ou fica como uma adolescente falando coisas tolinhas…

  217. jephsimples

    Este é você em 25/07 às 18:10

    E sua existência temporal é extremamente breve, tanto antes, quanto depois de vc nascer; e após morrer… Vê isso?

    E este é você em 25/07 às 19:41

    Eu errei … heheheheh …
    Lê assim :
    Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer.

    Hmmm…Esta minha cabecinha de adolescente não está falando coisas tolinhas…E você mesmo demonstra, quando diz que já se corrigiu, que é a sua honestidade em debate que é bem fraquinha.
    Esta minha cabecinha de adolescente está fazendo uma previsão em tempo real que o jephsimples não consegue debater de forma razoável e está se perguntando do que o jephsimples tem medo…

    Mas vamos colocar as coisas em perspectiva.

    1) O jephsimples num momento está dizendo que o Barros inexiste eternamente, mesmo tendo uma existência temporal extremamente breve (???!!!???), pois “sua (do Barros) inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer”.

    2) no momento seguinte o jephsimples muda o sujeito da eternidade, que ao invés do Barros passa a ser o universo.

    Frente a isso a ssrodrigues conclui que o jephsimples é só mais um…jephsimplório metido a esperto, com ou sem navalha de Occam (conhecimento que, é claro, está apenas ao alcance dos jephsimplórios da vida).
    E que só existe uma possibilidade lógica: o jephsimplório é do tipo que gosta de parecer erudito sem ser de fato, por isso é que escreve uma imbecilidade fenomenal, consegue a proeza de torna-la ainda mais imbecilmente fenomenal quando diz que a corrigiu, tenta pilantramente fazer parecer que estava falando de outra coisa e ao mesmo tempo parecer inchado de empáfia enquanto está fazendo tudo isso.

    Ah, é. jephsimplório. Ainda estou esperando você me mostrar a bactéria.

  218. Ana Judas,

    Gostei de você me apelidando, só que Andre Ruela foi usado pelo Wagner Mente, só vale se for original. Pense em outro.

    Você escreveu tanto tanto, só para me denegrir… puxa, tem um ditado, me perdoe a linguagem, que diz que “pimenta no cú dos outros é refresco”. É isso que ocorreu, você está acostumada a falar de ‘crente burro’, delirante, bobão, e por aí vai, os mais denegrantes adjetivos, quando aparece alguém que devolve o fogo, aí você fica bicuda.

    Sobre a ciência, se você ainda não sabe das inúmeras constantes física como gravidade, eletromagnetismo, força de atração do núcleo de um átomo, entre outras, que tem um valor exato para permitir a vida no universo, vai dar uma pesquisadinha. Só a gravidade, se ela fosse menos de um milionésimo mais forte, o universo já teria colidido novamente, e se fosse menos de um milionésimo mais fraca, planetas não se formariam, só haveria poeira cósmia. Agora me diga como poderia haver vida em poeira cósmica ou em um universo colidido. E é com essa exatidão que os ateus querem que acreditamos que foi tudo pura coincidência, ou seja, todos os cálculos de probabilidade são fortemente CONTRA a explicação do puro acaso, mesmo assim, dizem que é crente que é burro.

  219. O André é realmente um cara muito chato.

    Primeiro, ele mesmo me promove a “especialista”. (Veja aqui e aqui)

    Aí eu afirmo que não sou especialista, mas sim que acho legal divulgar o trabalho de especialistas. Aí ele fica puto.

    Porque? Porque é um zé ruela sem leitura que quer discutir na internet e não tem especialistas do outro lado pra citar.

    Encontra alguém que sabe infinitamente mais que ele e fico de recalque infantil. E pra espantar esse recalque o que ele propõe: debater a existência de deus!

    Mas será que se ele não conseguir provar a existência de um deus ele ficará mais recalcado ainda? Não posso deixar essa dúvida passar batido aqui no blog. Então vamos lá André! Vou aceitar esse seu desafio.

    Comece provando que deus existe. Estou ansioso pra ver você defendendo essa proposição.

    Boa sorte!

  220. Ops:

    Onde lê-se:

    […] Encontra alguém que sabe infinitamente mais que ele e fico de recalque infantil.

    Leia-se:

    […] Encontra alguém que sabe infinitamente mais que ele e fica de recalque infantil.

  221. Jephsimple:

    É justo ser punido eternamente pelos crimes que eu pratiquei em vida?
    Você deve ter algum ponto objetivo para discordar do “inferno”, um deles é por que nenhum ser humano poderia punir alguém com dor insuportável e eternamente… Mesmos os pedófilos, assassinos, estupradores, Hitler, Mao Tse & CIA não deveriam se punidos de forma tão severa…

    Obviamente estamos nos valendo de nossa perspectiva e não na perspectiva de Deus…

    Sua justificativa foi uma tremenda saída escorregadia pela esquerda.

    Simplesmente não é justo se punir eternamente por faltas temporais.
    Lembre-se que você defende um DEUS JUSTO. Ou não?

    Se existe um Deus justo, e existe o mal , e existe livre arbítrio, então só pode existir uma punição justa…

    Acha justo uma punição eterna para uma falta efêmera?

    Isso eu entendo, a ideia de queimar eternamente é assustadora…

    Não só assustadora, como nada inteligente, nem minimamente sensata.

    Lê assim :
    Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer.

    Se você afirma que a inexistência é eterna, não pode admitir uma existência breve, nem uma sequer.
    A existência por mais curta que fosse já anularia a pecha de eterna à inexistência.

    Se estamos cá a discutir, então a inexistência é impossível.

  222. Wagner Mente,

    Vamos,aceito o desafio, mas podemos esperar o Barros passar a sua crise existencial e mudar o artigo da caneta fazendo amor com o papel, aí discutimos lá, aqui já tem 250 comentários?

    Essa aqui foi boa:

    Aí eu afirmo que não sou especialista, mas sim que acho legal divulgar o trabalho de especialistas. Aí ele fica puto.

    Cuméqueé? Começou com o vídeo que vai estremecer as bases da crentarada de todo o Brasil, depois diz que entende grego e agora vem humildemente dizer que ‘só divulga o trabalho de especialistas’? Bem, melhor assim, acho que depois de perceber que especialista tem que ter currículo, você resolveu desistir do nome. Seria bom começar os vídeos dizendo “não sou especialista, aprendi em casa, sou um curioso, mas aqui vai o resumex dos livros que eu li…”

  223. Wagner Menke

    Nunca um apelido assentou tão bem, por isso fiz uso dele.
    Agora ele começou a falar de eletromagnetismo, força de atração do núcleo de um átomo, colisão de planetas, poeira cósmica, a mesma matérias que meu filho de 14 anos está estudando e já tem uma boa noção.
    Sr Zé Ruela, gostaria de sugerir que leia sobre teorias da origem da vida começando com Aleksandr Oparin. Você até pode não ser burro, mas, está muito atrasado para a modernidade do mundo em que você vive e não enxerga.
    Só isso, por enquanto.

    Andre Ruela, cuidado que a inveja mata tá “serto”? e para amenizar este sórdido sentimento vai rezando o terço antes de dormir, talvez seja bem melhor para você.

  224. Não comecei o vídeo dizendo que ia estremecer as bases da crentarada. O vídeo conseguiu estremecer as suas bases e você inferiu isso pro resto, inclusive queria me “orientar” a informar sobre o outro lado, com medo inexplicável de que o vídeo fosse fazer mal a algum crente.

    Saber princípios de grego não me torna um especialista. Quem me tornou um especialista aqui foi unica e exclusivamente você.

    Entende ou tá difícil?

    Você criou um espantalho e tá batendo nele insistentemente porque não tem argumento melhor. E se continuar assim nunca terá.

    Aguardo a definição do post em que você vai provar a existência de deus. Porque não escreve um texto e pede humildemente pro Barros publicar?

  225. André

    E então? Você insistiu para debater sobre as razões que Deus teria para permitir o mal e eu aceitei, perguntando:

    Qual a razão que esse suposto ser teria para “deixar o mal acontecer”, estando no poder dele evitar que acontecesse? Uma suposta “vida” no pós-morte com prêmios por bom comportamento?

    Como vai ser, vamos ter que esperar o Barros terminar o outro texto também, porque você resolveu que esse aqui está com excesso de comentários?

    O Wagner nunca se apresentou como especialista de nada, ficou bem claro que ele está se baseando em trabalhos feitos por estudiosos.
    Quando você insiste em dizer o contrário, além de passar ridículo, pois todos podem verificar aqui mesmo os fatos, você também passa por mentiroso, e não pode culpar ninguém por isso, nem reclamar.
    É você quem está se prejudicando.

  226. Marcos

    Criaturo, on 28/07/2014 at 10:26 said:
    origem: existência humana
    irracional: desprovida de uma razão inteligente ,causa não intencional

    acredita que a sua origem é irracional ?

    Marcos Kiyoji, on 28/07/2014 at 10:48 said:
    Criaturo,

    Sim. Não vejo motivos para pensar de outra forma.
    Já respondi tantas vezes que nem sei porque pergunta novamente.

    sim isso mesmo voce afirma: que a sua razão nasceu da ausência de uma razão inteligente e intencional.

    Errado. Eu não disse isso.
    Ao tentar forçar um entendimento que, definitivamente, não é o meu, você está apenas tentando criar um espantalho. Não funciona.

    estamos tendo problemas na comunicação

    Leia o meu comentário sobre a característica exotérmica do endurecimento do cimento.

    a questão é simples voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente, é isso que define o ateísmo.

    então é por um acaso que voce possui alguma razão ?

    Você não definiu “razão”. Se refere à capacidade de raciocínio caracteristicamente (mas não exclusivamente) desenvolvida no ser humano?

    Sim , sua capacidade inteligente de raciocinar teve origem na inexistência de alguma razão inteligente externa ?

    deixar de reconhecer a engenharia genética que foi planejada para que elas se formassem diante de tal semelhança dando mais credito ao acaso, é querer ignorar a razão da vida

    Não há indícios de planejamento na genética humana ou em qualquer outra forma de vida conhecida.

    então não consegue enxergar razão inteligente na formação da genética humana?

    cada partícula não foi parar no seu “quadrado” por acaso

    Que partícula? Se refere à matéria?

    sim

    Que quadrado? Se refere simplesmente à posição das coisas no espaço?

    Sim , macrósmo e micrósmo

    Assumindo que a poeirinha cósmica é a Terra, então, não tenho evidências de que exista vida inteligente fora dela.

    astronautas são ETs

  227. Criaturo,

    voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente

    Agora sim, você está se aproximando realmente da minha opinião.

    A vida inteligente surgiu “NA” ausência de uma razão intencional. Ela não surgiu “DA” ausência de uma razão intencional.

    Ficou claro o suficiente?

    é isso que define o ateísmo.

    Se isso se encaixa na “SUA” definição. Fique à vontade.
    Eu já apresentei o meu entendimento de ateísmo.

    sua capacidade inteligente de raciocinar teve origem na inexistência de alguma razão inteligente externa ?

    Sim. As evidências analisadas pela Teoria da Evolução apontam para um processo sem essa “razão inteligente externa”.

    então não consegue enxergar razão inteligente na formação da genética humana?

    Absolutamente não. Muito pelo contrário.

    O ENCODE (Encyclopedia of DNA Elements) é um projeto liderado pelo Instituto do Genoma Humano (EUA). Recentemente (julho/2014), este programa divulgou na revista PLoS Genetics os resultados de um estudo que detectou que apenas 8,2% do DNA humano é funcional. Os outros 91,8% são apenas “lixo genético”.

    Os estudos foram estendidos para outros 12 mamíferos e o percentual de DNA funcional encontrado foi o mesmo.

    Para mim isto é um claro sinal de um longo processo de adaptação que deixa resíduos. É exatamente o que se espera de um processo cego de “tentativa e erro” (metaforicamente falando) que ainda está em movimento e que apresenta mais e mais evidências a cada dia.

    Sim , macrósmo e micrósmo

    Não vejo como a posição geométrica das coisas pode apontar para uma razão inteligente e intencional.

    Mesmo você, que tem poder de raciocínio e planejamento, se jogasse um punhado de farinha no fundo de uma forma de bolo, não poderia dizer que cada partícula de farinha caiu exatamente na posição que você intencionou.
    Perceba que nem mesmo em um caso em que comprovadamente há uma inteligência externa envolvida (você) a simples posição das partículas de farinha não apontam para um planejamento intencional.

    Então, porque seria assim com a matéria e o cosmo?

    astronautas são ETs

    Não vejo nenhuma contribuição neste comentário. Uma frase desconexa que causa preocupação quanto ao seu estado psíquico.
    No restante do meu comentário (que você fez questão de omitir) deixo bem claro que me refiro a vida que se desenvolveu adaptada a outra atmosfera ou ambiente que não à terra. Não me referi a viajantes espaciais.

    Acho que você entendeu perfeitamente meu comentário anterior mas usa palhaçadinhas para tentar desviar o foco.

  228. Anita rodrigues disse:

    Huhum…regras divinas, bláblá,bláblá,natural ignorância a liberdade é que permite, bláblá, bláblá…existência da dor e prazer, bláblá,bláblá,leis morais relativas ao grupo, bláblá,bláblá, se Deus tiver que resolver, bláblá,bláblá.

    Eu te apresentei um dilema moral e você se saiu com esse lero-lero sem pé nem cabeça.

    exato! se leis divinas tivessem “pés e cabeça” seriam humanas e não divinas, tai sua dificuldade em ir alem do básico.

    Lembro-me de você ter escrito sobre uma situação com sua filha, sobre uma doença e uma medicação errada. Diga-me Criaturo, por que você interferiu como um ditador no que quer que tenha provocado a doença da sua filha? Por que você não deixou que o organismo dela se recuperasse por conta própria ou morresse?

    o corpo humano possui um inteligente sistema imunológico, que atrofia diante de tanta drogas comerciais, só tomo remédio em casos extremos.
    certa vez minha filha na época com idade de 3 anos, apresentou febre alta por uns 4 dias, inicialmente acreditando ser apenas um resfriado, apenas fui medicando com paracetamol para abaixar a febre, ao fazer
    exames foi comprovado uma bactéria coli.
    a menina tomou o antibiótico as 9:00 e as 11:00 ja estava curada, milagre da ciência ? creio que não, milagre do sistema imunológico que ja havia enfraquecido a bacteria por 4 dias.
    interessante que anos mais tarde eu comecei apresentar febre alta minha esposa queria me dar paracetamol disse que 38 graus ainda era pouco que se anoite começasse a tremer , ja estaria com mais de 40 então tomaria o remédio, fui dormir e acordei com um frio interno e disritmia cardíaca, fui salvo pela minha esposa que veio correndo com o paracetamol e toca de madrugada para o hospital, chegando la a febre ja havia passado e eu ja estava dando risadas,.mas no processo de raio -x , eu tive a grande oportunidade de conhecer o outro mundo:
    http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2014/07/19/evidencias-anedoticas/

    mas respondendo sua pergunta, não devemos limitar nossa fé apenas nos outros , precisamos ter fé em nós mesmo.
    trabalhe e todo o universo divino conspirará ao seu favor.
    Deixe de ser uma menina birrenta , nós crentes levamos vantagem, enquanto voce se limitam apenas a ciência humana , nós ainda podemos contar com fé da ajuda divina.

    Para ser coerente com você mesmo, o certo era não ter feito nada.
    E que mimimi foi aquele sobre o erro do médico com o remédio? Ora, o médico estava usando a liberdade dele de errar.

    este ja foi um outro causo, a menina era rescem nascida a neonatal, receitou naldecon para uma virose a menina ficou muito mal, logo o tal medicamento entrou para lista negra dos medicamentos proibidos.
    toda vez que voce necessitar de uma cirurgia ou processo medico delicado, tenha fé e reze para que o medico seja iluminado a fazer o certo, pois os caras costumam cometer erros fatais.

    Ateus crentes da ciência

    também tornam-se ovelhas bitoladas pela ciência dos outros, ou seja se for a um consultório e uma maluco vestido de branco receitar um veneno como a solução para seus problemas ,não exitarão em toma-lo.
    Voces tomam remédio por “crerem” nos médicos e no que os laboratórios escrevem nas bulas, porem ignoram como age o medicamento no seus organismo.
    neste caso só resta a fé na ciência.

  229. SS Rodrigues:

    Primeiro que eu não tenho que provar a razão por Deus permitir o mal mais do que você teria que provar a razão por Deus não permitir o mal. E dessa pergunta você fugiu.

    Mas sobre a sua pergunta, eu acho que a nossa vida atual é muito irrelevante para Deus em virtude de nossa vida eterna, o mal acontece devido a um bem concedido, que foi nosso livre arbítrio. Além do mais, muitas vezes de um mal, surge outro bem, como a solidariedade entre os homens. Deus pode perfeitamente compensar no pós vida por um mal sofrido em vida.

    Qto a você defender o Wagner Menke, não me surpreendo, você defende qualquer um que se oponha a mim, é a solidariedade da patotinha atéia, se precisar limpar a bunda do outro, fazem com prazer.

  230. Wagner Menke,

    Vai pensando ai que o seu vídeo é tudo isso, acho melhor não contrariar para não gerar um trauma ainda maior no colega.

  231. Ana Judas:

    Agora ele começou a falar de eletromagnetismo, força de atração do núcleo de um átomo, colisão de planetas, poeira cósmica, a mesma matérias que meu filho de 14 anos está estudando e já tem uma boa noção.

    Bem se vê que você não tem a menor noção. Deve ser com base na ciência que seu filho de 14 anos aprende na escola que você tira suas conclusões ‘científicas’.

  232. Simple

    O multiverso é um numero finito ou infinito de universos sobrenaturais, afinal nos tais universos podem existir leis que nunca observamos , o Multiverso não é testável nem falseável, por não ser testável posso dizer que são os verdadeiros mundos mágicos de Ateiland.

    se todo desconhecido for o sobrenatural, nossa ignorância é sobrenatural.
    Se nunca foi observado como sabe da existência deles?

    “”Eles inexistem apenas para nós que estamos em estado temporal… Mas enquanto um materialista, ateu e afins creem em inexistência absoluta, eu apenas encaro como a primeira morte, vindo depois estado eterno de existência [vida eterna] ou tormento eterno [morte eterna]”

    pode confessar eu acho que voce é o Azetech! ha…ha..ha..ha..ha”

    Eu não sou o Diogo…
    Isso foi uma resposta?

    é teista, tem conceitos evangélicos conhece o Diogo, agora complicou!
    parece o Diogo , ,fala como se fosse e afirma não ser o Diogo?

    “esse papo de evangélico é bem característico, sinto muito o “inferno eterno” dos crentes é bem mais sádico do que a simples inexistência dos ateus.”

    Isso eu entendo, a ideia de queimar eternamente é assustadora…

    sádica

    Mas meu ponto, gostando ou não da segunda morte [mentira, imaginaria pra ateus e pra vc] ela é justa ou não?

    creio ser ilógica, liberdade para errar,mas não para continuar vivendo ?

    É justo ser punido eternamente pelos crimes que eu pratiquei em vida?

    não julgueis para não ser julgado, pois sera medido com a mesma medida, guardai-vos de exercer a sua justiça diante dos homens.

    é mais divino ser educado eternamente

    Você deve ter algum ponto objetivo para discordar do “inferno”, um deles é por que nenhum ser humano poderia punir alguém com dor insuportável e eternamente… Mesmos os pedófilos, assassinos, estupradores, Hitler, Mao Tse & CIA não deveriam se punidos de forma tão severa…

    hipocrisia é acreditar que o inferno eterno foi feito só para os “outros ” pecadores

    Obviamente estamos nos valendo de nossa perspectiva e não na perspectiva de Deus…
    É melhor que Deus não exista … A um Deus a salvar todos os homens … mesmo aqueles que rejeitaram a sua oferta de salva-los da condenação eterna, isso não tem a ver com dizer que acredita que Deus existe e nem se intitular evangélico, seria descer no mesmo nível trivial do ateísmo… o trivialismo que ateísmo é apenas ausência de crença…Nesse sentido exige -se muito mais o uso da razão para ser um teísta cristão do que ser um ateu que define seu ateísmo como uma ausência de crença… Enfim isso tem a ver com os atos de cada um…

    esta se valendo da doutrina evangélica do atos dos apóstolos, primeira morte, segunda morte, danação eterna, só ta faltando falar sobre o diabo.

    Se existe um Deus justo, e existe o mal , e existe livre arbítrio, então só pode existir uma punição justa…

    Se o criador é único, o mal só pode ser uma criação dele.
    punição esta atrelada a sofrimento, logo um Deus que cria seres sujeito a punições é um deus sádico.
    prefiro entender que Deus cria também os meios de educação, hora imposta, hora voluntaria, hora mecânica.

    “me desculpe se acredita em reencarnações não pode ser o Azetech
    bom eu acho que a reencarnação alem de possível, ainda explicaria um monte de coisas.”

    Eu não acredito em reencarnação, foi apenas uma suposição onde Deus não existe…
    Então o homem poderia reencarnar infinitamente, isso porque ele é apenas [dentro da cosmovisão naturalista, materialista] moléculas a reagiram uma com as outras, enfim trata-se apenas de processos cegos físicos químicos , oras esses componentes poderiam “obedecer” um ciclo de nascer e morrer eternamente, sem uma ordem exata na escala do tempo… Entendeu Criaturo?

    sim dentro do materialismo o processo de criação seria um universo de seres nascendo e morrendo sem nenhum propósito.

  233. SS Burrildes
    André Ruela
    Wagner Mente
    Jeph Simples
    Ana Judas

    ha…ha..ha…ha..ha.. que comédia!

  234. Marcos
    voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente

    Agora sim, você está se aproximando realmente da minha opinião.
    A vida inteligente surgiu “NA” ausência de uma razão intencional. Ela não surgiu “DA” ausência de uma razão intencional.
    Ficou claro o suficiente?

    Sim, claro que não!
    (em terra de doidos , fale como um e eles pensaram que voce é normal).

    a impressão que da que voce é orgulhoso e não quer admitir que a razão manifesta em você , possui uma origem inteligente externa.

    sua capacidade inteligente de raciocinar teve origem na inexistência de alguma razão inteligente externa ?

    Sim. As evidências analisadas pela Teoria da Evolução apontam para um processo sem essa “razão inteligente externa”.

    existem maquinas com capacidade de produzir seres inteligentes e complexos e com personalidades individualizadas?

    então não consegue enxergar razão inteligente na formação da genética humana?

    Absolutamente não. Muito pelo contrário.
    O ENCODE (Encyclopedia of DNA Elements) é um projeto liderado pelo Instituto do Genoma Humano (EUA). Recentemente (julho/2014), este programa divulgou na revista PLoS Genetics os resultados de um estudo que detectou que apenas 8,2% do DNA humano é funcional. Os outros 91,8% são apenas “lixo genético”.
    Os estudos foram estendidos para outros 12 mamíferos e o percentual de DNA funcional encontrado foi o mesmo.
    Para mim isto é um claro sinal de um longo processo de adaptação que deixa resíduos. É exatamente o que se espera de um processo cego de “tentativa e erro” (metaforicamente falando) que ainda está em movimento e que apresenta mais e mais evidências a cada dia.

    bom dentro de um universo fechado, não temos como descartar aquilo que ainda não sabemos utilizar, por enquanto no máximo deixa-lo de lado.
    Não existe processo cego sem planejamentos, raciocínios.
    um quebra cabeças não é um processo cego

    Não vejo como a posição geométrica das coisas pode apontar para uma razão inteligente e intencional.
    Mesmo você, que tem poder de raciocínio e planejamento, se jogasse um punhado de farinha no fundo de uma forma de bolo, não poderia dizer que cada partícula de farinha caiu exatamente na posição que você intencionou.

    o raciocínio é mais eficaz do que o acaso

    Perceba que nem mesmo em um caso em que comprovadamente há uma inteligência externa envolvida (você) a simples posição das partículas de farinha não apontam para um planejamento intencional.
    Então, por que seria assim com a matéria e o cosmo?

    Creio só existirem motores movido pela vontade, embora empurrem em direções aleatórias, sempre ha vontade própria.

  235. Criatura,

    Só faltava um pra você :-)

  236. Criaturo,

    a impressão que da que voce é orgulhoso e não quer admitir que a razão manifesta em você , possui uma origem inteligente externa.

    Expliquei com extrema clareza o erro na sua afirmação, inclusive destacando com aspas e letras maiúsculas o trecho exato.
    Se você prefere, insistir em construir um espantalho simplesmente porque percebeu que não tem argumento, fique à vontade, mas me parece que quem não quer admitir seu próprio orgulho é você.

    existem maquinas com capacidade de produzir seres inteligentes e complexos e com personalidades individualizadas?

    Não tenho notícias disso.
    Qual o propósito da pergunta?

    Não existe processo cego sem planejamentos, raciocínios.

    Estude o básico sobre evolução e perceberá o contrário. Isso se seu orgulho permitir.

    um quebra cabeças não é um processo cego

    Outra metáfora descabida.
    Um dos equívocos mais recorrentes em pessoas que desconhecem o processo evolutivo é a comparação com um quebra-cabeças.
    Os critérios envolvidas são completamente diferentes.

    Mas, como você interpreta a informação de que nosso DNA tem mais de 90% de “lixo genético” não funcional?

    o raciocínio é mais eficaz do que o acaso

    Outra sentença desconexa.
    O que isso tem a ver com o que estávamos falando? Que papo de maluco é esse?

    Estamos falando sobre “como posições geométricas indicam intenção”.

    Creio só existirem motores movido pela vontade, embora empurrem em direções aleatórias, sempre ha vontade própria.

    Creia no que quiser. Você já é grandinho.

    Mas não adianta afirmar que sua crença se baseia na evidência oferecida pela posição das partículas, pois não há evidência aí.
    Se houver, demonstre ao invés de enrolar e falar em enigmas. Não estamos na Caverna do Dragão.

    Em tempo, ao dizer […] empurrem em direções aleatórias […] você não está mencionando justamente o “acaso”? Mas você também não disse que as partículas não podem estar no seu “quadrado” por acaso?
    Por favor, me esclareça esta contradição.

  237. SS Rodrigues,

    “E sua existência temporal é extremamente breve, tanto antes, quanto depois de vc nascer; e após morrer… Vê isso?
    E este é você em 25/07 às 19:41
    Eu errei … heheheheh …
    Lê assim :
    Sua existência temporal é extremamente breve, ao passo que sua inexistência é eterna tanto antes quanto depois de vc nascer, quanto depois que vc morrer.”

    Sim, pensei que tinha concertado meu ERRO, mas meu ultimo comentário sobre isto está bem claro

    3) Num universo [dentro de uma cosmovisão materialista reducionista] eterno o Barros inexiste eternamente, antes dele nascer, e o Barros inexiste eternamente depois de morrer.

    Agora fica bem claro o que eu quis dizer, então ao invés de vc tentar ad hominem [eu errei, sei que errei pensei ter consertado meu erro] mas adiante eu passei a mensagem correta [sabe , DNA Polimerase também corrige erros, ele procura e repara]

    Então agora me diga alguém qual é o problema lógico?

    O problema está no universo eterno…

    Quem diz que o universo é eterno e não existe nada alem dele deve me dizer onde está o erro que antes do barros inexistir eternamente [isso por que a existência do Barros é irrelevante diante de um universo eterno] antes de nascer, e voltar a inexistir eternamente após morrer…

    A não ser que vcs queiram dizer que o universo não é eterno antes do Barros nascer …

  238. Andre

    Criatura,
    Só faltava um pra você :-)

    shiuuuuuuuuuuu!

    os meus eu ja sei, só não comento para não dar idéias.

  239. SS Rodrigues,

    “E que só existe uma possibilidade lógica: o jephsimplório é do tipo que gosta de parecer erudito sem ser de fato, por isso é que escreve uma imbecilidade fenomenal, consegue a proeza de torna-la ainda mais imbecilmente fenomenal quando diz que a corrigiu, tenta pilantramente fazer parecer que estava falando de outra coisa e ao mesmo tempo parecer inchado de empáfia enquanto está fazendo tudo isso.”

    Não, não, eu realmente achei que tinha corrigido meu erro…

    Eu não gosto de parecer erudito, eu simplesmente escrevo e penso assim…

    Quanto a erros ao contrario de vcs [não todos obviamente],vcs possuem problemas em reconhecer erros lógicos em vossas “argumentações” , eu não tenho nenhum problema em reconhecer que errei novamente…E aí? Onde está minha pilantragem, minha imbecilidade? Esse é o seu melhor argumento racional que tens contra mim?

    E não vejo problemas se alguém me mostrar por lógica que meu argumento é invalido, e fico feliz por encontrar agnósticos, ateus que sabem debater em um nível muito bom , o que não é o seu caso…

  240. Sr André Ruela

    Sempre com sua mania de grandeza por se achar protegido por um pai grandioso pela crença em um ser fictício. Que infantilidade!!!!

    eu acho que a nossa vida atual é muito irrelevante para Deus em virtude de nossa vida eterna, o mal acontece devido a um bem concedido, que foi nosso livre arbítrio.

    Quer dizer então que deus nem está se lixando para a vida dos seus filhos aqui na terra? Mas, mesmo assim ele quer que todos o adorem para depois de mortos sentar-se ao seu lado né? Existem referências na bliblioteca divina, [o livro mais contraditório de todos os tempos] de que é Jesus que vai ressuscitar os mortos. Uma hora é Jesus e noutra hora é deus. Loucura, loucura, surreal, absolutamente surreal e às vezes hilário. Ahhh os dois são um só ou três. Triuno. Tiveram que reforçar porque um só deus havia se desgastado e não estava fazendo o efeito esperado.

    Pois eu entendi muito bem porque a minha tia Rodh ficou lélé da cuca de tanto ler sobre a ressurreição no NT com toda aquela proza irracional de Paulo quando se encontrava em êxtase.

    Deus pode perfeitamente compensar no pós vida por um mal sofrido em vida.

    O que é a vida pós-vida? Ah é o nome de um filme que aborda a parapsicologia, um tema muito explorado pela pseudociência, tipo algo no estilo surrealista.

    Já que o Ruela ainda acredita em vida eterna, ou no pós morte e baseado nessa promessa, todos vão ressuscitar quando as trombetas de deus começarem a ecoar nesse mundão a fora e então quem sabe você voltará do sepulcro com a fisionomia de uma hiena.

    Você que se diz a par da ciência sabe que um dia o sol que nos dá vida irá morrer? E onde você estará quando isso acontecer? Acho que nem vestígios de seus ossos existirão pois quando isso acontecer, até lá você já terá se transformado em combustível fóssil.

  241. MAF

    “Sua justificativa foi uma tremenda saída escorregadia pela esquerda.
    Simplesmente não é justo se punir eternamente por faltas temporais.
    Lembre-se que você defende um DEUS JUSTO. Ou não?”

    Como assim escorregadia?

    Dentro de nossa perspectiva não existe punição eterna, afinal todos estão sujeitos a morte…

    Mas da perspectiva de Deus o ser humano não deixa de existir ao morrer …

    Depois quando alguém não quer abandonar seus pecados ,isso implica que se ela vivesse eternamente nessa vida ele viveria sempre pecando, então ela é réu de punição eterna…

    Mas olha esse assunto é bem extenso, de um pouco mais de debate…

    “Acha justo uma punição eterna para uma falta efêmera?
    Isso eu entendo, a ideia de queimar eternamente é assustadora…
    Não só assustadora, como nada inteligente, nem minimamente sensata.”

    Comece com uma outra solução inteligente…

    Você realmente acha que eu nunca questionei uma morte eterna, de tormento ilimitado, sem nunca ter fim no tempo?
    Lê aqui se quiser http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/126-2/

  242. MAF,

    “Se você afirma que a inexistência é eterna, não pode admitir uma existência breve, nem uma sequer.
    A existência por mais curta que fosse já anularia a pecha de eterna à inexistência.
    Se estamos cá a discutir, então a inexistência é impossível.”

    Para uma materialista, uma pessoa que morre deixa de existir eternamente, a não ser que creia em algum tipo de reencarnação…

    Existe um problema aqui contra o materialismo filosófico…

    Eu estou apontando um problema…

    É só responder , o universo é eterno ou não?

    Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?

  243. “se todo desconhecido for o sobrenatural, nossa ignorância é sobrenatural.

    O Desconhecido aqui é não ser visto nem como efeito. Esse universo pode ser um efeito de uma causa eterna,inteligente e necessária [poderosa]

    Eu não tenha crença em universos desconhecidos… os mesmos não são observáveis, não passam de hipótese não testável.

    É sobrenatural por que estariam fora desse universo conhecido, estudo, com estudo da cosmologia, física clássica e mecânica quântica…

    “Se nunca foi observado como sabe da existência deles?”

    Hipótese, hipótese não testável…

    “Isso eu entendo, a ideia de queimar eternamente é assustadora…”
    sádica
    “Mas meu ponto, gostando ou não da segunda morte [mentira, imaginaria pra ateus e pra vc] ela é justa ou não?”
    creio ser ilógica, liberdade para errar,mas não para continuar vivendo ?”

    Oras mas quem disse que não há outra saída?
    Novamente dentro da perspectiva humana é sadismo sim, eu encaro com punição severa.

    Mas dentro da perspectiva de Deus, a pessoas será a maior responsável por tal castigo severo e implacável…

    Se as pessoas escolhem rejeitar a justiça, a verdade, o amor, e preferem continuam por toda sua vida no oposto a isso, aonde está a injustiça? Então todos devem viver eternamente com Deus?Ele deve impor isso as pessoas, ou deveria fazer robôs?

    O segunda morte é consequência de livre arbítrio…E a vida eterna também…

  244. Marcos

    existem maquinas com capacidade de produzir seres inteligentes e complexos e com personalidades individualizadas?

    Não tenho notícias disso.
    Qual o propósito da pergunta?

    por comparação quem criou os seres ?

    Não existe processo cego sem planejamentos, raciocínios.

    Estude o básico sobre evolução e perceberá o contrário. Isso se seu orgulho permitir.

    não ha preconceitos da minha parte, vou estudar “o gênio egoísta” do ateu Richard Dawkins

    um quebra cabeças não é um processo cego

    Outra metáfora descabida.
    Um dos equívocos mais recorrentes em pessoas que desconhecem o processo evolutivo é a comparação com um quebra-cabeças.
    Os critérios envolvidas são completamente diferentes.
    Mas, como você interpreta a informação de que nosso DNA tem mais de 90% de “lixo genético” não funcional?

    ja disse dentro do todo não existe inutilidades apenas falta de conhecimento sobre.
    talvez alguma parte antes usada agora não mais.

    o raciocínio é mais eficaz do que o acaso

    Outra sentença desconexa.
    O que isso tem a ver com o que estávamos falando? Que papo de maluco é esse?

    voce quem diz que a criação é um processo burro gerando inteligencias complexas

    Estamos falando sobre “como posições geométricas indicam intenção”.

    ordem implica inteligencia e vontade, o acaso desordem e falta de vontade…..ha..ha..ha.ha

    Creio só existirem motores movido pela vontade, embora empurrem em direções aleatórias, sempre ha vontade própria.

    Creia no que quiser. Você já é grandinho.
    Mas não adianta afirmar que sua crença se baseia na evidência oferecida pela posição das partículas, pois não há evidência aí.
    Se houver, demonstre ao invés de enrolar e falar em enigmas. Não estamos na Caverna do Dragão.

    eu vejo inteligencia e proposito na existência, voce um acaso burro, brincando aleatoriamente de tentativa e erros.

    Em tempo, ao dizer […] empurrem em direções aleatórias […] você não está mencionando justamente o “acaso”? Mas você também não disse que as partículas não podem estar no seu “quadrado” por acaso?
    Por favor, me esclareça esta contradição.

    quanto mais simples o ser vivo ,maior sera sua liberdade para agir aleatoriamente, ir a qualquer direção despreocupadamente, sem planejar consequências, no entanto a vontade de se mover é própria.
    O importante é que este tipo de comportamento aleatório não é por acaso.

    o motor da vida é o desejo do ser, sem a intenção não ha vida.

  245. Criaturo,

    por comparação quem criou os seres ?

    Comparação de quê com o quê?

    Quais seres?

    Além disso, ao perguntar “quem” criou os seres você continua insistindo na idéia de uma criação inteligente, intencional e pessoal mesmo sem ter evidências disso.

    não ha preconceitos da minha parte, vou estudar “o gênio egoísta” do ateu Richard Dawkins

    É por isso que não entende nada sobre o assunto.
    Você estava procurando o título errado. O nome do livro é “O Gene Egoísta”, mas talvez seja mais instrutivo procurar por “O Maior Espetáculo da Terra”.

    ja disse dentro do todo não existe inutilidades apenas falta de conhecimento sobre.
    talvez alguma parte antes usada agora não mais.

    Ignore as evidências à vontade. Alguns acham que a ignorância é uma benção.

    Mas isso não muda os fatos científicos que você não consegue refutar.

    voce quem diz que a criação é um processo burro gerando inteligencias complexas

    Não adianta contar mentiras num blog onde os comentários ficam registrados.
    Peço que me apresente aonde foi que eu alguma vez disse isso.

    Você continua tentando criar um espantalho por não conseguir contrariar o argumento verdadeiro.

    ordem implica inteligencia e vontade, o acaso desordem e falta de vontade

    Estas implicações e interpretações de ordem e desordem são inteiramente suas.

    Eu já te exemplifiquei que mesmo em um processo comprovadamente intencional a posição das coisas não necessariamente aponta esta intenção.

    eu vejo inteligencia e proposito na existência, voce um acaso burro, brincando aleatoriamente de tentativa e erros.

    Continua criando espantalhos.
    Atacar este ponto de vista ridículo exposto por você mesmo não irá adiantar nada, pois não é este o meu posicionamento.

    quanto mais simples o ser vivo ,maior sera sua liberdade para agir aleatoriamente, ir a qualquer direção despreocupadamente, sem planejar consequências, no entanto a vontade de se mover é própria.
    Para seu raciocínio fazer o mínimo de sentido você precisa agora determinar o critério de complexidade adotado por você para classificar os seres vivos.
    Em seguida deve explicar qual a relação deste discurso com o estávamos falando antes.

    Fiz uma pergunta simplíssima e você ficou mais enrolado que briga de cobras, desviou e não respondeu.
    Você falou que as coisas não estão em cada lugar por acaso. Em seguida disse que as coisas são empurradas em direções aleatórias. Uma vez que aleatoriedade exprime idéia de acaso, então são duas sentenças diametralmente opostas e você não conseguiu explicar.

    O importante é que este tipo de comportamento aleatório não é por acaso.

    Obrigado por tornar a contradição mais explícita ainda.
    Comportamento aleatório que não seja por acaso não é aleatório.

    o motor da vida é o desejo do ser, sem a intenção não ha vida.

    O que isso tem a ver com o resto? Seja claro e objetivo.

    Você utiliza de todos os recursos imagináveis para tentar conduzir a conversa para o campo filosófico, pois é o único lugar onde não se pode chamar um louco de louco.

  246. Simple

    Mas dentro da perspectiva de Deus, a pessoas será a maior responsável por tal castigo severo e implacável…

    responsabilidade esta atrelada proporcionalmente ao nível de consciência, neste quesito Deus é insuperável.

    Se as pessoas escolhem rejeitar a justiça, a verdade, o amor, e preferem continuam por toda sua vida no oposto a isso, aonde está a injustiça?

    Deus é o único responsável pela ignorância que gera todo o mal

    Então todos devem viver eternamente com Deus?

    diante do sofrimento imposto por Deus nesta vida, algumas pessoas ja optam cre (equivocadamente) pela própria inexistência.
    Se Deus nos quisesse ao seu lado , não estaríamos aqui ?
    Adão desejou ser ele mesmo e não um robô divino, assim deu linha na pipa e voou para fora do paraíso.
    Deus não possui carência humanas, nem faz sentido reinar sobre robôs, pior ainda seria desejar ser um robô.
    Voce ainda não percebeu que fomos feitos para tentar contrariar a vontade de Deus ? Caso contrario Deus não teria criado nada mais do que reflexos divinos.
    hora, se Deus nos criou com vontade própria , por que nos puniria por desejarmos usa-la, sendo nós mesmos e não ele ?
    Deus não pune, não julga nem condena, nós sim.
    Parte dele é a lei da ação e reação e nós a vivenciamos e na pratica dela, apendemos decidimos o que é bom ou mal ?

    O segunda morte é consequência de livre arbítrio…E a vida eterna também…

    não existe morte no sentido de “inexistência eterna”.
    Este negócio de morte eterna, aniquilamento do ser é coisa de ateus e não de teístas.
    afirmar que Deus castiga e pune erros da sua criação é um belo tiro no pé, assinando o “atestado da burrice divina”.

  247. Ana Judas,

    Você que se diz a par da ciência sabe que um dia o sol que nos dá vida irá morrer?

    Ai ai, como diz na minha terra essa eu já sabia ‘de véio’. Tá vendo como você está emprestando os livros de ciencia do seu filho de 14 anos para aprender sobre ciencia?

    E onde você estará quando isso acontecer? Acho que nem vestígios de seus ossos existirão pois quando isso acontecer, até lá você já terá se transformado em combustível fóssil.

    Eu não sei onde vou estar, mas após a minha morte, a mundo físico não me diz mais respeito, portanto, o sol pode morrer e eu posso continuar existindo.

  248. Informo que estou aguardando o nosso caro colega André no tópico intitulado “Minha pequena coleção de pecados #2” para que ele nos mostre seus argumentos a favor da existência de um deus.

    Abs a todos!

  249. É verdade, estou aguardando para mudar de página. Comigo já somam 250 comentários.

    Sr Andre Ruela

    Gostaria que você me explicasse: O que é vida pós-vida?
    Quer dizer que você pode morrer, o mundo pode acabar e você vai continuar vivo, mas, nem ao menos sabe onde vai estar? Quanta lógica.

    Pós-morte eu sei, vou ser útil para uma nova vida. E você não vai ser útil nem depois de morto, isto é, pensa que vai viver na glória espiritual olhando eternamente para a cara daquele velho de barbas brancas em gozo eterno, de boa, de papo pro ar, será que não vai ser enjoativo ou monótono viver só de espírito?

    O Islamismo pelo menos dá recompensas físicas aos seus mortos e os privilégios terão uma escala de acordo com os seus feitos aqui na terra, viverão num jardim repleto de rios de leite e mel não faltará comida elas serão servidas em bandejas de ouro, muita sombra e água fresca, Alah os recompensarão com donzelas celestiais. Muitas virgens, muitas e aos que morrerem em nome de Alah, aos mártires, terão 80.000 servos 72 virgens e para tanto terão uma ereção eterna. O Céu islâmico será como um grande bordel com eternos bacanais. Será que estas virgens serão recicladas? não. Todas as vezes que se deitar com uma jovem descobre-se que ela continua virgem.

    O céu de Javeh é sem graça.

    Mas na verdade, só existe uma forma de vida pós-morte que é pelo Ciclo do Carbono. Não para afagar nossos medos e transforma-los em esperança (quanto a isso, não há nada que mostre que algo assim exista), mas no sentido de continuar este processo tão maravilhoso chamado “vida”. Processo este no qual fazemos parte.

    https://sites.google.com/site/elcarguerra/elcar/vida_pos_morte.jpg?attredirects=0

  250. Wagner Mente,

    Você realmente acha que eu tenho medo de discutir isso com você? Até o fim do dia de hoje você terá o inicio da discussão lá no artigo onde você ‘me intimou’.

  251. Ana Judas:

    Você não me responde uma e fica ‘jogando’ outros assuntos, aí eu respondo e você muda de assunto, que nem sabonete molhado…

    A questão de existir vida após a morte é muito mais complicada que a sua vã mente pode conceber. Não tem que ser necessariamente num “lugar”, afinal, espírito não ocupa espaço, Deus não precisa ter pernas e braços como nós, Deus é um ser espiritual. Enfim, não dá nem para começar, sua cabeça não vai acompanhar. Deixemos para lá.

  252. André Ruela

    É a sua cabeça que é limitada.

    A questão de existir vida após a morte é muito mais complicada que a sua vã mente pode conceber..

    Complicado para sua mente perturbada, mas, já que fugiu da raia vou respeitar, não sem antes confirmar nossa maravilhosa valia. Bastou mostrar uma caveira que você amarelou hehehe

    A vida após a morte não passa de um “conto de fadas” para pessoas com medo de morrer. Stephen Hawking ”.

  253. Jephsimple:

    “Sua justificativa foi uma tremenda saída escorregadia pela esquerda.
    Simplesmente não é justo se punir eternamente por faltas temporais.
    Lembre-se que você defende um DEUS JUSTO. Ou não?”

    Como assim escorregadia?

    Atribuir ao desconhecido (a perspectiva de deus) a explicação inexplicável. Isso não justifica logicamente que faltas cometidas dentro de um tempo restrito serão punidas eternamente, isso dentro de um sistema JUSTO.
    E esse JUSTO, tem que estar necessariamente atrelado às nossas limitações.

    Dentro de nossa perspectiva não existe punição eterna, afinal todos estão sujeitos a morte…

    Estamos discutindo sobre algo que faz parte do dogma religioso.
    Então quem crê tem essa perspectiva de não morrer espiritualmente, ou coisa semelhante.

    Mas da perspectiva de Deus o ser humano não deixa de existir ao morrer …

    Depois quando alguém não quer abandonar seus pecados ,isso implica que se ela vivesse eternamente nessa vida ele viveria sempre pecando, então ela é réu de punição eterna…

    Existindo ou não a “vida eterna”, os pecados são cometidos dentro de um espaço temporal restrito, e uma punição eterna seria injusta.
    Você não pode supor que uma pessoa viveria eternamente pecando se tivesse certeza absoluta da existência de um deus poderoso.

    Mas olha esse assunto é bem extenso, de um pouco mais de debate…

    Sim, mas você pode responder se é justo ou não alguém ser punido eternamente por faltas efêmeras.

    Você realmente acha que eu nunca questionei uma morte eterna, de tormento ilimitado, sem nunca ter fim no tempo?

    O que seria exatamente esse “tormento eterno” que tanto falam os crentes religiosos?

    Lê aqui se quiser http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/126-2/

    O link não direcionou para o assunto em questão. Desculpe-me, não tive tempo de procurar.

    Para uma materialista, uma pessoa que morre deixa de existir eternamente, a não ser que creia em algum tipo de reencarnação…

    Existe um problema aqui contra o materialismo filosófico…

    Eu estou apontando um problema…

    É só responder , o universo é eterno ou não?

    O Universo corrente não é eterno.

    Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?

    Creio que sim. E esse algo tem que ter seu próprio tempo e espaço, se for dinâmico.

  254. jephsimples

    Não é só o fato de o erro ser grotesco; é o fato de ser tão grotesco que imediatamente salta aos olhos; é o fato de mesmo esse erro sendo apontado, na correção você o manter. Isso traz à mente a imagem de alguém que teve uma ideia, achou-a fenomenal e ficou tão orgulhoso de si mesmo por tê-la que não conseguiu ter senso crítico suficiente para detectar o que pudesse conter de errado. Noto que mesmo com tudo isso você não se deu o trabalho de corrigi-la. Faço-o por você:

    Sua existência temporal é extremamente breve, em comparação com sua inexistência eterna antes de nascer e após morrer.

    Agora vamos analisar a frase. Ela é estúpida, mesmo na forma correta e a depender do seu posicionamento, muito desonesta.

    É estúpida porque contém uma afirmação… Bem, estúpida.
    Antes de um individuo nascer, não tem cabimento falar em inexistência eterna. Não importa se o universo tem cinco minutos de existência, bilhões de anos ou se é eterno, é óbvio que o individuo não existe antes de nascer, desde sempre. Note que estou considerando a existência individual no que concerne a experiências e percepções exclusivas do indivíduo, pois num certo âmbito todos existimos antes de nascer, no material genético de nossos ascendentes em linha temporal longínqua. Mas o pior nesse seu raciocínio é que antes que o individuo passe a existir não tem a menor relevância, para ele, qualquer marcação de tempo, já que o próprio indivíduo não existe para marcar quanto tempo está sem existir. Nossa, isso é realmente muito estúpido.

    E se você sustentar que existe a eternidade (por mais absurdo que seja falar em existência na eternidade, pois existência implica necessariamente em uma marcação de tempo qualquer, o que é impossível na eternidade), você estará sendo muito desonesto quando o assunto é o que acontece depois que morremos.
    O único parâmetro de existência que temos é no estado vivo. Não temos qualquer parâmetro de existência para o estado morto, pela razão de que estamos vivos. Sustentar que há uma existência pós-morte é, para dizer diretamente, uma mentira, já que quem fizer isso ainda não morreu, para saber o que acontece depois da morte. O máximo cabível é a especulação.

    No mais, qualquer que seja a duração do universo, como quer que seja que ele tenha se iniciado ou sido iniciado, a existência de qualquer um de nós é relevante enquanto existimos. O que quer que aconteça depois que morremos se acontece alguma coisa, só terá relevância a partir da morte.

    O que eu gostaria de entender é por que incomoda tanto a você e outros crentes que algumas pessoas, eu entre elas, encarem com naturalidade nossa existência acabar na morte.

  255. André

    Está ficando muito cansativo isso de você por palavras na minha boca. Eu não disse que você tem que provar nada e quem se saiu com essa história de provar foi você, quando perguntou se o fato de Deus permitir o mal era prova de que ele não existia.

    Eu deixei bem claro que no que me diz respeito, a capacidade do ser humano para fazer o mal está na própria natureza humana. E que essa conversa de Deus permitindo o mal por ter dado livre arbítrio ao ser humano era tão somente uma desculpa mal ajambrada de crente para “explicar” (favor notar as aspas) a inatividade do Deus que inventaram. Você é quem continuou insistindo que eu fugi do debate, pois ao que parece você não tem argumentos para debater o ponto que levantei. Pois bem, eu aceitei seu debate e o que você faz? Mente que eu fiz uma afirmação que não fiz. É idiota da sua parte fazer isso, já que os comentários estão todos aí. Quanto ao resto da sua resposta, uma parte é irrelevante, pois o que você acha sobre o que Deus queira ou pretenda é só achismo mesmo, a menos que você possa apresentar alguma evidência, por mínima que seja, do que está falando. E sobre o resto da sua resposta, tenho uma pergunta:
    Você sofre de coprolalia?

  256. Criaturo
    existem maquinas com capacidade de produzir seres inteligentes e complexos e com personalidades individualizadas?

    Não tenho notícias disso.
    Qual o propósito da pergunta?

    por comparação quem criou os seres ?
    Não existe processo, cego sem planejamentos, raciocínios.

    por comparação quem criou os seres ?

    Comparação de quê com o quê?

    Se não há maquinas capazes de criar seres inteligentes e complexos, por comparação um sistema apenas mecânico também não poderia, então o mais lógico por comparação é deduzir que a origem da existência é intencional.

    Quais seres?

    Os vivos

    Além disso, ao perguntar “quem” criou os seres você continua insistindo na idéia de uma criação inteligente, intencional e pessoal mesmo sem ter evidências disso.

    Pela lógica podemos deduzir o incerto

    não ha preconceitos da minha parte, vou estudar “o gênio egoísta” do ateu Richard Dawkins

    É por isso que não entende nada sobre o assunto.
    Você estava procurando o título errado. O nome do livro é “O Gene Egoísta”, mas talvez seja mais instrutivo procurar por “O Maior Espetáculo da Terra”.

    Adoro trocadilhos são irônicos…….he.he.he.he

    ja disse dentro do todo não existe inutilidades apenas falta de conhecimento sobre.
    talvez alguma parte antes usada agora não mais.

    Ignore as evidências à vontade. Alguns acham que a ignorância é uma benção.
    Mas isso não muda os fatos científicos que você não consegue refutar.
    Atrofiamento de membros, glândulas, órgãos podem ser causados por mudanças do meio ambiente, que os torna desnecessários, isso faz parte da evolução das espécies.
    E você tem razão a ignorância é uma dádiva dada por Deus é somente Graças a ela que temos liberdade de ação formando no nosso ser “eu”, o não ser Deus.
    Acredite se o mal causado pela ignorância não fosse necessário a vida, não existiria.
    A única forma de Deus ter criado personalidades diferentes sem a impor nelas a sua vontade, foi dividindo parte do seu potencial consciente até tornar-lo ignorante da sua própria origem.
    Nós humanos somos a parte de Deus que tornou-se ignorante, então por que Deus desejaria anular nós a parte humana de si mesmo ?

    voce quem diz que a criação é um processo burro gerando inteligências complexas

    Não adianta contar mentiras num blog onde os comentários ficam registrados.
    Peço que me apresente aonde foi que eu alguma vez disse isso.
    Você continua tentando criar um espantalho por não conseguir contrariar o argumento verdadeiro.

    Criaturo: voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente
    Marcos: Agora sim, você está se aproximando realmente da minha opinião.
    A vida inteligente surgiu “NA” ausência de uma razão intencional.

    ordem implica inteligencia e vontade, o acaso desordem e falta de vontade

    Estas implicações e interpretações de ordem e desordem são inteiramente suas.
    Eu já te exemplifiquei que mesmo em um processo comprovadamente intencional a posição das coisas não necessariamente aponta esta intenção.

    Não questiono a posição e sim a intenção, intencionalmente fazemos um programa para gerar números aleatórios.
    Resultados aleatórios podem ser intencionais.
    Questiono como algo desprovido de inteligência pode gerar um universo de complexidades, uma maquina poderá montar algo complexo ? sim pode, desde que acha nela um programa intencional vindo de algo com maior nível de inteligência e complexidade.

    eu vejo inteligência e propósito na existência, voce um acaso burro, brincando aleatoriamente de tentativa e erros.

    Continua criando espantalhos.
    Atacar este ponto de vista ridículo exposto por você mesmo não irá adiantar nada, pois não é este o meu posicionamento.

    Então seja mais claro, me ajude acabar com a criação desse espantalho? Se puder…ha…ha.ha.ha

    quanto mais simples o ser vivo ,maior sera sua liberdade para agir aleatoriamente, ir a qualquer direção despreocupadamente, sem planejar conseqüências, no entanto a vontade de se mover é própria.
    Para seu raciocínio fazer o mínimo de sentido você precisa agora determinar o critério de complexidade adotado por você para classificar os seres vivos.
    Em seguida deve explicar qual a relação deste discurso com o estávamos falando antes.

    Fiz uma pergunta simplíssima e você ficou mais enrolado que briga de cobras, desviou e não respondeu.
    Você falou que as coisas não estão em cada lugar por acaso. Em seguida disse que as coisas são empurradas em direções aleatórias. Uma vez que aleatoriedade exprime idéia de acaso, então são duas sentenças diametralmente opostas e você não conseguiu explicar.

    O importante é que este tipo de comportamento aleatório não é por acaso.

    Obrigado por tornar a contradição mais explícita ainda.
    Comportamento aleatório que não seja por acaso não é aleatório.

    Quando você lançou sua farinha no fundo de uma forma, a disposição dos grãos foram aleatórias (já que eles não possuem sentido de direção ), mas o seu ato inicial de gerar tais posicionamento foi intencional e digo mais você os limitou dentro de um determinado espaço.
    Não há contradição em afirmar que podemos intencionalmente gerar casualidades.
    A própria individualidade humana é gerada pelo acaso das nossas escolhas aleatórias, são elas que formam o nosso ser “eu”.

    o motor da vida é o desejo do ser, sem a intenção não ha vida.

    O que isso tem a ver com o resto? Seja claro e objetivo.
    Você utiliza de todos os recursos imagináveis para tentar conduzir a conversa para o campo filosófico, pois é o único lugar onde não se pode chamar um louco de louco.

    “ o bagunho é doido! “ mas. não sou louco , apenas incompreendido….he..he..he..he..he

    Sem desejo, sentimentos não pode haver um “eu”, todo movimento, ação vem de uma intenção

  257. o comentário anterior é para o Marcos

  258. Criaturo,

    Se não há maquinas capazes de criar seres inteligentes e complexos, por comparação um sistema apenas mecânico também não poderia, então o mais lógico por comparação é deduzir que a origem da existência é intencional.

    É uma comparação esdrúxula e descabida.
    Primeiro porque sua afirmação depende de definições que você sempre relativiza e abstrai como “criar”, “inteligentes”, “complexos”, etc.
    Segundo porque eu nunca disse que foi um “sistema mecânico” que “criou” seres “inteligentes”. Isso faz parte do espantalho que você está tentando construir.

    Além disso, já foi provado cientificamente que é possível um processo não intencional formar os elementos orgânicos que compõem a vida como a conhecemos.
    Simplesmente não foram inventadas máquinas capazes de criar seres inteligentes porque existem formas mais “prazerosas” de fazê-lo.

    Portanto, sua dedução é sem fundamento, um tanto risível e eu diria até infantil.

    Pela lógica podemos deduzir o incerto

    Tente utilizar a lógica humana ao invés da “suposta” lógica de deus, senão vai continuar nesse papo de maluco.

    Atrofiamento de membros, glândulas, órgãos podem ser causados por mudanças do meio ambiente, que os torna desnecessários, isso faz parte da evolução das espécies.

    Não! Não é isso o que descreve a Teoria da Evolução. Falta-lhe conhecimento sobre o que critica.

    E você tem razão a ignorância é uma dádiva dada por Deus é somente Graças a ela que temos liberdade de ação formando no nosso ser “eu”, o não ser Deus. (…) dividindo parte do seu potencial consciente até tornar-lo ignorante da sua própria origem.
    Nós humanos somos a parte de Deus que tornou-se ignorante, então por que Deus desejaria anular nós a parte humana de si mesmo ?

    Dhããããã?!?

    Criaturo: voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente
    Marcos: Agora sim, você está se aproximando realmente da minha opinião.
    A vida inteligente surgiu “NA” ausência de uma razão intencional.

    Tem alguns problemas na sua comparação.

    1° – Eu, claramente, não concordei completamente com você. Eu apenas disse que estava se aproximando da realidade. Em seguida, repeti a minha posição.

    2° – Dizer que a razão (capacidade de raciocínio) humana se formou em um processo não intencional é TOTALMENTE DIFERENTE de afirmar que a “criação” (abstração por sua conta) seja um processo burro (qualidade atribuível apenas a quem tem racionalidade) gerando inteligências “complexas” (abstração por sua conta).

    Portanto, você distorce o que eu digo só pra ver se fica mais fácil contradizer. Isso é construir um “espantalho”.

    Não questiono a posição e sim a intenção, intencionalmente fazemos um programa para gerar números aleatórios.
    Resultados aleatórios podem ser intencionais.

    Você não está fazendo o menor sentido.

    Primeiro diz que tudo está em cada lugar não por acaso, mas por intenção.
    Depois diz que o primeiro impulso é que é intencional mas as posições são aleatórias.
    Depois afirma que as posições aleatórias são um indicativo da intenção, apesar de sabermos que a aleatoriedade é uma característica específica do acaso.

    A conclusão final que você parece implicar é que tudo está em posições aleatórias como se tivessem sido arremessadas ao acaso, mas que o fato de parecer ao acaso na verdade indica que houve intenção.

    Isto é a mais pura e completa insanidade. Caso de internação.
    A outra hipótese é a do desespero de quem não sabe mais o que inventar e começa a falar palavras desconexas “ao acaso” (quer dizer, aleatoriamente).

    Questiono como algo desprovido de inteligência pode gerar um universo de complexidades

    Esta é a forma mais básica do argumento da ignorância.

    “Não sei como pode ter sido, então tem que ser alguém com alguma inteligência similar à minha (já que eu sou o cara) mas muito mais poderoso (já que eu quero parecer humilde).”

    Então seja mais claro, me ajude acabar com a criação desse espantalho?

    Não dá pra ser mais claro que isso com alguém que ignora a lógica e foge intencionalmente do objetivismo como o diabo foge da cruz.

    Não há contradição em afirmar que podemos intencionalmente gerar casualidades.

    Nisso realmente não há contradição.

    A contradição está em afirmar que o posicionamento aleatório (que aponta para acaso) serve de indício lógico para deduzir intenção.
    É esta contradição que você não consegue explicar.

  259. Marcos

    Além disso, já foi provado cientificamente que é possível um processo não intencional formar os elementos orgânicos que compõem a vida como a conhecemos.

    entre o elemento orgânico e o ser vivo ha um abismo, alem do mais prove que não houve uma intenção.

    Simplesmente não foram inventadas máquinas capazes de criar seres inteligentes porque existem formas mais “prazerosas” de fazê-lo.

    tô fazendo escola…ha.ha.ha.ha
    sim, o prazer do sexo é intencional.

    Criaturo: voce considera que a origem da razão humana, foi um processo , sem causa intencional, desprovida de razão inteligente
    Marcos: Agora sim, você está se aproximando realmente da minha opinião.
    A vida inteligente surgiu “NA” ausência de uma razão intencional.

    Tem alguns problemas na sua comparação.
    1° – Eu, claramente, não concordei completamente com você. Eu apenas disse que estava se aproximando da realidade. Em seguida, repeti a minha posição.

    2° – Dizer que a razão (capacidade de raciocínio) humana se formou em um processo não intencional é TOTALMENTE DIFERENTE de afirmar que a “criação” (abstração por sua conta) seja um processo burro (qualidade atribuível apenas a quem tem racionalidade)

    esta afirmando neste caso quem tem razão é burro ?
    pelo contrario ,para mim burrice seria o mesmo que falta de razão, raciocino.
    burro = ausência de raciocínio, quando total ser irracional.

    gerando inteligências “complexas” (abstração por sua conta).
    Portanto, você distorce o que eu digo só pra ver se fica mais fácil contradizer. Isso é construir um “espantalho”.

    ah, agora, sim! todo esse …bla…bla…bla…. porque voce não aceita ter tido uma origem inteligente, que a sua razão (capacidade de pensar) teve uma origem inteligente externa a voce.
    mas onde esta a lógica em afirmar que ” a sua razão teve origem na falta de uma razão?”isso seria tão logico quanto procurar ar no vácuo.
    sua falta de razão esta comprometendo a lei da herança genética.

    Não questiono a posição e sim a intenção, intencionalmente fazemos um programa para gerar números aleatórios.
    Resultados aleatórios podem ser intencionais.

    A conclusão final que você parece implicar é que tudo está em posições aleatórias como se tivessem sido arremessadas ao acaso, mas que o fato de parecer ao acaso na verdade indica que houve intenção.
    Isto é a mais pura e completa insanidade. Caso de internação.

    esse boneco dançando o samba do criolo doido não é meu não.
    digo que aleatoriedade intencional pode gerar o “inesperado”, quando intencional não ha casos coincidentes, repetidos como no caso da individualidade humana, no principio a nossa ignorância absoluta nos permitia agir livremente, gerando reações de sentimentos aleatórios não intencionais, a vivencia destes sentimentos fez surgir em nós o desejo, a vontade intencional de causarmos a repetição de um sentimento que nos foi agradável, de forma que :
    de ações aleatórias irracionais, surgiu em nós a racionalidade humana(pelo menos nisto aqui concordamos, eu acho?)

    porem como eu ja disse todo este processo veio de uma razão intencional Deus.

    Questiono como algo desprovido de inteligência pode gerar um universo de complexidades

    Esta é a forma mais básica do argumento da ignorância.
    “Não sei como pode ter sido, então tem que ser alguém com alguma inteligência similar à minha (já que eu sou o cara) mas muito mais poderoso (já que eu quero parecer humilde).”

    sua psicologia barata tenta desvirtuar o ser.

    no processo acima eu descrevi que a racionalidade humana nasceu da irracionalidade absoluta de parte da consciência Deus.
    pense na Razão Deus como uma mola encolhendo e expandindo gerando “movimentos”.
    por comparação uma parte de Deus encolhe, vira humanos com tendencia a expansão Deus, ela expande e volta a encolher gerando movimentos ações eternas, percebe que este desequilíbrio de forças é proposital para causar movimento e vida ?
    na verdade esta divisão de forças só é capaz de aumentar o numero de individualidades humanas ,mas não pode aumentar o que ja existe no todo Deus.

    Não há contradição em afirmar que podemos intencionalmente gerar casualidades.

    Nisso realmente não há contradição.
    A contradição está em afirmar que o posicionamento aleatório (que aponta para acaso) serve de indício lógico para deduzir intenção.
    É esta contradição que você não consegue explicar.

    traduzindo a aleatoriedade não prova nada

    porem:

    a individualidade humana denota uma ação externa intencional , pois repetir ações demanda menor racionalidade do que criar sempre o “diferente”, é por isso que em todo o universo, só existe um Marcos Kiyoji e sabe porque ? Voce é um ser único.
    Graças a Deus….ha..ha..ha..ha..ha…

  260. SS Rodrigues,

    Bom pelo menos agora vc quis argumentar alguma coisa contra o que eu argumentei…

    “É estúpida porque contém uma afirmação… Bem, estúpida.
    Antes de um individuo nascer, não tem cabimento falar em inexistência eterna. Não importa se o universo tem cinco minutos de existência, bilhões de anos ou se é eterno, é óbvio que o individuo não existe antes de nascer, desde sempre. Note que estou considerando a existência individual no que concerne a experiências e percepções exclusivas do indivíduo, pois num certo âmbito todos existimos antes de nascer, no material genético de nossos ascendentes em linha temporal longínqua. ”

    Isso não é estúpido, simplesmente é uma mostra que eterno não tem a ver com tempo, o tempo é apenas um estado experimentado por nós humanos, e é um problema que a ciência operacional é incapaz de responder… Por isso há milênios grandes filósofos discutem o tema.

    … Mas você continua …

    “é óbvio que o individuo não existe antes de nascer, desde sempre”

    Desde sempre é bem corriqueiro em teísmo cristão…

    “é óbvio que o individuo não existe antes de nascer”

    Eu disse , inexiste, … Não existe, tudo a mesma coisa…

    Mas esse é o ponto:

    “Não importa se o universo tem cinco minutos de existência, bilhões de anos ou se é eterno,”

    Isso se você nunca foi a uma aula de matemática… E não lê sobre cosmologia, física, astrofísica… O Big Bang por exemplo sustenta uma idade de aprox. 14 bilhões de anos do universo.14 Bilhões são bem diferentes de universo eterno.

    “pois num certo âmbito todos existimos antes de nascer, no material genético de nossos ascendentes em linha temporal longínqua. ”

    Isso pode parecer lógico, ainda mais pra mim que sei muito bem que o material genético é como um livro…

    Mas esse todos existimos é contingente ,então não se pode afirmar nem em certo âmbito que todos existimos antes de nascer…

    Mas uma coisa é certa existe uma cadeia de eventos [efeitos] que chegam até cada individuo enfim deve existir uma causa eterna, e não somente eterna, mas atemporal, e não uma cadeia infinita de eventos no passado.

  261. Criaturo,

    entre o elemento orgânico e o ser vivo ha um abismo

    O elemento orgânico é uma etapa irrefutável e cientificamente comprovada. Esperneie o quanto quiser.

    alem do mais prove que não houve uma intenção.

    Que ridícula demonstração de desespero.
    Primeiro você afirma que é necessária uma intenção na “criação” dos seres, inclusive fazendo uma comparação esdrúxula e infantil com uma máquina fazedora de vida. No entanto, não conseguiu nem demonstrar como a aleatoriedade pode sequer apontar na direção de uma intenção, que dirá “provar” alguma.

    Agora, por algum motivo misterioso, eu é que tenho que me dar ao trabalho de “provar” a falsidade de uma sentença formulada por você sem embasamento nenhum.

    É um conceito novo de lógica pra mim.

    esta afirmando neste caso quem tem razão é burro ?
    pelo contrario ,para mim burrice seria o mesmo que falta de razão, raciocino.
    burro = ausência de raciocínio, quando total ser irracional.

    O adjetivo burro é atribuído a elementos que, apesar de possuir capacidade de processar informações (raciocínio), optam por não fazê-lo ou o fazem de maneira totalmente errada e sem sentido. (Esta descrição me lembrou alguém)

    Portanto, o adjetivo burro não é aplicável para “o processo de formação da vida” assim como não se diz “Nossa, mas que pedra mais burra” ou “Cara, como é burra esta maçã”.

    Você sempre utiliza o termo “burro” simplesmente porque está desesperado para dar uma característica pessoal, intencional ou de planejamento a um processo que não envolve intenção.

    voce não aceita ter tido uma origem inteligente, que a sua razão (capacidade de pensar) teve uma origem inteligente externa a voce.

    Eu aceitaria se você me fornecesse motivos.
    Estou sendo bem receptivo e benevolente. Nem peço “provas” definitivas mas tão somente algum indício sequer da veracidade do seu discurso.
    Nem disso você é capaz.

    mas onde esta a lógica em afirmar que ” a sua razão teve origem na falta de uma razão?”isso seria tão logico quanto procurar ar no vácuo.
    sua falta de razão esta comprometendo a lei da herança genética.

    Faltou estudo de ciência básica nesse discurso.
    Se eu tenho esta herança genética que você falou, então podemos testar sua hipótese.
    Vou tentar me fracionar intencionalmente até perder a auto-consciência do meu ser e criar um universo me tornando um deus.
    Se eu conseguir, prova-se a sua hipótese.

    Acho que vou fazer isso no vaso mais tarde, se eu fizer força demais acidentes podem acontecer.

    (Só brincando pra ter paciência de aguantar o maluco).

    de ações aleatórias irracionais, surgiu em nós a racionalidade humana

    O que houve com “Um burro não pode parir um sábio”?

    Diz uma coisa, depois diz o oposto.
    Que maluquice!

    Além disso, por mais que possa haver intenção por trás do que aparentemente é acaso, você ainda não explicou como o aparente acaso é sinal de intenção.
    Se você vê algo que parece acaso você acha que é acaso e não o contrário.

    digo que aleatoriedade intencional pode gerar o “inesperado”

    Se havia intenção, então o resultado não pode ser inesperado.

    por comparação uma parte de Deus encolhe, vira humanos com tendencia a expansão Deus, ela expande e volta a encolher gerando movimentos ações eternas, percebe que este desequilíbrio de forças é proposital para causar movimento e vida ?
    na verdade esta divisão de forças só é capaz de aumentar o numero de individualidades humanas ,mas não pode aumentar o que ja existe no todo Deus.

    Eu já conheço sua “hipótese” de deus, li o texto sobre ela.
    O que você nunca apresentou foram as evidências que o levaram a formular esta hipótese.

    traduzindo a aleatoriedade não prova nada

    Surtou de novo.
    Quem falou em provas foi você. Estou falando em “pra onde apontam as evidências”.

    Você afirmou e não demonstrou a lógica da afirmação.

    1 – Quando algum evento é classificado como sendo aleatório é porque dá a impressão de ter sido submetido a um processo caracterizado pelo acaso;
    2 – O evento (A) é classificado como aleatório;
    3 – Portanto, (A) dá a impressão de um processo caracterizado pelo acaso;
    4 – O criaturo afirma que concorda com as assertivas (1) e (2) mas que discorda da assertiva (3). Segundo ele, aquilo que parece aleatório na verdade é indício de intenção.

    “Aquela bola ali parece muito ser verde. Parece tanto com verde que só pode ser vermelha”
    Dhãããã!

    Possíveis conclusões:

    5 – O criaturo sofre de insanidade;
    6 – O criaturo falou bobagem e é orgulhoso demais para admitir e continuar para outros tópicos da conversa;
    7 – O criaturo não faz a menor idéia de como utilizar a lógica para concatenar seus pensamentos.

  262. SS Rodrigues,

    “você estará sendo muito desonesto quando o assunto é o que acontece depois que morremos.
    O único parâmetro de existência que temos é no estado vivo. Não temos qualquer parâmetro de existência para o estado morto, pela razão de que estamos vivos. Sustentar que há uma existência pós-morte é, para dizer diretamente, uma mentira, já que quem fizer isso ainda não morreu, para saber o que acontece depois da morte. O máximo cabível é a especulação.”

    Não estou sendo desonesto, eu tenho minha crença com relação a vida após a morte, obviamente que minha perspectiva, minha cosmovisão sobre a vida , sobre a morte é bem diferente da sua.

    Você pode dizer que discorda, que não acredita em vida após a morte, que não é racional mas me acusar de desonestidade é um equívoco seu.

    “Sustentar que há uma existência pós-morte é, para dizer diretamente, uma mentira, já que quem fizer isso ainda não morreu, para saber o que acontece depois da morte. O máximo cabível é a especulação.”

    Primeiro vc diz que é uma mentira depois diz que o máximo cabível é especulação .. Então para ti que não possui a crença que eu possuo, é uma mentira absoluta ou não?

    Isso por que ninguém realmente sabe o que é estar morto, a ciência operacional apenas pode falar sobre a física e a química e nada mais… Querer também afirmar em absoluto qualquer coisa baseando-se apenas em filosofia materialista, não passa de crença pessoal, subjetiva…

  263. Criaturo,

    Temos que usar a lógica para concluir que há alguma razão para usar a lógica.

    A lógica não pode ter sido criado pela razão humana, porque o raciocínio não é possível sem lógica. Assim, um universo lógico tinha que existir antes dos seres humanos poderem raciocinar.

    Uma mente sem lógica não poderia criar uma lógica, uma vez que se requer lógica para criar um sistema de raciocínio.

    É o Logos …

  264. MAF,

    “Atribuir ao desconhecido (a perspectiva de deus) a explicação inexplicável. Isso não justifica logicamente que faltas cometidas dentro de um tempo restrito serão punidas eternamente, isso dentro de um sistema JUSTO.
    E esse JUSTO, tem que estar necessariamente atrelado às nossas limitações.”

    Oras, dentro de um sistema justo existe a pena de morte, ou prisão perpétua, como uma punição eterna seria injusta?

    Dentro da perspectiva do cristianismo, uma pessoa será condenada pelo livre arbítrio de rejeitar o perdão de seus pecados e desfrutar de viver eternamente em sua presença, consequentemente rejeitam não somente o perdão como também escolhem continuar na injustiça, no erro …

    Uma pessoa pode odiar isso, mas melhor que ódio subjetivo, é mostrar por que é injusto, tendo por base a objetividade da justiça, imparcialidade…

    Injustiça é inocentar o culpado e culpar o inocente…

    “O que seria exatamente esse “tormento eterno” que tanto falam os crentes religiosos?”

    Um lago de fogo, onde jamais se saíra dali e se experimentara em sua totalidade os efeitos de ser queimado sem anestesia alguma.

    “Você não pode supor que uma pessoa viveria eternamente pecando se tivesse certeza absoluta da existência de um deus poderoso.”

    Pode se deduzir pelo seu tempo de vida e suas escolhas…Mas eu sou incapaz de apontar o futuro eterno de qualquer pessoa que seja [dentro de minha cosmovisão] … Isso é muito pessoal…

    E doutra feita não leio mentes, não esquadrinho mentes …

    “O Universo corrente não é eterno.”

    Fale mais sobre o universo corrente…

    “”Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?”
    Creio que sim. E esse algo tem que ter seu próprio tempo e espaço, se for dinâmico.”

    Eu esperava um sim o.O

    Pois existe algo além de espaço e tempo que uma mente que lida com lógica pode observar, basta você ver alguma coisinha de quântica..

    Comece com emaranhamento quântico [também conhecido no Brasil com entrelaçamento quântico]

  265. Wagner,

    sim, os apóstolos também fizeram milagres, muitos santos da Igreja fizeram e fazem milagres; mas, por intermédio e pelo poder de Deus e não por poder humano.

    A Igreja ensina que nem Nossa Senhora é capaz de fazer milagres por conta própria; embora ela tenha o dom da Onipotência Pedinte, ou seja, tudo o que ela pede a Jesus, ele lhe concede; pois, como filho perfeito, ele é obedientíssimo tanto ao seu Pai do Céu como à sua Mãe da Terra; assim como ocorreu nas Boda de Caná. Ela, e os santos, intercedem a Deus por nós; mas, quem realiza o milagre é o Espírito Santo de Deus.

    Por acaso, algum profeta ou algum apóstolo de Jesus fazia milagres antes de receber tal autoridade do próprio Deus?

    É difícil acreditar; mas, segundo o Pe. Quevedo, milagres autênticos (muitos dos quais, comprovados pela própria Ciência) só ocorreu no judaísmo antes da vinda de Jesus, depois só no cristianismo e, após o cisma cristão, somente em ambiente divino católico e em nenhuma outra religião do mundo. Segundo ele, existem corpos de santos incorruptos também na Igreja Ortodoxa e na Anglicana, mas todos somente até antes do cisma com a Igreja Católica.

    Quanto o Pe. Quevedo afirmou isso, eu também fiquei encabulado; mas, até hoje, em pesquisa pela internet (pelo menos, em língua portuguesa, inglesa e espanhola) não consegui refutá-lo. Só consegui achar, por exemplo, o nome “Alá” escrito em nuvens e frutas cortadas e estátuas de deuses hindus que, supostamente, bebem leite; mas, que já foram prontamente desmascarados pela Ciência. Nem mesmo nas demais religiões cristãs protestantes e evangélicas consegui achar sequer um milagre permanente ou um corpo incorrupto. Enfim, nada que desafie as leis da natureza e que tenha sido comprovado pela Ciência como algo sobrenatural e inexplicável.

    Não é estranho? Milhares de religiões no mundo e em apenas uma ocorre milhares de milagres espantosos que desafia a própria Ciência moderna. Justamente, na Igreja fundada por aquele Jesus Cristo que afirmava ter vindo do Céu e ser Filho de Deus Vivo e Verdadeiro!

    Não foi à toa quase todos os cientistas da equipe do STURP, onde apenas sete eram católicos, que estudaram o Santo Sudário (segundo o Pe. Quevedo) se converteram ao catolicismo e que o grande Rui Barbosa, anticatólico em sua juventude, no fim da vida concluiu: “Estudei todas as religiões do mundo e cheguei a seguinte conclusão: religião, ou a católica ou nenhuma!”.

  266. jephsimple:

    Oras, dentro de um sistema justo existe a pena de morte, ou prisão perpétua, como uma punição eterna seria injusta?

    Então você acha que a pena de morte e prisão perpétua são justas?
    Acho que sua noção de justiça deve ser diferente da minha.
    Estamos tratando de uma perspectiva teórica sobre um deus com poderes ilimitados.
    Seres humanos são limitados em todos os meandros inclusive na concepção de códigos penais que podem ser aceitáveis, mas nunca plenamente justos.
    Pena de morte e prisão perpétua são medidas de contenção severas, em outras palavras, não se sabe o que fazer exatamente então elimina-se o problema.
    Acho eu que você confunde justiça com vingança.
    Penso que justiça é o ato de reparar o máximo o dano causado, e deve prover aspectos educativos ao agressor para que ele nunca mais cometa o mesmo erro.
    Só que somos limitados e evidentemente em nosso sistema não se pode restaurar completamente certos danos causados.
    Mas um deus com poderes ilimitados pode propiciar sistemas melhores para se reparar erros cometidos e ensinar.

    Logo, uma punição eterna para erros efêmeros é tudo, menos justa, dentro de uma concepção divina.

    Dentro da perspectiva do cristianismo, uma pessoa será condenada pelo livre arbítrio de rejeitar o perdão de seus pecados e desfrutar de viver eternamente em sua presença, consequentemente rejeitam não somente o perdão como também escolhem continuar na injustiça, no erro …

    Mas pelo livre arbítrio, isso não seria um direito das pessoas? Direito de livre escolha.
    O tal de pecado vai de uma simples rejeição da crença, até crimes graves.
    Pelo visto nesse sistema “justo” vai-se para a o “lago de fogo” tanto o sujeito que rejeita sinceramente a concepção divina quanto o pior assassino.
    Isso é justo Jephsimple?

    Uma pessoa pode odiar isso, mas melhor que ódio subjetivo, é mostrar por que é injusto, tendo por base a objetividade da justiça, imparcialidade…

    Não é odiar, é discordar dessa posição insensata.
    Objetivamente, condenar, e punir, eternamente por uma falta efêmera é tudo menos JUSTO.
    Justiça é baseada na proporcionalidade entre delito e punição.
    Não é?

    Injustiça é inocentar o culpado e culpar o inocente…

    Evidente. Punir excessivamente uma falta também é.

    “O que seria exatamente esse “tormento eterno” que tanto falam os crentes religiosos?”

    Um lago de fogo, onde jamais se saíra dali e se experimentara em sua totalidade os efeitos de ser queimado sem anestesia alguma.

    Eu ja desconfiava disso.
    Foi um deus justo e piedoso quem criou esse sistema de punição?
    Nem o pior dos seres humanos mereceria isso.
    Aliás esse sistema não serve pra fazer justiça alguma, é mais uma forma de vingança sádica e cruel.

    Na verdade sabemos que isso foi inventado para meter medo às criaturas humanas.

    “Você não pode supor que uma pessoa viveria eternamente pecando se tivesse certeza absoluta da existência de um deus poderoso.”

    Pode se deduzir pelo seu tempo de vida e suas escolhas…Mas eu sou incapaz de apontar o futuro eterno de qualquer pessoa que seja [dentro de minha cosmovisão] … Isso é muito pessoal…

    E doutra feita não leio mentes, não esquadrinho mentes …

    Eu quis dizer que se a criatura em dado momento tivesse certeza da existência de um deus poderoso, ela mudaria de atitudes, aprenderia.
    Não falo apenas durante a vida terrena, mas ao longo de vida eterna.
    Mas segundo a crença judaico-cristã, só se tem o ínfimo tempo terreno para se cometer disparates e uma eternidade como punição.
    Outra injustiça é que o tempo terreno é muito variado para cada criatura. Uns tem tempo de aprender outros nem tanto.

    “O Universo corrente não é eterno.”

    Fale mais sobre o universo corrente…

    É o Universo onde estamos inseridos. Futuramente ele deixará de existir. Não será uma contração após a expansão crítica.
    Quando toda a massa espalhada não puder se manter mais coesa, as partículas serão “absorvidas” pelo vácuo quântico.

    “”Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?”
    Creio que sim. E esse algo tem que ter seu próprio tempo e espaço, se for dinâmico.”

    Eu esperava um sim o.O

    Foi o que eu disse, SIM! o.O
    Por inferência lógica a resposta não poderia ser um NÃO!

    Pois existe algo além de espaço e tempo que uma mente que lida com lógica pode observar, basta você ver alguma coisinha de quântica..

    Comece com emaranhamento quântico [também conhecido no Brasil com entrelaçamento quântico]

    Já tomei conhecimento sobre alguma coisa de teoria quântica das partículas. Nada muito profundo, mas o suficiente para me permitir extrapolações interessantes.

    !!!!!!

  267. jephsimple

    Minha frase completa é esta;

    Antes de um individuo nascer, não tem cabimento falar em inexistência eterna; não importa se o universo tem cinco minutos de existência, bilhões de anos ou se é eterno.

    Aí você responde:

    Isso se você nunca foi a uma aula de matemática… E não lê sobre cosmologia, física, astrofísica… O Big Bang por exemplo sustenta uma idade de aprox. 14 bilhões de anos do universo.14 Bilhões são bem diferentes de universo eterno.

    Eu não estou fazendo afirmações sobre a idade do universo, estou dizendo que para quem ainda não nasceu não tem cabimento esperar que tenha importância o fato de não existir antes de nascer. Algumas aulinhas de compreensão de texto ajudam, sabe?

    Isso não é estúpido, simplesmente é uma mostra que eterno não tem a ver com tempo.

    Pois é né? Se eterno não tem a ver com tempo, explique-me então como é possível existir na eternidade? Ou que o eterno iniciou o tempo?

    Desde sempre é bem corriqueiro em teísmo cristão…

    Oh? Há alguma reserva de mercado para os cristãos, digamos assim, de palavras e expressões?

    Mas esse todos existimos é contingente ,então não se pode afirmar nem em certo âmbito que todos existimos antes de nascer…

    Aquelas aulas estão mesmo te fazendo falta. Por todos existimos, entenda todos que já nasceram e viveram.

    Mas uma coisa é certa existe uma cadeia de eventos [efeitos] que chegam até cada individuo enfim deve existir uma causa eterna, e não somente eterna, mas atemporal, e não uma cadeia infinita de eventos no passado.

    Se esse deve está sendo usado como sinônimo de necessidade, isso fica por conta única e exclusivamente da sua crença.
    Como o eterno, o atemporal (deixando de lado a redundância) pôde começar a marcar o tempo?
    De resto, eu nunca fiz qualquer afirmação sobre “cadeia infinita de eventos no passado”. Então sobre o que é que você está falando?

  268. Possíveis conclusões sobre o que o Criaturo escreve:

    1 – O criaturo sofre de insanidade;
    2 – O criaturo falou bobagem e é orgulhoso demais para admitir e continuar para outros tópicos da conversa;
    3 – O criaturo não faz a menor idéia de como utilizar a lógica para concatenar seus pensamentos>/blockquote>

    4 – O Criaturo não tem a menor ideia sobre o que está falando.

  269. jephsimple

    Você pode dizer que discorda, que não acredita em vida após a morte, que não é racional mas me acusar de desonestidade é um equívoco seu.

    Eu escrevi: ” e a depender do seu posicionamento. Note que há uma condicionante.

    O que eu disse:

    “Sustentar que há uma existência pós-morte é, para dizer diretamente, uma mentira, já que quem fizer isso ainda não morreu, para saber o que acontece depois da morte. O máximo cabível é a especulação

    A sua resposta:

    Primeiro vc diz que é uma mentira depois diz que o máximo cabível é especulação .. Então para ti que não possui a crença que eu possuo, é uma mentira absoluta ou não?

    No contexto do que escrevi sustentar está sendo usado no sentido de prova, de afirmação categórica. Então, se alguém defende a existência pós-morte dizendo que tem provas, se o afirma categoricamente, está mentindo.

    Se estamos vivos, não estamos mortos. Se não morremos ainda e portanto não temos qualquer conhecimento sobre o pós-morte, tudo que podemos fazer é especular a respeito.

    Se você (favor notar a condicionante se) diz que tem provas ou afirma categoricamente que tem conhecimento sobre o pós-morte, então sim, você está mentindo.

    Mas se você apenas crê, isso tem importância somente para você e para quem comunga dessa crença.
    Daí volto a repetir minha questão: por que vocês ficam tão incomodados com quem não partilha a mesma crença?

  270. D.R.

    Se realmente estiver acompanhando esse debate, falei da impossibilidade factual dos milagres aqui.

    Quanto à fraude do Santo Sudário, leia aqui uma coisa bacana.

    Abraço.

  271. D.R.,

    O Wagner Mente tem a mania de te vender um elefante e entregar um ratinho. Vai la no link que ele passou e veja se tem alguma parte que realmente fale da “impossibilidade factual dos milagres”.

    No meu entender impossibilidade = não ser possível, factual = de fato, milagre = um ato ou um fato que vai contra as leis da física.

    Veja lá se ele falou algo sobre isso. Não dá para entender esse sujeito, ele é um burrão ou um espertão.

  272. Marcos

    Primeiro você afirma que é necessária uma intenção na “criação” dos seres, inclusive fazendo uma comparação esdrúxula e infantil com uma máquina fazedora de vida.

    minha maquina infantil fazedora de vida foi baseada na sua visão da origem mecânica da vida

    No entanto, não conseguiu nem demonstrar como a aleatoriedade pode sequer apontar na direção de uma intenção, que dirá “provar” alguma.

    digo que aleatoriedade pode ser o resultado de uma intenção
    e que dessa aleatoriedade sairá outras intenções menores, se é que você me entende.
    ja voce prefere simplificar afirmando que aleatoriedade é fruto de um acaso inexplicável, pera ai! então acredita em coisas sobrenaturais ?

    É um conceito novo de lógica pra mim.

    vejamos:
    logica Marcos:

    a existência de seres inteligentes e complexos foi gerada por um acaso aleatório, desprovido de razão, inteligência , nem intenção.

    lógica Criaturo:
    Uma vontade inteligente e intencional criou um sistema aleatóriocapaz de gerar vontades menores individualizadas com personalidades únicas.

    neste caso o acaso não é por um acaso qualquer e sim por um acaso intencional.

    esta afirmando neste caso quem tem razão é burro ?
    pelo contrario ,para mim burrice seria o mesmo que falta de razão, raciocino.
    burro = ausência de raciocínio, quando total ser irracional.

    O adjetivo burro é atribuído a elementos que, apesar de possuir capacidade de processar informações (raciocínio), optam por não fazê-lo ou o fazem de maneira totalmente errada e sem sentido. (Esta descrição me lembrou alguém)

    eu sinto muito…he..he…he..he..he

    Portanto, o adjetivo burro não é aplicável para “o processo de formação da vida” assim como não se diz “Nossa, mas que pedra mais burra” ou “Cara, como é burra esta maçã”.
    Você sempre utiliza o termo “burro” simplesmente porque está desesperado para dar uma característica pessoal, intencional ou de planejamento a um processo que não envolve intenção.

    voce se sentiu ofendido por que perguntei se voce se considerava filho de um acaso burro: (mimimi, sua objetividade até agora te guia até a :”irracionalidade criando a racionalidade” como ja disse faz voce acreditar em “um burro parindo sábios”)

    agora fica ai tentando defender que sua razão veio da falta de uma razão intencional e não de um ser irracional,ou seja acha mais lógico acreditar-se um produto de um sistema irracional do que, de um ser irracional, porem isso não elimina o fato de estar afirmando que a sua razão (faculdade de raciocinar),nasceu da falta de uma razão.

    Ateismo é isso, o atributo negando a essência da sua origem.

    Agora vou justificar porque o ateísmo é divino: para Deus conseguir criar vontades diferentes em outros seres, sem querer impor a vontade dele, precisou “negar a si mesmo “, ou seja fez que sua menor parte (a humana infantil) passasse a ignorar a sua própria origem divina, ou a origem dos seus atributos.

    voce não aceita ter tido uma origem inteligente e que a sua razão (capacidade de pensar) teve uma origem inteligente externa a voce.

    Eu aceitaria se você me fornecesse motivos.
    Estou sendo bem receptivo e benevolente. Nem peço “provas” definitivas mas tão somente algum indício sequer da veracidade do seu discurso.
    Nem disso você é capaz.

    Eu possuo uma razão, por isso posso reconhecer que ela deriva de outra, voce prefere acreditar que uma absoluta falta de razão possa “criar” razão, ou seja sua fé na possibilidade da criação é bem maior do que a minha, que afirma ser possível apenas mutações de uma razão inicial, e não de criação de razões.

    mas onde esta a lógica em afirmar que ” a sua razão teve origem na falta de uma razão?”isso seria tão logico quanto procurar ar no vácuo.
    sua falta de razão esta comprometendo a lei da herança genética.

    Faltou estudo de ciência básica nesse discurso.
    Se eu tenho esta herança genética que você falou, então podemos testar sua hipótese.
    Vou tentar me fracionar intencionalmente até perder a auto-consciência do meu ser e criar um universo me tornando um deus.
    Se eu conseguir, prova-se a sua hipótese.

    o amigo ignora o universo de seres vivos existente dentro de você, na decomposição da sua matéria eles brotarão ainda mais.
    Talvez a sua consciência da vida seja semelhante a deles vivendo dentro de voce, ignoram a sua existência, tanto quanto você ignora a existência de Deus.

    de ações aleatórias irracionais, surgiu em nós a racionalidade humana

    O que houve com “Um burro não pode parir um sábio”?
    Diz uma coisa, depois diz o oposto.
    Que maluquice!

    Exato ,mas o contrario pode ser possível: um computador não pode criar um humano com atributos que a maquina não possui, mas o contrario é possível.Um humano pode criar uma maquina com parte dos seus atributos, capacidade de raciocinar semelhante a dele.
    ja disse que o ateísmo infantil é divino , pois uma parte da consciência Deus passou a ignorar sua própria origem divina, dando origem a humanidade na sua infância e que para gerar vontades diferentes e individualizada da sua, a partir de uma ignorância absoluta elas tiveram liberdade para agirem aleatoriamente, reagindo sentimentos ao acaso, até criarem o desejo em si mesmas de intencionar reações que lhe eram agradáveis ao “ser eu”.
    ou seja no inicio os seres totalmente ignorantes de si mesmos agiam
    apenas mecanicamente ( aleatoriamente), até chegarem ao estagio da vontade, da intenção de causarem em si mesmos sentimentos prazerosos, poi é para isso que desenvolvemos a razão .

    Além disso, por mais que possa haver intenção por trás do que aparentemente é acaso, você ainda não explicou como o aparente acaso é sinal de intenção.
    Se você vê algo que parece acaso você acha que é acaso e não o contrário.

    bom se voce afirma que esta aqui neste mundo apenas por um mero acaso, se também por um acaso for embora não devemos da muita importância a esse fato

    digo que aleatoriedade intencional pode gerar o “inesperado”

    Se havia intenção, então o resultado não pode ser inesperado.Você afirmou e não demonstrou a lógica da afirmação.
    1 – Quando algum evento é classificado como sendo aleatório é porque dá a impressão de ter sido submetido a um processo caracterizado pelo acaso;
    2 – O evento (A) é classificado como aleatório;
    3 – Portanto, (A) dá a impressão de um processo caracterizado pelo acaso;
    4 – O criaturo afirma que concorda com as assertivas (1) e (2) mas que discorda da assertiva (3). Segundo ele, aquilo que parece aleatório na verdade é indício de intenção.

    uma programa RND foi projetado intencional para gerar mecanicamente rumeros decimais randômicos, assim podemos prever que ele sempre gerará um numero , porem não podemos determinar qual numero, ou seja o programa parece ter adquirido algum tipo de vida própria, a não ser pelo fato de ainda fazer parte da racionalidade humana que o gerou.
    percebeu ?
    por comparação Deus formou apenas seres mecânicos desprovidos da racionalidade humana, agindo ( se movimentando) aleatoriamente aparentando possuírem vida própria , que só conseguiram obter após zilhões de anos experimentando e memorizando sentimentos é que finalmente conseguiram chegar a razão de ser humano, construindo um eu, movimentado pela força da vontade própria e não mais pela força mecânica inicial.

    “Aquela bola ali parece muito ser verde. Parece tanto com verde que só pode ser vermelha”
    Dhãããã!
    Possíveis conclusões:
    5 – O criaturo sofre de insanidade;
    6 – O criaturo falou bobagem e é orgulhoso demais para admitir e continuar para outros tópicos da conversa;
    7 – O criaturo não faz a menor idéia de como utilizar a lógica para concatenar seus pensamentos.

    por comparação uma parte de Deus encolhe, vira humanos com tendencia a expansão Deus, ela expande e volta a encolher gerando movimentos ações eternas, percebe que este desequilíbrio de forças é proposital para causar movimento e vida ?
    na verdade esta divisão de forças só é capaz de aumentar o numero de individualidades humanas ,mas não pode aumentar o que ja existe no todo Deus.

    Eu já conheço sua “hipótese” de deus, li o texto sobre ela.
    O que você nunca apresentou foram as evidências que o levaram a formular esta hipótese.

    ela é melhor do que o simplismo ateu

    “Aquela bola ali parece muito ser verde. Parece tanto com verde que só pode ser vermelha”
    Dhãããã!
    Possíveis conclusões:
    5 – O criaturo sofre de insanidade;
    6 – O criaturo falou bobagem e é orgulhoso demais para admitir e continuar para outros tópicos da conversa;
    7 – O criaturo não faz a menor idéia de como utilizar a lógica para concatenar seus pensamentos.

    ( ) o Marcos não esta batendo bem das bolas
    ( x) o Marcos não admite ser ilógico

  273. ô Marcio!

    esse Jesphsimple não é a reencarnação da ovelha evangélica Diogo…ha..ha..ha..ha

  274. Criaturo,

    minha maquina infantil fazedora de vida foi baseada na sua visão da origem mecânica da vida

    Não foi não.
    Foi baseada no espantalho que você criou e insiste em dizer que é a minha opinião.

    ja voce prefere simplificar afirmando que aleatoriedade é fruto de um acaso inexplicável

    Eu não afirmo que aleatoriedade é fruto do acaso.
    Aleatoriedade ÉÉÉÉÉ acaso.

    pera ai! então acredita em coisas sobrenaturais ?

    E desde quando aleatoriedade tem algo a ver com o sobrenatural?

    lógica do marcos:
    a existência de seres inteligentes e complexos foi gerada por um acaso aleatório, desprovido de razão, inteligência , nem intenção.

    Viu só como é o espantalho.
    Não é esta a minha opinião. Ataque o argumento certo ao invés de inventar um espantalho.

    voce se sentiu ofendido por que perguntei se voce se considerava filho de um acaso burro

    Novo engano seu.
    Não me senti ofendido.

    sua objetividade até agora te guia até a :”irracionalidade criando a racionalidade” como ja disse faz voce acreditar em “um burro parindo sábios”)

    Enganado de novo.
    Já disse que não é nisso que acredito e até já expliquei a minha posição. Você insiste em ignorar.

    porem isso não elimina o fato de estar afirmando que a sua razão (faculdade de raciocinar),nasceu da falta de uma razão.

    Não nasceu da falta de uma razão. Nasceu “NA” falta de uma razão.
    Ainda não tratou o Alzheimer?

    Eu possuo uma razão, por isso posso reconhecer que ela deriva de outra

    Curioso.
    Eu tenho a mesma razão que você, a razão humana. Ela não me faz concluir que sou uma criação de um ser inteligente.
    Ainda estou aguardando seu indícios apontando para isso. Fique à vontade para mostra-los a qualquer tempo.

    de ações aleatórias irracionais, surgiu em nós a racionalidade humana

    Continuo aguardando a explicação da contradição.

    uma programa RND foi projetado intencional para gerar mecanicamente rumeros decimais randômicos

    Pode.
    Mas os resultados randômicos não são um indício de intenção.
    Quero saber quais são os indícios mas você é incapaz de encontra-los.

    ela é melhor do que o simplismo ateu

    Já que a sua hipótese de deus não é baseada em nada que seja compatível com a lógica ou a razão humanas, explique os seus critérios para afirmar que ela á melhor.

    o Marcos não admite ser ilógico

    Para afirmar que algo é ilógico, é imprescindível demonstrar através da lógica (a humana, por favor).

    Mas lembre-se:
    – (A) é igual a (A);
    – (A) não é igual a (não A).

    Comece por aí.

  275. Marcos

    Não nasceu da falta de uma razão. Nasceu “NA” falta de uma razão.

    “NA” é o seu maior ARGUMENTO

    OK! Então desisto! não da para querer refutar isso! he…he..he..he

  276. Criaturo,

    “NA” é o seu maior ARGUMENTO

    Não. Essa é só a explicação mais simples que pude encontrar pra que um humano com ensino fundamental conseguisse entender o erro em sua sentença.
    Quando você puder diferenciar os termos “da” e “na” já terá conseguido o pré-requisito para continuar a conversa.

  277. Marcos

    Não. Essa é só a explicação mais simples que pude encontrar pra que um humano com ensino fundamental conseguisse entender o erro em sua sentença.

    tudo bem ! sua simplicidade define bem o seu ateísmo, é Occam fazendo escola de explicações simples para realidades complexas

    alem do seu simplismo, também temos por aqui um “ateu vidente”.

  278. Criaturo,

    sua simplicidade define bem o seu ateísmo, é Occam fazendo escola de explicações simples para realidades complexas

    As coisas são simples e a realidade é simples. Encarar as coisas como elas são contribui na prevenção da loucura.

    Você parece sentir uma necessidade de inventar hipóteses fantasiosas e complexas sem a fundamentação em qualquer indício e sem conexão com a lógica racional. E depois vem dizer que isso é que é racional.

    alem do seu simplismo, também temos por aqui um “ateu vidente”.

    Não vejo relação entre o assunto discutido e “vidência”.
    Exceto pelo fato de você elaborar uma hipótese de deus e não dizer quais foram os indícios que o levaram a esta conclusão. Isso sim é vidência.

  279. Marcos
    As coisas são simples e a realidade é simples. Encarar as coisas como elas são contribui na prevenção da loucura.

    simples estagnação

    Você parece sentir uma necessidade de inventar hipóteses fantasiosas e complexas sem a fundamentação em qualquer indício e sem conexão com a lógica racional. E depois vem dizer que isso é que é racional.

    todos gênios antes de provar sua generalidades serão considerados loucos.
    sua razão te conduz a estudar apenas a consciência materialista dos outros limitando o desenvolvimento espiritual da sua.

    perceba que nem toda tecnologia ,nem todas as religiões, crenças foram nem são capazes de tornar a sua vida mais feliz
    quando dispuser de um tempo sugiro que estude isto , um ensino atualizado, de uma linguagem clara que se bem compreendido e praticado poderá, fazer nascer em você um ser mais feliz:

    http://www.cartasdecristobrasil.com.br/downloads.php

  280. Criaturo,

    perceba que nem toda tecnologia ,nem todas as religiões, crenças foram nem são capazes de tornar a sua vida mais feliz

    Claro que não.
    Tornar a minha vida feliz ou a de qualquer outra pessoa não é papel da tecnologia e nem das crenças em geral. Talvez seja da religião, mas só para aqueles que não se importam em acreditar nas coisas sem evidências.

    quando dispuser de um tempo sugiro que estude isto , um ensino atualizado, de uma linguagem clara que se bem compreendido e praticado poderá, fazer nascer em você um ser mais feliz

    Li o prefácio, a introdução e o sumário.
    Dei uma passado de olho em algumas cartas mas não vi nenhum ensinamento moral que não possa ser obtido lendo “O Poderoso Chefão”.

    Além disso, não vejo sentido em ler estas cartas sem que me evidenciem que elas foram realmente escritas em primeira pessoa pelo próprio jesus através das mãos de uma anônima, tal como se alega.

    Até mesmo porque a leitura de tais cartas se prestam a promover o medo, a esquizofrenia, o anti-semitismo contra judeus, a alienação, a desinformação, a pseudociência, a resignação e o preconceito, além de um ou outro bom ensinamento.

    Por fim, tenho uma vida feliz e satisfatória no âmbito geral. Prefiro promover cada vez mais minha felicidade preenchendo meu tempo com família, lazer e conhecimentos úteis. Sinto muito mas não vejo utilidade nestas cartas.

  281. MARCOS

    Talvez seja da religião, mas só para aqueles que não se importam em acreditar nas coisas sem evidências.

    errado o responsável pela sua felicidade é voce mesmo é isso que ensina a primeira carta, seja seu próprio mestre.

    Além disso, não vejo sentido em ler estas cartas sem que me evidenciem que elas foram realmente escritas em primeira pessoa pelo próprio jesus através das mãos de uma anônima, tal como se alega.

    preconceitos fecham as portas do conhecimento, infelizmente essas cartas não foram registradas em cartório.
    não me importo muito com assinaturas dou mais valor ao conteúdo, normalmente mestres que iniciam aulas apresentando seu cabedal de diplomas , são os que dão as aulas mais vazias.

    Até mesmo porque a leitura de tais cartas se prestam a promover o medo, a esquizofrenia, o anti-semitismo contra judeus, a alienação, a desinformação, a pseudociência, a resignação e o preconceito, além de um ou outro bom ensinamento.

    nada mais do que apresentar voce a voce mesmo, isto te assusta ?

    Por fim, tenho uma vida feliz e satisfatória no âmbito geral. Prefiro promover cada vez mais minha felicidade preenchendo meu tempo com família, lazer e conhecimentos úteis. Sinto muito mas não vejo utilidade nestas cartas.

    talvez elas te ajude a conseguir enxergar a infelicidade alheia e um modo mais eficiente de poder ajuda-las a serem mais feliz.
    considere que toda ciência tecnológica e religiosa ainda não conseguiram criar um mundo mais feliz, então por que querer ignorar outras visões antes mesmo de conhece-las ?

  282. É sério isso Criaturo? O Jesus transformou uma mulher num zumbi para falar pela boca dela?

  283. SS
    faça de conta que voce não é preconceituosa,leia e depois poderemos discutir com mais conhecimento de causa.
    sds

  284. Criaturo,

    o responsável pela sua felicidade é voce mesmo

    Sei disso.
    Não preciso das cartas pra descobrir.

    não me importo muito com assinaturas dou mais valor ao conteúdo

    Se é capaz de identificar sozinho um bom conteúdo, então a “palavra” de deus, de jesus ou de quem quer que seja não tem relevância.
    Se é assim, você mesmo poderia escrever. Isso faz de jesus um inútil. Ou mesmo deus ou os “mestres”. Ou seja, as cartas são inúteis até pra você.

    nada mais do que apresentar voce a voce mesmo, isto te assusta ?

    Não sei.
    Não entendi a metáfora.

    P.S.: Li as cartas e o que encontrei foi aquilo mesmo que eu disse. Um monte de bobagens em meio a alguns bons ensinamentos.

  285. Criaturo,

    errado o responsável pela sua felicidade é voce mesmo
    Pois foi exatamente o que sugeri. Foi você quem não entendeu a ironia, já que é você mesmo que diz que estas cartas podem fazer minha vida mais feliz.

    não me importo muito com assinaturas dou mais valor ao conteúdo

    Se você sozinho é capaz de reconhecer os bons conselhos contidos nas cartas, bem como em quaisquer outras fontes, então o fato de terem sido ditadas ou inspiradas alegadamente por deus ou jesus é irrelevante.
    Isto torna deus ou jesus igualmente irrelevantes e inúteis.

    nada mais do que apresentar voce a voce mesmo, isto te assusta ?

    Não sei. Não entendi a metáfora nem a pergunta.

    talvez elas te ajude a conseguir enxergar a infelicidade alheia e um modo mais eficiente de poder ajuda-las a serem mais feliz.

    Não vejo como aquela besteirada pseudocientífica de “vibrações” pode ajudar a quem quer que seja.

    considere que toda ciência tecnológica e religiosa ainda não conseguiram criar um mundo mais feliz, então por que querer ignorar outras visões antes mesmo de conhece-las ?

    Para conhecer alguma visão, primeiro ele deve me atrair.
    Eu li algumas cartas e o que encontrei foi aquela besteirada que já disse entre um ou outro bom conselho.
    Porque eu leria as outras cartas na íntegra?

    Mas se te deixa mais feliz, lerei em algum momento que não tiver mais absolutamente nada pra fazer.

  286. Marcos

    Se você sozinho é capaz de reconhecer os bons conselhos contidos nas cartas, bem como em quaisquer outras fontes, então o fato de terem sido ditadas ou inspiradas alegadamente por deus ou jesus é irrelevante.
    Isto torna deus ou jesus igualmente irrelevantes e inúteis.

    as cartas ajudam a despertar o mestre que esta dentro de voce,mas se ja se considera um mestre deve estar totalmente feliz e realizado, eu por mim me realizo descobrindo coisas novas.
    considera a fonte da vida como desnecessária ?

    Não sei. Não entendi a metáfora nem a pergunta.Não vejo como aquela besteirada pseudocientífica de “vibrações” pode ajudar a quem quer que seja.
    comece a olhando dentro de si mesmo:

    somos seres duais, alimentamos dentro de nós o bem e o mal.
    um deseja fazer o bem o outro deseja fazer o mal, quando voce passa alimenta-lo ele cresce e toma conta do seu ser, mas quando voce aprende a ser o mestre voce passa a reconhece-los a ignorar o conselhos do mal, então ele morre dentro de voce, nascendo ai um ser mais puro, sua consciência aumenta e voce começa sintonizar e a transmitir uma realidade mais feliz para os outros.

    <b.Porque eu leria as outras cartas na íntegra?
    Mas se te deixa mais feliz, lerei em algum momento que não tiver mais absolutamente nada pra fazer.

    he..he..he..he…he..he….faça isso e ai poderemos discutir com algum conhecimento de causa.

  287. Criaturo,

    considera a fonte da vida como desnecessária ?

    Em primeiro lugar, ainda não me mostrou suas evidências sobre a “fonte da vida”.

    Em segundo lugar, você mesmo disse que o importante é o conteúdo e não a assinatura.
    Podemos concordar também que a mensagem não vale nada sem a capacidade do receptor de interpretá-la e identifica-la como sendo boa.

    Portanto, se o que é determinante é a capacidade de identificação das boas mensagens pelo receptor, então a “palavra de jesus” é irrelevante e inútil, pois boas mensagens podem ser encontradas até no resumo da novela do caderno da TV.

    comece a olhando dentro de si mesmo

    Qual o próximo conselho, mestre dos magos?
    Seria “O destino de um é partilhado por todos”?

    faça isso e ai poderemos discutir com algum conhecimento de causa.

    Pseudoconhecimento seria um termo mais adequado.

  288. Marcos

    Em primeiro lugar, ainda não me mostrou suas evidências sobre a “fonte da vida”.

    ja deu uma olhadinha dentro de si mesmo ?

    Portanto, se o que é determinante é a capacidade de identificação das boas mensagens pelo receptor, então a “palavra de jesus” é irrelevante e inútil, pois boas mensagens podem ser encontradas até no resumo da novela do caderno da TV.
    sim , tambem podem ser encontradas na boca de ateus,mas importantes do que saber identificar e entender é praticar observar os resultados na sua vida.

    comece a olhando dentro de si mesmo
    Qual o próximo conselho, mestre dos magos?
    começaria vendo uma pessoa irônica ?

    Seria “O destino de um é partilhado por todos”?

    em outro tópico eu postei um filme (as cincos pessoas que voce encontraria no céu) que retrata esse pensamento.

    faça isso e ai poderemos discutir com algum conhecimento de causa.
    Pseudoconhecimento seria um termo mais adequado.
    sim, mas é de hipóteses que surgem teorias comprovadas

  289. Criaturo,

    Eu perguntei sobre as evidências sobre a sua “fonte da vida” e você me vem com

    ja deu uma olhadinha dentro de si mesmo ?

    O que uma coisa tem a ver com outra?

    Pretende responder em algum momento ou vai continuar a fugir desesperadamente?

    mas importantes do que saber identificar e entender é praticar observar os resultados na sua vida.

    Errado!
    Não é possível praticar o que não se identifica como bom ou que não se entende. Isso seria agir como gado, tal qual ovelhas em um rebanho (onde já ouvi isso antes?)

    Você mesmo já disse várias vezes que a bíblia está infestada por inserções feitas indevidamente pelo homem por motivos políticos. Portanto, o imprescindível é que se possa identificar e separar os bons ensinamentos dos maus. Sem isso não saberíamos o que praticar.

    é de hipóteses que surgem teorias comprovadas

    Só quando estas hipóteses oferecem meios de ser verificadas ou quando pelo menos oferecem indícios (onde estão?).
    De outro modo, não saem nunca do campo filosófico abstrato.

  290. Marcos
    Eu perguntei sobre as evidências sobre a sua “fonte da vida” e você me vem com
    ja deu uma olhadinha dentro de si mesmo ?
    O que uma coisa tem a ver com outra?
    Pretende responder em algum momento ou vai continuar a fugir desesperadamente?

    a todo um processo para manter a vida isto não pode ser fruto de uma falta de razão e pensar ao contrario disso é demonstrar falta de razão.
    o próprio instinto de sobrevivência, seleção natural seria o que um sistema sádico tentando manter vidas que fatalmente desaparecerão ?
    sadismo implica má intenção.
    matéria sem consciência é morta, ela é criada movimentada e alterada por consciências.

    mas importantes do que saber identificar e entender é praticar observar os resultados na sua vida.
    Errado!
    Não é possível praticar o que não se identifica como bom ou que não se entende. Isso seria agir como gado, tal qual ovelhas em um rebanho (onde já ouvi isso antes?)

    Nossa ignorância nata nos obriga a sermos ovelhas e voce muitas vezes da ciência cega, a que te induz a tomar algo sem a minima ideia do que seja , nem como age , mas por ter fé na ciência acreditará que lhe fará algum bem.
    quis dizer que não adianta achar que algo é bom sem fazer uso dele, pior ainda é deixar de comprovar sua eficacia.

    Você mesmo já disse várias vezes que a bíblia está infestada por inserções feitas indevidamente pelo homem por motivos políticos. Portanto, o imprescindível é que se possa identificar e separar os bons ensinamentos dos maus. Sem isso não saberíamos o que praticar.
    Exato
    é assim que na pratica aprendemos separar: pratique o bem e seja feliz , pratique o mal e seja infeliz.

    é de hipóteses que surgem teorias comprovadas
    Só quando estas hipóteses oferecem meios de ser verificadas ou quando pelo menos oferecem indícios (onde estão?).
    De outro modo, não saem nunca do campo filosófico abstrato.

    pratique o bem ou mal e colha conforme o que planta , esta é uma das leis de Deus que podem ser testadas na pratica.
    pessoas mesquinhas são pobres infelizes de espirito.
    pessoas generosas são ricas e felizes de espirito.

  291. Criaturo,

    a todo um processo para manter a vida isto não pode ser fruto de uma falta de razão

    Concordo. Nada pode ser “fruto” da “falta de razão” porque a “falta de razão” não dá frutos.
    Mas o processo ocorre sem a necessidade de uma razão conforme já verificado cientificamente.

    o próprio instinto de sobrevivência, seleção natural seria o que um sistema sádico tentando manter vidas que fatalmente desaparecerão ?

    Não há sadismo nenhum porque, como já disse, não há nenhuma intenção por trás disso.

    sadismo implica má intenção.

    Exatamente. Se houvesse uma intenção ela seria má e sádica.
    Obrigado por admitir.

    Como não há intenção, não há sadismo.

    matéria sem consciência é morta, ela é criada movimentada e alterada por consciências.

    Ainda aguardo seus indícios e evidências.

    quis dizer que não adianta achar que algo é bom sem fazer uso dele, pior ainda é deixar de comprovar sua eficacia.

    Você muda a forma do discurso tentando discordar de mim mas não conseguiu refutar o que eu disse.

    Para praticar o bem é necessário antes de mais nada ter a capacidade de identificar o bem. Sem isso, não adianta ler absolutamente nada pois não poderíamos saber o que praticar.

    Isso se relaciona com o Dilema de Eutifron. Google it!

    é assim que na pratica aprendemos separar: pratique o bem e seja feliz , pratique o mal e seja infeliz.

    Está falando sério?
    Está me dizendo que o que quer que nos deixe felizes é o bem e deve continuar a ser praticado?
    Apesar de eu discordar de você, gostaria que percebesse que este seu discurso apenas torna as tais “cartas” mais inúteis ainda.

    pratique o bem ou mal e colha conforme o que planta , esta é uma das leis de Deus que podem ser testadas na pratica.

    E quando alguma prática deixa uma pessoa feliz e a mesma prática deixa outra infeliz?

    Eu posso achar o estupro uma coisa hedionda e portanto isso faz do estupro um “mal”.
    Em contrapartida, um estuprador pode achar o estupro um barato e isso faz do estupro uma coisa boa a ser praticada.
    Tem certeza que isso faz sentido pra você?

    pessoas mesquinhas são pobres infelizes de espirito.
    pessoas generosas são ricas e felizes de espirito.

    Tem razão. Agora você me pegou.

    Se você observar as fotos de férias dos políticos corruptos que por avareza, ganância e mesquinharia desviam bilhões de verbas públicas para suas próprias contas bancárias você perceberá que ele parecem completamente infelizes e deprimidos em seus iates, castelos, carros de luxo e viagens internacionais.

    E o mais curioso é que eles nunca mudam de atitude para se tornarem pessoas felizes. Devem ser masoquistas.

    Este é o teste? A verificação de que você falava? Esta é a ciência que você utiliza?
    Realmente, é o mesmo tipo de “ciência” encontrada nas tais cartas de jesus.

    Sinto muito mas dispenso.
    Fica pra uma próxima!

  292. Marcos

    a todo um processo para manter a vida isto não pode ser fruto de uma falta de razão
    Concordo. Nada pode ser “fruto” da “falta de razão” porque a “falta de razão” não dá frutos.

    exato só o nada pode ser o fruto da falta de razão, toda a existência só pode ser fruto de uma razão.

    Mas o processo ocorre sem a necessidade de uma razão conforme já verificado cientificamente.
    prove a ciência sabe como mas não sabe o porque, por exemplo o por que as células se dividem.

    o próprio instinto de sobrevivência, seleção natural seria o que um sistema sádico tentando manter vidas que fatalmente desaparecerão ?
    Não há sadismo nenhum porque, como já disse, não há nenhuma intenção por trás disso.
    só porque voce diz

    sadismo implica má intenção.
    Exatamente. Se houvesse uma intenção ela seria má e sádica.
    Obrigado por admitir.
    Como não há intenção, não há sadismo.

    nem sadismo nem falta de razão

    matéria sem consciência é morta, ela é criada movimentada e alterada por consciências.
    Ainda aguardo seus indícios e evidências.
    Quando perdemos a consciência deste mundo ele deixa de existir para nós.
    se todas criaturas simultaneamente perdessem a consciência de todo o universo, ele deixaria de existir, a não ser que faça parte da consciência Deus, então para ele o mundo continuaria existindo.

    quis dizer que não adianta achar que algo é bom sem fazer uso dele, pior ainda é deixar de comprovar sua eficacia.
    Você muda a forma do discurso tentando discordar de mim mas não conseguiu refutar o que eu disse.

    se não refutei é porque concordei

    Para praticar o bem é necessário antes de mais nada ter a capacidade de identificar o bem. Sem isso, não adianta ler absolutamente nada pois não poderíamos saber o que praticar.
    Isso se relaciona com o Dilema de Eutifron. Google it!

    este dilema é complexo, perceba que o animal cuida “bem “dos seus filhotes sem ter consciência do que faz.
    Isto faz parte da evolução da ignorância absoluta até a racionalidade humana, precisamos experimentar ações e reações despertando a vontade que ira eternamente personificar o nosso ser “eu”.
    considerar o conhecimento instintivo “a priori” implica afirmar que ele ja existia antes do nascimento e afirmar ao contrario que ele é “a posteriori” torna ilógico a razão do instinto natural.
    Racionalmente não podemos conhecer aquilo que ainda não fomos conscientizados.
    no caso do animal ele apenas sente uma necessidade em repetir o que sempre faz, assim como nós humanos nascemos mamando e respirando, sem a menor consciência do por que contraímos e expandimos nossos pulmões,nem porque sugamos o leite materno que providencia a manutenção da nossa existência.
    Mas voltando ao seu dilema, considera que sua capacidade de identificar o bem ja o habilita a pratica-lo, logo torna-se desnecessário estudar algo que ja sabe.
    a humildade abre portas do conhecimento enquanto que o pre conceito orgulhoso fecha.
    De vez em quando é bom fazer uma higiene mental, conservar coisas boas e jogar fora as que ocupam espaço inútil.

    é assim que na pratica aprendemos separar: pratique o bem e seja feliz , pratique o mal e seja infeliz.
    Está falando sério?
    eu tô e voce ?
    Está me dizendo que o que quer que nos deixe felizes é o bem e deve continuar a ser praticado?
    não, estou falando que praticar a felicidade alheia é colher a felicidade própria com juros e correção, por isso não tenha presa de um retorno imediato, nem faça isso para obter lucro e sim seja feliz apenas por sentir-se capaz em promover a felicidade do outro, se voce conseguir alegrar-se apenas com a felicidade alheia, ja terá recebido sua recompensa.

    pratique o bem ou mal e colha conforme o que planta , esta é uma das leis de Deus que podem ser testadas na pratica.
    E quando alguma prática deixa uma pessoa feliz e a mesma prática deixa outra infeliz?
    fazer o bem significa acima de tudo possuir uma maior consciência voltada ao bem comum, muitas vezes isso contraria a menores consciências voltadas para o próprio bem individual.
    Neste caso cabe a menor consciência a obrigação de evoluir unindo-se a uma maior consciência do bem comum.

    Eu posso achar o estupro uma coisa hedionda e portanto isso faz do estupro um “mal”.
    Em contrapartida, um estuprador pode achar o estupro um barato e isso faz do estupro uma coisa boa a ser praticada.

    como ja disse praticar o bem coletivo é sacrifício que nem sempre vai a favor do bem egoísta.

    Tem certeza que isso faz sentido pra você?

    praticar o bem comum sem esperar por recompensas , para mim faz muito sentido.

    pessoas mesquinhas são pobres infelizes de espirito.
    pessoas generosas são ricas e felizes de espirito.
    Tem razão. Agora você me pegou.
    Se você observar as fotos de férias dos políticos corruptos que por avareza, ganância e mesquinharia desviam bilhões de verbas públicas para suas próprias contas bancárias você perceberá que ele parecem completamente infelizes e deprimidos em seus iates, castelos, carros de luxo e viagens internacionais.
    E o mais curioso é que eles nunca mudam de atitude para se tornarem pessoas felizes. Devem ser masoquistas.

    he…he..he..he..he…he………esta com inveja?
    Eles agem assim por serem materialistas, se alimentam da matéria
    e irracionalmente, e quanto mais se apegam a ela, mais pesadamente se afundam na pobreza no vazio do espirito.

    ao invés de usarem a razão para dominar a falta de razão, passam a ser dominado pela falta de razão material

    Materialistas são mais iludidos do que os maconheiros, pois estes se deixam escravizar por seres vivos, fazendo da planta seus deuses.

    Este é o teste? A verificação de que você falava? Esta é a ciência que você utiliza?
    Realmente, é o mesmo tipo de “ciência” encontrada nas tais cartas de jesus.Apesar de eu discordar de você, gostaria que percebesse que este seu discurso apenas torna as tais “cartas” mais inúteis ainda.
    Sinto muito mas dispenso. Fica pra uma próxima!

    inté……he…he,,,he,,,he,,he

  293. E o mais curioso é que eles nunca mudam de atitude para se tornarem pessoas felizes. Devem ser masoquistas.

    como disse as menores consciências são espíritos que se sentem pobres e que em vão procuram alimentar suas almas com matéria que nunca irá saciar a fome da sua vida espiritual .
    Se riquezas , fama, beleza fosse motivo de ser feliz, nestas condições não haveriam seres depressivos, doentes, viciados,corruptos.
    Quando aprendermos abastecer nosso espirito com alimentos espirituais, nada nos faltará ja que possuiremos uma rica fonte Deus.

  294. Criaturo,

    exato só o nada pode ser o fruto da falta de razão, toda a existência só pode ser fruto de uma razão.

    Nem a razão nem a falta dela dão frutos.
    Ambos são condições, características atribuídas ao processo e não o fato gerador em si.
    Entendeu agora?

    prove a ciência sabe como mas não sabe o porque, por exemplo o por que as células se dividem.

    A ciência já demonstrou não ser necessária uma intenção nos organismos. Sugerir o contrário é que precisa de provas.

    Ainda estou à espera de seus indícios. Pode apresenta-los à qualquer momento. Se não os têm fácil à mão, pelo menos me diga onde ou como posso buscar, e por favor não me venha com essa história de “cartas” de novo.

    nem sadismo nem falta de razão

    Fica engraçado você querer desdizer o que disse quando percebe o tamanho da besteira.

    Primeiro exemplifica um sistema supostamente sádico (como se eu defendesse algo assim).
    Em seguida, diz que “sadismo implica em má intenção” (esquecendo que quem defende a existência de intenção é você).
    Agora vem dizer que não há sadismo nem falta de intenção.

    Sua insanidade inclui dupla personalidade.

    se todas criaturas simultaneamente perdessem a consciência de todo o universo, ele deixaria de existir, a não ser que faça parte da consciência Deus, então para ele o mundo continuaria existindo.

    Então, o universo passou a existir apenas quando do surgimento da vida consciente?
    Estou cada vez mais curioso para ver os indícios que apontam isso. Ainda vai demorar muito pra mostrar?

    se não refutei é porque concordei

    Curioso! Você faz um comentário contrapondo absolutamente o que eu disse sem conseguir refutar, mas na verdade é porque concorda. Que estranho!

    Mas, tudo bem!
    Então, concordamos que jesus, deus, suas cartas ou mesmo a bíblia são inúteis sem a capacidade de discernimento e não são mais relevantes que um livro qualquer ou o guia da TV.

    perceba que o animal cuida “bem “dos seus filhotes sem ter consciência do que faz.

    Não vejo o que isso tem a ver com o dilema de eutifron, que é um dilema filosófico elaborado e aplicável a humanos racionais. Alíás, não vejo nada de complexo no dilema de eutifron. Trata-se de uma pergunta simples.

    Além disso, eu não diria que um animal não tem consciência mas sim que têm níveis diferentes de consciência, racionalidade e discernimento.

    De vez em quando é bom fazer uma higiene mental, conservar coisas boas e jogar fora as que ocupam espaço inútil.

    Meu discernimento me permite conservar as coisas boas e até nem pegar coisas inúteis que fiquem apenas ocupando espaço. Pelo menos até que alguém ou algo me demonstre a utilidade deste conhecimento.

    se voce conseguir alegrar-se apenas com a felicidade alheia, ja terá recebido sua recompensa.

    O velho esquema do faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

    O simples fato de você estar conversando comigo significa que você dispõe de recursos dos quais poderia se desfazer pelo bem de alguém qualquer na rua. Um computador ou um smart fone, assinatura de internet.
    Siga os ensinamentos de cristo e venda tudo para dar de esmola. Não se preocupe que deus irá prover o dia de amanhã.

    Aliás, não era disso que estávamos falando.
    Falávamos em como reconhecer o bem para poder praticá-lo. Você fala sobre a felicidade alheia mas nem sempre é tão simples identificar o que vai ou não causar o bem a alguém.
    Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.

    Eles agem assim por serem materialistas, se alimentam da matéria
    e irracionalmente, e quanto mais se apegam a ela, mais pesadamente se afundam na pobreza no vazio do espirito.

    Tadinhos deles.

  295. Marcos

    exato só o nada pode ser o fruto da falta de razão, toda a existência só pode ser fruto de uma razão.
    Nem a razão nem a falta dela dão frutos.
    Ambos são condições, características atribuídas ao processo e não o fato gerador em si.Entendeu agora?

    sim, a razão não gera apenas reuni as condições necessária

    prove a ciência sabe como mas não sabe o porque, por exemplo o por que as células se dividem.
    A ciência já demonstrou não ser necessária uma intenção nos organismos. Sugerir o contrário é que precisa de provas.
    Ainda estou à espera de seus indícios. Pode apresenta-los à qualquer momento. Se não os têm fácil à mão, pelo menos me diga onde ou como posso buscar, e por favor não me venha com essa história de “cartas” de novo.

    ja disse para voce fazer o teste do plantar e o recolher

    Fica engraçado você querer desdizer o que disse quando percebe o tamanho da besteira.
    Primeiro exemplifica um sistema supostamente sádico (como se eu defendesse algo assim).

    essa técnica é muito usada por ateus, cria-se um espantalho divino , e passam a ridicularizar a própria criação ilógica.
    criei um deus materialista ilógico
    Em seguida, diz que “sadismo implica em má intenção” (esquecendo que quem defende a existência de intenção é você).
    Agora vem dizer que não há sadismo nem falta de intenção.
    Sua insanidade inclui dupla personalidade.

    eu seria um ser ilógico se estivesse defendendo a falta de razão em um sistema instintivo de proteção a uma vida efêmera, a razão de haver um instinto de sobrevivência numa vida efêmera é que ha nela um proposito.

    se todas criaturas simultaneamente perdessem a consciência de todo o universo, ele deixaria de existir, a não ser que faça parte da consciência Deus, então para ele o mundo continuaria existindo.
    Então, o universo passou a existir apenas quando do surgimento da vida consciente?
    o universo coletivo existe desde sempre ele é a consciência Deus.
    mas individualmente, sim! para voce seu mundo começou a partir dos registros em sua memória, mesmo os anteriores ao seu nascimento foram embutidos no seu ser, só após voce poder estar consciente deles.
    Quem cria realidade são as consciências, não havendo ao menos um forma de consciência , não poderá ser formada nenhuma forma de realidade.

    Estou cada vez mais curioso para ver os indícios que apontam isso. Ainda vai demorar muito pra mostrar?
    calma Tomé! Seu mestre só aparecerá quando aprender a enxerga-lo

    Então, concordamos que jesus, deus, suas cartas ou mesmo a bíblia são inúteis sem a capacidade de discernimento e não são mais relevantes que um livro qualquer ou o guia da TV.
    todos nós até os animais nascemos com algum tipo de capacidade a função dos mestres é desenvolve-la.
    seu problema é que passou amar mais a obra do que o autor.
    imagine que para seres dotados de uma consciência diferente dos cinco sentidos humanos, para elas o nosso mundo material não existe.
    E por que? porque é a sintonia de uma consciência coletiva humana é que cria a nossa realidade terrestre, assim também como o paraíso e um inferno.
    percebe? nós somos a realidade de parte da consciência divina, assim tambem podemos criar nossa própria realidade, porem a partir da ignorância absoluta da realidade divina, obtemos a liberdade para criarmos realidades diferentes individualizadas ( mais infantis), em relação da maior consciência Deus.

    Perceba que o animal cuida “bem “dos seus filhotes sem ter consciência do que faz.
    eu não diria que um animal não tem consciência mas sim que têm níveis diferentes de consciência, racionalidade e discernimento.
    concordo, porem muitas vezes o instinto maternal sacrificando-se em favor dos filhos, do ponto de vista humano parece ser irracional, quando na verdade faz parte de uma maior razão Deus.

    De vez em quando é bom fazer uma higiene mental, conservar coisas boas e jogar fora as que ocupam espaço inútil.
    Meu discernimento me permite conservar as coisas boas e até nem pegar coisas inúteis que fiquem apenas ocupando espaço. Pelo menos até que alguém ou algo me demonstre a utilidade deste conhecimento.
    então só te falta desapegar dos lixos ja acumulados, mas se considera que eles te são uteis não haverá espaço para absorver coisas novas.

    se voce conseguir alegrar-se apenas com a felicidade alheia, ja terá recebido sua recompensa.
    O velho esquema do faça o que eu digo, não faça o que eu faço.

    ha….ha…ha,…ha…ha…ha…acertou na mosca
    entre o falar e o agir ha um abismo
    O simples fato de você estar conversando comigo significa que você dispõe de recursos dos quais poderia se desfazer pelo bem de alguém qualquer na rua. Um computador ou um smart fone, assinatura de internet. Siga os ensinamentos de cristo e venda tudo para dar de esmola. Não se preocupe que deus irá prover o dia de amanhã.
    Aliás, não era disso que estávamos falando.

    péssimo argumento apelativo:
    ta maluco ? uma pessoa que esta na rua não precisa de computador, provavelmente de comida, carinho e o mais importante um pouco de luz.
    independente dos bens materiais Deus sempre ira prover nossas necessidades conforme o nivel de consciência ja adquirida

    falávamos em como reconhecer o bem para poder praticá-lo. Você fala sobre a felicidade alheia mas nem sempre é tão simples identificar o que vai ou não causar o bem a alguém.

    como uma injeção ?
    um bom tapa ?
    esconder drogas de um viciado ?
    é verdade, esse discernimento cresce proporcionalmente com a consciência do ser mais sábio.

    Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.

    tudo o que existe é a consciência Deus se apresentando em diferentes níveis

    Eles agem assim por serem materialistas, se alimentam da matéria
    e irracionalmente, e quanto mais se apegam a ela, mais pesadamente se afundam na pobreza no vazio do espirito.

    Tadinhos deles.

    continua invejando aquilo que reprova ? Depois eu que formulo argumentos ilógicos .

  296. Criaturo,

    a razão não gera apenas reuni as condições necessária

    A ciência demonstra que a razão não é uma condição necessária.

    ja disse para voce fazer o teste do plantar e o recolher

    Como eu já disse, este “teste” é muito subjetivo. A prática de uma mesma ação pode causar bem a um praticante e mal a outro praticante.
    Isto não é um bom método de se determinar o bem e o mal.

    criei um deus materialista ilógico

    Pelo menos você admite a criação do espantalho.

    eu seria um ser ilógico se estivesse defendendo a falta de razão em um sistema instintivo de proteção a uma vida efêmera

    Errado.
    Você foi ilógico por inúmeras vezes ao fazer uma afirmação e em seguida afirmar o exato oposto do que afirmou anteriormente para logo depois ignorar completamente a contradição como se ela não existisse.

    a razão de haver um instinto de sobrevivência numa vida efêmera é que ha nela um proposito.

    A existência de um instinto de sobrevivência só demonstra que seres vivos com certo grau de consciência preferem permanecer vivos. Nada mais.

    o universo coletivo existe desde sempre ele é a consciência Deus.

    Você já repetiu isso mil vezes. Mas ainda aguardo pacientemente a apresentação dos indícios (observe que nem pedi provas) que o levaram a esta conclusão.

    todos nós até os animais nascemos com algum tipo de capacidade a função dos mestres é desenvolve-la.

    E o que é este mestre? Algum tipo de espírito?
    Como o Ben Kenobi quando aparece para o Luke Skywalker?
    Anda vendo muito Star Wars!

    seu problema é que passou amar mais a obra do que o autor.

    Segundo você isso não seria um problema. Foi você mesmo quem disse “não me importo muito com assinaturas dou mais valor ao conteúdo”.
    Quer desdizer isso também?

    então só te falta desapegar dos lixos ja acumulados

    Que eu me lembre, não tenho lixo acumulado.

    uma pessoa que esta na rua não precisa de computador, provavelmente de comida, carinho e o mais importante um pouco de luz.

    Leia de novo.
    Eu não disse para dar o computador. Eu disse para vender e dar de esmola (o dinheiro da venda, óbvio).

    Jesus diz isso claramente na bíblia. Trata-se de uma inserção indevida feita pelo homem?

    Se sim. Como identificou isso? Esta é a pergunta que você não responde.

    tudo o que existe é a consciência Deus se apresentando em diferentes níveis

    Repito. Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.

    continua invejando aquilo que reprova

    Você obviamente não entendeu nada.
    Simplesmente demonstrei a você que existem pessoas que praticam o “mal” à vontade e continuam tendo paz de espírito, portanto o seu “teste” definitivamente não funciona.

    Se eu tivesse inveja, simplesmente agiria como eles.
    Contudo, mais uma vez demonstrando a falha do seu teste, eu ao contrário de outros me sentiria “mal” agindo assim.

    Entendeu agora o defeito do seu “teste”?

  297. Marcos

    Como eu já disse, este “teste” é muito subjetivo. A prática de uma mesma ação pode causar bem a um praticante e mal a outro praticante.
    Isto não é um bom método de se determinar o bem e o mal.

    na pratica quem pratica o bem fica em paz

    Você foi ilógico por inúmeras vezes ao fazer uma afirmação e em seguida afirmar o exato oposto do que afirmou anteriormente para logo depois ignorar completamente a contradição como se ela não existisse.

    agora, complicou! vamos para próxima!

    a razão de haver um instinto de sobrevivência numa vida efêmera é que ha nela um proposito.
    A existência de um instinto de sobrevivência só demonstra que seres vivos com certo grau de consciência preferem permanecer vivos. Nada mais.
    por qual razão seres que desconhecem a morte possuem intenção nata de continuarem vivendo ?
    porque esta consciência precede a sua existência material, antes do seres existirem ja ha uma intenção deles continuarem vivendo, ha intenção em manter-se a vida .

    o universo coletivo existe desde sempre ele é a consciência Deus.
    Você já repetiu isso mil vezes. Mas ainda aguardo pacientemente a apresentação dos indícios (observe que nem pedi provas) que o levaram a esta conclusão.

    se ainda não o fez leia a carta cinco, destinada aos seres materialistas
    não vou argumentar para não estragar a surpresas.

    todos nós até os animais nascemos com algum tipo de capacidade a função dos mestres é desenvolve-la.
    E o que é este mestre? Algum tipo de espírito?

    acorda ! que o mestre é voce mesmo!

    seu problema é que passou amar mais a obra do que o autor.
    Segundo você isso não seria um problema. Foi você mesmo quem disse “não me importo muito com assinaturas dou mais valor ao conteúdo”.

    se de fato conhecesse a obra saberia de quem são.

    então só te falta desapegar dos lixos ja acumulados
    Que eu me lembre, não tenho lixo acumulado.
    sua resposta é um lixo acumulado

    Eu não disse para dar o computador. Eu disse para vender e dar de esmola (o dinheiro da venda, óbvio).
    Jesus diz isso claramente na bíblia. Trata-se de uma inserção indevida feita pelo homem?
    Se sim. Como identificou isso? Esta é a pergunta que você não responde.

    Jesus disse ao homem rico que dizia-se ter consciência espiritual desenvolvida, que se quisesse ser perfeito vendesse suas posses e o seguisse ensinando o caminho do céu e não o das riquezas.
    Jesus não disse que todos deveriam vender suas posses e dar aos pobres, pelo contrario profetizou que neste mundo os pobres sempre estarão entre nós, pois onde existe seres !diferentes”, sempre haverá ricos e pobres ,material e espiritualmente.
    Jesus sabia que a politica social do comunismo é uma furada.

    tudo o que existe é a consciência Deus se apresentando em diferentes níveis
    Repito. Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.

    leia as cartas

    continua invejando aquilo que reprova
    Você obviamente não entendeu nada.
    Simplesmente demonstrei a você que existem pessoas que praticam o “mal” à vontade e continuam tendo paz de espírito, portanto o seu “teste” definitivamente não funciona.

    voce insinua que corruptos são ricos felizes, e ironiza sentir pena deles como se tivesse sentindo inveja deles.
    nem sempre o sorriso da cara refere a tristeza que vai no fundo da alma, veja quantas pessoas ricas e famosas se suicidam, é este tipo de paz corrupta a qual se refere ?
    por outro lado pessoas de pouco recursos materiais possuem suas necessidades espirituais supridas, o que lhes proporcionam uma verdadeira paz de espirito.

    Se eu tivesse inveja, simplesmente agiria como eles.
    Contudo, mais uma vez demonstrando a falha do seu teste, eu ao contrário de outros me sentiria “mal” agindo assim.
    Entendeu agora o defeito do seu “teste”?

    entendo a subjetividade entre o bem e o mal,mas afirmo que só os que praticam a felicidade alheia sem interesses próprios pode de fato pode ser rico espiritualmente alcançando a paz profunda.
    Quem sente-se perturbado, deveria praticar uma maior caridade.
    o egoismo é a fonte de todo mal .

  298. Criaturo,

    na pratica quem pratica o bem fica em paz

    Foi demonstrado que isso não é verdade.
    Portanto, vire o disco ou apresente os indícios de suas afirmações.

    por qual razão seres que desconhecem a morte possuem intenção nata de continuarem vivendo ?

    Por dois motivos principais:
    1 – Tudo que é desconhecido gera apreensão e receio, pois não se sabe se a mudança é pra melhor ou pior.
    2 – Podem não conhecer pessoalmente a morte mas conhecem a dor e conhecem os sintomas da morte em outros seres e nada disso é atrativo, muito pelo contrário.

    porque esta consciência precede a sua existência material, antes do seres existirem ja ha uma intenção deles continuarem vivendo, ha intenção em manter-se a vida

    Errado. Já apresentei acima a resposta correta.

    se ainda não o fez leia a carta cinco, destinada aos seres materialistas

    Eu li a carta 5 e não há nenhum indício lá também. Apenas o mesmo velho discurso que você já apresentou aqui mas nem sombra de evidência.
    Trata-se simplesmente de uma ode à pseudociência e à ignorância.

    Ainda aguardo que me apresente os indícios que o levaram a suas conclusões.

    acorda ! que o mestre é voce mesmo!

    Tem razão!
    Eu sou um Mestre Jedi e meu sangue tem uma contagem midicloriana superior à do Mestre Yoda.
    Só não tenho evidências disso. Mas pode acreditar que o que eu digo é verdade. Afinal, você acredita nas cartas também sem evidências.

    se de fato conhecesse a obra saberia de quem são.

    Conhecesse que obra?
    Quem são o quê?

    Formule sentenças que façam sentido.

    sua resposta é um lixo acumulado

    Não. É só a verdade.

    Jesus não disse que todos deveriam vender suas posses e dar aos pobres, pelo contrario profetizou que neste mundo os pobres sempre estarão entre nós, pois onde existe seres !diferentes”, sempre haverá ricos e pobres ,material e espiritualmente.

    Então os ricos devem vender tudo e dar aos pobre desta forma se tornando pobre. No entanto, esta determinação não serve para alguém que não seja nem muito rico nem muito pobre.

    Em primeiro lugar, isto não passa nem perto de nenhum conceito de justiça conhecido pelo homem.

    Em segundo lugar, você fugiu da pergunta verdadeira. Quais indícios você observou para concluir que este trecho não é uma inserção indevida?
    Como identificou isso? Esta é a pergunta que você continua sem responder.

    leia as cartas

    Já li as cartas e elas, assim como você, não apresentam nanhuma evidência ou indício para suas conclusões.

    Novamente reitero. Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.

    nem sempre o sorriso da cara refere a tristeza que vai no fundo da alma, veja quantas pessoas ricas e famosas se suicidam, é este tipo de paz corrupta a qual se refere ?
    por outro lado pessoas de pouco recursos materiais possuem suas necessidades espirituais supridas, o que lhes proporcionam uma verdadeira paz de espirito.

    Para que o seu “teste” fosse válido e eficiente ele teria que ter resultado de 100% ou que pelo menos indicasse o índice de variação.

    Contudo, sua afirmação foi “absoluta” em afirmar que o bem e o mal podem ser identificados através da prática. Que quem pratica o mal é infeliz e quem pratica o bem é feliz.

    Portanto, se apenas um único “praticante do mal” se sentir bem fazendo o que faz, então seu teste é inútil para identificar o bem e o mal, tal como você sugere.

    afirmo que só os que praticam a felicidade alheia sem interesses próprios pode de fato pode ser rico espiritualmente alcançando a paz profunda.

    Até o conceito de paz profunda é subjetivo demais para que você possa afirmar isso tão categoricamente.

    Portanto, ainda continuo sem sua resposta para a simples pergunta.

    Como identificar o bem e o mal em um texto bíblico (ou em qualquer texto de qualquer fonte)?
    Como você identifica o que é ensinamento verdadeiro de jesus e o que é inserção indevida?

    No aguardo!

  299. MAF,

    jephsimple:
    Oras, dentro de um sistema justo existe a pena de morte, ou prisão perpétua, como uma punição eterna seria injusta?
    Então você acha que a pena de morte e prisão perpétua são justas?

    Analisemos e vejamos se seria justo Hitler, ou Mao Tse, ou um pai que estuprou sua filha de 7 meses (exemplos) , ser condenado a morte ou prisão perpétua.

    Tu mostras de forma lógica que tal punição é injusta.

    Acho que sua noção de justiça deve ser diferente da minha.

    A minha perspectiva é diferente da sua, enquanto vc encherga os seres humanos como seres que vivem um periodo curto de tempo e depois morrem, deixam de existir, minha perspectiva é dentro de seres que passam a existir e passam a ser eternos.

    “Estamos tratando de uma perspectiva teórica sobre um deus com poderes ilimitados.”

    Deus não se reduz a um ser onipotente, tem que lidar com um Deus Justo, Racional,Amoroso. A natureza de Deus é irredutível… Então não adianta vc querer falar sobre Deus apenas dentro de um conceito… Se Deus fosse apenas, e somente amor, todos iriam viver eternamente com ele , mesmo os que por livre escolha o rejeitam.

    “Acho eu que você confunde justiça com vingança”.

    Justiça é imparcialidade. E vingança em sí não é injusta:
    Vingança:
    Acto de retribuir o mal que supostamente nos foi feito.
    Acto de castigar o próximo pelo sofrimento ou lesão causada.

    Pois conhecemos aquele que disse: “A mim pertence a vingança; eu retribuirei”; e outra vez: “O Senhor julgará o seu povo”.
    Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo!

    Hebreus 10:30-31

    “Penso que justiça é o ato de reparar o máximo o dano causado, e deve prover aspectos educativos ao agressor para que ele nunca mais cometa o mesmo erro.”

    Por isso eu digo que sua perspectiva é bem diferente da minha

    “…Mas Jesus inclinou-se e começou a escrever no chão com o dedo. Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”. Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão. 9 Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele. Então Jesus pôs-se de pé e perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou? ” “Ninguém, Senhor”, disse ela. Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado”.”

    Veja que a pessoa não é simplesmente condenada, e sim que cabe a cada um continuar no erro, na injustiça, ou abandonar tal modo de vida… A condenação é para os que insistem… Já ouviste falar em reincidência?

    “Mas um deus com poderes ilimitados pode propiciar sistemas melhores para se reparar erros cometidos e ensinar.”

    Isso por que esse deus que se referes se limita a um Deus com poderes ilimitados, tipo o gênio da lampada…Isso não tem nada a ver com o Deus do teísmo-cristão.

    “Logo, uma punição eterna para erros efêmeros é tudo, menos justa, dentro de uma concepção divina.”

    Isso por que não se trata de uma condenação por erros efêmeros,de e depois não é vc que sabe de toda as atitudes que uma pessoa comete em sua vida, suas intenções,seus segredos, sua abordagem é um tanto simplista… Eu não me meto a apontar, segundo minha crença, que de fato é sincero, ou hipócrita, cabe aquele que sonda mentes e corações.

    “”Dentro da perspectiva do cristianismo, uma pessoa será condenada pelo livre arbítrio de rejeitar o perdão de seus pecados e desfrutar de viver eternamente em sua presença, consequentemente rejeitam não somente o perdão como também escolhem continuar na injustiça, no erro …”
    Mas pelo livre arbítrio, isso não seria um direito das pessoas? Direito de livre escolha.
    O tal de pecado vai de uma simples rejeição da crença, até crimes graves.”

    Oras livre arbítrio não implica em não existir consequencias do livre arbítrio… O que vc queria?Fazer o que bem entender e obter qualquer resultado?
    Pelo visto nesse sistema “justo” vai-se para a o “lago de fogo” tanto o sujeito que rejeita sinceramente a concepção divina quanto o pior assassino.
    “Isso é justo Jephsimple?”

    Me mostre algo mais justo que o livre arbítrio.

    “”Uma pessoa pode odiar isso, mas melhor que ódio subjetivo, é mostrar por que é injusto, tendo por base a objetividade da justiça, imparcialidade…”
    Não é odiar, é discordar dessa posição insensata.
    Objetivamente, condenar, e punir, eternamente por uma falta efêmera é tudo menos JUSTO.
    Justiça é baseada na proporcionalidade entre delito e punição.
    Não é?”

    Se for falta tal, sim, como não é isso que fundamenta o cristianismo, então seria um inocente non sequitur.

    Injustiça é inocentar o culpado e culpar o inocente…
    Evidente. Punir excessivamente uma falta também é.

    Dependendo da falta sim, mas se os seres humanos não são eternos, não existe punicão eterna, só existe punição eterna por que o delito é uma escolha definitiva, e seria loucura esperar a eternidade para concluir se realmente se trata de uma escolha definitiva, por isso a responsabilidade esta nesta dimensão temporal, pois na eternidade seria um paradoxo.

    “O que seria exatamente esse “tormento eterno” que tanto falam os crentes religiosos?”
    Um lago de fogo, onde jamais se saíra dali e se experimentara em sua totalidade os efeitos de ser queimado sem anestesia alguma.
    Eu ja desconfiava disso.”
    Foi um deus justo e piedoso quem criou esse sistema de punição?”

    Se trata de uma punição extremamente severa. A piedade está em Jesus, e não custa ,0,01 centavo. A severidade Dele termina em Jesus.

    “Nem o pior dos seres humanos mereceria isso.
    Aliás esse sistema não serve pra fazer justiça alguma, é mais uma forma de vingança sádica e cruel.”

    Isso se não fosse oferecido ao ser humano nenhuma outra alternativa.

    “Na verdade sabemos que isso foi inventado para meter medo às criaturas humanas.”

    Isso é muito subjetivo, e uma suposta leitura mental, como se realmente as pessoas mudassem totalmente seu comportamento por conta de temerem as chamas eternas…

    “Você não pode supor que uma pessoa viveria eternamente pecando se tivesse certeza absoluta da existência de um deus poderoso.”
    Pode se deduzir pelo seu tempo de vida e suas escolhas…Mas eu sou incapaz de apontar o futuro eterno de qualquer pessoa que seja [dentro de minha cosmovisão] … Isso é muito pessoal…
    E doutra feita não leio mentes, não esquadrinho mentes …

    “Eu quis dizer que se a criatura em dado momento tivesse certeza da existência de um deus poderoso, ela mudaria de atitudes, aprenderia.”

    Baseado em que vc diz isso? A mera crença na existencia Deus é irrelevante. Seria o mesmo que dizer que se uma pessoa soubesse o mal que o cigarro faz ele não fumaria.

    Não falo apenas durante a vida terrena, mas ao longo de vida eterna.
    Mas segundo a crença judaico-cristã, só se tem o ínfimo tempo terreno para se cometer disparates e uma eternidade como punição.
    Outra injustiça é que o tempo terreno é muito variado para cada
    criatura. Uns tem tempo de aprender outros nem tanto.

    Sobre o tempo já lhe foi explicado; quanto a punição :

    [Mateus 11] 21 Ai de ti, Corozain! Ai de ti, Betsaida! pois que, se os prodígios operados dentro de vós o tivessem sido em Tiro e em Sídon, elas teriam feito penitência em cilícios e em cinza. — 22. Eis porque vos digo que, no dia do juízo, Tiro e Sídon serão tratadas com menos rigor do que vós. — 23. E tu, Cafarnaum, porventura te elevarás até ao céu? Serás abatida até ao inferno, porquanto, se os milagres operados dentro dos teus muros o tivessem sido em Sodoma, talvez que esta ainda hoje subsistisse. — 24. Eis porque te digo que no dia do juízo a terra de Sodoma será tratada com menos rigor do que tu.

    Sua noção de Justiça Divina esta um pouquinho equivocada.

    “O Universo corrente não é eterno.”

    Fale mais sobre o universo corrente…
    É o Universo onde estamos inseridos. Futuramente ele deixará de existir. Não será uma contração após a expansão crítica.
    Quando toda a massa espalhada não puder se manter mais coesa, as partículas serão “absorvidas” pelo vácuo quântico.

    O universo não vai morrer, não vai deixar de existir, vc está se basendo no modelo do big bang ou o que para dizer que as partículas serão “absorvidas” pelo vácuo quântico???

    Você sabe o que é uma particula em mecânica quântica???

    “”Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?”
    Creio que sim. E esse algo tem que ter seu próprio tempo e espaço, se for dinâmico.”
    Eu esperava um sim o.O
    Foi o que eu disse, SIM! o.O

    Creio que sim me pareceu diferente de simplesmente sim, as vezes quando dizemos creio que sim, soa como : “acho que sim”… Mas se disses simplesmente sim blz…

    Por inferência lógica a resposta não poderia ser um NÃO!
    Pois existe algo além de espaço e tempo que uma mente que lida com lógica pode observar, basta você ver alguma coisinha de quântica..
    Comece com emaranhamento quântico [também conhecido no Brasil com entrelaçamento quântico]
    Já tomei conhecimento sobre alguma coisa de teoria quântica das partículas. Nada muito profundo, mas o suficiente para me permitir extrapolações interessantes.
    !!!!!!

    O mundo quântico é bem diferente da física classica, Então não reduzimos nem o pouco que existe de matéria neste universo a matéria em si. Ou seja apenas um ignorante reduz a realidade a tais estados: A Matéria e Energia; espaço e tempo.

    Oras, cientificamente falando o materialismo reducionista é falso.

  300. “Eu não estou fazendo afirmações sobre a idade do universo, estou dizendo que para quem ainda não nasceu não tem cabimento esperar que tenha importância o fato de não existir antes de nascer. Algumas aulinhas de compreensão de texto ajudam, sabe?”

    Mas isso é intrinseco, eu sou um efeito, a saber biogênese. Como não faz sentido a quanto tempo eu não existo? Seria o mesmo que dizer que não faz sentido estimar quando foi que os seres humanos surgiram no planeta terra, a quanto tempo existe a espécie humana.

    “Isso não é estúpido, simplesmente é uma mostra que eterno não tem a ver com tempo.”
    Pois é né? Se eterno não tem a ver com tempo, explique-me então como é possível existir na eternidade? Ou que o eterno iniciou o tempo?”

    Não se mede um eterno absoluto, ou seja aquilo que não tem princípio nem fim. Se tu podes então boa sorte,

    “Desde sempre é bem corriqueiro em teísmo cristão…”
    Oh? Há alguma reserva de mercado para os cristãos, digamos assim, de palavras e expressões?”

    Não … Desde sempre quer dizer atemporal. [EU SOU]

    “Se esse deve está sendo usado como sinônimo de necessidade, isso fica por conta única e exclusivamente da sua crença.
    Como o eterno, o atemporal (deixando de lado a redundância) pôde começar a marcar o tempo?”

    Depende da sua perspectiva.

    Mas para mim, quenão posso compreender por completo suspeito que seria criando-o … Oras, criando mentes que sejam limitadas a dimensão do espaço tempo … Trata-se de um “estado quântico”.

    De resto, eu nunca fiz qualquer afirmação sobre “cadeia infinita de eventos no passado”. Então sobre o que é que você está falando?

    Eu disse que você afirmou isso? Se sim ou não, não me lembro.

    Mas…
    Me refiro as coisas que não existiam passarem a existir, por exemplo as estrelas, a lua, os planetas e os seres vivos, isso demanda tempo [para o naturalismo bilhões de anos] e existe uma série de eventos, até chegarmos a singularidade. Se o universo é eterno então trata-se de uma cadeia infinita de eventos, ou seja, um ciclo eterno de Big Bangs e Big Crunchs.

  301. ^
    ^
    ^
    ^

    Ah o comentário acima é uma resposta a SS Rodrigues

  302. Criaturo,

    “ô Marcio!
    esse Jesphsimple não é a reencarnação da ovelha evangélica Diogo…ha..ha..ha..ha”

    Isso é o que ? Algum argumento relevante, ou o que?

    Ad hominem passa de largo pra mim, ja ouvi cada coisa de neo ateus adolescentes, que já me passa como deboche de crianças de 7 anos.

  303. Marcos

    na pratica quem pratica o bem fica em paz
    Foi demonstrado que isso não é verdade.Portanto, vire o disco ou apresente os indícios de suas afirmações.
    afirma isso pela sua experiência própria ?
    eu falo sobre minhas experiências e voce ?

    por qual razão seres que desconhecem a morte possuem intenção nata de continuarem vivendo ?
    Por dois motivos principais:
    1 – Tudo que é desconhecido gera apreensão e receio, pois não se sabe se a mudança é pra melhor ou pior.

    porque um animal teria medo daquilo que ignora ?

    2 – Podem não conhecer pessoalmente a morte mas conhecem a dor e conhecem os sintomas da morte em outros seres e nada disso é atrativo, muito pelo contrário.
    ok para humanos,mas e para os animais ?o que justifica o medo da morte que eles ignoram ?
    um humano não possui medo da morte indolor, do tipo anestesia geral ? e bye bye sonhe com os anjos, ou demônios ..vai saber como anda a consciência de cada um.

    Penso que tanto animais quanto seres humanos possuem inconscientemente uma consciência transcendente avisando que não devem atentar contra a vida, que essa ação contrária a vida vai lhe causar algum tipo de dor, física e espiritual.

    por que esta consciência precede a sua existência material, antes do seres existirem ja ha uma intenção deles continuarem vivendo, ha intenção em manter-se a vida
    Errado. Já apresentei acima a resposta correta.
    só que não

    se ainda não o fez leia a carta cinco, destinada aos seres materialistas
    Eu li a carta 5 e não há nenhum indício lá também. Apenas o mesmo velho discurso que você já apresentou aqui mas nem sombra de evidência.

    conseguiu responder aos desafios científicos ?

    acorda ! que o mestre é voce mesmo!
    Tem razão!
    Eu sou um Mestre Jedi e meu sangue tem uma contagem midicloriana superior à do Mestre Yoda.

    ufa, de relance pensei ter lido “mediocriana”

    Só não tenho evidências disso. Mas pode acreditar que o que eu digo é verdade. Afinal, você acredita nas cartas também sem evidências.
    todos nós temos capacidade para colocarmos nossa consciência em uma maior sintonia com o universo da consciência Deus, exercite aos poucos verá que essa verdade.verdade te libertara do limitado materialismo.

    se de fato conhecesse a obra saberia de quem são.
    Conhecesse que obra?
    Quem são o quê?
    Formule sentenças que façam sentido.

    é isso que da desperdiçar o seu tempo assistindo star wall.
    Se de fato conhecesse os impulsos da consciência que movimenta a matéria, conheceria Deus.

    sua resposta é um lixo acumulado
    Não. É só a verdade.
    afirmar não possuir defeitos que precisam ser descartados, é uma arrogância a ser descartada.

    Jesus não disse que todos deveriam vender suas posses e dar aos pobres, pelo contrario profetizou que neste mundo os pobres sempre estarão entre nós, pois onde existe seres !diferentes”, sempre haverá ricos e pobres ,material e espiritualmente.

    Então os ricos devem vender tudo e dar aos pobre desta forma se tornando pobre. No entanto, esta determinação não serve para alguém que não seja nem muito rico nem muito pobre.
    disse ao contrario não ha como manter equilíbrio igualdade material, moral e espiritual para diferentes níveis de consciências humanas

    <Em primeiro lugar, isto não passa nem perto de nenhum conceito de justiça conhecido pelo homem.
    Em segundo lugar, você fugiu da pergunta verdadeira. Quais indícios você observou para concluir que este trecho não é uma inserção indevida?
    Como identificou isso? Esta é a pergunta que você continua sem responder.

    Jesus disse que aquele moço rico deveria fazer isto, não que todos deveriam fazer isso, chamou apenas 12 seguidores e não todo o mundo.
    Ele disse voces me procuram não pelas palavras que alimentam a alma para vida eterna, e sim pelo pão que alimenta o corpo que deixará de existir.
    Jesus não trabalhava para alimentar a matéria e sim os espíritos carentes de vida.

    Novamente reitero. Minha pergunta continua sem resposta, bem como o dilema de eutifron.
    seja mais claro

    nem sempre o sorriso da cara refere a tristeza que vai no fundo da alma, veja quantas pessoas ricas e famosas se suicidam, é este tipo de paz corrupta a qual se refere ?
    por outro lado pessoas de pouco recursos materiais possuem suas necessidades espirituais supridas, o que lhes proporcionam uma verdadeira paz de espirito.
    Para que o seu “teste” fosse válido e eficiente ele teria que ter resultado de 100% ou que pelo menos indicasse o índice de variação.
    os materialistas estão cada vez mais exigentes

    Contudo, sua afirmação foi “absoluta” em afirmar que o bem e o mal podem ser identificados através da prática. Que quem pratica o mal é infeliz e quem pratica o bem é feliz.

    Se eu mandasse voce sair batendo na cara de pessoas inocentes e que isso iria te gerar sofrimentos futuros, voce diria que isso é lógico e não provaria nada da lei do carma.
    então faça o seguinte, tome cuidado que ninguém te veja comece a impor sofrimentos injustos a animais indefesos e aguarde pelos resultados futuros, se a sua vida não te trouxer algum tipo de dor emocional ou mesma físicas, voce terá provado que a lei do carma não funciona.

    Portanto, se apenas um único “praticante do mal” se sentir bem fazendo o que faz, então seu teste é inútil para identificar o bem e o mal, tal como você sugere.
    como ja disse as pessoas podem rir num instante e se matar no outro, não estamos dentro da pessoas para saberem o que de fato elas pensam ou sente, faça suas próprias experiências e colha seus próprios resultados, comece a praticar aquilo que abomina e veja o que acontecerá com a sua vida.

    afirmo que só os que praticam a felicidade alheia sem interesses próprios pode de fato pode ser rico espiritualmente alcançando a paz profunda.
    Até o conceito de paz profunda é subjetivo demais para que você possa afirmar isso tão categoricamente.
    quem conhecer a paz profunda não desejará outra realidade

    Portanto, ainda continuo sem sua resposta para a simples pergunta.
    Como identificar o bem e o mal em um texto bíblico (ou em qualquer texto de qualquer fonte)?
    Como você identifica o que é ensinamento verdadeiro de jesus e o que é inserção indevida?
    No aguardo!

    repare que o Deus de jesus é do amor incondicional , o de moisés ainda traz resquícios apegados ao materialismo e qualidades humanas.
    A consciência espiritual não faz apologia ao egoismo, de fato alguns ensinamentos de Jesus foram adaptados(manipulados) conforme as crenças tradicionais do judeus que são evidenciadas por algumas supostas contradições cristãs:
    Jesus pregava o deus do perdão mas, supostamente se contradiz confirmando a crença judia de que Deus pune com castigo eterno.
    Jesus aprece ter confirmado a crença dos mortos aguardarem inconscientes pela ressuscitação a espera do juizo final, porem contraditoriamente ele mesmo teria conversado com dois mortos Moises e Elias.

    Qualquer apologia ao egoismo não poderá ser considerado um ensinamento cristão, qualquer ato de sacrifício em favor do outro poderá ser considerado um ensinamento cristão, porem sempre deverá ser considerado o bem comum.

  304. Jephsimple

    Isso é o que ? Algum argumento relevante, ou o que?
    Ad hominem passa de largo pra mim, ja ouvi cada coisa de neo ateus adolescentes, que já me passa como deboche de crianças de 7 anos.

    na boa ! minha intenção não é debochar , apenas fiquei intrigado com a semelhanças de ideias suas e a do Diogo Azetech, e curioso como que voce soube o nome dele.

    fica na paz irmão!

  305. Marcos

    por qual razão seres que desconhecem a morte possuem intenção nata de continuarem vivendo ?

    Por dois motivos principais:
    1 – Tudo que é desconhecido gera apreensão e receio, pois não se sabe se a mudança é pra melhor ou pior.

    Errado! é ilógico dizer que possuirmos medo de algo que ignoramos.
    Ou não ? voce tem medo de Deus? se o ignora como poderia ter medo dele , não é verdade ?
    Só podemos ter medo receio de algo que julgamos capaz de nos causar dores ja conhecidas, ou que de alguma forma fosse capaz de interferir em nossa realidade conhecida.
    bebês colocam o dedo na tomada, exatamente por desconhecerem, por ignorar os malefícios que sofrerão.
    se conhecessem ou ao menos dispusessem de algum tipo de consciência mesmo que externa lhe avisando do perigo ignorado , o evitariam.
    Deus é essa consciência externa que avisa sobre aquilo que ignoramos e que nos pode causar dores físicas, sofrimentos morais e espirituais.
    Baseado no que adquirimos um maior nivel de consciência? vivenciando experiências boas e ruins as colocamos na memória da alma eterna para um melhor juízo das nossas ações futuras, esse “anjo” nos acompanha desde o inicio do nosso ser, é ele o responsável por formar o nosso ser “eu”, entendeu agora por que afirmei que voce era seu próprio mestre ?
    Assim o instinto em manter-se vivo não vem de outro lugar se não a de experiências passadas gravadas na memória inconsciente da alma.
    Talvez talvez algumas más experiencias sofridas na terra, cause o mesmo tipo de medo receio de se nascer aqui novamente, ou voce ja ouviu dizer que alguém nasceu rindo ?

  306. Tenho certeza que algumas pessoas morrem em paz com as suas consciências e crentes de um bom futuro, também baseadas nas suas experiências passadas.

  307. Criaturo,

    ” e curioso como que voce soube o nome dele.
    fica na paz irmão!”

    Oras, eu conheço o Diogo pela net, ele também comenta no darwinismo.wordpress

    O Diogo tem um conhecimento em método de datação que eu não tenho, conhecimento em Teoria das Hidroplacas que eu não tenho e etc.

    Seria uma hipocrisia minha me fazer passar por outra pessoa.

    Ainda mais eu que entendo que o pai da mentira é o diabo. Ainda mais defender o teísmo-cristão e me sujeitar a uma condição ridicula de me passar por outra pessoa…

    Não me entenda mal, só estou sendo direto…

    Fica na paz também :)

  308. Criaturo,

    afirma isso pela sua experiência própria ?
    eu falo sobre minhas experiências e voce ?

    De observar a realidade ao meu redor.

    Se os critérios do seu teste variam de acordo apenas com a experiência de cada pessoa, então ele não apresenta resultados objetivos, o que é mais um motivo para não ser válido para determinar bem e mal.

    porque um animal teria medo daquilo que ignora ?

    Eu já disse. Medo pela possibilidade de ser uma condição pior que a atual (vida).

    ,mas e para os animais ?o que justifica o medo da morte que eles ignoram ?

    Quem disse que animais ignoram a morte?
    Eles convivem com ela a todo momento. Nenhum animal experimentou pessoalmente a morte mas observa seus efeitos em outros seres. Foi isso que eu disse na observação 2. Qual parte não ficou clara?

    Penso que tanto animais quanto seres humanos possuem inconscientemente uma consciência transcendente avisando que não devem atentar contra a vida, que essa ação contrária a vida vai lhe causar algum tipo de dor, física e espiritual.

    Não foi isso que perguntei.
    O que perguntei e você não responde é: Quais indícios o levaram a “pensar” dessa forma?

    só que não

    Só que sim.
    Mas fique à vontade para ignorar. Não perco nada com isso.

    conseguiu responder aos desafios científicos ?

    Não há nenhum desafio científico lá. Apenas um amontoado de “argumento da ignorância” somados a uma baboseira sobre eletromagnetismo.

    A eletricidade é isso! O magnetismo é aquilo!
    Mas indícios sobre as conclusões, necas!

    “Nossa! Isso é tão fantástico! Só pode ter sido deus!”

    Se de fato conhecesse os impulsos da consciência que movimenta a matéria, conheceria Deus.

    Que pena ter que depender de alguma epifania repentina ou uma experiência pessoal súbita para isso, já que você não consegue sequer citar um indício da existência de tais coisas.

    afirmar não possuir defeitos que precisam ser descartados, é uma arrogância a ser descartada.

    Eu não disse que não possuo defeitos. Isso foi uma suposição tendenciosa sua.

    O que eu disse é que não tenho lixo (conhecimento inútil) para descartar, principalmente para substituir pelo lixo (pseudo conhecimento) identificado nas cartas.

    disse ao contrario não ha como manter equilíbrio igualdade material, moral e espiritual para diferentes níveis de consciências humanas

    Isso é o que você diz, não o que está escrito.

    Jesus disse que aquele moço rico deveria fazer isto, não que todos deveriam fazer isso, chamou apenas 12 seguidores e não todo o mundo.

    Então, era uma instrução apenas para aquele moço em especial e não algo que todo rico devesse fazer?

    Perceba mais uma contradição.
    1 – Dentre as várias inserções indevidas feitas pelo homem na bíblia, você identificou este trecho em particular como sendo um ensinamento autêntico de jesus.
    2 – Você afirma que este ensinamento não foi dirigido a todos mas apenas a “aquele” moço rico.
    3 – Se é um ensinamento aplicável apenas a aquele moço rico especificamente, então este trecho não deveria estar na bíblia como um exemplo a ser seguido.
    4 – Portanto, logicamente este trecho do bíblia só pode ser uma inserção indevida.

    E então, o que vai escolher?
    Este trecho é uma inserção indevida e não deve ser seguido? (Neste caso, sua primeira afirmação está errada)

    Ou este trecho foi divinamente inspirado para servir de ensinamento do bem aos homens? (Neste caso, sua segunda afirmação está errada)

    Por fim, perceba que ainda não respondeu a pergunta principal.
    Quais os indícios que te levaram a identificar este trecho como sendo um ensinamento autêntico de jesus?

    seja mais claro

    Não dá pra ser mais claro!
    Como você identifica o bem e o mal, o certo e o errado na bíblia?

    O dilema de eutifron pergunta: “Algo é bom (ou moral) porque deus comanda ou deus comanda algo porque este algo é bom (ou moral)?”

    Se eu mandasse voce sair batendo na cara de pessoas inocentes e que isso iria te gerar sofrimentos futuros, voce diria que isso é lógico e não provaria nada da lei do carma.

    Nem todo mundo que bate na cara de inocentes tem sofrimentos futuros causados por isso.
    É por isso que seu “teste” é furado.

    então faça o seguinte, tome cuidado que ninguém te veja comece a impor sofrimentos injustos a animais indefesos e aguarde pelos resultados futuros, se a sua vida não te trouxer algum tipo de dor emocional ou mesma físicas, voce terá provado que a lei do carma não funciona.

    Eu nem preciso praticar isto. Um simples experimento mental me mostra que eu me sentiria mal imediatamente.
    Mas o seu “teste” não trata apenas de mim. Ele deve ser aplicável a qualquer pessoa e é justamente por isso que ele não funciona. Ele não funciona porque existem pessoas que aplicam o sofrimento a animais por simples diversão e não se sentem mal com isso.

    faça suas próprias experiências e colha seus próprios resultados, comece a praticar aquilo que abomina e veja o que acontecerá com a sua vida.

    É por isso que seu teste não funciona.
    Seria preciso dar um tiro na minha própria cabeça para poder descobrir se sou ou não sou o Super-Homem.
    Ou seja, só dá pra diferenciar o bem do mal depois que a m%@#da já está feita.

    Qualquer apologia ao egoismo não poderá ser considerado um ensinamento cristão, qualquer ato de sacrifício em favor do outro poderá ser considerado um ensinamento cristão, porem sempre deverá ser considerado o bem comum.

    Que indícios o levaram a esta conclusão?
    Tudo isso sobre ser “contra o egoísmo” e “à favor do outro” você tirou da própria bíblia?

    Tendo em vista que você acabou de admitir que em alguns momentos jesus apresenta idéias contraditórias, como você sabe que o ato de egoísmo é errado e o ato em favor do outro é o correto?
    Por que não os trechos onde jesus prega a punição eterna?

  309. Criaturo,

    é ilógico dizer que possuirmos medo de algo que ignoramos.

    Como já disse, os animais não ignoram a morte.

    Só podemos ter medo receio de algo que julgamos capaz de nos causar dores ja conhecidas, ou que de alguma forma fosse capaz de interferir em nossa realidade conhecida.

    Exatamente. Animais sentem dor também e quando sentem fazem todo o possível para não sentir mais.

    bebês colocam o dedo na tomada, exatamente por desconhecerem, por ignorar os malefícios que sofrerão.
    se conhecessem ou ao menos dispusessem de algum tipo de consciência mesmo que externa lhe avisando do perigo ignorado , o evitariam.

    Segundo você, os bebês já teriam até antes de nascer o instinto de sobrevivência que os impediria de meter o dedo na tomada.

    Deus é essa consciência externa que avisa sobre aquilo que ignoramos e que nos pode causar dores físicas, sofrimentos morais e espirituais.

    Mas você acabou de falar dos bebês. Eles não parecem ter isso aí.

    entendeu agora por que afirmei que voce era seu próprio mestre ?

    Só não vi quais indícios o levaram a esta conclusão sobre “alma eterna” e “anjo”.

    Assim o instinto em manter-se vivo não vem de outro lugar se não a de experiências passadas gravadas na memória inconsciente da alma.
    Talvez talvez algumas más experiencias sofridas na terra, cause o mesmo tipo de medo receio de se nascer aqui novamente, ou voce ja ouviu dizer que alguém nasceu rindo ?

    Isso é você quem diz baseado em absolutamente nenhuma evidência.

  310. Jophsimple

    Ainda mais eu que entendo que o pai da mentira é o diabo. Ainda mais defender o teísmo-cristão e me sujeitar a uma condição ridicula de me passar por outra pessoa…
    Não me entenda mal, só estou sendo direto…

    beleza, foi apenas um mal entendido “meu” , confundi voces pela afinidades nas argumentações.

    sds

  311. jephsimple

    Como não faz sentido a quanto tempo eu não existo? Seria o mesmo que dizer que não faz sentido estimar quando foi que os seres humanos surgiram no planeta terra, a quanto tempo existe a espécie humana.

    Não seria o mesmo não. A existência da espécie humana e de tudo o mais só tem importância para quem existe, para quem está vivo. Se eu nunca tivesse nascido, nunca teria existido mundo, vida, espécie humana. Porque não haveria “eu” para ter consciência dessas coisas.

    Não se mede um eterno absoluto, ou seja aquilo que não tem princípio nem fim. Se tu podes então boa sorte. Depende da sua perspectiva.
    Mas para mim, que não posso compreender por completo suspeito que seria criando-o … Oras, criando mentes que sejam limitadas a dimensão do espaço tempo … Trata-se de um “estado quântico”.

    Essa é a diferença entre você e eu. Eu não sei como surgiu isso que chamamos de universo e digo isso mesmo: não sei. Você fabrica “explicações”.
    E outra coisa: não é muita pretensão da sua parte ficar usando “quântico” pra cá, “quântico” pra lá, como se já houvesse desvendado tudo a respeito do assunto? Há mentes muito mais capazes que a sua “batendo cabeça” sobre essa parte da Física mundo afora. Se você já dominou o assunto, por que está perdendo tempo aqui? Mas acho que o mais provável é que justamente por ser tão pouco compreendido o assunto serve ás mil maravilhas para os que querem dar um ar científico à crença.

    Não … Desde sempre quer dizer atemporal. [EU SOU]

    Sei…esta foi uma expressão cunhada pelo tal do EU SOU e só pode ser usada quando se referir a ele? Se o vivente quiser usar para alguma outra situação, o que tem de fazer, pagar royalties?

  312. … Se eu nunca tivesse nascido, nunca teria existido mundo, vida, espécie humana. Porque não haveria “eu” para ter consciência dessas coisas.

    Vanderlei, devolve a conta da Shirley. Rsrsrsrsrs!!!!

  313. Andre, prefiro pensar que o Wagner ainda tem uma fé no ateísmo meio ingênua. Confesso que, quando voltei para a Igreja, também ainda tinha uma fé ingênua; que só foi amadurecendo conforme fui estudando “os dois lados da moeda”, tentando analisar os argumentos dos ateus e crentes, dos católicos e protestantes, dos espíritas e alguma coisa de outras religiões também. Por exemplo, comparando argumentos em sites de apologética de diferentes religiões e sites de ativistas céticos.

    No começo foi muito difícil, a gente fica muito confuso e quase perde a fé; pois, cada qual defende suas “verdades” e é difícil saber quem está dizendo a verdade, quem está se baseando em fatos e quem está, realmente, sendo intelectualmente honesto.

    Penso que, na busca pela VERDADE, a gente tem que analisar, sem preconceitos, os “dois lados da moeda”. Se colocarmos na cabeça que Deus não existe e ficar somente lendo livros ou sites de ativistas ateus que argumentam contra a existência de Deus e ficar ignorando ou desprezando os argumentos contrários, nós nunca encontraremos a Verdade. O mesmo ocorre se formos de uma determinada religião e só ficarmos lendo os livros e argumentos daquela religião (e sei que muitas obrigam seus fiéis a isso), sem procurar sequer estudar os argumentos das outras religiões. Aí, cairemos no fanatismo religioso ou cético; e nunca vamos encontrar a Verdade, seja ela qual for.

    Um pessoal que parece estar no caminho certo da busca pela Verdade, estudando a fundo “os dois lados da moeda”, é o do site “Religião é Veneno”; em especial o Cauã que aparenta ser muitíssimo inteligente e estudioso. Embora ainda continue ateu, pelo jeito, ele andou lendo até as obras de São Tomás de Aquino, Santo Agostinho e de outros grandes pensadores da humanidade; inclusive, admira até o Olavo de Carvalho. Penso que, se um dia, ele se dedicar ao estudo dos milagres, acabará se convertendo ao catolicismo como ocorreu com o próprio Olavo de Carvalho.

    E se penso que o Wagner ainda parece ser meio ingênuo, na busca pela Verdade, é porque, se ele tivesse procurado estudar o “outro lado da moeda”, não teria postado aquele artigo do Ceticismo Aberto que contém argumentos já ultrapassados e amplamente refutados pela Ciência, através de renomados cientistas das mais diversas especialidades.

    Acredito que, seja qual for a nossa crença ou falta dela, sempre devemos buscar a Verdade; seja ela qual for e doa o que doer! E a busca pela Verdade é algo árduo, trabalhoso e até mesmo doloroso; para tentar encontrá-la, devemos nos despir de qualquer idéia pré-concebida, de todo preconceito contra outras idéias e até da religião e cultura em que nascemos; a fim de podermos estudar e analisar os “dois lados da moeda”. Pois, muito provavelmente, as verdades que encontrarmos nem sempre serão as “verdades” que acreditamos.

  314. D.R.

    Concordo plenamente contigo sobre a busca da verdade. E completaria dizendo que em algúm momento temos que ‘confiar’ em alguém ou alguma instituição para ser um guia, ao menos inicialmente. Se o sujeito já de cara é cético de absolutamente tudo, despreza todos os teólogos do passado e querer começar do zero, ele mesmo lendo e interpretando as escrituras, pode se dar mal. Mas concordo que durante esse processo de guia pela igreja ou outra instituição, devemos ter os olhos abertos e sempre questionar. Ainda que eu admire a igreja católica, houve tempos que abuso de poder, por isso, na minha humilde opinião, se alguma igreja ou organizaçao disser que eu não posso tirar minhas conclusões, que devo segui-los cegamente, estou fora.

    Já vi gente que em nome da “mente aberta” aceita tudo, se recusa a criticar ou condenar qualquer coisas, pois temos ‘que aceitar, ter mente aberta’. Discordo. O relativismo que diz que tudo é uma questão de opiniao, que há a minha verdade e a sua verdade, é errado, a verdade é só uma, cabe a nós tentarmos descobrir.

  315. Wagner, como disse ao Andre, se você realmente busca a Verdade, seja ela qual for, estude sempre os “dois lados da moeda”.

    Sobre milagres, aconselho os livros “Milagres – A Ciência Confirma a Fé” e “Os Milagres e a Ciência”, do Pe. Oscar Quevedo (parece que há e-books disponíveis na internet). E, também, os artigos do site “Ciência Confirma Igreja”. Você vai ver que milagres autênticos (pelo menos os da Igreja Católica) são um FATO existente no mundo e muitos deles já foram ou estão sendo estudados pela Ciência.

    Sobre o artigo do Santo Sudário, eu já li ele e vários outros do Ceticismo Aberto. O site Ceticismo Aberto parece (ou parecia; já que há muito tempo o Mori não publica um artigo lá) ser um site cético bem mais sério, educado e imparcial; mas, quando se trata de milagres da Igreja, também seus argumentos deixam muito a desejar e pende muito para a mera especulação.

    Por exemplo, sobre o artigo da Imagem de Guadalupe, toda a argumentação do artigo se baseou numa foto digitalizada de baixa resolução; quando, na verdade, a resolução do olho da Imagem de Guadalupe original é absurdamente alta; haja vista, que foi possível ampliar (PASMEM) a imagem do índio (dentro do olho da Imagem de Guadalupe) e descobrir o reflexo que tinha no olho dele. Isto é REALMENTE INCRÍVEL!!!

    Já sobre o Santo Sudário, quem tem competência para atestar sobre a veracidade ou não do Santo Sudário não sou eu, nem você, nem ex-mágicos, nem ativista cético ou apologista religioso nenhum, nem o Papa e nem mesmo a Igreja; quem tem competência para isso é a CIÊNCIA e, em especial, todos os especialistas (químicos, físicos, biólogos, médicos, legistas, anatomistas, botânicos, etc) que tiveram acesso a tal relíquia. O resto, não passa de mera ESPECULAÇÃO e ato de FÉ; seja na veracidade ou na falsidade da relíquia.

    Veja que, ironicamente, as próprias anomalias apresentadas no artigo demonstram que o mesmo não pode ser uma pintura, nem um decalque sobre uma estátua ou cadáver e, muito menos, uma fotografia medieval. O quê resta, então? É por isso que o Santo Sudário vem intrigando tanto da Ciência moderna; já que até hoje, após décadas de exaustivos estudos, os cientistas não sabem sequer como foi formada tal imagem; a única coisa que eles têm certeza é que não foi feito por mãos humanas.

    Primeiro que a Ciência já comprovou que o Santo Sudário NÃO É UMA PINTURA, a formação da imagem parece que se dá pelo ‘amarelamento’ superficial de algumas das fibras de linho porém com a mesma intensidade de cor; ela é parecida com uma foto monocromática impressa em jornal ou impressora onde a tonalidade de cada ‘pixel’ é formada de acordo com o número de pontos numa determinada área; tanto que a imagem do Sudário é tão leve e difusa que só pode ser bem vista a mais de seis metros de distância.

    E, segundo a pesquisa (de 5 anos e publicada com peer review) dos físicos italianos do ENEA, que tentaram várias formas de formar uma tonalidade semelhante do linho, seria preciso um laser ultravioleta de 34 TRILHÕES DE WATTS (!!!) para formar a imagem de uma só vez. Algo não só impossível na Idade Média, como até nos dias de hoje.

    http://opac.bologna.enea.it:8991/RT/2011/2011_14_ENEA.pdf

    Fora que o Sudário é também, na verdade, uma mapa de relevo 3D como aquelas fotos de satélite. Por exemplo, se você colocar a imagem digitalizada do Santo Sudário num programa de geração de paisagens como o TERRAGEN, você consegue obter como que uma escultura 3D do homem do Sudário. Algo impossível de se obter através de uma pintura ou fotografia comum, como mostra o ótimo artigo do próprio inventor do Analisador de Imagens VP-8:

    http://www.shroud.com/pdfs/schumchr.pdf

    Segundo que, quem disse que os cotovelos do homem do Sudário estão encostados no chão? O corpo do homem do Sudário, segundo patologistas que analisaram a imagem, se encontra em estado de RIGOR MORTIS.

    Quanto a essas anomalias citadas no artigo, eu pergunto: Um artista da Idade Média tão talentoso iria cometer tais erros tão simplórios?

    Isso se deve à posição do corpo em relação ao lençol e ao tipo de ‘radiação’ que saiu do corpo e o atravessou marcando o tecido. Como mostra o excelente artigo da física Isabel Piczek:

    http://www.shroud.com/piczek2.htm

    E muitas dessas aparentes anomalias se devem ao fato do Santo Sudário ser um mapa de relevo. Tanto que, quando se converte a imagem em 3D, muitas dessas anomalias desaparecem. Como mostrado pelo interessante side ‘Shroud of Turin in 3D’ que, pela informação 3D do Sudário, fez uma holografia e achou provas que não se vê normalmente:

    http://shroud3d.com

    Fora que muitas das evidências do Santo Sudário são invisíveis a olho nu; o que derruba de vez a hipótese de que tenha sido feito por um artista medieval.

    A imagem do Sudário não tem nada de trivial; não é à toa que o Santo Sudário tem intrigado tanto a Ciência por tantos anos; já que, após décadas de estudo, os cientistas sequer conseguiram descobrir como foi formada a imagem.

    Eu já acompanho os estudos científicos sobre o Santo Sudário há muitos anos e posso te garantir que, dentre os inúmeros testes científicos oficiais já realizados sobre o Santo Sudário, até hoje, o único que deu negativo foi o teste de datação por C14 (além do Dr. McCrone afirmando que não havia sangue, mas que também já foi vastamente refutado). mas, tal datação, já foi refutada pelo Dr. Ray Rogers (num artigo publicado com peer review) e por outros cientistas, comprovando que as amostras estavam contaminadas com algodão da Idade Média. Além disso, o Dr. Rogers (que também era um cético do Sudário ) também demonstrou que, ao contrário das amostras, não há mais presença de vanilina (um produto da decomposição da lignina) na maioria do Sudário. O que prova que o tecido tem de 1.300 a 3.000 anos de idade; já que, se fosse mais novo como indicado pela datação por Carbono 14, deveria apresentar restos de vanilina. E, por causa disso, muitos cientistas estão pedindo autorização ao Vaticano para fazer um NOVO TESTE DE DATAÇÃO com técnicas mais modernas.

    Sendo que, o único candidato histórico ao homem do Sudário é Jesus de Nazaré e nenhum outro; pois, sua crucificação foi anômala; por exemplo, foi coroado com uma coroa de espinhos e suas pernas não foram quebradas, etc. Mesmo porque, análises ópticas sobre o tecido do Santo Sudário revelaram a frase “JESUS NAZARENO” escrita em LATIM, GREGO e ARAMAICO!

    Por isso, muitos pesquisadores já ESTÃO RECONHECENDO que o Santo Sudário realmente se trata do pano que cobriu o corpo crucificado de JESUS CRISTO. Porém, os mais céticos ainda especulam que a imagem foi formada por processos naturais através de vapores cadavéricos (como argumentado no livro “O SINAL”; que parece que o Marcos Kiyoji já leu, embora eu ainda não tenha lido).

    Porém, para quem acompanha os estudos do Santo Sudário, percebe que essa hipótese também não se sustenta; já que o Santo Sudário é, na verdade, uma RADIOGRAFIA 3D onde dá para ver até as raízes dos dentes e os ossos da vítima. Como bem mostrado no excelente documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (PARTE 5), entres os minutos 2:12 e 4:02:

    Para um estudo mais sério e aprofundado, recomendo ler os artigos (em inglês) do site mantido pelo fotógrafo oficial da equipe científica do STURP que estudou o Santo Sudário:

    http://www.shroud.com ;

    O Santo Sudário, a Imagem de Guadalupe e outros supostos milagres da Igreja Católica são levados tão a sério pela Ciência Moderna que, recentemente, o ENEA (Agência Nacional Italiana para a Energia e as Novas Tecnologias) reuniu nada menos do que 40 (!!!) CIENTISTAS E PROFESSORES de diversas especialidades e países – EUA, França, Áustria, Canadá, Dinamarca, Alemanha, México, Israel, Polônia, Espanha e Itália – para estudar os aspectos químicos, físicos, mecânicos e médicos das mais famosas imagens “aqueropitas” (quer dizer, não feitas por mãos humanas), a saber, o Santo Sudário de Turim, o manto ou “tilma” de Guadalupe e o Véu de Manoppello:

    http://cienciaconfirmaigreja.blogspot.com.br/2013/04/o-veu-da-veronica-2-o-que-dizem-os.html

    Se você ainda não viu, aconselho assistir o incrível documentário do History Channel “GUADALUPE: UMA IMAGEM VIVA” (http://www.youtube.com/watch?v=40raCCEH4TA), com entrevista de pintores, astrônomos, físicos e até do Dr. Aste da IBM que fez a análise do olho da imagem.

    E, também, o excelente e sério documentário do Discovery Channel “O MISTÉRIO DO SANTO SUDÁRIO” (http://www.youtube.com/watch?v=M9j38PmEGWA) e sua continuação “O SUDÁRIO DE TURIM” (http://www.youtube.com/watch?v=h_1_ag_H6Kk); que está bem imparcial e dentro de tudo o que já estudei sobre o assunto.

    O que foi apresentado nesses excelentes documentários são os FATOS OFICIAIS das análises científicas feitas por cientistas de verdade que tiveram acesso a tais relíquias. O resto, tanto a favor como contra, não passa de mera ESPECULAÇÃO, ACHISMO E TEORIA DA CONSPIRAÇÃO!

    Confesso que nunca fui ateu, mas sou meio “São Tomé” e o estudo dos grandes milagres da Igreja me ajudou muito a fortalecer e a amadurecer a minha fé.

    Desculpe o tamanho do comentário; mas, quando a gente realmente busca a Verdade (seja ela qual for), não podemos ter preguiça de estudar e ler os “dois lados da moeda”! E isso que apresentei é um resuminho mínimo sobre os estudos do Santo Sudário.

  316. Marcos

    afirma isso pela sua experiência própria ?
    eu falo sobre minhas experiências e voce ?
    De observar a realidade ao meu redor.

    pratique o bem e observe se esta me paz se não pratique mais.

    Se os critérios do seu teste variam de acordo apenas com a experiência de cada pessoa, então ele não apresenta resultados objetivos, o que é mais um motivo para não ser válido para determinar bem e mal.
    sim é valida para ela, afinal de contas individualmente para nós o mais importante é aquilo que forma o nosso ser”eu”, ou seja os nossos sentimentos e não os dos outros.

    porque um animal teria medo daquilo que ignora ?
    Eu já disse. Medo pela possibilidade de ser uma condição pior que a atual (vida).

    não faz sentido ter medo de algo que ignoramos, pois se ignoramos não sabemos se sera bom ou mal, não ser que possuímos uma especie de razão inconsciente nos avisando do perigo do desconhecido, ou ainda memorias de experiências passadas.

    mas e para os animais ?o que justifica o medo da morte que eles ignoram ?

    Quem disse que animais ignoram a morte?
    Eles convivem com ela a todo momento. Nenhum animal experimentou pessoalmente a morte mas observa seus efeitos em outros seres. Foi isso que eu disse na observação 2. Qual parte não ficou clara?

    gostaria de saber se foi eles te contaram isso, ou isso seria apenas uma lembrança sua, de um passado distante ?
    voce tambem acha que se eles continuarem evoluindo suas obervações um dia se igualarão ao nivel do conhecimento humano ?

    Penso que tanto animais quanto seres humanos possuem inconscientemente uma consciência transcendente avisando que não devem atentar contra a vida, que essa ação contrária a vida vai lhe causar algum tipo de dor, física e espiritual.
    Não foi isso que perguntei.
    O que perguntei e você não responde é: Quais indícios o levaram a “pensar” dessa forma?

    não faz sentindo ter medo daquilo que ainda nos seja “totalmente” desconhecido.
    a criança arrisca sua vida pondo o dedo na tomada, por ainda não ter esta capacidade de consciência.
    voce não teme a Deus por que ainda o ignora.
    o raciocínio é simples:
    ignorância absoluta = total falta de medo
    conhecimento próprio ou induzido = medo do ja conhecido
    resumindo o medo instintivo da morte, só pode ser justificado pelo conhecimento de causa própria ou induzido por terceiros, quando nato, do tipo gato com medo de agua fria, só pode ter trago de vidas passadas.
    para mim existe os dois tipos:
    – o conhecimento inconsciente nato , vindo de experiências próprias de vidas passadas.
    – o conhecimento induzido por consciências externas via canal da intuição

    conseguiu responder aos desafios científicos ?
    Não há nenhum desafio científico lá. Apenas um amontoado de “argumento da ignorância” somados a uma baboseira sobre eletromagnetismo.
    A eletricidade é isso! O magnetismo é aquilo!
    Mas indícios sobre as conclusões, necas!

    o desafio é esse ” em qual momento a matéria tornou-se consciente, quando foi que as partículas começaram a pensar ?
    alem do mais a ciência limita-se a descobrir as leis da fisica que ja existem no universo, sem saber por que funcionam assim.

    “Nossa! Isso é tão fantástico! Só pode ter sido deus!”

    misterios ainda sem respostas

    Se de fato conhecesse os impulsos da consciência que movimenta a matéria, conheceria Deus.
    Que pena ter que depender de alguma epifania repentina ou uma experiência pessoal súbita para isso, já que você não consegue sequer citar um indício da existência de tais coisas.

    ha indícios por todo o universo Deus, é voce que teima em não querer ve-los.
    limita-se a explicações materialistas simplistas do tipo na falta de uma razão nascemos e para ela voltaremos.

    continua………………………..

  317. Criatura,

    pratique o bem e observe se esta me paz se não pratique mais.

    Mas isso é o exato oposto do que você propõe no seu teste.
    Se eu praticar algo e não estiver em paz isso significa que não é o bem e portanto não devo praticar mais. Não é assim que funciona seu teste? Está desdizendo de novo?

    sim é valida para ela, afinal de contas individualmente para nós o mais importante é aquilo que forma o nosso ser”eu”, ou seja os nossos sentimentos e não os dos outros.

    Está se desdizendo de novo.
    Você disse antes que o bem “em favor do outro” é que deve ser priorizado em detrimento do “egoísmo”. Agora está dizendo o exato oposto.

    não faz sentido ter medo de algo que ignoramos, pois se ignoramos não sabemos se sera bom ou mal

    É lógico que faz sentido.
    Em qualquer situação que ignoramos (desconhecida), existem apenas três possibilidades: melhorar, piorar ou permanecer na mesma.

    Se a opção de piorar está sempre presente no desconhecido, então é lógico que exista receio.

    gostaria de saber se foi eles te contaram isso, ou isso seria apenas uma lembrança sua, de um passado distante ?

    Nem um nem outro.
    Apenas uma simples observação natural das mais básicas e primárias.

    voce tambem acha que se eles continuarem evoluindo suas obervações um dia se igualarão ao nivel do conhecimento humano ?

    Pode ser que sim, pode ser que não.
    Como eu já disse, a evolução não tem uma “intenção” onde o homem seja o objetivo a ser atingido.

    não faz sentindo ter medo daquilo que ainda nos seja “totalmente” desconhecido.

    Já exemplifiquei como isso faz todo sentido sim.

    a criança arrisca sua vida pondo o dedo na tomada, por ainda não ter esta capacidade de consciência.

    Está se desdizendo de novo.
    O que aconteceu com o instinto de sobrevivência que deveria vir com cada ser? Não adquirimos isso em vidas passadas?

    voce não teme a Deus por que ainda o ignora.

    Muito interessante esta colocação.
    Você sempre defendeu um deus que não seria nem recompensador nem castigador. No entanto, me vem agora com “temer a deus”.
    Por que eu deveria temer a deus se ele não é um castigador?
    Você teme seu deus criatólico?

    o desafio é esse ” em qual momento a matéria tornou-se consciente, quando foi que as partículas começaram a pensar ?

    Isto não é um desafio científico.
    Não há evidências de que a matéria por si só seja consciente. Nem há evidências de que partículas pensem.

    alem do mais a ciência limita-se a descobrir as leis da fisica que ja existem no universo, sem saber por que funcionam assim.

    Mas é claro.

    Não é papel da ciência explicar os “porquês” (propósitos) das leis da física. É papel da religião inventá-los para apaziguar os tolos.

    ha indícios por todo o universo Deus, é voce que teima em não querer ve-los.

    O tempo que você gastou para digitar esta frase poderia ter sido usado para me citar pelo menos um único destes indícios.
    Contudo, você não o fez. Fato curioso.
    Será que não consegue?

    continua………………………..

    Aguardo …………..

  318. Marcos

    afirmar não possuir defeitos que precisam ser descartados, é uma arrogância a ser descartada.
    Eu não disse que não possuo defeitos. Isso foi uma suposição tendenciosa sua.
    O que eu disse é que não tenho lixo (conhecimento inútil) para descartar, principalmente para substituir pelo lixo (pseudo conhecimento) identificado nas cartas.

    entendi seus conhecimento s baseiam apenas em fatos ,nada de crenças mas , poderia aumentar a sua experiência dando ouvidos as dos outros.

    disse ao contrario não ha como manter equilíbrio igualdade material, moral e espiritual para diferentes níveis de consciências humanas
    Isso é o que você diz, não o que está escrito.
    Jesus disse que aquele moço rico deveria fazer isto, não que todos deveriam fazer isso, chamou apenas 12 seguidores e não todo o mundo.
    Então, era uma instrução apenas para aquele moço em especial e não algo que todo rico devesse fazer?
    Perceba mais uma contradição.
    1 – Dentre as várias inserções indevidas feitas pelo homem na bíblia, você identificou este trecho em particular como sendo um ensinamento autêntico de jesus.
    2 – Você afirma que este ensinamento não foi dirigido a todos mas apenas a “aquele” moço rico.
    3 – Se é um ensinamento aplicável apenas a aquele moço rico especificamente, então este trecho não deveria estar na bíblia como um exemplo a ser seguido.
    4 – Portanto, logicamente este trecho do bíblia só pode ser uma inserção indevida.
    E então, o que vai escolher?
    Este trecho é uma inserção indevida e não deve ser seguido? (Neste caso, sua primeira afirmação está errada)
    Ou este trecho foi divinamente inspirado para servir de ensinamento do bem aos homens? (Neste caso, sua segunda afirmação está errada)
    Por fim, perceba que ainda não respondeu a pergunta principal.
    Quais os indícios que te levaram a identificar este trecho como sendo um ensinamento autêntico de jesus?
    seja mais claro

    logicamente nem todos discípulos eram alfabetizados,nem estavam presentes 24 hs na vida de Jesus, portanto relataram o que não viram nem escutaram pessoalmente e da forma que interpretaram seguindo suas crenças tradicionais dos judeus e talvez algumas pessoais.
    Normalmente a riquezas endurece a coração dos homens tornando os insensíveis as privações alheias as quais não lhes afligem, tornam se soberbo achando-se auto suficiente passam amar mais suas riquezas e desprezar Deus, por isso Jesus acrescentou que dificilmente um rico conseguirá entrar no reino dos céus,mas afirmou ser isso impossível, talvez quis apenas demonstrar que na pratica é muito difícil nos desapegarmos dos nossos bens materiais em favor do próximo.
    obs. irei ser mais direto no próximo comentário


    Como você identifica o bem e o mal, o certo e o errado na bíblia?
    O dilema de eutifron pergunta: “Algo é bom (ou moral) porque deus comanda ou deus comanda algo porque este algo é bom (ou moral)?”

    Deus é amoral portanto conceitos de bem e mal são humanos e relativos ao nivel de consciência pessoal.
    para o ser humano um deus bom é aquele que esta de acordo com suas crenças pessoais, por exemplo:
    um religioso tradicional crê Deus exigindo castidade antes do casamento.
    Se lhe for apresentado um Deus liberal do crescei e multiplica-vos conforme a suas vontades, dirá que este não é deus e sim o demônio.
    Da mesma forma se for apresentado um Deus exigindo castidade para uma pessoa sexualmente liberal, ela dirá que ele é um demônio sádico por ter criado desejos só para depois ficar o reprimindo.
    Veja que malgrado as crenças pessoais a verdade divina poderá causar loucuras ao desfazer ilusões de crenças pessoais, assim o vejo o véu da ignorância, algo nem bom nem mal apenas necessário. (obs.esta argumentação não é original, peguei emprestada de um conhecido).

    voce ja se perguntou se alem de falta de evidências existe outros motivos inconscientes te induzindo a não querer reconhecer certas verdades divinas ? talvez se apegue ao simplismo do “isto não existe”, por que inconscientemente verdades desconhecidas te assustem.
    Voce não tem medo de descobrir que a sua crença em uma realidade materialista não passe de uma ilusão coletiva do tipo matrix ?

    continua……………………………………………

    Se eu mandasse voce sair batendo na cara de pessoas inocentes e que isso iria te gerar sofrimentos futuros, voce diria que isso é lógico e não provaria nada da lei do carma.
    Nem todo mundo que bate na cara de inocentes tem sofrimentos futuros causados por isso.
    É por isso que seu “teste” é furado.
    então faça o seguinte, tome cuidado que ninguém te veja comece a impor sofrimentos injustos a animais indefesos e aguarde pelos resultados futuros, se a sua vida não te trouxer algum tipo de dor emocional ou mesma físicas, voce terá provado que a lei do carma não funciona.
    Eu nem preciso praticar isto. Um simples experimento mental me mostra que eu me sentiria mal imediatamente.
    Mas o seu “teste” não trata apenas de mim. Ele deve ser aplicável a qualquer pessoa e é justamente por isso que ele não funciona. Ele não funciona porque existem pessoas que aplicam o sofrimento a animais por simples diversão e não se sentem mal com isso.
    faça suas próprias experiências e colha seus próprios resultados, comece a praticar aquilo que abomina e veja o que acontecerá com a sua vida.
    É por isso que seu teste não funciona.
    Seria preciso dar um tiro na minha própria cabeça para poder descobrir se sou ou não sou o Super-Homem.
    Ou seja, só dá pra diferenciar o bem do mal depois que a m%@#da já está feita.
    Qualquer apologia ao egoismo não poderá ser considerado um ensinamento cristão, qualquer ato de sacrifício em favor do outro poderá ser considerado um ensinamento cristão, porem sempre deverá ser considerado o bem comum.
    Que indícios o levaram a esta conclusão?
    Tudo isso sobre ser “contra o egoísmo” e “à favor do outro” você tirou da própria bíblia?
    Tendo em vista que você acabou de admitir que em alguns momentos jesus apresenta idéias contraditórias, como você sabe que o ato de egoísmo é errado e o ato em favor do outro é o correto?
    Por que não os trechos onde jesus prega a punição eterna?
    Marcos Kiyoji, on 07/08/2014 at 16:27 said:
    Criaturo,
    é ilógico dizer que possuirmos medo de algo que ignoramos.
    Como já disse, os animais não ignoram a morte.
    Só podemos ter medo receio de algo que julgamos capaz de nos causar dores ja conhecidas, ou que de alguma forma fosse capaz de interferir em nossa realidade conhecida.
    Exatamente. Animais sentem dor também e quando sentem fazem todo o possível para não sentir mais.
    bebês colocam o dedo na tomada, exatamente por desconhecerem, por ignorar os malefícios que sofrerão.
    se conhecessem ou ao menos dispusessem de algum tipo de consciência mesmo que externa lhe avisando do perigo ignorado , o evitariam.
    Segundo você, os bebês já teriam até antes de nascer o instinto de sobrevivência que os impediria de meter o dedo na tomada.
    Deus é essa consciência externa que avisa sobre aquilo que ignoramos e que nos pode causar dores físicas, sofrimentos morais e espirituais.
    Mas você acabou de falar dos bebês. Eles não parecem ter isso aí.
    entendeu agora por que afirmei que voce era seu próprio mestre ?
    Só não vi quais indícios o levaram a esta conclusão sobre “alma eterna” e “anjo”.
    Assim o instinto em manter-se vivo não vem de outro lugar se não a de experiências passadas gravadas na memória inconsciente da alma.
    Talvez talvez algumas más experiencias sofridas na terra, cause o mesmo tipo de medo receio de se nascer aqui novamente, ou voce ja ouviu dizer que alguém nasceu rindo ?
    Isso é você quem diz baseado em absolutamente nenhuma evidência.

  319. Marco
    desconsidere abaixo deste ultimo “continua……………” saiu por engano.

  320. Criaturo,

    poderia aumentar a sua experiência dando ouvidos as dos outros.

    Sou todo ouvidos… ou melhor, olhos.
    Mas o conhecimento que chegar até mim tem que fazer o mínimo de sentido para poder ser absorvido.

    nem todos discípulos eram alfabetizados,nem estavam presentes 24 hs na vida de Jesus, portanto relataram o que não viram nem escutaram pessoalmente

    Devo entender que optou pela primeira opção? Este trecho específico foi então uma inserção indevida feita pela interpretação do discípulo e não por inspiração divina.

    O que significa que é um trecho a ser descartado.

    acrescentou que dificilmente um rico conseguirá entrar no reino dos céus,mas afirmou ser isso impossível, talvez quis apenas demonstrar que na pratica é muito difícil nos desapegarmos dos nossos bens materiais em favor do próximo.

    O “talvez” não nos ajuda em nada para determinar o bem e o mal.

    Além disso, que seja difícil desapegar todos sabem individualmente. Não precisa é preciso jesus dizer.

    obs. irei ser mais direto no próximo comentário

    Acho mais difícil eu acreditar nisso do que eu acreditar em deus.

    Deus é amoral portanto conceitos de bem e mal são humanos e relativos ao nivel de consciência pessoal.

    Então, o conteúdo da bíblia ou das cartas são irrelevantes pois quem determina certo e errado é cada indivíduo.

    voce ja se perguntou se alem de falta de evidências existe outros motivos inconscientes te induzindo a não querer reconhecer certas verdades divinas ?

    Já!
    A resposta é absolutamente não!

    Até mesmo porque não se trata de “não querer” reconhecer.
    Se as evidências me forem apresentadas satisfatoriamente eu mudarei de opinião de muito bom grado.

    talvez se apegue ao simplismo do “isto não existe”, por que inconscientemente verdades desconhecidas te assustem.

    Não se trata de simplismo. Trata-se de lidar com a realidade objetiva e não dar atenção a conjecturas sem que apresentem fundamento.

    Voce não tem medo de descobrir que a sua crença em uma realidade materialista não passe de uma ilusão coletiva do tipo matrix ?

    Não.

  321. Marcos
    …….continuando

    excetuando masoquistas a maioria das consciências sã definem o mal com referencia nos sentimentos desagraveis, que lhes impõem dores físicas e sofrimentos morais.
    mas como sentimentos são relativos “a dor de um pode ser alegria do outro” como voce bem colocou.
    Essaa definição do mal que obriga as pessoas acreditarem que o sofrimento é causado por nós mesmos e não por um suposto deus do mal.
    ai vem eu, um teista zé ninguém, contrariando crenças tradicionais ja aceitas e enraizadas dizendo: “Deus é o responsável pelo nosso sofrimento ja que nos impõe a ignorância causadora do mal”
    Digo isso porque não vejo o sofrimento como uma punição , um mal divino imposto a suas criaturas.” vejo o sofrimento como uma necessidade para criar e manter vidas, pois só a ignorância que é a causa de todo mal pode possibilitar a existência de seres individualizados de Deus.
    é por isso que se o conhecimento da verdade revelar o deus do eterno sofrimento, eu ja estarei mais preparado a aceitar e me reconhecer um eterno resmungão.Sem falar da compensação dos sentimentos prazerosos.
    o Relativismo dos conceitos do bem e do mal , apareceram atrelados a raça humana, antes da criação quando só havia uma unica consciência Deus, ela estava em equilíbrio, não havia ação nem movimentos, somente e um desequilíbrio proposital poderia ter dado o inicio a movimentos, ações que possibilitaram a individualizações humanas .
    Sendo do desequilíbrio dos niveis dessas consciências humanas que nasceram os conceitos do bem e do mal.
    portanto respondendo a sua pergunta inicial mais diretamente: “cada um enxerga o deus biblico ou qualquer outro deus , muito de acordo com o próprio nivel de consciência alcançada, dai o Deus amoroso do perdão cristão, contradizendo o deus sanguinário dos exércitos de Moisés vingativo e materialista.
    Talvez o seu materialismo seja justificado por ainda não ter conseguido enxergar um Deus, mais altura da sua consciência ja alcançada.
    da mesma forma que eu tambem sou ateu de algumas crenças alheias.

    Se eu mandasse voce sair batendo na cara de pessoas inocentes e que isso iria te gerar sofrimentos futuros, voce diria que isso é lógico e não provaria nada da lei do carma.
    Nem todo mundo que bate na cara de inocentes tem sofrimentos futuros causados por isso.
    É por isso que seu “teste” é furado.

    voce ja vivenciou sentindo a vida deles alguma vez ?

    então faça o seguinte, tome cuidado que ninguém te veja comece a impor sofrimentos injustos a animais indefesos e aguarde pelos resultados futuros, se a sua vida não te trouxer algum tipo de dor emocional ou mesma físicas, voce terá provado que a lei do carma não funciona.
    Eu nem preciso praticar isto. Um simples experimento mental me mostra que eu me sentiria mal imediatamente.
    Mas o seu “teste” não trata apenas de mim. Ele deve ser aplicável a qualquer pessoa e é justamente por isso que ele não funciona. Ele não funciona porque existem pessoas que aplicam o sofrimento a animais por simples diversão e não se sentem mal com isso.

    cada caso é um caso quando criança tinha outra criança que matava pombas usando estilingue e bolinhas de gude, começou mau,matando bichos ,matou uma pessoas e morreu com varios tiros.
    uma vez estava em um balcão da secretaria da escola, comecei me sentir invisível pois o rapaz atendia todo mundo que chegava depois de mim, indignado comecei brigar verbalmente, o rapaz saiu da sala e veio tirar satisfações, descontrolado mandei lhe uma bica, ao invés de reagir ele apenas ficou me olhando, depois chegou a turma da paz e cada um foi para o seu canto.
    por muito tempo senti minha consciência pesada, até que anos depois, fazendo compras no Paraguay, um vendedor salim queria me empurrar um video cabrito, quando me recusei a comprar , adivinhe ? ele soltou o verbo e acabou me dando um bica , quando pensei em retribuir a gentileza olhei para o balcão seus “prima” ja estavam quase todos pulando o balcão para me pegar, foi ai que eu lembrei que tinha feito a mesma coisa com alguém que não reagiu , abaixei a cabeça e aprendi mais essa lição.
    “embaia tua espada pois quem lançar mão dela por ela perecera”
    digo mais a cada um sera dado conforme suas obras e muito de acordo com suas necessidades de aprendizado,na hora certa a qual estiver mais apto a entender e aceitar a lição recebida.

    faça suas próprias experiências e colha seus próprios resultados, comece a praticar aquilo que abomina e veja o que acontecerá com a sua vida.
    É por isso que seu teste não funciona.
    Seria preciso dar um tiro na minha própria cabeça para poder descobrir se sou ou não sou o Super-Homem.

    calma ai ! não precisa se matar, pois a morte logo chega para provar que só ha vida.

    Ou seja, só dá pra diferenciar o bem do mal depois que a m%@#da já está feita.
    a ironia é que o sofrimento esta ia para ensinar como devemos evita-lo, quanto maior essa consciência menor sera o sofrimento

    Qualquer apologia ao egoismo não poderá ser considerado um ensinamento cristão, qualquer ato de sacrifício em favor do outro poderá ser considerado um ensinamento cristão, porem sempre deverá ser considerado o bem comum.
    Que indícios o levaram a esta conclusão?
    Tudo isso sobre ser “contra o egoísmo” e “à favor do outro” você tirou da própria bíblia?

    sim Jesus: Fazei aos outros somente o que desejaria que eles lhe fizessem, ame e perdoe incondicionalmente,ninguem tem maior amor do que doar sua vida em favor do próximo.

    Tendo em vista que você acabou de admitir que em alguns momentos jesus apresenta idéias contraditórias, como você sabe que o ato de egoísmo é errado e o ato em favor do outro é o correto?

    voce esta querendo ser o que ? um advogado do diabo ? he…he..he..he

    é facil perceber quando um pensamento é divino por estar acima da media moral humana , isto ainda hoje.

    Por que não os trechos onde jesus prega a punição eterna?
    essa crença era tradicionalmente dos fariseus que jesus fez questão de contradizer abertamente e por isso foi crucificado.

  322. Cara SS Rodrigues,

    “Como não faz sentido a quanto tempo eu não existo? Seria o mesmo que dizer que não faz sentido estimar quando foi que os seres humanos surgiram no planeta terra, a quanto tempo existe a espécie humana.”
    “Não seria o mesmo não. A existência da espécie humana e de tudo o mais só tem importância para quem existe, para quem está vivo. Se eu nunca tivesse nascido, nunca teria existido mundo, vida, espécie humana. Porque não haveria “eu” para ter consciência dessas coisas.”

    Muito bom, a realidade está apenas na mente, isso também o que aponta a mecânica quantica.

    Ou mergulhamos num solipsismo ou reconhecemos que não é nossa mente que criou a realidade, e sim uma mente superior , poderosa, eterna.

    Enfim, se o único “eu” fosse “você” , não faria sentido mesmo, porem com outros “eus” a realidade ainde existiria [pois deve existir outras mentes alem da sua], é a realidade poderia ainda existir, pois a mente deduz isso, por isso eu disse que nascer é contigente…Mas isso não implica em não estar relacionado com todos os humanos que existiram antes de nós até se chegar a singularidade. Então; dentro desta perspectiva um tempo foi percorrido até vc nascer, isso dentro da dimensão espaço-tempo.

    “Não se mede um eterno absoluto, ou seja aquilo que não tem princípio nem fim. Se tu podes então boa sorte. Depende da sua perspectiva.
    Mas para mim, que não posso compreender por completo suspeito que seria criando-o … Oras, criando mentes que sejam limitadas a dimensão do espaço tempo … Trata-se de um “estado quântico””.

    “Essa é a diferença entre você e eu. Eu não sei como surgiu isso que chamamos de universo e digo isso mesmo: não sei. Você fabrica “explicações””.

    Eu, apesar de não compreender por completo, dado a magnitute da realidade tanto na perspectiva quantica quanto na pesrpectiva física, não tenho como impossivel de encontrar pelo menos o razoável.

    “E outra coisa: não é muita pretensão da sua parte ficar usando “quântico” pra cá, “quântico” pra lá, como se já houvesse desvendado tudo a respeito do assunto? Há mentes muito mais capazes que a sua “batendo cabeça” sobre essa parte da Física mundo afora. Se você já dominou o assunto, por que está perdendo tempo aqui? Mas acho que o mais provável é que justamente por ser tão pouco compreendido o assunto serve ás mil maravilhas para os que querem dar um ar científico à crença.”

    Eu gosto muito de quântica, tanto quanto eu gosto muito de biologia, e estou disposto a absorver muito conhecimento.

    Dizer que existem mentes mais capazes que a minha é um equívoco… Julgo que qualquer ser humano sadio tem potencial para adiquirir conhecimento, reter informação, investigar este universo.

    E depois a respostas para a origem do universo está justamente, além da lógica, na mecânica quântica.

    E no mundo quântico, não há ordem do tempo, os termos ‘antes’ e ‘depois’ não fazem sentido.

    É compatível com a física que uma mente fora do espaço-tempo pode propositadamente controlar aleatoriedade quântica. Experimentos quânticos ajudam a superar o materialismo.

    “Não … Desde sempre quer dizer atemporal. [EU SOU]
    Sei…esta foi uma expressão cunhada pelo tal do EU SOU e só pode ser usada quando se referir a ele? Se o vivente quiser usar para alguma outra situação, o que tem de fazer, pagar royalties?”

    Foi simplesmente um comentário… Desde sempre, eterno, atemporal, Deus, são sinonimos …

  323. Ops, adquirir e não adiquirir

  324. MARCOS

    é ilógico dizer que possuirmos medo de algo que ignoramos.
    Como já disse, os animais não ignoram a morte.
    prove

    Só podemos ter medo receio de algo que julgamos capaz de nos causar dores ja conhecidas, ou que de alguma forma fosse capaz de interferir em nossa realidade conhecida.
    Exatamente. Animais sentem dor também e quando sentem fazem todo o possível para não sentir mais.

    sim é o que eu estou tentando argumentar o conhecimento pode vir de duas formas:
    experiencias pessoais ou conhecimento induzido por consciências superiores, o medo da morte se enquadra nestes parâmetros

    bebês colocam o dedo na tomada, exatamente por desconhecerem, por ignorar os malefícios que sofrerão.
    se conhecessem ou ao menos dispusessem de algum tipo de consciência mesmo que externa lhe avisando do perigo ignorado , o evitariam.
    Segundo você, os bebês já teriam até antes de nascer o instinto de sobrevivência que os impediria de meter o dedo na tomada.

    enquanto não tivermos uma consciência desenvolvida Deus nos da pais para manter nossas vidas.

    entendeu agora por que afirmei que voce era seu próprio mestre ?
    Só não vi quais indícios o levaram a esta conclusão sobre “alma eterna” e “anjo”. intuição

    Assim o instinto em manter-se vivo não vem de outro lugar se não a de experiências passadas gravadas na memória inconsciente da alma.
    Talvez talvez algumas más experiencias sofridas na terra, cause o mesmo tipo de medo receio de se nascer aqui novamente, ou voce ja ouviu dizer que alguém nasceu rindo ?
    Isso é você quem diz baseado em absolutamente nenhuma evidência.

    observe que uma criança mal começa falar ja demonstra quem ela realmente é.

  325. Marcos

    poderia aumentar a sua experiência dando ouvidos as dos outros.
    Sou todo ouvidos… ou melhor, olhos.
    Mas o conhecimento que chegar até mim tem que fazer o mínimo de sentido para poder ser absorvido.

    neste caso tem razão pois não poderá compartilhar do sentido dos outros, terá que aprender a desenvolver o seus

    nem todos discípulos eram alfabetizados,nem estavam presentes 24 hs na vida de Jesus, portanto relataram o que não viram nem escutaram pessoalmente
    Devo entender que optou pela primeira opção? Este trecho específico foi então uma inserção indevida feita pela interpretação do discípulo e não por inspiração divina.

    a passagem é clara ensina que o desapego da matéria para alguns é muito difícil,não a vejo como uma inserção negativa.

    acrescentou que dificilmente um rico conseguirá entrar no reino dos céus,mas afirmou ser isso impossível, talvez quis apenas demonstrar que na pratica é muito difícil nos desapegarmos dos nossos bens materiais em favor do próximo.
    O “talvez” não nos ajuda em nada para determinar o bem e o mal.
    Além disso, que seja difícil desapegar todos sabem individualmente. Não precisa é preciso jesus dizer.

    Ensina a sacrificarmos aquilo que mais amamos em favor dos outros esse seria o bem comum,mas o quem ensina mesmo a conscientização do bem e mal são nossos sentimentos .

    obs. irei ser mais direto no próximo comentário
    Acho mais difícil eu acreditar nisso do que eu acreditar em deus

    ótimo
    .
    Deus é amoral portanto conceitos de bem e mal são humanos e relativos ao nivel de consciência pessoal.
    Então, o conteúdo da bíblia ou das cartas são irrelevantes pois quem determina certo e errado é cada indivíduo.

    As cartas te ajudarão a desenvolver uma maior consciência do bem comum, desenvolveram o sentindo que se encontram atrofiados em voce.

    voce ja se perguntou se alem de falta de evidências existe outros motivos inconscientes te induzindo a não querer reconhecer certas verdades divinas ?
    Já!
    A resposta é absolutamente não!
    Até mesmo porque não se trata de “não querer” reconhecer.
    Se as evidências me forem apresentadas satisfatoriamente eu mudarei de opinião de muito bom grado.

    mesmo se elas se apresentarem como um “demônio” destruindo todas suas crenças mais caras ?

    talvez se apegue ao simplismo do “isto não existe”, por que inconscientemente verdades desconhecidas te assustem.
    Não se trata de simplismo. Trata-se de lidar com a realidade objetiva e não dar atenção a conjecturas sem que apresentem fundamento.

    é mais facil acreditar numa existência sem razão, do que tentar explicar a razão da exitência

    Voce não tem medo de descobrir que a sua crença em uma realidade materialista não passe de uma ilusão coletiva do tipo matrix ?
    Não.
    e se descesse uma nave com dois ETs se apresentando como seus pais, alegando ter deixado voce brincando com a invenção deles o simulador terra,mas que voce ja cresceu, e o seu brinquedo terra perdeu sua função didatica e antes de partirem eles vão desativar o brinquedo e desintegra-lo totalmente.
    e ai vai espernear contra essa “nova” verdade, ou de boa vai jogar todas suas crenças terrenas mais caras no ralo cósmico, vai querer abraçar essa nova crença materialista vinda do espaço ?

  326. DR

    com todo respeito a suas crenças, quem precisa ver para crer são ateus.

  327. Andre, também concordo plenamente contigo. Também acredito que existe uma só Verdade a qual todos, crentes e descrentes, devemos sempre buscar, seja ela qual for; doa o que doer e custe o que custar!

    Realmente, se cada um tem sua própria verdade, então, a Verdade não existe. Por isso, o relativismo é tão pernicioso e completamente irracional.

    Ou Deus existe ou não existe. Ou existe ressurreição, ou reencarnação ou nada após a morte. O que não pode é coexistir idéias tão contraditórias entre si; onde, após a morte, o cristão ressuscita, o espírita reencarna e o ateu deixa de existir.

    Muitas são as idéias, as hipóteses, as teorias (até mesmo as científicas) e as especulações; mas, a Verdade é uma só; que é aquilo que de fato existe. E a Ciência é um dos maiores instrumentos inventados pelo homem para a busca da Verdade; além daquela que nos foi revelada por Deus, pela filosofia e pela teologia.

    Quando afirmei que, para buscar a verdade, devemos nos despir de tudo; não quis dizer que devemos rejeitar qualquer ensinamento anterior. Muito pelo contrário; conforme você disse, podemos sim questionar, mas devemos ser humildes o suficiente para beber nas fontes da história e dos grandes pensadores da humanidade; aprendendo com seus acertos e também com os seus erros.

  328. Criaturo,

    não sei se concordo com essa ideia.; pois, pior do que ter de ver para crer é, mesmo vendo, não crer. O que parece ser o caso de muitos ateus; que, mesmo diante de tantos milagres e evidências, ainda relutam em acreditar em Deus. Temo até que muitos ateus radicais, quando estiverem face a face com Deus, ainda vão achar que estão tendo alguma histeria coletiva.

    Algumas pessoas não precisam de ver para crer, mas outras precisam.

    Veja que São Tomé e São Paulo, entre muitos outros, tiveram de ver para crer e mesmo assim se tornaram santos. Será que se São Tomé tivesse visto Jesus primeiro e contado aos outros discípulos, eles teriam acreditado nele? Acreditar em Deus, quando se está diante dele, é fácil; difícil é acreditar no testemunho de outros homens e na Igreja que Ele fundou.

    O Milagre Eucarístico de Lanciano aconteceu, justamente, durante a missa de um padre que vivia atormentado por não conseguir acreditar na transubstanciação da eucaristia no momento da consagração. Ele até acreditava em Deus, mas não conseguia acreditar que pão e vinho realmente se transformavam no corpo e sangue de Cristo após a consagração.

    Infelizmente, percebo que a maioria das pessoas não dão muita importância ao estudo dos milagres. Os crentes, justamente, por achar que isso é falta de fé; os ateus por considerarem a violação das leis da natureza um absurdo; e os evangélicos e protestantes, pior ainda, acreditam que os milagres da Igreja Católica são obras do Demônio (correndo o risco de pecar contra o Espírito Santo).

    Mas, o fato é que milagres existem; e, se não precisássemos deles, Deus não os teria feito. Mesmo porque, os milagres autênticos são como que a assinatura de Deus para comprovar sua existência, sua Igreja e sua verdadeira doutrina . Basta ver o Santo Sudário e a Imagem de Guadalupe que parece que foram, providencialmente, feitos para os incrédulos dias de hoje; já que só agora temos tecnologia suficiente para estudá-los e investigá-los a fundo.

    A verdadeira fé é um ato da razão e não um mero sentimento, e deve ser baseada em fatos concretos (como, por exemplo, nos milagres autênticos). Não devemos sair acreditando em qualquer doutrina ou em qualquer lobo vestido de cordeiro apenas porque sentimos que essa é a verdade em nosso coração. É por causa dessa fé ingênua, baseada em sentimentalismo, que tantas pessoas se iludem e seguem tantos falsos mestres e tantas falsas doutrinas; ou, pior ainda, seguem a si mesmas e inventam suas próprias doutrinas e montam suas próprias igrejinhas; ao invés de seguirem a Igreja de Cristo e a sã doutrina da salvação;

    Por isso, por incrível que pareça, acho até muito útil a existência desses sites de ativismo cético (como, por exemplo, o Religião é Veneno e o Deus Ilusão, o Bule Voador, etc.) que questionam as religiões e a nossa fé até as últimas consequências. Pois, só assim, os crentes deixarão de ser ingênuos e vão procurar estudar mais ciência, história e religião; inclusive, vão passar a fazer uma análise crítica da sua própria fé e vão sair dessa batalha mais cultos, sabidos e com uma fé mais madura e racional. O mesmo vai acontecer com os ateus que, se não se converterem, pelo menos vão sair também mais cultos, sábios e com um ateísmo mais sadio e maduro; e, aqueles que por acaso se converterem, não serão crentes fanáticos e ingênuos como tantos por aí.

    Confesso que, por causa desses debates na internet, aprendi muitas coisas novas e boas, mudei muitas convicções, procurei entender aqueles que pensam diferente de mim, me obriguei a estudar mais e, com certeza, amadureci e fortaleci a minha fé e me aproximei um pouco mais da Verdade a qual busco. E acredito que todos os comentaristas daqui, crentes ou céticos, também aprenderam e ganharam muito com essas discussões (por vezes, até calorosas) e também se aproximaram um pouco mais da Verdade a qual todos devemos buscar.

    Por isso, a importância desses longos debates na internet, onde cada um expõe suas idéias, seus pensamentos, suas verdades, o seu “lado da moeda”; para que, no fim, todos aprendam um pouco mais e, no final de tudo, prevaleça aquilo que deve sempre prevalecer: A VERDADE!

    Mas, pergunto eu, como buscar a Verdade sem passar por aquele que disse ser: O Caminho, a Verdade e a Vida?

  329. D.R

    Andre, também concordo plenamente contigo. Também acredito que existe uma só Verdade a qual todos, crentes e descrentes, devemos sempre buscar, seja ela qual for; doa o que doer e custe o que custar!

    se Deus quisesse se apresentar em uma unica forma,não teria criado seres tão distintos, observe a diversidades.
    As consciências são diferentes logo as realidades são diferentes

  330. DR

    não sei se concordo com essa ideia.; pois, pior do que ter de ver para crer é, mesmo vendo, não crer. O que parece ser o caso de muitos ateus; que, mesmo diante de tantos milagres e evidências, ainda relutam em acreditar em Deus. Temo até que muitos ateus radicais, quando estiverem face a face com Deus, ainda vão achar que estão tendo alguma histeria coletiva.

    quem mandou eu provocar………..se tudo é obra de Deus não existem milagres, tudo é natural, até a nossa ignorância do desconhecido, milagre é um fenômeno natural o qual ainda desconhecemos as causas, jesus não realiza milagres apenas possui uma maior ciência de leis fisicas ainda desconhecidas , temos muito oque aprender sobre o poder do electromagnetismo. eletricidade, partículas atômicas…etc

    “todo aquele que se instruir na verdade fara obras ainda maiores do que as que eu faço”

    viu é ciência e não milagres sobrenaturais, para mim sobre natural só se estiver acima de Deus, mas pode isto ?

    me diga são os ateus que precisam de milagres para poderem
    acreditarem ou é voce ?

    Mas, pergunto eu, como buscar a Verdade sem passar por aquele que disse ser: O Caminho, a Verdade e a Vida?

    “o reino dos céus não vira com forma visível, a dizerem eu vi ele ali, ou eis aqui, porque o reino dos céus esta dentro de vós”

    a vida é o maior milagre a ser considerado e não precisamos de nenhuma outro.

  331. Criaturo,

    respondendo a sua pergunta inicial mais diretamente: “cada um enxerga o deus biblico ou qualquer outro deus , muito de acordo com o próprio nivel de consciência alcançada, dai o Deus amoroso do perdão cristão, contradizendo o deus sanguinário dos exércitos de Moisés vingativo e materialista.

    Você não respondeu a pergunta.
    Eu não perguntei como cada um enxerga o deus bíblico.

    O que eu perguntei foi como você separa de dentro da bíblia o que é ensinamento autêntico de jesus e o que é inserção indevida feita pelo homem.

    voce ja vivenciou sentindo a vida deles alguma vez ?

    Eu me baseio em estudos de especialistas em psicologia. Conhece os termos “psicopata” e “sociopata”?

    E você? Já vivenciou sentindo a vida deles alguma vez?

    cada caso é um caso quando criança tinha outra criança que matava pombas usando estilingue e bolinhas de gude, começou mau,matando bichos ,matou uma pessoas e morreu com varios tiros.

    Perceba que ele apenas seguiu o seu conselho.
    Ele maltratou deliberadamente outros seres, se sentiu bem com isso e continuou praticando o que lhe causava bem estar.

    Será que finalmente percebe que seu “teste” não funciona?
    Você mesmo dá os exemplos disso.

    sim Jesus: Fazei aos outros somente o que desejaria que eles lhe fizessem, ame e perdoe incondicionalmente,ninguem tem maior amor do que doar sua vida em favor do próximo.

    Você afirma que absorveu estes ensinamentos de altruísmo de jesus através da bíblia, mas não mostra como você sabe que foi um ensinamento autêntico de jesus ao invés de uma inserção do homem.

    é facil perceber quando um pensamento é divino por estar acima da media moral humana , isto ainda hoje.

    Errado. Nem sempre é fácil diferenciar o certo do errado.
    Se fosse assim, debates sobre assuntos polêmicos não existiriam.

    Além disso, nem todos reconhecem os mesmos trechos bíblicos como sendo morais. Porque os trechos escolhidos “por você” são os corretos e não os escolhidos pelos outros?

    essa crença era tradicionalmente dos fariseus que jesus fez questão de contradizer abertamente e por isso foi crucificado.

    Você diz isso sem fundamentação nenhuma.
    Suas palavras: “Jesus pregava o deus do perdão mas, supostamente se contradiz confirmando a crença judia de que Deus pune com castigo eterno.”

    Você simplesmente escolhe acreditar naquilo que “você” acha correto e não no que “deus” ou “jesus” acham correto.

    Você admite a contradição bíblica mas não diz como você sabe qual é o correto.
    Isso é porque você não sabe! Você não tem como saber!
    Se sabe, diga como!

    Você não adotou o código moral de jesus, você construiu um código moral “do criaturo” à partir das suas experiências e então atribui tudo que você acha bom a “jesus”.

    Será que você não percebe que todo o seu julgamento de certo e errado, em última instância se dá não pela palavra de deus ou de jesus mas sim pela palavra do próprio criaturo?

    Será que não percebe que o que você seleciona na bílblia como sendo “acima da média moral” está sendo selecionado pelo seu próprio julgamento de certo e errado e pelo de deus ou jesus?

    No final, você não concorda com nada do que jesus diz. Você escolhe as coisas que você acha corretas e “faz” jesus concordar com você. Isso está claro como cristal e é praticado por quase todos os teístas.

  332. Criaturo,

    prove

    Um gato é capaz de ver um outro companheiro gato morto e percebe que ele não se mexe, não brinca, não mia, não briga e nem tem qualquer outra reação.
    Isto é uma experiência com a morte.

    Pronto! Está provado.

    experiencias pessoais ou conhecimento induzido por consciências superiores, o medo da morte se enquadra nestes parâmetros

    Como eu já provei e você concordou (pelo seu comentário), realmente o medo da morte pode ser obtido por experiências pessoais.

    Agora, se você “acha” que vem de conhecimento induzido por consciências superiores, então é a sua vez de provar. Como você exigiu prova de minha parte, também exijo “prova” da sua.

    enquanto não tivermos uma consciência desenvolvida Deus nos da pais para manter nossas vidas.

    Isso é o que você “acha”.
    O que quero saber é o que você sabe e principalmente “como” você sabe.

    intuição

    Intuição = Achismo

    Como diria o criaturo: Você é vidente?

    observe que uma criança mal começa falar ja demonstra quem ela realmente é.

    Errado.
    Ele demonstra quem realmente são os pais dela. Ou quem quer que seja que a eduque.

  333. Criaturo,

    a passagem é clara ensina que o desapego da matéria para alguns é muito difícil,não a vejo como uma inserção negativa.

    Não tente fugir da pergunta.
    Eu não perguntei se era uma inserção negativa.

    O que perguntei é se era uma inserção “indevida”, ou seja, inserção feita sem a intenção de jesus, ou seja, um trecho que jesus não considerava que deveria ser tomado como ensinamento a ser propagado ou difundido.

    Cuidado e pense bem na resposta. Lembre-se que você disse que aquela instrução não era para todos, mas apenas para “aquele” moço rico.

    As cartas te ajudarão a desenvolver uma maior consciência do bem comum

    Como é que eu vou saber que as cartas estimulam o bem comum?
    Como saber se lá não está cheio de maus ensinamentos que trarão desgraça para mim?

    “Como saber?” é a pergunta que você não é capaz de responder.

    mesmo se elas se apresentarem como um “demônio” destruindo todas suas crenças mais caras ?

    Não tenho nenhuma crença que me seja mais cara que a verdade.

    se descesse uma nave com dois ETs se apresentando como seus pais, alegando ter deixado voce brincando com a invenção deles o simulador terra,mas que voce ja cresceu, e o seu brinquedo terra perdeu sua função didatica e antes de partirem eles vão desativar o brinquedo e desintegra-lo totalmente.

    Se for a verdade, por mim tudo bem.

    e ai vai espernear contra essa “nova” verdade, ou de boa vai jogar todas suas crenças terrenas mais caras no ralo cósmico, vai querer abraçar essa nova crença materialista vinda do espaço ?

    Trocaria num piscar de olhos qualquer crença que seja pela verdade.

    Mas isso teria que ser evidenciado, pois tenho o cacoete de não abraçar crenças sem fundamentação.

  334. jephsimple

    Quando digo:”se eu nunca tivesse nascido nunca teria existido mundo, vida, espécie humana. Porque não teria existido “eu” para ter consciência dessas coisas” não estou dizendo que minha existência seria imprescindível para a existência desse mundo ou que tal mundo só existe a partir da minha percepção.
    Não há portanto solipsismo algum e não deveria haver dificuldade alguma para entender uma coisa tão simples:
    Se jamais eu tivesse nascido, o mundo continuaria a existir, mas não existiria para mim, nem eu para o mundo, pela simples razão de que eu não teria nascido. Se eu nunca nasci, nunca tive a menor importância para o mundo, nem, óbvio ululante, ele poderia ter importância para o que nunca existiu, no caso, eu.

    E depois a respostas para a origem do universo está justamente, além da lógica, na mecânica quântica.

    Está? Dada a insuficiência de conhecimento a respeito da mecânica quântica, é no mínimo uma leviandade fazer afirmações assim.

    É compatível com a física que uma mente fora do espaço-tempo pode propositadamente controlar aleatoriedade quântica. Experimentos quânticos ajudam a superar o materialismo.

    É compatível por quê? Como? Quais os físicos que começaram propondo os cálculos que levaram às simulações e posteriores demonstrações práticas dessa compatibilidade? Onde estão publicados os resultados de replicação das condições em que foi possível à uma mente fora do espaço-tempo controlar propositalmente a aleatoriedade quântica? De que forma funciona a aleatoriedade quântica quando se trata de dar início num universo?
    Onde está publicado o experimento quântico, com a devida revisão dos pares, que supera o materialismo? Como se demonstra na prática a superação do materialismo? Como se identifica o que está além do materialismo?

    Foi simplesmente um comentário… Desde sempre, eterno, atemporal, Deus, são sinonimos …

    Maquiavélico é sinônimo de perfídia, falsidade, dolo. A seguir a intenção desse seu comentário, a cada vez que alguém usar qualquer dessas palavras, outro alguém deverá salientar que tal palavra está intrínsecamente ligada a Maquiavel.

  335. DR:

    E a Ciência é um dos maiores instrumentos inventados pelo homem para a busca da Verdade; além daquela que nos foi revelada por Deus, pela filosofia e pela teologia.

    Concordo com o valor da ciência, o problema é o cientificismo, achar que tudo é provável via métodos científicos. Não podemos esquecer que a ciência só prova o que está ao alcance de nosso sentidos ou de alguma instrumento inventado por nós mesmos. E já sabemos há tempos que há muita coisa que EXISTE no universo porém nossos sentidos não percebem.

  336. bom dia Dna SS
    como vai essa sua vossa sapiência?

    Quando digo:”se eu nunca tivesse nascido nunca teria existido mundo, vida, espécie humana. Porque não teria existido “eu” para ter consciência dessas coisas” não estou dizendo que minha existência seria imprescindível para a existência desse mundo ou que tal mundo só existe a partir da minha percepção.

    de fato a realidade que importa é a que existe, é a que voce esta vivenciando.
    Qual a importância que a realidade da maoria tem para um autista ? da cores para o cego, dos sons para um surdo.
    A consciência da realidade só pode ser própria, ou então induzida pelos pensamentos de outras consciências, porem todas elas são humanas.

  337. Marcos
    respondendo a sua pergunta inicial mais diretamente: “cada um enxerga o deus biblico ou qualquer outro deus , muito de acordo com o próprio nivel de consciência alcançada, dai o Deus amoroso do perdão cristão, contradizendo o deus sanguinário dos exércitos de Moisés vingativo e materialista.
    Você não respondeu a pergunta.
    Eu não perguntei como cada um enxerga o deus bíblico.
    O que eu perguntei foi como você separa de dentro da bíblia o que é ensinamento autêntico de jesus e o que é inserção indevida feita pelo homem

    cada um identifica jesus ou deus conforme suas próprias afinidades.

    voce ja vivenciou sentindo a vida deles alguma vez ?
    Eu me baseio em estudos de especialistas em psicologia. Conhece os termos “psicopata” e “sociopata”?

    psicologia é uma furada pois baseias-se em padrões de comportamento, porem seres humanos não são maquinas e podem surpreender inovando, contrariando padrões pre estipulados.
    psicopata seria um padrão de ser insensível a dor alheia ou seja desprovido do senso da media moral.
    eu diria que é um ser sádico que sente prazer percebendo a dor alheia que certamente rejeitaria em si mesmo.

    E você? Já vivenciou sentindo a vida deles alguma vez?
    cada caso é um caso quando criança tinha outra criança que matava pombas usando estilingue e bolinhas de gude, começou mau,matando bichos ,matou uma pessoas e morreu com varios tiros.
    Perceba que ele apenas seguiu o seu conselho.
    Ele maltratou deliberadamente outros seres, se sentiu bem com isso e continuou praticando o que lhe causava bem estar.
    Será que finalmente percebe que seu “teste” não funciona?
    Você mesmo dá os exemplos disso.

    não é tão simples assim, pessoas causam a dor alheia por se sentirem infelizes, não aceitam a felicidade alheia.

    sim Jesus: Fazei aos outros somente o que desejaria que eles lhe fizessem, ame e perdoe incondicionalmente,ninguem tem maior amor do que doar sua vida em favor do próximo.
    Você afirma que absorveu estes ensinamentos de altruísmo de jesus através da bíblia, mas não mostra como você sabe que foi um ensinamento autêntico de jesus ao invés de uma inserção do homem.
    jesus era um homem, porque Deus se manifesta neste mundo através da materia, e muito na materia humana.

    é facil perceber quando um pensamento é divino por estar acima da media moral humana , isto ainda hoje.
    Errado. Nem sempre é fácil diferenciar o certo do errado.
    Se fosse assim, debates sobre assuntos polêmicos não existiriam.
    Além disso, nem todos reconhecem os mesmos trechos bíblicos como sendo morais. Porque os trechos escolhidos “por você” são os corretos e não os escolhidos pelos outros?

    tem razão, o bem e o mal, o certo e o errado são conceitos relativos ao nível moral de cada um.

    essa crença era tradicionalmente dos fariseus que jesus fez questão de contradizer abertamente e por isso foi crucificado.
    Você diz isso sem fundamentação nenhuma.
    Suas palavras: “Jesus pregava o deus do perdão mas, supostamente se contradiz confirmando a crença judia de que Deus pune com castigo eterno.”
    Você simplesmente escolhe acreditar naquilo que “você” acha correto e não no que “deus” ou “jesus” acham correto.
    Você admite a contradição bíblica mas não diz como você sabe qual é o correto.

    é sua moralidade quem decide, um deus vingativo, ilógico ou o deus do perdão eterno que não pune aquilo que ele mesmo criou.

    Isso é porque você não sabe! Você não tem como saber!
    Se sabe, diga como!

    não se faça de uma criança inocente voce sabe sim definir o certo do errado, pelo menos um nivel acima da irracionalidade animal, por exemplo voce não comeria seu próprio filho.
    portanto não pode acreditar que Deus tenha mandado Abraão assassinar o próprio filho.

    Você não adotou o código moral de jesus, você construiu um código moral “do criaturo” à partir das suas experiências e então atribui tudo que você acha bom a “jesus”.
    talvez nem jesus de fato tenha adotado o deus vingativo do castigo eterno, isso provavelmente foi lhe atribuído indevidamente por crenças de homens vingativos.
    de fato vemos deus segundo nossa própria consciência ja alcançada .

    Será que você não percebe que todo o seu julgamento de certo e errado, em última instância se dá não pela palavra de deus ou de jesus mas sim pela palavra do próprio criaturo?

    não possuo esta arrogância, ainda julgo me muito em aprender com a moralidade superior de Jesus , pois enquanto ele praticava o que pregava , eu ainda estou na fase do falar improdutivo.
    mas de forma muito tímida procuro jesus como uma referência moral para agir na pratica.

    Será que não percebe que o que você seleciona na bílblia como sendo “acima da média moral” está sendo selecionado pelo seu próprio julgamento de certo e errado e pelo de deus ou jesus?
    No final, você não concorda com nada do que jesus diz. Você escolhe as coisas que você acha corretas e “faz” jesus concordar com você. Isso está claro como cristal e é praticado por quase todos os teístas.

    negativo, pelo contrario vejo em jesus o caminho a ser seguido para construção de um mundo bem melhor, o caminho aprendemos substituir o nosso egoismo apenas pelo prazer de ver o outro mais feliz.
    só acho que algumas crenças como diabo e inferno eterno , ressurreição da carne foram atribuído a ele , por crenças tradicionais judias.

    um gato é capaz de ver um outro companheiro gato morto e percebe que ele não se mexe, não brinca, não mia, não briga e nem tem qualquer outra reação.
    Isto é uma experiência com a morte.
    Pronto! Está provado.

    é irônico pedir provas a alguém que tenta sustentar sua descrença alegando falta de provas, mais engraçado ainda é vê-lo tomando do próprio remédio, tentando provar o improvável.
    voce não tem como saber , exatamente o que um animal pensa ou sente.
    veja só que interessante, possuo um video de um urso que se alimentava proximo do seu tanque de agua , quando um passaro caiu dentro dele, molhado não conseguia se livrar agua, estando preste a se afogar, derrepente o urso que estava comendo ,parou foi até o passaro o agarrou com suas patas e o puxou para fora da agua e voltou a comer despreocupadamente , indiferente se o passaro iria sobreviver ou não.
    será que sabia que estava salvando a vida de outro ser vivo, ou sera que estva sendo manipulado por outra consciência externa preocupada em salvar o passaro ? mistérios da vida e da morte!

    experiencias pessoais ou conhecimento induzido por consciências superiores, o medo da morte se enquadra nestes parâmetros
    Como eu já provei e você concordou (pelo seu comentário), realmente o medo da morte pode ser obtido por experiências pessoais
    disse bem! experiências pessoais, porque ninguém pode conhecer a morte apenas observando o outro morrer, ainda é necessário morrer para possuirmos este conhecimento real.
    .
    Agora, se você “acha” que vem de conhecimento induzido por consciências superiores, então é a sua vez de provar. Como você exigiu prova de minha parte, também exijo “prova” da sua.
    o medo só pode vir de memórias de experiência próprias , ou então induzidas por consciências externas, independente das dores que provocam a morte, quanto o desligamento final da cosnciência material, não temos como padronizar se será prazerosa ou dolorosa, penso eu que sera conforme o nível de paz espiritual que a pessoa se encontre.
    conforme descrevi aqui:http://religiaodeuslivre.wordpress.com/2014/07/19/evidencias-anedoticas/

    a perda da consciência deste mundo físico me proporciou uma tremenda paz de espirito, enquanto meu corpo jazia inconsciente no chão minha consciência espiritual encontrava-se na paz profunda se fosse um evangélico diria “oh glória” ! então sou grato por ter vivenciado esta experiência.
    Então que venha a morte,mas na hora certa…he..he..he..he..he

    enquanto não tivermos uma consciência desenvolvida Deus nos da pais para manter nossas vidas.
    Isso é o que você “acha”.
    O que quero saber é o que você sabe e principalmente “como” você sabe.
    intuição
    Intuição = Achismo
    Como diria o criaturo: Você é vidente?

    isso é lógico ao animal a intuição nata, que pode ser instinto natural, conhecimento programado geneticamente passando memórias de experiencia de vidas passadas do pai para a dos filhos.
    um canal intuitivo aberto nos animais para receberem instruções de de consciências externas para haver um equilíbrio na vida animal.

    observe que uma criança mal começa falar ja demonstra quem ela realmente é.
    Errado.
    Ele demonstra quem realmente são os pais dela. Ou quem quer que seja que a eduque.

    engana-se uma criança é um ser velhaco que foi colocado providencialmente em um corpo de anjo para cativar os adultos, observe que suas primeiras ações são: choro para serem atendidos as suas necessidades, e depois o sorriso para cativar os pais, após isso começarão as manipulações, as chantagens emocionais, ou seja quanto mais consciente se percebe o espirito ,mais recorda-se de quem realmente é manifestando-se seu verdadeiro “eu” o anjinho camuflado de bebê vai-se cedendo seu lugar a um espirito velhaco
    cheio de defeitos e algumas virtudes.
    o meio influencia porem não pode determinar o ser

    a passagem é clara ensina que o desapego da matéria para alguns é muito difícil,não a vejo como uma inserção negativa.
    Não tente fugir da pergunta.
    Eu não perguntei se era uma inserção negativa.
    O que perguntei é se era uma inserção “indevida”, ou seja, inserção feita sem a intenção de jesus, ou seja, um trecho que jesus não considerava que deveria ser tomado como ensinamento a ser propagado ou difundido.

    dizem que o evangelho foram escritos 70 anos apos a morte de Jesus, muito provavelmente seus discípulos eram analfabetos, alguns descreverem fatos os quais não estavam presentes, muitos deles seguiam jesus com um pé atras ainda apegados aos dogmas do judeus.vai saber la o que jesus ensinou e mandou divulgar de fato, ou o que foi lhe atribuído indevidamente ?
    ateus simplificam a biblia toda como história da carochinha e evangélicos fanáticos como sendo a a fiel palavras de deus.
    eu recomendo o apelar pra o juízo próprio.

    Cuidado e pense bem na resposta. Lembre-se que você disse que aquela instrução não era para todos, mas apenas para “aquele” moço rico
    pois é, agora pense bem voce! Se 10% dos ricos doarem todos os seus bens ao pobres, a pobreza ao inves de diminuir aumenta, ja que a grande maioria de pobres continuara sendo pobre, alem de ser aumentada em mais 10% de ex-ricos metidos a salvadores do mundo…ha..ha..ha..ha…ha
    pessoas diferentes geram diferentes niveis de riquezas, isso é o natural, a igualdade comunista é uma eterna procura pelo o paraiso utópico..
    .
    As cartas te ajudarão a desenvolver uma maior consciência do bem comum
    Como é que eu vou saber que as cartas estimulam o bem comum?
    Como saber se lá não está cheio de maus ensinamentos que trarão desgraça para mim?

    oras ser anjo em um paraiso sem tentações é facil, isto não traz méritos para ninguém, jesus mesmo disse os são não precisam de médico ele mesmo se viu obrigado andar com a escória social, alias disse que prostitutas entrariam no ceu primeiros que religiosos .
    hipocritas, falou a verdade e foi para cruz.
    as cartas não são magias negras, elas apenas apontam para um caminho se acha-lo obscuros não os siga, porem ficar estagnado no simplismo do preconceituoso do “isto não existe” não te trara progressos.

    mesmo se elas se apresentarem como um “demônio” destruindo todas suas crenças mais caras ?
    Não tenho nenhuma crença que me seja mais cara que a verdade.

    mesmo se a verdade não lhe for agradavel ?

    se descesse uma nave com dois ETs se apresentando como seus pais, alegando ter deixado voce brincando com a invenção deles o simulador terra,mas que voce ja cresceu, e o seu brinquedo terra perdeu sua função didatica e antes de partirem eles vão desativar o brinquedo e desintegra-lo totalmente.
    Se for a verdade, por mim tudo bem.

    teoricamente voce é um filho ingrato pois se desconsidera os pais adotivos, se aceitando partir para uma melhor , porque não faria o mesmo com seus pais ETs mesmo sendo seus pais verdadeiros

    e ai vai espernear contra essa “nova” verdade, ou de boa vai jogar todas suas crenças terrenas mais caras no ralo cósmico, vai querer abraçar essa nova crença materialista vinda do espaço ?

    Trocaria num piscar de olhos qualquer crença que seja pela verdade

    Mas isso teria que ser evidenciado, pois tenho o cacoete de não abraçar crenças sem fundamentação.

    pois é voce poderia estar apens sofrendo de deliriuns criaturisticos

  338. Criaturo,

    cada um identifica jesus ou deus conforme suas próprias afinidades

    Você confirma exatamente o que eu disse. Você escolhe as idéias com as quais você tem mais afinidade e então opta por dizer que isso foi ensinamento autêntico de jesus, mas você não tem a menor possibilidade de confirmar.
    No final, você não segue os ensinamentos de jesus. Você segue seus próprios ensinamento que você atribuiu à figura de jesus.

    psicologia é uma furada pois baseias-se em padrões de comportamento, porem seres humanos não são maquinas e podem surpreender inovando, contrariando padrões pre estipulados.

    Este é o exato motivo do seu teste ser uma furada.

    não é tão simples assim, pessoas causam a dor alheia por se sentirem infelizes, não aceitam a felicidade alheia.

    Uma afirmação oriunda unicamente do seu achismo e na sua própria experiência sem considerar as diferentes experiências alheias.

    jesus era um homem, porque Deus se manifesta neste mundo através da materia, e muito na materia humana.

    Novamente, simples achismo sem absolutamente nenhum indício.

    não se faça de uma criança inocente voce sabe sim definir o certo do errado, pelo menos um nivel acima da irracionalidade animal

    É claro que eu sei diferenciar o certo do errado, mas não é esta a questão.
    A questão é que você afirma seguir os ensinamentos de jesus mas na verdade você só atribui a jesus aqueles valores que você já concorda antecipadamente.

    por exemplo voce não comeria seu próprio filho.

    Que tal sair do simplismo de assuntos que nós absolutamente concordemos e adentrar assuntos um pouco mais complexos de identificar moralidade?
    O que você acha de rodeios? E touradas? Deveriam ser proibidos e extintos?
    O que acha de enfeites para animais de estimação? Brinquinhos e perfumes?
    E quanto à castração de animais domésticos?

    Falemos de pena de morte e prisão perpétua.
    Falemos de legalização de alguns entorpecentes. Você toma uma cervejinha ou um vinhozinho no fim de semana?

    Perceba que existem muitos casos onde identificar moralidade não é um assunto tão simples.

    portanto não pode acreditar que Deus tenha mandado Abraão assassinar o próprio filho.

    Eu não acredito que deus tenha mandado Abraão matar seu próprio filho. Da mesma forma que não acreditaria se alguém nos dias de hoje alegasse a mesma coisa ao matar seus próprios filhos. Isso porque eu não acredito que deus exista para poder “mandar” o que quer que seja.

    O que eu posso acreditar é que alguém esteja iludido o suficiente para achar que ouviu um comando de deus.

    mas de forma muito tímida procuro jesus como uma referência moral para agir na pratica.

    Você não toma jesus como referência. Você toma a você mesmo como referência para determinar o que jesus acharia moral ou não.

    Na verdade, você não sabe o que jesus aprovaria. Você utiliza seus próprios padrões morais e em seguida supõe que jesus concordaria com você

    só acho que algumas crenças como diabo e inferno eterno , ressurreição da carne foram atribuído a ele , por crenças tradicionais judias.

    Viu só?
    As partes com as quais você concorda você tem plena certeza que foram ensinamentos de jesus, enquanto que as partes das quais você discorda você afirma que foram crenças falsamente atribuídas a ele.
    No entanto, a única ferramenta de que você dispõe para diferenciar os dois casos é a sua própria moralidade e mais nada.

    voce não tem como saber , exatamente o que um animal pensa ou sente.

    Não podemos “saber”, mas podemos estimar com certo grau de aproximação através da análise de suas reações levando em conta um certo nível de empatia presente em todos os seres conscientes.

    quando um passaro caiu dentro dele, molhado não conseguia se livrar agua, estando preste a se afogar, derrepente o urso que estava comendo ,parou foi até o passaro o agarrou com suas patas e o puxou para fora da agua e voltou a comer despreocupadamente , indiferente se o passaro iria sobreviver ou não. será que sabia que estava salvando a vida de outro ser vivo

    Se sabia ou não se estava salvando a vida do pássaro, não há como saber em absoluto sem ter a experiência de “ser” um urso.
    Contudo, ele apenas demonstrou o um certo nível de percepção de que o pássaro se encontrava em dificuldades e ele teve várias evidências para isso, quais sejam, sua familiaridade prévia com a consistência da água, os movimentos do pássaro se debatendo, alguma possível experiência anterior ao aspirar alguma pequena quantidade de água por acidente e saber que é desagradável.

    ou sera que estva sendo manipulado por outra consciência externa preocupada em salvar o passaro ? mistérios da vida e da morte!

    Esta hipótese ainda carece de qualquer indício ou evidência.

    ninguém pode conhecer a morte apenas observando o outro morrer, ainda é necessário morrer para possuirmos este conhecimento real.

    Engraçado você dizer, visto que parece ser tão familiarizado com o assunto e tem tanta certeza e detalhes.
    Quantas vezes você já morreu?

    ou então induzidas por consciências externas

    Como é que se diz mesmo?
    Prove!

    Ou melhor, serei bem menos exigente.
    Apresente ao menos um pequeno indício disso.

    suas primeiras ações são: choro para serem atendidos as suas necessidades, e depois o sorriso para cativar os pais, após isso começarão as manipulações, as chantagens emocionais

    As crianças praticam aquilo que dá resultado prático.
    Se ele consegue tudo no choro, então ela continua.

    Como eu disse, estas ações apenas demonstram o quão desleixados são os pais dela.

    vai saber la o que jesus ensinou e mandou divulgar de fato, ou o que foi lhe atribuído indevidamente ?

    Acaba de confirmar totalmente minha impressão a seu respeito.
    Se não sabe o que jesus ensinou, então não tem como seguir seus ensinamentos.

    eu recomendo o apelar pra o juízo próprio.

    É exatamente o que a maioria dos teístas fazem.
    Utilizam seu próprio juízo para determinar o que é ou não um autêntico ensinamento de jesus.
    Adotam seu próprio padrão moral para determinar quais as opiniões que jesus aprovaria.

    Eles não seguem jesus. Eles apontam “jesus” para onde eles querem ir.

    Se 10% dos ricos doarem todos os seus bens ao pobres, a pobreza ao inves de diminuir aumenta, ja que a grande maioria de pobres continuara sendo pobre, alem de ser aumentada em mais 10% de ex-ricos metidos a salvadores do mundo

    Não estou surpreso.
    Fugir desesperadamente da pergunta é uma prerrogativa sua.

    mesmo se a verdade não lhe for agradavel ?

    Mesmo assim.
    Achou que repetir a pergunta me faria mudar a resposta?
    Não sou adepto da religião criatólica.

    teoricamente voce é um filho ingrato pois se desconsidera os pais adotivos, se aceitando partir para uma melhor , porque não faria o mesmo com seus pais ETs mesmo sendo seus pais verdadeiros

    Eu não seria ingrato.
    Se os ET’s me evidenciarem a verdade, então os meus pais “terráqueos” não seriam reais mas apenas uma simulação programada pelos meus pais verdadeiros e eu não estaria sendo ingrato a ninguém.

    Você elabora um hipótese e não é capaz de entende-la?

  339. Marcos

    cada um identifica jesus ou deus conforme suas próprias afinidades
    Você confirma exatamente o que eu disse. Você escolhe as idéias com as quais você tem mais afinidade e então opta por dizer que isso foi ensinamento autêntico de jesus, mas você não tem a menor possibilidade de confirmar.
    exato, possuo uma intuição, porem não ao nível de um vidência precisa.

    No final, você não segue os ensinamentos de jesus. Você segue seus próprios ensinamento que você atribuiu à figura de jesus.

    ai não! tento seguir um dos principais ensinamento de Jesus, apesar de ser o mais claro é tambem o mais difícil de ser praticado. o restante das, minhas interpretações são apenas conjecturas.

    psicologia é uma furada pois baseias-se em padrões de comportamento, porem seres humanos não são maquinas e podem surpreender inovando, contrariando padrões pre estipulados.
    Este é o exato motivo do seu teste ser uma furada.
    é não, a dor serve para te indicar e até incentivar a buscar um caminho menos dolorido.

    não é tão simples assim, pessoas causam a dor alheia por se sentirem infelizes, não aceitam a felicidade alheia.
    Uma afirmação oriunda unicamente do seu achismo e na sua própria experiência sem considerar as diferentes experiências alheias.
    pode até ter exceções,mas a maioria é social e gosta de companhia até no inferno próprio.
    sem faalr no egoismo: “se eu não conseguir ser feliz, não deixarei ninguém ser”

    não se faça de uma criança inocente voce sabe sim definir o certo do errado, pelo menos um nivel acima da irracionalidade animal
    É claro que eu sei diferenciar o certo do errado, mas não é esta a questão.
    A questão é que você afirma seguir os ensinamentos de jesus mas na verdade você só atribui a jesus aqueles valores que você já concorda antecipadamente.

    engana-se aprendi muito com ele

    por exemplo voce não comeria seu próprio filho.
    Que tal sair do simplismo de assuntos que nós absolutamente concordemos e adentrar assuntos um pouco mais complexos de identificar moralidade?
    O que você acha de rodeios? E touradas? Deveriam ser proibidos e extintos?

    sim , se causam sofrimento a animais e ja adiantado : os humanos que arrumem uma diversão e trabalhos mais dignos moralmente.

    O que acha de enfeites para animais de estimação? Brinquinhos e perfumes?
    eu acho que lugar de bicho é no mato

    E quanto à castração de animais domésticos?

    o ser humano é cruel , priva o animal da sua natureza social
    apenas pelo egoismo de querer desfrutar da sua companhia.
    dizem hipocritamente eu “gosto” de pássaros, por isso o condeno a cantar para mim o resto da sua vida aprisionado em uma gaiola.
    o ser humano tira o direito natural dos animais de se reproduzirem, o privam de uma vida social em meios aos seus semelhantes, ainda o aprisionam a espaços confinados. porem tudo tem uma compensação, carinho, cuidados e ainda possibilitamos a existência de um maior numero da espécie.
    uma coisa é certa, no habitar natural os bicho possuem uma vida bem mais saudável e feliz.

    Falemos de pena de morte e prisão perpétua.

    possuímos uma natureza vingativa que precisa ser elevada pelo menos até o nivel animal , que não possuem este sentimento mesquinho, irracional, próprio do homem.
    a justiça humana deveria limitar-se a “tentar” compensar as vitimas e tentar transformar mas ações em resultados positivos, por exemplo pichadores em artistas, assim o mais importante é conscientizar para que os infratores não voltem a “pecar”, pois talvez só punições cause um efeito contrario incentivando novo delitos.
    quanto a presidiários :a lei é clara : “na natureza, bicho que não trabalha morre de fome” é justo.

    Falemos de legalização de alguns entorpecentes. Você toma uma cervejinha ou um vinhozinho no fim de semana?

    dou minhas beiçadas! glup …glup!
    pessoas fazem uso de drogas em maior ou menor grau com uma unica intenção “chapar o coco” ou seja diminuir a consciência da realidade de um mundo que não lhe agrada.
    penso que abrir mão de si mesmo é abrir as portas para que a loucura entre, e de tanto insistir pode ser que ela não va mais embora.
    pouco pode ser remédio de mais pode virar veneno

    Perceba que existem muitos casos onde identificar moralidade não é um assunto tão simples.
    não é, antes é relativo a consciência própria, no mis para manter -se a ordem é necessário a eleição de uma conduta social padrão.

    mas de forma muito tímida procuro jesus como uma referência moral para agir na pratica.
    Você não toma jesus como referência. Você toma a você mesmo como referência para determinar o que jesus acharia moral ou não.
    Na verdade, você não sabe o que jesus aprovaria. Você utiliza seus próprios padrões morais e em seguida supõe que jesus concordaria com você

    dese adolescente mais egoísta, aprendi a ser menos, graças aos ensinamentos cristãos.
    ´permanece o desafio pratique com boa vontade e seja mais feliz.

    só acho que algumas crenças como diabo e inferno eterno , ressurreição da carne foram atribuído a ele , por crenças tradicionais judias.
    Viu só?
    As partes com as quais você concorda você tem plena certeza que foram ensinamentos de jesus, enquanto que as partes das quais você discorda você afirma que foram crenças falsamente atribuídas a ele.No entanto, a única ferramenta de que você dispõe para diferenciar os dois casos é a sua própria moralidade e mais nada.

    não tenho como provar nada, sigo a minha intuição e consciência para discernir o certo do errado.

    voce não tem como saber , exatamente o que um animal pensa ou sente.
    Não podemos “saber”, mas podemos estimar com certo grau de aproximação através da análise de suas reações levando em conta um certo nível de empatia presente em todos os seres conscientes.
    quando um passaro caiu dentro dele, molhado não conseguia se livrar agua, estando preste a se afogar, de repente o urso que estava comendo ,parou foi até o passaro o agarrou com suas patas e o puxou para fora da agua e voltou a comer despreocupadamente , indiferente se o passaro iria sobreviver ou não. será que sabia que estava salvando a vida de outro ser vivo
    Se sabia ou não se estava salvando a vida do pássaro, não há como saber em absoluto sem ter a experiência de “ser” um urso.
    Contudo, ele apenas demonstrou o um certo nível de percepção de que o pássaro se encontrava em dificuldades e ele teve várias evidências para isso, quais sejam, sua familiaridade prévia com a consistência da água, os movimentos do pássaro se debatendo, alguma possível experiência anterior ao aspirar alguma pequena quantidade de água por acidente e saber que é desagradável.

    não nego que alguns animais ao perceberem que seu amigos mortos de repente ficaram imoveis, tentam reanima-lo como ja vi elefantes e cachorros.

    .
    ninguém pode conhecer a morte apenas observando o outro morrer, ainda é necessário morrer para possuirmos este conhecimento real.
    Engraçado você dizer, visto que parece ser tão familiarizado com o assunto e tem tanta certeza e detalhes.
    Quantas vezes você já morreu?
    ou então induzidas por consciências externas
    Como é que se diz mesmo?
    Prove!

    penso que ja morri muitas vezes, será que não ficou nenhum aprendizado desta hora tão marcante ? em sonhos ja me vi morrendo em algumas circunstancias inusitadas.
    e se essas lembranças ficaram gravadas na minha alma eterna?

    Ou melhor, serei bem menos exigente.
    Apresente ao menos um pequeno indício disso.

    sua generosidade chega a ser comovente.

    suas primeiras ações são: choro para serem atendidos as suas necessidades, e depois o sorriso para cativar os pais, após isso começarão as manipulações, as chantagens emocionais
    As crianças praticam aquilo que dá resultado prático.
    Se ele consegue tudo no choro, então ela continua.
    Como eu disse, estas ações apenas demonstram o quão desleixados são os pais dela.

    quando morremos nos é dado uma nova oportunidade de aprendizado, para isso é necessário uma “temporária “limpeza de memória, novo cérebro limpo e infantilizado inicialmente inibe a manifestação da memoria espiritual, mas irão amadurecendo juntas e aos poucos vamos lembrando não quem eramos ,mas sim o que eramos, ou seja o espirito vai aos poucos reconhecendo-se e manifestando o seu verdadeiro ser, muito diferente da inocente criança apresentada aos pais, esta é a fase em que é dado aos pais uma chance para tentar corrigir os defeitos dos seus filhos e transmitir a eles suas virtudes.

    vai saber la o que jesus ensinou e mandou divulgar de fato, ou o que foi lhe atribuído indevidamente ?
    Acaba de confirmar totalmente minha impressão a seu respeito.
    Se não sabe o que jesus ensinou, então não tem como seguir seus ensinamentos.

    sigo pela intuição do que é certo, alem do mais sacrificar sua vida em favor do outro é o resumo cristão, não precisa ser nenhum sábio para entender isso, para praticar , sim!

    eu recomendo o apelar para o juízo próprio.
    É exatamente o que a maioria dos teístas fazem.
    Utilizam seu próprio juízo para determinar o que é ou não um autêntico ensinamento de jesus.
    Adotam seu próprio padrão moral para determinar quais as opiniões que jesus aprovaria.
    Eles não seguem jesus. Eles apontam “jesus” para onde eles querem ir.

    teístas não devem ser ovelhas bitoladas, nem ateus fanáticos radicais,

    Se 10% dos ricos doarem todos os seus bens ao pobres, a pobreza ao inves de diminuir aumenta, ja que a grande maioria de pobres continuara sendo pobre, alem de ser aumentada em mais 10% de ex-ricos metidos a salvadores do mundo
    Não estou surpreso.
    Fugir desesperadamente da pergunta é uma prerrogativa sua.

    ué , só justifiquei logicamente porque nem todos ricos devem dar toda sua fortuna.

    mesmo se a verdade não lhe for agradavel ?
    Mesmo assim.
    Achou que repetir a pergunta me faria mudar a resposta?

    não que talvez refletisse com maior seriedade, ja que teria que abrir mão de toda sua realidade vivenciada, família, amigos, comidas tudo isso pela promessa de ir para o espaço vivenciar uma realidade desconhecida que poderia ser pior ou melhor.

    teoricamente voce é um filho ingrato pois se desconsidera os pais adotivos, se aceitando partir para uma melhor , porque não faria o mesmo com seus pais ETs mesmo sendo seus pais verdadeiros
    Eu não seria ingrato.
    Se os ET’s me evidenciarem a verdade, então os meus pais “terráqueos” não seriam reais mas apenas uma simulação programada pelos meus pais verdadeiros e eu não estaria sendo ingrato a ninguém.
    Você elabora um hipótese e não é capaz de entende-la?

    ha…ha..ha..ha..ha …e voce é um revoltado louco para tomar a pilula azul (matrix)

    voltando para realidade, se um animal (galinha) soubesse que sua vida esta sendo privada de liberdade, terá um fim precoce e que isto servirá apenas para manter os prazeres humanos.
    voce acha que ela ficaria feliz de conhecer sua realidade ?
    Sendo ateu como voce se sente, crendo que sua vida esta destinada findar alimentando vermes ?

  340. Criaturo,

    Isso é você ratificando o que eu disse.

    Marcos: – Você confirma exatamente o que eu disse. Você escolhe as idéias com as quais você tem mais afinidade e então opta por dizer que isso foi ensinamento autêntico de jesus, mas você não tem a menor possibilidade de confirmar.

    Criaturo: exato, possuo uma intuição, porem não ao nível de um vidência precisa.

    E agora isso é você discordando da idéia que você acabou de ratificar.

    Marcos: No final, você não segue os ensinamentos de jesus. Você segue seus próprios ensinamento que você atribuiu à figura de jesus.

    Criaturo: ai não! tento seguir um dos principais ensinamento de Jesus, apesar de ser o mais claro é tambem o mais difícil de ser praticado. o restante das, minhas interpretações são apenas conjecturas.

    É você quem escolhe o que é ou não é ensinamento autêntico de jesus baseado no seu próprio padrão moral, ou “intuição” (achismo), se preferir.
    Este ‘jesus” que você segue é obviamente você mesmo.

    é não, a dor serve para te indicar e até incentivar a buscar um caminho menos dolorido.

    Algo que me dê prazer pode causar extrema dor em outros.
    É por isso que seu teste é furado.

    pode até ter exceções,mas a maioria é social e gosta de companhia até no inferno próprio.

    Não tente fugir ou distorcer o assunto.
    Você fez uma afirmação categórica de que pessoas que causam a infelicidade alheia são infelizes.
    Você não apresentou nenhuma evidência que corrobore isso.

    engana-se aprendi muito com ele

    Então, apresente algum indício disso.
    Já discordou alguma vez das palavras de “jesus”? Sobre qual assunto? Como “jesus” te convenceu de que a posição dele era a correta e não a sua? Como você aprendeu com este “jesus”? Como este processo de aprendizado se diferencia de uma simples auto-reflexão?

    antes é relativo a consciência própria, no mis para manter -se a ordem é necessário a eleição de uma conduta social padrão.

    Concordo com você em alguns assuntos e não em outros.
    Mas, e jesus?
    “Jesus” concorda com todas esta suas opiniões?

    Muitas pessoas discordarão de você em vários tópicos. Todas elas estão em desacordo com “jesus”?

    É você quem sabe, através da sua intuição, qual é a opinião de “jesus”? Porque não seria qualquer outra pessoa com sua própria intuição?

    Cada um tem uma “intuição” do que seria a aprovação de jesus. Cada um pode adotar uma prática diferente e mesmo assim se sentir satisfeito e achar que não está desagradando a “jesus”.
    É por isso que seu teste definitivamente não funciona e pronto.

    Não acha interessante que a opinião de “jesus” sempre concorda com a opinião daquele que a afirma?
    Não acha isso nem um pouco suspeito?

    sigo a minha intuição e consciência para discernir o certo do errado.

    Exatamente.
    Você afirma isso diversas vezes e acaba de confirmar novamente.
    Você não segue jesus. Você segue a você mesmo e sua própria moralidade para separar certo de errado.
    Você simplesmente adota o termo “intuição” para poder colocar as suas palavras na boca de jesus.

    penso que ja morri muitas vezes […] em sonhos ja me vi morrendo em algumas circunstancias inusitadas.
    e se essas lembranças ficaram gravadas na minha alma eterna?
    Você fala sempre com tanta propriedade e descreve tantos detalhes dos segredos do universo que eu esperava algo mais do que “penso” ou “em sonhos” ou dúvidas como “e se”.
    Ou seja, tudo especulação baseada em experiência pessoal, sonhos, etc.

    quando morremos nos é dado uma nova oportunidade de aprendizado, para isso é necessário uma “temporária “limpeza de memória, novo cérebro limpo e infantilizado

    Perceba que você simplesmente não tem como saber de tantos detalhes. Isso indica que é tudo achismo, ou intuição como você gosta de chamar. Tudo isso não passa da sua própria vontade de que fosse assim.

    ué , só justifiquei logicamente porque nem todos ricos devem dar toda sua fortuna.

    Que moleza, hein?
    Se você fosse rico poderia escolher estar entre os ricos que não devem dar toda sua fortuna? Tipo, “Eu não vou dar minha fortuna. Afinal, jesus acha que nem todo rico deve fazer isso!”

    Vem bem a calhar esta desculpa inventada.

    não que talvez refletisse com maior seriedade, ja que teria que abrir mão de toda sua realidade vivenciada, família, amigos, comidas tudo isso pela promessa de ir para o espaço vivenciar uma realidade desconhecida que poderia ser pior ou melhor.

    Se na mesma situação você escolheria o oposto, então esta é a principal diferença entre nós.
    Eu me importo com a realidade enquanto você se contenta em se iludir com o que lhe agrada.

    e voce é um revoltado louco para tomar a pilula azul (matrix)

    Não sou revoltado nem louco pra tomar pílula azul.
    Apenas procuro viver a realidade na medida em que ela me é apresentada.

    se um animal (galinha) soubesse que sua vida esta sendo privada de liberdade, terá um fim precoce e que isto servirá apenas para manter os prazeres humanos.
    voce acha que ela ficaria feliz de conhecer sua realidade ?

    Não sei!
    Não conheço quais seriam os conceitos de felicidade para uma galinha.

    Sendo ateu como voce se sente, crendo que sua vida esta destinada findar alimentando vermes ?

    Pra mim é indiferente.
    Como não terei consciência após o fim da minha vida, pouco importa se meu corpo servirá de alimento para vermes, ou se ele será queimado em uma pira fúnebre lançada ao mar.

    Você se importaria?
    Seu corpo não será consumido pelos vermes?

  341. Êpa!
    O último comentário foi meu.

    Fiquei com cara de criaturo.

  342. jephsimple:

    Oras, dentro de um sistema justo existe a pena de morte, ou prisão perpétua, como uma punição eterna seria injusta?
    ——————————————–
    Então você acha que a pena de morte e prisão perpétua são justas?
    ==========================
    Analisemos e vejamos se seria justo Hitler, ou Mao Tse, ou um pai que estuprou sua filha de 7 meses (exemplos) , ser condenado a morte ou prisão perpétua.
    Tu mostras de forma lógica que tal punição é injusta.

    Se o maior valor é a vida, deve-se supor que todo ato que atente contra a vida de forma injusta deva sofrer alguma investida de forma à reparar o mal, conter o agente e ensinar.
    Oras, a condenação à morte contradiz a noção de maior valor da vida, seja de quem for.
    Eu acho que a justiça plena deve prover modos de se reparar ao máximo o erro cometido de forma proporcional e prover algum esquema de contenção efetiva ao agente causador, fornecer também algum meio que eduque e sirva de exemplo à sociedade.

    O ser humano é limitado para poder criar condições que satisfaçam plenamente a execução da justiça em todas as suas nuances.

    Entretanto…
    Um deus poderoso, justo e bom, poderia resolver quaisquer conflitos de forma plenamente justa, respeitando o princípio da proporcionalidade entre delito e pena.

    Não há como um “lago de fogo eterno” ser justo num cenário onde há um deus poderoso, bom e justo.

    Acho que sua noção de justiça deve ser diferente da minha.
    ============================
    A minha perspectiva é diferente da sua, enquanto vc encherga os seres humanos como seres que vivem um periodo curto de tempo e depois morrem, deixam de existir, minha perspectiva é dentro de seres que passam a existir e passam a ser eternos.

    Sim, mas mesmo nessa sua crença, esses seres vivem um pequeno período onde eles podem cometer erros efêmeros. Depois seriam punidos eternamente por tais erros. (você deve ter noção do que seja eternidade)
    Acha isso justo?
    Você não conseguiria pensar noutra forma mais justa de resolver isso?

    “Estamos tratando de uma perspectiva teórica sobre um deus com poderes ilimitados.”
    ==============================
    Deus não se reduz a um ser onipotente, tem que lidar com um Deus Justo, Racional,Amoroso. A natureza de Deus é irredutível… Então não adianta vc querer falar sobre Deus apenas dentro de um conceito… Se Deus fosse apenas, e somente amor, todos iriam viver eternamente com ele , mesmo os que por livre escolha o rejeitam. .

    Eu mencionei apenas um dos atributos (onipotência) para reforçar a capacidade ilimitada de deus.
    Pensei que os outros atributos (justiça, bondade, racionalidade) estivessem autocontidos no meu argumento, pois estamos aqui tratando do deus judaico-cristão.
    E com todos esses atributos atribuídos à deus, o conceito de “inferno eterno” para delitos efêmeros, fica contraditório.

    “Acho eu que você confunde justiça com vingança”.
    ===============================
    Justiça é imparcialidade. E vingança em sí não é injusta:
    Vingança:
    Acto de retribuir o mal que supostamente nos foi feito.
    Acto de castigar o próximo pelo sofrimento ou lesão causada.
    Pois conhecemos aquele que disse: “A mim pertence a vingança; eu retribuirei”; e outra vez: “O Senhor julgará o seu povo”.
    Terrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo!
    Hebreus 10:30-31

    Vingança não é justiça. Pois freqüentemente é um ato humano emocional, e geralmente perde-se a proporcionalidade delito/pena.

    Por isso existe a instituição do judiciário, que aplica a pena de acordo com o delito, segundo normas estabelecidas.
    Um deus coerente e objetivo deveria dizer: : “A mim pertence a JUSTIÇA; eu retribuirei”; e outra vez: “O Senhor julgará o seu povo”.
    JUSTA coisa é cair nas mãos do Deus vivo!
    Hebreus 10:30-31

    “Penso que justiça é o ato de reparar o máximo o dano causado, e deve prover aspectos educativos ao agressor para que ele nunca mais cometa o mesmo erro.”
    ==================================
    Por isso eu digo que sua perspectiva é bem diferente da minha
    “…Mas Jesus inclinou-se e começou a escrever no chão com o dedo. Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”. Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão. 9 Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele. Então Jesus pôs-se de pé e perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou? ” “Ninguém, Senhor”, disse ela. Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado”.”
    Veja que a pessoa não é simplesmente condenada, e sim que cabe a cada um continuar no erro, na injustiça, ou abandonar tal modo de vida… A condenação é para os que insistem… Já ouviste falar em reincidência?

    Certo. Mas ainda assim a insistência e reincidência se dariam em um certo tempo limitado.
    Não acho justo uma punição eterna para insistências e resistências efêmeras.

    “Mas um deus com poderes ilimitados pode propiciar sistemas melhores para se reparar erros cometidos e ensinar.”
    ================================
    Isso por que esse deus que se referes se limita a um Deus com poderes ilimitados, tipo o gênio da lampada…Isso não tem nada a ver com o Deus do teísmo-cristão.

    Como mencionei acima, o debate se dá sobre o deus cristão. Mesmo que eu tenha mencionado apenas o atributo de poderes ilimitados, creio que fica entendido que não excluí os demais.
    Um deus poderoso, justo, bondoso e, sobretudo, racional, poderia propiciar sistemas muito mais justos e eficazes para reparar erros efêmeros de criaturas limitadas.
    Simplesmente lançar os erráticos ao lago de fogo eterno, não me parece racional do ponto de vista de um ser poderoso que é justo e bom.

    “Logo, uma punição eterna para erros efêmeros é tudo, menos justa, dentro de uma concepção divina.”
    =================================
    Isso por que não se trata de uma condenação por erros efêmeros,de e depois não é vc que sabe de toda as atitudes que uma pessoa comete em sua vida, suas intenções,seus segredos, sua abordagem é um tanto simplista… Eu não me meto a apontar, segundo minha crença, que de fato é sincero, ou hipócrita, cabe aquele que sonda mentes e corações. .

    A vida terrena, ou o tempo para cometer disparates, de uma criatura é limitado e curto, logo todo bem e mal que ela pode executar também é limitado, portanto, efêmero.
    As possíveis punições devem ser proporcionais; logo, dentro de uma concepção divina, o inferno eterno é injusto.

    “”Dentro da perspectiva do cristianismo, uma pessoa será condenada pelo livre arbítrio de rejeitar o perdão de seus pecados e desfrutar de viver eternamente em sua presença, consequentemente rejeitam não somente o perdão como também escolhem continuar na injustiça, no erro …”
    —————————————————————-
    Mas pelo livre arbítrio, isso não seria um direito das pessoas? Direito de livre escolha.
    O tal de pecado vai de uma simples rejeição da crença, até crimes graves.”
    =====================================
    Oras livre arbítrio não implica em não existir consequencias do livre arbítrio… O que vc queria?Fazer o que bem entender e obter qualquer resultado? .

    O livre arbítrio é meia-boca. Nossas próprias limitações impedem liberdade total. Mas isso é papo pra outro dia.
    Eu quis dizer que a punição do fogo eterno não é justa, pois vai pra mesma vala desde o simples descrente até o mais cruel assassino.
    Qual a justiça disso?

    Pelo visto nesse sistema “justo” vai-se para a o “lago de fogo” tanto o sujeito que rejeita sinceramente a concepção divina quanto o pior assassino.
    “Isso é justo Jephsimple?”
    =================================
    Me mostre algo mais justo que o livre arbítrio. .

    Simples. A punição proporcional ao delito, nem mais nem menos.

    “”Uma pessoa pode odiar isso, mas melhor que ódio subjetivo, é mostrar por que é injusto, tendo por base a objetividade da justiça, imparcialidade…”
    ———————————————————–
    Não é odiar, é discordar dessa posição insensata.
    Objetivamente, condenar, e punir, eternamente por uma falta efêmera é tudo menos JUSTO.
    Justiça é baseada na proporcionalidade entre delito e punição.
    Não é?”
    ===================================
    Se for falta tal, sim, como não é isso que fundamenta o cristianismo, então seria um inocente non sequitur. .

    Ninguém é totalmente culpado ou inocente.
    Para haver justiça basta a proporcionalidade entre delito e punição.

    Injustiça é inocentar o culpado e culpar o inocente…
    ——————————————————–
    Evidente. Punir excessivamente uma falta também é.
    ================================
    Dependendo da falta sim, mas se os seres humanos não são eternos, não existe punicão eterna, só existe punição eterna por que o delito é uma escolha definitiva, e seria loucura esperar a eternidade para concluir se realmente se trata de uma escolha definitiva, por isso a responsabilidade esta nesta dimensão temporal, pois na eternidade seria um paradoxo. .

    Não é justo se dar um tempo curto para se cometer falhas e uma eternidade para sofrer por elas. Esse é o ponto paradoxal quando se trata de um deus com todos aqueles atributos já mencionados.
    Oras. Acha que tal deus é incapaz de criar um sistema melhor que o “lago de fogo eterno”?

    Assim, penso eu, só uma mente humana deturpada é capaz de imaginar tal bestialidade de primor sádico.

    “O que seria exatamente esse “tormento eterno” que tanto falam os crentes religiosos?”
    =============================
    Um lago de fogo, onde jamais se saíra dali e se experimentara em sua totalidade os efeitos de ser queimado sem anestesia alguma.
    —————————————————-
    Eu ja desconfiava disso.”
    Foi um deus justo e piedoso quem criou esse sistema de punição?”
    ==============================
    Se trata de uma punição extremamente severa. A piedade está em Jesus, e não custa ,0,01 centavo. A severidade Dele termina em Jesus. .

    Ah! No final, mesmo o pior humano hipócrita, se crer em Jesus, estará salvo de queimar eternamente.
    O descrente sincero queimará. Muito justo.

    “Nem o pior dos seres humanos mereceria isso.
    Aliás esse sistema não serve pra fazer justiça alguma, é mais uma forma de vingança sádica e cruel.”
    ==============================
    Isso se não fosse oferecido ao ser humano nenhuma outra alternativa. .

    Que alternativa?
    Crer apenas no imbróglio judaico-cristão e se arrepender ?
    Mas veja que nem todos os povos tiveram contato com as regras do teísmo judaico e depois, cristão.
    Deus antes deveria dar à todas as criaturas chances iguais de conhecer suas regras.
    Só assim teria o direito de cobrar-lhes a lição-de-casa.

    “Na verdade sabemos que isso foi inventado para meter medo às criaturas humanas.”
    ================================
    Isso é muito subjetivo, e uma suposta leitura mental, como se realmente as pessoas mudassem totalmente seu comportamento por conta de temerem as chamas eternas….

    Eu não disse que funcionou completamente. Eu disse que foi uma invenção humana.
    Mesmo assim eu aposto que há muita gente se comportando medianamente por conta desse medo.

    “Você não pode supor que uma pessoa viveria eternamente pecando se tivesse certeza absoluta da existência de um deus poderoso.”
    —————————————————
    Pode se deduzir pelo seu tempo de vida e suas escolhas…Mas eu sou incapaz de apontar o futuro eterno de qualquer pessoa que seja [dentro de minha cosmovisão] … Isso é muito pessoal…
    E doutra feita não leio mentes, não esquadrinho mentes …
    ==============================
    “Eu quis dizer que se a criatura em dado momento tivesse certeza da existência de um deus poderoso, ela mudaria de atitudes, aprenderia.”
    ——————————————————
    Baseado em que vc diz isso? A mera crença na existencia Deus é irrelevante. Seria o mesmo que dizer que se uma pessoa soubesse o mal que o cigarro faz ele não fumaria. .

    A analogia não é justa Jephs. O cigarro não manda ninguém para o “lago de fogo” eterno.

    Não falo apenas durante a vida terrena, mas ao longo de vida eterna.
    Mas segundo a crença judaico-cristã, só se tem o ínfimo tempo terreno para se cometer disparates e uma eternidade como punição.
    Outra injustiça é que o tempo terreno é muito variado para cada
    criatura. Uns tem tempo de aprender outros nem tanto.
    ==================================
    Sobre o tempo já lhe foi explicado; quanto a punição :
    [Mateus 11] 21 Ai de ti, Corozain! Ai de ti, Betsaida! pois que, se os prodígios operados dentro de vós o tivessem sido em Tiro e em Sídon, elas teriam feito penitência em cilícios e em cinza. — 22. Eis porque vos digo que, no dia do juízo, Tiro e Sídon serão tratadas com menos rigor do que vós. — 23. E tu, Cafarnaum, porventura te elevarás até ao céu? Serás abatida até ao inferno, porquanto, se os milagres operados dentro dos teus muros o tivessem sido em Sodoma, talvez que esta ainda hoje subsistisse. — 24. Eis porque te digo que no dia do juízo a terra de Sodoma será tratada com menos rigor do que tu.
    Sua noção de Justiça Divina esta um pouquinho equivocada. .

    A punição eterna para delitos efêmeros é injusta dentro de um sistema racional. Ponto final.

    “O Universo corrente não é eterno.”
    ———————————————–
    Fale mais sobre o universo corrente…
    ============================
    É o Universo onde estamos inseridos. Futuramente ele deixará de existir. Não será uma contração após a expansão crítica.
    Quando toda a massa espalhada não puder se manter mais coesa, as partículas serão “absorvidas” pelo vácuo quântico.
    —————————————————
    O universo não vai morrer, não vai deixar de existir, vc está se basendo no modelo do big bang ou o que para dizer que as partículas serão “absorvidas” pelo vácuo quântico??? .

    Tudo está se exaurindo no universo. Todas as estrelas se apagarão. A energia está se dissipando.
    O universo está se expandindo, e acelerando. Se continuar assim advinha o que vai ocorrer com toda massa dele?
    Use a formula E=MC².

    Você sabe o que é uma particula em mecânica quântica??? .

    É uma bolinha com rotação e cargas? Rsrsrs!!!!
    Não sei exatamente o que uma partícula, nem aqueles que estudam à fundo o assunto sabem. Podemos apenas perceber, medir e inferir modelos matemáticos sobre elas à partir dos efeitos detectados.
    Mas eu penso muito nisso como se fosse “informação”.
    Qual a informação mais fundamental Jephs?

    “”Existe algo mais alem do tempo e espaço?Sim ou não?”
    ================================
    Creio que sim. E esse algo tem que ter seu próprio tempo e espaço, se for dinâmico.”
    —————————————————–
    Eu esperava um sim o.O
    ============================
    Foi o que eu disse, SIM! o.O
    Por inferência lógica a resposta não poderia ser um NÃO!
    ———————————————
    Creio que sim me pareceu diferente de simplesmente sim, as vezes quando dizemos creio que sim, soa como : “acho que sim”… Mas se disses simplesmente sim blz….

    Sim, sim, sim … e sim!
    Mas veja que estar fora do nosso tempo e espaço, não significa NÃO ter seu próprio tempo e espaço. Seja lá o que for.

    Pois existe algo além de espaço e tempo que uma mente que lida com lógica pode observar, basta você ver alguma coisinha de quântica..
    Comece com emaranhamento quântico [também conhecido no Brasil com entrelaçamento quântico]
    =============================
    Já tomei conhecimento sobre alguma coisa de teoria quântica das partículas. Nada muito profundo, mas o suficiente para me permitir extrapolações interessantes.
    ————————————————–
    !!!!!!
    O mundo quântico é bem diferente da física classica, Então não reduzimos nem o pouco que existe de matéria neste universo a matéria em si. Ou seja apenas um ignorante reduz a realidade a tais estados: A Matéria e Energia; espaço e tempo.
    Oras, cientificamente falando o materialismo reducionista é falso. .

    O materialismo não é falso, é apenas a realidade aproximada. E é suficiente para entendermos grosseiramente aquilo que nos cerca.
    O mundo quântico é a realidade mais refinada.

  343. Marcos

    E agora isso é você discordando da idéia que você acabou de ratificar.

    Marcos: No final, você não segue os ensinamentos de jesus. Você segue seus próprios ensinamento que você atribuiu à figura de jesus.
    Criaturo: exato, possuo uma intuição, porem não ao nível de um vidência precisa.
    se a vidência não é precisa só pode fazer parte da fé que esteja tentando seguir um dos principais ensinamento de jesus:
    Criaturo: ai não! tento seguir um dos principais ensinamento de Jesus, apesar de ser o mais claro é tambem o mais difícil de ser praticado. o restante das, minhas interpretações são apenas conjecturas.

    É você quem escolhe o que é ou não é ensinamento autêntico de jesus baseado no seu próprio padrão moral, ou “intuição” (achismo), se preferir.

    sim

    Este ‘jesus” que você segue é obviamente você mesmo.
    selecionar alguns ensinamentos para seguir, não implica ser o autor deles, apenas ter afinidade com eles.
    os que eu não tenho é comum procurar adapta-los as minhas crenças ou então não aceita-los como sendo de jesus.( daria ate para reescrever “o evangelho segundo o criaturo” mais ou menos como fizeram nas cartas).

    é não, a dor serve para te indicar e até incentivar a buscar um caminho menos dolorido.
    Algo que me dê prazer pode causar extrema dor em outros.
    É por isso que seu teste é furado.

    dor fisica só se voce for um sadico masoquista, dor morais é possivel.
    entenda que eu digo que se voce praticar o bem seu espirito ficara em paz, não significa que seu corpo sentirá prazer e da mesma forma se praticar o mal, não significa que seu corpo inicialmente sofrerá dores fisicas e sim morais, se insistir logo acabara sentido os dois tipo de dores.
    se duvida experiência é tudo

    Não tente fugir ou distorcer o assunto.
    Você fez uma afirmação categórica de que pessoas que causam a infelicidade alheia são infelizes.

    sim, mesmo quando apresenta sorrisos, mesmo inicialmente quando ainda tentam se iludir que o egoismo lhes da um prazer sadico, seu espirito ira murchando e logo em seguida o seu corpo o acompanhará, então não terram mais força para sorrir.
    faça este teste e descubra voce mesmo o quanto essa lei de Deus é verdadeira: “cada um sera dado conforme suas obras”

    engana-se aprendi muito com ele
    Então, apresente algum indício disso.

    não seja indiscreto

    Já discordou alguma vez das palavras de “jesus”? Sobre qual assunto?
    algumas passagens são contraditórias, jesus prega o perdão eterno e o castigo eterno ? se Deus não perdoou seus anjos porque perdoaria a nós ?
    joão batista batiza jesus ,manda seus discipulos segui-lo porque era ele o messias, depois manda perguntar a Jesus se ele era mesmo o messias ou deveriam ainda esperar por outro ?
    Jesus ao curar manda as pessoas ao templo oferecer sacrifício de dois passaros, depois entra no templo e desce o sarrafo nos ambulantes os que vendiam bichinhos para sacrificar ? e diz “misericódia quero e não holocaustos” se referindo aos sacrifícios inuteis e crueis.
    ao não encontrar figos fora de epoca amaldiçoa uma figueira que seca e morre ? ( as cartas esclarece que a lei de Deus a qual te indiquei não isentou nem ao cristo, pois eis que tambem ele foi amaldiçoado e morto pelos homens)

    como o “jesus” te convenceu de que a posição dele era a correta e não a sua? Como você aprendeu com este “jesus”? Como este processo de aprendizado se diferencia de uma simples auto-reflexão?
    simples, primeiro reflexão sobre os ensinamentos, depois coloca-los em pratica observando os resultados das experiências próprias assim:
    literalmente chutei e fui chutado
    “não voltei as costas a quem desejava que lhe emprestasse mesmo quando ela ja havia se recusado a me ajudar ironicamente naquilo que ela veio precisar mais tarde, com isso progredi financeiramente e principalmente espiritualmente neste quesito de ser menos egoísta e vingativo ,fiquei mais ou menos imunizado para outros testes futuros onde decidi ser novamente “generoso”.
    aprendi a ser menos apegado ao meu “eu”, em sempre querer colocar as minhas vontades em primeiro plano e comecei a tentar fazer os outros mais felizes.
    aprendi que na vida quanto mais se agarra ao eu, mais voce se apega aos bens, e a vontade própria menos felizes somos.

    antes é relativo a consciência própria, no mais para manter -se a ordem é necessário a eleição de uma conduta social padrão.
    Concordo com você em alguns assuntos e não em outros.
    Mas, e jesus?
    “Jesus” concorda com todas esta suas opiniões?
    Muitas pessoas discordarão de você em vários tópicos. Todas elas estão em desacordo com “jesus”?

    gostaria de ser mais parecido com jesus, porem nunca desejarei ser igual a ele, eu gosto de ser eu mesmo, desejo a elas que absorvam ao maximo a sabedoria de jesus e que isto lhes traga uma maior paz de espirito,mas que elas tambem continuem sendo diferentes de Jesus, assim como Jesus tambem continua sendo diferente de Deus.

    É você quem sabe, através da sua intuição, qual é a opinião de “jesus”? Porque não seria qualquer outra pessoa com sua própria intuição?

    certa vez discutindo com mormons , se Deus mandava moisés matar e roubar terras dos seus “inimigos” (vitimas)?
    então o missionário me sugeriu o seguinte que perguntasse isto a Deus? Não me fiz de rogado e antes de dormir questionava a Deus a esse respeito.
    Tive um sonho que sentado numa praça um senhora europeia que mal falava português me disse: “Existe muitas maneiras de se ensinar o evangelho”, por muitos dias fiquei matutando o que isso significaria.
    Talvez no tempo de moises um povo bárbaro teria que ser ensinado com chicote, depois no tempo de Jesus ja mais evoluídos, apenas com a palavras sabias.
    mais ainda havia algo mais, por que me veio parecer logo uma pessoas a qual eu mal conheci ?
    ai caiu a ficha: O evangelho pode ser ensinado de varias formas, aquela senhora havia deixado seu país, familia e amigos para vir ajudar financeiramente e tambem a trabalhar por crianças carentes aqui no Brasil,ela era o maior exemplo vivo de como devemos ensinar o evangelho cristão, ou seja praticando-o.

    Cada um tem uma “intuição” do que seria a aprovação de jesus. Cada um pode adotar uma prática diferente e mesmo assim se sentir satisfeito e achar que não está desagradando a “jesus”.
    É por isso que seu teste definitivamente não funciona e pronto.
    de qualquer forma o caminho certo esta sendo apontado la, os sentimento servirão de guia, se doer significa que esta indo no sentido errado ao da vida.

    Não acha interessante que a opinião de “jesus” sempre concorda com a opinião daquele que a afirma?
    Não acha isso nem um pouco suspeito?

    eu as uso quando se encaixam didaticamente a uma lição presente
    as pessoas buscam apoio nas sabedoria de jesus, infelizmente as vezes as desvirtuamos, usando para julgar o próximo,mas que a si mesmos.
    Veja os bispos Edir Macedo IUB, seu cunhado sócio RRsoares da graça, seu ex funcionario e atual concorrente Bispo Valdomiro Santiago todos vivem na opulência, pois tornaram-se cegos quando Jesus reprovava a opulência dos fariseus tosquiando suas ovelhas bitoladas:
    assim ensinava a eles como serviam os verdadeiros homens de Deus referindo a joão batista: ” o que sairam a procurar no deserto? um homem vestido com roupas finas ? Este tipo de homens assistem ao rei nos seus castelos.”

    sigo a minha intuição e consciência para discernir o certo do errado.

    Você afirma isso diversas vezes e acaba de confirmar novamente.
    Você não segue jesus. Você segue a você mesmo e sua própria moralidade para separar certo de errado.
    Você simplesmente adota o termo “intuição” para poder colocar as suas palavras na boca de jesus.

    na verdade procuro seguir o que esta claro : “sacrificar-se pelo bem estar do outro” oque ainda não esta claro eu tento adaptar segundo minha propria moralidade seguindo intuição do que seria o bem comum.

    penso que ja morri muitas vezes […] em sonhos ja me vi morrendo em algumas circunstancias inusitadas.
    e se essas lembranças ficaram gravadas na minha alma eterna?
    Você fala sempre com tanta propriedade e descreve tantos detalhes dos segredos do universo que eu esperava algo mais do que “penso” ou “em sonhos” ou dúvidas como “e se”.
    Ou seja, tudo especulação baseada em experiência pessoal, sonhos, etc.

    nem sempre as vezes quando os os sonhos passam a virar realidades evidenciam que não são apenas produtos do cérebro.

    quando morremos nos é dado uma nova oportunidade de aprendizado, para isso é necessário uma “temporária “limpeza de memória, novo cérebro limpo e infantilizado
    Perceba que você simplesmente não tem como saber de tantos detalhes. Isso indica que é tudo achismo, ou intuição como você gosta de chamar. Tudo isso não passa da sua própria vontade de que fosse assim.
    essa crença é mais otimista do que esperar por uma breve inexistência

    ué , só justifiquei logicamente porque nem todos ricos devem dar toda sua fortuna.
    Que moleza, hein?
    Se você fosse rico poderia escolher estar entre os ricos que não devem dar toda sua fortuna? Tipo, “Eu não vou dar minha fortuna. Afinal, jesus acha que nem todo rico deve fazer isso!”

    família, saudê, inteligencia, dons e oportunidades tudo isso é planejado antes do nascimento, fazem parte do aprendizado, toda nossa vida esta sendo gravada na memória da nossa alma, adivinha quem um dia ira se auto julgar? ninguem melhor do que os agentes da ação causadas e sofridas ou seja nós mesmos reconheceremos onde falhamos e o que precisamos fazer para melhorarmos,mas é lógico quando o os filhos ainda são imaturos os pais chamam sua atenção, puxa as orelhas e determinarão oque elas deverão fazer.
    assim devemos multiplicar todos os talentos recebidos da melhor forma possível, ninguém aqui esta pregando a doutrina do espertismo negativo, pois os espertinhos são os que saem cortando a fila para entrarem no inferno primeiro.

    não que talvez refletisse com maior seriedade, ja que teria que abrir mão de toda sua realidade vivenciada, família, amigos, comidas tudo isso pela promessa de ir para o espaço vivenciar uma realidade desconhecida que poderia ser pior ou melhor.
    Se na mesma situação você escolheria o oposto, então esta é a principal diferença entre nós.
    Eu me importo com a realidade enquanto você se contenta em se iludir com o que lhe agrada.

    Se de fato voce estivesse contente com essa realidade terrena, não estaria abrindo mão dela tão facilmente, abraçando o primeiro Et que visse pela frente ,largando tudo e seguindo feliz para o espaço de uma realidade desconhecida.
    na verdade esse seu desapego terreno provavelmente deve-se a dois fatores excludentes:
    -acredita que só poderá ir a um lugar chamado inexistência
    ou
    – inconscientemente nutre a esperança de ir para algum lugar melhor, tem essa intuição vinda externamente, ou então guarda na memória da alma lembranças de antes desse mundo.

    na verdade são os descontentes com essa vida que ,que usam drogas para tentarem se livrar dessa realidade, por mim me contento com ela se vier algo melhor , melhor! porque pior é coisa de pessimistas.

    se um animal (galinha) soubesse que sua vida esta sendo privada de liberdade, terá um fim precoce e que isto servirá apenas para manter os prazeres humanos.
    voce acha que ela ficaria feliz de conhecer sua realidade ?
    Não sei!Não conheço quais seriam os conceitos de felicidade para uma galinha.

    ponha se no lugar dela, os Ets te enganaram eles te levaram como cobaia alimentar, então passara o resto da sua vida enjaulado até o dia da refeição deles, se te acharem saboroso voltaram para levarem sua família para o jantar deles .

    Sendo ateu como voce se sente, crendo que sua vida esta destinada findar alimentando vermes ?
    Pra mim é indiferente.
    Como não terei consciência após o fim da minha vida, pouco importa se meu corpo servirá de alimento para vermes, ou se ele será queimado em uma pira fúnebre lançada ao mar.

    otimista por acreditar que cessará sua dor, pessimista por acreditar que deixará de sentir prazer.
    se te falta tal essa consciência agora, como pode pretender afirmar tal coisa futura?
    e qual seria sua crença mais otimista ?

    Você se importaria?
    Seu corpo não será consumido pelos vermes?

    esqueceu da possibilidade da cremação,mas sim, eu serei devorado por vermes, é justo pois minha vida foi alimentada por alguns seres vivos, é justo que meu corpo retribua o sacrifício.

  344. Criaturo,

    selecionar alguns ensinamentos para seguir, não implica ser o autor deles, apenas ter afinidade com eles.
    os que eu não tenho é comum procurar adapta-los as minhas crenças ou então não aceita-los como sendo de jesus.( daria ate para reescrever “o evangelho segundo o criaturo” mais ou menos como fizeram nas cartas).

    Então, finalmente chegamos a um consenso.
    Você não segue ensinamentos de jesus. Você segue ensinamentos que podem ser de qualquer pessoa mas que por ter afinidade você os atribui a um tal “jesus”.

    entenda que eu digo que se voce praticar o bem seu espirito ficara em paz, não significa que seu corpo sentirá prazer e da mesma forma se praticar o mal, não significa que seu corpo inicialmente sofrerá dores fisicas e sim morais, se insistir logo acabara sentido os dois tipo de dores.
    se duvida experiência é tudo

    Entendi perfeitamente o que você quis dizer.
    E já demonstrei que seu teste é furado porque existem pessoas que praticam o mal (aplicam dores morais a outrem) e não se sentem mal.

    Você diz que não tem como eu saber que eles não se sentem mal. Contudo, você também não pode saber que eles se sentem mal.

    Portanto, seu teste é furado.

    sim, mesmo quando apresenta sorrisos, mesmo inicialmente quando ainda tentam se iludir que o egoismo lhes da um prazer sadico, seu espirito ira murchando e logo em seguida o seu corpo o acompanhará, então não terram mais força para sorrir.

    Você definitivamente não o menor resquício de evidência disso.

    algumas passagens são contraditórias, jesus prega o perdão eterno e o castigo eterno ?

    Isso não é discordar de jesus.
    Segundo você, não há contradição. Se você concorda com algum trecho, então foi jesus. Se você discorda, então não foi jesus.
    Você disse isso repetidamente.

    simples, primeiro reflexão sobre os ensinamentos, depois coloca-los em pratica observando os resultados das experiências próprias

    Não vi como isso pode ser diferente de um simples processo de auto-reflexão.
    Aparentemente, você aprendeu com você mesmo pesando e reavaliando a sua própria moralidade. Não vi indícios de jesus envolvido no processo.

    gostaria de ser mais parecido com jesus, porem nunca desejarei ser igual a ele, eu gosto de ser eu mesmo, desejo a elas que absorvam ao maximo a sabedoria de jesus e que isto lhes traga uma maior paz de espirito,mas que elas tambem continuem sendo diferentes de Jesus, assim como Jesus tambem continua sendo diferente de Deus.

    Você abstraiu e desviou o assunto.
    É claro que somos todos diferentes e não dá pra ser “igual” a jesus.
    Estou falando sobre tópicos específicos. Você diz que segue jesus, isto significa fazer o que ele aprova e não fazer o que ele desaprova.
    Portanto, se jesus sempre está de acordo com você, quem discorda de você discorda de jesus.

    certa vez discutindo com mormons , se Deus mandava moisés matar e roubar terras dos seus “inimigos” (vitimas)?
    então o missionário me sugeriu o seguinte que perguntasse isto a Deus? […] ela era o maior exemplo vivo de como devemos ensinar o evangelho cristão, ou seja praticando-o.

    Você contou uma longa historinha e não respondeu uma linha do que perguntei.
    Eu não perguntei por exemplos de como ensinar o evangelho.

    O que eu perguntei foi “É você quem sabe, através da sua intuição, qual é a opinião de “jesus”? Porque não seria qualquer outra pessoa com sua própria intuição?”

    os sentimento servirão de guia, se doer significa que esta indo no sentido errado ao da vida.

    Não!
    A dor dos outros nem sempre dói em você também, portanto a sua própria dor não é indicativo de certo e errado.

    na verdade procuro seguir o que esta claro : “sacrificar-se pelo bem estar do outro”

    Isto está claro pela “sua” moralidade, que você afirma estar de acordo com a moralidade de jesus, mesmo sem ter nenhum indício.
    Confirmado novamente. Você não segue jesus. Jesus é que segue você.

    nem sempre as vezes quando os os sonhos passam a virar realidades evidenciam que não são apenas produtos do cérebro.

    Sonhos podem se tornar realidade apenas quando não são absurdos, ou seja, quando são razoáveis. Portanto, evidenciam apenas a coincidência de que coisas razoáveis acontecem.

    Você não vê se concretizar, por exemplo, um sonho de que você cavalga um unicórnio falante sobre um caminho de arco-íris.

    essa crença é mais otimista do que esperar por uma breve inexistência

    Não estou questionando otimismo.
    Falo de busca pela realidade como ela é, não como gostaríamos que fosse.

    devemos multiplicar todos os talentos recebidos da melhor forma possível, ninguém aqui esta pregando a doutrina do espertismo negativo, pois os espertinhos são os que saem cortando a fila para entrarem no inferno primeiro.

    Está fugindo do assunto de novo.
    Quais são os ricos que devem dar suas fortunas e quais são os que não devem?
    Qual a opinião dele?
    Afinal, jesus sempre concorda com você. (que coincidência)

    na verdade esse seu desapego terreno provavelmente deve-se a dois fatores excludentes:
    -acredita que só poderá ir a um lugar chamado inexistência
    ou
    – inconscientemente nutre a esperança de ir para algum lugar melhor, tem essa intuição vinda externamente, ou então guarda na memória da alma lembranças de antes desse mundo.

    Pura especulação sua sem evidência e que não faz o menor sentido. Mas não esperava outra coisa de você.

    Primeiro porque não acredito que “inexistência” seja um lugar, e sim uma condição, um estado. Portanto, não acredito nisso que você afirma que eu acredito.

    Segundo porque não tenho esperança de ir a um lugar melhor nem medo de ir para um ligar pior. Se fosse assim eu seria teísta. Portanto, não acredito nisso que você afirma que eu acredito.

    Mesmo achando que não vai adiantar, vou tentar esclarecer.
    Não tenho desapego terreno. Gosto da minha vida e estou bem satisfeito com as coisas como elas têm se apresentado.
    O fato é que eu prezo mais a realidade. E se eu vier a descobrir que o que eu acho que é realidade na verdade é uma ilusão eu não tenho intenção de tentar me iludir e sim tirar o máximo proveito possível desta “nova” realidade.

    na verdade são os descontentes com essa vida que ,que usam drogas para tentarem se livrar dessa realidade

    De certo modo, concordo.
    A droga mais utilizada hoje em dia para fuga da realidade, eu diria que é a religião.

    ponha se no lugar dela, os Ets te enganaram eles te levaram como cobaia alimentar, então passara o resto da sua vida enjaulado até o dia da refeição deles, se te acharem saboroso voltaram para levarem sua família para o jantar deles

    Se for este o caso, talvez eu fosse mais feliz na ignorância (daí a proliferação da religião como uma fuga da realidade). Contudo, ainda assim eu preferiria saber a verdade e é exatamente esta a diferença entre nós.

    otimista por acreditar que cessará sua dor, pessimista por acreditar que deixará de sentir prazer.

    Nem otimista, nem pessimista.
    Realista.

    se te falta tal essa consciência agora, como pode pretender afirmar tal coisa futura?

    Eu observo as evidências acessíveis no mundo real e ignoro as evidências que “talvez” possam existir “hipoteticamente” de acordo com o que eu “gosto” de acreditar.

    Mesmo pessoas sedadas perdem a consciência. É completamente lógico concluir que isto também acontece quando alguém ficar “definitivamente” inconsciente (morto).

    e qual seria sua crença mais otimista ?

    Não sei.
    Talvez devesse explicar melhor a pergunta.

  345. MAF,

    “Não há como um “lago de fogo eterno” ser justo num cenário onde há um deus poderoso, bom e justo.”

    Isso se ele não criar pessoas com a capacidade de rejeita-lo deliberadamente, e essa rejeição não fica apenas num nível de mera descrença nele [afinal pra mim crer em existência de Deus é insuficiente] , essa rejeição deliberada influencia diretamente na sua forma de viver, tanto consigo mesmo quanto para com seu proximo.

    “Sim, mas mesmo nessa sua crença, esses seres vivem um pequeno período onde eles podem cometer erros efêmeros. Depois seriam punidos eternamente por tais erros. (você deve ter noção do que seja eternidade)
    Acha isso justo?
    Você não conseguiria pensar noutra forma mais justa de resolver isso?”

    O ponto não são os erros efemeros eu não acredito que as pessoas cometam apenas erros efemeros… O ponto que vc pode defender é a ignorancia quanto as consequencias de viver no erro…

    E quanto a forma justa de resolver, não acho o “inferno” injusto, pois existe a opção de vida eterna, e na minha visão TODOS pecaram.

    Uma das coisas que segundo minha cosmovisão suporta, é que Deus fez um favor ao diminuir o tempo de vida dos homens…

    Depois temos um ponto contigente e temos possiveis evidências anedoticas.

    “Simples. A punição proporcional ao delito, nem mais nem menos.”

    A punição, ou consequencia para rejeição deliberada da vida eterna é a morte eterna

    “A analogia não é justa Jephs. O cigarro não manda ninguém para o “lago de fogo” eterno.”

    Não é identica mas mostra que saber da verdade sobre algo não implica em viver de acordo com essa verdade.

    Se você não sabe o cigarro produz muito sofrimento a longo prazo, tem uns que diante disso lutsam contra o vício, mas há outros que não estão nem aí.Isso faz parte da natureza humana.

    “Não é justo se dar um tempo curto para se cometer falhas e uma eternidade para sofrer por elas. Esse é o ponto paradoxal quando se trata de um deus com todos aqueles atributos já mencionados.
    Oras. Acha que tal deus é incapaz de criar um sistema melhor que o “lago de fogo eterno”?
    Assim, penso eu, só uma mente humana deturpada é capaz de imaginar tal bestialidade de primor sádico.”

    Não é justo se não oferecer uma solução, tu rejeitas a solução. O sadismo é por parte daqueles que rejeitam a solução.

    O sistema contra o lago de fogo chama-se CRISTO.

    Como você [deduzo] tem certeza que a segunda morte é falsa…

    Não fique preocupado, agora se você tem um ponto de dúvida, não se desespere, há esperança… Ela está em Cristo, e isso é individual, a escolha é pessoal.

    Mas eu vejo algo de positivo na sua objeção contra a segunda morte.

    Você está demonstrando amor, preocupação por pessoas que vc não conhece.

    “A punição eterna para delitos efêmeros é injusta dentro de um sistema racional. Ponto final.”

    Se alguem alegar que em toda sua vida cometeu apenas erros efemeros esta fornecendo evidencia anedotica, Bom, o que importa é que cada um será julgado individualmente [na existencia de Deus voce poderá fazer suas objeções frente a ele]

    Depois lhe forneci uma evid~encia que haverá mais rigor para os que creem apenas na existência de Deus mas são ateus praticos, do que para os ignorantes.

  346. “O universo está se expandindo, e acelerando. Se continuar assim advinha o que vai ocorrer com toda massa dele?”
    Use a formula E=MC².

    Morrer que não vai ser , quando me refiro a morrer , me refiro a deixar de existir.

    É uma bolinha com rotação e cargas? Rsrsrs!!!!

    “Pois é se as pessoas não entenderem o basico, vão pensar que a matéria é constituidas de pequenas particulas.”

    “Não sei exatamente o que uma partícula, nem aqueles que estudam à fundo o assunto sabem.”

    Sabem sim, a verdade é que a definição de partícula não é um termo adequado para a realidade quântica.

    Lê aqui:

    http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/teoria-quantica-da-informacao-impossibilidade-de-copia-entrelacamento-e-teletransporte/

    Mas eu penso muito nisso como se fosse “informação”.
    Qual a informação mais fundamental Jephs?

    Lê aqui: http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/teoria-quantica-da-informacao-impossibilidade-de-copia-entrelacamento-e-teletransporte/

    “Mas veja que estar fora do nosso tempo e espaço, não significa NÃO ter seu próprio tempo e espaço. Seja lá o que for.”

    O problema não é ter seu próprio espaço e tempo, mas sim que o nosso espaço e tempo é dependente da quântica.

    Leia sobre decoerencia e pergunte-se; por que não percebemos em nosso dia-a-dia?

    “O materialismo não é falso, é apenas a realidade aproximada. E é suficiente para entendermos grosseiramente aquilo que nos cerca.
    O mundo quântico é a realidade mais refinada.”

    Realidade aproximada? o.O

    Entendermos? Eu particularmente quero expandir minha cognição sobre a realidade, não estou satisfeito com entender essa realidade grosseiramente, já estou entendendo de outra forma.

    Coisas que antes eu não entendia agora começo a enxergar a lógica alem da lógica que eu tinha antes.

    O mundo quantico revela que as coisas visiveis passam a existir das coisas invisíveis e que não estão limitadas a espaço e ao tempo.

    O materialismo é o tipo de fisicalismo que sustenta que a única coisa da qual se pode afirmar a existência é a matéria; que, fundamentalmente, todas as coisas são compostas de matéria e todos os fenômenos são o resultado de interações materiais; que a matéria é a única substância. [wiki]

  347. MAF,

    Corrigindo: Isso está errado: Sabem sim, a verdade é que a definição de partícula não é um termo adequado para a realidade quântica.
    Lê aqui:
    http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/teoria-quantica-da-informacao-impossibilidade-de-copia-entrelacamento-e-teletransporte/

    O certo :

    Sabem sim, a verdade é que a definição de partícula não é um termo adequado para a realidade quântica.
    Lê aqui:

    http://jephmeuspensamentos.wordpress.com/2014/07/24/a-mecanica-quantica-de-campos-o-que-e-real-parte-i/

  348. Marcos

    Então, finalmente chegamos a um consenso.
    Você não segue ensinamentos de jesus. Você segue ensinamentos que podem ser de qualquer pessoa mas que por ter afinidade você os atribui a um tal “jesus”.

    não sou eu que os atribuo a Jesus é a biblia.

    entenda que eu digo que se voce praticar o bem seu espirito ficara em paz, não significa que seu corpo sentirá prazer e da mesma forma se praticar o mal, não significa que seu corpo inicialmente sofrerá dores fisicas e sim morais, se insistir logo acabara sentido os dois tipo de dores.
    se duvida experiência é tudo
    Entendi perfeitamente o que você quis dizer.
    E já demonstrei que seu teste é furado porque existem pessoas que praticam o mal (aplicam dores morais a outrem) e não se sentem mal.

    voce é o que um vidente sensitivo ?

    Você diz que não tem como eu saber que eles não se sentem mal. Contudo, você também não pode saber que eles se sentem mal.
    Portanto, seu teste é furado.

    cada um só pode dar o que tem, seres infelizes só podem distribuir suas infelicidades.

    sim, mesmo quando apresenta sorrisos, mesmo inicialmente quando ainda tentam se iludir que o egoismo lhes da um prazer sadico, seu espirito ira murchando e logo em seguida o seu corpo o acompanhará, então não terão mais força para sorrir.
    Você definitivamente não o menor resquício de evidência disso.
    a pratica confirma tal lei

    algumas passagens são contraditórias, jesus prega o perdão eterno e o castigo eterno ?
    Isso não é discordar de jesus.

    é discordar que ele tenha dito tais contradições , portanto considero que o inferno eterno seja um ensinamento falso atribuído a Jesus que ensinou que sairemos de la quando pagarmos o ultimo centavo das nossas dividas, ai sim estaremos perdoado .

    Segundo você, não há contradição. Se você concorda com algum trecho, então foi jesus. Se você discorda, então não foi jesus.
    Você disse isso repetidamente.

    sim este ensinamentos são contraditórios, logo um deles é falso ou desvirtuado.

    simples, primeiro reflexão sobre os ensinamentos, depois coloca-los em pratica observando os resultados das experiências próprias
    Não vi como isso pode ser diferente de um simples processo de auto-reflexão.

    pratique

    Aparentemente, você aprendeu com você mesmo pesando e reavaliando a sua própria moralidade. Não vi indícios de jesus envolvido no processo.

    jesus mostra o caminho cristão, eu tento seguir plantando e colhendo frutos

    gostaria de ser mais parecido com jesus, porem nunca desejarei ser igual a ele, eu gosto de ser eu mesmo, desejo a elas que absorvam ao maximo a sabedoria de jesus e que isto lhes traga uma maior paz de espirito,mas que elas tambem continuem sendo diferentes de Jesus, assim como Jesus tambem continua sendo diferente de Deus.
    Você abstraiu e desviou o assunto.
    É claro que somos todos diferentes e não dá pra ser “igual” a jesus.
    Estou falando sobre tópicos específicos. Você diz que segue jesus, isto significa fazer o que ele aprova e não fazer o que ele desaprova.
    Portanto, se jesus sempre está de acordo com você, quem discorda de você discorda de jesus.

    disse que tento seguir os ensinamentos cristãos, ele é o modelo a ser seguido eu não !
    ao afirmar que somos todos diferentes logicamente ha mais desacordos do que consensos nos que se dizem ser cristão.

    certa vez discutindo com mormons , se Deus mandava moisés matar e roubar terras dos seus “inimigos” (vitimas)?
    então o missionário me sugeriu o seguinte que perguntasse isto a Deus? […] ela era o maior exemplo vivo de como devemos ensinar o evangelho cristão, ou seja praticando-o.

    Você contou uma longa historinha e não respondeu uma linha do que perguntei.
    Eu não perguntei por exemplos de como ensinar o evangelho.
    O que eu perguntei foi “É você quem sabe, através da sua intuição, qual é a opinião de “jesus”? Porque não seria qualquer outra pessoa com sua própria intuição?”

    pessoas diferentes intuem diferentes caminhos que conduzem ao mesmo objetivo.
    quando olho para jesus vejo um sábio irmão mais velho, outros veem Deus, e vocês veem um mito.
    respondi mas, voce não entendeu, Jesus e moises mostram o caminho a ser seguido, Jesus o do amor, Moises inicialmente intuiu os 10 mandamentos, porem fraquejou e passou a desrespeita-los , criando pena de mortes ,matando e roubando terras da suas vitimas.
    como jesus depois comentou: tentou conquistar o reino dos céus com a força da espada.

    os sentimento servirão de guia, se doer significa que esta indo no sentido errado ao da vida.
    Não!
    A dor dos outros nem sempre dói em você também, portanto a sua própria dor não é indicativo de certo e errado.
    a reação pode não ser imediata,mas aguarde e verás.

    na verdade procuro seguir o que esta claro : “sacrificar-se pelo bem estar do outro”
    Isto está claro pela “sua” moralidade, que você afirma estar de acordo com a moralidade de jesus, mesmo sem ter nenhum indício.
    Confirmado novamente. Você não segue jesus. Jesus é que segue você.

    E pela sua não ?
    Se você insiste afirmar que não existe um padrão correto de moralidade a ser seguido isto significa , que não há certo nem errado ?
    Se mral cada um tem a sua, então é liberdade de ação para todos ?

    nem sempre as vezes quando os os sonhos passam a virar realidades evidenciam que não são apenas produtos do cérebro.
    Sonhos podem se tornar realidade apenas quando não são absurdos, ou seja, quando são razoáveis. Portanto, evidenciam apenas a coincidência de que coisas razoáveis acontecem.
    Previsões de futuro são coincidências ?

    Você não vê se concretizar, por exemplo, um sonho de que você cavalga um unicórnio falante sobre um caminho de arco-íris.
    Bom exemplo, muitas obras de gênios da pintura são sonhos que tornaram se realidades, sem falar das grandes invenções.

    essa crença é mais otimista do que esperar por uma breve inexistência
    Não estou questionando otimismo.
    Falo de busca pela realidade como ela é, não como gostaríamos que fosse.

    Vivo o presente olhando para um futuro, você vive o presente já olhando para o seu fim, viver assim é um ilusão que não faz o menor sentido.

    devemos multiplicar todos os talentos recebidos da melhor forma possível, ninguém aqui esta pregando a doutrina do espertismo negativo, pois os espertinhos são os que saem cortando a fila para entrarem no inferno primeiro.
    Está fugindo do assunto de novo.
    Quais são os ricos que devem dar suas fortunas e quais são os que não devem?
    Qual a opinião dele?
    Afinal, Jesus sempre concorda com você. (que coincidência)

    Um pessoa que doa seus todos seus bens, entra para um monastério esta sacrificando sua vida pelo outro , ou apenas satisfazendo seu próprio ego?
    Se este fosse o caminho, nem todos poderiam seguir, assim como os pobres.
    Mas ninguém é tão pobre que não tenha nada de si , para doar ao próximo, carinho, trabalho, ajuda moral.
    Eu perguntei isso a Deus , ele me respondeu mostrando uma mulher que ajudou crianças carentes que lhe eram desconhecidas, doando seu trabalho, dinheiro e moralidade.
    Não possuo autoridade moral ,nem conhecimento espiritual para determinar quem deve ou não doar toda suas riquezas, Jesus possui.
    Só sei que todos deveriam da forma que estiverem mais aptos, doar um pouco de si aos outros.

    na verdade esse seu desapego terreno provavelmente deve-se a dois fatores excludentes:
    -acredita que só poderá ir a um lugar chamado inexistência
    ou
    – inconscientemente nutre a esperança de ir para algum lugar melhor, tem essa intuição vinda externamente, ou então guarda na memória da alma lembranças de antes desse mundo.
    Pura especulação sua sem evidência e que não faz o menor sentido. Mas não esperava outra coisa de você.
    Primeiro porque não acredito que “inexistência” seja um lugar, e sim uma condição, um estado. Portanto, não acredito nisso que você afirma que eu acredito.

    Exato, acredita que ira para lugar algum

    Segundo porque não tenho esperança de ir a um lugar melhor nem medo de ir para um ligar pior. Se fosse assim eu seria teísta.
    Considera essa sua realidade algo bom ou ruim?

    Mesmo achando que não vai adiantar, vou tentar esclarecer.
    Não tenho desapego terreno. Gosto da minha vida e estou bem satisfeito com as coisas como elas têm se apresentado.

    Recebendo a noticia que “ira” morrer antes mesmo de conseguir responder esta pergunta, como se sentiria neste momento ?

    O fato é que eu prezo mais a realidade. E se eu vier a descobrir que o que eu acho que é realidade na verdade é uma ilusão eu não tenho intenção de tentar me iludir e sim tirar o máximo proveito possível desta “nova” realidade.
    Você cogita que sua crença ateísta possa estar errada ?
    Quando pensa assim isto alegra teu ser? Deslumbra maiores possibilidades ?

    na verdade são os descontentes com essa vida que ,que usam drogas para tentarem se livrar dessa realidade
    De certo modo, concordo.
    A droga mais utilizada hoje em dia para fuga da realidade, eu diria que é a religião.

    ha…ha..ha…ha…ha…..tão previsível !
    se o placebo age como uma muleta capaz de sustentar deficientes, por que não usa-lo ?
    a fé nasce de fatos reais observáveis, porem não prováveis.

    ponha se no lugar dela, os Ets te enganaram eles te levaram como cobaia alimentar, então passara o resto da sua vida enjaulado até o dia da refeição deles, se te acharem saboroso voltaram para levarem sua família para o jantar deles.
    Se for este o caso, talvez eu fosse mais feliz na ignorância (daí a proliferação da religião como uma fuga da realidade). Contudo, ainda assim eu preferiria saber a verdade e é exatamente esta a diferença entre nós.
    A curiosidade é o que nos move.
    A ignorância nata funciona como um motor impulsionando a vida, por isso o fim de uma verdade sempre será o inicio de outra.
    No universo existem realidades relativas ao nível de consciência , que podem ser semelhantes porem nunca idênticas.

    otimista por acreditar que cessará sua dor, pessimista por acreditar que deixará de sentir prazer.
    Nem otimista, nem pessimista.
    Realista.
    prove

    se te falta tal essa consciência agora, como pode pretender afirmar tal coisa futura?
    Eu observo as evidências acessíveis no mundo real e ignoro as evidências que “talvez” possam existir “hipoteticamente” de acordo com o que eu “gosto” de acreditar.
    Mesmo pessoas sedadas perdem a consciência. É completamente lógico concluir que isto também acontece quando alguém ficar “definitivamente” inconsciente (morto).

    Existem relatos medico de pacientes que deixaram de apresentar sinais vitais, quando voltam descrevem todo processo médico realizado e os profissionais que participaram e o incrivel relatam que viram cenas que aconteceram em outros locais do hospital.
    Eu mesmo só consegui perde a consciência desse mudo apenas um vez,mas mantive minha consciência lúcida e racional no mundo da inconsciência terrena.

    e qual seria sua crença mais otimista ?
    Não sei.
    Talvez devesse explicar melhor a pergunta.

    Atualmente crê e espera por uma breve inexistência, possui alguma crença mais otimista que esta ?

  349. Criaturo,

    não sou eu que os atribuo a Jesus é a biblia.

    A bíblia também atribui vários outros trechos que você, por sua conta, afirma que não são de jesus.
    Se é você que escolhe o que é ou não é ensinamento autêntico de jesus na bíblia, então é você que atribui a autoria a ele, ou pelo menos sanciona ou veta o que já está escrito.

    voce é o que um vidente sensitivo ?

    Eu, ao contrário de você, analiso os indícios existentes na realidade.

    E você é o quê, um vidente sensitivo?

    cada um só pode dar o que tem, seres infelizes só podem distribuir suas infelicidades.

    É você quem diz que ele são infelizes e faz isso baseado em evidência nenhuma.

    a pratica confirma tal lei

    Não, não confirma.
    A prática demonstra que pessoas que fazem o mal, podem ainda assim ser felizes.

    é discordar que ele tenha dito tais contradições

    É discordar que ele tenha dito, mas não é discordar “dele”.

    Pare de fugir e responda.
    Você já teve uma opinião contrária à de jesus?

    sim este ensinamentos são contraditórios, logo um deles é falso ou desvirtuado.

    E considerando que é você quem escolhe qual é verdadeiro ou falso, então você “faz” jesus sempre concordar com você.

    pratique

    Já demonstrei que seu teste prático é ineficaz.

    Fugiu da pergunta novamente.
    Como o seu exemplo se difere de um processo simples de auto-reflexão?

    jesus mostra o caminho cristão, eu tento seguir plantando e colhendo frutos

    Também já demonstrei que jesus mostra o caminho que “você” faz ele mostrar.

    disse que tento seguir os ensinamentos cristãos, ele é o modelo a ser seguido eu não !

    Você afirma que ele é o modelo a ser seguido.
    Ao mesmo tempo, não consegue citar nenhum aspecto em que ele discorde de você ou que você discorde dele.
    Portanto, “você” e o “modelo” coincidem. Isto é bem conveniente, não acha? É bem cômodo o modelo sempre concordar com você.

    respondi mas, voce não entendeu, Jesus e moises mostram o caminho a ser seguido

    Não respondeu não!
    Você apenas disse que cada intui jesus de uma forma.

    O fato é que se as intuições são diferentes e, na maioria dos exemplos que eu citei, completamente opostas, então apenas uma intuição é a correta.

    A pergunta é: “Porque a sua intuição sobre os ensinamentos de jesus é a correta e não a de outra pessoa que discorde de você?”

    a reação pode não ser imediata,mas aguarde e verás.

    E você é o quê, um vidente sensitivo?

    Se mral cada um tem a sua, então é liberdade de ação para todos ?

    Eu perguntei para saber a sua resposta, não para que me devolvesse a pergunta.
    É você quem diz que cada um seleciona na bíblia o que é certo e errado baseado em sua própria intuição mas, por coincidência, jesus sempre concorda com você.

    Eu tenho minha resposta a esta pergunta. Respondo logo depois de você.

    Previsões de futuro são coincidências ?

    As probabilidades apontam nesta direção. Principalmente quando estes “sonhos” têm uma grande plausibilidade.

    muitas obras de gênios da pintura são sonhos que tornaram se realidades, sem falar das grandes invenções.

    O nome disso é imaginação e criatividade.
    Não vidência em sonhos.

    Vivo o presente olhando para um futuro, você vive o presente já olhando para o seu fim, viver assim é um ilusão que não faz o menor sentido.

    Isso não passa de interpretação preconceituosa sua, o que não me surpreende.

    Vivo o presente tentando orientar meu futuro da melhor forma de acordo com as evidências de que disponho.

    O que não faço é prever um futuro sem o mínimo de evidências na realidade e baseado unicamente no desejo do que eu gostaria que fosse.

    Não possuo autoridade moral ,nem conhecimento espiritual para determinar quem deve ou não doar toda suas riquezas, Jesus possui.

    É contraditório dizer que não possui este conhecimento espiritual e ao mesmo tempo fazer a afirmação categórica de que o trecho bíblico se referia apenas a “aquele” moço rico e não todos.
    Você afirma categoricamente que não são todos os ricos que devem doar sua fortuna, mas não sabe dizer quais devem e quais não devem.

    Uma fala invalida a outra e você termina com um discurso vazio.

    Considera essa sua realidade algo bom ou ruim?

    No geral, considero boa.
    Poderia ser melhor? Sim.
    Poderia ser pior? Sim.

    Recebendo a noticia que “ira” morrer antes mesmo de conseguir responder esta pergunta, como se sentiria neste momento ?

    Triste, eu acho.
    Não vejo o propósito da pergunta.

    Você cogita que sua crença ateísta possa estar errada ?

    Minha descrença só é reforçada a cada momento.
    Se existe a mínima possibilidade de eu estar errado? Claro que existe.
    A mesma possibilidade de ocorrer uma falha na gravidade e eu sair flutuando por aí. Uma possibilidade desprezível.

    Quando pensa assim isto alegra teu ser? Deslumbra maiores possibilidades ?

    Se você se refere a me sentir bem em acreditar em deus, nunca passei por isso.

    prove

    Meu testemunho já é uma prova definitiva.
    Você se dispõe a “adivinhar” o que se passa na minha cabeça.
    Eu não preciso disso. Eu “sei” o que se passa na minha cabeça.
    Quer tirar a prova? Vamos perguntar pra única pessoa que pode saber, ou seja, eu.

    Existem relatos medico de pacientes que deixaram de apresentar sinais vitais, quando voltam descrevem todo processo médico realizado e os profissionais que participaram e o incrivel relatam que viram cenas que aconteceram em outros locais do hospital.

    Engraçado.
    Existem também estudos científicos que posicionaram uma imagem aleatória sobre a cama de pacientes em estado grave, mas fora do campo de visão do indivíduo.
    Para aqueles que passaram por situações de quase morte e que alegavam ter tido uma experiência extracorpórea era perguntado qual a imagem que estava sobre suas respectivas camas.

    Percentual de acerto? 0,00%

    Atualmente crê e espera por uma breve inexistência, possui alguma crença mais otimista que esta ?

    Não possuo esta crença afirmada por você.
    Sugiro para de tentar adivinhar o que estou pensando. Não tem se saído bem até agora.

  350. Mas, para os possíveis crentes que estão lendo essas linhas, eu digo: não vos preocupeis, pois basta fechar os olhos ao mundo real e tudo ficará como antes, pois ninguém pode vos tirar a vontade de viver para sempre.

    Nem todo cristão é trinitarista, eu não preciso fechar meus olhos para nada, aliás é muito bom ter olhos de ver e ouvidos de ouvir. Já tentou?

  351. Marcos

    voce é o que um vidente sensitivo ?
    Eu, ao contrário de você, analiso os indícios existentes na realidade.
    Então como pode sentir ou deduzir como um infrator se sente ?

    E você é o quê, um vidente sensitivo?
    as vezes minha intuição consegue prever alguma coisa

    cada um só pode dar o que tem, seres infelizes só podem distribuir suas infelicidades.
    É você quem diz que ele são infelizes e faz isso baseado em evidência nenhuma.
    neste caso apenas parti da premissa de só podemos dar aquilo que temos, de pé urtiga não se colhe bons frutos.

    a pratica confirma tal lei
    Não, não confirma.
    A prática demonstra que pessoas que fazem o mal, podem ainda assim ser felizes.

    deveria trocar sua vidência da vida alheia, por uma experiência própria.

    Você afirma que ele é o modelo a ser seguido.
    Ao mesmo tempo, não consegue citar nenhum aspecto em que ele discorde de você ou que você discorde dele.
    Portanto, “você” e o “modelo” coincidem. Isto é bem conveniente, não acha? É bem cômodo o modelo sempre concordar com você.
    Você já teve uma opinião contrária à de jesus?

    não havia entendido por que ele fez secar uma figueira, tambem não acredito em diabo, nem tão pouco inferno eternos, nem julgamentos final, nem ressuscitação do corpo fisico, por isso duvido que ele tenha ensinado isso.

    sim este ensinamentos são contraditórios, logo um deles é falso ou desvirtuado.
    E considerando que é você quem escolhe qual é verdadeiro ou falso, então você “faz” jesus sempre concordar com você.
    se Jesus sempre concordasse comigo, ja estaria em um mundo melhor.
    tudo é questão de afinidades de pensamentos e ações.

    pratique
    Já demonstrei que seu teste prático é ineficaz.
    desculpas não constroem realidades

    Fugiu da pergunta novamente.
    Como o seu exemplo se difere de um processo simples de auto-reflexão?

    jesus mostra o caminho cristão, eu tento seguir plantando e colhendo frutos
    disse que tento seguir os ensinamentos cristãos, ele é o modelo a ser seguido eu não !

    A pergunta é: “Por que a sua intuição sobre os ensinamentos de jesus é a correta e não a de outra pessoa que discorde de você?”

    nunca disse isso, pelo contrario percebendo uma maior verdade alheia eu a adoto.

    a reação pode não ser imediata,mas aguarde e verás.
    E você é o quê, um vidente sensitivo?
    aprendi isso a duras penas

    Se moral cada um tem a sua, então é liberdade de ação para todos ?
    Eu perguntei para saber a sua resposta, não para que me devolvesse a pergunta.
    É você quem diz que cada um seleciona na bíblia o que é certo e errado baseado em sua própria intuição mas, por coincidência, jesus sempre concorda com você.

    sua vidência esta cada vez mais forte,ele mesmo te disse isso ou é apenas a sua intuição?

    Eu tenho minha resposta a esta pergunta. Respondo logo depois de você.
    bem e mal são relativos a consciências diferentes, por isso é necessário tentar manter uma ordem social através de leis que determinam a moral a ser seguida.
    se o bem e o mal são relativos, a morte inevitável se de fato não existe algo Certo a se seguido, não importa o que façamos nem como façamos ,nem para quem façamos , nem por que fazemos, todos estão fadados a inconsciência deste mundo, ja que deixaremos de existir, então por que reprimir nossos instintos mais primitivos ? Ja que voce insiste em dizer que isso da prazer?

    Previsões de futuro são coincidências ?
    As probabilidades apontam nesta direção. Principalmente quando estes “sonhos” têm uma grande plausibilidade.
    certa vez em uma quermesse, comprei um calhamaço de argolas e por mais que me esforçasse tentando melhor direciona-las não conseguia acertar nenhuma, ja no fim tive uma intuição para provar o improvavel joguei a argola direcionada para o céu, subiu …subiu ….e……caiu direto no primeiro premio.
    o que voce acha desta probabilidade do tipo : “faça o errado que dará certo”?

    muitas obras de gênios da pintura são sonhos que tornaram se realidades, sem falar das grandes invenções.
    O nome disso é imaginação e criatividade.
    Não vidência em sonhos.

    que nada algumas pessoas conseguem até desenvolver cálculos em sonhos, outros veem pinturas, escutam musicas, maquinas que servem de expiração para torna-las reais.

    Vivo o presente olhando para um futuro, você vive o presente já olhando para o seu fim, viver assim é um ilusão que não faz o menor sentido.
    Isso não passa de interpretação preconceituosa sua, o que não me surpreende.
    Vivo o presente tentando orientar meu futuro da melhor forma de acordo com as evidências de que disponho.
    O que não faço é prever um futuro sem o mínimo de evidências na realidade e baseado unicamente no desejo do que eu gostaria que fosse.

    voce não prevê futuro algum, o que voce prevê é a inexistência para todos.
    então pode ir parando de se preocupar com o seu presente pois ele não vai para lugar algum.
    E para voce não faz sentido pensar diferente disso, diante da inexistência , nada mais faz sentindo, e querer pensar ao contrario é iludir-se para tentar não enlouquecer diante de uma crença suicida.

    Ateismo é isso : Perda total da razão!

    Não possuo autoridade moral ,nem conhecimento espiritual para determinar quem deve ou não doar toda suas riquezas, Jesus possui.
    É contraditório dizer que não possui este conhecimento espiritual e ao mesmo tempo fazer a afirmação categórica de que o trecho bíblico se referia apenas a “aquele” moço rico e não todos.
    Você afirma categoricamente que não são todos os ricos que devem doar sua fortuna, mas não sabe dizer quais devem e quais não devem.

    25 É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino de Deus.
    26 E eles se admiravam ainda mais, dizendo entre si: Quem poderá, pois, salvar-se?
    27 Jesus, porém, olhando para eles, disse: Para os homens é impossível, mas não para Deus, porque para Deus todas as coisas são possíveis.

    os ricos que se tornam arrogante devido a sua riquezas acham-se independentes de Deus, as vezes se acreditam deuses, passam amar mais o dinheiro, a si mesmo que aos próximos, este são os mais indicados para doarem suas riquezas.
    os ricos que ja aprenderam amar mais a Deus e aos seus próximos, saberão usar sua riqueza sabiamente devendo continuar usa-la e recebendo cada vez mais, esta é a lei de Deus.
    “A quem ja tem lhe sera dado mais ainda, quem não tem lhe sera tirado até o que ele acreditava lhe pertencer.”
    quem usa os talentos recebidos ja no nascimento com sabedoria mais lhe sera concedido, o tolos egoístas lhes será tirado até oque pensam ser suas propriedades natas.

    Uma fala invalida a outra e você termina com um discurso vazio.
    será?

    Considera essa sua realidade algo bom ou ruim?
    No geral, considero boa.
    Poderia ser melhor?
    Sim.

    diga como ? Faça ai sua criação de um mundo melhor planejado ?

    Poderia ser pior? Sim.

    em quais circunstancias, casuais ou intencionais ?

    Recebendo a noticia que “ira” morrer antes mesmo de conseguir responder esta pergunta, como se sentiria neste momento ?
    Triste, eu acho.

    oh dó! sorria que ainda não foi desta vez!
    Mas ja que considera o final da sua existência um motivo de tristeza, então viva triste, por acreditar nisto.
    é o que seu sempre digo ateísmo é pessimismo, baseado em vidências dos sentimentos alheios, a não ser que.os mortos digam o que sentem ou não sentem, não da para querer adivinhar.

    Não vejo o propósito da pergunta.
    Você cogita que sua crença ateísta possa estar errada ?
    Minha descrença só é reforçada a cada momento.
    reforçada pelo seu pessimismo ?

    Se existe a mínima possibilidade de eu estar errado? Claro que existe.
    a continuação da vida seria tão possível quanto voce ter aparecido neste planeta ?

    A mesma possibilidade de ocorrer uma falha na gravidade e eu sair flutuando por aí. Uma possibilidade desprezível.

    trocentos meteoros vagam pelo espaço,nenhum deles podera colidir com a terra acabando com essa sua descrença ?

    ja tentou procurar ajuda médica? o pessimismo cronico pode levar a depressão, doenças físicas, patológicas, psicológicas e até a loucura.

    A probabilidade de haver vida é a mesma de manter sua existência.

    o que seria mais milagroso criar um a vida ou apenas continuar mantendo-a ?
    pense nas sementes……..

    Quando pensa assim isto alegra teu ser? Deslumbra maiores possibilidades ?
    Se você se refere a me sentir bem em acreditar em deus, nunca passei por isso.
    a pergunta foi bem clara, se acreditar na continuação da vida te anima a querer estar vivo deslumbrando um futuro de maioes possibilidades ?

    prove
    Meu testemunho já é uma prova definitiva.
    Você se dispõe a “adivinhar” o que se passa na minha cabeça.
    Eu não preciso disso. Eu “sei” o que se passa na minha cabeça.
    Quer tirar a prova? Vamos perguntar pra única pessoa que pode saber, ou seja, eu.

    Que doideira é essa, pirou na batatinha ? viajou na maionese?
    ok, acho melhor não contraria-lo, neste caso pergunte a voce mesmo e depois diga o que esta sentindo.
    e eu tentarei dizer quem voce é…….eu sei que esse papo ficou meio estranho ,mas foi voce que começou.

    Existem relatos medico de pacientes que deixaram de apresentar sinais vitais, quando voltam descrevem todo processo médico realizado e os profissionais que participaram e o incrivel relatam que viram cenas que aconteceram em outros locais do hospital.
    Engraçado.
    Existem também estudos científicos que posicionaram uma imagem aleatória sobre a cama de pacientes em estado grave, mas fora do campo de visão do indivíduo.
    Para aqueles que passaram por situações de quase morte e que alegavam ter tido uma experiência extracorpórea era perguntado qual a imagem que estava sobre suas respectivas camas.
    Percentual de acerto? 0,00%

    pessoas ainda muito ligado ao corpo não conseguem ir muito longe,vai ver que estes do seu teste viajaram para lugares mais interessantes, não dando a minima para o local que jazia seus corpos.
    em se tratando de inteligencias livres não da para querer padronizar com ciências fenomenos espirituais, caso contrario sairíamos da fé e entraríamos na ciência. .

    Atualmente crê e espera por uma breve inexistência, possui alguma crença mais otimista que esta ?
    Não possuo esta crença afirmada por você.
    Sugiro para de tentar adivinhar o que estou pensando. Não tem se saído bem até agora

    esta abdicando da sua crença ateista.?

  352. Criaturo,

    Então como pode sentir ou deduzir como um infrator se sente ?

    Eu já disse. Observando os indícios e evidências da realidade.

    Existem muitas pessoas que praticam o mal e “aparentemente” não parecem se sentir mal com isso, muito pelo contrário, vivem na opulência e satisfação.

    Veja bem, não sou tão inocente e admito que o fato de que “parecer” feliz não é de fato “estar” feliz.
    Contudo, é o único indício de que disponho para fazer uma projeção. Aliás, é o único indício do qual você também.

    A diferença entre nós é que eu vejo algo que “parece ser” e projeto a possibilidade de que realmente seja.
    Você, ao contrário, mesmo diante do indício do que “parece ser”, prefere ignorar completamente este indício e se apegar em absolutamente nada para tirar suas conclusões sobre o que se passa no íntimo das pessoas.
    Portanto, quem se mete a vidente aqui é você.

    as vezes minha intuição consegue prever alguma coisa

    Pelo número de vezes em que você esteve errado a meu respeito, percebo que a sua intuição, como diria o Poderoso Castiga, falha “pra ca$¨%#alho”

    deveria trocar sua vidência da vida alheia, por uma experiência própria.

    Já demonstrei que o metido a vidente aqui não sou eu.

    não havia entendido por que ele fez secar uma figueira, tambem não acredito em diabo, nem tão pouco inferno eternos, nem julgamentos final, nem ressuscitação do corpo fisico, por isso duvido que ele tenha ensinado isso.

    Fugiu da pergunta novamente.
    Porém, acabou novamente confirmando minha conclusão de forma indireta.
    Se você “decide” que o que você não concorda não foi jesus quem disse, então você está simplesmente apontando jesus na direção que você quer ir só pra poder dizer que o segue quando isso não é verdade.

    se Jesus sempre concordasse comigo, ja estaria em um mundo melhor.

    Você fala isso mas não consegue citar um único assunto em que jesus e você discordassem.
    Vamos lá. Não deve ser tão difícil lembrar de algum.

    desculpas não constroem realidades

    Então pare de inventar desculpas e responda as questões que lhe apresentei.

    disse que tento seguir os ensinamentos cristãos, ele é o modelo a ser seguido eu não !

    Se é você quem seleciona quais são e quais não são os verdadeiros ensinamentos cristãos, então o modelo é você sim.
    Pare de simplesmente negar e argumente.

    A negação é o primeiro passo para a recuperação de um viciado. Você já negou demais sem argumentar absolutamente nada. Vamos partir para o próximo passo.

    nunca disse isso, pelo contrario percebendo uma maior verdade alheia eu a adoto.

    Você disse que reconhece os autênticos ensinamentos cristãos através da sua intuição. Você disse isso e é inegável.
    Eu demonstrei que certo e errado nem sempre são simples de ser identificados e citei diversos assuntos polêmicos nos quais inúmeras pessoas alegadamente cristãs discordam de você.
    Sendo assim, ou a sua intuição está errada ou a intuição dos outros está errada.
    Você, obviamente não acha que sua intuição esteja errada, ou então não teria estas opiniões.

    Portanto, você acha que a sua intuição está correta e, consequentemente, a intuição dos outros tem de estar errada (já que todos não podem estar certos ao mesmo tempo).

    Agora que eu já desmenti a sua negação, por favor, responda a pergunta: “Por que a sua intuição sobre os ensinamentos de jesus é a correta e não a de outra pessoa que discorde de você?”

    aprendi isso a duras penas

    Você aprendeu porque seu teste foi desenvolvido e funciona pra você.
    Nada garante que funciona em outras pessoas. Aliás, os indícios que já citei apontam justamente o contrário.

    sua vidência esta cada vez mais forte,ele mesmo te disse isso ou é apenas a sua intuição?

    Tem problemas de memória? Foi você mesmo quem me disse isso.
    Eu perguntei como você identifica os ensinamentos de jesus e você respondeu que é com a sua intuição, ou seja, é você quem seleciona o que é ou não é a palavra de jesus.
    Desta forma, não tem como ele discordar de você, pois isso seria você discordar da sua própria intuição.

    bem e mal são relativos a consciências diferentes, por isso é necessário tentar manter uma ordem social através de leis que determinam a moral a ser seguida.

    Mas porque justamente a moral de jesus deve ser adotada?
    O que faz da moral de jesus uma moral particularmente boa?

    Jesus ensina algo porque é um bom ensinamento? Ou esse algo é bom porque foi jesus quem ensinou?

    Porque não adotar a moral do Zé das Couves, do fulado, do ciclano ou do beltrano?

    se o bem e o mal são relativos, a morte inevitável se de fato não existe algo Certo a se seguido, não importa o que façamos nem como façamos ,nem para quem façamos , nem por que fazemos, todos estão fadados a inconsciência deste mundo, ja que deixaremos de existir, então por que reprimir nossos instintos mais primitivos ?

    Peraí!
    Primeiro você afirma que bem e mal são relativos e precisamos nos basear em um padrão.

    Agora parece me criticar por ter a mesma opinião? Por achar que bem e mal são relativos?

    Afinal, na sua opinião, bem e mal são relativos ou absolutos?

    Ja que voce insiste em dizer que isso da prazer?

    Calma. Voce parece estar saindo do estágio da negação para o estágio da raiva e por isso começa a fazer falsas afirmações sobre o que eu disse ou não disse.

    Eu nunca disse que fazer o mal dá prazer, até mesmo porque quem sempre faz afirmações absolutas é você.

    Fazer o mal pode ou não dar prazer a alguém e pode ou não gerar indiferença em alguém.
    Alguém pode fazer o mal e permanecer indiferente, sem se sentir mal nem especialmente bem à respeito.

    É bem diferente da sua afirmação absoluta e categórica de que quem pratica o mal é infeliz.

    certa vez em uma quermesse, comprei um calhamaço de argolas e por mais que me esforçasse tentando melhor direciona-las não conseguia acertar nenhuma, ja no fim tive uma intuição para provar o improvavel joguei a argola direcionada para o céu, subiu …subiu ….e……caiu direto no primeiro premio.
    o que voce acha desta probabilidade do tipo : “faça o errado que dará certo”?

    É bem plausível que uma argola atirada a esmo possa atingir o prêmio. Não vejo problema.
    Qual a sua opinião? Deus te considera tão fodasticamente importante que interveio para te dar um prêmio de quermesse?
    Será que ele também entrega pizza?

    Mas não vejo o que isso tem a ver com sonho.

    os ricos que se tornam arrogante devido a sua riquezas acham-se independentes de Deus, as vezes se acreditam deuses, passam amar mais o dinheiro, a si mesmo que aos próximos, este são os mais indicados para doarem suas riquezas.
    os ricos que ja aprenderam amar mais a Deus e aos seus próximos, saberão usar sua riqueza sabiamente devendo continuar usa-la e recebendo cada vez mais, esta é a lei de Deus.

    Assim diz o criaturo.
    E ai de jesus se ele não concordar.

    diga como ? Faça ai sua criação de um mundo melhor planejado ?

    Quem se propõe a especular sobre criação do mundo sempre foi você.

    Você me perguntou sobre a “minha realidade” e sobre isso que estou falando.
    Por exemplo, minha realidade seria um pouquinho melhor se eu ganhasse na mega-sena.

    em quais circunstancias, casuais ou intencionais ?

    Ela seria um pouquinho pior se eu morasse no oriente médio ao invés do Brasil.

    Mas ja que considera o final da sua existência um motivo de tristeza, então viva triste, por acreditar nisto.

    Se o fim da existência é motivo de tristeza, então devo viver feliz justamente por ainda não ter chegado lá.

    Se você é convidado para uma festa vai ficar triste a festa inteira só porque em algum momento ela vai acabar?
    Que conclusão mais tola e infantil.

    é o que seu sempre digo ateísmo é pessimismo, baseado em vidências dos sentimentos alheios, a não ser que.os mortos digam o que sentem ou não sentem, não da para querer adivinhar.

    Se não dá pra adivinhar então como é que você fez pra saber com tanta certeza os mistérios da vida e da morte.
    Ah! Eu tinha esquecido. Você já morreu, então sabe de conhecimento próprio.

    Peraí, então dá sim pros mortos falarem como é. Você é um morto contando os segredos além da vida?

    Se não for, siga seu próprio conselho e pare de tentar adivinhar.

    reforçada pelo seu pessimismo ?

    Não.
    Reforçada, por exemplo, pela nossa conversa.

    A forma como você faz afirmações sem apresentar o embasamento.
    O jeito como você se contradiz a todo momento.
    A maneira como você deixou explícito que é “jesus” quem segue você e não o contrário.
    A mania que você tem de tentar “intuir” o que eu ou qualquer outra pessoa pensa e depois, através do discurso, demonstra não fazer nem idéia.
    A forma escorregadia que você tem de fugir das perguntas desviando o assunto e fazendo alegações genéricas e abstratas sem relevância para o assunto previamente discutido.

    Cada um destes indícios confirma e fortalece a minha conclusão de que o que você afirma é completamente falso.

    a continuação da vida seria tão possível quanto voce ter aparecido neste planeta ?

    É claro que não.

    Eu estou neste planeta e isto é um fato 100% comprovado.

    A continuação da vida, se é que eu entendo o que você quer dizer, não tem sequer um vestígio de comprovação e nunca deixou o status de especulação e imaginação, portanto de baixíssima probabilidade.

    trocentos meteoros vagam pelo espaço,nenhum deles podera colidir com a terra acabando com essa sua descrença ?

    Não mude tanto de assunto que isso reforça minha descrença.
    O que meteoros tem a ver com o que estávamos falando?

    ja tentou procurar ajuda médica? o pessimismo cronico pode levar a depressão, doenças físicas, patológicas, psicológicas e até a loucura.

    Pelas falas contraditórias, pelas mudanças súbitas de assunto e pelos graves problemas de memória evidenciados, quem tem problemas psiquiátricos aqui definitivamente não sou eu.

    a pergunta foi bem clara, se acreditar na continuação da vida te anima a querer estar vivo deslumbrando um futuro de maioes possibilidades ?

    Respondo novamente a mesma coisa.
    Se nunca acreditei, como posso dizer que acreditar me anima?
    Dhããã!

    eu sei que esse papo ficou meio estranho ,mas foi voce que começou.

    Eu disse que não sou nem pessimista, nem otimista.
    Aí você veio com a argumentação mais estúpida da história da escrita.
    “Prove”.

    Provei que não sou nem pessimista nem otimista, pois sou “eu” e não você, através de adivinhação, quem sabe o que se passa na minha cabeça.

    Sério! Procure ajuda médica.

    pessoas ainda muito ligado ao corpo não conseguem ir muito longe,vai ver que estes do seu teste viajaram para lugares mais interessantes, não dando a minima para o local que jazia seus corpos.

    É mais fácil inventar uma desculpa pseudocientífica e sem embasamento para explicar porque o teste não apresentou os resultados que você esperava.

    em se tratando de inteligencias livres não da para querer padronizar com ciências fenomenos espirituais, caso contrario sairíamos da fé e entraríamos na ciência.

    Se admite que sua crença se apoia na fé e não na ciência, então é incoerente afirmar que sua crença é racional.

    esta abdicando da sua crença ateista.?

    Não compartilho de suas definições inventadas.
    Eu já citei e expliquei a minha posição inúmeras vezes. Ignore o quanto quiser.

    Só não fique afirmando inverdades explícitas sobre o que eu penso ou deixo de pensar. Porque, ao contrário do que você pensa, você não é vidente.

  353. Mas porque justamente a moral de jesus deve ser adotada?

    Porque ela é boa.

    O que faz da moral de jesus uma moral particularmente boa?

    Analise sua essência, o que a moral pregada por Jesus diz? Quais as consequências dela para um indivíduo? E quais seriam as consequências a nível global se esta moral fosse te fato posta em prática pela maioria das pessoas?

    Jesus ensina algo porque é um bom ensinamento? Ou esse algo é bom porque foi jesus quem ensinou?

    Se Jesus ensinou algo, é porque este algo era bom.

    Afinal, na sua opinião, bem e mal são relativos ou absolutos?

    São relativos ao nível de consciência de quem os pratica. Na dúvida, use a Lei Magna, caso você não queira estar em uma situação similar, as probabilidades disto ser algo mal são grandes.

    Fazer o mal pode ou não dar prazer a alguém e pode ou não gerar indiferença em alguém.
    Alguém pode fazer o mal e permanecer indiferente, sem se sentir mal nem especialmente bem à respeito.

    Pode enquanto este alguém ainda não despertou um nível de consciência boa. Quando você é mais espiritualmente elevado, torna-se impossível fazer o mal e ficar feliz com isto.

    Peraí, então dá sim pros mortos falarem como é.

    Claro, nos dias atuais chamamos isto de mediunidade, mas ela sempre existiu.

  354. Leomar Bernardes

    Mas porque justamente a moral de jesus deve ser adotada?
    Porque ela é boa.

    Jesus por exemplo ensinou que se devia dar a outra face e perdoar a quem nos fizesse mal.
    Não vejo como isso pode ser bom e não falo movida, como poderia parecer, por acreditar em vingança, pois não acredito.
    Mas se praticássemos à risca esses ensinamentos, o que aconteceria?
    Se não há a reprovação e a punição de atos criminosos, se as pessoas que cometem crimes e dolos contra outros forem sistematicamente perdoadas e ainda se lhes dê oportunidade de repetir o ato (dar a outra face), o resultado seria que os ensinamentos de Jesus provocariam ainda maior perversão e mal.
    Torno a perguntar: o que pode haver de bom em tais ensinamentos?

  355. SS

    Jesus por exemplo ensinou que se devia dar a outra face e perdoar a quem nos fizesse mal.
    Não vejo como isso pode ser bom e não falo movida, como poderia parecer, por acreditar em vingança, pois não acredito.

    provavelmente por causa disso “se deus não permitir, não cairá um fio dos teus cabelos”

    http://www.youtube.com/watch?v=7lRl0s4hNOA

    Se alguém quiser roubar de a ele alem do que deseja, não volte as costas ao que deseje que te empreste, quando fizer uma festa convide os que nunca terão condições de retribuir.

    nada acontece por acaso, quanto mais voce se revoltar diante das dificuldades , pior serão suas dificuldades.
    é logico que são poucos os que conseguem chegar a esse nivel de consciência.
    veja Jesus ao ser humilhado, torturado,perfurado ensinou a duras penas, pratica do que é perdoar e orar pedindo o bem aos seus ofensores.

    os infratores devem ser reeducados ao invés de serem punidos, assim terão condições de desfazerem o mal feito, indenizando da melhor forma possivel as suas vitimas, enquanto humanos é que podemos e devemos fazer.

    mas concordo com voce não estamos colaborando em nada com a educação de infratores aprovando suas más ações, muito pelo contrario estaríamos incentivando.

  356. Criaturo

    Se alguém quiser roubar de a ele alem do que deseja

    Quer dizer, a pessoa levanta cedo, trabalha o dia inteiro, o mês inteiro; um fulano qualquer, que não quer saber de fazer o mesmo, chega, põe um revólver na cabeça da pessoa, pra roubar o produto do esforço dela. e a pessoa ainda tem que dar mais ainda além daquilo que está sendo roubado? E quando um vagabundo para um jovem na frente do portão de casa, manda entregar o celular e mesmo assim arrebenta a cabeça do jovem com um tiro, o que deve acontecer? Os pais do jovem devem entregar o que mais para o vagabundo?

    os infratores devem ser reeducados ao invés de serem punidos, assim terão condições de desfazerem o mal feito, indenizando da melhor forma possivel as suas vitimas

    Qual a reeducação possível para um Wellington Menezes de Oliveira, para os caras que arrastaram João Hélio até transformá-lo numa polpa, para os que queimaram a dentista viva?
    De que forma eles poderão indenizar as vítimas e desfazer o que fizeram?

  357. Shirley, você viu meu e-mail??

  358. Ops, vi não, vou lá agora.

  359. Barros, respondi seu e-mail.

  360. Tá. Já mandei outro. Obrigado pela resposta. Se puder usar a sua “intuição” feminina nesse Caso A***, eu agradeceria muito. Por enquanto, estou com a minha péssima intuição me dizendo que é um fake

    Brigadão.

  361. Me fez lembrar a Day, se é que você me entende…

  362. Jesus por exemplo ensinou que se devia dar a outra face e perdoar a quem nos fizesse mal.
    Não vejo como isso pode ser bom e não falo movida, como poderia parecer, por acreditar em vingança, pois não acredito.

    Com bem deduziste, este é um trecho que fala da vingança e a essência do ensinamento é o perdão.
    Qual a grande vantagem do perdão? O simples fato de jogarmos fora a mágoa já é uma grande vantagem, pois mesmo estando “certos” ela fica corroendo por dentro, portanto o perdão é libertador.

    Mas se praticássemos à risca esses ensinamentos, o que aconteceria?

    Aqui começa o velho problema da interpretação à seco, que mata a essência do texto tornando tudo superficial. E não digo isto porque é a Bíblia, mas qualquer outros texto, sagrado ou não, perde parte de sua essência quando interpretado assim.

    Então, antes de continuar, levemos em conta, por exemplo, que a simples obediência formal à passagem não vale nada, se você oferece a outra face MAS o faz por mera “obrigação”, guardando todo ódio e mágoa do ofensor, então o ensinamento não foi aplicado.

    Se não há a reprovação e a punição de atos criminosos,

    Existe reprovação, o que deixa de existir é RETALIAÇÃO, pois de todas as formas de punição, ela é a menos eficaz. Uma punição eficaz é a que leva ao arrependimento.

    Certa vez estávamos debatendo esta passagem e um colega ilustrou dizendo que teve um jogo do Brasil em que um jogador fez justamente isto, acho que foi o Garrincha, num jogo importante um jogador adversário pregou a mão na cara dele, e ao invés de revidar, ele parou, olhou bem nos olhos do cara, e disse: agora bata do outro lado.

    Bastou isto pro cara perder aquele impeto da ira, não sei se ele chegou a pedir desculpas, mas não teve coragem de bater de novo, e com certeza aquilo deve ter martelado sua consciência por um bom tempo.

    Será que, mesmo pro Garrincha que foi o atacado, isto não foi bem melhor que continuar a briga?

    Estive também discutindo em outro site, não sobre a passagem, mas sobre Direitos Humanos, e é meio longo pra por tudo aqui, mas tinha colocado o seguinte vídeo para ilustrar:

    O perdão pode parecer uma atitude de fracos em muitas culturas, mas não pregamos pela impunidade e sim pelo melhor caminho para a reparação, pois quem conhece a lei sabe que, mesmo se o criminoso escapar das leis humanas, não escapará da Lei de Ação e Reação.

    se as pessoas que cometem crimes e dolos contra outros forem sistematicamente perdoadas e ainda se lhes dê oportunidade de repetir o ato (dar a outra face), o resultado seria que os ensinamentos de Jesus provocariam ainda maior perversão e mal.

    SE olharmos apenas pelo lado do agressor e SE considerarmos esta passagem isolada das demais, sim. Mas este tipo de interpretação é totalmente falha.

    Mas a liberdade, a salvação, a justiça que Jesus veio pregar é interna, não externa, e o verdadeiro cristão jamais seria o agressor.

    E nenhuma passagem deve ser considerada isoladamente e nem unicamente ao pé-da-letra, então vamos considerar que um assassino use a passagem como desculpa para um juri cristão, neste caso o juri pode sem problema nenhum replicar: não queremos a pena de Talião, pois sua morte não beneficiaria nem a vítima, nem a nós, nem a si mesmo e nem a Deus, MAS como no momento você representa um perigo para a sociedade, deve permanecer recluso até ter capacidade de mudar suas atitudes.

    Torno a perguntar: o que pode haver de bom em tais ensinamentos?

    Te liberta dos sentimentos ruins, que lhe impediriam a felicidade ainda que os culpados fossem severamente punidos, transforma “Karma” em “Darma”, explica que a violência não deve ser combatida com violência, te impede de se tornar um agressor, isto a curto prazo, a longo prazo ele permite que inimigos se transformem em amigos.

    Na pior das hipóteses, se fizermos sistematicamente o inverso, cairemos no que Gandhi disse: “Olho por olho, e toda a sociedade ficará cega”. Então no mínimo impede isto.

  363. Qual a reeducação possível para um Wellington Menezes de Oliveira, para os caras que arrastaram João Hélio até transformá-lo numa polpa, para os que queimaram a dentista viva?
    De que forma eles poderão indenizar as vítimas e desfazer o que fizeram?

    É um trabalho difícil, pois é preciso que aprendam primeiro se colocar no lugar do outro (não lembro o termo técnico), depois que aprendam internalizar os atos, após isto é que é possível começar a trabalhar uma reparação e nisto tudo as vezes vai mais que o tempo de uma vida.

    Exatamente por isto que Deus é bom o bastante para nos dar várias. Eles podem até indenizar as vítimas nesta vida ainda de forma indireta, mas de forma direta só na próxima.

  364. Leomar, que pensamentos saudáveis você expôs aqui!

  365. Leomar,

    Analise sua essência, o que a moral pregada por Jesus diz? Quais as consequências dela para um indivíduo? E quais seriam as consequências a nível global se esta moral fosse te fato posta em prática pela maioria das pessoas?

    Qual análise deve ser considerada correta? A sua? A minha? A do criaturo?
    Se estas análises divergirem, como descobrimos qual é a correta?

    Por exemplo, o criaturo vê alguns ensinamentos contraditórios na bíblia e resolveu este problema determinando que aquilo que ele (o criaturo) tiver mais afinidade é o ensinamento autêntico de jesus, do contrário é falsificação.

    Outras pessoas negam veementemente que existam contradições na bíblia e para fazer isso precisam adotam alguma interpretação particular que possa “induzir” a qualquer conclusão que elas queiram.

    Você concorda com o criaturo? Discorda dele? Porque seu ponto de vista é o correto e não o de quem pensa diferente de você?

    Se Jesus ensinou algo, é porque este algo era bom.

    Esta é uma das possíveis respostas ao dilema de eutifron.
    Contudo, se jesus ensina o que previamente já era bom e nós temos a capacidade de reconhecer isso (ou então não o seguiríamos), isso traz uma grande carga de inutilidade para jesus, já que ele só ensina o que todos somos capazes de reconhecer por conta própria.

    Além disso, se jesus só ensina o que é bom, o que fazer ao nos depararmos com as idéias contraditórias supostamente atribuidas a ele na biblia e que o próprio criaturo mencionou? É você quem escolhe o que é ou não uma falsificação?
    E se outra pessoa decidir diferente de você? O que faz da sua escolha a correta e não a do outro?

    Na dúvida, use a Lei Magna, caso você não queira estar em uma situação similar, as probabilidades disto ser algo mal são grandes.

    Lei trechos mais antigos de minha conversa com o criaturo.
    Perceba que nem sempre é simples decidir o que é certo e o que é errado e que nem sempre esta empatia é suficiente.
    Muitas pessoas discordam umas das outra em diversos assuntos polêmicos e não podem estar todos certos ao mesmo tempo.

    Quando você é mais espiritualmente elevado, torna-se impossível fazer o mal e ficar feliz com isto.

    O criaturo repete isso o tempo todo e se mostrou incapaz de apresentar qualquer indício disto.
    Quer tentar? Tem algum indício pra apresentar ou, tal qual o criaturo, vai apenas fazer a afirmação sem o mínimo embasamento?

    Claro, nos dias atuais chamamos isto de mediunidade, mas ela sempre existiu.

    Pretende apresentar algum indício do que afirma?

  366. SS

    E quando um vagabundo para um jovem na frente do portão de casa, manda entregar o celular e mesmo assim arrebenta a cabeça do jovem com um tiro, o que deve acontecer? Os pais do jovem devem entregar o que mais para o vagabundo?

    este ensinamento de Jesus esta muito acima da media moral humana, só ele sabe o porque estas coisas ocorrem “que venhão os escanda-los porque neste mundo eles ainda são necessários , mas ai daqueles por qual vier esses escanda-los! “.
    logo o não reagir é de difícil entendimento e aceitação.

    os infratores devem ser reeducados ao invés de serem punidos, assim terão condições de desfazerem o mal feito, indenizando da melhor forma possivel as suas vitimas
    Qual a reeducação possível para um Wellington Menezes de Oliveira, para os caras que arrastaram João Hélio até transformá-lo numa polpa, para os que queimaram a dentista viva?
    De que forma eles poderão indenizar as vítimas e desfazer o que fizeram?

    salvo os dependentes “na natureza quem não trabalha morre de fome”.
    poderiam começar a trabalhando para indenizar vitimas ou parentes , assim, estaríamos transformando palhas sociais em pessoas uteis, porem quanto ao se sentir indenizado pelo infrator, caberá a vitima perdoar.
    logicamente este processo é muito lento e necessitaria de muitas vidas.

  367. Marcos

    Contudo, se jesus ensina o que previamente já era bom e nós temos a capacidade de reconhecer isso (ou então não o seguiríamos), isso traz uma grande carga de inutilidade para jesus, já que ele só ensina o que todos somos capazes de reconhecer por conta própria.
    Jesus veio ensinar , dando o exemplo praticando
    desejou o bem dos que lhe infligiam a dor da morte, ta bom ou ainda quer mais?

  368. Shirley,

    Se não há a reprovação e a punição de atos criminosos, se as pessoas que cometem crimes e dolos contra outros forem sistematicamente perdoadas e ainda se lhes dê oportunidade de repetir o ato (dar a outra face), o resultado seria que os ensinamentos de Jesus provocariam ainda maior perversão e mal.

    Segundo o criaturo, “se praticar o mal, não significa que seu corpo inicialmente sofrerá dores fisicas e sim morais, se insistir logo acabara sentido os dois tipo de dores.”
    Portanto, podemos dispensar todo o sistema jurídico, pois deus fará a justiça e ninguém escapa dele.

    E ainda segundo o Leomar, “Quando você é mais espiritualmente elevado, torna-se impossível fazer o mal e ficar feliz com isto.
    Então, vamos torcer para todos os bandidos e malfeitores em geral serem “espiritualmente elevados”.

  369. Criaturo,

    Jesus veio ensinar , dando o exemplo praticando

    Praticou o bem e se sentiu bem? Ou será que foi espancado, torturado e crucificado?

    desejou o bem dos que lhe infligiam a dor da morte, ta bom ou ainda quer mais?
    Isso não faz dele um ser moralmente melhor.
    Isso só faz dele um bocó imoral que promove a violência desejando recompensa a torturadores.

  370. Marcos

    Jesus morreu em paz com a consciência tranquila de ter ensinado a desejarmos o bem dos inimigos até na hora da sua morte .
    E voce desvirtuando a moral dele, se acha feliz ?
    mais sabio ?

    obs. eu me acho um burro, fiquei horas respondendo suas questões , apertei alguma tecla indevidamente e sumiu tudo, agora vou ter que apelar para memória.

  371. Criaturo,

    E voce desvirtuando a moral dele, se acha feliz ?
    mais sabio ?

    Não acho que desvirtuei a moral dele. Não me acho especialmente feliz com isso e nem me acho mais sábio.

    A tortura é um ato que, em quase todas as situações, é condenável e acredito que nisso podemos concordar.

    Desejar recompensa a quem pratica tortura é uma forma de incentivar a prática. Portanto, considero que quem incentiva a prática da tortura é um bocó imoral. A única forma de eu retirar o que disse é se alguém me convencer do meu erro através de argumentos.

    Portanto, se você acha que incentivo à tortura é uma coisa moral e um bom exemplo a ser seguido, talvez fosse melhor defender isso argumentando e demonstrando os benefícios que o incentivo à tortura traz à sociedade.

  372. Qual análise deve ser considerada correta? A sua? A minha? A do criaturo?
    Se estas análises divergirem, como descobrimos qual é a correta?

    Mas eu já tinha respondido, era só ler um pouco mais na mesma questão.

    Você concorda com o criaturo? Discorda dele? Porque seu ponto de vista é o correto e não o de quem pensa diferente de você?

    Eu peguei o bonde andando então só comento as partes que li.
    Quanto ao meu ponto de vista, considerando que a religião é uma ciência humana (pois mesmo tendo Deus numa ponta, ele escreve para humanos) então nenhum ponto de vista é 100% livre de falhas (aliás escrevi isto também no tópico sobre contradições bíblicas), portanto eu procuro me esforçar para buscar nela o que me parecer mais assertivo. Se houver divergências, vamos ver até que ponto podemos debater e tirar o máximo proveito da análise alheia.

    Esta é uma das possíveis respostas ao dilema de eutifron.

    Vou ter que pesquisar mais a respeito, mas se é de Sócrates, deve ser bom.

    Contudo, se jesus ensina o que previamente já era bom e nós temos a capacidade de reconhecer isso (ou então não o seguiríamos), isso traz uma grande carga de inutilidade para jesus, já que ele só ensina o que todos somos capazes de reconhecer por conta própria.

    Desculpe se sou chato, mas estamos debatendo uma ciência humana, e seu conceito de inutilidade aqui parece mais apropriado para uma ciência exata.
    Em todo caso, qual seria a utilidade de qualquer professor ou filósofo se levássemos sua afirmação às últimas consequências?

    Além disso, se jesus só ensina o que é bom, o que fazer ao nos depararmos com as idéias contraditórias supostamente atribuidas a ele na biblia e que o próprio criaturo mencionou? É você quem escolhe o que é ou não uma falsificação?

    Deus nos deu a massa cinzenta para usar, então usemos.
    Comecemos pela lógica: Qual consequência da interpretação x e da interpretação y? É coerente com o resto do texto? Com a essência da Bíblia?

    Quando Cristo diz, no Sermão da Montanha, que “bem abençoados são os pobres de espírito”, o próprio contexto deixa claro que esta tradução é ruim, pois o que entendemos HOJE por “pobres de espírito” não faz o menor sentido com o resto do sermão da montanha, com todo o resto que Jesus ensinou, com a essência de toda a Bíblia, portanto deduzimos que a um erro de tradução ou no mínimo uma limitação linguística. O que considero mais provável é que a tradução ficaria melhor com “humildes” ou talvez “pessoas de pouca instrução”. Pode ser que outra pessoa sugira outra tradução ainda mais próxima do original? Sim. Neste caso é só usar a lógica novamente.

    Em outra passagem (Lucas 14:26), em algumas Bíblias (entre elas a em francês e a King James) diz Jesus: “Quem não odiar sua família, não é digno de mim.” novamente, isto é um erro claro, pois destoa de tudo que ele falou, pois Jesus nunca mandou odiar, muito menos a família. Neste caso um pouco de conhecimento sobre traduções desfaz as margens de dúvida: na vulgata está escrito “Non ODIT” que não significa apenas odiar (e o NON reforça isto), mas também “amar menos”, que é a tradução correta, como vemos também na versão grega, que é ainda mais antiga que a vulgata.

    Persistindo a dúvida, use a Lei Magna.

    Quer tentar? Tem algum indício pra apresentar ou, tal qual o criaturo, vai apenas fazer a afirmação sem o mínimo embasamento?

    Conhece alguma pessoa de moral elevada, honesta, íntegra, caridosa (ou qualquer qualidade que demonstre elevação espiritual) em quem confie? Se sim, a melhor prova vai ser conversando com ela. Questione sobre o que a faz feliz e infeliz. Garanto que aprenderá mais que com vários livros.

    Caso contrário teríamos que fazer longas pesquisas sobre o que a psicologia quantifica como felicidade, confesso que estou com um “pouco” de preguiça de fazer isto agora. Mas se aceitar argumentos preguiçosos, comece com este:

    Claro, nos dias atuais chamamos isto de mediunidade, mas ela sempre existiu.
    Pretende apresentar algum indício do que afirma?

    Aí é pedir para reinventar a roda, e não é minha praia. Existe muito estudo bem documentado, é só pesquisar. Só Chico Xavier que foi o médium mais conhecido produziu mais de 400 livros, as cartas psicografadas então passam de 5000 fácil, pesquise sobre elas. Chico Xavier deu vários detalhes íntimos sobre pessoas que nunca conheceu, escreveu com letra idêntica ao que o espírito da carta tinha quando vivo, escreveu de forma espelhada, algo praticamente impossível mesmo com muito treino, escreveu livro de poetas famosos cujos especialistas afirmam ter o mesmo estilo que os escritores tinham quando vivos, deu respostas complexas em vários idiomas que ele não dominava… Se achar que o material é pouco, lembre que ele é apenas o médium mais famoso, mas não o único sério, tem o Divaldo Franco, Raul Teixeira…

    Aconselho também a pesquisar sobre as experiências de Sir Willian Crookes, deverá achar interessante.

    Portanto, podemos dispensar todo o sistema jurídico, pois deus fará a justiça e ninguém escapa dele.

    De fato a justiça final é de Deus, mas isto não significa que não devemos nos esforçar o máximo para melhorar sempre nosso próprio sistema judicial. Já viu, por exemplo, a história de como surgiram os Direitos Humanos?

    A cada qual segundo suas capacidades.

    Praticou o bem e se sentiu bem?

    Veja os Evangelhos como um todo, como acha que foi a personalidade dele DURANTE a vida? Parece ser uma pessoa taciturna e fechada? Ou Demonstrava um tratamento agradável, sempre cercado de amigos? Seria uma pessoa calma ou nervosa? Alguém que todos queriam compartilhar a presença ou um chato de galocha?

    Ou será que foi espancado, torturado e crucificado?

    Foi também, Deus não nos prometeu um caminho sem pedras, o que prometeu é que a jornada valeria a pena.
    Mesmo em seus momentos de maior sofrimento ele não parou de demonstrar sua moral sobre-humana, sendo capaz de pedir piedade à Deus para seus carrascos. A dor física é inimaginável, mas ele não buscava um reino físico, e com certeza intimamente se sentia bem melhor do que qualquer um de nós sequer imaginaríamos.

    Como sei? Como diz a música: ♪ Pois a vitória de um homem. Às vezes se esconde. Num gesto forte que só ele pode ver ♫

    Isso não faz dele um ser moralmente melhor.

    Se este é seu conceito de moralidade, só lamento. Mas a cada um segundo sua capacidades.

    Isso só faz dele um bocó imoral que promove a violência desejando recompensa a torturadores.

    Neste caso fica evidente que, se já leu os Evangelhos, não entendeu nada.

  373. Leomar,

    Mas eu já tinha respondido, era só ler um pouco mais na mesma questão.

    Você só disse que devemos analisar as consequências desta moral para o indivíduo e para a sociedade.

    Estas análises, em muitos casos vão divergir. O que eu perguntei é o que fazer nestes casos. Como saber o que é certo ou errado?

    nenhum ponto de vista é 100% livre de falhas (aliás escrevi isto também no tópico sobre contradições bíblicas), portanto eu procuro me esforçar para buscar nela o que me parecer mais assertivo.

    Entendo isso. Você utiliza a “sua” moral para filtrar o que é correto ou não dentro da bíblia. Quase todo teísta faz o mesmo.
    Minha observação é que, se você utiliza a “sua” moral para avaliar a bíblia, então você não segue a jesus e sim o contrário.

    Digo isso, porque o criaturo afirmou claramente que segue os ensinamentos de jesus, mas não sei se você também afirma seguir jesus.

    Se houver divergências, vamos ver até que ponto podemos debater e tirar o máximo proveito da análise alheia.

    Em certos casos, as opiniões são diametralmente opostas e não podem se conciliar em um meio termo.
    Nestes casos, não há como saber o que seria correto aos olhos de jesus.

    Em todo caso, qual seria a utilidade de qualquer professor ou filósofo se levássemos sua afirmação às últimas consequências?

    Neste ponto, seu discurso difere levemente do discurso do criaturo, portanto farei algumas análises pontuais.

    1 – Um professor, numa perspectiva geral, não dá simplesmente uma resposta pronta a um questionamento. Ele explica e demonstra a veracidade de sua resposta, seja através de cálculos ou seja através de argumentos, mas sempre a partir de dados acessíveis ao aluno.

    2 – Um filósofo, numa perspectiva geral, analisa um determinado evento e propõe uma explicação, normalmente em termos lógicos e racionais, levantando hipóteses envolvendo ou não “possibilidades” inacessíveis até então, mas também sempre à partir de dados acessíveis ao discípulo. Em suma, um filósofo tem muito mais relevância e utilidade por promover o debate e o questionamento do que na apresentação de respostas definitivas.

    3 – O criaturo, apesar de ter evitado responder de forma direta o dilema apresentado, afirma que jesus está sempre certo (e coincidentemente sempre concorda com ele).

    4 – Você respondeu ao dilema de eutifron (fico feliz por isso) dizendo que jesus ensina algo porque este algo é bom, ou seja, jesus só ensina o que é bom e correto.

    Frente ao exposto, perceba que se jesus está sempre certo (como alega o criaturo) e/ou ele detém a percepção absoluta para reconhecer o que é certo (como você alega), logo o que ele apresenta é um código moral absoluto (que ele mesmo alega na bíblia ser a vontade do pai).

    Observe que jesus, na bíblia, não levanta debates filosóficos relativizando as respostas, e nem apresenta cálculos ou argumentos que convençam seus ouvintes sobre a veracidade de suas alegações.
    Ele afirmava deter o conhecimento sobre o reino de deus e falava desse reino da mesma forma que o criaturo fala do seu deus criatólico.
    Ele chega até mesmo e se utilizar de milagres para provar sua “superioridade” e a força (verdade) da sua “palavra”, o que demonstra a sua ineficácia argumentativa no convencimento.

    Portanto, jesus não se assemelhava a um professor e nem a um filósofo. Jesus era assumidamente um profeta e, sem sobra de dúvida, era um pregador e se dizia “o caminho” para o reino de deus.

    Neste contexto, se ele prega um código moral que podemos reconhecer por conta própria como sendo bom, então jesus e todo o seu apelo à autoridade (ao alegar ser o caminho para o reino de deus) são inúteis.
    Seria o mesmo que ele aparecer hoje para você pra ensinar que estuprar é errado. Isso seria totalmente desnecessário e inútil, já que você está cansado de saber disso.

    Comecemos pela lógica: Qual consequência da interpretação x e da interpretação y? É coerente com o resto do texto? Com a essência da Bíblia?

    Como jesus não está fisicamente presente, seus ensinamentos nos são apresentados através da bíblia.

    O criaturo afirma que existem contradições e resolve isso alegando falsificação de alguns trechos.
    Aparentemente, sua estratégia é diferente. Você afirma que não há contradição e sim falha na tradução e na interpretação.
    Diga-se de passagem, sua estratégia é bem mais eficiente que a do criaturo, pois dificulta ao interlocutor a verificação dos dados.

    Contudo, o problema principal permanece sem solução.

    O que nos garante que o que diz a bíblia é “a verdade” e que a nossa interpretação é correta?
    Você propõe uma análise racional, histórica e linguística da biblia mas ainda considera que o bem e o mal “São relativos ao nível de consciência de quem os pratica.

    Além disso, sua estratégia cria dois novos problema.

    1 – Qualquer um que queira conhecer “a verdade” sobre o bem e o mal deve ser um especialista no mínimo em grego, aramaico, teologia e história. Isso parece contradizer a idéia de que o reino de deus é destinado aos humildes.

    2 – Vários estudiosos da bíblia têm (ou podem ter) uma interpretação diferente da sua em diversas passagens. O que torna a sua a correta?

    Só Chico Xavier que foi o médium mais conhecido produziu mais de 400 livros, as cartas psicografadas então passam de 5000 fácil, pesquise sobre elas.

    Existem técnicas conhecidas que podem apresentar os mesmo efeitos praticados por Chico.

    Chico Xavier deu vários detalhes íntimos sobre pessoas que nunca conheceu

    Técnicas como a leitura fria, questionários prévios às sessões, figurante disfarçados para “bater papo” e extrair informações.
    Tudo isso me parece mais plausível do que contato com os mortos.

    escreveu com letra idêntica ao que o espírito da carta tinha quando vivo

    Identificada talvez por uma pessoa em estado facilmente influenciável, ou que já era adepta da crença ou num estado de fragilidade com imensa vontade de acreditar naquilo.

    escreveu de forma espelhada, algo praticamente impossível mesmo com muito treino

    Impossível mesmo? É uma palavra bem forte.
    Será?

    escreveu livro de poetas famosos cujos especialistas afirmam ter o mesmo estilo que os escritores tinham quando vivos

    Já soube estudos dizendo o exato oposto. Que o estilo não era do autor mas uma tentativa de cópia.

    deu respostas complexas em vários idiomas que ele não dominava

    Será que não dominava mesmo?

    Se achar que o material é pouco, lembre que ele é apenas o médium mais famoso, mas não o único sério, tem o Divaldo Franco, Raul Teixeira…
    Aconselho também a pesquisar sobre as experiências de Sir Willian Crookes, deverá achar interessante.

    Farei isso.
    Apesar da minha descrença, o assunto por si só já é interessante.

    Parece ser uma pessoa taciturna e fechada? Ou Demonstrava um tratamento agradável, sempre cercado de amigos? Seria uma pessoa calma ou nervosa? Alguém que todos queriam compartilhar a presença ou um chato de galocha?

    Ora ele parecia algo e ora parecia outro.

    Em certos trechos ele é um pregador tranquilo e de fala mansa.

    Em outros, era um brucutu que distribuía chibatadas nos outros e dava má resposta para a própria mãe.

  374. Marcos

    Então como pode sentir ou deduzir como um infrator se sente ?
    Eu já disse. Observando os indícios e evidências da realidade.
    Existem muitas pessoas que praticam o mal e “aparentemente” não parecem se sentir mal com isso, muito pelo contrário, vivem na opulência e satisfação.
    Veja bem, não sou tão inocente e admito que o fato de que “parecer” feliz não é de fato “estar” feliz.
    Contudo, é o único indício de que disponho para fazer uma projeção. Aliás, é o único indício do qual você também.
    A diferença entre nós é que eu vejo algo que “parece ser” e projeto a possibilidade de que realmente seja.
    Você, ao contrário, mesmo diante do indício do que “parece ser”, prefere ignorar completamente este indício e se apegar em absolutamente nada para tirar suas conclusões sobre o que se passa no íntimo das pessoas.

    Marcos diz: Você se dispõe a “adivinhar” o que se passa na minha cabeça.
    Eu não preciso disso. Eu “sei” o que se passa na minha cabeça.
    Quer tirar a prova? Vamos perguntar pra única pessoa que pode saber, ou seja, eu.

    He..he..he..he..he

    Portanto, quem se mete a vidente aqui é você.

    as vezes minha intuição consegue prever alguma coisa
    Pelo número de vezes em que você esteve errado a meu respeito, percebo que a sua intuição, como diria o Poderoso Castiga, falha “pra ca$¨%#alho”
    Calma ai amigão! Tire isso da sua boca que fica muito feio.

    deveria trocar sua vidência da vida alheia, por uma experiência própria.
    Já demonstrei que o metido a vidente aqui não sou eu.

    Neste caso apenas observo o que você demonstra ser um ateu pessimista, criado por uma falta de razão aguardando pela própria inexistência.
    A sua vidência deixa a minha intuição no chinelo chegando alcançar a consciência dos mortos ou a inexistência dela.
    Tentar adivinhar o que você pensa analisando o que você fala, é menos improvável do que você querer sintonizar a consciência ou a falta dela nos mortos, não da para concorrer com um médium desses.

    não havia entendido por que ele fez secar uma figueira, tambem não acredito em diabo, nem tão pouco inferno eternos, nem julgamentos final, nem ressuscitação do corpo fisico, por isso duvido que ele tenha ensinado isso.
    Fugiu da pergunta novamente.
    Porém, acabou novamente confirmando minha conclusão de forma indireta.
    Se você “decide” que o que você não concorda não foi jesus quem disse, então você está simplesmente apontando jesus na direção que você quer ir só pra poder dizer que o segue quando isso não é verdade.

    o resumo do ensinamento cristão é sacrificar a própria vida pelo bem do outro, quem faz isso pode ser dizer um cristão seguindo a cristo, o resto é um bla…bla…bla…bla ..que não te leva a lugar algum.

    se Jesus sempre concordasse comigo, ja estaria em um mundo melhor.
    Você fala isso mas não consegue citar um único assunto em que jesus e você discordassem.
    Vamos lá. Não deve ser tão difícil lembrar de algum.

    Para você parece estar sendo bastante difícil, então vamos la de novo:
    Não creio na trindade cristã, Jesus é diferente de Deus, castigo inferno eterno, nem céu eterno, diabo, virgens dando a luz, anjos criados no paraíso, ressurreição da carne, julgamento final.

    disse que tento seguir os ensinamentos cristãos, ele é o modelo a ser seguido eu não !
    Se é você quem seleciona quais são e quais não são os verdadeiros ensinamentos cristãos, então o modelo é você sim.
    Resumir não é criar

    Pare de simplesmente negar e argumente.
    A negação é o primeiro passo para a recuperação de um viciado. Você já negou demais sem argumentar absolutamente nada. Vamos partir para o próximo passo.

    Não tenho culpa se você me obriga a repetir varias vezes quais são os ensinamentos cristão que discordo

    nunca disse isso, pelo contrario percebendo uma maior verdade alheia eu a adoto.
    Você disse que reconhece os autênticos ensinamentos cristãos através da sua intuição. Você disse isso e é inegável.
    Através da minha intuição, julgo os ensinamentos de Jesus que sejam autênticos, porem o meu achismo não pode alterar a realidade Deus.

    Eu demonstrei que certo e errado nem sempre são simples de ser identificados e citei diversos assuntos polêmicos nos quais inúmeras pessoas alegadamente cristãs discordam de você.
    Sendo assim, ou a sua intuição está errada ou a intuição dos outros está errada.
    Você, obviamente não acha que sua intuição esteja errada, ou então não teria estas opiniões.
    Portanto, você acha que a sua intuição está correta e, consequentemente, a intuição dos outros tem de estar errada (já que todos não podem estar certos ao mesmo tempo).

    Sigo a minha por uma questão de individualidade, porem reconhecendo outras mais sabias , descarto as minhas e passo adotar as dos outros.
    Só não consigo crer em uma breve inexistência devido a falta de uma razão.

    Agora que eu já desmenti a sua negação, por favor, responda a pergunta: “Por que a sua intuição sobre os ensinamentos de jesus é a correta e não a de outra pessoa que discorde de você?”
    Você pretende transformar a minha crença em um espantalho, para depois poder afirmar que ela é ridícula ? Essa técnica é muito usada por ateus, usar o orgulho crente contra eles mesmos, nunca disse que sou mais sábios do que os outros, pelo contrario minhas crenças é o resultado de um filtro de varias crenças e pensamento dos outros, mais um pequenino toque pessoal.

    aprendi isso a duras penas
    Você aprendeu porque seu teste foi desenvolvido e funciona pra você.
    Nada garante que funciona em outras pessoas. Aliás, os indícios que já citei apontam justamente o contrário.

    Esta tendo recaídas crentes de novo ? Substituiu toda sua razão pela vidência de achar que pode sentir e pensar o que se passa na cabeça dos que praticam o mal intencionalmente ?
    Já que trata-se de um alei divina este teste funciona para todos , faça e sinta voce mesmo, ai terá o verdadeiro conhecimento de causa para poder argumentar.
    Sua vidência neste caso é um furada.

    sua vidência esta cada vez mais forte,ele mesmo te disse isso ou é apenas a sua intuição?
    Tem problemas de memória? Foi você mesmo quem me disse isso.
    Eu perguntei como você identifica os ensinamentos de Jesus e você respondeu que é com a sua intuição, ou seja, é você quem seleciona o que é ou não é a palavra de jesus.
    Selecionar fazendo uso da intuição são significa que estar selecionando algo verdadeiro, conforme você disse, minhas intuições ao seu respeito estão erradas.
    Existe grande diferença entre o que Jesus quis realmente dizer, o que seus discípulos entenderam e que foi escrito e atribuído como ensinamentos de Jesus.

    Desta forma, não tem como ele discordar de você, pois isso seria você discordar da sua própria intuição
    E daí! A referência a ser seguida é Jesus, e não a minha intuição do que eu acho que seja os ensinamentos de jesus, cada um que siga a sua e os resultados práticos é que dirão se estão no caminho certo ou errado.
    .
    bem e mal são relativos a consciências diferentes, por isso é necessário tentar manter uma ordem social através de leis que determinam a moral a ser seguida.
    Mas porque justamente a moral de jesus deve ser adotada?
    O que faz da moral de jesus uma moral particularmente boa?

    É a leis de Deus que regem o universo e a existência, se praticasse saberia, se já a pratica e pensa ser sua própria moral talvez já esteja mais próximo de Deus do que eu ,embora não saiba disso.

    Jesus ensina algo porque é um bom ensinamento? Ou esse algo é bom porque foi jesus quem ensinou?
    O dilema de Eutifron é ilógico baseado nos conceitos humanos e relativos do “bem e mal”

    Deus é um ser amoral, ele não é bom nem mal ele é apenas o necessário a existência.

    Porque não adotar a moral do Zé das Couves, do fulado, do ciclano ou do beltrano?
    Siga sua intuição, pratique e os resultados lhe dirão se esta no caminho certo, ou não!

    se o bem e o mal são relativos, a morte inevitável se de fato não existe algo Certo a se seguido, não importa o que façamos nem como façamos ,nem para quem façamos , nem por que fazemos, todos estão fadados a inconsciência deste mundo, ja que deixaremos de existir, então por que reprimir nossos instintos mais primitivos ?
    Peraí!
    Primeiro você afirma que bem e mal são relativos e precisamos nos basear em um padrão.
    Agora parece me criticar por ter a mesma opinião? Por achar que bem e mal são relativos?
    Afinal, na sua opinião, bem e mal são relativos ou absolutos?

    Minha ironia aponta para uma inexistente lei divina a não ser seguida, diante deste ateísmo vale tudo já que todas as opiniões terão valores iguais, tanto a do estuprador quanto a do missionário terão que ser respeitadas, talvez este consenso da moral humanos esteja apontando ainda para maior uma moral Deus a ser alcançada e quem nos garante isso são os resultados já alcançados.

    Ja que voce insiste em dizer que isso da prazer?
    Calma. Voce parece estar saindo do estágio da negação para o estágio da raiva e por isso começa a fazer falsas afirmações sobre o que eu disse ou não disse.

    ha…ha..ha…ha..ha

    Eu nunca disse que fazer o mal dá prazer, até mesmo porque quem sempre faz afirmações absolutas é você.
    Fazer o mal pode ou não dar prazer a alguém e pode ou não gerar indiferença em alguém.

    Possui conhecimento de causa própria, ou apenas gosta de especular os sentimento, e os pensamentos s dos outros. (sai vidência cega…….que este corpo de ateu não te pertence.)
    E ai ? vai sair do armário? já fez o mal intencional e depois sentiu prazer vendo ao ver o sofrimento que causou aos outros ?

    Alguém pode fazer o mal e permanecer indiferente, sem se sentir mal nem especialmente bem à respeito.
    Estamos falando de pessoas, de pedras ? ou ainda de algum animal irracional ?

    É bem diferente da sua afirmação absoluta e categórica de que quem pratica o mal é infeliz.
    Somente pessoas infelizes desejam ver os outros infelizes.
    Quando desejamos fazer os outros sentirem o mesmo que sentimos: “sorria comigo e chore comigo”,mas não me deixe sozinho. (comigo mesmo porque eu mesmo não me agüento) eu quero ser o centro do universo humano.

    certa vez em uma quermesse, comprei um calhamaço de argolas e por mais que me esforçasse tentando melhor direciona-las não conseguia acertar nenhuma, ja no fim tive uma intuição para provar o improvável joguei a argola direcionada para o céu, subiu …subiu ….e……caiu direto no primeiro premio.
    o que voce acha desta probabilidade do tipo : “faça o errado que dará certo”?
    É bem plausível que uma argola atirada a esmo possa atingir o prêmio. Não vejo problema.
    Qual a sua opinião? Deus te considera tão fodasticamente importante que interveio para te dar um prêmio de quermesse?

    Deixe Deus fora destas minhas doideiras, algo me disse que se tentasse fazer o improvável daria certo, eu chamo isso de intuição, acreditar no impossível , ou menos provável.

    os ricos que se tornam arrogante devido a sua riquezas acham-se independentes de Deus, as vezes se acreditam deuses, passam amar mais o dinheiro, a si mesmo que aos próximos, este são os mais indicados para doarem suas riquezas.
    os ricos que ja aprenderam amar mais a Deus e aos seus próximos, saberão usar sua riqueza sabiamente devendo continuar usa-la e recebendo cada vez mais, esta é a lei de Deus.
    Assim diz o criaturo.
    E ai de jesus se ele não concordar.

    Ta maluco! São apena conjecturas! Jesus é o mestre a ser seguido eu apenas tento entende-lo.

    diga como ? Faça ai sua criação de um mundo melhor planejado ?
    Quem se propõe a especular sobre criação do mundo sempre foi você.
    Você me perguntou sobre a “minha realidade” e sobre isso que estou falando.
    Por exemplo, minha realidade seria um pouquinho melhor se eu ganhasse na mega-sena.

    Isto significa que te consideras um sábio ?
    em quais circunstancias, casuais ou intencionais ?
    Ela seria um pouquinho pior se eu morasse no oriente médio ao invés do Brasil.
    E da graças ao acaso por isso ?

    Mas ja que considera o final da sua existência um motivo de tristeza, então viva triste, por acreditar nisto.

    Se o fim da existência é motivo de tristeza, então devo viver feliz justamente por ainda não ter chegado lá.
    Cada crente com sua ilusão…ha..ha..ha..há..ha
    Quanto mais próximo mais a sua tristeza aumentará, a tradição nipônica costuma comemorar a morte do corpo iniciando a vida espiritual.

    Se você é convidado para uma festa vai ficar triste a festa inteira só porque em algum momento ela vai acabar?
    Que conclusão mais tola e infantil.

    você afirma que por um acaso foi empurrado para esta festa
    e que a qualquer instante pelo mesmo acaso será expulso dela , então onde esta o sentido da sua felicidade tendo essa visão pessimista da vida ?

    é o que seu sempre digo ateísmo é pessimismo, baseado em vidências dos sentimentos alheios, a não ser que.os mortos digam o que sentem ou não sentem, não da para querer adivinhar.
    Se não dá pra adivinhar então como é que você fez pra saber com tanta certeza os mistérios da vida e da morte.
    Ah! Eu tinha esquecido. Você já morreu, então sabe de conhecimento próprio.
    Peraí, então dá sim pros mortos falarem como é. Você é um morto contando os segredos além da vida?
    Se não for, siga seu próprio conselho e pare de tentar adivinhar.
    há…ha…ha…ha..ha
    Demorou pra cair essa ficha , heim ? o vento tem que soprar para os dois lados.

    Mas falando em soprar, talvez os mortos sopraram isso no meu ouvido, afinal de contas intuição é um conhecimento externo induzido na minha consciência.
    Se não for isso ainda posso contar com a minha super memória, já que estou reescrevendo isso tudo de novo, lembra ? já havia escrito e apaguei tudo sem querer!

    A maneira como você deixou explícito que é “jesus” quem segue você e não o contrário.
    Caramba você me transformou em um cristo e fez dele meu discípulo, quanta sabedoria o certo seria todos seguirem você “ o mestre dos magos, ou seria dos ateus ? “

    A mania que você tem de tentar “intuir” o que eu ou qualquer outra pessoa pensa e depois, através do discurso, demonstra não fazer nem idéia.
    Tentar adivinhar o que você pensa conforme o que você fala é bem mais fácil do que tentar sentir a “felicidade” dos que praticaram o mal , é ainda mais difícil tentar conseguir sintonizar a falta de pensamento dos mortos, só mesmo possuindo uma vidência atéia.

    A forma escorregadia que você tem de fugir das perguntas desviando o assunto e fazendo alegações genéricas e abstratas sem relevância para o assunto previamente discutido.
    Cada um destes indícios confirma e fortalece a minha conclusão de que o que você afirma é completamente falso.

    Será? Provavelmente ninguém consegue o tempo todo, estar totalmente errado , sua afirmação é ilógica.

    a continuação da vida seria tão possível quanto voce ter aparecido neste planeta ?
    É claro que não.
    Eu estou neste planeta e isto é um fato 100% comprovado.

    Vou refazer a pergunta: “O grau de dificuldade para passar a existir vida é menor do que o para continuar mantendo -a ? “

    A continuação da vida, se é que eu entendo o que você quer dizer, não tem sequer um vestígio de comprovação e nunca deixou o status de especulação e imaginação, portanto de baixíssima probabilidade.
    Neste caso só existe probabilidade de existência, apenas para as coisas que já fazem parte da sua ciência?

    a pergunta foi bem clara, se acreditar na continuação da vida te anima a querer estar vivo deslumbrando um futuro de maiores possibilidades ?
    Respondo novamente a mesma coisa.
    Se nunca acreditei, como posso dizer que acreditar me anima?
    Dhããã!

    Falta de animo só confirma o seu pessimismo ateu

    eu sei que esse papo ficou meio estranho ,mas foi voce que começou.
    Eu disse que não sou nem pessimista, nem otimista.
    Acabou de afirmar que não possui otimismo de haver continuação da sua vida, mais pessimista que isto só acreditando que isto acontecerá mais rápido do que supõe.

    “Prove”.
    Provei que não sou nem pessimista nem otimista, pois sou “eu” e não você, através de adivinhação, quem sabe o que se passa na minha cabeça.
    Sério! Procure ajuda médica.

    É da boca que sai o que esta dentro da sua cabeça, um cara que prega um breve final da própria existência , só pode ser considerado de pessimista radical.

    pessoas ainda muito ligado ao corpo não conseguem ir muito longe,vai ver que estes do seu teste viajaram para lugares mais interessantes, não dando a minima para o local que jazia seus corpos.
    É mais fácil inventar uma desculpa pseudocientífica e sem embasamento para explicar porque o teste não apresentou os resultados que você esperava.
    Algumas pessoas conseguem trazer lembranças dos seus sonhos outras não, isto é fato.

    em se tratando de inteligencias livres não da para querer padronizar com ciências fenomenos espirituais, caso contrario sairíamos da fé e entraríamos na ciência.
    Se admite que sua crença se apoia na fé e não na ciência, então é incoerente afirmar que sua crença é racional.
    Tão irracional e inexistente quanto os sentimentos

  375. Criaturo,

    Você se dispõe a “adivinhar” o que se passa na minha cabeça.

    Eu não adivinhei. Você mesmo repetiu diversas vezes que um sorriso no rosto não é garantia de felicidade. Contudo, é um indício.
    Por outro lado, você não apresentou indício algum de que uma pessoa sorrindo significa de fato que esteja triste.

    Eu me baseio em indícios e evidências, mesmo que possam eventualmente estar equivocadas.
    Você se baseia em… nada.

    Como pode ver, o vidente não sou eu.

    Calma ai amigão! Tire isso da sua boca que fica muito feio.

    Não estou nervoso.
    Foi apenas um bordão de um personagem cômico do Pânico na TV.
    Virou meme aonde eu moro.

    observo o que você demonstra ser um ateu pessimista, criado por uma falta de razão aguardando pela própria inexistência.

    Você não observa isso. Este é o espantalho que você criou (e até já admitiu que criou).
    1 – O pessimismo que você vê está nos seus olhos, não em mim.
    2 – Não fui criado por uma falta de razão.
    3 – Não aguardo minha inexistência. Aproveito minha breve existência. É imensamente diferente.

    A sua vidência deixa a minha intuição no chinelo chegando alcançar a consciência dos mortos ou a inexistência dela.

    Já provei que é você quem faz isso.
    Você se mete a detalhar o que ocorre após a morte sem estar morto e “intui” que uma pessoa que sorri, com certeza está triste.

    Tentar adivinhar o que você pensa analisando o que você fala, é menos improvável do que você querer sintonizar a consciência ou a falta dela nos mortos

    Nunca me propus a sintonizar nada. Apenas me baseio nos dados disponíveis.
    Quanto a você tentar adivinhar meu pensamento, não foi bem sucedido até agora.

    o resumo do ensinamento cristão é sacrificar a própria vida pelo bem do outro, quem faz isso pode ser dizer um cristão seguindo a cristo, o resto é um bla…bla…bla…bla ..que não te leva a lugar algum.

    Resumo feito (ou selecionado) por você, não por jesus.

    Não creio na trindade cristã, Jesus é diferente de Deus, castigo inferno eterno, nem céu eterno, diabo, virgens dando a luz, anjos criados no paraíso, ressurreição da carne, julgamento final.

    Aqui vou ter que dividir a pergunta, pois você não respondeu o que eu perguntei e ainda criou outro questionamento mais interessante ainda.

    Primeiro a pergunta original. Não estou falando sobre os dogmas nos quais você acredita ou não. Estou falando sobre algum assunto envolvendo os conceitos de certo e errado, moral ou imoral. Do tipo “Jesus diz que tal coisa é o certo e moral, mas eu acho que jesus está completamente errado, o certo é justamente o contrário”.

    Em segundo lugar, temos agora um novo questionamento.
    Você diz não acreditar em alguns dogmas apresentados por jesus. Você acha que ele estava mentindo? Acha que ele estava iludido? Acha que ele estava louco?

    Resumir não é criar

    O ato de escolher o que vai seguir e o que não vai seguir, é sim criar. É elaborar um novo código moral, mesmo que baseado em um preexistente.
    Aliás, muitos dos ensinamentos de jesus já eram praticados e difundidos por diversas civilização antes dele.

    Portanto, se você for por este lado, você continua não seguindo cristo. Você segue as pessoas que criaram os conceitos que ele repetiu mais tarde.

    Não tenho culpa se você me obriga a repetir varias vezes quais são os ensinamentos cristão que discordo

    Você não falou nenhum.
    Só falou de dogmas. Mas estou ansioso pra saber sua resposta sobre os dogmas também.

    Através da minha intuição, julgo os ensinamentos de Jesus que sejam autênticos

    Exato!
    Portanto, o julgamento final é seu.
    Você segue a si mesmo e nem se dá conta disso (ou finge ignorar).

    Sigo a minha por uma questão de individualidade, porem reconhecendo outras mais sabias , descarto as minhas e passo adotar as dos outros.

    Confirmado mais uma vez.
    Você segue seu próprio julgamento e se alguém te convencer que existe uma posição melhor, você passa a adotar esta posição.
    Você segue a qualquer um, menos jesus.

    Você pretende transformar a minha crença em um espantalho, para depois poder afirmar que ela é ridícula ?

    Procuro utilizar as suas próprias palavras para evitar injustiças. É por isso que pergunto a todo momento “porquê?” e “como?”

    Nem tenho intenção de ridicularizar ninguém. Oportunidades não me faltaram.
    Só tento demonstrar que sua crença não é racional. Não é vergonha pra ninguém dizer que sua crença se baseia em fé.

    Essa técnica é muito usada por ateus, usar o orgulho crente contra eles mesmos

    Achei que o teísmo tivesse mais a ver com a humildade do que com o orgulho.

    nunca disse que sou mais sábios do que os outros, pelo contrario minhas crenças é o resultado de um filtro de varias crenças e pensamento dos outros, mais um pequenino toque pessoal.

    Que bom que admite, pois este é o meu argumento desde o início.
    Você não segue jesus, até mesmo porque você não tem nenhuma ferramenta além da sua intuição para saber o que ele disse ou não disse.
    Tudo o que sabe sobre ele é o que “disseram” que ele disse, ou que “disseram” que ele fez.

    Você segue a sua própria consciência e a sua própria moral, construída à partir de suas experiências pessoais, profissionais, familiares e somadas à troca de informações com outros indivíduos.

    Sabe que base moral é esta que você segue?
    A moral secular. A moral humana desenvolvida pela convivência. A moral que não é absoluta ou monocromática, mas sim cheia de tons e, em alguns pontos, ainda dúbia e obscura.

    A mesma base moral de ateus.

    Substituiu toda sua razão pela vidência de achar que pode sentir e pensar o que se passa na cabeça dos que praticam o mal intencionalmente ?

    Já te provei que me baseio em evidências e você não se baseia em nada nas suas previsões.
    Se os meus indícios são fracos ou não, já é uma outra discussão. Pelo menos eu os tenho e você não.
    Portanto, o vidente é você.

    Selecionar fazendo uso da intuição são significa que estar selecionando algo verdadeiro, conforme você disse, minhas intuições ao seu respeito estão erradas.

    Significa que quem decide o que jesus disse ou não disse é você com sua intuição. Portanto, você segue a si mesmo.
    Considerando suas intuições a meu respeito, provavelmente também está errado sobre muita coisa na bíblia ou mesmo nas “cartas”.

    Existe grande diferença entre o que Jesus quis realmente dizer, o que seus discípulos entenderam e que foi escrito e atribuído como ensinamentos de Jesus.

    E dentre todas estas diferenças e possibilidades de engano, você com a sua poderosa intuição, é quem seleciona o que ele quis ou não quis dizer.

    A referência a ser seguida é Jesus, e não a minha intuição do que eu acho que seja os ensinamentos de jesus

    Você segue a sua intuição assim como todos os outros seguem suas intuições. Isso acontece porque ninguém “sabe” o que ele disse ou não disse de fato.
    Cada um segue a si mesmo.

    O dilema de Eutifron é ilógico baseado nos conceitos humanos e relativos do “bem e mal”
    Deus é um ser amoral, ele não é bom nem mal ele é apenas o necessário a existência.

    Você diz que segue jesus, por isso perguntei dele e não de deus.
    Jesus era humano, não era?

    Você só não responde o dilema porque nenhuma das respostas possíveis te agrada.

    Minha ironia aponta para uma inexistente lei divina a não ser seguida

    Não respondeu à pergunta.
    Bem e mal são relativos ou absolutos?

    Possui conhecimento de causa própria, ou apenas gosta de especular os sentimento, e os pensamentos s dos outros.

    Já provei que me baseio em indícios e você não.
    O que vai dizer agora?
    Tente “La, la, la, la, la, eu não tô ouvindo naaada, la, la, la, la, la.”

    Ou então, cresça.

    Estamos falando de pessoas, de pedras ? ou ainda de algum animal irracional ?

    O garoto que você citou e que matava passarinhos é alguma destas coisas?
    Ele insistia na prática, indício de que não se sentia mal com a prática.

    Somente pessoas infelizes desejam ver os outros infelizes.

    Viu quem é o vidente?

    Aliás, já faz algum tempo você sutilmente desviou o assunto. Vamos retomá-lo como ele realmente era antes de você fugir.

    Você disse que a maneira de descobrir se algo era bom ou mau era testando. Portanto, estamos falando de uma situação onde o indivíduo não sabe antecipadamente se tal ato é certo ou errado.
    Neste caso, não se pode falar em “fazer o mal intencionalmente” já que o indivíduo não sabe se é certo ou errado.

    E agora? Seu teste claramente afirma que pessoas que fazem o mal inadvertidamente são infelizes. Confirma?

    eu chamo isso de intuição, acreditar no impossível , ou menos provável.

    Isto é o que você finge acreditar. Do contrário, teria atirado “todas” as argolas a esmo desde a primeira.

    Isto significa que te consideras um sábio ?

    Não.
    O que isso tem a ver com sapiência?
    Mudanças bruscas de assunto não são um bom sinal psicológico.

    E da graças ao acaso por isso ?

    Não dou graças a nada nem a ninguém.

    você afirma que por um acaso foi empurrado para esta festa
    e que a qualquer instante pelo mesmo acaso será expulso dela , então onde esta o sentido da sua felicidade tendo essa visão pessimista da vida ?

    O sentido está em aproveitar a festa enquanto ainda está lá e não perder meu tempo imaginando com seria bom se tivesse outra festa depois.

    o vento tem que soprar para os dois lados.

    Só quem usa o vento da vidência é você.

    ninguém consegue o tempo todo, estar totalmente errado , sua afirmação é ilógica.

    Não é ilógica porque eu não disse “o tempo todo”. Isso foi uma tentativa desesperada sua de retrucar algo que já provei.

    “O grau de dificuldade para passar a existir vida é menor do que o para continuar mantendo -a ? “

    Não há dificuldade nem pra um nem pra outro.
    A “vida” consciente passou a existir e estudos científicos prevêm que deixará de existir.
    Pelo menos na Terra e nas condições que ela oferece. No restante do universo, vai saber que tipo de vida existe, ou se existe.

    Falta de animo só confirma o seu pessimismo ateu

    Errado.
    Sua fala só confirma seu preconceito.

    O que eu disse (e você torceu) foi que nunca tive ânimo motivado pela crença porque nunca tive crença.
    Isto não me impede de me animar com outras coisas.

    Acabou de afirmar que não possui otimismo de haver continuação da sua vida

    Isso não é otimismo nem pessimismo.
    Você é que insiste em me atribuir o que eu não disse.

    Você faz tanto isso com jesus que já virou mania tentar fazer com todo mundo. A diferença é que eu reclamo e jesus não está aqui para se defender de você.

    um cara que prega um breve final da própria existência , só pode ser considerado de pessimista radical.

    Só por você que é dono da sua própria definição de otimismo e pessimismo.

  376. Você só disse que devemos analisar as consequências desta moral para o indivíduo e para a sociedade.

    E usar a Lei Magna: faça ao outro o que gostaria que o outro lhe fizesse e não faça o que não gostaria que fizesse.

    Tendemos a ser tendenciosos (uau, esta ficou uma pérola!) em nossos debates, argumentações, mas quando se trata de nós mesmos, aí a coisa muda de figura. então você usa o outro no seu lugar: você gostaria que ele usasse o mesmo tipo de argumento que você usou? Se a resposta for não, então você não está usando um argumento sincero.

    Aí vc pode comentar: mas ainda vai ter divergências! Bem, se elas não forem gritantes, ótimo que tenham! Eis a beleza humana. Como dizia Baha´u´llah: somos todos flores de um mesmo jardim.

    Minha observação é que, se você utiliza a “sua” moral para avaliar a bíblia, então você não segue a jesus e sim o contrário.

    Moral não, lógica. Se é um texto, o que devemos usar? interpretação de texto. Qual a dificuldade disto?

    mas não sei se você também afirma seguir jesus.

    Sim, a Jesus, Moisés, Maomé, Buda, Krisna, Bab, Baha´u´llah, Zoroastro e qualquer outra pessoa que tiver algo de bom para ensinar.

    Em certos casos, as opiniões são diametralmente opostas e não podem se conciliar em um meio termo.

    Neste caso há um erro de lógica ou de interpretação de pelo menos uma das partes, se nenhuma delas reconhecer que pode estar errada aí não há muito o que fazer. Mas se você usou a massa cinzenta que Deus lhe deu o melhor que pode, sua consciência pode ficar em paz.

    ou não :)

    Nestes casos, não há como saber o que seria correto aos olhos de jesus.

    Sendo o mestre dos mestres, ele sempre vai apontar uma solução que traga o maior benefício para todas as partes. Lembrando que os maiores benefícios são sempre espirituais e não físicos.

    Ele explica e demonstra a veracidade de sua resposta, seja através de cálculos ou seja através de argumentos, mas sempre a partir de dados acessíveis ao aluno.

    Ou, se for um professor mais construtivista, dá o material para que o aluno explore e descubra por si só. Quanto ao filósofo acrescentaria apenas: lógicos e/ou analógicos, de resto é isto ai.

    Jesus está sempre certo

    se estivermos analisando uma passagem cuja tradução é fidedigna, pois não nego que a Bíblia pode e tem erros humanos de diversas fontes. Mas o Evangelho teve sua essência bem preservada, felizmente.

    Observe que jesus, na bíblia, não levanta debates filosóficos relativizando as respostas, e nem apresenta cálculos ou argumentos que convençam seus ouvintes sobre a veracidade de suas alegações.

    Como não? Ele não destrinchava sempre as parábolas (parte da didática), mas veja passagens como o apedrejamento da adúltera, quando ele diz “quem não tiver pecados atire a primeira pedra” ele sintetiza uma tonelada de filosofia em poucas palavras, chama as pessoas à auto-análise, demonstra que o perdão é maior que a lei, usa a Lei Magna de forma prática, destrói qualquer possibilidade de contra-argumento…

    Quando justifica a cura no sábado, ele só pergunta: “um homem vale mais que um burro?” Ele não usa as escrituras, dogmas, autoridade… usa apenas a mais pura lógica.

    Quando pergunta: “se amardes apenas os que vos amam, que fazem demais? Os maus não fazem o mesmo?” isto é comparação direta, pura questão lógica.

    Ele chega até mesmo e se utilizar de milagres para provar sua “superioridade”

    Eis um erro comum que cometemos, usar milagres como se fossem a parte mais importante, quando na verdade são a menos.

    Se você pegar a Bíblia, ou Alcorão, Gita… separar, o que é história, milagres, cultura e o que são os ensinamentos, jogar tudo fora ficando só com os ensinamentos, você não perde nada.

    Portanto, jesus não se assemelhava a um professor e nem a um filósofo. Jesus era assumidamente um profeta e, sem sobra de dúvida, era um pregador e se dizia “o caminho” para o reino de deus.

    Pra mim era os três. Aliás todo Enviado de Deus é, de certa forma professor e filósofo.

    Seria o mesmo que ele aparecer hoje para você pra ensinar que estuprar é errado. Isso seria totalmente desnecessário e inútil, já que você está cansado de saber disso.

    Como diz um professor que tive: saber e não fazer, é a mesma coisa que não saber.

    O criaturo afirma que existem contradições e resolve isso alegando falsificação de alguns trechos.
    Aparentemente, sua estratégia é diferente. Você afirma que não há contradição e sim falha na tradução e na interpretação.

    Na verdade todas as coisas podem acontecer. A Bíblia foi inspirada por Deus, mas escrita por homens, traduzida por homens, interpretada por homens, adulterada por homens. Resumo: a Bíblia não é perfeita, perfeito só Deus o é.

    Então ela perde sua utilidade? NÃO, porque todos os outros livros do mundo também são imperfeitos, mas são úteis por sua essência.

    E qual a essência da Bíblia? Vou ilustrar com uma parábola, pode ser?

    Um homem de posses e tido por muitos como sábio, resolveu sair ao mundo buscando mestres para um desafio: ensinar toda a essência de seus conhecimentos principais enquanto ele se apoiava em um pé só.

    Pastores, padres, monges, sheiks… desafiou a vários, mas os poucos que aceitava o desafio absurdo, não chegavam a fazer mais que algumas listas de pontos ou mensagens.

    Uma vez ele encontrou um dervixe e fez o desafio: pode me ensinar tudo que tem de importante no Alcorão e Hadiths enquanto eu fico de pé num pé só, antes de me cansar?

    – Perfeitamente!

    – Então pode começar. – levantou o outro pé no ar.

    – Ame!

    – Como assim? Só isto? E as centenas de Suras, os cinco pilares, as fatwas…

    – São todos exemplos de amor, mas no fim, só o amor é o que importa, se não entender isto, de nada valem todo o resto.

    1 – Qualquer um que queira conhecer “a verdade” sobre o bem e o mal deve ser um especialista no mínimo em grego, aramaico, teologia e história. Isso parece contradizer a idéia de que o reino de deus é destinado aos humildes.

    1 – a verdade ABSOLUTA só Deus alcança, então temos que dar o melhor, mas não adianta querer atingir a perfeição.

    2 – conhecimento nunca ocupa espaço, tudo que você citou é interessante, mas não fundamental. Eu já citei em outro lugar aqui sobre a questão do “non odit” que foi mau traduzido. Eu não sei latim, mas sei sobre esta curiosidade, portanto tenho um embasamento maior. Mas se eu não soubesse disto, e estou lendo Lucas 14 e me deparo com: quem não odiar sua família não é digno de mim.

    E agora, como saber se este trecho é ou não fidedigno? Interpretação de texto: Odiar a família vai contra tudo que Jesus disse antes e depois desta passagem, Jesus disse claramente em outras passagens que devemos amar a família, amar a família faz muito mais sentido que odiá-la tanto na teologia como fora dela, a essência de Deus é amor, não ódio, odiar a família não traz benefícios para ninguém, nem pra mim, nem para Jesus, nem pra Deus, odiar a família vai contra a lei magna.

    Portanto este trecho é falso, não importa se é tradução (que é o caso), falsificação, intertretação, figura de linguagem… eu posso procurar descobrir (tem vários sites com dezenas de versões da Bíblia para comparar) ou mesmo simplesmente ignorar esta passagem.

    Uma passagem que eu ignoro: quando Moisés pede pro faraó deixar os hebreus ir, e diz que DEUS ENDURECEU O CORAÇÃO DO FARAÓ. Isto é simplesmente ridículo pois não há uma única rasão para Deus fazer isto, então deduzo que é falsa. Não sei se é erro de tradução, se adulteraram este parte de propósito ou mesmo algo sem querer (quem conta um conto…) o que sei é que Deus não endureceu o coração do faraó. O que me dá autoridade para chegar a esta afirmativa? Massa cinzenta.

    3 – E os humildes? A Salvação não depende de conhecimentos, e sim de elevação espiritual. Além disto a mensagem é extremamente simples QUANDO SE QUER ENTENDER, as pessoas só complicam para ficar fazendo disputas bestas como esta que estamos fazendo agora, ou com objetivo de controle.

    Existem técnicas conhecidas que podem apresentar os mesmo efeitos praticados por Chico.

    Não conheço AINDA ninguém que tenha se proposto a replicar e conseguido fazer um material que se aproximasse das riquezas de detalhes do material produzido por ele.

    Técnicas como a leitura fria, questionários prévios às sessões, figurante disfarçados para “bater papo” e extrair informações.
    Tudo isso me parece mais plausível do que contato com os mortos.

    Sim, perfeitamente possível e sem dúvida muitos “médiuns” utilizam-se deste tipo de artifício. Mas o fato de algo poder ser adulterado não é prova de que foi adulterado. Como eu disse ele produziu no mínimo 5000 cartas, mesmo se metade delas não pudessem ser testadas, ainda sobraria provas de sobra. Uma boa parte destas cartas foram reunidas em Pedro Leopoldo e Uberaba, não é tão difícil analisá-las.

    Identificada talvez por uma pessoa em estado facilmente influenciável, ou que já era adepta da crença ou num estado de fragilidade com imensa vontade de acreditar naquilo.
    Impossível mesmo? É uma palavra bem forte.
    Será?

    Este material está arquivado e de tempos em tempos algumas pessoas solicitam testes independentes, até onde sei os grafólogos que analisaram chegaram às conclusões citadas.

    Já soube estudos dizendo o exato oposto. Que o estilo não era do autor mas uma tentativa de cópia.

    Então teríamos que comparar estes estudos.

    Será que não dominava mesmo?

    Nos sobra a alternativa que então ele era um gênio, porém um grande mentiroso, será difícil testar a hipótese, mas ela nos leva a questões tipo: se ele era tão genial, porque armar um show tão complexo sem lucrar nada com isto? Pura busca de admiradores? Mas a maioria das pessoas só o reconheceu como grande médium prá lá da metade de sua vida, e o número de desafetos sempre foi maior que o número de admiradores.

    Esquizofrenia? Neste caso a doença dele demonstrava ser mais saudável que a vida de muito “normal”.

    Por fim, como ensina o mestre: pelos frutos se conhece a árvore.

    Ora ele parecia algo e ora parecia outro.
    Em certos trechos ele é um pregador tranquilo e de fala mansa.
    Em outros, era um brucutu que distribuía chibatadas nos outros e dava má resposta para a própria mãe.

    Chegamos a um impasse da percepção seletiva então. Fazer o que né!

  377. Leomar

    Com bem deduziste, este é um trecho que fala da vingança e a essência do ensinamento é o perdão.
    Qual a grande vantagem do perdão? O simples fato de jogarmos fora a mágoa já é uma grande vantagem, pois mesmo estando “certos” ela fica corroendo por dentro, portanto o perdão é libertador.

    A minha questão não se prendia à forma como o agredido se sente, mas qual o resultado de se por em prática o ensinamento. As palavras que supostamente um suposto Jesus teria dito são muito claras e limitadas. Perdoar a quem nos faz mal e dar a outra face. Não há nenhuma especificação de circunstância.
    Se as pessoas fizessem o contrário do que fazem – a saber, catar lá pela bíblia só o que convém e ignorar o que não convém, no que fazem muito bem, aliás, dependendo da situação – não se haveriam instituídos os sistemas de punição, as leis, juízes, advogados. A cada mal recebido, o perdão e o oferecimento da repetição.
    Só que aí você diz, para não variar, que é necessário interpretar o que o suposto Jesus supostamente disse. Neste caso especifico, além da “interpretação”, tem que acrescentar.
    Como eu já disse para um outro comentarista daqui, o André, vocês não acreditam em Deus. Vocês acreditam nos que interpretam o Deus, pois vocês mesmos assumem que não entendem o que ele quis dizer. Pode-se dizer que os crentes inauguraram a terceirização.

    SE olharmos apenas pelo lado do agressor e SE considerarmos esta passagem isolada das demais, sim. Mas este tipo de interpretação é totalmente falha.

    Não é uma “interpretação”. É uma constatação. E ainda que fosse uma “interpretação”, onde estaria a falha? Especifique.
    Você usa um caso de júri e uma “explicação” para exemplificar o uso dos ensinamentos do suposto Jesus. Alguém deveria avisar os cristãos americanos sobre esse ensinamento.
    O exemplo que você dá do Garrincha. Por acaso você está dizendo que esse tipo de comportamento só se iniciou depois do suposto Jesus? Você pode provar que antes dos ensinamentos do suposto Jesus ninguém teve a mesma atitude?

    É um trabalho difícil, pois é preciso que aprendam primeiro se colocar no lugar do outro (não lembro o termo técnico), depois que aprendam internalizar os atos, após isto é que é possível começar a trabalhar uma reparação e nisto tudo as vezes vai mais que o tempo de uma vida.
    Exatamente por isto que Deus é bom o bastante para nos dar várias. Eles podem até indenizar as vítimas nesta vida ainda de forma indireta, mas de forma direta só na próxima.

    Você então pensa que um psicopata é capaz de desenvolver empatia?
    E Deus é bom o bastante para permitir que um psicopata cometa todo tipo de atrocidade, só para dar a ele a oportunidade de “reparar” o que fez? Bom o bastante para fazer com que a vítima seja só um detalhe para você, Leomar?
    Suponho que você seja incapaz de perceber a perversão mental que faz com que uma pessoa discorra com tanta leveza sobre uma vítima de um assassino.
    E como você sabe que há várias vidas? Quantas vezes você já morreu e voltou?

  378. Marcos

    É de supor que o Criaturo fez uma extensa pesquisa com criminosos reincidentes para saber que eles sentem dores morais e físicas, dada a segurança com que ele faz a afirmação. Quando as dores passam a ser físicas, o que será que dói neles? As mãos? A cabeça? Os pés? As costelas?
    E acho que podemos abolir as instituições legais, de acordo com o Leomar. Podemos mandar todos os criminosos para retiros budistas ou coisa parecida.

  379. A minha questão não se prendia à forma como o agredido se sente, mas qual o resultado de se por em prática o ensinamento. As palavras que supostamente um suposto Jesus teria dito são muito claras e limitadas. Perdoar a quem nos faz mal e dar a outra face. Não há nenhuma especificação de circunstância.

    Aí entra a questão de interpretação de texto. Se quer uma interpretação limitada, é tudo o que terá. Conveniente, né?

    Se as pessoas fizessem o contrário do que fazem – a saber, catar lá pela bíblia só o que convém e ignorar o que não convém, no que fazem muito bem, aliás, dependendo da situação

    Como visto acima? É, pois é. Como já dizia Francis Bacon: Todo olho vê apenas o que quer ver.

    não se haveriam instituídos os sistemas de punição, as leis, juízes, advogados.

    Isto é tudo que conseguiu ver do que foi dito? É triste, só posso deduzir que ou eu não consegui ser claro ou você não tem interesse nenhum em sair da superficialidade da questão.

    Como eu já disse para um outro comentarista daqui, o André, vocês não acreditam em Deus.

    Tu o dizes.

    O exemplo que você dá do Garrincha. Por acaso você está dizendo que esse tipo de comportamento só se iniciou depois do suposto Jesus? Você pode provar que antes dos ensinamentos do suposto Jesus ninguém teve a mesma atitude?

    Não, você quer forçar uma interpretação, o que fortalece a tese que seu interesse é só o debate pelo debate, nada de realmente produtivo vai sair daqui. Me faz lembrar um desenho que assisti: “Não me interessa ganhar, só importa que vocês percam”.

    Pessoas com moral elevada sempre existiram, mesmo antes de Jesus, claro. O que dei foi um exemplo ilustrativo, mas se não sabe o que é isto, se torna estéril tentar qualquer debate.

    Você então pensa que um psicopata é capaz de desenvolver empatia?

    Não é uma característica humana?

    E Deus é bom o bastante para permitir que um psicopata cometa todo tipo de atrocidade, só para dar a ele a oportunidade de “reparar” o que fez?

    Se lhe fosse dado poder ilimitado para ficar no lugar de Deus, sua alternativa seria…?

    Bom o bastante para fazer com que a vítima seja só um detalhe para você, Leomar?

    Do ponto de vista de Deus todos somos só detalhes mesmo, mas eu não perderá nem o menor detalhe pois ele consegue salvar tanto a vítima como o algoz. Você conseguiria fazer o mesmo de forma melhor?

    Claro que você preferiu ignorar convenientemente tudo que falei sobre o ponto de vista da vítima, mas de quem é a incapacidade então? Se está querendo debater só por títulos, vou dizer o mesmo que disse pro soltando Barros: se lhe fizer feliz, dê-me o título que achar melhor, ou pior. Vai fazer bem para seu ego me chamar de incapaz, tapado, idiota ou qualquer outra coisa? Então vá em frente amigo. Ouve tempos em que eu também disputava por títulos, hoje isto é totalmente irrelevante para mim.

    E como você sabe que há várias vidas? Quantas vezes você já morreu e voltou?

    Sei pois os grandes mestres assim ensinam, e a reencarnação é consequência lógica do amor infinito de Deus, se assim não fosse algo melhor teria que existir. Quantas vezes morri e renasci é mero detalhe e em nada prejudica ou facilita meu progresso saber isto.

    E acho que podemos abolir as instituições legais, de acordo com o Leomar.

    Não jogue em mim aquilo que você não quer assumir, isto só mostra sua insinceridade.

    Podemos mandar todos os criminosos para retiros budistas ou coisa parecida.

    Não seria uma ideia ruim levar retiros budistas para dentro das prisões, afinal, criminosos ou não, eles não deixaram de ser humanos e nem deixaram de ser nossos irmãos.

  380. Leomar,

    mas ainda vai ter divergências! Bem, se elas não forem gritantes, ótimo que tenham!

    E se forem gritantes, como em alguns casos realmente são?
    Se forem divergências irreconciliáveis?

    Se é um texto, o que devemos usar? interpretação de texto. Qual a dificuldade disto?

    A dificuldade é que interpretação cada um tem uma.

    Sim, a Jesus, Moisés, Maomé, Buda, Krisna, Bab, Baha´u´llah, Zoroastro e qualquer outra pessoa que tiver algo de bom para ensinar.

    Isso se você tiver algum critério objetivo para se certificar da autoria do ensinamento.

    De outro modo, você não segue jesus.
    Você segue o que você acha que jesus disse ou diria. O que disseram que ele disse.

    Neste caso há um erro de lógica ou de interpretação de pelo menos uma das partes, se nenhuma delas reconhecer que pode estar errada aí não há muito o que fazer. Mas se você usou a massa cinzenta que Deus lhe deu o melhor que pode, sua consciência pode ficar em paz.

    Este é o tipo de despreocupação que se espera de um ateu e não de um teísta.

    Se uma pessoa acredita verdadeiramente na importância de determinados atos, acredita no pecado, acredita na condenação ou na recompensa eternas, então a conclusão “não há muito o que fazer” não seria de modo algum aceitável, afinal a sua vida eterna e o destino da sua alma imortal podem depender desta decisão.

    Sendo o mestre dos mestres, ele sempre vai apontar uma solução que traga o maior benefício para todas as partes.

    A discordância permanece insolúvel em diversos casos.

    se estivermos analisando uma passagem cuja tradução é fidedigna, pois não nego que a Bíblia pode e tem erros humanos de diversas fontes. Mas o Evangelho teve sua essência bem preservada, felizmente.

    A bíblia manteve a essência que homens numa cúria escolheram para ela sem se preocupar em remover as supostas falsificações.
    Este fato não o preocupa?

    Como não? Ele não destrinchava sempre as parábolas (parte da didática), mas veja passagens como o apedrejamento da adúltera, quando ele diz “quem não tiver pecados atire a primeira pedra” ele sintetiza uma tonelada de filosofia em poucas palavras, chama as pessoas à auto-análise, demonstra que o perdão é maior que a lei, usa a Lei Magna de forma prática, destrói qualquer possibilidade de contra-argumento…

    Ele não “demonstra” nada disso. Ele afirma quais são as verdadeiras leis de deus, mesmo que aparentemente contradigam as antigas leis conhecidas.
    Ele nem sugeriu que apedrejar alguém é errado, mas simplesmente que ninguém ali era puro o suficiente para fazê-lo.

    Quando justifica a cura no sábado, ele só pergunta: “um homem vale mais que um burro?” Ele não usa as escrituras, dogmas, autoridade… usa apenas a mais pura lógica.

    Ele não usa escrituras nem dogmas, mas usa sim a autoridade de se proclamar “o caminho” para o reino de deus.
    Imagine um cenário onde jesus dá os mesmos ensinamentos mas não faz nenhum milagre e ainda afirma que estes ensinamentos não têm qualquer relação com deus, com inferno ou com salvação, mas que era simplesmente a coisa moralmente certa a se fazer.
    Você imagina que alguém o seguiria sob estas condições?

    Quando pergunta: “se amardes apenas os que vos amam, que fazem demais? Os maus não fazem o mesmo?” isto é comparação direta, pura questão lógica.

    Isso não é lógica. É abstração utilizada para evitar dar uma resposta direta e ainda assim sugerir uma idéia que se ache correta. Afinal, se “o caminho” disse algo, quem é você para discordar, não é?

    Além disso, estamos falando sobre os ensinamento “bons” de jesus. O que dizer dos ensinamentos controversos?

    Se você pegar a Bíblia, ou Alcorão, Gita… separar, o que é história, milagres, cultura e o que são os ensinamentos, jogar tudo fora ficando só com os ensinamentos, você não perde nada.

    Você perde a autoridade. Perde o poder de convencimento de que você realmente é quem diz ser.
    Sem os milagres, dificilmente jesus teria convencido seus seguidores de que ele era “o caminho” para o reino de deus.

    Tanto é verdade que durante sua tortura ele foi ridicularizado e desafiado a utilizar a ajuda de deus para se salvar.

    O próprio WC aceita que a ressurreição foi fundamental para que o cristianismo se difundisse.

    Resumo: a Bíblia não é perfeita, perfeito só Deus o é.

    É aí que mora o problema.
    Se deus é perfeito mas a bíblia não o é, seria necessário algum outro canal de comunicação, outra fonte de informações à respeito de deus e jesus.
    Mesmo assumindo que deus seja perfeito, como conhecer sua perfeição através de um livro adulterado?

    A única solução é cada um interpretar à sua maneira, ou seja, seguir a si mesmo tentando imaginar (ou intuir) o que seria certo ou errado aos olhos de jesus.

    São todos exemplos de amor, mas no fim, só o amor é o que importa, se não entender isto, de nada valem todo o resto.

    E se amor não for a resposta correta? Ou a não for a resposta completa?

    E agora, como saber se este trecho é ou não fidedigno? Interpretação de texto: Odiar a família vai contra tudo que Jesus disse antes e depois desta passagem

    E se este trecho for autêntico e as outras passagens forem falsificações?
    E quanto a passagens que admitem diversas interpretações? Quanto ao castigo eterno, acredita nisso? Ou é falsificação?

    o que sei é que Deus não endureceu o coração do faraó. O que me dá autoridade para chegar a esta afirmativa? Massa cinzenta.

    A única maneira de se certificar se deus fez ou não fez isso seria conhecendo-o.
    Você o conheceu através da bíblia, um livro escrito, adulterado e montado por homens pelos mais diversos e às vezes obscuros motivos. Portanto, você não sabe o que deus faria. Você não tem como saber de outro modo que não seja a biblia. Você simplesmente acha que deus não faria isso.

    Ou você não acha que seria muita pretensão? Não dá pra ter certeza nem do que se passa na cabeça de uma pessoa, quanto mais na de deus.

    Além disto a mensagem é extremamente simples QUANDO SE QUER ENTENDER, as pessoas só complicam para ficar fazendo disputas bestas como esta que estamos fazendo agora, ou com objetivo de controle.

    Primeiro, não estou fazendo disputa nenhuma, pois não estamos aqui medindo talentos. Eu apenas me preocupo com a veracidade das coisas em que acredito, mesmo que nunca possa ter a certeza absoluta.

    Em segundo lugar, nem sempre a mensagem é tão simples, ou então assuntos polêmicos não existiriam.

  381. Marcos

    Marcos pergunta:

    Você se dispõe a “adivinhar” o que se passa na minha cabeça.

    Marcos responde: Eu não preciso disso. Eu “sei” o que se passa na minha cabeça.
    Quer tirar a prova? Vamos perguntar pra única pessoa que pode saber, ou seja, eu.

    Marcos ainda não satisfeito com a própria resposta, responde a si mesmo de novo:
    Eu não adivinhei. Você mesmo repetiu diversas vezes que um sorriso no rosto não é garantia de felicidade. Contudo, é um indício..
    Eitâ! Que samba do criolo doido !

    Não fui criado por uma falta de razão.
    Então explique qual é a causa inteligente da sua existência?
    Não aguardo minha inexistência. Aproveito minha breve existência. É imensamente diferente.
    E qual seria o objetivo ( sentido) final disto ?

    o resumo do ensinamento cristão é sacrificar a própria vida pelo bem do outro, quem faz isso pode ser dizer um cristão seguindo a cristo, o resto é um bla…bla…bla…bla ..que não te leva a lugar algum.
    Resumo feito (ou selecionado) por você, não por jesus.
    Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. João 15:13
    ¶ Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas. Mateus 7:12

    Não creio na trindade cristã, Jesus é diferente de Deus, castigo inferno eterno, nem céu eterno, diabo, virgens dando a luz, anjos criados no paraíso, ressurreição da carne, julgamento final.
    Estou falando sobre algum assunto envolvendo os conceitos de certo e errado, moral ou imoral. Do tipo “Jesus diz que tal coisa é o certo e moral, mas eu acho que jesus está completamente errado, o certo é justamente o contrário”.
    Deus punir eternamente por erros cometidos em uma vida efêmera, seria imoral.

    Em segundo lugar, temos agora um novo questionamento.
    Você diz não acreditar em alguns dogmas apresentados por jesus. Você acha que ele estava mentindo? Acha que ele estava iludido? Acha que ele estava louco?

    Acho que este ensinamento pertence originalmente ao judeus e depois foi atribuído a ele , indevidamente.

    Aliás, muitos dos ensinamentos de jesus já eram praticados e difundidos por diversas civilização antes dele.
    Portanto, se você for por este lado, você continua não seguindo cristo. Você segue as pessoas que criaram os conceitos que ele repetiu mais tarde.

    Prove! mostrando outro sendo humilhado, torturado , furado,assassinado e na dor da morte perdoando e desejando o bem dos seus carrascos.

    Através da minha intuição, julgo os ensinamentos de Jesus que sejam autênticos
    Exato!
    Portanto, o julgamento final é seu.
    Você segue a si mesmo e nem se dá conta disso (ou finge ignorar).

    Seria um hipócrita se adotasse a idéia do outro me fazendo autor dela, isto é crime.
    E levantar falsos testemunhos também.

    Sigo a minha por uma questão de individualidade, porem reconhecendo outras mais sabias , descarto as minhas e passo adotar as dos outros.
    Confirmado mais uma vez.
    Você segue seu próprio julgamento e se alguém te convencer que existe uma posição melhor, você passa a adotar esta posição.
    Você segue a qualquer um, menos jesus.

    Pare de tentar criar um espantalho ateu anti-cristão

    Só tento demonstrar que sua crença não é racional.
    Uma pessoa que crê ter tido uma origem irracional, não é uma pessoa mais indicada para questionar a racionalidade das crenças alheias.

    Não é vergonha pra ninguém dizer que sua crença se baseia em fé.
    Fé para mim significa esperança, otimismo para mim um orgulho possuir fé, não me sentindo escravizado pela matéria.
    Enquanto você afirma querer aproveita la o Maximo possível, já que poderá perde-la a qualquer momento.
    Alem do mais a fé também nasce de observações de fatos reais.

    Essa técnica é muito usada por ateus, usar o orgulho crente contra eles mesmos
    Achei que o teísmo tivesse mais a ver com a humildade do que com o orgulho.
    Mentira, sempre soube que religião é movida mais pelo orgulho, do que vontade de praticar o bem sem interesses.

    nunca disse que sou mais sábios do que os outros, pelo contrario minhas crenças é o resultado de um filtro de varias crenças e pensamento dos outros, mais um pequenino toque pessoal.
    Que bom que admite, pois este é o meu argumento desde o início.
    Disse isso desde o inicio que tento seguir os ensinamentos de Jesus, você que tenta encarnar um ateu anti-cristão em mim, tentar criar prosélitos ateus não aumentará a sua razão.

    Você não segue jesus, até mesmo porque você não tem nenhuma ferramenta além da sua intuição para saber o que ele disse ou não disse.
    Sempre disse que “tento” segui-lo, se de fato seguisse já teria conquistado um mundo melhor, mas sou grato pelo que já conquistei .
    Tudo o que sabe sobre ele é o que “disseram” que ele disse, ou que “disseram” que ele fez.
    Você segue a sua própria consciência e a sua própria moral, construída à partir de suas experiências pessoais, profissionais, familiares e somadas à troca de informações com outros indivíduos.
    Sabe que base moral é esta que você segue?
    A moral secular. A moral humana desenvolvida pela convivência. A moral que não é absoluta ou monocromática, mas sim cheia de tons e, em alguns pontos, ainda dúbia e obscura.
    A mesma base moral de ateus.

    A ultima coisa que eu seguiria é o orgulho ateu que ultrapassa em muito ao dos crentes, pois se dizem independente de um ser superior, arrogantes e ingratos .

    Substituiu toda sua razão pela vidência de achar que pode sentir e pensar o que se passa na cabeça dos que praticam o mal intencionalmente ?
    Já te provei que me baseio em evidências e você não se baseia em nada nas suas previsões.
    Se os meus indícios são fracos ou não, já é uma outra discussão. Pelo menos eu os tenho e você não.
    Portanto, o vidente é você.

    Minha razão segue minhas experiências próprias a sua tenta adivinhar o que o outro sente.

    Existe grande diferença entre o que Jesus quis realmente dizer, o que seus discípulos entenderam e que foi escrito e atribuído como ensinamentos de Jesus.
    E dentre todas estas diferenças e possibilidades de engano, você com a sua poderosa intuição, é quem seleciona o que ele quis ou não quis dizer.
    E daí ? Jesus disse para segui-lo e não para sermos iguais a ele.

    A referência a ser seguida é Jesus, e não a minha intuição do que eu acho que seja os ensinamentos de jesus
    Você segue a sua intuição assim como todos os outros seguem suas intuições. Isso acontece porque ninguém “sabe” o que ele disse ou não disse de fato.
    Cada um segue a si mesmo.

    De tanto você repetir isso, eu sou obrigado a concordar, você tem razão: “se todos de fato estivessem seguindo a Jesus , este mundo já estaria bem melhor.”

    Deus é um ser amoral, ele não é bom nem mal ele é apenas o necessário a existência.
    Você diz que segue jesus, por isso perguntei dele e não de deus.
    Jesus era humano, não era?
    Você só não responde o dilema porque nenhuma das respostas possíveis te agrada.

    Faça uma pergunta mais lógica e eu tentarei responder.
    Jesus é humano , e daí ?
    Ele aponta para o caminho da felicidade você segue se quiser, são os resultados que que te indicaram se o caminho que você escolheu é bom ou não.

    Não respondeu à pergunta.
    Bem e mal são relativos ou absolutos?

    De novo:
    O dilema de Eutifron é ilógico baseado nos conceitos humanos e relativos do “bem e mal”Deus é um ser amoral, ele não é bom nem mal ele é apenas o necessário a existência.

    Possui conhecimento de causa própria, ou apenas gosta de especular os sentimento, e os pensamentos s dos outros.
    Já provei que me baseio em indícios e você não.
    O que vai dizer agora?
    Tente “La, la, la, la, la, eu não tô ouvindo naaada, la, la, la, la, la.”
    Ou então, cresça.

    Vou entender esse seu ataque de criancice como: “não possuo conhecimentos de experiências na minha própria vida,meu indícios são apenas observações da vida alheia, do tipo “seres maldosos são felizes”.!

    Estamos falando de pessoas, de pedras ? ou ainda de algum animal irracional ?
    O garoto que você citou e que matava passarinhos é alguma destas coisas?
    Ele insistia na prática, indício de que não se sentia mal com a prática.

    Sei que depois disso ele resolveu matar gente, e acabou sendo morto.
    Alem deste indicio da vida alheia comprovando a lei de Deus, também pude comprovar pessoalmente na pratica de chutar e ser literalmente chutado.

    Somente pessoas infelizes desejam ver os outros infelizes.
    Viu quem é o vidente?
    Afirmo isso por experiência própria e observando as alheias e você ? tentar refutar baseado no que ?

    Aliás, já faz algum tempo você sutilmente desviou o assunto. Vamos retomá-lo como ele realmente era antes de você fugir.
    Você disse que a maneira de descobrir se algo era bom ou mau era testando. Portanto, estamos falando de uma situação onde o indivíduo não sabe antecipadamente se tal ato é certo ou errado.
    Neste caso, não se pode falar em “fazer o mal intencionalmente” já que o indivíduo não sabe se é certo ou errado.
    E agora? Seu teste claramente afirma que pessoas que fazem o mal inadvertidamente são infelizes. Confirma?

    No momento certo os irracionais terão que evoluir ai, também serão ensinados a sentir a dor que impõe aos outros.
    Ninguem escapa da lei divina, não estamos falando de leis mecânicas da ação e reação, estamos falando de leis espirituais inteligentes, a intenção não é punir ou se vingar , o objetivo é educar, para isso a vida é eterna não há pressa, pelo contraio tudo no tempo certo, onde quando o individuo estiver mais apto a aceitar o ensinamento como um ato de necessidade e não de vingança ou punição irracional.
    Elias após provar que Deus existe mandou matar a espada todos seus inimigos 450 profetas de baal, a lei divina não isenta nem profetas (Jesus que o diga) , matou por vontade própria, depois anos a frente nasceu como João batista e teve a cabeça cortada apedido de Salomé..
    O interessante que a rainha jezabel dona do 45º profetas de bal , fez um promessa a qual morreu antes de poder cumprir : “farei a Elias a mesma coisa que ele fez com meus profetas”, será que ela também não reencarnou como Salomé ? será …será ?

    eu chamo isso de intuição, acreditar no impossível , ou menos provável.
    Isto é o que você finge acreditar. Do contrário, teria atirado “todas” as argolas a esmo desde a primeira.
    Parabéns ! parece que você tem mais fé do que eu !
    I
    isto significa que te consideras um sábio ?
    Não.
    O que isso tem a ver com sapiência?
    Mudanças bruscas de assunto não são um bom sinal psicológico.

    Você a SS questionam a moralidade de Jesus logo devem se considera mais sábios do que ele, a sua moralidade ou a dos ateus esta acima de Jesus ?

    E da graças ao acaso por isso ?
    Não dou graças a nada nem a ninguém.
    Da credito ao acaso pela sua existência, seu ingrato!

    você afirma que por um acaso foi empurrado para esta festa
    e que a qualquer instante pelo mesmo acaso será expulso dela , então onde esta o sentido da sua felicidade tendo essa visão pessimista da vida ?
    O sentido está em aproveitar a festa enquanto ainda está lá e não perder meu tempo imaginando com seria bom se tivesse outra festa depois.
    Seja rápido porque felicidade de ateu dura pouco, segundo eles mesmos.

    “O grau de dificuldade para passar a existir vida é menor do que o para continuar mantendo -a ? “
    Não há dificuldade nem pra um nem pra outro.
    Sua ciência diz ao contrario é impossível criar vida e tentar mante-la , para homens sim , para Deus criar e manter vidas é natural.

    Falta de animo só confirma o seu pessimismo ateu

    Sua fala só confirma seu preconceito.
    O que eu disse (e você torceu) foi que nunca tive ânimo motivado pela crença porque nunca tive crença.
    Isto não me impede de me animar com outras coisas.

    Ok se não possui uma crença otimista na continuação da sua vida, então continue se “animando” com sua crença pessimista de um breve final da sua existência.

  382. Criaturo,

    Então explique qual é a causa inteligente da sua existência?

    Já expliquei por mais de uma vez e de diversas formas. (*)
    Não há causa inteligente. Se não entendeu, estude um pouco sobre o uso correto de preposições e tente ler novamente meus comentários.

    E qual seria o objetivo ( sentido) final disto ?

    O que eu quiser.

    Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

    Isso é você quem disse, ou melhor, selecionou para jesus dizer.

    Deus punir eternamente por erros cometidos em uma vida efêmera, seria imoral.

    Então, como jesus pregou este tipo de conceito, então ele é imoral?
    Ou você acha que estes dogmas são indevidamente atribuídos a ele?

    Acho que este ensinamento pertence originalmente ao judeus e depois foi atribuído a ele , indevidamente.

    Então, você mentiu pra mim.
    Eu perguntei sobre ensinamentos “de jesus” dos quais você discorde.
    Ora, se você afirma que estes dogmas não são autênticos, então você não discorda de jesus.

    Como eu disse, jesus sempre concorda com você. Não há um assunto sequer em que vocês discordem ou tenham discordado em tempo algum. E se vocês nunca discordaram para que ele pudesse te corrigir, então ele nunca te ensinou absolutamente nada.

    Prove! mostrando outro sendo humilhado, torturado , furado,assassinado e na dor da morte perdoando e desejando o bem dos seus carrascos.

    Pare de desespero e leia de novo o que eu disse.
    Estou falando dos ensinamentos, não sobre a tortura e morte dele.

    Os ensinamentos de humildade e amor supostamente pregados por jesus já eram bastante conhecidos em sociedades anteriores a ele.

    Seria um hipócrita se adotasse a idéia do outro me fazendo autor dela, isto é crime.
    E levantar falsos testemunhos também.

    Não falo de plágio. Falo de atribuir a jesus a autoria só daquilo que te agrada.

    Pare de tentar criar um espantalho ateu anticristão

    Não é espantalho. Eu apresentei as evidências através do seu próprio discurso e até agora você não foi capaz de refutá-las.

    (1) A bíblia apresenta uma lista de ensinamentos supostamente oriundos de jesus.
    (2) Desta lista, você escolhe o que é ou não é verdadeiro formando uma lista dos autênticos ensinamentos de jesus.
    (3) Você segue os ensinamentos desta segunda lista e não os da primeira.

    (Quem mesmo escolheu os itens da segunda lista? Ah lembrei, foi VOCÊ!)

    (4) Você segue a si mesmo.

    Revele o espantalho demonstrando que a minha descrição não corresponde aos fatos.

    Uma pessoa que crê ter tido uma origem irracional, não é uma pessoa mais indicada para questionar a racionalidade das crenças alheias.

    Que desespero! Não fuja do assunto.
    Se sua crença é racional, devia ser fácil demonstrar logicamente a falha no que descrevi. O que está esperando? (*)

    Mentira, sempre soube que religião é movida mais pelo orgulho, do que vontade de praticar o bem sem interesses.

    Não o que o discurso mais frequentes em teístas demonstra.
    Jesus não defendia a humildade? Então, porque a base do teísmo é o orgulho e não a humildade.
    Obs.: Perceba que eu disse “teísmo”. Quem enfiou religião no meio foi você.

    você que tenta encarnar um ateu anti-cristão em mim

    Você não é ateu nem anticristão.
    Só não percebeu que esse “jesus” que você escolheu seguir não passa de um reflexo de você mesmo.
    Se não, demonstre.

    Sempre disse que “tento” segui-lo, se de fato seguisse já teria conquistado um mundo melhor, mas sou grato pelo que já conquistei .

    Este “tento” é só pra criar uma falsa impressão de humildade.
    Você ainda não foi capaz de mencionar um único assunto no qual você discorde de jesus. Se não há discordâncias, então a sua moral coincide com a do modelo. Não seja modesto.

    A ultima coisa que eu seguiria é o orgulho ateu que ultrapassa em muito ao dos crentes, pois se dizem independente de um ser superior, arrogantes e ingratos .

    Por favor! Que ridículo se fazer de vítima.
    É só você que fala de orgulho disso, orgulho daquilo, arrogantes, ingratos. Buáááá!
    Se estou errado, demonstre através de argumentos.

    Minha razão segue minhas experiências próprias a sua tenta adivinhar o que o outro sente.

    Você se baseia nas suas experiências próprias olhando apenas o próprio umbigo e assume que todo mundo tem que ter as mesmas reações que você.
    Sou eu quem observa as manifestações alheias sem imaginar de antemão que são falsas. (*)

    O adivinho é você.

    Jesus disse para segui-lo e não para sermos iguais a ele.

    Como seguir se não se sabe “o quê” seguir? Foi você quem determinou o que deve ser seguido na bíblia. Tudo o que você segue foi escolhido por você, mesmo tendo outras coisas igualmente atribuídas a jesus.
    Você segue a si mesmo. Demonstre que não. (*)
    Já se lembrou de alguma coisa que você e jesus em algum momento discordaram? (*)

    Jesus é humano , e daí ?

    Eu perguntei de jesus e você respondeu sobre “deus” ser amoral.
    É fácil escapar deste jeito porque deus não é um homem.

    É mais difícil fugir do dilema de eutifron quando se trata de jesus, pois ele era um homem como nós e sujeito aos mesmos conceitos de bem e mal. Vai dizer também que jesus era amoral?
    Ou vai ter coragem de responder o dilema?
    Se não se lembra, eu repito. “Jesus ensina algo porque é um bom ensinamento? Ou esse algo é bom porque foi jesus quem ensinou? (*)

    Vou entender esse seu ataque de criancice como: “não possuo conhecimentos de experiências na minha própria vida,meu indícios são apenas observações da vida alheia, do tipo “seres maldosos são felizes”.!

    Vai mostrar seus indícios? Tem algum? Não? (*)

    Afirmo isso por experiência própria

    Você não pode avaliar a infelicidade de alguém pela experiência própria. Esta é a sua vidência.

    e observando as alheias e você ? tentar refutar baseado no que ?

    Nas manifestações dos envolvidos.
    Eu vejo um sorriso que me parece sincero e projeto que “provavelmente” aquela pessoa está mesmo feliz, enquanto que você vè o mesmíssimo sorriso e, de maneira completamente louca e torta, determina que “com certeza” aquela pessoa está infeliz.
    Esta é a sua vidência. (*)

    No momento certo os irracionais terão que evoluir ai, também serão ensinados a sentir a dor que impõe aos outros.

    Isso é você quem diz baseado em nada.

    Ninguem escapa da lei divina, não estamos falando de leis mecânicas da ação e reação, estamos falando de leis espirituais inteligentes

    Isto é você quem diz baseado em nada.

    a intenção não é punir ou se vingar , o objetivo é educar, para isso a vida é eterna não há pressa

    Educar? Até o cara que matava passarinhos e pessoas e então foi assassinado?
    Esta é a educação?
    Isto é o que você diz baseado em nada.

    Parabéns ! parece que você tem mais fé do que eu !

    Não tenho fé e nem acredito que você acertaria todas jogando a esmo.
    Apenas demonstrei que você também não acredita. Ou então teria jogado “todas” a esmo.

    Você a SS questionam a moralidade de Jesus logo devem se considera mais sábios do que ele, a sua moralidade ou a dos ateus esta acima de Jesus ?

    A sapiência pode envolver diversos aspectos.
    Particularmente no aspecto de desejar recompensas a praticantes de tortura, me acho de fato mais sábio que jesus.

    Quanto à moralidade dos ateus, não há como responder. Como eu já demonstrei, cada um tem uma. Até você.

    Da credito ao acaso pela sua existência, seu ingrato!

    Não devo gratidão ao acaso. Ele não é uma entidade pessoal com a intenção de me beneficiar.

    (*) Se você virasse o disco e não retornasse o tempo todo com argumentos já destruídos, meus comentários teriam 1/4 do tamanho que têm.

  383. E se forem gritantes, como em alguns casos realmente são?
    Se forem divergências irreconciliáveis?

    Aí normalmente indica má vontade de pelo menos uma das duas partes.

    De outro modo, você não segue jesus.
    Você segue o que você acha que jesus disse ou diria. O que disseram que ele disse.

    Vou correr o risco.

    Este é o tipo de despreocupação que se espera de um ateu e não de um teísta.

    Este é o tipo de despreocupação de alguém que pensa, por mais que seja difícil de admitirmos, tem tanto teístas como ateus que conseguem pensar. É a minoria, mas existe.

    Se uma pessoa acredita verdadeiramente na importância de determinados atos, acredita no pecado, acredita na condenação ou na recompensa eternas, então a conclusão “não há muito o que fazer” não seria de modo algum aceitável, afinal a sua vida eterna e o destino da sua alma imortal podem depender desta decisão.

    Lembrando que o “não há muito o que fazer” vem depois do “fez o que pode”. O destino da alma eterna não depende da perfeição, e sim da boa vontade. Lembrando também que eu estava comentando sobre a consciência, se não foi negligente, o que a pessoa tem a temer?

    A bíblia manteve a essência que homens numa cúria escolheram para ela sem se preocupar em remover as supostas falsificações.
    Este fato não o preocupa?

    Daí a importância do estudo, da interpretação de texto, de um bom raciocínio lógico…
    Como decidir se algo é verdadeiro ou não? O que funcionar fora da Bíblia funciona dentro também.

    Ele não “demonstra” nada disso.

    Não?

    Ele afirma quais são as verdadeiras leis de deus, mesmo que aparentemente contradigam as antigas leis conhecidas.
    Ele nem sugeriu que apedrejar alguém é errado, mas simplesmente que ninguém ali era puro o suficiente para fazê-lo.

    E isto leva a….?

    Imagine um cenário onde jesus dá os mesmos ensinamentos mas não faz nenhum milagre e ainda afirma que estes ensinamentos não têm qualquer relação com deus, com inferno ou com salvação, mas que era simplesmente a coisa moralmente certa a se fazer.

    Acho que eu devia ter perguntado antes se você conhece a passagem antes de ter citado ela. Vou anotar para ter mais cuidado da próxima vez.

    Isso não é lógica.

    Não?

    É abstração utilizada para evitar dar uma resposta direta e ainda assim sugerir uma idéia que se ache correta. Afinal, se “o caminho” disse algo, quem é você para discordar, não é?

    Bem, você não tem obrigação de seguir “O Caminho”, certo? E discorda da afirmação de que “quem ama apenas o que os ama não faz absolutamente nada a mais que qualquer outro?” E por que discorda?

    O próprio WC aceita que a ressurreição foi fundamental para que o cristianismo se difundisse.

    Aaaaaaaaaaahhhh tááááá… então você está preocupado é com a DIFUSÃO do cristianismo! Pensei que era para debater algo realmente importante.

    Se deus é perfeito mas a bíblia não o é, seria necessário algum outro canal de comunicação, outra fonte de informações à respeito de deus e jesus.

    Deus está sempre nos mandando seus enviados segundo a capacidade de compreensão de cada época, antes de Jesus mandou Buda, Moisés, e depois de Jesus mandou o Báb, Baha´u´llah…

    A única solução é cada um interpretar à sua maneira, ou seja, seguir a si mesmo tentando imaginar (ou intuir) o que seria certo ou errado aos olhos de jesus.

    Isto garoto! Começou a entender que a salvação é individual.

    E se amor não for a resposta correta? Ou a não for a resposta completa?

    Não existe nada mais completo que o amor. Existem pessoas que amam pouco e acreditam que amam muito.

    E se este trecho for autêntico e as outras passagens forem falsificações?

    Esta sua pergunta faz parecer que você não deu a mínima atenção em tudo que foi dito até aqui.

    E quanto a passagens que admitem diversas interpretações? Quanto ao castigo eterno, acredita nisso? Ou é falsificação?

    Em termos ABSOLUTOS só Deus e os números são eternos, ou seja sem começo e sem fim. Levando isto em consideração, ou seja, sem a visão bitolada do pé-do-letrismo, sim, acredito. Tem castigos que são eternos enquanto duram.

    A única maneira de se certificar se deus fez ou não fez isso seria conhecendo-o.

    Este é o grande sentido da vida. Buscar conhecer a Deus cada vez mais.

    Você o conheceu através da bíblia, um livro escrito, adulterado e montado por homens pelos mais diversos e às vezes obscuros motivos.

    Esta é outra afirmação que faz parecer que você não dá a mínima pra tudo que foi falado até aqui. Parece que está usando linguagem de computação que analisa cada comando de forma isolada.
    Eu prefiro usar a Gestalt: O todo é maior que a soma das partes.

    Sei que você deve estar acostumado a ficar argumentando com fanáticos religiosos que dizem que a Bíblia é perfeita, buscando valores absolutos onde são relativos… estamos no domínio das ciências humanas, e não das exatas. As duas são boas, mas cada uma tem objetos de estudo diferentes.

    Ou você não acha que seria muita pretensão? Não dá pra ter certeza nem do que se passa na cabeça de uma pessoa, quanto mais na de deus.

    Se nada, fora Deus, é perfeito, o que podemos fazer? Usar as imperfeições que temos da melhor forma possível.

    Primeiro, não estou fazendo disputa nenhuma

    Deus tá vendo!

    Eu apenas me preocupo com a veracidade das coisas em que acredito, mesmo que nunca possa ter a certeza absoluta.

    CQD

    Em segundo lugar, nem sempre a mensagem é tão simples, ou então assuntos polêmicos não existiriam.

    Tive um professor de matemática que disse “Se está muito complicado é por que vocês estão fazendo errado”. Nunca esqueci isto e me surpreendo como que isto não vale só pra matemática, mas pra tudo.

    O que for realmente importante, é simples.

    Você diz não acreditar em alguns dogmas apresentados por jesus.

    DOGMA = Verdade indiscutível.
    Nenhum enviado de Deus pregou dogmas, estes foram criados pelas igrejas e pessoas que usam a religião como desculpa para as coisas mais abomináveis que existem.

    Os enviados de Deus nunca pregaram a fé cega. Embora muitos dos que dizem seus representantes tentassem impor os dogmas, os enviados de Deus nunca IMPUSERAM seus ensinamentos. Eles apenas ensinavam, e quem quisesse ouvir, ouvia, quem não quisesse era deixado seguir seu caminho.

  384. Leomar

    Vejamos como funciona a sua cabeça. A quem aponta contradições e inconsistências nos “ensinamentos” bíblicos você responde, com ar professoral, que é fundamental dar aos textos bíblicos o mesmo tratamento que se dá a qualquer texto: é necessário interpretá-los.
    Pois muito bem, eu fiz a minha interpretação de determinada passagem bíblica, apresentando-lhe uma questão. Você deu a volta na dita questão e veio falar do que não foi perguntado, o ponto de vista do agredido, além de bancar o alter ego de Deus e determinar que minha interpretação é limitada e superficial. Em resumo: só vale a interpretação que concorda com a sua.

    Não, você quer forçar uma interpretação, o que fortalece a tese que seu interesse é só o debate pelo debate, nada de realmente produtivo vai sair daqui. Me faz lembrar um desenho que assisti: “Não me interessa ganhar, só importa que vocês percam”.
    Pessoas com moral elevada sempre existiram, mesmo antes de Jesus, claro. O que dei foi um exemplo ilustrativo, mas se não sabe o que é isto, se torna estéril tentar qualquer debate.

    Pois meu ponto era exatamente que sempre existiram pessoas de moral elevada; logo, se existiu um Jesus que falou sobre condutas morais, foi apenas mais um entre outros, logo, esse não será o motivo para que ele seja visto como alguém acima dos outros. Não sou eu, portanto, quem força a barra para ganhar argumento.

    Não é uma característica humana?

    A empatia é uma característica humana da qual psicopatas não compartilham.

    Se lhe fosse dado poder ilimitado para ficar no lugar de Deus, sua alternativa seria…?

    Não criar psicopatas, que tal? Acontece que o meu senso de justiça é muito melhor que o do seu Deus, pois do meu ponto de vista as pessoas não são meros detalhes, o sofrimento das pessoas não é mero detalhe. Na verdade, não é nada difícil ser melhor do que o seu Deus em tudo que importa para os seres humanos.

    Claro que você preferiu ignorar convenientemente tudo que falei sobre o ponto de vista da vítima, mas de quem é a incapacidade então?

    E o que foi que você falou sobre o ponto de vista da vítima? Que ela deve perdoar o agressor para se sentir bem consigo mesma? Que a vítima deve ter o sentimento real do perdão? Que ela não deve guardar mágoas? Você é superficial assim mesmo ou é cínico? Seus “argumentos” nem por um momento levam em conta o mal que foi praticado contra a pessoa e a própria pessoa vítima do mal. São um amontoado de clichês destinados a confortar a sua consciência em nome da sua crença.

    Sei pois os grandes mestres assim ensinam, e a reencarnação é consequência lógica do amor infinito de Deus, se assim não fosse algo melhor teria que existir. Quantas vezes morri e renasci é mero detalhe e em nada prejudica ou facilita meu progresso saber isto.

    Você acredita nesses “grandes mestres” não por qualquer verossimilhança que eles poderiam ter com a realidade, o que não têm, mas porque eles dizem o que você quer ouvir.
    Um Deus que criasse feras humanas e lhes desse vítimas, que fizesse com que tais feras voltassem para se redimir do mal que ele mesmo, Deus, propiciou que acontecesse, de “amor infinito” não teria nada. Seria isso sim um sádico.
    E se você vai afirmar tão categoricamente que pessoas ficam morrendo e voltando, você deve estar preparado para sustentar o que afirma, o que só pode ser se você próprio puder provar que morreu e voltou.

  385. Em resumo: só vale a interpretação que concorda com a sua.

    Não, se você está satisfeito com a sua interpretação superficial, ótimo pra você. Só que eu não tenho o mínimo de interesse em prolongar debates com interpretações superficiais, não sou coveiro pra dar mole pra quem se finge de morto.

    Pois meu ponto era exatamente que sempre existiram pessoas de moral elevada

    E eu nunca falei o contrário, mas você tenta sugerir que eu acho o contrário.

    se existiu um Jesus que falou sobre condutas morais, foi apenas mais um entre outros, logo, esse não será o motivo para que ele seja visto como alguém acima dos outros

    Está acima de quem não tem moral elevada.

    A empatia é uma característica humana da qual psicopatas não compartilham.

    Enquanto forem humanos, podem aprender. Ou você acha que todos nós nascemos e morremos com “cotas” de cada uma de nossas caracterísiticas e nunca mudamos elas ao longo da vida?

    Não criar psicopatas, que tal?

    Criaria todos perfeitos então, desde o começo? Todos já seriam criados no grau máximo de adiantamento?

    Acontece que o meu senso de justiça é muito melhor que o do seu Deus, pois do meu ponto de vista as pessoas não são meros detalhes, o sofrimento das pessoas não é mero detalhe.

    O que faria então para salvar tanto o agredido quanto o agressor?

    E o que foi que você falou sobre o ponto de vista da vítima? Que ela deve perdoar o agressor para se sentir bem consigo mesma? Que a vítima deve ter o sentimento real do perdão? Que ela não deve guardar mágoas? Você é superficial assim mesmo ou é cínico?

    Pela sua resposta parece então que você gosta de guardar mágoas, não é? Me conte então o que já ganhou com elas.

    Eu também já guardei muitas, já cultivei muito ódio, nunca ganhei nada com isto.

    São um amontoado de clichês destinados a confortar a sua consciência em nome da sua crença.

    Se eu seguisse só minha consciência, sairia matando a rodo. Minha crença porém mostra que nada de bom sairia disto, e explica a diferença entre justiça e vingança.

    Você acredita nesses “grandes mestres” não por qualquer verossimilhança que eles poderiam ter com a realidade, o que não têm, mas porque eles dizem o que você quer ouvir.

    Se eles dissessem só o que eu quero ouvir, pregariam o hedonismo, mas fazem o contrário.

    Um Deus que criasse feras humanas e lhes desse vítimas, que fizesse com que tais feras voltassem para se redimir do mal que ele mesmo, Deus, propiciou que acontecesse, de “amor infinito” não teria nada. Seria isso sim um sádico.

    Quer algo melhor para um sádico que o inferno eterno? 99% de todas as alma sendo atormentadas por todos os anos sem fim, sem direito a se arrepender, ou pior, arrependendo porém sem direito a reparação?
    Isto sim seria alguém bem sádico.

    E se você vai afirmar tão categoricamente que pessoas ficam morrendo e voltando, você deve estar preparado para sustentar o que afirma, o que só pode ser se você próprio puder provar que morreu e voltou.

    Provas não me faltam, basta analisar todo material mediúnico facilmente encontrado.
    Agora, se elas são insuficientes PARA VOCÊ, entra no que eu disse: a salvação é individual, e não tenho necessidade nenhuma de te convencer à marra.

  386. Leomar

    no tempo que participo desse blog já topei com todo tipo de crente. Mas só dois elevaram a sonsice e a desonestidade quase ao estado da arte. Você é um deles.

  387. Vindo de alguém que acabou de falar no outro tópico que tem pena de quem precisa criar dicotomias para se sentir superior, vou levar como um elogio.

    Mas numa coisa nós dois concordamos: é perda de tempo discutir.

    Então vai na paz, e que Deus te acompanhe.

  388. Criaturo,

    Aí normalmente indica má vontade de pelo menos uma das duas partes.

    Neste ponto discordamos.
    Acredito que pessoas podem discordar diametralmente sobre algum assunto sem que nenhuma delas esteja necessariamente de má vontade. Elas podem simplesmente ter diferenças morais irreconciliáveis devido a toda uma bagagem e uma história de vida diferentes.

    Lembrando também que eu estava comentando sobre a consciência, se não foi negligente, o que a pessoa tem a temer?

    Significa então que uma pessoa que pratica o mal por não ter sido capaz de reconhecê-lo não receberá nenhum tipo de punição divina?

    Acho que eu devia ter perguntado antes se você conhece a passagem antes de ter citado ela. Vou anotar para ter mais cuidado da próxima vez.

    Não entendi. Eu não falei de nenhuma passagem em específico. Estou falando dos ensinamentos de jesus de modo geral.

    Se jesus não tivesse feito milagres e não tivesse vinculado o seu discurso ao “reino de deus”, dificilmente encontraria algum seguidor.
    Portanto, ele utilizou o apelo à autoridade.

    Aaaaaaaaaaahhhh tááááá… então você está preocupado é com a DIFUSÃO do cristianismo! Pensei que era para debater algo realmente importante.

    Não estou preocupado com a difusão do cristianismo.
    Eu apenas disse que se jesus não tivesse feito milagres e não tivesse vinculado o seu discurso ao “reino de deus”, dificilmente encontraria algum seguidor.
    Eu disse também que Isso é corroborado por um dos maiores apologistas cristãos, que aceita que o cristianismo não teria tido tanta difusão sem a estória da ressurreição.
    Portanto, jesus utilizou o apelo à autoridade e não argumentação.

    Bem, você não tem obrigação de seguir “O Caminho”, certo?

    Se acredita na condenação ao “lago de fogo”, como alguns cristãos acreditavam e acreditam até hoje, e deseja escapar desta condenação, você tem sim a obrigação de seguir “o caminho”.
    O deus do antigo testamento castigava seus desafetos com a doença e a morte.
    Jesus surgiu com a ameaça de “inferno” e usou também desta autoridade no convencimento das pessoas, não apenas argumentação.

    E discorda da afirmação de que “quem ama apenas o que os ama não faz absolutamente nada a mais que qualquer outro?” E por que discorda?

    Não discordo.
    Quem faz isso não faz nada a mais que qualquer outro.
    Nem a menos, moralmente falando.

    Esta sua pergunta faz parecer que você não deu a mínima atenção em tudo que foi dito até aqui.

    Dei atenção a tudo o que foi dito. Você é que não entendeu a ótica do meu questionamento. Acho que vou precisar me alongar um pouco.

    Só estou dizendo que as pessoas apenas têm acesso ao que outras pessoas escreveram. As únicas informações disponíveis são apenas aquelas que já concordamos estarem misturadas com falsificações. Estamos agora tentando separa o falso do verdadeiro.

    Por exemplo, o livro Harry Potter apresenta o protagonista como “mocinho” e apresenta Voldemort como “vilão”. Isso acontece porque J. K. Rowling escreveu o livro de modo que as pessoas reconhecessem uma moralidade em Potter e uma imoralidade em Voldemort. Os leitores fazem isso utilizando sua própria carga moral.

    Se ela escrevesse um Harry Potter fazendo diversas coisas boas e também diversas coisas condenáveis e, ao mesmo tempo, apresentasse um Voldemort praticando diversas maldades mas também várias coisas boas, não seria tão fácil classificar um mocinho e um vilão.

    Se alguém quisesse afirmar que Potter nunca faria algo ruim, e que portanto estes trechos são falso, poderia muito bem fazer a mesma coisa com Voldemort.
    Poderia se dizer que os trechos ruins à respeito de Voldemort são falsos e que portanto, logicamente, o mocinho é ele e não Potter.
    Perceba que isso é feito pela moralidade de cada leitor. Cada leitor enxerga a moralidade neste ou naquele trecho e o escolhe como sendo autêntico ou não.

    Transportando esta ótica para a biblia, os valores reconhecidos e adotados são os do leitor e não os do autor ou os dos personagens do livro. Por isso existem divergências na interpretação e por isso algumas são irreconciliáveis.

    Por favor, não tome a comparação com o livro Harry Potter como uma ofensa, não é esta minha intenção.

    você deve estar acostumado a ficar argumentando com fanáticos religiosos que dizem que a Bíblia é perfeita, buscando valores absolutos onde são relativos

    Por incrível que pareça é o contrário. A maioria das pessoas com quem converso reconhecem que a bíblia não é perfeita justamente por ter sofrido influencia humana.

    O meu questionamento é que se as pessoas usam sua própria carga moral para filtrar o certo e o errado na bíblia e intuir o que jesus diria ou não diria, então elas seguem a si mesmas, tendo a jesus apenas como um “laranja”.
    Acredito até que elas nem se dão conta disso.

    Agora, se a salvação é individual e o caminho correto é relativo, então não vejo propósito algum na bíblia ou em jesus.

  389. Leomar,

    Isto é parte da sua conversa com a Shirley:

    Se eu seguisse só minha consciência, sairia matando a rodo.

    Faço apenas um comentário despretensioso e retórico. Nem precisa responder.

    Acho que você estava apenas de cabeça quente quando disse isso. Não acredito nem por um momento que você tenha realmente vontade de “matar a rodo” e que só não faz isso por causa da sua crença (para não prejudicar seu crescimento espiritual).

  390. Marcos

    Então explique qual é a causa inteligente da sua existência?
    Já expliquei por mais de uma vez e de diversas formas. (*)
    Não há causa inteligente. Se não