Resposta a ‘Um Deus sem Bíblia’ [Republicação]

ao pó voltarás

Criaturo, meu querido… Li seu texto. Duas vezes. Ufa… Graças a Deus, você não me decepcionou. É um texto até interessante, do ponto de vista literário, mas é do tipo que se espera de um crente; e isso não é um elogio.

Reservo-me o direito de não comentar exatamente tudo, bem como sequer estabelecer uma ordem nos pontos abordados. Assim, eu começo pelo que achei mais revelador: os percentuais da “Trindade Divina”.

Quando se estabelecem porcentagens, presume-se que alguém fez um cálculo ou uma estimativa perfeitamente reproduzíveis, se necessário. Eu posso dizer, por exemplo, que 75% do nosso planeta é coberto por água. Não é um cálculo preciso: é uma estimativa. Também posso dizer que, mês passado, eu comprometi 46,72% dos meus rendimentos com a aquisição de peças e tabuleiros de xadrez. Não é uma estimativa, é um cálculo preciso. Nos dois casos, eu poderia demonstrar como cheguei a esses números, de modo que você fosse capaz de repetir o processo e obter praticamente os mesmos resultados: com alguma tolerância em relação à estimativa planetária, e sem tolerância em relação às minhas dívidas.

Você listar a porcentagem de Deus que é humana, a porcentagem que é mecânica, e a porcentagem que é consciência é a sua assinatura endossando o ditado popular “Papel aceita tudo”, porque a única coisa racional que te fez escolher os valores de 30%, 30% e 40% só pode ter sido o fato desses números serem bem fáceis de somar de cabeça pra dar os 100%. Outra razão não há, nem poderia haver, porque, em se tratando de deuses, você não poderia fazer estimativas ou cálculos precisos. Quer dizer… Fazer até pode, mas não iria nunca ter como explicar como chegou aos tais valores.

No começo do texto, eu estava achando que havia entendido o seu ponto de vista: “Ah, então, pra ele, Deus é ‘tudo o que existe’; matéria, energia, antimatéria, o universo enfim. Ora, então a gente só está dando nomes diferentes para a mesma coisa”. Eu, sinceramente, até daria mais crédito ao pensamento de que havia um ser “incriado” e eterno que, de tão solitário no meio do nada infinito, resolveu se matar de tédio, explodindo em zilhões de pedacinhos que deram origem a tudo o que passou a existir no lugar dele. O problema é que isso implicaria na inescapável conclusão de que somos feitos dos átomos do corpo de um Deus suicida. E só, meu caro! E SÓ!! Esqueça a vida eterna, esqueça recompensas por não comer a mulher do vizinho, esqueça presentinhos materiais em troca da falsidade de dizer que ama quem você nunca nem viu.

Não sei quantas pessoas que hoje têm algum tipo de devoção religiosa iriam dormir tranquilas com essa visão de mundo.

Mas, então, você me veio com essa:

    Nós somos o livre-arbítrio de Deus, ele sente em nós o prazer da liberdade proporcionado pela autoignorância da sua onisciência.

“Ora”, eu pensei, “então Deus não se matou”. Isso significa que não entendi qual era seu argumento, ou você não soube explicá-lo, ou não notou que está discorrendo sobre um Deus feito de massinha de modelar, que toma a forma que você quer, pelo tempo que você acha conveniente, ora sendo ‘tudo o que existe’, ora sendo algo ou alguém específico, com direito a sentir prazer com a proeza de ter conseguido se separar de si mesmo, como se Deus fosse um adolescente cósmico que fez surgir de seu corpo uma mão autônoma para masturbá-lo.

Considero o abstracionismo do seu raciocínio até certo ponto louvável, mas não posso deixar de notar que ele está infectado dessa tal doença tautológica, debilitante, detratora, contaminante e indisfarçável, que o faz desmoronar devido à incapacidade de sustentar uma definição que traz entranhada em si mesma o objeto a ser definido, sem o qual não se completa.

Deus é o que uma parte independente dele diz que ele deve ser para que tudo seja como realmente é. Minha mente matematicoenxadrística me livrou da fascinação por esses jogos de palavras. Um Deus onicoisente, caso existisse, deveria poder ser percebido de uma maneira menos tola.

Espero que, pelo menos, você tenha consciência de que não é um cristão, e de que a Bíblia não pode ser usada por você como os cristãos a usam, a menos que você se valha em igual medida de todos os outros livros sagrados que dão conta de todos e tantos deuses. Enquanto só você entendeu a essência desse Deus-além-Bíblia, talvez fundando essa nova religião da qual precisa ser o profeta, o papa e o único seguidor, também precisará aceitar cada palavra do que todos os crentes dizem, e cada ato que praticam em nome de seus numerosos deuses contraditórios e incompatíveis. Pois Deus é tudo, e pode ser tudo.

Inclusive nada.

Anúncios

19 Respostas

  1. deveria ter postado o texto e não só a reposta

  2. Deus é tudo, e pode ser tudo.
    Inclusive nada.

    fale mais sobre o nada

  3. Eu apontei o link no corpo do texto.

  4. Voce afirmou que Deus pode ser nada, justifique se puder

  5. “Deus pode ser tudo. Inclusive nada.”

    Meu amado irmão em Cristo. Isso é uma figura de linguagem boriscasoyana, cujo significado está vinculado à estética do texto em si.

    Mas, fazendo de conta que você tem 5 anos, eu quis dizer apenas que Deus pode, simplesmente, ser uma invenção da cabeça das pessoas, como o Homem Aranha.

  6. Irmão Barros

    crianças não refletem sobre aquilo que pensam

    todo pensamento é real, embora nem sempre poder ser materializado materialmente.
    veja que o homem aranha foi um pensamento que saiu de dentro de uma cabeça e foi parar em revistas e cinemas, isto prova que pensamentos podem ser materializados e passam a influenciar a nossa realidade.
    é como o topico diz , não podemos criar realidades, as tirando do nada,mas podemos alterar as ja existentes dentro da nossa consciência Deus.

  7. Eu entendi perfeitamente, discípulo amado. E concordo convosco: Deus é mesmo fruto da imaginação humana.
    A Paz.

  8. espero ter conseguido entender que o pensamento é um projeção de uma consciência para outra .
    no “principio da sua argumentação” o homem aranha só fazia parte da realidade do autor tendo forma rela apenas na consciência de tal pensamento criador.
    a partir da externalização do seu pensamento foi possível a materialização de tal personagem, de tal forma que a consciência do autor passou a ser compartilhada por outras consciências.
    Realidade compartilhada só é possível para consciências mais ou menos sintonizadas.

  9. Cada mitocôndria do meu ser está implorando para você explicar isso.

    Ô glória!

  10. acho mais fácil você ir dar uma peneirada cética na bíblia , pegar mais uma contradição e vir aqui continuar fazer chover no molhado…… ensinando gaivotas a pescar………..

    ou realmente se desejar aprender algo novo estude isso:

    http://www.cartasdecristobrasil.com.br/downloads.php

  11. Barros

    Ficou difícil encontrar suas novas postagens. As vezes a gente encontra e depois perde o caminho rsrsr

  12. Ana, basta dar um clique no nome do blog, lá em cima, no cabeçalho. Isso leva direto para o texto mais recente.

  13. Para um crente se Deus não existir será uma grande decpção. Mas para o o ateu se ele existir, vai ser uma boa companhia para o Diabo!

  14. Pessoa como você Barros são como porcos que comem lavagem achando que é bom porque nunca se alimentaram de Fé. Hoje enquanto até ateus como você estão reavaliando suas convicções examinando a História e a Arqueologia e outras tantas ciências que corrobaram com a escrituras sagradas você ataca Igreja de Cristo com um cetiscismo socrático sem substância, hemenêutica ou exegese. Se tua Fé foi alijada do teu espírito, inspiri-se pelo menos nos agnósticos como Descartes com sua célere reflexão “cogito ergo sum”, ou na Física Quântica, ou na Termodinâmica e deixe um pouco de lado a Metafísca com suas conotações aturdidas sobre a existência. Vamos combinar: a Metafísica já está um tanto batida se tornando barata na boca de alguns incautos. Respeito tua opção, embora lamente por ver pessoas inteligentes com você se deter ao um blog para profusar seu niilismo. Atualize-se meu caro incrédulo, estás na contra mão das novas tendências e porque não dizer evidências dos mistérios de Deus. E se usares a Bíbiia como um princípio e não como um fim encontras muito mais respostas…

    Paz de Senhor!

  15. Essas teorias do meu agora xará Criaturo 1 são sem pé nem kbça mas mt estranhas e originais kkk De onde ele tirou essas ideias? Como chamará sua doutrina? Criaturonismo? kkk

  16. Meu caro incrédulo… interessante indagar pois essa “doutrina” ainda está em profusão e foi recebida por revelação após 22 anos de estudos Esotéricos e Ciências Ocutas. Tive que amargar uma profunda crise existêncial com consequências traumâticas até então irreversíveis em minha vida pessoal e profissional por não entender o que estava acontecendo na época… Com o tempo e benção do Senhor te revelarei em primeira mão algumas abordagens desse trabalho… Quero salientar que esse processo ecludio em Maio de 2012 de forma sobrenatural e misteriosa e só em setembro de 2013 comecei a discernir como propósito de caminhada em minha vida. Entretanto tem caráter cientifíco, explorando conhecimentos em filosofia, teologia, psicologia, história, arqueologia, ocultismo, astrônomia, física quântica e termodinâmica. Desenvolvido na exegese das Esrituras Sagradas e hermenêutica de um evento transcendental que eu chamo de DIVINA ORDEM!!!

    É FÁCIL ACREDITAR EM DEUS. DIFÍCIL É PROVAR QUE ELE NÃO EXISTE!

    Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.
    João 13:7

    Paz e Benção!

  17. Criaturo II

    Essas teorias do meu agora xará Criaturo 1 são sem pé nem kbça mas mt estranhas e originais kkk De onde ele tirou essas ideias? Como chamará sua doutrina? Criaturonismo? kkk

    Se esta a procura de um Deus com pé e cabeça tente na biblia…ha…ha..ha..ha…ha

    se quiser entender um Deus mais parecido como meu estude isto: http://www.cartasdecristobrasil.com.br/downloads.php

  18. Eu só tava brincando com o Criaturo 1 kkk ficou bravinho kkkk

  19. eu percebi… ele deveria saber..

    Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. Efésios 6:12

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: