Duas vezes Sofia

As sacolas de Sofia

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Qual o sentido da vida?

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Parte 4

Parte 5

Parte 6

Parte 7

Parte 8

Parte 9

Parte 10

Parte 11

Parte 12

Parte 13

 

 

Anúncios

30 Respostas

  1. Já publiquei mais de 1.000 textos nesse blog, mas esses dois são os meus favoritos.

  2. Para o ateísmo a resposta é muito fácil: não tem sentido. Somos simples reações químicas, sinapses mentais, só isso. Um dia pára de funcionar e acabou-se-tudo.

  3. Fácil é você não ler o texto e fazer um comentário bocó desses.

    Do mesmo jeito que deve ter sido mais fácil pra um monte de crente de programa, como você, não ter lido a Bíblia e criado um Deus para si, projetado a partir dos conceitos que cada um tem de como um deus deveria ser…

  4. O Bocó-rros,

    Você personifica o ateísmo? Até onde sei não, meu comentário foi sobre o ‘ateísmo’, sobre o seu texto, nem lí mesmo, você acha que vou perder meu tempo com 7 ou 8 artigos? Até um artigo eu posso engolir.

  5. É nisso que dá ser tão ruim em interpretação de textos: você não entende nem o que lê, nem o que escreve.

    Você disse, se referindo à pergunta título “Qual o sentido da vida?”:

    Para o ateísmo a resposta é muito fácil: não tem sentido.

    Então, seu comentário não foi sobre o “ateísmo”, mas sobre qual seria o sentido da vida para um ateu, o que não é a mesma coisa. Mas duvido que você consiga perceber a diferença.

    E não pense que vou ficar surpreso por você querer ler meus textos. Se você nem se deu ao trabalho de ler a Bíblia!!

  6. Se você é ateu, o seu entendimento de sentido da vida deve estar em consonância com a sua ideologia atéia, realmente não entendo por que quer dissociar o sentido da vida para o ‘ateísmo’ para o ‘ateu’.

  7. “Ideologia ateia”… É. Se você não sabe nem o que é ideologia, fica difícil a gente se entender mesmo.

  8. Barros,

    Você sempre sai pela tangente, é sempre o mesmo mémé “se você não sabe isso, não dá nem para discutir”. Não vai colar não, isso aí é desculpa de gente com medo de discutir.

  9. Eu também não acredito em duendes, não acredito em vampiros, não acredito em OVNI, etc. Você querer que exista uma “ideologia” por trás disso tudo é ser muito ignorante.

  10. André

    Do que trata a ideologia ateia?

  11. SOS,

    Se nem vocês ateus sabem o que é, deve ser algo bem difícil de entender, não é? Na minha opinião ateu pensa que sua ideologia é um vácuo, um nada, ou seja, está acima do bem e do mal, ou melhor, só do mal, coisas tipo Stálin, querem se afastar, mas os bonzinhos doador de fortunas, tipo Bill Gates, aí eles querem associar. É o pastel de vento.

    Na minha humilde opinião, sem firulas, ateísmo é a negação da existência de um criador inteligente, é crer que não há nada além do mundo físico que por sua vez é regido por leis físicas intransponíveis. O ser humano é explicado do ponto de vista fisico-biológico, o amor, o ódio, todos os nossos sentimentos não passam de sinapses neurológicas. A vida humana se igual a vida de qualquer ser vivo na terra, um virus, uma ameba, ao final, morreu, acabou.

    Você discorda de algo que eu escrevi em cima, além da parte do Stalin e BIll Gates?

  12. Barros:

    Eu também não acredito em duendes, não acredito em vampiros, não acredito em OVNI, etc. Você querer que exista uma “ideologia” por trás disso tudo é ser muito ignorante.

    E quantos blogs e quantos livros sobre doendes e vampiros foram escritos? Vocês querem que o ateísmo seja algo inofensivo, como o não crer em duendes, mas não é, ateus adotam posturas similares em vários ramos da vida. O ateísmo impregna a vida do indivíduo e torna-se uma ideologia, um modo de vida. Aliás, por que você mantém seu blog se não for por uma ideologia sua?

  13. André

    Ateísmo não é a negação da existência de um criador inteligente; é a exigência de provas suficientes de que exista esse criador. É a recusa em crer e a preferência por saber.

    Não é “crer” que

    não há nada além do mundo físico,que por sua vez é regido por leis físicas intransponíveis. O ser humano é explicado do ponto de vista fisico-biológico, o amor, o ódio, todos os nossos sentimentos não passam de sinapses neurológicas. A vida humana se igual a vida de qualquer ser vivo na terra, um virus, uma ameba, ao final, morreu, acabou.

    É se basear no conhecimento disponível, tendo a consciência de que este conhecimento é, no mais das vezes, provisório, sujeito a mudanças.
    E pessoalmente não vejo problema nenhum em achar que do ponto de vista orgânico da finitude da vida a minha se iguale à de um vírus ou ameba.

    Uma dica sobre os ateus não saberem o que seja uma ideologia ateísta: é porque ela não existe.

  14. O ateísmo impregna a vida do indivíduo e torna-se uma ideologia, um modo de vida.

    Eu estou acabando de juntar a documentação necessária pra abrir no meu bairro um Restaurante Ateu.

  15. SS Rodrigues:

    Que tipo de provas lhe seria suficiente para crer que há um criador inteligente?

  16. Andre Ruela

    Se você pensa que há uma ideologia ateia então deve descrever seu ponto de vista. No seu caso, penso que está querendo criar confusão com isso que você inventou de “ideologia ateia”. O ateu não vive pelo ateísmo é uma maneira de encarar as coisas espirituais fora do eixo sobrenatural. O ateísmo não é uma religião, mas uma forma de pensamento que rejeita toda e qualquer forma abstrata de visão, não existem doutrinamentos ateus da forma que são condicionadas as religiões, não existem cartilhas e nem catecismo. Somos livres pensadores com uma maneira diferente de ver e sentir a vida no aspecto espiritual, sendo o espírito sinônimo de vida.

    O ateu simplesmente não crê nas ideologias baseadas em seres extra-humanos que pessoas místicas criam baseadas em seus anseios.
    Quer coisa mais simples do que isso? Quem descomplica são pessoas que vivem criando situações com entes fora da realidade.

    Vocês é que são idealistas nesse sentido da vida. O céu é um local criado pelo idealismo da vida eterna pós morte física, a não ser que ele seja “arrebatado” , ou melhor alçado para o céu entre nuvens inesperadamente.

    Ahh como tudo isso é abstrato, vago e insensorial!.

  17. André

    S Rodrigues:
    Que tipo de provas lhe seria suficiente para crer que há um criador inteligente?

    Nada muito complicado: que ele se fizesse presente e desse alguma demonstração de suas capacidades. Assim ele passaria da condição de objeto de crença para a condição de fato. Eu não costumo brigar com os fatos.

  18. SS ROdrigues,

    E não foi isso que Jesus fez? Demonstrou capacidades sobrenaturais? Mas mesmo assim, no seu próprio tempo teve gente que não acreditou. Se fosse hoje, alguém fizesse multiplicar os pães, tenho certeza que ia aparecer algum ateu dizendo “veja bem, ele só domina alguma parte da física quântica que a ciência ainda vai dominar”, ou ainda “isso não prova que ele é Deus, simplesmente mostra que tem capacidades sobrenaturais”.

    Em resumo, não há o que faça vocês se convencerem de que há um Deus. Milagres e fatos inexplicáveis há por toda a parte, explicações filosóficas há por toda a parte, pessoas dizendo que sentem Deus, que sentem sua graça e presença, também há por toda a parte. Mas tudo vocês desclassificam.

    Portanto, eu dúvido que haja algo que te convença que Deus existe. O ateu estabeleceu um grau tão alto para convencer-se que é impossível.

    Ao mesmo tempo você acredita em radiação, big bang, ondas eletromagnéticas, e um monte de outras coisas que nunca viu.

  19. Ana Judas,

    Se você não melhorar vou ter que mudar o seu nome para Anta Judas:

    Se você pensa que há uma ideologia ateia então deve descrever seu ponto de vista.

    Descrito, veja comentário para a SS ROdrigues

    O ateísmo não é uma religião, mas uma forma de pensamento que rejeita toda e qualquer forma abstrata de visão

    Veja a contrariedade, fala que ateísmo não é ideologia e logo em seguida diz que é forma de pensamento que rejeita isso e aquilo. Oh que anta..

    Somos livres pensadores com uma maneira diferente de ver e sentir a vida no aspecto espiritual, sendo o espírito sinônimo de vida.

    Espírito??? Cadê a prova? Quem mediu? Quem tirou foto?

    Quer coisa mais simples do que isso? Quem descomplica são pessoas que vivem criando situações com entes fora da realidade.

    Com essa simplicidade você já derrapou… e você quis dizer “quem COMPLICA…”…

  20. André

    E não foi isso que Jesus fez?Demonstrou capacidades sobrenaturais?

    Ah tá. Então eu teria que me contentar com o diz-que-diz de dois mil anos atrás? Não, esse criador teria que aparecer é agora. Se o universo fosse a criação dele, tudo contido nesse universo deve ser natural, então ele poderia dispensar os milagres sobrenaturais, eu me contento com pouco.
    Ai, só rindo.

  21. SS Rodrigues:

    Ah tá. Então eu teria que me contentar com o diz-que-diz de dois mil anos atrás?

    Meu ponto é que se alguém mostrar para você e você se convence, daqui a 2 mil anos vai ter gente duvidando, e se tiver filmagem, vão dizer que foi montagem, e se provar que não foi montagem, vão dizer que não é Deus, simplesmente um paranormal, e assim vai, nada os vai convencer por que vocês colocam os requisitos das provas muito altos, muito mais altos do que outras coisas que vocês acreditam mas nunca viram ou sentiram, ou tiveram uma prova cabal.

  22. André

    por que vocês colocam os requisitos das provas muito altos, muito mais altos do que outras coisas que vocês acreditam mas nunca viram ou sentiram, ou tiveram uma prova cabal.

    Deixa ver se entendi. Estamos falando do suposto criador do universo, certo?Do ser que segundo vocês crentes criou incontáveis galáxias, a fusão nuclear nas estrelas, a reprodução humana, a organização social das abelhas, o ciclo do nitrogênio… Enfim, tudo que existe.

    Mas ele não daria conta de preencher a exigência de provas de sua própria existência por que nós humanos (ou alguns de nós) as colocamos em níveis muito elevados, é isso?

    Rapaz! Eu sou mais poderosa que o criador do universo, então?
    Muito bem, como hoje estou podendo ser magnânima, já que acabei de descobrir que sou mais poderosa que o criador do universo, vou dar uma dica.
    Encarrego você, que pelo visto está fazendo as vezes de embaixador do criador do universo, de transmitir a ele uma sugestão.
    Sabe o sol? Ninguém precisa acreditar que ele existe, nem exigir provas disso, todo mundo simplesmente sabe que ele está lá. É por aí.
    Fala que eu mandei um oi.

  23. eu comentei justamente sobre essa “carência” de Deus em ser “percebido” no outro post.

    E olha que dificuldade pra se encontrar um ser que supostamente está em todo lugar…

    Esse discurso do André é funciona muito bem se quem tá ouvindo tá louquinho pra dizer “Aleluia!”.

    Mas comigo não cola.

  24. sessrodrigues,

    Mas ele não daria conta de preencher a exigência de provas de sua própria existência por que nós humanos (ou alguns de nós) as colocamos em níveis muito elevados, é isso?

    Claro que não. Se ele quiser ele te fará acreditar no que ele quiser, mas ele tem o direito de ditar as regras, e ele pode ter querido que você tenha algum grau de liberdade em escolher.

    Sabe o sol? Ninguém precisa acreditar que ele existe, nem exigir provas disso, todo mundo simplesmente sabe que ele está lá. É por aí.
    Fala que eu mandei um oi.

    O sol é fácil, mas e as ondas gama e beta? Elas existem?

  25. Barros,

    Esse discurso do André é funciona muito bem se quem tá ouvindo tá louquinho pra dizer “Aleluia!”.
    Mas comigo não cola.

    Esse é o problema de discutir com você, eu dei argumentos, falei que nós acreditamos em outras coisas que não vimos com os próprios olhos, e você responde: “para mim não cola”, mas não fala sobre o argumento.

  26. André

    O sol é fácil, mas e as ondas gama e beta? Elas existem?

    Pra que complicar? Afinal, segundo você mesmo, o Deus não consegue atingir nossos altos, muito altos requisitos de provas.
    Eu acharia mais sensato da parte do Deus fazer que nem o Sol, que não me deu liberdade de escolher se eu acredito nele ou não, simplesmente está lá para eu saber sem sombra de dúvida que ele existe.

  27. SSRodrigues:

    Pra que complicar? Afinal, segundo você mesmo, o Deus não consegue atingir nossos altos, muito altos requisitos de provas

    Você acha complicado? É muito simples, você acredita em um monte de coisas sem ter vistou, tocado ou cheirado. Só que com Deus a exigência da prova é muito maior.

    Eu acharia mais sensato da parte do Deus fazer que nem o Sol, que não me deu liberdade de escolher se eu acredito nele ou não, simplesmente está lá para eu saber sem sombra de dúvida que ele existe.

    Não necessariamente. Se fosse assim, ‘impossível não crer’, qual o valor dos que realmente creem? Como separar o joio do trigo?

    Sobre Deus nos dar o livre arbítrio, teria o mesmo valor para você sua filha te amar por falta de escolha e liberdade ou por uma livre e espontânea escolha?

  28. André

    A pergunta “pra que complicar” está em função da frase ” Afinal, segundo você mesmo o Deus não consegue atingir nossos altos, muito altos requisitos de provas”.

    Significa que não é pra mim que é complicado, é pro coitado do criador do universo que é complicado. Eu só estou quebrando um galho pra ele.
    Eu não acredito em nada, André. Eu aceito sob condições coisas que estão ao alcance do meu entendimento ou que façam sentido para mim e a ideia Deus nunca foi uma delas. Tudo que dependa de eu acreditar está fora das minhas considerações.

    qual o valor dos que realmente creem?

    Não sei se entendo o que você quer dizer. Alguém que “realmente creia” precisa ser avaliado em termos de quanto valha? Em comparação com quê?

    Sobre Deus nos dar o livre arbítrio, teria o mesmo valor para você sua filha te amar por falta de escolha e liberdade ou por uma livre e espontânea escolha?

    A minha filha me ama porque esteve durante nove meses dentro de mim, porque eu a alimentei, a mantive confortável e segura, porque contrariando teorias estúpidas nunca aceitei que bebês devem ser deixados chorando no berço, porque fiquei com ela no colo vezes sem conta, a abracei, beijei, brinquei com ela, fiquei noites acordada acompanhando a energia aparentemente inesgotável dela. Porque cuidei dela quando ficou doente e a consolei quando se machucava. Porque também me fiz respeitar, procurei não ser injusta ou arbitrária mas sempre deixei claros os limites, porque a eduquei.

    Por causa disso tudo, enquanto crescia ela não teve liberdade de escolher me amar, foi uma coisa compulsória. Ela já tem 24 anos e por isso agora tem essa liberdade, mas continua me amando mesmo assim.

    Resumo da ópera: diferentemente do Deus, eu não dei o livre arbítrio para minha filha; ao invés disso, decidi dedicar toda a minha vida a ela.

  29. ss rodrigues:
    acho que você complicou, o meu ponto foi simples: a sua filha de 24 anos, para você teria o mesmo valor se ela amasse você porque não tivesse outra escolha? Fosse algo forçado ou automático, instintivo? Não é melhor saber que ela te ama por livre e espontânea vontade, seja por que motivo for, mas ela “escolheu” te amar? E ainda que ela é uma pessoa de bem por que ‘escolheu’ ser? Deus poderia pensar assim também, ao dar-nos o livre arbítrio.

  30. André

    Não compliquei nada. Você quis estabelecer um paralelo entre um Deus-pai e uma Shirley-mãe.
    O seu argumento é que a explicação para a condição indetectável desse Deus é justificada pelo amor dele pela criatura,configurada pelo livre-arbítrio.
    Eu demonstrei na prática que expressão de amor não é a ausência, mas a presença e o cuidado constante com a criatura. E que essa presença e cuidado não são compatíveis com o livre-arbítrio, justamente porque, devido à presença e ao cuidado, não houve oportunidade de escolha.
    Nunca me passaria pela cabeça me preocupar com a possibilidade de algum filho meu me amar forçadamente, porque não existe o amor forçado.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: