Deus, ninguém me ama também [Republicação]

Eu lembro que, logo no início do filme A Bela e a Fera, o narrador fecha a introdução dada à estória com essa pergunta: “Pois quem seria capaz de amar um monstro?”. Um ótimo começo, porque resume bem o excelente enredo e a moral dessa fábula, uma vez que o bom-senso nos leva a pensar que um amor entre uma mocinha linda e uma criatura horripilante seja mesmo impossível. A expectativa, então, é a de que o conto de fadas venha a nos mostrar que estamos errados, e nos surpreenda com um final maravilhosamente inesperado.

Mas o mundo real não é assim tão surpreendente. Não fui eu que fiz essa lei, mas quando uma coisa tem chance de dar errado, ela vai dar errado. Se você quer namorar uma princesa, ajuda mais ser o príncipe do que ser o sapo. E se você é um Deus carente que precisa muito de amor… então é melhor fazer por onde.  

Veja os cristãos, por exemplo: depois de se darem conta de quão monstruoso era o Deus hebraico, resolveram acorrentá-lo às páginas do Antigo Testamento, e lá o esqueceram. Já tendo feito o que lhe cabia — criar o mundo e lançar sobre ele sua maldição — Deus agora é convenientemente usado apenas como ameaça: um pitbull raivoso que eles prometem soltar nas fuças de quem não simpatizar com o deus do Novo Testamento — Jesus Cristo —, em tudo e por tudo diferente do Deus-monstro que eles se viram incapazes de amar. 

Pelo dogma da Santíssima Trindade (em que entra, também, o Espírito Santo, que nem fede nem cheira), admite-se que Deus e Jesus sejam uma e a mesma “pessoa”. Mas isso é só mais outra das incontáveis e embaraçosas contradições da doutrina católica, porque as diferenças não poderiam ser maiores. 

Deus era o deus dos hebreus, o deus do “povo escolhido” (escolhido por ele, Deus); Jesus é o deus de qualquer um que se disponha a trocar demonstrações carnavalescas de amor fingido por um salvo-conduto que o livre do castigo de ser torturado por toda a eternidade (ameaça feita por ele, Jesus). 

Deus cuidava exclusivamente dos hebreus e estava sempre do lado deles nas trincheiras; Jesus não tem nada de belicoso e, aparentemente, não faz distinção étnica.

Deus afogou quase todo mundo na Terra, incitava guerras, matava e mandava matar; Jesus não é afeito a genocídios e sempre foi infinitamente mais diplomático.

Deus criou o universo todo, junto com tudo que há nele; Jesus se contentou em fazer apenas alguns truques de circo.

Mas se o Pai era o Verbo, o Filho do Homem foi o Discurso. E graças a uma conversa mole sobre recompensa em outra vida; graças à ameaça de entregar os dissidentes aos cuidados do Deus do Antigo Testamento, dois mil anos depois, Jesus é o único deus dos cristãos. Eles veneram sua imagem; eles fazem músicas em seu louvor; eles divulgam suas ideias e pregam em seu nome; eles o bajulam; eles recontam suas aventuras para as crianças; eles comemoram o dia do seu aniversário.

De hoje em diante, quando baterem à sua porta nas manhãs de domingo, nos sermões das igrejas, nos shows de horrores dos programas religiosos na tevê; e sempre que vierem falar de “Deus” para você, tente perceber a que deus eles estarão se referindo, a que deus eles estarão dirigindo suas lamúrias, a que deus eles invocam para agradecer e para suplicar, a que deus eles dizem que amam. Eu sou capaz de apostar que será o deus do Novo Testamento.

O outro, o Deus de Abraão, Isaac e Jacó, permanecerá acorrentado e esquecido na solidão daqueles milênios longínquos, até o fim dos tempos.

Pois quem seria capaz de amar um monstro?

.

.

Anúncios

15 Respostas

  1. Barros, quanto tempo! Bom retorno, você sumiu, achei que fosse tinha virado cantor Gospel.

    Um comentário sobre os “monstros” que não queremos encarar: o monstro dos ateus, muitas vezes, é fechar os olhos para o ‘monstro’ da probabilidade científica e filosófica de que o universo tem um criador. Fogem desse monstro, preferem só falar do Deus do Velho Testamento.

  2. “Jesus não tem nada de belicoso e, aparentemente, não faz distinção étnica.”
    Será?
    Mateus 15:22-26
    “22.E eis que uma CANANEIA, originária daquela terra, gritava: Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim! Minha filha está cruelmente atormentada por um demônio. 23.Jesus não lhe respondeu palavra alguma. Seus discípulos vieram a ele e lhe disseram com insistência: Despede-a, ela nos persegue com seus gritos. 24.Jesus respondeu-lhes: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 25.Mas aquela mulher veio prostrar-se diante dele, dizendo: Senhor, ajuda-me! 26.Jesus respondeu-lhe: Não convém jogar aos cachorros o pão dos filhos.”

  3. Jesus era meio estressado e mandão, mas apesar disso precisamos amá-lo pq ele concordou em pagar nossos pecados sendo crucificado. Eu tbém queria q ele fosse mais compreensivo e flexível, mas ele é durão, apesar disso temos q conseguir amá-lo como ele é.

  4. Por que será que o anônimo omitiu o final da história?

    Mateus 15:28 Jesus respondeu: “Mulher, grande é a sua fé! Seja conforme você deseja”. E, naquele mesmo instante, a sua filha foi curada.

  5. Jesus não passa de um conto e mais nada.

  6. Você vê hoje imbecis dizendo , Jesus isso , Jesus aquilo , e não passa disso , fica mesmo sendo apenas um conto na boca de imbecis mentirosos e embusteiros na arte de se auto enganar e de enganar outros pobres incautos.

  7. Pra mim esse Jesus seria mais útil que seus proclamadores fosse lá no hospital do câncer e tirasse todos de lá. Ou fossem em massa atrás de curar os contaminados pelo o Ebola. Porém para os embusteiros da mentira em cristo sempre existe um Mas.

  8. Gf, há 2 mil anos de história em que 99,99% das pessoas aceitaram a existência de uma pessoa que viveu na Galilea chamada Jesus. Que fatos novos você tem a mostrar para convencer-nos de que ele nunca existiu?

  9. Barros

    O que sinto sobre Deus, é que ele é tenebroso, raivoso, vingativo, muito, muito vaidoso, quer ser louvado, bajulado o tempo todo em troca da veneração de sua imagem, mas, cuidado, ele pode matar seus filhos cá na terra sem misericórdia se for desobedecido como ele fez nas narrativas bíblicas, você poderá ser exterminado por um raio num abrir e fechar de olhos, e vai para a fogueira eterna.
    Sim, entre 7 bilhões de pessoas da população do planeta você vai ter o privilégio de ser escolhido, isolado, julgado e castigado por não crer nele ou então ele te colocará na lista dos privilegiados a viver eternamente ao seu lado, o que eu acho que pode ser super monótono.

  10. Gf

    Concordo com você e acho até burlesco alguém agir como se, seu deus fosse O DEUS, que sua religião ▬ uma dentre as 13.000 existentes ▬ fosse A RELIGIÃO, a melhor, verdadeira, correta e só faltam promover guerra em torno das “ditas” palavras de Jesus na sua suposta passagem por Galileia há 2.000 anos e o que se diz desse senhor só é encontrado dentro da bíblia que a Igreja Católica escreveu e quer que a gente engula tudo isso como se não tivéssemos um cérebro racional para distinguir o real da fantasia, por isso essa estória sobrevive até hoje para milhares de pessoas pois é da natureza humana crer em algo superior e controlador de tudo.
    Beltrand Russel dizia que o medo é a base de toda religião e que a maioria das pessoas acredita em Deus porque lhes ensinaram, desde tenra infância a fazê-lo, e essa é a principal razão, mas, o cristianismo não corresponde a 99,99% da população pesar de ter número maior de fieis cristãos que baseiam sua crença em Jesus de Nazaré.

    Essa lista reúne as 10 religiões com mais adeptos do mundo.
    As religiões estão distribuídas assim:

    1º. Cristianismo – 2.106.962.000 de adeptos
    2º. Islamismo – 1.283.424.000
    3º. Hinduísmo – 851.291.000
    4º. Religiões chinesas – 402.065.000
    5º. Budismo – 375.440.000
    6º. Skihismo – 24.989.000
    7º. Judaísmo – 14.990.000
    8º. Espiritismo – 12.882.000
    9º. Fé Bahá’í – 7.496.000
    10º. Confucionismo – 6.447.000

    A diferença entre o cristianismo e o islamismo é de 823.358.000 milhões, isto é, somando com as outras o cristianismo não corresponde a 99,99% dos habitantes da terra.
    Porém, posso até acreditar que 99,99% dos cristãos certamente acredita na existência de Jesus como filho de Deus, ai sim, considera-se uma certa lógica.

    Quando uma maioria concorda não significa que esteja certa, pode ser uma questão de pluralidade em relação aos conceitos aplicados como também de marketing.

    A arqueologia científica e outros historiadores neutros, nunca encontrou sequer um vestígio do “Jesus histórico” e nem do Jesus Deus milagreiro, um encantador e curador de gente que andava por aquelas bandas, o que me faz lembrar a passagem do líder espiritual Chico Xavier que viveu fazendo curas em Uberaba-MG, expert em truques, rodeado por pessoas místicas e de cérebro com alguma falha no grau da sua capacidade de discernimento talvez face ao sofrimento, dor, o que altera sem sombra de dúvida o equilíbrio emocional e em consequência sua racionalidade.

    Ainda bem que ele praticava filantropia com os recursos da gratificação monetária que recebia, pelo menos.

    Há diferenças dos meios operantes, mas, ambos usavam do seu dom de manobrar e impressionar. Pelo menos podemos creditar que Chico Xavier viveu, há provas físicas dele e de seus passos que agia baseado no “espírito” de pessoas mortas.
    Diz a bíblia que Cristo também expulsava demônios de pessoas possessas, ele agia como um exorcista, o mesmo que os pastores neo pentecostais fazem nas suas igrejas e os padres da Igreja Católica também fazem com muita propriedade.


    De tanto se repetir uma mentira, ela acaba se transformando em verdade.―Joseph Goebbels

    Confirmando então a questão do marketing, o que se vê hoje são fábulas sendo repetidas de boca em boca para a imaginação das pessoas da mesma forma com que foram criadas e exaltadas até se transformarem em “verdades” pelo manuseio da fé que as pessoas possuem por suas necessidades de crer em coisas místicas.

    Esta semana coloquei em meu site uma postagem, no direito de expor meu juízo, onde faço um relato da minha impressão sobre Cristo com o título:MINHA LEITURA PESSOAL DE CRISTO..

  11. Ih, dona Ana Júdice, gostando ou não gostando Jesus existiu e existe. E há provas disso: os livros DIVINA REVELAÇÃO DO CEU e DIVINA REVELAÇÃO DO INFERNO, escritos por Mary Kathrin Baxter q foi levada em espírito pra ver como sâo o Céu e o Inferno. Li ambos livros, sao impactantes, principalmt o do Inferno, fiquei semanas angustiado ao saber dos sofrimento extenuantes no ardor do fogo permanente. Sugiro q ao menos leia C mente aberta os livro q citei. Felicidades.

  12. A existência do Jesus histórico nunca foi questionada por nenhum historiador em 2 mil anos de história, só agora há poucos anos e na era da “internê” que os boatos circulam. Quem é historiador da area, acadêmico, sabe que Jesus histórico existiu. Só alguns poucos malucos vem com teorias da conspiração. Se Jesus era o filho de Deus é questão de religião, sua existência é fato histórico.

    Não acho o meu Deus nenhum pouco tenebroso, alias, o que pode ser mais humilde e bondoso que tornar-se homem, pobre, e morrer de uma morte tão violenta?

    É tão infantil o argumento de que uma religião que começou com poucos pescadores, tinha tudo para dar errado, tinha tudo para acabar com a crucificação de Jesus… no entanto ganhou o mundo, gerou grandes filósofos, e tudo isso foi então fruto de “uma mentira repetida muitas vezes”? Dá para tomar uma Kaiser?

  13. Barros

    Fi, não fique assim não! Se sentindo a fera!
    Lembre-se : “Quem ama o feio, bonito lhe parece!”

  14. Barros, que tipo de barro podre é feito o teu corpo?

  15. Uma coisa que muitos esquecem é que o amor do Pai (que Cristo nos revelou) não é o amor definido nos dicionários deste mundo. Neste amor está o respeito a integridade de qualquer ser humano; de dar a sua vida por nós. Quem está confuso é quem segue as igrejas de pedra e não ao único pastor (para um só rebanho).

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: