A versão original do Pecado Original

creating-worlds-aa

Capítulo 1

DEUS: Bem-vindo ao Paraíso, Adão! Não te assustes, ó pá!! Eu sou o teu Criador! Fui eu que te fiz; não me tenhas medo. Só vim saber o que tu achaste da minha Obra.

ADÃO: Eu… Eu… não sei o que vos diga.

DEUS: Como assim “não sei o que vos diga”? Pois eu criei um universo inteiro para ti, e não recebo elogio algum em troca? Estou a passar-me!

ADÃO: Mas eu abri os olhos pela primeira vez ainda esta manhã; nem deu tempo de perceber no que estou metido…

DEUS: Pois não te faças de rogado. Eu sou Deus. Sou todo-poderoso, onipresente, onisciente, eterno, perfeito e imutável. Sou o teu Senhor e Criador. Que isto te baste! Agora dá uma boa olhada em volta e vê que beleza que ficou isto aqui! Fiz tudo isto justamente para tu poderes me encher de elogios, e ainda estou a esperar por um, ao que parece.

ADÃO: Deixai-me ver… Eu diria que realmente…  é um lugar muito… Ei!, o que são aquelas coisas?

DEUS: Hein?! Onde? Ah, aquilo são as nuvens. Elas são água em forma de vapor. A função delas é condensar e cair na forma de chuva para prover o mundo com água líquida, que é o que sustenta toda a vida que eu criei. Depois de vir-se à terra, a água evapora e volta a ser nuvem. Eu projetei tudo nos mínimos detalhes, como podes ver, e cada coisa tem uma função específica. Sendo perfeito, eu teria mesmo que criar um mundo perfeito, pois não? Mas tu dizias…

ADÃO: E o que há para além das nuvens?

DEUS: Além das nuvens? Ora, essa é boa! Além das nuvens há de haver o cosmos, ora bolas!; um sem-fim de galáxias, quasares, asteroides, matéria escura, buracos negros… Uma infinidade de coisas.

ADÃO: Para que serve um buraco negro?

DEUS: Tu tens muita lata para ficares aí à sombra da bananeira a perguntar-me tamanhas estultices.

ADÃO: Mas vós dissestes que cada coisa tinha uma função…

DEUS: O que eu disse foi para tu olhares “em volta” e não “para cima”, entendeste? Vê aí e diz-me logo o que achaste.

ADÃO: Bem, vejamos… O que é aquela coisa grandona ali ao lado daquela coisinha de pernas finas?

DEUS: Ora pois, aquilo são animais, e tu precisarás dar nome a eles.

ADÃO: Ah… Então o grandão com a juba eu vou chamar de leão. A coisinha de pernas finas que está a saltitar alegremente em volta dele vai chamar-se gazela. Eles parecem tão amigos, não é?

DEUS: De facto! Criei todos os seres em perfeita harmonia, mas deixei para ti a muita grande honra de dar o nome a todos os animais da terra.

ADÃO: Opa! Mas eu pensava que seriam apenas aqueles dois. Reparastes na infinidade de bichos que há por aí? E só de insetos há de haver mais de dois milhões de espécies! Como arranjarei eu tempo para nomear tudo?

DEUS: Tempo não é problema. Tu vais viver para sempre, Adão. Agora também não é por isto que eu posso ficar a esperar para sempre tu elogiares o meu trabalho! Foi para isto que eu te criei. E não fica a mexer nisso aí, tás a ver?!

ADÃO: Qual a função disto, afinal? Está a aumentar de tamanho…

DEUS: Para, eu já disse! Estátua!

ADÃO: Parei! Pronto! Só tencionava saber para que isto haveria de servir. E quanto ao buraco negro? Esquecestes de reponder…

DEUS: Quem anda esquecido aqui és tu, percebes? E o elogio que ainda não me fizeste?

ADÃO: Pronto. Eu achei o lugar muito aprazível. Fostes por demais caprichoso, está-se a ver.

DEUS: Ah, Obrigado! São muitos anos a virar frangos.

ADÃO: Mas há uma coisa…

DEUS: Uma coisa?

ADÃO: Na verdade mesmo são duas… Quer dizer… Três, ao todo…

DEUS: Olha, se tu quiseres manter a tua saúde em perfeito estado, eu acho bom tu desembuchares duma vez…

ADÃO: É que isto está a ser-me de grande incómodo. Esta manhã, eu sentei na grama… e a grama é bem viçosa, percebestes? Bem viçosa e… deveras pontuda. E eu achei bem desagradável sentar na grama, porque…

DEUS: Já entendi! Está anotado; vejo isto depois. Próxima!

ADÃO: Pois bem. É sobre isto de dar nome a bichos e estar a fazer-te elogios… Eu não sei direito quem sois vós, nem quem sou eu, nem o que estou a fazer aqui. Aliás, nem mesmo sei onde é este “aqui”. Isto tudo está- -me a enfastiar.

DEUS: Próxima!

ADÃO: É que eu só tenho visto estes… estes animais o dia todo… E agora aparecestes vós; mas não há ninguém igual a mim e isto me incomoda também. Eu achava que vós poderíeis…

DEUS: Vira aqui um pouquinho, Adão. Coisa pouca.

ADÃO: Virar? Assim? Então… Eu achava que vós poderíAaaaaai!! O que vem a ser isto?!

DEUS: Isto chama-se dor. Não era para tu sentires dor, mas, já que pediste companhia, eu vou fazer uma mulher de uma de tuas costelas.

ADÃO: Isto doeu-me à vera! Mas por que vós não poderíeis fazer uma mulher sem me aleijar deste jeito?! Por um acaso também fizestes as galáxias e os buracos negros a partir de costelas?

DEUS: Quem anda à chuva, molha-se, pois não?

.’images-1

Capítulo 2

DEUS: Pronto. Aí está tua companhia, Adão (Gen 1:27). Que nome pretendes dar a ela?

ADÃO: “Eis aqui agora o osso de meus ossos e a carne da minha carne; ela se chamará Virago, porque do varão foi tomada.”

DEUS: Virago? Ai, que me deu até dor de cabeça. Nada disso: chamá-la-ás de Eva. E vou recolher-me agora, porque a ficar contigo neste tró-ló-ló nunca mais é sábado. Até amanhã!

ADÃO: E o que estaremos nós a fazer na vossa ausência?

DEUS: Eu vos abençoo. Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se mova sobre a terra. (Gen 1:28) Quanto a ti, rapariga…

EVA: Tu tá falando comigo?

ADÃO: Eva! Isto são modos?

DEUS: …, conversaremos quando eu desocupar-me de coisas mais importantes. Não vou poder ficar mais tempo convosco hoje.

EVA: Por mim tá beleza, mas eu tô cheia de fome. Onde tem um lugar aberto a essa hora pra gente tirar a barriga da miséria?

DEUS: Eis que vos tenho dado toda erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. (Gen 1:29-30) Até amanhã!

EVA: Se a gente pode comer de tudo e é tudo de graça, eu tô dentro… Ué! Pra onde é que ele foi?

ADÃO: Desapareceu no ar! Parece gostar de exibir-se!

EVA: Na boa: qual é a desse cara?

ADÃO: Ele é Deus. Onipotente, onisciente, onipresente, eterno, perfeito e imutável. Foi ele que nos criou e a tudo mais que tu estás a ver. Na verdade ele criou apenas a mim; mas consoante o papel dele de Criador, eu pedi-lhe para criar um outro da minha estirpe.

EVA: Vocês dois são criadores de estirpe?

ADÃO: Não. Eu pedi-lhe para que criasse um outro parecido comigo. Mas pelo que estou a notar, tu és bem diferente…  

EVA: Credo!! Por que esse troço tá apontando pra mim?

ADÃO: Eu realmente não sei por que isto está a agir desta maneira, mas ficou assim depois que tu aparececeste. Antes era diferente; e menor.

EVA: E que porra é essa de querer me chamar de Jivago? Tu acha que eu tenho cara de traveco, seu filho da puta?

ADÃO: Não, rapariga.

EVA: Rapariga é a sua vó!

ADÃO: Eva, acalma-te! O nome era Virago, mas eu não sei de onde eu tirei aquilo. Era como se eu estivesse a ler um script! Muito estranho! Eu, na verdade, penso que tu és muita linda…

EVA: Minino, esse negócio aí tá tremendo grudado no teu corpo. É o vento, será?

ADÃO: Eu cá estou a suspeitar que não seja. Tu não queres ir comigo para ali embaixo daquela árvore?

EVA: Pode ser… Tu me explica o que tá acontecendo, que eu não tô entendendo bulhufas! A gente vai sentar aqui embaixo, nessa grama pontuda? Ai, que susto!! Olha ali no pé de pau! Que bicho feio é esse?

ADÃO: Ah, este cá ainda não tem nome. Deus  mandou- -me nomear todas as criaturas do mundo, mas, até agora, só dei nome para três apenas. Para duas, de facto, desde que ele não aceitou o nome que te dei.

EVA: Não fode! Tu queria me chamar de Jivago!

ADÃO: Era Virago. Mas eu gostava de saber por que tu falas tantos palavrões deste jeito…

EVA: Puta que pariu!, é mesmo; eu já tinha reparado. Mas tu acredita que eu não consigo evitar essa merda? Parece até que foi ele que me criou assim. É como se ele quisesse fazer eu parecer inferior a tu, só pode!

ADÃO: O que estás a dizer?

EVA: “O que estás a dizer”. Tu acha que eu consigo falar desse jeito, todo certinho que nem vocês dois falam? Porra nenhuma! Aí tu já pensou a gente num evento social? O povo todo ouvindo tu com essa fala de criador de estirpe e eu falando feito uma… Rapariga! Ele me chamou de rapariga?  

ADÃO: Não é o que tu estás a pensar. Depois explico-te isto. Mas escuta: Deus está com este assunto de dar-me atribuições, e eu vou requerer teu auxílio. Lembra-te do que te disse sobre nomear todos os bichos do mundo? Quando eu penso que só de insetos há de haver mais de dois milhões de espécies…

EVA: Dois milhões!? Porra!, dois milhões de espécies de inseto é inseto pra caralho!!

ADÃO: Pois não?!

EVA: Mas e esse bicho grosso e comprido aí. Que nome tu vai dar pra ele?

ADÃO: Estava a pensar em Mister Adão… rsrs

EVA: Não, seu convencido! Esse outro aí no chão!

ADÃO: Ah, sim. Que tal serpente?

EVA: É bem melhor do que Jivago, com certeza. Mas, se tu, Adãozinho, me quiser sentadinha do seu lado na grama, vai ter que tirar essa serpente daí.

ADÃO: Pois está arrumado. Eu a ponho aqui neste galho de árvore… Pronto! E agora… 

EVA: Eita que o teu negócio tá me cutucando na coxa…

ADÃO: Tu és muita linda, sabias?

EVA: Muita linda? Ai, para!! rsrsss Vem cá! Que babado era aquele de “frutificai e multiplicai-vos”? Tu entendeu?

ADÃO: Pois tu acreditas que esta foi a única coisa que eu entendi até este ponto? Agora é saber se tu queres que eu te explique a ti.

EVA: Te explique a ti? Teu dicionário tá nervoso, num tá não? rsrsrsrs 

.”’images-2

Capítulo 3

DEUS: Adão! Adão!

ADÃO: Estou cá! Por que não viestes ontem?

DEUS: Porque ontem era o Sétimo Dia da Criação; o dia que eu já reservara para o meu descanso, ora pois!

ADÃO: Mas anteontem vos despedistes com “até amanhã”, então eu achava que…

DEUS: Mas “até amanhã” é o que toda gente diz ao despedir-se; não significa que se venha mesmo a dar-se as caras no outro dia. Mas olha isto: eu te fiz uma túnica de peles, por causa do incómodo da grama.

ADÃO: Mas por que só fizestes a minha?! E isto lembrou- -me que os outros bichos não sentem incómodo com a grama pontuda, nem com o frio da noite, nem com o vento constante que causa desconforto no atrito com a pele. Vós não acharíeis mais conveniente ter-me feito com algum tipo de proteção natural? Talvez uma pele mais resistente como a do búfalo, ou com pelos para me aquecer como a dos ursos?

DEUS: Adão. Sério. Eu te criei com um propósito e não era para ser este de fazer-me listas de coisas a corrigir.

ADÃO: E qual propósito seria?

DEUS: Não é da tua conta, opá! E é isto: vim dizer-te que tu podes comer dos frutos de qualquer árvore, exceto daquela que eu pus bem ali no meio do jardim. Se tu comeres do fruto daquela árvore, tu morrerás. (Gen 2:16-17)

ADÃO: Mas ainda anteontem vós dissestes: 

  Eis que vos tenho dado toda erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. (Gen 1:29)

ADÃO: Por que só agora vindes com esta exceção??!!

DEUS: Isto também tem um propósito. E também não é da tua conta. Mas eu vou repetir para que tu depois não venhas a dizer que não foste avisado:

  Come de todas as árvores do Paraíso, mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque, em qualquer dia que comeres dele, morrerás. (Gen 2:16-17)

ADÃO: Como fica isto de dizerdes que podíamos comer dos frutos de “todas as árvores”, se deixastes uma árvore venenosa tão acessível no meio do jardim, e só dois dias depois vindes dar este aviso?

DEUS: Como eu já bem notara: tu reclamas demasiado! Sorte que ainda estou eu com paciência para aturar-te. Só não te confias muito nisto. A notícia boa é que hoje eu vou te dar um ajudante.

ADÃO: Ajudante? Alguém para ajudar-me na escolha dos nomes dos mais de dois milhões de espécies de insetos? 

DEUS: Hei de ignorar este teu comentário, para teu próprio bem, percebes? O caso é que não é bom que o homem esteja só. Tu vais cair em sono profundo para eu tirar uma de tuas costelas, e dela fazer uma mulher. (Gen 2:18-22)

ADÃO: Mas vós já fizestes isto anteontem, no Sexto Dia! Não vos lembrais?

  E criou Deus o homem à sua imagem e semelhança; e criou-os homem e mulher. (Gen 1:27)

EVA: Ô, Adão! ADÃÃÃÃÃO!! Chega aqui na moita! O leão tá pegando a leona e ela fica é de quatro, enquanto ele vem por trás!! A gente tava fazendo errado, mané! Deve ser por isso que eu tô com as costas tudo fudida da porra daquela grama do caralho!

DEUS: Mas quem é essa desbocada?!

ADÃO: É a Virago. Digo: a Eva! Vós não aparecestes ontem, então eu e a Eva… nós passamos o dia todo… nos conhecendo… 

EVA: ADÃÃÃ-ÃO!! Vem ver isso! Quem sabe tu descobre o que tu tá fazendo de errado, porque o leão, meu filho, tá pegando a leona já tem mais de quarenta minutos, e eu ainda não ouvi ele pedir pra “dar uma descansadinha” não, tá?

ADÃO: É “leoa”, Eva!! “LEOA”!!! 

DEUS: Ela será eternamente amaldiçoada por isto!

ADÃO: Só por errar o nome de um bicho? E por falar em bicho, nós estamos a viver ao relento, feito bicho. E isto de dormir sob as estrelas pode ser romântico, mas não é nada cómodo, nem saudável. Eu pensava que vós pudésseis criar um tipo de…

DEUS: Estou a me referir a ela ser amaldiçoada por ter fechado os olhos do homem para a inocência, tendo-os aberto para o pecado.

ADÃO: Pecado? O que é pecado?

DEUS: Vós não deveríeis ter feito o que fizestes! Vós me desobedecestes!

ADÃO: Mas não vos lembrais do que dissestes anteontem?

  Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra. (Gen 1:28) 

ADÃO: Vós deixastes a mim sozinho no paraíso com uma mulher nua, com instruções para nos multiplicarmos, e só agora vindes falar de pecado? Pelo que nos tomais então? Havemos de ser bactérias?

DEUS: Tu te revoltaste contra o teu Criador. E não és mais digno de estar na presença dele. Eu te expulso deste paraíso e, de hoje em diante, a terra será maldita por tua causa. Tirarás dela o sustento com trabalhos penosos todos os dias da tua vida. Ela te produzirá espinhos e abrolhos, e tu comerás o pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra, de que foste tomado. Porque tu és pó, e em pó te hás de tornar.

ADÃO: Ô, Ééééva! ÉÉÉÉVA!!! Corre aqui que nos desgraçamos!

EVA: Ai, o que foi? Deixa eu respirar, que eu vim numa carreira só! Cara, eu vi uma chimpanzoa fazendo uma coisa muito safada com um chimpanzéu. Tu vai se amarrar…

DEUS: E tu, rapariga…

EVA: Rapariga é a senhora sua avó!

ADÃO: Eva, não piora as coisas. Fica calada.

EVA: E tu tá pensando que porque me comeu agora manda em mim? 

ADÃO: Cala-te, Eva!

EVA: Cala-te o caralho! 

DEUS: …, eu multiplicarei os teus trabalhos, e especialmente os de teus partos; tu darás à luz com dor os teus filhos, e estarás para sempre sob o poder do teu marido; e ele te dominará.

ADÃO: Falei para te calares, não falei?

__________

 

2 Respostas

  1. Barros

    Gostei da forma com que você escreveu o texto, ficou muito engraçado, aliás, mostrando que essa história de que um deus criou tudo que existe na terra e nos céus e colocou num determinado local um homem antes esculpido em barro já adulto e falando um idioma etc… é mesmo uma grande piada. Depois que criou o homem e lhe deu um nome, o sabe tudo onisciente [que tem conhecimento infinito sobre todas as coisas] se lembrou de que Adão precisava de uma companheira e foi daí que ele fez uma mulher.

    Essa história da criação de Adão e Eva é de arrebentar qualquer ser que pensa com racionalidade.

    Gostei do palavreado do casal, principalmente da Eva que já apareceu pronta para uso de Adão usando de um vocabulário vulgar, bem ‘mala’, que parece ter sido a primeira e enxergar a cobra falante porque confundiu com a do Adão.

    Adão e Eva, o casal que não nasceu, mas, apareceu do nada prontinho para ser usado e enganar uma parte da população, aquela que lê a bíblia e acredita nas suas fábulas.

  2. Elma, muito obrigado. Eu precisava de alguma forma destacar negativamente a Mulher, porque Deus é sexista.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: