Sinal de Deus

 

15Um semáforo de pedestres aqui perto parou de funcionar há semanas e ninguém notou. Isso porque as pessoas continuam fazendo o que sempre fizeram desde quando o equipamento foi instalado: elas andam na calçada até chegar nele, apertam o botão e, em menos de um minuto, decidem cruzar a avenida por sua própria conta e risco, deixando, logo após, uma fila de carros se formar ante uma faixa de pedestres completamente vazia.

Agora, com o aparelho pifado, mesmo que aquele apertar de botão tenha se tornado apenas um ritual inútil, os pedestres continuam se reunindo bovinamente perto do semáforo, para cruzar a avenida do mesmo jeito: sem esperar pela intervenção de uma luz vermelha divina que interrompa o tráfego em seu nome.

Por que ninguém percebeu que o semáforo parou de funcionar? Porque as pessoas de fato nunca dependeram dele para atravessar uma avenida de pouco movimento. O sinal inoperante virou um tipo de religião; ele tem agora apenas a função de juntar seres humanos em volta de uma ilusão comum: a ilusão de que algo maior do que eles intercede em seu favor sempre que solicitado. Mas, na verdade, assim como também fazem com seu próprio Deus, cada um segue sua vida e seu caminho como se o semáforo de pedestres não existisse.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: