Hífen — um castigo divino (4)

HyphenOrNot 

Ter adquirido o conhecimento de todas as regras do hífen foi o mesmo que ter mordido de novo aquele fruto proibido. Fui expulso do paraíso da ignorância, onde vivia feliz, para ser lançado no inferno da confusão e da dúvida. Hoje eu sou punido pela simples condição de saber. Que tipo de pecador mereceria tamanho castigo? Que tipo de deus se prestaria a aplicá-lo? 

A regra diz que o “h” e o hífen devem ser mantidos nos compostos, para que não se perca o traço etimológico: geo-história, super-habilidadeanti-higiênico. Mas diz também que o hífen desaparece quando o segundo elemento tiver perdido o “h” inicial: inábil, desumano, coabitar, reaver. Como que eu vou saber se o segundo elemento perdeu aquela letra? Só vendo no dicionário; donde se conclui que conhecer a regra é completamente inútil.

Se eu quiser escrever que fulano herdou algo junto com sicrano, eu tenho que pôr “co” e “herdeiro” numa palavra só. Segundo o VOLP, a palavra resultante é coerdeiro; segundo o Houaiss, tanto faz coerdeiro como co-herdeiro.    

Se o prefixo terminar com a mesma vogal que inicia o segundo elemento, o hífen é obrigatório: anti-inflama-tóriomicro-ondas, contra-ataque. Mas nem sempre, e não dá para dizer por quê: reescrever, reeleição, reencarnação, cooperar, coordenar.

No caso do prefixo “sub-”, às vezes o hífen entra para ajudar na pronúncia, às vezes ninguém se importa com isso. Então, como não dá para aplicar a regra da duplicação das consoantes em, por exemplo, sub-raça e sub-reitor (“subrraça”, “subrreitor”), porque iria ficar esquisito demais, escreve-se com o hífen para não se ler “subraça” /subráça/ e “subreitor” /-brei-/. Estranha-mente, entretanto, não se põe hífen em sublocar e sublinhar (o Houaiss ensina que a pronúncia correta é /sub-locar/, para sublocar; já sublinhar tanto se pronuncia /sub-li/ como /su-bli/). 

Com os prefixos tônicos “pós-”, “pré-” e “pró-” deve-se usar o hífen. Mas, diferentemente de quem escreveu essa regra, eu não consigo enxergar se o prefixo tem ou não acento quando falo ou penso numa palavra. Por conta disso, vou sempre ter que recorrer ao dicionário para descobrir, por exemplo, que “pré-existência”, “pré- -estabelecer”, “pós-tônico” e “pró-ativo” se escrevem assim: preexistência, preestabelecer e pós-tônico. Já “pró-ativo” pode ser dos dois jeitos, com e sem hífen: pró-ativo/proativo

E para piorar ainda mais as coisas, ninguém mais se entende quanto ao que é locução ou palavra composta. O dicionário Houaiss registra dia a dia, maria vai com as outras e pé de cabra (a ferramenta) como sendo locuções, respectivamente nas entradas “dia”, “maria” e “pé”. No VOLP, isso tudo aparece como verbetes, ou seja, para a Academia Brasileira de Letras, esses grupos de palavras são substantivos, assim mesmo sem hifens.

No texto do Acordo Ortográfico de 1990, incluindo as notas explicativas, foram as Bases legislando sobre o emprego do hífen que mais mereceram meu estudo e atenção, relidas vezes sem conta. O fruto desse conhecimento não serviu para mais nada além de me condenar à mesma incerteza dos ignorantes*. Hoje, tudo que sei sobre o hífen me obriga a considerá-lo mesmo como um castigo divino.

Deus, rejeitado e desprezado por mim; inconformado com o prazer e com a paz que me dá esse simples ato de escrever; não sabendo como me atingir, achou ele um meio de imiscuir-se entre mim e o teclado. E não podendo me condenar ao Inferno, ele inventou esse tracinho “mal-dito” para me torturar com o medo das exceções, o sofrimento dos caprichos de uso e a agonia da translineação.

_______________________

* Aqueles que ignoram as regras que eu li.

Deixe um comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: