Faz um milagre em mim (ou Zaqueu também iria querer comer a Madona)

“E tendo Jesus entrado em Jericó ia passando. E eis que havia ali um varão chamado Zaqueu; e este era um dos principais publicanos e era rico. E procurava ver quem era Jesus e não podia, por causa da multidão, porque era de pequena estatura. E, correndo adiante da turba subiu num sicômoro para o ver; porque havia de passar por ali. E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.”

Faz um milagre em mim

(Regis Danese)

Como Zaqueu

Eu quero subir

O mais alto que eu puder

Só  pra te ver

Olhar para Ti

E chamar sua atenção para mim.

[As pessoas fazem isso desde sempre, pelo visto. Basta aparecer alguém famoso por perto, rodeado de seguranças e seguidores. Zaqueu teria feito a mesma coisa pela Madona. A diferença é que, como já é bilionária e continua ganhando fortunas com seu trabalho, ela certamente não iria abusar de um fã bem de vida para conseguir comer e se hospedar de graça na casa dele — ela e sua comitiva — , como fez Jesus, cujo trabalho de vender lotes de terra num mundo encantado estava indo de mal a pior.]

Eu preciso de Ti, Senhor

Eu preciso de Ti, Oh! Pai

[Claro que precisa. De outro jeito, quem vai comprar esse CD com essa música enjoativamente melosa e choraminguenta?]

Sou pequeno demais

Me dá a Tua Paz

[Duas coisas. 1. Vê só a inversão de valores: o infeliz se acha pequeno (fazendo uma referência à baixa estatura do personagem bíblico), quando se compara a uma criatura mitológica, e deixa de lado o fato de que o ser humano é a mais fabulosa espécie de que esse planeta já tomou conhecimento. 2. Essa sensação de pequenez parece incomodá-lo tanto que ele anda agitado e pede paz ao ser mitológico que foi quem originou a sensação de desconforto.]

Largo tudo pra te seguir.

[KKKKKKkkkkkkk….. Tá bom… você larga tudo sim… (rsrsrsrsrs, eu me acabo de rir!) Eu vejo isso todo dia: os cristãos deixando o conforto do seu lar, suas posses e sua família, abdicando de sua única vida para seguir a ordem do seu Jesus e sair pelo mundo pregando o Evangelho a toda criatura. Lembra disso?: “ide e espalhai o Evangelho”, “acumulai tesouros no Céu”, “não vos preocupeis com o dia de amanhã”, “desprezai esse mundo”… Mas se nem o cristão acredita nas dicas do seu Deus, nem cumpre suas ordens, onde eu entro nessa? Ah, que piada!]

Entra na minha casa

Entra na minha vida

Mexe com minha estrutura

Sara todas as feridas

Me ensina a ter Santidade

[Ok. Alguém devia avisar pra esse cara que um dos pré-requisitos da santidade é justamente se resignar com o próprio sofrimento. Ele parece que não entendeu bem o espírito da coisa: quer primeiro ser curado das feridas para, depois, aprender como ser santo! O bom e velho mundo cristão: sempre inundado de contradições, de imbecilidades e de coisas que quase matam a gente de rir.]

Quero amar somente a Ti, [Ã-hã]

Porque o Senhor é o meu bem maior, [Ã-hã]

Faz um Milagre em mim. [Tipo: ganhar outro cérebro que funcione direito?]

Anúncios

Jesus cura Gay

Quando o Malafaia morrer…

O próximo papa



Indicação bem-humorada do leitor Washington da Cruz.

Brincando de Deus (parte 4)

.”’images-2

Tentativa Falha de Criar um Mundo Perfeito

Parte final

DEUS: Adão! Adão!

ADÃO: Deus, estou aqui! Por que você não veio ontem?

DEUS: Ora, porque eu acabei lembrando que ontem era o Sétimo Dia, o dia que eu reservei para o meu descanso. E olha isso: eu lhe fiz uma túnica de peles, por causa da sua reclamação sobre a grama que espeta.

ADÃO: Ah, legal mesmo! Mas só fez a minha?! E ó: eu reparei que os outros bichos não se incomodam com a grama pontuda, nem com o frio da noite, nem com o vento constante que causa desconforto no atrito com a pele, e tal. Você não acha que devia ter me feito com algum tipo de proteção natural? Talvez uma pele mais resistente como a do búfalo, com pelos pra me aquecer como o dos macacos?

DEUS: Adão, eu tô ficando de saco cheio das suas reclamações. Sério. Criei você assim com um propósito.

ADÃO: Qual?

DEUS: Não é da sua conta! E outra coisa: você pode comer de qualquer árvore das que estão no Paraíso, exceto daquela que eu pus bem ali no meio do jardim. Se você comer do fruto daquela árvore, você morrerá.

ADÃO: Parô! Parô! Parô! Anteontem você disse: 

  Eis que vos dei todas as ervas, que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que encerram em si mesmas a semente do seu gênero, para que vos sirvam de alimento. (Gen 1:29)

ADÃO: E só agora é que vem com essa exceção??!! Por que você não disse logo que dessa aí não se podia comer?

DEUS: Isso também tem um propósito. E também não é da sua conta. Mas eu vou repetir pra que você depois não venha dizer que eu não avisei.

  Come de todas as árvores do Paraíso, mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque, em qualquer dia que comeres dele, morrerás indubitavelmente. (Gen 2:16-17)

ADÃO: Caralho! E ainda é venenoso?!!! Como que tu, depois de me dizer que posso comer de “todas as árvores”, deixa uma árvore venenosa tão acessível e evidente, e só me vem revelar isso dois dias depois?

DEUS: Como eu já notei antes: tu reclama pra caralho! Mas eu ainda estou com paciência pra te aturar. Só não se confie muito nisso. A notícia boa é que hoje eu vou criar um ajudante pra você. (Gen 2:18)

ADÃO: “Ajudante”? Alguém pra me auxiliar na escolha dos nomes dos mais de dois milhões de insetos? rsrs

DEUS: Vou ignorar esse comentário. O caso é que não é bom que o homem esteja só. Vou fazer você entrar num sono profundo e lhe tirar uma das costelas, para dela fazer uma mulher.

ADÃO: Tu passou o dia de folga fumando maconha, ou o quê?! Tu já fez isso no Sexto Dia, Lembra não?!

  E criou Deus o homem à sua imagem; e criou-os varão e fêmea. (Gen 1:27)

EVA: Ô, Adão! ADÃÃÃÃÃO!! Corre aqui!! Eu tô vendo o leão pegar a leona e ela fica é de quatro, enquanto ele vem por trás!! A gente tava fazendo errado, minino! Deve ser por isso que eu tô com as costas toda fudida da porra dessa grama do caralho!

DEUS: Quem é essa desbocada?

ADÃO: É o Virago. Digo: a Eva! Como você não apareceu ontem, a gente passou o dia transando. E por falar nisso, Deus… Eu acho que você não deu muita atenção ao seu projeto não. Só pode ter alguma coisa muito errada! A Eva é insaciável! Esse meu negócio aqui tá muito bem feito e funciona bem pra caralho, mas demora muito pra reiniciar! E o dela parece que é o contrário! Demora um pouco pra ligar, mas depois, Senhor, não tem quem dê conta!

EVA: Adãããão!! Vem ver, minino!! Quem sabe tu descubra o que tá fazendo de errado, porque o leão, meu filho, tá pegando a leona já tem mais de quarenta minutos, e eu ainda não vi ele pedir pra “dar uma descansadinha”, não, viu?

ADÃO: Eva, é “leoa”!! “Leoa”!!! 

DEUS: Ela será eternamente amaldiçoada por isso!

ADÃO: Só porque ela errou o nome de um bicho?! Ah, fala sério!! E por falar em bicho, você não reparou que a gente tá ao relento, não? Feito bicho? Hein? Esse negócio de dormir sob as estrelas pode ser romântico, mas não é nada saudável, muito menos confortável. Talvez você pudesse criar…

DEUS: Chega! Não vou tolerar mais suas reclamações! Estou me referindo a ela ser amaldiçoada por ter fechado os olhos do homem para a inocência, tendo-os aberto para o pecado.

ADÃO: Pecado? Que mané pecado?

DEUS: Vocês não deveriam ter feito o que fizeram! Vocês me desobedeceram!

ADÃO: Eu lembro muito bem o que você disse:

  Crescei e multiplicai-vos, e enchei a terra. (Gen 1:28) 

ADÃO: Você me deixa sozinho no Paraíso com uma ninfeta daquela, peladinha como nasceu, com esse papo de “se multiplicarem”, e depois vem falar de pecado? O que você acha que a gente é? Bactérias? E outra: na sua onisciência, tu achou que a gente ia passar o dia fazendo o quê? Jogando baralho?

DEUS: Tu se revoltou contra o teu Criador. E não é mais digno de estar na presença dele. Eu te expulso do Paraíso e, de hoje em diante, a terra será maldita por tua causa. Tirarás dela o sustento com trabalhos penosos todos os dias da tua vida. Ela te produzirá espinhos e abrolhos, e tu comerás o pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra, de que foste tomado. Porque tu és pó, e em pó te hás de tornar.

ADÃO: Ô, Ééééva!! Corre aqui rapidinho, que o bicho tá pegando pro nosso lado!

EVA: O que foi, minino?! Ai, deixa eu respirar, que eu vim numa carreira só! Cara, eu vi uma chimpanzoa fazendo uma coisa muito louca com um chimpanzéu. Com a boca!! Acho que você vai se amarrar…

DEUS: E você, Eva. Eu multiplicarei os teus trabalhos, e especialmente os de teus partos. Tu darás à luz com dor os teus filhos, e estarás para sempre sob o poder do teu marido. E ele te dominará.

ADÃO: Taí que dessa parte eu gostei!… 

 

Brincando de Deus (parte 3)

.’images-1

Tentativa Falha de Criar um Mundo Perfeito

Parte 2

DEUS: Pronto. Aí está. Sua fêmea, Adão. Que nome pretende dar a ela?

ADÃO: Eis aqui agora o osso de meus ossos e a carne da minha carne; ela se chamará Virago, porque do varão foi tomada.

DEUS: Virago, o caralho! Ela vai se chamar Eva! Deu até dor de cabeça, agora. Virago… Puta que pariu! É o seguinte. Eu vou me ausentar e só volto por aqui amanhã.

ADÃO: E a gente fica fazendo o quê?

DEUS: Ah, meus queridos. Eu vos abençoo. Crescei e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a, e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves do céu, e sobre todos os animais que se movem sobre a terra. Quanto a você, minha linda, nós conversaremos amanhã.

EVA: Por mim tudo bem, mas eu tô morrendo de fome. Onde que a gente encontra um lugar aberto essa hora pra comprar um lanche?

DEUS: Eis que vos dei todas as ervas, que dão semente sobre a terra, e todas as árvores que encerram em si mesmas a semente do seu gênero, para que vos sirvam de alimento, e a todos os animais da terra, e a todas as aves do céu, e a tudo o que se move sobre a terra, e em que há alma vivente, para que tenham que comer.

EVA: Acontece que… Ué! Pra onde é que ele foi?

ADÃO: Sumiu feito mágica! Esse cara gosta de se exibir!

EVA: “Eis que vos dei todas as ervas…”. Blah! Se era pra me mandar cozinhar, que dissesse logo! Aí, qual é a desse cara?

ADÃO: Ele é Deus. Onipotente, onisciente, onipresente, eterno, perfeito e imutável. Foi ele que criou a gente e tudo mais que você tá vendo. Na verdade ele me criou sozinho; eu que pedi pra ele criar outro igual a mim. Mas pelo que eu tô notando… você não é totalmente igual a mim não…

EVA: Credo!! Por que esse troço tá apontando pra mim?

ADÃO: Só ficou assim depois que você apareceu. Antes tava diferente. E menor.

EVA: E que porra é essa de querer me chamar de Jivago? Você acha que eu tenho cara de traveco, seu filho da puta?

ADÃO: Não, menina! Calma! O nome era Virago, mas eu não sei de onde eu tirei essa ideia. Era como se eu estivesse lendo a porra de um script. Achei você muito linda, e muito sexy…

EVA: Nossa, o negócio tá tremendo aí grudado no seu corpo. É o vento, será?

ADÃO: Eu suspeito que não. Você não quer dar uma deitadinha comigo ali embaixo daquela árvore?

EVA: Pode ser… Você me explica o que tá acontecendo aqui, que eu não tô entendendo nada! A gente vai sentar aqui embaixo, na grama? Ai, que susto!! Que bicho mais feio! O que é isso?

ADÃO: Ah, não tem nome ainda. Deus disse que eu que vou ter que dar nome a todos os bichos do mundo.

EVA: Porra, então vai ser foda, porque tu queria me chamar de Jivago, pô!

ADÃO: Era Virago. Pois é. Deus tá com essa estória de me dar atribuições. E quando eu penso que só de insetos tem mais de dois milhões de espécies pra nomear…

EVA: Dois milhões!? Porra, dois milhões de insetos é inseto pra caralho!

ADÃO: Então!!

EVA: Mas e esse bicho grosso e comprido aí. Como você vai chamar?

ADÃO: Mister Adão?

EVA: Não, seu convencido! Esse aí no chão!

DÃO: Que tal Serpente?

EVA: É bem melhor do que Jivago. Mas, se você, Adãozinho, me quiser deitadinha do seu lado na grama, vai ter que tirar essa serpente daí.

ADÃO: Tá. Eu ponho ela aqui nesse galho da árvore… Pronto! E agora… 

EVA: Credo, o seu negócio tá me cutucando na coxa…

ADÃO: É?… Você tem umas coxas muito lindas!!

EVA: Ai!! Para!! rsrsss Vem cá! Que parada era aquela de “crescei e multiplicai-vos”? Tu entendeu?

ADÃO: Até agora, foi a única coisa que eu entendi… E eu acho que posso te explicar bem direitinho…. Aaah… Você quer, hei?… Que eu te explique?…

EVA: Ai, eu quero.

 

Continua…

Brincando de Deus (parte 2)

images

Tentativa Falha de Criar um Mundo Perfeito

Parte 1

 

DEUS: Bem-vindo ao Paraíso, Adão! Calma, rapaz! Não se assuste!! Eu sou o seu Criador! Fui eu que fiz você. Não tenha medo. Queria saber o que você achou da minha Obra.

ADÃO: Eu… Eu… Não sei nem o que dizer.

DEUS: Como assim não sabe o que dizer?? Eu criei um universo inteiro pra você, e não recebo nenhum elogio? 

ADÃO: Mas eu abri os olhos pela primeira vez essa manhã, e nem deu tempo de entender o que está acontecendo…

DEUS: O que está acontecendo é que eu sou Deus. Sou todo-poderoso, onipresente, onisciente, eterno, imutável e perfeito. Sou o seu Senhor e Criador. Agora dê uma boa olhada em volta e veja que beleza que ficou! Fiz esse mundo perfeito pra você, projetado pra você, e pensando apenas em você. E fiz isso justamente pra você poder me encher de elogios. E ainda estou esperando.

ADÃO: Bom… Deixa eu ver… Eu diria que… realmente… parece ser um lugar muito… Ei!, o que são aquelas coisas?

DEUS: Hein?! Onde? Ah, aquilo são as nuvens. Elas são água em forma de vapor. A função delas é condensar e cair na forma de chuva para prover o mundo com água líquida, que é o que sustenta toda a vida que eu criei. Eu projetei tudo nos mínimos detalhes e cada coisa tem sua função. Sendo perfeito, eu teria que criar um mundo perfeito, não é? Mas você dizia…

ADÃO: E depois das nuvens, tem o quê?

DEUS: Ora, tem o cosmos, galáxias sem fim, quasares, asteroides, matéria escura, buracos-negros… Uma infinidade de coisas.

ADÃO: Pra que serve um buraco-negro?

DEUS: Pra que serve?

ADÃO: É. Você disse que cada coisa tem uma função, não foi?

DEUS: Eu disse? Bom, na verdade, o que eu disse foi pra você olhar “em volta”, não “para cima”, entendeu? Veja aí e me diga o que acha.

ADÃO: Tudo bem, vejamos… O que é aquela coisa grandona ali ao lado daquela coisinha de pernas finas?

DEUS: Aquilo são animais. E você precisará dar nome a eles.

ADÃO: Ah… Então o grandão com a juba e dentes enormes eu vou chamar de leão. A coisinha de pernas finas que tá saltitando alegremente em volta dele vai se chamar gazela. Eles parecem tão amigos, não é?!

DEUS: De fato! Criei todos em perfeita harmonia, mas deixei pra você a subida honra de dar o nome a todos os animais da Terra.

ADÃO: O quê?! Você já reparou no monte de bicho que tem por aí? E só de insetos deve ter mais de dois milhões de espécies! Como que eu vou arranjar tempo pra nomear isso tudo?

DEUS: Tempo não é problema. Você vai viver para sempre. Agora eu é que não posso ficar esperando pra sempre você elogiar o meu trabalho! Foi pra isso que eu te criei. E não fique mexendo aí, você tá ouvindo?!

ADÃO: Pra que serve isso? Tá aumentando de tamanho…

DEUS: Para de fazer isso, porra!

ADÃO: Credo! Só queria saber qual a função disso. E qual a função do buraco-negro também, que você acabou esquecendo de dizer…

DEUS: Quem anda esquecido aqui é você. E o elogio que você ainda não fez?

ADÃO: Ah, é mesmo. Bom… Na verdade eu achei o lugar muito legal sabe? Mas é que tem uma coisa…

DEUS: Uma coisa?

ADÃO: É, Deus… Assim… Na verdade mesmo são duas… Quer dizer… São três ao todo…

DEUS: Olha, se você quiser manter a sua saúde em perfeito estado, eu acho bom você desembuchar duma vez…

ADÃO: É que tem uma coisa que tá me incomodando. Vê só: de manhã, eu sentei na grama, sabe?, e a grama é bem viçosa, não é? Bem viçosa e pontuda… Pois é. E eu achei bem desagradável sentar na grama, entende? Não teria como providenciar alguma coisa pra eu usar, de modo que…

DEUS: Já entendi! Tá anotado e vejo isso depois. Próxima!

ADÃO: Então. É que esse negócio de dar nome a bicho e fazer elogios… Isso tá me incomodando também. Eu tô perdidinho na parada, tipo, não sei direito quem é você, nem quem eu sou, nem o que estou fazendo aqui. Aliás, não sei nem onde é esse “aqui”. E aí… Você ficar me pressionando assim… Tá meio que me estressando.

DEUS: Próxima!

ADÃO: É que eu só vi esses… esses animais o dia todo… E agora apareceu você… Tipo assim: eu tô sozinho, né? Não tem ninguém igual a mim e isso me incomoda muito. Daí eu achei que você podia…

DEUS: Vira aqui um pouquinho, Adão.

ADÃO: Aaarrrrh!! Você tá louco?!!

DEUS: Isso se chama dor. Não era pra você sentir dor, mas, já que pediu uma acompanhante, eu vou fazer uma mulher da sua costela.

ADÃO: Isso doeu muito!! E por que você precisa usar uma costela minha? Por que não faz uma mulher sem precisar me aleijar desse jeito?! Você fez as galáxias e os buracos-negros usando costelas?! Agora tô eu deformado, com um osso a menos!

DEUS: Porra, mas tu reclama pra caralho! Puta que pariu!!!

 

‘Continua…

%d blogueiros gostam disto: